Page 53

T

udo bem que o já imponente nome da Arezzo no mercado de sapatos femininos nacional ajudou bastante quando Alexandre Birman, filho do proprietário, resolveu, aos 19 anos, seguir carreira solo no mesmo segmento. Mas, se o garoto não tivesse talento para design e negócios, poderia ter sido apenas uma tentativa. Apesar de festeiro e todos os predicados dos que podem e sabem curtir a vida, Birman sempre teve foco nos seus objetivos. Antes de ingressar de vez na indústria da moda, chegou a ser Campeão Brasileiro Juvenil nos 200m nado peito, morou fora, em Boston, nos Estados Unidos, e viajou muito. Isso tudo bem cedo, antes dos 15 anos de idade. Lembrando que, aos 12, já estagiava na empresa do pai, o que como ele mesmo faz questão de frisar, conferiu visão real do funcionamento de uma empresa.

de investimento de origem brasileira Tarpon, abocanhou 25% das empresas, em uma negociação meticulosa com os donos. “Nos não éramos imediatistas, pensávamos em um retorno a longo prazo, foi aí que aceitamos a proposta da Tarpon, que era a que mais se aproximava do que queríamos”, afirma, referindo-se ao plano de expansão pensado para cinquenta anos.

A Arezzo tornou seu capital aberto na Bovespa e já saiu numa operação com R$ 1,6 bilhão, o que tornou a mesma avaliada em R$ 2,8 bilhões

Hoje, além de dedicar a maioria do seu tempo às quatro marcas da holding, que inclui Arezzo, AnaCapri, Schutz e a grife que leva o seu nome, Alexandre Birman, ainda encontra tempo para repassar sua experiência, contando o seu case de sucesso em eventos, sempre que pode. Bonito, bem vestido e comunicativo, ele faz a plateia suspirar e não desviar o foco enquanto expõe no telão slides, traçando a sua linha do tempo, dividindo por ano as conquistas com todos os presentes, num misto de vida pessoal e profissional. Para ele, passam a ser quase a mesma coisa. Apesar de já estar envolvido com os negócios da família, o marco de Birman no mercado de sapatos veio com a participação em uma feira especializada na Itália. Por lá, encontrou um tipo de palmilha anatômica feita com cortiça e borracha. Na hora, teve a ideia de produzir pensando em um público mais esportivo. Por não se encaixar no perfil das consumidoras da marca do pai, tomou fôlego e em 1995 nascia a Schutz, que hoje é referência em sapatos para as mulheres descoladas. Nos anos 2000, período em que muitas marcas de moda brasileira fizeram fusões ou passaram a ser administradas por grandes grupos, a Arezzo também efetuou mudanças. Com a saída do tio de Birman da sociedade da empresa, o pai, Anderson Birman, uniu Arezzo e Schutz, transformando-as em uma holding, a Arezzo & Co., onde Alexandre é o vice-presidente. Nesse processo, o fundo

Se as duas marcas já vestiam os pés femininos das classes altas, o empresário foi além, com a criação da marca que levou seu nome, em 2008. De olho no mercado internacional, a Alexandre Birman começou a atingir os objetivos quando a atriz Leighton Meester, mencionou a sua marca no seriado norte-americano Gossip Girl. Daí então, as sandálias artesanais, com design diferenciado, produzidas com materiais importados, foram dirigidas ao mercado de luxo com sucesso. E desde então, estampam os pés de celebridades como Kate Hudson, Demi Moore e outras nos red carpets. A marca chegou a receber a premiação para novos talentos do jornal Footwear News, nos Estados Unidos, o The Vivian Infantino Emerging Talent Award. Birman conta ainda com orgulho sobre o aumento do faturamento das empresas, que começou a subir depois da fusão e da maneira de trabalho implantada a partir de então. “No primeiro ano, nossos colaboradores receberam três salários a mais, de bônus. No segundo ano, foram seis, e assim pensamos sempre em aumentar essa participação nos lucros. Precisamos sempre estimular para que trabalhem mais satisfeitos. Assim, produzem melhor”. Há pouco mais de um ano (fevereiro de 2011), a Arezzo tornou seu capital aberto na Bovespa e já saiu numa operação com R$ 1,6 bilhão, o que tornou a mesma avaliada em R$ 2,8 bilhões, de acordo com informações da instituição. Enquanto isso, Birman curte o seu casamento com a modelo Johanna Stein e mima a filha Olga, com menos de um ano. Além disso, encontra tempo para correr, nadar e pedalar. O objetivo é o Iron Man. Vocês acham que ele consegue? www.modashoesbrasil.com

53

Moda Shoes Brasil - ed03  

Moda, calçados, acessórios, bolsas e muito mais.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you