Page 1

LifI

Uma revis ta do seu mod o Decoração Estilo Gourmet Viagem Consumo Nº 14 Abril 2011 R$ 13,90

Morar FUNCIONALIDADE E ELEGÂNCIA EM 50 M2. CONHEÇA OS SEGREDOS DESSA INTEGRAÇÃO 20 Perfil Pedro andrade, jornalista do manhattan connection, conta os caminhos que percorreu até chegar a nbc 44 Comportamento nesta edição buscamos entender a relação entre bem-estar e espiritualidade 64

Patricya Travassos Do equilíbrio e outros amores de uma atriz em constante busca ˝Tudo é uma questão de autoconhecimento, compaixão com os outros e consigo mesma, que se adquire ao longo da vida. Hoje estou melhor que há 20 anos.˝


Patricya Travassos "Acho que tudo é uma questão de autoconhecimento e compaixão com os outros e consigo mesma, que você vai adquirir ao longo da vida. Hoje estou melhor que há 20 anos e espero continuar nessa progressão."

32

20 Feira Hype Os móveis de design mais bacanas do momento 12 Design O estilo contemporâneo e sustentável de Carlos Alcantarino 18 Decor Funcionalidade e elegância em um pequeno apartamento. Conheça o segredo dessa harmonia 20 Perfil Pedro Andrade, jornalista do Manhattan Connection, conta os caminhos que percorreu até chegar a NBC 44

44 Mistura Fina As novidades em moda, design e luxo que fazem nosso desejo de consumo 48 Trendy Beauty As mais recentes novidades para a beleza do seu rosto e corpo 58 Astral Urano está em Áries: o tempo é de mudanças 62 Etiqueta Contemporânea Aprenda como se comportar frente às diferenças de cada religião 68

Revista MOOD Life | Edição 14 | Abril 2011

49 Portrait As dedicações de Marcia Lima 70 Eu Sou Fábio Balestieri conta como um hobby o transformou em empresário 72 Vox Dedê Cesco revela porque valoriza os ingredientes regionais na gastronomia contemporânea 74 Lounge A trajetória e as paixões da empresária Nilda Coelho 76

100 Meu Canto Uma pausa na rotina de Andréia Brochado Antoniolli 80 Gourmet O minimalismo toma conta da cozinha 86 Cultura O pernambucano Gil Vicente e sua sinceridade com a arte 88 Na Estante da Mood Dicas literatura, cinema e música 98 Viagem Surpreenda-se com um resort luxuoso e paradisíaco nas Maldivas 100


M

Comportamento Se a Ciência tenta insistentemente achar razão em algo que não possui tato, pessoas que se dedicam à espiritualidade demonstram, empiricamente, que bem estar e qualidade de vida sempre estiveram relacionadas a ela.

62

CAPA Patricya Travassos. Foto Alexis Prappas (Prappas Imagens). Produção Executiva Melissa Tamaciro. Patricya veste acervo pessoal.

www.moodlife.com.br

www.twitter.com/revistamoodlife

ais leveza, mais equilíbrio, mais tranquilidade. Nesta edição buscamos entender a relação entre bem-estar e espiritualidade. Especialista em Feng Shui, Cris Ventura fala sobre as formas e cuidados para beneficiar a prática em um dos cômodos da casa. Prezando pela qualidade de vida e um pensar mais alternativo, fomos entrevistar uma personagem que incorpora tudo isto. Patricya Travassos, atriz e apresentadora do Alternativa Saúde, exibido pelo canal GNT, conta sobre os caminhos que a levaram ao equilíbrio pessoal e profissional em nossa matéria de capa. Para morar com mais estilo, mostramos projetos funcionais e inspiradores. Já em Viagem, levamos você a um paradisíaco e luxuoso resort nas Maldivas. Em Cultura, revelamos o perfil de um artista sincero e audacioso, o recifense Gil Vicente, que no ano passado colecionou alguns problemas por expor na Bienal autorretratos seus onde se desenhava prestes a assassinar figuras mundialmente importantes, como o Papa Bento XVI e o ex-presidente Lula. Pedro Andrade, um dos apresentadores do programa Manhattan Connection também está nesta edição e aproveita para indicar os roteiros mais descolados em Nova York. Já em nossa seção voltada para consumo, apresentamos os últimos gadgets, tendências e o design criativo de algumas das marcas mais tradicionais e criativas do mercado. Moda, estilo, reflexão e gastronomia também se encontram em mais uma edição feita ao seu modo.


Expediente LifI

diretores Iara Diniz iara@moodlife.com.br Josué Sanches josue@moodlife.com.br Luis Pedro Scalise luispedro@moodlife.com.br Conselho Editorial Adriana Estivalet Alexis Prappas Carla Matsu Iara Diniz Josué Sanches Linda Benites Luis Pedro Scalise Melissa Tamaciro

Maria Consolação Oliveira Simplicidade e alegria são características que definem esta mineira. Professora de yoga - com experiência na Índia - há 30 anos ela orienta pessoas que buscam o autoconhecimento através de práticas holísticas. É bacharel em educação artística e pedagogia, além de ser uma das pioneiras na área de terapias alternativas em Campo Grande. Nesta edição, Maria Consolação escreve um artigo sobre espiritualidade.

Thiago Barros Criativo e otimista, este publicitário imprime o bom humor em seus trabalhos. Além da formação em Publicidade e Propaganda , com a qual trabalha há 12 anos, Thiago é designer gráfico e está expressando talento também nas artes visuais. Ano passado lançou a exposição “Incondicional,” que teve como tema o sincretismo religioso. Parte de suas obras ilustram nossa matéria de comportamento.

Redação e jornalista responsável Carla Matsu (DRT 543 / MS) redacao@moodlife.com.br Editor Eduardo Zeilmann editor@moodlife.com.br

Na rede @gilsaldanha. Tenho que parabenizálos pela última edição. Ótima! Adorei a entrevista com Lobão. Sucesso! @assecartao. @RevistaMoodLife deste mês tem @MundoLeLis produzido por Adriana Estivalet. Adoramos! @KellyForesti. Adorei a entrevista do @lobaoeletrico na @revistamoodlife. @wendytonhati. Acabei de ler uma matéria super legal da @RevistaMoodLife: "Inércia Zero", sobre sair do comodismo. @Gumaaa. A entrevista do Lobão na @RevistaMoodLife só me fez ser ainda mais fã do @lobaoeletrico! Preciso ler o livro #50anosamil.

Arte Final Odirley Deotti arte@moodlife.com.br Editor de Imagem Alexis Prappas alexis@prappas.com.br Fotógrafos Alexis Prappas, Jean Vollkopf, Marcos Vollkopf, RodrigoMarques Holder Gestão Comercial PARA ANUNCIAR LIGUE (67) 3029-3426 comercial@moodlife.com.br Colaboraram nesta edição Texto Cidiana Pellegrin, Daniella Carvalho, Jéssika Machado Ilustração Efe

Revista MOOD Life é uma publicação mensal integrante do grupo DNZ Participações e Negócios Ltda. Rua da Paz, 1584 – Santa Fé. Campo Grande/MS CEP 79021-220. A Revista MOOD Life não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam no expediente não tem autorização para falar em nome da Revista MOOD Life. Impressão e acabamento Idealiza Gráfica e Editora.

CONTATO Envie comentários e sugestões para a seção informando o seu nome completo. A revista MOOD Life se reserva o direito de resumir e adaptar os textos publicados, sem alterar o conteúdo. editor@moodlife.com.br www.twitter.com/revistamoodlife www.moodlife.com.br

12

MOOD Abril 2011


© Mateus Mondini / Studio61

Elegância e sofisticação, sem abrir mão do conforto!

(outlet)


Ideias para você vestir sua casa. Por Carla Matsu

Clássicos contemporâneos O simples e o refinado se unem em equilíbrio para dar forma às peças de uma das marcas mais tradicionais do design italiano, a Cappelinni. Parcerias com grandes designers do mundo todo perpetuam o reconhecimento e o prestígio, mas a marca também ousa ao manter-se aberta a novos talentos, como Jasper Morrison. Verdadeiros ícones do design, suas peças logo se tornam clássicos contemporâneos. É o caso da poltrona Peakcock, que usa um mesmo corte de tecido em dobraduras, envolvendo o encosto e o assento. E a Knotted Chair, feita com um material levíssimo em uma trama de nós. Muitas peças da marca costumam circular pelos principais museus do mundo, como MOMA, em Nova York, Victoria & Albert Museum, em Londres e o Museum of Decorative Arts, em Paris.

ONDE As peças são vendidas com exclusividade pela Micasa. www.micasa.com.br

14

MOOD Abril 2011


Ideias para você vestir sua casa. Por Carla Matsu

Divertido e versátil O aparador e mesa lateral Hi se adaptam a diversos ambientes da casa ou escritório. O primeiro vem com nichos para organizar objetos e o segundo pode também ser usado como criado-mudo. Ambos possuem selo verde. Já a estante modular Toledo permite diversas composições e está disponível em Teca ou Lyptus. O tingimento é a base de água e o acabamento com cera natural. As laterais vazadas conferem leveza ao móvel, além de agregar modernidade ao visual.

Casa cor ms de endereço novo

N

este ano, a Casa Cor retorna a Campo Grande, em sua segunda edição. É na Rua Abdul Kadri, 104, nos altos da Avenida Afonso Pena que a franquia da maior mostra de arquitetura das Américas evidenciará o trabalho de profissionais das áreas de decoração, arquitetura, paisagismo e design. Na edição passada, em 2009, a Casa Cor MS reuniu 23 mil visitantes e revelou novos talentos do setor. Estiveram presentes nomes consagrados e reconhecidos nacionalmente, como o arquiteto Marcelo Rosenbaum.

16

MOOD Abril 2011

Ambiente Relax do Casal. Arquiteta Renata Jallad Casa Cor MS 2009. Foto Alexis Prappas

ONDE www.clamidesign.com.br


Ideias para você vestir sua casa. Por Carla Matsu

Novidades em feira Em sua 22ª edição, a Abup Show, feira do setor de utilidades domésticas, decoração e presentes, é parada obrigatória aos lojistas e profissionais da área. De 11 a 15 de março, mais de 110 expositores revelaram novidades da indústria brasileira e importados no Pavilhão da Fundação Bienal, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Entre as empresas participantes estiveram nomes de peso como a MCassab, que apresentou a moderna churrasqueira One Touch Platinium; a italiana Imeltron com divertidos moedores de tempero em formatos de peças de xadrez e a Modali Design, que trouxe lixeiras cheias de cor. Art Image, Banana Collection, Casa Bonita, Comercial Noblesse, Cristallerie Strauss, Oxford, Riva, St. James e Vista Alegre também pontuaram suas recentes coleções. Onde www.abup.com.br

TORNEIRA EVOLUÍDA Após o sucesso com a Grohe Blue, que reúne misturador monocomando e água filtrada em um único produto, a Grohe - alemã líder mundial em metais sanitários - lança a Grohe Blue II, que não somente apresenta as funções da versão anterior, mas também fornece água gelada e gaseificada diretamente da bica. O lançamento é uma revolução dentro da cozinha: o monocomando dispensa o filtro comum ou mesmo o estoque de garrafas de água. Ainda conta com capacidade de produção de seis litros por hora. Onde www.grohe.com.br

18

MOOD Abril 2011


Design duradouro Carlos Alcantarino faz sucesso com seu estilo contemporâneo e sem abusos Por Cidiana Pellegrim

M

etal, madeira, couro e resina utilizados em processos diferentes originam objetos de desejo criados por Carlos Alcantarino. Há 15 anos ele montou no Rio de Janeiro o Estúdio Alcantarino, especializado no desenvolvimento de móveis, utilidades de decoração, projetos de arquitetura e até cenografia. Reconhecido pelas formas simples, o designer não dirige apenas o próprio escritório, tem parceria com arquitetos e mais cinco empresas: Italmóveis, Acquadesign, Diminici, Proa e John Somers. Com esta última, assinou uma linha de estanho que conquistou o primeiro lugar no concurso do Museu da Casa Brasileira e representou o país na mostra Brasil Faz Design, na Feira Internacional do Móvel de Milão, em 2000. Outros prêmios se somaram ao longo dos anos e firmaram o reconhecimento de Carlos Alcantarino não só no Brasil, mas também no exterior. Hoje o brasileiro exporta suas criações para importantes galerias de design em Londres e Lisboa. Formado em Engenharia Civil no Pará, onde conheceu as matérias-primas com as quais trabalha, Carlos Alcantarino já revelava um apreço pela área atual, mas não via possibilidade de trabalhar profissionalmente. Mudou-se para o Rio de Janeiro e a convite de um amigo montou em sociedade um escritório de design, ficando responsável pela parte administrativa. O sócio faleceu três anos depois e Carlos assumiu a criação. Sem experiência, buscou sozinho o conhecimento que precisava.

20 MOOD Abril 2011

Mas não só a técnica foi essencial ao designer, a criatividade também fez parte do processo. “O inusitado integra a minha profissão. Estou sempre pesquisando e descobrindo novos caminhos”, complementa Alcantarino. Sem modismos, como gosta de valorizar, esse paraense dedica atenção especial ao design sócioambiental. Exemplo disso foi o projeto Experiência Design, que mostrou e ensinou um pouco desse universo a crianças e jovens de comunidades carentes de Belém do Pará. Ainda entre as criações que mais aprecia está o projeto Cabanos, também com enfoque na sustentabilidade. “Em 2008 trabalhei com madeira de embalagem da Albrás (maior empresa produtora de alumínio do Brasil) e borracha resultante de correias usadas pela mesma instituição,” destaca o designer. Entre os novos trabalhos Alcantarino relata a linha de utilitários que está sendo lançada em São Paulo pelo representante Marco 500, além da criação de objetos decorativos com pedras brasileiras. Todas imprimindo sua marca: “menos é mais” sempre. ONDE Carlos Alcantarino: (21) 2227 1028 Em Campo Grande, Casa Design: (67) 3313-6001


O conjunto de vasos da linha Santa Fé, John Somers, utiliza estanho como matéria-prima. A cadeira de balanço infantil foi feita com madeira certificada, resultante das embalagens de equipamentos da maior produtora de alumínio do país. A lixeira é fruto do design sócioambiental do projeto Cabanos, encabeçado por Carlos Alcantarino, e foi produzida a partir de borracha que seria descartada por uma empresa de minério. Na bandeja, madeira e borracha revelam harmonia em outra criação sustentável do Cabanos, premiado pelo Salão Design Casa Brasil 2009. O estanho aparece novamente na aparencia limpa e contemporânea dos conjuntos de vasos da linha Vila Rica, John Somers, premiada pelo Museu da Casa Brasileira.

21


22 MOOD Abril 2011


Transformar um apartamento com um pouco mais de 50 m² num lar amplo, prático e ao mesmo tempo aconchegante era o desafio do arquiteto Jamil Paroschi Jr. Considerado um apartamento de trânsito, pois o proprietário não mora em Campo Grande, o imóvel teve de ser reestruturado para atender as necessidades do cliente. Para isso, Jamil desenvolveu um projeto requintado em seus mínimos detalhes, utilizando a madeira como ponto forte.

Integração em harmonia Apartamento pequeno e funcional garante todas as necessidades de um morador sempre em trânsito Por Daniella Carvalho

Fotos Alexis Prappas

23


A cozinha possui design inovador. Ao fundo, a lavanderia foi reduzida a um balcão e camuflada pelo mobiliário. Os pisos do ambiente sala-cozinha mantiveram o aspecto rústico e elegante do restante do apartamento. Na parede foram colocados tijolos maciços para combinar com os elementos em madeira. A adega instalada no escritório completa o visual.

24 MOOD Abril 2011


25


Na sala, a sobriedade do mobiliário, sofá e poltrona, é valorizada pela tapeçaria. Um tapete étnico e outro do acervo pessoal do proprietário, colocado estrategicamente na parede. O espaço ganhou ainda um home theater e ao lado uma lareira encantadora.

26 MOOD Abril 2011


27


28 MOOD Abril 2011


Dos dois quartos originais, apenas um foi mantido. Ampliado, o novo ambiente conta com uma banheira exclusiva e uma porta de acesso ao box do banheiro, onde o destaque é a sauna privativa. O segundo quarto foi transformado em closet e também cedeu parte do espaço para a cozinha. Tudo na medida certa para aliar conforto, harmonia e elegância aos ambientes.

29


Inspiração retrô Nem sempre o ambiente de trabalho precisa assumir uma decoração fria e séria POR CIDIANA PELLEGRIN

FOTOs ALEXIS PRAPPAS

A

proposta trazida pelo escritório Zenifornari foi brincar com a história da propaganda. A empresa, que trabalha com o tema, abraçou o estilo retrô. A casa, alugada para sediar o novo escritório da cliente, era antiga e cheia de elementos estruturais que remetem ao conceito arquitetônico de outra época. A arquiteta Letícia Fornari decifrou o ambiente e elaborou um projeto aconchegante e funcional. “Costumo dizer que todo local tem exigências físicas. Meu papel é tirar dele algum conceito e inspiração,” atenta a arquiteta. Bem empregado, o retrô também simboliza modernidade.

30 MOOD Abril 2011


Na sala, o sofá neutro recebe cor com as almofadas e a manta dá um toque divertido. Aliado ao conceito estão cadeiras estampadas ao estilo vintage. “Como o ambiente tem pouca luminosidade, e o piso é escuro, as cores trazem energia,” defende a arquiteta. A combinação de tecidos com estampas distintas, mas nos mesmos tons, também traz harmonia ao ambiente.

Inspire-se Ícones da publicidade estão espalhados por toda parte. Nas paredes, os quadros com 'decoupage' evidenciam as referências de quem lida com a criatividade diariamente. Para aplicar a ideia aposte em recortes com o tema de sua preferência e os cole sobre quadros que já possui em casa.

A estante está repleta de objetos inspirados nas propagandas antigas, como a pequena garrafa de cocacola. A mesa abriga uma idéia divertida: porta sobre cavaletes. O charme ficou por conta do revestimento estampado com propagandas. “Quase ninguém sabe que é possível imprimir qualquer arte em tecido, como fizemos aqui” revela a arquiteta. Durante o projeto Letícia trabalhou com detalhes e não reproduziu um ambiente da época. A cliente também se envolveu na execução e o resultado ainda inspira novas criações.

31


Alternativa Patricya Do equilĂ­brio e outros amores de uma atriz em constante busca Por Carla Matsu fotos alexis prappas

34 MOOD Abril 2011


35


O

nome mudou de uns anos pra cá. Assumiu uma letra que não se encontra na certidão de nascimento e nem nos créditos de trabalhos passados, desses que aparecem na abertura de grandes novelas. Com o nome também mudaram algumas atitudes. Porém, não se sabe o que veio primeiro. Se as mudanças internas direcionaram para a assinatura ou vice-versa. Patricya Travassos, atriz, apresentadora, escritora e roteirista é um conjunto todo. Sempre bem disposta e aberta a novos conceitos, terapias, teorias e comportamentos. Tanto que o interesse pela Numerologia se despertou ao entrevistar um numerólogo para o programa que atualmente apresenta, o Alternativa Saúde, exibido pelo canal GNT há mais de treze anos. “Achava super cafona mudar o nome, mas ele me convidou para uma sessão e foi algo tão lógico. Foi incrível, me convenceu. Resolvi experimentar. Aí o nome artístico ficou com ‘Y’ desde 2003”, lembra.

36 MOOD Abril 2011

Leve e ao mesmo tempo articulada, Patricya soa antes de tudo consciente. Seja com o equilíbrio interno, seja com um equilíbrio externo, de maior escala. “Se todo mundo comesse carne como se come no Brasil, teríamos que ter três planetas terras só para a criação de boi”, salienta ela que é vegetariana desde os sete anos por motivos pessoais. Com o passar dos anos, o fato de não ingerir carne tomou proporções além das gustativas e assumiu uma reflexão mais sustentável, politicamente correta. Da infância, o sonho de ser atriz se esbarrou com a consciência. A profissão ficou de lado por um tempo, já que ela acreditava que em termos financeiros poderia não render muito. Logo, buscou por profissões mais tradicionais. Bem, talvez, nem tanto. Tentou o vestibular para Astronomia, algo que a fascinava. Não rolou. Geologia também era opção. Mas as dúvidas a levaram para o caminho das Ciências Sociais, onde até chegou a cursar

a universidade. No entanto, parou. Viajou e voltou depois de um ano. E o inevitável aconteceu. Foi ao encontro do teatro, que deu o pontapé inicial para todas suas multifunções. “Tudo começou acontecer quando eu entrei no meu trilho, quando você está resolvendo com a cabeça, o coração não funciona. Tem uma coisa de preconceitos sobre a profissão, de que não vou conseguir me sustentar, mas quando você vê, você está infeliz e tomando remédio pra depressão”, defende.


37


38 MOOD Abril 2011


A " s

pessoas gastam muito tempo malhando o glúteo, mas ninguém está malhando a consciência. SE A HUMANIDADE OLHASSE 10 MINUTOS PARA DENTRO DE SI, O MUNDO SERIA BEM MELHOR"

39


tudo é uma questão de autoconhecimento e compaixão com os outros e consigo mesma, que você vai adquirir ao longo da vida. Hoje estou melhor que há 20 anos e espero continuar nessa progressão."

40 MOOD Abril 2011


Da profissão e outros amores De roteirista da série Armação Ilimitada à vampira da novela " Vamp", passando por colunista da revista Marie Claire, onde atuou durante oito anos, Patricya já coleciona um bocado de trabalhos distintos. Além do Alternativa Saúde, ela também pode ser vista no horário nobre da Record, quando assume sua personagem Clóris da novela “Ribeirão do Tempo”, que já está em fase de finalização. Outra personagem marcante em sua carreira é a palestrante que interpreta na peça “Monstra”, baseada em seu livro homônimo e que até o ano passado estava em cartaz sob a direção de Jorge Fernando. Para compor cada

personagem, Patricya recorre a um processo intuitivo, que flui de dentro pra fora. “Sou atriz em primeiro lugar, desde os 20 e poucos de idade que faço teatro e televisão, é lá que eu me sinto em casa. Cada ator tem uma maneira, eu não penso como vou fazer. Existe um texto e figurino, mas tudo vai acontecendo e de repente você vai sentindo o personagem. E todo personagem é a Patricya fazendo uma outra coisa, é muito intuitivo mesmo. Eu não penso o processo, eu sinto”.

41


Universo interno Carioca, criada em Ipanema, Patricya já esteve em diferentes partes do mundo, morou um período nos Estados Unidos, inspirou-se e despertou-se na China e com o Alternativa Saúde pode aprender mais sobre equilíbrio e autoconhecimento em países diversos, de Portugual à Tailândia. Em Los Angeles, nos EUA, Patricya viu de perto técnicas e terapias que na época não estavam tão difundidas no Brasil. “Nesses anos fui experimentando várias técnicas. Hoje em dia minha médica, nutróloga, ginecologista, todos vieram do programa”, conta ela que também passou a seguir o Sistema Isha ao entrevistar uma mestra no assunto

42 MOOD Abril 2011

em 2002. Baseado em técnicas que buscam a expansão da consciência, o Isha consiste em um trabalho interno e se propõe a transcender as limitações e medos de quem o pratica. “As pessoas gastam muito tempo malhando o glúteo, mas ninguém está malhando a consciência. Se a humanidade olhasse 10 minutos para dentro de si, o mundo seria bem melhor”, reflete. Quando pergunto à Patricya o que se tornou prioridade nos dias atuais, ela não pensa muito e logo responde: “Qualidade interna de vida, porque é o que gera tudo. Quando você tem isso você gera coisas boas em volta de você e assim tem capacidade de atravessar

tormentas”. Com 59 anos de idade, ela diz se sentir melhor do que nunca. O zelo com parte interna, espiritual e energética são essenciais para ela que reflete sempre sobre a vida. “Acho que tudo é uma questão de autoconhecimento e compaixão com os outros e consigo mesma, que você vai adquirir ao longo da vida. Hoje estou melhor que há 20 anos e espero continuar nessa progressão. Tenho vontade de ficar temporadas de olhos fechados, conhecer mais, gostaria de viver outras personagens, tenho fantasias, mas não sei qual delas vai acontecer. A vida vai se definindo a cada dia”.


43


46 MOOD Abril 2011


Pedro Andrade Com estilo jovial, esse carioca traz aos brasileiros o que há de melhor em Nova Iorque Por Cidiana Pellegrin

Fotos Aydin Arjomand

D

esde 2008, Pedro Andrade integra a bancada de jornalistas do Manhattan Connection, programa exibido pela Globo News, que discute economia, política e cultura de forma descontraída. Morando há nove anos em Nova Iorque, ele também é âncora do programa First Look na NBC e correspondente de noticiários da rede. O reconhecimento do trabalho foi confirmado com a indicação ao Emmy, o prêmio mais importante da TV nos EUA. Em entrevista a Mood, o jornalista conta sua trajetória e como conquistou o título de primeiro brasileiro a apresentar um programa aos norteamericanos. Você foi descoberto enquanto cursava jornalismo. Por que abandonar a faculdade para trabalhar como modelo? Fui convidado a viajar como modelo e trabalhar no exterior. Naquele momento, tinha a exata noção de que morar fora me ensinaria lições que o curso de jornalismo não seria capaz de me oferecer. A profissão de jornalista continuou sendo um objetivo mesmo com a nova carreira de modelo? Sempre soube que era um jornalista trabalhando como modelo temporariamente. Tenho orgulho da minha trajetória no mundo da moda, trabalhei com gente muito competente dentro e fora do Brasil, mas meu objetivo era nítido desde o início. Seu estilo é despojado frente às câmeras. Sempre foi assim na vida pessoal? De forma alguma. Passei minha infância e adolescência tentando ser quem eu não era. Não tinha muito amigos e não me encaixava em nenhum grupo específico na escola. Era péssimo na grande maioria dos esportes e tinha dificuldade em me identificar com as massas. Mas, essas dificuldades contribuíram para o meu amadurecimento. No meu ofício é fundamental não copiar ninguém. O espaço tem que ser ganho a partir da sua própria identidade.

Qual foi a porta de entrada para a televisão? Costumo dizer que na minha carreira, absolutamente nada caiu do céu. Não venho de uma família envolvida com a mídia ou cheia de contatos. Desde o início, tive uma meta e não permiti que nenhuma das muitas portas na cara me desencorajasse. Quando cheguei a Nova Iorque cavei até conseguir uma oportunidade como apresentador de um site pequeno. Depois, muito aos poucos, fui conquistando meu espaço: primeiro na TV local, depois regional e posteriormente em rede nacional. Em algum momento chegou a se imaginar nos caminhos atuais? Sim. Nunca enxerguei minha carreira como um sonho, mas sim como um plano. Hoje faço o que sempre tive vontade de fazer. Tenho o privilégio de trabalhar com o que amo. Você é o primeiro brasileiro a apresentar um programa para americanos. Enfrentou muitos obstáculos até essa conquista? Muitos. Cansei de ouvir que jamais a TV americana daria oportunidade para alguém nascido e criado no Brasil. E por incrível que pareça, as pessoas que mais me desencorajavam eram os próprios brasileiros. Confesso que a minha nacionalidade foi sim um obstáculo no início, mas sabia que teria que trabalhar dobrado pra provar meu valor. Preguiça é uma característica que eu não possuo. Se o trabalho requer sacrifício “X”, pode ter certeza que vou dar “2X”. No Manhattan Connection você visita lugares interessantes de Nova Yorque. Qual aventura foi a mais ousada? Já fiz muita coisa doida pelo meu ofício. Comi baratas em restaurantes mexicanos, mergulhei com tubarões nas Bahamas, cozinhei tripa de peixe em restaurante japonês e esquiei na água na Star Island, em Miami. Apesar de curtir rotina, adoro o fator inesperado da minha profissão. E como é sua rotina? Muito trabalho?

47


Roteiros descolados em Nova Iorque

Para conhecer de perto o jornalista siga o twitter @pedroandradenbc

Trabalho sete dias na semana. Co-produzo e apresento três programas de TV, além de estar escrevendo um livro sobre Nova Iorque que trará roteiros turísticos da metrópole e artigos pra diversas publicações. Também crio minhas próprias pautas, participo dos debates do Manhattan Connection e a lista continua. Tenho pouquíssimo tempo para mim, mas, foi o trabalho que escolhi e tenho verdadeira paixão pelo que faço. Há nove anos em NY ainda cultiva algum hábito brasileiro? Quando bate a saudade do Brasil vou jantar num restaurante brasileiro perto da minha casa, ouvindo música brasileira ou até assistindo ao Jornal Nacional pela TV a cabo. O fato é que hoje em dia vou ao Brasil sempre que posso, quanto mais trabalhos na minha terra natal, melhor. Planos para 2001? Existe algo novo que gostaria de trabalhar? Quero continuar crescendo no meio jornalístico dentro e fora do Brasil. Tenho vários planos e propostas. Prefiro deixar que eles se concretizem antes do anunciar qualquer novidade.

48 MOOD Abril 2011

Passeio

Cultura

Alugue uma bicicleta no Hudson Bikes (http://www. hudsonurbanbicycles.com) e vá pedalando pelas margens do Rio Hudson. Você vai passar pela Wall Street, pelo monumento do World Trade Center, pelos piers, downtown... Quando chegar ao South Street Seaport, escolha um dos bares à beira d'água e tome um copo de vinho apreciando a melhor vista de Nova Jersey.

Conheça o Metropolitan Museum e almoce no restaurante da Neue Gallery que fica a poucas quadras do local. A casa-museu Frick Collection também merece uma visita, é fantástica.

Chocolate

Compras

Pra quem gosta do produto artesanal, o MarieBelle e o MaxBrenner são duas opções deliciosas. No MarieBelle peça o chocolate quente (o branco) misturado ao café expresso.

Os homens devem apostar na Jeremy Argyle (www. jeremyargyle.com) que tem camisas de botões incríveis e pra todos os gostos. As mulheres podem bater perna no SoHo e peça ao taxista para descer na Broadway com Spring Street. Se prepare para gastar! E se o foco são lembranças para a casa, a loja do Moma, no SoHo, e a BookMarc no West Village (loja de livros do Marc Jacobs) nunca decepcionam.

Gourmet O restaurante Corsino fica numa área charmosíssima do West Village e oferece vinhos e ótimas massas. O Tagliatelle com Ragu é o meu prato favorito.


49


Novidades em moda, design e luxo que fazem nosso desejo de consumo. Por Carla Matsu

Evolução móvel Mais fino, mais leve e duas vezes mais rápido, o iPad 2 se ajusta com mais conforto em suas mãos e soa bem mais bonito aos olhos. Mesmo com design fit, o modelo vem com a bateria que dura até dez horas. Outra novidade é sua capa Smart Cover, que apresenta tecnologia magnética inteligente. O resultado é um encaixe perfeito e proteção à tela. Quando aberta, o iPad é ativado imediatamente; fechando ele hiberna na hora. Já suas duas câmeras, uma no verso e outra frontal, garantem chamadas com vídeo mais divertidas, onde é possível conversar com amigos e família frente a frente.

Mobilidade competitiva

Onde www.apple.com

A Motorola lançou recentemente nos Estados Unidos o Motorola Xoom, primeiro a rodar o sistema operacional Honeycomb, específico para tablets. Com design simples e objetivo, o aparelho é potente, com processador dual-core e chip gráfico Nvidia. Há ainda uma câmera frontal e tela widescreen, perfeita para leitura e visualização de filmes. Onde www.amazon.com

Alta performance Capaz de gravar, exibir e compartilhar conteúdos 3D, o smartphone LG Optimus 3D conta com velocidade e potência superiores, resultantes da configuração “tri-dual” (dual-core, dual-channel e dual-memory). É possível ainda navegar pela interface tridimensional do dispositivo, clicando na “tecla de atalho 3D”, que contém cinco exclusivas interfaces de usuário, incluindo Galeria, Câmera, Jogos & Apps, YouTube 3D e Guia 3D. A navegação na web é facilitada. Seu usuário pode utilizar vários programas ao mesmo tempo, rodar games com frames mais rápidos e assistir a filmes sem qualquer contratempo, e por um período muito mais longo. Onde www.lge.com

50 MOOD Abril 2011


Fotografia retrô Lomografia e aplicativos para iPhone resgatam cores, ruídos e ares de antigo POR CARLA MATSU

fotos alexis prappas

Mesmo em tempos de tantos pixels e instantaneidade fotográfica, uma simples câmera com filme parece cativar mais e mais fotógrafos em fase de descoberta. Andar com câmeras analógicas logo no pescoço causa certo estranhamento no olhar alheio. E você sabe, possivelmente, que existem, sim, todos os aparatos tecnológicos que o salvariam da revelação de negativos. Mas a graça está logo aí. Bater uma foto sem saber se o tio saiu de olho fechado ou se o seu irmãozinho estava no canto da imagem cutucando o nariz. Mais importante que isso é ver que as cores são intensas, granulações e outras interferências são corriqueiras nessa tal de Lomografia, que no final das contas poderia ser resumida como: surpresa! Muitos levam essa história tão a sério que fundaram até uma sociedade para falar sobre o assunto, com adeptos no mundo todo que se unem para falar sobre fotografia. No Rio de Janeiro, em Ipanema, a Loja Galeria da Lomography Brasil oferece câmeras que reproduzem as mesmas que ficaram famosas na União Soviética, como é o caso da Lomo LCA + e a super charmosa Diana Pink. Vale lembrar também que a Lomografia se baseia em 10 regras. Algumas bem simples: não pense, seja rápido, fotografe sem ver! Mas a mais importante delas é, sem dúvida - “leve sua câmera sempre com você”. Dia ou noite. E claro, sempre carregada de filmes.

ONDE Rua Visconde de Pirajá, 437 Sobreloja 201. Tel. (21) 2267-2226 www.lomography.com.br

Retrô mobile O Instagram, aplicativo desenvolvido para iPhone, tornou-se em pouco tempo uma verdadeira febre mundial. Já são mais de um 1,7 milhão de adeptos desde a época em que foi lançado: há pouco mais de quatro meses. Reunindo uma forma ágil e fácil de editar as imagens que você faz com seu aparelho, o aplicativo também permite uma integração com redes sociais, onde outras pessoas podem ver seus álbuns “instagramficos”, comentar, seguir você e vice-versa. O charme de tudo fica por conta dos filtros, que proporcionam uma estética retrô às imagens. Assim como na Lomografia, as fotos do Instagram evidenciam ruídos, cores desbotadas e aquela atmosfera vintage, típica das fotos do álbum da vovó. A novidade mais recente é que, agora, o aplicativo conta com o uso de hashtags, assim como aquelas usadas no Twitter. Da mesma forma, suas fotos podem ser agrupadas em temas e, consequentemente, configurar entre os Trend Topics da rede social, algo como, assuntos mais comentados do dia. ONDE Rua Visconde de Pirajá, 437 Sobreloja 201. Tel. (21) 2267-2226 www.lomography.com.br

51


Novidades em moda, design e luxo que fazem nosso desejo de consumo. Por Carla Matsu

Elegância precisa

Moda e consumo online Mais de 70 marcas de roupas e acessórios, entre elas Thelure, M&Guia, Maria Garcia e a jovem e escolada 284 se reúnem de forma prática no e-commerce OQVESTIR. Além da venda, o site proporciona consultoria gratuita que mostra como melhor combinar suas roupas e dá dicas de como valorizar o seu tipo físico. Em breve, novas marcas internacionais serão disponibilizadas pelo site, que também trará novos recursos.

A suíça TAG Heuer lançou o primeiro cronógrafo mecânico do mundo com segundo display, que torna a leitura do tempo ainda mais fácil. Com precisão de um centésimo de segundo, 396 componentes e 62 joias, o cronógrafo MIKROGRAPH é uma obra-prima da alta relojoaria suíça. Onde mastering-speed.tagheuer.com

Onde www.oqvestir.com.br

A última novidade da parceria entre o estilista Jeremy Scott e a Adidas Originals foi parar nos pés e em formato bem lúdico e feminino. Já conhecido por anexar asas à outras criações, como foi o caso de sua parceria com a Swatch, Jeremy fez o mesmo com delicadas sapatilhas. Ao todo são três modelos, rosa, branco ou preto e petit-pois colorido. Este último tem previsão de chegar às lojas ainda em maio. Onde Lojas Adidas Originals do Brasil.

Feminina e despojada A Jogê, marca de roupas íntimas e sleepwear está com nova coleção outono/inverno. Com referências ao universo masculino, as estampas vêm em cores fortes e formas que relembram as curvas femininas. Onde Shopping Campo Grande – 1º Piso

Inspiração natural Corujas, cobras e leopardos dão formas às criações da nova coleção da Maria Dolores Design, intitulada Animale. Nela, o colorido da ágata natural e o metal se unem para compor anéis e gargantilhas bem modernas. Onde www.designmariadolores.com.br

52 MOOD Abril 2011

Asas do desejo


FOTOS ALEXIS PRAPPAS

PRODUÇÃO DE MODA ADRIANA ESTIVALET

Traduzimos a ousadia das passarelas em looks do dia-a-dia

tendência antimonotonia


Regata Bo.bô na Maria Pitanga; colete na Dona Flor; casaco paetê Lilly Sarti no Empório Galeria; calça Le Lis Blanc; Open boot na Pisato

Usar mais de duas peças de roupa deixa o visual mais interessante e o inverno é ideal para este tipo de produção. A estampa de onça é forte tendência e combiná-las entre si é ousado mas garante um look zero monotonia. Procure misturar tons próximos desta estampa e o resultado ficará mais harmônico.

SOBREPOSIÇÃO E PRINT “ONÇA COM ONÇA”

assistirmos um desfile de moda temos a impressão de que seria difícil usar aqueles looks no dia-a-dia. Isso acontece porque um desfile é um espetáculo, um show em que se apresentam conceitos, ideias e muita criatividade. Ao ver uma produção na passarela deve-se perceber as modelagens predominantes, o corte das peças, as cores, os comprimentos. Isso tudo define a tendência de uma estação através das criações dos estilistas. E para que você consiga visualizar essas produções na vida real selecionamos algumas tendências que foram vistas nas semanas de moda para o inverno 2011.

Ao


Vestido de renda na Dona Flor; casaco com fitas New Chanel e cinto Vitor Zerbinato na La Dame; Sandália Thelure no Empório Galeria.

Para usar um look preto total é interessante combinar peças com textura e peso diferentes por meio de tecidos leves e pesados misturados à produção, como o vestido de renda e o casaco de lã.

BLACK IS BEAUTIFUL


Produção executiva Melissa Tamaciro

Hair e Make Ivo Vilela

Produção de Moda Adriana Estivalet

Modelo RAIZA VIDAL (Arena Models)

Fotografia Alexis Prappas


Saia xadrez middle na Priscila Sandri; cardigã de pois na Maria Pitanga; colar e boot na Pisato.

Veja outros looks no site da MOOD www.moodlife.com.br

A mistura de estampas vem tomando espaço na cena fashion há algumas estações e especialmente nesta ela foi muito utilizada nas coleções. O que entrou em cena foi o comprimento mídi (logo abaixo do joelho) para saias e vestidos.

MIX DE ESTAMPAS E SAIA MÍDI


Sugestões e tendências em beleza. Por Daniella Carvalho

Unhas de inverno A aposta outono/inverno 2011 para as unhas traz tons metálicos, escuros e muito brilho. As novidades da coleção Sweet Rock’n Roll da Risqué trazem Isabeli Fontana como musa inspiradora. Nesta edição especial, as seis cores sofisticadas vão da sobriedade do Isabeli e Tattoo à discrição e delicadeza do Star, Psico, Rock’n Roll e Azul Crination. Outro destaque é o lançamento do Preto Fosco, da coleção limitada Risqué Fast-Fashion, que promete novidades relâmpagos ao longo do ano. Preço sugerido R$ 2,75 nas lojas do segmento

Ataque à celulite Para reduzir a celulite e garantir mais firmeza à pele, a Dior criou o Dior Svelte Reversal. Com fórmula enriquecida com micropartículas de silicone, o gel atua na eliminação do excesso de gordura, deixa a pele mais macia e com tonalidade mais uniforme. A textura do produto é leve e possui uma fragrância suave. Preço sugerido R$ 269,90 para 200 ml

Fragrância sensual A nova fragrância Flora By Gucci Eau de Parfum mantém a base original da linha Eau de Toilette desenvolvido pela marca italiana. O diferencial está na composição que manteve em sua estrutura a rosa, a flor osmanthus, o sândalo, o patchouli, mas acrescentou notas sensuais de citrinos frescos e peônia.

Toque de mestre Lançado em fevereiro de 2011 e recheado de tutoriais de makes, o livro "O Boticário Maquiagem by Fernando Torquatto" traz algumas imagens em 3D e óculos especiais que dão um up nos efeitos propostos por Torquatto. As dicas do consultor estratégico da marca foram clicadas por Jacques Dequeker, um dos mais respeitados fotógrafos de moda do país. São 240 páginas de pura beleza.

Preço sugerido R$ 267,00 para 50 ml Onde Por R$ 89,00 nas lojas O Boticário ou na internet. www.boticario.com.br

60 MOOD Abril 2011


Sugestões e tendências em beleza. Por Daniella Carvalho

para eles

Por fios mais nutridos A NPPE possui diversas opções de tratamento para os cabelos. Entre eles, o reparador SH RD – Protein Cream e o Leave In Chitosan. O primeiro contém alecrim e vitamina B5 que nutrem, fortalecem e aumentam a elasticidade dos fios. Além disso, ajudam a proteger o cabelo contra os danos causados por químicas e previnem as temidas pontas duplas. Já o Leave in Chitosan possui em sua fórmula o extrato de quitosana, que nutre, oferece mais brilho e maciez. Preços sugeridos R$ 78,00 (SH RD – Protein Cream) e R$ 70,00 (Leave In Chitosan)

Pele limpa e protegida Praticidade, hidratação e equilíbrio. Essa é a proposta do sabonete de glicerina Granado Benjoim. Por ser líquido, facilita a utilização e conta com fortes aliados contra a irritação da pele. Como possui benjoim, uma goma-resina rica em óleos essenciais, o produto tem propriedades emolientes e cicatrizantes. Outro ponto a favor é o fato de ser 100% vegetal e sem corantes. Na fragrância, notas de mel, rosa, íris, flor de laranjeira, mirra e até madeiras nobres de fundo. Preço sugerido R$ 29,00

ESFOLIAÇÃO E FRESCOR O Sal Esfoliante com Óleos Aromáticos Santa Graça Casa auxilia na renovação da pele e oferece aquela sensação de limpeza profunda. São duas fragrâncias: Yang com Romã, que tem propriedades energizantes e cicatrizantes, e Flor de Laranjeira com Camomila, que acalma e relaxa. Preço sugerido R$ 35,00

62 MOOD Abril 2011

Lançamento Dolce & Gabbana Como o próprio nome traduz, a nova fragrância Eau de Toilette da Dolce & Gabbana for Men, The One Gentleman, foi desenvolvida para homens cavalheiros, elegantes e com espírito arrojado. Com notas de pimenta, grapefruit, erva-doce, lavanda e baunilha o perfume tem um toque oriental e acaba de chegar ao Brasil. Os anúncios do perfume são estampados pela singularidade do ator Matthew McConaughey, garoto-propaganda da linha The One for Men. Preços sugeridos R$ 261,00 (50ml) e R$ 330,00 (100ml).

Hidratação pós-barba A multifuncional Loção Pós-Barba com Filtro Solar FPS 18 Adcos For Men é de fácil aplicação, oil e alcohol free, possui textura leve que hidrata, refresca, reduz as irritações e após o barbear, normaliza a aparência da pele. Além disso, protege contra os efeitos dos raios solares. O uso do produto ajuda a prevenir os pelos encravados, o ressecamento da pele e o envelhecimento precoce. Por R$ 68,00 nas lojas ou pelo site www.adcos.com.br


Run Forest, run Com Urano em Áries, o momento é de mudanças POR thereza christina silva*

A

lguém se lembra daquela cena do filme Forrest Gump, em que o personagem corria, corria e só corria? Total ficção, mas com certeza uma excelente metáfora para nos lembrar o que estamos vivendo e o que está por vir. Para os leigos da Astrologia, a entrada de Urano em Áries está como a classificação do futebol da Bósnia, ou seja, Urano em quê? Para quê? E o que isso muda em minha vida cara pálida? Indagações pertinentes para quem desconhece a profundidade que esta passagem trará. Urano é o planeta das mudanças, regente do signo Aquário, ele é considerado o planeta da revolução, o libertário, se associa a tudo que é diferente e fora do comum, ele rege a eletricidade e a tecnologia, é o novo, o que está por vir. A era de aquário é representada por essa energia uraniana, porque reforça a fratenidade e o sentimento humanitário. Urano esteve no signo de Áries pela última vez, nos nos 20/30. Ele leva 84 anos para percorrer todo o zodíaco, então, seu retorno ao signo reforça a grandiosidade destas transformações que estamos vivendo. Sim, é um recomeço, mas não temos tanto tempo assim, é necessário que a humanidade acorde rápido para estas mudanças. Urano tem pressa. O signo de Áries é regido por marte, elemento fogo, ele representa o começo, as iniciativas, o pioneirismo, a originalidade, e neste encontro, duas forças muito poderosas se unem. O chão treme? Sim, ventanias, desastres; cai morro abaixo, por quê? Porque o que não nos serve mais tem que ir embora, Urano

64 MOOD Abril 2011

(libertador) ganha uma força imensa em Áries, que tem sempre muita pressa, afinal ele quer ser o primeiro, sempre. Então o que esperar dessa época? Além de grandes avanços na tecnologia, podemos esperar mais mudanças, mais invenções, mais impulsividade. Aliás, mesmo que você não seja ariano, tem o signo de Áries em alguma área, então em alguns momentos você sentirá essa força premente surgir em você. Em contrapartida, do outro lado, bem no oposto de Áries, temos o planeta Saturno (estruturação) no signo de Libra (socialização). Então, ainda que Urano em Áries traga essa força de reforço à individualidade, a energia saturnina pede cautela e responsabilidade para com os outros. O momento é para mudanças, mais exige cautela no social, o "eu" precisa do "você", não somos uma ilha. Portanto, arianos e todos as tribos, comecem suas mudanças da parte de dentro, arranquem o velho, aquilo que está obsoleto, que não funcionou, as mudanças maiores ocorrerão dentro de nós, porque com tantas tragédias, é impossível que você não se toque que é necessário mudar. Isso é Urano, ele te conecta rapidinho à lógica dos acontecimentos, ainda que ele precise bagunçar tudo. As revoluções são importantes para isso, faça a sua. Run Forrest, run!

*Thereza Christina Silva é astróloga, taróloga e professora tutora EAD. Twitter: @TecaAstrologia


Íntima e pessoal A espiritualidade segundo você mesmo POR carla matsu

P

ilustrações Thiago barros

az, autoconhecimento, bem-estar, transcendentalismo. Aqueles que buscam desenvolver individualmente sua espiritualidade podem até se retirar do coletivo, onde o religioso agrega. No entanto, independente de religião ou crenças, a espiritualidade sempre soou como algo reticente e abstrato. Onde se sente, mas é difícil de definir. Se a Ciência tenta insistentemente achar razão em algo que não possui tato, pessoas que se dedicam à espiritualidade demonstram, empiricamente, que bem estar e qualidade de vida sempre estiveram relacionadas a ela. Alguns estudos já comprovaram o mesmo. Um deles, feito pela Universidade de Duke, nos EUA mostrou que aqueles que adotam práticas religiosas ou mantêm alguma espiritualidade apresentam menos chances de sofrer de hipertensão, têm sistema imunológico mais fortalecido e tendem a sofrer menos de depressão. A busca pelo autoconhecimento levou o estudante de Naturologia Leandro Nadaleto Borim, de 28 anos, aos caminhos mais diversos. É em

66 MOOD Abril 2011

Palhoça, Santa Catarina, que ele fixou residência em uma casinha de madeira em um bairro afastado, onde o tumulto e o asfalto ainda não chegam. É ali que ele dá continuidade e amplia o processo que começou desde a infância. Se até a adolescência, as idas à igreja com a família o inquietavam, na juventude o equilíbrio se assentou. Logo, sua curiosidade o fez procurar outras religiões e a reflexão veio como conseqüência: “Depois de um tempo comecei a travar grandes debates com muitas pessoas sobre religião e espiritualidade. Foi quando entendi que as duas são bem diferentes”. Só que até descobrir isto, Leandro percorreu um caminho, no mínimo, enriquecedor: participou de missas na Igreja Católica, cultos na Evangélica, Santo Daime, passando pelo Espiritismo e Budismo. Mas antes de estudar Naturologia e assumir uma postura mais zen sobre a vida, Leandro levava uma rotina um tanto estressante. Os dias se destinavam o trabalho de analista de produto na Volkswagen do Brasil e quando

percebeu que não seria mais possível continuar a desenvolver seus princípios dentro do universo no qual vivia, resolveu parar e mudar de ambiente. “Atualmente sou apenas estudante e tão breve pretendo iniciar minha carreira como terapeuta”, conta ele que diz desenvolver sua espiritualidade com comportamento, atenção e disciplina. “Depois de acessar a um conhecimento é opção de cada um fazer uso dele ou simplesmente continuar alheio. Por exemplo, todos sabem que não se deve jogar lixo na rua, mas nem todos o fazem. Sabemos que devemos cuidar de nosso corpo, nossa alimentação, mas nem todos o fazem. Sabemos que não se deve mentir, enganar, que é importante ajudar pessoas, mas nem todos o fazem”, salienta. Bem-estar místico Aos 12 anos de idade os livros da biblioteca do avô o cativaram. As histórias não descreviam aventuras mirabolantes tampouco traziam quadrinhos em tiras, mas símbolos


67


“Espiritualidade é uma atitude,religião é um método. Mas cada um pode criar o seu próprio. Existem os que se sentem melhor praticando em conjunto um método e isso é a base da religião: a comunidade”. Antonio Carlos Bola Harres, astrólogo

Equilíbrio em casa

e significados que o fascinavam. Era ali, em prateleiras que traziam livros sobre Astrologia que Antonio Carlos Bola Harres, hoje com 61 anos, deu os primeiros sentidos para a profissão que o revelou nos anos 70. Astrólogo e jornalista, é ele uma das referências no assunto quando se fala em Astrologia e todo seu universo. Para ele o cultivo da espiritualidade se encontra em coisas simples e cotidianas, como o relacionamento amoroso, contemplação da natureza e da arte, independe de qualquer religião. “Espiritualidade é uma atitude, religião é um método. Mas cada um pode criar o seu próprio. Existem os que se sentem melhor praticando em conjunto um método e isso é a base da religião: a comunidade”. Deixando de lado o âmbito dos simbolismos e o que cada religião defende, nossa espiritualidade parece querer mostrar algo mais profundo e pessoal sobre nós mesmos. Além do bem-estar que a prática proporciona, assim como a prosperidade que atinge, esse sentido de conexão é tão antigo quanto a civilização e tem seus motivos para atravessar milênios. Praticá-la requer devoção,

68 MOOD Abril 2011

mas não necessariamente aquela que leva à abstinência e ostracismo. “A meditação soa como um meio mais fácil e direto de entrar em contato com sua própria subjetividade interior. Adotar uma postura relaxada, respirar ritmicamente e fechar os olhos, leva a mente a um estado de atenção sobre os próprios sentimentos e pensamentos e à possibilidade de maior autoconhecimento e comunhão com o infinito que nos habita”, defende Antonio que também ensina: “cultivá-la proporciona maior capacidade de aceitar o que não podemos mudar, mudar o que podemos e ter o discernimento para diferenciar uma da outra”.

Segundo o Feng Shui há um espaço na casa dedicado especialmente à espiritualidade. O Guá da Espiritualidade, também chamado de Guá do Conhecimento ou Guá da Sabedoria, se reserva à busca interior, aos estudos, autoconhecimento, espiritualidade e à proteção. “Ativar esse canto ajuda nessa busca e na conexão com a fé e com os estudos em geral”, indica Cris Ventura, consultora em Feng Shui. Para ativá-lo, plantas são bem vindas. Já as principais cores que devem envolvê-lo são o azul, roxo e lilás. No altar, lembre-se de ter sempre por perto velas, flores, vasos, sinos, incensos, cristais, imagens sacras e até textos com afirmações positivas, livros com preces e a sua oração preferida. “O importante é que seja um belo altar decorado com toalhas e objetos bonitos. E mesmo que a pessoa não saiba onde fica o Guá da Espiritualidade, pode-se usar tais dicas”, complementa Cris.


69


Questão de fé Baseada no respeito e gentileza, a etiqueta também se aplica à diversidade religiosa POR ADRIANA ESTIVALET*

C

ada um de nós professa a sua fé de acordo com as suas convicções. Respeitar a opção de cada um faz parte do relacionamento social, mesmo que estejamos em um grupo com pessoas de credos diferentes. É uma prática de boas maneiras entre pessoas de religiões diferentes cumprimentar-se por ocasião de grandes festas da sua religião. O Natal cristão, por exemplo, é comemorado por católicos e protestantes no dia 25 de dezembro. Já o Natal dos ortodoxos é celebrado em 7 de janeiro. Se um judeu presenteia um cristão por ocasião do Natal, este deve retribuir no Hanucá (Festival das Luzes), uma importante festa judaica, que acontece geralmente em dezembro e dura oito dias. Algumas religiões possuem particularidades no que diz respeito à alimentação. Muçulmanos não comem carne suína e seus derivados e isso deve ser respeitado ao convidar para algum tipo de evento. Aquele que vai como visitante a um templo de outra religião, deve informar-se de como deverá se comportar. Existem algumas recomendações que devem ser observadas em qualquer templo: evite usar roupas decotadas ou muito curtas, excesso de perfume é desagradável num ambiente em que as pessoas estarão muito próximas; ceda lugar aos mais velhos e às mulheres gestantes ou com crianças; não fique conversando ou cochichando, isso atrapalha quem está concentrado e, por último, desligue o celular.

70 MOOD Abril 2011

Muitas pessoas entusiasmadas com sua fé costumam dar testemunho sem medir a impropriedade de sua manifestação. Com certeza não é educado insistir em converter colegas ou conhecidos a sua religião, ficar citando trechos da Bíblia insistentemente, cantarolar hinos ou fazer com que todos deêm as mãos para rezar. A pessoa que quer louvar a Deus constantemente deve fazê-lo no seu íntimo. Insistir em entregar imagens para alguém de uma religião que não crê nelas pode ser considerado desrespeito à crença alheia, assim como um ateu levantar dúvidas à um crente. Ao conversar sobre religião com alguém de outra crença, deve-se evitar assuntos que possam ser entendidos como discriminatórios e preconceituosos. Jamais faça comentários pejorativos ou que diminuam a importância da crença alheia. A etiqueta baseia-se em respeitar e ser gentil, aplicada à diversidade religiosa não é diferente.

*Adriana Estivalet é consultora de estilo e imagem. Seu e-mail é adriana@adrianaestivalet.com.br


Marcia Lima Beleza e alegria imprimem sua personalidade na dança e nos negócios POR CIDIANA PELLEGRIN

E

FOTO ALEXIS PRAPPAS

star em contato com a dança é o grande prazer de Marcia Lima. Na adolescência ela descobriu o amor pela arte e a incorporou em sua rotina. Aprendeu jazz, flamenco, mas se identificou por inteiro com a sensual dança do ventre. Depois de adquirir experiência profissional nos Emirados Árabes, Marcia Lima agora estuda o estilo sozinha. “Estou num momento de criação da minha própria técnica,” revela. Todo profissionalismo é aplicado nos shows que acontecem em São Paulo, Punta Del Leste e Dubai. Várias viagens também têm o propósito de ensinar coreografias. A professora, que já foi proprietária de uma academia, pretende, no futuro, repassar sua técnica a antigas alunas. Além da feminilidade estonteante, Marcia revela espírito empreendedor. Em Campo Grande é proprietária de um salão de beleza e está apostando em negócios nos estados de Mato Grosso e São Paulo. No próximo mês ela inaugura novos investimentos também na área de estética. O interesse pelo segmento surgiu por ser muito vaidosa e antenada aos lançamentos do universo feminino. A cada viagem ela descobre novidades. “Sempre volto com a mala cheia de produtos” complementa.

72 MOOD Abril 2011


73


Fabio Balestieri Paixão e curiosidade transformadas em negócio POR CIDIANA PELLEGRIN FOTO ALEXIS PRAPPAS

P

otencializar motores de modelos Harley Davidson faz parte da rotina de Fabio Balestieri, sócio-proprietário de uma empresa especializada nas motos norte-americanas. A proposta, única no Centro-Oeste, ganhou a confiança dos amantes da marca. Fábio tem uma relação muito intensa com esse universo. Quando criança se mostrava atento às revistas americanas dedicadas ao assunto. Na adolescência adquiriu a primeira moto. A tão sonhada Harley só chegou depois, aos 20 anos. A diversão sobre duas rodas começou a despertar a curiosidade por motores e em tom de brincadeira o empresário, que tem formação em Direito, descobriu sozinho as regras básicas da mecânica. Mudou-se de Ponta Porã para Campo Grande e logo montou uma pequena oficina com o irmão. “A ideia era trabalhar com as nossas motos e de amigos, não tínhamos intenção de negócio,” atenta ele. A notícia de que havia alguém explorando o segmento se espalhou,

74 MOOD Abril 2011

a demanda cresceu e junto nascia a El Camino, que hoje se dedica a performance de motores e customização exclusiva das motocicletas da marca. Além de ser chefe da oficina, onde trabalha ao som de blues e muito rock ‘n’ roll, Fabio também atua na administração das fazendas de pecuária da família. O espírito aventureiro ele coloca em prática todos os anos ao viajar para os encontros de motoclubes e aos Estados Unidos em busca de novidades para a

empresa. Fabio também carrega o título de bicampeão nas principais categorias da corrida Drag Race, com provas de arrancada apenas para Harley Davidson. Quando questionado sobre o futuro, ele diz que não gosta de se planejar e sim viver livremente. Mas confessa que um desejo ronda sua mente: “quero que meu filho, que tem apenas dois anos, ainda assuma o que construí”.


DedĂŞ Cesco Pitadas de regionalismo sofisticado na gastronomia por cidiana pellegrin foto alexis prappas

76 MOOD Abril 2011


A

mante do estilo contemporâneo, a chef Dedê Cesco revela um lado artista na criação do visual de cada prato. Sua gastronomia também é reconhecida pela valorização da beleza e dos aromas dos ingredientes regionais. Em um papo descontraído com a MOOD, Dedê fala de suas preferências na cozinha e como se apaixonou pela arte que provoca o paladar.

Ser proprietária do restaurante Centurion, que esteve no Guia Quatro Rodas durante os seis anos de existência, foi uma tarefa difícil? Esse trabalho é meu grande orgulho. O que me movia era a paixão. Sempre queria trazer algo novo, não por modismo, mas porque imaginava como eu queria um restaurante na minha cidade.

Você é formada em Educação Artística. Por que optou por trabalhar com a gastronomia? Tudo começou com amigos me pedindo para organizar confraternizações. Até que minha cunhada me convidou para montarmos um serviço de pratos a quilo, com cardápio diferenciado. Ela sentia que eu tinha feeling para o ramo. Eu topei e ali percebi que a gastronomia me movia. Costumo dizer que é a única arte que consegue nos tocar. Tem visual, cheiro e sabor. Através dela consigo imprimir meus sentimentos.

Hoje você ministra aulas de culinária, dá consultoria para empresas, além de ser personal chef. O que te levou para essa área? Descobri um novo nicho. Não havia quem atuasse nesse ramo. Desde que inaugurei meu buffet, trabalhei como personal chef, mas na época não havia essa nomenclatura. Hoje meu serviço continua, só que está voltado a pequenos eventos, onde posso trabalhar com detalhamento e oferecendo o estilo Finger Food, aperitivos que podem ser comidos com a mão.

Você é mestranda no departamento de Estudos Fronteiriços da UFMS, com a dissertação Gastronomia Pantaneira. O que a levou a estudar a culinária regional? Muitos amigos me incentivaram a escrever um livro. Montei um projeto e mostrei a uma amiga que identificou o trabalho como um tema para mestrado. A ideia é trazer a cozinha regional para o contemporâneo. Acredito na força da nossa identidade, adoro as cores, sabores e os aromas de ingredientes típicos do estado. Na era da globalização onde tudo é igual, o regional é um diferencial. A utilização desses ingredientes seria sua principal característica na cozinha? Considero os pratos picantes, que agucem os sentidos, como sendo minha identidade. Adoro usar condimentos como cardamomo, pimenta vermelha, Garam masala [combinação de especiarias torradas]. Procuro sempre usar ingredientes que vão instigando as pessoas.

Há algum prato que considere sua grande obra-prima? Na época do Centurion criei um Camarão ao Curry acompanhado com Arroz de Morango. Além do sabor incrível, o prato tinha uma apresentação muito bonita. Tanto que chamou a atenção de um jornalista japonês, ele até pediu licença para tirar uma fotografia. E com quais alimentos você se identifica? Amo frutos do mar. Tenho facilidade de preparar com qualquer tipo. Mas também me sinto muito a vontade ao preparar um cordeiro com especiarias. Alguma novidade para este ano? Além das atividades que já atuo, pretendo após a defesa da dissertação do mestrado, lançar o livro com os resultados da pesquisa.

Você tem alguma ligação com o Slow Food? Fiz contatos com pessoas ligadas ao Slow Food. Acho importante trazer o movimento para Campo Grande, mas tudo está muito embrionário.

77


Nilda Coelho De menina à mulher: coragem para experimentar o novo POR CIDIANA PELLEGRIN

D

FOTO ALEXIS PRAPPAS

eterminação é a qualidade que define Nilda Coelho. Aos 20 anos assumiu a administração das áreas rurais herdadas do pai e contou com o avô como professor, a quem atribui imenso carinho. A agropecuária sempre esteve no sangue da família e Nilda sente prazer em visitar as propriedades todos os meses. “O que mais aprecio no campo é a paz, a tranqüilidade da natureza e sabedoria dos sertanejos, vivi isso desde pequena” revela. Recentemente outra atividade passou a dividir o tempo da empresária. À frente de um salão de beleza, Nilda realizou um desejo de infância: o de cuidar da vaidade

78 MOOD Abril 2011

das mulheres. “Quando era criança acompanhava minha mãe ao salão e sempre pedia para a profissional me deixar lavar os cabelos das clientes” conta. A oportunidade de adquirir o empreendimento surgiu e hoje ela se sente revitalizada com a nova rotina Apesar de encontrar muitas amigas no ambiente de trabalho, entende que a necessidade da cliente está em primeiro plano. “Toda mulher tem que se cuidar e principalmente se amar. É gratificante saber que ela sai daqui mais feliz,” afirma a empresária. Qualquer tratamento de beleza é sinônimo de autoestima para ela. Mas o que também levanta o ânimo desta

empreendedora é acordar sempre rodeada pelo esposo e os quatro filhos. Para fortalecer ainda mais os laços, a cada dois meses ela viaja com a família para um lugar diferente. Quando o foco é o exterior, o esposo é seu único parceiro. Já coleciona recordações dos Estados Unidos, México, Argentina e Chile. Aminada com os planos traçados para esse ano, revela: “Minhas próximas paradas são em Aruba e Bariloche!”


79


Elogio ao descanso Uma pausa na rotina em um canto de natureza Por Jéssika Machado foto alexis prappas

S

empre em busca de novos desafios profissionais, a médica e cirurgiã esteta, Andréia Brochado Antoniolli, é referência quando o assunto é estética. Proprietária da Clínica ‘Corpore Sano’, sua rotina segue bem agitada. Além de empresária, pesquisadora e professora universitária, Andréia sempre reserva tempo para cuidar dos filhos e da própria saúde: “Depois de levar meus

82 MOOD Abril 2011

três filhos para a escola faço ginástica e ainda pedalo nos fins de semana”, conta orgulhosa. O companheiro de ciclismo é o marido (e também cirurgião) Roberto Antoniolli com quem gosta de compartilhar momentos em família. “Como passo muito tempo no trabalho gosto de ficar em casa curtindo a família, lendo um livro ou assistindo filmes. Sou muito caseira”, resume.

E é exatamente em sua casa, em uma área de convívio rústica, que proporciona contato com natureza, onde ela descansa, curte a companhia de sua família e dos seus labradores, ou se dedica a bons momentos de leitura. Ali, Andréia recarrega as energias comprometidas pela rotina agitada: “me sinto mais próxima da natureza e posso, enfim, relaxar”.


DE

DA QUALI


e ve n t os lançamento renault fluence Numa noite descontraída e marcada pela expectativa, a Renascença Veículos apresentou aos seus convidados o mais novo lançamento da Renault. O público, que lotou o evento ocorrido no dia 24 de março, pode conferir de perto o design imponente e robusto do Renault Fluence, bem como sua inovação tecnológica que confere mais segurança e conforto ao veículo. Segundo a assessoria de imprensa, “Hoje, a Renault vive um novo momento, onde quem dá a direção é o original, o diferente, e as escolhas nos fazem enxergar tudo de um modo muito melhor, nos fazem ver que o que realmente importa é o brilho nos olhos de quem dirige e que a melhor direção é fazer carros que gostam de pessoas, e o Renault Fluence é a tradução deste momento”. Para fazer um test drive, a Renascença fica na saída para Três Lagoas.

1 2

FOTOS Marcos vollkopf

3

5

4

6

1 Renascença Veículos. 2 Renault Fluence. 3 Chico Baccaro, Cadu Bortolot e Ricardo Koin. 4 Sônia Bessa, Nelson Bessa, Marcos Cicci e Walter Alves. 5 Kátia e Déia Soares. 6 Recepção Renascença.

84 MOOD Abril 2011


e ve n t os Inauguração uniflex santa fé Em noite de sofisticação e glamour, foi reinaugurada no dia 24 de março a nova loja da rede Uniflex, agora Uniflex Santa Fé, dos empresários Marco Antonio e Xaleska. Arquitetos, decoradores, clientes e amigos foram recebidos especialmente nesse novo espaço repleto de produtos personalizados, com a mais alta qualidade, tecnologia, conforto e beleza para todos os ambientes. Os convidados encantaram-se com a Holandesa Coulisse, marca líder que dita tendências no mercado europeu de produtos para proteção solar.

1 2

1 Xaleska e Marco Antonio. 2 Ligia, Jade e Luis Pedro Scalise. 3 Ibrahim, Nayara, Murilo e Christine Zeni. 4 Paulo Delmondes, Maria Teresa, André e Hézio. 5 Marco Antonio e Gil de Camillo. 6 Kátia, Gabriela Pereira, Julieta Sahib e Silvia. 7 Miriam Mouta e Marco Antonio. FOTOS Marcos vollkopf

3

5

86 MOOD Abril 2011

6

4

7


Minimalismo Na cozinha do “menos é mais” o que vale são combinações com poucos ingredientes Por alexandre furquim*

A

boa gastronomia não precisa ser complicada para agradar o paladar. Técnicas mínimas aliadas a ingredientes básicos e um toque de criatividade, podem resultar em pratos rápidos que estimulam o apetite. Essa maneira de cozinhar revela um conceito que preserva o bom gosto em pequenas porções e a apresentação visual: o minimalismo. Tendência não só entre os grandes chefs do mercado gastronômico, a cozinha minimalista está sendo apresentada em diversas ocasiões, inclusive pelos buffets. Na culinária diária também é possível adotar esse estilo utilizando os alimentos que se tem na geladeira, por exemplo. O segredo é a simplicidade nas combinações e a agilidade no preparo que podem gerar verdadeiras descobertas. Não confunda a "nouvelle cuisine" com o minimalismo. O estilo francês abriga modos de preparos bem mais elaborados. O famoso "finger food" (aperitivos que dispensam talheres na hora de servir) também não deve ser classificado exclusivamente como minimalismo, pois até mesmo a própria “comida de dedo”, pode ter técnicas nada simples. Se dispensarmos os equipamentos sofisticados, as preparações mais complicadas e apenas seguirmos o bom senso dentro da cozinha, já estamos no caminho certo para o minimalismo.

Recanto Minimalista Tradicional na elegância e localização, mas inovador na cozinha, o restaurante Dressing no Itaim Bibi em São Paulo, é referência em pratos contemporâneos. Assumindo um estilo minimalista, o chef Edinaldo Santana aguça o paladar com criações repletas de sabores. Ervas e especiarias são harmonizadas com carnes nobres e frutos do mar. O resultado é um visual delicado, marcante e atrativo, típico desse conceito gastronômico. Na mesma linha, o cardápio possui pratos que revelam uma mistura curiosa entre ingredientes naturais e a culinária atual. Destaque para o Presunto de Parma com Figos Frescos. Para acompanhar as receitas o restaurante traz uma carta de vinhos com mais de 100 rótulos. Ainda no menu, um buffet de saladas servido no horário do almoço de segunda à sábado. Colaborou Cidiana Pellegrin

Onde

*Com formação em Marketing e Gastronomia, Alexandre Furquim atua no ramo de restaurantes

88 MOOD Abril 2011

Dressing Rua Amauri, 337. Jardim Paulistano. São Paulo Tel. (11) 3167-5347 www.dressing.com.br


Gil Vicente além da polêmica A expressividade de um artista que foge às classificações por cidiana pellegrin

P

or meio do desenho e da pintura Gil Vicente se relaciona com o mundo. Sempre introvertido, como gosta de lembrar, encontrou na arte o autoconhecimento e a liberdade. Um exemplo do livre arbítrio foi a série "Inimigos", que gerou polêmica na 25ª Bienal de São Paulo ano passado. O artista plástico se autorretratou em proporção real matando personalidades, como o então presidente Lula e o Papa Bento XVI. As obras transmitem a desilusão desse pernambucano que não suporta a democracia atual. “Vivemos

90 MOOD Abril 2011

"Autorretrato matando Bento XVI", 2005. 200 X 150 cm


numa ditadura econômica que não proporciona igualdade” desabafa ele. A ligação com a arte surgiu cedo. Ainda garoto, estimulado pelos pais, alimentou a curiosidade por esse mundo. Visitava diariamente o museu O Homem do Nordeste, em Recife, para contemplar as obras regionais. Mais tarde, buscou formação com os artistas da terra, onde aprendeu as técnicas que utiliza até hoje: nanquim, óleo, guache, acrílica e outras já convencionais na história da arte. Para ele a técnica não pode ser a novidade no trabalho “e sim o conteúdo gerado pelo modo com que você a usa”.

91


“Fujo das classificações, isso limita a produção e absorção da arte”

92 MOOD Abril 2011


"Espelho Meu", 2009, nanquim sobre papel, 21 X 30 cm

93


"Suíte safada" 2007-2010, nanquim sobre página de livro. 22,5 X 15,7 cm

Gil gosta de passear pelas formas de expressão. Criou obras abstratas, de natureza morta, retratos por meio do desenho e fotografia. Mas a figura humana é sempre seu alvo de interesse mesmo não inerente em alguns trabalhos. Costuma dizer que não possui um estilo, aliás, não se familiariza com esse termo. “Fujo das classificações, isso limita a produção e absorção da arte,” atenta o pernambucano. O artista de 65 anos ainda encarna a figura de forma distinta em cada

94 MOOD Abril 2011

obra. "Suíte Safada", uma série de desenhos pornográficos em nanquim, foi feita nas páginas de um livro que continha entrevistas de escritores, uma brincadeira segundo Gil, de reversão do natural. Com o mesmo tom de diversão que realizou a série erótica, o pernambucano agora se dedica a um álbum de gravuras. A convite da UFPE, integra um grupo de cinco artistas experientes que vão se expressar sobre a teoria da música. “Estou fazendo

desenhos que remetem ao que acho que seja música, já que não a conheço profundamente,” revela ele. Com tom sincero mais uma vez os sentimentos de Gil Vicente estão sendo lançados.

Veja outras obras das séries "Suíte Safada" e "Inimigos" no site da MOOD www.moodlife.com.br


"Autorretrato matando Lula", 2005. 200 X 150 cm

95


Elegância, sensualidade e humor Livro revela Paris e seus personagens ao longo de seis décadas POR DANIELLA CARVALHO

ublicado pela editora Cosac Naify, “Paris Doisneau” reúne parte do trabalho de Robert Doisneau (1912-1994), um dos mais destacados fotógrafos da escola francesa, marcada pelo enfoque humanista captado, muitas vezes, em instantes reveladores do cotidiano. Formado em litografia, Doisneau aprendeu a fotografar de forma autodidata nos anos 1930, momento em que as primeiras câmeras mais leves e velozes permitiam congelar imagens em movimentos, gerando cenas com grande naturalidade. A esse fator, acrescentou composições em preto-e-branco de grande elegância, sensualidade e humor, que ser tornariam sua marca registrada. Na mesma época iniciou sua carreira na fábrica da Renault, em Billancourt, nas áreas industrial e publicitária. Com o início da 2ª Guerra Mundial tornou-se fotógrafo oficial da Resistência Francesa. Após esse período, atuou em grandes magazines de moda como Vogue, Life e Paris Match. A obra subdivide suas 400 páginas em cinco capítulos: Paris por acaso, Paris se revolta, Paris dos parisienses, Paris se diverte e Paris concreto, que mostram a capital francesa e seus personagens ao longo de seis décadas.

ONDE Por R$ 110,00 na loja virtual www.cosacnaify.com.br

96 MOOD Abril 2011

O beijo do Hôtel de Ville, 1950.© Atelier Robert Doisneau, 2005 – 2009

P


Centenário de samba CD duplo resgata e reúne gravações antológicas de Nelson Cavaquinho POR CARLA MATSU

E

ILUSTRAÇÃO MAURÍCIO PIRILLO

ra ali nas rodas de choro, cercadas de boemia, que Nelson Antônio da Silva recebia a alcunha que o definiria até depois de sua morte. Com o cavaquinho em mãos, ainda na adolescência, e logo depois com o violão, Nelson entrava em seu universo mais inspirador, o samba, gênero que o imortalizou. Completando o centenário de sua vida, a EMI Music lançou devida homenagem e reuniu, em dois CDs, clássicos do compositor, entre eles Folhas Secas,

98 MOOD Abril 2011

Juízo final, A Flor e o Espinho e Quando Eu Chamar Saudade. Outras obras raras, nem tão conhecidas pelo grande público, também se encontram em “Nelson Cavaquinho 100 anos – Degraus da vida”. Há pelo menos oito sambas realmente raros, muitos dos quais gravados apenas uma vez em obscuros 78 rotações, LPs e compactos. É também uma oportunidade de reviver o saudoso Blecaute numa raríssima gravação de outro samba menos conhecido de Nelson, Caridade.

Nas canções de Nelson nossos ouvidos vão ao encontro de sambas tristes, de letras onde ele se queixa das mulheres e onde transparece seu pavor irrestrito da morte. O álbum duplo também vem acompanhado de um encarte com texto biográfico. Nele sabemos dos seus três casamentos e quatro filhos. De sua vida de 74 anos e meio, da parceria e paixão pela Mangueira, e da sua dedicação, semelhança e conforto que ele encontrava na boemia e no samba.

ONDE Por R$ 24,90 na loja virtual www.livrariasaraiva.com.br


Cinema

Romance psicológico

Jazz e samba

A dor do luto

Política, poesia, guerra e literatura são temas constantes nas obras do escritor chileno Roberto Bolaño. Com “O Terceiro Reich” não é diferente. A obra situa o leitor através do diário de Udo Berger, um alemão viciado em jogos de guerra, que está de férias com a namorada em um vilarejo. Sua pretensão é descansar, aperfeiçoar estratégias e escrever, mas acaba seduzido pela vida noturna e novos amigos. O tom de suspense e narrativas quase policiais revelam acontecimentos inesperados que mergulham o jovem numa tormenta psicológica. O livro foi escrito em 1989, mas lançado no Brasil este ano pela Companhia das Letras.

A mistura de jazz e samba é o retrato do álbum "Dizzy Gillespie no Brasil com Trio Mocotó." Em passagem pelo país, o trompetista norte-americano, um dos pioneiros do estilo bebop e da fusão de jazz com ritmos afrocubanos, gravou seis músicas com o trio paulista de samba instrumental. O disco, gravado em 1974, esteve perdido por 36 anos e só foi encontrado em 2009. A descoberta, lançada pela gravadora Biscoito Fino, revela uma perfeita ousadia da época.

Vencedor da Palma d’Ouro de Cannes, em 2001, um dos prêmios mais conceituados da sétima arte, o drama “O Quarto do Filho” está entre as produções geniais de Nanni Moretti. O cineasta italiano tem sido comparado ao americano Woody Allen pelas características irônicas, críticas e reais de suas obras. No filme, Moretti interpreta o protagonista Giovanni, um psicanalista que se vê forçado a deixar a profissão para cuidar da família após uma tragédia. O roteiro, de sua autoria, descreve a pior dor que o ser humano pode enfrentar: a morte de um filho. Mesmo com tema comum, o longa promete surpreender com recursos nada piegas.

ONDE Livraria Leitura Shopping Campo Grande, 2º piso. Tel. (67) 3303-3587

100 MOOD Abril 2011

Fotos: Alexis Prappas

Música

Por: Cidiana Pellegrin

Literatura


Luxo nas Maldivas Resort oferece privacidade e conforto em cenário paradisíaco por DANIELLA CARVALHO

102 MOOD Abril 2011


103


104 MOOD Abril 2011


S

ó pelo visual as ilhas paradisíacas da República das Maldivas já surpreendem. Imagine usufruir de momentos de luxo e tranquilidade neste cenário? Esta é a proposta do mais novo resort do Grupo Jumeirah no país, o Jumeirah Dhevanafushi. Inaugurado em 2011 e localizado nas ilhas do atol de Gaafu Alifu, 400 quilômetros da capital Malé, o complexo de suítes foi estruturado em 22 vilas, cercadas de barreira de corais. Exclusividade é a palavra-chave: acesso direto às praias ou lagoas, mordomo

24 horas e piscina privativa são alguns dos serviços oferecidos aos hóspedes. O design do resort é todo inspirado na cultura maldívia. Nos quartos, a madeira do piso traz aconchego e as cores neutras da decoração completam a atmosfera de paz. A elegância também está presente nos banheiros e decks de vistas deslumbrantes. A gastronomia do resort fica por conta de três restaurantes e um. E se a idéia for mesmo relaxar, o Jumeirah possui um SPA da marca Talise com opções de terapias tradicionais e

alternativas, plataforma de yoga, massagens, que podem ser desfrutadas em salas para casais, entre outros serviços. Nas ilhas Maldivas também é possível praticar surfe e pesca, além de mergulhos orientados nas águas cristalinas do Oceano Índico.


SAIBA MAIS

Serviço

Localização: Sudoeste do Sri Lanka e da Índia, na linha do Equador.

Diárias: Três noites para casal chega a custar US$ 6.210 na suíte Beach Revive.

Fuso horário: Mais 7 horas em relação ao horário de Brasília IDIOMA: Dhivehi. Mas devido ao turismo, o inglês é altamente difundido entre os nativos. O que usar: Num clima quente e úmido, com temperaturas entre 29 e 32 C°, nada melhor que usar roupas leves. Mas, se a visita for ampliada para ilhas como a da capital Malé, é recomendado que as mulheres utilizem peças discretas e que cubram bem o corpo, pois o Islamismo é a religião predominante no local.

Reservas: www.jumeirah.com

107


Jornada pela espiritualidade Provar desse tipo de conhecimento é saborear o divino em tudo. É tocar o infinito e estender-se na eternidade POR Maria Consolação Oliveira*

C

ilustração Efe

onceituar espiritualidade é tão difícil quanto reter uma nuvem, segurar um raio de sol ou fretar o vento que sopra. Dentro de uma visão holística, que compreende a realidade como um todo integrado, cósmico, espírito é pura energia que se manifesta no universo visível ou não, energia que tem o poder de se expressar na natureza e em tudo que existe, todas as qualidades conhecidas ou não pelo homem. Na história da humanidade, essa emanação energética, descrita e reverenciada de várias maneiras, recebe vários nomes: Deus, Alá, Jeová, entre outros. Para o humano, espiritualidade seria a experiência de corporificar sua consciência divina, de vivenciar a carne, a biologia e de expandir essa “suprema energia cósmica”. Ou seja, seria “encarnar” um personagem social – ser filho, pai, mãe, amigo, profissional, mas ir além dessa máscara,

108 MOOD Abril 2011

adiante do emaranhado de conceitos e de idéias que povoam nossa mente, construído pela sociedade, pela cultura, e alcançar a dimensão da essência do “ser”. A jornada que permite acesso a esse amplo mundo interior é chamada autoconhecimento. Esse processo de aprendizado não se aprende formalmente e requer entrega total para realizá-lo num presente qualquer. Autoconhecer-se é se dar conta de que o humano é muito mais do que aquilo que se pensa. Autoconhecer-se é vislumbrar o ser pluriexpressivo: composto de corpos físico, emocional, mental, intuitivo e espiritual. É ultrapassar o ego, "perfeito", padronizado desde a infância pelos veículos informacionais existentes para ser manipulável por aqueles que ditam as regras sociais. Por isso, o mergulho rumo ao ser pode soar ao ego como ameaça. É que parte do aprendizado

consiste em tirá-lo do pedestal de "senhor" de todas as vontades e colocálo como "vassalo" do ser essencial Conquistar tal proeza seria como chegar ao olho do furacão, onde tudo é calma em meio ao caos. Provar desse tipo de conhecimento é saborear o divino em tudo. É tocar o infinito e estender-se na eternidade. Agora, como dar o primeiro passo nesse caminho? Basta fazer uma escolha e, então, buscar, incansavelmente, enxergar além das aparências. Para tanto, é necessário ter olhos para ver e ouvidos para ouvir e, parafraseando o poeta, aceitar a dor e a delícia de sermos tudo o que somos.

*Maria Consolação Oliveira é professora de yoga e terapeuta holística. Colaborou Ana Karla Loureiro, jornalista


109


110 MOOD Abril 2011

Mood Life Edição 14 - Abril/2011  

Mood Life Edição 14 - Abril/2011 - Capa com Patricya Travassos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you