Page 1

Jornal do Fórum de Lutas do Vale do Paraíba

Junho de 2014

No dia 12 de junho, data da abertura da Copa do Mundo, estudantes, aposentados, movimentos sociais e trabalhadores de várias categorias vão às ruas protestar contra os altos gastos do governo com o Mundial e exigir mais investimentos em saúde, educação, transporte e moradia. A maioria dos brasileiros está insatisfeita com a situação do país e tem motivos de sobra para protestar. Por isso, o Fórum de Lutas do Vale do Paraíba chama a população a participar dessa manifestação. São nossos direitos que estão em jogo! Greves sacodem o país A poucos dias da abertura da Copa, uma série de paralisações sacode o país. Em muitas capitais e outras cidades, os motoristas e cobradores realizam protestos e paralisações por melhores salários e condições de trabalho.

Em Campanha Salarial, os metroviários de São Paulo também estão mobilizados. Os professores e demais profissionais da área de educação, em greve em várias partes do país, dão uma lição: é preciso mobilização para buscar suas reivindicações. Outras categorias, como servidores público, também estão buscando seus direitos. Direito de se manifestar Diante da mobilização por direitos básicos, a resposta dos governos tem sido a criminalização dos movimentos, ou seja, tratar como caso de polícia o direito constitucional de protestar. Isso também deve ser denunciado e combatido. No Rio Grande do Sul, seis ativistas correm o risco de serem presos, simplesmente por terem organizado a luta contra o aumento da passagem e por melhorias no transporte público.

Nossa manifestaç ão não será contra a Copa, o futebol ou a seleção, e sim co nt ra os governos, que abandonam os se rviços públicos, retiram direitos dos traba lhadores e do próprio po vo, que sofre com as remoções forçadas e a falta de assistê nc ia, enquanto favorece m os empresários, os banqueiros e a Fifa . Participe da man ifestação! Vamos à luta , Brasil!

Dia 12 de junho, concentração às 10h, na sede do Sindicato dos Metroviários, em São Paulo. Inscrições: no seu Sindicato ou na sede da CSP-Conlutas Vale do Paraíba, pelo telefone 3911-4458. Saída do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos (Rua Maurício Diamente, nº 65, centro - São José dos Campos), às 7h.


Por transporte e moradia

Pela valorização da educação O Brasil é o oitavo país com o maior número de analfabetos no mundo. São 13 milhões de pessoas que não sabem ler e escrever. Para os que têm acesso à educação, a realidade, muitas vezes, são salas de aula precárias e lotadas, falta de material didático e professores desmotivados

pelos baixos salários. Esse triste quadro é resultado dos investimentos insuficientes feitos pelo governo federal em educação. Hoje, apenas 5,5% do PIB nacional é investido em educação. O ideal seria o investimento imediato de 10% em educação pública para que todo brasileiro tivesse acesso a um ensino gratuito qualidade.

Quem depende de transporte público sabe bem como é duro aguentar os atrasos e lotações dos ônibus todos os dias. Os motoristas e cobradores também ralam muito para receber um salário minguado no final do mês. Enquanto isso, as empresas de ônibus seguem lucrando muito às nossas custas.

Outra questão é o déficit habitacional: milhões de brasileiros não têm um teto para viver. Além disso, as obras da Copa foram responsáveis pela remoção de milhares de trabalhadores de seus lares. Um crime contra a população pobre do nosso país

Basta de privilégios aos patrões e sufoco para os trabalhadores O governo dá dinheiro para os banqueiros, empresários e para a Fifa, enquanto o trabalhador sofre com os serviços públicos precários e a alta da inflação que, a cada mês, faz diminuir ainda mais os salários. Às vésperas da Copa do Mundo, as contradições se tornam ainda mais evidentes. Com o alto preço dos ingressos, o trabalhador nem vai

Contra o arrocho nas aposentadorias

Por saúde pública de qualidade Segundo a Constituição, saúde é um direito de todos. Mas, na prática, só consegue atendimento razoável quem pode pagar os caros planos de saúde. Apesar de ser usada por 75% da população brasileira, a rede pública de saúde não recebe os

poder ir ao estádio. A promessa de um legado da Copa não passa de uma grande farsa. Das obras de mobilidade urbana previstas, boa parte nem saiu do papel. Para o povo, o legado se expressa nas remoções e serviços públicos que continuarão precários. É hora de se mobilizar para virar esse jogo!

investimentos necessários. De tudo que arrecada em impostos, o governo investe apenas 8% em saúde. É muito pouco! Se não bastasse, ainda privatizam o pouco que se tem, como aconteceu com o Hospital Municipal de São José dos Campos.

Os aposentados e pensionistas também têm muitos motivos para protestar. Com reajustes nos benefícios menores do que os concedidos ao salário mínimo, as perdas já somam 81%. Por isso, o segmento luta pela aprovação do projeto de lei 4434/08 (atualmente, pa-

rado na Câmara), que recupera as perdas nos vencimentos de aposentados e pensionistas. Enquanto dá migalhas aos aposentados, o governo Dilma segue tirando dinheiro da Previdência e dando para os patrões, por meio da desoneração da folha salarial, que acabou de se tornar permanente.

Calendário de atividades do Fórum de Lutas 10/06 – Jacareí: ato debate Copa para quem?! Às 17h30 no pátio dos trilhos

10/06 – panfletagem na Univap Urbanova, às 18h, no portão central 12/06 – Ato unificado em São Paulo

11/06 – Assembleia geral e paralisação na

Saída às 7h do Sindicato dos Metalúrgicos (R. Maurício

Unifesp – Queremos educação padrão FIFA, às 8h

Diamante, 65, centro, SJC)

Jornal forum de lutas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you