Issuu on Google+

o l u c รก t e p s e Um a m r o f s n a r t e u q m e o รฃ รง a n i g ima realidade. Imagine o que ele pode fazer pela imagem da sua empresa.


ta: apresen

Um elogio ao poder criativo feminino

Teatro de bonecos, vídeos e ilusionismo.

Prêmio Myriam Muniz 2009

Prêmio Myriam Muniz 2010

Vencedor do FUMPROARTE


“Utilizamos d fontes inspira iversos mitos como d dramaturgia v oras para compor uma Nicolaiewsky isual. A música de Nico um trabalho mserve como fio narrativo. É público adulto uito intenso, voltado para o , que com de bonecos e bina vídeo, teatro dança.” Paulo Balard im – Diretor


encenação “Aqui e ali a cnicas de por té é pontuada projeções em ilusionismo e um espetáculo o vídeo, criand ico e o moderno a no qual o arc um conjunto se unem em sensibilidade. rara orgânico de erfeita da ficção p [...] Alegoria o provoca efeito nec teatral, o bo público, que tem no semelhante o dividida entre a ã sua percepç ção que se trata ta óbvia consta inanimado e a de um objeto de de acreditar nta irresistível vo ntrário.” o co ladnicki Fábio Prick 16/04/2011 RS Zero Hora -

ria de uma tó is h a ta n o “A peça c de um transformador da ão mulher dota de converter imaginaç z s. poder capa e, através de seus fio em realidad solidão feminina, da a (...) Fala da riar novas realidades de c capacidade do pensamento.” partir Vera Pinto 15/05/10 Povo - RS o d io e r r o C

“ É como se o p úb enxergando o o lico estivesse u humano, o lado tro lado do ser que ninguém vê ,a loucura de fora p ara dentro. Uma verdadeira inva mental. 
O espe são de privacidade tá espectador qua culo fixa a atenção do ndo a ilusionistas, apre posta em números perfeccionista e sentados de forma sem brecha para erros.”
 Andréa http://ne10.uol. Almeida com.br - 20/05/2 011


omou “A tecelã t tral a ideia cen to e n do tecime conto ou o transform tão para em suges ulo tão c um espetá uanto poético q inal, o texto origra isso pa contando mentos le com três e ntam o que suste o: trabalh

a) a experiência do bonequeiro, aqui também às vezes transformando sua personagem em ilusionista que faz aparecer/desaparecer objetos à frente dos olhos da plateia que só pode se abismar com a destreza das mãos que engana o seu olhar;

ra de Nico iar o n o s a h il nte tr distanc b) a excele ue, decidido a se s, trata de ada sky q Nicolaiev sso teatral de déc s, como essa, ce ia de seu su outras experiênc o espetáculo, m o avançar e se e alma para tod ta e de piano a que dá b da melodia de flau ontrastantes; partindo melódicas mais c s para linha c) e, claro, a interpretação com alma profunda de Carolina Garcia que, contando com a perfeita manipulação de bonecos de Alice Ribeiro e Rita Spier, faz um verdadeiro bailado em cena, combinando o poderoso vestido vermelho com o desvanecimento das imagens que cria e descria continuamente em cena.” Antonio Hohlfeldt Jornal do Comércio - RS 30/05/10


Os fios da Tecelã vão envolver o público da sua marca. ientais aumentam a visibilidade de uma O patrocínio de projetos sócio – culturais e amb e do ambiente usual de negócios, e marca, geralmente em ambientes alternativos long ão e share of mind. consequentemente com maior fixaç

Os benefícios

-4%

no IRPJ

A Dedução do Imposto de Renda Devido A Lei Rouanet quer promover e valorizar as expressões culturais nacionais. Os incentivos fiscais que possibilita as empresas aplicarem uma parte do imposto de renda devido em ações culturais. Esse desconto de 4% já permitiu viabilizar centenas de projetos culturais, além de dar visibilidade a empresas que se beneficiam por estarem associadas à cultura.

Marketing de Relacionamento. Esta é uma grande ação oportunidade para amplius se do contato com os clientes, premiando e tes recompensando os clien s vo fiéis, captação de no nte clientes, dentro do ambie de negócios.

Inserção na Comunidade empresa e O apoio e o patrocínio de projetos culturais valorizam a imagem da sua cação geram uma identificação social e emocional com a marca.Este tipo de identifitários cria na mente do consumidor uma nova e positiva imagem, gerando comen isso que eu como “não sabia que a empresa XYZ apoiava projetos assim” ou “é por só uso os produtos XYZ”.

A intenção de compra começa no cérebro e a implementação da compra termina no bolso. Porém, a identificação da escolha muitas vezes passa pelo coração, ou seja assume* uma dimensão emocional e afetiva.

Top of M ind Sua marc a com uma vantag diferenciaem competitiva p or ção em concorre relação aos ntes.

“Há uma tendência de uma maior predisposição dos consumidores em adquirir bens produzidos de forma ética, por empresas envolvidas em projetos sócio – culturais e ambientais.” (Popcorn; 1994) *Fonte: www.unifenas.br


Categorias de patrocínio Categoria Ouro

Categoria Prata

Categoria Bronze

Ingressos em todas as sessões dos espetáculos para distribuição entre funcionários e clientes preferenciais (200 ingressos)

Ingressos em todas as sessões dos espetáculos para distribuição entre funcionários e clientes preferenciais (200 ingressos)

Ingressos VIPs para a estreia do espetáculo (50 convites)

Ingressos VIPs para a estreia do espetáculo (50 convites)

Ingressos VIPs para a estreia do espetáculo (50 convites)

Logotipo do patrocinador aplicado nos rodapés das seguintes peças gráficas: 100 cartazes, 3.000 folders, 5.000 folhetos, 5.000 cartões postais e 1000 convites

Logotipo do patrocinador aplicado nos rodapés das seguintes peças gráficas: 3.000 e 5.000

Uma sessão fechada, exclusiva para convidados e funcionários Logotipo do patrocinador em todas as peças gráficas. Aplicação: Patrocinador X apresenta" No verso, abaixo e à direita, "patrocínio: X". Material: 100 cartazes, 3.000 folders, 5.000 folhetos, 5.000 cartões postais, 1.000 convites, lona front fosca, banner externo 3,40mX0,90m 10 busdoors com cartaz da peça durante 30 dias. Exposição dos banners externo e interno durante o período de realização do evento (07 dias) com o logotipo do patrocinador. Distribuição de 1000 postais, com o logotipo do patrocinador.

Distribuição de 1000 postais com o logotipo do patrocinador.

Assinatura nos anúncios de jornal (JB/ Caderno B - mínimo 05 inserções 9,6X10cm) Áudio de agradecimento, no início de todas as sessões da temporada. Agradecimento de vivavoz dos atores, como patrocinador exclusivo do espetáculo, após todas as sessões da temporada. Citação do patrocinador em todos os releases enviados à imprensa e nas entrevistas (mídia espontânea) concedidas a todos os veículos de comunicação. Acompanhamento de assessoria de imprensa em RS, RJ, e SP durante todo o período de execução do projeto, com entrega de relatórios mensais,valorando a marca do patrocinador junto a imprensa especializada. Disponibilização de espaço no hall de entrada do teatro para colocação de banners e/ou estandes de amostras de produtos

Áudio de agradecimento, no início de todas as sessões da temporada.

Áudio de agradecimento, no início de todas as sessões da temporada.

Valor aplicado diretamente na divulgação do patrocinador e do espetáculo: R$ 98.800,00 Retorno aproximado em mídia espontânea: R$ 1 milhão

Inclusão de peças gráficas junto ao folder do espetáculo (entrada do teatro) Investimento: R$ 270.238,00

Investimento: R$ 159.243,00

Investimento: R$ 98.000,00

O retorno sobre o seu investimento

Projeto aprovado no Mecenato art.18/Le i Rouanet, PRONAC n° 10 1753

Realizar a temporada nacional do espetáculo “A Tecelã”, apresentand o 10 sessões na cidade do Rio de Janeiro e 6 sessões na cidade de São Paulo, atingirá um públic o estimado de 9 mil pessoas. Com estas duas temporadas, a cultura cênica do Rio Grande do Sul será projetada, divulgando sua expressão contemporânea na linguagem do teatro de animação. A Tecelã vai contribuir para a orientação cultural de jovens e adultos através da apres entação de um espetáculo heterogêneo que enfatiza a visualidade como um dos principais aspectos teatrais. Haverá também workshops serão destinados para adolescentes e adultos, com caráter formativo.


de a i e h c a x i a c a Um s projetos e ideia

nte a do Elefa ix a C . ia C legre, a os de m Porto A e , 1 9 9 1 antes grup em rt a o d p a d im n u is F a das ma ar organiz cos é um n e li n ip o c B is e id d e mult Teatro is uma equip m o C . jetos socia il s ro p ra e B d o d m teatro as, alé cenografi , s o c e n o eb ural. oficinas d tica e cult ís rt a o ã ç nais de m forma internacio is a v ti s que reúne fe m de rica rte e Amé participara o já N s o a d ç a e c p Améri Suas ções a Europa, n o ã ç apresenta a il im m n e a d e d is a teatro ria, m os de histó n lo. a te in v o eu currícu s m e s e do Sul. Sã õ miaç muitas pre e s a d a z li já rea

F icha T é c n ica :

Balardim nografia: Paulo ce e a gi ur at am Direção, dr hartiot sionismo: Eric C ewsky Assessoria de ilu inal: Nico Nicolai ig or ra no so a e trilh chames Direção musical doso e Viviana S ar C ria uí lq Va a, a Garci Elefante Elenco: Carolin ica: Cia. Caixa do cn té no ce e s boneco Construção de e Rita Spier os, Alice Ribeiro Teatro de Bonec Spier rida Rache e Rita Figurinos: Marga iel Fetter hista Freire e Dan Iluminação: Bat Filmes deos: Beterraba Produção de Ví sé Derly agens e som: Jo Operação de im riel Lagoas m de palco: Gab ge ta on m es /d Montagem Daniel Fetter Operador de luz: Patrícia Preiss em tecelagem: sa ui sq pe de e Assistent a o: Carolina Garci çã du ro P de ão ques Coordenaç ann e Luana Mar lm al M la rie ab G utiva: Produção exec

Apoio cultural:

agenciamonday.com.br

51 9912.220404 51 7815.95 RS Porto Alegre •gmail.com @ e t n a f e l e o d a x i r ca b . m o c . e t n a f e l e www.caixado

Financiamento do circuito: Projeto aprovado pela Lei Rounet / Ministério da Cultura Nº AAAAAAAAA


Folder Tecelã