Page 1

8 jornal do commercio

Recife I 12 de junho de 2014 I quinta-feira

copa 2014

www.jconline.com.br/esportes Divulgação

blog do torcedor Diego Pérez

blogdotorcedor@jc.com.br twitter: @blogdotorcedor web: www.blogdotorcedor.com.br

Imaginou? O que cada jogador passou na carreira para poder estar entrando em campo numa estreia em Copa do Mundo no próprio país? Quais problemas enfrentou? Quais dificuldades? Quantas críticas? Quanta pressão? Quantas lágrimas? O que cada torcedor passou para conseguir ver uma Copa? Quanto esperou? Quanto gastou? Decorou a casa? Decorou o hino? Reuniu amigos e familiares? Vai torcer de perto ou a distância? Cada questão dessa vai se entrelaçar. E, a partir de hoje, essas repostas vão começar a escrever uma nova história, que não pode deixar de caminhar ao lado de um bordão tão comentado nos últimos anos – o “ Imagina na Copa”. Desta vez com um sentido especial. No ano passado, durante a Copa das Confederações, a hora do hino nacional emocionou a todos. Jogadores e torcedores. Uma só voz. Uma só emoção. Se isso fez a diferença em 2013, imagina... na Copa! No ano passado, a seleção brasileira mostrou um modelo de jogo diferenciado. Uma equipe de transições rápidas, de forte marcação – dos atacantes aos zagueiros. Valorizando a posse e o passe. Deu certo. Se funcionou em 2013, imagina... na Copa! O craque Neymar foi eleito o melhor jogador da Copa das Confederações. Fez quatro gols. Driblou. Encantou. E também marcou. Foi o atleta que mais fez faltas durante o torneio. Se conseguiu isso em 2013, imagina... na Copa! Além disso, a seleção foi a que mais desarmou na competição. 109 desarmes. Média de 21,8 por partida (segundo o Footstats). Se conseguiu “roubar” tanta bola em 2013, imagina... na Copa! É tempo de colocar a “imaginação” em campo. Ou melhor. No campo do bom sentimento. Da boa torcida. Do bom futebol!

CONFORTO No Mar Hotel, dois jogadores ficarão em cada suíte. Os quartos foram reformados para receber as seleções

Atenção especial na alimentação ESTADA NO RECIFE Seleções terão cardápios específicos nos hotéis

onde ficarão hospedadas. Costa do Marfim chega hoje. Japão, amanhã

Antes da estreia na Copa, o pernambucano Hernanes recebeu a visita da família no hotel onde a seleção está hospedada em São Paulo. Quem chamou a atenção foi um dos três filhos do jogador – Ezequiel, de 6 anos. Ele falou com os jornalistas, brincou bastante e até mostrou habilidade com a bola nos pés. Fez até um pedido: Pai, boa sorte, faz um ou três gols se você conseguir.

Bom começo

Música

Se depender do retrospecto, a seleção brasileira tem tudo pra começar bem a Copa. O Brasil venceu as últimas oito estreias em Mundial. Desde a Copa de 78, só vitórias no primeiro jogo. Naquele ano um empate com a Suécia (1x1). A última estreia com derrota foi em 1934, para a Espanha (1x3).

Zeca Pagodinho, Ivete Sangalo...e agora Revelação. Sempre alguns artistas ganham mais destaque por causa das músicas “adotadas” pela seleção brasileira. Em entrevista coletiva, o lateral Daniel Alves disse que a música “Tá escrito”, da banda Revelação, tem animado os jogadores.

CBF

k O analista

Ele não tem dado entrevistas, mas é um dos grandes responsáveis pela boa fase da seleção brasileira. O analista de desempenho Thiago Larghi tem a tarefa de detalhar estatísticas e características dos adversários, elaborando importante material para o técnico Felipão. Qualquer dado revelado por ele pode forçar mudanças nos adversários. A assessoria da CBF está certa em blindá-lo.

k Com a palavra, o internauta Sem seleções nos CTs “Provincianismo define bem o que acontece no Recife. Uma pena… Uma capital linda e importantíssima no cenário do NE entregue a governantes letárgicos e parados na idade média”, disse o internauta George Cerqueira, sobre a chance de as seleções não usarem os CTs de Náutico e Sport durante a Copa.

P

rivacidade, muita segurança, conforto e cardápios especiais. Assim será a passagem das seleções pelos dois hotéis de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, escolhidos pela Fifa para a Copa do Mundo. A primeira delas a experimentar a estrutura montada pelos pernambucanos é a Costa do Marfim, que desembarca no Estado hoje, às 19h15. Já o Japão chega amanhã, às 16h. Os africanos ficarão hospedados no Golden Tulip, enquanto que os asiáticos no Mar Hotel. Os dois times se enfrentam no sábado, às 22h, na Arena Pernambuco, pela abertura do Grupo C. A preocupação prévia das oito seleções que vêm ao Recife na primeira fase da Copa é a mesma: a alimentação dos jo-

Itália, Japão, Alemanha e EUA vão trazer seus próprios cozinheiros gadores. Não à toa, quatro delas exigiram trazer para Pernambuco os seus próprios cozinheiros: Estados Unidos, Itália, Japão e Alemanha. Norteamericanos e italianos querem garantir “a segurança das refeições”, enquanto que os japoneses vão se focar na preparação de suas comidas cruas. Por fim, os alemães pretendem

priorizar alimentos orgânicos para serem servidos aos atletas. No Mar Hotel, além do Japão, ficarão hospedadas as seleções da Costa Rica, Alemanha e México. A torre 2 ficará destinada apenas para as delegações. São 130 quartos, uma sala de reunião e um refeitório exclusivos. Cada apartamento executivo será dividido por dois jogadores. As suítes possuem tecnologias e técnicas com base em sustentabilidade – utilizam iluminação de LED, aquecimento de água com sistema solar e reutilização inteligente de água, que passa por um processo de tratamento e purificação do líquido que possibilita que as águas utilizadas nos chuveiros e pias sejam coletadas e tratadas para o uso

em descargas. Já o Golden Tulip receberá, além da Costa do Marfim, Estados Unidos, Itália e Croácia. Os hóspedes do hotel não terão acesso aos andares destinados às seleções, que poderão usufruir de áreas exclusivas, como refeitório, salas de reunião e academia. Cada delegação terá 80 quartos disponíveis. Os dois hotéis passaram por melhorias nos quartos e nas áreas comuns desde a Copa das Confederações, em junho do ano passado. Além disso, promoveram cursos de aperfeiçoamento de seus funcionários para atender às seleções. Além disso, durante o Mundial, vão reforçar o esquema de segurança, para garantir a privacidade dos jogadores.

PRF simula rota das seleções A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou, na manhã de ontem, uma simulação do percurso que as seleções farão entre o hotel Golden Tulip, em Boa Viagem, e a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Os quase 23km do trajeto foram percorridos em 35min50s, tempo considerado “bom” pelo comando da operação. Cerca de 30 homens, entre batedores e agentes em viaturas participaram do treinamento. A PRF não repetirá o treinamento saindo do Mar Hotel, o outro “endereço” das seleções no Recife durante a Copa do Mundo. Isso porque pela proximidade dos dois hotéis, foi considera desnecessária uma nova simulação. O caminho percorrido pelos batedores no treinamento de on-

Edmar Melo/JC Imagem

Diego Pérez/Especial para o JC

k Visita especial

REPETECO Escolta das seleções no Recife será igual a 2013 tem não foi divulgado, assim como as rotas alternativas estabelecidas pela PRF. A ausência de informações, nesse caso, é fruto de uma medida preventiva de segurança, para evitar problemas

no trajeto das seleções até o estádio nos dias das partidas, como possíveis manifestações contra a Copa. O ônibus de cada delegação será acompanhado nas ruas do

Recife por oito batedores e mais quatro viaturas de apoio. O comboio percorrerá o trajeto a uma velocidade média de 50km/h. A orientação da PRF ao motorista é para que, ao ver a comitiva, abra passagem o mais rápido possível, evitando transtornos ao trânsito. Os homens da PRF que vão integrar os comboios das delegações pelas ruas do Recife estão em treinamento há quase 20 dias. O efetivo é formado basicamente por pernambucanos, com auxílio de alguns policiais de Estados vizinhos que não foram escolhidos como cidades-sede da Copa. Já os motoristas dos ônibus serão instruídos momentos antes de saírem com as delegações para o estádio de como devem se portar atrás dos batedores.

k rápidas Holanda chega a Salvador

Argentino é agredido em Minas

No início da tarde de ontem, a Holanda desembarcou em Salvador-BA, palco de sua estreia na Copa do Mundo, diante da Espanha. Vinda do Rio de Janeiro, a delegação da Laranja Mecânica seguiu direto ao hotel em que ficará hospedada, no bairro Stella Maris, com o ônibus escoltado. Após descansarem, os europeus realizaram seu primeiro treinamento em solo nordestino, no estádio Municipal de Pituaçu. Hoje, o palco das atividades será a Arena Fonte Nova, o mesmo gramado do compromisso com a Fúria, amanhã.

O argentino Ruben Lucero foi agredido na noite da última terça-feira em Belo Horizonte. O torcedor teve o dedo quebrado depois que torcedores brasileiros tentaram retirar à força a bandeira argentina que ele segurava. Ele foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII e deve passar por uma cirurgia na mão. Lucero passeava com a mulher, a filha e um amigo dentro do seu automóvel quando colocou a bandeira do seu país para fora. Três homens se aproximaram e tentaram tomar o objeto à força. Lucero não é um turista que veio ao Brasil para a Copa do Mundo, mas sim morador de Belo Horizonte há dois anos.


Jc 12062014 ccfa5865d16a10ef3ac183679878759312062014 34  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you