Page 1

É

nesta edição

Caridade e compromisso social Conheça as obras sociais da Paróquia Página 3

Advento: vinde, Senhor Jesus! Prof. Felipe Aquino Página 4

noite. A ansiedade se revela na expectativa pelos presentes, por parte das crianças. Faz-se um silêncio pela chamada do avô, para que todos se reúnam diante do presépio para rezar. Um dos filhos lê a passagem do capítulo 2 do Evangelho de São Lucas. Após, todos rezam o Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória e, obedecendo à tradição, o neto caçula coloca a imagem do Menino Jesus na manjedoura. Seguem-se os cumprimentos entre todos, enquanto cresce visivelmente a alegria nas crianças pequenas pela chegada do Papai Noel. Certamente não há outra festa no calendário cristão que esteja mais envolvida com a família do que a Noite Santa do Natal. A presença da Sagrada Família, à espera do nascimento do Menino Deus, representa a expectativa de todos nós em mais uma vez nos encontrarmos com a Esperança da Paz que unidos pedimos com Fé. O silêncio de José, atento à cena que se passa entre Maria e seu Filho recém-nascido, convida todos a uma contemplação sem pressa do maior acontecimento da humanidade. Ele nos visita, pequeno.... O Rei Se apresenta em Sua majestade na pobreza, no frio, na fragilidade, necessitado do calor dos homens. Pede um lugar em cada coração, no meu e no teu; Aquele a quem tantas portas já se haviam fechado. É Natal! Desta vez, nos prepararemos para que Ele encontre em cada um a porta escancarada para recebê-Lo, acolhê-Lo, sem medo, sem reservas, e com a alegria que procede de todo o Amor que procuramos alimentar nas ações do nosso cotidiano. Nas atitudes de atenção e carinho para com o nosso próximo, a começar pela família da qual fazemos parte. Assim também na oração pela ação missionária dos que nos acompanham em Cristo, nos quatro cantos do mundo. Olhando a mesma estrela, a mesma luz, que nos revela a felicidade pelo nascimento do Salvador, estaremos unidos em comunhão no presépio, junto a Maria, a José e ao Menino Jesus. Feliz Natal, com as graças que receberemos para um novo ano que já se aproxima.

Dr. Valdir Reginato

Pastoral da Família — www.casadefamilia.org.br


pág. 2 nov/dez - 10

CATEQUESE

Receber Jesus na Comunhão

“S

e não comerdes a Carne do Filho do Homem e não beberdes o Seu Sangue, não tereis a vida em vós” (Jo 6,53). O preço da vida é morrer com Cristo e afogar-se na água do Seu lado; agonizar inebriado de Seu sangue, asfixiado de pender numa só Cruz. A Sagrada Comunhão é esta “morte” com Ele, que permite prelibar a vida eterna e receber o seu penhor. Prepara-te para ela! Considera bem a quem vais comungar. Assim como desejarias estar com Jesus ao morrer, perscruta, com recolhimento, o Seu rosto presente na Hóstia Santa. Pergunta à tua consciência se poderias comparecer agora a Cristo Juiz. Se te acusar algum pecado grave, confessa-te antes, entregando-o sem

reservas em Suas mãos. Então, vazio de ti, poderás preencher-te Dele. Respeita o jejum eucarístico em sinal de penitência — união com o sacrifício da Cruz —, e para distinguires o Corpo do Senhor, lembrando que “por Ele, considero tudo como lixo” (Fl 3,8). Ao recebê-Lo na boca, devolve a Deus o hálito da vida: “Pai, em Tuas mãos entrego o meu espírito”. E assim morrendo, vive Nele e Ele em ti. A língua que O acolhe não traga outro verbo senão o Verbo, que te criou e para quem retornas. Conforma a Ele as tuas palavras e ações. Por fim, depois da Missa, faz a Ação de Graças — Eucharistein —, conversando com o Salvador como se já O contemplasses no Céu. Com Ele e todos os seres, canta ao Pai que te criou: “Obras

do Senhor, bendizei o Senhor, louvai-O e exaltai-O para sempre”! Bendita seja esta “morte” santíssima da Comunhão! Que Maria nos ensine a haurir dela sempre a vida eterna, sem jamais incorrer em condenação. Por João Bechara Ventura — seminarista

Solenidade de Todos os Santos N o dia 1º de novembro, a Igreja celebra a Solenidade de Todos os Santos, os santos canonizados e os não canonizados — todos os que estão na glória de Deus, que fizeram o bem e que colocaram em prática os ensinamentos de Jesus. Santos são modelos para nós, são homens e mulheres que assumiram o Evangelho e que “souberam amar a Cristo e a seus irmãos”, que viveram nossa vida e hoje desfrutam a alegria de ver a Deus. Santo Agostinho, após sua conversão, experimentava mui-

tas dificuldades para seguir a Jesus, mas, olhando para a vida dos santos, enchiase de coragem dizendo: “Fui pecador como os santos foram, por que não posso ser santo como eles o são hoje?”. Todos somos chamados à santidade e a liturgia da Missa desse dia nos fala das bem-aventuranças, que são caminhos para chegamos à santidade. “Bemaventurados” quer dizer felizes, repletos da verdadeira e perfeita felicidade que Deus quer oferecer a cada um de nós. E Jesus proclama: bem-aventurados

os pobres, os que choram, os mansos, os misericordiosos, os que têm fome e sede de justiça, os pacíficos, os puros de coração, os que são perseguidos e caluniados por causa de Cristo. E Ele nos encoraja: “Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”. As bem-aventuranças são propostas para uma vida plena e feliz, que se inicia aqui na terra. São propostas para sermos pessoas realizadas. Afinal, ser santo é viver em plenitude nossa vocação humana.


pág. 3 nov/dez - 10

REFLEXÃO

OBRAS SOCIAIS

Mistério de amor Caridade e compromisso social

T

odos os eventos da História, uma vez acontecidos, passam. Mesmo os mais importantes são engolidos definitivamente pelo passado e não podem permanecer no tempo. A Cruz e a Ressurreição de Cristo, não! É o único evento que não passa, e nem poderia, pois dele depende a salvação de todos. A Cruz abraça a História inteira, destruindo a morte; a Ressurreição permanece para sempre, propiciando a vida nova em Cristo. Todo batizado pode tomar parte, aqui e agora, na Paixão, Morte, Ressurreição e Ascensão de Jesus. Na Santa Missa, o Mistério Pascal — único e irrepetível — renova-se de modo real na História. Unem-se o Céu e a terra, o tempo e a eternidade. Nela, não ouvimos as blasfêmias e açoites dirigidos a Jesus, tampouco vemos a Sua glória à direita do Pai. Contudo, sabemos, pela fé, que perpetua o Sacrifício da Cruz e nos faz participar já da Eucaristia celestial. “Vós não vos aproximastes de realidades sensíveis; fogo, nuvens, tempestades, sons de trombetas. Aproximaste-vos do Monte Sião, da Cidade do Deus vivo, da Jerusalém celeste, das miríades dos anjos, da assembleia dos primogênitos inscritos nos Céus, de Deus, Juiz universal, e de Jesus” (Hb 12,1824). Esta é a realidade silenciosa da Missa. Acompanhando a oração do sacerdote, contemplamos esse duplo mistério: Jesus amoroso crucificado e glorificado; metido na história e reinando na eternidade. Ao recebê-Lo na Hóstia consagrada, somos com Ele crucificados e mortos, e com Ele para sempre exaltados! Que Maria nos ensine a adorar e a viver esse Mistério de Amor!

S

egundo São Tiago, “assim como o corpo sem o espírito está morto, é morta a fé sem obras” (Tg 2,26). A fé sem obras de caridade é vazia, não faz sentido, já que o espírito de solidariedade é sinal do quanto o cristão está ligado a Cristo e por isso se importa com os seus semelhantes. A Paróquia Nossa Senhora do Brasil, desde a sua fundação, está comproNOSSAS OBRAS Creche Nossa Senhora do Brasil • Unidade I

Rua Doutor Melo Alves, 571 — Cerqueira César — Tel.: (11) 3081 3149 Esta unidade existe há 59 anos. • Unidade II

Rua Fradique Coutinho, 956 — Vila Madalena — Tel.: (11) 3812 6848 Esta unidade existe há 13 anos.

Será reformada a partir de 2011; contamos com a sua colaboração! Estas creches são destinadas ao atendimento da população de baixa renda, crianças que moram no entorno ou em bairros distantes e cujos pais trabalham próximo, com faixa etária de 3 a 5 anos.

• Paróquia N. Sra. dos Espinhos • Paróquia São Vito Mártir

metida com aqueles que mais precisam e desenvolve e apoia iniciativas sociais para ajudar crianças carentes, idosos, mães solteiras, pessoas com necessidades especiais e comunidades carentes. Conheça as obras mantidas e as assistidas por nossa paróquia e, caso queira colaborar, entre em contato com a secretaria paroquial pelo telefone (11) 3082 9786. OBRAS ASSISTIDAS

• Ajuda às Mães Solteiras • Associação Sítio Agar e Casa Ismael • Associação Reciclázaro • Casa de Formação S. José e Berçário das Irmãs Dominicanas • Casa do Menor Alegria e Esperança • Centro Comunitário e Creche Sinhazinha Meireles • Centro Comunitário da Criança e do Adolescente — CCCA • Centro Educacional Comunitário TABOR • Centro Promocional Dino Bueno • Centro Promocional Nossa Senhora de Fátima • Comunidade Jardim da Conquista • Comunidade Nossa Senhora da Salete e São João Batista • Lar da Criança Menino Jesus • Lar Divina Misericórdia • Santuário São José Operário


pág. 4 nov/dez - 10

LITURGIA

Advento: vinde, Senhor Jesus! Meditando sobre a chegada de Cristo, devemos buscar o arrependimento dos nossos pecados e preparar os nossos corações para acolhê-Lo.

O

Ano Litúrgico começa com o Tempo do Advento; um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus, que vem no Natal e que vem no final dos tempos. Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador. Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim na história humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte. Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, nós nos preparamos mais especialmente para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os profetas anunciaram esse acontecimento com riqueza de detalhes: nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade de Davi; seu Reino não terá fim... Maria O esperou com zelo materno e O preparou para a missão terrena. Para nos ajudar nessa preparação usa-se a coroa do Advento, composta por 4 velas nos seus cantos — presas aos ramos formando um círculo. A cada domingo acende-se uma delas. As velas representam as várias etapas da salvação. Começa-se no 1º domingo, acendendo apenas uma vela, e à medida que vão passando os domingos, vamos acendendo as outras velas, até chegar o 4º domingo, quando todas devem estar acesas. As velas acesas simbolizam nossa fé, nossa alegria. Elas são acesas em honra do Deus que vem a nós. Deus, a grande Luz, “a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo”, está

SÍMBOLOS DO ADVENTO E NATAL

As celebrações da Igreja são muito ricas quanto aos símbolos, conheça os principais dessa época.

COROA DO ADVENTO: simboliza o amor de Deus pela humanidade e sua ação salvífica na História.

ÁRVORE DE NATAL: símbolo de esperança e de vitória da vida contra a morte.

BOLAS DE NATAL: são os frutos, os dons e as virtudes do bom cristão.

VELAS: simbolizam Cristo que é Luz do Mundo, que rompeu as trevas do pecado para nos salvar.

PRESENTES: manifestam a alegria e a generosidade dos homens diante do evento do nascimento de Cristo. Remetem também a São Nicolau, que distribuía presentes aos pobres.

SINOS: comunicam a todos a boa notícia do Natal.

para chegar, então, nós O esperamos com luzes, porque O amamos e também queremos ser, como Ele, Luz. NO 1º DOMINGO, há o perdão oferecido a Adão e Eva. Eles morreram na terra, mas viverão em Deus por Jesus Cristo. Sendo Deus, Jesus fez-Se filho de Adão para salvar o seu pai terreno. Meditando sobre a chegada de Cristo, que veio no Natal e que vai voltar no final da História, devemos buscar o arrependimento dos nossos pecados e preparar os nossos corações para o encontro com o Senhor. Para isso, nada melhor que uma boa Confissão, bem feita. Até quando adiaremos a nossa profunda e sincera conversão para Deus? NO 2º DOMINGO, meditamos sobre a fé dos Patriarcas. Eles acredita-

ram no dom da terra prometida. Pela fé, superaram todos os obstáculos e tomaram posse das promessas de Deus. É uma oportunidade de meditarmos em nossa fé; nossa opção religiosa por Jesus Cristo; nosso amor e compromisso com a Santa Igreja Católica — instituída por Ele para levar a salvação a todos os homens de todos os tempos. Qual tem sido o meu papel e o meu lugar na Igreja? Tenho sido o missionário que Jesus espera de todo batizado para salvar o mundo? NO 3º DOMINGO, meditamos sobre a alegria do Rei Davi. Ele celebrou a aliança e sua perpetuidade. Davi é o rei imagem de Jesus, unificou o povo judeu sob seu reinado, como Cristo unificará o mundo todo sob seu comando. Cristo

UMA PROGRAMAÇÃO ESPECIAL DE ADVENTO ESPERA POR VOCÊ NO SITE w w w . n o s s a s e n h o r a d o b r a s i l . c o m . b r


pág. 5 nov/dez - 10

é Rei e veio para reinar; mas o Seu Reino não é deste mundo; não se confunde com o “reino do homem”; Seu Reino começa neste mundo, mas se perpetua na eternidade, para onde devemos ter os olhos fixos, sem tirar os pés da terra. NO 4º DOMINGO, contemplamos o ensinamento dos profetas: Eles anunciaram um reino de paz e de justiça com a vinda do Messias. O Profeta Isaías apresenta o Senhor como o Deus Forte, o Conselheiro Admirável, o Príncipe da Paz. No seu Reino acabarão a guerra e o sofrimento; o boi comerá palha ao lado do leão; a criança de peito poderá colocar a mão na toca da serpente sem mal algum. É o Reino de Deus que o Menino nascido em Belém vem trazer: Reino de Paz, Verdade, Justiça, Liberdade, Amor e Santidade. A coroa do Advento é o primeiro anúncio do Natal. Ela é da cor verde, que simboliza a esperança e a vida, enfeitada com uma fita vermelha, simbolizando o amor de Deus que nos envolve e também a manifestação do nosso amor, que espera ansioso o nascimento do Filho de Deus. O Tempo do Advento deve ser uma boa preparação para o Natal, deve ser marcado pela conversão de vida — algo fundamental para todo cristão. É um processo de vital importância no relacionamento do homem com Deus. O grande inimigo é a soberba, pois quem se julga justo e mais sábio do que Deus nunca se converterá. Quem se acha sem pecado não é capaz de perdoar ao próximo, nem pede perdão a Deus. Deus — ensinam os profetas — não quer a morte do pecador, mas que este se converta e viva. Jesus quer o mesmo: “Eu vim para que todos tenham a vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10). Por isso Ele chamou os pecadores à conversão: “Convertei-vos, porque está próximo o Reino dos Céus” (Mt 4,17); “convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15). Natal do Senhor, este é o tempo favorável; este é o dia da salvação! Por Prof. Felipe Aquino

www.cleofas.com.br

MENSAGEM DO PAPA

“Santo é o dia que nos trouxe a luz” Trecho da mensagem de Bento XVI sobre o Natal

C

aros Irmãos e Irmãs! “Santo é o dia que nos trouxe a luz”. Um dia de grande esperança: nasceu hoje o Salvador da humanidade! O nascimento de uma criança traz normalmente uma luz de esperança para os que ansiosamente a esperam. Quando Jesus nasceu na gruta de Belém, “uma grande luz” apareceu sobre a terra; uma grande esperança entrou no coração dos que O esperavam: lux magna, canta a liturgia deste dia de Natal. Não foi certamente “grande” como o mundo pensa, pois os primeiros a vê-la foram só Maria, José e alguns pastores, depois os Magos, o velho Simeão, a profetiza Ana: os que Deus tinha escolhido. No entanto, na humildade e no silêncio daquela noite santa, acendeu-se para cada homem uma luz esplêndida e inextinguível; chegou ao mundo a grande esperança portadora de felicidade: “O Verbo fez-Se carne e (...) nós vimos a sua glória” (Jo 1,14). “Hoje uma grande luz desceu sobre a Terra”. A Luz de Cristo é portadora de paz. Só a “grande” luz vinda de Cristo pode dar aos homens a “verdadeira” paz: eis porque cada geração é chamada a acolhê-la, a acolher a Deus que em Belém Se fez um de nós. Isto é o Natal! Acontecimento histórico e mistério de amor que, há mais de dois mil anos, interpela os homens e as mulheres de cada época e lugar. É o dia santo em que brilha a “grande luz” de Cristo portadora de paz! Certamente, para reconhecê-la, para acolhê-la, é preciso fé, é preciso humildade. A humildade de Maria, que acreditou na palavra do Senhor e foi a primeira que, inclinada sobre a manjedoura, adorou o Fruto do seu ventre.

No silêncio da noite de Belém, Jesus nasceu e foi acolhido por mãos carinhosas. E agora, neste nosso Natal em que continua a ressoar o feliz anúncio do seu nascimento redentor, quem está preparado para Lhe abrir a porta do coração? Homens e mulheres deste nosso tempo, Cristo vem trazer a luz também a nós, vem dar-nos a paz também a nós! Mas quem vigia, na noite da dúvida e da incerteza, com o coração desperto e em oração? Quem espera a aurora do novo dia, mantendo acesa a chamazinha da fé? Quem tem tempo para escutar a sua palavra e deixar-se envolver pelo fascínio do Seu amor? Sim! É para todos a Sua mensagem de paz; é a todos que vem oferecer-Se a Si próprio como esperança certa de salvação. A luz de Cristo, que vem iluminar cada ser humano, possa finalmente brilhar, e sirva de consolação para todos, especialmente os que mais necessitam. O Menino Jesus traga alivio a quem passa pela provação e infunda aos responsáveis de governo a sabedoria e a coragem de procurar e encontrar soluções humanas, justas e duradouras. Este Natal seja verdadeiramente para todos um dia de alegria, de esperança e de paz! “Vinde e adorai o Senhor!”. Deixemos que a luz deste dia se propague em o todo lugar; entre nos nossos corações, ilumine e aqueça as nossas casas, traga serenidade e esperança às nossas cidades, dê paz ao mundo. O Senhor, que fez resplandecer em Cristo a Sua face misericordiosa, vos sacie da Sua felicidade e vos torne mensageiros da Sua bondade. Feliz Natal!


pág. 6 nov/dez - 10

PASTORAL DA FAMÍLIA

Um só coração, um só bolso

O

12

Terceiro domingo do Advento, que é chamado Gaudete, quando na liturgia se manifesta a alegria pela proximidade do Natal. Teremos a Bênção do Menino Jesus em todas as Missas, nas quais as famílias trarão suas imagens para serem abençoadas.

Não haverá expediente na secretaria. Abertura da igreja às 9h, fecha às 13h30 e reabre às 17h30. MISSAS 10h Prelúdio Coral; 11h Coral Allegro; 12h30 Coral Del Chiaro; 18h30 Coral N. Sra. do Brasil; 20h Baccarelli Coral e Orquestra.

31 1

DEZ

19h30: Missa solene Coral N. Sra. do Brasil.

Não haverá expediente na secretaria. Abertura da igreja às 10h, fecha às 13h30 e reabre às 17h30. JAN

www.casadefamilia.org.br

19h30: Missa solene Coral N. Sra. do Brasil.

DEZ

Por Marco Ruiz — Pastoral da Família

20h30: Concerto de Natal Coral Allegro.

DEZ

sos como estes merecem muita atenção. Apesar de serem casados, cada um vive seu “mundo”, completamente separado um do outro, não cumprindo totalmente com o que foi prometido no altar. Nas famílias em que ambos estão empregados e têm os seus próprios sálarios, uma experiência em que estas rendas fundem-se em uma única renda familiar sem barreiras, imposições ou restrições pode ser bastante enriquecedora do ponto de vista do senso comum do casal. Esse dinheiro pode ser colocado em comum, em que todas as contas da família são pagas e o restante empregado para toda a família (um vestido para a filha, relógio para o marido, bolsa ou sapato para a esposa…). Além de projetarem um futuro juntos (compra do apartamento, troca do carro ou até uma viagem de férias em família). A união financeira do casal é tão importante quanto a união dos corações, esta proferida em juramento no altar. Os casais que optam por fazê-la podem colher grandes frutos no que diz respeito a partilha e despreendimento, pontos estes abordados em outros artigos do nosso site (www.casadefamilia.org.br). Usando o texto bíblico como base, gostaria de propôr: “E sereis uma só carne … com o coração e sonhos…”.

DEZ

14 24 25

DEZ

famoso trecho de Gênesis 2,24, conhecido por todos os noivos no dia do casamento, diz: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne”. E é reforçado em mais dois trechos: “E disse: portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Matheus 19,5) e “assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne” (Efésios 5,28-31). Com o advento do trabalho da mulher, criou-se nesta nossa geração o que chamamos de segunda fonte de renda da família, que nada mais é do que o salário da esposa. Não há dúvidas da evolução e conquista das mulheres neste caso. Muito merecida do ponto de vista do talento e da competência delas, porém, aqui pode nascer um grande problema dos casais e famílias atuais. O famigerado “o meu e o seu…”. Na ocasião do casamento, os noivos celebram a mudança de uma vida independente para o início de uma vida em comum. O ser “uma só carne” representa exatamente isso, ser um só. Porém, juntando as duas realidades, muitos casais tem vivido uma “união de corações e uma separação de sonhos”, em que cada um financia com seu sálario seus sonhos, suas necessidades ou vontades, sem uma harmonia como casal. Já ouvi casos como estes: “O dever de manter a casa é do meu marido… ele põe todo o salário dele pra pagar as contas. Eu uso o meu pra gastar com minhas coisas, tipo salão de beleza, bolsas, etc…”. “Eu gasto meu salário com o que eu quero e ela gasta com que ela quer. Eu não me intrometo nos gastos dela e ela não se intromete nos meus…” Ca-

MISSAS às 11h,12h30 e 18h30. Coral N. Sra. do Brasil.

DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES NOVEMBRO 7 Mônica Munhoz 23 Marina Lia Ribeiro Vairo 28 Cida Munhoz DEZEMBRO 4 Lela Hannud Apovian 7 Helena de Sá Cunha 14 Tereza Alvin 15 Roberto Kasuo Miyaqe 21 Dorothy Frascino 29 Ingrid Orglmeister 30 Maria Paula Calvo Marcondes


pág. 7 nov/dez - 10

GRUPOS DE ORAÇÃO

Paróquia promove seminários sobre Família e Sexualidade

N

os meses de outubro e novembro os grupos de oração da Paróquia Nossa Senhora do Brasil têm uma programação especial com os seminários “Afetividade & Sexualidade” (de 4/10 a 13/12: G. O. Sementes do Espírito, segundas-feiras, às 20h) e “Deus quer restaurar a sua família” (de 7/10 a 25/11: G. O. Espírito Santo, quintas-feiras, às 14h). A programação contou com a presença dos palestrantes Prof. Felipe Aquino, Pe. Michelino Roberto, Márcio

Mendes (Canção Nova), Ítalo (Com. Sagrada Família), Marco Ruiz, Dr. Valdir Reginato, Dra. Aneliese Herrmann e Willian (Com. Aeternum Dei). Os participantes têm a oportunidade de se aprofundar no conhecimento da mensagem da Igreja para as famílias e os jovens e também rezam em comunidade pedindo a efusão do Espírito Santo. O acervo multimídia, com fotos, vídeos e podcasts está disponível nos sites www.nossasenhoradobrasil.com.br e www.sementesdoespirito.com.br. PARA ACESSAR

PARA LER

A Caminho de Belém

A

vida é uma jornada a caminho de Belém. Durante toda a sua vida, o cristão é chamado a preparar a sua alma para o nascimento de Cristo e não pode descansar enquanto Cristo não se tornar completamente seu e ele de Cristo, tal como era Maria em Belém. Nesta jornada para ver a Deus, todos temos o nosso quinhão de vicissitudes; todos devemos aprender a sofrê-las e a suportá-las. E a todos foram dados os meios para o conseguir: inteligência e vontade, corpo, família, amigos e mesmo inimigos, cuja utilidade é maior do que pensamos; numa palavra, todas as coisas que existem neste mundo que Deus fez, tanto naturais como sobrenaturais. Tudo deve ser acolhido como um tesouro e usado como Deus deseja; tudo é para ser recebido com alegria, como meio para chegar à alegria sem fim. Título: A Caminho de Belém / Autora: Dorothy Dohen / Editora: Quadrante ADQUIRA ESTE LIVRO NA LIVRARIA DA PARÓQUIA!

Evangelho e Santo do Dia no site da paróquia

O

site da Paróquia Nossa Senhora do Brasil lançou recentemente o novo formato das páginas do Evangelho e do Santo do Dia. Uma das novidades do novo modelo é que a liturgia do Dia também está integrada à página da Paróquia no Facebook e no Twitter, assim, os seguidores dessas redes serão avisados diariamente sobre as atualizações. Saiba mais acessando o site www. nossasenhoradobrasil.com.br.

PARA ASSISTIR

As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada

N

o dia 10 de dezembro chega aos cinemas o terceiro filme da série As Crônicas de Nárnia, intitulado A Viagem do Peregrino da Alvorada. A série de livros do escritor irlandês C. S. Lewis completa 60 anos de publicação do primeiro livro e uma trajetória de sucesso em adaptações com produções históricas em desenho animado, radionovelas, teatro, séries para TV e agora, pela Disney e Fox Film, para as salas de cinema*. A obra é referência no gênero fantasia, com a mistura extraordinária de elementos mitológicos, contos de fadas e cristianismo. O mundo de Nárnia foi idealizado pelo autor com base em sua fé cristã. Lewis era professor de Oxford,

Inglaterra, e teólogo. Ele quis ensinar às crianças a mensagem de Jesus Cristo por meio de uma história com animais falantes, faunos, dragões e um grande Leão chamado Aslam. No livro O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, Aslam é sacrificado pelo “pecado” do garoto Edmundo, ensinando aos leitores sobre a Redenção de Cristo. Em A Viagem do Peregrino da Alvorada as crianças das histórias anteriores voltam a Nárnia para embarcar em um navio à procura dos sete lordes banidos pelo rei usurpador, Miraz. Essa é considerada a obra mais intensa dos sete livros e traz uma reflexão especial sobre a conduta de um garoto que é transformado em um dragão.

A Viagem do Peregrino da Alvorada é um filme para toda a família e, com certeza, será uma oportunidade de enriquecer ainda mais a sua fé. * Os filmes anteriores, já lançados em DVD, são: — O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa (2005) — Príncipe Caspian (2008)


pág. 8 nov/dez - 10

EXPEDIENTE PAROQUIAL

EXPEDIENTE DA SECRETARIA

Em dias úteis: das 8 às 19h. Sábados: das 8 às 14h. BATISMO1

Curso preparatório de Batismo para pais e padrinhos (todo 3º domingo do mês, das 9h30 às 11h). Inscrições no próprio dia; comparecer munidos de uma lata de leite, para ser doada para instituições de caridade, e documentação — acesse o site da Paróquia nossasenhoradobrasil.com.br/pastoral-do-batismo para saber a lista de documentos. HORÁRIOS E DIAS PARA BATISMO

Sábados, 13 e 15h (individuais)2 e domingos, 9h, 13h30 e 15h30 (individual)2 e 14h30 (coletivo). CURSO DE BATISMO

PROGRAMAÇÃO

CATEQUESE Terças-feiras, 17h30. Quartas-feiras, 9, 16 e 18h. Sábados, 9h30. GRUPO DE ORAÇÃO

SEMENTES DO ESPÍRITO Segundas-feiras, 20h. Seminário “Afetividade & Sexualidade”, até 13/12.

AMADOS DO SENHOR Terças-feiras, 20h. GRUPO DE ORAÇÃO

ESPÍRITO SANTO Quintas-feiras, 14h30. Seminário “Deus quer restaurar sua família”, até dia 25/11, e encerramento do ano dia 16/12. PLANTÃO DE

MATRIMÔNIO

É necessário marcar.

ORAÇÃO Terças-feiras, 15h.

CURSO DE NOIVOS

Dias 4 e 5/12.

HORÁRIOS DE CONFISSÃO3

Segundas, das 10 às 12h; terças e quintas, das 9 às 12h; quartas, das 15 às 17h; sextas, das 10 às 12h; aos domingos, antes e durante as missas. HORÁRIOS DE MISSAS4 Segundas a sextas-feiras: 8h, 9h, 12h05, 17h30 e 18h30. Sábados: 8 e 9h. Missas de preceito às 12 e 16h. Domingos: 8h, 10h, 11h, 12h30, 17h, 18h30 e 20h. Para maiores informações ou esclarecimentos procurar pessoalmente o Expediente Paroquial. 2 É necessário marcar com certa antecedência. 3 É possível marcar horário para Confissão e Direção Espiritual. 4 Para missas individuais, de 7º dia ou outras intenções, verificar outros horários na Secretaria Paroquial. 1

EXPEDIENTE Informativo Nossa Senhora do Brasil Novembro/Dezembro - 2010 – Ano 2 – Edição 11

PASTORAL DA

FAMÍLIA Dia 3/11, tema “Educar Quintas-feiras, 9h30 na generosidade”, (encerramento com e 17/11, tema “Lazer Bênção do Santíssimo, em família”. No salão 12h), e sextas-feiras, 11h. paroquial, 20h. APOSTOLADO DA ORAÇÃO Missa toda primeira sexta-feira do mês, às 8h.

RECOLHIMENTO FEMININO Dia 16/11, tema “Saber amar com o corpo”, e 7/12, tema “A Paz do Natal”. Às 14h30.

com Exposição do Santíssimo

GRUPO DE JOVENS GRUPO DE ORAÇÃO

Dias 21/11 e 19/12.

Informações sobre datas e horários disponíveis para Casamento devem ser solicitadas somente na secretaria pessoalmente.

HORA SANTA

UNIVERSITÁRIOS Domingos, 19h45: MISSA DE N. SRA. DE reuniões de formação. SCHOENSTATT Sábados, 18h: oração do terço, adoração e bênção Dia 18/11, às 10h, e 9/12 do Santíssimo (exceto o às 20h. primeiro sábado do mês). ORAÇÃO DAS

MIL AVE-MARIAS Todo primeiro sábado do mês, às 13h30, na Capela de N. Sra. do Carmo. PROCLAMAS — CASAMENTOS

NOVEMBRO

1 Carlos André Pedroni de Olveira Pinto e Julia Judas; Sarkis Ribeiro e Jecielle Cerqueira Oliveira Santos. 4 João Carlos Monteiro Marcondes e Camila Pinheiro Henriques Soares. 5 Sandro Alves Costa e Daniela Regina Caria. 6 Gabriel Righetti Machado Rizzo e Aliane Aparecida Damião de Oliveira; Alexandre Cabral Zanutin e Andressa Izidoro da Silva; Rafael Ferreira Reis de Souza e Priscilla Felix Perfeito; Igor Ricardo Lopes Munhoz Montes e Ana Paula Tôrres Sallum Pereira; Rodrigo Perrella e Vivien Valente de Souza; Atílio Carlos Dela Bela e Bárbara Lorena Nunes Barbosa. 12 José Luiz Gordilho Medrado e Amanda Vieira Pinheiro; Eduardo Borio Carlin e Bruna Cremona Furtado Cordeiro Marinho; Marlos Rebonato Mariani Carletti e Cecília Yaemi Esaka Guedes. 13 Felipe Melo Brandão e Lia de Aguiar Bezerra; Eduardo Lelis Ferreira Porto de Jesus e Cristiane dos Santos Cordeiro; Daniel Matias de Araújo e Ana Cláudia Próchno Egydio de Carvalho; Eduardo Antonio Bossoaan e Tatiana Campos Leonel; Tarcísio Mendes Alves e Flávia Felgueiras. 19 Marcus Eduardo Gouveia Grosso e Fernanda Renzetti; Jorge Arantes dos Santos Junior e Andressa Moscardo; Fábio Vernice dos Anjos e Glauce Renata Terra. 20 Rogerio Marcus Zakka e Renata Nunes Gouveia; Renato Del Castillo Zuppardo e Juliana Ferreira de Mello Peixoto; Sandro Rogerio Medeiros e Diana Del Manso; Ronaldo Ramires Lorieri e Bruna carolina Nogueira Giacometti; Jefferson Fernandes da Costa e Fernanda Orbite. 25 André Ariani Miranda Azevedo e Maria Pia Melle. 26 Rodrigo Fabiano Ribeiro de Souza e Karina Mara Cogo de Souza.

27 Tiago Cardoso da França e Juliana Correia Marcellini; Luciano Boudjoukian França e Ana Cristina Figueiredo; Clayton Gomes Barbosa e Bianca Brambila; Fabio Martins Dantas e Cláudia Elaine Sanches.

DEZEMBRO

2 Fábio Molari da Cunha Bueno e Manuela Vilariño Regino; Ricardo Ehrl e Alessandra Barbosa Santos. 3 Pedro Nillas Boaas Pillegi e Maria Paula Canole; Paulo Américo Bove Filho e Daniele Cristine Miraldi. 4 Cleiton Medina Alonso e Roberta Ramos Rodrigues; Rodrigo Alexandre L. Pinto e Fabiana França Meira; Rodolfo Henrique da Silva e Bárbara Adriane Silva Cardoso; Daniel Ferianzzi Andriolo e Mariana R. Salgado; Willian da Rocha Silva e Simone Rodrigues Gomes; Alexandre Dias de Souza e Marina Kimie Goda. 10 Fabio Renato Turquino Barros e Giovanna Truffi Rinaldi; Flávio Ortega Prado e Cleide Maria de Castro. 11 Thiago de Almeida Lima Z. e Patricia Silva Bitencourt Lopes; Luiz Felipe Deffune Oliveira e Aline Lourenço dos Santos; Hernani de Oliveira Marinho Neto e Ligia Furtado Fonzar; Marcelo Fortes Della Rovire e Maria Angela Abud Reis; Eduardo Gonçalves Pinto e Carolina Gallego Lima; Diego Moreno Oliveira Carvalho e Juliana Siqueira Netto. 16 Leandro Pires Siqueira e Paola Taumaturgo Poliscastro. 17 Rogerio Cardoso Franco e Mara Isaac Pires; Alexandre Gustavo Bellorio Battiana e Érica Helou Brecani; Paulo Rogério Brito Oliveira e Daniela Mantovani de Moura. 18 Rubens José Manuel dos Santos e Ana Paula Martins; Allan de Moraes Borges Paulino e Erika Guimarães Firmino; Paulo Fernando Rodrigues e Cristiane Fernandes; Luiz Fernando Vall Dionízio e Viviane Matias Gonçales; Julio Ricardo de Mendonça e Marcelle Flores Martinez.

Periodicidade: bimestral | Distribuição: gratuita | Tiragem: 2.500 exemplares | Impressão: Gráfica EGM Responsável: Gisele Munhoz Frey | Projeto gráfico e editorial: Sérgio Fernandes (sergiofernandes.com.br) | Revisão: Marcus Facciollo (marcusrevisor.com.br)

Acesse a versão digital no site: www.nossasenhoradobrasil.com.br/informativo

FALE CONOSCO: PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO BRASIL – Praça N. Sra. do Brasil – Jardim Paulista, São Paulo – SP, CEP 01438-060

Telefone: (11) 3082 9786 | E-mail: nsbrasil@nossasenhoradobrasil.com.br

Informativo Nossa Senhora do Brasil - Edição 11  

Informativo da Paróquia Nossa Senhora do Brasil Jardim Paulista - São Paulo, SP http://nossasenhoradobrasil.com.br/

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you