Page 1

Boletim Informativo da Paróquia São José do Ipiranga - nº 43 - janeiro de 2013

APRESENTANDO O BOLETIM “Bendito sois vós, Senhor Deus, rei do universo pela benção que nos concede ao iniciarmos este novo ano”.

Q

ueridos paroquianos e leitores, iniciamos um novo ano. E com ele, novos sonhos, projetos e a esperança de alcançarmos todos os objetivos. É Jesus Cristo, o Deus menino, que acolhemos no Natal e ao longo deste ano Ele caminhará conosco. Eis as matérias e atividades especiais do nosso primeiro Boletim de 2013: Celebraremos no dia 20 a grande festa de Nossa Senhora de Sion. Vamos acolher com alegria as caravanas que virão das paróquias da Congregação. Neste dia nos alegraremos com a vida dos religiosos que professarão seus votos e com os novos membros do Apostolado de Nossa Senhora de Sion. Realizaremos nos dias 17,18 e 19 o tríduo de preparação. Leiamos com atenção o artigo sobre a aparição de Nossa Senhora ao pe. Afonso Ratisbonne. No artigo ‘Conhecendo um pouco mais’ vamos nos aprofundar sobre o sacramento da “Ordem”. Ao longo deste ano apresentaremos artigos sobre três grandes temas que a Igreja nos convida a refletir: - A celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II, O Ano da Fé e em especial a preparação para a Pré-jornada e a Jornada Mundial da Juventude que acontecerá em julho. Agradeço a todos que adotaram uma criança com a sacolinha de Natal. Foi um encontro especial com as crianças e suas famílias. Venha você também participar das pastorais e movimentos de nossa Paróquia. E por fim, apresentamos as informações e atividades de nossa paróquia. Fraterno abraço e um abençoado 2013! Pe. Ramires Henrique de Andrade,nds

20 de janeiro – 171 anos da Aparição de Nossa Senhora de Sion

U

m dos fatos marcantes da história religiosa do século XIX foi a aparição de Nossa Senhora ao judeu Afonso Ratisbonne e sua retumbante conversão ao catolicismo. Muito distante da fé católica vivia o jovem banqueiro Afonso Ratisbonne, natural de Estrasburgo, nascido em 1814, de riquíssima família israelita. No dia 20 de janeiro de 1842, em viagem turística a Roma, por curiosidade meramente artística ele acedeu entrar na Igreja de Sant’Andrea delle Fratte, acompanhado de um amigo, o Barão de Bussières. Enquanto este foi à sacristia, a fim de encomendar uma missa, o jovem judeu apreciava as obras de arte daquele templo. Quando se encontrava diante do altar consagrado a Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa (hoje conhecido como altar da Madonna del Miracolo — Nossa Senhora do Milagre), Ela apareceu-lhe e o converteu instantaneamente de inimigo da Igreja A l t a r d a ap a r i ç ã o, i g r e j a d e S a n t ' A n d r e a católica em seu fervoroso apóstolo. d e l l e Fr ate , R o m a


TRÍDUO PARA A CELEBRAÇÃO DE NOSSA SENHORA DE SION

C

onvidamos toda a comunidade para participar do tríduo em preparação para a Festa de Nossa Senhora de Sion. Peçamos a nossa mãe, a Virgem de Sion que nos ajude a viver intensamente nossa fé. Dias: 17 -18 e 19 de janeiro - Horário da Celebração 19h

O SACRAMENTO DA ORDEM

N

unca será demais repetir que Jesus é o único Sacerdote e Mediador. Só Ele realiza a plena união do homem com Deus. Mas, Jesus Cristo que veio para anunciar o Reino de Deus quer que esse Reino, cujo sinal de realização é a Igreja, continue através dos séculos. Para isso Ele entregou às mãos humanas os poderes sacerdotais que Ele mesmo tem. “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi. Ide ...” – Escolheu seus representantes, seus sucessores, os sacerdotes. E nessa mesma quinta-feira santa, com poucas palavras, Jesus deu a eles o supremo poder de um sacerdote: “Fazei isto...” Com essas palavras Jesus dá àqueles homens o poder sacerdotal na sua mais alta expressão: transformar o pão e o vinho no Corpo e Sangue do Senhor! Ordena-os sacerdotes quando lhes dá o poder de celebrar a Eucaristia! Como representantes e sucessores de Jesus, a principal missão dos Apóstolos foi fundar as primeiras comunidades, e organizá-las, deixando nelas seus próprios representantes: profetas para anunciar a Palavra, o Evangelho; epíscopos, presbíteros (padres) e diáconos. Eles deveriam anunciar o Evangelho e conduzir a comunidade à santificação pelos sacramentos, particularmente a Eucaristia.

ou diocesano do candidato. O bispo faz perguntas sobre o diácono, inclusive para o povo que neste momento poderá se manifestar. Findos os depoimentos, o bispo faz uma longa exortação lembrando o que é o sacerdócio e suas responsabilidades, exortação essa dirigida especialmente ao ordenando. Segue-se um diálogo entre ele e o bispo celebrante, no qual o ordenando deve deixar claro o que pretende, manifestando sua vontade firme de viver o sacerdócio. Faz-se então as invocações da Ladainha de Todos os Santos, durante a qual o diácono permanece deitado, debruçado no chão, simbolizando as renúncias a que se dispõe fazer para abraçar o sacerdócio. Agora o candidato põe-se de joelhos diante do bispo e este faz a oração invocando o Espírito Santo. É chegado o momento essencial e supremo da ordenação sacerdotal: a imposição das mãos.

Como é a Ordenação Sacerdotal?

O rito da ordenação sacerdotal, seus gestos e orações, poderão ajudarnos a entender melhor a grandeza desse sacramento. Algum tempo antes da ordenação sacerdotal, aquele que deseja ser padre, depois de alguns anos de preparação, é ordenado diácono. Somente após um período como diácono é que acontece a ordenação sacerdotal. É uma celebração feita pelo bispo durante a santa missa, geralmente concelebrada por vários sacerdotes. Logo após a proclamação do Evangelho, começa o rito de ordenação. O candidato (diácono) é apresentado ao bispo ordenante pelo superior religioso

O bispo, em silêncio, impõe as duas mãos sobre a cabeça do ordenando e, a seguir todos os sacerdotes presentes, um a um, passam diante do ordenando, impõe sobre ele as duas mãos e retiram-se com a mão direita levantada, conservando-a assim até que o último tenha feito esse gesto. Estando todos ao redor daquele que está sendo ordenado, com a mão direita levantada, o bispo faz a oração que constitui

juntamente com a “imposição das mãos” a forma essencial da ordenação sacerdotal. Segue-se uma oração longa e muito bonita e de significado profundo. Em determinada altura o bispo reza: “Nós Vos pedimos, Pai Todo Poderoso constituí esse Vosso servo na dignidade de presbítero... obtenha, ó Deus o segundo grau da ordem sacerdotal”. Está realizada a ordenação! O ex-diácono já é sacerdote, já é padre. Recebeu o sacramento da Ordem, é presbítero da Santa Igreja. O novo sacerdote recebe as vestes sacerdotais, e em seguida têm ungidas as suas mãos. Como no Batismo, na Crisma e na Unção dos Enfermos aqui é usado o óleo sagrado.

O novo sacerdote é ungido para a sua missão sacerdotal. Assim reza o bispo durante a unção que é feita na palma das mãos: “Nosso Senhor Jesus Cristo a quem o Pai ungiu com o Espírito Santo e revestiu de poder, te guarde para a santificação do povo fiel e para oferecer a Deus o santo sacrifício”. O bispo entrega ao neo-sacerdote a patena com a hóstia e o cálice com o vinho, e reza esta oração: “Recebe a oferenda do povo para presenteá-la a Deus. Toma consciência do que fazes e põe em prática o que vais celebrar, conformando tua vida, ao mistério da cruz do Senhor”. Daí em diante começando o Ofertório, o neo-sacerdote concelebra com o bispo e seus colegas. Consagra pela primeira vez! Está celebrando a primeira Missa! “E... Tu és agora sacerdote eternamente, segundo a Ordem de Melquisedec, como Cristo Jesus o foi, e a quem tu representas por toda a eternidade!”


CONCÍLIO VATICANO II - 51 ANOS DE HISTÓRIA

O

O que é o Concílio Vaticano II?

Concílio Vaticano II (CVII) foi o XXI Concílio Ecumênico da Igreja Católica (Assembleia do alto clero para tomar decisões disciplinares ou de fé), inaugurado pelo Beato João XXIII em 11 de outubro de 1962 e terminou no dia 08 de dezembro de 1965, já sob o papado de Paulo VI. Este Concílio, realizado em quatro sessões, reuniu mais de dois mil participantes de todo o mundo para discutirem e regulamentarem vários temas da Igreja Católica, para a sua própria preservação e defesa, ou guarda e clareza da Fé e da doutrina. As suas decisões estão expressas em quatro constituições, nove decretos e três declarações elaboradas e aprovadas pelo CVII, que deu à Igreja um novo modo de olhar o mundo (ser solidária), os outros cristãos (ecumênica), as outras religiões (dialogante). Deu um grande impulso na renovação da vida interna da Igreja, dos estudos bíblicos e da liturgia. Igreja Povo de Deus, servidora do mundo e da humanidade. Nas próximas edições discorreremos mais sobre o assunto...

C

ANO DA FÉ

omeça o grande Ano da Fé. O Papa convocou o Sínodo dos Bispos no mês de outubro de 2012 (data que marcou o início do Concílio Vaticano II, em 1962)que tem como tema: “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”, e que abriu o “Ano da Fé”, que irá até a Festa de Cristo Rei, em novembro de 2013. É a Igreja cumprindo a missão que Jesus lhe deu: “Ide evangelizar!”. A missão da Igreja é esta; Paulo VI disse que esta é a identidade e a missão da Igreja. Para a Igreja deixar de evangelizar seria como para o sol deixar de brilhar. O Vaticano tem dado orientações de como deve ser este Ano especial. “O Ano da Fé quer contribuir para uma conversão renovada ao Senhor Jesus e à redescoberta da fé…”. A “Congregação da Fé” destaca que hoje é necessário um empenho maior a favor duma Nova Evangelização (“novo ardor, novos métodos e nova expressão”), para crer, reencontrar e comunicar a fé. Recordando o 50º aniversário de abertura do Concílio Vaticano II, destaca que no Ano da Fé devem-se encorajar as romarias dos fiéis ao Vaticano, bem como à Terra Santa. O papel especial de Maria no mistério da salvação deverá ser ressaltado, e recomenda também romarias, celebrações e encontros nos maiores Santuários Marianos no mundo. Prof. Felipe Aquino

A

Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro deverá ser um evento de destaque dentro do Ano da Fé, uma “ocasião privilegiada aos jovens para experimentar a alegria que provém da fé no Senhor Jesus e da comunhão com o Santo Padre, na grande família da Igreja”. Sejam organizados simpósios, congressos e encontros de grande porte, a nível paroquiano, diocesano e internacional,

que favoreçam o encontro com testemunhos da fé e o conhecimento da doutrina católica. Neste sentido o Vaticano pede que os fiéis se aprofundem no conhecimento dos principais Documentos do Concílio Vaticano II e o estudo do Catecismo da Igreja Católica, o que vale de modo particular “para os candidatos ao sacerdócio”.

Chegou a hora!!! Inscreva-se para a Jornada Mundial da Juventude!!!

Venha participar desta grande "aventura da fé" junto a milhões de jovens de todas as partes do mundo! 27-01 - 9h30m - Encontro Setorial Ipiranga - jovens de todo o Setor na Paróquia São José.


S E R V I Ç O PA S T O R A L TRABALHOS ADMINISTRATIVOS E PASTORAIS

Pároco: Padre Ramires Henrique de Andrade, nds Vigário: Padre Antônio Glugoski, nds Vigário: Padre José Maria Leite, nds EXPEDIENTE PAROQUIAL Rua Agostinho Gomes 1941 Telefone: 2063-1818 / 2063-2523 Site: www.paroquiasjdoipiranga.com.br Blog: http://paroquiasjdoipiranga.blogspot.com ATENDIMENTO DA SECRETARIA Segunda a sexta-feira: 8h às 17h Sábados: 8h às 12h30m e 13h30m às 17h Informações sobre Batismo, Catequese e Matrimônio

LOUVOR Apostolado de Sion: 5ª feira às 9h - Adoração ao Santíssimo  Oração do Terço: 5ª feira às 18h15  Missa em honra a Nossa Senhora de Sion: 5ª feira às 19h  Missas mensais: último domingo de cada mês - 11h Grupo de Oração (RCC): quinta-feira às 20h Encontro de Oração: terça-feira às 15h Mãe Rainha Três Vezes Admirável: segunda-feira: às 15h - Terço e hora Santa.

D

istribuição das “Sacolinhas de Natal” para as crianças cadastradas na Pastoral da Criança da Paróquia São José do Ipiranga - 15 de dezembro de 2012. Os voluntários da Pastoral da Criança desenvolvem ações de saúde, nutrição, educação, cidadania e espiritualidade de forma ecumênica nas comunidades pobres. As atividades visam promover o desenvolvimento integral das crianças, desde a concepção aos seis anos de idade, e a melhoria da qualidade de vida das famílias.

Apostolado do Sagrado Coração de Jesus - 1ª sexta-feira do mês, às 19 horas. MOVIMENTOS Formiguinhas de São José: quarta-feira, das 8 às 17h PASTORAIS Acólitos e Coroinhas, Batismo, Catequese, Comunicação, Criança, Crisma, Dízimo, Ecumenismo, Escuta, Família/ECC, Juventude, Lazer, Liturgia, Ministros Extraordinários da Santa Comunhão, Ministros da Música, Ministros da Palavra, Noivos, Saúde, Social.

F e li z Nature Paisagismo Paisagismo e Manutenção de Jardins

http://naturepaisagismo.com.br contato@naturepaisagismo.com.br

Telefones: 3479-0779 - 9982-1707 9185-1516

01-boletim-de-janeiro-de-2013  
Advertisement