Page 1

Michelle Urano PORTFÓLIO Junho/2019


EXPER

02/201

MICHELLE YUKARI MOCELIN URANO

04/201

Data de nascimento: 15/09/1991 Dourados, MS

10/201 “Habit de Gus

CONTATO

ATIVID

michelleurano@gmail.com michelle.urano@usp.br (11) 97363-0910 FORMAÇÃO ACADÊMICA 2013 - Julho/2019, Graduação em Arquitetura e Urbanismo, FAUUSP. 2010-Abril, 2012, Graduação incompleta em Administração de Empresas, FGV, São Paulo

2018 Trabalh

2018 de Bio

2017 em Sã arquite

2017 SOFTWARES AutoCad

2016 Paisag do Dep

Indesing Photoshop SketchUp IDIOMAS Inglês

2017 pelo In

15/02 a Públic urbani

2015 -

2014 -


RIÊNCIA PROFISSIONAL

18 - atual, Estágiária em Barbieri+Gorski

18 - 10/2018, Estagiária em BN Inteiores.

17 - 01/2018, Auxiliar no desenvolvimento dos desenhos do mestrado tação Coletiva de Interesse Social em Heliópolis: A visão de quatro arquitetos.” stavo Massimino, sob a orientação da Profª Helena A. Ayoub Silva.

DADES COMPLEMENTARES

Julho/2019, Parque da Fonte: Projeto de parque urbano no Morro do Querosene, ho Final de Graduação sob a orientação de Fabio Mariz Gonçalves.

- atual, participação na edição do catálogo de espécies do Fitotério do Instituto ologia pelo projeto Árvores USP.

- 02/2018, Pesquisa de Iniciação Científica “Habitação coletiva e espaço urbano ão Paulo: Conjunto Residencial Heliópolis I”. Estudo do projeto do conjunto habitacional Heliópolis I, a partir do projeto etônico, inserção urbana, contexto político e social.

- Curso de Representação Arquitetônica no {CURA}.

- equipe participante no Concurso “Passagens do Jardim Ângela”, organizado nstituto Cidade em Movimento.

- participação como ouvinte no 4º Congresso Internacional de Arquitetura gística,organizado pela ABAP e pelo Grupo de Disciplinas de Paisagem e Ambiente partamento de Projeto da FAUUSP.

a 17/02/2016 - participação como ouvinte em Seminário “Enquanto isso: Políticas cas para Espaços Transitórios”, organizado por Outros, laboratório para outros ismos, e Instituto Goethe.

- Curso de AutoCAD 2D 2015 Essencial no InCAD.

- participante no 5º Simpósio Internacional de Urban Sketching, Paraty, RJ, Brasil.


PROJETOS

01 Parque da Cida 02 Linhão

03 Chuveiro Públi

PROJETO DE EXTENSÃO 04 Árvores USP


S ACADÊMICOS

ade

ico Itinerante


Parque da Cidade O Parque da Cidade se constitui em uma área livre que integra o conjunto de torres de escritórios, residências, hotel e shopping center na zona sul de São Paulo.

PROJETO DE SISTEMA ESPAÇOS LIVRES 8º Semestre Professor Silvio Macedo Trabalho Individual

DE


iros

R

nhe io Pi

s Na

a ida d n e v A

Estação Granja Julieta

idas

Un ções


Estação Morumbi

Ave ni

da

ai

n da

Z ri

Roq

ue

Pet ron i

Jun

ior

uc

h r. C

.D v A

Parque da Cidade


5

BB

ida

Av en

as

nid

sU

aç õe

sN

da

Rio

eir os

Pin h

AA

5

1

2

7

8


5 5

Acesso de pedestres ao subsolo

Flamboyant

5

Pau Ferro

Bancos na borda do espelho d’água 3

4

6

Rua Antônio de Oliveira

Jacarandá Mimoso

2

Pata de Vaca 1 2 3 4 5 6 7 8

Gramado Principal Espelho d’água Área esportiva Play Ground Torre comercial Torres residenciais Shopping Parque da Cidade Hotel

Rua João Peixoto dos Santos

10

20

Parque da Cidade

0


0.9

eir os

0.48

nid

as

Rio

Pin h

AA

aç õe

sU

1.44 0.96

da

sN

0.48

Av en

ida

0.4

0.96

1.10 1.44

0.00

1.44 0.00 0.00

BB

0.00


0.96

96

-1.44

0.96 0.00

0.96 1.10 0.48

Rua Antônio de Oliveira

0.90 nível d’agua 0.48

48 0.48

0.48 0.48

0

1.44

Rua João Peixoto dos Santos

10

20

Parque da Cidade

0


0.00

0.00

0.48


Elevação AA

A

A

Parque da Cidade


0.00

1.20 0.46

1.44 0.48

0.90 nível d’agua 0.48

1.44 -1.44

-2.40


0.00

Parque da Cidade

B

B

Elevação BB


Hidrografia Linha de Alta TensĂŁo


Linhão Este projeto propõe a requalificação do espaço aberto na região da Brasilância. Esta região apresenta alta densidade populacioal, mas pouca área livre qualificada. A área hoje destinada ao linhão poderia ser utilizada como parque linear, oferecendo áreas de lazer, comércio, cultivo e passagem.

PROJETO DA PAISAGEM Professor Eugênio Queiroga 9º Semetre Trabalho em grupo: Heloisa Akiyama Karina Suzuki Michelle Urano Stephanie Seki


aM

Parque da Brasilândia prosposto

ar

alh T a

Ru

Ave nid

a Deputado

io id nt Ca

AA


io nton Vita Rua

a

tros

Mas

LinhĂŁo

Corte AA

100

20

0

AA

Sa mp aio


2

3

1 AA

1 Entrada do Parque da Brasilândia

2 Espaço para feira livre


4 AA

5

0

100

LinhĂŁo

3 Quadras esportivas

20


2 1 AA

4 Hortas

3


4 AA

5

0

100

LinhĂŁo

5 Mirante com vista para o Parque da Cantareira

20


Ilustração de Luna Lopes


Chuveiro Público Itinerante

Este projeto visa oferecer banheiro público em espaços livres da cidade, além de área de cuidados pessoais e doação de roupas. Esse conjunto de funções foi proposto como forma de oferecer um espaço de higiêne completo, levando em consideração também a população em situação de rua. O projeto é constituído por 2 módulos, sendo 1 banheiro feminino, 1 masculido e uma área central na qual se oferece cabelereiro, manicure e doação. de roupas.

ARQUITETURA E INDUSTRIA 5º Semetre Professor Robinson Salata Trabalho em grupo: Carolina Pinto Flavia Nunes Michelle Urano Luna Lopez Stephanie Luna Tereza Pessoa


B WC feminino MÓDULO 1

B

A

Corte BB


Triagem e doação de roupas WC masculino MÓDULO 2

A

Área de cuidados pessoais

Planta Layout

Corte AA 0

1

5

Chuveiro Público Itinerante

DET. 5


DIAGRAMA ESTRUTURAL DE CADA MÓDULO DOS BANHEIROS

Reservatório de água e refrator de iluminação natural

Painéis modulares estruturais de vedação

Reservatório de armazenamento do esgoto diário


Planta de vedação 0 1

Reservatório do esgoto

Reservatório de água

5

Reservatório do esgoto

Planta dos reservatórios 0 1

5

Chuveiro Público Itinerante

o


Árvores USP Este Catálogo de plantas notáveis reune espécies identificadas pelo projeto Árvores USP, do Instituto de Biologia da USP. O catálogo evidencia a diversidade da vegetação existente, a partir do porte, cor e textura demonstrados com o auxílio da fotografia e do desenho. O trabalho iniciou como produto final da disciplina, no entanto, segue atualmente em conjunto com o projeto Árvores USP para a publicação do catálogo do Fitotério do IB.

PROJETO VISUAL III MÍDIA IMPRESSA 10º Semestre Professora Sara Goldchmit Trabalho Individual


60 65

65 68 69

70 74

72

41

43

77

Mapa Fitotério

79 80 78

51

58 57

56

42

81 82 45 46

37

44

35

36

43

75 76

59

62

53

40 39 38

32

33 34

29

47 50 48 49

64 66

71

73

63

67

54 52

55

61

23

31 30

24

28 27

21 22 20

26 25

44

18

83 84 85

86

86

02 03 01

04

06 05 07

08 09 10

11

12

17 16

13 15 14

o1 Arbusto originário da América Central. Suas partes são tóxicas tanto para animais quanto para humanos, podendo causar vômito, diarréia e alucinações.

DAMA DA NOIT

Cestrum nocturn


TE

num L.

19

Mapa com a localização de um exemplar de cada planta do catálogo, plantados ao longo do passeio no Fitofério do Instituto de Biologia da USP.

As espécies apresentadas estão na ordem definida no mapa.

Árvores USP

Cada espécie é identificada a partir do nome científico, nome popular, texto com informações adicionais, desenho geral da planta e foto do detalhe de cada uma.


10

Árvore orginária da América do Sul, de países como Bolívia e Argentina.

TIPUANA

Tipuana tipu (Benth.) Kuntze

11

Árvore originária da América do Sul.Seus frutos são amplamente comercializados e apreciados e suas folhas possuem óleos essenciais usados contra diarréia e como antiséptico.

GOIABEIRA Psidium guajava

Apocynaceae

Allamanda cathartica L. Rauvolfia sellowii Mull. Arg. Thevetia peruviana (Pers.) K. Schum.

Araliaceae

Schefflera actinophylla (Endl.) Harms

A

Araucariacea

Agathis robusta (C.Moore) F. M. Bailey Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze

75 33 81

Cupressaceae

Cryptomeria japonica (Thunb. ex L. f.) D. Don Cupressus lusitanica Mill.Cryptomeria japonica (Thunb. ex L. f.) D. Don Cunninghamia lanceolata (Lamb.) Hook

Cycadaceae

Cycas circinalis L. Cycas revoluta Thunb.

Arecaceae

Attalea dubia (Mart.) Burret Butia eriospatha (Mart. ex Drude) Becc Copernicia prunifera (Mill.) H. E. Moore Dypsis lutescens (H. Wendl.) Beentje & J. Dransf Euterpe edulis Mart. Syagrus flexuosa (Mart.) Becc Syagrus pseudococos (Raddi) Glassman Syagrus romanzoffiana (Cham.) Glassman Trachycarpus fortunei (Hook.) H. Wendl.

Aristolochiaceae

Asparagaceae

Plumeria rubra L.

ÍNDICE REMISSIVO

Bignoniaceae

B

Handroanthus chrysotrichus (Mart. ex DC.) Mattos

Boraginaceae

Varronia curassavica Jacq.

C

42 56 07 25 14 44 32 05 71 29

Aristolochia gigantea Mart. & Zucc

Cactaceae

Pereskia grandifolia Haw.

12

05 55 27

Clusiaceae Pereskia grandifolia Haw.

E

Dilleniaceae

10

D

Leucaena leucocephala

Ericaceae

Rhododendron indicum (L.) Sweet

36 72 68 57

09 28

18

Lauraceae

Cinnamomum camphora (l.) J. Presl Persea americana Mill.

Lecythidaceae Lecythis pisonis Cambess. Acacia podalyrifolia A. Cunn. ex G. Don Andira inermis (W. Wright) DC. Brownea grandiceps Jacq.

Lafoensia pacari A. St.-Hi

Malvaceae

Ginkgoaceae

G

Lythraceae

Magnolia liliiflora Desr.

26 37 83

Ginko biloba L.

Calliandra brevipes Benth Calliandra tweedii Benth Erythrina speciosa Andrew Guilandina bonduc L. Hymenaea coubaril L. Poincianella pluviosa var. (Benth.) L.

Magnoliaceae

Euphorbia cotinifolia L. Euphorbia tirucalli L. Joannesia princeps Vell.

Tetradenia riparia (Hochst.) Codd

Leguminosae

62

Euphorbiaceae

Lamiaceae

23

Calophyllaceae

Pereskia grandifolia Haw.

07

Clusia fluminensis Planch. & Triana 62 02 80

Dombeya burgessiae Gerra Eriotheca pentaphylla (Vel Pachira glabra Pasq.

Melastomataceae

Dombeya burgessiae Gerra Eriotheca pentaphylla (Vel Pachira glabra Pasq.

Meliaceae

Guarrea guidonia (L.) Sleu

Musaceae

Ravenala madagascariens

Myrtaceae

Callistemon citrinus (Curt Callistemon viminalis (Sol Eugenia involucrata DC. Psidium guajava

22

L P 39 55

17

13 67 04

Ochn

Ochna

Oleac

Osman

Pand

Panda Panda

Phyll

Phylla


o

rbuscula (Sw.) J.F.Gmel.

ceae

52 32 06 32 0632

rans Lour. ora DC.

32 24

a DC.

24

e

As espécies ocupam de uma a duas páginas, de acordo com seu porte, pois os desenhos estão na escala 1/100, para que se pudesse comparar as diferentes dimensões de cada planta.

52

buscula (Sw.) J.F.Gmel. is Bory ae maeus Thouars Bory ae aeus Thouars agrans Lour.

18 14 1877 1464 77 6427

ertn.) G. Don ls n.) G. Don

m

27 16

1675 26 7574 26 74 81 58 8129 58 29 38

Schum) A.Rodyns arv hum) A.Rodyns v

Schum) A.Rodyns arv hum) A.Rodyns v

38 62

62 84

oroides 8450 29 5002 2908 0222 08 22

oides

As fotos são tiradas em estúdio sobre mesa de luz, para se evidenciar aspectos botânicos que auxiliam na identificação de cada espécie.

h.

ws

peltophoroides

il.

m

22 08 02 29 50 84 62 38

ard ex Harv ll. & K.Schum) A.Rodyns

29 58 81

ard ex Harv ll. & K.Schum) A.Rodyns

74 26 75

umer.

16 27

tis) Skeels l. ex Gaertn.) G. Don

64 77 14 18

naceae

a multiflora DC.

ceae

o

nthus fragrans Lour.

danaceae

anus pygmaeus Thouars anus utilis Bory

lanthaceae

anthus arbuscula (Sw.) J.F.Gmel.

24 32 06 32 52

Árvores USP

sis Sonn.

Ao final do catálogo há o índice remissivo que localiza no catálogo, a partir do nome científico, onde cada planta está localizada.


Profile for michelle urano

Portfólio Michelle Urano  

Portfólio Michelle Urano  

Advertisement