Page 1

POR SINES

MIS - Munícipes Independentes de Sines porque se deve trabalhar para todos.

Caro Sineense, No próximo domingo 29 de setembro o voto de cada Sineense irá decidir quem irá governar o seu município. Tendo por base a defesa dos interesses dos Sineenses, não poderíamos também deixar passar em claro muitas decisões, certamente políticas, tomadas em vésperas de eleições autárquicas pela actual gestão camarária do nosso concelho. Em detrimento do interesse público esbanjam-se hoje em Sines dinheiros e recursos públicos em nome de objectivos (?) que nos parecem ser unicamente (e perigosamente) políticas. Por estas razões, enumeramos nesta nossa reflexão pública e aberta (Porque apenas pretendemos que esta contribua para a maior transparência da política na nossa terra) alguns dos casos que mais nos preocuparam nas últimas semanas. Nos últimos tempos, parece-nos clara a existência duma relação perigosa entre inaugurações e o período eleitoral de Setembro de 2013. Em particular, inauguram-se o pavilhão Multiusos, a escola de música ( edifício público para ser entrega a uma associação particular por tempo indeterminado) e aceleram-se outras obras referência do executivo camarário actual, parece-nos a nós para servir certos calendários oportunísticos. Neste particular, damos o exemplo do Pavilhão Multiusos, obra que saudamos, mas não entendemos a clara precipitação na inauguração desta infra-estrutura, sem realizar os acabamentos tão necessários à sua volta, sem os acessos finalizados, sem vistoria eléctrica, ligado a um gerador - por isso é que não foi ligado o ar condicionado na «inauguração», esgotos ligados a uma fossa e sem água corrente, estacionamentos, ou mesmo a sua própria sustentabilidade financeira. Foram os interesses dos sineenses que levaram a esta inauguração precipitada? Outras obras, como por exemplo, os alcatroamentos vão sendo feitas em ritmo acelerado sem tomar em conta a segurança das vias em questão, não acautelando os interesses de automobilistas e peões. Esquecem-se de advertir os automobilistas para a existência de lombas, ao mesmo tempo que se colocam estas depois de passadeiras de peões. Será que a pressa levou à falta de compreensão do real propósito das referidas lombas? A pressa parece ter também levado ao esquecimento de sinalizar passadeiras em muitas das vias do nosso concelho. Será que se está mesmo a tomar em consideração a segurança dos cidadãos? A limpeza e cortes de relva apressados que deviam ter sido feitos mais frequentemente e não somente nas vésperas das eleições... Já nem sequer nos referimos ao elevador e avenida ou obras que estão por acabar há 4 anos...

porque merecemos melhor BEM HAJAM!

carta aos municipes  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you