Page 1

BOLETIM Pastoral

Vicariato para a Comunicação / Fevereiro de 2012

Instrumento de Trabalho

4

A 1ª sessão sinodal orienta-se pela primeira parte do Instrumento de Trabalho – a Palavra. O documento aponta pistas para a continuidade da reflexão dentro da perspectiva do Concílio Vaticano II, aproximado por textos recentes do Magistério. O Deus que fala Para iniciar nossos estudos sobre a Palavra precisamos analisar o Deus que fala. No livro da Sagrada Escritura o próprio Senhor diz que “No princípio já existia o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (…) e o Verbo fez-Se carne” (Jo 1,1-14). “Deus dá-Se-nos a conhecer como mistério de amor infinito, no qual, desde toda a eternidade, o Pai exprime a sua Palavra no Espírito Santo. Por isso o Verbo, que desde o princípio está junto de Deus e é Deus, revela-nos o próprio Deus no diálogo de amor entre as Pessoas divinas e convida-nos a participar nele. Portanto, feitos à imagem e semelhança de Deus amor, só nós podemos compreender a nós mesmos no acolhimento do Verbo e na docilidade à obra do Espírito Santo. É à luz da revelação feita pelo Verbo divino que se esclarece definitivamente o enigma da condição humana” (Cf. Bento XVI, Verbum Domini). Isso nos aponta que Deus está em constante diálogo com a humanidade. Este diálogo aconteceu através dos tempos por meio de sinais, prodígios, milagres e parábolas narrados pelos profetas, por Jesus e seus discípulos. E toda a história está contida na Sagrada Escritura. Esta comunicação é uma ação do Espírito Santo. “Porém, para que o Evangelho fosse perenemente conservado íntegro e vivo na Igreja, os Apóstolos deixaram os Bispos como seus sucessores, “entregando lhes o seu próprio ofício de magistério”. Portanto, esta sagrada Tradição

e a Sagrada Escritura dos dois Testamentos são como um espelho no qual a Igreja peregrina na terra contempla a Deus, de quem tudo recebe, até ser conduzida a vê-lo face a face tal qual Ele é (cf. 1Jo 3,2)” (Dei Verbum). A Palavra hoje O livro da Palavra de Deus hoje é luz e dom para a humanidade. Luz que ilumina o caminho do povo para viver o amor, que é dom supremo, amor este que movimenta a Igreja, que dá vida e direção à Igreja. Contudo, para que isso aconteça é necessário que todos vivam a Palavra como discípulos missionários de Cristo. Bento XVI diz que “a Igreja não vive de si mesma, mas do Evangelho; e do Evangelho tira, sem cessar, orientação para o seu caminho”. Esta é a direção para todo o cristão: deixar-se guiar pela Palavra de Deus, por meio do Espírito Santo. “De fato, a Igreja funda-se sobre a Palavra de Deus, nasce e vive dela. Ao longo de todos os séculos da sua história, o Povo de Deus encontrou sempre nela a sua força, e também hoje a comunidade eclesial cresce na escuta, na celebração e no estudo da Palavra de Deus” (Verbum Domini). Abertos à escuta da Palavra e impulsionados pelo Espírito Santo, sigamos unidos para encontrarmos os caminhos de restauração para a nossa Igreja. Muitos são os desafios, inúmeras as dificuldades, mas, sob a luz de Deus, chegaremos à unidade.

Orientações Gerais Orientações gerais para a participação dos delegados nas sessões sinodais 1. Os delegados precisam ter conhecimento obrigatório de dois documentos: a) Instrumento de Trabalho; b) Estatuto do Sínodo; 2. A lista dos materiais para consulta Geral: c) Sagrada Escritura (adquirir nas livrarias); d) Catecismo da Igreja (adquirir nas livrarias); e) Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2011-2015 (adquirir nas livrarias);

Expediente Jornalista responsável: Talita Salgado Vigário Episcopal do Vicariato para a Comunicação: Dom Waldemar Passini Pauta: Coordenação Pastoral Produção, reportagem e clipagem: Coordenação Pastoral, Karina Santos e Setor de Canto Litúrgico.

Específico: f) Carta Pastoral n° 8 – Sínodo Arquidiocesano; g) Carta Pastoral n° 10 – O Espírito Santo, a Igreja e a Liturgia; h) Carta Pastoral n° 12 – O amor vence tudo. 3. Outras recomendações: i) 7h30 iniciará o cadastramento dos participantes e 8h30 iniciará a sessão; j) Desliguem o celular; k) Não levem crianças; l) Sair da sala apenas no intervalo das sessões; m) Para quem não teve acesso ao material de consulta, procure a secretaria do sínodo. Realização: Vicariato para a Comunicação (62) 3229-2673 Correspondências: Praça Dom Emanuel, s/n - Centro / Caixa Postal 174 - Goiânia - GO / CEP 74001-970 / Fones: (62) 3229-2673 / (62) 3229-2683 E-mail: arquidiocesedegoiania@gmail.com Acesse o boletim também pelo site: www.arquidiocesedegoiania.org.br

BOLETIM pastoral Vicariato para a Comunicação

Ano 1, Nº 12, Fevereiro de 2012

Memória da Caminhada Memória da caminhada Neste Boletim Pastoral fazemos memória das Assembleias Arquidiocesanas, que nos permite uma visão de conjunto dos compromissos e práticas pastorais da Arquidiocese no passado. Fazemos, também, a retrospectiva dos primeiros passos para o Sínodo Arquidiocesano. De 1977 a 2001 a Arquidiocese de Goiânia realizou, periodicamente, a Assembleia Arquidiocesana. Foi com a participação de leigos (as), religiosos (as), padres, enfim, de todo Povo de Deus, que A Igreja Particular de Goiânia seguiu a sua caminhada, enfrentando os desafios e anunciando o Reino. Relembremos: 1ª Assembleia Arquidiocesana – 29 e 30 de outubro de 1977 Nela foi elaborado o primeiro plano de pastoral, intitulado O Espírito Santo, “que opera tudo em todos”. 2ª Assembleia Arquidiocesana – 10 a 12 de novembro de 1978 Foi feito um estudo aprofundado do Plano de Pastoral resultante da 1ª Assembleia. 3ª Assembleia Arquidiocesana – 20 a 22 de novembro de 1981 Foi revista da prática pastoral e sua metodologia e elaborado o 2° Plano de Pastoral. 4ª Assembleia Arquidiocesana – 18 a 20 de novembro de 1983 Avaliou o Plano de Pastoral e traçou novas propostas para melhorar sua aplicação.

5ª Assembleia Arquidiocesana – 15 a 17 de novembro de 1985 Avaliou a caminhada das Cebs, programou passos concretos para fortalecer o “novo jeito de ser Igreja”. 6ª Assembleia Arquidiocesana – 21 a 23 de outubro de 1988 Analisou a evangelização e o compromisso cristão dentro da conjuntura brasileira da época e elaborou o 3° Plano de Pastoral. 7ª Assembleia Arquidiocesana – 27 a 29 de novembro de 1992 Definiu o rosto da Igreja de Goiânia, mais comprometida com o Evangelho, e elaborou o 4° Plano de Pastoral. 8ª Assembleia Arquidiocesana – 29 de novembro a 1° de dezembro de 1996 A Igreja em Goiânia assumiu três grandes opções: Cebs, excluídos e formação com destaque para juventude e família e elaborou o 5° Plano de Pastoral. 9ª Assembleia Arquidiocesana – 1° a 3 de dezembro de 2000 Reavaliou toda a caminhada da Igreja e as estruturas de serviço de comunhão e participação, baseada nas opções e destaques da 8ª Assembleia. Da Assembleia para o Sínodo Durante três anos, depois de ouvir e conversar com uns e com outros, de ter refletido e rezado, consultado o Conselho Presbiteral, como prevê o Direito Canônico, Dom Washington Cruz percebeu a necessidade de convocar uma assembleia. No dia 1° de fevereiro de 2008, ele fez o primeiro

anúncio na reunião geral do Clero, convocando todos para o Sínodo da Arquidiocese de Goiânia, a ser preparado no triênio de 2009 a 2011. O Sínodo não é algo particular da Arquidiocese de Goiânia, faz parte da tradição e da história da Igreja, desde os primeiros séculos, em nível universal, regional e local. O Sínodo é a ferramenta para a renovação e atualização da vida e da missão da igreja. Esse evento envolve, na unidade, todos os vicariatos, todas as paróquias e comunidades, todas as instituições arquidiocesanas e todos os fiéis católicos. E para ajudar na reflexão, avaliação e ação da caminhada da Igreja o arcebispo escreveu três Cartas Pastorais: “O amor de Cristo nos uniu!”, “O Espírito Santo, a Igreja e a Liturgia” e “O amor vence tudo”, apresentando as linhas de orientação para o trabalho sinodal. Durante três anos (de 2009 a 2011), a Igreja refletiu sobre os três eixos que estruturam a caminhada eclesial: Palavra, Liturgia e Caridade, e desenhou um quadro de desafios na missão evangelizadora da Arquidiocese. Agora, inicia-se um caminho em direção a uma ampla assembleia arquidiocesana – o Sínodo – para atualizar o fundamental compromisso com a evangelização. Fonte: Revista da Arquidiocese 2001 e artigo do Arcebispo de Goiânia publicado no Jornal Brasil Central de fevereiro de 2012


BOLETIM Pastoral

Vicariato para a Comunicação / Fevereiro de 2012

2

PRIMEIRA SESSÃO DA ASSEMBLEIA SINODAL: A PALAVRA DE DEUS SOLENIDADE DE ABERTURA 11 de fevereiro: Ofício da Memória de Nossa Senhora de Lourdes ENTRADA SOLENE KYRIE ELEISON. / KYRIE ELEISON. CHRISTE ELEISON. / CHRISTE ELEISON. KYRIE ELEISON. / KYRIE ELEISON. 1. Santa Maria, Mãe de Deus, / rogai por nós. São Miguel, / rogai por nós. Santos Anjos de Deus, / rogai por nós. São João Batista, / intercedei por nós. 2. São José, / rogai por nós. São Pedro e São Paulo, / rogai por nós. Santo André, / rogai por nós. São João, / intercedei por nós. 3. Santa Maria Madalena, / rogai por nós. Santo Estêvão, / rogai por nós. Santo Inácio de Antioquia, / rogai por nós. São Lourenço, / intercedei por nós. 4. Santas Perpétua e Felicidade, / rogai por nós. Santa Inês, / rogai por nós. São Gregório, / rogai por nós. Santo Agostinho, / intercedei por nós. 5. Santo Atanásio, / rogai por nós. São Basílio, / rogai por nós. São Martinho, / rogai por nós. São Bento, / intercedei por nós. 6. São Francisco e São Domingos,/ rogai por nós. São Francisco Xavier, / rogai por nós. São João Maria Vianney, / rogai por nós. Santa Catarina de Sena, / intercedei por nós. 7. Santa Teresa de Jesus, / rogai por nós. Santa Terezinha, / rogai por nós. Beato João Paulo II, / rogai por nós. Todos os Santos e Santas de Deus, / intercedei por nós. 8. Sede-nos propício, / ouvi-nos, Senhor. Para que nos livreis de todo o mal, / ouvi-nos... Para que nos livreis de todo pecado, / ouvi-nos... Para que nos livreis da morte eterna, / ouvi-nos... 9. Pela vossa encarnação, / ouvi-nos, Senhor. Pela vossa ressurreição, / ouvi-nos, Senhor. Pela efusão do Espírito Santo, / ouvi-nos, Senhor. Apesar de nossos pecados, / ouvi-nos, Senhor. CRISTO, OUVI-NOS. / CRISTO, OUVI-NOS. CRISTO, ATENDEI-NOS. / CRISTO, ATENDEI-NOS.

LITURGIA DAS HORAS – HORA NONA Hino Vinde, Espírito de Deus, com o Filho e com o Pai, inundai a nossa mente, nossa vida iluminai. Boca, olhos, mãos, sentidos, tudo possa irradiar o amor que em nós pusestes para aos outros inflamar. A Deus Pai e ao seu Filho por vós dai-nos conhecer. Que de ambos procedeis dai-nos sempre firmes crer. Ant.: Todos eles estavam unidos, perseverando em comum oração com Maria, a Mãe de Jesus. SALMO 119 (120) Desejo da paz Sede fortes nas tribulações, perseverantes na oração (Rm 12,12).

–1 Clamei pelo Senhor na minha angústia, * e ele me escutou, quando eu dizia: –2 “Senhor, livrai-me desses lábios mentirosos, * e da língua enganadora libertai-me! –3 Qual será a tua paga, o teu castigo, * ó língua enganadora, qual será? –4 Serão flechas aguçadas de guerreiros, * acesas em carvões incandescentes. –5 Ai de mim! sou exilado em Mosoc, * devo acampar em meio às tendas de Cedar! –6 Já se prolonga por demais o meu desterro * entre este povo que não quer saber de paz!

–7 Quando eu falo sobre paz, quando a promovo, * é a guerra que eles tramam contra mim!” – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. SALMO 120 (121) Deus protetor de seu povo Nunca mais terão fome nem sede. Nem os molestará o sol nem algum calor ardente (Ap 7,16).   –1 Eu levanto os meus olhos para os montes: * de onde pode vir o meu socorro? –2 “Do Senhor é que me vem o meu socorro, * do Senhor que fez o céu e fez a terra!”

BOLETIM Pastoral –3 Ele não deixa tropeçarem os meus pés, * e não dorme quem te guarda e te vigia. –4 Oh! não! ele não dorme nem cochila, * aquele que é o guarda de Israel! –5 O Senhor é o teu guarda, o teu vigia, * é uma sombra protetora à tua direita. –6 Não vai ferir-te o sol durante o dia, * nem a lua através de toda a noite. –7 O Senhor te guardará de todo o mal, * ele mesmo vai cuidar da tua vida! –8 Deus te guarda na partida e na chegada. * Ele te guarda desde agora e para sempre! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. SALMO 121 (122) Jerusalém, cidade santa Vós vos aproximastes do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste (Hb 12,22).   –1 Que alegria, quando ouvi que me disseram: * “Vamos à casa do Senhor!” –2 † E agora nossos pés já se detêm, * Jerusalém, em tuas portas.   –3 Jerusalém, cidade bem edificada * num conjunto harmonioso; –4 para lá sobem as tribos de Israel, * as tribos do Senhor.   – Para louvar, segundo a lei de Israel, * o nome do Senhor. –5 A sede da justiça lá está * e o trono de Davi.   –6 Rogai que viva em paz Jerusalém, * e em segurança os que te amam! –7 Que a paz habite dentro de teus muros, * tranquilidade em teus palácios!   –8 Por amor a meus irmãos e meus amigos, * peço: “A paz esteja em ti!” –9 Pelo amor que tenho à casa do Senhor, * eu te desejo todo bem! – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Ant.: Todos eles estavam unidos, perseverando em comum oração com Maria, a Mãe de Jesus. Leitura Breve (Sf 3,14.15b) Canta de alegria, cidade de Sião; rejubila, povo de Israel! Alegra-te e exulta de todo o coração, cidade de Jerusalém! O rei de Israel é o Senhor, ele está no meio de ti.

Vicariato para a Comunicação / Fevereiro de 2012

3

V. Felizes os que ouvem a palavra do Senhor. R. Felizes os que a vivem e a praticam cada dia. ORAÇÃO Ó Deus de misericórdia, socorrei a nossa fraqueza para que, ao celebrarmos a memória da Virgem Imaculada, Mãe de Deus, possamos, por sua intercessão, ressurgir de nossos pecados. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. HINO DO SÍNODO MUITOS MEMBROS, UM SÓ CORPO; MUITOS DONS, UM SÓ ESPÍRITO. (1Cor 12,12) NOVO ARDOR, NOVA ESPERANÇA: CELEBREMOS NOSSA HISTÓRIA! “TEMPO DE GRAÇA DO SENHOR!” (Is 61,2) 1. A PALAVRA, farol que nos guia / no caminho da unidade: / Verbo Eterno de Deus Pai. 2. LITURGIA, celebra, ó Igreja! / Quão mistério, Deuscomunhão: / Eucaristia, dom de amor. 3. CARIDADE, sinal de esperança, / Reino Novo de fraternidade: / vidas, por Cristo, em oblação! 4. Da PALAVRA floresce a Igreja, / pelo Espírito Santo guiada: / santos apóstolos do Senhor! 5. LITURGIA, divina riqueza, / celebrada com fé e humildade: / vidas à Vida consagremos! 6. CARIDADE, auxílio fecundo, / testemunho de comunidade: / tudo é vencido pelo amor! 7. Com MARIA, Mãe Auxiliadora, / entoemos um grande louvor: / bendito, Deus, para sempre!

A – Preenche meu ser (bis), / Espírito enche meu ser. Em ondas de amor, / ó, vem, sobre mim! Espírito, enche meu ser! B - A nós descei, Divina Luz! (bis) Em nossas almas acendei O amor, o amor de Jesus! (bis) Vinde, Santo Espírito, e do céu mandai dessa luz um raio, dessa luz um raio. Vinde, Pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações, luz dos corações. C – Envia teu Espírito, Senhor e renova a face da terra.

fevereiro-boletim-pastoral  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you