Issuu on Google+

Projeto Digital da Prefeitura Municipal de Paulo Afonso - BAHIA-BASIL Com implementações de Data Centers, Sistemas e aplicações Web e Wimax

1


Sala Principal dos Servidores e equipamentos de informĂĄtica Como podemos ver existe apenas um monitor, teclado e mouse que pode ser alternadamente usados em cada servidor atravĂŠs do kvm Switch.

2


Sala Principal dos Servidores e equipamentos de informรกtica No lado Direito podemos observar os servidores e no lado esquerdo os equipamentos de rede

3


Podemos ver em detalhes os Servidores que são da marca hp. O primeiro de baixo para cima é o servidor de Banco de Dados ele possui 16 hds do tipo Sas de 146 GB cada. O Segundo e Terceiro são os servidores que rodam o sistema e aplicativos web eles estão em cluster se um parar o outro assume os serviços. Servidor de Banco de Dados Marca: Hp Modelo: Proliant 580GS Processadores : 4 Modelo: Intel Xeon

4


O mesmo servidor da foto anterior só que por trás com 4 fontes redundantes com Hot Plug. Hot swap ou Hot swapping ou mesmo hot plug (em português: troca quente ou conexão a quente) é uma tecnologia que permite a troca ou substituição de equipamentos eletrônicos, normalmente utilizados em informática, mesmo quando ligados e operando normalmente em 5 suas funções.


Na foto em detalhe é possível perceber melhor que os servidores possuem Hds do tipo Sas e Scazi. Tanto um como o outro possuem a tecnologia Raid e hotswapping. No caso dos hds Hot swapping o próprio servidor virá acompanhado da tecnologia de raid, mas é absolutamente necessário que se tenha algum tipo de duplicação com o raid em funcionamento, pois não adianta possuir a tecnologia de substituição imediata de 6hds se as informações não são duplicadas.


Hds em Detalhe No lado direito temos um Hd Scazi de 40 GB e do lado esquerdo um Hd Sas de 146 GB menor e mais leve que o Scazi. Obs.: Os Hds do tipo Scazi estĂŁo sendo substituĂ­dos pelos modernos Hds Sas 7


Na foto podemos analisar com mais detalhes a parte de rede do Data Center. Cabos de rede vermelhos são da Categoria 6 e o azul 5e. Os switches são da marca 3com. Abaixo dele temos um sistema Chamado Tdsl da marca Gigalink semelhante ao Adsl onde ele modula no mesmo cabo telefônico sinal de voz e dados da rede. Abaixo temos as chamadas IDUS da marca Alvarion que são na verdade Poe(Power Over Ethernet) que levam ao mesmo tempo energia e sinal da Rede Ethernet as antenas Wimax que estão na Torre de Comunicação.

8


Nesta imagem está a rede com mais detalhes. O último Switch de baixo para cima possuem em todas as suas portas a velocidade de 1 Gigabit por segundo que conecta os servidores entre si e entre o restante da rede. No último dispositivo ela é uma Unidade de 9 Backup da Hp


Na Imagem a esquerda nos temos os famosos patch panels que estão conectados ao switches e do lado direito, temos abaixo dos patches panels um Roteador Cisco. Na época que visitei a Prefeitura estava em implantação um link da Telemar de 8 megabits por fibra óptica, no caso do roteador em questão ele faz parte desse projeto da Oi/Telemar. 10


Na primeira imagem nos temos os servidores sendo visualizados pela parte de trás com seus cabos do monitor teclado e mouse indo ao Kvm Switch. Na segunda imagem estamos mostrando exatamente atrás dos switches. Na terceira imagem mostrando um pouco mais esquerda em relação a primeira. 11


Modem da Telemar com conex達o dedicada de 2 megabits Marca: Parks Tipo: MSDSL Modelo: 2048 12


Outra vis達o do modem com o seu Roteador em Azul

13


Conversor de Mídia Asga – Ele Converte os sinais vindos por fibra óptica para Ethernet. Na segunda imagem vemos o mesmo conversor por trás e embaixo dele o roteador Cisco que farão juntos um link de 8 Mb/s que 14 estava na época em implantação .


Este é o link de fibra que está sendo montando, como você na primeira imagem a esquerda temos o cabo enrolado com um material plástico indicando que se trata de um cabo de fibra óptica o mesmo na imagem está saindo de um duto de metal próximo a Estação da Oi nas outras imagens o cabo foi colocado via área até a sede da prefeitura na última imagem mostra ele 15 chegando a ao prédio


Na primeira imagem temos a torre da Oi com suas antenas com enlaces de microondas do tipo SDH/PDH sendo por esse caminho em que os sinais de telefonia e internet chegam a cidade, na segunda imagem temos um outro cabo de fibra redundante que serve para garantir a disponibilidade do link e na segunda imagem temos o cabo entrando pelos túneis subterrâneos da empresa de onde o mesmo junto com o primeiro cabo fazem um círculo em anel entre a oi e a prefeitura. Caso um dos cabos se 16 rompa o outro entra em operação no mesmo instante.


Na primeira imagem até a quarta os dois cabos chegam por via área a sala de equipamentos na última imagem percebemos que há uma emenda em cada cabo. Essas emendas tem a finalidade de unir aos cabos que chegam pelos postes para cabos menores e mais flexíveis e fácies de manipular. Pois os mesmos são muitos grossos por causa da proteção, já que ficam externamente expostos a um ambiente mecanicamente hostil. 17


Essa uma bandeja é onde cabos com menor espessura são protegidos de movimentos mecânicos para que não possam comprometer a fibra com o seu rompimento.

18


Unidade de Backup Hp, abaixo o switch com portas Gigabit Ethernet 19


Unidade de fita para backup Hp com 400 GB 20


Na primeira imagem temos os No-breaks da marca Apc que servem para alimentar os servidores e demais equipamentos em caso de falta de energia elétrica, a primeira imagem mostra a parte frontal dos nobreaks e a segunda a traseira. O primeiro Módulo é o no-break em si que faz o chaveamento da origem da eletricidade e o segundo módulo é a bateria que armazena a carga. Segundo o ex-assessor de informática os sistemas de no-breaks suportam até21duas horas de interrupção da energia.


Tanto na primeira como na segunda imagem observamos que há dois de tipos diferentes de ar-condicionado, os splites que são os principais e os comuns que servem para redundância. Para mais informações sobre a importância da refrigeração nesses ambientes passe para o próximo Slide 22


Mesmo que existam dissipadores de calor o calor dissipado é pequeno se comparado com o que é gerado e fora o próprio calor ambiental em algumas regiões mais quentes com certeza afetara a temperatura dos equipamentos e se essa temperatura ambiente for alta o suficiente ela pode alterar o funcionamento dos servidores, pois a primeira opção do processador para combater as altas temperaturas é diminuir o seu desempenho para diminuir o calor gerado prejudicando todo o desempenho do sistema. O outro fator agravante para se dar uma importância maior para a refrigeração é que se o calor for exagerado e fora do normal os equipamentos se deterioraram mais facilmente diminuindo o seu tempo de vida útil e acarretando custos de trocas de equipamento além do baixo desempenho do sistema. Com tal relevância é importante manter os equipamentos em ambientes constantemente refrigerados. Em sistemas de alta produção o calor gerado será muito maior pela quantidade de equipamentos e se for uma de alta disponibilidade ao nível de 24 horas por 7 dias na semana e por 365 ano, os equipamentos não terão tempo de esfriarem porque dificilmente serão desligados e os dissipadores de calor e ventiladores não serão suficientes para conter o calor, portanto a refrigeração por ar condicionado é algo imprescindível e deve estar sempre disponível. No caso da prefeitura eles possuem quatro ar-condicionado para a sala de equipamentos, sendo dois principais e dois de reserva. Em caso de manutenção em um dos ar-condicionado mais dois estarão disponíveis, pronto para 23 funcionar, só que essa troca é manual.


Na primeira imagem temos em ângulo a sala de servidores e do lado direito os chamados IDUs. Na segunda imagem os IDUs são mostrados em detalhes na verdade eles um tipo equipamento conhecido como Poe (Power Over Ethenert) que mistura no mesmo cabo sinais de eletricidade e de dados da rede. Neste caso as três estão levando este sinal até a torre de comunicação 24tipo Wimax para três antenas setoriais da marca alvarion do


Na primeira imagem temos a torre de comunicação com algumas antenas que transmitem o sinal wireless (Wireless) para as secretárias administrativas e centros de saúdes. No caso é usado tanto a tecnologia 802.11g (WI-FI) como 802.16 (WI-MAX) as três antenas na ponta da torre são wi-max. Na terceira e quarta imagem temos as antenas receptoras do Sinal wi-max, na primeira de alto ganho usadas em distâncias maiores 25 que 10 Km e na segunda a de menor ganho para distâncias menores.


Nas imagens vemos a aplicabilidade do wimax, que permitiu que escolas situadas em zonas rurais muito distantes pudessem ser conectadas ao sistema de saúde e a internet. Wi-max diferentemente do wi-fi consegue transpor algumas barreiras geográficas. Segundo Verlânio eles conseguiram colocar o sinal de internet advindo do wi-max sem muitos esforços em até outras cidades sendo o máximo em que eles precisaram do sinal foi de 70 Km. Wi-max cumpriu o que prometeu.

26


Esta ĂŠ outra aplicabilidade do wi-max, levando internet gratuita nos conhecidos hot-spots em regiĂľes tantos turĂ­sticas como da foto a direita como em zonas rurais desprovidas por enquanto do acesso de banda larga paga. 27


Todo o sistema da prefeitura foi construído no conhecido modelo de 3 ou mais camadas ou mais simplesmente WEB numa ferramenta chamada de Maker ALL. Apesar de não ter sido adotado como esse nome, mas o sistema pode ser considerado como Computação em Nuvem que prevê a retirada da importância da máquina cliente como armazenador de informações, da lógica de negócio e da apresentação do aplicativo ou sistema, trazendo 28 essas responsabilidades para a nuvem.


Nestas imagens temos o exemplo da maior aplicabilidade dos sistemas de informática, na Saúde pública. Na primeira temos o sistemas de rede do centro de saúde municipal o sinal da rede da prefeitura chega aqui através do sistema TDSL, isso pode ser visto do lado esquerdo do estabilizador, um modem com essa tecnologia que poder levar sinais de voz e dados até uma distância máxima de 2 Km. Nas Outras Imagens o atendimento ao 29 público sendo realizado


Bom aqui temos o sistema em funcionamento e do lado direito o cadastro de pacientes por meio biomĂŠtrico.

30


Aqui temos umas das telas do sistema de SaĂşde. O Detalhe que todo o sistema da prefeitura ĂŠ via web e o interessante que o mesmo se comporta e possui um layout semelhante a um sistema operacional instalado na mĂĄquina. 31


Aqui temos uma visĂŁo abrangente do sistema que nem parece que ĂŠ pelo navegador que se acessa. 32


Podemos perceber isso nesta imagem, o sistema apesar de estar na web parece estar instalado na 33 mรกquina.


Esta imagem representa a mesma tela da anterior s贸 que na fase de projeto no Make All. 34


Esta é a tela do Make All que na verdade é um software desenvolvido em Delphi que gera sistemas e aplicações de banco de dados usando as linguagens web comuns, só que utilizando o melhor de cada uma delas como Java Script, Java e entre 35 outras linguagens para web.


Tela Principal do Maker A vantagem de se utilizar sistemas via web se dá pelo fato de qualquer atualização do sistema é feita de forma automática e todas as máquinas já tem acesso a ela. E também como o sistema está armazenado no servidor, torna-se o desktop uma máquina genérica, isto é, qualquer máquina está apta a acessar o sistema. O sistema fica 36 totalmente centralizado.


No maker não é necessário o uso de códigos de programação é necessário apenas a lógica de programação, tendo como vantagem o rápido desenvolvimento de sistemas e melhor compatibilidade e adaptabilidade com a realidade da empresa. 37


Verlânio Galindo - Ex-Assessor de Informática da Prefeitura de Paulo Afonso - Ba 38


A equipe foi vencedora do prêmio anual do governo federal conhecido como e-gov na categoria G2C (governo para cidadão). Detalhe, foi a única prefeitura do Nordeste a receber tal 39 prêmio no ano de 2008.


Álbum de imagens do Data Center e Toda a Tecnologia da Prefeitura de Paulo Afonso - BAHIA - BRAZIL