Issuu on Google+

enhada: banda-des

número

er X em... p u S o d o p u O Gr

5

Aventura a! na Quint

Junta o número à tua colecção!

5

Revista Semestral – Outubro de 2010 – n.º 5

ISSN 1647-0907

A revista para os mais novos sobre leite, -estar. alimentação, boa forma e bem

ercados

nos superm em c as n ão n s to en im al s O

? ) o ã n u o ( s ia b a s á J Notícias: ite A Festa do Le da no Festival Pan

A História dos Alimento s

(antes de chegar em às prateleira s do supermercado )

OFERTA! Horário escolar:

com todas as tuas actividades extra-curriculares


A Festa do

Super X

Leite

É um super-herói capaz de voar, mas tem outros super-poderes: protege os seus amigos, leva a mensagem do valor do leite a todas as crianças. E quando bebe leite... ninguém o vence!

Mimosare contigo! anda semp

Conseguimos explicar muito bem o que é a Festa do Leite Mimosa observando o seu próprio nome. Queres ver? Então pensa: o que significa Festa? Alegria, diversão, gargalhadas, encontro de amigos, comemoração!

aVitóri o-ar -n -dedodestemida e

Vaca Malhadaforça

ra dar Aparece sempre pa . E não ig aos nossos am os trazer de a se esquece nunc s com leite. deliciosas surpresa Todos a adoram!

Tomé

a, é Espert nsar. Assim e p a pre rápida ia, sem . r ó t i V a ender.. a noss de apr a s o j e des nder. e respo

O que significa Leite? Alimento que ajuda a crescer e que contribui para nos manter em boa forma e com saúde.

Então... o que quer dizer afinal “Festa do Leite”? Um encontro de amigos, uma comemoração em torno do prazer de beber leite. Uma Festa para nos lembrar como é tão importante termos uma alimentação saudável e praticarmos exercício.

to. o Despor É o rei d ar s a é: “E t O seu lem !” o que nã parado é

É um rapaz calmo. Adora seguir pistas e encontrar soluções para todos os mistérios e problemas. É muito amigo do Tomé.

Então... Tchim, tchim! Com um copo bem cheio de leite, claro! A Festa do Leite Mimosa já faz parte da tua vida. Fred Latas

e É o artista do grupo, sab um É ! bem desenhar muito dos mais velhos, um dos mais fortes. É também o a. irmão mais velho da Kik

o Pedro Mínim a pequenito

escia, er O Pedro não cr imo). chamavam Mín (e por isso lhe ite... eçou a beber le Mas depois com é o Máximo! e hoje o Pedro

Lacticínios: porque são a escolha certa?

Os Lacticínios como o leite, o iogurte, a manteiga e o queijo têm muito do que precisas para crescer bem, por exemplo: -> Proteínas: os tijolos do nosso corpo; -> Gorduras: a nossa reserva de energia;  itaminas: que ajudam o teu corpo a -> V funcionar; -> Água: essencial à vida; -> M  inerais, como o cálcio e o fósforo: importantes para os ossos. Os lacticínios não são todos iguais. Devemos escolhê-los bem quando vamos ao supermercado, conhecer a origem dos seus ingredientes, ter a certeza de que a sua qualidade foi controlada.

A “Missão: Heróis Saudáveis” é uma tarefa inacabada. Este ano vamos falar-te sobre a Origem e a Compra dos Alimentos. Porque saber escolher e saber comprar são dois passos muito importantes para... comer bem!

Bibas

Queres comemorar connosco?

Junta-te a nós nesta Festa!

A Festa do Leite é formada por um grupo de amigos inseparáveis que vive aventuras divertidas... e de quem de certeza já ouviste falar. Aqui ficam as apresentações:

A tua escola já aceitou esta Missão? Pergunta ao teu professor.

Kika, saltarica

Entrou há pouco tempo para o grupo, mas já ninguém pode viver sem ela. A Kika tem uma especialidade: adora saltar... O seu sonho: saltar mais alto do que um canguru (e assim combater o Melga mor!). 3


nta... X a pr e s e r e p u do S u po r G O

a r u t n e Av na quinta

Mas que grande algazarra no supermercado... O que é que se passará?

Acho incrível, Fred!

Isto não pode ser... Viste o que a Kika me perguntou?

Desculpa, Malhada...

imagina! Se os tomates nascem nas árvores... Ora, ora... isto não se admite, Kikazinha!

Vocês estão a sair-me cá uns “meninos da cidade”! O grupo do Super X está mesmo a precisar de uma aula no campo...

Todos vocês!

Vão já fazer as mochilas: partimos amanhã para a quinta das minhas amigas Pureza e Felicidade. Serão duas velhinhas?

No dia seguinte de manhã, está tudo a postos para a viagem...

Mas, mas...

Ih, ih, ih... Isto vai ser mais divertido do que eu pensava... Estou para ver quem serão a Pureza e a Felicidade!

Que belo trio...

... E até dançar!

Malhada,

que saudades!

Estes são os amigos que vos falei. Os tais que estão a precisar de uma aula no campo...

Então venham daí conhecer as nossas instalações de “luxo”!

Aqui são os pastos... Adoramos correr por aqui, saltar por aqui...

Este é o Sr. Matias, que trata de nós com todos os mimos....

Aqui é a sala da ordenha, onde o leite é recolhido.

quem é que vai ao campo?

uma carroça, Malhada? Sim, estes são os meus amigos Rodolfo e Reinaldo.

E ali está o camião cisterna refrigerado que leva o leite para a fábrica...

Mas têm acontecido coisas estranhas. O mês passado, o leite desapareceu misteriosamente... e nunca percebemos o que aconteceu.

Chega de converseta! O sol está a pôr-se, está na hora de deitar...

Tão cedo? 4

5

E no dia seguinte...

Vamos Kika? Nós ficámos de ir buscar os ovos ao galinheiro.


Toca a levantar, nós ficámos de ir regar a horta e colher tomates para a salada.

Todos trabalham. Na quinta há sempre muito que fazer... e muito que aprender!

A meio da manhã, enquanto fazem uma pausa, aparece a Pureza muito preocupada...

Não imaginam: o leite voltou a desaparecer!

Tenho um plano, ora oiçam... Bzzz, bzzzz, bzzzz.

Alinhas Kika?

E de repente...

AAAIIII!

É para já. Se é para saltar contem comigo!

Aqui, deitamo-nos com as galinhas e levantamo-nos com os galos!

Vejam, pegadas!

Este desaparecimento... não vos faz lembrar ninguém?

Aqui junto ao camião!

vamos procurar pistas e perceber o que se passa.

É o Melgamor! Ele anda aí...

Quem é o Melgamor?

É uma criatura estranha que hipnotiza as crianças para impedir que bebam leite e tenham uma vida saudável. É preciso ter cuidado com ele. Se ouvires a sua voz, já sabes: tapa os ouvidos!

Tenho medo!

Olhem! Lá está ele a fazer das suas junto aos camiões. Hipnotizou o condutor e os empregados e está a fazer evaporar o leite...

Depressa,

escondam-se atrás dos arbustos!

6

Parem de rir, parem!

Socorro, o que é isto? Larguem-me miúdos idiooooootas!

Conseguimos!

Odeio gargalhadas de crianças que respiram

saúde...

E desta vez conseguiram sem a minha ajuda! Estão uns verdadeiros super-heróis, vocês!

Muuuuuuuuuú...ito obrigada! Muuuuuuuuito obrigada!

7

E já percebi que têm ali um clube de fãs de quatro patas...

Olhem só!

Estas vacas são só rir!

fim

Ó Pureza, que chatice...


Posso dizer o que sei? Vou começar pelo grupo do Leite e Derivados. O leite que bebemos vem quase sempre das vacas, como tu, a Pureza ou a Felicidade! Os iogurtes, o queijo, a manteiga são feitos a partir do leite (não são as vacas que os dão já feitos...). Para o leite ser do bom, as vacas devem ter uma alimentação equilibrada, devem fazer algum exercício e beber boa água. Vacas felizes dão melhor leite!

Os alimentos não nascem no supermercado! (dãh...) Agora que já sabes quais são os alimentos que “entram na Roda”, desafiamos-te a ir mais longe: a viajar até às hortas, pomares, explorações agrícolas... e mesmo até ao mar para saberes onde nascem todos estes alimentos.

Desta vez vai ser a Vaca Malhada que te vai dar a lição...

Preparado? Se há coisa que me faz impressão é que alguns meninos, assim como vocês, não saibam onde é que os alimentos nascem, como é que são preparados... ou o que lhes acontece antes de chegarem ao nosso prato...

... ou ao nosso copo!

É isso mesmo Vitória... Quem quer continuar?

Eu sei que os Legumes e as Leguminosas vêm da horta. O que comemos são as diferentes partes das plantas, raízes, folhas, caules, frutos: as leguminosas são grãos, sementes; as alfaces são folhas; também sei que os tomates são frutos.

Exactamente. E espero que depois desta visita à quinta, tenham mais sabedoria sobre este assunto... Porque pertencem ao Grupo do Super X, e quem pertence a este grupo sabe muita coisa sobre os alimentos... Ora vamos lá olhar para a Roda! Mas as Frutas vêm quase sempre do pomar: as pereiras dão peras, as macieiras dão maçãs, os pessegueiros dão pêssegos...

8

9

CONTINUA NA PÁGINA SEGUINTE!


E quem quer falar da Carne, dos Ovos e do Peixe?

Falo eu! A Carne vem dos animais: porcos, coelhos, galinhas. O Peixe vem do mar, claro. Mas também há peixes no rio. Os Ovos são postos quase sempre pelas galinhas.

Pois é... Eu já vi!

Faz a Vaca Malhada ainda mais feliz!

Torna-te

neste

especialista

assunto

Se queres deixar a Vaca Malhada ainda mais feliz, aprende nesta página muito mais coisas interessantes sobre a Origem dos Alimentos.

O que é a

Já estou mais satisfeita... e mais descansada. Não aguento ver meninos que não sabem estas coisas tão importantes! Estou muito orgulhosa! As massas e o pão são feitos de Cereais que depois de moídos se transformam em farinha. A farinha dá para fazer imensa coisa! O arroz é um cereal, o bago de uma planta.

Agricultura

Biológica?

Os alimentos biológicos procuram ser mais saudáveis, naturais... e mais amigos do planeta. Na agricultura biológica: • Não se utilizam produtos químicos para não contaminar a água, o solo e os alimentos; • A alimentação e vida dos animais são mais cuidadas.

O que é o

comércio justo

No Comércio Justo, o mais importante é colocar o comércio ao serviço das pessoas e ajudar a desenvolver os países mais pobres. Se um pequeno agricultor receber o justo valor pelo seu trabalho, vai poder cuidar melhor da sua família, viver em melhores condições, mandar os filhos para a escola...

Queres ajudar os teus pais a reconhecer um produto biológico no supermercado?

Por vezes, os produtos provenientes do Comércio Justo são um pouco mais caros. Mas essa diferença de preço, pode ajudar a tornar o mundo mais justo!

10

Procura a “Eurofolha”!

11


2

Primavera

3

Verão

Outono

PALAVRAS CRUZADAS DO POMAR Desvenda as pistas e escreve as palavras certas na grelha. No final, descobre, na vertical, o tesouro que existe no leite e em todos os frutos!

1. 2.

3.

4. 5. 7.

Ora aprende! MUGIR: soltar mugidos, ou seja, fazer Múuuu ORDENHAR: tirar o leite à vaca 12

6.

8.

Inverno

 rvore sem a qual não existiria 1. Á azeite. Não lhe caem as folhas no Outono! 2. Árvore da família das rosáceas, que dá não rosas, mas... ameixas. 3. Árvore tropical americana que produz abacates. 4. Árvore que dá maçãs. Esta é fácil... 5. Árvore sem a qual não existiriam limonadas. Pois é! 6. Quem não sabe chama-lhe “uveira”. Na verdade, dá uvas mas tem outro nome! 7. Árvore originária da China, que dá frutos ricos em vitamina C. 8. Não é uma árvore, mas Dá frutos amarelos e sem caroço… Os preferidos dos macacos! 9. Árvore que dá frutos doces e amarelados conhecidos por nêsperas.

Ora aprende!

9. 13

A bananeira é uma planta herbácea, ou seja uma erv a. Na verdade, a maior erva do mundo!

Solução: 1- OLIVEIRA; 2- AMEIXEIRA; 3-ABACATEIRO; 4-MACIEIRA; 5-LIMOEIRO; 6- VIDEIRA; 7-LARANJEIRA, 8-BANANEIRA; 9-NESPEREIRA.

De certeza que já és capaz de contar toda a viagem do leite, dos prados... até ao copo. Observa as imagens e ordena-as correctamente, escrevendo o número certo em cada quadradinho (de 1 a 6). Quando terminares, pinta tudo como mais gostares!

Solução: PRIMAVERA – Morangos, Nêspera, Ervilhas; VERÃO – Melancia, Pimento, Tomate; OUTONO- Abóbora, Castanha, Romã; INVERNO- Amêndoa, Tangerina, Kiwi.

Primavera, Verão, Outono, Inverno: em cada estação a natureza oferece-nos frutas e legumes maravilhosos. Faz corresponder cada alimento à sua estação e depois pinta-as.

A VIAGEM DO LEITE

Solução: 2, 5, 3, 1, 6, 4

1

de jogos!

JOGO DAS 4 ESTAÇÕES


4

chegou o correio

de onde veio?

Procura na imagem principal a origem de cada alimento representado na barra. Com uma linha, une os alimentos ao seu lugar. Pinta as imagens como mais gostares.

Lembram-se de termos pedido receitas originais (que levassem leite, claro), no último número da revista? Pois bem, os nossos leitores não nos desiludiram e enviaram-nos muitas propostas, saudáveis e deliciosas. A Francisca Abecasis Opinião, de 3 anos, que frequenta o Centro Alfredo Pinheiro em Cascais, mostrou-nos os seus dotes culinários com esta deliciosa receita. É um bolo e é mimoso...

Nós provámos e adorámos.

Bolo mimoso

Ingredientes: 2 chávenas de açúcar 1 chávena de manteiga 3 ovos 2 chávenas de farinha de trigo 1 copo de leite 1 colher(chá) de sal 1 colher(sopa) de fermento

Os alimentos vêm de vários lugares (e não nascem nas embalagens, nem nas prateleiras do supermercado). Corta letra sim, letra não para descobrires quais são estes lugares de que aqui falamos. Observa o exemplo para perceberes melhor.

VFAUCNANRLIZA

Vacaria

HMOTRATza PLOIMHAdr GVABLCIRNDHOEMILRBO rMIJO 14

MUAZR

Solução: VACARIA, HORTA, MAR, POMAR, GALINHEIRO, RIO.

5

Onde estão os alimentos

Preparação de Bolo Mimoso: 1. Bate-se muito bem o açúcar e a manteiga. 2. Depois, junta-se a manteiga e bate-se novamente até ficar tudo branco. 3. Mistura-se a farinha de trigo. Acrescenta-se aos poucos o leite e o sal. Dissolve-se o fermento num bocadinho de leite e junta-se à massa. 4. Por último, juntam-se as claras batidas em castelo. 5. Unta-se uma forma com manteiga e leva-se ao forno quente.

DESAFIO

e uma frase Envia-nos as fotografias do Leite celebrada original da grande Festa na tua escola. cadas no próximo As melhores serão publi e e habilitam-se a número da revista, no sit do Super X! ganhar a visita do grupo

Quando estiver pronto, serve-se o Bolo Mimoso acompanhado de um belo copo de leite.

Participa!

gmail.com E-mail: servicopedagogico@ Morada: Apartado 24 290 EC de Campo de Ourique 1250-996 Lisboa

Que belo lanche...

Hum!...

15


frescas s a i c í t o n

A Festa do Leite anda por aí!

Já deste por nós?

O Leite brilhou no Festival Panda 2010

Concurso

“Missão: Heróis Saudáveis” Este ano, o Concurso da Festa do Leite Mimosa lançou duas Missões especiais às escolas: “A minha Roda dos Alimentos” e “Pequenos Nutricionistas”. Mais uma vez recebemos centenas de trabalhos, todos muito criativos, demonstrando o quanto as escolas se empenharam em cumprir ambas as Missões. Foi uma tarefa difícil, mas o júri conseguiu decidir quais os trabalhos vencedores. Vamos conhecê-los! VENCEDORES 1.º Prémio

Este ano, o Grupo do Super X lançou o mote “O Leite faz-te brilhar” no Festival Panda.

2009/2010

Externato Padre Cruz Colégio de São José

Colégio de São José – Ramalhão (Sintra), Turma do 4.º A, Prof.ª Mónica Tomás

Milhares de crianças tornaram-se verdadeiras estrelas no espaço da Festa do Leite Mimosa, vivendo experiências únicas nas actividades preparadas especialmente para a ocasião: “Mini Rock Stars”, “Mini Camarins”, “Mini Band” e “Mini Pista” foram os espaços onde foi possível experimentar penteados e maquilhagem, usar acessórios de moda, dançar, cantar e tocar como as verdadeiras estrelas rock!

2.º Prémio

Externato Padre Cruz (Matosinhos), Turma do 4.º ano, Prof.ª Belmira Soares

3.º Prémio

Escola EB1 de Saibreiras (Ermesinde), Turma do 1.º HGI, Prof.ª Sandra Monteiro

MENÇÕES HONROSAS

Protegidos do sol e bebendo leite fresquinho, todos os que por ali passaram, divertiram-se a valer.

19.ª Edição

do Passeio Avós e Netos No dia 20 de Março de 2010, realizou-se a 19.ª Edição do Passeio Avós e Netos. Neste passeio, patrocinado pela Mimosa, os avós juntaram-se aos netos para uma manhã cheia de actividade física: o percurso começou em Alcântara e terminou junto ao Museu da Electricidade e contou com cerca de 3.000 participantes (avós e netos) aos quais foram entregues alguns materiais pedagógicos: livrinhos e folhetos para todos aprenderem mais sobre como estar sempre em boa forma. O Super X, a Vitória-Dedo-No-Ar e a Vaca Malhada não podiam faltar, claro. E, no espaço da Festa do Leite Mimosa, animaram todos os participantes que por ali foram passando. 16

- Colégio Efanor (Senhora da Hora), Turma do 3.º A, Prof.ª Diana Resende - Colégio O Aprendiz (Porto), 1.º Ciclo, Prof.ª Cristina Dias - Colégio da Tapada das Mercês (Mem Martins), Turma do 4.º A, Prof.ª Cláudia Ribeiro - Centro de Reeducação Pedagógica (Lisboa), Turmas do 3.º e 4.º B, Prof.ª Maria Castelar Soares - Colégio da Bafureira (Parede), Turma do 3.º ano, Prof.ª Inês Santos - Externato da Quintinha (Sto. António de Cavaleiros), Turma do 4.º B, Prof.ª Soledade Antunes - Jardim Escola João de Deus (Leiria), Turma do 1.º B, Prof.ª Vera Sebastião

Escola EB1 de Saibreiras

E os prémios?

A cerimónia de entrega de prémios teve lugar no Portugal dos Pequenitos, em Coimbra, a 16 de Junho, e contou com a presença de 8 das escolas vencedoras e de uma escola convidada, o Colégio “A Torre dos Pequeninos”, que nos brindou com uma actuação muito especial: teatro e música sobre Alimentação Saudável. Neste dia, as escolas participaram não só nas actividades lúdicas sobre os temas tratados ao longo deste ano lectivo, como também numa visita guiada ao Portugal dos Pequenitos dedicada aos costumes e tradições na alimentação. Para além destes programas, todos puderam apreciar a exposição dos trabalhos das escolas vencedoras (Roda dos Alimentos e Planograma Semanal).

Para o ano há mais Concurso. Não deixem de participar! 17


4. Em seguida, têm lugar mais dois processos importantes: a A Festa do Leite para pais, professores e encarregados de educação Mostra esta página aos teus pais, professores ou outros adultos (que mereçam!)

Consumidores Conhecedores:

O que as crianças devem aprender sobre a origem dos alimentos Conte toda a história, explique!

Fazer das crianças consumidores mais “sábios” é também um dos objectivos da Festa do Leite Mimosa. Até porque aprender a comer de modo mais saudável é um processo muito ligado à informação: quanto mais informados estiverem os consumidores, melhor saberão comparar, escolher, tomar as decisões mais adequadas. Nesta revista, as crianças tiveram já acesso a um conjunto de informações essenciais sobre a “origem dos alimentos”, um dos temas que deixa alguns pais, avós e professores por vezes desgostosos (ou até “de cabelos em pé”)... Ficamos espantados pelo facto de os mais novos ignorarem informações tão básicas, como o nome da árvore que produz determinada fruta... ou de chegarem a pensar que o leite nasce nos pacotes ou as salsichas nas latas. Parece-nos uma anedota, mas é real e não nos deveria deixar tão espantados assim. As crianças das cidades (que são hoje a maioria das crianças portuguesas) não têm muitas vezes qualquer contacto com o mundo agrícola. Se há 25, 30 anos ainda havia muitos avós a viver no campo, a cuidar da horta e das galinhas, hoje o número é cada vez menor. A consequência deste afastamento do mundo rural é óbvia: as crianças deixaram de viver esta experiência e muitas vezes só têm contacto com os alimentos no supermercado ou já na cozinha. Algumas excepções ajudam a contrariar esta tendência: o facto de muitas escolas terem horta e de muitas famílias e muitas escolas visitarem as quintas pedagógicas que trazem ao meio urbano, um “cheirinho” do mundo rural.

É importante explicar aos mais novos, factos tão básicos como a origem dos alimentos mais comuns: Origem Vegetal – verduras, legumes, frutas e óleos. Origem Animal – leite, carnes, peixes e ovos. Origem Mineral – água e sal. Depois vá um pouco mais longe e conte às crianças as histórias dos alimentos. Comece por “era uma vez” (um pescador, um agricultor, uma árvore, uma Vaca Malhada...) e termine apenas quando o alimento chegar ao prato (ou ao copo). Damos-lhe aqui um dos exemplos que conhecemos melhor: o do Leite e das várias etapas pelas quais passa até chegar aos consumidores.

Era uma vez...

1. Quanto mais equilibrada for a alimentação, as rações e a água que as vacas bebem, melhor será o leite. Outros factores importantes para a qualidade são o facto de as vacas poderem pastar ao ar livre (e, assim, fazerem algum exercício) e a própria experiência de todos os profissionais envolvidos.

2. No produtor, o leite é recolhido em salas de ordenha com

equipamento sofisticado, que mantém as propriedades naturais do leite, mantendo-o refrigerado (temperatura entre 0 ˚C e 4 ˚C), até ser transportado em camiões cisterna isotérmicos até à “fábrica”.

3. Já na “fábrica”, efectuam-se análises microbiológicas ao leite com os mais recentes equipamentos laboratoriais. Assim se identifica e separa o leite, com a máxima segurança, de acordo com as suas características, nível de qualidade bacteriológica e higiénica, teores de proteína e outros indicadores nutricionais. Apenas o leite nas melhores condições será empacotado.

18

normalização e a homogeneização que permitem, respectivamente, a classificação do leite em gordo, meio-gordo e magro (de acordo com o teor de gordura que tem); e a distribuição uniforme da gordura de modo a não formar nata.

5. Finalmente, para garantir a conservação em boas condições,

o leite é submetido a um tratamento térmico para eliminar as bactérias (ou seja o leite é submetido a altas temperaturas e depois arrefecido muito rapidamente). Com este tratamento, o leite é conservado em boas condições, mas a sua composição não é alterada, nem se perdem nutrientes.

6. A última etapa é o empacotamento: os lotes de leite selec-

cionados são embalados em equipamentos tecnologicamente avançados, que oferecem a máxima garantia de qualidade. Uma vez dentro da embalagem (e se esta for mantida em boas condições), nada sucederá ao nosso leite!

Um dado importante: o processo de transformação da composição do leite é um processo meramente físico, sem recurso a quaisquer aditivos. Ou seja, o leite, mesmo após ser tratado, conservado, analisado e identificado... continua a ser leite. Mas um leite que oferece todas as garantias de estar nas melhores condições para ser consumido.

O que é importante ser sublinhado:

Quando se fala com as crianças sobre a origem dos alimentos é importante viajar até... à horta, ao pomar, à quinta, ao mar ou à exploração pecuária... (e mesmo que não lhe seja possível deslocar-se até estes lugares, pode sempre ilustrar com imagens de livros, revistas ou mesmo da internet!). Ou seja, é importante sublinhar que todos os alimentos, mesmo os mais processados, têm uma origem na natureza e é importante que as crianças a conheçam e aprendam a distinguir os alimentos ou ingredientes provenientes de animais ou de plantas. Tal passa por saber, não só quais os animais ou as plantas em questão, mas ir mais longe: saber qual o nome da árvore que deu origem a determinado fruto, se este vegetal cresce numa planta rasteira ou se é colhido de uma árvore, se esta parte da planta é um bolbo, um caule, uma folha ou um fruto... e saber também com que ingredientes e processos se fazem o iogurte, os gelados, o azeite, o pão ou as massas.

Ao falarmos desta origem, podemos aproveitar para referir tudo que é necessário para produzir leite, legumes, frutas, cereais ou carne da melhor qualidade: no caso dos animais, bons alimentos, boas condições de vida...; no caso dos vegetais, bons solos, água, sol... Em ambos os casos, são necessários produtores que conheçam as necessidades das plantas e dos animais e deles saibam tratar, para obter os alimentos mais nutritivos e saborosos. Depois desta origem na natureza, é importante explicar que, na maioria das vezes, os alimentos passam ainda por um processo de transformação até chegar às nossas mãos: aos ingredientes base podem ser acrescentados muito outros ingredientes, aos ingredientes naturais podem ser adicionados aditivos (para os conservar melhor, para lhes melhorar a textura ou o sabor). Na maior parte das vezes, estes processos destinam-se a melhorar os alimentos e até a proteger a nossa saúde. Quem produz os alimentos que comemos deve ter também em atenção os gostos dos consumidores, as suas necessidades, mas também a sua saúde, a conservação do ambiente. Deve, por exemplo, procurar melhorar os alimentos de forma a não prejudicarem a saúde e deve, sobretudo, dar aos consumidores todas as informações (por exemplo, através dos rótulos), para que este faça livremente as suas escolhas.

Dois temas na ordem do dia: Agricultura Biológica e Comércio Justo

Ao falarmos de produção alimentar, é natural que dois temas da actualidade surjam no nosso diálogo com os mais novos: Agricultura Biológica e Comércio Justo. Por um lado, muitos consumidores estão cada vez mais preocupados com a qualidade dos alimentos que consomem, preferindo alimentos sem químicos, provenientes de sistemas de produção não intensivos e que fomentem a biodiversidade, os ciclos e a actividade biológica. Por outro, para muitos consumidores é importante que os alimentos que compram sejam provenientes do Comércio Justo, isto é que ofereçam a garantia de que quem os produziu recebeu o justo preço pelo seu trabalho. Certamente que conhecendo melhor aquilo que estão a comer, as crianças tornar-se-ão mais curiosas pelo tema da alimentação, querendo saber sempre mais, sendo mais críticas e exigentes, características-chave dos consumidores do futuro.


SDC1047/773/10

Ainda te lembras de onde vêm:

Ensina tudo aos teus amigos!

Ficha Técnica: Revista Semestral – Outubro de 2010 – n.º 5; Autor: Lactogal; Edição e Coordenação: Sair da Casca; Design e Ilustrações: Planeta Tangerina; ISSN: 1647-0907. As informações nutricionais são da responsabilidade do CNAM – Centro de Nutrição e Alimentação Mimosa.


Mimosa Crescer Saudável - Revista 5