Page 1


CALÇADOS, ROUPAS E ACESSÓRIOS

A loja toda em até 10x sem juros, com parcela mínima de R$ 99,90 RUA BLUMENAU, 735 - AMÉRICA | JOINvILLE - SC ARUBA

BUENOS AIRES CANCÚN

CANNES

MIAMI

MONTERREY

PUNTA DEL ESTE

560 LOJAS - 19 PAÍSES

RIO DE JANEIRO

SANTIAGO

SÃO PAULO


Carmen Steffens CarmenSteffensOnline

@carmensteffens


EDITORIAL

Parece que foi ontem que eu virei o “Toni, da Duo”. Parece que foi ontem que me apaixonei por esse projeto o qual, com todas as forças abracei a ideia de termos em Joinville uma revista local, feita por pessoas da nossa cidade. Numa conversa entre amigos sobre a necessidade de mercado de um produto local com um valor justo, disposto a anunciar marcas locais pequenas e grandes, com a mesma qualidade e dedicação, nasceu a Duo. Quando escrevo sobre a história da Duo, falo sobre páginas escritas dia após dia, uma de cada vez, como a própria revista, pontuando temas locais, mas com pensamentos globais. Ouvi tantas vezes a frase: “pode fazer de qualquer jeito, essa marca nem merece isso tudo” e nunca concordei. Capas, editoriais, matérias, colunas e tudo que você vê na Duo é feito por nós, folha a folha. Isso gera um resultado totalmente local, feito de joinvilense para joinvilenses.

EXPEDIENTE

Foto: Tiago Cazaniga

Dez anos de Duo. O tempo voa! Nem nos meus melhores rascunhos eu imaginaria que dez anos depois, teria uma revista tão completa e que nos orgulharia tanto. Sou movido por desafios e uma festa de dez anos foi o desafio desse ano. Não satisfeito ainda, promovemos, para coroar essa festa, a maior edição feita por nós nesses dez anos: uma edição com mais de 300 páginas. Um mix de cadernos que você encontra em edições especiais e tudo numa só revista, que com certeza ficará pra história. Ainda procurávamos um tema que explicasse o momento que vivemos, a ideia de renovação, de sangue novo, de fazer daqui pra frente, tudo ser diferente. Eis que as coisas começaram a se desenhar. Dia 08/08/2018 às 20h, iniciamos a “Virada da Duo”. Com uma analogia ao tempo, simulamos uma virada de ano, um novo ciclo para praticar novas promessas, desafios, metas para o ano que começará novo. Até porque, o cara que inventou o

tempo é um gênio, pois nos fez acreditar que tudo mudará de um minuto para o outro. E que tudo de ruim ficará pra trás quando a contagem regressiva acontece e os fogos chegam. A Duo deseja a você um ano cheio de realizações. Faz você entrar nessa ideia de acreditar que um novo tempo começará dia nove de agosto. Que terá uma segunda chance de vida e que você pode usar ela como achar melhor. Que poderá rever tudo que fez de certo e errado nessa primeira vida que teve. Faz você acreditar que daqui pra frente tudo será diferente. Faz você esquecer crise, esquecer os tempos ruins e os problemas para entrar no mundo encantado da nossa revista. Acredite nisso! Faça diferente nesse ano que nasceu e que tudo se realize! ■

DIAGRAMAÇÃO

FOTOGRAFIA

Toni Furtado

Tiago Cazaniga

REVISÃO Araceli Hardt MTB 02461 JP/SC 47 3043 2150 monograma@monogramadesign.com

JORNALISMO Taty Feuser MTB 003171 JP/SC redacao@revistaduo.com.br Tabata Kadur jornalismo@revistaduo.com.br

CAPA Modelos: Lucas Mader, Ana Lutke, Sabrina Kokscheen, Leticia Wiemes, Anderson Schneider, Leonardo Miotto, Kamila Pohl, Paula Gusmão, Ana Reis e Eveline Almeida. Fotografia: @catarinophoto Beleza: Leila & Gisele Figurino: Clair Juliane Direção: Toni Furtado

COLABORADORES Ale Lobo, Artur Caminha, Cláudia Petry, Cláudia de Moura de Mattos, Clécio Giacomelli, Duda Laurentino, Edna Castilhos, Fabiana Domeciano, Flávia Regina Gonçalves Corrêa, Henrique Klein, Ivanise Vieira Ogliari, Jhonny Jablonski, Marileia Wilke, Marinaldo de Silva e Silva, Nildo Duarte, Rodrigo Domingos e Thiago Boing.

DIREÇÃO GERAL Toni Furtado toni@revistaduo.com.br 9 8423-3934 | 3804-4303

DIRETORA ADMINISTRATIVA Camila Barros camila@revistaduo.com.br

ANUNCIE EM NOSSA REVISTA Toni Furtado (47) 9 8423-3934 toni@revistaduo.com.br Camila Barros (47) 9 8856-6889 camila@revistaduo.com.br revistaduo revistaduojoinville Baixe o nosso APP


ÍNDICE

CADERNO CASA & DECORAÇÃO

31

DUO CULTURA

42

10 anos de muita cultura local

CADERNO SAÚDE E BELEZA

57

EMPODERE-SE!

96

CADERNO DESTAQUES DO BEM

125

CADERNO DUO PET

142

CADERNO DUO HOMEM

159

142

96

125


173 173

CADERNO DUO NOIVAS

214

CONHEÇA O UNIVERSO GENEBRA

230

DUO ECONOMIA

240

DUO TECNOLOGIA

243

CADERNO DUO GASTRONOMIA

261

CADERNO DUO MODA

296

DUO SOCIAL

261

Joinville é a cidade mais rica de Santa Catarina

Joinville: inovar é a sua vocação

243


O TEMPO VOA

OS 10 GRANDES MOMENTOS DA DUO O tempo voa! Nem nos meus melhores rascunhos imaginava que dez anos depois teria uma revista tão completa e que me orgulharia tanto!

Por Antonio Furtado, mais conhecido há 10 anos por “Toni, da Revista Duo” Fotos: Arquivo Duo

18


ONDE TUDO COMEÇOU

2008

A revista surgiu de um papo informal, pois no começo, eu trabalhava com marketing de algumas empresas e dentre elas, o Salão Márcio Vargas e a Clínica Lipocenter, hoje Clínica Vasti. Para essas duas empresas surgiu a ideia de montarmos um informe publicitário e onde, além desses dois clientes que foram âncoras muito tempo desse projeto, eu conseguia levar e divulgar mais clientes atendidos na época. O nome Duo veio de um anjinho da guarda que assoprou e disse “É isso. Rápido, de fácil leitura e funcional”. Veiculamos então a

primeira edição em setembro de 2008, com dez páginas de conteúdo local. Ali, eu deixava de ser o Antônio Furtado e viraria o Toni, da revista Duo. Lembro que foi muito engraçado o começo porque eu nunca fui de ter muitas regras e quando chegava aos lugares, novinho, magrelo, rostinho de criança, todos perguntavam: “o senhor Antônio não pode vir?”. Então entendi que precisava remodelar minha imagem. Uma cara mais moderna, sem paradigmas e autoral. Eis que começo a ser o Toni, com barba no rosto, vestimentas de um homem sério, um empresário. Sempre

“A história da Duo é escrita dia após dia, uma de cada vez, com temas locais e idéias globais”. associei modernidade, criatividade e confiança a minha imagem, mas no início, entrar nas empresas e vender uma folha de papel em branco, uma ideia, era sempre muito difícil.

19


O TEMPO VOA

PROCESSOS EVOLUTIVOS

2009

Lançada a primeira edição, três meses depois entendemos que o processo era frequente e cíclico, que tínhamos que ter novos temas, ideias novas, continuar os editoriais já lançados e gerar conteúdo sempre novo. Como no mar, pegamos aquela onda linda, vamos até a areia surfando, mas se não voltarmos e pegarmos outra onde forte, nos reinventarmos, morremos na areia. Em 2010 a revista deixa de ser um informativo interno. Eu assumo a edição, direção geral e, de 20 páginas

20

média por edição, resolvi dar corpo pra ela. Já estava envolvido, apaixonado e não vivia mais sem a Duo. Me encanto com a falta de rotina, com a novidade que cada edição traz. Eis que de 20 páginas passamos pra 40, de 40 pra 80 e estagnamos no número de páginas médio de 100 por edição. Essas páginas ainda não tinham muita qualidade de conteúdo, tinham muitos anunciantes, mais não tinha coerência, linha gráfica nem editorial. Então iniciamos um processo de qualificar a revista.

“Já estava envolvido, apaixonado e não vivia mais sem a Duo”.


MOMENTO DE QUALIFICAR CONTEÚDO, EQUIPE E ANUNCIANTES

2010

Em nenhum dos meus rascunhos, imaginava uma revista tão completa. Nunca pensei onde a revista poderia chegar, mas já estava apaixonado. Tinha certeza de que daria certo, que ganharia corpo. Comecei a identificar um nicho: existiam 12 revistas na cidade, na época. Tudo o que eu podia fazer diferente dos concorrentes eu fazia, para respeitar o espaço deles, porque existe espaço para todos. Hoje e sempre, a premissa dos clientes que estão na Duo, é a mesma: estão porque se identificam

com a revista. A Duo já tinha o perfil de acessibilidade, abraçava a todos os públicos. Surgiu nessa etapa, necessidades de pessoas comprometidas na equipe, de uma distribuição mais eficaz e principalmente de começar a resolver, dar solução para os clientes que acreditavam na Duo. Os anúncios da revista eram feios, pesados pois vinham prontos dos clientes, foi onde iniciei a caça a uma agência de publicidade, com a necessidade de não ser mais um cliente, e sim, de ser o futuro melhor cliente dessa agência, alguém

que acreditasse no projeto e que entrasse de cabeça como eu entrei. Eis que o anjinho da guarda volta e me traz a MONOGRAMA, que faz parte desse processo evolutivo desde 2011 e sempre se superando. Tenho muito orgulho da evolução que fizemos na revista e com certeza a agência tem grande parte nesse processo. Nessa época, muita gente boa começou a aparecer e qualificar a revista. Além de fotógrafos, modelos e produtores de moda que trouxeram seus conhecimentos e evoluiram as produções locais.

21


O TEMPO VOA

A MODA NA DUO UMA HISTÓRIA

2011

Sempre gostei de moda, embora não tenha nenhuma formação direta, apenas um apreço gigante por marcas locais, moda local, isso sempre me chamou muita atenção. Achava mágico o que os estilistas daqui faziam e sempre tive uma pulga atrás da orelha, do por que não tinha muita moda aqui, do por que as pessoas não consumiam tanto, não davam valor para os produtos locais e comecei a me aventuram a fazer moda. A Duo queria ser um espaço para dar acessibilidade a esse nicho de mercado, desenvolvendo modelos pro mundo, fotógrafos, marcas,

22

profissionais de beleza, sempre pensando em ideias globais adaptadas para necessidades locais. Isso se desenvolveu ao ponto de fazermos uma revista inteira no deserto do Atacama, no Chile. A revista fez muito barulho, começou a chamar a atenção para esse meio e a ganhar credibilidade. Lembro de quando comecei a prospectar marcas locais com a ideia de fazer uma revista no Deserto do Atacama, sendo que nunca tinha viajado pra fora do estado (parecia loucura, risos). Junto com 15 pessoas num motor home, dez marcas da cidade, depois de dez dias, 15

quilos a menos, voltamos com uma produção toda feita por nós, com modelos de Joinville e marcas locais. Lembro que essa época o mercado estava complicado e que tivemos que trazer todo o material, surpreender os lojistas com o resultado para então cobrar os serviços, ninguém pagou antes. Juro que quando voltamos, demorou pra cair a ficha do que tínhamos feito e isso veio com o barulho e repercussão causados. Foi incrível. Viveria cada momento novamente, e com certeza, me aventuro a dizer que essa edição foi a mais marcante, que deu nome pra revista.


1ª FESTA DA DUO - MEXICANA

2012

Agradar gregos e troianos sempre foi uma tentativa e eu sempre gostei de sair da casinha, de fazer coisas diferentes. A revista do Atacama foi lançada numa festa mexicana. Essa festa foi um grande passo para a revista entender que não há perfis exatos para os parceiro e clientes. Misturando credos, crenças e todos os grupos, Eliane Karan arrasou

na decoração e fez todos viajarem para uma noite mexicana, onde entregamos a revista especial do Atacama. Você imagina isso? Nem eu imaginava (risos). A revista foi ficando famosa por eventos sociais divertidos e que todos querem ir. Eventos esses que vieram para dar mais força e credibilidade. Nessa época, a Duo ainda era bimestral.

“Eventos esses que vieram para dar mais força e credibilidade”.

23


Duo Moda War Fashion Army Sensualidade Loira Gelada

Revista DUO Joinville nº 21

SEIS EDIÇÕES POR ANO JÁ ERA POUCO!

Formato Especial pocket

JOINVILLE

JOINVILLE

Revista DUO Especial | Homem | Ano 1 | nº 03 | 2014

Ano 5 | nº 21 | Agosto . Setembro 2013

O TEMPO VOA

Pai Herói Super pais existem Balada Teen Proibida a entrada para maiores de 18 anos

Dia dos Namorados Casais provam que nada separa dois corações apaixonados

2013

Duo Cultura Cena cultural Joinvilense Duo Noivas Eu amo Paris

Festival de Dança Dança Joinville

Duo Moda Do básico ao chique em Londres

Noivas Ideias românticas para seu casamento

PARCEIROS | MODA | TENDÊNCIAS | CULTURA | BELEZA | SAÚDE | SOCIAL

PARCEIROS | MODA | TENDÊNCIAS | CULTURA | BELEZA | SAÚDE | SOCIAL Untitled-3 1

28/05/2013 09:26:27

Revista - Duo Hom

Para ganhar ainda mais força, a Duo passa a ser veiculada mensalmente. Sempre com média de 100 páginas. A Duo também ganha sua versão digital. Chegando a uma média de 50 mil leitores mês com a revista impressa e on-line. Nessa fase, já éramos mais conhecidos, parceiros fiéis andavam conosco como anunciantes e sempre dispostos a ajudar na evolução. Nessa fase, a Duo já era o meu foco de vida, até porque ela me trouxe vontade, necessidade de viver cada dia de uma vez. Brinco

24

que nossa vida é uma eterna reunião de pauta, pois planejamos onde chegar, mas precisamos adaptar essa realidade frequentemente, conforme a banda toca. O que faz nossa revista ser legal, é o que desenhamos nela, assim como na nossa vida, se tivermos apenas canetas pretas, nosso planejamento fica preto. Agora, com várias canetinhas, tudo fica colorido e não achamos problemas em nada, qualquer pedra vira trampolim. Aprendi a viver com a Duo!

“[...]ela me trouxe vontade, necessidade de viver cada dia de uma vez[...]”


REVISTAS COM EDIÇÕES ESPECIAIS FOCADAS E RESPEITANDO DATAS COMEMORATIVAS

O mundo objetivo dos homens

2014

EspORtE | sAÚDE | VIAGEM | BELEZA | pOkER | cARROs 26/07/2013 11:01:56

mem.indd 1

07/07/14 11:27

Outra necessidade detectada, foi em atender os parceiros direcionando seus anúncios para clientes em potencial diretamente. Criamos então, além das edições mensais, edições focadas para públicos direcionados. A Duo Noivas, que veiculamos em abril, antecedendo o mês das noivas, mudamos a distribuição dessa edição especial, fazendo essa revista chegar em igrejas, casas de noivas, eventos de casamento e na mão de quem vai casar. Essa ideia trouxe também a Duo Mulher, em maio, antecedendo o Dia das Mães, a Duo Homem em julho, no Dia do Homem e antecedendo o Dia dos Pais, a Duo Kids, em

setembro, antes do mês das crianças, a Duo Saúde, a Duo Moda, uma revista voltada para a moda local, com mais de 100 páginas de conteúdo jornalístico e produções, que também ficou pra história. Sempre respeitando nossa premissa de desenvolver pessoas, ideias locais, profissionais e empresas da cidade. A Duo, em todas as edições, sempre trabalhou com capas feitas de forma autoral, direcionadas para cada edição. Outro número muito interessante é relembrar que temos mais de 3 mil fotos feitas de moda e editoriais, até porque, como mencionei, tudo que você vê na Duo, é feito por nós.

“Capas, editoriais, matérias, colunas e tudo que você vê na Duo é feito por nós folha a folha. Isso gera um resultado totalmente local e feito de joinvilense para joinvilense”.

25


O TEMPO VOA Um termômetro de credibilidade para a revista. É um evento, num dia de semana, com mais de 700 formadores de opinião da cidade, todos vestidos de gala. Um grande momento da revista e da cidade de

Joinville. Para completar os sete anos da Duo, fizemos uma festa digna de Oscar, pois já estávamos inseridos em eventos com a marca Duo e essa festa foi a cereja do bolo.

“[...] já estávamos inseridos em eventos com a marca Duo[...]”

RED CARPET DA DUO

2014 2016

CONSOLIDANDO PARCERIAS E PRÊMIOS NA CIDADE

A Duo cria um nicho de relacionamentos e a revista começa a dar sobrenome para sua equipe, a lista de parceiros cresce e solidifica. Isso dá maturidade para a marca e fez com que chegássemos ao topo como a melhor revista da cidade há quatro anos, a revista mais lida. Consolidando a Duo como um

26

grande veículo de comunicação de Joinville. Vieram prêmios onde os entrevistados eram pessoas da rua, outros prêmios focados para empresários, outros para agências de publicidade. A ideia de agradar a todos estava cada vez mais concretizada.

“A ideia de agradar a todos estava cada vez mais concretizada”.


A VIRADA DA DUO

2018

Cheios de rascunhos para um novo ciclo, pois daqui pra frente, tudo será diferente, ditando moda novamente, começamos uma nova era, uma era em que oferecemos muito mais que uma página em branco, oferecemos experiências e oportunidades. A Duo fez com que as pessoas entendessem que entramos num novo ciclo no dia 08/08/2018. Sem promessas, mas cheios de rascunhos para um novo ciclo. Vemos muitos parceiros abraçando

a ideia de evolução, juntos com a Duo. Na data 08/08/18 reforçamos esse ciclo de mudanças com nossos parceiros e abrimos oportunidades para antigos parceiros se reaproximarem. De uma forma despretensiosa conseguimos fazer com que as pessoas entendessem que como em uma página em branco, conseguimos criar um novo começo a partir da nossa vontade, do nosso tempo. Daqui pra frente tudo

“Nova era... oferecemos muito mais que uma página em branco, oferecemos experiências e oportunidades”. será diferente com a Duo e seus parceiros, 365 páginas em branco para construirmos juntos. Acho essa trajetória até o ano dez, incrível, porém queremos mais. Tudo que foi feito até agora se encerra nesse ciclo de vitórias e para uma nova era que surgirá, temos muitas páginas para desenhar. Como uma virada de ano, viemos com ideias, vontades de renovação, evolução e trouxemos muitos parceiros, pois essa brincadeira que a Duo trouxe, de acreditar que podemos mudar as nossas ações quando de dentro pra fora decidirmos, salienta a ideia de que sem promessas, mas cheios de rascunhos para um novo ciclo onde tudo pode ser diferente. E por que não poderia? Em 2018 também, junto com essa festa, chega nossa maior edição de todos os tempos, com um compilado de cadernos especiais, trezentas páginas de conteúdo da cidade. Se eu tinha alguma dúvida de que o anjinho da guarda lá do começo da história continua do meu lado, essa dúvida ficou no ano, no ciclo que se passou. ■

27


DEPOIMENTOS

DUO 10 ANOS

Qual a relevância da Revista Duo para Joinville? Perguntamos aos nossos parceiros, amigos e clientes sobre a importância de nosso veículo para suas profissões, negócios e para a cidade de Joinville. Acompanhe os depoimentos de quem caminha lado a lado com a gente! Por Redação Duo Fotos: Arquivo Pessoal e Tiago Cazaniga

RICARDO MARCHIORI Rádio Jovem Pan A Revista DUO já deu algumas oportunidades para divulgar meu trabalho e inclusive ajudar outros profissionais da área, com base nas minhas experiências. Assim como já li assuntos interessantes que me ajudaram tanto pessoal como profissionalmente. Para mim, um dos pontos fortes da revista é que ela procura atender aos mais diversos públicos. DUO Noivas, Homem, Kids e outras edições especiais provam que a revista não se acomodou em ser apenas uma revista de assuntos gerais. Assim, Joinville acaba tendo várias opções que atendem os mais variados públicos da cidade.

FABIOLA BERNARDES Apresentadora de TV A Revista Duo nos deu maior visibilidade em relação à nossa profissão, pois o colunismo social eletrônico pode ser perfeitamente ampliado e é complementado com a mídia escrita. Para Joinville, considero um verdadeiro registro do crescimento da cidade e da mudança de comportamento do consumidor. A revista DUO esclarece, mostra e contribui para o desenvolvimento da cidade em geral.

28


IARA KOENTOPP E CYRO PELIZZARI II Honda Gabivel e Critröen La Vie

Foto: Tiago Cazaniga

A revista nos traz sempre a visibilidade desejada, principalmente o público que converse com nossos produtos. Tanto para a Honda quanto para a Citröen, é extremamente importante que os carros estejam visíveis, com seu conceito e o impacto que queremos causar. Temos a parceria com a Duo desde a primeira edição, além de tudo, porque é uma revista que está sempre aos nossos olhos, onde frequentamos vemos a Duo exposta. Para Joinville, que é a maior cidade do estado, é extremamente importante ter esse tipo de veículo, pois isso demonstra o que o público da cidade quer ver, e o perfil é desse público. A Duo cabe perfeitamente para Joinville, reunindo conteúdos que mostram o que a cidade tem de melhor.

FABIANA MENDES Agência Monograma Um presente para a cidade. Uma Revista que se preocupa com cada página desenvolvida, por este motivo ganhou o coração de todos os joinvilenses. Há 7 anos buscamos por soluções criativas e inovadoras para a Revista Duo, com qualidade e cuidados em todos os detalhes. Parabéns para Duo e para o Toni pelos 10 anos de sucesso. Feliz Novo Ciclo! Que venham muitas edições.

JAIR JOSÉ ZANIZ JÚNIOR E JAQUELINE SCHULTZ Proprietários da Duran Móveis

Foto: Tiago Cazaniga

A revista Duo foi essencial para a Duran Móveis na hora de consolidar nosso trabalho em Joinville, no mercado de móveis sob medida de alto padrão. Nós sempre prezamos pela qualidade e pelo bom atendimento aos nossos clientes e ser parceiro de uma revista com a importância que a Duo tem, só confirma para o público de Joinville a seriedade e o profissionalismo do nosso trabalho. Acreditamos que a revista Duo elevou o patamar do mercado editorial de Joinville, aproximando o público de fornecedores de qualidade, além de trazer informação e entretenimento de um jeito único. Nós, da Duran Móveis, temos orgulho de sermos parceiros da equipe que vem trazendo o melhor de Joinville há 10 anos.

VALÉRIA ALVES Clínica Vasti Primeiro não tem como falar da revista Duo sem falar da pessoa desse profissional único: Toni Furtado criou algo mais que uma revista! A Duo é um meio de comunicação onde podemos ousar, criar e de forma profissional demostrar nossas empresas e nosso trabalho. Ele faz com que os anunciantes da Duo se tornem parceiros e mais: fez com que a Duo seja indispensável para nós empresários e para leitores. Tenho orgulho de estar contigo há 10 anos. Parabéns pelo seu sucesso e o da revista.

29


DEPOIMENTOS

DUO 10 ANOS

ALBERTINA TUMA Produtora Cultural A Revista Duo já nasceu com a marca do sucesso. Um veículo que nos traz conteúdo de extrema relevância, sempre atento às questões de nosso entorno. Considero fundamental a linha editorial que privilegia nossa gente e nosso movimento artístico- cultural, sem descuidar de propor diversas reflexões sobre os temas mais polêmicos deste nosso tempo. É um veículo bem produzido, com capas criativas, excelentes textos e diagramação diferenciada, que se dedica a abordagens sérias, proporcionando uma leitura agradável e importante. A maior cidade catarinense faz por merecer um veículo com a qualidade da Duo – e isso porque Joinville se vê na revista. É um espaço especial, para onde as pessoas, os principais projetos e as paisagens de nossa cidade e região são transportados de forma delicada e suave. Temos bastante orgulho em perceber que, ao abrir a revista Duo, vemos sempre um recorte muito bem feito do que de mais relevante acontece por aqui, por acolá, pelo mundo... Vemos a vida se transformar pelas belas ideias empresariais, pela revolucionária intervenção artístico-cultural, pela criatividade e talento de nossa gente.

ALE LOBO Colunista Social Extremamente importante, já que a revista atinge um público amplo e diferenciado em Joinville, trazendo uma ótima visibilidade ao meu trabalho! Por trazer reportagens super interessantes e nos mais variados temas, tudo sempre pautado em pesquisas da maior credibilidade. A revista Duo é de suma importância para nossa cidade.

DANGELO PEIXER Gas Models Para nós, da Gas Models, a Duo foi um divisor de águas na moda de Joinville. Com a Duo, pela primeira vez, temos uma revista que pensa em moda e entende de moda, nenhuma antes teve essa continuidade, afinal, não é fácil manter uma revista nos tempos de hoje e a Duo nos ajudou desenvolver muitas modelos nesses 10 anos. Muito obrigado pela confiança. A Duo é a cara de Joinville. Uma revista que pensa como nós, a parte jornalística é impecável, sempre abordando assuntos e temas relacionados à nossa cidade. Vida longa à Duo!

ALEXANDRE SIMAS Empresário e Beauty Artist Para minha equipe e eu, é uma honra e um prazer fazer parte de um projeto feito com tanto amor por esse amigo querido, na pessoa do Toni. Também vejo que para nós, especialistas em imagem, é a forma mais evidente de imprimir, através de uma publicação tão rica, a nossa arte. Nos torna mais ativos, satisfeitos e reconhecidos por toda a clientela! Sou fã e amigo. Espero sempre estarmos juntos para desafios que impulsionem, para elevar cada vez mais as publicações da Duo e que, essa seja sem dúvida, uma comemoração merecida. Parabéns Toni e todo o time! ■

30


31


LANÇAMENTOS TRUSSARDI NA FLAMINGO


Toda loja em até 6x no cartão

JOINVILLE: Rua Max Colin, 1010 - 47 3433 5378 BALNEÁRIO CAMBORIÚ - BLUMENAU - FLORIANÓPOLIS ITAJAÍ - ITAPEMA - SÃO JOSÉ - CRICIÚMA

www.lojasflamingo.com.br


PUBLIEDITORIAL

Reforma sem dor de cabeça? É possível! Por Taty Feuser Fotos: Arquivo Profissional Tatiane May Westrupp

R

eformar ou vender? Quantas pessoas se fizeram essa pergunta ao perceber que o seu imóvel já não atende às suas necessidades. Principalmente, quando se trata de casas antigas. Elas apresentam um layout que não combina com a vida da maioria das pessoas, atualmente. A cozinha normalmente fica a parte, escondida e há muitas repartições. Com a mudança de comportamento e costumes, hoje a maioria das pessoas quer que a cozinha seja o

coração da casa e esteja integrada a sala e a churrasqueira, ou seja um espaço gourmet. Os quartos podem até ser pequenos. Com isso, a busca pelas reformas tem aumentado. É o que observa a designer de interiores Tatiane May Westrupp. Outra questão é o fato dos imóveis antigos serem pouco valorizados pelo mercado imobiliário. Na maioria das reformas feitas pela Tati, os clientes relataram essa situação. O imóvel valia menos do que gostariam. “Então, me chamaram para

ver se seria possível modificar e se reformar era um bom caminho”, explica Tati. São nove anos de experiência e todos os clientes da Tati que reformaram seus imóveis foram unânimes: vale a pena reformar! Além de beleza, harmonia, praticidade, os clientes conseguiram valorizar seus imóveis. A satisfação é 100%. Todos relatam que passaram a ficar mais em casa e curtem isso, conseguem receber amigos e familiares com maior comodidade.

35


PUBLIEDITORIAL

“A nossa reforma valeu muito a pena! Se tornou um ambiente que a gente utiliza muito. Integrou a parte social da casa. Foi uma transformação. Passamos a receber mais visitas. Como foi tudo muito bem planejado, nós ficamos tranquilos. A Tati cumpriu o cronograma planejado e não ficou pesado para a gente essa reforma. Muita coisa pode ser reaproveitada. E estamos satisfeitos com o ambiente, com a mudança que ele proporcionou na nossa vida”. (Fabiana e Dilvo)

Antes

Depois

Antes

Depois

“A reforma da nossa cozinha superou as expectativas. Transformou totalmente o ambiente. Ficou linda, integrada, prática e aconchegante. Juntamos o nosso desejo com a eficiência da Tati. Ela fez o projeto, acompanhou cada detalhe da sua execução e o resultado foi maravilhoso. Muito obrigada!”(Judite e Hilário)

36


Depois

Antes

“Quando decidimos reformar a casa, não imaginávamos que ela ficaria tão bonita. No começo tivemos medo, algumas estruturas precisariam ser modificadas, mas com a assessoria da Tati ficamos mais tranquilos. O ambiente com a cozinha, sala de jantar e churrasqueira integrados ficou acolhedor e nos proporcionou ficar mais unidos dentro de casa. Porque, essa parte da casa ficou mais aconchegante e nós temos vontade de ficar ali. Estamos desfrutando muito essa melhora, ficou tudo funcional. Enquanto uma pessoa está cozinhando, outro pode estar lendo, outro vendo TV e todos ainda estamos no mesmo ambiente. Isso facilita a nossa integração, se encontrar e ficar mais juntos. Melhorou até o relacionamento familiar”. (Tatiana e Jair)

Depois

Antes

37


PUBLIEDITORIAL Mas, será possível passar por esse processo sem dor de cabeça? “Se ela for bem planejada, tiver uma boa assessoria e profissionais comprometidos, os problemas são amenizados”, afirma a designer. No momento do briefing, Tati precisa saber qual será o tamanho da reforma, se a família permanecerá na casa durante os trabalhos e a partir daí planeja tudo. “Precisamos ter tudo organizado para evitar ao máximo os transtornos. Se o cliente segue as orientações do profissional e o cronograma estabelecido, os problemas são minimizados. Tudo flui de forma bem positiva. E quando eu Tati, profissional contratada pelo cliente estou presente na obra, ele se sente mais seguro. Consigo resolver muita coisa sem precisar incomodá-lo. Claro, que há situações que isso é imprescindível, aí a gente chama o cliente para

38

decidir”, explica ela. O cliente pode as vezes já ter alguns trabalhos de referência. Conhece um marceneiro, gesseiro, pedreiro, eletricista. Ou não conhece ninguém da área. Em todas as reformas que faz, a Tati normalmente oferece três orçamentos. Mesmo tendo fornecedores com quem ela já tem um histórico positivo de trabalho. O mais importante é a contratação daqueles que satisfaçam o interesse técnico e financeiro. E aí, é o cliente que decide. Para uma reforma ser bem-sucedida não pode faltar confiança, organização, cronograma de obra detalhado e pessoas comprometidas com prazo e entrega. O trabalho alinhado e princípios em comum com os parceiros fazem toda a diferença para o sucesso das reformas coordenadas pela Tati. Dentro de

cada segmento, o know how e o uso de materiais de qualidade são dois aspectos relevantes e que contribuem muito para deixar o ambiente reformado como novo. Tati monitora tudo de perto para poder oferecer todo o suporte. “Gosto de oferecer opções e mostrar quais são as vantagens e desvantagens de cada uma. Pode ser sobre material ou sobre a estrutura. Colocar gesso ou não? Qual tipo de piso? Revestimento? Procuro colocar os prós e contras, porque o cliente pode ter visto em algum lugar, gostou, mas não tem informações sobre o material. Essa base vai ajudar ele a decidir com mais segurança”, explica a designer. E, na maioria das vezes, ao final de todo o processo, o cliente é surpreendido positivamente com a reforma. Porque, quem ama o que faz, como a Tati, dá o melhor de si.

E aí, ficou convencido de que vale a pena investir na reforma do seu imóvel? Se você estiver com alguma dúvida, procure a Tati para fazer uma avaliação do seu imóvel ou ainda um orçamento sem compromisso. O olhar profissional dela vai te surpreender“! Atendo

a todas as necessidades, desde a reforma pequena, como trocar o tecido do sofá ou alterar a decoração com quadros ou outros objetos e faço também aquela reforma realmente completa que exige quebra de parede e modificar ambientes”, completa Tati.


ONDE ENCONTRAR OS PARCEIROS ENVOLVIDOS NAS OBRAS

Rua Max Colin, 1134 – América Joinville/SC | (47) 3026-1212 luminoiluminacao.com.br Facebook: /luminoluz

“Atuamos em diversos segmentos. Móveis planejados é um dos serviços oferecidos. Acreditamos que a qualidade no atendimento e na produção é primordial para a satisfação do cliente. Trabalhamos com consultoria, desenvolvimento e instalação de moveis planejados, para todos os tipos de ambientes - residenciais, comerciais e corporativos”. Marcelo Toldo – marceneiro responsável SETA SOLUÇÕES VISUAIS (47) 3026-7901 WhatsApp: (47) 99225-8554 Rua Osvaldo Cruz, 321 Boa Vista – Joinville/SC setasolucoes.com contato@setasolucoes.com Facebook: /setasolucoesvisuais Instagram: /setasolucoesvisuais

“Trabalhamos para entregar um produto com boa qualidade e superar as expectativas do cliente”. Osmail Fernandes Pinto - proprietário da Duarte Marcenaria Duarte Marcenaria | Rua Jarivatuba, 1792 - Ademar Garcia – Joinville - SC | (47) 3465-1755 / 3466-5313 | WhatsApp: (47) 9 9994-1917

“A empresa busca oferecer um bom acabamento, preza pela limpeza total do ambiente. “Nossos funcionários são cuidadosos, há respeito entre todos durante a execução do serviço e trabalhamos sempre comprometidos com a data de entrega”. Wellinton Guimarães - gerente da Decorações Guimarães Decorações Guimarães Endereço: Rua: 3 de Maio, 114 – Centro – Joinville - SC Telefone: (47) 3026-7335 Facebook/decoracoesguimaraes

“Além da pintura, prestamos consultoria na área. Analisamos o ambiente, as estruturas, as superfícies e fazemos um diagnóstico da obra para correções que podem interferir no trabalho final. Também contamos com profissionais qualificados e equipamentos de última geração como lixadeira que aspira o pó, máquina de pintura AirLess, para agilizar o trabalho, além das mais variadas técnicas de pintura como texturas, marmorato, etc”. Luis Carlos Bergossa - sócio administrador da Berg Pinturas Empreiteira de Mão de Obra Berg Endereço: Rua Laudelino Torres de Oliveira, 50 - Paranaguamirim - Joinville/SC (47) 9 9127-4949 / 9 9127-4445 / 9 9126-3247

“Gostamos de atuar em parceria com arquitetos e decoradores, porque são profissionais que apresentam as possibilidades para o cliente. Ele pode até ter que investir um pouco mais na reforma ao decorar as paredes e tetos com gesso, mas sem dúvida terá um ambiente com maior sofisticação e conforto. Focamos em qualidade e pontualidade nos prazos”. Joabison Delfino da Rosa - Proprietário da Dugesso Dugesso / Engeplax Center Gesso | Rua Américo Vespúcio, 560 – Nova Brasília – Joinville/SC (47) 3454-0505 WhatsApp: (47) 9 9974-4474 Facebook/engeplax center gesso www.engeplax.com.br

“Numa reforma é importante, evitar o desperdício, ser preciso nos cortes e colocação dos materiais e estar sempre alinhado com o profissional técnico responsável pela obra. Tem que ser flexível, organizado e exigente com a limpeza do ambiente. Tento contribuir sempre que possível para que um problema seja resolvido com rapidez e procuro ficar atento ao projeto e aos prazos estabelecidos”. Vanderelei Gonçalves – proprietário da Gonçalves Construções e Acabamentos Gonçalves Construções e Acabamentos WhatsApp: (47) 9 9271-7586 Vanderlei Gonçalves ■

TATIANE MAY WESTRUPP

Rua Nove de Março, 774 - Sala 27 Galeria Nove de Março - Centro - Joinville/SC tatianemaywestrupp@hotmail.com (47) 9 9961-4066

39


CULTURA Rodrigo Domingos

10 anos de muita

A

edição deste mês comemora os dez anos de circulação da Revista Duo, sim dez anos. Uma revista que exalta, faz pensar, lança tendências e principalmente é local, com uma visão sempre global. Nesta coluna comemorativa, tive a honra de entrevistar ilustres personagens

42

do cenário cultural de Joinville, pessoas de atitude, inovadores e sem medo de serem felizes. Com vocês: Juarez Machado, Rodrigo Bornholdt, Rubens Herbst, Vanessa Bencz, Samira Sinara, Álvaro Cauduro, Pavel Kazarian, Luciano Cavichiolli, Sueli Brandão, Silvestre Ferreira, Hélio Muniz, Cristóvão Petry

e Lucas Vieira. Sim escolhi 13 nomes, meu número da sorte para celebrar este momento, sei que muitos nomes ficaram de fora, nomes representativos e de destaque, mas, por questão de espaço, tive que escolher apenas alguns destes seres iluminados e que enaltecem o se fazer arte.

Fotos: Banco de Imagem e Arquivo Pessoal

cultura local


JUAREZ MACHADO ARTISTA VISUAL

Você atualmente é o grande ícone da cultura joinvilense, como você se sente? Eu me sinto normal, a cidade que não sabia quem eu era. Tudo na sua vida foi muito prematuro, com 18 anos, você mudou-se para Curitiba, iniciando aí, sua linda trajetória. Você acha que os jovens nos dias de hoje são acomodados? Não sei se são acomodados, ou covardes, porque você sair da casa da sua mãe, da sua cidade, do seu grupo, para enfrentar um mundo que você não conhece, precisa ser muito forte, precisa querer um espaço maior, pois naquela época Joinville era pequena para mim. Eu era seguro, muito seguro, eu já sabia que tinha talento, eu precisava era estudar, eu precisava saber mais, pois não existe artista, ou alguém profissional que nasce pronto. Não basta talento, precisa desejo, força, muita dedicação.

O Instituto Juarez Machado completou 3 anos de existência, foram investidos R$1,5 milhão na ampliação da nova sede. Como é investir em cultura, e como foi realizar este seu grande sonho? Eu vendi minha alma ao diabo, consegui um pouco de dinheiro, fui atrás disso, porque essa era a minha intensão quando eu sai daqui, com 18 eu já sabia que queria fazer algo importante para minha cidade, pois naquela época, não tinha uma biblioteca, não tinha uma galeria de arte, não tinha um museu, não tinha absolutamente nada. Tinha bicicleta que todo mundo, tinha chuva que todo mundo conhece, tinha fábrica que todo mundo conhece, tinha tudo isso, mas não tinha arte, e eu precisava. E o investimento para abrir o instituto, tive que trabalhar muito mais, me privar de viagens, compras e prazeres, e a economia continua, pois, o instituto continua crescendo, exigindo, pois eu sou o pai e a mãe, avô e avó, e tem

que trabalhar para poder fazer este presente que eu estou dando para cidade. Como você vê a cultura joinvilense nestes 10 anos, evoluiu? Muito, claro que os tempos mudaram, antigamente só tinham dois artistas: o Fritz Alt e o Colin e eu que já me considerava um artista, mais não estava pronto, hoje eu sou oficialmente um artista. Hoje começa a ter uma geração aqui em Joinville, de jovens que descobriram que a arte existe, começam a grafitar paredes, começam a fazer desenhos, a arte começou a provocar estes jovens a partir da chegada das galerias e dos museus O que é cultura para você? É tudo. *Confira na íntegra o áudio da entrevista com o artista visual Juarez Machado em nosso site: revistaduo.com.br

43


CULTURA Rodrigo Domingos

RODRIGO BORNHOLDT ADVOGADO Você foi vice-prefeito de Joinville entre 2005 e 2008, como foi essa experiência? Foi uma experiência muito boa, pude conhecer melhor setores da administração pública e aprendi a mediar muitos conflitos que ali surgiam. Além disso, exerci interinamente a função de prefeito e consegui encaminhar alguns projetos importantes. Você nesta ocasião dirigiu a Fundação Cultural de Joinville e criou o Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura, o SIMDEC, como foi implantar este poderoso fomento cultural para a cidade?

44

Foi minha maior realização. Logo que assumi, consegui efetivar a lei dos editais de cultura, adormecida por cinco anos. Depois aperfeiçoamos a gestão e implementamos o Simdec, trazendo transparência e gerando oportunidades de desenvolvimento pela cultura. Como você vê a cultura joinvilense nestes 10 anos, evoluiu? Penso que evoluiu muito de 2006 a 2012, gerando possibilidades de fruição cultural para a população e de desenvolvimento

econômico. De lá pra cá, houve alguns percalços, mas precisamos manter o trabalho e o otimismo. Estou agora acompanhando mais de perto as questões, como integrante do Conselho Municipal de Cultura. O que é cultura para você? Esse é um termo com vários significados. Remete a culto, cultivo... É o modo de ser, fazer e criar de um povo. Em outra acepção, é a valorização de expressões alternativas à cultura de massas. E isso nós precisamos também valorizar e cultivar.

[...] “precisamos manter o trabalho e o otimismo”.


RUBENS HERBST JORNALISTA CULTURAL Você ainda continua sendo um dos grandes propagadores da cultura joinvilense, como você vê isso, e qual a importância do jornalismo cultural? Me sinto sortudo por ainda poder labutar no jornalismo cultural e fazê-lo com convicção e integridade, após duas décadas. Em determinado momento, tomei isso – ser uma vitrine para a produção cultural joinvilense – como uma missão, e é o que vem norteando meu trabalho desde então, especialmente a partir do surgimento do blog (e depois coluna, hoje site) Orelhada. Porque fazer jornalismo cultural é muito mais do que ser uma agenda de eventos,

é de fato abordar os vários aspectos da produção local – projetos, ações, pensamentos, problemas, iniciativas públicas – com um olhar calejado tanto pela afinidade quanto pela experiência.

[...] “ampliar nossa visão sobre as coisas, sobre o mundo, sobre os outros e nós mesmos do que a arte”.

Dos 24 anos que você atuou no Jornal ANotícia, 20 foram dedicados à editoria de cultura, isso foi uma escolha sua, uma necessidade? Nada foi por acaso. O que me fez escolher o jornalismo foi justamente meu entusiasmo pela música, pelo cinema, pelos quadrinhos. Meu sonho era ganhar a vida escrevendo sobre isso. Mal entrei no AN e comecei a “cavar” espaços na

editoria de variedades. Uma coisa leva a outra e de repente eu era repórter do Anexo. Tinha realizado meu sonho. O que é cultura para você? Existem mais de 160 definições para o termo “cultura”, mas, para o que estamos discutindo aqui, fico com aquela que designa o saber. Não falo de conhecimento enciclopédico de dados, datas, fórmulas, mas aquilo que absorvemos e é capaz de nos fazer enxergar para além da trivialidade do dia a dia. Nada é mais pródigo em nos tornar menos limitados e ampliar nossa visão sobre as coisas, sobre o mundo, sobre os outros e nós mesmos do que a arte. A arte nos eleva, nos atira ao chão, nos faz sonhar e explode a realidade na nossa cara. Arte é a vida sendo (re) interpretada.

45


CULTURA Rodrigo Domingos

LUCAS VIEIRA RAPPER E PRODUTOR CULTURAL

Como você se sente sendo um dos precursores da cultura hip hop em Joinville? Eu me sinto muito feliz em ser um dos precursores do Hip Hop em Joinville, na verdade eu trabalho dentro de um dos elementos do Hip Hop, sou MC que juntamente com o DJ fazem rap, a música do Hip Hop, eu sou muito fã da arte dos meus irmãos de cultura, o Grafite, Break Dancing, e hoje às novas ramificações do Hip Hop: Beat Box, Beatmakers, Hip Hop Dancing, MC só de batalhas, Slam. Muita gente talentosa, me sinto feliz em fazer parte dessa galera, sou só mais uma peça do movimento, que juntamente com outras milhares de peças espalhadas pelo país fazemos

46

o Hip Hop acontecer. Como é produzir o Joinville Hip Hop Festival? É interessante, você entra em contato com grandes produtoras, diferentes formas de trabalhar, de negociar etc. O compromisso de se desafiar com algumas tarefas. É intenso, adrenalógeno, prova de fogo. Você acredita que a cultura das ruas já tem seu espaço na cidade? Então! Essa questão do espaço tem duas versões no meu ponto de vista. Primeira: Não! A cultura das ruas não tem seu espaço na cidade, a cidade não dá suporte pra cultura das ruas. Mas às vezes também acontece da cultura de rua não

correr atrás desses espaços aqui na cidade. Tem uma galera batalhando, correndo atrás, e que inclusive já tiveram grandes avanços. E uma galera que não está nem aí, reclama no Facebook, mas não se movimenta. O que é cultura para você? Cultura é alegria do povo, a cultura orienta as pessoas, deixa elas mais ligadas, mais inteligentes, mais questionadoras Por isso que o estado congelou os investimentos na cultura e na educação, eles têm medo. Finalizo parafraseando Alexandre Carlo um dos maiores poetas contemporâneos: “Sabedoria do povo daqui, é o medo dos homens de lá...”


VANESSA BENCZ JORNALISTA E ESCRITORA Você foi uma das grandes fomentadoras do financiamento coletivo em Joinville, em consequência da economia criativa, hoje denominada de economia circular, como você vê isso? Me sinto orgulhosa ao ter motivado tantos realizadores joinvilenses a irem ao encontro de métodos de trabalho criativos, transformadores e independentes. Nós, agentes culturais, somos fortes e imaginativos demais para dependermos financeiramente dos outros. A tendência é que, cada vez mais, Joinville ganhe realizadores corajosos buscando formas diferentes de financiar seus sonhos. Como é viver de literatura, você que já possui cinco livros lançados?

É desafiador viver de literatura em um país que pouco se lê. Meus livros não estão expostos em livrarias. Os leitores podem adquirí-los apenas após a palestra, nas escolas. E tomei esta decisão para ter um contato verdadeiro com quem compra o meu trabalho. Como você vê a cultura joinvilense nestes últimos 10 anos? Meus colegas artistas têm se mostrado extremamente esforçados e criativos. Faz uma década que atuo na cultura de Joinville e tem sido lindo testemunhar o movimento pela

força independente da arte. Temos personalidades que são reconhecidas nacionalmente e mundialmente! Ainda estamos lutando pelo reconhecimento que merecemos, pelo público que merecemos e pelo espaço que precisamos, mas a jornada tem sido honesta e rica.

“Ainda estamos lutando pelo reconhecimento que merecemos”.

47


CULTURA Rodrigo Domingos

SAMIRA SINARA ATRIZ

Você é pesquisadora, professora, atriz e produtora. Como é acumular multifunções culturais? Acumular as multifunções escolhidas para trilhar meu caminho enquanto ser humano, mulher nesta vida necessita paixão, organização e jogo de ‘cintura’. Muitas pessoas boas em volta, com você, que ajudam e apoiam também faz você escolher as multifunções que vai atuar em cada momento. Acredito também que se dá prioridade ao ‘movimento’ do momento. Tem oras que se dedica mais a produção e atuação e oras, na pesquisa. Lecionar sempre gostei, há 20 anos que estou dentro da sala de aula. Saber que pode compartilhar, trocar as experiências e transformar o

48

outro, para qualquer função é amor e agradecimento. Você é titular do setor de teatro e do circo no Conselho Municipal de Cultura. Como anda o teatro em Joinville? Atuar para contribuir nas relações de políticas públicas no setor da cultura na cidade de Joinville, torna-se uma ação desafiadora e gratificante ao saber que artistas confiam no seu trabalho, mas há também de se pensar de forma mais coletiva, ou seja, como um Setor pode fortalecer o outro e apoiar o outro. Por mais que

esteja representando uma classe setorial que é do teatro e do circo no Conselho Municipal de Cultura, devemos olhar e agir para o ‘todo’. O que é cultura para você? Vejo, escuto, olho, penso e sinto a cultura porque ela se manifesta ao meu redor. Porque ela está na nossa prática diária - no cotidiano, do ir e vir - do deslocamento. Porque cultura é estar vivo, estar em movimento!Vejo a arte como uma representação da cultura, da forma poética e sensível que nos desperta o agir e o transformar do mundo.

[...] “cultura é estar vivo, estar em movimento!”.


ÁLVARO CAUDURO ADVOGADO E PRESIDENTE DA SOCIEDADE HARMONIA-LYRA Como é conciliar a vida de advogado com a de presidente da Lyra? Aprendi desde pequeno que quanto mais ocupado estamos, mais tempo temos para fazer outras coisas. O importante é organizar o tempo. Meu escritório já tem três décadas e é bem estruturado, ademais dedicar um pouco do nosso tempo em prol da cultura é uma tarefa prazerosa e útil para a sociedade. No Brasil isso ainda pode causar algum espanto, mas é bastante comum nos países desenvolvidos. Você está resgatando os tempos áureos da Sociedade HarmoniaLyra, trazendo para cidade grandes eventos culturais, como este processo se deu e quais os

planos para o futuro da Lyra? Decidimos desde o primeiro momento da nossa gestão, que retomaríamos os objetivos sociais originais para os quais a HarmoniaLyra foi criada, preservação e divulgação da cultura. Assim não perdemos tempo para inventar a roda. Nos dedicamos a fazer aquilo que antes já era feito e que levou a Sociedade Harmonia-Lyra a ser este gigante na história cultural de Joinville. São 160 anos de participação voluntária de milhares de cidadãos joinvillenses que, de alguma forma, dedicaram seu tempo ou outros recursos para que a cidade pudesse elevar seu nível sócio/cultural/econômico e se tornar a potência que é hoje. Para o futuro, a ideia é apenas seguir copiando

esta fórmula sesquicentenária de sucesso. A partir do fomento destas ações culturais recentes na Lyra, você acredita que existe mercado cultural para Joinville? Existe público? Antes dos primeiros eventos, houve quem vaticinasse que ficaríamos sozinhos. Na verdade, o que ocorre hoje é o inverso. Em todos os eventos há quem não consiga ir porque os ingressos esgotam. O público de Joinville é bastante qualificado e exigente, apreciador de arte clássica, erudita e canto lírico. O que é cultura para você? Cultura é o caminho mais certo para melhorar a vida das pessoas.

49


CULTURA Rodrigo Domingos

PAVEL KAZARIAN DIRETOR GERAL DA ESCOLA DO TEATRO BOLSHOI NO BRASIL E PIANISTA

Como foi assumir a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil desde de 2007? Foi um desafio. Mas acredito que a partir desse momento a Escola Bolshoi evoluiu nas tratativas entre Brasil e Rússia, bem como, democratizou o ensino e possibilitou que mais pessoas assistissem a espetáculos de qualidade. Como é ser um dos grandes fomentadores da música clássica autoral na cidade juntamente com o violonista Gabriel Viera?

50

“Fico feliz que o nosso trabalho autoral tem força e expressividade[...]”. É um projeto pessoal, fora da Escola Bolshoi, que permite que eu me expresse artisticamente. Fico feliz que o nosso trabalho autoral tem força e expressividade e ganha cada vez mais adeptos. Você acredita que o joinvilense

já assimila dança o ano inteiro, não somente em julho, mês do Festival de Dança de Joinville? Penso que a Escola Bolshoi está exercitando o seu papel realizando espetáculos mensais em Joinville no Teatro Juarez Machado. Vejo que os professores e entidades da cidade se esforçam muito para fomentar a arte da dança além de julho. O que é cultura para você? Como disse o Estadista indiano, Jawaharlal Nehru “Cultura é a ampliação da mente e do espirito”.


LUCIANO CAVICHIOLLI PRODUTOR CULTURAL

Você foi presidente da Associação Joinvilense de Teatro em 2013. Como você vê o teatro em Joinville hoje? Vejo da mesma maneira que cinco ou dez anos atrás. É um teatro de grupo, feito com resistência. Mesmo sem atingir o grande público, é um trabalho contínuo, que já teve momentos melhores, mas que continua forte e levando o nome de Joinville para todo Brasil.

espetáculos de teatro e música em Joinville? Existe público? Público sempre teve e acho que ele aumenta sempre, pode ficar tímido em momentos difíceis da economia como agora, mas é só ter um bom espetáculo que ele aparece. A grande dificuldade ainda é a falta de apoio e patrocínio, e é claro, de espaços adequados para as apresentações. O poder público e os empresários ainda não perceberam a diferença que investir em cultura pode fazer por uma cidade,

“Não dá para você ficar olhando para trás”.

Como é produzir grandes

socialmente e economicamente falando. Qual o futuro da produção cultural na sua opinião? Acho que é se profissionalizar cada vez mais, com a revolução da internet. Não dá para você ficar olhando para trás. Você tem que ver a situação como um todo em pensar coletivamente. O que é cultura para você? Acredito que é toda manifestação social, que inclui a arte, a crença, os costumes e a história de um povo.

51


CULTURA Rodrigo Domingos

SUELI BRANDÃO PRESIDENTE DO INSTITUTO DA CULTURA E EDUCAÇÃO DE JOINVILLE Você é presidente do Instituto da Cultura e Educação de Joinville, qual a finalidade do Instituto? Sim, a finalidade do Instituto é gerir a Feira do Livro de Joinville, fomentar a literatura e principalmente viabilizar este grande evento que é hoje a Feira do Livro. Você acredita no estimula à leitura entre os jovens, por quê? Com certeza, a feira é um convite a leitores e não leitores a passearem entre livros e acabarem fisgados por um título especial, um autor querido, um assunto atual, ou seja, estimula

52

o debate e principalmente a criar e incentivar a leitura e consequentemente seu fomento.Criando assim cidadãos mais conscientes. A feira do livro chegou a sua 15a edição, você acredita que ela esteja consolidada, qual o futuro de uma das maiores feiras do livro do sul do Brasil? O futuro da Feira do Livro de Joinville, é pensar que ela é fundamental para a vida cultural e educacional da cidade de Joinville, e buscamos evoluir sempre, trazendo novos escritores, fazendo pesquisas

[...] “criar e incentivar a leitura e consequentemente seu fomento”. no mercado editorial brasileiro e internacional. A 16a edição da Feira do Livro de Joinville, acontecerá em junho de 2019, e já está sendo preparada desde agora. Só neste ano a Feira Do Livro teve um público recorde de 100 mil pessoas. Evoluir sempre.


CRISTÓVÃO PETRY ATOR E PRODUTOR CULTURAL

Como foi exercer o cargo de gerente de difusão cultural e eventos da Fundação Cultural de Joinville? Foi um desafio muito grande, mas muito importante pra minha formação. Conhecer o outro lado do balcão é fundamental para compreender como funciona a máquina pública. As desculpas da falta de recursos sempre permeiam a administração pública, mas muitas vezes falta é vontade política. Os gestores da cidade não conhecem a realidade da periferia de Joinville. Eu sou da periferia e sei do que estou falando. Porque são raras as pessoas que por exemplo vieram conhecer o trabalho que é desenvolvida há quase 20 anos no Itinga. Sou uma pessoa da ação, e quando fui gerente da extinta Fundação Cultural, sempre pensei em projetos voltados para comunidade.

Você é um ator e diretor teatral atuante, como o teatro permeia a sua vida? Eu não existo sem arte. São mais de 25 anos nesta área. Como eu comecei? Comecei fruindo. Vendo senti vontade de fazer. E fazendo, vi que todas as pessoas podem fazer. No começo, foi intuitivamente, mas depois realizei diversos cursos e oficinas e até fiz um mestrado na área. Recentemente voltei a ser professor de teatro voluntário na comunidade do Itinga num grupo que une crianças, jovens, adultos e idosos. Um novo desafio. Como é ser presidente da Associação de moradores do bairro Itinga- AMORABI, e levar arte para este bairro, consolidando, fomentando e democratizando assim a cultura?

A relação é um pouco diferente. Eu não levo nada. Pelo contrário eu recebo. Eu sou do Itinga e uma das maiores dificuldades para as pessoas que moravam neste bairro era (e ainda é) como acessar espaços culturais localizados na região central por duas questões: a distância e financeira. Aquela música “Todo artista deve ir aonde o povo está” foi o mote pra iniciar um projeto na Amorabi no ano 2000. Na época o Itinga contava com o Grupo Cultural Itinerante que se uniu a Amorabi pra garantir o direito a arte. Eu ser presidente da Amorabi é só uma consequência disso. Porque a luta da Amorabi é além da Cultura. A Amorabi é uma Associação de Moradores que reivindica, mas também faz muito.

53


CULTURA Rodrigo Domingos

HÉLIO MUNIZ ATOR E PRODUTOR CULTURAL

Como surgiu a ideia de abrir uma casa com foco em produção cultural e o fomento da arte na cidade de Joinville? Na verdade, a Casa Iririú surgiu meio por acaso. Através de uma oficina de iniciação teatral, ministrada por Norberto Deschamps no bairro Profipo, zona Sul da cidade, com apoio do SIMDEC/2009 e com a montagem do texto “Canto do Povo de Um Lugar”, adaptado do texto “Os alegres cantores de Ping Pong” de Paschoal Lourenço e com minha direção, foi formado o Grupo de Teatro Canto do Povo, que passou a usar uma casa de madeira na Rua Xaxim, cedida pela Andréia Lubke, uma integrante do grupo para ensaios. Um dia olhamos aquele espaço e pensamos: por que não transformar esse espaço em um espaço cultural, já que o bairro é tão carente de atividades artísticas e culturais? Botamos a mão na massa e rapidinho a ideia pegou e a Casa Iririú começou a funcionar. Vocês possuem uma programação ampla e variada. Como é decidida a programação da casa? Sim. A Casa oferece uma programação bastante variada que vai desde apresentação de teatro, música, vídeo, dança, oferece também uma gama muito grande de atividades formativas como oficinas de teatro, balé infantil, capoeira para mulheres e crianças, percussão para crianças, debates, encontros, lançamento de livros, e já tradicional partilha cultural e ultimamente, a Casa vem se transformando em um

54

pólo de difusão da música de novos cantores, cantoras e compositores e compositoras alternativos/as. O grupo Canto do Povo que faz parte da Casa, possui peças teatrais de grande sucesso, como o musical “Zumbi”, como se dá o processo criativo do grupo e a escolha do repertório? Verdade. A Casa é administrada por alguns integrantes do Grupo de Teatro Canto do Povo, que desde 2009 vem realizando várias montagens sendo a última, “Zumbi”, musical que conta a epopeia do último líder do Quilombo de Palmares, assassinado pelas forças da oligarquia branca e reacionária pernambucana da época. Nosso processo de trabalho, assim como a administração da Casa, é muito

aberto e democrático. Funcionamos em um sistema de autogestão onde existem funções, mas não hierarquias: desde a escolha do texto, passando pela música, cenários, figurinos e direção. O que é cultura para você? Ao falarmos de cultura, não podemos deixar passar o fato que hoje, a cultura está dividida e multifacetada, em cultura erudita, cultura popular, cultura de massas, e outras mais, e que muitas vezes estão entrelaçadas, o que torna ainda mais difícil sua conceituação. Para mim, cultura é tudo aquilo que é produzido pelos homens e mulheres, e que serve para a reflexão visando o avanço da sociedade e pensando em contribuir com a transformação e a felicidade dos seres humanos.


SILVESTRE FERREIRA DIRETOR TEATRAL

Você foi diretor da Dionisos Teatro, um grupo super atuante na cultura do Brasil digamos, como é essa experiência? A experiência como diretor de uma companhia profissional me fez amadurecer como artista, mas também como um trabalhador da cultura. Isto me permitiu que aos poucos fôssemos formando um elenco de pessoas que podiam se dedicar integralmente ao fazer teatral. No entanto, mesmo escolhendo viver de teatro, o tempo que se passa em processos de criação e apresentação, tem que ser dividido entre tarefas complexas que dizem respeito a gestão de uma companhia: Gestão financeira, desenvolvimento de projetos, seja para novas criações ou circulação de espetáculos, divulgação, atendimento a clientes, já que trabalhamos também com teatro corporativo entre outras. Mas o valor maior desta experiência está na possibilidade de se construir um jeito próprio de criar. Você tem longa história de atuação política na área da Cultura, já tendo ocupado cargos como Presidente da Associação Joinvilense de Teatro – AJOTE (2006 – 2008); Diretor Presidente da Fundação Cultural de Joinville (2009-2012) entre outros, essa sua militância cultural digamos de onde veio? Tive a oportunidade de, desde muito jovem, conviver com pessoas com uma visão de mundo em que as questões de cidadania e direitos fundamentais eram sempre presentes. A minha formação no curso de história da UNIVILLE também contribuiu. Desde muito cedo participei da AJOTA- Associação Joinvilense de Teatro Amador, e da Federação Catarinense de Teatro. O teatro é uma atividade coletiva. Hoje, pensando de

longe, creio que todo o movimento de montagem de Tupac Amaru, com o Borges, o Benta e mais um monte de gente boa, incluindo o maestro Melara e o Coral da UNIVILLE, me deu uma dimensão mais política do fazer cultura. Joinville, apesar de ter um Conselho de cultura desde 1968, não tinha uma política de desenvolvimento da cultura local. Todo o movimento do surgimento da primeira conferência Municipal de Cultura, a criação do SIMDEC por ação do então vice-prefeito Rodrigo Bornholdt, cabe aqui citar o Charles Narloch, como pessoa chave na elaboração da lei, foi um grande exercício da cidadania cultural. De onde vem sua inspiração criativa? Acredito na ideia de que o trabalho artístico é muito mais transpiração do que inspiração. Tive uma carreira como ator, dirigido que fui pelo Jairo Maciel, pelo Lucas David, e as montagens com o Borges de Garuva. O ofício de ator é de uma entrega muito grande. É que a ferramenta de trabalho

é o próprio corpo. Como diretor, venho trabalhando com a Dionisos Teatro. Andréia, Clarice Eduardo e Vinícius me proporcionam a possibilidade de pesquisar criar e manter repertório. As histórias, as pessoas, enfim, os encontros e a possibilidade de compartilhar me inspiram. O que é cultura para você? Há um conceito abrangente de cultura onde cultura diz respeito aos modos de produzir, conviver, alimentar-se, ritos, nosso modo de enterrar nossos mortos, os modos aprendidos de estar no mundo. Em se tratando do campo das políticas culturais, gosto do que fala Nestor Canclini, “a cultura diz respeito a todas as práticas e instituições dedicadas à administração, renovação e reestruturação do sentido”. Neste aspecto, os museus e espaços de memória e seu papel na conservação do patrimônio, as artes como vetores de ampliação da capacidade de se reinventar o olhar sobre o humano, tem lugar de urgência na construção de cidades mais solidárias e seguras. ■

55


57


PUBLIEDITORIAL

TININHA GOMES, de Joinville para o mundo.

Por Assessoria de Comunicação Fotos: Arquivo Pessoal e Grupo Foto Globo

S

inais claros de que se é um viajante compulsivo: jet lag, cansaço, noites e noites em quartos de hotel e saudade de casa. No entanto, todos estes elementos, quando encontram uma justificativa encantadora e com propósito científico e humanizado, acabam se tornando ingredientes fáceis de gerenciar. É o caso de Tininha Gomes, uma dentista empreendedora e com a disposição infinita de levar o conhecimento para todos os cantos do mundo – literalmente. Acostumada há quase uma

60

década a promover seus cursos de morfologia odontológica e estética em vários países, é justamente este desafio que instiga a profissional. “O cirurgião dentista brasileiro é respeitado cientificamente. Dispomos de recursos e usufruímos de prestígio, especialmente aqueles que se dedicam ao aperfeiçoamento contínuo. Nossa metodologia encanta, talvez pelo fato de que quebremos os protocolos engessados que fazem parte da cultura europeia ou asiática. Na América Central também somos

tratados como profissionais de elite. Isso não me envaidece como pessoa, no sentido de alimentar o narcisismo e a superficialidade, mas me envaidece como cientista e pesquisadora da área de saúde. É um intercâmbio onde todos ganham, inclusive eu”, arremata a dentista. Dra. Tininha comemora os resultados. São contratos firmados há mais de 8 anos com países como Espanha, Portugal, Colômbia, Equador, México dentre outros. Cabe falar que para a comunidade científica, Tininha se tornou


uma agente e porta-voz do que se produz aqui no Brasil: “Saí de um curso da Tininha com a certeza de que a Odontologia era exatamente o que buscava para minha vida”, declarou uma de suas alunas para a redação. É importante frisar que, neste ritmo de constantes viagens, entrevistas e visibilidade, Tininha sempre faz questão de mencionar Joinville, cidade que a acolheu, onde atua clinicamente e onde fixou residência

junto ao marido e as filhas. “Joinville é uma cidade especial, seja pela colonização, pela arquitetura, pelos costumes ou pela energia linda de seus moradores. Me orgulha ter criado raízes nesta cidade e me sinto de fato privilegiada de estar mundo a fora e poder compartilhar com alunos dos mais diferentes países um pouco do que temos aqui.” O ritmo de Tininha é invejável.

Tininha se tornou uma agente e porta-voz [...] Com agenda lotada até início de 2019, ainda encontra tempo para atender com qualidade e excelência em seu estúdio odontológico em Joinville, lançar seu sistema de e-learning e produzir seu novo livro sobre gestão e empreendedorismo. Para o mundo e com um mundo dentro de si. ■

DRA. TININHA GOMES Rua Paraíba, 157 – Anita Garibaldi / Joinville-SC (47) 3433-7030 / (47) 9 8825-9723 tininhagomes2015@gmail.com tininhagomes

61


PUBLIEDITORIAL

ODONTOLOGIA

como estilo de vida

Dr. Pedro Jaime Rosa Jr., mineiro, dentista e especialista em implantes, abre sua vida e carreira para a revista Duo e conta como se tornou um case de sucesso na cidade. Por Tábata Kadur Fotos: Arquivo pessoal

E

m dez anos de formação, Pedro Jaime Rosa Jr. tem boas histórias para contar e uma gama de especializações e formações de dar inveja. Mas para atingir o sucesso, Dr. Pedro trilhou um caminho de muito esforço e batalhas. Natural de Minas Gerais, da cidade de Varginha, nascido em dezembro de 1984, criado na cidade de Alfenas, sua infância na cidade de interior traz boas lembranças. “Meu pai é do oeste de Santa Catarina, de São Miguel do Oeste. Ele era bancário e, como gerente, sempre era transferido de cidade. Quando foi transferido para Varginha, em Minas, conheceu minha mãe. Minha mãe é natural de Fama e era contadora. Eles casaram, eu nasci e mudaram-se de cidade para Poços de Caldas”, conta. Como bons brasileiros, seus pais começaram a empreender juntos. “Um dia meus pais tiveram a ideia de vender roupa. Compraram algumas peças e iniciaram as vendas. Meu pai viu que dava certo e que valia mais a pena que o estresse que ele tinha no banco”, relembra.

62

O comércio de vestuário manteve a família por um bom tempo depois mudaram-se para a cidade de origem de sua mãe. “Meus pais se separaram e fomos para a cidade de Fama, onde meus avós moravam. Lá, tínhamos um bar debaixo do casarão de meus avós e por um período tiramos o sustendo dali. A época boa para o bar era no Carnaval, ganhávamos dinheiro para investir e guardar. Na maior parte do tempo, nossa vida era simples e plena”, explica o dentista. Sempre dedicado aos estudos e envolvido com o meio acadêmico, Pedro procurou na sua região as opções que tinha para fazer sua faculdade de odontologia. “Meu pai sempre dizia que faculdade particular não era uma opção. Se eu quisesse, deveria fazer federal e essa era minha realidade. Sempre tive bom estudo e quando voltamos para Alfenas, cursei o ensino médio e ingressei na antiga EFOA, hoje chamada UNIFAL – Universidade Federal de Alfenas”. Logo após entrar na universidade, se envolveu com o centro acadêmico e tornou-se presidente do

mesmo. “Fazia eventos e movimentava o meio universitário. Com essas iniciativas tirava dinheiro para ajudar em casa. Fiz também monitorias na parte clínica”, lembra. Ao longo do curso, Pedro se destacava dentre os alunos e os professores perceberam seu potencial. “Fui convidado por um professor para começar a aprender mais sobre implantes, antes mesmo de me formar. Aceitei de imediato. Em janeiro de 2008 comecei na turma de aperfeiçoamento de implantes no Centro de Implantodontia de Alfenas”.


PROFISSÃO: ODONTOLOGIA Depois de formado e com vários cursos de aperfeiçoamento cursados e engatilhados, não havia dúvidas de que estava no caminho certo. A odontologia, além de sua profissão, foi também o veículo que Dr. Pedro encontrou para expor sua paixão em ajudar aos outros. Ele conta um pouco mais sobre como decidiu ser dentista e sua trajetória de Minas para Joinville. Duo - Como soube que queria cursar odontologia? Dr. Pedro: Eu sempre quis medicina ou odontologia. E quando eu era pequeno, reparava nas mídias falando que cigarro mata, dava câncer de pulmão, as reportagens eram mais pesadas e incisivas. Ali eu comecei a pensar que queria salvar familiares através da área de saúde. Em Alfenas só existia faculdade particular de medicina e teria que sair da cidade para cursar uma federal. Vi na odontologia a possibilidade de fazer o que eu queria, trabalhar com cirurgias e estar perto da família. A odontologia supria o que eu queria e me dava liberdade de atuar da forma como me interessava. Passei na federal de Alfenas, e também tive incentivo do meu padrinho que era dentista. Duo – Como sua caminhada profissional o trouxe até Joinville? Dr. Pedro: No final de 2008 vim

para Joinville com uma proposta de um parente que tinha uma rede de clínicas na cidade. Os dois primeiros meses de trabalho não foram muito bons, pensei em desistir, mas persisti no trabalho e corri atrás. Em novembro de 2009 minha mãe não estava bem e veio morar comigo. Já atendi Joinville em mais de dez clínicas. Também já atendi em Barra Velha, Jaraguá do Sul e Itapoá, com o Dr. Antônio Neto. Em janeiro de

2010 ingressei em mais um curso de implante. E em seguida, comecei uma especialização de ortodontia, e durante esse curso, fiz mais um com ênfase para trabalhar com enxerto e fator de crescimento. Acabei o curso de especialização em março de 2015. Atualmente estou cursando mestrado em periodontia e curso master em manipulação de tecidos moles, ambos com uma das maiores autoridades no assunto, prof Dr Joly.

63


CASO FÁTIMA E O CONGRESSO NA SUÍÇA Sempre envolvido com projetos sociais, o dentista não gosta de levar os créditos de suas boas ações. “Penso que o que a mão direita fez, a esquerda não precisa saber. Precisamos humanizar mais a profissão, e olhar o paciente como o todo. Reestabelecer a saúde dele, já que se inicia pela boca”, conta. O projeto social “#projetofatima” é uma iniciativa que Dr. Pedro acompanhado de uma equipe de profissionais da área de odontologia, estética e fotografia. A ideia surgiu em uma reunião de amigos, onde assistiram um fashion vídeo feito com a dona Fátima.

64

“Vendo a saúde oral dela, decidimos tratar e devolver realmente o sorriso nela”, relembra. A princípio, o grupo de amigos pensava ser algo simples, mas mediante aos exames radiográficos e tomográficos, se depararam com um desafio. Mas isso não foi motivo para desistir. Dr. Pedro reuniu uma equipe multidisciplinar de altíssimo gabarito para ajudar no projeto e algumas imagens e vídeos dos bastidores já estão nas redes sociais para fomentar a vontade de ajudar, também nos colegas. “É muito gratificante fazer o bem. Só tenho que agradecer a todos que estão envolvidos nesse projeto e dispostos

a doar seu tempo e conhecimento para ajudar”, agradece o doutor. O projeto tomou grandes proporções que levaram Dr. Pedro a apresentar o caso no maior congresso de Implantodontia do mundo em Basel, na Suíça. Na ocasião do evento, o profissional recebeu inúmeras propostas, inclusive a de ser o speaker (representante oficial da marca) da Straumann no Brasil, para realizar palestras em Study Club (grupos pequenos de estudo) sobre próteses e implantes por todo o país em cidades polo. Este desafio, o proporcionou ainda mais acesso a diversas tecnologias inovadoras de fora do país.


IDEA CLINIC Em parceria com Tininha Gomes e Reinaldo Nascimento, meados de 2016, Dr. Pedro faz, hoje, parte do corpo clínico da Idea Clinic. Com uma estrutura fortalecida para atender os pacientes, além do conforto nas salas de atendimento, o espaço conta com um estúdio de fotografia especial para odontologia. “Nos últimos dois anos desenvolvemos uma estrutura bem legal. Estou inserido no contexto geral da clínica, e há muita evolução. Se não evoluirmos, não justifica manter os projetos”, argumenta o dentista. Inicio de maio, mais uma profissional inseriu no corpo clinico, Dra. Camila , que veio de Santa Maria no Rio Grande do Sul, e se dedica à parte estética e de restauradora da clinica, assim como a harmonização. Profissional de alto

gabarito convidada pela Dra Tininha Gomes para ingresso junto a equipe. A clínica conta com um time de dentistas e ceramistas especialistas, com vários projetos em andamento. Dra. Tininha Gomes lançou recentemente cursos gratuitos online no Youtube, gerando conteúdo de sua área de atuação, novidade que logo deve contagiar Dr. Pedro e sua equipe. “Gosto muito de parcerias. Acho que precisamos unir forças para construir coisas juntos. Assim você consegue melhorar e evoluir o tempo todo”, afirma. Exemplo disso é sua parceria com o renomado Dr. Laerte Schenkel, grande referência da odontologia do Brasil. “Ele é palestrante no mundo todo, e hoje realizo cirurgias em parceria com ele. Meus casos de cirurgia estão se espalhando e correndo o Brasil e o mundo”, diz. Atualmente, Dr. Pedro está se dedicando ao mestrado em periodontia e a um curso máster na mesma área, nas cidades de Campinas e São Paulo, ministrados ambos por Dr. Júlio César Joly, com o objetivo de em breve ministrar cursos dentro de sua área de atuação no espaço em que atua hoje. E ele não para: “para ano que vem já estou de olho em mais um curso para intercalar, em Uberlândia”.

BATE BOLA COM DR. PEDRO Odontologia: Arte de curar pelas mãos Fé: Sempre e a todo o momento Família: Tudo Profissão: Lazer Um livro: Armadilhas da mente Uma música: Happy de Pharrell Williams Um sonho: Ter a família mais perto Um medo: Decepcionar as pessoas Comida/Bebida: Pão de queijo (risos) Uma viagem: Ilhas Malta (apaixonou pela Itália) Pedro por Pedro: Amigo sempre, lutar sempre, desistir nunca. ■

DR. PEDRO JAIME ROSA JÚNIOR Idea Clinic - Rua Paraíba, 157 Anita Garibaldi, Joinville – SC (47) 3433 7030 | 9 9929 1415 drpedrojoinville@hotmail.com @drpedro.rosa

65


DUO BELEZA

Fotografia e tratamento: Mini Estúdio | Looks: Botique do Rio e acervo Alexandre Simas | Beleza: Equipe Alexandre Simas | Modelos: Gás Models


DUO BELEZA

Modelo: Eveline Almeida


Modelo: Lais Hommes


DUO BELEZA

Modelo: Carol Pryzybs


Modelo: Paula Gusmรฃo

(47) 3433-2959 R. Dr. Plรกcido Gomes, 308 | Anita Garibaldi | Joinville/SC @alexandresimas


PUBLIEDITORIAL

Você dorme bem? O colchão que você dorme interfere diretamente na qualidade do seu sono e na sua saúde. Por Taty Feuser Fotos: Divulgação

V

ocê já acordou com aquela sensação de cansaço, mesmo dormindo a noite inteira? Ou ainda, sentindo uma tremenda dor nas costas? O motivo, talvez, você nem imagina: o seu colchão. Ele precisa ser confortável e promover relaxamento. Se o colchão não oferece o suporte adequado ao corpo, não contribuirá para o correto alinhamento postural e aí começam

72

os problemas. Noites mal dormidas podem se transformar em mau humor, dor na coluna, dor de cabeça, indisposição e ainda, menos qualidade de vida. Por isso, para uma noite de sono revigorante, você precisa de um bom colchão! Proporcionar maior qualidade no sono dos joinvilenses é o propósito da Sensitare Colchões. Desde de dezembro de 2016, em parceria

com a Reveev Colchões (fábrica de São Bento do Sul), a loja oferece conforto e satisfação para os clientes. Os colchões são confeccionados com materiais premium, de ótima qualidade, com tecnologia e design diferenciados. “Um boa noite de sono vai além do sonhar, nos preocupamos com o conforto e que nossos produtos sejam perfeitos para o quarto do cliente. Para nós


é essencial combinar tecnologia e design com saúde e bem-estar”, afirma a empresária Kresthine Danuze Glatz. Segundo especialistas, enquanto você dorme, seu corpo realiza uma verdadeira terapia, que estimula o processo de cura e reorganização do corpo e traz um profundo relaxamento. Então, dormir é fundamental para renovar as células do organismo. “Dormir bem é essencial para termos uma vida saudável, até porque passamos um terço de nossas vidas em repouso, portanto, uma boa noite de sono faz toda a diferença em sua vida”, é o que afirma o médico especialista em coluna e postura, Jhony Jablonski. Então, dê uma olhada na sua cama, veja se ela oferece o conforto que você precisa e merece. Se está na hora de trocar o seu colchão, faça uma visita à Sensitare. Os produtos da loja são tão bons que o Dr. Jablonski recomenda. “Oriento, inclusive, meus clientes a comprarem na Sensitare. Porque a marca preza pela qualidade nos materiais que utiliza no processo de fabricação e a tecnologia empregada faz toda a diferença. As pessoas podem comprar com a segurança de que estarão adquirindo um bom produto”, completa o especialista. A Sensitare Colchões tem como prioridade a seleção de produtos de qualidade e uso de tecidos e desenhos modernos. Está atenta à inovação e antenada às novas tendências, como o látex belga. Diferentes tecnologias de produtos que proporcionam desde um conforto super plush, extra-macio até o extra-firme. “Tudo isso conciliando

Presidente Nilton João Floriano

sofisticação em um ambiente aconchegante com excelente atendimento ao nosso cliente”, completa a empresária Kresthine. Outro grande diferencial da Sensitare está na personalização das peças. “Atender os nossos clientes com peças exclusivas é muito gratificante para nós. Podemos variar cores de tecidos, modelos, cores de pezinhos e bases para os colchões. A

cama também compõe a decoração para o quarto e isso tem agradado muito nossos clientes, arquitetos e decoradores”, conta a empresária. Bom, e se você quer tudo isso em um colchão, tem ótimos motivos para conhecer a Sensitare! A boa e assertiva escolha de um colchão oportunizará a você ter um sono de qualidade e uma vida muito mais saudável! ■

SENSITARE COLCHÕES

Loja 01 - R. Anita Garibaldi, 705 | Joinville | 3433-9724 Loja 02 - R. 292, 306 | Itapema | 3360-9037 Loja 03 - R. Max Colin, 143 | Joinville | 3432-7839

73


PUBLIEDITORIAL

É HORA DE POR FIM À DOR NAS COSTAS! Por Redação Duo Fotos: Banco de Imagem e Divulgação

A

clínica Fisiothera é a primeira clínica especializada em tratamento para a coluna vertebral e postural do estado de Santa Catarina, com muito orgulho seu idealizador o fisioterapeuta Dr. Johny William Jablonski. Com sua expertise, é um colecionador de vitórias ao longo de sua carreira como um compulsivo por estudos. Traz soluções inteligentes para melhorar a vida de quem tem doenças ou disfunções vertebrais, em especial, sua maior paixão:

74


as hérnias de disco. “Melhorá-las é a nossa missão”, obcecado por resultados e zeloso por excelência, é conhecido carinhosamente por “Dr. Coluna”. Com seus 20 anos de experiência clínica, professor, palestrante e tantas formações e especializações na área de fisioterapia, bem como ciências complementares e comportamentais. A naturopatia e o coach completam seu extenso currículo. Hoje, com duas unidades terapêuticas nas cidades de Joinville e Balneário Camboriú, que juntas atendem mais de 25 cidades, o que as tornam referência no estado de Santa Catarina, e notoriedade no sul do país, ao lado do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral - ITC. O ITC Vertebral é a primeira e a maior franquia do mundo em fisioterapia especializada no tratamento da coluna com ênfase nas hérnias de disco, desenvolvida no Brasil, com mais de dez anos de existência. Aliado à tecnologia americana, desenvolveu a mais efetiva e segura metodologia, com resoluções rápidas e confortáveis, embasadas em evidências científicas com assertividade superior a 93% dos casos. Sendo quase 100 unidades espalhadas pelo território nacional, Europa e Oceania, com mais de 50 mil pacientes atendidos e uma rede com quase 400 fisioterapeutas envolvidos diretamente - dados de 2018. Com a grande vantagem de ser a única rede interligada entre

as unidades, favorecendo os clientes, independentemente de onde estejam, sem interromper o programa de tratamento. Essa é também uma forma de reduzir custos e tempo, dando-lhes a sensação de proteção e segurança, por terem uma unidade próxima. A Fisiothera/ITC Vertebral disponibiliza uma incrível estrutura física extremamente diferenciada, com tecnologia importada e de última geração, metodologia exclusiva, atendimentos personalizados, profissionais especializados e qualificados, consultores de atendimento ao cliente. É a única clínica com serviço de pós-venda a assessoria de gestão interligada que coordena as demais atividades paralelas, juntamente com os profissionais de saúde, em benefício da qualidade física e emocional do cliente. Os problemas de coluna estão sempre associados a uma gama de fatores com percentuais diferentes para cada indivíduo, isto é fato. Obviamente a má postura é um dos fatores de maior responsabilidade por boa parte dos problemas, levando em consideração a sobrecarga pelo peso que retroalimenta as alterações. Já é sabido que o sentar, dormir e fazer de qualquer forma, associados ao estresse, movimentos repetitivos, sedentarismo, alimentação, excesso de atividades físicas, falta de força bem como fatores genéticos e hereditários e a qualidade do sono,

75


PUBLIEDITORIAL

POR QUE TANTA GENTE DESENVOLVE UMA OU MAIS HÉRNIA DE DISCO E COMO ACONTECE?

contribuem muito. Estudos mais recentes mostram que substâncias tóxicas como fumo e bebidas potencializam muitas das desordens físicas e aceleram doenças. As crenças emocionais bem como posturas rígidas, inflexíveis diante à vida também têm ações diretas e catastróficas e levam a distúrbios psicossomáticos, depressões, síndromes de pânico, entre outras que aumentam substancialmente o quadro de dores e a complexidade dos tratamentos.

76

Estima-se que hoje mais de seis milhões de brasileiros sofram de hérnia de disco. Isto dá a dimensão do problema. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que mais de 80% da população mundial sente ou sentiu um pico de dor e os outros 20% é questão de tempo. Menos de 5% são casos cirúrgicos. As estatísticas também mostram um índice cada vez maior de jovens acometidos por discopatias degenerativas. Acredita-se que seja pelo estilo de vida adotado. Mais sedentários, estressados e ansiosos, comendo mais produtos do que alimentos, dormindo menos e pior, sem falar da utilização das tecnologias como extensão do próprio corpo e, por contraponto, o culto ao corpo a qualquer custo, o que não tem nada haver com saúde e sim, com ser desesperadamente aceito. As hérnias de disco nada mais são do que lesões por ruptura dos discos amortecedores por desidratação, em sua maioria, que estão entre as vértebras e têm a função primária de absorver os impactos e facilitar o movimento articular. Com isso, o disco rompe e expulsa o núcleo que, ao sair, comprime a medula ou as raízes nervosas, causando uma

irritação e não uma inflamação que gera as dores irradiadas e toda a sintomatologia como dor pulsante em “facadas”, dormência, formigamento, diminuição de força, alteração de sensibilidade e os famosos travamentos e em quadros mais graves a perda de movimento. Quando as hérnias forem cervicais, as dores chegam aos ombros e as mãos. Quando são lombares, comprometem o nervo ciático e podem ir ate o pé. Quanto mais longe da coluna forem os sintomas, pior estará o processo compressivo e a gravidade do problema. Em situações extremas os pacientes podem perder os sentidos com desmaios, quedas com risco de fraturas e dificuldades de reter a urina (ou até as fezes) e necessitam de cadeira de rodas. No desespero são induzidos a condutas erradas.

QUAL É O TRATAMENTO CORRETO DE UMA HÉRNIA DE DISCO? Comercialmente, a cirurgia é a forma comum de venda para a população em função do grande retorno financeiro que traz aos operadores. Porém, agora já está provado cientificamente que as cirurgias, obrigatoriamente sendo elas minimamente invasivas ou não, deixarão sequelas mecânicas reais após sua retirada, pois o mecanismo de amortecimento não vai mais existir sendo


que em média de seis meses a dois anos, as hérnias voltarão em 100%, ou seja, o paciente terá uma nova hérnia pela expulsão do restante do material nuclear que ficou tendo que fazer mais uma cirurgia e o sistema ganha duas vezes por cliente. Os planos e as seguradoras estão onerando demasiadamente seus custos com excesso de procedimentos, sem contar nas artrodeses, que são a cirurgia com pinos e parafusos que se ganha muito mais e, obviamente, o paciente além de perder pela fixação das vertebras, perderá muito mais pela aceleração de doenças degenerativas em decorrência dos procedimentos, tornando os pacientes reféns de medicações continuadas e tratamentos contínuos para as dores retroalimentando a indústria da doença.

Já é realidade em alguns países com Austrália e na Europa os governos não estão, ou não irão mais, pagar por este tipo de procedimentos, o que logo será uma realidade no mundo todo. Portanto, está provado cientificamente que o tratamento sempre é conservador, ou seja, sem cirurgia, sem medicação, sem repouso e sem infiltração. Sendo através da fisioterapia especializada. Caso o tratamento conservador não responda, o paciente entra no índice dos menos de 10% em que a cirurgia se faz necessária, mas nós encaminharemos aos médicos ortopedistas ou neurologistas, conforme a necessidade, para aí sim avaliar a indicação real de invasão. Obviamente após voltará para nós trabalharmos em prol de diminuir os riscos sequelares que os pacientes desenvolverão a médio e longo prazo. Portanto quando se fala de hérnia de disco, entendam que o fisioterapeuta especializado é a autoridade no tratamento. O procedimento que oferecemos na Fisiothera, é através da metodologia do RMA (Reconstrução Músculo Articular), desenvolvida pelo sistema ITC Vertebral, que utiliza tração eletrônica, mesa de flexo descompressão, estabilização segmentar e dinâmica

vertebral, terapia manual, manipulações articulares, técnicas de analgesia, liberações miofasciais, exercícios de fortalecimento terapêutico progressivo, exercícios respiratórios e hipropressivos, atividades educacionais e laborais, remodelações comportamentais, manutenção muscular com pilates, treinamento funcional ou musculação orientada. E o mais importante: independência para uma vida normal e a realização de exercícios para o resto de sua vida.

QUEM PODE FAZER ESTE TRATAMENTO? Quem fizer a avaliação e se enquadrar com o que podemos oferecer. Independentemente de sexo, idade e gravidade. Para cada caso e situação existe uma conduta apropriada. Os resultados vão depender de um conjunto de ações, desde o real desejo de melhorar até a responsabilidade de fazer a sua parte, como paciente. Como todos os profissionais da saúde, somos ferramentas e a decisão de melhorar sempre será do paciente. Boas escolhas e envolvimento podem fazer toda a diferença e o retorno para uma vida nova, sem dor e com responsabilidade. ■

DR. JOHNY WILLIAM JABLONSKI Diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação da Coluna JOINVILLE

João Colin, 1702 - América 47 3029-3037 | 47 99668-4881 joinville@clinicafisiothera.com.br www.herniadedisco.com.br BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Andorinha, 76F - Aririba 47 3081-3037 | 47 99765-4090 balneariocamboriu@clinicafisiothera.com.br www.itcvertebral.com.br

77


PUBLIEDITORIAL

Primeira academia da beleza de Santa Catarina é de Joinville! Por Taty Feuser Fotos: Banco de imagem e Arquivo Pessoal

A

área da beleza joinvilense acaba de ganhar um espaço voltado ao ensino profissional: é a Academia de Beleza Márcio Vargas. O serviço inédito em Santa Catarina é oferecido no Shopping Cidade das Flores e nasceu a partir da experiência de mais de vinte anos de uma família no ramo. Jonas Mendes Vargas é diretor da academia. Ele cresceu nesse meio, já que a mãe Rosilene Mendes Vargas e o pai Márcio Vargas são profissionais da área e têm salões em Joinville. “Há cinco anos comecei a amadurecer a ideia desse negócio. Nossa proposta é encaminhar para o mercado de trabalho profissionais qualificados, capacitados, éticos e responsáveis”, explica Jonas.

78

A Academia da Beleza Marcio Vargas representa um grande avanço para o estado. Todas as tendências e a moda oferecidas na Europa chegarão a Santa Catarina graças ao novo espaço. “Vamos trabalhar com três linhas de ensino: workshops, especialização e formação. Queremos atender profissionais que queiram se aprimorar e outros que estejam começando a vida profissional na área”, afirma o diretor. Na área de formação serão oferecidos cursos de cabeleireiro, barbeiro, manicure e maquiador. Serão aplicados em módulos, terão duração de seis meses (entre aulas teóricas e práticas) e mais dois meses de estágio. Os workshops são cursos rápidos, que poderão abranger assuntos de

gestão, vendas e tendências. A especialização terá duração de um mês em média e será voltada tanto para a prática da profissão como para questões de gerenciamento do negócio. “Não somos escola e sim academia, porque a nossa metodologia vai estar em constante mudança, seguindo a moda, as tendências. Nas escolas o material didático é estável e nossas proposta é estar sempre atualizado”, argumenta Jonas. Rosi, a mãe do Jonas, é a diretora técnica da Academia da Beleza. Com 22 anos de experiência ela sente que há necessidade de um local assim para atender não só Santa Catarina, mas profissionais do país inteiro. Durante muito tempo ela viu os profissionais serem formados dentro


dos próprios salões, mas para Rosi, hoje é fundamental que as pessoas já cheguem qualificadas nos locais de trabalho. “Os salões precisam estar cada vez mais especializados. Vivemos num momento de segmentação. Não dá para um profissional fazer tudo, precisa focar em uma área. Nós vamos ajudar ele a se descobrir, onde ele se encontra como profissional, fazendo cortes, mechas ou penteado, por exemplo. Para que busquem dentro deles a verdadeira vocação”, explica a diretora. E além da parte técnica, a Academia da Beleza Márcio Vargas quer desenvolver profissionais conscientes sobre o mercado da beleza, do básico ao avançado.

“Como cabeleireiro ele precisa saber sobre a importância de avaliar a saúde do cabelo. Queremos ajudar o profissional a identificar situações como psoríase, queda, assim ele poderá orientar o cliente a buscar um profissional para ajudá-lo a resolver o problema”, exemplifica Rosi. Formada em terapia capilar pela ABT - Associação Brasileira de Tricologia ela será uma das professoras. Como integrante da INTERCOIFFURE – Associação Internacional de Mestres Cabeleireiros, Rosi também pretende recrutar professores com a ajuda da entidade que tem muito prestígio e reúne os grandes mestres cabeleireiros que se destacam pelo mundo. Fundada em 1925, em Zurique,

desde 1930 tem sua sede em Paris e está presente em 56 países, tendo mais de 12 mil seletos salões de beleza associados. “Teremos professores tanto de Joinville, quanto do estado, Brasil e mundo. A academia vai trazer a moda do mundo para cá”, garante a diretora. Para os estágios, a Academia da Beleza Marcio Vargas contará com a parceria dos diversos salões joinvilenses. “O aluno vai aplicar o que aprendeu, sempre monitorado pelo professor. Ele vai assumindo gradativamente responsabilidades no salão, começa lavando o cabelo, depois faz uma escova, vai praticando nos cabelos dos colegas de trabalho. Ele é liberado por etapas. Queremos instigar o melhor de cada aprendiz”, completa Rosi. Interessados nos cursos podem entrar em contato com a Academia da Beleza. “No atendimento será feita uma entrevista para entender o que a pessoa busca na academia, se ele trabalha na área já ou se é iniciante, enfim para direcionar o melhor caminho, para oferecer o melhor serviço. A pessoa poderá conhecer a academia, vamos apresentar toda a estrutura e a metodologia”, convida o diretor Jonas Mendes Vargas. ■

MÁRCIO VARGAS ACADEMIA DA BELEZA Endereço: Rua Mario Lobo, 106 – Centro – Joinville – SC 2. piso anexo ao Shopping Cidade das Flores (47) 3026-7722 academiamarciovargas.com.br /academiamarciovargas

79


DUO BELEZA

apresenta:

BemEmovimento LEZA A coleção primavera verão Marcio Vargas cabeleireiros traz conceito e elegância. Cortes, cores, naturalidade e movimento nos volumes. Inspire-se com nossas tendências e mude você também.

Fotografia e tratamento: Tiago Cazaniga | Produção: Revista Duo | Looks: Marise Modas Acessórios: Mariela Linzmeier | Modelos: Carol, Paula, Sara e Gabriela.

81


DUO BELEZA

82


83


DUO BELEZA

84


(47) 3433-8722 Rua Ministro de Calรณgeras, 645 @marciovargascabelo /marciovargascabeleireiros

85


DUO SAÚDE

VIRTUOSA São nove anos de história no Norte Catarinense. Quatro clínicas em Joinville, uma franquia em Jaraguá do Sul, em Itajaí e São Francisco do Sul. A Virtuosa está expandindo. O sucesso não veio por acaso. A história da empresa está intimamente ligada a trajetória de uma mulher cheia de fé. Por Edna Castilhos Fotos: Arquivo Virtuosa

86


U

“Se um dia tivesse que fechar as clínicas, eu continuaria atendendo em domicílio, pois amo minhas clientes e minha profissão”.

ma mulher que casou aos 16 anos, teve seu primeiro filho aos 18 anos e ficou viúva aos 20. O nome dela é Marines Iaczinksi Francisco, 30 anos, proprietária da clínica de estética Virtuosa. Ela que começou sozinha lá atrás, tem hoje em seu quadro de colaboradores quase 100 pessoas. Mary, assim como é chamada por todos da cidade, conta que precisou se aprofundar nos estudos, logo após o falecimento do primeiro marido. Precisava seguir em frente, principalmente pelo seu filho Erick, que tinha dois anos. Ela estudava no período matutino e trabalhava numa central de cópias à tarde e à noite, até 22h. O negócio começou pequeno em 2009. Aos finais de semana e à noite, depois do expediente, Mary atendia em domicílio como esteticista: fazia limpeza de pele e massagem. Ela carregava todos os equipamentos necessários (maca desmontável e uma bolsa cheia de produtos) de um lado para o outro. Com o passar do tempo o número de clientes só crescia. Então, saiu do trabalho que tinha na central de cópias para se dedicar ao seu sonho. Passou a atender em espaço próprio, no bairro Vila Nova, em Joinville e mantinha o atendimento em domicílio. Administrar o tempo no trabalho, continuar o aperfeiçoamento profissional e cuidar do filho Erick era um desafio. Mary comenta que muitas vezes precisou levá-lo, por não conseguir alguém para cuidar dele. Sorte que tinha um veículo próprio para se locomover. Lembra com carinho do Celta vermelho que a levava lá e cá. Nesse ritmo Mary seguiu. Após três anos, ela conheceu Adriano Jorge Francisco, homem que se tornaria seu maior parceiro na vida e nos negócios. Ele trabalhava no ramo da ferramentaria. Adriano era um grande incentivador de Mary. Os dois se casaram. Ela abriu então, sua primeira clínica de estética. O local escolhido foi o bairro

Guanabara. Na infraestrutura havia duas macas, dois puffs, um endermo (aparelho para estética) e cremes. Trabalhava das 8h às 22h, todos os dias. O negócio prosperava. Como o número de clientes aumentava, ela precisou de um local maior para suprir a alta demanda, então inaugurou o novo espaço no bairro Itaum. Com uma fachada bonita, cinco macas, uma recepção e bastante trabalho, Mary conseguiu comprar o primeiro aparelho da clínica, um ultrassom. Atendia com apoio de uma auxiliar. O marido Adriano auxiliava na limpeza da clínica todos os dias depois do expediente. Mary é uma pessoa de muita fé. O nome da clínica tem inspiração bíblica, inclusive. Se encontra em Provérbios 31:10 “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.” Em um retiro que fez, promovido por sua igreja, Mary encontrou forças para seguir com seu sonho. “Deus estaria sempre comigo, ajudando a tornar minha empresa conhecida em toda Joinville”, conta ela satisfeita. “Parecia difícil porque tínhamos poucos recursos naquela época, mas confiei”, comenta impressionada, Mary. Além, da certeza de que toda a luta no trabalho valeria a pena, depois do retiro, Mary descobriu que estava grávida do segundo filho. Pedro estava a caminho. “Trabalhei grávida até o último dia. O bebê nasceu e a clínica continuava a crescer, precisamos procurar outro local para atender as clientes”, relata a esteticista orgulhosa. A família se mudou então para o bairro Anita Garibaldi, próximo à rodoviária. “Ali meu sonho se concretizava. Montamos a clínica com uma bonita decoração e mais salas para atendimento”, lembra Mary. A família morava no piso superior e a clínica ficava embaixo. “Passamos por várias dificuldades e problemas, porém nossa confiança sempre esteve em Deus”, diz a esteticista. Quando o filho Pedro estava com dez meses, ela descobriu que estava grávida novamente. Parecia

87


DUO SAÚDE

não ser o melhor momento. “Meu mundo desmoronou”, recorda. Ela tinha acabado de adquirir mais um aparelho. Foi nessa época que Adriano decidiu deixar a ferramentaria para se dedicar à família e ajudar na clínica. “Trabalhávamos juntos e foi muito bom. Eu estava grávida, em nenhum momento tive preguiça de trabalhar. Atendia das 5h às 23h todos os dias, sábados, domingos, sem parar. Foi aí que começamos a crescer e conquistar novas clientes, por termos muitas indicações. Passei a ser conhecida como “a grávida”, relata Mary. Adriano começou a procurar novidades, fazia a recepção e cuidava do setor administrativo da clínica. A limpeza ainda ficava por conta do casal, mesmo tendo contratado duas funcionárias. De repente os nove meses se passaram e era hora da Raquel vir ao mundo. O ritmo de trabalho de Mary seguia o mesmo. Ela trabalhou até sábado. Raquel nasceu na segunda-feira. E quando a pequena completou dez dias, Mary voltou para a clínica. Foi um tempo de muitas novidades e crescimento. “Fizemos aquisições grandes, buscamos lançamentos, locação de aparelhos como o laser e criolipólise,

88

sentimos que era hora de ampliar a clínica”, afirma Mary. Foi então, que surgiu a clínica do bairro Glória. “Fomos conhecer a casa me apaixonei, quando entrei eu disse: ‘Deus eu quero ela’, começamos a orar e as coisas começaram a dar certo, aí nós mudamos. Foi como se subíssemos uma escada. Crescemos muito, depois da nossa mudança para o Glória”, relata orgulhosa a esteticista. A equipe era composta pelo casal e mais sete funcionárias. Pela primeira vez no quadro de colaboradores havia uma recepcionista. Mary e Adriano, juntos fizeram crescer cada vez mais a clínica. Após oito meses, ela ficou grávida da Sophia, mais uma vez a gravidez não a impediu de continuar ativa. A caçula nasceu. Depois de três dias do parto, Mary voltou ao trabalho. Quatro meses depois, mais uma clínica passou a fazer parte da Virtuosa, essa sediada no bairro Costa e Silva. “Tudo isso devo a Deus, pois ele moveu nossa vida a conseguir tudo que temos hoje. Sou apaixonada pelo que faço e amo minhas clientes. Tenho muitas clientes que estão desde o meu início, quando atendia em domicílio”, comenta emocionada Mary.

RELATOS DE PESSOAS PRESENTES NA VIDA DE MARY Para a Pastora Fabiana Affonso, Mary se destaca por trabalhar sempre com muita fé e acreditar em Deus. “Mary não mede esforços para ajudar as pessoas. A clínica é uma realização de um sonho de Deus e dela”, afirma. A Virtuosa não privilegia alguns. “Quando você olha para uma clínica de estética, você acha que só quem tem um poder aquisitivo elevado pode fazer um tratamento, mas na Virtuosa, Mary realiza os sonhos de todas as mulheres, ela trabalha com a autoestima de cada uma independente da condição”, diz a pastora. Ela ressalta ainda que Mary e Adriano oferecem oportunidades


para os funcionários, abrem as portas para o desenvolvimento profissional de cada um. A colaboradora Izabela Karoline diz que a Mary é uma mulher guerreira que acreditou em seus sonhos e não mediu esforços para realizá-los. Ela lembra bem do dia em que a Mary contou que iria comprar uma nova clínica, a do Glória. “Nós comemoramos como duas crianças. Foi uma felicidade que é impossível medir”, diz empolgada. Para ela, a clínica representa um recomeço, onde recebeu várias oportunidades de crescimento profissional e conheceu pessoas maravilhosas que pretende levar para a vida toda. A cliente Luana Luiza Schaldag, 28 anos, diz convicta que Mary é uma das mulheres mais empreendedora de Joinville. Ela conta que acompanha a trajetória da esteticista desde que atendia em uma pequena sala e com poucos recursos. Trabalhava sozinha, tinha o filho pequeno e batalhava para crescer, se sustentar, fazia tudo com muito amor, sempre muito positiva. “Nunca ouvi ela reclamar de nada, sempre com a mão na massa. Sem dúvida, admiro demais ela e tudo que conquistou foi com muito esforço e sempre colocando Deus no seu caminho”, afirma a cliente. “É excelente. Eu sempre levo amigas para conhecer e elas se apaixonam. Eu adoro todos os procedimentos. Já fiz todos e ainda

faço. Sou cliente de carteirinha. Realmente só tenho elogios a clínica e a pessoa humilde e abençoada que é a Mary”, completa ela. A gerente, que é sua irmã, Patrícia Maria João Oszika, descreve Mary como uma mulher vencedora e guerreira. “Tenho muito orgulho de tê-la como irmã. O crescimento da clínica é o resultado de todo o esforço e comprometimento da Mary”, conclui Patrícia. Por fim, não podia faltar o depoimento de Adriano Jorge Francisco, esposo de Mary e parceiro na clínica. Ele conta que a conheceu na igreja. Ela era tímida e reservada. Ao ver uma publicação dela numa rede social, Adriano encontrou o motivo perfeito para se aproximar. Falaram sobre um tratamento de pele, como seria e logo marcaram uma sessão para ele. Foram se conhecendo melhor e por fim, o que começou como um relacionamento profissional/cliente se tornou algo mais profundo. “A Mary é uma mulher muito linda, perfeita, com quem me realizo por completo, admiro muito sua garra e determinação diante de obstáculos. Uma mulher temente a Deus e com um coração maravilhoso. Foi através da estética que nos aproximamos e hoje somos parceiros também no trabalho. Sou muito grato a Deus por ela ser minha esposa”, completa Adriano. E para finalizar “Mary, eu te amo muito”, declara o marido. ■

Filial I | Matriz R. Evaristo Veiga, 485 Glória - Joinville/SC (47) 3029-3308 (47) 9 9283-5913 Filial II R. Teresina, 115 Saguaçu - Joinville/SC (47) 3033-3333 (47) 9 9962-2737 Filial III R. Anita Garibaldi, 788 Anita Garibaldi - Joinville/SC (47) 3013-1848 (47) 9 9672-4761 Filial IV R. Marquês de Olinda, 550 Costa e Silva - Joinville/SC (47) 3227-7511 (47) 9 9726-6446

89


SAÚDE Nildo Duarte

E

m geral, a perda auditiva se desenvolve lentamente, podendo ter variações e causas distintas. Por aparecer muitas vezes sem nenhum desconforto, faz com que as pessoas se adaptem a essa dificuldade e só procurem um tratamento quando o problema é mais grave. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 15% da população apresenta alguma alteração na audição. No Brasil, 28 milhões de pessoas têm algum tipo de alteração auditiva e 350 mil nada ouvem.

Se você ou alguém próximo possui algum dos sinais listados abaixo, é importante ficar atento. • Dificuldades para entender conversas individuais ou em grupo; • Pede com frequência para as pessoas repetirem o que foi dito; • Possui dificuldade de compreender o som da TV e as pessoas reclamam que o volume está muito alto; • Os familiares e amigos comentam que você deve estar com perda auditiva; • Tem dificuldade de entender palavras ao telefone; • Percebe com frequência barulhos ou zumbido nos ouvidos; • Tem sensação de ouvido tapado ou abafado. Ao observar algum desses sintomas, é recomendável procurar um especialista para uma avaliação auditiva, pois quanto antes a alteração for detectada, melhores são os

90

prognósticos. Com isso, reduzimos os prejuízos causados pela privação auditiva. Quando os resultados indicarem uma perda auditiva neurossensorial, imediatamente o paciente é orientado a realizar outros exames, para selecionar dentre as soluções disponíveis a que melhor se adapte às suas necessidades. Essa é a melhor e mais simples forma de corrigir essa falha na audição, permitindo que a informação chegue novamente ao córtex auditivo. A boa notícia é que com os avanços na medicina e na nanotecnologia, os aparelhos auditivos são pequenos e imperceptíveis, com modelos que podem ficar dentro do canal auditivo por meses, sem a necessidade de retirar para trocar pilhas, tomar banho ou dormir. Conheça mais sobre as soluções que oferecemos na Digsom. São 26 anos de experiência em tratamentos auditivos, com 29 pontos de atendimento em Santa Catarina. DIGSOM – OUÇA MELHOR, VIVA MELHOR. ■

Fotos: Banco de Imagem

Você ouve bem?


PUBLIEDITORIAL

STUDIO BUCAL: um centro de excelência odontológica Há mais de 15 anos em Joinville, Dra Larissa S. Hardt e sua equipe estão à frente de uma das clínicas de odontologia mais inovadoras do país. Por Tabata Kadur Fotos: Tiago Cazaniga

91


PUBLIEDITORIAL

A

ntes mesmo de entrar no Studio Bucal, localizado na rua XV de Novembro, já percebe-se a grandiosidade e modernidade do empreendimento. A arquitetura e design arrojados da clínica já nos faz entender que a inovação está presente. Há pouco mais de um ano em seu novo endereço, a conceituada clínica ampliou seu espaço de atendimento e investiu ainda mais no que sabe fazer de melhor: atendimento odontológico especial e personalizado com muita tecnologia. Mas a história do Studio Bucal não começou por acaso. Sob a responsabilidade técnica de Dra. Larissa Schuetzler Hardt, apaixonada pela profissão, galgou seu espaço na cidade com muito estudo, trabalho e dedicação. “Meus pais sempre me apoiaram muito me dando a oportunidade de fazer diversos cursos e aperfeiçoamentos para os meus estudos”, conta a especialista. “Fui atrás dos melhores cursos, estudei fora, fiz minha faculdade em Blumenau e depois fiz duas especializações, em dentística e periodontia na UFSC”, explica a dentista.

ODONTOLOGIA X DRA. LARISSA “A odontologia para nossa equipe é o ar que respiramos. Para onde olhamos, a odontologia é muito mais que dentes. Ela é todo o conjunto de atender bem o paciente, reverter traumas, transformar o ambiente da clínica em algo bom e agradável. Nossos profissionais estão sempre buscando novas técnicas nos melhores cursos. Mas, além de técnica e tecnologia, a odontologia é o carinho pelas pessoas que atendemos, é uma atenção especial. É também estudar muito, sempre inovar dentro do dia a dia”.

92


Com o apoio da família e do seu marido, depois de passar um tempo estudando e trabalhando nos Estados Unidos, Larissa decidiu que era o momento de ampliar seus horizontes. “Fiz um curso de aperfeiçoamento em estética em Nova Iorque em 2006 e lá acabei indo trabalhar com um dos meus professores, onde fiquei por quase um ano. A clínica era muito prestigiada e aprendi m u i to naquele período. Voltei transformada, com outra visão”, relembra. Doutora Larissa, que já tinha um consultório pequeno em Joinville, com apenas uma sala, decidiu ampliar sua estrutura. “Montei mais duas cadeiras no meu antigo espaço, onde eu poderia ter mais profissionais e especialidades para trabalhar em outras áreas que eu não trabalhava, e que pudessem

complementa minha área”, explica. A clínica foi crescendo e a necessidade de mais espaço físico também, para atender outras especialidades. Hoje, em seu novo endereço, o Studio Bucal que existe desde 2002, atua com praticamente todas as especialidades da odontologia. “Escolhemos a dedo cada profissional que está conosco. São os melhores profissionais, os que sinto que têm o perfil muito parecido com o meu, com garra, determinação e vontade de estudar, trabalhar, e principalmente que amam o que fazem, sendo hoje sócios na clínica”, pontua Dra. Larissa. “Eu já tinha alguns desses parceiros comigo e isso me deu muito mais segurança de partir para um outro patamar. Dentre as especialidades e serviços realizados pela clínica estão: reabilitação oral, implante dental, cirurgias dentais com sedação médica, profilaxia e prevenção, odontologia estética e reparadora, anestesia computadorizada e sem agulha, lentes de contato, plástica gengival, clareamento dental, laser, endodontia microscópica, periodontia, ortodontia, odontopediatria, Sedação consciente com Óxido nitroso e oxigênio, facetas e fragmentos de porcelana, cirurgia plástica, entre outros. Segundo a dentista, a odontologia brasileira hoje é considerada uma das melhores do mundo. “Eu acredito que tenha relação com o curso, que já possui práticas desde seu início. Você já sai da universidade com alguma experiência”, relata. “Agora, no exterior, eles têm tecnologias que não temos, as técnicas e produtos são sempre

“A clínica conta com todas as especialidades da odontologia e os melhores profissionais”.

lançados lá. O que vemos em congressos no Brasil já foi lançado um semestre antes pelo menos”, diz a profissional. Por isso, a importância em se atualizar e estar à frente ao que diz respeito a cursos e tecnologias. Dra. Larissa participa constantemente de congressos nacionais e internacionais em sua área, capacitando-se e colhendo novidades para melhor atender seus pacientes. No mês de agosto, a dentista já tem presença confirmada em um congresso nacional na área clínica e estética.

DIFERENCIAIS: TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Quando o paciente entra na clínica, todos os profissionais em suas especialidades avaliam seu caso e dão seu parecer clínico. A dentista explica que a pessoa passa por uma avaliação geral, independentemente de sua queixa. Além do atendimento interdisciplinar, a clínica possui equipamentos e serviços de alta tecnologia que concentram os exames e procedimentos, todos no mesmo local. Há sete anos, a clínica foi uma das primeiras a adquirir um scanner intraoral no Brasil, tecnologia que a maioria das clínicas não tem e permite obter dados e resultados muito precisos. De acordo com Dra. Larissa, esse equipamento entrega restaurações de porcelana, coroas, próteses fixas em uma única sessão. Além do aparelho de tomografia, o qual possibilita o paciente sair da clínica com o diagnóstico completo, sem precisar esperar por mais exames. “Esses equipamentos nos permitem ter agilidade e funcionalidade nos procedimentos, diminuindo várias etapas de um tratamento convencional”, explica a responsável.

93


PUBLIEDITORIAL

FRESADORA 3D A tecnologia para a odontologia está muito avançada, segundo a dentista, fora os processos básicos, a fresadora 3D é uma realidade atual. “Com esta tecnologia reduz-se os processos, e o dente a ser restaurado é escaneado, o equipamento faz o desenho em 3D e envia o projeto digital para uma fresadora no mesmo momento. Ali um bloco de porcelana é fresado exatamente conforme as necessidades do dente, além desses blocos terem diversas cores, para serem as mais próximas da cor do dente do paciente. O paciente sai com o dente pronto, cimentado e podendo mastigar normalmente. Assim ganhamos tempo e, principalmente, o conforto do paciente”, explica.

94


Tecnologia, rapidez e conforto são características presentes no Studio Bucal. São seis consultórios odontológicos equipados, um consultório médico e mais de 20 funcionários preparados para atender com excelência os pacientes. “Nós fazemos de tudo para que o paciente se sinta em um local gostoso e aconchegante. Oferecemos um espaço para que se sinta confortável, tome um café conosco, passe um tempo na clínica”, explica Dra. Larissa. Para quem quiser viver a experiência de cuidar dos dentes com todo o conforto e tecnologia disponíveis na cidade, o Studio Bucal está preparada para receber todo o público, de todas as idades. ■

STUDIO BUCAL

Rua Aquidaban, 984 | América - Joinville/SC (47) 3433-0044 | 99971-4979 studiobucal.com.br | adm@studiobucal.com.br /StudioBucal @studio.bucal

95


96


Fotos: @catarinophoto


Sirley Gonzalez, 61 anos, Psicanalista, Psicoterapeuta e Consteladora “A mulher pela primeira vez na história do mundo está usando aquilo que é sagrado para ela: ela mesma. Quando eu me encontro não preciso de mais nada.”


Andreia Venture, 46 anos, Empresária “A vida da gente todo dia é uma luta, todo dia tem desafios, então você sempre tem que estar firme e forte, olhar no espelho e dizer: Eu me amo”


Daniela Miers, 33 anos, Personal Trainer “Empoderamento é a mulher poder mostrar o que ela tem de melhor, é se aceitar. Ser livre é você poder fazer o que gosta.”


Rosilene Bejarano, 49 anos, Colunista de Mídia Eletrônica “A partir do momento que você se aceita você já é uma mulher empoderada. Primeiramente goste de ti e depois tudo vai fluindo... todas nós temos nossa beleza e precisamos valorizar o que temos.”


Alessandra Meneghini, 46 anos, Administradora “O dia que eu acordei, me olhei no espelho e disse: você pode ser linda, você pode ser uma mulher decidida, tudo aconteceu. Hoje eu amo quem sou realmente, eu me aceito e me aceitando sou mais feliz. Hoje sou Alessandra, com muito orgulho.”


Flavia Ravali, 27 anos, Produtora de Moda e Stylist “Ser livre é quebrar as barreiras que colocam pra gente o tempo todo. É conseguir se encontrar dentro de nós mesmas, é a gente buscar nosso lugar na sociedade e colocarmos nossa força.”


Rejane Gambin, 51 anos, Jornalista “A gente aprende que tem que amar os outros, mas parece que falta ensinar que a gente tem que se amar também. Talvez o que tenhamos que buscar é um caso de amor com a gente mesmo, né?!”


Juliane Silva, 41 anos, do lar “Me amar é levantar todos os dias e agradecer, é estar feliz comigo, estando magra ou acima do peso, com o cabelo branco ou pintado, me sentindo bem do jeito que estou!”


Jenifer Ramos, 24 anos, Designer “Todo mundo tem suas qualidades, todo mundo é um pequeno universo diferente e as diferenças é que tornam cada um especial da sua maneira.”


Laira Rouusenq, 33 anos, Servidora Pública “Ser livre é eu poder fazer minhas escolhas no dia a dia, sem opressão e sem nada impedindo. É acordar e poder fazer o que eu quiser.”


(47) 3027.3177 | 3026.3176 | Max Colin, 1440 - AmĂŠrica leilaegisele.com.br leilaegisele


SEXO

10 dicas para superar a rotina sexual! E

sther Perel é uma terapeuta de casais nascida na Bélgica e radicada em Nova York, onde é membro da Academia Americana de Terapia de Família. Em seu livro intitulado “Sexo no Cativeiro”, ela traz em seu livro que a rotina é a maior inimiga do desejo sexual e parece inevitável que o sexo entre o casal fique cada vez menos intenso com o passar do tempo. Por isso, eu, Claudia Petry, educadora sexual darei dicas simples extraídas deste livro para que você possa manter a chama sexual acesa, apesar da rotina.

110

SEDUÇÃO Abandone a ilusão de que seu parceiro é previsível, sua relação estável e de que você não precisa mais seduzir o outro, pois já o “conquistou”. Casais que estão juntos há muito tempo podem acabar deixando de lado pequenos atos de sedução e demonstrações de carinho, achando que “não precisa mais”. Esta é uma falha grave. Tente se lembrar do que você fazia para agradar seu par no início do relacionamento e não deixe esses hábitos caírem no esquecimento. Portanto, nada de

lingerie velha e aparência descuidada! Para os homens, vale lembrar que toda mulher gosta de se sentir cortejada e especial, nada de trocar os jantares e as saídas por noites na frente da televisão!

DISTÂNCIA Esqueça a ideia de que vocês devem se fundir em um só. Alimente sua individualidade. O desejo requer alguma distância. Trocando em miúdos: preserve seus próprios interesses e sua vida particular. Partilhar senhas de e-mail e redes sociais não é prova de amor, ok?

Fotos: Banco de Imagem

Cláudia Petry


CONVERSAR Diálogo é bom, mas não é sinônimo de bom sexo. Homens e mulheres se expressam de forma diferente. Homens podem ter dificuldade em expressar sentimentos com palavras, mas demonstram amor fazendo coisas boas pela parceira, por exemplo. Ser absolutamente sincero pode aumentar a distância entre o casal e até gerar obstáculos intransponíveis. Nas palavras da autora, “quando só valorizamos o que é revelado por palavras, prestamos um desserviço a nós mesmos”. Sabe aquela conversa dos homens sobre fazer as pazes com sexo? Muitas vezes, depois de uma briga, o sexo pode ser uma forma melhor de o casal ficar bem do que a famosa “DR” (discussão da relação) da qual eles tanto fogem! Ninguém está recomendando que a mulher deva aceitar fazer sexo mesmo estando magoada, mas vale a pena entender que os homens costumam ter dificuldades em expressar o que sentem com palavras e se aproximar fisicamente de você pode ser a maneira dele pedir desculpas.

RESPEITO Respeite as diferenças. Igualitarismo entre homens e mulheres é legal, mas pode inibir o sexo. Desequilíbrio de poder na cama nem sempre significa desrespeito à mulher. Muitas vezes apenas faz parte dos jogos sexuais, aceito por ambos.

PROBLEMAS Aceite que não há fórmula mágica. A ênfase contemporânea na necessidade de ter sucesso na resolução de todos os problemas pode confundir os casais, que passam a achar que há alguma “receita de bolo” a ser seguida. A tensão entre a segurança e a aventura, não é um problema a ser resolvido, é um

paradoxo a ser administrado. E, o mais importante, este conflito pode e deve ser trabalhado, mas não se iluda achando que conseguirá eliminá-lo.

CONTRADIÇÕES Avalie suas contradições. Toda a indústria de diversões sexuais que paira na periferia do casamento funciona como uma sirene incômoda lembrando, o tempo todo, tudo que precisamos sacrificar em troca da vida familiar. Ou seja, há uma “profunda discrepância entre o que nos estimulam a querer e o que nos permitem ter”. Há toda uma aura de puritanismo acima de nossas cabeças, e aqui a pergunta mais relevante é para o homem: será que você realmente não divide as mulheres entre “as outras”, com quem tudo é permitido e a “sua”, com quem não faz “certas coisas”?

MEDO Perca o medo de ser frágil. Sim, o amor nos deixa vulneráveis. Esta constatação pode tornar o amor algo a ser evitado por toda uma geração que cresceu sendo ensinada a ser forte e independente. Nas palavras de uma jovem mulher que só conseguia fazer sexo e não amor, “nos ensinaram a autonomia, não a dependência”. E, surpresa: para amar é necessário sim tolerar uma certa dose de dependência e vulnerabilidade. É preciso se entregar realmente para o outro, sem medo de ser (ou não) feliz!

FILHOS Atenção com a chegada dos filhos. Filhos são uma benção, mas desestabilizam o casal. Na transição de dois para três, a relação muitas vezes desanda. O bebê nasce e os pais se apaixonam por ele, especialmente a mãe. Como a paixão exige exclusividade, pode ser difícil para a mulher se interessar por qualquer outra pessoa que não seja o novo filho. Muitas mulheres, ao se tornarem mães, sentem que não lhes falta mais nada, e, por isso, o parceiro se torna dispensável. Entretanto, esperar satisfação emocional e física apenas por parte da criança é uma das piores coisas que se pode fazer não apenas contra si mesmo, mas contra a própria criança. Mães que se voltam exclusivamente para o filho e depositam todas as suas necessidades de carinho e conforto nesta relação criam filhos dependentes, que se sentirão aprisionados e culpados quando finalmente chegar a hora de se desligar da mãe em favor dos amigos e, posteriormente, da sua própria família. Portanto, nem que

“Quando estamos emocional e sexualmente satisfeitos, permitimos que nossos filhos vivam a própria independência com liberdade e apoio”.

111


SEXO Cláudia Petry

seja pela saúde emocional da sua própria prole, volte-se para outras fontes de prazer além dela. “Quando estamos emocional e sexualmente satisfeitos, permitimos que nossos filhos vivam a própria independência com liberdade e apoio”. Resumindo: filhos devem dormir no seu próprio quarto e não na cama dos pais. Devem saber que há atividades de criança e atividades que são de adulto. Os casais devem reservar momentos para saírem a sós, sem as crianças.

FANTASIA SEXUAL Fantasie. Fantasia sexual aqui não significa apenas atuações, como encenações, strip-teases ou outros atos. Fantasias são também pensamentos, ou seja, podem ficar apenas no plano da imaginação. Através das fantasias sexuais – realizadas ou imaginadas – atuamos e trabalhamos conflitos em relação a nossos desejos, nossos corpos e, por que não, nossos traumas e medos. A fantasia sexual permite, por exemplo, que uma mulher libere sua agressividade sem deixar de ser feminina e que outra que sempre se sentiu feia e inadequada vire a mais cara e desejada garota de

112

programa. Através da imaginação, podemos nos relacionar com outras pessoas sem trair de fato e sem colocar nosso casamento em risco. As fantasias podem ser contadas para o parceiro, mas isso não é necessário. Não é preciso partilhar seus desejos mais secretos se você não se sente à vontade com isso. Mas permita-se imaginar tudo aquilo que lhe dá prazer e não se preocupe se sua fantasia não é compatível com suas crenças morais ou religiosas, por exemplo. Isso é extremamente comum e não representa problema algum.

RELACIONAMENTO LONGO Abandone o mito de que sexo tem que ser espontâneo. A espontaneidade é um conceito maravilhoso, mas é ilusão acreditar que ela se manterá em uma relação prolongada. Em um relacionamento longo, o que quer que fosse acontecer naturalmente já aconteceu. “Agora, o casal tem que fazer acontecer”. Muitas pessoas associam planejamento com estabelecimento de horário, estabelecimento de horário com trabalho e trabalho com obrigação. Mas porque aceitamos

“Através da imaginação, podemos nos relacionar com outras pessoas sem trair de fato e sem colocar nosso casamento em risco”. planejar o jantar (pensamos nas opções, decidimos o cardápio, fazemos a lista dos ingredientes, preparamos a refeição horas antes) mas recusamos planejar o sexo? Não é necessário estipular todos os detalhes com antecedência, mas é sim necessário, no cotidiano corrido em que vivemos, separar um tempo específico para estar juntos e transar. E, se você chegou até aqui nesta leitura é porque está interessado, realmente, em manter a chama acessa em seu relacionamento. Já conhece os cursos, por mim oferecidos, na Sussurra Boutique Sensual? Toda essa temática e outras são abordadas. Se interessou e quer receber a agenda completa? Envie um “oi” para o WhatsApp (47) 9 9946-6633. Espero te encontrar em breve. Até lá! ■


DUO SAÚDE

Com a Vasti, você consegue emagrecer com saúde! Emagreça com saúde através de uma equipe multidisciplinar, com médicos, biomédicos, nutricionistas, farmacêuticos, psicólogos, educadores físicos, esteticistas e massoterapeutas. Tudo em um único lugar. Por Valéria Alves Fotos: Tiago Cazaniga e Divulgação Looks: Marise Modas Acessórios: Apuã Acessórios

C

om sede em Joinville/ SC, a Vasti nasceu para inspirar pessoas a buscarem por melhorias na saúde, qualidade de vida e bem-estar através de cuidados com o corpo e beleza. Atualmente, possui franquias em Blumenau/SC, Tijucas/SC, Guaratuba/PR e São Paulo/SP. Conta com profissionais especializados a fim de reunir tratamentos de diferentes origens para uma solução abrangente que ofereça um resultado final transformador. A satisfação do cliente é sempre a maior causa, e

“[...] a Clínica Vasti nasceu para inspirar pessoas a buscarem por melhorias na saúde, qualidade de vida e bem-estar”.

114

qualquer tratamento só é finalizado quando o objetivo proposto for atingido. Esta filosofia foi utilizada na condução de todos os processos da Vasti, o que gerou resultados gratificantes para muitos pacientes. E você pode fazer parte disto! A seguir, irá descobrir tratamentos para alcançar os seus maiores objetivos. Também, conhecer um pouco sobre algumas mulheres que conseguiram resultados surpreendentes com o tratamento Vasti Shock da franquia em Joinville/ SC. Para falar do Shock, a Dra. Valéria Alves, Biomédica Estética que está atuando no mercado da saúde e emagrecimento há mais de 11 anos, apresenta como desenvolveu este método que é sucesso e que proporcionou grandes resultados.

DRA. VALÉRIA ALVES Atuo em Joinville/SC desde 2007, sempre tive foco, um trabalho de seriedade que oferece grandes resultados, mas acima de tudo, saúde! A minha principal ferramenta é o conhecimento e a pesquisa, para chegar ao desenvolvimento

do Shock, foram necessários muitos cursos e especializações que foram realizados no Brasil, Europa e Estados Unidos, além de diversos congressos e simpósios. Tanto eu, minha equipe e a própria Vasti, estamos colhendo frutos de muita dedicação, o que proporcionou à clínica, ser referência em emagrecimento. Nesta matéria, apenas alguns resultados reais proporcionados aos clientes serão apresentados, mas já foram atendidos mais de quinze mil pacientes e destes todos obtiveram algum resultado. Claro que não é todo paciente que consegue emagrecer facilmente, mas todos perceberam a diferença, seja na redução de medidas, hidratação corporal, peso ou saúde. Resultados comprovados através de exames de sangue, onde avalia-se a melhora nos níveis de colesterol, glicose e cortisol. Após anos de trabalho, a experiência fala alto e impulsiona a entregar o melhor. Mas, a Vasti não parou por aqui, acesse nossas redes sociais ou visite uma de nossas unidades. Que tal participar do desafio 21 dias? Os novos tratamentos podem proporcionar grandes experiências e mudanças em sua vida.


DUO SAÚDE

VASTI SHOCK 11 PILARES DE EMAGRECIMENTO

O tratamento de emagrecimento, modulação, estética e bem-estar destaque da Vasti é o Shock. Composto por 11 pilares de emagrecimento, sendo a análise corporal e ecoanálise, avaliação sanguínea, detox inalatório, avaliação de intoxicação por metais pesados, alimentação funcional e ortomolecular, acompanhamento saúde, detox metabólico, detox mental, detox linfático, gasto calórico performance e remodelagem corporal. Exclusivamente feito para mulheres que buscam uma vida magra, saudável e duradoura. Mas o que é realmente o Shock? Durante todo o processo, você terá acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, formada por médicos, biomédicos, farmacêuticos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos, esteticistas e massoterapeutas. Qual a metodologia e duração? Ao iniciar o tratamento, o paciente realiza um exame para avaliação do peso ideal, massa muscular, peso em excesso, gordura e água corporal, metabolismo basal e energético. Esses indicadores serão utilizados como parâmetros para os profissionais envolvidos desenvolverem uma estratégia

ANA PAULA DERETTI ELIMINOU 17 KG E 48,5 CM “Sou cliente da Vasti há algum tempo e já perdi bastante peso, sou também, praticamente parte da família. Toda a equipe sempre me ajudou a nunca desistir de minhas metas e a superar todos os desafios. Tudo o que é feito com amor, dá resultado!”

116

ELOAH DE ALMEIDA RAMOS ELIMINOU 11 KG E 55 CM “Tudo começou há dois anos atrás, quando eu tentei entrar em forma por conta própria, achei que era fácil! Comecei fazendo pilates e caminhadas, mas vi que o resultado não era como eu esperava, então encontrei a Vasti. Adotei procedimentos exclusivamente para o meu caso, exercícios e reeducação alimentar. Depois de quatro meses eliminei 11 kg e reduzi todas as minhas medidas. Um grande beijo e muito obrigada a toda equipe!”


Com o Vasti Shock você elimina até 30 kg em 3 meses para o tratamento. No desenvolvimento dessa estratégia também são solicitados os exames laboratoriais, e através dos resultados você receberá uma proposta de reeducação alimentar e acompanhamento saúde. Em seguida, inicia-se a etapa detox corporal, que poderá ser realizada através de fármacos administrados de forma oral ou intramuscular. O objetivo dessa fase é promover a limpeza do organismo e o aumento do metabolismo corporal. Na etapa seguinte, o paciente começa as atividades físicas, um circuito preparado de forma exclusiva para melhores resultados e de acordo com seu condicionamento físico. São exercícios sem riscos de lesões e principalmente com toda atenção para maior precisão dos resultados. Ainda tem mais! Após essa etapa, iniciam-se as massagens, que removem as toxinas corporais e drenam o excesso de líquidos, remodelam o corpo e reduzem a fl acidez que acontecerá através da promoção do aumento da oxigenação do tecido. Qual o papel psicológico no tratamento? Percebe-se que os pacientes sabem qual caminho seguir, mas que por algum motivo que eles não sabem explicar, não conseguem continuar, acabam desistindo, ficam desanimados, não acreditam ser capazes de eliminar tantas medidas ou mudar seu estilo de vida.

DRA. VALÉRIA ALVES Diretora das Franquias Vasti

• Diretora das Franquias Vasti • Mestranda em Saúde e Meio Ambiente Univille Universidade • Pós-Graduada em Biomedicina Estética - Unyleya • Pós-Graduanda em Biofotônica - USP/SP • Curso Internacional de FaceMAP Diagnóstico e Mapeamento – Portugal • Professora Instituto Pró-Rim (47) 9 9918-9509 valeria@clinicavasti.com

Aqui entra o profissional psicólogo, para descobrir onde está esse “gatilho” e orientar o paciente para romper todos os desafios que poderão surgir durante o tratamento. Após o tratamento, o paciente volta a ganhar peso novamente? O ganho de peso está diretamente associado a equação: quantidade ingesta e quantidade gasta. E é esse o grande diferencial do Shock, pois ele trabalha com o aumento

do metabolismo para que o gasto corporal do paciente aumente. A orientação alimentar não é somente a dieta, que o paciente cansa ou enjoa de fazer. Mas sim, uma reeducação alimentar, além de claro, do aumento do condicionamento físico que acontece durante as aulas de treinamento funcional e Vasti Extreme.

117


DUO SAÚDE

NÓS ASSINAMOS

RESULTADOS REAIS! Para alcançar todos os objetivos de emagrecimento e obter resultados reais, você também deverá ter o melhor tratamento nutricional. A nutricionista e coach Karine Vincenzi, explica algumas estratégias alimentares para você atingir suas metas e passar por todos os obstáculos do dia a dia. Vamos começar conhecendo o conceito de algumas dietas que estão em alta. A Dieta Cetogênica é definida na quantidade de gorduras em 70% da ingestão calórica total, enquanto a quantidade de

SABRINA ELIMINOU 27,5 KG E 85 CM

los

Vasti

Módu

118

“Com a Vasti eu consegui alcançar meus objetivos e obtive um emagrecimento efetivo, mas o principal, emagreci com saúde e bem-estar”.

carboidratos chega no máximo a 5% e os 25% restantes de proteínas. Alimentos como ovos inteiros, queijos, bacon, azeite de oliva, carnes mais gordas e óleo de coco, são normalmente presentes nessa proposta. Dieta Low Carb consiste na redução da ingestão de carboidratos e aumento de proteínas. E a famosa Dieta Low Fat também preconiza a redução de gorduras na alimentação. Já a dieta dos sucos verdes, a Detox, é composta pela retirada de alguns alimentos, como os industrializados, gorduras, farinha branca, açúcar, cafeína, corantes e bebidas alcoólicas. Diante de todas essas informações, qual dieta escolheria para emagrecer? Seu perfil fisiológico terá necessidades específicas. Exemplo, se você é uma pessoa ansiosa, não dorme bem, está em um período de estresse no trabalho, e claro, deseja um emagrecimento rápido. Qual dieta julgaria mais adequada? Certo que a maioria iria escolher a Dieta Cetogênica por conter menor quantidade de carboidrato. Errado! O melhor seria montar um plano alimentar e dieta específica para a sua necessidade. Agora, vamos conhecer um pouco sobre os tratamentos Nutricional Funcional e Ortomolecular, que atuam com a


“Nossa mente também deve trabalhar a favor da mudança”.

individualidade química. A Nutrição Funcional rastreia sintomas, sinais e características de cada paciente, relacionando-as com a carência ou excesso de nutrientes e corrigindo os desequilíbrios nutricionais. Relaciona também, seu funcionamento físico com seus aspectos psicológicos, através de um olhar específico sobre cada pessoa. Quanto mais nutrientes, menor a necessidade de medicamentos, pois o organismo, suprido de repositores metabólicos, equilibra os órgãos e sistemas. Nisso está a função da Nutrição Ortomolecular, que consiste na reposição dos minerais, vitaminas, aminoácidos e enzimas, resgatando a excelência nutricional e corrigindo os desequilíbrios nutricionais de cada pessoa. Além de tudo, os nutrientes com propriedades terapêuticas na forma de suplementos são considerados reguladores funcionais e curativos. Não existe a melhor dieta, a que mais emagrece ou a que vai proporcionar resultados mais rápidos. Mas sim, uma boa avaliação e um equilíbrio bioquímico da pessoa. A prescrição do programa alimentar deve ser elaborada de forma personalizada e de acordo com objetivos, histórico clínico, exames laboratoriais,

KARINE VINCENZI Nutricionista Ortomolecular e Funcional & Coach

• Mestranda em Saúde e Meio Ambiente - Univille • Pós-Graduanda em Nutrição Clínica Ortomolecular, Biofuncional e Fitoterapia - FacRedentor • Pós-Graduada em Nutrição Clínica - FEPAR • Pós-Graduada em Nutrição Esportiva Funcional - VP • Formada em Professional & Self Coaching PSC - IBC

histórico alimentar, como preferências, aversões, intolerâncias e alergias. Também a modalidade esportiva, fase ou tipo de treinamento. É preciso um programa alimentar que seja aderido à realidade do paciente, sempre reavaliado e adaptado ao seu estilo de vida.

119


DUO SAÚDE

TRATAMENTOS PARA VOCÊ VIVER BEM. A franqueada de Joinville/SC e biomédica Marina de Azevedo Dalbosco, afirma que o grande segredo que irá definir os resultados de qualquer tratamento, não serão aparelhos específicos, mas sim, a indicação correta no momento certo. Ou seja, geralmente os pacientes buscam aparelhos que estão famosos nas mídias digitais, e isso é muito perigoso! Por exemplo, se o paciente necessitar reduzir inicialmente os edemas provocados pelo excesso e acúmulo de líquido corporal, gordura e falta de atividade física, a indicação será uma endermologia vibratória, que atua na circulação local, eliminação de toxinas e na remodelagem corporal. Também têm a função de esfoliação da pele, retirando as células mortas e a estimulação da flacidez, induzindo a produção de elastina e colágeno. Tratamentos de endermologia e o vibrocell, são excelentes indicações, onde o paciente consegue perceber grandes impactos. Com certeza o carro chefe será o famoso

ANDRESSA DE MELO KALEF ELIMINOU 9 KG E 44 CM

ody

B our nt Co

120

“Comecei os tratamentos na clínica quando ganhei meu segundo filho e estava com dificuldade de voltar ao meu peso ideal. Com uma equipe maravilhosa e procedimentos que realmente fazem a diferença, consegui atingir meus objetivos e hoje estou muito feliz”.

ANA BEATRIZ DA SILVA ELIMINOU 19 KG E 55 CM “Poder falar sobre a Vasti é uma oportunidade de agradecer a clínica por todo o acompanhamento da equipe, que foi feito com muito profissionalismo. Uma transformação para a minha vida!”


Todos os tratamentos são feitos por profissionais especializados e experientes.

ultrassom, um aparelho que proporciona diversos tratamentos, alguns deles é a gordura localizada, pós-operatório e celulite. Gerando ondas estéreo dinâmicas, que possui a capacidade de promover a lipólise celular. Associado às enzimas para redução de gordura localizada e de medida local em até 15 cm. Na área da eletroterapia, diversos tipos de aparelhos são utilizados, um deles é a carboxiterapia. Este aparelho trabalha também, com a redução de celulite, medidas e flacidez, melhora a aparência das estrias, rejuvenesce e trabalha com o clareamento de olheiras. Através do CO2 injetado no local, a circulação melhora e estimula a produção de colágeno e elastina. A radiofrequência é excelente para a redução da flacidez facial e corporal, elimina rugas, linhas de expressões, gordura localizada e celulite. Trabalha com alta temperatura da pele e dos músculos em torno de 40°C, aumentando a produção das fibras de elastina e colágeno, apresentando maior firmeza à pele. A elevada temperatura, rompe a membrana das células de gordura, como também no aparelho ultrassom. O queridinho dos pacientes no inverno, é o infrared, um colchão infravermelho muito importante no conjunto de todos os procedimentos citados anteriormente. Com a potência de penetrar até 5 cm

MARINA DE AZEVEDO DALBOSCO Proprietária da Franquia de Joinville • Curso Internacional de FaceMAP Diagnóstico e Mapeamento - Portugal • Curso de PEIM Microvasos - Nepuga • Pós-Graduada em Biomedicina Estética - Unyleya

em nosso corpo, produz calor que têm como consequência aumentar a circulação sanguínea local, equilibrando o metabolismo do organismo naturalmente. Melhora a fadiga muscular por reduzir a quantidade de ácido lático, aquele que causa câimbras dolorosas e diminui dores nas articulações, inchaço, perda de peso, elasticidade da pele e muitos outros benefícios para a saúde. Tratamentos completos para você sentir a diferença!

121


DUO SAÚDE

CARINE MOTA ELIMINOU 10 KG E 40 CM “Tenho 30 anos e desde os 16 luto contra a obesidade. Foram incontáveis tratamentos nos quais procurava não somente emagrecer, mas também me manter no peso desejado. Porém, sem sucesso vivia em guerra contra a balança e sempre sofrendo com o efeito sanfona. Em dezembro de 2017 conheci a Vasti e estou muito satisfeita com os resultados, estou eliminando peso com saúde, sem frustrações, desistências ou compulsões alimentares”.

MASSAGENS As massagens potencializam os resultados e promovem o bem-estar corporal. A drenagem linfática, massagem modeladora, power redux, massagem turbinada e a destoxiterapia corporal são grandes aliadas no processo de emagrecimento. E na Vasti Guaratuba/PR você encontra o pacote relax e outros

ROSEMERI DEGLMANN ELIMINOU 30 KG E 88 CM “No início do ano eu precisava emagrecer, então fui em busca de profissionais competentes e confiáveis, onde conheci a Vasti, uma equipe fantástica e atenciosa. Realizei procedimentos estéticos, acompanhamento nutricional e exercícios físicos. Até o momento eliminei 88 cm de medidas, perdi 30 kg e alcancei meu objetivo!”

122

Módulos

Vasti

tratamentos que envolvem massagens para relaxar, ter seu momento único e ainda emagrecer com saúde. Agora, vamos falar um pouco sobre a drenagem linfática, um método muito utilizado e que é super eficaz. A Dra. Ana Rosa Shibata Molinari diz que seu objetivo é estimular o sistema linfático, sendo ele um dos principais componentes do sistema imunológico e possui as seguintes funções: remover fluidos dos tecidos corporais, absorver ácidos graxos e levá-los para o sistema respiratório. Portanto, têm múltiplos benefícios em diversas patologias, auxiliando na melhora da celulite, auxilia também, as consequências da obesidade como a retenção de líquido, gordura


As massagens fazem toda a diferença no processo de emagrecimento. localizada e auxilia no tratamento do acúmulo de líquido e proteína intersticial. Além de tudo, esse tipo de massagem é essencial no pós-operatório de cirurgia plástica estética e reparatória. Se essa técnica for executada adequadamente, pode auxiliar na redução de medidas e edemas, estimular a circulação sanguínea, o metabolismo e as respostas neuromusculares, harmonizar os contornos corporais, minimizar a ansiedade e a depressão, contribuindo para o aumento da autoestima e da qualidade de vida. Você pode usufruir dessa terapia, sentir a melhora do seu metabolismo e potencializar seu resultado associando aos outros tratamentos na área de estética. ■

ANA ROSA SHIBATA MOLINARI

Proprietária da Franquia de Guaratuba • Graduanda de Biomedicina - 2017 • Graduada em Fisioterapia - 2017 • Massoterapeuta - 2015

PROCURE A VASTI MAIS PERTO DE VOCÊ!

clinicavasti.com Blumenau/SC R. Hildergard Ruediger, 49 (47) 3037-3223

Joinville/SC Unidade Anita Garibaldi Rua Anita Garibaldi, 293 (47) 3026-1146

Unidade Floresta Av. Santa Catarina, 2095 Sala 08 | (47) 3454-1006 9 9918-9509

Unidade Glória Rua Otto Boehm, 338 (47) 3433-3195 9 9918-9509

Tijucas/SC R. Manoel de Brito, 111 (48) 99854-3871

Guaratuba/PR R. José Nicolau Abage, 1010 (41) 3442-2860

Santos/SP Rua Alagoas, 23 - Gonzaga (13) 3021-2164 (47) 9 9918-9509

123


125


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Omunga Grife Social e Instituto Conheça a história de empreendedorismo social que está mudando a vida de crianças no Brasil e na África. O idealizador é joinvilense.

Foto: Divulgação Omunga

Por Taty Feuser

A

história da OMUNGA está intimamente ligada às inquietações de Roberto Pascoal. Em Joinville (SC), cidade onde nasceu, o seu olhar sempre se voltou aos mais necessitados. Visitava orfanatos, presídios, cozinhava para moradores de rua e ficava muito feliz em poder fazer isso, principalmente quando envolvia questões de extrema necessidade. “Após trabalhar durante dez anos na

126

área da comunicação, senti a necessidade de reconstruir minha vida com mais propósito, preenchimento e significados e, por isso, resolvi viajar para África”. Pascoal foi para Angola para ficar três meses e acabou ficando quatro anos, acolhido pela Ordem dos Frades Menores, congregação religiosa que faz parte da Missão Católica de Angola, onde atuou como voluntário. Também teve passagens por Moçambique, África

do Sul e posteriormente no Sertão do Brasil. “Após cinco anos conhecendo diferentes contextos sociais, percebi que essa busca estava ligada a atender as pessoas que vivem em regiões realmente desassistidas, onde poucas ou nenhuma organização social atua e o poder público geralmente é insuficiente, assim fundei a OMUNGA Grife Social”, conta Pascoal. A OMUNGA vai muito além de um empreendimento social, é um projeto de vida. Omunga significa união, unidade, conjunto, em Umbundo, dialeto angolano. Empreender para transformar o mundo é o que inspira a OMUNGA Grife Social. E tudo começou com a venda de camisetas. Para Pascoal, essa é uma forma de consumo consciente também. As peças têm muita qualidade e até superam muitas marcas nacionais. “E quem compra sabe que a OMUNGA tem um objetivo coletivo muito claro e concreto. A pessoa se apropria de uma causa por meio de um produto, veste a educação para crianças que vivem em regiões de extrema vulnerabilidade social. Nosso trabalho principal é construir bibliotecas e potencializar a formação contínua de professores, pois o professor é nossa principal ferramenta de transformação social”, explica o empreendedor social. Em cinco anos, a OMUNGA já beneficiou 4 mil crianças e 350 professores através dos projetos “Escolas no Sertão” e “Livros para a África” e viabilizou a construção de três bibliotecas: uma em Betânia do Piauí, outra em Curral Novo, também no Piauí, e a terceira em Angola, na África. No povoado de Baixio dos Belos, que faz parte do município de Curral Novo, a biblioteca chegou antes da energia elétrica. “Nosso trabalho também é marcado pela superação de inúmeros obstáculos. Há cinco anos se falava pouco ou quase nada sobre negócios de impacto social em Joinville e, desde o início, desejávamos dar um passo além da filantropia tradicional. Outro desafio é fazer com que as pessoas


Foto: Max Schwoelk

Foto: Divulgação Omunga

vejam sentido em atendermos crianças e professores invisíveis de nossa sociedade, pois as regiões que atendemos estão fora do olhar das pessoas”, afirma Pascoal. Além das camisetas, outros produtos como linha de vestuário corporativo, panetones e colombas pascais ajudaram a alavancar as ações da OMUNGA. Mas, Pascoal sentiu a necessidade de criar outras formas de captar recursos. Por isso, foi fundado o Instituto OMUNGA. “Pensamos em modelos de negócios com monetização recorrente e outras formas de captação de recursos que podem potencializar valores mais volumosos por meio das leis de incentivo, como a Lei Rouanet. A OMUNGA Grife Social trabalha com

os produtos e o Instituto OMUNGA acaba sendo responsável pela gestão de projetos e pela busca de recursos por meio das leis de incentivo e recebimento de doações”, conta o empreendedor social. Por isso, a OMUNGA participou de um processo de aceleração na SPIN Negócios Exponenciais de Jaraguá do Sul, faz parte da CAUSE, incubadora de inovação social Inovaparq em Joinville e tem ampliado sua rede de relacionamento com outros empreendedores sociais por meio da civi-co de São Paulo, além de contar com voluntários, conselheiros e parceiros que compactuam da mesma causa. “Queremos nos consolidar cada vez mais como um negócio de impacto social”, completa Pascoal. O próximo projeto de Roberto Pascoal é lançar o “OMUNGA na Amazônia”. Assim, o número de crianças beneficiadas saltará para algo em torno de 10 mil. Também está amadurecendo a ideia de criar um projeto para Joinville. “Joinville é a cidade que impulsionou os primeiros passos da OMUNGA e eu gostaria que, num futuro não muito distante, a OMUNGA se tornasse símbolo de orgulho para Joinville”, conclui. ■

Foto: Daniel Machado

“Se temos as habilidades, competências, coragem, desbravamento e aceitação dessas pessoas para promover uma educação inclusiva de qualidade, por que não fazer?

OMUNGA Grife Social e Instituto Rua Dona Francisca, 8.300. Bloco L, Sala 01 - Perini Business Park | Anexo ao Cause – Incubadora de Inovação Social Inovaparq Zona Industrial, Joinville/SC Fone (47) 3437 0651 www.omunga.com contato@omunga.com /agir.omunga @omunga_oficial

127


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Hospirrisos Agentes da Alegria O Hospirrisos é coordenado pelo Programa de Humanização do Hospital Dona Helena. Há 12 anos leva descontração e alegria para pacientes, acompanhantes e funcionários. Contribui para o atendimento humanizado dentro da instituição. Por Taty Feuser Fotos: Arquivo Hospital Dona Helena

128

D

ezenas de voluntários se revezam para visitar os quartos para animar e descontrair as pessoas que trabalham e aquelas que passam por tratamento de saúde no Hospital Dona Helena. O projeto Hospirrisos - Agentes da Alegria - foi criado em 2006 e conta atualmente com 30 voluntários atuantes. A enfermeira e servidora municipal, Taisa Baumer Estrela faz parte da primeira turma do projeto. Ela estava na faculdade quando soube das inscrições, sempre quis participar de uma ação solidária, experimentou o Hospirrisos e não quis mais sair do grupo. “Fazer a diferença na vida de alguém, de forma, positiva, é o que me inspira.


A atividade proporciona trocas onde todos ganham. O amor é o saldo final. E acredito que, em meio aos nossos defeitos e limitações, cada um tem algo de bom a oferecer ao outro”, afirma a voluntária. O Hospirrisos surgiu a partir do desejo de ir na contramão da tendência de supervalorizar a tecnologia e as máquinas, estando mais atento ao paciente e as suas necessidades mais simples – como sorrir, mesmo estando num hospital. “A ideia é inspirada em experiências que deram certo, embasadas na metodologia do Dr. Patch Adams e associada à nossa experiência com o trabalho voluntário” conta a coordenadora do Programa de Humanização do Hospital Dona Helena, a psicóloga Maria José Varela. Para ser voluntário do Hospirrisos a pessoa deve ter mais de 18 anos, ter um perfil dinâmico, criativo e descontraído, além de boa desenvoltura física, pois a oficina de teatro envolve atividade sensório corporal. Os voluntários participam de oficinas ministradas por Fernanda Moreira, do Studio Escola de Atores. Depois de uma série de seis encontros, eles são avaliados. Obsevam-se questões como personagem, voz, figurino e identidade do palhaço. Todos passam também por uma etapa de integração, quando as normas do hospital são repassadas. Para a coordenadora do Programa de Humanização do Hospital Dona Helena Maria José Varela, para ser voluntário é muito importante o comprometimento. “O trabalho voluntário inspira muito,

mas temos que estar prontos para oferecê-lo. Engane-se quem pensa que o voluntariado é um projeto feito “quando dá tempo”. Seja no hospital, na escola, na cozinha comunitária ou onde quer que o trabalho seja desenvolvido: se você disse que iria, vá”, conclui. Os voluntários realizam a visita conforme a disponibilidade que tem. Existem duplas que fazem visitas quinzenalmente, outras a cada semana e há ainda alguns voluntários que vão ao hospital mais de uma vez na semana. Não há um tempo pré-estabelecido para cada visita, o voluntário fica no hospital em média duas horas e nesse período ele se dedica ao paciente conforme o desejo e a disposição. Cassiana Egg Thiele, 44 anos, é pedagoga e psicóloga. Faz parte dos Hospirrisos desde 2015. “Sempre procurei um projeto voluntariado no qual eu pudesse oferecer um pouco de carinho e amor às pessoas que estão mais necessitadas. Poder alegrar, durante alguns minutos, a vida daqueles que estão no ambiente hospitalar, seja trabalhando ou para tratamento, é algo fundamental na minha vida; pois através da alegria da minha personagem posso fazer

do hospital um ambiente mais colorido, alegre e humano. São três anos de muitas aprendizagens e alegrias a cada olhar de um paciente, acompanhante, médico, funcionários. E, se tudo der certo, quero continuar sendo a Manky (personagem) por muito, muito tempo”, afirma a voluntária. Outra voluntária é a analista de negócios Gislaine Aparecida Nobre, 33 anos. Ela conta que desde a adolescência fazia trabalhos voluntários para a comunidade (igreja) na qual frequentava, mas teve que parar devido a outros compromissos que surgiram. Então em 2016, buscou um novo trabalho voluntário que proporcionasse novamente a realização que sentia antigamente. “Foi quando por meio de um amigo do Facebook, fiquei sabendo do Hospirrisos e do processo seletivo que seria em 2017. Pesquisando sobre o projeto, logo me identifiquei, e não tive dúvidas de que queria participar. É muito gratificante. Me traz realização como ser humano. Eu acredito que distribuir amor, em forma de alegria a quem tanto está precisando desses momentos para amenizar a dor, lhe faz uma pessoa melhor. Quem doa amor, recebe amor, completa Gislaine. ■

129


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Projeto Resgate Associação lança Programa Think Tank para ajudar lideranças e jovens a se desenvolverem. Por Edna Castilhos Fotos: Arquivo Projeto Resgate

A

tualmente, 390 crianças e jovens participam do Projeto Resgate para encontrar e se prepararem para realizar seus propósitos de vida. Fundada há 20 anos, a organização sem fins lucrativos com sede em Joinville, apoia estudantes dos ensinos fundamental e médio, bolsistas em excelentes escolas particulares da cidade. Dentre os egressos do programa, 187 concluíram cursos técnicos e quase 150 terminaram ou

130

cursam o ensino superior. Há três anos, a instituição lançou o Think Tank Criando o Futuro, com o objetivo de formar inovadores e líderes transformacionais. Nesse programa, estudantes dos ensinos médio e superior trabalham em equipe para resolver problemas de relevância para a sociedade. Além de metodologias de ponta para enfrentar esse desafio, os adolescentes contam com o apoio de “Mentores de Projeto”, profissionais de empresas com inovação no seu DNA. A experiência é enriquecedora para todos os envolvidos. Para a analista de recursos humanos Karla de Menezes Bolduan, participar do programa teve um efeito transformador: “Tira qualquer um da zona de conforto e nos ensina muito sobre flexibilidade, empatia e trabalho em equipe. Foi um exercício constante de adaptação de linguagem, de

métodos, de formas de pensar, trabalhar, agir e engajar”, relata Karla. Na opinião do empresário Célio Valcanaia, o contexto atual exige uma nova maneira de desenvolver a liderança, algo que, a seu ver, o Think Tank proporciona tanto para quem está começando a liderar quanto para quem busca ressignificar sua liderança. “No Think Tank, o mentor aprende a puxar, ao invés de empurrar; a ajudar ao invés de mandar; a produzir um resultado pela conquista de corações e mentes, sem o poder da hierarquia, em um grupo com grande diversidade”, explica Valcanaia. O diretor de pesquisa e desenvolvimento na Projuris Software Jurídico, Fernando Ribeiro, ressalta que o aprendizado que adquiriu como mentor de uma equipe de estudantes contribui na sua interação com sua equipe na empresa. “A liderança das empresas precisa observar e perceber os talentos existentes em seu time, para combinar o que cada um tem ou pode dar de melhor para o desenvolvimento de seus projetos. E essa é uma habilidade que aprimorei com a experiência de mentoria no Think Tank”, comenta Fernando. ■

Projeto Resgate

Rua Mário Lobo, 106 Sala 158 Centro - Joinville/SC www.projetoresgate.org.br ProjetoResgate


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Mutirão do Amor

Associação Beneficente O grupo de voluntárias trabalha há 35 anos. Monta kits com roupas e fraldas para famílias carentes. Os enxovais são doados para gestantes e bebês de Joinville. Por Taty Feuser Fotos: Arquivo Mutirão do Amor

F

oi em 1983 quando o Santa Catarina passou por uma grave enchente, que um grupo de amigas se mobilizou para juntar mantimentos para as famílias atingidas. A campanha durou uma semana, além de comida também começaram

a arrecadar roupas, calçados, cobertores e utilidades domésticas. Existiam crianças que precisavam de apoio, principalmente no Vale do Itajaí. Então, as voluntárias se reuniram para confeccionar roupinhas. “Transformei minha sala de visitas em oficina de costura. O grupo que começou com meia dúzia de voluntárias foi crescendo a cada dia”, conta Mery Paul fundadora e presidente do grupo. Em 1984 o Mutirão do Amor – Associação Beneficente foi fundado oficialmente e teve a sua primeira diretoria. A entidade já auxiliou milhares de gestantes com enxovais para os filhos. Os kits são montados com a ajuda de famílias que fazem doações de roupas, parceria de empresas e por meio do trabalho de

confecção feito pelas voluntárias. O grupo realiza também um café anual no Restaurante Glória para arrecadar recursos. São produzidos cerca de 70 enxovais por mês. Cada um contém travesseiro, roupas, manta, cobertor, sapatinhos, meias, sabonete e fraldas descartáveis. Os kits chegam às mães e aos bebês carentes por meio da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Joinville, no Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria e na Maternidade Darcy Vargas. Em 2009, depois de muita luta e determinação, o Mutirão do Amor conquistou a sede própria. Atualmente, o grupo integra 60 voluntárias. “Temos muito apoio de pessoas que valorizam o trabalho social que desempenhamos em Joinville, confiam em nossas voluntárias e nos incentivam a continuar com o ideal que abraçamos”, conclui orgulhosa Mery Paul. ■

Mutirão do Amor

Rua Ewald Quandt, 120 Saguaçu | Joinville/SC (47) 3804-1675 | 99984-8219 Mutirão-Do-Amor-AssociaçãoBeneficente

131


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Casa do Adalto

Apoio às crianças com câncer Por Henrique Klein Fotos: Banco de Imagem

A

pesar da teoria positivista de Auguste Comte já ter algum tempo, a sociedade parece recém ter-se apropriado do real significado de um dos seus ensinamentos mais elementares: a prática do altruísmo. A palavra, estranha para nosso vocabulário cotidiano, demarca uma zona nada fácil de alcançar e ao mesmo tempo uma capacidade que está além das condições habituais que temos. Na definição mais precisa possível, poderíamos tratar o altruísmo como a capacidade de amar o outro e fazer coisas para ele sem esperar absolutamente nada em troca. Em Joinville, acredito que altruísmo tem um nome particularmente especial: chama-se Casa do Adalto. A entidade joinvilense atua há mais de 16 anos na região acolhendo crianças e famílias de pacientes

132

que buscam a cidade para tratar do câncer infantil. Nasceu através do esforço de Noeli Teresinha Chagas, idealizadora, fundadora e atual presidente da entidade. “A instituição presta serviço relevante a comunidade dando apoio às famílias que têm filhos com câncer. Não apenas dando algum conforto, mas também um espaço para reflexão e alternativas para as famílias que a ela recorrem”, explica Noeli. A presidente destaca que nesses 16 anos foram inúmeros atendimentos realizados às crianças e famílias que vêm dos mais distintos lugares. Em sua missão, a Casa do Adalto se propõe a “contribuir e zelar pelo bem-estar da criança e ou adolescente em fase de tratamento do câncer na busca de uma melhor qualidade de vida”. Essa melhoria na qualidade de vida - especialmente no suporte

e apoio a essas famílias - aquelas mães que deixam seus empregos e fontes de renda familiar para acompanhar o tratamento de seus filhos. Assim, destacam-se nos objetivos os seguintes propósitos da instituição: a) atendimento às necessidades nutricionais fornecendo uma cesta alimentar mensal e leite; b) serviço de hotelaria: acolhe crianças em tratamento cardíaco e aquelas que precisam de ajuda do centrinho para casos de lábio leporino e fenda palatina, vindas de todo o estado; c) suporte a estrutura familiar de acordo com as necessidades apresentadas. A Casa do Adalto conta para sua manutenção com a contribuição e apoio da sociedade regional. ■

Casa do Adalto

Rua Inambu, 3.290 - Costa e Silva – Joinville/SC (47) 3438-1629 (47) 9 9641-7419 casa.adalto www.casadoadalto.org.br


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Fundação Padre Luiz Facchini Em 24 anos a entidade já ajudou mais de 25 mil crianças carentes. Por Edna Castilhos Fotos: Banco de imagens

Q

uando o padre Luiz Facchini completou 25 anos de sacerdócio, criou a Fundação Pauli Madi e depois de algum tempo deu origem a Fundação Padre Luiz Facchini - Pró Solidariedade e Vida, um projeto que tinha o objetivo principal a implantação das cozinhas comunitárias, em lugares onde o religioso identificou alto índice de fome na cidade de Joinville (SC). Eles mantiveram cerca de 34 cozinhas comunitárias por muito tempo, chegando a atender até 4 mil crianças diariamente.

O padre Luiz Facchini sempre dizia uma frase e que sintetiza a preocupação que tinha em atender a população carente joinvilense: “se morrer de fome é a maior miséria humana, deixar alguém morrer de fome é a maior miséria espiritual”. Atualmente, a fundação passa por problemas financeiros com dívidas e acabaram tendo que demitir cerca de 41 funcionários, mantendo uma quantidade menor e outros voluntários da comunidade. Ainda possuem dois núcleos do programa, o Cidadão do Futuro que disponibiliza atividades

“Se morrer de fome é a maior miséria humana, deixar alguém morrer de fome é a maior miséria espiritual”, padre Luiz Facchini”. extracurriculares, desde esportes até cultura, e o programa da Cozinha Comunitária. Todos esses projetos da Fundação visam não apenas a filantropia assistencialista, mas principalmente o desenvolvimento das comunidades assistidas, para que possam alcançar a sustentabilidade e ceder seu benefício a outras mais vulneráveis. Para quem pode e deseja ajudar essa instituição a continuar com seus trabalhos há três formas: levar doações para a entidade na sede principal, no bairro Itinga; por meio da conta de luz, da Celesc. Você deve dirigir-se à fundação para preencher um formulário. A partir desse ato, todo mês será adicionado na conta de luz o valor da contribuição; ou por meio de depósito em conta bancária. ■

Fundação Padre Luiz Facchini

Sede principal: R. Solidariedade, nº 100 | Itinga (47) 3465-0165 Banco do Brasil Agência: 2981-5 Conta Corrente: 6771-7 CNPJ: 00.783.143/0001-17

133


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Projeto Imigrante Cidadão Oficinas de Português Instrumental O trabalho voluntário de uma professora e a parceria entre a Universidade Católica de Santa Catarina e a Associação Diocesana de Promoção Social auxiliam os estrangeiros que escolheram Joinville para recomeçar a vida. Por Taty Feuser Fotos: Universidade Católica de Santa Catarina

134

C

om a vocação dela para o ensino, a professora da Universidade Católica de Santa Catarina Glaci Gurgacz está dando uma nova perspectiva de vida para imigrantes que vivem em Joinville. Graduada em letras português/francês, especialista em leitura e produção de texto, mestre em ciências da linguagem e doutora em literatura, ela faz parte do Projeto Imigrante Cidadão – Oficinas de Português Instrumental, desenvolvido pela Universidade Católica em parceria com Associação


Diocesana de Promoção Social. O objetivo é possibilitar que os imigrantes aprendam a se comunicar no país que escolheram viver, ajudando-os a conseguir um emprego, estudar e se relacionar. “Sempre gostei de fazer trabalhos voltados aos mais necessitados. Gosto de dar significado para a minha vida e trabalhando para eles eu dou mais significado para a minha vida. É um trabalho que eu faço com prazer”, conta a professora. O projeto começou em 2016 e está agora na segunda edição. Na primeira turma houve 80 inscritos. Já neste ano são 50 alunos. As aulas são gratuitas. Começaram em maio e seguem até dezembro. Acontecem sempre aos sábados, das 13h30min às 17h, na Paróquia São Paulo Apóstolo, no Bairro Comasa. Segundo Glaci, os imigrantes sentem muita dificuldade na comunicação quando chegam ao Brasil. A língua portuguesa é muito difícil para eles. São desenvolvidas atividades de conversação e também aulas teóricas de português.

Os alunos aprendem sobre a cultura brasileira, direitos do trabalhador e outras temáticas essenciais para o dia a dia. A professora usa a metodologia de Paulo Freire em sala de aula, faz os alunos contarem sobre a realidade de onde vieram e como vivem aqui. Também utiliza música. “Eu tento compreender as expectativas deles com as aulas, na maioria das vezes é para o trabalho e assim a gente busca adaptar os conteúdos”, explica ela. A Católica doa aos imigrantes todos os materiais usados em sala de aula e oferece lanche. Acadêmicos da universidade auxiliam no desenvolvimento do conteúdo. A turma é bastante heterogênea. Tem um italiano, um mexicano, uma argentina e haitianos. Há mulheres que vêm com os bebês para a sala de aula. Têm alunos que chegaram no curso três dias depois de desembarcar no Brasil, outros estão há três meses ou três anos já em Joinville. A professora conta que para ela também é um aprendizado fazer esse trabalho voluntário. “Eu aprendo sobre a cultura deles. Eu os trato como eu gostaria de ser tratada se fosse eu vivendo em outro país. Faço, o que eu gostaria que fizessem por mim. A partir disso eu passo a agir de uma forma mais humana. Para mim, a língua portuguesa precisa ser uma língua de acolhimento. Eles precisam sentir confiança em mim como professora, precisam acreditar na gente, se sentir acolhidos e

amados. Eu nunca olhei para os meus alunos como número, cada um é diferente, tem o seu potencial, é único”, completa Glaci. A professora recorre à Constituição Federal para mostrar que o projeto não é apenas um ato de solidariedade, mas de dever. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país o direito à vida à liberdade, à igualdade, à segurança e são direitos sociais a educação, saúde alimentação, trabalho, moradia, transporte, lazer, previdência social, proteção à maternidade e a à infância, assistência aos desamparados. “Então, nós não estamos fazendo um favor para eles, em hipótese alguma. É um direito que eles têm, o mesmo que nós brasileiros temos”, completa ela. Glaci tem 65 anos. Atua em sala de aula desde os 18. Leciona na Universidade Católica para os cursos à distância e pós-graduação. Na bagagem, uma vasta experiência com educação. Desde a alfabetização até trabalho administrativo em escolas e secretaria. Já participou de outros projetos como professora voluntária de língua portuguesa, por exemplo, com crianças da Escola Bolshoi. “Muitas dançavam muito bem, mas tinham sérias dificuldades com português e matemática. Então, outra professora e eu desenvolvemos esse projeto com os estudantes de lá”, conta Glaci. ■

135


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Terapia ocupacional para idosos Relaxamento e bem-estar. Especialista relata como as atividades agem e proporcionam maior qualidade de vida para a terceira idade. Por Fabiana Domeciano Fotos Arquivo Pessoal

S

ou terapeuta e dentre as diversas vertentes encontrei na Terapia Ocupacional minha carreira. Como área da saúde, essa profissão trabalha com um olhar biopsicossocial, que possibilita avaliar todos os setores da vida de um indivíduo, trabalhando desta maneira o Ser como um todo e como forma de intervenção é possível trabalhar com qualidade de vida, prevenção em saúde e espiritualidade. Atuando há oito anos na geriatria e mais de quinze anos com terapias integrativas, foi possível criar as oficinas terapêuticas voltadas para o autoconhecimento chamada de Artes Meditativas. Esse projeto se divide em oficinas terapêuticas de uma hora com temas variados que proporcionam aos participantes uma maior percepção de si, assim trazendo a consciência para a plena atenção. Em uma hora é possível

136

proporcionar momentos de terapia com o uso de diversos recursos como as mandalas pintadas a lápis, mandalas de fios, mandalas de CD, filtro dos sonhos, atividades cognitivas e de criatividade. O projeto conta também com práticas voltadas para a consciência corporal, com os exercícios de respiração e técnicas de relaxamento conduzido todos voltados para o controle da ansiedade e do estresse. É comum ouvir relatos de estados profundos de paz e bem-estar durante e após as atividades. Com a prática constante é possível chegar a estados tão profundos de relaxamento que há participantes que adormecem profundamente e outros que permanecem atentos, mas em estados de tranquilidade. Realizar esse projeto é perceber que cada dia é possível alterar a cultura de doença pela visão da prevenção em saúde e assim contribuir com a

reorganização interna do indivíduo quanto na efetiva melhora no desempenho de suas atividades cotidianas e assim possibilitando que o universo interno de cada indivíduo possa ser criado a partir de uma realidade de mais amor próprio e auto respeito, pois esse é um dos caminhos que leva o individuo a paz interior. ■

Fabiana Domeciano

Terapeuta Ocupacional Crefito 10-14574 T.O. Parapsicóloga Clínica Mestra em Reiki Usui Practitioner em Barras de Acces (47) 9 9997-0383 fabiana.domeciano


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

FRADA

Pelos direitos dos animais Por Cláudia de Moura de Mattos Foto: Banco de Imagem

A

Frente de Ação pelos Direitos Animais, ou Frada, como é mais conhecida em Joinville, surgiu há nove anos e segue lutando pela conscientização contra o abandono de animais! Luciano Gonçalves, um dos voluntários, conta que o projeto surgiu quando um grupo de pessoas se uniu para lutar contra a criação de

um Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) tradicional. Ao invés disso, defendiam um CCZ ético e uma política de bem-estar animal. Com isso, a Frada trouxe a proposta da conscientização e castração. Após muita pesquisa, descobriram o real problema. “Descobrimos que o abandono é o fim de um problema, ou seja, os animais que estão nas ruas já tiveram lar um dia, então constatamos que era preciso trabalhar na raiz do problema, era preciso evitar o abandono”, explica Gonçalves. A Frada não tem uma sede própria, mas Luciano destaca que existem muito abrigos pequenos, em casas de voluntários. “A dona Juracy tem 30 cães e a Luana tem 39 cães idosos e doentes”, conta ele. Para arrecadar dinheiro para ajudar esses casos, ou então custear tratamentos em clínicas veterinárias, a

organização realiza campanhas pelas redes sociais. Atualmente, a Frada conta com o apoio de cinco voluntários atuantes, mas em feiras e eventos de arrecadação ou doação, sempre contam com mais pessoas para o dia. Luciano destaca que a ferramenta principal da Frada é a educação, acreditando, principalmente, nas crianças. “Repudiamos qualquer crueldade ou exploração cometida contra animais. Pautamos nossas ações na ética, na valorização da vida, na liberdade e no respeito”, completa o voluntário. ■

Frada

www.frada.com.br Frada Joinville

137


10

DESTAQUES DO BEM EM JOINVILLE

Foto: Vand Rodriguez

Edinar Abuhab Incentivo e valorização ao poder transformador dos livros e da leitura. Por Thiago Boeing

N

o início deste ano, Edinar Abuhab foi surpreendida por um convite feito pela criadora e organizadora da Feira do Livro de Joinville, Sueli Brandão, para assumir o papel de patronesse da 15a edição do evento. Ali, começou a ser colocado em prática um dos grandes projetos de Edinar, que tem como base oportunizar novos horizontes e ampliar as perspectivas de vida das crianças por meio da leitura. Jaraguaense de nascimento e joinvilense de coração, Edinar sempre esteve muito perto do universo dos livros. O contato com a literatura começou ainda na infância, quando a menina sonhadora embarcava nas histórias de Monteiro Lobato para viajar no mundo do faz de conta. Com o tempo, a relação de proximidade com os livros foi intensificada, principalmente

138


“Se nós queremos um futuro melhor, mais justo e responsável, é pelas crianças que nós temos que começar. Eu não tenho dúvida que os livros têm esse poder transformador”. durante a graduação em Letras e os estudos em Filosofia, Arte e Moda. Em casa, possui biblioteca com uma variada coletânea de títulos, que vão desde os clássicos da literatura, até os escritores contemporâneos. Com perfil eclético e arrojado, é admiradora de grandes nomes, como Tolstói e Gandhi, mas também abre espaço para novos entrantes. “Atualmente, estou lendo Lava Jato, de Vladimir Netto. Acredito que toda leitura é válida! Sempre digo ao meu filho Isaac que a cada livro lido, um Foto: Vand Rodriguez

Edinar e Vladimir Netto Autor do Livro Lava Jato.

Foto: Divulgação

Edinar em visita as escolas.

novo horizonte surge aos nossos olhos”, conta ela. Edinar é casada com o empresário Miguel Abuhab, que também é um grande entusiasta da educação, por meio da aplicação do projeto da Teoria das Restrições. “Conquistamos nosso objetivo quando identificamos cada um dos obstáculos que nos impede de alcançá-lo e vencemos as etapas de maneira determinada. Nestes pontos, tenho convicção que iniciativas como a da Edinar colaboram muito com a sociedade”, observa Miguel. Para honrar o título de patronesse da Feira do Livro de 2018, Edinar desenvolveu um projeto social que possibilitou a alunos da Rede Pública de Educação de Joinville visitação ao evento para prestigiar a programação cultural, conhecer autores e receber livros autografados de presente. “Se nós queremos um futuro melhor, mais justo e responsável, é pelas crianças que nós temos que começar. Eu não tenho dúvida que os livros têm esse poder transformador”, pontua Edinar. O projeto desenvolvido na Feira do Livro teve inspiração em uma missão ao Oriente Médio, que foi organizada pelo Fundo Comunitário, representante do Keren Hayesod.

Considerada por Edinar um marco em sua vida, a viagem possibilitou grande proximidade com a realidade da população que vive na Faixa de Gaza. O efeito devastador que a dura realidade e o peso da história têm na vida de milhares de pessoa, especialmente das crianças, foi o grande motivador do projeto idealizado em Joinville. Para Sueli Brandão, a fórmula do sucesso da 15 a edição da Feira do Livro de Joinville teve, entre seus componentes, a participação ativa da patronesse. “Ela é uma mulher de atitude, muito generosa e comprometida. Essas qualidades fizeram com que Edinar desempenhasse o papel de incentivadora da leitura e de patronesse da nossa Feira do Livro com excelência”, resume Sueli. Com o objetivo de dar seguimento ao trabalho iniciado na Feira do Livro, Abuhab continua se dedicando e apoiando iniciativas ligadas à educação, aos livros e à literatura. “Como defensora desta causa, meu papel é fazer tudo o que estiver ao meu alcance para fortalecer e difundir a cultura e o hábito da leitura como ferramentas de transformação da sociedade”, conclui Edinar. ■

139


DUO PET

PRECIOSOS Procuramos uma família de pets adotados e posamos eles com joias e acessórios de luxo. Lembrando que independentemente da sua origem, todos são preciosos. Fotos e produção: Débora Mattos @deboramattosfotografia Acessórios: Carmem Steffens

142


Stone e Jimi, 9 meses.

Foram abandonados com mais três irmãos pela mãe na churrasqueira de uma casa com apenas dois dias. Foram cuidados pela Daniela (tutora deles) e os irmãos adotados.

143


DUO PET

Nina, 5 anos. Foi achada por sua dona Juliana com menos de dois meses, nos trilhos do trem, no bairro Bucarein. Estava muito suja e com uma fitinha vermelha no pescoço.

Amarelo, 9 anos. Foi abandonado na casa dos antigos tutores, no bairro Itaum. Eles se mudaram para um apartamento e não quiseram levá-lo. Ficou uma semana na casa esperando até ser adotado.

144


Soneca, 5 anos. Apareceu muito magro e cheio de carrapatos numa empresa no Boa Vista. Aparecia todo dia pra ganhar comida e ser cuidado pela Juliana. Esse cuidado todo foi por um ano. Até que um dia ele chegou com uma corrente arrebentada no pescoço. Ela o levou pra casa na mesma hora.

Coragem, 9 anos. A mãe dele foi resgatada grávida da rua. Ele foi adotado pela Daniela.

145


DUO PET

ParmesĂŁo, 2 anos. Vivia magro e machucado no estacionamento da faculdade de veterinĂĄria, em Curitiba. Foi resgatado por uma estudante e adotado pela Debora.

Gato, 2 anos. Resgatado ainda bebezinho da rua. Ficou esperando por um lar definitivo por sete meses atĂŠ ser adotado pela Debora.

146


DUO VIAGEM

10 DESTINOS pelo mundo do conhecimento Arrume as malas: a Revista Duo procurou Rosane Duarte, consultora de viagens para indicar 10 destinos inesquecíveis.

Por Taty Feuser e Rosane Duarte Maia Fotos: Banco de Imagem

F

oi numa escola pública de Araquari, que a menina sonhava em conhecer o Louvre, sem saber exatamente onde ficava. Viajava nos livros, um deles “O diário de Dani”, o enredo se passava na cidade de Paris, na França. Alguns anos se passaram e na graduação o professor de história da arte desafiou a turma para um tour cultural pela Europa, passando é claro, pela cidade luz, Paris. Ela viajou com algumas amigas e descobriu que viajar é ir além do horizonte. Percebeu que a viagem de 28 dias, valera mais que os longos quatro anos da faculdade de arte. Uma experiência única em museus, igrejas

góticas, castelos e paisagens exuberantes e uma imersão nas obras do impressionista Claude Monet em seu famoso jardim em Giverny. Impressões que ficarão para sempre na memória dela. Essa é Rosane Duarte Maia, formada em artes visuais com especialização em história da arte brasileira e apaixonada pelo turismo, graças ao professor que a desafiou lá atrás e a faz descobrir um mundo de possibilidades. Ela seguiu os passos dele também na sala de aula. A professora de artes levava para seus alunos suas experiências estéticas e principalmente

o gosto em viajar, buscava novas oportunidades e conhecimento. “São esses momentos inesquecíveis, lembranças e emoções que nos fazem acreditar nas palavras de Mário Quintana: viajar é trocar a roupa da alma”, afirma Rosane.

151


DUO VIAGEM “A gente trabalha com viagens personalizadas, com destinos culturais que oferecem lazer e valioso aprendizado”, conta orgulhosa a agente. A Du Art criou o conceito de VIAGENS DE CONHECIMENTO que se estrutura num processo dinâmico

e sistêmico de apropriação e transformação das informações recebidas e coletadas durante as viagens. “Acreditamos que as viagens nos permitem: busca do saber, legados culturais, manifestações de arte, rico aprendizado político-social e cultural, desenvolvimento pessoal

e profissional, ter um novo olhar de mundo, experiências únicas, integração, renovação e transformação”, completa Rosane. Para instigar você a experimentar também esse mundo de possibilidades, a Du Art separou 10 destinos imperdíveis e inesquecíveis!

AMÉRICAS Nas Américas iniciamos o tour pelo Brasil. E, o que nos vem em mente é o Nordeste com praias paradisíacas e uma cultura ímpar! Enfim, de Norte a Sul temos sugestões de destinos para todos os gostos e bolsos. A diversidade e pluralidade cultural é de uma riqueza imensurável. Então, vamos lá! Por que não nos aventurarmos numa viagem de profundo conhecimento pela Serra da Capivara? Onde se deu origem a História do Homem Americano. O Parque Nacional da

Serra da Capivara, no Piauí, abriga uma das maiores concentrações de sítios arqueológicos pré-históricos das Américas e uma das maiores quantidades de pinturas primitivas sobre rocha do mundo. Patrimônio cultural da Unesco, belíssimas formações rochosas e mais de 70 sítios catalogados compõem esse espetacular museu a céu aberto, que é um convite para reviver a história da humanidade na companhia de guias especializados, passando por Petrolina e São Raimundo Nonato.

MINAS GERAIS Iniciando pela capital Belo Horizonte, as cidades históricas e a bucólica Brumadinho onde fica o famoso Inhotim, o maior museu a céu aberto da América Latina. Lá são diversas as formas de entendermos a arte contemporânea. Das mais estimulantes está a busca por aquilo que, sendo a seu tempo novo ou original, partiu de um diálogo com o passado, com

PERU Ir a Machu Picchu, a terra sagrada dos Incas, é uma viagem desejada por muitas pessoas. Nos últimos anos, surgiram novas opções de hospedagem ao longo das trilhas que unem alto nível de conforto e experiências culturais incríveis. É

152

possível optar por fazer as trilhas de acordo seu ritmo: uma caminhada mais longa e puxada ou mais leve e tranquila, ficar no hotel relaxando ou mesmo trocar a trilha por passeios culturais com visitas a museus ou casas típicas do interior.

que podemos compreender como tradição. A visita a Inhotim na companhia de professor especialista, se fundamenta nessa busca que atravessa todos os campos das artes, dos liames que ligam a arte do passado ao presente, da fragilidade do aparentemente momentâneo e do poder deslumbrante daquilo que se torna eterno.


BUENOS AIRES Conheça a história de Buenos Aires desde a chegada dos espanhóis até se converter na moderna cidade que é hoje em dia. Apaixonado, intenso e com grande sentimento. Declarado patrimônio cultural imaterial pela Unesco, o tango é o símbolo mais representativo de Buenos Aires. Durante a primavera a cidade fica mais linda ainda, com parques cheios de pessoas tomando sol no gramado, sorveterias lotadas e o El Rosedal espetacularmente florido. O Museu Nacional de Belas Artes é um dos mais importantes museus da América Latina, conta com um acervo impressionante, onde obras de artistas como Picasso, Monet, Goya, Van Gogh, entre outros podem ser vistos sem precisar ir para a Europa. Estar em Buenos Aires é respirar história.

MARROCOS Nem a proximidade com a Europa, as décadas de convívio com ocidentais e a hospitalidade com turistas foram capazes de apagar deste país algo que lhe é particular. Da capital Rabat à emblemática Casablanca, em cada medina, um retorno no tempo como se estivéssemos há séculos da contemporaneidade ocidental. A essência marroquina transparece em cada banquinha nos souks, nos tradicionais mercados locais, em cada chá de menta ou no famoso

tajine, típico preparo de carne local. Curiosamente, algumas coisas no Marrocos podem causar certo estranhamento: a efervescência, a gana por barganhar e o espírito beduíno constituído em cada um. Mas, por outro lado, tudo exerce um aconchego. A vibração intensa de Marrakesh e de sua quase mítica praça Djemaa El-Fna se contrapõe à paz penetrante dos Atlas, à imensa cadeia de montanhas que é a porta de entrada para a imensidão do Deserto do Saara.

A efervescência das cidades de Fez, Rabat, Marrakesh e Casablanca, suas medinas e souks Kasbah de Ait Benhaddou, cenário de alguns clássicos do cinema Chefchaouen, à cidade onde casas, vielas e ruas são totalmente pintadas de azul mesquita, Hassan II em Casablanca, uma das maiores e mais belas do mundo. Hospedar-se nos charmosos riads, típicas hospedarias marroquinas. Recomenda-se viajar entre abril e maio e setembro/ outubro.


DUO VIAGEM JORDÂNIA Um valor histórico incalculável, uma cultura refinada, faz da Jordânia um dos destinos mais incríveis do Oriente Médio. Exércitos muçulmanos em batalhas a cavalo, destemidos legionários romanos,

caravanas a bordo de camelos. Tudo isso passou pela região, e embora conflitos costumem deixar rastros de destruição, é imenso o legado das múltiplas culturas que ocuparam esse canto do Oriente Médio. E

se traduz em anfiteatros romanos, castelos dos tempos das Cruzadas repletos de delicados mosaicos cristãos e em uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, desde 2007. Com mais de 2 mil anos, Petra é o mais famoso dos quatro patrimônios da humanidade que a Unesco reconhece na Jordânia, entalhado na pedra ao fundo de um estreito corredor de pedras. Muito mais do que simplesmente o cenário de Lawrence das Arábias, o Deserto de Wadi Rum sintetiza uma energia única que o visitante pode descobrir a bordo de um balão. O Mar Vermelho abriga naufrágios e uma vida submarina descomunal. Por fim, renda-se aos monumentos e às surpresas da capital Amã e de sua culinária particular. E a melhor época para se conhecer a Jordânia é de março a maio e setembro e outubro quando o clima favorece a visita.

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

mas de planejar-se como destino turístico, com atrativo moderno e em searas tão variadas quanto parques de diversão e museus. Mas igualmente aprenderam a olhar para suas próprias tradições e belezas, para a delicadeza de suas mesquitas, a suntuosidade de seus palácios e a verdade em sua arte e perceberam ali o potencial de encantar o mundo. Em Dubai há sabedoria que remonta além dos arranha-céus,

das ilhas planejadas e dos shoppings que parecem cidades. Nas areias dançantes de suas dunas, no verde-claro do mar, na sinceridade dura do deserto. Se por um lado já descobriram que o petróleo é finito, por outro já começaram a se inventar como destino. Melhor período para se visitar esse paraíso moderno, contemporâneo e multicultural é entre novembro a março.

Quando falamos em Emirados Árabes, logo estamos falando de Dubai, a fantástica cidade edificada no deserto com o crescente desenvolvimento econômico proveniente pelas imensas reservas de petróleo despertada nos sheiks árabes a vontade de construir. Porém, não se trata apenas de edificar,

154


ÍNDIA A Índia é um país rico em significados, surpreendente e eclético, que possibilita diferentes experiências de viagem, todas capazes de transformar o viajante de alguma forma. Cada roteiro busca valorizar diferentes regiões e suas principais referências culturais, proporcionando ao viajante experiência única e a oportunidade

de conhecer o diferente. Com importantes monumentos em Delhi, Jaipur, Agra, Khajuraho, Orchha e Varanasi, o viajante terá a oportunidade de conhecer lugares sagrados da Índia, compreender sua riquíssima cultura e se hospedar em luxuosos hotéis quatro ou cinco estrelas com uma visão impressionante do Taj Mahal.

EGITO CRUZEIROS PELO MUNDO Paisagens de tirar o fôlego, ambiente relaxante, mobília elegante. A sua cabine não é apenas um lugar para descansar sua cabeça. É um oásis de tranquilidade onde você só precisa desfazer as malas uma só vez. Sem falar num quarto com diferentes paisagens a cada dia. Sim! Estamos falando de viajar em um hotel cinco estrelas flutuante com muito conforto, boa gastronomia, luxuosos ambientes, conhecendo lugares peculiares e exóticos a bordo dos melhores navios de cruzeiros do mundo com experiências inesquecíveis e pura descontração. Imagine passar as suas férias no Alasca, América do Sul, Ásia, Austrália, Bahamas, Canadá, Caribe, Mediterrâneo, Nova Zelândia e Norte da Europa. São inúmeras possibilidades, o mundo está chamando!

Falar do Egito é reportar-se aos tesouros do passado. Antiga civilização que deixou seu legado cultural as margens do Nilo. Os antigos faraós encontraram no Nilo o grande financiador de suas ambições, e ainda hoje a maior parte da população do Egito vive às suas margens. Suas curvas revelam os grandes tesouros do passado. Os templos Karnak, Luxor, Abu Simbel e outros de igual fascínio surgem em uma sequência encantadora. Refazer os passos do Egito antigo é

testemunhar as marcas deixadas por uma das mais fascinantes culturas da humanidade. Sugere-se fazer o roteiro passando por Cairo, Aswan, cruzeiro pelo Rio Nilo e Luxo. ■

GOSTOU DAS DICAS?

Onde Encontrar: 47 3435.6718 | 9 9994.0848 Rodovia BR 101, Km 37, n° 16656 Glória - Joinville/SC www.duartviagens.com.br /DuArtViagensdeConhecimento @DuArt_viagens

155


Qual é o seu Você merece conforto. Seja na praia, campo ou na cidade, você merece tudo o que a CHA tem a oferecer Gentilieza com o seu pet. Café da manhã, estacionamento e wifi cortesia da CHA. Saiba mais e garanta ofertas exclusivas: www.chahoteis.com.br.

Joinville- SC Hotel Trocadero

Uberaba - MG Uberaba Apart Hotel

Barra do Sul - SC Hotel Bandeirantes

Belo Horizonte - MG Pampulha Design Hotel

Itapoá- SC Itapoá Marina Hotel

SC: São Francisco do Sul - Bombinhas - Barra do Sul - Joinville - Itapoá I MG : Belo Horizonte - Uberaba I RS : Caxias do Sul


destino?

Bombinhas - SC Pousada Dom Capudi

Caxias do Sul - RS Bela Vista Parque Hotel

Joinville - SC Holz Hotel

SĂŁo Francisco do Sul - SC Hotel Porto de Paz

relacionamento@chahoteis.com.br I chahoteis.com.br I facebook.com/chahoteis I instagram.com/hoteischa


159


Flávia Regina Gonçalves Corrêa

10 dicas

para pais de primeira viagem P

ara aqueles que estão à espera do primeiro filho, preparamos algumas dicas importantes para tornar esse momento ainda mais especial! Confira: 1. Controle a ansiedade: a expectativa para a chegada de um bebê é imensa, pois junto com o seu nascimento também nascem os pais. Assumir esse papel implica criar e educar alguém para o mundo e, essa responsabilidade, na maioria das vezes, gera preocupação e ansiedade. Para não deixar que as neuras e a “pré-ocupação” sobre o que virá a seguir deixem você de cabelo em pé, tente focar no momento atual. Se o bebê chega daqui a um mês, não adianta se preocupar agora sobre como será quando ele for para a escola. Foque suas emoções no aqui e agora, vivendo cada etapa do processo,

160

pois isso lhe tornará um pai mais seguro e preparado no futuro. 2. Apoie a parceira: entenda que a pessoa que está ao seu lado estará tão ansiosa quanto você. A sensibilidade aumenta no momento da espera e apoiar a parceira é essencial para tornar esse processo mais leve. Procure entender e respeitar as necessidades e decisões de quem está ao seu lado, pois muitas pessoas irão querer contribuir, mas é com sua parceira que você precisa decidir o que é melhor ou não para vocês. Se sentir reconhecida e valorizada é muito importante, pois durante e após a gestação, a mulher acaba perdendo um pouco sua identidade em função do bebê. Apoiá-la é parte importante desse resgate, de modo a deixá-la mais segura em relação a quem ela é e ao papel que está assumindo. 3. Participe: esteja presente nas consultas médicas, na escolha da decoração do quarto, na escolha do

Fotos: Banco de Imagem

CADERNO DO HOMEM

COMPORTAMENTO


nome e em todas as demais etapas. Estar presente fará com que você entre no papel de pai aos poucos e assuma esta identidade. Além disso, fortalecerá a relação do casal e evitará que você perca algo importante. Entenda que este momento é uma construção e dar suporte um ao outro contribui para a sustentação da família nesta nova jornada. 4. Ajude nas tarefas: a participação continua após o nascimento do bebê. Divida as tarefas com a parceira e aprendam juntos. Dê banho, faça dormir, troque fraldas, organize a casa, cozinhe, levante nas madrugas. Faça o que for preciso para que mãe e filho se sintam acolhidos. Neste momento, o papel do pai é dividir as responsabilidades e mostrar que sua parceira pode contar com você para o que der e vier. 5. Leia: muitos livros e sites podem ajudar a acalmar o coração e se preparar para a paternidade. Isso lhe dará mais segurança quando a hora chegar. Procure fontes confiáveis de informação e, caso tenha dúvidas sobre algo que leu, busque saber a procedência ou pergunte ao obstetra ou pediatra. E entenda que mesmo lendo todos os livros do mundo, a vida não deixará de ser uma eterna caixinha de surpresas a partir da chegada do seu bebê. 6. Converse com outros pais: trocar ideias com amigos ou colegas que estão no mesmo momento ou já mais adiante, pode ajudar a tirar dúvidas e diminuir a ansiedade.

Desta forma, você conseguirá perceber o que faz sentido para você e poderá ter uma visão mais clara do que é ser pai. Você se sentirá aliviado ao perceber que a prática pode ser muito mais fácil do que você imagina. 7. Planejamento: procure-se organizar para os passos que estão por vir, assim você se sentirá mais preparado e tranquilo. Caso o bebê esteja prestes a chegar, deixem tudo o que for o necessário já organizado com antecedência para este momento. Após o nascimento, organizar uma rotina também pode ajudar a passar pelos primeiros apertos. Montar um planejamento relacionado às tarefas de casa e cuidados com o bebê pode evitar aquele sentimento de que tudo está fora de ordem. Além disso, para o bebê também é importante entrar em uma rotina de horários, pois assim também aprenderá a agir dentro do previsto. 8. Equilíbrio: é natural sentir-se culpado por não estar tão presente quanto gostaria. Da mesma forma, também existe culpa quando se sente que não está trabalhando o quanto deveria. Busque o equilíbrio entre vida profissional e pessoal para que possa sentir-se bem em ambos os cenários. Delegue atividades no trabalho ou organize sua agenda de modo a suprí-las. Em casa, aproveite o tempo que tiver disponível para ajudar, participar e demonstrar o afeto para sua parceira e seu bebê. 9. Insegurança é normal:

mesmo seguindo todas as dicas, é normal se sentir inseguro. Ser pai é o maior papel que você poderá assumir na vida e é impossível não sentir um friozinho na barriga diante de cada nova situação. O importante é que você aprenda a lidar com essa insegurança, entendendo a naturalidade desse sentimento, de modo a não deixar que ela acabe falando mais alto dentro de você. Respire fundo e faça o melhor que puder, este é um desafio novo para todos os envolvidos e vocês aprenderão a conduzi-lo. 10. Curta!! Aproveite e se delicie com cada etapa, cada momento especial que esta nova jornada lhe trouxer. Você está prestes a viver algo único, a melhor experiência de sua vida. Lembre que ser pai é para sempre e você precisa tornar essa experiência leve, fazendo o seu melhor e deixando transbordar todo o amor que nascerá em você.

A Duo respeita e valoriza as diversas constituições familiares, bem como as variadas formas de se “tornar um pai”, seja por uma gestação natural, inseminação ou adoção. Entendemos que estas dicas podem ser utilizadas por todos que estão passando por este momento, de acordo com cada situação e contexto. Desejamos que este caminho seja belo e saudável para todos os nossos leitores e que tenham um feliz Dia dos Pais! ■

161


Clecio Giacomelli - Expressiva Homem

Como se veste o homem moderno?

A

moda é símbolo de expressão social e cultural. Assume seu papel na sociedade contemporânea como forma de igualar ou diferenciar, individualizar ou agregar, unindo e formando grupos. Se antes o que importava era apenas pertencer, ou tentar pertencer a certa classe social, hoje, são as expressões de subjetividade que aproximam e diferenciam. Cada vez mais, os homens estão escolhendo peças que reflitam a sua personalidade. A moda masculina na última década tem ditado o estilo de vida do homem, através das transformações no seu dia a dia, no trabalho, na cultura, na família e nos seus hobbies. Com o aumento de compromissos e a vida agitada, a preocupação se volta também para criar uma imagem positiva, já que você sai de casa de manhã e não sabe que horas volta.

162

Fotos: Banco de Imagem

CADERNO DO HOMEM

ESTILO


Precisa estar preparado para um evento profissional ou social depois do trabalho e sua imagem conta muito, já que as melhores oportunidades aparecem quando menos se espera. No início da década, a moda masculina era mais voltada pra o extremo conforto, as calças eram com pregas, mais largas, os modelos das camisas retos, os trajes também tinham ombreiras largas, o que não valorizavam o homem, tinha um ou outro lançamento, através de novelas ou filmes, de uma ou outra tendência que algum ator famoso lançava. Com a tecnologia, o homem está buscando cada vez mais informações de moda na internet, em sites especializados e se preocupando um pouco mais. Porém, é necessário saber distinguir o que é moda, o que fica bom para cada biotipo e respeitar o estilo de cada um. Aqueles que não tem tempo ou paciência para compor os looks, o ideal é procurar um profissional que o ajude a compor e separar as peças chaves para o guarda roupas. Aquelas que em qualquer evento, mesmo de forma simples, valorizem o estilo do homem. Às vezes pode-se mudar o padrão habitual para ousar e impressionar. Ainda se vê muito pelas lojas as mulheres acompanhando os homens ou comprando para eles. Elas gostam de vestir os seus parceiros ou ajudar na melhor escolha. Mas, isso vem diminuindo a cada dia, porque o homem moderno quer sua independência, porém deixar para elas comporem o melhor look, ainda é algo muito habitual.

A moda sempre teve sua relevância no meio social. Entretanto, se antes estar na moda se atinha apenas a uma condição de status, hoje, tornou-se um meio concreto e aferível de expressar a identidade individual e social. A moda em si, está na rua, nas pessoas, no estilo de vida. É importante ter a preocupação com a sua verdade, o seu estilo, uma roupa de qualidade para estar sempre bem apresentável. A moda masculina oscila pouco. E o homem procura na roupa: segurança, conforto e principalmente precisa se sentir confiante com o que veste. Com a longevidade, a medicina avançando, os homens estão vivendo mais. Por isso, muitos querem vestir peças que deem um ar de jovialidade e modernidade. O homem consome, compra quando gosta, quer um atendimento personalizado, ou seja, que se comuniquem com ele. Quer mostrar seus gostos, do seu jeito, adaptando a roupa com ajustes, detalhes que passem um ar de exclusividade. Ele está antenado e bem informado. Por isso as coleções de roupas masculina devem trazer informações de moda em suas peças. Segundo Fabio Vasconcellos da Calvin Klein, a alfaiataria que era algo clássico, passou a ser usada com mais liberdade, um terno mais descolado apenas com camisa, um blazer combinado com jeans especial e até mesmo com a calça e camisa bem ajustado (slim). No momento em que as corporações deixaram de exigir o uso de terno e gravata, os looks masculinos se tornaram mais criativos e modernos. ■

163


MÊS DOS PAIS

Uma família, 16 FILHOS.

CADERNO DO HOMEM

EXTRA

A Duo apresenta uma história de doação em homenagem ao mês dos pais. Uma família que fez parte do programa de famílias acolhedoras compartilha a experiência de receber em casa crianças que precisam de apoio e que por algum motivo não podem ficar junto dos próprios familiares.

Por Taty Feuser Foto: Arquivo Pessoal

C

onsegue imaginar que um casal, nos dias atuais possa ter tido 16 filhos? No modelo tradicional é difícil, mas uma forma disso acontecer é quando se torna uma família acolhedora. Porém, antes de entrar nessa história, você precisa conhecer um pouco sobre a vida de Jorge e Maristela, os protagonistas. Jorge Oliveira, 64 anos, natural de Santa Maria (RS) – mudou-se para Joinville (SC) em 1986 para trabalhar numa grande empresa local. Veio com a esposa e os dois filhos: Cecília e Augusto. O casamento não deu certo, se divorciou. Mais tarde os filhos passaram a morar com ele.

Atualmente é professor e tem uma empresa de consultoria desde de 1997. Maristela Hermes, 56 anos, natural de Cachoeira do Sul (RS) – mudou-se para Joinville em 1992 com a filha Roberta. A mudança aconteceu depois que ela e Jorge se conheceram em Santa Maria e decidiram ficar juntos. Maristela é pedagoga, em 1993 passou no concurso e começou a trabalhar na Secretaria de Assistência Social. Se aposentou recentemente. Na história deles: três filhos biológicos, 12 filhos acolhidos e uma filha adotiva.

165


EXTRA

MÊS DOS PAIS

COMO SE TORNARAM FAMÍLIA ACOLHEDORA Tudo começou com o Programa Família Anjo da Guarda (atualmente chamado de Família Acolhedora). Havia uma criança de cinco anos que precisava de um local para ficar, enquanto se construía uma casa para ela e para a família. Ela estava muito assustada e não queria ficar no abrigo. Procuravam uma família que pudesse acolher a menina entre quatro e seis meses. A equipe da Assistência Social conversou com Maristela. “Trouxe a questão para

166

discutirmos em família. Nós conversamos muito com os nossos filhos sobre o assunto, porque uma criança muda toda a rotina familiar e vem com necessidades, seja de atenção, carinho, amor, de roupa, médico, dentista e todos tinham que abrir mão de algo para ajudar e contribuir para a integração dela no lar” explica Maristela. Todos concordaram em acolher a menina. “Ela então ficou com a gente. Mas, sempre mantendo o

contato com a família de origem”, conta a pedagoga aposentada. Segundo Maristela, o programa de família acolhedora tem esse objetivo de não quebrar o vínculo, porque esse não é um projeto de adoção, é um programa de acolhimento. Assim, quando a situação de moradia da menina foi normalizada, a pequena voltou para junto da mãe e do irmão. Tudo no programa segue os princípios legais. Tem acompanhamento


Augusto, Geovana, Jorge, Maristela, Cecília, Roberta e Fernanda (nora).

do programa de assistência familiar e do Fórum. A equipe da Vara da Infância faz toda a documentação e o juiz libera o acolhimento, assinando um termo de guarda. A família se inscreve com esse propósito de guarda provisória. A criança continua tendo o convívio familiar e ela sabe que assim que os pais estiverem em condições, poderão tê-la de volta. Todos os 12 acolhidos que passaram pela família de Jorge e Maristela são lembrados com muito carinho. Recentemente, foram procurados por uma menina que passou pela casa deles. Ela ficou um tempo com Jorge e Maristela quando era pequena, porque a mãe estava doente e internada, a irmã era menor e ela não queria ficar no abrigo. “Ela chorava muito no abrigo”, lembra Maristela. “Ela ficou aproximadamente um ano com a nossa família e nós sempre a levávamos para ver a mãe. Quando a mãe se reestabeleceu elas voltaram a ficar juntas”, conta Jorge. O casal recorda com carinho um fato com a menina. “A pequena dizia para nós

que o sonho dela era ter uma árvore de Natal enfeitada com bolinhas. Então, nós preparamos um pinheirinho, compramos enfeites, fomos visitar e presenteá-la um tempo depois que saiu da nossa casa. Foi emocionante”, afirma Maristela. Depois de tanto tempo de convivência parece difícil ter que se separar. Por isso, é preciso ficar claro para a criança e para a família que o tempo deles juntos é provisório. Mas, o carinho por eles é de mãe e pai. “Ser pai é uma missão. A gente

acolheu inúmeras pessoas na nossa casa, sabendo que eles não ficariam nossos filhos para sempre. Moraram conosco parentes vindos do Rio Grande do Sul que vieram estudar aqui em Joinville e outras pessoas que trabalharam na residência. A gente orientava, acompanhava e para mim eu estava sendo pai mais uma vez nesses momentos”, afirma Jorge, orgulhoso. Depois de anos dedicados ao programa como família acolhedora, Jorge e Maristela decidiram dar um tempo. Mas, o destino tinha uma nova missão para eles. Os profissionais do Fórum os procuraram porque precisavam de apoio familiar para uma menina que vinha de outro município. Depois de sofrer graves queimaduras, ela ia ser internada para tratamento no Hospital São José. Foram cativados pela história da pequena e aceitaram ser o suporte que ela precisava. Mal sabiam eles que a pequena Geovana viria para ficar e conquistaria o coração de toda a família.

167


EXTRA

MÊS DOS PAIS

ADOÇÃO DE GEOVANA Geovana sofreu graves queimaduras quando poucos meses de vida. Ela estava sozinha no quarto quando a chama de uma vela ocasionou um incêndio. O fogo se alastrou e chegou até a menina. Geovana sofreu graves queimaduras no lado direito do corpo, perdeu parte do braço, metade do couro cabeludo. Foram anos de tratamento para a sua recuperação. A menina passou então pelo processo de destituição do poder familiar e entrou na lista de crianças disponíveis para adoção. Havia casais na fila que poderiam adotar a menina, dois em potencial. Mas, Maristela conta que os filhos incentivaram e pediram para que eles a adotassem. “Decidimos então que se nenhum casal quisesse ficar com ela, nós entraríamos com o pedido de adoção”, disse a pedagoga aposentada. E assim aconteceu. Levou dois anos para a adoção

168

de Geovana ser concretizada, mas enquanto isso Jorge e Maristela tinham a guarda e ela continuava com a família. Quando receberam a decisão do juiz sobre a guarda definitiva, Jorge e Maristela contaram para Geovana que eles seriam pai e mãe dela a partir daquele momento. Esse ano ela completará 20 anos. É uma jovem feliz e sorridente, mas de poucas palavras. Durante a entrevista, resumiu o sentimento que tem em relação a Jorge, Maristela e aos irmãos em uma palavra: “família”. Geovana é da família. Para Jorge e Maristela não há distinção entre ela e os filhos biológicos. “A criança passa a ser sangue do seu sangue. A gente não usa a palavra adotiva. Virou filha da gente e a gente faz qualquer coisa por ela. Para mim a palavra é uma só: pai”, afirma Jorge. A família batalhou muito para garantir uma vida melhor para Geovana. Ela sofreu muito por causa das queimaduras. O fato de faltar metade do couro cabeludo mexia muito com a autoestima da menina. “Eu tinha ideia de tirar o meu cabelo e dar para ela, afinal para eu ficar careca não era nenhum problema (risos). Infelizmente não foi possível. A pele colocada no couro cabeludo da Geovana havia sido extraída de outras partes do corpo e não havia como fazer implante capilar”, explica o pai. Em meados de 2003 foram indicados por uma amiga - Claudete Giuliari - para atendimento com o médico Rogério Gomes, natural de Joinville, mas que atendia em Florianópolis. Ele tratava crianças

no Hospital Joana de Gusmão e tinha consultório na capital. Jorge e Maristela decidiram consulta-lo para saber se ele poderia ajudar a filha. O médico Rogério sugeriu um novo procedimento com Giovana. Utilizaria o método reconstrutivo com uso de um expansor (comumente aplicado para reconstituição das mamas). Pela primeira vez ele faria o procedimento de expansão no couro cabeludo. “O doutor Rogério colocou um balão embaixo da pele, esse balão foi enchido gradativamente com soro. Foi crescendo e couro cabeludo expandindo. Maristela ia uma vez por semana a Florianópolis para o médico injetar soro até ter expansão suficiente do couro cabeludo de Geovana”, explica Jorge. O procedimento foi um sucesso. Foi possível recuperar todo o couro cabeludo da menina. “Encontramos esse anjo na nossa vida”, conta Jorge agradecido. Essa história é a prova de que para os pais, a felicidade dos filhos está em primeiro lugar. Jorge e Maristela são exemplo de dedicação e amor. Para eles, não há recompensa maior do que o bem-estar de cada filho. Seja daqueles que receberam pelo programa família acolhedora, os parentes, os biológicos ou o adotivo. “Eu chamo isso de um grande projeto do criador onde somos apenas seus instrumentos. Costumo comentar em sala de aula, que quando assumimos uma missão dessas, temos que abrir mão de várias coisas da vida pessoal. E tudo vale a pena desde que seja feito em honra e glória ao senhor”, completa o pai. ■


PUBLIEDITORIAL

Barbearia Ministro: experiência e inovação Com seu estilo contemporâneo e sua tradição em barbearias, a Ministro amplia e abre mais uma unidade inovadora em Joinville. Por Tabata Kadur Fotos: Divulgação

A

Barbearia Ministro, desde seu início, tornou-se referência ao que diz respeito a serviços diferenciados em Joinville. Depois de uma grande revitalização e ampliação, contando com uma nova unidade na Rua Dr. Plácido Gomes, o empreendimento está ainda mais completo e preparado para atender seu público. A consultora de varejo Cyntia Alice Ziehmann explica que o negócio passou por uma expansão de mercado, em busca da satisfação do cliente. “Buscamos um novo conceito em Joinville e região, com um projeto muito estudado e bem estruturado. Temos novos projetos como esse

170

para os próximos meses e em breve será comunicado nas mídias sociais”. Tudo sem deixar de ter um espírito familiar dentro da empresa. A Barbearia foi inaugurada em 2012 na rua Ministro Calógeras, com apenas quatro cadeiras. Hoje, ocupa todo o primeiro andar do prédio em que está localizada, com mais de dez postos de trabalho, espaço para interação dos clientes, bar e lanchonete e suíte do noivo. Além da segunda unidade, “nela continuamos focando em um conceito de estilo de vida, além de um espaço todo decorado por um dos designers e arquitetos mais conceituados na região, onde também há um

espaço gastronômico junto ao Origens Gastronomia, e um espaço diferenciado para atender o Dia do Noivo”, diz Cynthia. O proprietário Paulo Franzoi explica que viu no nicho das barbearias, uma oportunidade. “Decidimos abraçar esse mercado, mas com uma proposta nada convencional. Criamos espaços contemporâneos, com móveis encomendados sob medida e peças de antiquários. Tudo foi feito especialmente para a barbearia”, diz. Os espaços foram integralmente pensados para garantir ao cliente conforto e bem-estar, enquanto cuida da beleza e se reúne com amigos.


Um dos objetivos da barbearia, além de todos os serviços e barba e cabelo, é tornar-se um local de encontro. “Temos um calendário com vários eventos que acontecem no espaço. Aqui não é lugar apenas para realizar serviços, a pessoa vem bater papo com amigos, assiste ao futebol, toma um chope. Tem toda uma movimentação a mais”, argumenta Cynthia. Outro diferencial é equipe da Ministro que constantemente é treinada para atender com máxima qualidade e profissionalismo. Além de um treinamento semanal, cursos são ministrados com frequência, assim como a participação dos barbeiros

BARBEARIA MINISTRO E KING&JOE: Cynthia explica que recentemente foi iniciado um novo projeto, a Ministro Store, com a marca King&Joe. “A King&Joe representa duas formas completamente diferentes de pensar, a marca representa a diversidade. Essa diversidade é uma realidade, um fato. A marca se consolida no cenário da moda masculina a partir do seu design progressista e conceitual. Suas coleções de valor agregado atendem a um modelo mental extremamente exigente e inquieto. A marca investe no produto elaborado por estilos clássicos e vintage enriquecidos por uma inspiração de todo o mundo que estamos sempre conhecendo e ajudando a construir”.

em eventos e feiras, fora de Joinville. Hoje, a barbearia conta com mais de dez profissionais, divididos em três categorias de barbeiros: júnior, sênior e máster. Os profissionais têm um plano de carreira, de acordo com sua evolução e desenvolvimento na casa.

PRODUTOS E SERVIÇOS Todos os serviços que englobam barba, cabelo, sobrancelha e estética são oferecidos pelo time Ministro. Inclusive tratamentos específicos, como alisamento dos fios, queda de cabelo e podologia. Os pacotes para Dia do Noivo também estão no cardápio, com suítes individuais, assim como o espaço integral da barbearia para o noivo se preparar junto aos amigos. “Nossa gama de produtos é um grande diferencial, temos um leque extenso que absorve vários públicos. Realizamos uma consultoria, passando segurança ao nosso cliente e indicando exatamente o que ele precisa”, explica a consultora. Para os pequenos futuros homens, o Ministro Kids incentiva os meninos que vêm com os pais cortarem o cabelo oferecendo, a cada corte, uma surpresa de presente. “Buscamos resgatar o antigo hábito dos filhos acompanharem os pais na barbearia, tornando um momento de pai e filho”, diz Paulo. ■

BARBEARIA MINISTRO

De terça a sexta-feira das 9h às 21h. Sábados das 9h às 19h. Rua Ministro Calógeras, 896, Centro, Joinville – SC (47) 3433-6326 | 98801-7468 Rua Plácido Gomes, 320 (47) 3202-6093 | (47) 99746-1009 contato.barbeariaministro@gmail.com www.barbeariaministro.com.br /BarbeariaMinistro @barbearia.ministro

171


173


INÍCIO

POR QUE CONTRATAR UM CERIMONIALISTA? O profissional oferece segurança, tranquilidade e a certeza de que nenhum detalhe vai passar despercebido.

Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

P

oder dividir as tarefas e ter um apoio de quem é especialista já são bons motivos para contratar um cerimonialista. Os noivos têm várias preocupações em mente e pensar em cada detalhe pode se tornar cansativo e estressante. É aí que entra o cerimonialista. Ele pensa desde a recepção do evento até a negociação com as empresas. Consegue entender o casal e ajuda a planejar o evento perfeito, aquele que combina o sonho dos noivos e o orçamento. Conhece e indica os fornecedores mais adequados e, claro, sabe lidar com as diferentes

178

personalidades, ou seja, trabalha também com a gestão de pessoas. Está preparado para qualquer desvio de rota, que seja necessário ou que aconteça. Pelas inúmeras responsabilidades, é fundamental buscar indicações de amigos que já casaram, referências, além de solicitar o portfólio do profissional. O que um cerimonialista faz? • Define os detalhes do casamento: o perfil da cerimônia, o tema da festa. Oferece ideias. • Tira dúvidas e ajuda a decidir. • Ajuda a preparar o casamento dos

sonhos sem sair do orçamento. • Indica empresas confiáveis e bons serviços. • Assessora: acompanha o andamento do cronograma do casamento, as entregas dos fornecedores, cobra os atrasados e até media conflitos. A organização de um casamento leva cerca de um ano, mas é no dia do casamento, que o cerimonialista “sua” a camisa. Ele atende os convidados, lida com emergências e ainda assim garante um evento encantador. OO


Dione Material enviado pelo cliente.

hair e makeup

Ambiente amplo, estacionamento interno e profissionais qualificados. Rua TimbĂł, 51, AmĂŠrica, Joinville SC | (47) 3227-2420 ou (47) 9 9957-3177


INÍCIO

Onde será o casamento? O local do evento é uma das primeiras decisões a se tomar, mas é preciso analisar algumas questões antes de escolhê-lo. Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

Q

uando os noivos começam a procurar o local para o casamento, não devem levar em conta apenas a beleza do lugar.Vale analisar algumas questões práticas: O acesso é fácil? Tem estacionamento? A cozinha está em bom estado de higiene e é bem equipada? Oferece talheres, copos e pratos ou é preciso alugar? O local é climatizado? Há número suficiente de mesas e cadeiras? É acessível para cadeirantes? Os banheiros estão em bom estado de conservação e higiene? Tem equipe de recepcionistas, seguranças e outros profissionais? O local é acessível à cadeira de rodas? Ou tem muitas as escadas? Há espaço no local para uma banda ou DJ? O local já possui

sistema de som com alto-falantes ou precisará ser alugado? Existe algum lugar próximo para se fazer a fotos ou vai precisar montar um cenário? Velas ou outras chamas são permitidas? Além disso, certifique-se de que o local possui alvará de funcionamento e laudo da Defesa Civil, saída de emergência e itens para socorro imediato (como extintor e gerador de energia). Como será a decoração? Será que se encaixa no seu estilo e nas cores do seu casamento? Você vai ter que gastar milhares de flores para deixar o local apresentável? Há limitações na decoração? A igreja não é o único lugar para realizar o evento. Praias, hotéis, fazendas, além das tradicionais casas de festas e templos religiosos são

alternativas para fazer um casamento diferente. Outra dica para achar o lugar ideal é decidir o tipo de festa. A opção de lugares para cada temática é bem ampla. Pode ser um casamento vintage, rústico, campestre, conto de fadas, praia ou balada. O importante é que o casamento represente os noivos. Outro aspecto relevante é o valor sentimental dos lugares para os noivos. O horário do casamento também ajuda na decisão sobre o local. Se o casamento é durante o dia, é recomendado optar por espaços maiores, menos formais e com mais áreas livres como, por exemplo, praias, imóveis históricos etc. Já para os casamentos que acontecem à noite, as opções são os lugares mais fechados, como salões de festas, hotéis, restaurantes etc. OO

181


FESTA

Casar e encantar! Inspiração e criatividade são os principais ingredientes para se criar o cenário perfeito do grande dia. Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

O

ultra violet é uma das cores que estão em alta em 2018. Os tons terrosos e róseos, vermelho alaranjado, marrom chocolate, cinza claro e azul marinho também são ótimas opções e caem super bem. No casamento, a cor escolhida pelos noivos pode aparecer em diversos lugares, como: convite de casamento, decoração ou visual da noiva. Guardanapos, taças, toalhas no tom podem dar um toque especial à mesa dos convidados. Além da cor, vários outros itens poderão dar um toque especial na decoração:

Guirlandas Os arcos no formato de guirlandas decoradas com flores e folhagens seguindo o estilo escolhido pelos noivos vão deixar o altar ainda mais bonito.

Peças em mármore, metalizadas e em acrílico Esses temas estão com tudo e podem estar presentes em vários elementos da festa de casamento, como placas de boas-vindas, convites, bolo, tags e pequenos itens de decoração. Aposta certa para uma decoração cheia de glamour!

Peças com significados Usar a decoração do casamento para contar um pouco da história do casal é outra alternativa que cai super bem, as peças com significados pessoais valorizarão

184

ainda mais o ambiente da festa. Esse tipo de item decorativo deixa o local mais intimista e a cara dos noivos. É interessante fazer uma composição de vasos, porta-retratos, itens que são importantes para o casal. PS: os objetos devem combinar com o estilo escolhido para a decoração.

Plantas suculentas Combinam bem com estilo rústico e natural, as suculentas possuem tudo para brilhar no grande dia dos noivos. Essas plantas podem fazer parte da decoração e também serão ótimas lembrancinhas para os convidados da festa. OO


Material enviado pelo cliente.


FESTA

O QUE SERVIR NO CASAMENTO? São inúmeras opções de comidas e bebidas. Para todos os gostos (e bolsos). Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

D

epois da cerimônia de casamento, a festa se torna muito esperada tanto pelos noivos quanto pelos convidados. E, é claro, duas das atrações do evento são a comida (almoço ou jantar) e as bebidas. O planejamento dos comes e bebes de qualquer festa, inclusive do casamento, depende do orçamento e de quantos convidados pretende-se convidar. Uma forma de economizar é na escolha do cardápio, seja um almoço mais simples, uma janta ou somente doces acompanhados de coquetéis. Existem opções para todos os gostos. Tem restaurante que já oferece tudo incluso, junto ao

186

aluguel do local. Outros oferecem o espaço da cozinha e você pode escolher o buffet. Também existe a opção de um casamento mais simples, onde se pode reunir toda a família e fazer um jantar ou almoço mais caseiro, em casa ou em um local mais em conta. Entre as principais opções em Joinville, alugar o local do evento com o buffet é o mais tradicional. A ideia é realizar a cerimônia num lugar separado, mas para facilitar, é possível alugar todo o espaço com a cozinha e os funcionários num só pacote, assim não precisa pensar num chef ou cozinheiros para realizar a comida. Geralmente o próprio restaurante ou espaço possui diversas opções de cardápio, desde o mais simples ao mais sofisticado. A escolha das bebidas talvez seja a parte de comes e bebes que se pode economizar bastante. Existem os supermercados atacados que vendem grandes quantidades, por preços mais em conta. E claro, se a ideia for variar nos sabores e drinks, vale contratar um barman, que as opções vão crescer. Dos mais exóticos drinks, às tradicionais caipirinhas e batidinhas de festa de família. Isso, quem decide, são os noivos!

Se a ideia for inovar, a Duo traz dicas de tendências que podem ser adaptadas • Coconut Shrimp: nada mais é do que um creme de camarão com coco servido em sua própria casca. Perfeito para casamentos na praia. • Gastronomia Molecular: o salmão com espuma de limão siciliano e caviar de coentro é uma combinação que conquista não somente pelo sabor, como também pela apresentação. Indicado para casamentos noturnos e com uma proposta mais luxuosa. • Sabores do Mundo: oferece um leque enorme de opções inspiradas na gastronomia nacional e internacional. São pequenas porções que levam a bandeira do país na identificação. • Fingerfood: são pequenos itens servidos pelos garçons, e que como o próprio nome já diz, são fáceis de comer com os dedos. • Menu Vegano: o minitaco com frijoles faz parte de um menu vegano e é uma opção saudável e principalmente pensada para atender um grupo de pessoas que tem essa opção alimentar. OO


FESTA

Animação, som & luz A combinação perfeita para sua festa de casamento. Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

P

reparar a sonorização e a iluminação do ambiente não é algo simples, pois além de uma grande atenção aos detalhes, a antecedência garante preços mais baixos e melhores condições de pagamento. Para começar vale uma boa pesquisa. Listar as melhores empresas e os preços mais acessíveis. Em uma busca rápida na Internet, se o casal pesquisar por iluminação de casamento encontrará um nome diferente daqueles que estão acostumados a ouvir. Para um evento como esse, usa-se muito a iluminação cênica. Deve-se posicionar as luzes de maneira que não incomodem os convidados e que deixe o ambiente

bonito. A iluminação cênica vai além do iluminar, ela considera a temperatura, a focagem e a intensidade das cores. As luzes devem deixar as pessoas bonitas, mas sem causar desconforto. No buffet, nada de mudar as cores da comida. A sonorização também é algo fundamental na festa. Ela é uma importante aliada na decoração do ambiente. Essa união precisa ser harmônica e os objetos sonoros precisam estar minimamente visíveis. Graças à evolução tecnológica, os aparelhos diminuíram de tamanho e ganharam potência, fazendo com que eles se tornem algo do ambiente sem causar poluição visual, além de manter a alegria e a agitação da festa. Assim como a luz, o som também tem suas diferenças no evento. O som das pistas de dança tem as caixas no alto, voltadas exatamente para onde estão os dançarinos da noite. Desse modo, quem quer dançar a noite toda tem um som extremamente potente, para manter o ritmo. Quem deixa essa ala da festa, perde de 30 a 40% de potência, ou seja, o som da pista não pode invadir os demais ambientes. Já a sonorização ambiente, ela precisa estar bem equalizada e

utiliza caixas menores. Ela cria um clima nos outros lugares do evento, mas não atrapalha quem deseja conversar. Uma dica de ouro: a música da pista e do ambiente devem ser as mesmas.

A banda da festa Na hora de escolher a banda é muito importante que o casal se identifique com ela, muito pela performance que eles têm no palco. O repertório precisa atender o que casal deseja, afinal, a festa é deles. A interação e energia da banda são um diferencial na escolha dos artistas, pois isso ditará o ritmo da festa. Um bom casamento pede uma boa festa, por isso é importante estudar (e muito) os responsáveis pela animação. Se a banda for boa, o show será inesquecível! OO

189


Fotos enviadas pelo cliente.


FESTA

Lindos e deliciosos! A DUO traz dicas de docinhos que vão agradar os convidados e dar um toque especial na decoração da festa! Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

E

les vão dar o toque final na decoração de casamento e deixar os convidados com água na boca. Junto ao bolo, os docinhos serão responsáveis por proporcionar doçura, beleza e ainda mais alegria para esse evento que já é uma explosão de felicidade. Com muita criatividade, os profissionais da área oferecem cada vez mais novas opções de doces para casamento. Confira algumas!

Macarons e flores Os docinhos europeus marcam presença nas mesas de doces de casamentos, sobretudo os “macarons”. As variações deles são inovadoras, com cores e sabores diversos, com a marca da inicial dos noivos e tudo mais o que imaginação permitir. Eles podem ser servidos empilhados em forma de torre. Vão dar um show de beleza e levarão muita delicadeza aos casamentos. Essa opção cai bem tanto nos casamentos rústicos, quanto

192

nos clássicos. Outra tendência são os docinhos em formatos de flores, eles decoram as mesas e deixam o ambiente super romântico. O botão de rosa com trufa é sucesso certo! Também estão em alta os “mini entremets”, “éclair” e doces de vitrines nos formatos esfera e joia, são delicados e deliciosos.

Clássicos Os queridinhos camafeu, as trufas e os brigadeiros também são ótimas opções. Esse último ganhou uma nova roupagem nos últimos tempos, transformou-se em “brigadeiro gourmet”. Independente da variação, o brigadeiro é um doce que não podem faltar de jeito nenhum em um casamento. Uma mesa linda e bem atual dá ao casamento um toque de glamour e sofisticação, e

os doces tradicionais devem estar presentes sempre que possível porque eles são sinônimos de bom gosto. Não se pode esquecer de outro clássico que é o “bem casado”. O docinho é imprescindível na festa, seja para degustar no local ou no dia seguinte como recordação. “Diz a lenda que servir bem casado no fim da festa traz sorte e prosperidade aos recém-casados”, conta a chef patissier, Nayara Rodrigues.

Fit Há a chance de se ter no mínimo 10% dos convidados da festa com intolerância ao glúten ou à lactose. Já existe até uma linha fit de doces para festas, voltada a atender também os que têm restrições alimentares por escolha de saúde ou de beleza. OO


Fotos enviadas pelo cliente.


MEMÓRIAS

Que tal sair do tradicional nas fotos do casamento? Com uma pitada de criatividade o álbum vai ficar divertido e refletir toda a alegria vivida pelo casal junto aos convidados.

Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

M

uitos momentos simples podem se transformar no ponto alto do álbum de casamento, basta saber como explorar com cada clique. A combinação de tecnologia, técnica e muita descontração rende imagens fantásticas. A Duo selecionou algumas opções que estão em alta: Jelfie: é a combinação da palavra jump (salto em inglês) com selfie, ou seja, saltar e fotografar. Essa tendência vai garantir recordações espetaculares para o álbum de casamento. É uma maneira de deixar as fotos mais divertidas e despojadas. Podem ser feitas no pré-wedding e também na festa com os convidados.

194

Uso de adereços O casal pode aproveitar os acessórios divertidos da festa para fazer as fotos dos noivos de uma forma reinventada. As máscaras, fantasias e os objetos que compõem a decoração podem tornar as poses a dois mais criativas. Noivos e padrinhos Que tal fazer uma releitura da típica foto com os padrinhos? Madrinhas levantando o noivo, noiva nos braços dos padrinhos, noivos fugindo, caras e bocas, enfim, a ideia é captar a alegria desse momento, buscar cenários e poses diferentes e fugir do tradicional. Beijo em grupo Já que esse dia é dedicado ao

amor, por que não reafirmar isso em uma foto cheia de sentimento? A dica é promover um beijo em grupo, cada um com o seu par, para destacar ainda mais o romantismo. Do alto Que tal aproveitar os drones e registrar momentos incríveis e de alturas jamais imaginadas. Incluir fotos lá do alto com certeza vai proporcionar belos cliques. Mas, se essa foto sair do orçamento não tem problema, basta adaptar a proposta ao bolso, é só colocar todos juntos e pedir que o fotógrafo registre o momento de um lugar mais alto. O resultado é diferente, cabe mais gente na foto, sem estarem todos amontoados! OO


MEMÓRIAS

O casamento será um filme! São várias e ótimas opções para registrar um momento tão importante e manter guardada toda a emoção do grande dia. Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

O

registro do “sim”, do beijo, da emoção dos noivos e dos convidados mudou, assim como tudo no mundo. Antes, vídeos longos. Hoje, tudo guardado em minutos. Existem vídeos desde os mais tradicionais aos mais ousados e que podem ser personalizados pelo casal. Um dos momentos mais apaixonantes eternizado em vídeo. O trailer de casamento é um dos mais pedidos no momento. É de curta duração e acompanha os noivos da preparação até a cerimônia, durante a celebração e recepção, além de momentos especiais e posados. Love Story: a gravação acontece antes do casamento, nele os noivos contam como foi a sua história de amor. Como foi o dia em que se conheceram, o primeiro beijo, o pedido de casamento, os planos e a ansiedade com a chegada do casório. É mais uma forma de mostrar o amor que um tem pelo outro, fazendo declarações e registrando o momento mais importante nessa história.

196

Same Day Edit: esse estilo é um dos mais emocionantes, pois, como diz o nome, os profissionais que utilizam da técnica, filmam toda a preparação para o casamento e a cerimônia. A edição é feita durante a recepção e no fim da festa, o vídeo fica pronta e é mostrado para os noivos e convidados, relembrando os momentos mais marcantes daquele dia. Por tamanha complexidade e rapidez, a equipe precisa ser extremamente qualificada, afinal tudo é feito em algumas horas. Documentário de casamento: costuma ser um pouco mais longo, entre 10 e 15 minutos e possui, além das imagens do casamento e da recepção, depoimento dos noivos, dos convidados e da família. Funciona mesmo como um documentário, segue um roteiro que pode contar desde a história dos noivos aos momentos mais emocionantes e engraçados, além de dar espaço para quem também acompanha essa união participar.

Trash the Dress: começou na fotografia e alcançou os vídeos. As filmagens são feitas após o casamento, mas com o mesmo figurino. Mais tranquilos, os noivos vão a um lugar especial, exótico ou importante para o casal. Lá eles tiram fotos e gravam os vídeos sem medo de estragar o visual. OO


NOIVOS E NOIVAS

Você é uma noiva tradicional ou moderna? Estilistas inovam nas cores e formas! Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

Q

ual é o vestido de noiva dos seus sonhos? Seja sereia, princesa, tem que ser capaz de fazer você se apaixonar e se sentir deusa! É aí que entram os estilistas, os grandes criadores do espetáculo que é vestir uma noiva. Para 2018 eles arrasaram e tem novidades para todos os perfis! Os ombros à mostra continuam em alta. E não precisa abrir mão das mangas. Separadas dos vestidos podem ser curtas ou longas, com detalhes, transparências e laços. Estão divinas!

198

E já pensou em usar capa ao invés do véu? Elas estão combinando com inúmeros modelos de vestido de noiva, capas de todos os detalhes e formatos, com bordados, brilhos ou lisa, não importa, elas estão maravilhosas! Outra aposta dos estilistas é um decote mais alto para as noivas. Não precisa ser necessariamente fechado, alguns modelos têm tela quase até o pescoço e estão maravilhosos! Para noivas clássicas, a famosa princesa, continua em alta. Esses modelos com uma saia em tulle estão com tudo! E para aquelas que querem abrir mão do vestido branco de noiva, os tons de nude e rosé são uma ótima escolha. Esses tons deixam os vestidos modernos sem tirar a delicadeza de todo o casamento. Se as noivas com branco sempre surpreendem os convidados, imagine com uma nova tonalidade!

Os detalhes em dourado também se apresentam bem para as noivas. Pode ser um bordado ou a coroa, fato é que os vestidos estão um luxo! Para aquelas que adoram o dourado, é só aproveitar a tendência. As flores 3D para vestidos de noiva aparecem em diversas coleções. Elas podem ser combinadas com praticamente todos os cortes de vestido, e também com os vestidos em tons rosé ou nude. As flores 3D são um toque especial no vestido de noiva. OO


DUO MODA

Queens Maison Center Noivas apresenta:

NÃO ACEITE NADA MENOS DO QUE REINAR NO SEU GRANDE DIA.

A estilista Joinvilense Nívia Miranda traz em primeira mão, um preview da sua nova coleção NOIVA RAINHA. Brilho, sofisticação, exclusividade e requinte farão você imperar e se sentir digna de realeza.

Fotografia e tratamento: Mini Estúdio | Modelo: Leticia Luise Nappa (Mega Models BC) Acessórios: Rozze Acessórios | Produção: Revista Duo | Beleza: Salão Imperium

199


DUO MODA

200


201


DUO MODA

202


ONDE ENCONTRAR: MAISON CENTER NOIVAS R. Coelho Neto, 722 Santo Antônio, Joinville/SC (47) 3422-7555

203


NOIVOS E NOIVAS

Como escolher os acessórios para a noiva? Precisam ser escolhidos pensando no conjunto das peças e ainda fazer com que todos conversem entre si quando estiverem juntos! Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

A

Duo traz informações sobre os principais acessórios para a noiva e o que está em evidência atualmente. Confira! Grinalda: ela não deve ser escolhida aleatoriamente, porque tudo precisa estar dentro do estilo da cerimônia. Exemplo: se o casamento for na praia, então uma guirlanda de flores fica linda para combinar com estilo leve e descontraído da festa. É preciso atentar-se, também, com o penteado da noiva escolhido para o grande dia. Dependendo do que a noiva escolher, nem toda grinalda fica boa. Coroa: a coroa de brilhantes é a melhor opção para quem irá realizar um casamento à noite. As mais brilhosas combinam com vestidos no estilo princesa, e o cabelo pode ficar tanto preso quanto solto. Tiara: por ser mais simples que a coroa, é bem democrática e pode

204

ser usada em praticamente todos os tipos de casamento: no campo, na praia ou na igreja. O importante mesmo é ornar o material da tiara com a ocasião. Ou seja, se o casamento for no jantar, vale a pena apostar em uma tiara brilhosa, que chame mais atenção. Mas, se a festa for durante o dia, invista em flores delicadas e pequenos pontos de luz. Broches: é a joia da noiva mais delicada e discreta de todas. Geralmente são usados para dar somente um toque especial e charmoso no penteado. São perfeitos para noivas que apostam em uma festa estilo vintage, com o glamour da década de 20. Porta coque: é o mais clássico e perfeito para noivas que querem um estilo sofisticado, mas sem perder o glamour. Para casamentos ao ar livre, aposte em opções florais e delicadas, como pérolas e rendas, que o efeito fica igualmente bonito. Guirlanda

de

flores:

é

uma opção para quem quer um casamento mais leve, livre das peças bordadas e chamativas, e ficam perfeitas em casamentos no campo e na praia. A coroa de flores alegra o visual da noiva, principalmente se as flores forem coloridas, combinando com o buquê. Joia da noiva: para escolher é preciso avaliar os outros elementos do visual de noiva. Já tem muito brilho? Se a resposta for “sim”, então as joias a serem escolhidas precisam ser o mais discretas possível. Com brincos pequenos e delicados, poucos anéis, não tem erro. Porém, se a resposta for “não”, então o uso de joias um pouco mais chamativas está liberado. Mas, atenção para uma regra: todas as peças devem ser do mesmo material. Portanto, nada de usar um brinco de prata com uma pulseira dourada. Se a grinalda for prateada, então todos os outros acessórios e joias, precisam estar combinando e em perfeita sintonia um com o outro. OO


NOIVOS E NOIVAS

Onde será a Lua de mel? É bom definir o destino com antecedência. A Duo apresenta os locais mais românticos no Brasil e no mundo! Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

P

assar uns dias de folga curtindo uma viagem pensada exatamente para o casal é um sonho, assim como o casamento. Entre pesquisas e sites que oferecem ofertas exclusivas para lua de mel, Cancún aparece como o lugar favorito dos noivos, a primeira opção de muitos sites. O mar azul e a praticidade do local caribenho encantam quem procura por um destino de verão e praia. Veneza aparece como segunda opção dos apaixonados. A Itália já é por si só um lugar romântico e super apaixonante, mas Veneza encanta com seus locais históricos, igrejas antigas, monumentos e o famoso passeio de gôndola. E a época do ano depende só dos noivos. Pode ser no frio do inverno ou entre abril e outubro, que é a época do ano com temperaturas mais agradáveis. Outras praias do Caribe também aparecem na lista dos

206

mais procurados, mas para quem busca o paraíso dentro do próprio Brasil não pode deixar de pensar em Fernando de Noronha. Com apenas 26 quilômetros de extensão, o arquipélago encanta com praias paradisíacas, pousadas aconchegantes e os passeios aventureiros, como trilhas e escaladas para chegar às praias mais belas. É claro, a época mais concorrida e cara para curtir o local é na temporada de verão. Se você quer economizar, procure viajar fora dessas datas, a partir de março, até setembro ou outubro. Para quem curte o inverno e não quer sair do país, Campos do Jordão (SP) e Gramado (RS) também são ótimas opções. Saindo de Joinville, as duas viagens demoram aproximadamente oito horas de carro. Além de aproveitar todo o caminho até chegar ao passeio, o casal ainda pode economizar com as passagens áreas. A melhor época do ano

Grande Canal de Veneza - Itália. [Ö]

para aproveitar o frio das cidades serranas seria o inverno, porém é quando os passeios e hotéis se tornam mais caros. Da Europa para o Brasil e das praias para o interior, outro país vizinho que pode agradar muito os noivos e também se encontra entre os mais procurados é a Argentina. A capital Buenos Aires oferece belos passeios. Independente do destino, o mais importante é o casal decidir o local que mais combina com os dois e onde vão curtir e aproveitar cada instante! OO


NOIVOS E NOIVAS

Foi convidado para um casamento? A Duo te dá dicas para escolher o look perfeito! Por Jornalismo Duo Foto: Banco de Imagem

P

ara chegar ao evento bonito e elegante algumas orientações vão ajudar você convidado a compor o look adequado. Afinal, estar arrumado, coerentemente, com a ocasião é também uma forma de demonstrar o quanto se está feliz e honrado com o convite.

Para elas As cerimônias diurnas e ao livre estão cada vez mais alta e para esse tipo de evento é indicado que as convidadas escolham vestidos com tecidos delicados e fluidos e, se optarem por bordados, estes devem ser mais leves e discretos. O charme fica por conta dos minuciosos drapeados, rendas graciosas, tules bordados em linha, leves transparências e saias esvoaçantes. Cores alegres ou tons pastéis e estampas florais também combinam muito bem nesse tipo de celebração. Os acessórios devem ser escolhidos cuidadosamente e harmonizados com o restante da produção. Já para casamentos mais requintados, noturnos, é possível

208

abusar dos bordados em pedrarias e luxuosas rendas, o modelo sereia ou com busto e cintura ajustado e saia fluida seguem em alta. Transparência e assimetria conferem ousadia ao look, mas para isso é preciso estar atenta ao ambiente da cerimônia. A tendência no segmento festa são os vestidos que remetem ao universo das lingeries. Vestidos com busto que lembram camisolas com delicadas rendas e decotes profundos surgem com força total. Atenção também para os luxuosos tecidos veludo e paetê, que acrescentam brilho e glamour aos vestidos noturnos. Para essa ocasião, acessórios ousados e poderosos podem ser acrescentados, desde que ornem com o look todo. As fendas aparecem em vestidos dos mais variados tipo de silhueta, e além de facilitar o caminhar, conferem charme extra a produção. Quanto ao comprimento, é importante ressaltar que você deve escolher aquele no qual se sinta bem. Os vestidos midi, além de estarem super em alta, são uma ótima opção quando se tem dúvidas entre o curto e o longo. A saia midi mais rodada

soltinha confere um ar romântico ao vestido, enquanto as saias justas e assimétricas são mais ousadas.

Para eles Em cerimônias despojadas, os homens podem apostar em cores diferenciadas para o terno ou o uso apenas do suspensório ou colete, sem o paletó e gravata. Variados tons de azul e nuances mais claras de bege e cinza estão em voga. A tendência para os mais ousados é subir ou dobrar um pouco a barra da calça, deixando as meias aparecerem. Mas, a menos que os noivos especifiquem que o evento será informal, para os homens é sempre indicado o traje social completo, calça, paletó e gravata. Dentre os tecidos que estão em alta se destacam os acetinados, preferencialmente para cerimônias noturnas, já o linho e tecidos de algodão são mais versáteis e podem ser usados tanto em casamentos noturnos quanto diurnos. As cores clássicas, preto e marinho, seguem sendo as mais eleitas pelos homens. OO


Brasil Festas

Com que cor eu vou? apresenta:

A Duo procurou a estilista Nelize Brasil da marca Brasil Festas e levantou cores, texturas e modelos para te ajudar na escolha do vestido.

Tons escuros O preto é sempre uma boa pedida, pois é sinônimo de elegância, mesmo que muita gente ache down para casamentos. Nos acessórios você pode abusar de cores e brilhos. Separamos sugestões de pretinhos nada básicos pra você se destacar em qualquer evento, confira!

Fotografia e tratamento: Tiago Cazaniga Beleza: Leila & Gisele Acessórios: Rozze Acessórios Modelos: Rariane, Elis, Maria (Gas Models)

209


Verde

210

Muito usado por madrinhas e mães de noiva, sempre trazem elegância e sofisticação. Indicado para peles claras e tons de cabelo escuros, make marcada e bocas ousadas. O arcadia é o hit das paletas esverdeadas! Um tom diferente e alegre para o evento, imprime modernidade, pois tem a delicadeza do tom tiffany e a luminosidade do esmeralda!


Todos os vestidos deste editorial são desenhados por Nelize Brasil.

Azul Esses tons são sofisticados e demostram alegria. Perfeito para madrinhas de casamento. Sugestão para casamentos de dia, tons mais leves os escuros para eventos mais luxuosos. Tendências mais leves e iluminadas estão vindo com tudo. Nos azuis, uma ótima opção é a mistura do marinho com o petróleo, o sailor blue.

211


Nude Indicado para todos os tons de cabelo, sendo valorizado em penteados que acompanhem a delicadeza que a cor transmite. Combina com cabelos presos, uso de tranças, cachos e acessórios no cabelo, como flores. Pede maquiagem suave e acessórios de prata ou brilhante. Versátil, pode ser usado em qualquer tipo de casamento.

212


Vermelho, Marsala, Rosa e Roxo Cores bem ecléticas, caem bem para vários estilos de mulher. Lembre-se que esses tons chamam atenção, então não exagere nos acessórios, nem na beleza de cabelo e make. Uma boa pedida são tons mais claros, transmitem delicadeza no look completo. Fique a vontade em optar por tranças, cabelos presos ou até flores.

Onde encontrar:

Brasil Festas Rua Santa Catarina, 786 - Floresta Fone: 3026-1987 facebook.com/BrasilFestas

213


214


CONHEÇA O

ASA BRANCA

Foto: Feux Fotografia

Conheça o universo Genebra

ESPAÇO DE EVENTOS!

Arrojado e versátil

100 a 350 pessoas.

Zona jardinada, deck, playgroud, bosque, lagos, cozinha, estacionamento para 300 carros, sistema de refrigeração, gerador de energia e TV’s.

Espaço para cerimônia e festa.

Metragem de 600m2, área jardinada.

A partir de R$ 1100.

Conheça o Asa Branca espaço de eventos Alia os traços arrojados de sua arquitetura a um imenso jardim com um lindo lago e contato com a natureza. Um cenário dos sonhos para eventos inesquecíveis. Construída em conformidade com as leis, atende todos os padrões de acessibilidade, oferecendo praticidade ao trabalho dos fornecedores e conforto para os convidados e anfitriões. O local surpreende pela imponência, versatilidade e natureza exuberante.

Fique por dentro! Celebra mais de um evento por dia? ( )SIM ( x ) NÃO Flexibilidade no cardápio? ( x )SIM ( ) NÃO Dispõe de menus especiais? Vegetarianos e low carb. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim, pode levar, não tem custos. Dispõe de acessos para deficientes? ( x )SIM ( ) NÃO Oferece quais serviços? Alimentação, bebidas, decoração, ambientação, sonorização, iluminação. Foto: Feux Fotografia

Foto: Feux Fotografia

Foto: Feux Fotografia

Rua Antonio Zomer, 1308 Corticeira | Guaramirim, SC (47) 3085-8656 | 9 9955-9457

215


CONHEÇA A

CASA SUIÇA

Foto: kalinafotos.com

Conheça o universo Genebra

Aconchegante e sofisticada

80 a 250 pessoas.

Acolhedor, intimista. Estacionamento próprio para vários carros, cozinha própria, pista de dança, mezanino, segurança e privacidade.

Cerimônia e decoração.

Metragem de 450m2.

A partir de R$ 2000.

Conheça a Casa Suiça De fácil acesso para convidados de fora, em meio ao Perini Business Park, a Casa Suíça é um encanto à parte. Excelente estrutura para receber evento sociais e corporativos. Um grande diferencial da casa e que, além da estrutura intimista, moderna com mezanino, segurança , amplo estacionamento, não tem limite de horário para acabar sua festa.

Fique por dentro! Celebra mais de um evento por dia? ( )SIM ( x ) NÃO Flexibilidade no menu? ( x )SIM ( ) NÃO Dispõe de cozinha/buffet próprio? ( x )SIM ( ) NÃO É possível alugar apenas o espaço, sem serviço de buffet? ( )SIM ( x ) NÃO Qual é o tipo de cozinha servida? Tradicional, Regional. É possível adaptar ou alterar os menus? ( x )SIM ( ) NÃO Dispõe de menus especiais? Vegetarianos e low carb. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim, pode levar. Não tem custos. Posso contratar o serviço de open bar? ( x )SIM ( ) NÃO Dispõe de acessos para deficientes? ( x )SIM ( ) NÃO Oferece quais serviços? Alimentação, bebidas, decoração, ambientação, sonorização e iluminação. Foto: Pâmela Kieper

Foto: Max Schwoel

Foto: Max Schwoel

Rua Dona Francisca, 8300 Distrito Industrial | Joinville, SC (47) 99177-2852 casasuiça

216


Foto: Leandro Soares

Conheça o universo Genebra

CONHEÇA A

HAUSMESSE Charmosa e livre

100 a 300 pessoas no formato jantar.

Zona ajardinada, tenda, capela, cozinha para uso do buffet, pista de dança e

Cerimônia e decoração.

Metragem de 800m2.

A partir de R$ 6500.

estacionamento.

Case no campo Estamos de portas abertas ao seu grande dia oferecendo uma infraestrutura especial, pra tornar a realização do seu sonho inesquecível. Bem localizada, com um ambiente impecável, serviços de qualidade e atenção personalizada, aqui o sucesso do seu evento está garantido.

Fique por dentro! O que inclui o menu? Cardápio a partir de R$ 46,00 por pessoa. Dispõe de cozinha/buffet próprio? ( x )SIM ( )NÃO Qual é o tipo de cozinha servida? Tradicional, Regional, outros. Dispõe de menus especiais? Vegetarianos, low carb. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim pode levar o bolo. Não tem custo. Como funciona o open bar? Quantidade total fixa (com limite de hora). Exclusividade de buffet? ( x )SIM ( )NÃO Quais serviços extras são oferecidos? Alimentação, bebidas, decoração, ambientação, iluminação, sonorização.

Foto: Leandro Soares

Foto: Leandro Soares

Foto: Leandro Soares

Estrada Motucas, 2492 Vila Nova | Joinville, SC (47) 3227-9875 www.hausmesse.com.br

217


Foto: Jean Caê

Conheça o universo Genebra

CONHEÇA O

SARGENTOS

Amplo e moderno

120 a 600 pessoas.

Climatizado, com elevador, bar e cozinha completos e estacionamento.

Cerimônia, recepção e buffet personalizado.

Metragem de 800m2.

A partir de R$ 1200.

Conheça o Sargentos! Ambientes tradicional, refinado, amplo, moderno e projetados com extremo bom gosto, todas as qualidades que muitos noivos buscam para a realização do seu casamento. Além de dispor de um cenário maravilhoso, contam com serviços de excelência para atender às necessidades tanto da cerimônia quanto da festa, além de uma equipe de profissionais que atenderá aos seus convidados com muita cordialidade, carinho e eficiência.

Fique por dentro! Celebra mais de um evento por dia? ( )SIM ( x ) NÃO Flexibilidade no cardápio? ( x )SIM ( ) NÃO Dispõe de menus especiais? Vegetarianos e low carb. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim, pode levar. Não tem custos. Dispõe de acessos para deficientes? ( x )SIM ( ) NÃO A casa tem opção de open bar? ( )SIM ( x ) NÃO O estacionamento atende quantos carros? Temos estacionamento para 100 carros, além extras terceirizados. Oferece quais serviços? Alimentação, bebidas, decoração, ambientação, sonorização e iluminação. Foto: Arlei Schimitz

Foto: MiniEstúdio

Foto: Leandro Soares

Rua Pernambuco, 574 Via Gastronômica | Joinville, SC (47) 3433-1937 www.sargentos31julho.com.br clubesargentos

218


Foto: Feux Fotografia

Conheça o universo Genebra

CONHEÇA O

ESPAÇO SKY

Singular e inovador

100 a 300 pessoas para casamentos. 100 a 750 pessoas para formatura e corporativo.

Cozinha própria, estacionamento amplo, sistema de refrigeração, estrutura de iluminação e sonorização, amplos banheiros.

Cerimônia no local, decoração , camarim e palco.

Pé direito 9m e 950m2.

A partir de R$ 5000.

Conheça o espaço Sky A Casa vem com uma arquitetura moderna, alinhada ao que existe de mais inovador em traços contemporâneos, deixando ela muito mais elegante. Traz o conforto de estar no Centro de Joinville, de fácil acesso, em meio aos principais hotéis da cidade e pontos turísticos, trazendo comodidade e segurança.

Fique por dentro! Celebra mais de um evento por dia? ( )SIM ( x ) NÃO Flexibilidade no cardápio? ( x )SIM ( ) NÃO, Além de serviços como Finger Food com várias adaptações e ilhas Gastronômicas tradicional , regional e internacional. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim, pode levar. Não tem custos. Dispõe de acessos para deficientes? ( x )SIM ( ) NÃO A casa tem opção de open bar? ( x )SIM ( ) NÃO Oferece quais serviços extras? Alimentação e bebidas, decoração e ambientação, iluminação e sonorização.

Foto: Feux Fotografia

Foto: Feux Fotografia

Foto: Feux Fotografia

Rua Visconde de Taunay, 415 Centro | Joinville, SC (47)99775-5797 / (47)99758-5868

219


Conheça o universo Genebra

GENEBRA WHIRLPOOL

Foto: MiniEstúdio

CONHEÇA A

Tradicional e Funcional

100 a 400 pessoas.

Climatizado, bar e cozinha completos , amplo estacionamento privativo com segurança, área verde de lazer e palco.

Cerimônia ao ar livre e no interior do salão, recepção e gastronomia tradicional.

Pé direito de 5 metros e 600m2.

A partir de R$ 1300.

Conheça a Genebra Whirlpool! A Genebra Whirlpool já se tornou um salão tradicional na cidade de Joinville em função dos muitos eventos realizados com imenso sucesso anualmente. Procurada por aqueles que buscam um ambiente amplo, confortável, versátil, com gastronomia tradicional, além da facilidade e conveniência de trabalhar com uma empresa que oferece boa parte dos produtos e serviços necessários a realização de um evento de sucesso. Apesar do padrão alto dos serviços ofertados, a excelente relação custo benefício dos mesmos, contribuíram muito ao longo dos últimos anos para transformar este salão num dos mais concorridos da cidade

Fique por dentro! Celebra mais de um evento por dia? ( )SIM ( x ) NÃO Flexibilidade no cardápio? ( x )SIM ( ) NÃO Quais modalidades de serviço? Buffets, ilhas gastronômicas, mesas de antepastos, sequências de mini pratos, finger foods e empratado. Especialidade: Cardápio tradicional e farto. A Casa oferece louças, talheres e copos? Sim. Posso levar o meu próprio bolo de noiva? Tem algum encargo? Sim, pode levar. Não tem custos. Dispõe de acessos para deficientes? ( x )SIM ( ) NÃO A casa tem opção de open bar? ( x )SIM ( ) NÃO Tem horário para encerrar o evento? Não. Foto: Arlei Schimitz

Foto: Leandro Soares

Rua Dona Francisca, 7173 Zona Industrial Norte | Joinville,SC (anexo ao Gremio Whirlpool) (47) 3803-4537

220


Conheça o universo Genebra

CONHEÇA

NOSSOS SERVIÇOS Por Jornalismo Duo Fotos: Banco de Imagens

Pensando em relação custo benefício, comodidade e tranquilidade para os noivos, além das casas do Universo Genebra que você conheceu e poderá escolher o que mais se encaixa com o seu perfil e com a proposta do seu evento, temos uma gama de produtos associados e que trarão segurança, praticidade e confiabilidade, já que todos os serviços serão compactados no mesmo atendimento e você não precisa ficar se deslocando e conhecendo novos fornecedores para cada serviço.

Conheça nosso serviço de bar Para todas as casas do Universo Genebra, trabalhamos com os serviços tradicionais, onde o cliente escolhe suas marcas de preferência e paga por consumo. Além dessa modalidade e um grande diferencial das nossas casas, é o serviço de open bar. Essa opção deixa o bar aberto para os convidados consumirem, traz segurança para os noivos pois eles começam o evento sabendo o custo final do mesmo. O valor unitário desse

serviço é de R$ 45, onde inclui duas marcas de cerveja a escolha, águas, refrigerantes e suco. A vantagem financeira nesse caso é que quando você contrata o open bar, a rolha é livre, você pode trazer whisky, espumantes e energéticos sem pagar nada extra por isso. Ainda falando de bar, você pode contratar o serviço de bartender, onde é oferecido uma gama de drinks com e sem álcool a escolha dos noivos, já com móveis iluminados, auxiliar

de bartender e toda uma estrutura para bem atender seus convidados. Personalizando ainda o serviço de bar, você pode também optar pelo serviço que chamamos de Cardápio de Drinques, que é indicado para casais com convidados que não se encaixam em consumir cervejas ou outras bebidas oferecidas, e nesse caso, você personalizará quatro ou mais drinques e os convidados pedem direto no bar. Nesse serviço, o valor pago é diferenciado e unitário.

Conheça também espumantes, vinhos, barris de chope oferecidos com qualidade e bom preço, dirigidos diretamente para nossos clientes, serviços esses apresentados como grande diferencial do Universo Genebra.

221


Conheça o universo Genebra

Conheça nosso serviço de alimentação Nossa estrutura prima pela excelência e nossas criações partem de uma consultoria prévia com os clientes. Nossos Chefs resgatam memórias gastronômicas dos nossos clientes, resultando assim, numa satisfação personalizada no nosso atendimento. Além dos cardápios personalizados temos cardápio no estilo buffet americano, a inglesa, coquetel, finger food e estação de ilhas, estes pré determinados e com preços fixados apenas aguardando a escolha do cliente. Nossas casas tem diferentes estilos de cozinhas, mas todas atendem com flexibilidade o estilo do evento e o paladar dos seus convidados. Outra informação importante também, é que em todas as casas estamos aptos a atender seus convidados com alguma restrição alimentar.

A extrema dedicação com a utilização de produtos de primeiríssima qualidade na criação dos pratos é que permite o sucesso de nossos eventos e realização de sonhos.

Conheça nosso serviço de iluminação e sonorização Para esse serviço, temos vários pacotes com qualidade, segurança e alto padrão. Oferecemos um pacote standard com tudo que o casal precisa: mesa digital, caixas amplificadoras de qualidade, microfones, caixas com distribuição de frequência, DJ, técnico de som. Esse pacote completo, oferecemos pelo investimento de R$ 2500,00. *Exclusividade apenas nos equipamentos, caso o casal queira contratar DJ, não tem problema. Em caso de contratação de banda, os noivos podem trazer som e iluminação especiais.

222


Conheça o universo Genebra

Pista de led

Painel de led

Um show à parte. 25 m2, 100% segura, acrílica, três centímetros de altura, mas mesmo assim temos rampas nas laterais, 169 leds por m2, o que aumenta muito a qualidade e as possibilidades gráficas.

Oferecemos um painel de 12 m2, serve para agregar iluminação e sonorização e pode ser utilizado com várias configurações diferentes. Você pode contratar todos esses serviços num pacote só ou separados.

Conheça nosso serviço de decoração e ambientação Decoramos sua cerimônia e sua festa, independentemente do número de convidados. Trabalhamos com todos os perfis de decoração, do rústico ao clássico, de acordo com o estilo dos noivos. Oferecemos, mesas retangulares, mesas redondas,

toalhas, mobílias, souplas, muro inglês, painéis, espelhos venezianos, lustres, candelabros e muito mais. Decoramos sua cerimônia e sua festa. O grande diferencial desse segmento de decoração é que além das flores naturais, oferecemos flores

permanentes de altíssima qualidade e que viabilizam consideravelmente seu custo com decoração. Conheça também os buquês de flores permanentes.

Conheça outros serviços oferecidos pelo Universo Genebra Cabine Fotográfica

Bolo Cenográfico

As cabines fotográficas servem como entretenimento e diversão dos convidados, substituem com maestria as lembrancinhas do casamento, já que todos que tiram fotos, levam pra casa. Os noivos recebem um pen drive com todas as fotos , sem limite de fotos e os valores variam de acordo com a casa.

Pensando na proposta que a principal função da mesa de doces é estética e decoração, criamos a ideia estática de abrilhantar as memórias do seu evento. Os bolos cenográficos foram feitos para o que você tenha, independentemente do número de convidados, do orçamento disponível, uma mesa de encher os olhos e deixar boas fotos. Temos bolos de até sete andares, e o valor da locação é o mesmo, independentemente do número de convidados. ■

223


LIDERANÇA Marileia Wilke

ALCANÇANDO

Q

uantas pessoas podem dizer que conseguiram chegar ao topo? Que foram capazes de alcançar o sucesso de verdade? E o que é sucesso para você? Você pode dizer que chegou ao topo? Que alcançou o sucesso? Estar no topo, alcançar o sucesso são coisas subjetivas, para cada um de nós representa algo, tem um significado diferente. Então é preciso que saibamos o que significa estar no topo para nós mesmos e a partir disto ir em direção da conquista do nosso sucesso com o pensamento diário de “o que posso fazer hoje para ficar mais perto do sucesso”? No mercado competitivo já é comprovado que se destacam aqueles que possuem características de competências e qualidades que vão além da sólida experiência técnica e profissional. Então, quais são estas características que diferem as pessoas que chegam ao topo? Quais as habilidades das pessoas que alcançam o sucesso e se mantém no topo? Um ponto importante daqueles que alcançam o topo é possuir

224

objetivos claros e específicos. A primeira Lei do Triunfo de Napoleon Hill nos diz que: “quem não sabe o que quer, corre o risco de não entender o que encontrar”. E você sabe o que deseja? Sabe onde quer chegar? Saber onde deseja chegar é primordial para alcançar o topo e mensurar seus resultados. Afinal se você deseja colocar sua vida e carreira em movimento e quer alcançar o sucesso é preciso definir onde deseja chegar, o que quer alcançar. É preciso definir quais são seus objetivos e suas metas, pois, se não souber onde deseja chegar qualquer caminho te servirá e qualquer resultado estará adequado. Nosso caminho profissional só pode ser traçado com solidez se soubermos exatamente quais são os nossos objetivos e vontades. É preciso dirigir nossa carreira e empreendimentos partindo de um objetivo principal. Outro ponto importante das pessoas de sucesso é o foco e ação, Elas agem e buscam seus objetivos, seus sonhos. Colocam a mão na massa, vão à luta, arregaçam as mangas e tornam suas ideias e sonhos em realidade. São as pessoas que seguem intuitivamente

a frase de Walt Disney “tudo que você é capaz de sonhar, você é capaz de realizar”. Outra característica das pessoas de sucesso é o alto nível de adaptabilidade, elas se adaptam às mudanças e ao meio que estão facilmente. No mundo atual em que vivemos, onde a cada segundo algo muda e se transforma quem se adapta a isto, as diferentes situações, culturas e contextos tem grande chance de conseguir chegar e se manter no topo. Outra característica das pessoas de sucesso é a inteligência emocional. Pessoas emocionalmente inteligentes e resolvidas lidam melhor com os contratempos e situações adversas que surgem em seu caminho, veem as coisas de modo positivo, enxergam oportunidades nas adversidades. São pessoas que sabem lidar bem consigo mesmas e com as outras pessoas, possuem um nível de autoconhecimento que as auxilia em sua jornada rumo ao sucesso. A crença em si mesmo, é uma característica de pessoas de sucesso. Elas acreditam em si mesmas, em seu potencial. Acreditam que são

Foto: Banco de Imagem

O TOPO E O SUCESSO


capazes de realizar e de alcançar o que desejam, não duvidam de sua capacidade de realizar. Além disto, investem em sim mesmas e se preocupam em buscar novos conhecimentos, estão em aprendizado continuo, buscam novos conteúdos técnicos e novos comportamentos, tem a consciência que é preciso aprender diariamente e que isto faz toda a diferença para sua carreira e seu negócio. A interação com o mundo, saber se comunicar e se relacionar com as pessoas e o mundo ao seu redor são habilidades que uma pessoa de sucesso possui. Sua percepção e habilidade para lidar com pessoas diferentes e situações controversas auxiliam e aumentam suas chances de êxito no alcance de seus objetivos. E uma característica marcante de pessoas de sucesso, que chegam e se mantém no topo, é a capacidade de criar e inovar, de estar sempre em busca de algo novo

e não se conformar com sua zona de conforto. Elas buscam sempre algo novo e diferente, querem mais, querem ir além do que já alcançaram e estão se desafiando constantemente. E acima de tudo, as pessoas de sucesso tem a habilidade de olhar além, de visualizar além do hoje, elas possuem visão. Elas olham a longo prazo, enxergam seus sonhos, objetivos e metas realizados, concretizados. E esta visão é uma de suas fontes inspiradoras e impulsionadoras para realizar e não desistir de seus sonhos e objetivos. E mais do que tudo, as pessoas de sucesso são pessoas motivadas, pessoas que agem, que buscam a cada dia se superar e alcançar seus objetivos. E independente de seu objetivo, de seu sonho você deve ter a consciência que agir corretamente, com foco e persistência é a chave do sucesso para todas as áreas de nossa vida. Devemos fazer planos, aprender

com nossos erros, ser flexíveis quando for preciso, mudar o trajeto quando necessário e focar no que realmente desejamos e ansiamos intensamente. E tenha um propósito na vida, sempre aja de acordo com os seus valores e mantenha o foco em seu objetivo principal. E lembre-se quando chegar ao topo deverá continuar sempre com todos os comportamentos que o fizeram chegar lá! Faz sentido para você? E se precisar de auxílio para alcançar seus objetivos, se manter no topo ou realizar seus sonhos, entre em contato comigo. ■

MARILEIA WILKE COACHING Life & Professional Coach marileiamw@globo.com 47 9 9913-0247

225


DIREITO

As dez maiores técnicas de um negociador Q

uando se fala em negociação, é natural lembrar de grandes corporações com conflitos complexos e altos valores envolvidos. Mas a aplicabilidade das melhores técnicas de negociação vai de uma simples discussão no dia a dia até a visita a casa de um familiar, passando pelos mais variados cenários possíveis. Uma pessoa que domina essas técnicas está preparada para extrair o melhor de uma relação, em benefício próprio, de terceiro ou de todos os envolvidos. Nesse artigo, iremos abordar algumas das técnicas destinadas à compreensão de pessoas, cenários e interesses, seja em uma negociação corporativa ou em um conflito familiar.

226

1

ADMINISTRE VITÓRIAS E DERROTAS

Uma pesquisa de Kahneman e Tversky ganhadora do Nobel demonstra que o ser humano tende a preferir um maior número de vitórias do que de derrotas. Isso faz com que o impacto de uma grande exigência seja menor, desde que feito de uma só fez e de maneira rápida – gerando a sensação de apenas uma “derrota” na outra parte. De outro lado, as concessões devem ser emitidas de forma fragmentada e lenta, proporcionando diversas recompensas e dando boas notícias em etapas na negociação.

2

CONTROLE SUAS EMOÇÕES RACIONALMENTE A capacidade de autopercepção e controle das emoções é uma habilidade necessária para o ser humano conviver de forma harmoniosa em sociedade. Essa habilidade é vital quando se trata de negociações, já que dentre os poucos fatores de certeza está o fato de que há necessariamente um conflito ou divergência de interesses. Quando uma negociação atinge um nível de acaloramento maior, é possível solicitar um intervalo para um café – possibilitando a redução dos ânimos, por exemplo. Outra alternativa é alterar o foco do assunto, fugindo do tema do conflito.

Foto: Banco de Imagem

Artur Caminha


5

ADMINISTRE SUA FELICIDADE

Quando há um conflito frontal entre duas partes, a demonstração de satisfação pessoal com um acordo pode gerar a sensação de que houve aproveitamento demasiado na negociação. O pesquisador Jared Curhan explica que negociadores tendem a se interessar menos em trabalhar com colegas que expressam satisfação com seus resultados do que com os que aparentemente demonstram menor satisfação. Por esse motivo, administrar a empolgação diante de um bom negócio é fundamental.

6

MANTENHA AVANÇOS E EVITE RECUAR

3

SAIBA OUVIR

Saber ouvir é considerada uma habilidade de negociação crítica. Muitas vezes, uma argumentação contrária pode minar a negociação e elevar os nervos. A alternativa é compreender os interesses e pontos de vista envolvidos.

4

FAÇA CONTRAPROPOSTAS As pessoas são motivadas por interesses. Raramente uma proposta é inegociável ou o negociador é irredutível. A solução é ignorar essa questão e identificar o conteúdo da proposta, fazendo uma contraproposta que satisfaça os interesses da outra parte.

É comum que em uma negociação a outra parte tente fazer recuar ou impor o pensamento dela ao seu. Uma técnica de negociação sugere que se estabeleça um ritmo de exigências rígidas até que a outra parte demonstre um ponto de vulnerabilidade e ceda. Em um cenário desses, é importante esclarecer que as trocas e concessões devem ser recíprocas e manter-se firme diante da pressão.

7

ESTEJA PREPARADO PARA RECEBER ATAQUES PESSOAIS

Enfrente o argumento, não o orador. Essa regra nem sempre é respeitada nas negociações. É preciso estar preparado para receber ataques pessoais e insultos pesados. Em um ambiente hostil, ataques pessoais possuem a capacidade de alimentar inseguranças e demonstrar vulnerabilidades. Fazer uma pausa na discussão, reorganizar as ideias e deixar claro que insultos pessoais não serão tolerados é fundamental.

8

TENHA CONSCIÊNCIA DO PODER DE UM BLEFE

Seja cético. Desconfie quando o cenário parecer bom demais. A negociação exige que todas as informações sejam validadas e certificadas de sua veracidade. Fatos exagerados e deturpados pela outra parte podem deixar você desprevenido em uma negociação.

9

BOM POLICIAL E MAU POLICIAL

A famosa tática de negociação realizada em dupla, onde uma delas demonstra inflexibilidade e a outra maior razoabilidade de compreensão. É preciso ter em mente que os dois estão em um esforço conjunto para aumentar os ganhos da negociação.

10

SAIBA RENEGOCIAR

Acertar o acordo na primeira é de extrema importância, mas por vezes não é possível. Por isso que é preciso saber renegociar os termos de algo já consolidado. Contratos com períodos curtos com intervalos objetivos facilitam a alteração das condições. Inclua uma cláusula que obrigue as partes a sentarem e discutir as obrigações de cada uma em determinadas situações. ■

227


CONTABILIDADE Ivanise Vieira Ogliari

10 perguntas!

M

uita gente acha que contabilidade é tudo igual, mas acredite: encontrar a empresa certa pode levar seu negócio muito mais longe! Isso porque, quando a parceria funciona, você para de se preocupar com questões burocráticas e passa a focar naquilo que realmente importa, que é fazer sua empresa prosperar. E é fazendo as perguntas certas que você consegue diferenciar a contabilidade perfeita para você. 1 - Ela está alinhada aos seus objetivos? É importante saber se vocês estão no mesmo barco. A contabilidade certa pode te fornecer dados que poderão te ajudar a atingir determinados objetivos de mercado, por exemplo. Por isso, se vocês trabalharem juntos, tem grandes chances do resultado ser

228

satisfatório para os dois lados. 2 - Ela se atualiza constantemente ou “parou no tempo”? Já foi o tempo em que a contabilidade era sinônimo de algo antiquado. Hoje em dia, muitas empresas abandonaram a papelada e abraçaram o digital onde muitos procedimentos ocorrem de maneira rápida facilitando a rotina do empresário. Por isso, verifique se a empresa está sempre se atualizando e se os processos fazem sentido com a realidade atual. 3 - Ela só cuida dos números ou vai além disso? Uma contabilidade parceira de verdade irá atender sua empresa de forma consultiva. Funciona como uma verdadeira terapia de negócios, onde você pode expor suas ideias, que objetivos pretende atingir e trocar informações importantes.

4 - Ela usa a mesma receita para todos os perfis de clientes? O que vale para um consultório de dentista não vale para uma loja de calçados. É importante saber se a contabilidade oferece serviços de acordo com o perfil de cada cliente e está preparada para atender essas necessidades. Nessa hora, uma experiência de mercado multidisciplinar faz toda a diferença. 5 - Ela facilita a sua vida ou parece só complicar as coisas? Para levar seu negócio mais longe, a burocracia tem que sair do caminho. É por isso que uma contabilidade atualizada e com processos simples é tão importante. Se até pagar contas ficou mais fácil depois da internet, os procedimentos contábeis podem ser simplificados também.

Foto: Banco de Imagem

Descubra a contabilidade certa para você em


6 - Ela é acessível? Conversar com a sua contabilidade tem que ser uma tarefa fácil, tanto pela disponibilidade de canais quanto pela linguagem usada. Jargões difíceis não combinam com informações claras e transparentes: é preciso que a comunicação aconteça sem travas.

Parceria: encontrar a empresa certa pode levar seu negócio muito mais longe.

7 - Ela te ensina coisas novas? Os melhores relacionamentos são aqueles que te acrescentam. Se a sua contabilidade está disposta a compartilhar informações e te ensinar coisas novas, essa parceria só tem a crescer. 8 - Você se identifica com o posicionamento dela? Empresas não são apenas estruturas focadas em lucrar. Elas

É DIGITAL. É FÁCIL. É PARA VOCÊ. Com processos e tecnologias inovadoras, criamos soluções que ajudam empresas a prosperar sem aquela burocracia e papelada de sempre. Por quê? Porque acima de tudo acreditamos no seu negócio. E queremos te ajudar a levá-lo até onde ele merece estar: o topo.

velev.com.br

são formadas por pessoas e, por isso mesmo, podem ter seus próprios ideais e propósitos. Veja como a contabilidade se expressa em seu site e redes sociais e então analise se esse posicionamento está de acordo com o que você acredita. 9 - Ela tem experiência? Uma empresa que possui ampla experiência em seu segmento de mercado pode estar muito mais preparada para atender o seu negócio. Afinal, é vivendo que se aprende. 10 - Ela inspira confiança? Ao escolher uma contabilidade é preciso ter certeza de que você está tomando a decisão mais sábia. Encontrar a empresa certa pode levar seu negócio muito mais longe. ■


DUO ECONOMIA

Joinville é a cidade mais rica de Santa Catarina

Como o município conquistou essa posição? Em entrevista à Duo, o jornalista Claudio Loetz faz um apanhado sobre os últimos 10 anos na maior economia do estado e quais são as expectativas para a próxima década. Por Jornalismo Duo Fotos: Arquivo Pessoal e Banco de Imagem

230


Claudio Loetz é jornalista especializado em economia. Colunista de economia do jornal A Notícia e da NSC Comunicação. Vencedor de três prêmios de Jornalismo Econômico da FIESC, em 1998, 2015 e 2017.

1- Como você avalia Joinville nos últimos 10 anos na área econômica? Claudio Loetz - Há dez anos, em 2008, Joinville vivia o começo de um período de crise econômica global, que teve seus reflexos generalizados sobre a atividade econômica em todas as latitudes no mundo todo. O fato de Joinville ser uma cidade marcadamente industrial criou, à época, dificuldades adicionais à recuperação. Isso se deveu, também, a outra circunstância: boa parte das grandes empresas locais é exportadora. Naquele período de crise mundial - que atingiu a todos, indistintamente - e foi até 2010 - as exportações também sofreram forte baque. Este conjunto de fatores deprimiu a economia, causou perda de renda e travou expansão dos negócios. 2- Quais foram os avanços desde então? Claudio Loetz - Os avanços são enormes. Joinville evoluiu em diferentes aspectos. Embora a indústria ainda seja muito importante na formação da riqueza, as

áreas de serviços e até o comércio já respondem por fatia majoritária da economia. A diversificação das atividades e, portanto, a menor dependência das indústrias contribui para que o desenvolvimento seja mais heterogêneo. Isso é bom, e está em linha com o que se espera de sociedades contemporâneas. O período 2011-2013 foi de recuperação e expansão contínua, muito embalada pelo expressivo aumento da capacidade de consumo dos brasileiros e de política industrial com vantagens fiscais para setores intensivos em mão de obra e subsídios. 3- Joinville tem o maior PIB do Estado. Que setores alavancam o bom resultado? Claudio Loetz - Sim, Joinville é a mais rica cidade catarinense. Industrialmente, as áreas metalmecânica e de plásticos são as mais significativas. Mas, como dissemos, a boa performance de outros segmentos dinamizam a cidade. 4- Joinville é atrativa para investidores? Claudio Loetz - Sem dúvida. Há vários fatores a explicar isso. Alguns dos principais são: • a progressiva diversificação dos negócios; • a sua posição geográfica, equidistante entre os principais mercados do Centro-Sul, de São Paulo a Porto Alegre; • a proximidade de cinco portos (os terminais privados e o porto público de São Francisco do Sul, Itapoá, Itajaí-Navegantes); • a qualidade de mão de obra, reconhecida pelos investidores que se instalam ou buscam se instalar por aqui; • a retomada de negócios na área de tecnologia, associada a uma plena compreensão da Prefeitura para a necessidade políticas públicas

231


DUO ECONOMIA

voltadas a dotar Joinville de uma nova matriz econômica. 5- Qual é o foco a ser perseguido? Claudio Loetz - O foco é viabilizar a interação entre os empresários, os investidores, com a academia e o Poder Público na direção de atrair segmentos novos e encaminhar transformação da matriz econômica. A nova revolução industrial em curso será inevitável. Já está aí. E quem não se adaptar a ela, estará a caminho do fim. A tecnologia, em todas as suas vertentes possíveis, domina, e cada vez mais dominará a cena econômica. 6- Você se refere a quê? Claudio Loetz - Falo do advento da indústria 4.0 com robotização, nanotecnologia e intensificação de processos e modos de produzir bem distintos dos conhecidos da era anterior, fordiana, a exigir nova mentalidade e rápida ação transformadora por parte de todos que queiram se manter competitivos nas próximas décadas. 7- Qual é a expectativa econômica para Joinville nos próximos 10 anos? Claudio Loetz - Impossível prever

232

o futuro. Muito menos com este enorme distanciamento temporal sugerido pela pergunta. O que dá para afirmar é que verificaremos um fenômeno já observado nos grandes centros urbanos: a conurbação. Joinville será o epicentro de uma região geoeconômica espraiada que virá de Garuva, ao Norte; passará logicamente por Itapoá e São Francisco do Sul em direção até Itajaí. Neste espaço, vamos ver a construção de uma nova realidade. 8- O que deve acontecer? Claudio Loetz - Seremos um polo fortíssimo de indústrias de segmentos como os de biomedicina, novos materiais, ciência, centros de pesquisas, logística, centros de distribuição, serviços, universidades, e indústrias de setores já consolidados desde que se ajustem aos padrões que vierem a surgir globalmente. 9- O Parque Tecnológico será o grande destaque neste cenário? Claudio Loetz - O Ágora Tech Park vai ser construído no Perini Business Park, no distrito industrial de Joinville. O projeto arquitetônico foi escolhido em concurso nacional e o primeiro prédio deverá ficar pronto em março de 2019. Lá,

será gestada a mudança gigante da economia joinvilense. Startups, empresas inovadoras de distintos portes e características, empresas de ramos variados e a disseminação de conhecimentos múltiplos vão criar um ambiente adequado para que Joinville se insira, de vez, neste novo mundo que está chegando. A parceria entre o Perini, o Join.Valle e a academia propiciará isso. 10- O que ainda falta fazer para Joinville ser mais convidativa para o cidadão? Claudio Loetz - Joinville tem algumas deficiências históricas e bem conhecidas, que acompanham o modelo de construção da cidade. Precisamos, com máxima urgência, de parques de lazer efetivos, que cumpram o papel de agregar as pessoas em torno de áreas verdes e com infraestrutura satisfatória para isso. A outra limitação séria é a da mobilidade urbana. Nunca houve planejamento urbanístico. A cidade será estrangulada em vias pequenas e excesso de veículos. E o terceiro aspecto que lembro aqui, é a ausência de um teatro digno deste nome. Sociedades desenvolvidas e civilizadas aliam trabalho, renda, lazer e cultura. ■


PUBLIEDITORIAL

SUSTENTARE Escola de Negócios Inovação, sustentabilidade e alta performance em educação. Por Tabata Kadur Fotos: Divulgação

F

undada e dirigida por Wilmar Cidral e sua esposa Cinthia, a Sustentare Escola de Negócios tem uma trajetória de sucesso e credibilidade em Joinville. Acompanhando o propósito de seu fundador, a criação da escola em 2005 já tinha como objetivo impulsionar e inovar a educação na cidade. Segundo Cidral, a Sustentare é uma consequência de sua própria história de vida: “meu vínculo com a área e as causas do meio ambiente sempre foi premente. Além disso, a questão da educação esteve sempre presente em minha vida”, conta. Formado em Administração pela antiga Furj (Univille), depois de uma experiência profissional na cidade de Blumenau, Cidral iniciou sua caminhada no universo acadêmico, convidado a lecionar na Furb e algum tempo atuava na coordenação de pós-graduação da instituição. Retornando a Joinville, Cidral e sua esposa deram início ao projeto

234

da Sustentare. “A cidade naquela época era muito carente no ensino. Muitas pessoas saiam da cidade para estudar, a maior cidade do estado não tinha muitas opções de curso”, explica. Cidral iniciou então a implantação dos cursos de especialização em Joinville, ao final de 2005. “O projeto da Sustentare sempre teve esse viés da sustentabilidade, que i m p a c te as pessoas e, na medida do possível, tenham um olhar para o meio ambiente e o mercado de trabalho”, argumenta o empresário. Quando a escola foi fundada, com apenas uma sala e escritório, as aulas eram ministradas em hotéis e outros ambientes. Com um rápido crescimento, já em 2006, a Sustentare tomou corpo e mudou sua localização para o endereço atual na rua

Coronel Santiago, com amplo espaço para atender a demanda de público. Quanto ao caráter dos cursos, Cidral explica que seu posicionamento estratégico, sempre focou na área de negócios: “tudo que orbite negócios e torne a gestão mais produtiva, nós estamos vinculados. Finanças, operações, pessoas, marketing, tudo isso flui. E em determinadas épocas outras estratégias surgem, como o design estratégico, por exemplo”. Cidral afirma que, recentemente, a questão da inovação e o impacto da tecnologia também foram inseridos nas grades curriculares da Sustentare, como a Internet das Coisas e a Indústria 4.0. A Sustentare oferece hoje mais de 50 opções de cursos, com mais de 30 cursos rodando concomitantemente. “Um outro predicado que buscamos é a personalização do curso. Na medida que o indivíduo é único, ele tem suas próprias necessidades de desenvolvimento. Nossos módulos possibilitam trilhas de aprendizagem personalizadas”, diz. Com mais de 500 alunos ativos, a escola também atende muitos alunos de fora de Joinville. Mais de 25% dos alunos são de outras cidades. “Vejo que a maior semelhança do público que procura a Sustentare são pessoas que percebem e entendem a educação como algo transformador, que contribui para a alavancagem

“Nosso lema é: só há aprendizagem quando há mudança de comportamento”.


de suas próprias vidas e negócios”, afirma Cidral. As aulas são ministradas, em sua maioria, aos fins de semana (sexta pela noite e sábado de manhã) e, em alguns casos, nas segundas e terças-feiras, ou nos programas in company, de forma quinzenal. Os cursos de especialização e MBA têm em média a duração de 18 meses, mas a escola também proporciona a personalização do tempo de curso, como o exemplo do “My MBA”, em que o aluno escolhe as disciplinas no site e pode terminar o curso em um ano, por exemplo.

Dentre os diversos diferencias que tornam a Sustentare uma escola completa e inovadora, a preocupação com o corpo docente é uma máxima. Os professores contratos possuem alto nível profissional, que combinam teoria e prática de forma equilibrada. Além disso, a metodologia dos cursos possui índices relevantes de aplicabilidade, com o conteúdo acadêmico efetivo à vida profissional dos alunos. Isso tudo aliado a boas experiências, dentro e fora de sala de aula, como o coffee break especial, amplo espaço de convívio, atividades integradas, e desafios como o da aula máster, incentivando o colaborativismo.

INCENTIVO AOS ESTUDOS A Sustentare possui uma série de programas que visam incentivar e viabilizar as oportunidades de estudo. Confira: • Carona Solidária: se quatro alunos vierem às aulas no mesmo veículo, a escola faz o reembolso de 100% do combustível investido para o deslocamento. • Cama Solidária: o aluno que acolher outro estudante de fora da cidade, também recebe um incentivo financeiro da escola. • Hotéis Conveniados: para alunos que se hospedam em hotéis parceiros, parte do valor pago à hospedagem é reembolsado ao estudante. • Bolsas de Estudo: diversas bolsas e descontos nas mensalidades são oferecidos aos estudantes mediante a provas, histórico escolar e projetos sociais vinculados.

PROJETO EMPRESARIAL APLICADO (PEA) Cidral explica que para desmistificar o temido TCC, a Sustentare inovou o projeto de conclusão de curso. “Para fazer um projeto de impacto não há que ser dolorido, é preciso ter significado”. O projeto empresarial visa aplicar o conteúdo aprendido na prática profissional dos alunos. É preciso encontrar um problema na empresa e em sua área de atuação e propor uma solução prática. “Um dos avaliadores do projeto é, inclusive, o próprio gerente do aluno. Com esse projeto os alunos já obtiveram todo o tipo de resultado, de pessoas que foram promovidas por conta do impacto do projeto, a profissionais que elaboraram suas próprias empresas”, conta.

Outro grande destaque da Sustentare é sua parceria com universidades no exterior. A escola dá possibilidade dos alunos participarem de programas internacionais de estudos vinculados à Universidade Nova de Lisboa, para realização de disciplinas ao longo do curso, inseridas na carga horária. Para quem entende que estudar e se atualizar é uma necessidade básica, Wilmar Cidral deixa a reflexão e o convite para conhecer a Sustentare: “Acredite que a educação pode mudar o mundo. À medida que fazemos bem ao outro, fazemos a nós mesmo. Dessa forma, a educação transforma as pessoas, a comunidade, o estado, o país e o mundo”. ■

SUSTENTARE ESCOLA DE NEGÓCIOS Rua Coronel Santiago, 400 Anita Garibaldi, Joinville – SC (47)3026-4950 sustentare.net /sustentare @sustentare

235


PUBLIEDITORIAL

Conheça a instituição financeira da comunidade Por Taty Feuser Fotos Arquivo Sicredi

A

o chegar na superintendência da Sicredi, região Norte, em Joinville, o visitante se depara com um painel que resume toda a história dessa instituição financeira. Só no norte catarinense, são 20 anos de mercado. A cooperativa que nasceu no Rio Grande do Sul é centenária. Apesar de ser hoje uma grande rede, quem vai à Sicredi se sente parte de uma grande família. Nesse mesmo painel da recepção, o visitante entende o motivo. Na parede quatro frases resumem a essência dessa instituição: • Ser alegre e acolhedor; • Simples, próximo e ativo; • Cuidar da saúde financeira do

236

associado; • Promover a prosperidade das pessoas, empresas e sociedade. E isso é claramente percebido também no atendimento. Todos os profissionais são receptivos, acolhedores e estão dispostos e preparados para ajudar. Por isso, que a Sicredi Norte SC não para de crescer. A cada ano aumenta o número de associados. Em 2017 cresceu 12,5%. “Nossos associados são as pessoas que estão aqui na comunidade, a Sicredi conhece as pessoas, as pessoas conhecem a Sicredi”, explica o presidente Nilton João Floriano. De acordo com o presidente da Sicredi Norte SC, durante dez anos a cooperativa não investiu em móveis

ou bens materiais para a instituição. Todo o dinheiro previsto para melhorias foi aplicado na formação de pessoas, na qualificação, com a finalidade de bem atender o associado. “Então, hoje a gente tem condições de ter uma equipe que faz bem feito o seu trabalho, com uma competência técnica interessante para o mercado. A gente consegue atingir o propósito que é cuidar da saúde financeira e social. Quando a empresa quer um empréstimo, por exemplo, eles estão preparados para mostrar qual opção é mais interessante ou viável. Assim, o nosso associado fica motivado a consumir os produtos e serviços da cooperativa”, explica Floriano.


Café de Negócios Sicredi

Sicredi na ExpoGestão

A Sicredi é feita por pessoas e para pessoas. O diferencial é um modelo de gestão que valoriza a participação. O lucro das operações é reinvestido localmente. Os preços são bastante competitivos, não perdem em nada para as instituições financeiras convencionais. Numa instituição financeira comercial, o lucro vai para um acionista que não se sabe quem é, não se sabe onde está. Gera-se riqueza. Mas, para onde vão esses valores? A pergunta fica sem resposta. A cooperativa é totalmente diferente. O presidente da Sicredi Norte SC Nilton João Floriano, ilustra

bem as vantagens desse modelo no que ele chama de “círculo virtuoso”. “Quando a gente faz negócio com a cooperativa, a gente está deixando a receita no CNPJ da cooperativa. A Sicredi é propriedade do sócio. O sócio recebe distribuição do lucro de volta. Ele pega esse dinheiro e reinveste na comunidade. As pessoas passam a consumir. Com esse bem-estar as empresas passam a produzir mais, geram emprego, renda. Isso impacta positivamente na qualidade de vida das pessoas. Elas passam a consumir mais os produtos da cooperativa, consórcios, seguro, financiamento, caderneta de poupança. Uns passam a poupar, outros a investir. Isso gera resultados para cooperativa, que distribui o lucro para o sócio e aí começa mais um ciclo”, argumenta ele. A Sicredi Norte SC está presente em Joinville, por meio de nove agências. Atua também em outras cinco cidades: Guaramirim, Garuva, Jaraguá do Sul, Itapoá e Balneário

Presidente Nilton João Floriano

Barra do Sul. Até 2017 a cooperativa, a cada dois anos, dobrou de tamanho. Na questão de volume de dinheiro administrado, carteira de crédito, resultados cresceu 50% ao ano. “Vamos continuar crescendo a dois dígitos seguramente. O que nós temos de bom é que em tempos de crise, a gente cresce mais rápido. Porque ao contrário do sistema financeiro tradicional, enquanto os bancos fecham as carteiras de crédito, a nossas cooperativas continuam atendendo as necessidades do cliente, do associado”, afirma Floriano. A Sicredi é multisetorial, é para todos. Atende empresas, microempresas e pessoas físicas. “Nós temos que comunicar cada vez mais para as pessoas que a Sicredi é uma ferramenta de organização econômica da sociedade”, completa o presidente. ■

SICREDI

Gente que coopera cresce! www.sicredi.com.br /SicrediNorteSC

237


CARREIRA

Carreira em W:

conheça esse novo modelo de desenvolvimento

C

hega um momento na carreira em que um ponto de interrogação gigantesco despenca na cabeça dos profissionais: qual o melhor caminho para o desenvolvimento dentro da empresa? Frequentemente, ou fatalmente, a resposta será trilhar uma carreira voltada para níveis gerenciais, afinal, este é o caminho natural para o crescimento dentro de um organograma clássico. Problema 1. Nem todo técnico é um bom gestor. E para assegurar a retenção daquele talento, muitas vezes a empresa faz “vistas grossas” a este problema. Problema 2. Mesmo tornando-se gestor e melhorando sua remuneração e expectativas de carreira, o profissional tornava-se

238

insatisfeito. Sua “alma” continuava lá do outro lado, na área técnica. O resultado da equação “problema 1 + problema 2” é óbvio: todo mundo fica infeliz e insatisfeito. A partir dessa percepção as empresas desenvolveram a carreira em Y. A analogia com a letra é explicada pela possibilidade de escolher entre duas opções de carreira, a gerencial ou a técnica. Mas na estrutura complexa das organizações atuais, a carreira em Y simplesmente não consegue dar conta de todo o trabalho. A carreira em W proposta por Rigaud é a junção de dois Ys, possibilitando maior versatilidade e flexibilidade nos cargos e no desenvolvimento interno. É muito interessante para atrair os profissionais das gerações Y e Z, que buscam o crescimento e reconhecimento

profissional, mas por meio de um caminho muito particular, que passe, necessária e obrigatoriamente, por seu desejo de escolha. Este tema é muito importante na atualidade, tanto é que o professor e consultor Rogério Leme, aborda a Carreira W, no curso Remuneração Estratégica aqui na Sustentare Escola de Negócios. Na carreira em W é fundamental ofertar um leque de oportunidades combinando movimentos variados na carreira, tanto horizontais quanto verticais. Desta forma, o modelo apoia a valorização das potencialidades do profissional. A implementação nas empresas passa pela completa revisão do quadro de cargos e salários e das trilhas de desenvolvimento e de carreira. Após essa revisão interna, a empresa está

Fotos: Arquivo pessoal e divulgação

Wilmar Cidral


Diretor e educador na Sustentare Escola de Negócios pronta para apresentar aos seus clientes internos, os profissionais, uma trilha de desenvolvimento que incluirá trajetórias comuns, tanto para os que optem pelo caminho de gestor ou pesquisador. Gestor e pesquisador apenas para ficarmos nas duas pernas iniciais do W, porque nas organizações complexas, essas novas pernas podem ser infinitas. Em algumas, por exemplo, fala-se em três pernas, incluindo a carreira de gestor de projetos, por exemplo. Em empresas extremamente complexas, já faz mais sentido em deixar de lado a carreira em W e falar em carreiras paralelas. Um dos desafios deste novo modelo é assegurar que todas as pernas do W tenham as mesmas oportunidades de desenvolvimento e cargos com equivalência similar.

O QUE É E COMO FAZER UM PLANEJAMENTO DE CARREIRA? Os holandeses Mathieu Weggeman e Cees Hoedemakers, autores de “Managing Professionals? Don’t!”, sugerem que as organizações devem dedicar tempo e recursos a cuidar bem dos profissionais que cuidam dos clientes. Ou seja, é preciso considerar toda a estrutura como essencial para o desenvolvimento da organização e dar oportunidades iguais para todos. É claro que mesmo que siga pela trilha técnica, o profissional precisará desenvolver competências específicas como liderança de pessoas, gestão de relacionamentos interpessoais, feedback/feedforward (temos um curso online sobre este assunto) e etc. Enfim, quando se atinge um determinado momento da vida empresarial, é chegada a hora de escolher uma entre três possibilidades: a carreira de gestor, a carreira de pesquisador

(Y) ou — a mais nova opção — a carreira de gestor de projetos (W). Um gestor de projetos necessita de competências que mesclam habilidades administrativas com muito conhecimento técnico. É a principal diferença dessa perna do “W”, explica Daniele Krassuski Fonseca, diretora de recursos humanos da Embraco. O sistema está disponível para os profissionais da área de pesquisa e desenvolvimento em todas as unidades da empresa, inclusive fora do Brasil. A carreira em W ainda engatinha no Brasil, mas é um recurso importante para manter a atratividade e a retenção de talentos. Para os profissionais, conhecer a carreira em W é significativo para ampliar seu leque de oportunidades ao buscar um ambiente de trabalho que coincida com suas convicções pessoais. ■

239


DUO

TECNOLOGIA

Joinville: inovar é sua vocação! Os últimos dez anos têm sido de transformações profundas na forma de fazer negócios e inovar, onde iniciativas isoladas já não encontram mais espaço. O determinante é criar ecossistemas colaborativos. É uma mudança de padrão mental que não é fácil, mas essencial para o futuro dos negócios e das cidades. A Duo traz na entrevista com o Presidente do Núcleo de Inovação da ACIJ Daniel Wendorf uma análise sobre o tema. Por Jornalismo Duo Fotos: Banco de imagem e Wanessa Rock

240


1 - Como você avalia Joinville nos últimos 10 anos na área de tecnologia e inovação?

Formado em Ciência da Computação pela UFRGS. Especialista em marketing, gestão por processos e gestão estratégica. Atuou no mercado de tecnologia e inovação em Porto Alegre, Lisboa, Porto e Florianópolis. Deixou a carreira de consultor e gerente de unidade para empreender em Joinville. Atual Presidente do Núcleo de Inovação da ACIJ e Consultor Técnico da Softville. É CEO da PINGO Media, startup de marketing de experiência onlife. Propulsor Dazideia em Joinville. Participa como mentor e organizador do Startup Weekend. Atualmente é o gestor responsável pela execução da ExpoInovação 2018.

Daniel Wendorf - Nessa última década, o DNA empreendedor e inovador de Joinville, presente desde a sua fundação, e a forte cultura de tecnologia em software desenvolvida a partir da Datasul, foram postos a prova. Enquanto algumas cidades se tornavam polos de inovação através da criação de ecossistemas propícios para o desenvolvimento de startups, Joinville ainda dependia de iniciativas isoladas para obter sucesso nessa nova economia. Entretanto, nos últimos anos esse cenário começou a mudar de forma intensa e muito peculiar. Boa parte das iniciativas vieram de empreendedores pioneiros que, com apoio de entidades privadas, promoveram uma série de eventos e capacitações que fomentaram uma nova mentalidade empreendedora na cidade, como por exemplo o Startup Weekend, e o programa Joinville Startups (atual

Startup SC com apoio do Sebrae). A vontade de fazer acontecer e a escassez inicial de recursos financeiros impulsionaram um senso de colaboração entre esses empreendedores dificilmente visto com a mesma força em outros ecossistemas. Hoje, é um dos grandes diferenciais de Joinville. 2 - Quais os principais avanços? Daniel Wendorf - A verdade é que atualmente vivemos um novo e excelente momento. A cidade vem acelerada na recuperação de terreno, e já se coloca entre as melhores cidades brasileiras para se empreender, sendo eleita recentemente pelo Financial Times a melhor cidade de médio porte da América do Sul para receber investimentos. As incubadoras de base tecnológica como a Softville e o Inovaparq e de negócios de impacto social como a Cause, estão muito atuantes. Coworkings e Fablabs também foram criados e participam ativamente desse movimento. A instalação do Instituto SENAI de Inovação em Sistemas de Manufatura e Processamento a Laser e a fundação da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), com sede em Joinville, reforçaram a vocação da cidade para a inovação industrial. Empresas tradicionais começaram a perceber a importância da inovação aberta e da aproximação com o ecossistema de startups, buscando participar ativamente de núcleos empresariais de fomento a inovação, como por exemplo o Núcleo de Tecnologia e Inovação da ACIJ, que em menos de um ano de atuação recebeu cerca de 40 novos nucleados, desde startups até grandes empresas como Embraco, Ciser e Tigre Em paralelo, temos o programa Join.Valle, que realiza um trabalho colaborativo para definir e realizar uma visão de futuro para a cidade. O programa, que ganhou força e

241


DUO

TECNOLOGIA

gerou importantes entregas nos últimos meses, passa agora a ser independente do governo, com objetivo de garantir a perenidade. 3 - Joinville é promissora nessa área? Daniel Wendorf - A resposta objetiva é sim. E a cidade vem fazendo seu dever de casa. Além das iniciativas anteriormente mencionadas, nos últimos três anos a academia, a iniciativa privada, o poder público e a sociedade civil organizada vêm participando em conjunto na criação de projetos, como no caso do Ágora Tech Park, um parque tecnológico de 70 mil m2 que nasce dentro do Perini Business Park, o maior condomínio industrial e de negócios da América do Sul. 4 - Como você avalia neste cenário a criação do Ágora Tech Park? Daniel Wendorf - O Ágora deverá sediar diversos tipos de empreendimentos, tais como aceleradoras, incubadoras, startups, coworkings empresariais e industriais, empresas

242

de tecnologia, laboratórios e centros de pesquisa. Se, para muitos, o que faltava era um ponto comum, um ambiente único onde empreendedores e pesquisadores pudessem interagir, colaborar e criar novos projetos, em março de 2019 não mais faltará. Será um grande avanço para a cidade que, se bem gerido e com uma cultura inclusiva tem potencial para colocar Joinville em posição de destaque no mapa mundial de inovação. 5 - Qual a expectativa para os próximos 10 anos? Daniel Wendorf - A cidade reúne muitas das condições necessárias para liderar em inovação. A pujança industrial fomentará essa nova matriz econômica, garantindo ambiente fértil para o desenvolvimento de projetos inovadores. O ambiente físico do Ágora Tech Park deverá ser um grande propulsor para novos negócios. Outros grandes investimentos e empresas âncora começarão a vir. Os vários agentes de inovação dialogam e trabalham para o mesmo objetivo. O poder

O poder público está envolvido e atuante. E a cultura da colaboração está enraizada nos empreendedores e começa a ser disseminada em todas as outras esferas. público está envolvido e atuante. A cultura da colaboração está enraizada nos empreendedores e começa a ser disseminada em várias outras esferas. É claro, ainda há um enorme trabalho a ser feito. Mas tudo isso, somado à capacidade de investimento, ao excelente capital intelectual formado na cidade e ao DNA empreendedor dos seus trabalhadores, levam a um resultado que, nos próximos anos, deverá surpreender a todos. ■


243


Inaugurado em 2016, o Chansu rapidamente estabeleceu-se como referência em gastronomia asiática de fusão em Joinville. Chansu significa chance, a chance de criar e experimentar novos sabores. Fazendo parte da evolução da tradicional gastronomia asiática, o Chansu tem como proposta gastronômica combinações inovadoras e sabores ousados com autoria do chef Arthur Vinícius Oliveira. A contemporaneidade é a base das receitas do cardápio, com ingredientes selecionados e muito cuidado no preparo de cada prato. O ambiente moderno e aconchegante completam essa experiência, conduzida por uma equipe profissional qualificada. O propósito é gerar conteúdo, não apenas vender comida. O cardápio é minuciosamente explicado

para que o visitante não tenha dúvidas e entenda os detalhes de cada opção que pode degustar. Seu menu arrojado tem como destaques os pratos com toques tailandeses como o Pad Thai, e os sushis de autoria do chef, como o final frontier (uramaki com camarões empanados, aspargos, pimenta, cream cheese e salmão maçaricado). O Prêmio Destaque Gastronômico Duo é dedicado aos sushis de criação do chef, pontuados como os melhores e mais saborosos da cidade.

Prato premiado: Sushi autoral

D E S TA Q U E PA R A A M E L H O R C O Z I N H A A S I ÁT I C A Rua Marechal Deodoro, 208 (47) 3028-0304 | (47) 99921-2420 chansu.com.br /ChansuJoinville @chansuasiancuisine

246


O Restaurante e Petisqueira Polinésia tem muita história e tradição na cidade. Com seu início em 1964, passando por mais de 45 anos como Restaurante e Petisqueira Pinheiro, após uma viagem à Polinésia Francesa, o restaurante mudou o nome e endereço, e hoje como Restaurante Polinésia há 11 anos, é referência quando o assunto é frutos do mar. A casa é famosa por sua construção que remete ao estilo polinésio, sobre um lago com peixes coloridos e rodeada de natureza. Sua gastronomia prima por produtos frescos, com destaque para os pratos de peixes, camarões, e a sequência de frutos do mar. Outro diferencial é a valorização dos ingredientes de época, como os peixes abertos (tainha e anchova), fornecedores próprios de crustáceos a mais de 50 anos, e os sucos servidos com frutas e verduras cultivadas no próprio local, livres de agrotóxicos.

O restaurante funciona de terça a sábado para almoço e jantar, e aos domingos para o almoço, com amplo espaço para eventos sociais e corporativos, estacionamento próprio e parquinho. O Prêmio Destaque Gastronômico Duo é dedicado ao tradicional rodízio de frutos do mar, em que é possível degustar um pouco de todas as especialidades da casa, como a sopa de siri com peixe, o bobó de camarão, camarões ao bafo e à milanesa, ostras, mariscos, entre outras deliciais do mar.

Prato premiado: Rodízio de frutos do mar

D E S TAQ U E PA R A O M E L H O R F R U T O S D O M A R Rua Baltazar Buschle, 3537 (47) 3432-9371 | (47) 99115-7849 restaurantepolinesia.com.br /restaurantepolinesia

247


A charmosa confeitaria localizada na Rua Benjamin Constant é fruto de sua profunda paixão e dedicação pelos alimentos. Inaugurada em 2013, com o intuito de enaltecer os melhores momentos da vida que se passam em volta da mesa, a Doce Encanto tem por essência o slow food e a gastronomia com afeto. As delícias oferecidas na casa são receitas autorais, vindas de muito estudo e conceitos firmados na confeitaria. Além disso, o espaço oferece a organização de eventos sociais como aniversário, batizados, mini weddings, como também eventos corporativos. Todos os doces e salgados têm como pré-requisito a matéria-prima de altíssima qualidade, o que traz grande prestígio e reconhecimento à confeitaria.

Tudo é preparado com delicadeza e muito sabor, servido num ambiente acolhedor e aconchegante. A torta que leva o Prêmio de Destaque Gastronômico Duo, não poderia ser outra: a famosa torta Zazá. Já reconhecida como a queridinha da clientela, é equilibrada em sabor textura, levando em sua composição chocolate, nozes, frutas vermelhas, sem nenhum ingrediente com glúten.

Torta premiada: Zazá

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C O N F E I TA R I A Rua Benjamin Constant, 258 (47)3033-6007 | 3033-6009 /DoceEncantoConfeitaria @confeitariadoceencanto

248


os queridinhos do público. Os produtos de altíssima qualidade, como o café mineiro 100% arábica servido na casa, são pré-requisitos do Secretto. O Prêmio Destaque Gastronômico Duo é dedicado ao inigualável Café Gelado Secretto, preparado com sorvete de caramelo salgado, bayles, café expresso, leite, chantilly, calda de caramelo e chocolate e raspas de chocolate. Um verdadeiro segredo a compartilhar!

Fotos: Leandro Soares

Inaugurado em 2015, o Secretto Café discreto em sua fachada, é, na verdade, um universo de sofisticação e muito sabor quando o assunto é cafés em Joinville. Um super conceito, unindo o espaço encantador e aconchegante, ao atendimento impecável e à gastronomia cuidadosamente preparada para atender aos mais diversos paladares. Todo o cardápio foi delicadamente pensado, com destaque para os doces preparados diariamente, como as tortas banoffe e a cheesecake, além dos sanduíches e salgados imperdíveis. O diferencial de cada opção é percebido logo ao adentrar no café, com a delicadeza na apresentação dos produtos. A carta de cafés é ampla e os cafés especiais, preparados com ingredientes surpreendentes, são

Café premiado: Secretto Café

D E S TAQ U E PA R A O M E L H O R CA F É Rua Tuiuti, 2160 (47) 3227-2640 /secrettocafe @secrettocafe

249


O Restaurante Di Minas, em Joinville há quatro anos, tem por essência o melhor da cozinha mineira. Fundado por dois mineiros, hoje sob nova direção, desde seu princípio, a proposta de servir comida caseira com todo o sabor e temperos típicos de Minas Gerais se faz presente. Para oferecer gastronomia caseira e de qualidade, o restaurante trabalha exclusivamente com produtos naturais sem aromatizantes e poucos ingredientes industrializados. A casa serve almoço em estilo buffet de segunda-feira a sábado, sempre dando muita atenção à preparação de cada prato, priorizando o sabor e o tempero mineiro. Dentre suas especialidades estão a costelinha suína ao molho barbecue, o feijão tropeiro e o cupim assado.

O Prêmio Destaque Gastronômico Duo vai para o melhor buffet de comida caseira e mineira da cidade, servindo uma diversidade de opções entre saladas, carnes e acompanhamentos. O Di Minas também oferece o serviço de delivery e disponibiliza embalagens para quem desejar buscar seu almoço. Às sextas-feiras a cozinha tem um toque a mais, com pratos especiais como camarões, e aos sábados a costela bovina é uma excelente pedida.

Prato premiado: Buffet de comida caseira

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C O Z I N H A M I N E I R A Ottokar Doerffel, 569 (47) 3029-0200 /diminasjoinville @diminasrestaurante

250


A história do Santa Mistura já começa pela escolha especial do nome. A “mistura” faz referência a proposta que as sócias buscaram trazer para a cidade: um restaurante que unisse gastronomia, galeria de arte, bazar, livros e presentes. Um verdadeiro espaço cultural e gastronômico para passar o dia. Desde de 2012 em atividade, a proposta da casa é comer bem e sentir-se bem. Com a cozinha internacional sob o comando do renomado chef Jonni Colin, as melhores matérias-primas são escolhidas a dedo para a preparação do cardápio variado. Os frutos do mar como o polvo, o bacalhau e os camarões são destaques do Santa. Assim como as massas que são feitas artesanalmente na casa, e os steaks preparados com maestria. Sem contar com a carta de bebidas completa,

com diversos rótulos de vinhos e cervejas artesanais. O Prêmio Destaque Gastronômico Duo vai para o Bacalhau à moda do Adriático, sucesso absoluto há seis anos. Com o horário de atendimento especial, o restaurante atende almoço (incluindo almoço executivo), café da tarde e jantar, assim como eventos sociais e corporativos. Atentos às mudanças do mercado, uma das novidades são as opções do cardápio low carb (baixo carboidrato), não deixe de conferir.

Prato premiado: Bacalhau à moda do Adriático

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C O Z I N H A I N T E R N AC I O N A L Otto Boehm, 648 (47) 3025-6569 /santamisturajoi @santamisturajoinville

251


e d a d r libe

é serdável

sau

A proposta do Tucanos foi uma iniciativa familiar de criar um restaurante de Fast Food Saudável em Joinville. Com a rotina acelerada da maioria das pessoas, uma nova opção de alimentação, rápida, gostosa, acessível e saudável faltava para a cidade. Dessa forma, o Tucanos oferece diversos pratos saudáveis tendo como premissa produtos frescos como açaís, sucos, sanduíches e saladas, além de opções veganas, preparados na hora. No inverno um cardápio especial de sopas, escondidinhos, bebidas e sobremesas quentes também é disponibilizado. O grande diferencial é a personalização: tudo pode ser do seu jeito. O cliente escolhe e monta seu pedido de acordo com sua preferência. O Prêmio de Destaque

Gastronômico Duo vai para o açaí da casa, que é um produto orgânico vindo da amazônia, desenvolvido com uma receita própria, com textura e sabor inigualável. E ainda: sem adição de corantes e conservantes. Além do famoso açaí, a casa oferece o serviço de coquetel saudável (finger food), com uma proposta inovadora e deliciosa. Surpreenda em sua recepção e experimente esta opção para propor aos seus convidados novos sabores.

Fast Food Saudável: Açaí premiado.

D E S TA Q U E P A R A O M E L H O R FA S T F O O D S A U D ÁV E L Rua Princesa Isabel - Centro | (47) 9 9292-9267 Shopping Mueller - Centro | (47) 9 9711-0086 Shopping Garten Joinville - Bom Retiro | (47) 9 9999-7283 tucanos.com.br /tucanosbr @tucanosacai

252


O conceito terroir originalmente relaciona extensão limitada de terra com produtos e sabores regionais. A cuisine du terroir recupera as tradições com adição de influências culturais e regionais, caracterizando, assim, uma mescla do histórico com a inovação. O Terroir Gastronomia abrange a casa de eventos e o bistrô, servindo pratos criados pelo chef Willian Stwart Vieira, com a proposta de uma gastronomia catarinense e contemporânea com sabor e história, propondo uma cozinha de memória e afetiva, respeitando as bases clássicas. O bistrô, projetado num espaço aconchegante e agradável, serve além do cardápio tradicional, pratos especiais criados pelo chef. O restaurante também conta com uma ampla carta de bebidas e uma adega com mais

de 80 rótulos de vinhos. Dentre seus destaques, a casa disponibiliza um Menu Confiance de cinco tempos, elaborado de acordo com o mercado diário, os produtos da estação e a criatividade do chef, unindo além da sequência de pratos, uma defesa de sabores catarinenses. O Prêmio Destaque Gastronômico Duo vai para um dos ícones do cardápio, o Polvo à provençal, servido com pupunha, batata salsa, cebola baby, pesto de azeitonas, aioli e ervas frescas.

Prato premiado: Polvo à provençal

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C O Z I N H A C O N T E M P O R Â N E A Rua Itaiópolis, 685 (47) 3026-2481 | (47) 99237-5446 terroirgastronomia.com.br /terroirgastronomia @terroirgastronomia

253


O Guacamole começou sua história em 2006 na cidade de Balneário Camboriú. Com um conceito único que traduz a essência mexicana no cardápio, estética e atmosfera, o sucesso foi imediato e em 2014 Joinville recebe sua filial, com a proposta de entregar uma excelente gastronomia aliada a muito entretenimento Quem conhece o restaurante pode vivenciar uma experiência completa e sentir um gostinho do que é estar no México. Sempre regado a muita música latina, o ambiente é especialmente decorado para homenagear histórias mexicanas, como a de Frida Kahlo e a Revolução Zapata. No cardápio a variedade de pratos inclui quesadillas, nachos, tacos, saladas, wraps e ainda opções veganas. Além dos famosos drinks como a margarita, o mojito e a vasta carta de tequilas. O Prêmio de Destaque

Gastronômico Duo vai para as Fajitas, prato típico e completo, com ingredientes famosos da cozinha mexicana, como a tortilla - importada do México - , guacamole, arroz mexicano, frijoles refritos, pico de gallo e sour cream. O Guacamole abre todos os dias a partir das 18 horas servindo o cardápio à la carte, e aos domingos e segundas é oferecido um rodízio com os destaques da casa. Os músicos Mariachis participam da programação de quarta a segunda-feira, e nas terças-feiras sempre há uma atração diferente e muita diversão.

Prato premiado: Fajitas

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C O Z I N H A M E X I CA N A Visconde de Taunay, 702 (47) 3028-3134 | (47) 99157-9716 guacamolemex.com.br /guacamolejoinville @guacamolemex

254


Fundado em 2001 o Kib´s Cozinha Árabe, nasce para atender ao pedido de muitos amigos do proprietário que apreciavam a culinária árabe. Localizado na via Gastronômica, sua proposta é não apenas servir comida árabe, mas demonstrar a cultura e proporcionar entretenimento, primando constantemente pela autenticidade e tradição. Toda sua ambientação foi desenvolvida para simular as antigas tendas árabes, proporcionando assim, um ambiente singular e exclusivo, com peças decorativas trazidas pelos proprietários de países árabes visitados. A dança do ventre também está presente no Kib´s, através das apresentações artísticas nos mais variados estilos. O Kib’s Cozinha Árabe traz aos seus clientes receitas exclusivas da culinária árabe,

principalmente libanesa. Seus pratos são produzidos com ingredientes de primeiríssima qualidade, com temperos importados e preparados com receitas tradicionais. Entre os destaques está a sequências de especialidades, uma experiência, com 12 pratos típicos muito bem servidos, iniciando pelos frios e saladas e depois pratos quentes. O Prêmio Destaque Gastronômico Duo vai para a Kafta grelhada, saboroso prato libanês.

Prato premiado: Kafta grelhada

D E S TAQ U E PA R A A M E L H O R C OZ I N H A Á R A B E Visconde de Taunay, 874 (47) 3422 8667 | 3028 8668 kibsrestaurante.com.br /restaurantekibs @kibsrestaurante

255


ENTREVISTA Ale Lobo

Chef de cuisine VANDERLEI LITERONI

N

atural de Barbosa Ferraz, no Paraná, e residindo em Joinville desde 2007, o chef de cuisine Vanderlei Literoni Rocha é extremamente dedicado, comprometido e exigente em tudo o que faz. Formado em chef de cuisine restauranter, pelo Centro Europeu de Curitiba (PR) e com especialização em cozinha clássica francesa, pela Escola da Arte Culinária Laurent Suaudeau, Vanderlei leva a cozinha com uma simplicidade requintada que é única. Aromas, texturas e gostos são resultado de um processo de pura doação e paixão pela gastronomia. A arte de cozinhar carrega um pedaço de sua alma e de sua história.

256

Como foi o início de sua trajetória profissional? Meu início, como de muitos, foi bem desafiador. Porém, foi o que me fez ver que realmente nasci pra fazer o que faço hoje. Tive que fazer escolhas muito difíceis para entrar no mundo gastronômico, pois não tive apoio de ninguém e só contei comigo mesmo. Mas valeu a pena, pois assim que me formei em 2003, no Centro Europeu em Curitiba, já fui indicado como melhor aluno para estagiar num dos melhores restaurantes de Curitiba: o Boulevard. E logo fui efetivado como cozinheiro onde atuei por três anos ao lado do

Fotos: Contém Amor Fotografia

Tenha uma experiência gastronômica com o dedicado chef Vanderlei Literoni!


BATE-BOLA

“A inspiração vem da minha paixão, vem de momentos, aromas e texturas”. renomado chef Celso Freire, que foi um verdadeiro mestre e em quem me espelho até hoje. De lá vim para Joinville para comandar o Bristrô Mamma Lu e o V12 Lounge de Eventos. Depois passei pelo Mercure Joinville Prinz Hotel, Joinville Country Club, Restaurante Santa Mistura, Adega Don Maximiliano e fui sócio e idealizador do Terroir Gastronomia e Eventos. Hoje em dia, atuo com um trabalho mais personalizado, desenvolvo eventos e aulas em residências, onde me preocupo com cada detalhe desde as compras até a finalização do evento. Quando descobriu sua paixão pela gastronomia? Meu amor pela culinária vem desde a infância e sempre gostei de estar na cozinha. Quando adolescente eu que preparava as comidas em casa. E aos 25 anos resolvi levar o meu dom a sério. Onde busca inspiração para elaborar seus pratos? A inspiração vem da minha paixão, vem de momentos, aromas

Família: É a base e de tudo Cozinhar é: Minha grande paixão Prato predileto: Confit de Pato Chefs que se inspira: Celso Freire e Laurent Suaudeau Melhor restaurante no Brasil: Dom Alex Atala Melhor restaurante no Mundo: Osteria Francescana (Comandado pelo chef Massimo Bottura) Lugar que deseja conhecer: Piemonte (Itália) Momento inesquecível: Experiência gastronômica na Argentina Livro de cabeceira: Bíblia Filme: O Rei Leão (quem tem filhos crianças entenderá)

e texturas. Quando estou em frente aos temperos e ingredientes penso que é uma alquimia, uma arte. Claro que também leio e estudo muito, e acompanho o trabalho de grandes chefs que admiro. Tudo é um conjunto. O que tem de melhor em ser chef de cuisine? Me realizo ao proporcionar momentos mágicos às pessoas. Meu desejo é que elas vivam uma “experiência” de aromas, sabores e prazeres, e guardem isso na memória e paladar. E quais são as maiores dificuldades? Não diria dificuldades e sim desafios. Isso sempre me faz correr atrás dos melhores ingredientes, produtos frescos e de excelente qualidade, para que o resultado

seja de alto padrão. Tem também aqueles momentos que deixo de viver com minha família, como em datas especiais, porém sempre damos um jeito de viver isso sem nunca deixar passar. O que espera do segundo semestre de 2018? Espero continuar realizando um excelente trabalho, buscando novas experiências, e quem sabe um novo curso ou viagem, ou até mesmo um novo projeto de um espaço para eventos que tanto sonho. E quais são os seus contatos, onde as pessoas podem te encontrar? (47) 9 9941-9196 Vanderlei Literoni Vanderleiliteroni ■

257


PUBLIEDITORIAL

Break rápido e prático:

os ‘Quinze Minutos’ mais deliciosos do dia!

Por Taty Feuser Fotos: Banco de Imagens e Divulgação

258


O

que fazer nesse um quarto de hora? Que tal uma pausa para o café!? Para algumas pessoas pode parecer pouco tempo. Mas não é se na sua empresa, escritório ou em casa, você tiver uma máquina da Quinze Minutos. A empresa é especializada na locação e implantação de vending machines em Joinville e região norte de Santa Catarina. Os equipamentos oferecem produtos de qualidade como sucos naturais, água mineral, refrigerantes, lanches, salgadinhos, chocolates e até bolo de pote. As máquinas de café são variadas e conquistam cada vez mais espaço nos escritórios, lojas de varejo, indústrias e até residências. “Elas fazem sucesso nos eventos familiares e entre amigos. Além de oferecer uma bebida saborosa, eliminam o desperdício, economizam tempo das pessoas e têm preço acessível”, argumenta a sócia da Quinze Minutos, Camila Barros. Em apenas um ano e meio, a Quinze Minutos expandiu exponencialmente suas parcerias e atividades por meio da gestão dos sócios Douglas Schlickmann e Camila Barros. Hoje, a empresa está presente em indústrias, comércios, postos de combustíveis, instituições de ensino, igrejas, salões de beleza e eventos diversos. “Nós percebemos a necessidade das

pessoas fazerem uma pausa em seu ambiente de trabalho para repor as energias e até se confraternizarem com colegas, brevemente. Daí surgiu o nome da empresa: Quinze Minutos – tempo de qualidade”, explica Douglas. As vending machines oferecem comodidade, com opções rápidas e práticas de alimentação, bebidas e cafés. As máquinas trazem benefícios para os empresários, funcionários e clientes. “A Quinze Minutos é uma empresa que traz soluções para os diversos tipos de negócios pelos seus produtos variados, que se adequam à necessidade e ao objetivo de cada empresa e ambiente”, complementa o sócio. As vending machines se adequam ao número de usuários e seus gostos. Algumas máquinas de café, por exemplo, oferecem opções da bebida com grão moído na hora, café solúvel, chocolate, cappuccino, mokaccino, chá, café com leite e leite. “O mais fantástico é poder oferecer aquilo que eu compro. Levei uma máquina de café para casa e não fico sem”, conta Camila. As máquinas são elegantes, modernas, fáceis de operar e oferecem opções para todos os orçamentos. O empresário pode optar por fornecer gratuitamente aos seus funcionários ou cobrar parcialmente ou totalmente os insumos. A decisão depende do propósito que se busca com cada máquina, em cada local. Os colaboradores podem tomar um cafezinho ou fazer sua alimentação sem sair da empresa, sem se preocupar com a segurança, aproveitando melhor o seu tempo. A Quinze Minutos se preocupa com todo o ciclo do negócio, desde o atendimento comercial, até a instalação, manutenção e análise de performance das máquinas. A assistência é local e dinâmica. O cliente tem a opção de alterar o mix de produtos conforme a característica e preferência dos seus usuários.

259


PUBLIEDITORIAL O QUE DIZEM OS CLIENTES “Nós procuramos a Quinze Minutos em busca de soluções rápidas e saudáveis para os mais de dez mil funcionários e parceiros que circulam diariamente em nossa unidade de Joinville (SC). As vending machines complementam nossa estrutura de alimentação ao disponibilizar pequenos lanches frescos a qualquer hora do dia ou da noite. Disponibilizamos algumas máquinas como teste por alguns meses. O resultado foi tão positivo que ampliamos a parceria e nas próximas semanas instalaremos mais unidades em pontos estratégicos da fábrica. A Quinze Minutos se mostrou uma empresa funcional e com um mix de produtos adequado à nossa necessidade. Estamos satisfeitos por oferecer um benefício saudável e variado a todos que trabalham conosco”. João Deoni Mendes de Oliveira - Recursos Humanos e Gestão de Saúde da Tupy

sair do local de trabalho”. Maria Reig Bitencourt - Compras – Bühler

atendimento e suporte técnico” Theophilo Spyra - Pastor LifeWay Church

“Em busca de uma opção mais saudável, onde a mesma fosse próxima a produção, prática na hora da compra e trouxesse uma variedade de produtos. A máquina da Quinze Minutos proporciona isso. Toda semana um mix de produtos diferenciado, desde os itens mais saudáveis aos mais “calóricos”, como um chocolate, que atendem nossos colaboradores com facilidade e praticidade”. Lenita Borges - Recursos Humanos – Víqua

“Eu experimentei o café da máquina da Quinze Minutos num evento e me apaixonei. Cafés de máquina costumam ser muito ruins. E como temos café espresso na cafeteria, tenho uma base de comparação. Contratamos porque o café é tão bom quanto o nosso e pela praticidade de poder ter esse café e o vaporizador (que faz o cappuccino, o chai e o chocolate quente muito bem!), já que não podemos transportar uma máquina como a da cafeteria. A experiência foi incrível! Tiramos proveito de tudo que imaginávamos e todos elogiaram o café. A Quinze Minutos nos deu uma excelente assistência antes, durante e depois do evento. A máquina é prática – muito fácil de operar e ocupa pouco espaço. Tem sabor e aroma muito gostosos e o cheirinho de café moído na hora trazia as pessoas até nós. É bela e dá um charme especial. Passa profissionalismo, totalmente diferente se ter uma garrafa de café passado apenas”. Grazielli da Silva - Empresária – Cafeteria Catalã ■

“Uma excelente experiência com as máquinas Quinze Minutos. Produtos de alta qualidade. Recomendo aos empresários investirem nesta grande ideia”. Nilson Edson da Silva - Área Supply - Víqua

“Nós utilizamos as vending machines da Quinze Minutos porque o atendimento é diferenciado. As máquinas são fantásticas e importantes para nossa empresa, pois trazem produtos de qualidade com praticidade, sem a necessidade de

“A máquina de café Quinze Minutos é uma excelente opção em todos os sentidos. Além do produto (café) que é fantástico, a máquina possui um design moderno e de fácil manuseio. E o melhor de tudo é o profissionalismo e agilidade no

BONS MOTIVOS PARA TER UMA VENDING MACHINE:

• Elimina o desperdício; • Funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana;

• Oferece produtos variados e de qualidade; • Eficiência no atendimento ao cliente;

• Conveniente; • É totalmente automática;

• Higiene e manutenção da temperatura dos produtos.

QUINZE MINUTOS (47) 9 9121-1658 / (47) 9 8856-6889 www.quinzemin.com.br /quinzemin | @quinzemin

260


261


Foto: Arquivo Pessoal

DUO MODA

Sobre a ousadia e coragem de Claire Juliani Por Duda Laurentino

Q

uem empreende sabe que nem todos os ventos são a favor dos negócios. A maior qualidade de um empreendedor é ser resiliente às mudanças de mercado e mais ainda, às mudanças pessoais. Me pergunto constantemente: o que leva uma pessoa a seguir um sonho? Além das habilidades técnicas, precisa-se de um psicológico fortíssimo. Lembro constantemente da história de uma amiga que tinha o sonho de estudar moda e foi impedida por problemas de saúde. Mas o sentido resiliência se encontra no fato de que isso nunca foi um problema e que ela

262

conseguiu chegar muito longe com suas criações. Quem mais vestiria um dos maiores talentos de nossa cidade? Ela teve a ousadia de vestir Juarez Machado no último ano. Depois da notícia de que não continuaria a faculdade de moda em Curitiba, Claire Juliani voltou a Joinville, onde trabalhou auxiliando sua mãe com alguns consertos. O ensinamento que passou de mãe para filha, fez florescer ainda mais a vontade de criar história na moda. A partir daí, Claire começou a escrever sua própria história: consertos de grandes marcas estaduais. Viver um sonho é mais


Cila Budal por Cami Petry

Acervo pessoal Rejane Gambin

gratificante do que a dor dos encaixes que a vida pede. Digo isso, porque não muito tempo depois, os próprios clientes da pequena costureira, começaram a pedir peças sob medida, peças que não encontravam no mercado. Descobriram na Claire, alguém que materializa peças que ninguém antes havia encontrado. O que abriu muitas portas para ela, quando depois de alguns pedidos, assinou sua primeira coleção, que foi sucesso de vendas. O óbvio é figurinha repetida no álbum que todos querem completar. E a busca incessante por algo que estampa personalidade, faz aprimorarmos um olhar crítico ao que acontece no mundo. Aliás, falando em mundo… Ele é a janela informativa que leva coisas a serem reestruturadas pelas ideias criativas, talvez por isso a Claire mistura paetê com plumas. A partir daí, Claire nunca mais parou de desenvolver peças. Conquistou posição, referência de moda em nossa cidade e começou uma brilhante carreira como criativa de moda, assinando os styles das personalidades mais influentes da cidade. Deixando de seguir os padrões da moda brasileira, Joinville assistiu de camarote a ascensão das saias mid. Com personagens, tule, transparência, paetês, a evolução do

comprimento foi vista pela região, pelas costuras da Claire. Além de que, depois de fazer as mulheres joinvilenses colocarem as canelas de fora, trouxe o conceito hi-lo, misturando tecidos nobres, com peças vintage. O crescimento constante da criativa, passou por projetos culturais como o Movimento Joinville Trend Day, criado com a parceria de uma amiga em 2016, com o intuito de levar inspiração criativa e informação de moda para todos. Depois do grande sucesso do evento, Claire deslanchou em parcerias comerciais assertivas e hoje tem suas peças sendo comercializadas na loja denominada Colab, no Garten Shopping. Claire é sucesso catarinense e tem suas peças muito além das ruas, hoje as criações dela desfilam

Michelline Zambon por Cami Petry

Juarez Machado e Melina Mosiman Por Gisele Müller

Celiane, Melina, Adélia e Queila por Gisele Müller

também nos streetstyles das semanas de moda e na TV, devido a grandes parcerias feitas com digital influencers da cidade. Mais uma vez, Joinville ganha muito com um talento local, que vai muito além da moda, o empreendedorismo de Claire, caminha junto ao seu processo criativo de moda. ■

Mario Gahnna por Cami Petry

263


DUO MODA

apresenta:

Pioneira e no mercado joinvilense há 35 anos, a Samantha Teenkids é parada obrigatória pra quem procura as novas tendências de moda e conforto.

Fotos: Enviadas pelo cliente.

Visite a loja e se encante com todos os detalhes, pontualmente lembrados, para atender seus desejos. O atendimento é personalizado, como só uma loja conceito, que é ponto de encontro daqueles que tem bom gosto e buscam moda e bem-estar, pode te proporcionar. Com o objetivo de fazer parte da evolução de seu filho, a Samantha Teenkids se preocupa em adequar estilo e conforto para os bebês e para as crianças. Já o público teen é atendido com exclusividade no piso superior. A nova coleção está belíssima, com a cara do verão brasileiro. Venha pra Samantha Teenkids! Primavera/Verão 2018/2019 samanthateenkids

Samantha Teenkids, há 35 anos fazendo parte da evolução dos seus filhos.

(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC

264


(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


DUO MODA

(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


DUO MODA

(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


DUO MODA

(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC


(47) 3028.3326 Rua Alexandre Dohler, 75 Centro | Joinville/SC

271


DUO MODA

Yacamim apresenta

274


275


276


277


278


EM JOINVILLE: YACAMIM GARTEN SHOPPING (47) 3043-9038 YACAMIM SHOPPING MUELLER (47) 3028-4018

@YAC A MIM / YAC A MIM 279


DUO MODA

Scheffer Atelier apresenta

280


281


DUO MODA

282


283


DUO MODA

284


Onde encontrar: Scheffer Atelier Shopping Cidade das Flores (47) 3028-8146 /schefferatelier @schefferatelier

285


DUO MODA

apresenta

286


LOJA PRINCESA Onde encontrar: R. Dr. JoĂŁo Colin, 349 (47) 3422-5527 /lojaprincesa @lojaprincesa

287


DUO MODA

288


LOJA PRINCESA Onde encontrar: R. Dr. JoĂŁo Colin, 349 (47) 3422-5527 /lojaprincesa @lojaprincesa

289


DUO MODA

290


LOJA PRINCESA Onde encontrar: R. Dr. JoĂŁo Colin, 349 (47) 3422-5527 /lojaprincesa @lojaprincesa

291


PUBLIEDITORIAL

Família GIACOMELLI Foto: Nilson Bastian

O empreendedorismo está no DNA. Com garra e muita coragem, os três irmãos Clécio, Clarice e Minéia são exemplo de luta e sucesso para muita gente. São 25 anos da Expressiva, 25 anos da Clarice Moda e 20 anos da Turma da Cuca.

Por Taty Feuser

D

e família humilde, os irmãos Giacomelli tiveram que começar a trabalhar cedo. Com esforço e muita dedicação Clécio deu o primeiro passo na profissional em uma indústria na área administrativa, Clarice no ramo comercial, como vendedora. Os gêmeos sempre tiveram muita afinidade e dividam o sonho de ter um negócio próprio, um dia. A vocação para empreender os chamava. Ao completar 18 anos decidiram que havia chegado a hora. Com a experiência de Clarice para vendas optaram por montar uma loja. Nascia a Moda Expressiva. O ponto escolhido ficava

292

na Rua Princesa Isabel. Noventa por cento dos produtos eram direcionados para as mulheres. “Foram muitas dificuldades, poucos recursos, porém, muita fé em Deus associada à garra e força de vontade de vencer”, conta Clarice. Como na época a maioridade se dava apenas aos 21 anos, ambos precisaram se emancipar para registrar o negócio. Foram tempos difíceis, mas de muito aprendizado de terminação. “Sem funcionários, era pouco capital de giro, na época viajávamos muito e as estradas não eram duplicadas. As viagens pra são Paulo eram demoradas, perigosas. Os ônibus ainda eram os convencionais. Tínhamos que chegar de madrugada

colocar preço, arrumar as mercadorias, para que estivesse tudo pronto ao abrir a loja logo pela manhã. A resiliência, persistência e a vontade de vencer foram sempre maiores que as dificuldades”, lembra Clécio. Até 1994 Clécio e Clarice mantiveram a dinâmica de trabalho juntos. Porém, com a abertura de uma filial, o negócio começava a tomar outro rumo. Cada um seguiria com uma loja própria. E isso aconteceu, naturalmente. A loja matriz continuava com foco no público feminino, já a filial começou a se voltar para o público masculino. A Minéia, a irmã do meio foi à luta junto aos irmãos. Começou a ajudar nas atividades da loja e mais tarde também abriria seu próprio negócio.


EXPRESSIVA Em 1996 nascia a Expressiva Homem, oficialmente. “Eu digo que não fui eu que escolhi a moda masculina, mas ela que me escolheu “, conta Clécio. Ele estava cada vez mais envolvido com as atividades da filial e a loja ganhava cada vez mais espaço junto ao público masculino. Em 2001, Clarice e ele decidiram então, que cada um seguiria com sua própria loja. Clécio passou a investir forte em produtos para os homens e Clarice seguia o atendimento às mulheres. Agora como Clarice Moda. “Realizei o sonho de ter uma empresa que se diferenciasse no mercado. Sempre trabalhei para prestar um atendimento diferenciado, personalizado, oferecendo novidades, atendendo

às solicitações de encomendas, tudo para satisfazer o gosto e estilo de cada um. Temos uma marca que respeita os clientes e busca sempre produtos de alta qualidade”, afirma Clécio. Com 25 anos, a Expressiva é referência no segmento de moda masculina. Uma empresa tradicional, porém, sempre atualizada e com disposição para inovar, sendo uma empresa de longevidade no comércio local. “A Expressiva participa de momentos mais importantes na vida dos seus clientes e amigos, como dia dos namorados, dia dos pais, Natal, no dia do casamento. A Expressiva está lá, vestindo e passando sempre algo a mais do que somente produtos, carinho, cuidado, consultoria, e amor pelo que faz”, completa Clécio.

CLARICE MODA “O nome pegou, porque as clientes sempre diziam que iam comprar roupas na Clarice”, lembra Clarice com carinho. A loja começou pequena num espaço de 60 metros quadrados. Com o tempo, cresceu e dobrou de tamanho. Atualmente a loja possui 300 metros quadrados. Tem uma fachada moderna, de bom gosto, projetada por um conceituado arquiteto. É uma loja referência no segmento feminino. Um trabalho feito com muito amor carinho. “Completar 25 anos com uma posição de destaque, em um mercado altamente competitivo, não foi e não é uma tarefa fácil, mas quando você recebe um dom e o coloca em prática, tudo conspira a

favor e as adversidades nos fazem crescer e melhorar a cada dia”, comemora a empresária. Clarice Moda sempre teve tradição em vitrines bem produzidas e criativas. “Buscamos promover desfiles e eventos. Estamos em constante aprimoramento com a equipe, focado na qualidade do atendimento”, explica Clarice. No histórico da loja um prêmio nacional conquistado em São Paulo é motivo de orgulho! No Concurso Estrela – Boneca Susie o desafio era compor um look para a boneca. A Clarice Moda foi uma das vencedoras e recebeu um veículo 0 km. “Esse evento me motivou a colecionar bonecas Barbie. Atualmente tenho cerca de 50 bonecas, todas com looks diferentes”, afirma orgulhosa.

Foto: Contrast Fotografia

Foto: Jean Kaie

293


TURMA DA CUCA “Parece que foi ontem que uma menina de 19 anos criava coragem e buscava força e inspiração em seus irmãos para realizar o sonho de ter o próprio negócio”, lembra a empresária Minéia Giacomelli Paul. Os irmãos Clécio e Clarice foram sua maior inspiração. Assim como eles, também teve um início difícil, precisou fazer escolhas para seguir no propósito de empreender. Conta que vendeu seu carro – um Fiat Uno para investir na loja infantil. Inaugurou em julho de 1997 com o nome By Cuca. Ela fazia tudo. Cuidava das compras e das vendas. Lembra bem das dificuldades. “Não tinha telefone fixo, pois na época era muito caro. Com poucos recursos tinha que lidar com concorrentes fortes, inflação alta, crises, mas sempre segui em frente com a convicção de que venceria”, afirma Minéia.

Rua Princesa Izabel, 527 - Centro Joinville/SC (47) 3433-4414 /expressiva.moda.masculina @_expressiva /ExpressivaBlack @expressivablack

294

Foto: Contrast Fotografia

PUBLIEDITORIAL

A empresária sempre foi apaixonada por crianças, desde pequena. E no seu coração sempre carregou a certeza de que trabalharia com algo voltado para esse público. A Turma da Cuca foi criada para vestir crianças e adolescentes e levar para elas o conhecimento do mundo da moda. “Deixá-las na moda e confortáveis sempre foi meu objetivo. Busco sempre oferecer o que há de melhor no segmento infantil. A Turma da Cuca preza pelo bom atendimento e busca despertar o desenvolvimento social dos pequenos, quando promovemos desfiles, eles têm a oportunidade de vencer seus medos e encarar a passarela. É um verdadeiro Fashion Week Kids, as crianças se divertem e as mães ficam muito orgulhosas”, conta Minéia, satisfeita. São duas décadas vestindo com carinho as crianças que ela tanto ama! ■

Rua Princesa Isabel, 383 - Centro Joinville/SC (47) 3433-8274 /claricemoda @claricemoda

Rua Princesa Izabel, 365 - Centro Joinville - SC (47) 3433-9508 /turmadacucaoficial @turmadacuca


FABIOLA BERNARDES E-mail: fabiolacolunista@terra.com.br Site: www.fabiolabernardes.com.br Siga no twitter: @FabiolaBernarde Facebook: Fabíola Bernardes

1. Evento Noiva Única Jack Simonéia Jack Simonéia promoveu mais uma vez o evento Noiva Única para mostrar as tendências do universo noiva 2018. Foram mostrados os looks e maquiagem Outono/ Inverno. A novidade foi a maquiagem glow que deixa a pele mais iluminada e natural. As convidadas também assistiram a produção de penteado ao vivo e um bate-papo com a Jack Simonéia sobre o dia da noiva, mostrando como é, os cuidados com a pele e como escolher o look perfeito para o grande dia. Fotos: Max Schwoelk.

1.

1.

Jack Simonéia e Bety SouzaFoto Max Schwoelk

Natane de Vicente Schreiber, Grasiela W Gonçalves, Jack Simonéia e Otoniel Gonçalves – Foto Max Schwoelk

1.

2. 15ª Feira do Livro Joinville Sueli Brandão, organizadora do evento, recebeu autoridades, escritores e um grande público para a solenidade de abertura da 15ª edição da Feira do Livro Joinville. Estudantes, professores, crianças, jovens e adultos da comunidade geral prestigiaram os dez dias da Feira. Sueli também recebeu alguns convidados para um jantar em homenagem aos 160 anos da Sociedade Harmonia Lyra. A patronesse do evento, Edinar Abuhab, umas das grandes colaboradoras desta edição, acompanhou o evento de perto e promoveu diferentes momentos importantes para estudantes de escolas que não tiveram a oportunidade de prestigiar essa grande celebração da literatura em Joinville. Parabéns a todos os envolvidos !!! Crédito das fotos: Mauro Schlieck 3. Song Homem Mulher lança coleção Outono/Inverno 2018 A loja Song Homem Mulher convidou clientes e amigos para um happy hour repleto de moda para o lançar a coleção outono/inverno 2018. Tivemos um coquetel maravilhoso com música ao vivo e show com Leila de Assis e Douglas Bifaroni. Os convidados estavam muito felizes e puderam conhecer um pouco mais sobre as tendências da moda para o inverno 2018. Fotos: Jefferson Luchtenberg

Jack Simonéia e modelos - Foto Max Schwoelk

2.

2.

Alvaro Cauduro e Sueli Brandão - Foto Mauro Schlieck

Sueli Brandão e Walcyr Carrasco Foto Mauro Schlieck

2.

2.

Sueli Brandão, organizadora da Feira do Livro de Joinville e a patronesse do evento Edinar Abuhab - foto Mauro Schlieck

3.

Felipe Deschermayer, Carol Song, Zeca Santhiago, Rodrigo Coelho e Rodrigo Berbi - Foto Jefferson Luchtenberg

296

Francine Padilha e Carol Song Foto Jefferson Luchtenberg

Carol e Dani Song - Foto Jefferson Luchtenberg


FABIOLA BERNARDES 4. Patronesse da Feira do Livro Edinar Abuhab recebe convidados para jantar A patronesse Edinar Abuhab e seu marido Miguel Abuhab receberam mais de 100 pessoas na sua residência para comemorar a abertura da Feira do Livro. No jantar compareceram celebridades da feira como Vladimir Netto e Matheus Leitão Netto entre outros nomes importantes da cultura brasileira. Além de escritores, artistas, amigos e convidados prestigiaram a noite repleta de homenagens. O requintado jantar arrancou elogios de todos e a anfitriã estava visivelmente feliz pela homenagem a Feira do Livro. Fotos: Alana Schwoelk e Max Schwoelk Fotografia

4.

4.

Edinar e Miguel Abuhab com Juarez Machado - Foto Max Schwoelk

Walcyr Carrasco com Edinar e Miguel Abuhab - Foto Max Schwoelk

4.

5. Jantar de Posse Diretoria ACIJ 2018 Cerca de 600 pessoas prestigiaram o evento jantar de posse da nova diretoria da ACIJ que aconteceu na Sociedade Harmonia Lyra de Joinville. Em seu discurso de posse, o novo presidente, João Joaquim Martinelli, enfatizou a importância para Joinville o fortalecimento da sua representatividade no Estado, a fim de garantir obras e investimentos para o desenvolvimento econômico e social da região. Parabéns a todos os novos dirigentes. Desejamos sucesso! Fotos: Cleber Gomes

Marcia Petry, Silvana Zattar, Virginia Zattar e Maria Salete Farias - Foto Max Schwoelk

5.

5.

Cátia Siqueira e Moacir Bogo Foto Cleber Gomes

João Joaquim Martinelli e Moacir Thomazi - Foto Cleber Gomes

5.

5.

27.32 - Letícia Peters e Marcos Buss - Foto Cleber Gomes

298

Letícia Peters, Daniele de Souza, Rafael Schapitz, Altair Gaspar de Souza, Camila Eda, Carla Pinheiro e Fernanda Garcia Traldi - Foto Cleber Gomes


FABIOLA BERNARDES 6. Aniversário Elena

6.

7.

Edmundo e Elisangela Asai com a aniversariante Elena Cecília - Foto Studio Heusy

Claudine Zattar com Ludmila Vodianitskaia Fotos Personalize Comunicação – Ricardo Lima

Nossos amigos Edmundo e Elisangela comemorando o aniversário da linda Elena. Parabéns para essa linda!!! Foto: Studio Heusy 7. Palestra Mensagens da Alma por Claudine Zattar na Feira do Livro A escritora e apresentadora do quadro “Mensagens da Alma” na televisão dividiu suas experiências com o público da Feira do Livro abordando os temas depressão, ansiedade e síndrome do pânico de uma forma bastante verdadeira e com profundidade nas palavras usando uma linguagem comum que encantou a todos. Na sequência, aproveitou para autografar seus livros que foram muito elogiados. Fotos: Personalize Comunicação – Ricardo Lima

7.

7.

Ivete Ferreira, Claudine Zattar, Indiara Ferreira, Priscilla Ferreira e Maicon Westrupp - Fotos: Personalize Comunicação – Ricardo Lima

Claudine Zattar, Marcela Zattar, Paulo Zattar Ribeiro, Vitor Joswiack e Bruno Santos - Fotos Personalize Comunicação – Ricardo Lima

8. Formatura Parapsicologia Momentos maravilhosos no evento formatura da turma Mensal 26 do Instituto de Parapsicologia e Ciências Mentais de Joinville. Parabéns e felicidades aos formandos e em especial aos dirigentes, a querida Enir Beckhauser e Caue Beckhauser Fonseca. Fotos Miro Fotografia

8.

8.

Formandos, Professores e Dirigentes no baile de formatura - Foto Miro Fotografia

8.

Enir Beckhauser - Foto Miro Fotografia

8.

Formandos, Professores e Dirigentes da Turma Mensal 26 - Foto Miro Fotografia

Fabiola Bernardes @Fabiola Bernarde Fabiola Bernardes

Caue Beckhauser Fonseca com Adriana Evaristo - Foto Miro Fotografia

300

Assista diariamente na TV da Cidade canal 20 da NET Segunda, terça e quinta - 00h30 e 21h Quarta - 00h30 e 20h Sexta - 00h30, 16h30 e 21h Sábado - 16h


DUO GARTEN

MARCAS DE DESTAQUE ESCOLHEM

Joinville para investir Para encontrar suas marcas favoritas consumidor não precisa mais se deslocar para outros centros Por Mariana Woj Fotos: Banco de imagens e Kacio Lira

E

m franco crescimento econômico, era inevitável que marcas internacionais e franquias de sucesso de diversos setores passassem a olhar Joinville e seus 600 mil habitantes com bons olhos. A cadência constante tem transformado a cidade, gradativamente, em um mercado atrativo e de interesse amplo para empresários e grandes executivos que escolhem se instalar aqui. Jovem e com características de consumo moderno, a maior cidade do estado se tornou o cenário ideal para grandes empreendimentos. Sendo esta uma conquista para a população, pois a vinda desses nomes resulta no crescimento da economia, no aumento da oferta de empregos e oportunidade de termos

302

grandes marcas em nossa cidade. Localizadas, a grande maioria no Garten Shopping, estas lojas no setor de vestuário, beleza, tecnologia, serviços e outros segmentos, apostaram em Joinville como oportunidade de negócio nos últimos anos. É possível citar dezenas de grifes e marcas que já estão por aqui como C&A, Kalunga, Ri Happy, Adidas, Pandora, Aramis, Polo Wear, Havan, Capodarte, Track & Field e entre tantas outras. O superintendente do Garten Shopping, Rafael Fiedler ressalta esse olhar para o futuro que, principalmente, o Garten está vivenciando. “Queremos nos consolidar cada vez mais como um local onde os clientes acham soluções para o seu dia a dia, oferecendo variados


tipos de serviços e produtos, por isso, é inevitável a constante modernização do shopping. Prova desta movimentação é que nos próximos três meses mais de dez operações vão reforçar ainda mais nosso mix de lojas”, destaca. As novidades prometem agradar principalmente quem gosta de produtos para casa, moda e tecnologia com a chegada das reconhecidas marcas Levi’s®, Camicado, Eletrum e Santa Lolla. Além disso, os restaurantes Chen´s, Peppo´s, Barbecue e Giraffas também iniciam suas operações no empreendimento aumentando assim as possibilidades de escolha para todos os integrantes das famílias. “Graças a essa abertura de portas a cidade passou a oferecer grandes marcas exclusivas na região e de um tempo para cá o consumidor não precisa mais se deslocar para outros centros para comprar peças de suas marcas favoritas como Zara, Calvin Klein, Alô Bebê, Le Lis Blanc ou Riachuelo”, explica a gerente de marketing, Michelline Zambon. Além disso, o shopping também

proporciona comodidade oferecendo uma alameda de serviços completa com tabacaria, feira orgânica, lavanderia, despachante, lotérica e em pouco tempo ajustes e customização de roupas e farmácia de manipulação. Além de espaço para amamentação, banheiros para as crianças, carrinhos de bebês gratuitos, abertura das portas para que o cliente venha passear com seu animalzinho, espaço com tomada para carregar o celular, estacionamento gratuito de segunda a quinta-feira, até às 14 horas e um aplicativo para smartphones e tablets – onde é possível acompanhar as novidades e promoções. “Em todos esses anos de atuação, o Garten vem se consolidando como um importante centro de compras, lazer, entretenimento e gastronomia de Joinville e região. Sempre buscamos apresentar variedade, marcas exclusivas, qualidade nas melhores opções para surpreender o público, oferecendo uma experiência única e criando momentos de felicidade para toda a família”, finaliza Michelline. ■

303


ÚLTIMAS PALAVRAS Marinaldo de Silva e Silva

A

306

Revista Duo iniciou, há dez anos, cheia de esperança. Esperança de crescer, de encontrar uma equipe que vestisse a camisa, matérias que causasse frisson, imagens que marcassem, festas inesquecíveis, parceiros comerciais que encontrassem nela a sua melhor vitrine. Leitores que se sentissem tentados a fazer parte daquela história. Quando a equipe se reúne para discutir as chamadas, a capa, o tema central da revista, cria-se

uma expectativa de acertar no alvo. Quando fizemos a primeira revista, sonhávamos alto, e dez anos depois, já jogamos luz sobre nossa cidade, nossos artistas, empreendedores de sucesso, potencializando nossos modelos e nossos espaços, mas não abrindo mão também de voos mais distantes, trazendo gente cheia de luz de outros lugares, e viajando para outras locações, como o trabalho fabuloso feito no deserto do Atacama, no Chile. Neste mês, o grupo se organizou

para dar o melhor. Por ter uma relação de amor com as palavras e com esta cidade, fui convidado para fechar essa edição, e, dentro das minhas perspectivas, fecharei com um pouco de sonho, porque nada melhor que sonhar para abastecer nosso espírito de possibilidades, de deslumbramentos.

1 | Com o apoio de várias empresas e na presença do VJ Viegas, que veio da Bélgica para Joinville especialmente para esta ocasião, o evento anual que a Revista Duo promove todos os anos para as noivas, desta vez, foi feito na Rua das Palmeiras. Com o Boulevard fazendo-se de passarela, dezenas de noivas

atravessaram sua galeria de palmeiras, desfilando os mais belos vestidos já feitos aqui, inspirados nas roupas da princesa Dona Francisca. Enquanto nossas modelos desfilaram, Viegas ilumina o trajeto, as palmeiras e o casarão, onde está sediado o Museu Nacional de Imigração, numa noite de resplendor, com raios tão fúlgidos

quando os expressos em nosso hino.

Compartilharei com você as dez melhores histórias que a Duo gostaria de te contar, nos próximos dez anos, nos próximos dez parágrafos.

2 | Depois que a nossa revista Duo fez aquela matéria sobre a Baía Babitonga, que foi turisticamente urbanizada por meio da visão de vários empresários, um investidor inglês trouxe para nossas terras o que ele conceituou chamar de Passeio da

Fotos: Banco de Imagem

As dez melhores histórias que a Duo gostaria de contar nos próximos dez anos .


Princesa. Com decks instalados dentro da baía, todos com a cobertura em forma de uma reluzente sombrinha, como a que a princesa Dona Francisca usava em seus passeios, são oferecidos, em cada um deles, um espaço para ouvir os mais diferentes estilos musicais, todos regados às delicias de nossa gastronomia, fazendo daquela região, um conjunto único. 3 | Comemorando o aniversário de 15 anos da DUO, tivemos a honra de apresentar as 15 mulheres mais atuantes da nossa sociedade. Mulheres que fazem a diferença em todos os setores da nossa Joinville, e a elas, a DUO dedicou 15 páginas, onde apresentamos a beleza da mulher pelo que ela faz. Da grande empresária que revolucionou o mercado com o sua startup à senhora da zona sul da cidade que construiu uma biblioteca dentro da sua garagem, mudando o capital social e cultural de uma infinidade de pessoas, apresentamos essas mulheres como verdadeiras rainhas. Não seria justo uma cidade de príncipes não terem rainhas para serem reverenciadas. A Duo fez isso. 4 | Finalmente conseguimos! Uma capa com Gisele Bündchen! Aos 45 anos de idade, a estrela continua inatingível! Este mês de outubro de 2025 é data que marcará a história da Duo. Esbanjando simpatia, ela desfilou com nosso idealizador, Toni, e juntos, encerraram o desfile de aniversário de 17 anos da nossa revista. Longe das passarelas habituais, Gisele só tem desfilado por coisas e causas que acredita, e quando leu a Duo, e viu seu editorial, disse na mesma hora: eu quero ser capa desta revista. Ela está ou não está suprema, envolta em fios de seda, nesta sessão feita entre bailarinas?

5 | Uma notícia que ninguém imaginava: Joinville compartilhará, com a cidade suíça de Montreux, um festival internacional de música. Selecionados para nossa edição, teremos Ana Paula da Silva, nossa embaixadora musical, ao lado de Amaro Freitas, a banda Fevereiro da Silva ao lado da banda The Comet is Coming, nosso baterista mor Adriano Cidral ao lado do piano da japonesa Hiromi Uehara. A junção de vertentes tão distintas provocará a harmonia em busca de mais harmonia. Lily Blumerants, ao lado do jazzista Takuya Kuroda, promete uma noite inesquecível! 6 | O investimento foi gritante, houve protestos políticos, apareceram padrinhos de todos os setores, mas, o mais importante, é hoje ver o Rio Cachoeira despoluído. Com os investimentos captados em fundos internacionais, e a promessa de que sua orla seja recuperada e entregue à sociedade como um cartão postal, o rio, antes fétido e agora translúcido, é agora motivo de orgulho para sua cidade. Não à toa, a Duo inaugurou seu “escritório de vidro” de frente para suas águas. A foto da capa, com o reflexo do Cachoeira nos duzentos metros de fachada da sede da revista, é obra de Rodrigo Domingos. 7 | A Duo foi a convidada de honra, junto com algumas instituições, na inauguração do Teatro Balé Bolshoi, com desenho arquitetônico do arquiteto Oscar Niemeyer. Com espaços luxuosos, e hotel integrado, a obra tende a ser um novo ponto turístico na cidade. No evento, com a presença de solistas e dos primeiros bailarinos vindos de Moscou, a Duo, distribuída em versão bilíngue, foi levada para a Rússia, como um selo de qualidade do nosso perfil empreendedor.

8 | Empreendedoras joinvilenses, donas das marcas Kiwi e Juntando os Trapos, Francine Schroeder e Aline Mira, conquistam o mundo e levam a marca da moda joinvilense para várias cidades do mundo. Franquias de sucesso, viramos referência no que pode ser cult e contemporâneo, e pra variar, a DUO está na cobertura. 9 | Escolhida como uma das dez melhores do Brasil para se viver, Joinville, agora com os quatro novos parques inaugurados, já é referência quando falamos em manutenção e promoção de áreas verdes. Com a ocupação da antiga fábrica da Antarctica, agora transformada verdadeiramente num espaço cultural, e o antigo Moinho da Bünge, como prédio central do nosso recém-inaugurado Jardim Botânico, já podemos sentir a onda crescente de turistas que vem para cá, atraídos por nossos boulevares, ainda mais com a reconstrução, dentro deste espaço, das antigas casas que existiam no centro histórico da cidade. 10 | Escolhida como a principal revista em seu segmento, no país, a DUO vem agradecer aos seus leitores, e a seus colaboradores, pelos anos dedicados à nossa apreciação. Fortalecidos, e crentes em continuar ativos justo que buscamos sempre, dar a nossa melhor parte em prol deste trabalho, oferecemos a vocês, dez palavras que consideramos das mais importantes. Escolhemos palavras, porque acreditamos nelas como a principal força de comunicação, e ao sermos frutos dela, apresentamos para vocês, dez desejos: SAÚDE, FAMÍLIA, SUCESSO, FÉ, ESPERANÇA, TRABALHO, GRATIDÃO, RECONHECIMENTO, AMOR, e é claro, PERSONALIDADE. Tudo isso, para você, que é DEZ. ■

307


Foto: @catarinophoto | Beleza: @celsoJr | Modelo: Mia Brammer (Gas Models) | Veste: Loja Princesa @lojaprincesa

Revista Duo - 060  
Revista Duo - 060  
Advertisement