Issuu on Google+

|8|

R

P ró-Vocações e Missões Franciscanas

Folhinha do Sagrado e Almanaque Santo Antônio

BOLETIM INFORMATIVO

A Folhinha do Sagrado Coração de Jesus está na 73ª edição. A primeira foi publicada em 1940. Além do formato para parede, ela é editada na versão para mesa, sendo ideal para o ambiente de trabalho. O Almanaque Santo Antônio é publicado há 35 anos. Como os bons almanaques, nele se encontra um mundo de conhecimento, sabedoria e imaginação. Tanto a Folhinha como o Almanaque podem ser adquiridos pelo telefone da Editora Vozes (24) 2233-9042 ou 2233-9029 e pelo email vendas@vozes.com.br.

PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL SÃO PAULO |Nº 135 - 2012| E-MAIL: pvf@franciscanos.org.br

13 DE JUNHO

Santo Antônio de Pádua Outros (especificar) Informação Porteiro

Endereço Insuficiente

Mudou-se

Não Procurado

Recusado

Não existe o nº indicado Desconhecido

Falecido Ausente

Data: Assinatura e nº do entregador Reintegrado ao serviço postal

Para uso exclusivo do Correio

Leia o artigo de Frei Atílio: Santo Antônio e os pobres CORREIOS

DOIS NOVOS PRESBÍTEROS NA PROVÍNCIA

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

CAIXA POSTAL 900 01031-970 - SÃO PAULO - SP

PRÓ-VOCAÇÕES E MISSÕES FRANCISCANAS

Frei Gilberto da Silva

Frei Wilson Batista Simão

Franciscanos 9912269867/2010 - DR/SPM

Impresso Especial


|2|

J

E

Santo Antônio e os pobres

unto ao nosso Convento São Francisco, no centro de São Paulo, quem sobe ou desce a Rua Riachuelo, pode constatar que um frade franciscano, de segunda a sexta-feira, às 7 horas, está partilhando e distribuindo o “Pão de Santo Antônio”, costume que se prolonga há mais de 300 anos neste Convento dos franciscanos da Província da Imaculada Conceição do Brasil, junto às pessoas em situação de rua e pobres do centro da cidade. Este pão é fabricado na padaria dos franciscanos, de segunda a sexta-feira. É um grupo assistido e muito oscilante. Há meses que mais de 300 pessoas acorrem para apanhar o seu pãozinho, e há temporada em que aparecem entre 70 a 150 pessoas, homens, mulheres e crianças. Sejamos honestos, é uma ajuda insuficiente para saciar a fome destes famintos. Essa partilha é fraca e pouco nutritiva: um pãozinho é insuficiente para saciar a fome desta classe de indigentes. Uma bisnaga para cada pedinte, e só isso e mais nada. Talvez satisfaça o estômago por uma ou duas horas. E depois... José? Temos um outro atendimento diário para um grupo especial, mantido pelo Sefras (Serviço Franciscano de Solidariedade), que se preocupa com a inserção social das pessoas em situação de rua, a partir da conscientização, mobilização e a organização na luta pelos seus

direitos e também intervenção em políticas públicas num grande salão, e ocupam mesas e cadeiras, assim todos assentados, para tomar seu café com mais dignidade. Sãolhes servidos pão, café e leite com margarina. Uma porção melhor e mais nutritiva. Estas iniciativas são válidas, mas não solucionam o problema da fome, e da melhoria de vida embora haja um início de valorização da pessoa humana. É positivo. No nosso caso, é um grupo que está se conscientizando para buscar sua libertação. Este grupo, umas 150 pessoas, maioria jovens, sendo acolhidos por um grupo de voluntários que se prontificam, de segunda a sexta-feira, em acolhêlos e conscientizá-los através de grupos de estudos temáticos, pesquisas ou debates, mostrandolhes a necessidade de buscar novos

horizontes e buscar conhecimentos para abraçar esta causa, a fim de se tornarem cidadãos conscientes, pela vivência de seus direitos e deveres. Este grupo é um exemplo do que poderia realizar, como cidadãos livres e sabedores de seu potencial, numa sociedade fechada e egoísta. Uma grande maioria de brasileiros tem de se libertar deste tiranismo e imposições absurdas que os cerceiam, amarrando as pessoas num passado arcaico, ultrapassado, indigno, que não forma mas deforma, para reverterse numa sociedade aberta, justa e dinâmica. Santo Antônio, no seu tempo, insurge-se contra esta situação de descaso da sorte destes nossos irmãos e irmãs incompreendidos. Ele se opôs a estas leis injustas que favoreciam os inescrupulosos, os gananciosos e os exploradores. Contra esta mentalidade exploratória, Santo Antônio “inventa” o pãozinho de Santo Antônio como prova de compromisso com os menos favorecidos e como símbolo da partilha. A pobreza, ainda hoje, é uma chaga e uma realidade cruel e escandalosa. E isto é reflexo da miséria humana, que deforma o ser humano, que perverte o relacionamento entre os seres humanos, gerando analfabetos, famintos, doentes e sofredores. Sintomas de um mundo doente, carente de fraternidade, debruçado sobre si próprio, traindo os princípios do Evangelho. Frei Atílio Abati

|7|

Festa franciscana para Frei Gilberto em Jacarezinho Os pais de Frei Gilberto da Silva não residem mais em Jacarezinho (PR), e a Província da Imaculada Conceição não tem ali nenhuma fraternidade. Mas Frei Gilberto não abriu mão de voltar às origens e celebrar com a família, os amigos e a Igreja de Jacarezinho o grande momento de sua vida: a ordenação presbiteral. O bispo D. Antônio Braz Benevente, o pároco Pe. Delcino de Carvalho e o vigário paroquial Pe. Nélson Gualhume, não pouparam esforços para tornar sublime esse momento do jovem religioso franciscano. Foi neste clima de cordialidade e fraternidade que Frei Gilberto recebeu o Sacramento da Ordem das mãos do bispo diocesano D. Antônio durante a celebração eucarística que teve início às 17 horas na bela Catedral Imaculada Conceição. D. Antônio confessou que a ordenação de Frei Gilberto era a primeira que fazia desde a sua ordenação episcopal, no dia 7 de setembro de 2010. “Confesso que fiquei muito feliz desde o dia que ele falou que iria presidir a celebração. Como bispo, me senti muito cheio da graça de Deus por este gesto de ordenar um frade menor”, contou o bispo. Na homilia, D. Antônio, sempre se dirigindo a Frei Gilberto, ensinou: “Seu ministério deve ser expressão do verdadeiro amor. Alimente-o sempre no amor primeiro que o levou anos atrás à vida religiosa”. PRIMEIRA MISSA - Frei Gilberto presidiu a sua primeira missa com leveza e solenidade. Frei Renato Pezenti, companheiro de fraternidade de Frei Gilberto, em Ituporanga, proferiu a homilia e destacou que o ministério do seu confrade neo-sacerdote deveria ser marcado pelo serviço e pela doação radical, a exemplo do Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas e que deveria conduzir as ovelhas pela porta, que é o Cristo, e que jamais deveria fazer aliança com o lobo, pois a essência da vida tinha de ser a defesa da vida daqueles que lhe foram confiados.

Frei Roberto Ishara é ordenado na Igreja da Vila Clementino A ordenação diaconal de Frei Roberto Ishara lotou a Igreja São Francisco de Assis, na Vila Clementino, em São Paulo, no segundo domingo da Páscoa (15/4), às 19 horas. Na presença do Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, do Vigário Provincial, Frei Estêvão Ottenbreit, do Definidor Geral para o Brasil, Frei Nestor Inácio Schwerz, do representante do Ministro Geral

da Ordem para as Irmãs de Vida Contemplativa, Frei Rafael Blanco e de bom número de frades das Fraternidades do Regional de São Paulo, Dom Tomé Ferreira da Silva, Bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e Vigário Episcopal da Região Ipiranga acolheu o pedido de Frei Fidêncio e ordenou diácono Frei Roberto Ishara. Na procissão de entrada, ele entrou na Igreja ao lado de seus pais Mário Yuko e Nely Eiko e acompanhado de seus 4 irmãos, cunhados, e seus 4 sobrinhos. A Família Ishara era só contentamento.


|6|

Frei Wilson é ordenado presbítero em Londrina

Os franciscanos da Província da Imaculada estiveram presentes em Londrina durante 35 anos, de 1957 a 1992. No sábado, dia 5 de maio, os frades voltaram a esta cidade paranaense para a ordenação presbiteral de Frei Wilson Simão Batista. Pelas mãos episcopais de Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Londrina, durante a celebração eucarística no sábado, 5 de maio, às 19h30, Frei Wilson Simão recebeu o segundo grau do sacramento da Ordem. Momento forte para o jovem religioso franciscano, para a comunidade de fé, para a família e para a Ordem Franciscana na Paróquia São Tiago Apóstolo. O Arcebispo de Londrina Dom Orlando Brandes presidiu a celebração e contou com a presença do Arcebispo Emérito, Dom Albano Cavallin; do Vigário Provincial, Frei Estêvão Ottenbreit; do Definidor Frei Mario Tagliari, juntamente com inúmeros confrades vindos de várias partes da Província Franciscana da Imaculada. O Arcebispo Emérito Dom Albano Cavallin, como de costume nas ordenações sacerdotais, fez uma belíssima homilia de cunho bem franciscano.

Dom Albano frisou: “Frei Wilson, a Igreja espera que você, como franciscano, mude até de nome e seja o novo padre Frei Francisco Wilson e um novo São Francisco para a Igreja no Brasil”. Dom Orlando, antes de dar a bênção final exortou Frei Wilson dizendo: “Depois desta belíssima celebração e as palavras do arcebispo emérito, se nascêssemos de novo eu e Dom Albano certamente seríamos Frades Franciscanos. E digo a vocês que antes da celebração, na sacristia, eu pedi a Frei Estêvão que os franciscanos voltassem para Londrina. E você, Frei Francisco Wilson, nunca se esqueça de ser

Nome:_________________________ Data:

/

em seu ministério um padre frade menor e testemunhar com sua vida a Palavra de Deus”. PRIMEIRA MISSA - Frei Wilson Simão, sereno e franciscanamente, presidiu a Eucaristia pela primeira vez no domingo (6/5). Acolheu a todos e de modo especial a sua mãe, Maria Serrano Simão, que no domingo completou mais um ano de vida. Aos 74 anos, dona Maria, com lágrimas de alegria, firme e forte, foi testemunha de uma semente plantada, germinada e que deu e dará muitos frutos: o seu filho, o mais novo presbítero da Província da Imaculada.

EXPEDIENTE

INTENÇÕES DE MISSA

_

l

V

/

Use este espaço para solicitar aos Franciscanos que celebrem a Santa Missa nas suas intenções. Caso não queira recortar este Boletim, você também pode usar uma outra folha de papel, ou até mesmo fazer xerox deste formulário e enviar para: Caixa Postal 900 - 01031-970 - São Paulo - SP. Um meio mais rápido é fazer pela Internet, através do email: pvf@franciscanos.org.br

BOLETIM PVF Edição bimestral Escritório: Largo São Francisco, 133 Centro – São Paulo (SP) CEP 01005-010. Tel.: (11) 3291-2416 Emails: pvf@franciscanos.org.br Site: www.pvf.com.br Coordenadores: Fr. Atílio Abati, Fr. Alvaci Mendes da Luz e Frei Alexandre Rohling Edição: Moacir Beggo (jornalista responsável - Mtb 14.888) Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

|3|

Angolanos chegam e o Noviciado está completo!

A fraternidade do Noviciado São José finalmente teve a graça de acolher no sábado, dia 31 de março, os irmãos Alfredo Epalanga Prego, João Alberto Bunga, Quintino Viqui Samayenge, Santana Sebastião Cafunda e Tiago Manuel Quingando, provenientes da Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola. Cheios de alegria, unimonos em Cristo para segui-Lo mais de perto a exemplo de nosso Seráfico Pai. Era para os cinco angolanos terem ingressado na Ordem dos Frades Menores no dia 12 de janeiro. Devido a problemas na documentação, só agora eles puderam dar início a esta experiência. Com isso, o ano

de Noviciado dos cinco angolanos terminará em 1º de abril de 2013. Durante a Missa da segunda-feira da Semana Santa (02/4), presidida pelo Ministro Provincial, concelebrada por Frei Samuel Ferreira de Lima, Mestre dos noviços, Frei Valdir Laurentino, Guardião, Frei Moacir Longo, pároco, Frei Abel Schneider e Frei Valmor Cattoni, foram admitidos ao Noviciado na Ordem dos Frades Menores, nossos confrades angolanos. Uma felicidade abrasava seus corações resplandecendo em seus sorrisos. Frei Fidêncio, em sua homilia, salientou enfaticamente o valor do real e puro espírito de renúncia e despojamento,

o qual deve ser abraçado nesse ano da graça – “Se alguém quiser vir a mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga” (Mt 16,24) – ressaltou, desse modo, que este “renunciar a si próprio” exige de nós uma atitude de confiança, aposta total e ilimitada no grande mistério do Cristo Ressuscitado e o comprometimento com a cruzes de cada dia, onde “consagravam todo o seu afeto aos irmãos”(1Cel39). Comprometimento com a vida na fraternidade em Deus e no amor de Deus. O amor fraterno transpassou as contrariedades da caminhada: enfim, o Noviciado está completo! Frei Jefferson Max, noviço

UM DIA COM MARIA E FREI GALVÃO Gostaríamos de convidar os nossos benfeitores e amigos de São Paulo e região para visitarmos a casa da mãe Aparecida e a cidade onde nasceu o santo brasileiro, Frei Galvão. O já tradicional “Dia com Maria e Frei Galvão” tornou-se um momento de oração, de alegria, espiritualidade e fé, que tem unido nossos colaboradores nesta família que é o Pró-Vocações e Missões Franciscanas.

VENHA PARTICIPAR CONOSCO: DATA: 17 de junho SAÍDA: às 7hs em frente à Igreja São Francisco, Largo São Francisco - Centro LOCAIS QUE SERÃO VISITADOS: Basílica de Nossa Senhora Aparecida; Convento de Nossa Senhora das Graças; Seminário Frei Galvão; Mosteiro Mater Christi (irmãs Clarissas). VALOR: R$ 80,00 (incluídos passagem de ida e volta, lanche, almoço e café da tarde) PARA MAIS INFORMAÇÕES LIGUE: (11) 3291-2416 ou (11) 3291-2424 (falar com André)


V Retiro chega à 13ª edição e reúne 120 benfeitores em Agudos |4|

PRIMEIRO DIA Nem a chuva fina e nem o frio do outono em Agudos tiraram a animação das quase 120 pessoas que se reuniram desde a tarde de sábado (28) no Seminário Santo Antônio, em Agudos/SP, para participar do retiro anual dos benfeitores do Pró-Vocações e Missões Franciscanas. Muitos vieram de longe (Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro), outros de cidades mais próximas (estado de São Paulo). A acolhida carinhosa e a dedicação dos Frades e funcionários do Seminário não deixaram ninguém se abater pelo cansaço. No sábado à noite, após a acomodação de todos nos quartos, dirigiram-se para a igreja para a adoração ao Santíssimo, conduzida por Frei Alvaci Mendes da Luz. A adoração serenou os corações e as mentes, introduzindo a todos na jornada de três dias que se iniciava. No domingo, o palestrante foi Frei Vitório Mazzuco, abordando o tema: Identidade Humana e Franciscana. Acerca da identidade humana franciscana, explicou que esta constitui-se num modo de viver dentro da vida e que Francisco é o modelo referencial do humano e Cristo é o projeto de existir do Pai encarnado no mundo. Afirmou ainda que “o modo de existir franciscano é escandalosamente diferente: ser franciscano é uma outra forma de viver esta bela aventura do humano, é um sonho entre nós”. Após o almoço, todos foram convidados a visitar o museu e demais dependências do Seminário, que em todos os cantos revela a presença de Deus. Às 15hs, o grupo retornou para a continuidade da reflexão com Frei Vitório, com o tema: Virtudes a partir da espiritualidade franciscana. Ao final da tarde de domingo, todos se reuniram para a procissão das luzes e o Terço da Coroa Franciscana, que medita as 7 alegrias de Maria. A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi conduzida durante a oração pelos fiéis pelos corredores do Seminário. Após a janta, o grupo reuniu-se no Salão Nobre para assistir ao filme “Francisco de Assis”, encerrando a jornada de domingo de forma emocionante.

|5|

PRÓ-VOCAÇÕES REALIZA ENCONTRO EM ANGELINA No dia 14 de abril, os benfeitores de Santa Catarina se reuniram no Santuário de Angelina. Os colaboradores dos municípios de Angelina e Rancho Queimado (Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição), Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas (Paróquia Santo Amaro) e de Florianópolis (Paróquia Santo Antônio) foram recepcionados pela manhã, com café. No salão paroquial ouviram Frei Alvaci Mendes falar de São Francisco e depois participaram da Santa Missa na Igreja Matriz de Angelina, presidida por Frei Alvaci e concelebrada por Frei Rafael Spricigo, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição.

SEGUNDO DIA Parecia difícil crer que, após um domingo marcado pela satisfação dos benfeitores com todo o conhecimento adquirido e com o clima verdadeiro de fraternidade que foi construído em Agudos, a segunda-feira poderia ser tão boa quanto o dia anterior. Frei Renato Adriano Pezenti, que hoje atua no Seminário São Francisco, em Ituporanga, foi o responsável pelo início desta façanha. Ele abriu o dia meditando sobre a passagem de At 3,4247, refletindo que a primeira Comunidade Cristã lembrava muito o relato da primeira Fraternidade criada por Francisco. Utilizando metáforas que levaram todos às gargalhadas, Frei Renato abordou um tema sério: Vocação. Explicou que vocação “significa chamado e todo chamado requer uma resposta. A vocação acontece no diálogo. Deus continua a chamar todos os dias”. Afirmou que três elementos são essenciais para uma vocação: liberdade, vontade e confiança. “A vocação é uma semente para ser cultivada todos os dias: ela nunca está pronta, é preciso regá-la e cultivá-la todos os dias. A vida é a primeira e a maior vocação”. A semente de Francisco de Assis fortificou e deu uma árvore frondosa que são os franciscanos. Falou ainda sobre as 4 pernas do chamado: De quem? Deus; Para quem? Eu, você; Onde? Mundo, lugar; Para o quê? Missão. À tarde, Frei Renato apresentou um vídeo sobre a fome no continente africano e citou ações desempenhadas pelos franciscanos naquela região. À noite, os Freis Alexandre Rohling, Florival de Toledo, Leandro Costa, Renato Pezenti e Ronaldo Faustino não tiveram folga: foram responsáveis por cantar, tocar e animar os quase 120 benfeitores, funcionários e frades que se juntaram para a festa de despedida. Os participantes fizeram uma homenagem ao Frei Alvaci, pelos 2 anos de ordenação sacerdotal, neste dia 1º de Maio. Todos já contavam os dias para o retiro de 2013 quando foi dada a bênção de envio, na ensolarada manhã de terça-feira, 1° de maio. O sorriso e a alegria de cada um denunciava: valeu a pena! Leonardo Contin da Costa


V Retiro chega à 13ª edição e reúne 120 benfeitores em Agudos |4|

PRIMEIRO DIA Nem a chuva fina e nem o frio do outono em Agudos tiraram a animação das quase 120 pessoas que se reuniram desde a tarde de sábado (28) no Seminário Santo Antônio, em Agudos/SP, para participar do retiro anual dos benfeitores do Pró-Vocações e Missões Franciscanas. Muitos vieram de longe (Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro), outros de cidades mais próximas (estado de São Paulo). A acolhida carinhosa e a dedicação dos Frades e funcionários do Seminário não deixaram ninguém se abater pelo cansaço. No sábado à noite, após a acomodação de todos nos quartos, dirigiram-se para a igreja para a adoração ao Santíssimo, conduzida por Frei Alvaci Mendes da Luz. A adoração serenou os corações e as mentes, introduzindo a todos na jornada de três dias que se iniciava. No domingo, o palestrante foi Frei Vitório Mazzuco, abordando o tema: Identidade Humana e Franciscana. Acerca da identidade humana franciscana, explicou que esta constitui-se num modo de viver dentro da vida e que Francisco é o modelo referencial do humano e Cristo é o projeto de existir do Pai encarnado no mundo. Afirmou ainda que “o modo de existir franciscano é escandalosamente diferente: ser franciscano é uma outra forma de viver esta bela aventura do humano, é um sonho entre nós”. Após o almoço, todos foram convidados a visitar o museu e demais dependências do Seminário, que em todos os cantos revela a presença de Deus. Às 15hs, o grupo retornou para a continuidade da reflexão com Frei Vitório, com o tema: Virtudes a partir da espiritualidade franciscana. Ao final da tarde de domingo, todos se reuniram para a procissão das luzes e o Terço da Coroa Franciscana, que medita as 7 alegrias de Maria. A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi conduzida durante a oração pelos fiéis pelos corredores do Seminário. Após a janta, o grupo reuniu-se no Salão Nobre para assistir ao filme “Francisco de Assis”, encerrando a jornada de domingo de forma emocionante.

|5|

PRÓ-VOCAÇÕES REALIZA ENCONTRO EM ANGELINA No dia 14 de abril, os benfeitores de Santa Catarina se reuniram no Santuário de Angelina. Os colaboradores dos municípios de Angelina e Rancho Queimado (Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição), Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas (Paróquia Santo Amaro) e de Florianópolis (Paróquia Santo Antônio) foram recepcionados pela manhã, com café. No salão paroquial ouviram Frei Alvaci Mendes falar de São Francisco e depois participaram da Santa Missa na Igreja Matriz de Angelina, presidida por Frei Alvaci e concelebrada por Frei Rafael Spricigo, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição.

SEGUNDO DIA Parecia difícil crer que, após um domingo marcado pela satisfação dos benfeitores com todo o conhecimento adquirido e com o clima verdadeiro de fraternidade que foi construído em Agudos, a segunda-feira poderia ser tão boa quanto o dia anterior. Frei Renato Adriano Pezenti, que hoje atua no Seminário São Francisco, em Ituporanga, foi o responsável pelo início desta façanha. Ele abriu o dia meditando sobre a passagem de At 3,4247, refletindo que a primeira Comunidade Cristã lembrava muito o relato da primeira Fraternidade criada por Francisco. Utilizando metáforas que levaram todos às gargalhadas, Frei Renato abordou um tema sério: Vocação. Explicou que vocação “significa chamado e todo chamado requer uma resposta. A vocação acontece no diálogo. Deus continua a chamar todos os dias”. Afirmou que três elementos são essenciais para uma vocação: liberdade, vontade e confiança. “A vocação é uma semente para ser cultivada todos os dias: ela nunca está pronta, é preciso regá-la e cultivá-la todos os dias. A vida é a primeira e a maior vocação”. A semente de Francisco de Assis fortificou e deu uma árvore frondosa que são os franciscanos. Falou ainda sobre as 4 pernas do chamado: De quem? Deus; Para quem? Eu, você; Onde? Mundo, lugar; Para o quê? Missão. À tarde, Frei Renato apresentou um vídeo sobre a fome no continente africano e citou ações desempenhadas pelos franciscanos naquela região. À noite, os Freis Alexandre Rohling, Florival de Toledo, Leandro Costa, Renato Pezenti e Ronaldo Faustino não tiveram folga: foram responsáveis por cantar, tocar e animar os quase 120 benfeitores, funcionários e frades que se juntaram para a festa de despedida. Os participantes fizeram uma homenagem ao Frei Alvaci, pelos 2 anos de ordenação sacerdotal, neste dia 1º de Maio. Todos já contavam os dias para o retiro de 2013 quando foi dada a bênção de envio, na ensolarada manhã de terça-feira, 1° de maio. O sorriso e a alegria de cada um denunciava: valeu a pena! Leonardo Contin da Costa


|6|

Frei Wilson é ordenado presbítero em Londrina

Os franciscanos da Província da Imaculada estiveram presentes em Londrina durante 35 anos, de 1957 a 1992. No sábado, dia 5 de maio, os frades voltaram a esta cidade paranaense para a ordenação presbiteral de Frei Wilson Simão Batista. Pelas mãos episcopais de Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Londrina, durante a celebração eucarística no sábado, 5 de maio, às 19h30, Frei Wilson Simão recebeu o segundo grau do sacramento da Ordem. Momento forte para o jovem religioso franciscano, para a comunidade de fé, para a família e para a Ordem Franciscana na Paróquia São Tiago Apóstolo. O Arcebispo de Londrina Dom Orlando Brandes presidiu a celebração e contou com a presença do Arcebispo Emérito, Dom Albano Cavallin; do Vigário Provincial, Frei Estêvão Ottenbreit; do Definidor Frei Mario Tagliari, juntamente com inúmeros confrades vindos de várias partes da Província Franciscana da Imaculada. O Arcebispo Emérito Dom Albano Cavallin, como de costume nas ordenações sacerdotais, fez uma belíssima homilia de cunho bem franciscano.

Dom Albano frisou: “Frei Wilson, a Igreja espera que você, como franciscano, mude até de nome e seja o novo padre Frei Francisco Wilson e um novo São Francisco para a Igreja no Brasil”. Dom Orlando, antes de dar a bênção final exortou Frei Wilson dizendo: “Depois desta belíssima celebração e as palavras do arcebispo emérito, se nascêssemos de novo eu e Dom Albano certamente seríamos Frades Franciscanos. E digo a vocês que antes da celebração, na sacristia, eu pedi a Frei Estêvão que os franciscanos voltassem para Londrina. E você, Frei Francisco Wilson, nunca se esqueça de ser

Nome:_________________________ Data:

/

em seu ministério um padre frade menor e testemunhar com sua vida a Palavra de Deus”. PRIMEIRA MISSA - Frei Wilson Simão, sereno e franciscanamente, presidiu a Eucaristia pela primeira vez no domingo (6/5). Acolheu a todos e de modo especial a sua mãe, Maria Serrano Simão, que no domingo completou mais um ano de vida. Aos 74 anos, dona Maria, com lágrimas de alegria, firme e forte, foi testemunha de uma semente plantada, germinada e que deu e dará muitos frutos: o seu filho, o mais novo presbítero da Província da Imaculada.

EXPEDIENTE

INTENÇÕES DE MISSA

_

l

V

/

Use este espaço para solicitar aos Franciscanos que celebrem a Santa Missa nas suas intenções. Caso não queira recortar este Boletim, você também pode usar uma outra folha de papel, ou até mesmo fazer xerox deste formulário e enviar para: Caixa Postal 900 - 01031-970 - São Paulo - SP. Um meio mais rápido é fazer pela Internet, através do email: pvf@franciscanos.org.br

BOLETIM PVF Edição bimestral Escritório: Largo São Francisco, 133 Centro – São Paulo (SP) CEP 01005-010. Tel.: (11) 3291-2416 Emails: pvf@franciscanos.org.br Site: www.pvf.com.br Coordenadores: Fr. Atílio Abati, Fr. Alvaci Mendes da Luz e Frei Alexandre Rohling Edição: Moacir Beggo (jornalista responsável - Mtb 14.888) Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

|3|

Angolanos chegam e o Noviciado está completo!

A fraternidade do Noviciado São José finalmente teve a graça de acolher no sábado, dia 31 de março, os irmãos Alfredo Epalanga Prego, João Alberto Bunga, Quintino Viqui Samayenge, Santana Sebastião Cafunda e Tiago Manuel Quingando, provenientes da Fundação Imaculada Mãe de Deus de Angola. Cheios de alegria, unimonos em Cristo para segui-Lo mais de perto a exemplo de nosso Seráfico Pai. Era para os cinco angolanos terem ingressado na Ordem dos Frades Menores no dia 12 de janeiro. Devido a problemas na documentação, só agora eles puderam dar início a esta experiência. Com isso, o ano

de Noviciado dos cinco angolanos terminará em 1º de abril de 2013. Durante a Missa da segunda-feira da Semana Santa (02/4), presidida pelo Ministro Provincial, concelebrada por Frei Samuel Ferreira de Lima, Mestre dos noviços, Frei Valdir Laurentino, Guardião, Frei Moacir Longo, pároco, Frei Abel Schneider e Frei Valmor Cattoni, foram admitidos ao Noviciado na Ordem dos Frades Menores, nossos confrades angolanos. Uma felicidade abrasava seus corações resplandecendo em seus sorrisos. Frei Fidêncio, em sua homilia, salientou enfaticamente o valor do real e puro espírito de renúncia e despojamento,

o qual deve ser abraçado nesse ano da graça – “Se alguém quiser vir a mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga” (Mt 16,24) – ressaltou, desse modo, que este “renunciar a si próprio” exige de nós uma atitude de confiança, aposta total e ilimitada no grande mistério do Cristo Ressuscitado e o comprometimento com a cruzes de cada dia, onde “consagravam todo o seu afeto aos irmãos”(1Cel39). Comprometimento com a vida na fraternidade em Deus e no amor de Deus. O amor fraterno transpassou as contrariedades da caminhada: enfim, o Noviciado está completo! Frei Jefferson Max, noviço

UM DIA COM MARIA E FREI GALVÃO Gostaríamos de convidar os nossos benfeitores e amigos de São Paulo e região para visitarmos a casa da mãe Aparecida e a cidade onde nasceu o santo brasileiro, Frei Galvão. O já tradicional “Dia com Maria e Frei Galvão” tornou-se um momento de oração, de alegria, espiritualidade e fé, que tem unido nossos colaboradores nesta família que é o Pró-Vocações e Missões Franciscanas.

VENHA PARTICIPAR CONOSCO: DATA: 17 de junho SAÍDA: às 7hs em frente à Igreja São Francisco, Largo São Francisco - Centro LOCAIS QUE SERÃO VISITADOS: Basílica de Nossa Senhora Aparecida; Convento de Nossa Senhora das Graças; Seminário Frei Galvão; Mosteiro Mater Christi (irmãs Clarissas). VALOR: R$ 80,00 (incluídos passagem de ida e volta, lanche, almoço e café da tarde) PARA MAIS INFORMAÇÕES LIGUE: (11) 3291-2416 ou (11) 3291-2424 (falar com André)


|2|

J

E

Santo Antônio e os pobres

unto ao nosso Convento São Francisco, no centro de São Paulo, quem sobe ou desce a Rua Riachuelo, pode constatar que um frade franciscano, de segunda a sexta-feira, às 7 horas, está partilhando e distribuindo o “Pão de Santo Antônio”, costume que se prolonga há mais de 300 anos neste Convento dos franciscanos da Província da Imaculada Conceição do Brasil, junto às pessoas em situação de rua e pobres do centro da cidade. Este pão é fabricado na padaria dos franciscanos, de segunda a sexta-feira. É um grupo assistido e muito oscilante. Há meses que mais de 300 pessoas acorrem para apanhar o seu pãozinho, e há temporada em que aparecem entre 70 a 150 pessoas, homens, mulheres e crianças. Sejamos honestos, é uma ajuda insuficiente para saciar a fome destes famintos. Essa partilha é fraca e pouco nutritiva: um pãozinho é insuficiente para saciar a fome desta classe de indigentes. Uma bisnaga para cada pedinte, e só isso e mais nada. Talvez satisfaça o estômago por uma ou duas horas. E depois... José? Temos um outro atendimento diário para um grupo especial, mantido pelo Sefras (Serviço Franciscano de Solidariedade), que se preocupa com a inserção social das pessoas em situação de rua, a partir da conscientização, mobilização e a organização na luta pelos seus

direitos e também intervenção em políticas públicas num grande salão, e ocupam mesas e cadeiras, assim todos assentados, para tomar seu café com mais dignidade. Sãolhes servidos pão, café e leite com margarina. Uma porção melhor e mais nutritiva. Estas iniciativas são válidas, mas não solucionam o problema da fome, e da melhoria de vida embora haja um início de valorização da pessoa humana. É positivo. No nosso caso, é um grupo que está se conscientizando para buscar sua libertação. Este grupo, umas 150 pessoas, maioria jovens, sendo acolhidos por um grupo de voluntários que se prontificam, de segunda a sexta-feira, em acolhêlos e conscientizá-los através de grupos de estudos temáticos, pesquisas ou debates, mostrandolhes a necessidade de buscar novos

horizontes e buscar conhecimentos para abraçar esta causa, a fim de se tornarem cidadãos conscientes, pela vivência de seus direitos e deveres. Este grupo é um exemplo do que poderia realizar, como cidadãos livres e sabedores de seu potencial, numa sociedade fechada e egoísta. Uma grande maioria de brasileiros tem de se libertar deste tiranismo e imposições absurdas que os cerceiam, amarrando as pessoas num passado arcaico, ultrapassado, indigno, que não forma mas deforma, para reverterse numa sociedade aberta, justa e dinâmica. Santo Antônio, no seu tempo, insurge-se contra esta situação de descaso da sorte destes nossos irmãos e irmãs incompreendidos. Ele se opôs a estas leis injustas que favoreciam os inescrupulosos, os gananciosos e os exploradores. Contra esta mentalidade exploratória, Santo Antônio “inventa” o pãozinho de Santo Antônio como prova de compromisso com os menos favorecidos e como símbolo da partilha. A pobreza, ainda hoje, é uma chaga e uma realidade cruel e escandalosa. E isto é reflexo da miséria humana, que deforma o ser humano, que perverte o relacionamento entre os seres humanos, gerando analfabetos, famintos, doentes e sofredores. Sintomas de um mundo doente, carente de fraternidade, debruçado sobre si próprio, traindo os princípios do Evangelho. Frei Atílio Abati

|7|

Festa franciscana para Frei Gilberto em Jacarezinho Os pais de Frei Gilberto da Silva não residem mais em Jacarezinho (PR), e a Província da Imaculada Conceição não tem ali nenhuma fraternidade. Mas Frei Gilberto não abriu mão de voltar às origens e celebrar com a família, os amigos e a Igreja de Jacarezinho o grande momento de sua vida: a ordenação presbiteral. O bispo D. Antônio Braz Benevente, o pároco Pe. Delcino de Carvalho e o vigário paroquial Pe. Nélson Gualhume, não pouparam esforços para tornar sublime esse momento do jovem religioso franciscano. Foi neste clima de cordialidade e fraternidade que Frei Gilberto recebeu o Sacramento da Ordem das mãos do bispo diocesano D. Antônio durante a celebração eucarística que teve início às 17 horas na bela Catedral Imaculada Conceição. D. Antônio confessou que a ordenação de Frei Gilberto era a primeira que fazia desde a sua ordenação episcopal, no dia 7 de setembro de 2010. “Confesso que fiquei muito feliz desde o dia que ele falou que iria presidir a celebração. Como bispo, me senti muito cheio da graça de Deus por este gesto de ordenar um frade menor”, contou o bispo. Na homilia, D. Antônio, sempre se dirigindo a Frei Gilberto, ensinou: “Seu ministério deve ser expressão do verdadeiro amor. Alimente-o sempre no amor primeiro que o levou anos atrás à vida religiosa”. PRIMEIRA MISSA - Frei Gilberto presidiu a sua primeira missa com leveza e solenidade. Frei Renato Pezenti, companheiro de fraternidade de Frei Gilberto, em Ituporanga, proferiu a homilia e destacou que o ministério do seu confrade neo-sacerdote deveria ser marcado pelo serviço e pela doação radical, a exemplo do Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas e que deveria conduzir as ovelhas pela porta, que é o Cristo, e que jamais deveria fazer aliança com o lobo, pois a essência da vida tinha de ser a defesa da vida daqueles que lhe foram confiados.

Frei Roberto Ishara é ordenado na Igreja da Vila Clementino A ordenação diaconal de Frei Roberto Ishara lotou a Igreja São Francisco de Assis, na Vila Clementino, em São Paulo, no segundo domingo da Páscoa (15/4), às 19 horas. Na presença do Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, do Vigário Provincial, Frei Estêvão Ottenbreit, do Definidor Geral para o Brasil, Frei Nestor Inácio Schwerz, do representante do Ministro Geral

da Ordem para as Irmãs de Vida Contemplativa, Frei Rafael Blanco e de bom número de frades das Fraternidades do Regional de São Paulo, Dom Tomé Ferreira da Silva, Bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e Vigário Episcopal da Região Ipiranga acolheu o pedido de Frei Fidêncio e ordenou diácono Frei Roberto Ishara. Na procissão de entrada, ele entrou na Igreja ao lado de seus pais Mário Yuko e Nely Eiko e acompanhado de seus 4 irmãos, cunhados, e seus 4 sobrinhos. A Família Ishara era só contentamento.


|8|

R

P ró-Vocações e Missões Franciscanas

Folhinha do Sagrado e Almanaque Santo Antônio

BOLETIM INFORMATIVO

A Folhinha do Sagrado Coração de Jesus está na 73ª edição. A primeira foi publicada em 1940. Além do formato para parede, ela é editada na versão para mesa, sendo ideal para o ambiente de trabalho. O Almanaque Santo Antônio é publicado há 35 anos. Como os bons almanaques, nele se encontra um mundo de conhecimento, sabedoria e imaginação. Tanto a Folhinha como o Almanaque podem ser adquiridos pelo telefone da Editora Vozes (24) 2233-9042 ou 2233-9029 e pelo email vendas@vozes.com.br.

PROVÍNCIA FRANCISCANA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DO BRASIL SÃO PAULO |Nº 135 - 2012| E-MAIL: pvf@franciscanos.org.br

13 DE JUNHO

Santo Antônio de Pádua Outros (especificar) Informação Porteiro

Endereço Insuficiente

Mudou-se

Não Procurado

Recusado

Não existe o nº indicado Desconhecido

Falecido Ausente

Data: Assinatura e nº do entregador Reintegrado ao serviço postal

Para uso exclusivo do Correio

Leia o artigo de Frei Atílio: Santo Antônio e os pobres CORREIOS

DOIS NOVOS PRESBÍTEROS NA PROVÍNCIA

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

CAIXA POSTAL 900 01031-970 - SÃO PAULO - SP

PRÓ-VOCAÇÕES E MISSÕES FRANCISCANAS

Frei Gilberto da Silva

Frei Wilson Batista Simão

Franciscanos 9912269867/2010 - DR/SPM

Impresso Especial


boletim_135