Issuu on Google+

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10 (CPA-10) AULA 10 MERCADO DE AÇÕES


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

FORTUNA, Eduardo. Mercado Financeiro, Produtos e Serviços. 17a. Ed. Qualitymark. Rio de Janeiro:2008.

PINHEIRO, Juliano Lima. Mercado de Capitais – Fundamentos e Téncnicas. 5ª. Ed. Editora Atlas. São Paulo: 2009.

Lei 6404 de 15 de dezembro de 1976 e suas alterações.

ASSAF NETO, Alexandre. Finanças Corporativas e Valor. 5ª. Edição. Editora Atlas, São Paulo: 2010.

CAVALCANTE, Francisco, MISUMI, Jorge Yoshio e RUDGE, Luiz Fernando Mercado de Capitais – O que é e como Funciona. 6ª. Ed.Editora Campus. Rio de Janeiro: Campus:2005.

DAMODARAN, Aswath. Finanças Corporativas Aplicadas – Manual do Usuário. Editora Bookman. Porto Alegre: 2002.


A ATIVIDADE

FONTES

Capital Próprio • Aportes de Capital • Reinvestimento de lucros Capital de Terceiros • Funcionamento • Financiamento

APLICAÇÕES

Resultado Operacional

EMPRESARIAL • Disponibilidades • Capital de Giro • Capital Fixo • Custos e Despesas

Custos de Capital

Impostos

Resultado Líquido


O BJETIVO E MPRESARIAL É AGREGAR VALOR AO NEGÓCIO ... Disponibilidades

Capital de Terceiros

Capital de Giro

Capital Fixo

EVA

ROI

Capital Próprio

WACC


A ALTERNATIVA PARA GRANDES PROJETOS SOCIEDADE DE CAPITAL CAPITAL DIVIDIDO EM AÇÕES

SOCIEDADES ANÔNIMAS

RISCO LIMITADO AO CAPITAL CAPTAÇÕES PULVERIZADAS TENDÊNCIA À GOVERNANÇA


O

QUE SÃO AÇÕES ?

Títulos representativos da menor fração do capital social de uma empresa (sociedade anônima, sociedade por ações ou companhia).

O acionista é um co-proprietário com direito a participação em seus resultados e não um credor da companhia.

As empresas não tem obrigatoriedade de resgatar as ações de sua emissão.

Quem tem ações de uma empresa participa do capital da empresa Ações Ordinárias direito a voto opinar sobre as atividades da companhia Ações Preferenciais preferência na distribuição dos lucros se por três anos consecutivos não houver a distribuição dos lucros, as ações preferenciais ganham o direito a voto


AS 

COMPANHIAS EMISSORAS

Sociedades Anônimas 

Sociedade de capital

Capital aberto ou fechado

Regidas por estatutos sociais

Capital dividido em ações

Responsabilidade dos sócios limitada ao valor das ações


VALOR

DAS

A ÇÕES

Patrimonial: Valor global do Patrimônio Líquido do exercício considerado, dividido pelo número de ações que compõem o capital social.

Intrínseco ou Econômico: Equivale ao valor presente de um fluxo de benefícios de caixa descontado a uma taxa de retorno mínima requerida pelos investidores, a qual incorpora o risco associado ao investimento. Com isso, o valor intrínseco embute o potencial da remuneração, fundamentando-se nas possibilidades de desempenho da empresa no futuro e no comportamento esperado da economia.

De Subscrição : Preço de emissão fixado em subscrições para aumento de capital (não pode ser inferior ao valor nominal contábil).


R ENDIMENTOS 

GANHO DE CAPITAL 

DIVIDENDOS 

Parcela do lucro distribuída em dinheiro.

BONIFICAÇÕES 

Diferença entre preço de compra e venda.

Novas ações distribuídas aos acionistas

SUBSCRIÇÕES 

Aumento de capital

DAS

A ÇÕES


D IREITOS

DOS

A CIONISTAS

Direito à participação nos lucros

Direito de transmissão

Direito a voto

Direito a informações

Direito de preferência na subscrição de novas ações

Direito de retirada


M ERCADO P RIMÁRIO

DE

A ÇÕES

INVESTIDORES

UNDERWRITER (Colocador)

SOCIEDADE DE CAPITAL ABERTO


M ERCADO P RIMÁRIO  

DE

A ÇÕES

Mercado primário: captação de recursos para a empresa. Abertura de capital. 

Documentação legal e contábil.

Registros na CVM e na Bolsa.

Colocação dos papéis e repasse dos recursos para a companhia.

Uma companhia é considerada aberta quando promove a colocação de valores mobiliários em bolsas de valores ou no mercado de balcão.

São considerados valores mobiliários: ações, bônus de subscrição, debêntures e notas promissórias para distribuição pública.


A BRIR OU NÃO ABRIR O CAPITAL ? 

Ao abrir seu capital, uma empresa encontra uma fonte de captação de recursos financeiros permanentes. A plena abertura de capital acontece quando a empresa lança suas ações ao público, ou seja, emite ações e as negocia nas bolsas de valores.

Quanto mais desenvolvida é uma economia, mais ativo é o seu mercado de capitais, o que se traduz em mais oportunidades para as pessoas, empresas e instituições, aplicarem suas poupanças.

VANTAGENS

Fonte de recursos permanentes

Tendência a profissionalização

Redução dos traumas da sucessão

Melhores condições de liquidez para os acionistas

DESVANTAGENS 

Necessidade de maior transparência nos negócios da empresa

Custos de manutenção


C RONOGRAMA DE A BERTURA DE C APITAL 

Análise preliminar sobre a conveniência da abertura

Escolha da auditoria independente 

Divulgação da empresa

Contratação do intermediário financeiro

Anúncio do início do processo de distribuição pública

Definição do preço e volume da operação

Underwriting

Liquidação da operação

Anúncio de encerramento da distribuição pública

Manutenção da condição de companhia aberta

Política de distribuição de resultados e de governança corporativa

Procedimentos legais

Negociação com as instituições financeiras Assembléia geral extraordinária deliberativa Registro na CVM e Bolsa de Valores

Formação do Pool de instituições colocadoras


M ODALIDADE DE ABERTURA DE CAPITAL ABERTURA DE CAPITAL

Emissão de títulos novos no mercado primário

Empresa emissora recebe os recursos do lançamento dos novos títulos

ABERTURA DE CAPITAL VIA BLOCK-TRADE Distribuição de títulos antigos no mercado secundário

Acionistas atuais recebem aporte de recursos através da venda de bloco de ações já emitidas


Aula 10 CPA10