Page 1

a revista do jovem que pensa

www.conexaoja.com

Expressão

Jovens falam sobre casamento, estudos, carreira profissional e fim do mundo

Teste

Você é amigo de verdade?

prova pdf

Nossa equipe participou de uma aventura de exploração nas cavernas do Petar. Venha com a gente!

16611 - Rev. Conexão 01/2007

Adrenalina

01

janeiro-março 2007

Marcos ________ Designer ________ Editor

Bons motivos para esperar a hora certa

________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


8

Presente de

Moti uma

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Michelson Borges

Editor

Otimar Gonçalves

Líder de Jovens na Divisão Sul-Americana

18

ma

Os b

Divulgação e Omar Franco

Deus fez você com vocação para a vitória e não para a derrota. Vencer não é tarefa fácil. Requer de você algo mais. De acordo com os especialistas em vitórias, o difícil não é vencer uma vez. Difícil é manter-se na condição de vencedor, ou continuar vencendo cada dia. Isso requer um grau de sacrifício ainda maior do que o exigido para alcançar vitórias ocasionais. Vou expor três atitudes diárias para que você seja um “vencedor cada dia”: 1. Oração particular. Você já percebeu que o tema JA para este ano tem como proposta levá-lo(a) às vitórias diárias. Das vitórias diárias, vêm as vitórias semanais e anuais que farão de você um vencedor. São as suas vitórias internas, pessoais, que o(a) levarão às vitórias externas, tais como: vitórias no trabalho, no amor, na igreja e nos seus relacionamentos interpessoais. A oração particular é a sua fortaleza diária. 2. Leitura pessoal da Bíblia. A Palavra de Deus deve ser o seu “pão” e a sua “água” diários. Comece e termine cada dia com uma porção preciosa da Bíblia. Saia para os seus afazeres diários com a “armadura” de Deus. O estudo diário da Palavra de Deus fortalecerá sua mente e seu coração para enfrentar vitoriosamente os embates diários. 3. Testemunho pessoal acerca de Jesus. Chegou a hora de compartilhar aquilo que Jesus fez e está fazendo por você. Uma das expressões bíblicas mais usadas por Jesus foi “ide”. Porém, Ele somente disse “ide” depois de ter dito “vinde”. Ou seja, primeiro os discípulos foram a Ele, para estar com Ele e depois falar dEle para outras pessoas. Se você escalar diariamente esses três degraus, digo com profunda convicção: você será um “vencedor cada dia”. Para que você mantenha viva a chama da fé diariamente, o que deve fazer? “É trabalhando por outros que eles [jovens] manterão vivas suas próprias almas.” – Serviço Cristão, pág. 22.

William de Moraes

venCedor Cada dia

sua verdadeira moldura. A Bíblia coloca o sexo em dade Nunes Jr., líder da comuni Segundo o Pastor Edson ntro Paulo e mestrando do Ce judaico-adventista de São do ca P, “a visão judaico-bíbli de Estudos Judaicos da US ,o seja e em Gênesis 1 e 2, ou sexo é baseada clarament ”. ado e instituído antes do pec sexo foi criado por Deus us De interessante do texto: Edson destaca uma nuance isto , formam “uma só carne” diz que homem e mulher a é a principal característica é, eles se tornam um, e ess ). “No sexo, o ser humano do próprio Deus (Deut. 6:4 Deus, daí a importância do deve refletir o caráter de de”, afirma Edson. “É sexo como fator de santida isés ‘gasta’ boas páginas importante notar que Mo uteronômio para tratar de de Levítico, Números e De or importante é a questão pecados sexuais. Outro fat éo ento. A história de Isaque do sexo dentro do casam exemplo mais claro.” res 2:16 estabelece o Para o Pastor Edson, Canta a o sexual: um homem e um padrão de relacionament de ersa. Não há inserção mulher. Ele é dela e vice-v leva ao sexo, erotismo terceiros. Sobretudo, o que ente essa reciprocidade e prazer entre eles é justam ade, interação, parceria, (companheirismo, intimid e de pacto pleno, um compromisso), uma espéci completo, profundo. pertencer ao outro, único, que Deus fez e abençoou, Infelizmente, para tudo o o fação. Deus criou o sexo, Satanás criou uma contra oro, nam e. Deus orientou o inimigo criou a licensiosidad a par . Deus criou o homem o diabo inventou o “ficar” urar sat de a, o anjo caído tratou apreciar a beleza feminin r, lhe sição do corpo da mu o mundo com a superespo imulando o adultério – de tornando-a um objeto e est fato ou mental. JA, você encontra, além Nesta edição de Conexão o ortagem especial feita pel de ótimos artigos e uma rep um (que se aventurou com jornalista Fernando Torres as do Petar), matéria que grupo de jovens nas cavern ilo os para fazer do sexo aqu apresenta bons argument vivido ser mento especial para que Deus planejou: um mo ta. cer a certa e da maneira com a pessoa certa, na hor Boa leitura!

panorama

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

Deus

Ministério Jovem - Divisão Sul-Americana

Ano 1 – no 01 Janeiro – Março / 2007 www.conexaoja.com Capa: Montagem de Marcos S. Santos sobre fotos de Daniel Oliveira e William de Moraes

Rod Cai Fon Ser

Edi Edi

Pro


8 Sexo

5 Pode Crer 6 Expressão

Por que Cristo ainda não voltou?

Motivos para ajudá-lo a tomar uma decisão importante

Casamento, estudos, carreira profissional e fim do mundo. Jovens de várias partes do Brasil falam sobre o futuro

12 Aconteceu Comigo

Ele queria partilhar o evangelho e não sabia como. Até que Deus lhe preparou uma surpresa no ambiente de trabalho

13 Saúde e Beleza 14 Link 15 Mercado de Trabalho

Saiba como ter a pele bonita e saudável, de forma simples e barata

Sites e blogs para navegar fora da área de risco

Os benefícios de um relacionamento íntimo com Deus

20 Na Cabeceira

Além das sugestões de boas leituras, agora nós também indicamos CDs e filmes

24 Raio X

22 Altar de 28

Hollywood Anna Maria Lopez

Divulgação e Omar Franco

Igreja e cinema. O que eles têm em comum? A resposta pode ajudá-lo a tomar uma decisão

CASA PUBLICADORA BRASILEIRA Editora dos Adventistas do Sétimo Dia Rodovia Estadual SP 127 – km 106 Caixa Postal 34; CEP 18270-970 – Tatuí, São Paulo Fone (15) 3205-8800 – Fax (15) 3205-8900 Serviço de Atendimento ao Cliente: (15) 3205-8888 Editor: Michelson Borges Editores associados: Sueli Ferreira de Oliveira e Fernando Torres Projeto gráfico: Marcos S. Santos

26

O ceticismo em relação à Palavra de Deus mostra que o fim está cada vez mais próximo

Adrenalina

Teste

Amigo de verdade

29 Ellen White Disse 29 Agenda Jovem 30 Dúvida Cruel

Daniel Oliveira

Bem-vindo à maioridade espiritual

Venha com a nossa equipe numa aventura de exploração às cavernas do Petar

Diversão demais pode ser prejudicial

Saiba o que o Ministério Jovem vai realizar na sua região

Dança e estágio no sábado. Mais duas questões bem respondidas

Diretor Geral: José Carlos de Lima Diretor Financeiro: Antonio Oliveira Tostes Redator-Chefe: Rubens S. Lessa Gerente de Produção: Reisner Martins Gerente de Vendas: João Vicente Pereyra Chefe de Arte: Marcelo de Souza Chefe de Expedição: Eduardo G. da Luz Colaboradores: Areli Barbosa, Erton Köhler, Ivay Araújo, Odailson Fonseca, Paulo Bravo, Stanley Arco e Udolcy Zukowski

Assinatura: R$ 16,70 Avulso: R$ 5,20

Norte: R$ 20,30 Norte: R$ 6,30 9114/16611 Tiragem: 00.000

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sem prévia autorização escrita do autor e da Editora.

prova pdf

Envolvidos com evangelismo, vigílias e congressos, os jovens adventistas acontecem

18

os sobre Moraes

01

16 Portal

16611 - Rev. Conexão 01/2007

William de Moraes

Aprenda a “arte da terra” para ser vencedor e construir uma carreira de sucesso

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


Conexão JA está muito interessante, abordando assuntos que realmente têm a ver com os jovens. Acredito que agora algumas dúvidas poderão ser esclarecidas. Parabéns! Laisley Karen Santos Pedreiras, MA lalanerak009@hotmail.com

Quero parabenizar a revista e dizer que a matéria sobre dicas para um bom emprego (“Aproveite o sábado a seu favor”) foi o máximo. Li o artigo num domingo. Na quarta-feira, fui selecionada para uma entrevista. Segui as orientações da matéria e graças ao nosso Deus fui aprovada e a empresa me concedeu o sábado. Não é uma bênção? Bernadete Pacheco Rosa Ribeirão Preto, SP bethbernadete@hotmail.com Parabéns pela revista! Muito interessante, gostei muito. Continue assim e que Deus abençoe vocês. Meus sinceros parabéns! Karyna Gomes São Paulo, SP karry8mile@yahoo.com.br

Sou jovem, líder de uma pequena igreja no sul da Bahia e quando vi a capa da revista Conexão JA percebi que seria uma ótima revista. Quando a li, pude comprovar – é surpreendentemente maravilhosa! Veio em uma boa hora em que o jovem tem sido bombardeado com tanta coisa ruim. Estou orando para que os próximos números sejam melhores que o primeiro. A revista já é um sucesso! Antônio Cezar Lajedão, BA tonylajedao@hotmail.com Não existe desculpa para o mau entretenimento: nós, jovens adventistas, dispomos do melhor conteúdo espiritual, social e cultural que já foi divulgado. Além disso, dispomos também de excelentes líderes para criar uma revista ótima como esta. Estão todos de parabéns! Valéria Assunção Imperatriz, MA val_assuncao@hotmail.com

16611 - Rev. Conexão 01/2007 ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Essa revista é simplesmente d+. Me apaixonei logo de cara. Temas legais com jovens legais. Era o que faltava para nós, jovens adventistas. Que o nosso Deus os abençoe. Que revista arretada! Cláudia de Oliveira Soares Salvador, BA kakau_cdin@yahoo.com.br Esta é a revista de que estávamos precisando. Que esse trabalho possa prosseguir e que Deus abençoe a equipe. Gostaria de sugerir que vocês preparassem uma matéria para os jovens que não têm a família na igreja. Any Graziella Recife, PE graziella_ai@hotmail.com

Om da apr est par

Olá! Gostei muito da revista. Tem muitos temas interessantes. É a melhor revista que já li. Camila dos Santos Aracaju, SE camila_cant@hotmail.com

Passatempos Bíblicos Palavras da Vida – Ômega

Contém diversas atividades superdivertidas, como labirintos, cruzadinhas, histórias bíblicas e figuras para colorir. Tudo relacionado com temas bíblicos. E mais: um útil programa diário de leitura da Bíblia. Cód. 9225

Charles – Imagem: Dynamic Graphics

Marcos ________ Designer

Li o primeiro número da revista e achei bem interessantes os temas tratados. Essa revista com certeza vai ser de grande ajuda para nossos jovens se firmarem cada dia mais ao lado de Cristo. Priscila Baracho Engenheiro Coelho, SP pp_baracho@hotmail.com



a Adquir ! seu hoje o Ligue

Acesse

0800-9790606* www.cpb.com.br

Faça seu pedido no

SELS de sua Associação

Ou dirija-se a uma das Lojas CASA EDIÇÕES

*Horários de atendimento: Segunda a quinta, das 8h às 20h30 / Sexta, das 8h às 16h / Domingo, das 8h às 14h.

jan–mar 2007

Daniel Jaeger

prova pdf

01

Gostaria de parabenizá-los pela revista. Já estava na hora de algo assim ser criado. Pela edição de lançamento já dá para perceber que realmente será e já está sendo uma bênção. Valeu! Clécio Dantas Branco Missão Velha, CE cle.cio.dantas@hotmail.com

Adorei o exemplar de pré-lançamento da revista. Se o número especial foi assim, imagino como será a revista quando estiver consolidada... Oro para que nosso Deus os use para falar ao coração dos jovens. Fabrício Badures Belo Horizonte, MG badures@hotmail.com


Areli BArBosA

Por que

a

?

da forma certa. Por que todos esses ataques à Igreja? Porque é a Igreja que tem a missão de pregar o evangelho ao mundo. Isso quer dizer que a Igreja pode ajudar a apressar a volta de Jesus, como disse Ellen White: “Dando o evangelho ao mundo, está em nosso poder apressar a volta de nosso Senhor. Não nos cabe apenas aguardar, mas apressar o dia de Deus.” – O Desejado de Todas as Nações, págs. 633 e 634. A Igreja Adventista do Sétimo dia tem essa missão. O inimigo tentou trazer novas doutrinas desvirtuadas para dentro da igreja, mas sem sucesso. Procurou distorcer doutrinas existentes como a Trindade, a natureza de Cristo, o Espírito de Profecia, mas igualmente sem sucesso. Por isso ele planejou um meio para deixar os membros da igreja apáticos e mornos, dificultando assim a pregação do evangelho. (Leia Apocalipse 3:16.) “Na ausência da perseguição, têm entrado para nossas fileiras homens que parecem sãos, de inquestionável cristianismo, mas que, caso surgisse a perseguição, sairiam de nós”, escreveu Ellen White, em Evangelismo, pág. 360. O inimigo sabe que esse “grupo misturado” no meio do povo que aguarda a volta de Cristo faz com que eles não vivam plenamente e também não tenham todo o poder na pregação do evangelho. E quando o evangelho for pregado a todo mundo, virá o fim (Mateus 24:14). Interessante que White diz: “A obra está com anos de atraso. Enquanto os homens têm dormido, Satanás se nos tem adiantado furtivamente.” – Testemunhos Para a Igreja, vol. 9, pág. 29. Se Jesus tivesse vindo alguns dias atrás, você estaria preparado para recebê-Lo? A coisa maravilhosa é que, apesar da “demora”, Ele ainda convida todos os que querem mudar de vida, porque só Ele é capaz fazer essa transformação. A volta de Jesus será o maior dia da História. Esse acontecimento se aproxima rapidamente. Você está pronto para receber o Rei?

prova pdf

Qual é o dia mais importante da História? Poderia ser o dia de uma grande descoberta científica? Ou o dia em que o homem pisou na Lua? Poderia ser o dia do seu aniversário – sim, esse foi um grande dia –, mas me refiro a algo maior. Tente imaginar, então, um só dia sem morte, dor, angústia, doenças, guerra, poluição e medo. Existirá um dia assim? Se ele existir, será o dia mais importante de todos, você não concorda? É interessante notar que o primeiro e o último dia deste planeta têm algumas semelhanças. No primeiro dia, as trevas que estavam sobre o abismo deram lugar à luz. Hoje, nosso mundo está em grandes trevas e muitas vidas estão à beira do abismo, mas o dia final será marcado pelo poderoso brilho da luz de Jesus Cristo. Então, o maior de todos os dias será o último, porque é o dia da volta de Jesus. Esse dia – o mais espetacular de todos – será marcado por contrastes: enquanto alguns estarão ressuscitando, outros estarão pedindo a morte. Uns receberão a vida eterna, outros receberão o começo da condenação, e então o justo será finalmente separado do ímpio. Todas as coisas serão desfeitas. Esse dia também é importante porque põe fim a um ciclo de ação de Satanás e seus anjos, desde que eles se rebelaram e deram início à obra de ruína e destruição. Se, por um lado, esse dia é almejado por muitos, como diz Jó – “Porque eu sei que o meu Redentor vive e que por fim Se levantará sobre a Terra” (19:25) –, por outro, há muitos que não querem que esse dia venha com suas revelações. O maior interessado em retardar esse dia é o inimigo, porque dali em diante ele se torna refém de seu próprio mal, e depois de mil anos será destruído. Satanás fez vários experimentos para retardar o dia da volta de Jesus. Inicialmente, perseguiu e matou cristãos – mas, nesse caso, não foi bem-sucedido, porque com a morte de um, surgiam muitos outros. Então, ele mudou de tática. Desvirtuou as doutrinas bíblicas e introduziu falsos princípios no cristianismo. Mas aqui, também, não conseguiu bom êxito, porque surgiu um povo fiel que continuou obedecendo aos princípios doutrinários

16611 - Rev. Conexão 01/2007

O maior dia da História se aproxima. Você está pronto para ele?

01

demora

Daniel Jaeger

s

tanta

Marcos ________ Designer ________ Editor

Areli Barbosa

Líder de Jovens na União Sul-Brasileira areli.barbosa@usb.org.br

jan–mar 2007



________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


É o fim!?

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

Conexão JA: Do que vocês têm visto, o que demonstra que o mundo está mesmo no fim? Rodrigo: Catástrofes em todo canto. A gente fez uma pesquisa na faculdade e viu que está aumentando a proporcionalidade entre o período e o número de furacões que ocorrem. Paulo: Quem é adventista sempre se liga nessas coisas. Quando acontece alguma coisa, a gente liga ao fim do mundo. Só que, depois do tsunami, as pessoas ficaram mais apreensivas, ficaram mais atentas ao meio ambiente, aquecimento global. A mídia fala disso, e a gente fica de antena ligada porque sabe por que isso está acontecendo. As revistas da banca trazem na capa “O fim do mundo começou”. É uma coisa espantosa. Dez anos atrás, se fizéssemos isso, seríamos alarmistas. Por que agora a mídia faz isso o tempo todo? Paulo: Bom, a mídia aproveita tudo que dá ibope. Pode ser uma catástrofe, pode ser a morte de alguém. Deu ibope, ela cobre. Mas, cientificamente, a gente comprova que a natureza está evidenciando Paulo Mondego, 23 anos, Brasília, DF o fim do mundo. Fernando: Nós, que realmente esperamos isso, que estamos atentos a tudo isso, não estamos falando disso. Esperamos as pessoas falarem... Por que vocês acham que nós, como adventistas, nos acomodamos diante de tantas evidências do fim do mundo, quando todo o mundo está alarmado com isso? Rodrigo: Acho que sempre demos ênfase a esses sinais, então isso ficou comum. Vanila: A Igreja Adventista já há muito tempo prega sobre a volta de Jesus. A gente acaba se acostumando de tal forma que pensa: “É só mais um acontecimento. Ainda falta muita coisa pra acontecer.” E aí, acaba realmente se acomodando com a idéia de que ainda há muito tempo até o fim.

Marcos ________ Designer

________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte



jan–mar 2007

vez mais vai haver isto: povo contra povo, nação contra nação. Quando você vê o que acontece no mundo e constata que crê na verdade, como isso mexe com a sua fé? Caleb: A gente se firma mais na fé. Mas, por outro lado, a gente não tem se preparado tanto, e acaba se esquecendo de ler a Bíblia, de estudar a Lição, de ter comunhão... Carine: Uma questão interessante é sabermos defender nossos princípios, conhecer aquilo que a Igreja prega. Eu mesma não sei muito sobre pro- Carine Cardoso, 22 anos, fecias. A gente tem que Goiânia, GO cuidar um pouco com isso e se preparar pra isso não só para a volta de Cristo, mas para ajudar outras pessoas a entender a Bíblia e, quem sabe, dar um bom testemunho para essas pessoas. Será que esse desleixo com as coisas espirituais também não é um sinal do fim do mundo? Fernando: Sim, a Igreja está “morna”. Como é que vocês vivem este paradoxo: tantos sinais e essa apatia? Paulo: Quando eu me batizei, era uma empolgação tremenda. Nós trabalháva-

E guerras com motivação religiosa, isso também tem a ver com o fim do mundo? Caleb: Já era predito que haveria guerras e rumores de guerra. A Bíblia diz que o amor vai se esfriar e cada

________ Editor

Casamento, estudos, carreira profissional. Os jovens têm tantos planos para o futuro. O que eles pensam sobre o fim do mundo?

Caleb Miranda, 17 anos, São Paulo, SP

Daniel Oliveira

Basta ligar a TV, ler a primeira página do jornal de hoje ou entrar em contato Os jovens entrevistados pela equipe com qualquer meio de comunicação do da Conexão JA mundo, e você recebe notícia de atentados, catástrofes – sinais que anunciam o fim. É manchete: o Apocalipse está chegando! Como os jovens cristãos vêem isso e o que pensam a respeito? Fazem planos para si? A equipe da Conexão JA reuniu sete jovens de vários cantos do Brasil para tentar descobrir.

Rodrigo Natal, R


Daniel Oliveira

Vanila: Eu achava que nem ia fazer faculdade...

jan–mar 2007

7

prova pdf

Se a gente mantiver o primeiro amor, não é o sermão do pastor que vai fazer a diferença na vida espiritual. O sermão do pastor ajuda, mas não dá para trocar pela Bíblia e pela oração. E o fim do mundo vai chegar, independentemente da espiritualidade de cada um. Então, analisando isso, o que você tem feito para se preparar? Vanila Pontes, 24 anos, São Paulo, SP Vanila: Quando eu olho para minha vida antes, às vezes, fico um pouco decepcionada comigo mesma, porque antes eu fazia mais. Não tenho participado muito na igreja, só esquento o banco. Eu preciso mudar. Mas uma coisa que eu tenho procurado fazer a cada dia é ter minha comunhão pessoal, acordar um pouco mais cedo, estudar a Lição, ler a Bíblia, a Meditação. Fernando: Cristianismo é algo pra ser vivido na prática. A oportunidade é você quem faz e eu tenho aproveitado para me dedicar à pesquisa, saber mais sobre a volta de Jesus, o que cremos, e isso tem fortalecido minha fé. Tenho buscado manter Jesus sempre presente. Clarissa: Deus dá o talento pra gente e a gente tem que achar uma forma de usar esse dom. Às vezes, eu sei, a gente desanima, porque há tantas pessoas que cantam, tocam ou falam melhor que a gente. Mas cada um pode testemunhar do seu jeito. Caleb: Eu tenho feito muito pouco, mas quero fazer algo para crescer. A gente precisa escolher se, um dia, vai fugir ou perseguir.

01

E hoje, como pensam? Clarissa: É uma idéia com a qual a gente se acostumou. Carine: É aquela questão do primeiro amor. Pra mim, Jesus ia voltar muito rápido. Eu tenho esperança de que Ele irá voltar muito em breve.

16611 - Rev. Conexão 01/2007

anos,

gente precisa é manter a fé. Precisa acredimos em prol da Igreja, vivíamos pela Igretar que, quando chegar essa época, Deus ja, a juventude era reunida naquilo. Hoje, vai nos dar força. eu diria que dez por cento dos meus amiPaulo: Eu penso que vai ser uma coisa gos daquele tempo ainda estão na Igreja. muito dura. A Igreja não está esconClarissa: Acho que isso dida como a gente pensa. Quanta acontece porque a gengente nós conhecemos? Quanta gente pensa na volta de Jete que conhecemos vai nos entregar? sus, mas não como uma Até dentro da própria Igreja vão surgir coisa presente, que vai essas pessoas. acontecer logo. A gente não vive pensando que Clarissa Tagliari, 16 anos, Rodrigo: A visão que precisa ter não é só de eventos finais, perseguição, Jesus vai voltar amanhã, Florianópolis, SC fome, juízo. A Bíblia mostra que esse é um no tempo real. Talvez os jovens até conheevento de esperança; eu vou sair deste çam a doutrina, mas não conhecem Jesus mundo de pecado, vou viver eternamente. direito, não sentem saudade dEle. Paulo: Entendo essa posição, e a gente tem que pensar assim; mas, quando chega De quem é a culpa de o o momento de você sentir na pele, a situajovem hoje só ter Jesus ção muda. na teoria? Vanila: O que me assusta é não saber se Rodrigo: É mão e conestou salva ou se estou perdida. As pessotramão. O jovem e o seu as estão muito apegadas com o que nós líder têm culpa. O líder Rodrigo Galiza, 20 anos, Natal, RN temos no mundo e não conseguem ver não tem pregado soque há algo melhor. bre isso, e isso faz os membros da Igreja Paulo: É a visão do agora, a gente vive o se acomodarem. Mas, como a salvação é “agora” e se esquece do futuro. individual, o jovem tem que buscar conhecimento, e não esperar apenas pelo líder. O que vocês Quanto ao fim do mundo, existe uma coientendem por sa pra se pensar: parece mais interessante perseguição? assistir a um filme sobre Lutero, que tem Fernando: Talvez aí umas duas horas, do que ler O Grande a gente não entenConflito. Mas a verdade é que eu também da bem essa históassisto a outros filmes. E, na questão do ria de tortura. Tivefim do mundo, passa alienígena, coisas es- Fernando Cerqueira, mos ditadura no tranhas. Daqui a pouco, o fim do mundo 18 anos, Nanuque, MG Brasil, mas isso está só no livro agora. Enque eu espero não é igual ao que está na tão, nós já estamos acostumados com essa Bíblia, mas como Hollywood me mostrou. oportunidade de falar, de expor idéias. Não ter esse direito é algo de uma cultura distanVocês acham que o fim vai ser te, lá da Cuba, da China. catastrófico? Como vêem isso com esperança de uma nova vida? Dos que não nasceram na igreja, quando Paulo: É uma questão muito pessoal. Porvocês se converteram achavam que Jesus que, se você diz que tem medo, não está ia voltar depois de quanto tempo? preparado. Você assume seu despreparo Caleb: Pensava em algo perto de três anos. com relação ao fim do mundo. Se você diz Pensava: “Vou começar a me preparar.” que está esperançoso, é porque você está Carine: Realmente, estava muito vivo. No firme na fé que você tem, na religião que dia do meu batismo, essa mensagem era você tem. Não tem meio termo. tão viva pra mim, que eu achava que Jesus Fernando: Ah, eu acho que coragem ia voltar naquele dia. não quer dizer ausência de medo. O que a

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


16611 - Rev. ConexĂŁo 01/2007

prova pdf

01

Michelson Borges e sueli FerreirA de oliveirA

Marcos ________ Designer

William de Moraes

________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte



jan–mar 2007


O sexo é um ato tão íntimo que podemos dizer que parte de você fica com a outra pessoa e a outra pessoa fica com parte de você” É interessante – e triste, também – notar como o ser humano, após a queda e em decorrência dela, sempre tende ao extremismo. Durante vários séculos, especialmente na Idade Média, o sexo foi visto como tabu. O “pecado original” havia sido o sexo. O fruto proibido simbolizava o sexo. Quanta bobagem! Infelizmente, até isso contribuiu para que muitas pessoas acabassem interpretando o relato da criação no livro de Gênesis como uma simples alegoria. Que o “pecado original” não foi o sexo fica evidente na ordem de Deus aos nossos primeiros pais: “Crescei e multiplicai-vos.” Gên. 1:28. E isso foi dito antes da queda. Mas a Idade Média acabou. O “século das luzes” prenunciava uma nova era de liberdades (e libertinagens) para a humanidade. “Sexo livre”, “revolução sexual”, “parceiros sexuais”, “sexo segu-

*Apesar de todas as histórias mencionadas serem verídicas, foram usados nomes fictícios para preservar a identidade dos entrevistados.



________ C.Qualidade

jan–mar 2007

01

ro” são expressões que passaram a fazer parte do nosso vocabulário de tal maneira que nem as estranhamos mais. É o outro lado da moeda. Somos bombardeados diariamente, sem tréguas, com todo tipo de apelo sexual. As músicas, as propagandas, as revistas, as novelas – a mídia em geral nos faz inverter certos valores, colocando o sexo sem compromisso como algo normal. E nós compramos a idéia. A revista Veja (24/5/06) mencionou que o dramaturgo Sílvio de Abreu “tem uma tese, digamos sociológica para explicar a aceitação do sexo em Belíssima. A não ser em tramas de época, opina o noveleiro, as espectadoras rejeitam as personagens passivas. ‘As mocinhas de hoje têm de mostrar que sabem o que querem, inclusive no sexo’, diz”. Vamos, então, à grande questão: “Por que não posso fazer sexo antes do casamento, já que é tão bom?” Aí é que está: é bom “dentro do casamento”. O sexo foi criado pelo próprio Deus para ficar sob as estruturas de um lar. Biologicamente, o sexo (a união carnal) tem como finalidade a procriação, mas o próprio Deus tornou essa “função” prazerosa. Da mesma forma que é importante se alimentar para continuar vivendo, mas para fazer isso com prazer temos o paladar – outro presente do Criador. No entanto, alimentar-se baseado apenas no prazer, sem obedecer a horários, pode ser uma cilada para a saúde. De igual forma, ter sexo fora do casamento pode ser um desastre. A ordem exata das coisas está em Gênesis 2:24: “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.” Relembrando: 1) deixar pai e mãe; 2) unir-se à mulher; 3) os dois se tornam uma só carne. Estamos constantemente procurando razões para nos sentirmos “aprovados” como cristãos. No que diz respeito ao sexo, é importante entender que Deus taxativamente não aprova o sexo fora do casamento. Isso está bem claro em Hebreus 13:4: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito

prova pdf

William de Moraes

começaram a ser desafiados. “A cada dia a gente falava mais sobre amor, e até sobre casamento. Era tão bom ficar com ele!”, relata a moça que prefere não ter o nome divulgado. “Mas percebemos que alguma coisa errada acontecia entre nós quando o sexo dominava nosso relacionamento. Quanto mais nos envolvíamos, mais íntimos nos tornávamos; e, mesmo assim, brigávamos muito. De qualquer maneira, estava segura de que ele era a pessoa certa para mim.” O problema é que a “pessoa certa” acabou se transformando com o tempo. “Pouco a pouco, perdemos o respeito um pelo outro... Logo, tudo se inverteu. O amor começou a se desgastar. Havíamos compartilhado tudo e, como éramos muito jovens para nos casar, nosso relacionamento perdeu a graça. Haviam me prevenido sobre isso. Falaram-me repetidas vezes sobre a mágoa de se dar algo que nunca mais poderá ser recuperado. Agora entendo. Fui tola o bastante para descobrir por mim mesma.” A garota da história acima tinha apenas 15 anos quando terminou o namoro e ficou com as mágoas. Ela ficou com medo de se apaixonar de novo e confiar novamente em alguém. Tremia só de pensar em falar de seu passado com um novo namorado. Tinha medo de não poder ter uma vida verdadeiramente íntima com ele, caso não contasse. “É terrível sentir-se privada do mistério do futuro, de sua dignidade, valor e respeito próprio. Eu amava

o Guto*. A ferida vai demorar muito tempo para sarar”, é o desabafo de uma alma muito jovem para suportar tanto peso. Vivemos em uma sociedade na qual os valores cristãos se deterioram a cada dia. Assuntos como reverência, santidade, temperança, pureza, castidade e modéstia cristã são vistos como temas de pouca importância. Aos poucos, o cristianismo tradicional é substituído por uma religiosidade do tipo “vale-tudo”. Afinal, “Deus é amor, e nos aceita como somos”. De fato, o Senhor nos aceita como somos. No entanto, precisamos trilhar a estrada da santidade, adaptando nossos desejos à vontade de Deus, mediante Seu poder. Essa adaptação é necessária em todos os aspectos de nossa vida, inclusive na sexualidade.

16611 - Rev. Conexão 01/2007

C

omo quase toda jovem cristã, ela era muito romântica e sonhava conhecer a pessoa ideal com quem se casar. Encontrou o “príncipe” e o namoro começou. Só que, com o tempo e a intimidade, os limites que haviam estabelecido

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente

________ Depto. Arte


________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

um peso desses nas costas? É melhor evitar. “A gente tem que decidir antes; e, quando enfrentar uma situação difícil, a gente vai saber dizer não”, é a dica do Marcos, de 22 anos. O ministro evangélico Ricardo Paixão faz uma conta matemática interessante, a respeito desse assunto: “O sexo é um ato tão íntimo que podemos dizer que parte de você fica com a outra pessoa e a outra pessoa fica com parte de você. Se você já teve relação sexual com alguém, então quando você se casar não poderá dar a seu cônjuge 100% de você porque parte de você já ficou com outro(a).” Que Deus abençoe suas escolhas. Mas, caso você tenha errado no passado, peça perdão a Ele, levante a cabeça e lembrese de que nunca é tarde para recomeçar. Obedecer à Lei de Deus e viver de acordo com os princípios divinos é a única garantia de felicidade aqui, e na vida eterna.

Como evitar Para evitar o sexo antes do casamento, primeiramente é preciso ter a firmeza de caráter para “remar contra a maré” e dizer não. Aqui vão algumas dicas para essa decisão: • Evite conversas sobre assuntos sexuais. Isso é um forte elemento de excitação. Piadas, frases insinuantes etc., devem ser evitadas. Existem outros assuntos sobre os quais conversar durante o namoro. Experimentem, por exemplo, ler bons livros juntos (ex.: Namoro no Escuro, Os Dois Lados do Sexo, Mensagens aos Jovens, Cartas aos Jovens Namorados etc.). • Imagine que seus pais contrataram um detetive para segui-lo. Ele fará um relatório de tudo o que você fizer. Tendo isso como parâmetro, você fará com seu amor apenas aquilo que pode ser visto e relatado. Isso é um namoro seguro. Enquanto namoram, a pergunta básica é: “Podemos fazer isso no meio da praça central, ao meio-dia, sem constrangimento?” Se a resposta for sim, estão liberados. Tudo o que passar disso deve ficar para o casamento. • Evitem estar a sós por muito tempo. Tarde da noite, então, nem pensar. • Pesquisas revelam que os três locais onde mais ocorrem intimidades sexuais são: (1) a casa da moça, (2) a casa do rapaz e (3) o automóvel. Saber disso é bom para evitar o problema. • Não se deixe levar pelos meios de comunicação. Qual foi a última vez que você viu, na TV, um homem dizer a uma mulher: “Eu te amo”, e não irem para a cama? Qual foi a última vez que você ouviu alguém dizer “não” ao sexo em um filme? Os meios de comunicação (a TV e os filmes, principalmente) contribuem muito para a licenciosidade atual. O livro Vivendo nos Limites, do doutor James Dobson, traz uma entrevista com o assassino e estuprador condenado à morte, Ted Bundy. Não é preciso ler muitas linhas para se perceber o efeito da pornografia na vida daquele homem. Por isso, evite “ler, ver ou ouvir aquilo que sugira pensamentos impuros”, diz Ellen White, no livro Mensagens aos Jovens, pág. 285. E atenda ao conselho do salmista: “Não porei coisa má diante dos meus olhos.” Salmo 101:3. Não alimente indevidamente a chama que arde em você. Guarde-a para o momento certo, no contexto certo e com a pessoa certa. É assim que Deus deseja – para o seu próprio bem. 10

jan–mar 2007

Daniel Oliveira

________ Editor

momento complicado. Ele vivia durante a semana em outra cidade, para estudar, indo para a casa dos pais apenas nos fins de semana. Um dia, uma amiga de faculdade foi ao seu apartamento e propôs que eles transassem. O que você faria no lugar dele? Ela era bonita, legal e cristã, como ele. Que armadilha! Mas o Leonardo escapou. Ele conta que, “numa boa”, disse que eles não iam ganhar nada com aquilo. Pelo contrário, mais tarde, ficariam tristes e arrependidos. Mas... por que a gente pode se arrepender depois? Porque a virgindade não é uma questão apenas física, mas também emocional. Surge a culpa. Qualquer pessoa que tenha alguma comunhão com Deus, e faz sexo fora dos padrões estabelecidos por Ele, sabe que Ele sabe o que acontece na vida de cada um. Ou seja, Deus sabe que a pessoa errou. Quem consegue ficar de bem com a vida com

William de Moraes

01

prova pdf 16611 - Rev. Conexão 01/2007 Marcos ________ Designer

sem mácula.” Você pode até achar que deve agir de maneira mais liberal, porque os tempos são outros, o mundo mudou. Bem, lembre-se: Deus não mudou. A gravidez indesejada e DSTs são apenas alguns dos resultados negativos da experiência sexual fora do casamento. Há também, em alguma escala, o risco de promiscuidade. A palavra é forte, mas é isso mesmo. Vamos supor que você e a pessoa com quem você namora cedem e transam. Mas, infelizmente, o namoro não dá certo e vocês resolvem terminar. Logo, você começa a namorar outra pessoa. E aí, vai ter sexo ou não? Ah, vai. Você sente que a ama mais do que amava a outra pessoa, e não vai negar para essa o que não negou para a outra. Leonardo, solteiro, 26 anos, guarda consigo um alerta de seu pai sobre sexo: “Não comece. Porque, se começar, não dá mais para parar.” Isso o ajudou num


Daniel Oliveira

William de Moraes

Para evitar lares sem estrutura (ou mesmo a ausência de lares). Como dois adolescentes poderão assumir as responsabilidades de um lar, caso o envolvimento sexual pré-marital acabe em filhos (e freqüentemente acaba)? Esse é um dos maiores motivos de infelicidade conjugal. E que tipos de cidadãos um lar infeliz e desestruturado formará? Deus sabe o momento e o contexto certos para o envolvimento sexual, pois “o matrimônio, na maioria dos casos, é um jugo muito aflitivo. Milhares há que se acham acasalados, porém, não casados (...) da qualidade do lar depende a condição da sociedade”. – Ellen G. White, O Lar Adventista, pág. 44. Quando se envolve em sexo fora do casamento, o jovem, além de jogar para o espaço um dos melhores momentos da vida, depara-se também com os problemas do aborto e de “pais solteiros”. E ambos trazem tristes conseqüências. É por isso que

As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são outro fruto amargo colhido por aqueles que se envolvem em sexo fora do casamento. Quando Deus diz “não cometa imoralidade sexual” (I Tess. 4), faz isso porque quer nos proteger das conseqüências dessa prática (aliás, toda negativa divina revela-se, cedo ou tarde, uma bênção para nós). Recentemente, foi realizada uma conferência sobre sexologia nos Estados Unidos. Quando perguntados se confiariam numa fina proteção de borracha (preservativo) para protegê-los se praticassem sexo com uma pessoa sabidamente infectada com o HIV, nenhum dos 800 sexólogos levantou a mão. “No entanto”, diz o psicólogo e escritor James Dobson, “estão dispostos a dizer aos nossos filhos que o ‘sexo seguro’ está ao alcance de todos, e que podem praticar sexo com todo mundo, impunemente” (citado por Clifford Goldstein, em O Dia do

01

Para não contrair dst.

Dragão, pág. 78 – Casa). O único sexo psicológica e fisicamente seguro é aquele praticado dentro do casamento. A virgindade ainda é o melhor presente que um casal pode trocar e a melhor garantia de proteção contra as DSTs.

prova pdf

Todo relacionamento humano se baseia na confiança. Com o casamento não é diferente. Para ilustrar, veja só esta parte da entrevista concedida ao pastor George Vandeman pelo doutor Josh McDowell, no programa Está Escrito: Josh contou que namorou uma garota por cerca de três anos e, 20 anos depois, sua esposa acabou conhecendo aquela ex-namorada. As duas se tornaram amigas. Certo dia, ao voltar para casa, Josh recebeu um abraço da esposa. Olhando nos olhos dele, ela disse que estava muito feliz por ter sabido que ele se comportou bem durante aquele período. “Jamais pensei que o meu namoro de 20 anos atrás poderia afetar o meu casamento hoje. Minha esposa confia em mim.”

Deus diz, em Hebreus 13:4: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula.”

16611 - Rev. Conexão 01/2007

Para evitar sofrimentos futuros e Promover a confiança.

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente

jan–mar 2007

11

________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


MArcelo hAnAdA

A Bíblia no

________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Trabalho na Telefônica. Lá, eu tinha uma colega que me pedia insistentemente para formar um grupo de leitura da Bíblia, já que eu sempre enviava versículos para meus colegas através de e-mails. Eu sempre recusava, porque não acreditava ter habilidades para ministrar algo. Um dia, a pressão foi tanta que resolvi aceitar para ver no que iria dar, mas eu mesmo não acreditava muito. Então, nós nos reunimos numa salinha. Começamos às 8h30 e éramos cinco pessoas. Abrimos a Bíblia e lemos alguns versículos, a reunião durou uns 20 minutos. Todos gostaram tanto que pediram para que eu fizesse sempre. Decidimos que, a partir dali, iríamos fazer a reunião uma vez por semana. Na semana seguinte, para minha surpresa, oito pessoas apareceram, e percebi que a responsabilidade havia aumentado. Na terceira semana, tivemos 10 pessoas. Eu me empolguei tanto que comecei a gostar e sentir que Deus poderia me dar capacidade para fazer esse trabalho. As pessoas pediram para realizar a reunião, não uma vez por semana, mas duas vezes por semana. Na quarta reunião, tivemos 15 pessoas, e a salinha não tinha capacidade para tanto. Fomos então para uma sala de televisão. Era impressionante como o grupo estava crescendo. Após um mês na sala de TV, não era mais possível acomodar todos ali. Tínhamos, em média, 20 pessoas nas reuniões. Passamos para outra sala, a de treinamento. Para a glória de Deus, após irmos para a sala de treinamento, o número médio de pessoas aumentou para 35. Todos os assuntos bíblicos abordados não eram seqüenciais. Não era possível seguir um estudo bíblico normal, porque a freqüência era rotativa, ou seja, as pessoas que compareciam em um dia eram diferentes das que surgiam em outro, e

12

jan–mar 2007

com crenças bem diferentes; apenas eu era adventista. Resolvi então trabalhar com analogias, parábolas e pensamentos da Bíblia, fazendo com que as pessoas também participassem com suas opiniões e desabafando seus problemas. Criamos vários projetos para desenvolver nossa comunhão com Deus: o amigo secreto de oração, a caixinha de orações, o livro de nomes, dinâmicas, cânticos e hinos adventistas. Absorvi alguns talentos para ajudar no louvor, como tocar violão. As apresentações e louvores começaram a se modernizar e conseguimos um projetor e um telão cedidos pela empresa, pois a própria diretoria começou a perceber que aquilo estava fazendo muito bem aos funcionários. Para eles, o resultado era a melhor produtividade dos empregados. As reuniões duraram seis meses, até que fui transferido de setor. Em meu último dia de reunião, havia 55 pessoas. Foi emocionante! Naquela ocasião, distribuí doces a todos e pedi para ninguém comer. Eu me dirigi ao centro da sala e comi meu doce sozinho. No silêncio que reinava na sala, perguntei se alguém estava sentindo os mesmos sabores que eu. Eles podiam apenas imaginar, mas não sentir, de fato. Concluí dizendo que, depois de tudo que aprendemos, não deveríamos apenas imaginar o quanto é bom estar perto de Deus; temos que sentir isso de verdade! Não podemos perder nenhuma oportunidade de falar dos mandamentos de Deus. Eu saí daquela última reunião com a sensação de missão cumprida, pois fui um instrumento de Jesus, mesmo imaginando, no início, que eu não seria capaz. A semente foi plantada e todos sabem da verdade. E posso dizer, com certeza, que uma das pessoas que mais sentiu a aproximação de Jesus foi um rapaz de 21 anos (na época) chamado Marcelo Hanada. Marcelo Hanada

24 anos, membro da Igreja Central Paulistana

Exi eu cos par ap om res de equ Qu exp

William de Moraes

Marcos ________ Designer

As surpresas de Deus para um jovem que não se sentia capaz de evangelizar

Daniel Oliveira e Gentileza

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

trabalho


vAlÉriA PeiXoto MeirA

Sinta na Pele

William de Moraes

Daniel Oliveira e Gentileza

01

prova pdf

Não se trata de vaidade. Todos querem – e têm o direito – de exibir uma pele bonita e saudável. Ela é nosso cartão de apresentação, além de ser um órgão sinalizador de muitas doenças. Quer exemplos? Quando a pele está recebendo luz solar em excesso, ela reage com insolação; quando diminuem os hormônios sexuais, fica flácida; quando faltam água e vitaminas, fica desidratada, seca e com rachaduras. Enfim, são vários os sinais que justificam a atenção diária à nossa pele. Uma pele sadia depende de vários fatores, dentre eles, a higiene. Para isso, use, sim, sabonetes adequados, esfoliantes, hidratantes e loções adstringentes para remover o excesso de gordura. Compressas no rosto durante a noite também ajudam – experimente, por exemplo, a compressa de chá verde. Se você for mulher, adicione a essa lista os removedores de maquiagem (aliás, regrinha básica: nunca durma antes de retirar a maquiagem. E é bom lembrar que moderação com maquiagem também faz bem). Mas, convenhamos, cremes e cosméticos não fazem milagre. Por melhores que sejam, seu efeito é superficial. Não tem jeito: nada é tão importante para a pele como a nutrição. Pessoas que ingerem gorduras e calorias em excesso aceleram o processo de envelhecimento da pele. Resultado? Rugas, perda da elasticidade e do brilho, manchas, acne... Por isso, para garantir uma pele jovem, fuja de refrigerantes, frituras, enlatados, carnes vermelhas, gorduras de origem animal e doces em excesso. Troque tudo isso por alimentos mais leves. Procure, também, comer fibras não absorvíveis em todas as refeições, como as do arroz e pão integral. Isso porque o corpo capta mais facilmente suas energias, evitando a liberação de toxinas durante o processo de digestão. Aproveite o verão e beba muita água. Dois litros por dia garantem a hidratação da pele. Sucos naturais também caem bem. Dê preferência aos concentrados, pois guardam mais de

diCas Para ter uma Pele saudÁvel

Hidrate-a bebendo ao menos dois litros de água por dia. No verão, abuse dos sucos naturais, especialmente os de laranja e acerola. u Valorize fibras não absorvíveis em suas refeições, como arroz e pão integral. u Fuja de refrigerantes, enlatados e doces. Abomine frituras. u Procure deixar a ansiedade de lado e dormir bem. u Evite exposição ao sol nas horas de pico. u Use filtro solar a qualquer hora do dia, em qualquer ambiente. u Nunca, jamais, em hipótese alguma recorra ao bronzeamento artificial. u Evite tomar banhos demorados, principalmente com água muito quente. u Mantenha um ritmo de exercícios regular: eles ativam a circulação e ajudam a nutrir a pele. u Faça uma avaliação periódica com um dermatologista. Ele irá lhe indicar cuidados específicos para seu tipo de pele. u u

16611 - Rev. Conexão 01/2007

Existem mil e um recursos cosméticos para embelezar a pele, mas o melhor resultado vem de uma saúde equilibrada. Que tal experimentar?

90% das vitaminas. De todos, os melhores são os de acerola e laranja, campeões em Vitamina C, a grande responsável pela cicatrização da pele. Você já sabe, mas não custa dar uma palavrinha de reforço quanto aos cuidados com o sol. Em dias de verão, é claro que você pode pegar um bronze legal. Mas tome cuidado: use e abuse de guarda-sóis, bonés, chapéus, óculos de sol e muito, muito filtro solar. O melhor a fazer é não “tostar” mais de uma hora seguida. E, claro: observe o horário proibido por consenso entre os dermatologistas, entre as 10 e 16 horas, o período em que as ondas de raios ultravioletas são mais intensas. Cuide bem da sua pele. Mais que acessório estético, ela é a sua proteção.

Marcos ________ Designer ________ Editor

Valéria Peixoto Meira

Endocrinologista e autora do livro Sexualidade Plena (Casa) valeriapmeira@hotmail.com

________ Cliente

13

________ C.Qualidade

jan–mar 2007

________ Depto. Arte


sites www.conexaoja.com PÁRA TUDO! Se você não “linkar” o site da revista mais jovem do Brasil, vai perder a chance de curtir muita coisa boa. Espalhe para os amigos, mande pra todo mundo! Essa revista depende de você pra continuar ajudando outros jovens que querem algo mais.

odAílson FonsecA

Pororoca

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

Divulgação

virtual

Marcos ________ Designer ________ Editor

A natureza dá um de seus espetáculos mais incríveis quando duas quantidades inacreditáveis de águas diferentes se encontram. Surge, então, algo tão sensacional quanto espantoso: a pororoca. Essa palavra meio esquisita surgiu de uma expressão indígena que quer dizer “destruidor, grande estrondo”. O que isso tem a ver com internet? Tudo! Exatamente porque estamos navegando em mares e águas cujo resultado pode, muitas vezes, ser destruidor. Pensou nisso? Aqui vai uma sugestão: fique acima das águas e ondas – jamais abaixo delas, naufragando. Falando nisso, o recorde mundial de uma onda surfada por mais tempo aconteceu aqui no Brasil. Foi o jovem paranaense Serginho Laus, que em junho de 2005 surfou a pororoca no Rio Araguari (AP) por 33 minutos e percorreu 10,1 quilômetros em cima da prancha. Não é pra qualquer um! Que tal o desafio? Aproveite a força das águas virtuais para “surfar” de forma consciente e – por que não? – bater outros recordes por aí, como revolucionar a web de maneira saudável e inteligente.

blog www.pos-darwinista.blogspot.com O blog “Desafiando a Nomenklatura Científica” é mantido pelo professor Enézio de Almeida Filho, coordenador do Núcleo Brasileiro de Design Inteligente. Atualizado constantemente, traz artigos e comentários que discutem as fragilidades científicas do darwinismo. Ótima opção para estudantes universitários.

________ Depto. Arte

www.ellenwhitebooks.com Pra você que quer saber algo mais sobre os livros de Ellen White, esse site é uma ferramenta alternativa para facilitar pesquisas e curiosidades. Mas nada melhor do que ter esses livros em casa. Por enquanto, nada substituirá uma boa leitura “no papel” na hora do culto devocional de cada dia.

http://voxcards.ig.com.br Se você gosta de manter os relacionamentos reais neste mundo virtual, encontre aqui uma infinidade de opções de mensagens e cartões para enviar aos amigos. Sempre faz bem uma boa lembrança...

outras dicas www.novasemente.org www.bluevertigo.com. ar/bluevertigo.htm www.rafaelapinho.com.br/ns/home.htm www.iasdtelegrafo.org.br www.gramaticaonline.com.br

Odaílson Fonseca

Líder de Jovens na União Nordeste-Brasileira odailson.fonseca@uneb.org.br

________ Cliente ________ C.Qualidade

www.youtube.com Esse aqui é a nova onda da net: tem mais de 2 milhões de downloads por dia. É o maior link de vídeos e coisas curiosas que acontecem por aí. Mas, cuidado! Tem de tudo – inclusive águas perigosas. Fica o desafio: por que não colocamos lá vídeos interessantes, declarações poderosas e materiais que evidenciem nossa esperança?

1

jan–mar 2007

Qu ven con car suc se par


ta as e em “no

faz

as

org m. tm tm .br .br

eca

eira g.br

Quer ser um vencedor? Quer construir uma carreira de sucesso? Então se prepare para isso

da Terra

Tem gente que acha que pelo fato de ser adventista será beneficiado por Deus na hora de disputar uma vaga no mercado de trabalho. O emprego não vem e a frustração é certa. E quem pode acabar pagando por isso? Jesus. Muitos desanimam na fé e passam a utilizar a igreja como alvo de suas críticas. Na edição passada, falei sobre como aproveitar o sábado a seu favor. Dando continuidade à nossa série sobre “Os sete segredos para uma carreira de sucesso”, desta vez quero apresentar o segundo segredo: aprenda a arte da Terra. Nunca vi a freqüência de alguns jovens na igreja aumentar tanto como na época do vestibular. Para cada matéria estudada, uma oração é feita. Até o namoro fica mais comportado. Na semana das provas, então, a Lição da Escola Sabatina é toda preenchida. Quando chega o grande dia, há certos candidatos que entram na sala de avaliação, olham para os demais e pensam: “Eu guardo o sábado e dou o dízimo, vocês não. Lamento, mas a vaga é minha.” O resultado sai, o “ímpio” passa e o “crente” fica horas tentando achar o seu nome – que não saiu – na lista dos aprovados. Por que isso acontece? Simples, porque a justiça divina não funciona apenas no contexto espiritual, mas também no material. Todos podem ser abençoados, mas só os mais bem preparados vencem. Basta avaliar a vida dos grandes líderes

orçamento

Umas das principais ferramentas para se ter segurança financeira é o orçamento pessoal ou familiar. Todos devem ter seu orçamento, numa base mensal, independentemente do tamanho de sua renda ou salário – mesmo que seja apenas uma mesada. Nele serão destacadas as receitas líquidas e as despesas previstas para o mês. Para fazer seu orçamento, basta um

bíblicos para comprovar isso. Moisés precisou de décadas de treinamento antes de liderar o povo de Deus, José trabalhou como mordomo antes de ser governador do Egito e os apóstolos de Cristo fizeram um treinamento intensivo sobre gestão antes de difundirem o cristianismo. Deus amava a todos, mas só permitiu o sucesso deles depois que se esforçaram para aprender o ofício e ganhar experiência. A bênção veio do Céu, mas a capacitação foi adquirida na Terra. Essa “arte” também é conhecida como qualificação profissional. Quer ser um vencedor? Quer construir uma carreira de sucesso? Então se prepare para isso. Busque cursos do seu interesse, faça estágios dentro de sua área de estudo, treine ao máximo. Se falta dinheiro para bancar essa qualificação, tente meios alternativos. Existem cursos que são de graça ou custam um preço simbólico, oferecidos pelas prefeituras e instituições de ensino. Se falta coragem, procure exemplos em pessoas vencedoras, como uma ex-colega da aula de Inglês, que era pobre, morava na roça e, mesmo estudando sozinha em casa, passou entre os primeiros colocados no curso de Medicina numa universidade federal. Se falta iniciativa, não espere o momento ideal nem a ajuda dos outros. Comece sua carreira vitoriosa hoje, agora, neste momento. Passei a maior parte da minha vida pulando de uma escola para outra, perdi o ano escolar várias vezes. Mas quando decidi mudar de vida, ninguém me segurou. Entrei para a faculdade, fui um dos melhores alunos da turma e hoje colho os bons frutos dessa iniciativa. O sucesso não escolhe raça, sexo, idade, peso, altura, bolso ou religião. Ele se dá de presente para quem ora muito e se esforça em dobro.

lápis, papel e borracha (uma calculadora pode ajudar). Provisione as despesas pagas uma vez no ano à base de 1/12. Toda empresa financeiramente estável orienta a realização de suas despesas e investimentos com base no seu orçamento, não pelo saldo bancário. O mesmo deve acontecer conosco. Se tivermos um orçamento, iremos realizar nossas despesas na proporção de nossas rendas, de acordo com nossas reais possibilidades. Quem não tem orçamento, “caminha no escuro,

Cristiano Stefenoni

Jornalista e autor do livro Profissional de Sucesso (Casa) c.stefenoni@hotmail.com

com os olhos vendados e à beira do abismo”. Nessa situação, um deslize financeiro pode ser fatal. Lembre-se de que no seu orçamento a diferença entre a receita e a despesa deve ser sempre positiva e esse saldo será destinado ao seu “fundo de reserva”. Mas esse é um assunto para nosso próximo encontro. Até lá.

01

o sas

Aprenda a arte

prova pdf

r” asil, a s, pra s.

cristiAno steFenoni

16611 - Rev. Conexão 01/2007

es

Marcos ________ Designer ________ Editor

Antonio Tostes

Diretor financeiro da Casa Publicadora Brasileira e autor do livro Administração Financeira da Família (Casa)

________ Cliente

1

________ C.Qualidade

jan–mar 2007

________ Depto. Arte


diogo cAvAlcAnti

Colaboraram: Jeanne Moura, Alessandro Simões, Ketielly Bahia e Odaíson Fonseca

home turismo

camping aventura

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

esportes

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

igrejas eventos bíblia

Com hábitos cada vez mais noturnos, a geração atual gasta suas noites em entretenimento e tecnologia. Mas no Rio Grande do Sul, quinhentos líderes jovens decidiram dedicar parte de suas madrugadas para voltar às raízes espirituais, buscando comunhão com Deus. O compromisso ocorreu no lançamento do programa 41 Madrugadas Turbo Jovem, em 17 de junho no auditório do Colégio Adventista de Porto Alegre. Com foco inicial na saúde, o encontro teve palestras de médicos e nutricionistas, além de pastores.

Marcha pela Vida OMS homenageia Projeto Mais Vida

Parabéns a todos que literalmente “deram o sangue” para salvar vidas. O Projeto Mais Vida consagrou seu reconhecimento internacional nos dias 13 e 14 de junho, homenageado na sede da Organização Mundial de Saúde, em Washington. A distinção, recebida pelo coordenador da campanha em Brasília, Fernando Lopes de Melo, decorreu da comemoração em 14 de junho do dia mundial do doador voluntário. A indicação para a homenagem veio da Organização Pan-Americana de Saúde. – ASN 1

jan–mar 2007

www.projetomaisvida.com.br MARÇO D S T

Q

Q

S

S

Circule o dia 1 2 3 24 de março em    7   10 sua agenda. Em 11 12 13 1 1 1 17 seu terceiro ano, 1 1 20 21 22 23 2 o Projeto Mais 2 2 27 2 2 30 31 Vida vai ganhar as ruas do País em passeatas e carreatas pelas principais avenidas até os hemocentros, onde ocorrerão as primeiras doações. Será a “Marcha pela Vida” que marcará o início da campanha que termina em 8 de abril. O principal objetivo é incentivar a doação regular de sangue, destacando diante da mídia e da sociedade o sacrifício de Cristo. Ao mesmo tempo, oferece um bom motivo para convidar pessoas para o evangelismo da Semana Santa. Sobre mais detalhes, visite o site. Em 2006, foram cadastradas mais de 59 mil doações só no Brasil. Mobilize seus amigos, sua igreja e sua comunidade!

Reforço criacionista Fatos bíblicos e científicos têm mais ligação do que se imagina. Foi o que mil jovens de diversas denominações foram conferir no 5o Encontro de Universitários, em Belém. O evento foi realizado nos dias 25 e 26 de agosto e contou com palestras do doutor em Geologia, Nahor Neves de Souza Jr., e da coordenadora acadêmica do Unasp, doutora Thalita Garcia, na Igreja Adventista do Marco I e no auditório do Instituto Adventista Grão Pará. No encontro, destacou-se que os universitários precisam aprender mais sobre o criacionismo para exporem suas crenças com argumentos sólidos. E o doutor Nahor ressaltou que há material de pesquisa suficiente para isso no mercado. Vale conferir os sites da Sociedade Criacionista Brasileira e da CPB. Por outro lado, é preciso sensibilidade “através da comunhão com Deus” para falar do assunto com outros, enfatiza a doutora Garcia. A estudante de geologia da Universidade Federal do Pará, Kely Silva Oliveira, 22, conta que se motivou a permanecer firme no que acredita: “Saber que existe alguém que estudou Geologia, venceu e permaneceu firme na fé me ajuda muito.”

Divulgação

A noite é uma criança... para orar

evangelismo

Divulgação

projeto social


janeiro-fevereiro, 2007

Com o titulo A Colheita, a apresentação reuniu mais de 700 pessoas, lotando o auditório. “O coral foi chamado para apresentar sua música, mas levou muito mais ao declarar com veemência sua fé em Jesus”, afirma o pastor Manolo Damásio, orador do evento. Mais de 800 quilos de alimentos arrecadados à entrada foram entregues à Casa do Idoso, da Sociedade São Vicente de Paulo. Para Alexandre Ludvig, regente do coral, “sementes foram lançadas” para uma grande colheita na volta de Cristo.

01

Nestas férias, mais de 600 jovens do Nordeste vão pegar uma corzinha em outras “praias”. Será um mês para dividir esperança com gente que precisa de Cristo – o mesmo que Nornei, Statielma e Leo (Guanambi, BA) fizeram em janeiro do ano passado. O trio encarou 30 noites consecutivas de evangelismo no povado de Ceraíma, BA. Resultado: 32 pessoas decidiram pelo batismo. Os evangelistas queriam entregar o “dízimo do ano” para Deus. Compromisso no limite! Emerson, de Boca da Mata, AL, fez o mesmo no ano passado e levou 52 pessoas ao batismo. O Ministério Jovem da Igreja Adventista na região Nordeste abraçou o projeto e lançou o desafio de um “intercâmbio missionário” em mais de 60 localidades durante janeiro. É a Missão Calebe – suas férias no topo! Cada um recebe os materiais necessários, além de garantia de alojamento e alimentação junto às igrejas que os recebem. Veja mais no site www.calebe.org.br

prova pdf

Orgulho da arte e cultura do norte brasileiro, patrimônio da arquitetura barroca e dono de uma das melhores acústicas do mundo, o Teatro Amazonas é palco de espetáculos há 110 anos em Manaus. Ali, na noite do sábado, 9 de setembro, apresentou-se o Coral Jovem da Cachoeirinha. Oitenta vozes ao som de uma banda cantaram do Autor de todas as artes.

Evangelismo é a minha praia

Confira os comentários da Lição dos Jovens no site www.escolanoar.org.br

Divulgação

Divulgação

América do Sul tem novo líder de jovens O pastor Otimar Gonçalves é natural de Caxias, no Estado do Maranhão. Ele tem 38 anos de idade, formou-se em Teologia pelo Iaene, em 1990, e é mestre em Teologia pelo Unasp. Casado com Soraia Braun Gonçalves, tem dois filhos: a Bruna, de 9 anos, e o Lucas, de 7. Ele começou seu ministério em 1991, na cidade de Cruzeiro do Sul, AC, como pastor distrital. Depois foi diretor de Publicações e líder de jovens na Associação Amazônia Ocidental. Em seguida, foi líder de jovens da Missão Maranhense, de 1998

até 2000. Dali foi para a Associação Baixo-Amazonas, como diretor de Ministério Pessoal e líder de jovens. De 2002 a 2004, foi diretor do Departamento de Jovens da União Norte-Brasileira. De julho de 2004 até julho de 2005, foi presidente da Missão Maranhense, quando então foi nomeado na Conferência Geral em Saint Louis, Estados Unidos, diretor do Ministério Pessoal da Divisão Sul-Americana. Finalmente, no dia 30 de outubro do ano passado, foi eleito líder de jovens para a América do Sul. O pastor Otimar diz: “Sempre acreditei

no potencial espiritual e de liderança dos juvenis e jovens da nossa igreja em todo o mundo. O movimento profético mundial dos adventistas do sétimo dia começou nos Estados Unidos e teve início justamente com grupos de jovens estudando a Bíblia, orando e testemunhando. Creio totalmente que o movimento adventista terminará com grupos de jovens e grupos de juvenis novamente estudando a Bíblia, orando e testemunhando, conforme Joel 2:28-30.” jan–mar 2007

17

16611 - Rev. Conexão 01/2007

Som diferente no Teatro Amazonas

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Q

uem nunca sonhou em fazer 18 anos para ser independente? Independente para dirigir, para abrir uma conta no banco, para se casar. Como todo adolescente, eu também sonhava com esse dia. O que eu não imaginava é que esse seria também o marco da minha maioridade espiritual. Tendo nascido num lar adventista, desde cedo aprendi a importância de orar e estudar a Bíblia. Todos os dias, sem exceção, falava com Deus antes das refeições e antes de dormir. E o estudo da Lição da Escola Sabatina também era sagrado – não perdia um dia sequer. Até cargo na igreja eu tinha aos 11 anos de idade. Sem falar nos concursos bíblicos... dificilmente alguém me superava. Para os irmãos da igreja, eu era a cristã perfeita. Para os adultos, a filha que todo pai gostaria de ter. Para os da minha idade, a “certinha”. Para mim, porém, uma adolescente vazia e infeliz. Como muitos jovens de 18 anos, eu tinha lá meus problemas emocionais. Descobri, no entanto, que a solução não seria simplesmente fazer terapia, superar

1

jan–mar 2007

traumas ou mesmo encontrar o homem da minha vida. Teria que encontrar (ou reencontrar) o Senhor da minha vida! Mas dessa vez sem formalidades ou superficialidades. Não mais como obrigação, e sim como opção, como a solução para a crise existencial que vinha sugando minhas forças e minha vontade de viver. Foi quando descobri a “hora tranqüila”. Seguindo o exemplo de Jesus, comecei a separar diariamente alguns minutos para abrir não apenas a Bíblia, mas minha alma perante Deus. No começo, não foi fácil, pois eu simplesmente não conseguia verbalizar meus sentimentos. Além disso, a linguagem da Bíblia e dos livros de Ellen White, que eu usava para aprofundar meu estudo, era um tanto complicada. E havia também outros empecilhos, como a preguiça, a falta de um lugar tranqüilo e a aparente falta de tempo, que o inimigo desesperadamente colocava à minha frente, na tentativa de me desviar do caminho que me levaria à fonte da felicidade. Realmente, foi um longo processo, cheio de curvas e tombos, mas Deus não me

desamparou. Lembro que, certa vez, em prantos e não vendo resultados rápidos e práticos, orei, e a resposta que Ele me deu foi: “Não tenha medo. Agüente firme e veja o livramento que o Senhor fará hoje por você” (ver Êxodo 14:13). Que promessa! Era tudo o que eu precisava, o suficiente para restaurar, naquele momento, a paz e a esperança em meu coração. Depois daquela resposta, as coisas não mudaram de repente na minha vida, como um “passe de mágica”. Esse é um

Davide Guglielmo e Gentileza

Marcos ________ Designer

O que o relacionamento íntimo com Deus pode fazer por você

Marcos Santos

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

MArilY sAles dos reis


O que a “hora tranqüila” faz por você

01

“Quando tenho meus momentos com Deus, o dia transcorre bem mais tranqüilamente. Parece que as decisões fluem e resisto melhor às tentações.” – Bruno Brunelli, 20 anos, São Paulo, SP

prova pdf

“Hoje posso dizer que sinto prazer, paz e alegria. Isso que faço não é um complemento da religião e, sim, a base. Ali recebo o poder prometido por Jesus em Atos 1:8.” – Eduardo Folster, 19 anos, Palhoça, SC “É prazerosa a sensação de saber que Deus terá o controle do nosso dia. Algumas vezes, acordo triste por causa de algum problema, mas, ao ler os versos da Bíblia, me animo para começar um novo dia.” – Lara de Jesus Lima, 20 anos, Goiânia, GO “Sinto que Deus sempre transmite forças nesse momento, antes de sair para qualquer atividade. Faço faculdade em uma cidade a 70 km, por isso tenho que acordar às 5h. Para mim, é essencial, antes de tudo, estudar a Palavra de Deus.” – Thiago dos Santos Aguiar, 23 anos, Formiga, MG

16611 - Rev. Conexão 01/2007

processo gradual. Hoje, por exemplo, ainda tenho momentos de tristeza e angústia. A diferença é que esses momentos estão se tornando cada dia mais passageiros e incapazes de destruir minha paz e alegria. E sabe por quê? Porque agora tenho uma experiência diária, verdadeira, íntima, vibrante e pessoal com Jesus! Agora procuro prevenir em vez de remediar, fazendo minha hora tranqüila diariamente, porque sei que a “experiência de ontem não me salvará das provações de hoje” (Jim Hohnberger, Fuga Para Deus, pág. 60). Agora não fico escondendo de Deus os meus erros, porque finalmente O conheço e sei que posso abrir o coração a Ele como a um amigo (Caminho a Cristo, pág. 93). Agora não sou mais aquela cristã apática de antes, sem vontade de estudar a Bíblia, ir à igreja ou testemunhar, porque descobri um cristianismo vibrante e contagiante. Agora não me chamo cristã simplesmente porque herdei essa religião dos meus pais, mas porque descobri, por experiência própria, que a melhor escolha é seguir a Cristo.

Davide Guglielmo e Gentileza

Marcos Santos

Como tudo começou A Palavra de Deus afirma: “Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranqüilidade e na confiança a vossa força” (Isaías 30:15). Graças a Deus, muitos outros jovens também já estão praticando a hora tranqüila e desfrutando das mesmas bênçãos (veja os testemunhos a seguir). E você, o que está esperando? Marily Sales dos Reis

Editora assistente na Casa Publicadora e mantenedora do blog www.contato-imediato.blogspot.com marily.reis@cpb.com.br

“Foi quando li O Desejado de Todas as Nações em um momento de dificuldade. Então, tive uma nova visão de Deus e do Seu amor. Comecei a vê-Lo como um amigo que me ama mais do que tudo e, a partir desse momento, criei esse hábito.” – Bruno Flavio Carmo Lopes, 21 anos, Brasília, DF “Através de um amigo que me incentivou a ler o Espírito de Profecia junto com o Ano Bíblico. Então, comecei a levar mais a sério Mateus 6:33, que diz para buscarmos primeiro o reino de Deus e a sua justiça.” – Denise Martins Machado, 24 anos, São Paulo, SP

Marcos ________ Designer

“Começou depois de uma semana de oração. Percebi a necessidade de estar em comunhão com Deus e a cada dia me preparar para a volta de Cristo.” – Lara de Jesus Lima

________ Editor ________ Cliente

jan–mar 2007

1

________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


A verdadeira história de Maria Madalena

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

o que estou lendo

Marcos ________ Designer ________ Editor

Lílian Moura, 22 anos, Boa Vista, RR Livro: Só Para Jovens, de Ellen G. White (Casa) Por que recomenda: É uma edição condensada e com linguagem atualizada do livro Mensagens aos Jovens, tratando de maneira bem leve assuntos muito atuais e sobre os quais os jovens têm curiosidade, como namoro, relacionamentos, música e vestuário. Gostei principalmente da seção sobre relacionamentos: hoje em dia, é muito difícil escolher as companhias e elas são essenciais para garantir o sucesso da jornada cristã. Breno Altero, 22 anos, São Paulo, SP Livro: O Homem Mais Rico da Babilônia, de George Clason (Ediouro) Por que recomenda: O livro conta a história de Arkad, um homem que começou sua carreira como escriba e acabou se tornando o homem mais rico da antiga Babilônia. Quando questionado por seus amigos do segredo que o levou a ser um homem de posses, ele relata o que aprendeu no decorrer de sua vida em relação à administração de seus bens. Uma obra com propostas inteligentes para o manuseio e investimento do dinheiro e contenção de despesas. Eduardo Folster, 19 anos, Palhoça, SC Livro: O Retorno da Glória, de Randy Maxwell (Casa) Por que recomenda: Este livro é muito especial, pois fala sobre a mornidão espiritual e o que podemos fazer para tirá-la de nossas vidas. O autor consegue imprimir uma linguagem simples e dá ilustrações fantásticas que nos levam a querer mais e mais o poderoso reavivamento. Ao ler esse livro, senti que Deus está chamando Seu povo ao verdadeiro reavivamento em suas vidas, algo que nós, jovens, podemos e temos que alcançar.

________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

20

jan–mar 2007

Maria, a Madalena, atingiu o status de celebridade nos últimos anos. Com a explosão da mania O Código da Vinci, todos os holofotes se voltaram para a ex-prostituta. Teria sido ela a companheira conjugal de Jesus? Recebeu realmente a missão de fundar a igreja cristã na Terra? E mais: carregou em seu ventre a linhagem sagrada de Cristo? Aos Pés de Jesus (Casa, 187 páginas) deixa de lado o sensacionalismo que circundou o tema para se concentrar na verdadeira personalidade de Maria Madalena: uma pecadora arrependida que tem a vida transformada por Jesus. O autor, o pastor californiano Doug Batchelor, narra essa história de maneira bem original. Ele divide os sete capítulos em duas partes, sendo que a primeira conta a história em si, em tom de romance, e a segunda faz uma reflexão sobre a história lida. Ao penetrar na mente da personagem, Batchelor descreve uma Maria com atitudes humanas, uma mulher que errou muito, mas que encontrou o caminho da redenção. Redenção essa que veio apenas quando ela se jogou aos pés de Jesus, em quatro momentos. Primeiro, como pecadora acusada de adultério, depois, quando lava os pés do Salvador em sinal de agradecimento pelo perdão, o terceiro, na agonia da cruz, e por fim, na ressurreição, o clímax da história. Um roteiro empolgante, sem dúvida. (Fernando Torres)

Razões para crer Escrito por dois doutores em teologia, Frank Turek e o renomado apologista Norman Geisler, Não Tenho Fé Suficiente Para Ser Ateu (Editora Vida, 421 páginas) é um livro que não pode faltar na estante do jovem cristão. “Idéias com o objetivo de destruir a fé cristã sempre bombardeiam os alunos do ensino médio e das universidades. Este livro serve de antídoto para refutar tais premissas falsas. Traz informações coerentes e essenciais para combater os ataques violentos das ideologias seculares que afirmam ser a ciência, a filosofia e os estudos bíblicos inimigos da fé cristã”, promete o texto de contracapa. Promete e cumpre. O livro é realmente muito bom, com a última palavra em assuntos como design inteligente e história bíblica. Numa linguagem simples, os autores abordam temas profundos que, se não convencerem o ateu, certamente o farão duvidar de sua fé na inexistência de Deus. (Michelson Borges)

E

C

P

d ( p m p S u s A d r p p c d u o t p e D d


Iveline (Novo Tempo) Produção de Regina Mota

Iveline, a garota paulista que começou a cantar aos 15 anos, chega ao seu sétimo CD. Como sugere o título,

, do

REENCONTRO Quarteto Conexão (Musicasa) Produção de Ariney Oliveira

m

a

e

e

m

a.

Eu Acredito, CD de estréia do Coral Jovem do Unasp (Engenheiro Coelho), se propõe o desafio de mesclar mensagens profundas a uma plástica musical inovadora. Some a essa tarefa a idéia de unidade do álbum, que fala sobre as crenças fundamentais. A despeito da complexidade do projeto, o resultado é revigorante. Dia Santo, por exemplo, é uma pérola poética, enquanto Lei do Amor consegue resumir a essência dos Dez Mandamentos em um ritmo jovial. De quebra, o CD ainda proporciona um tom intimista, já que a maior parte das 12 faixas se divide entre a assinatura dos regentes Delmar Reis e Daniel Salles e do pianista Cleverson Pedro.

O lançamento quase simultâneo da Conexão JA e do quarteto Conexão é uma feliz coincidência, sem acerto prévio de seus idealizadores. Trata-se de uma reunião de amigos da região de Campinas, SP, mais especificamente os veteranos Ronaldo Arco, Mara Leite, Wesley Storch e a soprano estreante Indiara Santos (cujos agudos, bem familiares, não deixam nada a dever ao restante do grupo). O álbum Reencontro é marcado pela tradição, com regravações e releituras de hinos clássicos, como Jesus Está Esperando. O resultado evoca o estilo dos primeiros anos do quarteto Vocal & Cia. O CD contém nove faixas e oito playbacks.

É Preciso Viver o Amor fala novamente sobre o tema tão presente do amor ao próximo (já abordado pela cantora em O Amor Rompe Barreiras). Aqui, porém, as 11 faixas inéditas revelam uma Iveline mais madura vocalmente, e não apenas na faixa-título. Destaque para as faixas Tudo se Encontra, Eu te Seguirei e É Jesus, que fecha o trabalho. O álbum está disponível em duas versões, simples e duplo (com playbacks).

Prisma Brasil (Bompastor) Produção de Eli Prates

Em 1982, os membros da família Prates, em Hortolândia, SP, se uniram para formar o grupo Prisma Brasil. De lá pra cá, outros grupos surgiram, mas o Prisma persistiu, firmandose como um dos principais representantes da música gospel brasileira. Reflita em mim é seu 41º álbum, com destaque

01

Produção de Lineu Soares

REFLITA EM MIM

para a inspiradora faixa-título e o tradicional Tocou-me. As versões americanas continuam sendo maioria, mas Eli Prates, diretor musical do grupo, assina duas composições, entre as dez faixas. O sabor de novidade fica por conta do livro com o mesmo título do CD, uma série de 26 reflexões sobre as músicas mais marcantes da história do grupo. Fernando Torres

FILME – VÔO 3

as

s a

te

o

Faz mais de cinco anos, mas as cenas não saem da memória. Muitas pessoas são capazes de dizer o que estavam fazendo no momento em que um dos maiores atentados terroristas da história acontecia nos Estados Unidos. Dois grandes símbolos da América – as Torres Gêmeas e o Pentágono – foram atingidos por aviões comerciais dominados por terroristas islâmicos. O plano terrorista era causar estrago com quatro Boeings, mas um deles atrasou a decolagem e a tripulação e os passageiros acabaram sabendo o que estava acontecendo. “Vôo 93” (Estados Unidos, 2006), dirigido por Peter Markle, é um drama envolvente e tenso do começo ao fim.

Um grupo de atores talentosos, mas pouco conhecidos, interpreta as pessoas comuns que embarcaram para a morte naquele fatídico 11 de setembro. A decisão de tomar o avião dos terroristas, a fim de que não destruíssem a Casa Branca, os telefonemas de despedida para os parentes e os últimos instantes antes da queda; tudo é contado em cenas e diálogos carregados de muita emoção. É um filme que faz pensar na fugacidade e fragilidade da vida, e em como certas coisas como carreira, dinheiro e sucesso se tornam tão pequenas em face da morte. No fim das contas, o que realmente importa são os relacionamentos, as pessoas a quem se ama, a família. Especialmente tocante é o momento em que um dos passageiros pede a uma atendente da companhia aérea que ore com ele ao telefone. Em situações extremas, quase todo ser humano percebe sua finitude e se volta para Deus. (Michelson Borges) jan-mar 2007

21

prova pdf

a

É PRECISO VIVER O AMOR

Coral Jovem do Unasp

16611 - Rev. Conexão 01/2007

EU ACREDITO

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

É

comprovado que o ser humano sempre teve necessidade de adorar alguma coisa em algum lugar. Podese ver isso em todas as culturas, em todos os lugares, até nos dias atuais. Do ponto de vista espiritual e escatológico, é interessante notar que o cinema surgiu no século 19, praticamente na mesma época do início do movimento adventista. Quando foram feitos os primeiros filmes, as sessões eram realizadas nos mesmos horários de cultos e missas, aproveitando o tempo disponível das pessoas e o “ritual” que já era feito nesse tipo de deslocamento. Para ir ao cinema, deve haver, obviamente, um deslocamento chamado pela psicologia de “representação dirigista”, ou seja, pessoas que não se conhecem se orientam em uma mesma direção, com o mesmo objetivo. Pela Psicologia da Comunicação, o estudo da Semiótica, sabe-se que a pessoa que vai ao cinema está indo literalmente a um templo – é um ritual religioso em sua essência, sendo, então, o preenchimento da necessidade básica de adoração. O cristão que for ao cinema possivelmente começará a perder a vontade de se deslocar até sua igreja. Há uma competição entre as duas “igrejas”. A necessidade que Deus colocou no ser humano – de adorá-Lo – será preenchida pelo ritual de ir ao cinema, um cami22

jan–mar 2007

nho, digamos assim, mais “atraente”. Existe ainda outro vínculo com a religião. Quem não ouviu falar em termos como “astros”, “deuses” e “ídolos” do cinema? Geralmente, quando se comenta sobre determinado filme, surge uma frase como: “Você já viu o novo filme do Fulano?”, vinculando a produção não ao título, mas sim ao “ídolo”. Muitas vezes as pessoas vão ao cinema por causa do “ídolo” e acabam por seguir seu estilo de vida.

no esCurinho do Cinema Assistir a um filme no cinema também exige preparo. Som, imagem, escuridão... Tudo projetado para causar mais impacto. A psicologia chama isso de “suspensão da realidade” (ou da “credibilidade”). A pessoa, ao entrar no cinema (espaço fechado), experimenta a suspensão do dia-a-dia; deixa do lado de fora sua vida e “esquece” a realidade e o que rege sua existência – inclusive os princípios. Na comparação cinema-igreja, existe ainda a questão de sentar na frente ou atrás e assistir de determinada maneira (vestuário). O indivíduo tem que estar com outras pessoas, necessitando do apoio de outro. Compartilhar é ser sociável, e o cinema preenche essa necessidade. Dentro do cinema, o corpo passa a fazer parte do ambiente, se incorpora a ele – todos que estão lá pertencem à linguagem dinâmica do filme; não há cinema sem pessoas interagindo. O som surround, em volume alto, mexe com a noção de equilíbrio, de espaço do corpo. A tela gera a inquietude da “próxima cena” no espectador. Em qualquer tipo de filme, o cinema gera suspense, altera os batimentos cardíacos, a sudorese, causa ansiedade, e as trilhas

sonoras contribuem muito para isso. As telas cada vez maiores, panorâmicas, englobando a visão fóvica (central) e a visão periférica do indivíduo, não geram escape visual, como numa televisão. E mais: o ambiente escuro e um único ponto de luz são fatores importantes para a hipnose (olhar atentamente para um ponto fixo). É bom lembrar que não mais do que 20% daquilo que vemos, ouvimos ou sentimos passa pelo consciente. O restante fica armazenado no inconsciente e não se tem controle sobre o que está guardado lá. Agora, imagine que você foi ao cinema assistir a um filme. Você já fez um ritual religioso, foi adorar algo sem perceber. Deixou sua realidade fora do ambiente, seus sentidos estão tomados pelo contágio, pelo desenrolar do filme; o poder de um som alto e surround mexe com seu equilíbrio; tudo isso somado ao princípio da hipnose toma conta de seus sentidos. Você entra, participa do filme com todas as suas emoções e seu inconsciente acredita piamente que o que vê é realidade. Isso se torna a sua realidade. O que você faz? 1. Tem consciência de todos esses fatos e fecha os ouvidos e os olhos. 2. Tem consciência disso tudo e sai correndo do cinema – como José fugiu da esposa de Potifar –, e todos ficam achando que você é um maluco. 3. Não tem consciência de nada disso, acha que ir ao cinema é algo inofensivo, curte tudo “numa boa”, e depois sai da sala de cinema com a consciência cauterizada e as emoções dessensibilizadas. 4. Não vai ao cinema e está com a mente livre de tudo isso. A decisão é unicamente sua. A quem e onde você deseja adorar? Com que pessoas você quer ter comunhão? Com o que pretende se envolver? A quem você quer entregar seus sentidos e toda a sua vida? “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.” Provérbios 4:23. Cristiano James Kleinert

Designer e programador visual cjkdesign@hotmail.com

Pam Roth

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

cristiAno JAMes Kleinert


01

prova pdf 16611 - Rev. ConexĂŁo 01/2007 Marcos ________ Designer

Pam Roth

________ Editor ________ Cliente

jan–mar 2007

23

________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


Michelson Borges

________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Pouca gente sabe que Isaac Newton, um dos maiores cientistas de todos os tempos, era também estudioso das profecias bíblicas. Surpreendentemente, a revista Sapiens nº 4 (“filha” da Superinteressante) chamou atenção para esse lado pouco conhecido da história. O texto, com a chamada de capa “A face oculta de Isaac Newton”, afirma que o cientista passou a vida estudando a Bíblia para “prever quando Jesus voltaria à Terra”. O subtítulo, por sua vez, deixa claro o preconceito embutido: “Isaac Newton, quem diria, era um religioso fanático”. Fanático? Na verdade, o fato de Newton não ver contradição entre ciência e religião deveria fazer os cientistas céticos de hoje reverem seus conceitos. A matéria diz mais: “No caso de Newton, o misticismo e a religião não só conviveram com a ciência como a fortaleceram. ‘Seu mergulho profundo nas experiências alquímicas (...) e nas raízes da teologia pode ter influenciado seus pensamentos a respeito de uma visão mais ampla do Universo’, afirma Michael

2

jan–mar 2007

a terCeira guerra Começou A revista Superinteressante de setembro de 2006 estampou na capa um título bastante alarmante: “Terceira guerra mundial”. O subtítulo: “Terroristas mais poderosos que nações. Armas nucleares em mãos perigosas. O planeta dividido. Vivemos o momento de maior tensão em décadas. Será que o mundo vai entrar em guerra? Ou já entrou?”. Segundo a reportagem, tanto o tipo de guerra quanto o estilo da violência mudaram. “A maior parte dos conflitos armados já não ocorre entre países, mas dentro deles. O front de batalha está migrando das fronteiras internacionais para dentro das cidades, em disputas geralmente acirradas por extremismo religioso. O conflito entre Israel e Hezbollah serve de exemplo, mas talvez seja só a parte mais visível de um fenômeno mais amplo: o crescimento do fanatismo em lugares onde antes as disputas eram apenas étnicas ou nacionalistas.”

Divulgação

Marcos ________ Designer

O cenário do fim está cada vez mais claro

Dynamic Graphics

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

White, autor da biografia Isaac Newton – O Último Feiticeiro.” Segundo Sapiens, Newton morreu afirmando que o movimento e as órbitas dos planetas eram definidos por Deus, assim como a composição da matéria. “Se os homens, animais etc., tivessem sido criados por ajuntamentos fortuitos de átomos, haveria neles muitas partes inúteis, aqui uma protuberância de carne, ali um membro a mais”, escreveu o cientista, que “encarava o aprendizado como uma forma de obsessão, uma busca a serviço de Deus”, nas palavras de James Gleick, autor de Isaac Newton. No fim da matéria, somos informados de que, nos últimos dias de vida, Newton passou a dedicar mais tempo ao estudo da Bíblia. É bastante significativo o fato de que, depois de tanto estudar várias áreas do conhecimento, Newton tenha se dedicado à Bíblia. Teria percebido nela uma fonte mais coerente e segura de informações e de inspiração?


Divulgação

Dynamic Graphics

O filósofo ateu Thomas Nagel, com uma autoconsciência fora do comum, diz que ele (e “muitas pessoas hoje em dia”) sofre do “medo da própria religião” (isto é, medo do próprio Deus). “Não significa simplesmente que” eles “não acreditem em Deus”, mas que eles “esperam que não haja Deus”, porque “não querem que exista um Deus, “não querem que o Universo seja assim” (grifo nosso). “O pensamento de que a relação entre a mente e o mundo é algo fundamental deixa muitas pessoas nervosas hoje em dia. Creio que esse medo da religião é uma manifestação que apresenta conseqüências amplas e, muitas vezes, perniciosas para a vida intelectual moderna. Quando falo de medo da religião, não me refiro à hostilidade totalmente compreensível com relação a certas religiões e instituições religiosas estabelecidas, em virtude de suas doutrinas morais, políticas sociais e influência política objetáveis. Nem me refiro à associação de várias crenças religiosas com a superstição e a aceitação de falsidades empíricas evidentes. Estou falando de algo muito mais profundo – ou seja, o medo da própria religião. Falo por experiência própria, pois eu mesmo estou altamente sujeito a esse medo: quero que o ateísmo seja verdade e fico incomodado com o fato de que algumas das pessoas mais inteligentes e bem-informadas sejam crentes religiosos.”– Thomas Nagel, The Last Word. Nova York: OUP, 1997, pág. 130.

Pesquisa do Datafolha publicada na Folha de S. Paulo indicou o percentual de brasileiros que se consideram felizes, de acordo com a religião. Veja o resultado: • Evangélico pentecostal: 83% • Católico: 76% • Evangélico não-pentecostal: 76% • Espírita / kardecista / espiritualista: 76% • Outra religião: 78% • Não têm religião: 67%

No livro The Healing Power of Doing Good (O poder curativo de fazer o bem), os autores Allan Luks e Peggy Payne confirmam: pessoas que ajudam os outros têm boa saúde e vivem melhor. Entre os benefícios observados estão otimismo, aumento de energia, diminuição de problemas psicológicos e sistema imunológico mais forte. Pessoas que “fazem o bem” sentem menos dor, são mais relaxadas e dormem melhor. “Precisamos viver a cada dia como se o Senhor viesse hoje. Devemos estar na expectativa contínua disso. (...) ‘Ficai atentos! Porque não sabeis em que dia virá o Senhor’ (Mat. 24:42). Muitos dizem que isso é coisa de adventista. Oxalá, todos os católicos fossem adventistas, pois eles acreditam no Advento e esperam pela vinda de Deus.” Palavras do padre Jonas Abib, fundador da Rede Canção Nova, durante sermão apresentado em agosto de 2006. Já se foi o tempo em que o exercício físico era recomendado apenas para manter o coração saudável, o colesterol baixo e a pressão arterial sob controle. Hoje, ele também é indicado para manter a saúde do cérebro: combate os efeitos nocivos do estresse crônico, a depressão, a ansiedade, melhora a memória e o aprendizado e ainda faz o cérebro produzir substâncias que mantêm os neurônios saudáveis e mais resistentes a danos. Recente pesquisa entre americanos de mais de 100 anos de idade revelou que, em 23% dos casos, a fé é a principal fonte de longevidade. Além disso, para 30% dos centenários, a construção de uma família é o maior ganho de suas vidas. Apenas 20% valorizaram as carreiras exercidas. O estudo foi realizado entre cem pessoas maiores de 100 anos pelo Evercare, associação que proporciona planos de saúde a doentes crônicos e deficientes. A revista Veja (30/8/06) publicou uma reportagem sobre os perigos do açúcar. A matéria diz que o alimento é “nocivo se consumido puro ou em grandes quantidades (...) e está associado à obesidade, diabetes e problemas cardiovasculares”. Há mais de cem anos, Ellen White escreveu: “O açúcar não é bom para o estômago. Causa fermentação, e isto obscurece o cérebro e ocasiona mau humor.” – Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 327. jan–mar 2007

2

01

Dois editores de um dos principais jornais de Indiana, nos Estados Unidos, estão processando a empresa jornalística por discriminação religiosa. Eles alegam que foram demitidos por um gerente homossexual que não gostava de evangélicos. Ambos tinham anos de experiência na empresa e excelentes desempenhos, segundo avaliações do próprio jornal. Como se vê, o preconceito tem várias faces...

prova pdf

um ateu sinCero

>>> partículas

16611 - Rev. Conexão 01/2007

“Mas, se o extremismo religioso e o apetite bélico movem os radicais de um lado, eles também alimentam os do outro”, prossegue a matéria. “O presidente americano sempre justifica suas ofensivas militares citando o nome do Todopoderoso.” Isaac Newton E, para completar, passou a vida note esta declaração estudando a Bíblia para do coronel Geraldo prever quando Jesus Cavagnari, do Núcleo de voltaria à Terra Estudos Estratégicos da Unicamp: “Enquanto não houver uma autoridade dotada de meios de coerção próprios para garantir a eficácia da lei internacional, as guerras continuarão.” O que você acha desse cenário? Conflitos, instabilidade, ódio, fanatismo religioso, e a necessidade de uma liderança única e autoritária para garantir a paz... Para os que estudam as profecias bíblicas, fica claro que falta muito pouco para que Jesus volte. Os sinais estão aí e ler o Apocalipse e textos como Mateus 24, II Timóteo 3:1-5 e tantos outros é como ler o jornal de hoje.

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


FernAndo torres

Acompanhe nossa equipe em uma exploração às cavernas do Petar dia de visita, no mínimo). Lá, os jovens se dividiram em grupos: todos iriam explorar os mesmos lugares, mas em horários diferentes. O Daniel e eu decidimos acompanhar um grupo pela manhã e outro à tarde.

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Sono, muito sono. Afinal, eram cinco horas da manhã quando eu e o Daniel, um dos fotógrafos da Conexão JA, subimos ao ônibus em direção ao Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, o Petar. Criado em 1958, o Petar é a maior concentração de cavernas de São Paulo, localizado nas cidades de Iporanga e Apiaí, no sul do Estado. Acompanhávamos uma excursão de 46 jovens adventistas de Tatuí, SP. Para chegar lá, percorremos 230 km, a maior parte deles em uma estrada cheia de curvas. Não foi à toa que o ônibus deu uma paradinha para alguns se recomporem... Chegamos em Apiaí por volta das 9h. Na entrada da cidade, os guias do Petar embarcaram e nos conduziram até o parque: subimos e descemos a serra. No meio do caminho, paramos para apreciar a paisagem, no Mirante da Boa Vista. Mais alguns minutos de viagem e, finalmente, o Petar. Descobrimos que o parque é bem maior do que imaginávamos – mais de 35 hectares – e o roteiro previsto incluía apenas o núcleo Santana (são quatro núcleos e cada um deles exige um 2

jan–mar 2007

A primeira aventura foi na Caverna de Santana. O guia, o animado Rodrigo Reis, nos informou que essa é a maior caverna do Petar. Ela possui cerca de 8 km mapeados, mas nossa caminhada seria de “apenas” 800 metros. E lá fomos nós, equipados com lanternas e capacetes. De início, percebemos que essa não é uma caverna urbanizada como a lendária Caverna do Diabo. Para sair inteiro do labirinto, foi preciso se espremer em vários túneis estreitos e atravessar tábuas de 30 centímetros sob o Córrego Roncador, que passa dentro da caverna. A escuridão também não ajudou muito. O lugar era tão escuro que, para conseguir as imagens que você vê ao lado, o Daniel precisou da ajuda de uma lanterna para mirar o foco e de um flash superpoderoso. Enquanto percorríamos a caverna, o Rodrigo aproveitou para nos explicar sobre as formações rochosas, que surgem a partir de goteiras de água. “Toda formação de cavernas é chamada de espeleotema. As mais conhecidas são as estalactites (que descem do teto) e as estalagmites (que ‘crescem’ do piso)”, listou ele. Mas há muitas outras rochas para ver, verdadeiras obras de arte da natureza: cabeça de cavalo, cabeça de macaco, pata do elefante, seios de Fafá, bolo de noiva, gruta do Cristo, altar, bailarina, asa do anjo (quando a estalactite abre para o lado), cortinas de bacon... Um dos momentos mais emocionantes foi na gruta do segredo, próximo ao Cristo: quem quiser descobrir o mistério precisa se arrastar deitado no chão até o fim de um túnel de cerca de cinco metros, onde só cabe uma pessoa por vez. Entre minhas tendências claustrofóbicas e minha curiosidade, venceu a curiosidade. Arrastei-me até lá e desvendei o enigma. Só não vou revelar qual é... No salão do encontro – gruta que liga os níveis inferior, intermediário e superior da caverna –, o Rodrigo fez uma

Daniel Oliveira

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

labirinto


Daniel Oliveira

túnel molhado Fazemos o caminho de volta e partimos para a última exploração, a Caverna do Couto. Ao contrário da larga entrada da gruta anterior, esta é bem apertada. Alguns até pensaram em desistir. Sem chance. Já dentro da caverna, descemos por uma

01

Depois de forrar o estômago, pegamos carona com outro grupo. Primeiro, fomos até a Caverna do Morro Preto. Para chegar lá, encaramos uma trilha de subida bem íngreme. Mas valeu a pena. Na entrada, um pórtico com aproximadamente 15 metros de altura e 10 de largura antecipou a visão interna. Ao entrar no átrio, senti-me em um anfiteatro natural. A sensação se confirmou quando o guia, o Luís Antônio Reis (irmão do Rodrigo), nos informou que o Petar contrata uma orquestra para se apresentar ali em todos os seus aniversários. Alguém dá um grito para sentir a acústica. Impressionante. Ainda no átrio, o Luís nos mostra alguns fósseis de caracol e lesma. Dada a altura elevada da caverna, ele diz que esses sedimentos só poderiam ser depositados ali por meio de uma forte correnteza de água (soa familiar?). Com a ajuda de uma corda, passamos bem pertinho de um precipício. O guia tenta nos assustar contando a história de um homem que morreu nessa caverna. “Ele ultrapassou a área de visitação e se arriscou desnecessariamente”, tranqüilizou em seguida, garantindo que nosso trajeto é seguro. No fundo da caverna, vemos a luz da entrada. Seria muito nerd dizer que me lembrei da alegoria da caverna de Platão? Seria.

prova pdf

anfiteatro natural

16611 - Rev. Conexão 01/2007

brincadeira conosco. Pediu para que ficássemos em silêncio e apagássemos as lanternas. Blecaute! A escuridão era total; não conseguíamos ver nem mesmo os dedos da mão. “Se ficássemos acima de 25 minutos no escuro, teríamos a audição aguçada e começaríamos a ouvir ruídos que normalmente não ouviríamos”, garantiu o guia. Realmente, antes mesmo desse período, até conseguimos ouvir o barulho do rio, no piso inferior. Foi um alívio quando as luzes se acenderam novamente e encontramos o caminho de volta.

escada e alcançamos o Rio Couto, onde é quase inevitável botar os pés na água. Além do frio, deu dó de molhar o tênis, mas... fazer o quê? O grande destaque da Caverna do Couto é sua travessia de ponta a ponta, em cerca de 420 metros. O túnel, de início largo e espaçoso, vai se afunilando, afunilando, afunilando... lá pelo meio, temos que ir quase agachados. O Daniel, que mede 1,80 metro, agradeceu pelos capacetes: é que ele deu umas boas cabeçadas no teto. Eu, por minha vez, “dancei” bastante ao tentar me equilibrar nas pedras escorregadias. Finalmente, chegamos à boca de saída da caverna. Então... fizemos o caminho de volta! Já explico: é que queríamos terminar o dia com um banho na Cachoeira do Couto, que fica na entrada da caverna. Se seguíssemos a saída normal, teríamos que enfrentar uma trilha enorme e não daria tempo. O jeito foi voltar e repetir tudo. Mas é claro que houve emoções diferentes. Foi nesse momento que um morcego passou bem pertinho da gente. “Eles só atacam se você gritar ou ficar se mexendo, pois se sentem ameaçados. Basta ficar em silêncio e parado”, avisa o guia. Aham... falar é fácil, né?! Ao sairmos da caverna, demos de cara com a cachoeira. Mais gelada, impossível. Mas ninguém relutou. Entramos na cachoeira com roupa e tudo, só para sentir a deliciosa hidromassagem natural. Depois, na volta para a sede do núcleo, enfrentamos até um banho de rio e uma travessia na pequena correnteza. De frente para o ônibus, que tal uma foto? Foi só sugerir e todo o grupo se reuniu. Também, pudera! Estavam todos MORREN-DO de vontade de posar para as lentes do Daniel e sair na Conexão JA. Desculpe aí, galera, mas não deu pra colocar fotos de todo mundo. Foram só duas páginas...

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


Teste elaborado por Fernando Torres Consultoria: Psicóloga Fabiana Colombari

01

SEMPRE

ÀS VEZES

NUNCA

A A A A A A A A A A

B B B B B B B B B B

C C C C C C C C C C

1. Costumo estar rodeado de pessoas. Acho que sou popular. 2. Quando chega alguém novo no meu círculo de amizades, procuro deixá-lo à vontade. 3. Sou simpático com todos, mas só me abro realmente com uma ou duas pessoas. 4. Freqüentemente me esqueço da data de aniversário dos amigos. Fazer o quê? Minha memória é fraca... 5. Confesso que já me aproximei de algumas pessoas por interesse. 6. Quando alguém me conta um problema, faço de tudo para tentar resolvê-lo. 7. Preocupo-me com meus amigos, mas sem excessos. 8. Não me deixo influenciar pelos amigos. Minha opinião é o que importa. 9. Estou sempre a par das últimas novidades relacionadas a meus amigos. Sou bem informado, oras! 10. Tenho intimidade com vários amigos. Percorro livremente a casa deles e sempre pego coisas emprestadas (às vezes, me esqueço de devolver).

resultado:

de 24 a 30 Pontos Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Parabéns! Você demonstra características de um amigo de verdade, dentre elas a capacidade de envolvimento sem sufocar, de ouvir o outro e compartilhar bons e maus momentos. Ao mesmo tempo, também cuida de seu próprio processo de desenvolvimento pessoal e social, respeitando os limites em suas amizades. É isso aí! 2

jan–mar 2007

de 19 a 23 Pontos

Que tal pegar um pouco mais leve? Você tem potencial para ser amigo de verdade, desde que aprenda a dominar o seu desejo de fazer tudo pelo outro e se envolver demais, tornando-se um amigo “grude”. Cuidado: não deixe que problemas de auto-estima e autoconfiança façam com que você supervalorize os relacionamentos em detrimento de sua própria vida pessoal.

Douglas Assunção

• Nas perguntas 1, 8 e 9 conte: 2 pontos para A; 3 pontos para B; 1 ponto para C. • Nas perguntas 2, 3 e 7, conte: 3 pontos para A; 2 pontos para B; 1 ponto para C. • Nas perguntas 4 e 5, conte: 1 ponto para A; 2 pontos para B; 3 pontos para C. • Nas perguntas 6 e 10, conte: 1 ponto para A; 3 pontos para B; 2 pontos para C.

de 10 a 18 Pontos

Sinal vermelho. Parece que você faz o tipo de amigo egoísta, daqueles que raramente se colocam no lugar do outro, imaginando o que ele pode sentir se você agir de determinada forma. Procure se interessar mais pelas pessoas e não pelo que elas podem proporcionar. Tente tomar mais tempo para ouvir seus amigos e respeitar o que é importante para eles.

O Na Daniel Oliveira, Dynamic Graphics e Jin Neoh

prova pdf 16611 - Rev. Conexão 01/2007

Os amigos são indispensáveis. São eles que partilham conosco os melhores e os piores momentos da vida. Mas, para ter amigos, você precisa primeiro ser amigo. Nos tópicos abaixo, marque com sinceridade apenas uma das alternativas e descubra que tipo de amigo você é.

Nanc Qual O que vice-v do se livro, pergu Cód.


Curso de liderança para aventureiros – Associação Sul Mato-Grossense

Campori de Jovens da Associação Paulistana Ceará: Convenção de liderança jovem e música (Fortaleza) Encontro de música Associação Sul Mato-Grossense

01

Retiro espiritual União Nordeste-Brasileira

9 a 11

Concílio de regionais Missão Costa-Norte

12 a 15

Convenção JA Associação Sul Mato-Grossense

Piauí: Convenção de liderança jovem e música (Teresina)

16 a 18

Acampamento de verão Associação Sul Mato-Grossense

24 e 25

FEVEREIRO

9 a 11

“Não conversem nem se divirtam até que fiquem demasiado cansados para desfrutar o período de devoção. Fazer isso é apresentar a Deus uma oferta defeituosa. Cedo ainda ao anoitecer, quando podemos orar, sem atropelamento e de maneira inteligente, devemos apresentar nossas súplicas, erguendo a voz em feliz e grato louvor.” – Mensagens aos Jovens, pág. 342

MARÇO

Missão Calebe União Nordeste-Brasileira

16 a 20

Consultoria: Psicóloga Fabiana Colombari

Oferta defeituosa

1 a 31

JANEIRO

prova pdf

s. m ra ue é.

s

Douglas Assunção Daniel Oliveira, Dynamic Graphics e Jin Neoh

ê

16611 - Rev. Conexão 01/2007

...

O Namoro Completo

De Bem com Você

Só Para Jovens

Sexualidade Plena

Nancy Van Pelt Qual é a diferença entre amor e paixão? O que os rapazes apreciam nas garotas e vice-versa? Quais são as conseqüências do sexo pré-matrimonial? Encontre, neste livro, as respostas para essas e outras perguntas sobre relacionamento a dois. Cód. 5022

Sueli Nunes Ferreira e Marcos de Benedicto Respostas práticas e sem rodeios para as inquietações dos jovens sobre namoro, casamento, sexo, solidão, divórcio, religião e muitos outros temas. Cód. 6082

Ellen G. White Seleção de seis seções do livro Mensagens aos Jovens, nas quais são trazidas instruções mais específicas para os jovens de hoje. Tudo em linguagem atualizada. Cód. 6521

Valéria Peixoto Meira Esclarece dúvidas sobre a sexualidade nas várias fases da vida, aborda as conseqüências da promiscuidade sexual e mostra as regras que Deus estabeleceu para o sexo a fim de tornar nossa vida mais feliz. Cód. 7953

a Adquir s! seu hoje os

Ligue

Acesse

0800-9790606* www.cpb.com.br

Faça seu pedido no

SELS de sua Associação

Ou dirija-se a uma das

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente

Lojas CASA EDIÇÕES

*Horários de atendimento: Segunda a quinta, das 8h às 20h30 / Sexta, das 8h às 16h / Domingo, das 8h às 14h.

________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


a ç n Da e estágio

Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Desde antes de conhecer a Jesus eu gostava de dançar. Depois do meu batismo, porém, deixei de freqüentar ambientes de dança. Entendo que pode ser uma questão de mau testemunho estar lá e dançar, mas existe algum problema um casal dançar sozinho, uma música suave, em casa? É preciso entender melhor a visão Bíblica da dança. Se você fizer uma pesquisa, vai notar que ela aparece 27 vezes na Bíblia. Isso acontece no Antigo Testamento e, em especial, mais no início da vida do povo de Deus. É a mesma situação das jóias e da poligamia. Ao analisar toda a Bíblia, porém, dá pra ver que esse hábito foi desaparecendo do meio dos filhos de Deus. Ou seja, Deus foi transformando Seu povo. O fato de terem praticado no passado não serve de recomendação, mas de registro. Ao analisar a Bíblia como um todo, não é difícil concluir assim. Por outro lado, isso pode ser confirmado ao notar que Cristo não dançou, os discípulos não dançaram, os primeiros cristãos não dançaram e não há registro disso na Bíblia. Ao descrever a vida dos remidos na Nova Terra, a Bíblia afirma que uma de suas primeiras atitudes será cantar em louvor a Deus – o cântico do Cordeiro –, e isso não envolverá dança. Portanto, ela está fora da adoração e do estilo de vida de um cristão, especialmente pela associação que ela traz hoje. Quanto a um casal dançar sozinho, apenas dentro de casa, existem algumas questões para pensar: Nossos hábitos são para os outros ou para Deus. Se a dança é em particular, ela pode não ser visível aos outros, mas e a Deus? Se no Céu não vai haver esse hábito, já não deveríamos abandoná-lo ainda na Terra? A entrega a Jesus promove nova vida apenas em público ou também em particular? Não é perigoso alimentar em particular um hábito impróprio? Será que isso não vai alimentá-lo até que ele deixe de ser apenas particular? Siga o caminho da prudência e peça a Deus que transforme completamente os desejos do seu coração. 30

jan–mar 2007

Estou concluindo o curso técnico e recebi uma proposta de estágio, só que ele vai acontecer no sábado, porque quem vai me treinar não pode fazer isso em outro dia. Conversando com meu pastor, ele disse que os adventistas não podem estagiar nem trabalhar nesse dia, independentemente de remuneração. Estou em dúvida: Devo ou não aceitar esse estágio? Afinal de contas, existe exceção na área da saúde... Parabéns pela sua conquista! Espero que você termine seu curso e tenha muitas outras oportunidades. Tenha certeza de que para aqueles que são fiéis, Deus abre todas as portas para novas conquistas e não faltam oportunidades para isso. Quanto ao seu estágio, gostaria de lhe recomendar não participar dele. Existem exceções para a área de saúde, sempre em casos de emergência, ou seja, vida ou morte, onde um profissional é necessário para salvar vidas. Não existe essa exceção para o caso de um estágio, que é outra forma de estudos. Assim como não há essa exceção para provas, vestibulares, exames, etc. Isso acontece não porque a Igreja queira que seja assim. Afinal, ela não pode ser fabricante de normas. Essa é uma orientação bíblica, contida em um mandamento da lei de Deus. O quarto mandamento (Êxodo 20:8-11) diz que seis dias são seus e o sétimo é de Deus. Portanto, nos seus dias você se desenvolve, cresce, prospera, enfim, faz tudo o que é para você; e no sétimo, se volta exclusivamente para as coisas de Deus. Ele nos dá a maior parte do tempo, mas pede uma entrega total no sétimo dia. Essa questão é como a árvore da ciência do bem e do mal – uma prova de amor e fidelidade. A oportunidade que lhe está aparecendo é importante, mas não se esqueça de que ela é para o seu interesse e crescimento pessoal. Isso se encaixa nos seis dias que Deus lhe deu. Seja fiel e entregue a situação nas mãos de Deus. Ele poderá lhe conceder a oportunidade outra vez, em outro lugar e envolvendo outro dia. E mesmo que não apareça, Deus poderá abrir outras portas profissionais para você, que valham mais do que esse estágio. Erton Köhler

Presidente da Divisão Sul-Americana erton.kohler@dsa.org.br

PhotoDisc

16611 - Rev. Conexão 01/2007

prova pdf

01

erton Köhler


01

prova pdf 16611 - Rev. Conex達o 01/2007 Marcos ________ Designer

PhotoDisc

________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte


01

prova pdf 16611 - Rev. Conex達o 01/2007 Marcos ________ Designer ________ Editor ________ Cliente ________ C.Qualidade ________ Depto. Arte

Conexão JA - 1tri07  

Conexão JA - 1tri07 Ministério Jovem Igreja Adventista do Sétimo Dia

Advertisement