Page 1

Informativo Adepol-SC

|

ENCARTE ESPECIAL

|

Julho 2012

Delegado Renato Hendges recebe título de Cidadão Catarinense Conheça um pouco da história do Renatão Renato José Hendges nasceu em Palmeira da Missões, no Rio Grande do Sul. Ainda criança mudou- se com a família para o interior do Paraná e na juventude, foi morar em Blumenau, no Vale do Itajaí, onde concluiu o curso de direito.

ras do natal e entregar milhares de presentes para crianças que moram nos bairros mais carentes da região da Grande Florianópolis.

Divulgação

Foi em 1974 que entrou para a Polícia Civil e atuou como comissário. Em 1983, pela primeira vez, ocupou o cargo de delegado na Comarca de Rio do Sul. Depois, foi assessor técnico da Acadepol-SC. No ano de 1990, Renatão, como é conhecido pelos amigos, entrou para a Divisão Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais, DEIC, onde atua com reconhecimento o trabalho de delegado. Atualmente, também é presidente da Associação de Delegados de Polícia de Santa Catarina, Adepol-SC Aos 64 anos, Hendges é um apaixonado pela profissão. O jeito aparentemente truculento de um policial extremamente respeitado, esconde um enorme coração que tem o prazer de se transformar em papai noel, às véspeDelegado durante a festa de natal da DEIC

Mônica Corrêa

Mônica Corrêa

Mais de 1.200 policiais civis participaram da assembleia geral em dezembro de 2011

Renato Hendges a frente da presidência da Adepol-SC durante assembleia geral da classe

ENCARTE_ESPECIAL.indd 1

A luta pela valorização dos delegados Renatão é obstinado pela causa salarial dos policiais civis. Está sempre à frente das negociações com o Governo, no que diz respeito as perdas dos benefícios da categoria. Exerce o verdadeiro papel de “xerifão” dos companheiros de trabalho. No final do ano passado, no momento mais delicado da categoria, comandou uma grande operação padrão, para pressionar o Governo do Estado a conceder melhorias e aumento salarial. Foi contra a greve da categoria, por entender que a segurança é uma atividade essencial para a sociedade, mas apoiou o movimento dos companheiros de trabalho.

16/07/12 20:22


www.adepolsc.org.br

Reconhecimento profissional O currículo do delegado Renato Hendges mostra o motivo dele ser tão respeitado, pois tem 100% de identificação nos casos de sequestros em que atuou. Além disso, é respeitado por toda comunidade que vê no profissional um exemplo a ser seguido e é também referência na corporação. Na sala onde trabalha, no 2° andar da DEIC, em Florianópolis, na Divisão Antissequestro, recebe sempre que pode, todos que vem em busca da solução de um problema, seja relacionado a polícia, ou a outros casos de ordem pessoal.

ENCARTE_ESPECIAL.indd 2

Delegado recebendo Troféu Alan Braga em 2008 Divulgação

Para a sociedade em geral, Renatão também é exemplo e recebeu inúmeras homenagens. Foi considerado “Policial Nota 10” pela Scuderie Detetive Lê Cocq em agosto de 1986 e policial de destaque da Polícia Civil de Santa Catarina em 2006. Recebeu a Medalha do Mérito do Município de Florianópolis e do Judiciário Catarinense, além do Comando Legislativo e do Mérito Funcional “Alice Guilhon Gonzaga Petrelli” em 2010. Foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Blumenau e pela Assembleia Legislativa do Paraná.

16/07/12 20:22


Encarte especial Adepol-SC julho/2012  

Encarte especial matéria sobre a entrega do título de Cidadão Catarinense ao delegado, presidente da Adepol-SC, Renato Hendges.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you