Issuu on Google+

150 anos

Informativo Mensal da Paróquia São Pedro Apóstolo | Gaspar, Dezembro de 2011 e Janeiro 2012 | Ano 14 | Nº 150

www.paroquiagaspar.com.br

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

VEJA NESTA EDIÇÃO Editorial............................................................................ 02 Orar e Vigiar.................................................................... 02 Pastoral da Criança....................................................... 03 Cantinho Bom Jesus...................................................... 03 Tarde de Louvor............................................................. 03 História do Hino “Noite Feliz”.................................... 04 Exposição Presépios..................................................... 04 Comunidade São Brás................................................... 05

MCC Setor Gaspar...............................................................05 Paz na Terra, Paz na Minha Cidade..............................05 Missas de Natal e Ano Novo............................................06 OFS de Gaspar Realiza Retiro.........................................06 Pastoral da Juventude......................................................07 Equipes de Nossa Senhora..............................................07 Proclamas.............................................................................08 Natal e Família....................................................................08


|2|

O PESCADOR

Dezembro 2011 e Janeiro 2012

Editorial Prezado(a) leitor(a), esta edição do jornal “O Pescador” chega em suas mãos em plena preparação para o Natal do Senhor Jesus e nosso. Há também a proximidade de mais uma virada de ano.É tempo de finalmente e tempo de recomeço... E logo de imediato a palavra que deve brotar é nosso muito obrigado a você que participou e esteve presente da nossa caminhada paroquial por todo esse ano abençoado e de desafios! Fim de ano, tempo de balanço, festas e novos projetos. Olhando para o ano que se finda, diante de tantas dificuldades, alguns podem dizer quenão sentirão saudades... Para outros o ano de 2011 deixa saudades sim... Saudades pelos bons momentos vividos e partilhados. Saudades das conquistas, dos entes queridos que nos deixaram, familiares ou amigos, pessoas próximas de nós. Há ainda quem diga: “nossa, como passou rápido”. Não houve tempo suficiente para fazer o que tinha planejado. Muita coisa ficou por fazer... promessas, projetos que não se concretizaram.

Rápido ou não, saudades ou não, como todo ano, muita coisa aconteceu e nos marcou. Se os acontecimentos foram positivos ou negativos, bons ou ruins, só cada um poderá dizer. No entanto, sempre aprendemos com

A oração é o instrumento indispensável para nossa perseverança, já dizia Santo Afonso Maria de Ligório. Quem não reza se dana, é uma grande verdade. A oração comunitária é o diálogo indispensável com nosso amigo e irmão Jesus de Nazaré,nos leva ao caminho da intimidade com Deus e em Deus nos fazendo penetrar nas riquezas inefáveis do seu amor. Tanto a oração pessoal, mas, mais ainda a oração comunitária nos leva a comunhão com Deus Uno e Trino, e também com toda a igreja orante, que nos leva a comunhão dos Santos...

Alegrai-vos sempre. Esta pastoral é a ação concreta da nossa igreja católica, que vem enfrentando com coragem e determinação a questão das drogas ,e tão grandioso poder contar com pessoas que se dedicam a esse trabalho, nestas nossas andanças temos encontrado homens e mulheres apaixonados por Jesus-libertador, e por isso mesmo nosso compromisso com a vida destas pessoas excluídas da sociedade, e estas pessoas que são agentes que deixam as famílias para resgatar essas vidas que estão perdidas por esse vicio que esta matando os nossos jovens ,esses jo-

O Pescador

nossos erros e com nossos acertos. Pois a vida nos ensina sempre, ela não para e tudo passa!

Não quero fazer uma lista de tudo o que aconteceu e marcou nossa caminhada, nem fazer nenhuma retrospectiva... Destaco apenas tudo que envolveu a comunidade na celebração dos 150 anos da Paróquia São Pedro Apóstolo. A todos que participaram desta caminhada, da construção desta bela história, parabéns, muito brigado e Deus lhe pague! Poder participar de tão significativo projeto já é uma benção e dádiva de Deus, mas mesmo assim, que Ele continue sempre se manifestando em nossas vidas. Manifestação para a qual começamos a nos preparar vivenciando e celebrando o tempo do Advento, tempo de espera que antecipa o grande acontecimento do Natal. A palavra “advento” quer dizer “que está por vir”, ou que está “ad-vindo”, chegando, deixando-se pressentir e fazendo-se esperar com amor e alegria. O Advento marca o início do Ano Litúrgico. Celebrar o mistério maior da Encarnação do Senhor e sua primeira vinda entre nós no Natal. É um tempo de quatro semanas que vivemos em vigilante, piedosa e esperançosa expectativa. É tempo de valorizarmos e celebrarmos o papel de Nossa Senhora em nossa fé. O Advento é um tempo mariano

por excelência, mais que o mês de maio. É agora que o papel bíblico de Maria, Mãe de Deus e exemplo para cada um de nós, se faz celebrar. Da cepa brotou a rama, da rama brotou a flor. Da flor nasceu Maria, de Maria o Salvador! Recordemos o verdadeiro papel de cada um de nós, de trazer Jesus ao mundo, a exemplo de nossa Mãe. Contrastando nossa vocação cristã a toda essa febre consumista que se apossa das pessoas, do comércio com um “bombardeio” de propagandasque atingem nossas famílias, pois, apesar de tudo isso, o Natal continua acontecendo e sendo celebrado. “Aquele que vem” ainda encontra um lugar nas vidas e corações humanos. Deus não se esqueceu de nós. Com seu amor e ternura, arma sua tenda entre nós e nos assume, mediante a vinda do seu Filho entre nós, como sua família.

Nós da Paróquia São Pedro Apóstolo, nos unimos a todos que caminharam conosco ao longo deste ano. Com todos os que conosco construíram mais uma página de vida e esperança, dizemos: Feliz Natal, meu irmão e minha irmã! Frei Germano Guesser, ofm pároco

ORAR E VIGIAR

vens temos que buscar para aprender a viver novamente...Uma presença que liberta, me ame quando eu menos mereço...porque é então quando eu mais preciso ,existe só uma coisa que Deus não consegue deixar de fazer ,deixar de amar você meu irmão

esperando vocês,são os dias que os dependentes mais precisam de nossa ajuda... sobriedade só por hoje graças a DEUS. Coordenadora Maria Aparecida

Todas as quartas-feiras às 19h30 temos nas dependências da Paróquia São Pedro Apóstolo encontros de autoajuda para os dependentes ecodependentes(a família do dependente) no Salão São Francisco, p r i n c i p a l m e n te nos feriados,na semana de natal e ano novo estamos

Informativo Mensal da Paróquia São Pedro Apóstolo Gaspar | Dezembro 2011 e Janeiro 2012 Ano 14 | Nº150 Rua Cel. Aristiliano Ramos, Gaspar, SC 47 3332-0053 | pagaspar@terra.com.br

Expediente

Coordenação Geral: Frei Laerte de F. dos Santos, Frei Germano Guesser Frei José Bertoldi. Coordenação: Cezar Roberto Costa, Gertrudes C. Spengler. Colaboração: Comunidades, Pastorais, Movimentos. Diagramação Eletrônica: Celso Ricardo Ronchi / Gráfica e Editora 3 de Maio Ltda. Tiragem: 1.500 exemplares


Dezembro 2011 e Janeiro de 2012

O PESCADOR

Festa comemora dez anos da Pastoral da Criança A Pastoral da Criança da Paróquia São Pedro Apóstolo de Gaspar completou dez anos de atividades, iniciadas em 30 de agosto de 2001. Para comemorar a data, realizou-se no último dia 15 de outubrouma grande festa.

A principal atividade da Pastoral da Criança é diminuir a mortalidade infantil na cidade. São nove Comunidades que recebem orientações beneficiando cerca de 240 crianças e 25 gestantes. Os 15 líderes voluntários com apoio de 20 pessoas, aproximadamente, realizam visitas mensais e uma vez por mês acontece a “Celebração da Vida”, encontro de pesagem das crianças e confraternização com as famílias.

A coordenadora da Pastoral, JoceniraWaltrick, agradeceu a presença de cerca de 600 crianças no evento, e ainda, aos voluntários, apoiadores, palestrantes, pais, principalmente a todos os colaboradores que fizeram do evento um sucesso: a Paróquia São Pedro

Tema: Foi-nos dado um presente: Jesus! Esperamos você!

CANTINHO BOM JESUS 1. Retiro dos seminaristas de Brusque aconteceu na Comunidade Bom Jesus. 70 seminaristas estiveram em oração e palestras durante à tarde do dia 17/10/2011. À noite foi oferecido um jantar. Que Deus ilumine a todos.

2. A missa no morro da Cruz teveem média 150 pessoas que assinaram o livro de presença. Ao frei José, nossos agradecimentos. 3. Frei Laerte, o presidente da missa da 1ª Eucaristia no Bom Jesus, foi muito feliz em sua homilia. Parabéns!!! Apostolo e aos Meios de Comunicação da Cidade. Ressaltou, ainda, o incentivo de Maristela Cizeski, que por dez anos acompanhou Zilda Arns em missões para a criação da Pastoral da Criança em Gaspar e o apoio dos voluntários Ernesto Schramm (in memorian) e Silvio Schramm.

TARDE DE LOUVOR

Convidamos você para participar de uma tarde de Louvor, domingo, dia 11 de dezembro, a partir das 13h30, no Salão Cristo Rei – Paróquia São Pedro Apóstolo. Encerramento com a Santa Missa, às 17h30 horas.

|3|

4. O CPC encerra suas atividades em novembro. Porém as reformas no salão e sala de catequese continuam. 5. Já estamos preparando um pirão com linguiça. Será em março. Aguarde...


|4|

O PESCADOR

Dezembro 2011 e Janeiro 2012

HISTÓRIA DO HINO “NOITE FELIZ” Foi Aberta a Exposição de Presépios na Igreja Matriz. São vinte e um presépios montados por nossas Comunidades e Pastorais, Movimentos e OFS. Venha ver e contemplar o Mistério do Menino Deus através da Espiritualidade de São Francisco de Assis.

Em 23 de dezembro de 1818, um jovem sacerdote de nome Joseph Mohr foi chamado de sua aldeia (Oberndorf), nos Alpes da Áustria, para visitar o lar de um lenhador no meio da floresta, pois sua esposa acabava de ter um bebê. Depois de uma cansativa viagem, o sacerdote chegou quando já era tarde da noite. Ao ver a alegria no rosto da jovem mãe, inclinada sobre o berço de seu bebê, sentiu-se feliz por ter atendido àquele chamado. Ao regressar a pé no caminho através da floresta, na noite cheia de estrelas, o sacerdote se lembrava do que havia presenciado. A paz daquela cena fez com que ele pensasse na manjedoura de Belém, onde havia estado outra mãe amorosa e outro precioso bebê: Maria e o Bebê Jesus. Ao chegar a casa, mesmo cansado, o jovem sacerdote não foi se deitar. Sentou-se no escritório e começou a escrever um poema. Eram quatro horas da manhã quando terminou. E pôs como título “Noite Feliz”. Satisfeito, foi dormir. Não se passaram muitas horas, ele se levantou e se dirigiu à casa do jovem Franz Gruber, maestro da escola paroquial e organista da igreja. O sacerdote Mohr pensava no órgão da igreja que não funcionava havia alguns dias. Mas Gruber disse-lhe para não se preocupar, pois comporia o hino para ser cantado a duas vozes, com acompanhamento de outro instrumento musical. Naquela noite, que era Natal, na igreja de São Nicolau, depois da celebração da missa de meia-noite, o sacerdote Mohr, que era tenor e Franz Gruber, que era baixo, cantaram o hino juntos. Ao ouvi-los, as pessoas se emocionaram.

Vários meses mais tarde, o homem que estava consertando o órgão da Igreja pediu a Gruber que o testasse para ver se estava bem. Ele tocou o hino “Noite Feliz”. O homem gravou o hino em sua mente e logo o tocou de ouvido em sua própria aldeia. Quatro crianças de sobrenome Strasser(dois irmãos e duas irmãs), que viviam na mesma aldeia, ouviram o hino, aprenderam-no e começaram a cantá-lo. Seu pai, um fabricante de luvas, ia todos os anos à cidade de Leipzig para vender sua mercadoria, e eles iam juntos cantando canções de Natal. Uma vez, o diretor de música do principado de Sajonia os ouviu cantar “Noite Feliz”. Gostou tanto que, no ano seguinte, os convenceu a cantarem num de seus concertos, assistidos por muitas celebridades e pessoas da realeza. Esses senhores e senhoras também gostaram do hino. Como seu título original havia se perdido, ficou conhecido como “A canção tirolesa”.

Por volta de 1850, o Coro Imperial da Igreja de Berlim o cantou especialmente para o rei Frederico Guilherme IV, que deu ordens para buscarem os compositores, pois queria parabenizá-los. O sacerdote Mohr havia morrido em 1848, mas Franz Gruber – que ainda vivia – pôde receber pessoalmente os elogios do rei. Nem Gruber nem Mohr fizeram nenhuma outra composição em sua vida, mas essa canção de Natal, por sua beleza e poesia, se transformou no mais famoso hino de Natal de todo o mundo. A guitarra (zupfgeige) com que foi acompanhado originalmente se acha hoje é preservada em Museu, como uma relíquia do dia mais importante da vida da aldeia de Oberndorf, o dia em que foi composto o bonito hino Noite Feliz.


Dezembro 2011 e Janeiro de 2012

O PESCADOR

COMUNIDADE SÃO BRÁS 1. COSTELA FOGO DE CHÃO São Braz promoveu no dia 06 de novembro um “costelaço”. Mais uma vez a comunidade prestigiou o evento que foi organizado pelo CPC. Foi uma novidade que deu certo, os participantes ficaram muito satisfeitos. Foi arrecadado um total líquido de R$4.587,00. Esse valor será investido na restauração interna da capela que precisa de uma nova pintura além de reparos no forro e outras mudanças. A inauguração deverá acontecer por ocasião da festa do padroeiro em fevereiro.

Agradecemos a todos os que se engajaram nesta Campanha. Um agradecimento especial à equipe de avaliação pela dedicação: as senhoras Rose Monerati e IolandaSchram, Irmã Vanessa,os senhores Júlio César Bridon e Dário Beduschi. Deus seja nossa força!

Equipe de Liturgia Paroquial

2. RESTAURAÇÃO INTERNA DA CAPELA

Todas essas melhorias serão realizadas graças ao apoio da comunidade que tem participado dos eventos promovidos pela diretoria bem como ofertado o dízimo demonstrando fé e confiança.

Durante o período de restauração as celebrações acontecerão no salão da capela que será devidamente organizado para acolher nossas famílias.

Paz na Terra, Paz na minha Cidade! No dia de Oração pela Paz (27 de outubro), foi feita a premiação ganhadores do “Concurso cultural: Paz na Terra, Paz na minha Cidade!”. Foram vinte e cinco os premiados.

O CPC agradece a todas as pessoas que prestigiaram e colaboraram para que o evento fosse realizado.Agradece também a equipe que preparou a costela com muito empenho.

A capela São Braz estará fechada nas próximas semanas, mas será por um bom motivo. As paredes internas receberão uma nova pintura, será feito reparos no forro e instalado novas luminárias. Também haverá mudanças no altar que além de outras melhorias receberá uma nova cruz esculpida em madeira na cidade de Treze Tílias pelo escultor Rudi Moser.

|5|

3. PRIMEIRA EUCARISTIA Dezesseis crianças receberam a 1ª Eucaristia no dia 15 de outubro. Foi uma bonita cerimônia realizada por Frei Germano e animada pelo grupo de canto da Comunidade: Venilto, Claudir, Miro e Karina. As crianças foram preparadas por dois anos pela catequista Salete. Agradecemos com carinho a sua atenção, persistência e dedicação que permitiu com que nossas crianças confirmassem a promessa realizada no batismo por seus pais e padrinhos.

MCC SETOR GASPAR 1. ULTREIA INTINERANTE: Aconteceu em Gaspar. A recepção foi com café da manhã. Após houve palestra com Morito(Coordenador regional do cursilho), missa com Pe. Chico, almoço, sorteio de brindes e muita alegria. Houve a participação de cursilhistas de Blumenau, Luís Alves, Piçarras, Ilhota e Gaspar.

2. Encerramento do setor Gaspar: 03/12/2011, Clube dos 50 – Macuco, a partir das 16h. Convidamos todos os cursilhistas presentes e ausentes. 3. No dia 28/11/2011 haverá a Ultreiano Anfiteatro do Salão São Francisco com todos os aniversariantes do mês de novembro. Comes e bebes. PARTICIPE! Desejamos a todos um Feliz Natal e Próspero Ano Novo – Paz e Bem!

1ª Comunhão Capela Santa Terezinha


|6|

O PESCADOR

Dezembro 2011 e Janeiro 2012

OFS DE GASPAR REALIZA RETIRO No dia 13 de novembro, os membros da Ordem Franciscana Secular de Gaspar fizeram seu retiro anual. Participaram, também, alguns membros da OFS do Gasparinho e outras pessoas que gostam da Espiritualidade Franciscana. Aconteceu no Clube 50, na localidade do Macuco, um lugar ideal para se fazer um retiro, onde há muito verde, se escuta o canto dos pássaros, e se pode contemplar a natureza.

O pregador do retiro foi Frei Germano Guesser, OFM, Assistente Espiritual da Fraternidade. O tema foi: Santa Clara. Frei Germano nos falou sobre o perfil de Clara e suas irmãs. Clara, assim como Francisco, foi tocada pelo Evangelho de Jesus Cristo.

Missas de Natal e Ano Novo

Ela deixa transparecer, em seus escritos e em sua vida que foi uma mulher forte, de bom senso, determinada, sensível, serena, humilde, sempre demonstrando carinho pelas irmãs e transmitindo uma alegria que brotava de si. A figura de Clara é, hoje ainda, exemplo para as mulheres.

Três pontos do Carisma de Santa Clara que merecem destaque: • A vida como obra, gratidão a Deus;

• A construção da vida espiritual na Fraternidade;

• Confiar sempre no Senhor, construir a vida a partir da Palavra. Encerrou-se o retiro com a celebração da Eucaristia.


Dezembro 2011 e Janeiro de 2012

O PESCADOR

Pastoral da Juventude Mais uma vez, a PJ (Pastoral da Juventude), Comarca de Gaspar,SC, motivados pelo Espírito Santo, foram ao encontro das demais Juventudes Comarcais da Diocese de Blumenau, partilhar e acolher a mesma alegria no DNJ(Dia Nacional da Juventude) e o FECAN(Festival da Canção), realizado em Timbó, no dia 30/10/2011. Os temas abordados foram:

→Protagonismo Feminino: Mostrando o valor, a importância da mulher anteriormente e atualmente.

→Juventude terra viva: Mostrando essa juventude que se renova sempre junto a natureza que se faz sempre presente no nosso dia-a-dia.

Para completar nossa alegria fomos premiados com um 3° lugar no Festival da Canção. Com o coração cheio de expectativas, aguardamos o DNJ e FECAN do próximo ano, com lugar ainda a ser determinado. Agradecemos a Deus pelo dom concedido de nos fazer mostrar a nossa “RAÇA” e a nossa “CARA”, e esse desejo de estar sempre apto ao teu Reino. A todos Paz e Bem! Diego José Borges

EQUIPES DE NOSSA SENHORA Dia festivo para o casal Ivo e EdelgartChiodini que foram eleitos para serem o casal responsável da Equipe Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para o ano de 2012. Nós casais da equipe, desejamos muita luz e sabedoria para conduzir os trabalhos. Parabéns. Cezar Costa

|7|


|8|

O PESCADOR

Dezembro 2011 e Janeiro 2012

NATAL E FAMÍLIA 1. Quando falamos em Natal, pensamos na família. Nos últimas décadas temos assistido a uma verdadeira paganização do Natal. Acontece que as pessoas festejem o Natal sem vinculação explícita e consciente ao mistério aí celebrado: Deus se encarna e se manifesta aos homens. Não se pode esquecer que Natal tem a ver com a loucura do amor de Deus. Ele quis tornar-se gente, precisar dos seios de uma mulher e do leite generoso de seus peitos. Veio para beber a água de nossas fontes, comer o pão de nossas mesas, cantar nossos cantos e chorar nossas lágrimas. Natal é festa da chegada de Deus, festa da pobreza de Deus. Natal é a festa de uma criança. É festa de uma família. Uma jovem mulher que é esposa e mãe, de um homem vestido de fé e silêncio chamado José. “Entre o boi e o burro. Em meio ao feno, numa gruta onde os animais se recolhem, para abrigar-se da noite. Num espaço de rocha, cavado no coração da matéria, aí

nasceu um menino. Sua mãe é jovem, cheia de graça, e se chama Maria. O pai é o carpinteiro José. O boi, o burro, o feno, a pedra escavada, a manjedoura, a estrela com seu rastro de fogo compõem um elenco elementar de presenças – resumo do Cosmos” ( Hélio Pellegrino, Meditação de Natal, Ed. Planeta, I).

2. Os membros de uma família cristã vivem belamente a celebração do Natal quando seus membros aprenderam a prepará-lo interiormente: uma boa confissão sacramental, momentos de leitura dos textos de Isaías que anunciavam a chegada do Messias, reflexão pessoal e na comunidade familiar. Mas como fazer, se todos estão fora, se há compras e compras para fazer?

3. Certamente, o símbolo mais importante do Natal é o do presépio que deverá ocupar uma lugar todo especial na casa. E no presépio todo o destaque para o menino, a mãe e José. O presépio cativa a todos, mas de modo especial aos pequenos. No dia da festa e no tempo subsequente a família devia poder parar um pouco, cada dia, diante da cena. Poderia estar por perto, à disposição de todos, o texto de Lucas que é proclamado na Missa do Galo (Lucas 2, 1-14). “Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, e Maria deu à luz seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura porque não havia lugar para eles na hospedaria”.

4. Poder-se-ia tomar alguns trechos de Francisco de Assis sobre o Natal. Trata-se do Natal de Greccio. “Os irmãos foram chamados de muitos lugares: homens e mulheres daquela terra, com ânimos exultantes, preparam segundo as possibilidades velas e tochas para iluminar a noite que com o astro cintilante iluminou todos os dias e anos. Veio finalmente o santo de Deus e encontrando tudo preparado, viu e alegrou-se. E, de fato, prepara-se o presépio, traz-se o feno, são conduzidos o boi e o burro. Ali se honra a simplicidade, se exalta a pobreza, se elogia a humildade; e de Greccio se fez como que uma nova Belém. Ilumina-se a noite como o dia e torna-se deliciosa para os homens e os animais. As pessoas chegam ao novo mistério e alegram-se com as novas alegrias. O bosque faz ressoar as vozes e as rochas respondem aos que se rejubilam. Os irmãos cantam, rendendo os devidos louvores ao Senhor, e toda a noite dança de júbilo. O santo de Deus está de pé diante do presépio, cheio de suspiros, contrito de piedade e transbordante de admirável alegria. Celebra-se a solenidade da Missa sobre o presépio e o sacerdote frui de nova consolação” (1Celano, 87). 5. Celebra bem o Natal a família que procura participar da Missa da Noite, na dita Mis-

PROCLAMAS

Desejam contrair o Sacramento do Matrimônio os seguintes noivos:

sa do Galo. A presença de todos os membros, na Eucaristia, dá à festa da noite um caráter diferente. Já não há mais somente o aspecto exterior, mas tudo brota do Cristo. Padres cuidadosos não permitirão que o essencial da noite se perca em muitos pormenores dispensáveis. O importante naquela celebração: um menino nos foi dado, envolto em panos, ele é o príncipe da paz.

6. Faz parte do Natal familiar a participação na ceia. Há essa ceia com os avós, irmãos, cunhados, filhos e netos. Importante que todos cheguem com alegria, com vontade de encontro e não simplesmente para cumprir uma formalidade. Por vezes, devido à falta de entendimento entre alguns membros da família essa reunião pode ser penosa. Bom seria se todos pudessem se vestir de sentimentos de acolhida, de misericórdia, de compreensão. Antes da ceia, seria de bom alvitre, a leitura de uma crônica, de uma prece ou de um texto bíblico sobre o natal. A ceia das famílias cristãs será feita com gosto, mas também sem preocupações exageradas. Na noite de Natal não convém que as pessoas comam e bebam imoderadamente. Não é esta finalidade da ceia. Ela aponta para o bem querer entre os membros da família.

7. Normal que as pessoas se presenteiem. Deus nos dá o presente de seu Filho e, um costume, faz com que na noite ou no dia de Natal as pessoas troquem presentes. Desnecessário dizer que altos gastos com presentes não têm sentido. Estamos diante do Príncipe do céu que nasce pobre no presépio. 8. Há pessoas que, na noite de Natal experimentam situações de aperto no coração e de certo constrangimento. Pensamos aqui no primeiro Natal depois de morte do pai, da mãe, ou de um parente mais próximo. Vemos chegar a viúva com os filhos, sem o marido e pai. Temos diante dos olhos a pessoa que ficando sozinha e não tem mais ninguém com quem passar a noite de Natal. Para um casal mais antigo custa um pouco, digo bem um pouco, acolher a filha separada com seu novo namorado. São situações familiares que tornam mais cruas e duras a noite de Natal.

9. Importante é que as famílias cristãs reajam e não deixem que a sociedade do lucro, do interesse tire o Menino Deus do presépio e ali coloquem ídolos: dinheiro, prestígio, poder. Frei Almir ribeiro Guimarães, OFM.


pescador