Issuu on Google+

Suplemento de Igreja - Ano XXVII, Nº 528, novembro de 2011

Online

Jornal mensal da Arquidiocese de Goiânia

“tudo esta pronto. vinde para a festa...”

PE. ANtONIO DONIZEtH DO NASCIMENtO

E

stamos caminhando juntos, chegando à reta final dos preparativos para a Assembleia Sinodal. Já percorremos mais de três anos, desde o anúncio e a convocação, preparativos feitos por nosso arcebispo Dom Washington Cruz. No final deste ano de 2011, nós fazemos um balanço e nos organizamos intensamente para que em 11 de fevereiro, 10 de março e 14 de abril realizemos as sessões de aprofundamentos nos temas mais desafiadores para o Serviço da Evangelização, nesta Igreja particular. Em maio celebraremos, na festa de Nossa Padroeira Arquidiocesana, Nossa Sra. Auxiliadora, a sessão solene de encerramento deste processo de mergulho no mistério da Igreja. Porém, será exatamente a partir de maio de 2012, que começaremos a ver nossas estruturas e organizações serem positivamente influenciadas por tudo o

vEJA NA INtErNEt

Caminhar juntos, tendo Cristo como meta é corajosamente encarnar-nos na realidade da vida machucada, ferida e transformá-la. Caminhar juntos, tendo Cristo como meta é mergulhar no mistério da Igreja: Una, Santa, Católica, Apostólica, Romana. que vivenciamos neste processo sinodal. A escuta atenta da palavra de Deus nos orientaneste processo. “O Reino de Deus é como a história de um rei que preparou a festa de casamento do seu filho. E mandou os seus empregados para chamar os convidados para a festa (...), dizendo: ‘Tudo esta pronto. Vinde para a festa”’ (cf. Mt 22,2-4). É seguramente para nós, um banquete do Reino, viver, celebrar, e assumir conjuntamente as conclusões que virão deste Sínodo. Toda a Igreja diocesana é desafiada a viver esta “dupla tarefa”: ser empregada do Senhor, que prepara a festa, e ser convidada, convocada para participar da festa do Reino. Atentos aos sinais de Deus, atentos aos sinais dos tempos, caminhe-

mos juntos até o final, sem nunca nos esquecer que, “nossa meta é Cristo”. Aquele Cristo, hoje glorioso, que se encarnou, “que existindo em condição divina, não fez do ser igual a Deus uma usurpação, mas esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo (...) humilhouse a si mesmo, fazendose obediente até à morte e morte de Cruz” (cf. Fl 2,5-8) A Glória de Cristo é fruto de sua encarnação em nossa história, levada às últimas consequências, para realizar a vontade do Pai: a Redenção nossa e de toda Criação. Caminhar juntos, tendo Cristo como meta é corajosamente encarnar-nos na realidade da vida machucada, ferida e transformá-la. Caminhar juntos, tendo Cristo como meta é mergulhar no mistério

da Igreja: Una, Santa, Católica, Apostólica, Romana. Numa estreita comunhão com o Sucessor de Pedro, o Santo Padre, o Papa, numa estreita comunhão com o sucessor dos Apóstolos, nosso arcebispo. Com a inspiração dos místicos, podemos dizer: nada do que é próprio da Santa Igreja nos deve parecer estranho. Nada, nenhuma dimensão da fé crida, celebrada e vivida pode ficar à margem de nossas reflexões e preocupações. Abertos ao Espírito Santo, deixemo-nos ser guiados por ele e, caminhemos juntos; com a Igreja, como Igreja, discípula missionária. Uma boa fonte de motivação podemos encontrar nas atuais Diretrizes Gerais – CNBB, “Cristo Cabeça remete necessariamente à Igreja-Corpo (cf. Cl 1,18). Não há

como ser verdadeiro discípulo missionário sem o vínculo efetivo e afetivo com a comunidade dos que descobriram fascínio pelo mesmo Senhor. Na Igreja, o discípulo missionário percebe força de uma união que ultrapassa raças, condições econômico-sociais, preconceitos, discriminações (cf. Gl 3,28) e tudo que, de algum modo, tenda mais a separar do que a unir. Chamada a ser na terra sinal do DeusAmor, do Deus-Comunhão, do Deus-Trindade, a Igreja encontra sua razão de ser na vivência e no anúncio do Reino de Deus (cf. LG 1). A unidade de todos os discípulos missionários, em meio à diversidade de dons, serviços, carismas e ministérios. (cf. LG 9-13), testemunha o amor trinitário do Pai, pelo Filho, no Espírito.” (Diretrizes

Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, 2011-2015. CNBB,

Nº 14, pág. 23) Com os olhos fixos na Santíssima Trindade, a melhor Comunidade, caminhemos juntos.

Acesse: www.arquidiocesedegoiania.org.br

n rEDES SOCIAIS O poder online

n COMPOrtAMENtO Bebida X direção

No mundo todo, as redes sociais vêm sendo usadas não só como entretenimento, mas se tornaram instrumento de articulação política. Página 4

n ENtrEvIStA Maria Sueli de Sousa

A lei seca foi criada para diminuir os acidentes de trânsito provocados por motoristas embriagados, mas não resolve o problema de conscientização do cidadão. Página 5

A coordenadora da Pastoral da Aids arquidiocesana fala do trabalho que vem sendo feito, dos desafios e do preconceito contra os portadores do HIV. Página 6 e 7


2i

Brasil Central Novembro de 2011

CO M U N I D A D E S

Lugares & Pessoas

Este mês de novembro não será realizada a Reunião Mensal de Pastoral, devido à agenda do Sínodo Arquidiocesano.

Monsenhor Jean Biraud, 60 anos de vida sacerdotal Nascido no dia 8 de julho de 1927, na França, em uma aldeia com apenas 1.800 habitantes, Mons. Jean tem muita história para contar. Antes de ser sacerdote, ele ajudava o pai na pequena fazenda com seus dois irmãos. O interesse pela vida religiosa começou bem cedo, aos 11 anos de idade: Jean recebeu de um vizinho o convite para ocupar seu lugar no seminário. Assim que recebeu a ordenação, começou sua trajetória, sendo auxiliar durante seis anos. Depois ficou 11 anos à frente de uma paróquia bem simples. Em agosto de 1968, o bispo de sua terra o chamou para trocar de paróquia, um pedido que foi logo recusado. “Eu disse a ele que eu não iria e que queria ir para as missões”, alega Mons. Jean. No mesmo instante, o bispo disse que uma religiosa tinha passado por lá e que era de Goiânia. Mons. Jean aceitou o convite. No dia 22 de novembro, Mons..Jean Biraud celebrará 60 anos de vida sacerdotal, dos quais 42 anos a serviço da Arquidiocese de Goiânia, na região Sul. Nesse período, juntamente com os fiéis leigos, edificou a Paróquia Cristo Redentor, as igrejas São João Batista, Nossa Senhora da Guia e a Nossa Senhora da Paz. O trabalho constante nestes longos anos não lhe tirou o espírito jovem, a alegria pelo viver e servir. Toda a Arquidiocese de Goiânia festeja a vida sacertodal deste exemplo de homem de Deus! ( fonte: Paróquia Cristo Redentor)

Perfil

Arquidiocese de Goiânia

Presença dos Pastores No mês de outubro, os bispos estiveram junto ao povo em eventos importantes para todos os fiéis... Dicom -PUC

MEMORIAL JOÃO PAULO II – Dom Washington Cruz, dia 15, presidiu a solenidade de inauguração do Memorial João Paulo II, no Câmpus II da PUC. A iniciativa e realização são resultado de uma parceria entre Arquidiocese de Goiânia, PUC-GO e Governo do Estado. Fernanda Freitas

Leigos a serviço de Deus

SINOMAR alves

JÉSSIKA FEREIRA

Frederico Bispo

Na paróquia N. Sra. de Fátima, Sinomar realiza sua missão como leigo e diz: “Despertei-me para o serviço na Igreja após participar do encontro de jovens. Fiquei maravilhado com a organização e as pessoas que me serviam ali, mesmo sem me conhecer. Deixei de lado uma vida sem perspectivas e decidi participar também. Nesse caminho me casei e tive dois filhos.Hoje integro um movimento de casais OVISA, sou Ministro da Eucaristia, Palavra, Exéquias e participo da Pastoral litúrgica, tudo, com o apoio da família. Somos muito felizes em participar e levar sempre Jesus a quem precisa, de acordo com o chamado de Deus.”

No ministério de música, na Paróquia Jesus de Nazaré, Jéssika encontrou sua vocação. ”A Igreja é viva, a Igreja é jovem! Como leiga, na Igreja, posso experimentar a alegria de ser comunidade, servindo a Jesus através do Ministério de Música. Por meio dele, devolvo em canção o dom que recebi gratuitamente e, em minha juventude, ser reflexo do rosto jovem de Deus e poder ser sal e luz da terra! Sou leiga, sou feliz, por ter a oportunidade de evangelizar por meio da música.

Engajado no grupo de jovens da Paróquia Jesus de Nazaré, ele fala sobre a missão: “Como leigo a Santa Igreja me permite evangelizar e levar a palavra de Deus aos mais necessitados Apoiado pelos sacerdotes, eu pude experimentar vários projetos de evangelização. Deus chama cada um para exercer sua vocação dentro dos grupos, pastorais e movimentos que a Igreja tem. É necessário se engajar e trabalhar, não podemos cruzar os braços ou ser católicos mornos. Todo cristão tem que estar na ativa. Alguns, ao receberem a Crisma, somem da Igreja. A crisma é o início da missão, por ela somos enviados à obra do Senhor.”

mem ó r ia

Dia da Consciência Negra

Dignidade à raça... O Dia da Consciência Negra foi estabelecido em janeiro de 2003, pelo projeto de lei 10.639. A data escolhida para lembrar e levantar reflexão sobre a luta dos negros contra a escravidão e a importância deles na cultura nacional foi o dia 20 de novembro.Neste dia, no ano de 1695, morreu Zumbi, personagem histórico, líder do quilombo dos Palmares que deu a própria vida para defender o direito dos negros à sua própria cultura e principalmente à liberdade, no período do Brasil Colonial. Nos dias de hoje, apesar da abolição da escravatura, os negros ainda sofrem preconceito, seja pela cor da pele, ou pelas desigualdades sociais; a luta por direitos iguais e dignidade, continua. O dia da Consciência Negra é importante para relembrar as lutas do passado, conquistas já alcançadas, mas também para conscientizar a todos dos valores e direitos dos negros em todos os tempos.

REUNIÃO MENSAL – Reunião do dia 13 teve caráter solene por ocasião do Jubileu de Ouro de ordenação episcopal de Dom Antônio Ribeiro. Estiveram presentes: Dom Washington Dom Antônio Ribeiro e Dom Waldemar Passini, além de padres,religiosos e religiosas, e leigos. Talita Salgado

JUBILEU DE OURO– Encerrando as comemorações do Jubileu de Ouro de ordenação episcopal de Dom Antonio Ribeiro, no dia 29, foi celebrada missa solene, que contou com a presença de grande parte do clero da Arquidiocese de Goiânia e de outras dioceses. Raniery Nogueira

PRIMAVERA DA COMUNHÃO– Dom Waldemar Passini celebrou missa em Louvor a Nossa Senhora Aparecida, na 10ª Primavera da Comunhão, no dia 12.O evento, uma iniciativa da Comunidade Luz da Vida, foi realizado no Ginásio Arena e contou com a presença de mais de 10 mil pessoas.


ag enda

Arquidiocese de Goiânia

Anote No dia 19 de novembro, às 15 horas na Catedral metropolitana, ainda na vivência do Ano Vocacional, a Arquidiocese de Goiânia convida todas as paróquias e comunidades, clero, leigos e leigas, a prestigiarem a ordenação sacerdotal dos diáconos Divino Antônio, Rafael Oliveira e Aurélio Vinhadele, que ,pela imposição das mãos de Dom Washington Cruz, receberão o sacramento da ordem sacerdotal. A Igreja se alegra , ao receber este filhos, homens de Deus, a serviço do Reino.

5 de novembro No dia 5 de novembro haverá a reunião de Reflexão e Capacitação do Sínodo Arquidiocesano no CPDF, das 8h às 16h. O membros ex offício, agregados, delegado titular ou suplente devem ficar atentos ao início do credenciamento às 7h30.

Aniversário de ordenação 15/11 - Pe.Cletus Onyemauche Chukwu18/11 - Pe. Francisco de Assis Filho 23/11 - Mons. José Pereira de Maria 23/11 - Pe. Aroldo Schmoeller 23/11 - Pe. Felice Pinelli (Pe. Félix) 25/11 - Dom José Carlos de Oliveira, CSSR 26/11 - Dom Tomás Balduíno, OP 27/11 - Pe. Marcelino F. da Costa Neto, CSsR 28/11 - Pe. João Paulo S. de Souza,CSsR 29/11 - Pe. André Ricardo de Melo, CSsR

26 de novembro A escola Catequética para catequistas de Crisma realizará formação. O encontro será no dia 26 de novembro, no CPDF, das 8h às 16h. Mais informações na Coordenação Pastoral: 3223-0758

EXPEDIENTE Jornal mensal da Arquidiocese de Goiânia

Vigário Episcopal para Comunicação: Dom Waldemar Passini Jornalista responsável e coordenadora editorial: Talita Salgado DRT-GO 2162 Edição: Talita Salgado Redação: José Reinaldo, Agência Cerrado, Fernanda Freitas, Karina SantosRevisão: Jane Greco Projeto gráfico©: Edson de Melo Alves; Diagramação: Maykell Guimarães; Colaboração: Fernanda Freitas; Departamento comercial: Renatho Melo; Editoração eletrônica: Agência Cerrado - (62) 3582-0193; Fotolito, impressão e tiragem: Gráfica UCG / 20.000; Correspondências: Vicariato para a Comunicação - Praça Dom Emanuel, s/n - Centro / Caixa Postal 174 - Goiânia - GO / CEP 74001-970, Fones: (62) 3229-2673 / 3229-2683 / E-mail: arquidiocesedegoiania@ gmail.com Acesse o conteúdo completo do jornal pelo site: www.arquidiocesedegoiania.org.br

3i

A escola de Ministérios dará continuidade ao trabalho de orientação pastoral com o tema: Missa e celebração da Palavra. O encontro será no dia 26 de novembro, no CPDF, das 8h às 16h. Mais informações na Coordenação Pastoral: 3223-0758

19 de novembro

jioke (Pe. Anacleto)

Novembro de 2011 Brasil Central

Agenda da Arquidiocese

Agenda do Arcebispo

2 quarta-feira – Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos. Celebração nos cemitérios

02/11 – Missa de Finados. Cemitério

6 domingo – Solenidade de Todos os Santos 15 terça-feira – Proclamação da República (Feriado Nacional) 20 domingo – Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo - Dia Nacional dos Cristãos Leigos(as) - Abertura da Campanha para a Evangelização 24 quinta-feira – Dia Nacional de Ação de Graças 26 sábado – Formação Jovem. Encontro Mensal. Centro Vocacional, 16h - Escola de Ministérios. Tema: Missa e celebração da Palavra. CPDF, das 8h às 16h - Escola Catequética para Catequistas de Crisma. CPDF, das 8h às 16h 27 domingo – 1º domingo do Advento. Início do novo ano litúrgico (ano B)

Agenda do Bispo Auxiliar 1/11 – Missa. Santa Casa de Misericórdia,10h 2/11 – Missa. Cemitério Santana, 7h30 Missa. Cemitério Parque,10h Missa. Cemitério Central, 16h 3/11 – Vicariato Aparecida, 8h 5/11 – Envio Sínodo Arquidiocesano. CPDF, 8h – Crisma. Paróquia Jesus Bom Pastor,18h 6/11 – Crisma. Paróquia N. Sra Aparecida, 8h – Crisma. Paróquia Santo Inácio de Loyola,19h30 7 a 10/11 – CONSER –CNBB – Regional Centro - Oeste 10/11 – Encontro de Avaliação – CNBB – Regional Centro - Oeste, 17h 11/11 – Reunião da Diretoria – Seminário Maior São João Maria Vianney, 9h – Avaliação do Instituto Santa Cruz, 14h 12/11 – Missa e bênção da Igreja da Com. N. Sra. do Rosário, 19h30 13/11 – Paróquia N. Sra. Aparecida – Aparecida de Goiânia, 8h – Missa. Catedral,19h 15/11 – Formação para professores – Paróquia Santa Cruz, 8h 18/11 – Crisma – Paróquia S. Geraldo em Goianira, 19h30 19/11 – Ordenação Sacerdotal . Catedral, 15h 20/11 – Crisma. Paróquia N. Sra. do Rosário, Aparecida de Goiânia, 9h – Missa. Catedral,19h 25/11 – Crisma. Paróquia N. Sra. da Abadia Abadia de Goiás,19h30 26/11 – Crisma. Paróquia N. Sra. da Piedade, Bela Vista,19h30 27/11 – Crisma.Com. N. Sra. Aparecida, Paróquia Santa Clara e S. Francisco, 8h – Missa. Catedral, 19h 29/11 – Missa. Com. N. Sra Aparecida, Paróquia Santa Cruz,19h30

Jardim das Palmeiras, 8h l Missa de Finados. Cemitério Parque Memorial, 16h l Missa de Finados. Catedral, 19h 05/11 – Crisma. Paróquia N.Sra. de Guadalupe,19h 06/11 – Missa. Catedral,11h30 Crisma. Paróquia Santo Inácio de Loyola,19h30 07/11 – Crisma. Paróquia N. Sra. Aparecida e Stª Edwiges,19h30 08/11 – Entrega da Bíblia - Caminho Neocatecumenal. Paróquia N. Sra Rainha da Paz,19h30 09/11 – Crisma. Paróquia São Paulo Apóstolo,19h 11/11 – Visita Pastoral a hospital, 15h 12/11 – Crisma. Paróquia Santa Bárbara, 19h30 13/11 – Crisma. Paróquia Cristo Redentor, 8h l Missa. Catedral,11h30 l Crisma. Paróquia Cristo Redentor ( 2ª turma),19h30 18/11 – Visita Pastoral a hospital, 15h l Crisma. Paróquia N. Sra. Assunção,19h30 19/11 – Ordenaç��o Sacerdotal: Divino, Rafael e Aurélio. Catedral,15h 20/11 – Crisma Paróquia Santíssimo Redentor, 8h l Missa. Catedral,11h30 l Crisma. Paróquia São Pedro e São Paulo, 18h 25/11 – Visita Pastoral a hospital, 15h 27/11 - Crisma. Paróquia N. Sra. Rosa Mística,8h l Missa. Catedral,11h30 l Crisma. Paróquia N. Sra. da Libertação,18h 30/11- Crisma. Paróquia Sagrados Estigmas e Santo Expedito,19h30

Aniversários de novembro 4/11- Pe.Valdison de Barros Braga 5/11- Frei VenildoTrevisan, OFMcap 6/11- Pe. Clóvis de Jesus Bovo,CSSR 8/11- Ir. Maria Virgínia Cadengue 8/11- Ir. Maria da Piedade Souza 10/11- Ir. Gema Vicenci 11/11- Ir. Jerônima Marques da Costa 12/11- Dom Jaime Mota de Farias 12/11- Ir. Vilda Gontijo dos Santos 12/11- Ir. Áurea Fleury Lemes 13/11- Pe. Fernando Rodrigues, SDB 14/11- Pe. Helder Ribeiro Camêlo 14/11- Pe. Hércules Geremias Melo 14/11- Pe. Jorge Meloni Filho 15/11- Frei Fernando Inácio Peixoto de

Castro, OFM 15/11- Ir. Maria Neide Batista 15/11- Pe. José Francisco Fernández

Coquejo, SPadV 16/11- Pe.Rodrigo de Castro Ferreira 18/11- Ir. Maria Luzia Dias 20/11- Ir. Maria de Lourdes da Fonseca 21/11- Ir. Maria das Graças Silva Moura 23/11- Pe. Manoel Ribamar Barbosa da Silva, CSsR 23/11- Pe. Sérgio Valdemar Furlan, CSSR 26/11- Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro 27/11- Ir. Gertrud Fokter,presidente CRB e provincial das missionárias de Cristo

n artigo

O tempo litúrgico do Advento Frei Marcos Sassatelli, OP Vigário episcopal do Vicariato Oeste O tempo litúrgico do Advento é um tempo de renovada esperança e de alegre espera da vinda de Jesus. “Possui dupla característica: sendo um tempo de preparação para as solenidades do Natal, em que se comemora a primeira vinda do Filho de Deus entre os seres humanos, é também um tempo em que, por meio desta lembrança, voltam-se os corações para a expectativa da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos” (Normas sobre o Ano Litúrgico e o Calendário - NALC, N. 39). O Advento é formado por quatro semanas: nas duas primeiras semanas somos convidados a vigiar, esperando a vinda gloriosa do Salvador. Nas últimas duas, lembrando a espera dos profetas e de Maria, somos convidados a nos preparar para celebrar – fazer a memória, tornar presente - em nossa vida e em nossa história o nascimento de Jesus em Belém. Um símbolo que pode nos ajudar a entender e viver o sentido do tempo do Advento é a Coroa do Advento, que é feita de um círculo de galhos sempre verdes, simbolizando o amor infinito de Deus para com todos os povos. As quatro velas, acesas e colocadas no círculo – uma a cada semana do Advento – nos lembram a luz de Deus que vem ao mundo para iluminar nossa existência e nossa história. Na abertura do tempo litúrgico do Advento escutamos a antífona: “Anunciai a todos os povos: Deus vem, nosso Salvador” (I Vésperas do 1º domingo do Advento), que ressoa durante todo o Ano Litúrgico. A Liturgia “convida a renovar seu anúncio a todos os povos e o resume em duas palavras: ‘Deus vem’. Esta expressão tão sintética contém uma força de sugestão sempre nova. Detenhamo-nos um momento a refletir: não usa o passado – Deus veio – nem o futuro – Deus virá –, mas o presente: ‘Deus vem’. Se prestarmos atenção, trata-se de um presente contínuo. Em qualquer momento, ‘Deus vem’. O verbo ‘vir’ apresenta-se como um verbo ‘teológico’, inclusive ‘teologal’, porque diz algo que tem a ver com a natureza própria de Deus. Anunciar que ‘Deus vem’ significa, portanto, anunciar simplesmente o próprio Deus, através de uma de suas marcas essenciais e significativas: é o ‘Deus-que-vem’” (Bento XVI. Meditação sobre o Advento, 10/12/2006 - www.cnbbco.org.br). A espiritualidade cristã é pascal: cristológica, pneumatológica e trinitária (comunitária, eclesial). Brota da vivência mais profunda do Ano Litúrgico, que se inicia com o Advento e tem como centro a Páscoa. A Liturgia é a celebração do mistério pascal na vida e a celebração da vida no mistério pascal. “A celebração litúrgica repercute na vida e a vida é celebrada. Celebração e vida estão intimamente ligadas. Como seguidores de Jesus Cristo progressivamente nos tornamos uma coisa só com ele. Cristo, embora tenha passado pela morte, venceu-a. Nós também venceremos. Acreditemos na vida” (Ir. Veronice Fernandes, pddm - www.cnbbsul1. org.br - 25/03/08). O Advento nos leva a uma mudança de vida e nos prepara para celebrar e viver o Natal de Jesus à luz de sua Páscoa, que é também a nossa Páscoa, a Páscoa de toda a humanidade, a Páscoa do mundo inteiro.


4i

Arquidiocese de Goiânia

Brasil Central Novembro de 2011

vestibular@pucgoias.edu.br www.pucgoias.edu.br 3946-1058

Locais de inscrição www.pucgoias.edu.br Goiânia Shopping

Valores PUC Goiás (Área 4, Praça Universitária) PUC Idiomas (rua 28 c/ rua 9 - Setor Marista)

De 3 a 12 de novembro - R$50,00 13 e 16 de novembro - R$80,00

Provas dia 21 de novembro

Você pode escolher mais

3cursos

além da sua 1ª opção

Bacharelados e Licenciaturas Administração Arqueologia Arquitetura e Urbanismo Biologia (Bacharelado) Biologia (Licenciatura) Biomedicina Ciência da Computação Ciências Aeronáuticas Ciências Contábeis Ciências Econômicas Com. Social - Jornalismo Com. Social - Publicidade e Propaganda Design Direito Educação Física Enfermagem Engenharia Ambiental Engenharia Civil Engenharia de Alimentos Engenharia de Computação Engenharia Mecatrônica

Engenharia de Produção Engenharia Elétrica Farmácia NOVO Filosofia Física Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Letras Matemática Medicina Nutrição Pedagogia Psicologia Química Relações Internacionais Serviço Social Zootecnia

Tecnológicos Agronegócio Análise e Desenv. de Sistemas Eventos

Gestão Ambiental Gastronomia Secretariado

Reconhecimento internacional como Universidade Pontifícia Bibliotecas com 371.400 volumes 471 ambientes laboratoriais 1º lugar no Centro-Oeste 11º lugar no Brasil Universidade particular

Provas dia

21 denovembro

Financiamentos próprios e governamentais, como o Crédito Educativo PUC Goiás, FIES e outros

Alunos dos cursos de licenciatura que optarem pelo FIES não precisam de fiador e têm 100% de financiamento. Para os demais cursos, alunos com renda per capita familiar de até um salário mínimo e meio também não precisam de fiador ao optar pelo FIES.


novembro-2011