Page 76

Para aplicações típicas em interiores, onde o aço será enclausurado em um ambiente controlado, a utilização de um primer é, de modo geral, desnecessária. Exceções são as áreas de alta umidade, como piscinas, lavanderias, cozinhas, etc. Nestas, pode ser necessária a adoção de uma ponte de aderência, que consiste de uma base acrílica solúvel em água. Aços não pintados apresentam a melhor condição de aderência dos materiais, dispensando a utilização de elementos de ancoragem, salvo peças de excessiva altura. Nestas, a utilização de algum tipo de ancoragem mecânica pode ser necessária, como por exemplo, a utilização de telas de fixação. As instruções contidas no UL Fire Resistance Directory42 são apropriadas à escolha do sistema de fixação, quando necessário. o

o

Quando a temperatura ambiente atinge 90 C - 150 C, as ligações químicas existentes no gesso hidratado começam a se romper, liberando água de hidratação. Esta reação absorve a energia do fogo, que seria conduzida ao aço. Este processo permite ao aço manter uma temperatura relativamente baixa por 20 a 30 minutos durante a primeira hora crítica do incêndio. A mesma consideração é aplicada para placas de gesso acartonado. Fibra Projetada São produtos de baixa e média densidades, contendo basicamente fibras obtidas a partir de escória de alto-forno como principal ingrediente. Estas fibras são misturadas com cimento Portland (20 a 30% do peso seco total) para criar uma mistura de baixa densidade. A argamassa à base de fibras utiliza as propriedades isolantes da fibra produzida a partir da escória para para proteger o aço. Argamassa Projetada à Base de Vermiculita É produto de baixa densidade, composto basicamente de vermiculita expandida, cimento Portland e aglomerados minerais. Esse material deve ser completamente isento de amianto, e, para melhorar sua aderência ao aço, costuma ser necessária a utilização de telas. Materiais Rígidos Placas rígidas e mantas flexíveis ou semi-rígidas compostas de vários materiais, tais como lã cerâmica, gesso acartonado resistente ao fogo, placas de silicato de cálcio e vermiculita são também utilizadas na proteção estrutural. Propiciam a proteção estrutural do mesmo modo que os materiais projetados, e são fixados a seco ao redor do aço utilizando clip, pino ou sistemas próprios. Os materiais rígidos apresentam, de modo geral, uma boa aparência, em geral na forma de caixa, que pode ser decorado. A fixação é feita a seco e não apresenta interferências sérias com os outros sistemas. Além disso, podem ser aplicados sobre a estrutura de aço não pintada. Uma outra vantagem dos materiais rígidos advém do fato de sua construção industrializada. Desse modo, as espessuras são garantidas. As principais desvantagens são o custo mais elevado do que os apresentados pelos materiais projetados, a dificuldade na aplicação ao redor de detalhes complexos e a baixa velocidade de aplicação. 42 UL Fire Resistance Directory, vol.1, p.2. Underwriters Laboratory Inc.(2001).

87 COLETÂNEA DO USO DO AÇO

2-manuais_corrosao  
2-manuais_corrosao  

Volume 2 COLETÂNEA DO USO DO AÇO Fábio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 2004 2ª Edição Colaboração: Carlos Gaspar - Revisão Andréa Vicentin -...

Advertisement