Page 1

Siglas, eventos e coisas interessantes. Entre os dias 20 a 22 de janeiro acorreu o 5º Encontro do Conselho Nacional de Estudantes de Design, no Rio de Janeiro. Foi o primeiro encontro de uma série que acontecerão, praticamente uma reunião de organização deste ano, com um levantamento do que foi feito ano passado. Os eventos tema das reuniões foi NDesigns 2004 e 2 º 2005, RDesigns 2004 e 2005 e ExpoCone 2005. Também foi N 5| tratado da reformulação do estatuto do conselho para atender 0 0 as atuais necessidades e outros assuntos, que não vou me e2 d o ç aprofundar. Quem tiver interesse, mande um e-mail para o r Ma buzzine! que eu envio as atas das reuniões. Foi feito , re eg também a distribuição do Cônico 16, o informativo do l A to CONE, elaborado pela regional Sul e impresso em r Po Porto Alegre com patrocínio do UniRitter e o er Comunicação Impressa. ign a s e d o d ição Mas que diabos é esse cone? E essas siglas? om tu , Segundo Camila Vieira, atual presidente do o c nsti e ã t i aç tro ão m ra CONE, esse busca estimular e promover há as n for enta o e ã g s d estudo, análise e discussão na área e design e n e e ol pr da . qu os c na de a . e integrar os estudantes com os eventos r o e o d n ss ur nga jo taria ia ue e as no c o q í citados acima. l e t e s o o p sd ém qu a n , por . , ca essa l as e go ito o de te fi se Ndesign: Encontro Nacional de o u o nd inicia vind os. dar a blica-lo vetouar, é m róxim da noi mais am. i Estudantes de Design, acontece v e o m p i s m- quem ja boa ercebe ria de os ap direçã pecul udo é turno é ond e acab utra , sempre em julho e reúne e B ara ese a p osta tam o a ica is t e o nto ent o. O dia estudantes, educadores e afins na P g ten log eríst , po o qu ame esm sert imo não e d mo o, e ét ão zin a co tud 2003 m e ract itivo em ion mpl área de design. Todos anos é em d s z e T c ç si ard os os. Bu neir s de Em o be do itui ca ta , p s a a um local diferente, ano i t t . e t m t e i o r ma Ant ente mu um ont oná . No caba o da ntis ins do a i n p e r m passado foi em Santa Maria o . a c v e a a ra ta n te um zm - n fu e es agas azio é ad -feir sext rutu m eli ram tter f o e RS, este ano é em São Luiz a n v e t c i v e i t m res a na es !). T ad as ex co are eit niR ais MA do dia 17 a 24 de ac O U isso esso já p que é m culd da s aula o, se qui um al f a a l o Rdesign: ro as nhã ter s qu a f o so mos cend ais bo r m julho, sendo sua 15º p ; e o o e , e c s h s m ign Ma rc té ma é qu ôr d ão t Encontro s Pe s, a ado, tem cre aria . ivo a e edição. Está sendo t s p i á d n a d a a t t l os o sa erlo isso, rno ástic de o gas, e es stud o de cois Regional de organizada um s p odut l u s e e i p t s o t l e r a e r d o su erv an ão co ele, tó utra nç Estudantes de to de f ção, nto excursão, e em s va ou p io , n ora o d a n b a o d e o ta osto e nã ua rida ina lab ntr os fico etór de Design, cada r q o breve mais m ir En ulia erm s. P o, g e (s r um o; e an rá ui l t d s e c eg gn g so d é gr erar regional (diferente e e e r a e s t d informações. d n u v s p o lt si o on ão ida o c or ati ito , c z de do n essã m a das regionais r e p ativ to a cred mo n des e r e fa ão itt continua n o ia a p ível o geográficas) promovem tem Qua os, a s, c graf niR uem ituiç do Nã ss a U c . e n o q t < à esquerda h m u t o c a s o o esse evento, ou seja, 5 al ém ne via sa ara on , qu do a s p as f de f ha amb tros si mo ras p ); a c seja ao o o t m eventos acontecendo por ? a i u r u o m m o e m heg dei co curs s e o pre , dig alg rató o te str o. Ou so te c a s e este mês em todo o Brasil. É c i o e m o o ã r e c b m e o e u i n v u a m s m e d d í q s l s fí oc óti em os uis o para acontecer em Outubro, ão ão rso de es cu Des ivis rceir paço ão d s. ac naç ores star -saq ue n o de o ç e d s e t s e a e este ano em Joinville SC, no caso q e rs x a ui na sor ot ra ord fes cu pu , foi mo tir d , com orde ofes os m a co pro o pa é m o da regional Sul. Ano passado o u o c r pl co os pr . ra ico uit tod pa Nã em ndo .A somente 2 regionais fizeram, pois o x (a dêm rte a sive são le pa . Tem m m or. e (D ara e z h u a a l n a s a s l a f p m p e c g e v c i l l u re a rç inicio oficial é este ano, o daqui foi em es em ssa e in esso es, e om e esfo os m ade, facu o d serv ão e t n no dos f c a d e d n o Floripa e estava muito bom. É um tipo r r s n r r a e e a ue ireç i co mo Os p ado ersa odos nsin de v dos ud de laboratório para o N, como é menor e êm .E) q a d n onv o t se so m to e d o m i o C o e a t . t c nc ica vam (D nd Ac stã e is an possível fazer atividades experimentais. an me a em tret usca ded esta rio ntes per da e o qu ó e t n , n b o m Pretende-se organizar uma excursão para o R. te to, e os e s erão ire uda lun is ai sper d qu e o v o D Est o a ExpoCone 2005: exposição de projetos o tan aliza sei o e d s d mas m u is no, n iad ral d voz e. O , t r o ou a c acadêmicos de alunos de design. Ainda não foi p a i sã nt er a ress bem o o o s e f s i d : C es o e is o definida uma data precisa, será por volta de junho. to po . uit cio ad int rio tex aria, ini ática pass retó ntes sso m m e t Cada regional promoverá a sua exposição, sendo que s i a o s e ea did Ano o D stud de n iona r e secr qu , a r c e aqui iniciará em Santa Maria, passando pelas demais b e o s n p s os n) da ca to fu a, bad ra sig der o ven ão c e a soal cidades da região Sul, possivelmente virá até POA. e e d á t b e d s en lio os oa er tes pe fen Outro evento que acontecerá, mas que não é o bib uind o nã de mov ndo an s a a m l a ã r o é n o pr utu . relacionado ao CONE é o Purungo, em Curitiba, do dia 16 inc uiç di c a c os ue rq ad dia, stit as ênci s. str ano o g e n m p a 20 de maio. É um pouco diferente dos outros, porque é , ci do alu a o ai gu se Al a pa niza ros 2 pil que es D.A feitos por designers, mas não é só para designers, acho o v h a i , l a r rg en te smo s m pa - T deso m o cace interessante de conferir. A principio infelizmente não vou e ou m m e e , a v o t ad onam r s c o r n t p o comparecer por problemas de tempo ($$$), mas conto com o u n . ci o os rgu po - Re cara riad pe rvem er m s fun derã fe sucesso do buzzine! para ficar milionário e ir em todos os eventos. é a e t n a e d a lt re vi es s ro cois os Não sei se haverá excursão, dou o apoio para quem quiser ir e ajudo ap l dú pe mu ing ias. er ue e í, es o as cês m sd u o a q d a organizar, é só ter interesse. Mais info: www.conedesign.org lq vo m sse Qua isso isso o co sto o. ne e c É r a u r pi d Pedro Biz, acadêmico de Design Gráfico - UniRitter pa po eo rá

n i z z u b

! e


A criação é minha. Rodeados de milhares de produtos no nosso dia-a-dia, muitas vezes não temos a noção de que em breve seremos, muitos de nós, criadores dos próximos itens que estarão na vida das pessoas. O design tem assumido um papel muito próximo da publicidade, tratando de criar necessidades nas pessoas (muitas vezes sem que elas 2º N necessitem), e deixando de lado a veia da "utilidade antes de |5 00 tudo". Mesmo assim, seremos os convocados a participar 2e desta roda, e quem sabe, com nosso bom senso, do çra reestabelecer as verdadeiras necessidades das pessoas. M ,er Mas eu ia falar é que andei ocupando um pouco das ge lA minhas férias pensando em algo relacionado a isso: W otr como defender as nossas criações? Falando como eb oP t o estudante, tenho muito apreço pelos trabalhos sq ue acadêmicos que faço. Mas considero que isso não ra: Af Fala irm r s deva ser um sentimento só meu, penso que os coi ob da o r q i sa me ui a sso p e int profissionais devem tratar suas criações como sr e po io. or r n qu uc uin et "filhos", que nascem todos os dias, mas que o e n E ,n m de sq o s tudo em merecem cuidado permanente. um sc ur ue ob qu sem va a g ri e im lor s p Mas e quando a gente usa e abusa das fun en voc re é es u o q ocie co ,q êd isa da to a u cio criações dos outros, sem dar a mínima l u e d g de tod , h is ea ep ér na o alg ser o co pro valor "criativo e original" envolvido n no as a je já ntes ealm ós-m p u m ma ode fort se va s t e o í ã n n s s á int em tal projeto? Acontece muito e d ss o se ve ern prof feras que ham te se ern a r l ca a iss o r com todos nós. Seja no programa s et. da usad ou s õe da s tion s na isso com e so o fu Niss o s o á , . u d con guro c p do computador, na camiseta do p v nc In . tra clu ieda eis onta ode a no ion o tu e s e co do ss m siv de, time, no tênis, na lâmina de a d be voc qu Voc , é r , co pe até i a lín os d a, q e r a t ê u u m n rm e as ê i qu barbear, no cd pra ouvir. Me tem ent im e o fa ea adeq gua zer q e ain do ela r p n a m s l da sq ua ar ara ue do Estamos cercados de na co mo um q d d u a n u o q r, o a l e et d e a produtos pirateados e rel des ssim esig uele e sen alg rab mer s. Is valia guns m oq ign ac nd sit alh cad so o rq t i v d i c u oc o e usamos todos os dias. ua e o on o co am o a eé ve nam u na ê na prim zinh ? barateia ru co té a rre e lque rsa oa en Dilema. Sim, porque v v i m e m s r e e m ira ga ga zu m for tos , nossa vida, e inc Nós se ssa bil .V ais l ge ninguém escapa (nem a e d fu raç que t nã onsc esig . Isso m u idad ocê n a muitas vezes ld cio tra ã m a o i quer escapar), e v na me e qu cha o, e em con ente ners é to sem interferir vê a a ?S ee , s o m i t b c t o r justamente c s e ata os en q e s Ne ala a v i m t t u d irt e á t na qualidade da i g o e a s m e d b e s u , t do es porque usar algo até se t em? ign tudo a m , ma al, u m qu acan em is ipo mesma. Mas, e P 3 o a c s m o a e 7 e n l on n q de "segunda r de de p de s que rs bo ue v ia d func gra stão porq 9 "am ique quando for o nosso n i s , e o i o tu d e p ue n o , m linha", ou de br i iga esig dem açã rova s, co mos julg na. ba as a não gos" produto que estiver na a n o v o m t . o r pirateado, ó , , e s re u e r, m é on um Trat rios usab mu deve lmen o os es mão dos outros, e de de d a sc d q m a u r i d se e continua en sup ndo ue s lidad ar, p íam te vo a N tam o q jog vermos o clone dele surgir ike os -se ten or ue us os cê e e rin a t t t . a , e c à direita > de en od n de P v p i a nas prateleiras ou na tela do à p ã o a r r tod os o r por tom inte tam quit alm liar o a r a m rque u e sc o e e internet explorer, o que a a r q n a d a fac tu co da ue pe ar ui sim s a M ra te n que n e um é r hec sua aize de sentiremos? Revolta, ira? pli s inf dado algu de d s di rma ea er n e na g cid inf é o s or meio lme ia m ad rma nec m en cisão itais ênci Há alguns dias ouvi num ain Pen m a , e ç e n s a t o õ co d ss d a da ee p r e m te to is. programa de TV que a China (um ? m ossí s pe ário ou n o us desi o us ção s u sã o a g u o um ve s rti oc int co e dos bam-bam-bans da nova ordem ne par seu ário. n, na ário sit is. rit e am nt An sit da . et éri rne es econômica mundial...) não tem leis de os t, os co ant e e, a tes d mai co ê m s . P e p propriedade intelectual, principalmente l é am os tu ar ,d en so aio egu tir d do d o q porque mais de dez por cento dos u? u ev r b ro e iss Ah Ad em e o, rev a , el empregos dos seus um bilhão de t i p om os vin ida r et ex am trab Re ha ar de esen habitantes vêm de atividades de cópias bé alh na pe po tar e m rq die é a a há to Ro O ilegais de produtos com marcas reconhecidas. u Bu c s 8 ev ad nte êm ano a é p ini zzin oc De tudo isso não tiro conclusão nenhuma, ico s co roj cia e ê ac de m etis me tiv é u es m a De int ta n nem opinião muito definida. O que parece é que o sa sig ern de en os). inde per i n e ele nte tre El i p t ó G e acesso à informação e o "mundo globalizado", nos e d e r n ac i ren áfico mídi rface erc a gal prin den co s ato , a as na a d era cip te, em obrigarão a ter todo o cuidado possível para a @r qui inte AG e t , e alm e s da en no rat 2 e em m E-m en em ta m a proteção intelectual dos projetos. a i U to v a i t f

!e n

ros niR as. a.c itte om r .br

Moisés Ribeiro, acadêmico de Design Gráfico - UniRitter

Entre as milhares de cartinhas enviadas para a redação do buzzine!, uma em especial, respondendo ao artigo sobre a gráfica da Ritter, sugeriu que fizéssemos uma lista de gráficas para recomendar. Como não conheço todas as gráficas expressas da cidade e para abranger a maior quantidade de zonas, pedimos que mandem e-mail com sugestões de gráficas. Basta o nome, endereço, telefone e que seja boa. Para podermos fazer essa lista, todos ganham.

s. Gr áfi ca

s q s, u e, q ins ar Co ail: b ca ue m u l mp uz diz pro er s ucra da p zin Di o e tiv ra v e s r str to m oc ibu co e@u res ad um os (i sair içã m a ntit pe or d can me . El e ito a o g s f led d e rat on .ar ao disc l de iato é um uit tes t.b no us com s, a a a e Ca r sso sõ u o dir eci cu es e nica l rso de çã igi ia da e G ba o . . tes oth ic 72 5.

izz ub

Buzzine! #02  

Recepção aos calouros, Webtosquera por Renato Rosa, V Encone.