Issuu on Google+

1

Chapa do Sindicato Experiência e renovação para lutar

Jornal 03 - fevereiro/2012

Organização de base na defesa dos empregos, salários e direitos

Dias 29 de fevereiro e 1º março, tem eleição

Chapa 1 sabe negociar, VOTE tem experiência e CHAPA histórico de conquistas A

Chapa 1 já demonstrou que é a melhor alternativa para a direção do Sindicato, porque tem experiência, sabe negociar, é de luta e tem garantido muitas conquistas à categoria. Por sinal, conquistas não faltam na história recente dos metalúrgicos de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá. E isso não pode ser colocado a perder.

AUMENTO REAL Considerando apenas os últimos 11 anos, a atuação do Sindicato fez com que os ganhos reais (acima da inflação) dos trabalhadores fossem de 33%. É a categoria que teve mais aumento. A combatividade de uma entidade que não se dobra ao choro dos patrões também é constatada quando falamos da PLR conquistada nas fábricas.

PLR MAIOR Em 2011, o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados foi, em média, 65% maior em relação ao ano anterior, e injetou mais de R$ 180 milhões à economia da região.

NÃO COBRANÇA DO IMPOSTO SINDICAL! A Chapa 1 é a garantia de que o Imposto Sindical não vai voltar. Desde 1999, o Sindicato garante na Justiça que o Imposto, equivalente a 3,3% do salário, não seja descontado no mês de março. O não desconto

deixa com a categoria ao menos R$ 2,5 milhões por ano. Isso já há 13 anos!

ESCOLHA CERTA A Chapa 1 é a escolha certa para garantir que a categoria metalúrgica continue forte, obtendo conquistas e vitórias.

Outra chapa/PCdoB é mudança para pior! O voto na outra chapa da ctb/pcdoB PODE colocar todas nossas conquistas a perder

REPRESENTATIVIDADE

A outra chapa não tem representatividade. Tem representantes em poucas empresas e não aparecem na categoria. Já a Chapa 1 tem candidatos de 19 empresas, isso sem contar os ativistas espalhados em toda a base.

FALTA DE IDENTIDADE

A chapa adversária tem um sério problema com sua identidade. A cada eleição, eles se apresentam de uma maneira

diferente. Já vestiram a camisa da CUT, da Força Sindical e agora vestem a camisa da CTB/PCdoB. E amanhã, que camisa será que eles vão vestir? A da empresa? Não tenham dúvidas disso. Outro fato é que componentes da outra chapa sempre defenderam a redução de direitos na GM.

FALTA DE PROPOSTAS

O discurso da outra chapa é baseado em mudança. Mas mudar para pior? Eles não apresentam propostas.

Eles só sabem defender as empresas. Além disso, na FIAT, onde a CTB/PCdoB é direção sindical, o Sindicato é fraco e não defende os trabalhadores de lá.

FALTA EXPERIÊNCIA

A atual diretoria do Sindicato sabe negociar e tem um histórico de conquistas. Já nossos adversários não têm a experiência necessária para defender a categoria. Por isso, é um grande risco apostar neles. É o mesmo que andar para trás.

FALTA DE INDEPENDÊNCIA

O discurso da outra chapa é muito alinhado ao dos patrões e do governo. Eles não mostram independência em relação às empresas. O Sindicato não cobra imposto sindical desde 1999, porque acredita que a contribuição dos trabalhadores precisa ser espontânea. Com a outra chapa, esse desconto vai voltar com força total. Por tudo isso, vote Chapa 1!


Sindicato

Chapa 1 tem história, trad CONFIRA NA LINHA DO TEMPO A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO COMBATIVA

A

história não se apaga. E a Chapa 1 tem história e tradição na direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. Nossa organização é uma referência de luta em todo o país, por conta da história construída em todos esses anos. Os metalúrgicos de São José dos Campos e região são uma categoria forte, que nunca aceitou a imposição de

Oposição derruba pelego da direção do Sindicato após 25 anos

medidas que prejudicam os trabalhadores, como bancos de horas, cortes nos salários e redução no adicional noturno. Enquanto outras organizações se atrelaram aos patrões e ao governo, o Sindicato (Chapa 1) se manteve independente. Além disso, a diretoria do Sindicato sabe negociar,

não C fica

Greve na GM: Sindicato entrega cestas básicas para manter luta

Processos do FGTS (planos Verão e Collor) garantem mais de R$ 40 milhões a trabalhadores da GM e Embraer

1981

1984

Contra a ditadura, Sindicato participa da luta democrática pelas Diretas

Inaugurada a Colônia de Férias, que depois passou por reforma nos anos 2000

1990

1992

Categoria participa ativamente da campanha vitoriosa que derrubou Collor

Direção diz não às Câmaras Setoriais, que reduzia direitos dos trabalhadores

1993

1997

Sindicato sai da FE aceitava reduzir dire bloco com Campin

Sindicato começa a tradicional Festival do que já completou


to forte

dição de luta e conquista DO SINDICATO. ISSO NÃO PODEMOS PERDER, POR ISSO, VOTE CHAPA 1 tem muita experiência e, tudo isso, tem trazido inúmeras conquistas a toda a categoria. Só para termos uma ideia, apenas de 2000 a 2011, os metalúrgicos de nossa base tiveram aumento de 33% acima da inflação. É mais comida na mesa do companheiro, mais qualidade de vida e mais lazer na vida de sua família, tudo isso graças à firme atuação de

uma direção que não se acomoda. Toda essa trajetória não pode se perder. O Sindicato não é lugar para aventureiros. O voto na outra chapa (CTB/PCdoB) significa mudança para pior. Por isso, vote em quem você conhece; tem passado; está com o trabalhador no presente; e é a melhor alternativa para o futuro: Vote Chapa 1!

Desde 1999, o Sindicato o cobra o Imposto Sindical. Com isso, R$ 30 milhões aram no bolso da categoria

7

Campanhas Salariais vitoriosas. Desde 2000, ganho real dos metalúrgicos soma 33% acima da inflação Categoria decide deixar antiga central e fortalece uma nova ferramenta, a Conlutas

1999

EM/CUT, que eitos, e forma nas e Limeira

a promover o os Metalúrgicos, u 36 edições

2000

2004

Conquistada a redução da jornada para 40 horas na GM, que garantiu mais 1.200 empregos

2008

2011

2012

Metalúrgicos da GM derrotam banco de horas e garantem empregos e investimentos

Sindicato realiza Campanha Salarial “nota 10”. Na foto, paralisação em massa na Zona Sul

ELEIÇÕES SINDICAIS: Essa história não pode parar. Vote Chapa 1, que tem passado, está com o trabalhador no presente e é a melhor alternativa para o futuro.


Dias 29 e 1º, vote CHAPA 1

Cipeiros e ativistas que estão com a Chapa 1, a chapa de toda a categoria! A

lugar: nas grandes empresas, como GM, Embraer e TI Bundy; nas fábricas da Zona Leste, como Ericsson, Hitachi e Heatcraft; e na Zona Sul, com os trabalhadores das indústrias de médio e pequeno portes. A mes-

Chapa 1 tem o apoio de toda a categoria. Ativistas e lutadores de todas as regiões querem que o Sindicato continue combativo e atuante. O apoio à Chapa 1 está em todo

ma situação se repete em Caçapava, Jacareí, Igaratá e Santa Branca. Só a Chapa 1 têm o apoio massivo de cipeiros e ativistas. Por isso, é a única com força para dirigir a categoria, com tradição de luta, ex-

GM

periência e democracia, diante dos desafios do próximo período. Não fique sozinho. Não aposte em aventureiros. Veja quem está com a Chapa 1, a Chapa do Sindicato/CSP-Conlutas:

ZONA LESTE

Acima, alguns dos cipeiros e ativistas da TI Brasil/Bundy que apoiam a Chapa 1 Alguns dos cipeiros e ativistas da GM que apoiam a Chapa 1: Da esquerda para a direita: Serrat, Washington, Luciano, Alemão, Anderson, Willian, Odair, Fera, Luciano do Valle, Vivaldo, André e Ricardo. No destaque, Renatão

Paulo Henrique - Heatcraft

JACAREÍ

Mendonça - Parker

João Paulo - Lupatech

Jeferson - Sadefem

Márcio - C&D

Popó - Lupatech

Nério - Sadefem

Caçapava

João Luiz - C&D

Priante - Latecoere

Zé Carlos - Sadefem

Antunes - Heatcraft

Isabel - Bluetech

Mônica - Bluetech

Rita - Bluetech

Silvia - Bluetech

Douglas - Graúna

Mário - Graúna

Ulisses - Graúna

Willians - Graúna

Carioca - Graúna

Fabrício - Graúna

Rafael - Hubner

Cristomério - Italspeed

Jeferson - Emerson

Fausto - Sadefem

Matias - W. Santos

Getúlio - Sadefem

Alexandre - Wirex Edmilson - Italspeed

EMBRAER

Tarcísio - Italspeed

Carrapato - MWL

Renato - MWL

Chicão - MWL

zona sul Na Zona Sul, cipeiros e integrantes de Comissões de Fábricas eleitos pelos trabalhadores já declararam todo apoio a Chapa 1, como na Swissbras, Techal, Wirexflex, Forming Tubing, Delbras, Proterm, Usimasa, JVG, RFCom, MSAmbrogio, Usimoren, Friuli, Ferdimat, Mirage, Grava, Winnstal, Aisys, Sobraer, Sopeçaero, C&D Aquarius e Chuman.

Alessandro

Carlão

Luiz Carlos

Willian

ESTE ESPAÇO FOI INSUFICIENTE PARA PUBLICAR O APOIO DE DEZENAS DE OUTROS CIPEIROS E ATIVISTAS QUE TAMBÉM ESTÃO COM A CHAPA 1. NOSSAS DESCULPAS AOS COMPANHEIROS.

Sindicatos dos Metalúrgicos de várias partes do país estão com a Chapa 1 Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Santos e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Nova Friburgo; Sindicato dos Metalúrgicos de Pirapora; Sindicato dos Metalúrgicos de Itajubá e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Ouro Preto; Sindicato dos Metalúrgicos de Itaúna;

Sindicato dos Metalúrgicos de Divinópolis; Sindicato dos Metalúrgicos de Três Marias; Sindicato dos Metalúrgicos de Governador Valadares; Sindicato dos Metalúrgicos de Várzea da Palma; Sindicato dos Metalúrgicos de São João Del Rey; Sindicato Metabase dos Inconfidentes; Federação Sindical e Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas de Minas Gerais;

Alguns dos Sindicatos da região que apoiam a Chapa 1: - Sindicato dos Químicos - Sindicato dos Petroleiros - Sindicato da Alimentação - Sindicato dos Trab. Correios - Sindicato Municipais de Jacareí - Admap (associação dos aposentados)


jornal linha do tempo