Page 71

cenário

armazenamento, 1,5 GB de RAM e era incapaz de ler impressões digitais. A Lenovo, cujos aparelhos mais vendidos no país levam a marca Motorola, também incrementou seus celulares. A empresa dobrou tudo em seu telefone premium, o Moto Z Play. O Moto Z2 Play tem 64 GB de armazenamento, 4 GB de RAM, leitor de digitais, sistema modular que transforma o celular em projetor, console de games, câmera fotográfica profissional ou numa power bank – desde que se use o devido acessório acoplado à sua parte traseira. Outra versão do Moto Z, o Z Force, começava a ser vendida no terceiro trimestre de 2017. O alvo era competir pelo high end. Possui tela que não trinca nem estilhaça, uma câmera traseira dupla, com dois sensores (o que segundo a empresa melhora o foco), chipset Qualcomm 835 de oito núcleos de 64 Bits rodando a 2,2 GHz, 128 GB de memória e 6 GB de RAM. Segundo Ivan Teixeira, analista de telecom da consultoria GfK, a abundância de armazenamento tem relação com a importância que o smartphone ganhou na vida das pessoas. Ele observa que outros três itens se tornaram padrão para a indústria e devem dominar o mercado no próximo ano: câmera traseira com pelo menos 12 MP, frontal com mais de 5 MP e telas com mais de cinco polegadas e de proporções ergonômicas. No caso da câmera traseira, a GfK identificou que, nos primeiros cinco meses de 2017, mais de 56% dos smartphones vendidos já tinham resolução de 12 MP. Para a câmera dianteira, usada para selfies, 60% tinham 5 MP e aquelas com 8 MP começam a surgir como tendência – o que não existia em 2016. O analista chama a atenção também para a conectividade. As vendas de aparelhos 4G predominam. Foram 75,6% de janeiro a maio de 2017. O número só tende a crescer, em detrimento dos aparelhos 2G e 3G. Já nas telas a transformação é mais intensa. Com a redução do custo das peças, modelos com bordas mais finas são o novo padrão. A grande inovação é o formato. Sai a proporção 16:9, entra a de 18:9. São telas mais estreitas e longas. Podem, portanto, ser maiores, sem que a empunhadura do aparelho seja desconfortável. A LG, fabricante que mais aposta na tendência, chama o formato de “tela de cinema que cabe na sua mão”.

71

Além de mais armazenamento, aparelhos vão ter câmeras mais potentes e telas de 5 polegadas. Realidade virtual, inteligência artificial Se mais memória, biometria, telas maiores e câmeras com melhor resolução são novidades incrementais no universo dos intermediários, quem está no topo pode se dar ao luxo de tentar novas saídas para reforçar o apelo da marca. “As duas maiores tendências neste mercado serão as interações de voz e inteligência artificial para tornar os telefones mais inteligentes e úteis ao prever o que o usuário precisa e quando precisa”, reforça o analista do Gartner Tuong Nguyen. A Samsung definiu neste ano de 2017 que todos os seus smartphones mais caros teriam a chamada tela infinita, em que a imagem ocupa inclusive parte da lateral do celular. Além disso, lançou a Bixby, uma assistente virtual, dotada de inteligência artificial, capaz de reconhecer não apenas a voz humana, mas também imagens. A novidade é uma resposta à Apple e ao Google, desenvolvedor do Android. Ambos têm seus próprios assistente virtuais, acionados por voz. Outras empresas, como Amazon e Microsoft, também lançaram aplicativos de suas inteligências artificiais, batizados respectivamente de Alexa e Cortana, para que o dono do smartphone possa comandar o celular a fazer quase qualquer coisa apenas pedindo favores em voz alta – como marque um voo para Los Angeles na próxima semana, por exemplo. A Qualcomm, produtora de chips, desenvolveu um apenas para processamento dos algoritmos de inteligência artificial, e o colocou na plataforma Snapdragon 835. Munin, da IDC, acredita que essas inovações, assim como a realidade virtual, ainda têm um longo caminho a percorrer antes de entrarem para o dia a dia do usuário. “Talvez sejam realidade lá fora, mas aqui ainda é algo para o longo prazo.”

Profile for Momento Editorial

Anuario Tele.Síntese Inovacao em Comunicacoes 2017  

Os projetos premiados 151 produtos e serviços inovadores

Anuario Tele.Síntese Inovacao em Comunicacoes 2017  

Os projetos premiados 151 produtos e serviços inovadores

Advertisement