Issuu on Google+

Lendas...

Reescritas pelos alunos do 5ยบ ano B da E.E. Gov. Miguel Arraes

1


2


Lendas Reescritas pelos alunos do 5ツコ ano B da E.E. Gov. Miguel Arraes

Sテグ PAULO - 2013

3


4


Índice Como surgiu o Beija-Flor - Versões: Igor do Amaral Pereira e Weverton Vinicius Sousa Cardoso ............... 06 Gabriel das Merces Silva e Gustavo da silva lima............................ 08 Bruno Ruan S. do Nascimento e Michel Assis dos Santos.............. 10 Rejelaine Maria Damasceno Silva e Emanoell e Vitoria De Alcamara.. 12 A menina que virou Garça - Versões: Beatriz dos Santos .S e Gabriele Santana S. ...................................... 14 Juliana Rodrigues Carlos e Eduardo R. do Nascimento ................... 16 Guilherme Pantoja dos santos e Deivid .......................................18 A Lenda papagaio crá-crá - Versões: Juliana Santos Nery e Maria Fernanda da Silva ...........................20 Geovana Dias De Olivera e Margarida Vitoria Ferreira Guilherme .... 22 Maria Vitoria de Jesus Teixera e Liedson Rafael de Carvalho Cunha...24 Mayara Silvério Ramos e Ruan Oliveira Cerqueira .........................26 Sthefani Gomes da silva e Bianca Almeida Oliveira .....................28 A Gralha Azul - Versões Darlan Bispo Santos Luis Augusto Ramos de Sousa ........................ 30 Francisca Antônia de Melo e Thiago Pereira ....................................... 32 Jaqueline Cerqueira e Maria Eduarda da Silva Matias .......................34

5


Como surgiu o beija-flor Igor do Amaral Pereira e Weverton Vinicius Sousa Cardoso

Os habitantes mais velhos e sábios,dizem que os seus ancestrais no, México,dizem que os Deuses criavam pessoas,pedras e animais eles criaram tudo que existe Terra ,feito de barro e milho,quando deram seu trabalho de terminado perceberam que as pessoas não tinha pensamento. Então pegaram uma pedra chamada jade esculpiram no tamanho de uma flecha pequena e com delicadeza assopraram com muito cuidado o obejeto , nasceu uma ave que quando fosse exposta ao Sol ele brilhava como uma joia cravejada. E assim nasceu o mensageiro do pensamentos e do sonhos e da fantasia: Chamado Colibri Ou BEIJA-FLOR ,ele parece que está beijando a flor mais ele está procurando bichinhos e tirando gotinhas de néctar.

6


7


Como surgiu o beija-flor Gabriel das Merces Silva e Gustavo da silva lima

Conta a lenda do povo Maia, no México que tudo que existe na terra foi criado pelos Deuses. Com ajuda barro e milho animais, plantas e pedras.

eles criaram pessoas,

Enfim quando terminaram o trabalho perceberam que não tinha feito nada. Então pegaram uma pedrinha de jade(uma pedrinha verde ) brilhante esculpiram em um pequenina flecha e sopraram. E assim nasceu o mensageiro do sonhos e fantasias e pensamentos o veloz colibri também chamado como o beija-flor que voa pelas flores como se tivesse beijando a procura de insetos e néctar.

8


9


Como surgiu o beija-flor Bruno Ruan S. do Nascimento e Michel Assis dos Santos

Conta a lenda do povo Maia no México,tudo que existia na terra foram os deuses que esculpiram eles usam barro e milho para esculpir animais, pessoas e plantas.

Um dia ,eles descobriram que as pessoas não tinham pensamentos os Deuses pegaram um pedacinho da pedra de jade e esculpiram uma flechinha e com muito cuidado assopraram e um lindo pássaro saiu batendo as asas .

Assim nasceu o veloz colibri mais conhecido como beijaflor que voa pela flores como se estiveste beijando procurando insetos e néctar.

10


11


COMO SURGIU O BEIJA-FLOR Rejelaine Maria Damasceno Silva e Emanoell e Vitoria De Alcamara

Conta o povo Maia do México;que os deuses antigamente pegavam barro e milho amassado para fazer escultura de pessoas ,plantas,animas bom tudo que existe no mundo. Mas os deuses não conseguiam levar os pensamentos os para as escultura .Pois os deuses pegaram uma pedra de JADE e esculpiram uma minúscula flecha e delicadamente ele eles assopraram ; dando lhle vida a um belo pássaro fulgurante que quando os raios solares batiam em suas assas brilhavam igual uma peça cravejada de diamantes . Assim nasceu pássaro de sonhos e fantasia que e chamava de colibri mas conhecido como beija-flor.

12


13


A menina que virou Garça Beatriz dos Santos e Gabriele Santana

Num vilarejo no Peru diziam que a garça foi uma menina chamada Branca que tinha uma habilidade maravilhosa, comia peixes por mas espinhos que tivesse sem engasgar. Os irmãos de Branca que se engasgavam com os peixes sentiam muita inveja da irmã. Então resolveram ir até a montanha pedir maldosamente a um bruxo que transformasse a irmã em uma ave. Branca de repente se transformou em uma linda garça , e foi condenada a voar ao redor de rios e lagos só comendo peixes. Até hoje não há criança que não conhece essa lenda. É quando as criança escutam um som cá-cá-cá é a menina avisando para tomar cuidado com os espinhos de peixe.

14


15


A menina que virou garça Juliana Rodrigues Carlos e Eduardo R. do Nascimento

Numa aldeia no Peru, os habitantes mais velhos e sábios dizem que a garça era uma menina chamada Branca, que se vestia de branco. Comia peixes sem engasgar e seus irmãos, tinham inveja dela. Eles foram a casa de um bruxo para pedir a transformar sua irmã numa ave . O bruxo a transformou numa garça branquinha da cor que ela gostava. Ela foi condenada a voar em cima de rios e lagos . Toda vez que as crianças ouviam a o som cá, cá, cá,, era ela avisando para quando comer peixes não se engasgar .

16


17


A menina que virou garça Guilherme Pantoja dos santos e Deivid Conta a lenda numa aldeia no Peru as pessoas juram que um menina que só usava branco . Tinha uma habilidade de comer todos os peixe sem engasgar seus irmãos morim de inveja da habilidade da irmã. . Eles foram a uma montanha onde morava um mágico eles pediram que a irmã vira se uma ave. Ela virou uma linda garça da sua cor preferida branca.Todas crianças conhecem é as historia que ela passa por lagos rios avisando que alguém vai se engasgar CÁ CÁ CÁ.

18


19


A Lenda papagaio crá-crá. Juliana Santos Nery e Maria Fernanda da Silva

Conta a lenda que antigamente , morava num vilarejo um menino muito guloso, tudo que via queria comer. Um dia, sua mãe encontrou frutas de batói . Ela levou as frutas para assar nas cinza. Só que seu filho tudo que via queria comer,ai ele comeu todas as frutas sem deixar esfriar. Os frutos de batói são difíceis de esfriar . Então as frutas começarão a queimar o estômago do menino . Ele começou a fazer força para vomitar as frutas, mas não conseguia , então a sua barriga começou a queimar, e a sua garganta arranhando grunindo crácrá-crá Depois cresceu asas e penas, e ele percebeu que tinha virado um papagaio. Até hoje pode –se ouvi-lo vagando pelas matas gritando crá-crá-crá.

20


V

21


A lenda do papagaio crá-crá Geovana Dias De Olivera e Margarida Vitoria Ferreira Guilherme

Conta a lenda que, antigamente, morava em uma vilarejo um menino muito guloso . Tudo que via, queria comer , e a gula era tanta , a presa de comer era grande . Uma dia sua mãe encontrou frutos de batoí assou-os na cinza . O filho sem querer espera comeu todos os frutos tirando os diretamente do forno e como sempre comeu sem mastigar. Os frutos de batoi são polpa viscosa se mantém quentíssimos por muito tempo . Comendo os frutos quentes sapecaram-lhe a garganta de forma a machucar e queimava e estômago. O menino tentava devolver os frutos comidos e começou a fazer força pra vomitar os frutos e começou a se arranha e fala crá- crá –crá!mas os frutos não saiam...o engascado na garganta,sufocando os. No menino momentos creseram as assa e as penas e ele tornou- se uma papagaio e vou para longe.

22


23


A lenda do papagaio crá Crá Maria Vitoria de Jesus Teixera e Liedson Rafael de Carvalho Cunha

Conta a lenda que antigamente num vilarejo vivia um menino muito guloso tudo que via queria comer um dia sua mãe encontrou frutas de batoí é assou-as na cinza o menino sem querer esperar comeu todas as de batoí tirando diretamente do fogo comeu todas as frutas o menino arranhava a garganta tentou espusa –los as frutas no mesmo tempo nasceu asas pernas penas e bico ate hoje nas matas escuta o menino falando crá crá

24


25


Papagaio cra´- cra´ Mayara Silvério Ramos e Ruan Oliveira Cerqueira

Numa aldeia vivia um menino muito guloso , que não tinha costume de mastigar. Um dia a mãe do menino foi frutos de batoí.

a floresta encontrou

O fruto de batoí si mantém quentes por muito tempo. Chegando em casa a mãe colocou os frutos no forno. Tempo depois a mãe avisou ao filho que os frutos estavam pontos mas estavam quentes. O menino sem conseguir esperar mais tirou os frutos diretamente do forno e como sempre comeu sem mastigar. De repente ele começou engasgar e da sua boca saia apenas cra´-cra´-cra´,fez tanta força para vomitar os frutos e começou a surgir asas no garoto e um bico ele virou um papagaio. Ele voou para as matas e ate hoje se ouvi o papagaio fazendo cra´-cra´

26


27


Papagaio crá-crá Sthefani Gomes da silva e Bianca Almeida Oliveira

Conta a lenda que antigamente morava em um vilarejo um menino muito guloso que tudo que via queria comer e a gula era tamanha que quandoo comia não mastigava. Um dia sua mãe encontrou frutos de batoi e esquentou na cinza para assar e o menino como sempre sem querer esperar tirou os diretamente da cinza e comeu todos os frutos os frutos de batoi se mantém quente por muito tempo pois comidos quente grudam no estomago. E o menino tentando tirar os frutos de batoi arranhando a garganta gritando: - Crá, crá, crá. E começou crescer o bico as patas e as assas. E por isso até hoje se escuta nas nossas matas -Cra Cra cra.

28


29


A GRALHA AZUL Darlan Bispo Santos Luis Augusto Ramos de Sousa

Antigamente ,vivia, uma gralha da família dos corvos que era muito triste . Ela morava no alto das montanhas e era triste de mais. Em um certo dia , ela foi para o alto das colinas . E lá morava um velho pinheiro de braços abertos e o velho pinheiro perguntou - Porque você está triste. E a gralha respondeu: - Porque eu queria ter a cor azul. E o pinheiro falou: - Vá até o céu buscar, a sua cor e a gralha vou mais alto que pode. E dês de então ela se transportou toda azul menos a cabeça onde seus olhos não Pode ver.Então ela deceu do céu e agradeceu espalhando cementis de pinheiros Por todo lugar que ela passar.

30


31


A gralha azul Francisca Antônia de Melo e Thiago Pereira

Uma gralha,que era da família dos corvos sonhava em ser azul. Um dia,um velho pinheiro do alto da serra,de braços abertos perguntou a gralha: -Porque você é triste? E ela respondeu: -Por que queria ter a cor do céu. Então o velho pinheiro falou: -Vá até o céu buscar a sua cor. A gralha voou tão alto, mas tão alto desejando que seu corpo se tornasse o mais belo azul, só ao redor dos olhos que continuou preto. A gralha azul cantou, muito alto semelhantes as vozes das crianças brincando,em agradecimento, a gralha tornou a levar a semente de araucária no bico, espalhando-a na terra. É por isso que no Sul do país tem muitas árvores de araucária um tipo de pinheiro.

32


33


A gralha Azul Jaqueline Cerqueira e Maria Eduarda da Silva Matias

A tempos atrás quando as gralhas eram das familia dos corvos. Havia uma gralha que estava muito triste ,quando uma gralha lhe perguntou: - Por que estas tristes gralha? A gralha falou: - por que queria ter a cor do céu! Então o velho pinheiro respondeu: - Vá ate o céu buscar sua cor! Então voou bem alto mas bem alto ate chegar ao seu limite, quando chegou La viu seu corpo todo se transformando em azul menos ao redor dos olhos onde não podia ver ficou preto. Ao retornar aos pinheiras ficou feliz mas tão feliz que seu canto se tornou um verdadeiro alarido como risos de crianças brincando. A gralha em agradecimento distribuiu sementes de pinheiras. Por isso a araucária e tão conhecida no sul do Brasil.

34


35


Lendas 5b