Page 13

enquanto que o segundo seria formado a partir do primeiro por uma reação eletroquímica catódica do tipo: ++

(4): 8 FeOOH + Fe + 2 e

-

3 Fe3O4 + 4 H2O

Conforme indicado pela equação (3), a ferrugem é resultante da reação entre o íon ferroso formado na área anódica e a hidroxila formada na área catódica, razão porque a sua precipitação ocorre entre as duas áreas, como conseqüência do encontro dos dois íons. Muitas destas células ocorrem concomitantemente sobre a superfície do aço. Regiões anódicas 9 e catódicas podem alterar posições , de modo que, macroscopicamente, o que se observa é um ataque uniformemente distribuído. O que acontece em outras situações, como por exemplo, o aço carbono enterrado no solo? Como se processa o ataque no aço pintado? Como as reações descritas acima podem ser comparadas a outras condições? De modo geral, não existirão muitas diferenças. Em todos os casos em que as reações eletroquímicas predominam, a reação anódica consiste da oxidação do metal, passando a íons em solução: (5): M

Mn+ + ne-

Quando uma liga corrói, muitas reações anódicas acontecem simultaneamente. Por exemplo, as reações anódicas para uma liga alumínio-cobre poderiam ser: (6): Al

Al+++ + 3e-

(7): Cu

Cu + 2e

++

-

Figura 7 - Como a ferrugem se alastra sobre a superfície do aço OHFe2+

O2 H2O FeOOH FeOOH

FeOOH

FeOOH FeOOH

Catodos e anodos são distribuídos aleatoriamente por toda a superfície metálica e conectados eletricamente pelo substrato de aço. Íons ferrosos e hidroxilas são formados através de reações eletroquímicas e se difundem superficialmente. Quando se encontram, precipitam produtos que originarão a ferrugem.

Conforme as áreas anódicas corroem, um novo material, de diferente composição (a ferrugem) vai sendo exposto. Este novo material causa alterações dos potenciais elétricos entre as áreas anódicas e catódicas, causando sua mudança local. O que era anodo passa a ser catodo, e vice-versa.

Com o tempo, toda a superfície acaba se corroendo de modo uniforme.

9 Catodos e anodos são distribuidos, inicialmente, aleatóriamente por toda a superfície metálica, e conectados elétricamente pelo substrato de aço. Íons ferrosos e hidroxilas formados migram, gerando a ferrugem, que vai sendo exposta. Este novo material causa alterações dos potenciais elétricos entre as áreas anódicas e catódicas, causando sua mudança de local. Com o tempo, as áreas originalmente catódicas se tornam anódicas, e toda a superfície acaba se corroendo de modo uniforme.

18 COLETÂNEA DO USO DO AÇO

2-manuais_corrosao  
2-manuais_corrosao  

Volume 2 COLETÂNEA DO USO DO AÇO Fábio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 2004 2ª Edição Colaboração: Carlos Gaspar - Revisão Andréa Vicentin -...

Advertisement