Page 1

DIAS 29 E 1º, VOTE CHAPA 1

A

lugar: nas grandes empresas, como GM, Embraer e TI Bundy; nas fábricas da Zona Leste, como Ericsson, Hitachi e Heatcraft; e na Zona Sul, com os trabalhadores das indústrias de médio e pequeno portes. A mes-

Chapa hapa 1 tem o apoio de toda a categoria. Ativistas e lutadores de todas as regiões querem que o Sindicato continue combativo e atuante. O apoio à Chapa 1 está em todo

ma situação se repete em Caçapava, Jacareí, Igaratá e Santa Branca. Só a Chapa 1 têm o apoio massivo de cipeiros e ativistas. Por isso, é a única com força para dirigir a categoria, com tradição de luta, ex-

GM

periência e democracia, diante dos desafios do próximo período. Não fique sozinho. Não aposte em aventureiros. Veja quem está com a Chapa 1, a Chapa do Sindicato/CSP-Conlutas:

ZONA LESTE

Experiência e renovação para lutar

Jornal 03 - fevereiro/2012

Organização de base na defesa dos empregos, salários e direitos

Dias 29 de fevereiro e 1º março, tem eleição

Chapa 1 sabe negociar, VOTE tem experiência e CHAPA histórico de conquistas A

Chapa 1 já demonstrou que é a melhor alternativa para a direção do Sindicato, porque tem experiência, sabe negociar, é de luta e tem garantido muitas conquistas à categoria. Por sinal, conquistas não faltam na história recente dos metalúrgicos de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá. E isso não pode ser colocado a perder.

Acima, alguns dos cipeiros e ativistas da TI Brasil/Bundy que apoiam a Chapa 1 Alguns dos cipeiros e ativistas da GM que apoiam a Chapa 1: Da esquerda para a direita: Serrat, Washington, Luciano, Alemão, Anderson, Willian, Odair, Fera, Luciano do Valle, Vivaldo, André e Ricardo. No destaque, Renatão

Paulo Henrique - Heatcraft

1

Chapa do Sindicato

Cipeiros e ativistas que estão com a Chapa 1, a chapa de toda a categoria!

Antunes - Heatcraft

AUMENTO REAL CAÇAPAVA

JACAREÍ

Isabel - Bluetech

Mendonça - Parker

Márcio - C&D

João Luiz - C&D

Mônica - Bluetech

Popó - Lupatech

Priante - Latecoere

Fausto - Sadefem

Mário - Graúna

Nério - Sadefem

Zé Carlos - Sadefem

Matias - W. Santos

Willians - Graúna

Fabrício - Graúna

Rafael - Hubner

Cristomério - Italspeed

Alexandre - Wirex Edmilson - Italspeed

EMBRAER

Ulisses - Graúna

Getúlio - Sadefem

Carioca - Graúna

Jeferson - Sadefem

Silvia - Bluetech

Jeferson - Emerson

Douglas - Graúna

João Paulo - Lupatech

Rita - Bluetech

Tarcísio - Italspeed

Carrapato - MWL

Renato - MWL

Chicão - MWL

ZONA SUL Na Zona Sul, cipeiros e integrantes de Comissões de Fábricas eleitos pelos trabalhadores já declararam todo apoio a Chapa 1, como na Swissbras, Techal, Wirexflex, Forming Tubing, Delbras, Proterm, Usimasa, JVG, RFCom, MSAmbrogio, Usimoren, Friuli, Ferdimat, Mirage, Grava, Winnstal, Aisys, Sobraer, Sopeçaero, C&D Aquarius e Chuman.

Alessandro

Carlão

Luiz Carlos

Willian

ESTE ESPAÇO FOI INSUFICIENTE PARA PUBLICAR O APOIO DE DEZENAS DE OUTROS CIPEIROS E ATIVISTAS QUE TAMBÉM ESTÃO COM A CHAPA 1. NOSSAS DESCULPAS AOS COMPANHEIROS.

Sindicatos dos Metalúrgicos de várias partes do país estão com a Chapa 1 Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Santos e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Nova Friburgo; Sindicato dos Metalúrgicos de Pirapora; Sindicato dos Metalúrgicos de Itajubá e Região; Sindicato dos Metalúrgicos de Ouro Preto; Sindicato dos Metalúrgicos de Itaúna;

JORNAL LINHA DO TEMPO CHAPA -0002.indd Spread 1 of 2 - Pages(4, 1)

Sindicato dos Metalúrgicos de Divinópolis; Sindicato dos Metalúrgicos de Três Marias; Sindicato dos Metalúrgicos de Governador Valadares; Sindicato dos Metalúrgicos de Várzea da Palma; Sindicato dos Metalúrgicos de São João Del Rey; Sindicato Metabase dos Inconfidentes; Federação Sindical e Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas de Minas Gerais;

Alguns dos Sindicatos da região que apoiam a Chapa 1: - Sindicato dos Químicos - Sindicato dos Petroleiros - Sindicato da Alimentação - Sindicato dos Trab. Correios - Sindicato Municipais de Jacareí - Admap (associação dos aposentados)

Considerando apenas os últimos 11 anos, a atuação do Sindicato fez com que os ganhos reais (acima da inflação) dos trabalhadores fossem de 33%. É a categoria que teve mais aumento. A combatividade de uma entidade que não se dobra ao choro dos patrões também é constatada quando falamos da PLR conquistada nas fábricas.

PLR MAIOR R Em 2011, o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados foi, em média, 65% maior em relação ao ano anterior, e injetou mais de R$ 180 milhões à economia da região.

NÃO COBRA ANÇA TO SINDIC CAL! DO IMPOST A Chapa 1 é a garantia de que o Imposto Sindical não vai voltar. Desde 1999, o Sindicato garante na Justiça que o Imposto, equivalente a 3,3% do salário, não seja descontado no mês de março. O não desconto

deixa com a categoria ao menos R$ 2,5 milhões por ano. Isso já há 13 anos!

ESCOLHA CERTA A Chapa 1 é a escolha certa para garantir que a categoria metalúrgica continue forte, obtendo conquistas e vitórias.

Outra chapa/PCdoB é mudança para pior! O VOTO NA OUTRA CHAPA DA CTB/PCdoB PODE COLOCAR TODAS NOSSAS CONQUISTAS A PERDER REPRESEN NTATIVIIDAD DE

A outra chapa não tem representatividade. Tem representantes em poucas empresas e não aparecem na categoria. Já a Chapa 1 tem candidatos de 19 empresas, isso sem contar os ativistas espalhados em toda a base.

FALTA DE IDENTIIDAD DE

A chapa adversária tem um sério problema com sua identidade. A cada eleição, eles se apresentam de uma maneira

diferente. Já vestiram a camisa da CUT, da Força Sindical e agora vestem a camisa da CTB/PCdoB. E amanhã, que camisa será que eles vão vestir? A da empresa? Não tenham dúvidas disso. Outro fato é que componentes da outra chapa sempre defenderam a redução de direitos na GM.

FALTA DE PROPO OSTASS

O discurso da outra chapa é baseado em mudança. Mas mudar para pior? Eles não apresentam propostas.

Eles só sabem defender as empresas. Além disso, na FIAT, onde a CTB/PCdoB é direção sindical, o Sindicato é fraco e não defende os trabalhadores de lá.

FALTA EXP PERIÊNC CIA

A atual diretoria do Sindicato sabe negociar e tem um histórico de conquistas. Já nossos adversários não têm a experiência necessária para defender a categoria. Por isso, é um grande risco apostar neles. É o mesmo que andar para trás.

FALTA DE INDEPEN NDÊN NCIA A

O discurso da outra chapa é muito alinhado ao dos patrões e do governo. Eles não mostram independência em relação às empresas. O Sindicato não cobra imposto sindical desde 1999, porque acredita que a contribuição dos trabalhadores precisa ser espontânea. Com a outra chapa, esse desconto vai voltar com força total. Por tudo isso, vote Chapa 1!

10/02/2012 21:09:44


SINDICAT TO FORTE

Chapa 1 tem história, traddição de luta e conquista CONFIRA NA LINHA DO TEMPO A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO COMBATIVA DO SINDICATO. ISSO NÃO PODEMOS PERDER, POR ISSO, VOTE CHAPA 1

A

história não se apaga. E a Chapa 1 tem história e tradição na direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. Nossa organização é uma referência de luta em todo o país, por conta da história construída em todos esses anos. Os metalúrgicos de São José dos Campos e região são uma categoria forte, que nunca aceitou a imposição de

Oposição derruba pelego da direção do Sindicato após 25 anos

medidas que prejudicam os trabalhadores, como bancos de horas, cortes nos salários e redução no adicional noturno. Enquanto outras organizações se atrelaram aos patrões e ao governo, o Sindicato (Chapa 1) se manteve independente. Além disso, a diretoria do Sindicato sabe negociar,

tem muita experiência e, tudo isso, tem trazido inúmeras conquistas a toda a categoria. Só para termos uma ideia, apenas de 2000 a 2011, os metalúrgicos de nossa base tiveram aumento de 33% acima da inflação. É mais comida na mesa do companheiro, mais qualidade de vida e mais lazer na vida de sua família, tudo isso graças à firme atuação de

uma direção que não se acomoda. Toda essa trajetória não pode se perder. O Sindicato não é lugar para aventureiros. O voto na outra chapa (CTB/PCdoB) significa mudança para pior. Por isso, vote em quem você conhece; tem passado; está com o trabalhador no presente; e é a melhor alternativa para o futuro: Vote Chapa 1!

Desde 1999, o Sindicato não o cobra o Imposto Sindical. C Com isso, R$ 30 milhões fica aram no bolso da categoria

Greve na GM: Sindicato entrega cestas básicas para manter luta

Campanhas Salariais vitoriosas. Desde 2000, ganho real dos metalúrgicos soma 33% acima da inflação Categoria decide deixar antiga central e fortalece uma nova ferramenta, a Conlutas

Processos do FGTS (planos Verão e Collor) garantem mais de R$ 40 milhões a trabalhadores da GM e Embraer

1981

1984

Contra a ditadura, Sindicato participa da luta democrática pelas Diretas

Inaugurada a Colônia de Férias, que depois passou por reforma nos anos 2000

JORNAL LINHA DO TEMPO CHAPA -0002.indd Spread 2 of 2 - Pages(2, 3)

1990

1992

Categoria participa ativamente da campanha vitoriosa que derrubou Collor

Direção diz não às Câmaras Setoriais, que reduzia direitos dos trabalhadores

1993

1997 7

1999

Sindicato sai da FE EM/CUT, que aceitava reduzir dire eitos, e forma bloco com Campin nas e Limeira

Sindicato começa a promover o tradicional Festival do os Metalúrgicos, que já completou 36 edições

2000

2004

Conquistada a redução da jornada para 40 horas na GM, que garantiu mais 1.200 empregos

2008

2011

2012

Metalúrgicos da GM derrotam banco de horas e garantem empregos e investimentos

Sindicato realiza Campanha Salarial “nota 10”. Na foto, paralisação em massa na Zona Sul

ELEIÇÕES SINDICAIS: Essa história não pode parar. Vote Chapa 1, que tem passado, está com o trabalhador no presente e é a melhor alternativa para o futuro.

10/02/2012 21:09:59


Jornal especial linha do tempo  

jornal especial para toda categoria, com a linha do tempo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you