Issuu on Google+

QUIOSQUE DA PAMONHA

hum...

CADERNO B INDAIATUBA, TERÇA FEIRA, 02 DE ABRIL DE 2014

Rua Joana -304 Vl. Nova.

ZIRALDO PESQUISADO NO BALA. PESQUISAMOS NO LIVRO «A INFÂNCIA DE ZIRALDO» DE AUDÁLIO DANTAS- Callis Edit.

Com ZI de Zizinha sua mãe e raldo de Geraldo seu pai nasceu, ZIRALDO Alves Pinto, no dia 24 de outubro de 1932, em Caratinga, Minas Gerais. Seus irmãos Z élio e o mais novo G eraldo como o pai. Ziraldo e os meninos da vizinhança brincavam no quintal cheio de muros brancos que depois o Ziraldo encheu de desenhos. O menino Ziraldo foi crescendo, fazendo artes. Ele tinha paixão pelos gibis. Na biblioteca da escola leu Tesouro da Juventude, Robson Crusoé e quase toda a coleção de Monteiro Lobato.

COMO EU ERA

COMO EU QUASE FUI

COMO EU SOU

ZIRALDO ALÉM DE PINTOR, É CARTAZISTA, JORNALISTA, TEATRÓLOGO, CHARGISTA, CARICATURISTA E ESCRITOR. OS TRABALHOS DE ZIRALDO JÁ FORAM TRADUZIDOS PARA DIVERSOS IDIOMAS, COMO INGLÊS, ESPANHOL, ALEMÃO, FRANCÊS, ITALIANO E BASCO, REPRESENTAM O TALENTO E O HUMOR BRASILEIROS NO MUNDO. ESTÃO ATÉ EXPOSTOS EM MUSEU. PARTICIPOU DO JORNAL «PASQUIM». http://www.ziraldo.com.br/

Em 1969 Ziraldo publicou o seu primeiro livro infantil, FLICTS, que conquistou fãs em todo o mundo. A partir de 1979 concentrou-se na produção de livros para crianças, e em 1980 lançou O Menino Maluquinho, um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil de todos os tempos. O livro do «Menino Maluquinho» já foi adaptado com grande sucesso para teatro, quadrinhos, ópera infantil, videogame, Internet e cinema. Uma seqüência do filme deve ser lançada em breve!

http://www.bing.com/images/search?q=Fotos+Do+Menino+Maluquinho &id=0CE7E301FC90A3244DAC1871F3117F7D21AD9B63&FORM=IQFRBA

QUER APRENDER HISTÓRIAS EM QUADRINHOS? QUEM SABE UM DIA, VOCÊ PODERÁ SER UM PROFISSIONAL. Aqui na cidade de Indaiatuba tem cursos de Desenho e Histórias em Quadrinhos. Pesquise local no site da prefeitura:

http://www.indaiatuba.sp.gov.br/

BEBÊ SEMPRE

OLHA! TUDO PARA O SEU BEBÊ Av. Penha - 3015, Centro.

Os alunos da Emeb «Antonio Luiz Balaminuti» no projeto da Memória Local trabalharam lendo histórias do Menino Maluquinho para executar uma capa de um fictício jornal PASQUIM.


Jornal em a4