Issuu on Google+

De 14 a 22 de setembro de 2013 NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL

Profeta da justiça e da paz

Lema: "Eis-me aqui, envia-me"

(Is 6,8)


DIOCESE DA CAMPANHA Gabinete do Bispo

PADRE VICTOR, PROFETA DA JUSTIÇA E DA PAZ Na Sagrada Escritura, o Profeta ganha grande relevância. Ele é considerado um homem de Deus: leva ao povo a palavra do Senhor e apresenta ao Senhor as necessidades do povo. Sempre, de novo, admoesta e repreende as pessoas, seja individual como coletivamente, quando elas se afastam do caminho de Deus. Nem sempre o profeta usa da palavra. Mais forte é o sinal. Em situações de grave infidelidade, o profeta toma atitudes extremas. Assim, ele se torna sinal do próprio povo que se rebela contra seu Senhor. E, ao mesmo tempo, é pregação viva do Deus fiel e misericordioso. Jesus Cristo é o grande Profeta do Pai. Foi enviado para anunciar aos homens e mulheres de todos os tempos a compaixão e a ternura do Pai. Animado pelo Espírito, ele ensina, exorta, testemunha com a própria vida. Quando questionado pelo Batista, diz que é preciso "cumprir toda a justiça". No envio dos discípulos, exorta-os a proclamar a paz. O profeta incomoda e desestabiliza. Os donos do poder e os aferrados aos seus interesses privados sentem-se ameaçados. Por isso, fazem-lhe perseguição que, em muitos casos, culmina com a morte. Isso aconteceu ao profeta Jeremias e ao Profeta de Nazaré. Na verdade, toda (o) cristã (o) participa da missão profética de Jesus Cristo. Cada um(a) de nós tem o direito e, mais ainda, o dever de anunciar o Evangelho da justiça e da paz. Sobretudo no engajamento de sua vida a favor do bem comum. O Venerável Pe. Victor foi um desses profetas silenciosos. Filho de escrava, era rejeitado e discriminado pela sua negritude. Sofreu injustiça e preconceito. A exemplo do Profeta Jesus, não revidava. Suportava tudo com heroica paciência. Usava sempre de misericórdia. E mantinha o bom humor. Sua missão profética não consistia em arroubos oratórios. Pregava mais com o exemplo. Sua vida foi dedicada aos irmãos necessitados de afeto e de justiça, aos carentes de amor e de paz. Trabalhou pela instrução das crianças e adolescentes, numa época em que o ensino era privilégio de poucos. Era, sobretudo, o homem de Deus, a quem servia com fidelidade e dedicação. Sacerdote orante, exercia sua missão profética, apresentando ao Senhor as necessidades de seus paroquianos. E comunicava a esses as verdades da fé, conforme o Espírito Santo o inspirava. Seu testemunho de construtor de relações na justiça e na paz granjeou a simpatia dos próprios desafetos. No final de sua vida, todos reconheceram a grande personalidade de homem, cristão e sacerdote que apaziguava os adversários com seu jeito de bonomia e de fraternura, contribuindo para a civilização do amor. Passados 108 anos de sua páscoa, a memória dele continua viva. Que o seu exemplo nos estimule a trabalharmos por relações de justiça e paz, no âmbito da família, da comunidade e da sociedade. Assim, não cansaremos de acreditar na justiça excessiva do Pai, que age sempre com misericórdia. A todos que celebrarem a Novena de Pe. Victor e participarem de sua festa envio o meu abraço e a minha bênção.

† Frei Diamantino P. de Carvalho, ofm Bispo da Diocese da Campanha Campanha, 09 de julho de 2013, memória de Santa Paulina.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

03

I. ORAÇÃO INICIAL PARA TODOS OS DIAS MANTRA: Onde Reina o Amor/Fraterno Amor/Onde Reina o Amor/Deus ai está Dirigente: Irmãos e irmãs, neste momento, apresentemos todas as intenções de louvor, de ação de graças, de súplica e as demais intenções que trazemos em nossos corações. Como filhos e filhas amados por Deus, vamos saudar a Santíssima Trindade, cantando: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo... Dirigente: O Senhor, que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo, esteja convosco. Dirigente: Animados pela fé recebida no batismo e com o desejo de um mundo mais justo e cheio de paz, queremos caminhar rumo à festa do Venerável Padre Victor. Por seu exemplo de profeta no coração da Igreja, ele foi reconhecido como modelo e protetor nosso, lutando por um mundo de Paz. Nessa certeza, pedindo sua proteção, vamos invocar as luzes do Espírito Santo para que nos conduzam sempre mais à perfeição e assim sejamos construtores de justiça e de paz no mundo de hoje. Cantando: A nós descei, divina luz! A nós descei, divina luz! Em nossas almas acendei o amor, o amor de Jesus! (bis) 1. Vinde, Santo Espírito e do céu mandai luminoso raio! (bis) 2. Vinde, Pai dos pobres, doador dos dons, Luz dos corações! (bis)

CANTO: Salve, ó grande amigo! Salve, ó benfeitor! Defende-nos do perigo, nas aras do teu amor! (bis).

II. A PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO PARA CADA DIA III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS Dirigente: O Venerável Padre Victor foi modelo de pregador para todos nós. Ele não escondeu o motivo pelo qual se tornou profeta de justiça e de paz, praticante das virtudes teologais e cardeias, foi exímio na humildade e vivenciou os conselhos evangélicos. Hoje Padre Victor é reconhecido pela Igreja como Venerável, tendo contemplado a presença de Deus. Queremos agradecer pelo dom da vida do Venerável Padre Victor e pela oportunidade que tivemos de estar aqui, reunidos em oração. Cheios de fé, vamos rezar a Oração pela sua Beatificação. Todos: Pai Santo, Vós tornastes o Venerável Padre Victor um sacerdote segundo o Coração de Cristo: fiel no vosso serviço e dedicado às crianças e aos pobres. Por sua intercessão, dai-nos santos sacerdotes e concedei-nos a graça de que mais precisamos (...). Que o seu testemunho sirva de modelo para nós. E a Mãe Igreja o eleve à honra dos altares. Por Cristo nosso Senhor. Amém. Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória. CANTO: Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz/ Onde houver ódio, que eu leve o amor/ Onde houver ofensa, que eu leve o perdão/Onde houver discórdia, que eu leve a união/Onde houver dúvida, que eu leve a fé/Onde houver erro, que eu leve a verdade/Onde houver desespero, que eu leve a esperança/Onde houver tristeza, que eu leve a alegria/Onde houver trevas, que eu leve a luz. Ó mestre, fazei que eu procure mais consolar do que ser consolado/Compreender do que ser compreendido/Amar que ser amado/Pois é dando que se recebe/É perdoando que se é perdoado/E morrendo que se vive/ Para a vida eterna.

CANTO: Salve, ó grande amigo! Salve, ó benfeitor! Defende-nos do perigo, nas aras do teu amor! (bis). Dirigente: Nós estivemos reunidos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!


04

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

PRIMEIRODIA DIA -- 14 14 DE PRIMEIRO DE SETEMBRO SETEMBRODE DE2013 2013 TEMA: Tomando a cruz, seguiu fielmente a Jesus Cristo.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Jesus de Nazaré, na sua morte de cruz, prova o amor incondicional de Deus por toda a humanidade. A cruz é o altar do sacrifício de Cristo, servo obediente ao Pai, para salvar a todos nós. Toda a vida de Jesus foi uma preparação para a cruz, pois ele sempre se revelou esvaziado da Sua vontade para cumprir o Seu plano de dar a própria vida por amor. A morte de Jesus na cruz tornou-se vida para todos nós. A partir da cruz, cada cristão se descobre amado por Deus. Todos: A doação de Cristo durante a sua vida e sua consumação na cruz tornaram fecunda a missão da Igreja, que, na fidelidade aos ensinamentos de Jesus, é sinal do amor de Deus para a humanidade. A presença da Igreja no mundo é sempre um sinal profético do amor-doação para todos nós. Dirigente: Para ser profeta, é preciso antes ter sido discípulo, pois ninguém tem autoridade para anunciar e denunciar se não aprendeu primeiro. No seguimento de Jesus, é profeta quem segue e dá testemunho dos ensinamentos do Homem de Nazaré. Sem Cristo em nossa vida, é estéril a nossa fé e vazio o nosso testemunho. Só é profeta quem tem Deus no coração! Leitor 1: Tendo em vista que o mestre dos cristãos é o próprio Jesus, o Venerável Padre Victor, o verdadeiro profeta de seu tempo, aprendeu e seguiu fielmente a vontade do Filho de Deus. Ele guardou no coração, com muita fé e coragem, as palavras desafiadoras do Cristo: "Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, dia a dia tome a sua cruz e siga-me" Lucas 9, 23; Mateus 16,24; Marcos 8,34). Leitor 2: O Beato João Paulo II disse: “Sem Deus, a Cruz esmaga-nos; com Deus, redimenos e salva-nos”. A Palavra diz: “A linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas, para os que foram salvos, para nós, é uma força divina”. (1 Cor 1,18) Todos: Parece dura e pesada a ordem do Senhor: quem quiser segui-Lo deve renunciar a si mesmo. Mas, não é duro, nem pesado o que o Senhor nos ordena, pois Ele próprio nos ajuda, com o auxílio da Sua graça, a cumprir Seu preceito. Para o mundo onde o conceito de felicidade se identifica só com o apego às coisas materiais é loucura mesmo considerar que a Cruz e o sofrimento podem ser necessários para nossa salvação e felicidade. Dirigente: O Venerável Padre Victor abraçou a cruz quando soube suportar, por amor, as consequências da sua missão realizada na fé. Suportou as dores de outros, quando servia o próximo na convicção de que a fé só é verdadeira quando revelada nas obras. Leitor 1: Foi também um “bom samaritano” quando não media esforços para carregar o fardo dos outros, provando-nos que quem ama a Deus, na verdade e na sinceridade de coração, sempre se preocupa com o sofrimento e as necessidades do próximo. Leitor 2: Esse homem de Deus, que viveu em Três Pontas, foi profeta com a voz e com a vida. Falou e fez! Assumiu a causa dos mais pobres, sendo homem de caridade; acolheu os


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

05

ignorantes, dando-lhes oportunidade de estudar; foi defensor dos desvalidos, combatendo toda forma de exploração. Leitor 1: O profetismo do Venerável Padre Victor, vivido com muita coerência, testemunhava uma santidade de vida que já era comprovada pelo povo da sua época. Sua fama de homem santo chega até os nossos dias. Tudo isso, porque, na fidelidade e na obediência a Deus, soube abraçar a sua cruz, provando para todos nós ser como Jesus de Nazaré, o Profeta do Amor.

CANTO: Vitória! Tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (bis) Brilhando sobre o mundo que vive sem tua luz, Tu és um sol fecundo de amor e paz, ó cruz! PALAVRA DE DEUS Leitor 2: (Mt 10, 37-39) Partilha da palavra proclamada Dirigente: Carregar a cruz significa decidir amar o irmão! E, também, pagar um certo preço: o de ser incompreendido, injustiçado, rejeitado e, até mesmo, perseguido. Porém o mais importante é tornar Deus revelado e conhecido por todos. Cada um terá sempre a liberdade de fazer a escolha de amá-Lo ou não. Leitor 1: Foi exatamente isso que Jesus fez. E também foi isso que o Venerável Padre Victor buscou realizar durante a sua vida sempre entregue aos outros (Mc 10,45; Lc 19,10). Leitor 2: Quando abrimos mão dos nossos “direitos”, privilégios, tempo, bens e lazer para servir a outros, sem chamar atenção sobre nós mesmos, estamos vivendo a vida de Cristo e em Cristo. Todos: JESUS revelou o significado da cruz em sua vida e morte. Por sua entrega a DEUS e por sua preocupação amorosa para com as pessoas, JESUS foi à cruz. Tomar a nossa cruz e seguir JESUS significa colocar de lado as nossas preocupações egoístas e nos entregar a DEUS e ao serviço do Seu Reino.

CANTO: 1.Erguida para os céus, perfumada como a flor, és o dedo de Deus, ó paixão do redentor, ó cruz de amor! Quem se abraçou à cruz só por amor, caminha com Jesus! Refrão: Ó cruz de amor! Ó cruz de Jesus Cristo, sê nosso auxílio e luz da nossa noite! Ó cruz de amor! Ó cruz de Jesus Cristo, sê nosso auxílio e luz das nossas vidas! 2. És luz na escuridão como uma estrela dos céus, leva-me pela mão para o coração de Deus! Ó cruz de amor, quando eu vivo sem luz, és proteção nos braços de Jesus. 3. Aos pés da Santa Cruz está presente a mãe de Deus, como aos pés de Jesus, amorosa, clama aos céus pelos filhos seus que, rejeitando a cruz, perdem a Deus, perdendo o seu Jesus!

COMPROMISSO PESSOAL Dirigente: Quem não sabe sair do seu mundo, quem não consegue esvaziar-se de si mesmo, ainda não aprendeu a amar de verdade. Abraçar a cruz significa pensar mais no outros e agir mais em favor dos outros. Como vai seu compromisso com Cristo? Ele pode contar com você? A Igreja dele pode contar com você? Nesta trajetória, a cruz se faz presente e é fruto da encarnação na realidade dos atuais crucificados, pois, por si só, a cruz é símbolo de sofrimento e limitação, mas, quando vivida no seguimento, é sinal do amor misericordioso. É testemunho de entrega a uma causa,


06

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

de doação às pessoas. A presença da cruz no caminho dos que estão no seguimento de Jesus confirma que há uma opção pelos crucificados de hoje. Ao sair para a Missa no dia de hoje, leve uma cruz, demonstrando seu amor e confiança na redenção

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

SEGUNDODIA DIA -- 15 15 DE SEGUNDO DE SETEMBRO SETEMBRO DE DE2013 2013 TEMA: Nas dores de cada dia, firmou-se na esperança.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Caros irmãos e irmãs, sabemos que Francisco de Paula Victor era escravo, filho de escravos. Desse fato, já se pode imaginar o seu sofrimento e suas dores, não apenas físicas, mas também morais, pelos tratamentos e tantas humilhações que recebia. Sabemos que ele teve a graça de contar com a bondade de sua madrinha Marianna, que tudo fez para que ele tivesse uma profissão: alfaiate. Porém isso não impediu seu próprio mestre, Sr. Ignácio, assim como seus colegas, de tratá-lo com desprezo e discriminação, pois achavam que, nascendo escravo, havia de morrer como escravo, pensamento diverso daquele de d. Marianna, que nutria grande carinho pelo afilhado. No entanto, sabemos que nosso Venerável tinha dentro de si um grande ideal que não era apenas o de ser alfaiate, mas aquele de ser Padre, e isso, para seu mestre, era simplesmente um absurdo. Padre Victor não desanimou, ainda que humanamente tivesse motivos suficientes para ver suas esperanças esvaídas, por causa do desencorajamento que recebia do seu mestre e por sua condição de escravo! Mas ele tinha força para buscar realizar sua vocação, seu ideal. Parece que aquela sua determinação estava movida pelas palavras bíblicas: “Mas assim agora ele levanta a minha cabeça acima dos inimigos que me cercam; e oferecerei no tabernáculo sacrifícios de regozijo, com cantos e louvores ao Senhor” Sl. 26 (27). Crescia e se tornava um jovem cheio de esperança num ideal a realizar! Leitor 1: Para que, a exemplo do Venerável Padre Victor, jovens de todas as raças e classes abram seus corações e ouvidos ao chamado de Deus, sem medo das dificuldades e sofrimentos, nós vos pedimos, Senhor! Todos: Senhor, ouvi-nos e fortificai os jovens! Leitor 2: Para que sejam banidos de nossa sociedade o racismo e qualquer tipo de preconceito que impedem os jovens de alimentar suas esperanças e ideais; nós vos pedimos, Senhor! Todos: Senhor, ouvi-nos e fortificai os jovens! Leitor 3: Para que a juventude, seguindo o exemplo do Venerável Padre Victor, não se deixe fraquejar diante das adversidades e sofrimentos, realize suas potencialidades e ideais, movida pela força da fé e do amor, nós vos pedimos! Todos: Senhor, ouvi-nos e fortificai os jovens!


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

07

Leitor 4: Para que as famílias e sociedade, em todos os seus seguimentos, tenham sabedoria e deem aos jovens exemplo de trabalho, justiça, paz, honestidade e união, nós vos pedimos: Todos: Senhor, ouvi-nos e fortificai os jovens! Dirigente: A humanidade não caminha isolada. É preciso vencer o egoísmo, o isolamento e a divisão e isso só se conseguirá à medida que se deixa conduzir pela fé em Deus, que é fonte de vida, união, esperança, paz e amor. “Deus é a força de seu povo”! Se cremos que Deus guia seu povo e que Ele quer a felicidade de todos, é preciso que a Ele nos entreguemos “de todo coração e com toda nossa mente”!

CANTO: O Profeta 1. Antes que eu te formasse no ventre de tua mãe, antes que tu nascesses, te conhecia e te consagrei. Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi, irás aonde enviar-te e o que te mando proclamarás! Tenho que gritar, tenho que arriscar, ai de mim se não o faço! Como escapar de ti, como calar, Se tua voz arde em meu peito? Tenho que andar, tenho que lutar, ai de mim se não o faço! Como escapar de ti, como calar, se tua voz arde em meu peito? 2. Não temas arriscar-te, porque contigo eu estarei, não temas anunciar-me, por tua boca eu falarei. Entrego-te meu povo, vai arrancar e derrubar, para edificar, destruirás e plantarás! Todos: Rezar o Magnificat A minha alma engrandece ao meu Senhor. E meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador! Porque olhou para a humildade de sua pobre serva; doravante todas as gerações me chamarão bendita, porque o Poderoso fez em mim maravilhas. Santo é o seu nome! Manifestou o poder do seu braço. Desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos, e exaltou os humildes. Saciou de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. Acolheu a Israel, seu servo, lembrado de sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e de sua posteridade, para sempre. Glória ao Pai, ao Filho, e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém. Dirigente: Dando-se as mãos, reza-se o Pai-Nosso, a Ave-Maria e o Gloria ao Pai, terminando com o hino ao Padre Victor.

CANTO: Hino do Padre Victor 1. O povo alegre se ufana, cheio do mais puro ardor, para cantar as virtudes de seu querido Pastor!(bis) SALVE, Ó GRANDE AMIGO! SALVE, Ó BENFEITOR! DEFENDE-NOS DO PERIGO, NAS ARAS DO TEU AMOR! (bis) 2. Três Pontas clama bem alto o valor de um grande Varão, que tudo fez nesta vida, pelo pobre, pela instrução!(bis) 3. Padre Victor, ó Padre Victor, apóstolo da caridade, de lá junto de Deus, abençoa esta cidade!(bis) III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

TERCEIRO DE SETEMBRO SETEMBRO DE DE2013 2013 TERCEIRODIA DIA -- 16 16 DE TEMA: Profeta da conversão e da misericórdia.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03)


08

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Na verdade, Deus “é lento para a ira e rico em misericórdia e bondade” (cf. Ex 34, 6). Dirigente: Um profeta anuncia castigos, é verdade, mas alimenta a esperança de que eles não aconteçam. O Venerável Padre Victor usou a linguagem dos profetas e foi marcado porque defendeu os fracos e empobrecidos. Ele fez de sua voz, a voz do povo; de sua palavra, a defesa dos injustiçados; de sua inteligência, a força dos fracos na busca do bem comum, da verdade e do restabelecimento da justiça para a construção de um mundo de irmãos. Todos: O clamor dos profetas é o clamor dos pobres, dos pequenos e dos excluídos pelos sistemas político, econômico e social. Os profetas são homens e mulheres de Deus, inspirados na justiça e na solidariedade. Eles lutam nas causas de terceiros, mais do que em causas próprias. São amados, queridos e aclamados por uma parte do povo, mas também odiados, combatidos e, não raro, eliminados pelos maquinadores da verdade e pelos que entortam o direito e a justiça. Leitor 1: Jesus diz: “Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve” (Mt 11, 28-30). Com essas palavras de São Mateus, o Venerável Padre Victor soube dar sentido à conversão, abraçar a Cruz de Cristo, na qual foram destruídos o pecado e a morte. Morrendo com Cristo para tudo o que é mau, sepultamos o homem velho, cheio de vícios, para ressurgirmos com o Senhor, que nos deu vida nova. Com seu testemunho de homem de Deus, o Venerável Padre Victor fez dessa fonte brotar a vida para muitos através do Batismo, da Eucaristia e de todos os demais Sacramentos. Saibamos acolhê-los, como terra sedenta que somos, necessitados da irrigação do Espírito Santo, para poder dar frutos.

CANTO: Convertei-nos, Senhor Deus do mundo inteiro/Sobre nós a vossa face iluminai/Se voltardes para nós, seremos salvos/Vós, que sobre os anjos todos assentais. (Refrão) PALAVRA DE DEUS Leitor 2: (1.º Tm 1, 12-17)

PARTILHA DA PALAVRA PROCLAMADA Dirigente: O que é ser misericordioso? É ter um coração para o necessitado. Mais do que isso, ser misericordioso é ter um coração voltado para quem pode socorrê-lo; assim acontece quando eu, necessitado, volto-me para quem me pode socorrer. É deixar de ser egoísta, autossuficiente e abrir-se para a misericórdia e a partilha. Hoje somos colocados diante de Deus misericordioso que nos “dá um tempo” para nos convertermos ao Reino que Jesus veio inaugurar. É significativo o fato de os Profetas, na sua pregação, apresentarem a misericórdia como a ligação entre os pecados do povo e a incisiva imagem do amor da parte de Deus. Todos: A misericórdia infinita de Deus não recua diante do nosso pecado: Deus não nos rejeita, mesmo quando voltamos as costas para Ele. Assim foi o Venerável Padre Victor. Como o pastor que vai atrás da ovelha perdida (Lc 15, 1-7), Deus vai ao nosso encontro, não para condenar, para punir ou para acertar as contas, mas para salvar e amar. Nisso reside o mistério da misericórdia divina e o exemplo do fiel servidor Padre Victor, Profeta da conversão e da misericórdia.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

09

CANTO: Refrão: Perdoai-nos, ó Pai, as nossas ofensas,/como nós perdoamos a quem nos ofendeu. 1. Se eu não perdoar a meu irmão,/o Senhor não me dá o Seu perdão. Eu não julgo para não ser julgado;/perdoando é que serei perdoado. Refrão (...) 2. Ajudai-me, Senhor, a perdoar/ e livrai-me de julgar e condenar! Vou ficar sempre unido em comunhão/ao Senhor e também ao meu irmão. Refrão (...) 3. Vou levar para a vida a união/ que floresce nesta santa Comunhão. Vivo em Cristo a vida de cristão:/ sou mensagem de Sua reconciliação. Refrão (...) COMPROMISSO PESSOAL: A Festa da Misericórdia tem de ser a festa do encontro. Afinal, é a mística do encontro de Deus com o humano, com a miséria do homem. A falta de conversão consiste em reduzirmos nosso Cristianismo a um conjunto de ritos e obrigações. A conversão é momento de termos a coragem de olhar para nós mesmos e investigar em que não nos parecemos com Cristo. O Venerável Padre Victor descobriu que aproximar-se do Cristo era, primeiramente, aproximarse dos irmãos e fez da sua vida uma continua doação. Em que situação você ainda não se parece com Jesus?

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

QUARTO DESETEMBRO SETEMBRODE DE2013 2013 QUARTODIA DIA -- 17 17 DE TEMA: Profeta da perseverança.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Sejam bem-vindos, irmãos e irmãs, ao quarto dia de nossa Novena em preparação para a Festa dos 108 anos da Morte do Venerável Padre Victor. Ontem, dia 16/09 contemplando a vida deste grande profeta, refletíamos sobre a importância da conversão e da misericórdia. Sem dúvida, para tal atitude é necessário na vida do cristão um grande esforço, isto é, a perseverança. Todos: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor e nos fortalece na missão de cada dia. Leitor 1: Hoje, então, queremos rezar o tema para nossa reflexão: Padre Victor, profeta da Perseverança. Leitor 2: Entendemos por perseverança conservar-se firme, persistir, prosseguir, continuar levando adiante um projeto, um ideal. Todos: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor e nos fortalece na missão de cada dia.

PALAVRA DE DEUS Dirigente: Com o coração cheio de esperança, vamos nos preparar para ouvir a Palavra de Deus.


10

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

CANTO: A Vossa Palavra, Senhor, é sinal de interesse por nós. É feliz quem escuta a Palavra e a guarda no seu coração. Leitor 1: At 1, 12-14

REFLEXÃO Dirigente: O cristão é alguém que espera, isto é, que confia a sua vida nas mãos de Deus. Mas tal atitude de espera não quer dizer cruzar os braços diante das exigências para seguir o Evangelho de Jesus Cristo. A vida cristã baseia-se na dimensão profunda da perseverança, isto é, no esforço diário para praticarmos o Evangelho recebido. Todos: Senhor, ajudai-nos a viver a perseverança! Leitor 2:Todas as pessoas passam por diversas provações na vida. Entretanto as dificuldades não têm a última palavra, a vida não se resume somente nos sofrimentos. O cristão deve olhar além e não desanimar no caminho. O próprio Jesus nos impõe a perseverança como condição primordial para a salvação: “o que perseverar até o fim será salvo” (Mc. 13,13). Todos: Senhor, ajudai-nos a viver a perseverança! Leitor 1: Padre Victor, no tempo de sua juventude, decidiu se tornar sacerdote. O jovem Francisco conheceu a realidade da escravidão, por ser negro, filho de escrava, pobre, condenado a duros trabalhos nas lavouras ou minas. Mas, por designio de Deus, sua madrinha de batismo fez com que estudasse e aprendesse a profissão de alfaiate e assim se preparasse para ser sacerdote, embora negro e escravo. Padre Victor é exemplo de cristão que persevera na busca dos sonhos e projetos. Não desanimou diante das barreiras, pois conseguiu ser ordenado sacerdote.

CANTO: O povo de Deus no deserto andava, mas a sua frente alguém caminhava. O povo de Deus era rico de nada, só tinha esperança e o pó da estrada. Também sou teu povo Senhor estou nesta estrada. Somente a Tua graça me basta e mais nada. Leitor 2: Quando o Mestre o ridicularizou com tal ideia: “No dia em que você se tornar padre, nas minhas galinhas nascerão dentes”, Padre Victor firmou-se no amor de Deus e seguiu seu projeto. Diante do impossível, a perseverança torna tudo possível. Todos: Senhor, ajudai-nos a viver a perseverança! Leitor 1: Vivemos em um mundo marcado por contradições, falsos valores, violência, corrupção. Diante dessa realidade, a esperança nos fortalece para transformarmos tais situações que produzem tantos sofrimentos e sabemos por experiência que somente conduzidos pela ação de Deus um novo amanhã será possível. Leitor 2: Padre Victor, como profeta, soube lutar por um mundo melhor,testemunhando o Evangelho de Jesus Cristo em palavras e, acima de tudo, em atitudes concretas de acolhimento, caridade e promoção humana. Para muitas pessoas, a vida de Padre Victor tornou-se fonte de ânimo, uma luz, e também motivo para olhar o hoje e o amanhã com maior entusiasmo.

CANTO: O povo de Deus também vacilava; às vezes custava a crer no amor. O povo de Deus, chorando, rezava, pedia perdão e recomeçava. Também sou teu povo, Senhor, estou nesta estrada. Perdoa se, às vezes, não creio em mais nada.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

11

Leitor 1: Padre Victor fez reviver nos desanimados a esperança. Ele via e compreendia a realidade e denunciava o mal, anunciando a sua mensagem de esperança para um mundo melhor. Canto: O povo de Deus também teve fome e Tu lhe mandaste o pão lá do céu. O povo de Deus, cantando, deu graças. Provou Teu amor, Teu amor que não passa. Também sou teu povo, Senhor, estou nesta estrada. Tu és alimento na longa jornada. Leitor 2: A vida pautada pela perseverança orienta e dá um vigor sempre novo, não deixa a pessoa desanimar, mesmo em meio às maiores tragédias da vida. A perseverança dá novo sentido à vida. Quando a perseverança desaparece, podemos dizer que a vida termina, por isso devemos, a exemplo de Padre Victor, viver tal virtude. Quem coloca em Deus a esperança e não esmorece neste caminho não se decepciona, visto que o Coração de Deus é amor e onde existe amor existe a possibilidade para o bem.

CANTO: O povo de Deus ao longe avistou a terra querida que o amor preparou. O povo de Deus corria e cantava e nos seus louvores o poder proclamava. Também sou teu povo, Senhor, e estou nesta estrada cada dia mais perto da terra esperada. Leitor 1: Para cultivarmos uma vida de perseverança, nada melhor do que a oração. Ouvimos na leitura da Palavra de Deus que os discípulos estavam reunidos e eram perseverantes na oração. Junto deles estava Maria, a Mãe de Jesus. Como Igreja, somos chamados a permanecer unidos na perseverança do amor, paz, justiça, fidelidade, alegria. Quantas vezes Padre Victor teve motivos para deixar de seguir a vocação, os projetos na paróquia. Mas não se tem noticia de que Padre Victor tenha desanimado. Ao contrário, sendo perseverante na oração, na prática da caridade, alcançou seus objetivos e, acima de tudo, viveu as alegrias da perseverança com singela humildade.

PARA REFLETIR: Dirigente: Vamos pensar mais um pouco em tudo o que refletimos. - Como, a exemplo de Padre Victor, podemos viver a perseverança? Dirigente: Chegamos ao final de nossa Novena. Com o coração desejoso de viver a virtude da perseverança, peçamos a Deus que, por intercessão do Venerável Padre Victor, possamos experimentar as alegrias deste dom de Deus. A perseverança perfeita Padre Victor viveu como ninguém.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

QUINTO 18 DE DESETEMBRO SETEMBRODE DE2013 2013 QUINTODIA DIA - 18 TEMA: Profeta da solidariedade

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Ser solidário é aquecer o outro com o olhar do coração. É ter os mesmos sonhos e valores universais que criam a possibilidade de “comunhão”.


12

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

Todos: A solidariedade nos torna mais humanos! Todos nós somos profetas da solidariedade quando o bem ao próximo não nos custa. Quando fazemos tudo só por amor! Dirigente: Em geral, a violência vem acompanhada da falta da solidariedade. As pessoas se humanizam mediante atos de solidariedade. Não se ensina ou se dá ordens aos outros para que sejam solidários. Leitor 1: O Venerável Padre Victor fez brotar e crescer as sementes da solidariedade pelo compartilhar, pelo partilhar com o outro os sentimentos que estão contidos na morada de nossa alma: o coração. Leitor 2: Na Bíblia, a solidariedade é uma das marcas constitutivas de Deus. Esse modo de ser e agir de Deus são percebidos de maneiras diversas pelos vários escritos bíblicos. Todos: A missão de uma pessoa religiosa é ser testemunha da presença de Deus no mundo e atuar para que a sociedade se transforme de acordo com o projeto divino de paz e justiça para todos. Por isso, é bom recordarmos que o Venerável Padre Victor soube, como cristão batizado e como sacerdote da Igreja, ser profeta da solidariedade, pois sempre foi um sinal de Deus para as pessoas. Dirigente: A palavra “solidariedade” evoca sempre o laço de assistência recíproca nos momentos de necessidade que une as pessoas, mas também os laços de afeto moral que as unem à comunidade à qual pertencem. Ela significa também ajuda recíproca em todos os campos: espiritual, material, pastoral, humano, especialmente nos momentos de necessidade e de dificuldade. Nunca somos tão solidários, como o somos na dor! Todos: A solidariedade de Deus pela humanidade tem um nome: Jesus Cristo! Ele se fez um de nós; Ele assumiu nossas dores e também nossos pecados. Jesus é a presença do Deus solidário na vida do seu povo! Leitor 1: Jesus, assumindo a condição humana, fez-se solidário com a humanidade. Nele, a solidariedade torna-se uma virtude cristã ligada à caridade e ao amor, que é o próprio Deus (1Jo 4, 8). Leitor 2: Como profeta de Cristo, o Bom Pastor, o Venerável Padre Victor foi um imitador da sua caridade pastoral. Ser cristão é ser todo de Deus e todo do próximo. A solidariedade é a virtude humana que nos faz mais próximos dos outros. Todos: Somos também convidados a nos sentirmos mais solidários uns com os outros. Isso significa que devemos entrar em relação com todos para lhes oferecer o nosso afeto, o nosso tempo livre, o nosso conselho e a nossa ajuda!

CANTO: Onde reina o amor, fraterno amor. Onde reina o amor, Deus aí está!(bis). PALAVRA DE DEUS Leitor 1: (I CORÍNTIOS, 13, 1-13)

PARTILHA DA PALAVRA PROCLAMADA Dirigente: Como é que nós podemos formar a solidariedade? Não é um curso acadêmico que nos ensinará a solidariedade, mas a vida cheia de experiências de altruísmo e sensibilidade pelos outros.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

13

Leitor 1: A solidariedade supõe outras virtudes humanas de amabilidade (Jo 8, 10-11), a delicadeza, o sentido da amizade (Jo 11, 35-36), a aceitação dos próprios limites (Mc 14, 3334), o sentido do dever (Lc 2, 49), o equilíbrio e a sobriedade (Mt 22, 21), o acolhimento (Lc 15, 20-24), a disponibilidade (Lc 7, 40-47). Leitor 2: A solidariedade é o caminho tanto para a paz quanto para o desenvolvimento das pessoas. Fazer as coisas ordinárias com um amor extraordinário era uma das marcas do Venerável Padre Victor, sinal de uma vida a serviço do próximo. Todos: A mensagem partilhada hoje nos chama à solidariedade com todos os homens, nossos irmãos. O amor fraterno seja para nós um sinal visível da nossa escolha para uma vida nova em que a solidariedade ocupe lugar privilegiado. Dirigente: A solidariedade eleva-se ao grau de virtude social fundamental, pois se coloca na dimensão da justiça, virtude orientada por excelência para o bem comum, e para aplicação em prol do bem do próximo, com disponibilidade. Em sentido evangélico, para “perder-se” em benefício do próximo em vez de o explorar e para “servi-lo”, em vez de o oprimir para proveito próprio (cf. Mt 10, 40-42; 20, 25; Mc 10, 42-45; Lc 22, 25-27).

CANTO: Eu sou a Videira Eu sou a videira Meu Pai é o agricultor Vós sois os Ramos Permanecei no meu amor! 1.Para dar muitos frutos Permanecei no meu amor Para dar amor puro Permanecei no meu amor Como ramos aos troncos Permanecei em mim. 2.Para amar sem medida Permanecei no meu amor Para dar vossas vidas Permanecei no meu amor Para ser meus amigos Permanecei em mim. 3.Para ver o caminho Permanecei no meu amor Para ver a verdade Permanecei no meu amor Para ter sempre a vida Permanecei em mim. COMPROMISSO PESSOAL: Dirigente: A mensagem cristã é essencialmente uma mensagem que se relaciona ao amor. Mas não qualquer tipo de amor, e sim aquele que se traduz numa ação concreta. O perdão e a solidariedade, a serem vividos não como formas de penitência pessoal, mas como valores humanos, alcançam seu papel redentor no mundo a partir do momento em que o cristão vê o mundo como necessitado desses dois valores em especial.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

SEXTODIA DIA-- 19 19 DE SEXTO DE SETEMBRO SETEMBRO DE DE2013 2013 TEMA: Profeta da justiça.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente 1: Irmãos e Irmãs, pelo batismo que recebemos em nossas comunidades cristãs,


14

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

fomos revestidos da glória de Cristo, tornamo-nos membros de Sua família, participamos de Sua realeza, tornamo-nos sacerdotes e, principalmente, profetas. Assim, como membros dessa família, somos chamados a atualizar constantemente em nossas vidas aquilo que se encontra na origem de nossa vocação batismal. Todos: Senhor, revestidos de Sua glória, queremos todos os dias atualizar em nós a graça santificante do batismo, sendo verdadeiros profetas do reino. Leitor 1: Pela Sagrada Escritura, percebemos rapidamente que os profetas são, antes de tudo, seres humanos bem comuns, com seus limites e fragilidades. Ezequiel, um sacerdote que viveu no tempo de Nabucodonosor e do Exílio de Babilônia (598-587 a.C), era um profeta desconcertante, de genialidade diversa e complexa. Ele, como os israelitas do seu tempo, foram esmagados pela derrota e deportados para a Babilônia. É de joelhos que ele toma consciência de que Deus acompanha seu povo na angústia e que tem necessidade dele para exprimir a Sua presença: "Entrou em mim um espírito que me fez ficar de pé. Então eu pude ouvir aquele que falava comigo" (Ez 2,2). Todos: Senhor, somos pessoas comuns, mas homens e mulheres de nosso tempo que, embora esmagados pela cultura de morte, de desespero e de injustiça, acreditam na força do Espírito, que faz levantar e ressoar nossa voz como um hino pela paz e a Justiça. Leitor 2: Jesus de Nazaré também foi um homem comum, porém um verdadeiro profeta da justiça, da liberdade e da vida. Um homem engajado e atento às necessidades do seu tempo que, imbuído pelo Espírito que gera a vida, tornou-se sinal de esperança para todos. Todos: Padre Victor foi um homem simples, comum a muitos do seu tempo, mas soube assimilar a vida de Cristo e carregar consigo as características de um verdadeiro profeta da justiça. Dirigente: É bom lembrar que, quando falamos em profetas e na urgência de sê-los em nossas comunidades cristãs, precisamos saber quais são suas atitudes e quais sinais os revelam como tais no exercício do profetismo. Todos: Senhor, queremos uma Igreja aberta para o mundo, que caminhe até as periferias do coração humano para suscitar-lhe de novo a esperança de uma vida nova, na qual homens, mulheres, jovens, idosos e crianças, irmanados na utopia do amor, cantem a música da justiça e do direito.

CANTO: Como são belos os pés do mensageiro, que anuncia a Paz. Com são belos os pés do mensageiro que anuncia o Senhor. Ele vive!Ele Reina! Ele é Deus e Senhor (2x) Palavra de Deus Leitor 1.Lc4,14-27 Dirigente: PARA REFLETIR: 01. Nossa Igreja e também nossa sociedade estão carentes de profetas. Por que isso acontece em nossas comunidades? 02. Os profetas sempre surgiram nos momentos cruciais da história para salvaguardar a vida do povo. Hoje, poderíamos afirmar que não existem mais profetas porque nosso povo não é mais massacrado, oprimido, subjugado pela política, pela economia e pela religião? 03. Os profetas são essências, pois uma igreja sem profecia e sem profetas não é a Igreja de Jesus Cristo. Assim, como podemos ser profetas nos dias de hoje?


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

15

Leitor 1: Nossa Diocese, em tempos remotos, destacou-se como voz profética da Igreja Mineira e do Brasil, quando fez ecoar em nossa Igreja particular da Campanha o primeiro grito pela Reforma agrária. Hoje, porém, o que se vê é uma Igreja apagada, carente de profecia e de profetas. Leitor 2: O crer em Jesus é ver, na sua humildade e em seus atos de amor, a presença de Deus, cumprindo a vontade do Pai de comunicar a vida aos empobrecidos e marginalizados, os quais são assumidos como filhos, em Jesus. O verdadeiro ato de fé é ver Deus, despido de poder, vivendo entre nós, humildemente, na plenitude do amor. Todos: Senhor, O verdadeiro profeta de hoje deve necessariamente ter a linguagem das mulheres e dos homens de hoje; caso contrário, ele deixará indiferentes as pessoas mais vulneráveis da sociedade: os pobres, os pequenos, os desprezados, os feridos da vida. A sua palavra deve denunciar as injustiças que sofrem e permitir-lhes ter esperança. O profeta é aquele que restaura a justiça, que devolve a dignidade aos excluídos e aos feridos da vida e que traz esperança de um mundo melhor. Dirigente: O Venerável Padre Victor, profeta da Igreja e de Jesus Cristo,no meio de uma sociedade injusta em que os poderosos procuravam o seu bem-estar e o silêncio do sofrimento daqueles que choram, foi profeta da justiça, pois ousou ler e viver a realidade a partir da compaixão de Deus pelos últimos, tornando sua vida inteira “presença efetiva” que critica as injustiças e chama à conversão e à mudança. Todos: Senhor, o cenário eclesial atual mostra claramente que a Igreja necessita urgentemente de pessoas que tenham a coragem de fazer a experiência do encontro com Jesus, que revela e transforma a vida. Há uma excessiva ênfase às práticas religiosas e ao culto. Esses também podem ser meios de encontro com Cristo, mas há outros mais importantes e necessários. Faça de nós profetas, pessoas que ousem se encontrar com Jesus no cotidiano conflituoso da existência humana. A Igreja precisa dos profetas, pois eles chamam a atenção para uma maior fidelidade à sua missão no mundo. Dirigente: Que o Venerável Padre Victor nos ensine, com o profetismo de sua vida, a sermos profetas de Jesus, na Igreja e para o mundo, como sinais reluzentes de Justiça.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

SÉTIMODIA DIA -- 20 20 DE SÉTIMO DE SETEMBRO SETEMBRODE DE2013 2013 TEMA: Padre Victor, inspirado no jovem de Nazaré, encontrou sentido para sua vida.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Caros irmãos e irmãs, ao longo destes dias, temos refletido sobre o Venerável Padre Victor, enfocando os seguintes temas: TOMANDO A CRUZ, SEGUIU FIELMENTE A JESUS CRISTO; NAS DORES DE CADA DIA, FIRMOU-SE NA ESPERANÇA; PROFETA DA CONVERSÃO E DA MISERICÓRDIA; PROFETA DA PERSEVERANÇA; PROFETA DA SOLIDARIEDADE; PROFETA DA JUSTIÇA e hoje refletiremos: PADRE VICTOR, INSPIRADO NO JOVEM DE NAZARÉ, ENCONTROU SENTIDO PARA SUA VIDA.


16

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

Há um canto que começa com estas palavras: “Antes que ti formaste dentro do seio de tua mãe, antes que tu nasceste, te conheci e te consagrei...” Padre Victor, como todos os seres humanos, foi chamado mesmo antes de vir ao mundo, para uma vocação que deu sentido à sua vida. Ser escravo era estar condenado a morrer como tal; ser alfaiate como quis sua madrinha, d. Marianna, era, sem dúvida, alguma coisa muito diferente daquela de viver como escravo, mas não era o ideal do Padre Victor. A inspiração de Padre Victor era de servir a todos não como escravo, mas como o jovem de Nazaré, que disse: “Eu vim para servir e não para ser servido”! Em pleno tempo de escravidão, um escravo, filho de escravos, ter essa inspiração, era um devaneio e, para os que o mantinham, uma coisa impensável, um absurdo. Ser um Padre para amar e servir o povo de Deus era a sua vocação e o que dava sentido à sua vida. Ele encontrou essa inspiração Naquele que é o Senhor de tudo e de todos. Deus chama para o seu serviço quem Ele quer, ao mesmo tempo dando-lhe os dons necessários para tal. Padre Victor sabia que S. Benedito e Santo Antonio de Categeró, mesmo sendo escravos, conseguiram realizar a vocação a que todos estamos chamados: -“ sermos santos como Nosso Deus é Santo”! Impedir essa realização é uma afronta a Deus, que criou todos os homens por amor, para o amor e a liberdade. Do tema da novena de hoje, podemos concluir que feliz é aquele que se inspira em Jesus de Nazaré para encontrar o verdadeiro sentido de sua vida porque só Ele dá sentido à vida. Se, ainda hoje, Padre Victor continua “vivo” no coração de tantos devotos, é porque amou e serviu ao próximo como Aquele que o inspirou e o consagrou já no seio de sua mãe. Leitor 1: PARA REFLETIR: l. O homem hoje encontra sentido em sua vida ou o perdeu? 2. Quando o homem perde o sentido da vida é possível viver? 3.O Jovem de Nazaré que inspirou Padre Victor, é inspiração para você? (cada pergunta deve ser refletida separadamente)

CANTO: Jesus, o Deus dos Pobres Jesus, o Deus dos pobres, do povo sofredor, aqui nos reuniu pra cantar o seu louvor. Pra nos dar esperança e contar com sua mão na construção do reino, reino novo, povo irmão. 1. Sua mão sustenta o pobre, Ninguém fica ao desabrigo, Dá sustento a quem tem fome com a fina flor do trigo. 2. Alimenta os nossos sonhos, Mesmo dentro da prisão. Ouve o grito do oprimido, Que lhe toca o coração. 3. Cura os corações feridos, Mostra ao forte o seu poder, Dos pequenos é a defesa, Deixa a vida florescer. Dirigente: O homem pode encontrar o sentido de sua vida no convívio harmonioso com a natureza e na Sagrada Escritura, nos quais Deus fala ao homem, instruindo-o e ensinando-o a bem viver com o próximo. Leitor 1. Mt 19, 16-21. Leitor 2. Senhor, inspire-nos grandes ideais e dê-nos força e graça para realizá-los, como o Venerável Padre Victor, por isso Lhe pedimos... Todos: Senhor, ajude-nos a seguir-Lo.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

17

Leitor 1. Senhor, para segui-Lo é preciso olhá-Lo com o exemplo daquele que em tudo fez a vontade do Pai. Nós temos muitas vontades e tantas vezes queremos realizá-las sem pensar que Sua vontade é que nos torna pessoas livres e felizes, por isso nós Lhe pedimos... Todos: Senhor, abra nosso coração para que façamos Sua santa vontade! Leitor 2. O Vosso Venerável Padre Victor, soube amar, doar-se e servir ao próximo, sendo paciente, mesmo nas humilhações. Seu exemplo é o de tantos santos que encontraram no Senhor a mesma força e inspiração. Queremos construir uma sociedade justa, que se deixa conduzir pelos Seus ideais, por isso Lhe pedimos... Todos: Senhor, queremos vê-Lo em cada irmão e amá-Lo Leitor 1. Senhor, temos tantas coisas no mundo que nos atraem! O mundo moderno é muito rico e oferece-nos tantas coisas que nos enchem os olhos. Tornamo-nos consumidores inveterados e queremos que nos ajude a vermos somente o que nos é indispensável para uma vida digna para todos, por isso Lhe pedimos... Todos: Senhor, que não sejamos como aquele jovem rico do Evangelho. Leitor 2: A tradição diz que Padre Victor era um homem desprendido das coisas materiais e era sensível às necessidades dos outros, não retendo nada para si. Que também nós tenhamos um coração aberto para o outro, por isso Lhe pedimos... Todos: Senhor, que tenhamos desapego às coisas materiais! Reza-se um Pai-Nosso, um Ave-Maria e um Gloria ao Pai.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

OITAVODIA DIA - 21 OITAVO 21DE DESETEMBRO SETEMBRODE DE2013 2013 TEMA: Profeta contra o preconceito.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente: Sejam bem-vindos, irmãos e irmãs, ao oitavo dia de nossa Novena em preparação para a Festa dos 108 anos da Morte do Venerável Padre Victor. Neste início de celebração, vamos desejar uns aos outros a paz de Cristo.

CANTO: Quero te dar a paz do meu Senhor, com muito amor. - Na flor vejo manifestar o poder da criação, nos teus lábios eu vejo estar o sorriso de um irmão, toda vez que eu te abraço, e aperto a tua mão, sinto forte o poder do amor, dentro do teu coração. - Deus é Pai e nos protege, Cristo é filho e salvação, Santo Espírito consolador, na trindade somos irmãos. Toda vez que te abraço e aperto a tua mão, sinto forte o poder do amor, dentro do teu coração.


18

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

Leitor 1: Hoje rezamos o tema da novena: Padre Victor, profeta contra o preconceito.

PALAVRA DE DEUS Dirigente: Animados pela Luz de Deus, vamos aclamar o Evangelho cantando.

CANTO: Buscai primeiro o Reino de Deus - Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e tudo mais vos será acrescentado. Aleluia! Aleluia! - Não só de pão o homem viverá, mas de toda palavra que procede da boca de Deus. Aleluia! Aleluia! - Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o porquê: não é o servo maior que o Senhor. Aleluia! Aleluia! Leitor 1: Mt 8, 1-13

REFLEXÃO Leitor 2: Por preconceito, entendemos que é um "juízo", preconcebido, manifestado geralmente na forma de uma atitude "discriminatória" de pessoas, lugares ou tradições considerados diferentes ou "estranhos". Costuma indicar desconhecimento pejorativo de alguém ou de um grupo social. Na sociedade, existem muitas manifestações de preconceito.

CANTO: Prova de Amor maior não há que doar a vida pelo irmão! Eis que eu vos dou um novo Mandamento: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado". Leitor 1: Devido ao preconceito, hoje muitas pessoas sofrem com a “Intolerância” que é uma atitude caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças em crenças e opiniões. Todos: Deus de Amor, libertai-nos do preconceito! Leitor 2: Jesus tinha grande apreço pelas pessoas rejeitadas pela sociedade. A maioria dos milagres foi realizado na vida de pessoas que se sentiam marginalizadas, vivendo em condições desfavoráveis.

CANTO: Prova de Amor maior não há que doar a vida pelo irmão! Vós sereis os meus amigos se seguirdes meu preceito: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado" Leitor 1: Quem é seguidor de Jesus ama, indistintamente a todas as pessoas (“Eu lhes dou este novo mandamento: amem uns aos outros”). Ele condenou a atitude preconceituosa dos discípulos em relação à mulher sírio-fenícia e atendeu ao apelo do centurião romano (um pagão!) que pedia a cura de seu servo. Também deixou que uma mulher de má reputação lhe lavasse os pés e os enxugasse com os próprios cabelos e ainda recriminou os que se escandalizaram ao presenciar a cena”.

CANTO: Prova de Amor maior não há que doar a vida pelo irmão! Permanecei em meu amor e segui meu mandamento: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado".


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

19

Leitor 2: Jesus também foi vítima do preconceito: “Filipe achou Nathanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José. Disse-lhe Nathanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê”. Leitor 1: Padre Victor, como sabemos, sofreu com o preconceito devido a sua condição racial e social. Por ser negro, viveu as dores causadas pelo preconceito e, além disso, nasceu na senzala, sendo pobre e filho de mãe solteira. Todos: Padre Victor, homem sem preconceito, exemplo de amor! Leitor 2: A verdadeira grandeza de uma pessoa não deriva do lugar de onde ela vem. Pessoas importantes nasceram em lugares insignificantes, porém foram esforçadas, persistentes e tiveram fé: por isso, alcançaram seus sonhos, como é o exemplo do nosso querido Padre Victor. O preconceito rouba sonhos, desestimula as pessoas, que se tornam inoperantes e aceitam o fracasso e a derrota. Porém, na vida de Padre Victor, o preconceito nunca foi motivo para desanimar. Todos: Padre Victor, homem sem preconceito, exemplo de amor! Leitor 1: Quando Padre Victor chegou a Três Pontas- MG, por ser um negro, a população daquela época não gostou muito. Entretanto, meses depois, o exemplo do coração acolhedor desse sacerdote quebrou as barreiras do preconceito e as pessoas, por sua vez, cederam lugar à admiração e ao amor para com ele. Tanto é que Padre Victor tornou-se o “Anjo Tutelar” de Três Pontas-MG. Todos: Padre Victor, homem sem preconceito, exemplo de amor! Leitor 2: A exemplo de Jesus, Padre Victor foi um homem sem preconceito e lutou ardorosamente para vencer esse mal. A sua maior arma, sem dúvida, foi o silêncio orante, mas teve também muitas atitudes concretas. Todos: Padre Victor, homem sem preconceito, exemplo de amor! Leitor 1: Por exemplo: Padre Victor acolheu em um quarto de sua casa um jovem hanseaniano e pessoalmente cuidava de sua doença. Leitor 2: Quando alguns fazendeiros estavam às portas da cidade para incendiar a casa do presidente da junta abolicionista, Padre Victor os enfrentou tendo em suas mãos a cruz. A tragédia foi evitada graças à postura do “Senhor Vigário”, como era carinhosamente chamado por todos. Todos: Padre Victor, homem sem preconceito, exemplo de amor! Dirigente: PARA REFLETIR: Vamos pensar mais um pouco em tudo o que refletimos. - Quais as formas de preconceito que devemos vencer em nossos dias? - O exemplo de Padre Victor, um homem sem preconceito, tem sentido para nós, cristãos? Dirigente: Chegamos ao final de nossa Novena. Na busca do amor supliquemos a Deus para que, por intercessão do Venerável Padre Victor, possamos lutar por um mundo sem preconceito. A luta contra o preconceito, por meio do Amor, Padre Victor viveu como ninguém.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)


20

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

NONODIA DIA -- 22 22 DE NONO DE SETEMBRO SETEMBRODE DE20l2 20l3 TEMA: Padre Victor, atento às realidades do seu tempo, fez a revolução do amor.

I. ORAÇÃO INICIAL (página 03) II. PALAVRA DE DEUS E REFLEXÃO Dirigente 1: Profeta, no sentido bíblico, não é, em primeiro lugar, aquele que prevê o futuro. É aquele que analisa o presente, identifica tendências, geralmente desviantes, faz advertências e até ameaças. Anuncia o juízo de Deus sobre o curso presente da História e faz promessas de libertação das calamidades. Todos: Senhor, abre nossos olhos para os sinais dos tempos, ensina-nos a ler e a perceber as necessidades do nosso cotidiano para trabalharmos de modo mais efetivo na evangelização e anúncio do teu Reino. Leitor 1: O profeta sempre deve estar atento ao seu tempo, ser conhecedor dos desafios e necessidades do seu cotidiano, para que sua palavra seja atual e um autêntico anúncio dos anseios do povo.Para isso, ele deve ter sua vida e palavras enraizadas na história do seu tempo, deve ter um olhar no céu e o outro, na realidade que o circunda. Todos: Somos cidadãos do céu, que, nesta Terra, devem ser sinais da presença salvífica e libertadora de Deus. Por isso, nossos olhos devem estar voltados para o céu sem jamais nos esquecermos de que nossos pés estão fincados na terra, onde devemos começar a construir o novo céu e a nova terra. Leitor 2: Padre Victor, como todo bom evangelizador, soube enxergar as necessidades do seu tempo para bem realizar o seu trabalho pastoral. Foi um homem profundamente sensível às carências de sua época e, de modo profundo e atual, fez do Evangelho de Jesus Cristo uma resposta amorosa para os anseios do povo e uma fonte geradora de transformações social e cristã. Dirigente: O contexto atual de nosso país revela um crescente descontentamento de nosso povo com a estrutura política, econômica, social e, por que não dizer, também religiosa. Isso nos mostra a necessidade de repensarmos a nossa ação Evangelizadora, a nossa postura como Igreja, chamada a ser no mundo e para o mundo sinal concreto do amor de Deus, que gera vida, assegura a dignidade das pessoas e nos leva à prática constante da Justiça e do Direito. Todos: Senhor, nas ruas de nosso país, o povo vem gritando e clamando por justiça, por políticas e estruturas sociais que transformem a desigualdade social em vida digna para todos. Desperta nossa consciência cristã para a dimensão social de tua igreja, abre nossos olhos para enxergar as periferias da vida e desata nossas mãos dos nós de um cristianismo morto, indiferente e alheio à voz do teu povo que clama pela revolução do amor. Leitor 1: Acreditamos que o amor é a força mais poderosa que existe. Quem quer amor de verdade, sabe que a revolução do amor é uma transformação interna que torna visível, em todas as nossas ações, o amor de Cristo. E na vida de Padre Victor enxergamos esse amor a Deus no amor incondicional pelo pobre, na sua capacidade de constatar as carências e urgências do seu tempo e, principalmente, nas transformações que seu testemunho de vida gerou para o resgate da dignidade da vida de muitos.


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

21

CANTO: Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu vou cantar. Quando o povo nas ruas sorrir, e a roseira de novo florir, eu vou cantar. Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu vou cantar. Quando os muros que cercam os jardins forem destruídos, então os jasmins vão perfumar. Refrão: Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada, de novo. No olhar do homem a certeza do irmão. Reinado do povo.

PALAVRA DE DEUS Leitor 2: 1João3,11-18 Dirigente: PARA REFLETIR: 01.A evangelização deve ser atenta às necessidades de nosso tempo. A nossa evangelização é atenta às necessidades de nosso povo ou está completamente alienada? 02. Somos sensíveis aos nossos irmãos em nossas comunidades e trabalhamos para que sua realidade mude ou nos mantemos indiferentes, trancafiados em nosso egoísmo? 03. Nossas comunidades geram de fato a revolução do amor ou a revolução do egoísmo, da indiferença? Leitor 1: Segundo o Papa João Paulo II, a única revolução que não trai o homem é a Revolução do Amor, pois o amor liberta, desinstala, compromete, compadece-se, faz ver o próximo e lutar para que ele tenha vida digna, cria comunidades vivas feito fontes inesgotáveis de graça e salvação. Leitor 2: Hoje concluímos este tempo de graça no qual, durante nove dias, fomos inspirados pela vida de um homem simples, exemplo de revolução gerada pelo amor a Deus e ao próximo. E isso nos faz pensar em nossa postura de cristãos, que constantemente devem se reprojetar à luz do evangelho de Jesus Cristo. Ele nasceu pobre, foi perseguido, mas amou os pobres e curou os doentes. Libertou os cativos, alimentou a esperança, enxugou as lágrimas, sustentou a alegria. Por fim, no duelo maravilhoso da cruz, fez-nos conhecer a verdadeira revolução do amor de Um Deus encarnado em nossa História que, uma vez morto na cruz, faz-se ressuscitar todos os dias pela força do nosso amor.

III. ORAÇÃO FINAL PARA TODOS OS DIAS (página 03)

Participe da Novena e da Festa do Aniversário de Morte do Padre Victor. Juntos, rezemos pela sua beatificação. Juntos, peçamos a graça de imitar suas virtudes.


22

NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

108º Aniversário de Morte do Venerável Padre Victor

PROGRAMA-CONVITE NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO PADRE VICTOR De 14 a 22 de setembro de 2013 TEMA: Padre Victor, Profeta da Justiça e da Paz LEMA: “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8) PARÓQUIA NOSSA SENHORA D´AJUDA - TRÊS PONTAS - MG

HORÁRIOS TODOS OS DIAS, EXCETO DOMINGO: 5h 5h30min 7h 15h 19h

Procissão da Penitência Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa no Carmelo São José Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda

15 DE SETEMBRO - DOMINGO 6h30min 7h 7h 9h 10h30min 15h 17h 19h

Procissão da Penitência Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa no Carmelo São José Missa das Crianças - Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda (Participação das Comunidades Rurais de Três Pontas) Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda

22 DE SETEMBRO - DOMINGO 6h30min 7h 7h 9h 10h30min 12h30min 15h 17h 19h 21h

Procissão da Penitência Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa no Carmelo São José Missa das Crianças - Matriz N. Sra.d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Missa na Matriz Nossa Senhora d´Ajuda


NOVENA PELA BEATIFICAÇÃO DO VENERÁVEL PADRE VICTOR

23

CONFISSÕES: (Todos os dias) Local: Matriz Nossa Senhora d´Ajuda Horários: das 9 às 12 horas das 15 às 18h30min

OBSERVAÇÕES: I. CELEBRAÇÃO PENITENCIAL Dia: 12.09.2013 - quinta-feira Horário: 20h30min Local: Matriz Nossa Senhora d´Ajuda II. ROMARIA DOS CAVALEIROS Dia: 15.09.2013 - domingo Horário de saída: às 7h30min da Praça da Aparecida até à Faxina. Em seguida, missa.

23 DE SETEMBRO - SEGUNDA-FEIRA DIA DO PADRE VICTOR "(...) a causa de Padre Victor enche de coragem a todos os que procuram levar uma vida justa e reta. Um santo negro, como o nosso venerável Padre Victor, orienta-nos para Deus, que não faz acepção de pessoas, mas a todos acolhe com ternura e compaixão." (Do Livro Francisco de Paula Victor - Apóstolo da caridade).

3h30min

Procissão da Penitência - Coordenação Paróquia Nossa Senhora Aparecida Roteiro: Saída da Matriz Nossa Senhora Aparecida até à zona rural Faxina

4h30min

Alvorada pela Corporação Musical "Luiz Antônio Ribeiro"

6h

Missa presidida por Dom Diamantino Prata de Carvalho (Bispo da Diocese da Campanha-MG), na Capela Santa Cruz (Capela do Padre Victor), na zona rural Faxina

9h

Missa no Parque da Mina

HORÁRIO DE MISSAS NA MATRIZ NOSSA SENHORA D´AJUDA: 5h - 6h30min - 8h30min - 10h30min - 12h30min 14h30min - 16h - 17h30min - 19h


ATENÇÃO, ROMEIROS DO PADRE VICTOR! CONFISSÕES INDIVIDUAIS Local: Salão Paroquial - Rua Azarias de Brito Sobrinho, n.º 61 Horário: das 8 às 12 horas. INFORMAÇÕES - Todos os domingos, às 10 horas e 30 minutos, Santa Missa na Matriz de Nossa Senhora d´Ajuda, Três Pontas - MG, pela Beatificação do Padre Victor. Bênção especial. - Visitas ao acervo, registro de graças e de romarias no Memorial Padre Victor, Praça Cônego Victor, n.º 45 - Três Pontas - MG.

PARA DOAÇÕES: Caixa Econômica Federal Agência n.º 0157 - Três Pontas - MG Conta n.º 56000 2 ou Caixa Econômica Federal Agência n.º 0157 - Três Pontas - MG Conta n.º 501234 0 ou Associação Padre Victor de Três Pontas Praça Cônego Victor, n.º 45 37190-000 - Três Pontas - MG

PARA CORRESPONDÊNCIA: Associação Padre Victor de Três Pontas Praça Cônego Victor, n.º 45 CEP 37190-000 - Três Pontas - MG Telefax: 0xx35 3265 2627 - e-mail: padrevictor@tpnet.psi.br

EQUIPE ORGANIZADORA: Diocese da Campanha - MG Associação Padre Victor de Três Pontas Equipe Sacerdotal das Paróquias Nossa Senhora d`Ajuda, Nossa Senhora Aparecida e Cristo Redentor Prefeitura Municipal de Três Pontas


padre-victor-2013-novena