Page 6

Aço é uma liga ferro-carbono contendo menos de 2% de carbono que contém pequenas quantidades de outros elementos químicos tais como o manganês, silício, fósforo, enxofre e oxigênio. A concentração do elemento químico carbono no aço exerce profundo efeito em suas propriedades mecânicas e transformações de fase, propiciando, em conjunto com outros elementos de liga, a produção de um grande número de produtos. Esta liga é a mais versátil e a 1 mais importante das ligas metálicas conhecidas e é produzida em mais de 3.500 diferentes especificações, cada qual atendendo eficientemente a uma ou mais aplicações. A rota mais comum de produção de aços é aquela que passa pelo alto-forno2 e aciaria equipada 3 1 com conversor . Cerca de 60% do aço produzido no mundo é produzido desse modo . O minério de ferro, coque e fundentes variados são as principais matérias-primas neste processo, que envolve a redução do minério até o metal líquido no alto-forno, produzindo o ferro-gusa, e o refino subseqüente no conversor, de modo a produzir o aço que, conformado, é transformado em uma enorme variedade de objetos. 4

Outra rota de produção do aço envolve a utilização do forno elétrico a arco , onde a sucata ferrosa é fundida. Durante o processo de fusão, outros elementos químicos são adicionados ao aço (na forma de ferro-ligas), de modo a atingir determinada composição química. Em seguida, o aço passa por um processo simplificado de refino em forno-panela. Cerca de 34% da produção mundial de aço é feita deste modo1. As mais importantes opções tecnológicas para a produção de aço estão representadas de forma esquemática na figura abaixo. Figura 1 - Rotas para a produção do aço Sucata Ferrosa

Minério de Ferro

Coqueria

Sinterização

Pelotização

Alto-forno

Redução a Metal Líquido

Redução Direta

Conversor

Forno Elétrico

Lingotamento Convecional

Lingotamento Contínuo

Laminação

1 A produção mundial de aço no ano 2002 foi superior a 902 milhões de toneladas, sendo a participação brasileira da ordem de 30 milhões de toneladas. Cerca de 100 países produzem aço, e o Brasil é considerado o 8o produtor mundial. Fonte: International Iron and Steel Institute - IISI (www.worldsteel.org). 2 O alto-forno foi criado em 1709 pelo mestre metalurgista inglês Abraham Darby, que trabalhava em uma usina siderúrgica localizada em Coalbrookdale, no condado de Shropshire, UK. 3 O processo Bessemer, patenteado em 1855 pelo engenheiro inglês Henry Bessemer, foi o primeiro processo industrial para a produção em massa, de forma econômica, do aço a partir do ferro-gusa. 4 O francês Paul Louis-Toussaint Héroult foi o criador, em 1900, do forno elétrico a arco (e também da eletrólise ígnea do alumínio).

09 COLETÂNEA DO USO DO AÇO

2-manuais_corrosao  
2-manuais_corrosao  

Volume 2 COLETÂNEA DO USO DO AÇO Fábio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 2004 2ª Edição Colaboração: Carlos Gaspar - Revisão Andréa Vicentin -...

Advertisement