Issuu on Google+

0


Lista Candidata à DAEFML para o Mandato 14/15…………………………………………………...2 Manifesto da Lista J………………………………………………………………………………3 Plano Eleitoral – Lista J……………………………………………………………………………4 Departamento de Gestão e Instalações………………………...……………………………5 Departamento Pedagógico e Educação Médica…………………………………………….12 Departamento Cultural e Recreativo……………………………………………………….17 Departamento Desportivo………………………………………………………………...19 Departamento de Direitos Humanos, Ação Social e Ecologia…………………………………22 Departamento de Formação e Ciência……………………………………………………..26 Departamento de Imagem e Divulgação…………………………………………...………29 Departamento de Relações Externas………………………………………………………32 Departamento de Relações Internacionais…………………………………………………34 Departamento de Saúde Pública, Reprodutiva e SIDA……………………………………….37 Tesouraria……………………………………………………………………………...41 Secretariado……………………………………………………………………………43


Prestes a concluir cem anos de existência ao serviço dos estudantes de medicina, a Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa (AEFML) viverá nos próximos dias 2 e 3 de junho o momento democrático por excelência. As eleições para os Órgãos Sociais da AEFML realizam-se anualmente e são fonte de renovação, discussão e reflexão sobre a melhor forma de representar, defender e servir os alunos da FMUL. É com este espírito de serviço e grande responsabilidade que a Lista J se apresenta como candidata à Direção da AEFML. Somos um grupo de 29 colegas, motivados e comprometidos com as funções a que nos propomos. Temos um enorme desejo de fazer crescer, em qualidade e de forma sustentada, esta que é uma das maiores, mais dinâmicas e mais respeitadas associações de estudantes do país. A Lista J inclui pessoas com ideologias distintas que se completam em respeito. Temos em comum a visão de uma AEFML representativa e próxima dos colegas. Estaremos empenhados na identificação de lacunas na nossa formação, tanto académica como sociocultural, e preparados para apresentar soluções. A AEFML tem como objetivo representar e defender os estudantes, tendo o dever de ser interventiva e construtiva na pedagogia e educação médica a nível local e nacional. Além disso, a sua enorme dimensão em património, história, finanças e capital humano não lhe permitem ficar por aqui. Assumimos a responsabilidade de contribuir para a melhoria dos cuidados de saúde no país, através de um contacto próximo com a população, da prevenção primária e secundária; de procurar dotar os colegas de melhores competências técnico-sociais para um futuro exercício médico responsável e de qualidade; de realizar atividades que abranjam as diferentes valências da sociedade e promovam a justiça social e a igualdade de acesso à saúde e formação; e ainda de proporcionar a todos os colegas os momentos culturais e recreativos que unem pessoas tão distintas desta faculdade e contribuirão para o eterno sentimento de orgulho e saudade deste “tempo de estudante”. Temos consciência do enorme desafio que se adivinha, e contamos contigo para construir um futuro melhor para a AEFML e todos os estudantes que representa! Dias 2 e 3 de junho faz-te representar. Juntos trabalharemos para o teu futuro!


No âmbito das eleições para a Direção da AEFML, vem a Lista J por este meio apresentar o programa de atividades proposto para o mandato de 2014/2015, enunciado nas seguintes páginas, segundo uma divisão por departamentos e de acordo com os princípios de independência, não discriminação, participação democrática e autonomia estatutariamente previstos pela AEFML.


O Departamento de Gestão e Instalações ocupa-se da gestão do património e dos recursos financeiros, logísticos e humanos próprios da AEFML, administrando-os segundo o maior interesse dos sócios e dos estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL). Neste sentido, no ano em que a AEFML se efetiva como associação centenária, propomo-nos a defender e auscultar os colegas da FMUL com a transparência e dinamismo que caracterizam esta instituição. Acreditamos que boa gestão da equipa composta pela direção e funcionários da AEFML, e uma colaboração próxima com todos os colegas e restantes órgãos sociais da AEFML, são a chave para um caminho de serviço, dedicação e trabalho bem feito em prol dos estudantes da FMUL. Queremos ainda consolidar e garantir a melhor qualidade dos espaços e recursos materiais existentes, bem como assegurar uma construção de qualidade dos espaços em desenvolvimento.


Gestão de Equipa e Recursos Humanos 

Coordenar a equipa da Direção AEFML e os trabalhos dos vários Departamentos, numa base de autonomia e proximidade;

Assegurar a elaboração atempada dos Relatórios de Atividades da DAEFML (Direção da Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa) pelos respetivos Departamentos, em conjunto com a Secretária da DAEFML, numa base de rigor na descrição, funcionando como um “Guia do Departamento”;

Promover uma relação de proximidade com os elementos da Mesa da Reunião Geral de Alunos (RGA) no que se refere ao agendamento e organização de RGAs, bem como com o Conselho Fiscal, no que respeita às contas e atividades da AEFML;

Fortalecer e alargar parcerias com instituições de referência [Direção da FMUL, Conselho de Administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN), Universidade de Lisboa (ULisboa), Reitoria da ULisboa, Administração dos Serviços de Ação Social da ULisboa (SASUL), Câmara Municipal de Lisboa (CML), entre outras], no sentido de promover melhores condições de ensino e de estudo para os estudantes;

Promover o agendamento e organização temporal de todas as atividades da AEFML de forma a prevenir, sempre que possível, a sobreposição de atividades;

Implementar um sistema de avaliação de atividades AEFML pelos seus participantes, com vista à melhoria da qualidade de edições futuras;

Procurar ativamente garantir e aumentar os espaços de estudo, em particular durante as épocas de exames;

Garantir uma representação de qualidade junto de: o Universidade de Lisboa, nomeadamente no Senado; o Associação Académica da Universidade de Lisboa (AAUL), nomeadamente o Conselho Geral e Assembleia Magna; o Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM), nomeadamente Assembleia Geral, Senado e Departamentos.

Colaborar com a Comissão de Praxe, Tuna Médica de Lisboa (em conjunto com o Departamento Cultural e Recreativo) e com os seguintes Núcleos Autónomos: o Comissões de Curso; o Desumbiga; o SIDE;


o Núcleo de Ciências da Saúde; o Comissão Organizadora da Noite da Medicina. 

Apoiar a organização do Projeto Espaço S, em parceria com o Serviço de Psiquiatria do Hospital de Santa Maria;

Colaborar com os grupos de estudantes que requisitem o apoio da AEFML, tendo como princípio o maior interesse dos estudantes da FMUL;

Criar o formulário “Quero Ser Colaborador AEFML” na página da AEFML, a que qualquer estudante poderá responder e se demonstrar disponível em participar na dinâmica da sua associação;

Relativamente aos funcionários: o Implementar o Controlo de Assiduidade e Pontualidade; o Numa relação de proximidade, assegurar as melhores condições de trabalho aos funcionários, tanto a nível das infraestruturas, como do horário de trabalho e agendamento de férias, contando com pareceres de entidades responsáveis; o Dar continuidade ao plano de formações e capacitação dos funcionários; o Aperfeiçoar a avaliação e o sistema de atribuição de prémios de desempenho; o Manter a constante comunicação entre todos os funcionários e a DAEFML.

Gestão Financeira 

Avaliar a situação financeira da AEFML e elaborar o Orçamento de Atividades da DAEFML em parceria com o Tesoureiro da Direção;

Analisar e rever os contratos com concessionários e protocolos de patrocínios existentes, bem como procurar ativamente novas parcerias, garantindo as melhores condições para a AEFML e para os seus sócios;

Assegurar o pagamento salarial e os bónus dos funcionários nas datas previamente definidas.

Instalações Sala de Alunos 

Procurar ativamente a implementação de medidas e materiais que promovam a conservação das boas condições do espaço;

Garantir a correta gestão/utilização de Placards de Divulgação e conservação da qualidade dos materiais;


Assegurar a funcionalidade e conservação dos materiais elétricos da Sala de Alunos, tais como tomadas, luzes, sistema de ar condicionado, entre outros;

Aplicar medidas para a garantir a segurança e redução da humidade no espaço de Arrumos do Palco da Sala de Alunos;

Mover esforço no sentido de oferecer uma maior cobertura de rede de telemóvel no interior da Sala de Alunos.

Sala das Comissões e Núcleos 

Remodelar a atual Sala da Comissão de Praxe, de forma a poder ser amplamente utilizada pelas restantes Comissões e Núcleos integrantes ou parceiros da AEFML;

Assegurar a existência e conservação do equipamento necessário à sala, adaptado às necessidades do seu público-alvo - disponibilizando material informático de trabalho e acesso à internet;

Acompanhar de perto as condições logísticas e de conservação do espaço, incentivando a sua utilização.

Arrumos da Papelaria Menina Antónia 

Garantir uma maior organização e capacidade de armazenamento para o material da Papelaria Menina Antónia.

WC 

Garantir a qualidade e funcionalidade do material e infraestruturas da casa de banho;

Assegurar a limpeza frequente do espaço através da parceria com o Grupo Alfredo Jesus.

Sala do Centenário AEFML 

Assegurar a conclusão da construção e mobilação da Sala de Estudo do Centenário dentro do período temporal acordado previamente pela DAEFML 2013-2014, mantendo como prioridade a qualidade e a utilidade da construção;

Realizar uma Cerimónia de Inauguração da Sala do Centenário AEFML;


Garantir as boas condições de utilização da Sala ao longo do mandato assegurando a limpeza frequente do espaço, a funcionalidade da rede de internet Wi-Fi, bem como a segurança e vigilância do espaço durante 24 horas;

Introduzir um sistema de cacifos para os estudantes, com reserva em modelo de anuidade, de forma a colmatar a falta de cacifos disponibilizados pela Faculdade.

Sala de Estudo “Eduardo Coelho” 

Mover esforços para que a reestruturação do teto da Sala Eduardo Coelho seja efetuada pelos agentes responsáveis quanto antes;

Reparar e renovar o material informático, elétrico e de estudo presente na Sala sempre que necessário, implementando soluções para os problemas existentes;

Promover e conservar as boas condições de higiene, segurança e trabalho da sala e evitar a degradação da mesma.

Sede AEFML WC 

Garantir a qualidade e funcionalidade do material e infraestruturas da casa de banho;

Assegurar a limpeza frequente do espaço.

Sala de Informática 

Acompanhar de perto as condições logísticas e de conservação do espaço e do sistema informático existente, incentivando a sua utilização.

Sala de Reuniões 

Remodelar a Sala de Reuniões, com o objetivo de a tornar um espaço agradável e funcional, próprio para as frequentes reuniões com agentes externos à Direção;

Garantir a correta utilização e arrumação da sala.


Sala da Direção da AEFML 

Promover a Sala de Direção da AEFML como espaço de trabalho e de atendimento a todos os colegas para que estes se sintam integrados e reconhecidos na Associação de Estudantes que os representa;

Garantir a correta utilização e arrumação da sala;

Acompanhar de perto as condições logísticas e de conservação do espaço.

Arrumos AEFML Piso 02 

Assegurar a correta utilização e arrumação do espaço de Arrumos AEFML no Piso 02;

Colaborar com a Secretária da DAEFML na formação de um inventário do material existente neste e restantes espaços de arrumos disponíveis.

Secção Editorial 

Divulgar a capacidade desta para produzir e editar conteúdo de cariz científico (Posters, Revistas Médicas, Livros, etc.) e cultural (Flyers, Cartazes, Faixas, etc.), utilizando a newsletter, o site AEFML, espaços do Hospital de Santa Maria, entre outros;

Mover esforços no sentido de reparar ou renovar o material existente, de forma a aumentar a produção;

Facilitar o atendimento online, nomeadamente, através da utilização e dinamização de uma plataforma própria para o efeito;

Manter atualizados os preços praticados na Editorial no site AEFML;

Procurar ativamente reduzir o desperdício e aumentar a eficácia do trabalho produzido;

Diversificar os serviços oferecidos através da aquisição de novos materiais e respetiva formação dos funcionários quando pertinente, indo de encontro às necessidades do público e oferecendo preços competitivos e serviços de qualidade;

Promover a criação de parcerias fixas e de longa duração com instituições diversas, como ANEM, AAUL, AEFCML, HSM, entre outros;

Garantir as boas condições de trabalho dos funcionários através de uma relação de respeito e proximidade;

Garantir as boas condições de atendimento ao cliente através de uma equipa de funcionários motivada e competente e eventuais remodelações do espaço quando pertinentes.


Secção Papelaria Menina Antónia 

Assegurar a correta implementação do sistema de controlo contínuo de stock, de forma a permitir a realização atempada de encomendas e prevenindo a rotura do mesmo;

Garantir a venda de material médico e de papelaria de qualidade a preços competitivos;

Promover e divulgar a venda do Merchandising AEFML/FMUL, renovando e diversificando a oferta de forma a ir de encontro às necessidades e gostos dos colegas;

Procurar a implementação de novas valências nos serviços prestados;

Procurar oferecer aos clientes preços competitivos comparativamente ao mercado atual e dinamizar promoções sazonais na continuidade do que foi feito no mandato anterior;

Garantir as boas condições de trabalho dos funcionários através de uma relação de respeito e proximidade;

Garantir as boas condições de atendimento ao cliente através de uma equipa de funcionários motivada e competente e eventuais remodelações do espaço quando pertinentes.

Tomás Neto da Silva (4º Ano) Diana Henriques da Silva (4º Ano) Miguel Ângelo (4º Ano)


A principal missão do Departamento Pedagógico e de Educação Médica (DPEM) da AEFML é assegurar as condições necessárias a uma formação académica de vanguarda na FMUL, defendendo sempre os interesses dos alunos. Assumimos o compromisso de promover a qualidade formativa na FMUL, através da participação ativa no acompanhamento da realidade pedagógica, na fomentação de uma Pedagogia mais justa, na valorização do ensino médico na FMUL e, por fim, na representação e defesa dos interesses dos estudantes nos órgãos relacionados com a Educação Médica. As propostas apresentadas, divididas em cinco eixos de ação, são as que consideramos prioritárias para o cumprimento da nossa missão.

Ensino  Acompanhar a reforma curricular em curso nos anos pré-clínicos e respetivos resultados no progresso do ensino médico na FMUL através da resolução de situações problemáticas e da


reflexão acerca de eventuais adaptações necessárias, promovendo sempre um ensino de maior qualidade;  Acompanhar o funcionamento dos anos clínicos, através da deteção e resolução de falhas pedagógicas existentes, otimizando o seu funcionamento a curto prazo (e.g. adaptação e otimização da carga horária de algumas unidades curriculares; promoção da importância de aquisição de competências e gestos clínicos básicos, nomeadamente através da aplicação de grelhas de conhecimento);  Avaliar a proposta de Reestruturação dos Anos Clínicos e elaborar um plano estratégico de implementação na sequência desta, com o objetivo de melhorar o ensino clínico na FMUL, após promoção da reflexão e debate sobre a qualidade do mesmo e sobre as alternativas existentes, em articulação com a Direção da Faculdade, o Conselho Científico, o Conselho Pedagógico, as Regências e os Estudantes;  Analisar e refletir acerca do modelo de Mestrados em vigor na FMUL, com vista à valorização do trabalho final de Mestrado, enquanto elemento diferenciador e impulsionador do mérito dos estudantes da FMUL;  Fazer a revisão do Tronco Optativo, através da análise das atividades existentes, tendo em vista a adequação da oferta aos interesses dos alunos, e através da promoção de novas atividades em áreas diversificadas que permitam a aquisição de competências;  Divulgar elementos de interesse para a qualificação académica dos alunos da FMUL, como o Suplemento ao Diploma e a forma como é feita a creditação por ECTS;  Acompanhar o atual modelo de colocação dos alunos do 6º ano: análise do funcionamento, balanço e aperfeiçoamento;  Colaborar ativamente na avaliação das diversas unidades curriculares, nas suas diferentes componentes, em parceria com o Gabinete de Apoio aos Órgãos de Governo (GAOG), o Conselho Pedagógico e os Regentes e Coordenadores das unidades curriculares;  Desenvolver, em parceria com a Direção da FMUL, uma formação destinada aos docentes sobre a formulação de perguntas de exame (NBME-like), que será acompanhada da produção e facilitação de um livro resumo sobre formulação de perguntas de exame;  Análise do processo de correção por leitura ótica, investindo na procura de soluções que permitam enfrentar as dificuldades conhecidas e estabelecendo regras de atuação uniformes a todas as unidades curriculares.


Estudantes  Estabelecer uma maior proximidade com todos os estudantes da FMUL, através da criação de formulários e divulgação dos contatos do DPEM para exposição de problemas ou dúvidas relacionadas com a Pedagogia e Educação Médica, aumentando a capacidade de resposta em tempo útil;  Promover a disponibilização e divulgação atempada de informação e documentação considerada relevante no que toca à Pedagogia e Educação Médica (e.g. balanço reuniões ANEM, legislação, estatutos, regulamentos, contatos, etc.);  Promover a participação dos estudantes nos processos de tomada de decisão em relação a matérias consideradas de superior interesse dos estudantes, quer através da realização de sessões de esclarecimento, quer através da realização de Reunião Geral de Alunos e através do incentivo à colaboração nos eventos organizados pelo DPEM;  Realizar Workshops/Seminários que complementem a oferta formativa da FMUL, nomeadamente: o VIII Seminário Trabalho Final de Mestrado – com o objetivo de orientar os alunos na elaboração do seu trabalho final de mestrado e informar os alunos acerca dos tipos de Tese de Mestrado que podem realizar na FMUL; o Dia da Educação Médica – com o objetivo de promover a reflexão acerca de temas importantes na realidade da educação médica nacional, tais como a Prova Nacional de Seleção e o acesso e vagas no internato médico, entre outros, e de lançar das bases para o debate e reflexão acerca da reestruturação dos anos clínicos; o Workshop de Iniciação Pedagógica para Monitores – com o objetivo de fornecer aos monitores e futuros monitores as bases pedagógicas que necessitam para desempenharem as suas tarefas e darem o melhor contributo possível ao ensino da nossa academia.  Renovar o projeto Tutor-Tutorando, baseando-o numa relação de apoio de alunos para alunos, como estratégia de acompanhamento dos novos estudantes da FMUL, em colaboração com o Departamento de Direitos Humanos, Ação Social e Ecologia. Pretende-se instituir um contacto pessoal de apoio e orientação a todos os alunos, de forma a enfrentar possíveis dificuldades surgidas quer no processo de adaptação à nova realidade académica, quer ao longo do curso (e.g. adaptação ao curso; dificuldades de estudo);  Defender os interesses dos alunos de Pós-Graduação, Mestrado e Doutoramento, apoiando-os na resolução de problemas de âmbito pedagógico;


 Apoiar os alunos ERASMUS na resolução de problemas do foro pedagógico;  Analisar os estatutos especiais, especialmente do Estatuto de Trabalhador-Estudante, na FMUL, com vista ao melhoramento das condições pedagógicas e formativas dos alunos abrangidos.

Os Órgãos da Faculdade  Promover uma relação de proximidade com os restantes órgãos da faculdade, através da criação de estruturas de articulação entre os membros do DPEM e o Conselho Científico, o Conselho Pedagógico, as Regências e os Coordenadores de Ano, as Mesas de RGAno e as Comissões de Curso;  Apoiar a formação da Mesa da RGAno e da Comissão de Curso do 1º ano, dando-lhes as ferramentas necessárias para que exerçam a sua função de forma responsável e profícua para o seu ano;  Fomentar a utilização das plataformas digitais como meios oficiais de comunicação;  Renovar a Cerimónia de Apresentação das Comissões de Curso no início do ano letivo, de forma a destacar o papel fundamental das Comissões de Curso junto do Coordenador de Ano respetivo, Regências e secretariados;  Realizar o First Meeting CCs, de forma a promover a partilha de conhecimentos, experiências e documentos entre as Comissões de Curso;  Realizar o Workshops das CCs, capacitando-as para atuar durante o ano (e.g. distribuição de horários, comunicação com as regências e órgãos da faculdade, resolução de problemas, disponibilização de material de estudo, etc.);  Otimizar a elaboração do relatório de balanço semestral Hot Topics;  Rever e adaptar o Regulamento das Comissões de Curso, em parceria com as mesmas.

Departamento ● Ter uma participação ativa em encontros de caráter formativo (congressos, reuniões, etc.), tanto dentro como fora do país, com o propósito de acompanhar o desenvolvimento da Pedagogia e Educação Médica, adquirindo novos conceitos e perspetivas que contribuam para a construção do futuro pedagógico da FMUL.


ANEM  Aproximar os colegas da realidade ANEM, através da distribuição de panfletos informativos e da disponibilização online de informações consideradas relevantes;  Defender os interesses dos alunos da Faculdade de Medicina de Lisboa junto do Grupo de Trabalho de Educação Médica (GTEM);  Defender a posição dos alunos da Faculdade de Medicina de Lisboa junto da ANEM acerca do Regulamento do Internato Médico, Numerus Clausus, Prova Nacional de Seleção, ponderação de médias número de vagas no Acesso à Especialidade, reingresso de alunos portugueses a estudar Medicina no estrangeiro.

Coordenadora - Ana Castelbranco (4º Ano) Artur Nixon Martins (4º Ano) Rita Gouveia (3º Ano) Sofia Ribeiro Pereira (2º Ano)


A componente cultural e artística é também fundamental na formação de um médico, a par da formação científica e clínica. Deste modo, é um objetivo da AEFML oferecer diversas atividades desta índole, articulando o seu projeto com os outros departamentos associativos. Pretendemos fornecer as ferramentas essenciais para que o estudante de medicina possa continuar a sua experiência cultural de forma ativa, através da criação de diversos grupos artísticos e da realização de atividades do âmbito recreativo que permitam ao estudante desenvolver a sua dimensão pessoal, cultural e social, tão essencial no exercício da medicina.

Vertente Cultural  Realizar o XXIII Sarau Cultural com envolvimento de alunos, ex--alunos e docentes da FMUL na organização do evento e performances artísticas;  Realizar, ao longo de todo o ano, o II Ciclo de Tertúlias Abel Salazar, com dias comemorativos e palestras no âmbito da arte e cultura;


 Realizar a VI Noite de Fados AEFML, promovendo a cultura e música portuguesas;  Promover a Radio Terapia e garantir o apoio à manutenção da mesma;  Colaborar, em estreita relação, com o Grupo de Teatro AEFML;  Organizar o Workshops de Danças de Salão e assegurar o Curso de Danças de Salão AEFML, com caráter semestral;  Mover esforços no sentido de apoiar e promover o talento dos alunos da FMUL;  Promover a realização de Workshops, em parceria com o Departamento de Formação e Ciência, de caráter cultural e artístico;  Mover esforços no sentido de criar e apoiar a Orquestra Médica, em colaboração com a AEFCML;  Estabelecer um contacto mais próximo com o Núcleo Cultural da Universidade de Lisboa e AAUL;  Mover esforços no sentido de organizar um evento musical de cariz solidário.

Vertente Recreativa  Realizar as XXII Olimpíadas da Medicina, em colaboração com a Comissão Organizadora das Olimpíadas da Medicina;  Colaborar, no Período de Receção ao Caloiro, com os vários grupos/núcleos interessados, no sentido de integrar os novos alunos no espírito académico;  Organizar a III Semana ERASMUS, em colaboração com o departamento de Internacionais;  Realizar o Magusto de São Martinho AEFML;  Organizar o Jantar de Natal AEFML e a entrega dos prémios Golden Harry’s, em parceria com as Comissões de Finalistas;  Colaborar com outras associações e estudantes na organização do V Arraial de Medicina e da Gala Médica, nomeadamente com a AEFCML;  Colaborar com a COENEM na divulgação das atividades, promovendo a participação dos alunos da Faculdade de Medicina de Lisboa no Encontro Nacional de Estudantes de Medicina;  Colaborar na organização das comemorações do Centenário AEFML;  Assegurar a qualidade dos materiais e sistema de som utilizado ao longo do ano, garantindo a substituição dos mesmos se assim for necessário.

Parceiros e Núcleos Autónomos  Apoiar as Comissões de Finalistas em diferentes vertentes, desde a promoção de eventos à elaboração dos mesmos;


 Mover esforços no sentido de criar uma parceria com uma rádio nacional;  Mover esforços no sentido de criar, dinamizar e promover parcerias com espaços de convívio para os estudantes da FMUL (U-Try, bar no Bairro Alto...).

Coordenadora - Maria Inês Borges (3º Ano) Manuel Morais (2º Ano) Rafael Inácio (2º Ano) Sebastião Martins (1º Ano)


O Departamento Desportivo da AEFML tem como grande objetivo fomentar a prática de desporto enquanto meio para atingir a formação pessoal plena, através do desenvolvimento de competências variadas como a disciplina, o rigor, o respeito e o trabalho de equipa. Com o mote “Mens sana in corpore sano” acreditamos que o equilíbrio bio-psico-social dos indivíduos assenta na capacitação dos mesmos para a adoção de estilos de vida saudáveis. Para isso, com um espectro de ação alargado que não se foca somente no desporto em si e cientes da nossa responsabilidade comprometemo-nos a proporcionar aos nossos atletas e alunos todas as condições possíveis para capitalizar a génese de saúde individual e coletiva no seio da nossa academia.

Atletas  Dar continuidade ao trabalho desenvolvido para a implementação atempada do Estatuto Estudante-Atleta;


 Assegurar o acompanhamento dos colegas com Estatuto Atleta Alta-Competição e garantir o cumprimento do mesmo.

Equipas AEFML  Fomentar a prática desportiva nas equipas AEFML;  Participar ativamente na estruturação da época desportiva;  Manter e dinamizar as modalidades existentes com a participação em Torneios Universitários e competições desportivas extrauniversitárias: o Futsal feminino e masculino; o Voleibol feminino e masculino; o Futebol masculino.  Apostar em treinadores com formação adequada de forma a assegurar a qualidade do trabalho realizado em anos anteriores;  Facilitar e divulgar o acesso ao exame médico-desportivo;  Procurar soluções concertadas para os atletas cujo desporto não tem representação na AEFML (AAUL, ULisboa);  Aumentar o leque de desportos praticados na AEFML de acordo com o interesse dos alunos;  Garantir a qualidade do material e equipamentos ao dispor dos atletas, facilitando o acesso a equipamentos personalizados;  Procurar espaços indoor para treino, tendo em conta o período de inverno, nomeadamente para as equipas de Futsal AEFML;  Certificar a existência de uma mala de assistência médica aos atletas em todas as equipas;  Divulgar os eventos desportivos das equipas, apelando ao apoio dos alunos;  Manter a divulgação dos jogos das equipas AEFML através das redes sociais;  Acompanhar de perto as equipas por parte da direção da AEFML, com reportagem multimédia e posterior divulgação nas redes sociais, em Parceria com o Departamento de Imagem;  Divulgação das equipas AEFML perante os alunos do primeiro ano, aquando da sua inscrição na faculdade – “Expo Desporto”;  Garantir a qualidade do material e equipamentos ao dispor dos atletas., facilitando o acesso atempado a equipamentos personalizados.


Eventos  Organizar da II Corrida Saúde + Solidária;  Realizar do “Dia de Jogos AEFML”;  Continuar a atividade “Boot Camp”, com o alargamento a um maior número de participantes e desde o início do ano letivo;  Organizar e promover torneios internos, nomeadamente o IV Torneio de Futsal AEFML;  Procurar, em conjunto com o Departamento de Saúde Pública, Reprodutiva e SIDA, um rastreio num evento desportivo de grandes dimensões;  Criar o Seminário “Medicina e Desporto”, com o intuito de dar uma perspetiva mais científica sobre a componente médica no desporto e vice-versa;  Organizar a “Gala do Desporto AEFML” para a entrega de prémios aos atletas;  Realizar do “IV Seminário Médico Ativo, Paciente Ativo”, em parceria com o Club Clínica das Conchas, garantindo proximidade física da atividade ou transporte para a mesma;  Continuar do projeto de sucesso “Healthy Buddy”, em parceria com a consulta de obesidade infantil do HSM;  Prosseguir esforços anteriores para a criação de um CEMEF em Medicina Desportiva;  Organizar o Torneio Olímpico do Caloiro, em colaboração com a Comissão de Praxe;  Assegurar a participação das equipas da AEFML no Torneio Nuno Grande;  Encomendar atempada de equipamento desportivo.

Representação  Garantir aos atletas da FMUL condições adequadas à representação da AEFML nos Campeonatos Nacionais Universitários;  Reforçar o peso da AEFML juntos da Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa (ADESL) e da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU).

Coordenador - Diogo Lacerda (4º Ano) Eduardo Sampaio Correia (3º Ano) Rita Gouveia (3º Ano)


A vertente humanística adquire um papel fundamental na área profissional em que os estudantes da FMUL se inserem, sendo um complemento absolutamente necessário à formação científica e sem a qual o exercício médico é impraticável. Como tal, é nosso objetivo fomentar o interesse e participação dos alunos na construção de uma comunidade estudantil consciente e desperta para a defesa dos direitos humanos, igualdade social e sentido ecológico.

Direitos Humanos  Apoiar a realização da IV Edição do Projeto Medicina Mais Perto: Moçambique tendo como objetivo colmatar cuidados de saúde primários e bases educacionais da comunidade-alvo, bem como a formação e espírito humanos dos estudantes da FMUL;  Realizar o Projeto Natal Diferente com extensão a mais serviços hospitalares e potencialmente a outros hospitais. Promover uma vertente de animação (exemplos: música e coro) mais ativa inserida no projeto, com a formação de inscrições direcionadas à mesma;


 Realizar a Recolha de Natal com o objetivo de colmatar as necessidades de uma instituição de solidariedade a definir, sensibilizando assim os estudantes da FMUL para esta causa;  Realizar a VII Edição do Projeto Best Buddy, através do qual é possível que crianças internadas sejam acompanhadas por um número crescente de alunos, para que o desconforto subjacente ao seu internamento possa ser minimizado através de uma inter-relação dinâmica e benéfica mútua;  Implementar Programa de Voluntariado Nacional Contínuo dirigido a quatro vertentes: Idosos (implementado no projeto Saúde & Companhia em parceria com o Departamento de Saúde Pública, Reprodutiva e SIDA), Jovens, Sem-Abrigo e Ecologia;  Realizar a II e III Feira do Voluntariado, realizando uma edição no início de cada semestre, com o objetivo de divulgar o trabalho de várias instituições e a experiência pessoal de voluntários, fomentando assim o interesse dos estudantes em serem voluntários;  Atualizar o Banco de Voluntariado, sendo este uma base de dados inserida no site da AEFML onde os estudantes podem obter informações acerca de diversos projetos de voluntariado nacionais e internacionais;  Organizar um Evento dedicado à promoção dos Direitos Humanos, através do qual se pretende apurar e promover o sentido da solidariedade humana tal como sensibilizar os estudantes da FMUL para temas relacionados com a violação dos direitos humanos com palestras, vídeos, debates e atribuição de prémios da exposição de fotografia;  Organizar uma Exposição de Fotografia no âmbito dos Direitos Humanos e Ecologia com divulgação prévia dos prémios atribuídos;  Realizar a Feira do Livro cujo foco é a angariação de lucros a reverter para uma instituição de solidariedade a definir.

Ação Social  Promover a integração académica dos novos estudantes através do projeto Tutor-Tutorando em parceria com o Departamento Pedagógico e Educação Médica, com o intuito de lhes ceder toda a informação fundamental a esta etapa e promover uma inter-relação profícua entre alunos de 1ºano com respetivos tutores;  Divulgar bolsas e apoios sociais existentes através da elaboração de uma base de dados onde são reunidas todas as informações essenciais;


 Criar condições para a realização do Projeto Ponto de Encontro com o intuito de promover o alojamento gratuito a estudantes da FMUL em casas de idosos, colmatando por um lado a solidão inerente à terceira idade e por outro, apoiar os estudantes universitários com dificuldades financeiras em prosseguir os estudos;  Realizar um Inquérito anónimo dirigido a todos os estudantes da FMUL com o objetivo de obter informações precisas acerca das suas principais dificuldades e necessidades básicas sentidas ao longo do seu percurso académico;  Divulgar os alojamentos e residências existentes em Lisboa através dos “Classificados” no site da AEFML.

Ecologia  Implementar uma vertente ecológica no Programa de Voluntariado Nacional Contínuo supracitado;  Identificar a melhor forma de maximizar o projeto CarSharing e dinamiza-lo com a criação de uma plataforma mais apelativa e organizada, incentivando os alunos a partilharem o mesmo veículo de transporte tanto na região de Lisboa como para fora desta (exemplo: viagens para Porto, Algarve e outros destinos);  Estabelecer uma parceria com o projeto UGreen que visa promover a recolha de papel na Faculdade de Medicina de Lisboa para futura conversão em géneros alimentares para famílias carenciadas através do Banco Alimentar Contra a Fome.

ANEM - Departamento de Direitos Humanos e Paz  Representar a AEFML no Departamento de Direitos Humanos e Paz da ANEM, participando ativamente nas reuniões e realização de projetos propostos por esta;  Promover o Departamento de Direitos Humanos e Paz e as suas atividades junto dos alunos da FMUL, nomeadamente “Voluntariado Nacional em Férias”, “Cerimónia da Bata Branca”, “Cartas a um Estudante de Medicina”.

Coordenadora - Maria Inês Silva (4º Ano) Francisco Martinho Teixeira (3º Ano) Beatriz Fernandes (2º Ano)


O Departamento de Formação e Ciência tem como missão alargar as valências oferecidas aos alunos da FMUL. Pretende-se, deste modo, proporcionar a aquisição de múltiplas competências em regime extracurricular, tentando colmatar as lacunas deixadas pela formação médica obrigatória. Desta forma, pretendemos continuar a investir na realização e na otimização de diversas atividades já dinamizadas em anos anteriores, como projetos, cursos e workshops, mas também criar oportunidades formativas inovadoras, tanto na área médico-cirúrgica como na área científica básica, para toda a comunidade estudantil, recorrendo ao apoio de Comissões Organizadoras de cada projeto, promovendo deste modo a participação dos alunos no crescimento da AEFML.

Projetos  Organizar o XIII Hospital dos Pequeninos, em colaboração com o Departamento de Saúde Pública, Reprodutiva e SIDA, bem como promover a divulgação do livro infantil “Um dia no Hospital dos Pequeninos”;


 Organizar o 6th AIMS Meeting, de forma a potenciar a qualidade e o crescimento do projeto, mantendo uma Comissão Organizadora dedicada ao congresso;  Estabelecer uma parceria com a IEEE Academic, e em colaboração com o Departamento de Imagem, Marketing e Informação, produzir vídeos pedagógicos, nos quais o aluno terá acesso online a explicações simples e fáceis de sinais, sintomas ou mecanismos fisiopatológicos de várias patologias, entre outros;  Organizar o I Ciclo Anual de Formação Médica Complementar, promovendo o ensino, desenvolvimento e aperfeiçoamento de técnicas e gestos clínicos, através da realização de workshops durante o ano letivo, tendo como premissa as necessidades académicas dos alunos;  Organizar o XIV Seminário de Saídas Profissionais, reformulando o seu conceito e a sua concretização, promovendo uma aproximação à procura dos alunos, quer em termos de especialidades quer em áreas exploradas, investindo numa abordagem menos teórica das mesmas;  Organizar duas edições da Feira do Livro Usado e Sublinhado;  Organizar o VI Ciclo de Palestras AEFML, em colaboração com os restantes departamentos da AEFML, investindo na participação de figuras de referência do panorama nacional;  Criar um “Manual GAPIC” para o aluno, visando ser um documento orientador e de apoio, guiando o discente na escolha do laboratório/clínica universitária, na formulação, desenvolvimento e divulgação do seu projeto e ainda na elaboração de posters, apresentações orais e artigos;  Colaborar com o Gabinete de Apoio à Investigação Científica (GAPIC) na organização do III Dia da Investigação FMUL, promovendo o ensino de técnicas de comunicação científica e o aperfeiçoamento de práticas laboratoriais;  Colaborar com o GAPIC no projeto Live in Lab Meetings, na sequência da avaliação da edição anterior;  Divulgar congressos nacionais e internacionais para estudantes, no site oficial da AEFML e redes sociais, em parceria com o Departamento de Imagem, Marketing e Informação;  Continuar a organizar e a coordenar o projeto Skills Lab, movendo esforços para angariar fundos, estabelecer parcerias com a FMUL ou outras entidades e assegurando toda a logística da sua concretização, com o fim de executá-lo no próximo ano letivo.


Cursos e Workshops  Organizar Cursos de Línguas (Francês, Italiano, Inglês, Espanhol e Alemão), em parceria com o Instituto CCL;  Realizar o II Curso de Clinical English AEFML-CCL;  Colaborar na organização de Cursos de Preparação para a Prova Nacional de Seriação/Seleção;  Promover o Curso de Suporte Básico de Vida (certificado pela American Heart Association, Instituto Nacional de Emergência Médica e Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho);  Promover o Curso de Suporte Avançado de Vida (certificado pela American Heart Association, Instituto Nacional de Emergência Médica e Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho);  Organizar os V e VI Workshops de Suturas AEFML-HSM;  Realizar o IV Curso de Iniciação à Pequena Cirurgia AEFML-HSM;  Dar continuidade ao II Ciclo anual de Workshops Sensations.

ANEM  Organizar e divulgar localmente os Curtos Estágios Médicos em Férias (CEMEF’s), promovendo a recolha de vagas no CHLN e a participação dos alunos da FMUL;  Estabelecer um diálogo constante com a ANEM e promover uma colaboração ativa com o Grupo de Trabalho de Ciência e Investigação, participando nos seus projetos a nível local e nacional, nomeadamente na divulgação de recursos e ferramentas médicas, científicas e pedagógicas.

Coordenador - Vasco Cardoso (4º Ano) Artur Nixon Martins (4º Ano) Nelson Descalço (3º Ano) Joana Vieira de Melo (2º Ano) Gonçalo Pimenta (2º Ano)


O Departamento de Imagem e Divulgação trabalha no sentido de criar uma estética coesa e coerente para a AEFML, um autêntico I.D. institucional, pelo qual é representada junto de todos os colegas e entidades externas com que a mesma trabalha. A AEFML tem vindo, ao longo dos anos, a construir a sua identidade, à qual está associada uma imagem de marca. Neste mandato, procuraremos manter e melhorar a apresentação da Associação, procurando estimular a divulgação de novos projetos e continuar a eficaz promoção dos de longa data com a qualidade que caracteriza a AEFML.  Produzir material de divulgação para os Projetos AEFML, de modo a garantir a sua visibilidade e projeção perto dos estudantes;  Realizar a manutenção do Banco de Apontamentos AEFML em estreita colaboração com as Comissões de Curso;


 Rever as estruturas no Mapa Interativo do HSM, procurando a colaboração do Gabinete de Comunicação e Imagem da Faculdade, de modo a tornar as versões cada vez mais atuais e interativas;  Reeditar da Agenda AEFML para o ano civil de 2015;  Continuar a edição e o envio das ISI (Informações Semanais Interessantes);  Editar a 20ª e 21ª Ressonâncias, com a criação de uma Comissão Organizadora, apostando numa restruturação visual e de conteúdo, procurando assuntos que não se limitem ao ensino médico e vivência dos estudantes na Faculdade, de modo a abranger temáticas de impacto atual na sociedade;  Apoiar as Comissões de Curso no que concerne as funções de Informação, Imagem e recursos informáticos;  Dinamizar da AEFML TV no corredor 01, apostando em publicidade, posters e fotografias de eventos da Associação;  Produzir um spot promocional sobre a dinâmica de trabalho da AEFML, o seu enquadramento na FMUL e na sociedade;  Emitir atempadamente os certificados de atividades AEFML e envio dos mesmos por e-mail, colocando-os em simultâneo no site;  Alterar o e-mail do departamento para imagem@aefml.pt, tornando-o mais intuitivo e fomentando a função real deste departamento como gestor da Imagem da AEFML nas suas principais vertentes;  Realizar de workshops de técnicas de edição de imagem (Photoshop), de apresentações (Prezi) e de fotografia, integrados no II Ciclo de Workshops Sensations, em parceria com o Departamento de Formação e Ciência;  Dinamização de concurso de posters de divulgação de atividades AEFML, aberto a todos os associados;  Melhorar a gestão de espaços de afixação de posters no corredor 01, de modo a melhorar a eficácia da divulgação de atividades e promoções AEFML;  Criar uma introdução dinâmica para os futuros vídeos de divulgação de atividades AEFML, que transmita o dinamismo da associação;  Tornar o logotipo AEFML interativo, em versão gif., para utilização em diferentes meios de divulgação e no site AEFML;


 Criar uma designação e logotipo internacional da AEFML, de modo a potenciar a imagem e divulgação internacional da mesma e dos seus projetos, tendo em vista parcerias vantajosas;  Traduzir faseadamente o site AEFML para inglês, em parceria com os respetivos departamentos e secções;  Criar um separador no site AEFML para international students, em parceria com o Departamento de Relações Internacionais;  Produzir um filme de promoção de Erasmus/Intercâmbio na Faculdade de Medicina de Lisboa, em parceria com o Departamento de Relações Internacionais;  Realizar tutoriais sobre a utilização da Dropbox, Facebook, e-mail e outras ferramentas de Imagem e Divulgação para os restantes departamentos da AEFML, de modo a potenciar as suas capacidades e melhorar a dinâmica com o Departamento de Imagem.

Coordenador – José Almeida Correia (3º Ano) Carolina Cardoso (3º Ano) Sofia Costa e Silva (3º Ano) Manuel Morais (2º Ano)


O Departamento de Relações Externas representa a voz dos estudantes além das portas da FMUL. Para isso compromete-se a ser um espelho da posição dos alunos, defendendo os seus interesses, as suas opiniões e apresentando as sugestões perante todas as entidades onde está representada. Acreditamos que a chave para um ensino de qualidade se baseia na transparência. Como tal, pretendemos informar-te das decisões tomadas, de conclusões obtidas e do trabalho realizado com/por outras instituições.  Representar a AEFML e defender o interesse dos estudantes da FMUL nas Assembleias Gerais da ANEM, AAUL, MedScoop, Encontros Nacionais de Dirigentes Associativos, entre outros encontros;  Garantir boas relações institucionais com outas Associações de estudantes, com destaque para Associações de Estudantes de Medicina, da área da Saúde e da região de Lisboa;


 Promover o diálogo e a representação estudantil na Universidade de Lisboa e consolidar as relações com órgãos de Governo, como a Reitoria da Universidade de Lisboa;  Mover esforços no sentido da criação de uma estrutura que englobe todos os estudantes da Universidade de Lisboa, que garanta uma sólida e coerente representação dos estudantes da FMUL;  Informar os alunos da FMUL acerca do processo de fusão da nova Universidade de Lisboa, integrando-os ativamente neste processo;  Elaborar e publicar de relatórios de representação externa em reuniões, assembleias gerais e encontros, dos quais advenham decisões em que a FMUL e o futuro dos seus alunos estejam implicados;  Garantir a defesa dos interesses dos alunos em todos os assuntos relacionados com a Ação Social tanto no panorama da Universidade de Lisboa bem como no panorama Nacional;  Divulgação de bolsas e apoios sociais concedidos por instituições diversas a alunos do Ensino Superior, em cooperação com o Departamento de Direitos Humanos, Ação Social e Ecologia;  Acompanhar, atentamente, as mudanças no panorama da política educativa médica atual;  Reforçar a posição a AEFML em associações e federações internacionais.

Diogo Lacerda (4º Ano) Maria Inês Borges (3º Ano)


Atualmente, a quebra de barreiras nacionais e a aquisição de uma consciência global adquirem importância extrema na realidade médica. A realização dos Intercâmbios Clínicos (SCOPE) e Científicos (SCORE), Projeto Twinning e dinamização do Programa ERASMUS proporcionará o conhecimento das práticas clínica e científica em diferentes contextos, bem como a partilha de perspetivas pessoais e culturais distintas entre os estudantes.

ERASMUS  Colaborar de forma mais próxima com o Núcleo de Cooperação Internacional (NCI) por forma a: o determinar e corrigir os principais problemas dos estudantes envolvidos em programas de mobilidade (tanto incomings como outgoings dos programas ERASMUS, Sócrates ou equivalentes); o apoiar o NCI no desenvolvimento de métodos de agilização dos processos.  Realizar uma Welcome Meeting semestral para os estudantes ERASMUS;


 Atribuir um tutor português a cada estudante ERASMUS com abertura de inscrições atempadamente;  Organizar a III Semana ERASMUS em colaboração com o Departamento Cultural e Recreativo;  Organizar o evento “Get2Know ERASMUS” com o objetivo dos estudantes se poderem reunir com alunos do país para onde desejam ir e/ou com alunos da FMUL que já estiveram nesses destinos e esclarecerem todo o tipo de dúvidas que poderão ter;  Trabalhar com as Comissões de Curso dos diferentes anos, por forma a facilitar a coordenação dos estudantes ERASMUS com os docentes e com os secretariados da FMUL;  Formar uma Comissão de Acompanhamento para ERASMUS com o objetivo de fomentar relações entre incomings e alunos da FMUL, através da realização de atividades lúdico-recreativas;  Dinamizar o Projeto TANDEM, com abertura atempada de inscrições;  Criar um separador no site AEFML para international students, em parceria com o Departamento de Imagem e Divulgação;  Atualizar constantemente o site da AEFML com as informações sobre os diferentes destinos ERASMUS (incluindo não só a opinião de outgoings que de momento se encontram nessas faculdades, mas também a opinião de incomings);  Participar na Sessão de Boas-Vindas promovida pelo NCI (Núcleo de Cooperação Internacional), com a apresentação do programa sociocultural desenvolvido pela DAEFML, realização de visitas guiadas pelos diferentes serviços do HSM e IMM, atribuição de Tutores ERASMUS e TANDEM Partners e ainda esclarecimento de possíveis dúvidas;  Divulgar as atividades desenvolvidas pelo ESN (ERASMUS Student Network) Lisboa, de modo a proporcionar um maior envolvimento dos estudantes ERASMUS no panorama sociocultural de Lisboa e de Portugal;  Realizar vídeo promocional com o objetivo de divulgação externa dos programas de Intercâmbio na FMUL, em colaboração com o Departamento de Imagem e Divulgação.

EMSA  Realizar dois Twinning Project, apostando na potencial melhoria da qualidade do programa e ponderando a procura de novos destinos.


IFMSA/ANEM  Garantir a continuidade dos Projetos SCORE (Intercâmbios Científicos) e SCOPE (Intercâmbios Clínicos), participando ativamente na reformulação dos critérios de seriação atualmente em vigor e procurando ainda assegurar um maior número de vagas para os estudantes da FMUL;  Dinamizar a Sessão de Esclarecimentos de Intercâmbios Clínicos e Científicos, promovendo a partilha de experiências e a difusão de informações úteis;  Assegurar a formação da Comissão Organizadora de Intercâmbios (COI), com o intuito de auxiliar o departamento em todas as atividades relacionadas com os intercâmbios;  Garantir o desempenho das funções do Departamento e da Comissão Organizadora de Intercâmbios (COI) até ao mês de agosto de 2015 (inclusive);  Assegurar o apoio aos estudantes outgoing ao abrigo dos Projetos SCORE e SCOPE ao longo de todo o processo de candidatura, durante a realização do mesmo e ainda aquando do processo de creditação;  Colaborar com a ANEM na realização das sessões PET/T4PE em Lisboa;  Assegurar a representação da AEFML na March Meeting General Assembly promovida pela IFMSA.

Coordenador - Vítor Veríssimo (4º Ano) Francisco Martinho Teixeira (3º Ano) Tomás Elvas Leitão (2º Ano)


Estando conscientes da importância da Saúde Pública e da Saúde Reprodutiva na realidade atual, propomo-nos a fomentar e enriquecer a formação pessoal dos alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa nestas áreas, bem como promover um contacto mais próximo e humano com a comunidade, nas suas diversas vertentes. Pretendemos promover uma Política de Saúde e Responsabilidade Social, sensibilizando a população para a importância dos cuidados de saúde primários e da prevenção em Saúde.

Projetos Locais  Organizar o VII Medicina Mais Perto Ilhas, numa das regiões autónomas portuguesas, para informar e consciencializar a população para os problemas de saúde, bem como permitir aos estudantes de Medicina um contacto mais próximo e uma intervenção direta na comunidade;


 Organizar o Rastreio AEFML no seio duma comunidade com menor acesso a cuidados de saúde;  Organizar o XIII Hospital dos Pequeninos, em colaboração com o Departamento de Formação e Ciência;  Organizar o projeto Escola Saudável para a promoção da alimentação saudável e da prática de bons hábitos de higiene oral junto de crianças em idade escolar;  Colaborar com a Comunidade Vida e Paz e outras entidades na realização da 26ª Festa de Natal com as Pessoas Sem-Abrigo;  Desenvolver o Projeto Boomerang, que promove o regresso dos alunos às suas antigas escolas para a realização de campanhas de sensibilização sobre diversas temáticas no âmbito da Saúde Mental e Reprodutiva;  Promover a comemoração da Stop HIV Week, no âmbito do Dia Mundial da Luta Contra a SIDA, através de diversas atividades realizadas ao longo de uma semana (como, por exemplo, o Bairro Contra a SIDA), com o objetivo de consciencializar os jovens para a importância da prevenção;  Continuar a implementação do projeto Saúde & Companhia em colaboração com o Centro Social Paroquial do Campo Grande e com o Departamento de Direitos Humanos, Ação Social e Ecologia, para levar os cuidados de saúde primários à população mais carenciada e necessitada, e fomentar um papel mais ativo da população idosa através de diversas atividades bem como promover uma relação próxima e benéfica entre idoso-jovem;  Desenvolver o projeto Antes Que Te Queimes em festa académicas da cidade de Lisboa, com o objetivo de promover a diversão sem riscos e, através de um diálogo de esclarecimento personalizado, procurar prevenir os danos associados ao consumo excessivo de álcool, drogas e a comportamentos sexuais de risco;  Organizar rastreios cardiovasculares e desenvolver ações de sensibilização sobre diversas áreas de Saúde Pública e de Saúde Reprodutiva;  Promover formações de Primeiros-Socorros para jovens, dadas por estudantes de Medicina devidamente formados;  Promover a comemoração de dias temáticos (Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, Dia Mundial da Saúde Mental, Dia Internacional Contra a Homofobia) relacionados com a Saúde Pública e Reprodutiva, através de palestras, ações de sensibilização, entre outros;  Assegurar a formação na área da Saúde Pública para os alunos que sejam selecionados a participar nas atividades a realizar pelo Departamento;


 Estabelecer e dar continuidade a parcerias com diversas entidades relacionadas com a promoção da saúde no seio da comunidade;  Distribuir gratuitamente preservativos na FMUL durante todo o ano;  Divulgar e organizar Campanhas de Recolha de Sangue e de Medula Óssea.

ANEM - Departamento de Saúde Pública  Realizar o Med Forward - Evento formativo enquadrado no Encontro Nacional da Juventude, aberto a toda a comunidade estudantil, sobre uma temática do âmbito da Saúde Pública;  Dar continuidade à realização dos Estágios em Saúde Mental - Estágios de duas semanas em instituições de apoio à doença mental;  Promover a realização do Med On Tour - Intervenção em diversas áreas da Saúde Pública e da Saúde Reprodutiva, com destaque para a intervenção em escolas, lares/centros de dia e locais de diversão noturna, assim como a realização de rastreios de doenças cardiovasculares à comunidade;  Estabelecer uma Parceria com o IPST - Campanhas para angariação de dadores de sangue e medula óssea e realização de “mini-estágios” de 2 dias nos serviços de Sangue e serviços de Histocompatibilidade da rede do IPST;  Promover o projeto Staying Alive - formações, ao encargo do INEM, para os estudantes de Medicina, tornando-os Formadores em SBV;  Organizar o projeto Twerk Your Brain - Consciencialização pública da “saúde cerebral”, usando os estudantes de Medicina como principal meio de comunicação e abordando o tema “Envelhecimento Ativo”.

ANEM - Departamento de Saúde Reprodutiva e SIDA  Continuar a promover os Estágios na Área da Reprodução Medicamente Assistida - Estágio de duas semanas numa clínica especializada em Medicina Reprodutiva, onde se dá a conhecer aos estudantes o funcionamento destes centros, a nível clínico e laboratorial;  Promover o projeto SCORA-Xchange - Intercâmbio internacional unilateral de 3 ou 4 semanas, focado em assuntos relativos à temática da Saúde Sexual e Reprodutiva;  Organizar Dias Temáticos - Dia Internacional contra a Homofobia e Transfobia, Dia Internacional Contra a SIDA;


 Promover o DSRS em Festa - Ações de sensibilização com o objetivo de promover a prática de relações sexuais seguras nos festivais de verão.

Coordenadora - Ana Dagge (3º Ano) Mariana Santos (3º Ano) Marta Almeida Santos (2º Ano) Rafael Inácio (2º Ano) Teresa Valido (1º Ano)


O grande número de atividades que a AEFML promove e dinamiza, bem como a sua elevada qualidade, são fatores que se perpetuam quando aliados a uma aplicação racional dos recursos financeiros da Associação. Assim, os principais objetivos desta Secção passam por uma gestão refletida dos recursos financeiros e património da AEFML, procurando sempre melhorar, passo a passo, os projetos já existentes, sem nunca hipotecar futuras iniciativas em florescimento. A elaboração de um Orçamento de Atividades 2014/2015 que vá de encontro às verdadeiras necessidades das mesmas, nunca esquecendo os contornos atuais do panorama económico do país e a realidade financeira da AEFML, será o iniciar de um trilho que se prevê meticuloso e dedicado, culminando num Relatório Final de Contas. Devendo ser a gestão financeira da Associação uma preocupação inerente a todos os seus dirigentes, os mesmos serão envolvidos, tanto quanto possível, na procura de uma gestão autossustentável


para os seus Departamentos, sempre sob uma constante supervisão que permita atingir os objetivos propostos. Esta transversalidade da secção financeira da AEFML é a base para que toda a Direção possa ser devidamente informada sobre esta vertente em qualquer altura do mandato, procurando sempre que a proximidade com o Conselho Fiscal resulte numa relação profícua que permita o aprimorar as atividades da Associação.

José Almeida Correia (3º Ano)


Atendendo ao valor das decisões deliberadas nas Reuniões de Direção da AEFML, o secretariado AEFML terá como responsabilidade:  Garantir a elaboração das Atas das Reuniões de Direção da AEFML, assegurando o modo e forma de execução das mesmas, definido datas de elaboração, revisão e assinaturas das atas;  Realizar o Inventário do Património da AEFML, com o apoio do Departamento de Gestão e Instalações;  Assegurar a organização do Arquivo da AEFML. Tendo em conta a diversidade de atividades organizadas pela AEFML, será também função do secretariado AEFML a coordenação dos Patrocínios solicitados para a realização das atividades realizadas pela AEFML, bem como assegurar a realização dos relatórios de atividades, após o decorrer das respetivas atividades, e a qualidade dos mesmos. Mariana Santos (3º Ano)


Sozinhos vamos mais rรกpido. Juntos vamos mais longe! Rubinho Pirola


Programa Eleitoral Lista J