Page 1

BOLETIM Pastoral

Vicariato para a Comunicação / Junho de 2012

4

AVISOS DA ARQUIDIOCESE JUNHO 15/6 - sexta-feira - Solenidade do Sagrado Coração de Jesus 16/6 - sábado - 55º Aniversário de instalação da Arquidiocese de Goiânia e posse de seu 1º arcebispo, Dom Fernando Gomes dos Santos (1957) 17 a 24/6 - domingo a domingo - Semana Nacional dos Migrantes 22/6 - sexta-feira - Início da Novena em preparação à festa do Divino Pai Eterno 23/6 - sábado - 9ª Romaria Arquidiocesana a Trindade, com mobilização dos Vicariatos, 15h 24/6 - domingo - Solenidade da Natividade de S. João Batista - Dia Nacional do Migrante

JULHO

1/7 - domingo - Solenidade de São Pedro e São Paulo Apóstolos. (Coleta do Óbolo de São Pedro) - Dia do Papa - Solene festa do Divino Pai Eterno. Trindade 20 a 22/7 - Atreve-te. Formação jovem. CPDF. Setor Juventude e Vocação

25/7 - quarta-feira – 41º Aniversário de Ordenação Sacerdotal de Dom Washington Cruz, CP (1971) - Dia do Trabalhador(a) Rural 26/7 - quinta-feira – Memória de Santana, Padroeira do Estado de Goiás – Dia dos Avós 28/7 - sábado – Escola Catequética – Retiro Espiritual. CPDF, das 8h às 16h

AGOSTO (MÊS VOCACIONAL) 2/8 - quinta-feira – Reunião Arquidiocesana do Clero. Confraternização pelo Dia do Padre. Casa do Clero, das 9h às 12h30 4/8 - sábado - Memória de São João Maria Vianney - Dia do Presbítero 4 e 5/8 - sábado e domingo – Encontrão da Renovação Carismática Católica. Ginásio Goiânia Arena 6/8 - segunda-feira – Festa da Transfiguração do Senhor 9/8 - quinta-feira - Reunião Mensal de Pastoral. CPDF, das 8h30 às 12h30 11/8 - sábado - Escola de Ministérios. CPDF, das 8h às 16h

N

Mês Vocacional e Hora da Família

esta Reunião Mensal de Pastoral dois temas serão abordados: o Mês Vocacional e a Hora da Família. O primeiro será assessorado pelo padre Luiz Henrique Brandão de Figueiredo, responsável pela Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Goiânia; e o segundo, pelo padre Rafael Cerqueira Fornasier, assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB. No mês de agosto a Igreja tem por costume de celebrar as diversas vocações, em especial, as vocações sacerdotal, familiar, religiosa e de leigos (as) – todos chamados a servir o Reino de Deus. Este encontro será

uma oportunidade para conhecer ou até mesmo aprofundar o conhecimento sobre duas vocações específicas: a sacerdotal e a familiar. PERFIL DOS ASSESSORES

Centro Vocacional Beato João Paulo II, coordenador da Pastoral Vocacional e da secretaria geral da Ordem das Vocações Sacerdotais (OVS) e vigário paroquial da Paróquia Universitária São João Evangelista.

Pe. Luiz Henrique Brandão de Figueiredo é padre da Arquidiocese de Goiânia. Fez Filosofia no IFITEG e Teologia no Institutum Sapientiae. Fez Mestrado em Teologia Moral na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Atualmente, é doutorando em Teologia Moral pela Pontifícia Academia Afonsiana e serve nossa Igreja particular como professor de Teologia Moral, no Instituto Santa Cruz. É também responsável pelo

Pe. Rafael Cerqueira Fornasier é sacerdote do clero da Arquidiocese de Niterói-RJ, membro do conselho consultivo internacional da Comunidade Emanuel, mestre em antropologia teológica pelo Institut d’Études Théologiques de Bruxelas, e atualmente é professor no Instituto São Boaventura de Brasília e assessor da Comissão Episcopal Pastoral para Vida e Família da CNBB.


BOLETIM Pastoral

Vicariato para a Comunicação / Junho de 2012

2

BOLETIM Pastoral

Mês Vocacional Pe. Luiz Henrique

Apresentação do tema

Aproximamo-nos do mês de agosto, dedicado à reflexão do tema da vocação. A reunião pastoral do mês de junho tem, portanto, o objetivo de provocar a reflexão antecipada dos agentes pastorais de nossas comunidades sobre o tema da vocação e indicar algumas pistas que podem colaborar para que as iniciativas pastorais deste mês estejam em consonância com o tema. Por isso, preparamos uma apresentação sobre o tema da vocação a partir da missão realizada pela Pastoral Vocacional (PV). Em nossa exposição, nos concentraremos em três pontos: a delimitação do termo vocação; a autocompreensão que tem a PV de sua missão, fundada na compreensão sobre a teologia da

vocação; as atividades da pastoral vocacional. Por fim, daremos algumas indicações práticas para o mês vocacional.

Atividades da Pastoral Vocacional

Deus chama a cada um com uma “palavra-amor,” que comumente chamamos de vocação. Cada cristão deve assumir a responsabilidade de discernir qual é a vocação a qual Deus o chama e nós, como Igreja, temos a responsabilidade de ajudar nesse discernimento. Desejamos em nossa Arquidiocese, por meio da Pastoral Vocacional, motivar a pergunta vocacional que todos devem se fazer “Senhor, o que queres que eu faça?” e acompanhar nossos irmãos no caminho de discernimento da vontade de Deus e de uma resposta de amor sempre mais profunda. Para oferecer essa colaboração, a Pastoral

Vocacional promove diversos encontros. Convidamos todos a darem o primeiro passo no caminho de discernimento, participando todo 4º Domingo do mês dos encontros de acompanhamento para o discernimento vocacional que acontecem no Centro Vocacional e das demais iniciativas da Pastoral Vocacional. Outra oportunidade é o acompanhamento no discernimento vocacional, a direção espiritual e a confissão, realizados pelo Pe. Luiz Henrique, todas as terças-feiras, a partir das 18h45, na Paróquia Universitária São João Evangelista. Aqueles que desejam fazer um caminho de discernimento da própria vocação, de amadurecimento da sua vida cristã e de encontro com a misericórdia do Pai, podem procurá-lo na Paróquia Universitária.

Hora da Família Pe. Rafael Fornasier O subsídio “Hora da Família” está na sua 16º edição. O material foi produzido pela Comissão Episcopal Pastoral para Vida e Família da CNBB e pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), por meio da sua Secretaria Executiva Nacional (SECREN). Sua aquisição se dá mais através dos agentes da Pastoral Familiar (PF), espalhados por todo o Brasil, mas também por encomenda direta à SECREN. O subsídio traz o título “A Família: o trabalho e a festa”, e apresenta uma reflexão para a Semana Nacional da Família que será realizada, como acontece tradicionalmente, de 12 de 18 de agosto, na semana do domingo do Dia dos Pais. O objeto principal deste subsídio é auxiliar no aprofundamento do tema proposto para a Semana Nacional da Família, fornecendo sugestão de roteiro de encontros que podem ser realizados durante (antes ou depois) desta Semana, além de algumas celebrações. Seu conteúdo é preparado com a colaboração dos próprios agentes da PF e contribuição de especialistas em diversas áreas do saber, sob orientação e organização da Comissão Executiva da CNPF, ou seja, do bispo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família, do(s) assessor(es) e do casal coordenador nacional da PF. Portanto, é fundamental que todos tenham o documento para desde já refletirem o tema junto a sua paróquia e comunidade. O subsídio “Hora da Família 2012″ já está disponível para compra em nossa Diocese, nas livrarias católicas.

Vicariato para a Comunicação / Junho de 2012

3

Roteiro de Oração 1. Refrãos Meditativos A) Onde reina amor, / fraterno amor. Onde reina amor, / Deus aí está. B) Dou-vos um Mandamento Novo, / dou-vos um Mandamento Novo: / “Que vos ameis uns aos outros / como Eu vos amei!” 2. Acolhida... 3. Aclamação Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis) Eu vos dou novo preceito: / que uns aos outros vos ameis, / como eu vos tenho amado. 4. Leitura: Mt 5, 20-26 5. Silêncio 6. Pai nosso 7. Cantos Famílias do Brasil 1. Um lar onde os pais ainda se amam e os filhos ainda vivem como irmãos. / E venha quem vier, encontra abrigo / e todos têm direito ao mesmo pão. Onde todos são por um e um por todos, onde a paz criou raízes e floriu. / Um lar assim feliz seja o sonho das famílias do Brasil.

2. Os filhos qual rebentos de oliveira alegrem os caminhos de seus pais / E façam a família brasileira achar seu amanhã na mesma paz. ORAÇÃO DA FAMÍLIA 1. Que nenhuma família comece em qualquer de repente. / Que nenhuma família termine por falta de amor. / Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente. / E que nada no mundo separe um casal sonhador. / Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte. / Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois. / Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte. / Que eles vivam do ontem, no hoje e em função de um depois. Que a família comece e termine sabendo aonde vai. / E que o homem carregue entre os ombros a graça de um pai. / Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. / E que os filhos conheçam a força que brota do amor. Abençoa Senhor as famílias, amém! / Abençoa Senhor, a minha também. (bis) 2. Que o marido e mulher tenham força de amar sem medida. / Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. / Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida. / Que a família celebre a partilha do abraço e do pão. / Que o marido e mulher não se traiam nem

traiam seus filhos. / Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois. / Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho, / seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois. É BOM TER FAMÍLIA 1. É no campo da vida / que se esconde um tesouro. Vale mais que o ouro, / mais que a prata que brilha. É presente de Deus, / é o céu já aqui, o amor mora ali / e se chama família. Como é bom ter a minha família, / como é bom! / Vale a pena vender tudo o mais para poder comprar. / Esse campo que esconde um tesouro, que é puro dom, / é meu ouro, meu céu, minha paz, minha vida, meu lar. 2. Até mesmo o céu desejou ser família / para que a família desejasse ser céu. / Nela se faz a paz no ouvir, no falar, / e na arte de amar, o amargor vira mel. 3. Na família a mentira não se dá com a verdade, / e a fidelidade sabe o peso da cruz, / porque lá há amor, há renúncia e perdão, / há também oração e o chefe é Jesus. 4. Surgem falsos brilhantes enganando a família, tão sutil armadilha de um doce sabor. A riqueza maior é de Deus a presença, na saúde ou doença, / na alegria e na dor.

junho-boletim_pastoral  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you