Page 58

Castas 12 – Lobos 04

-Não te mova. - A voz do Aiden era forte e profunda e ela se preparou para fazer isso. Charity mordeu seu lábio enquanto que sentia o sopro de sua respiração sobre a ferida suave em seu ombro. Quando tinha sentido às largas presas morder em sua carne a noite antes, ela esperava mais excitação em vez da dor com que tinha começado. A ferida não era dolorosa. Era algo sensível, receptiva a sua respiração mais ligeira à dor por uma carícia mais profunda. Ela lutou para manter sua mente distante de seu contato enquanto suas mãos esfregavam ligeiramente os músculos apertados de seu abdômen, provocando a ondulação de sua matriz. Precisava guardar tanta informação como fosse possível em sua mente. As mudanças que a afligiam eram de novo variadas e intensas. A dor se foi, mas não gostava das sensações que tinham ficado em seu lugar. Ela fechou os olhos enquanto lutava com sua resposta a ele. Seu membro se inchava agora ao longo de suas nádegas, consistente e dificilmente. O grosso membro da casta era entristecedor de todos os modos. Falava de ser empalado. Tinha necessitado ambas as mãos para pô-las ao redor dele no laboratório, e ocultar o nó que se levantou a meio caminho no eixo tinha sido quase impossível. O que tinha feito a seu sexo, inclusive agora a surpreendia. Ela deveria haver-se quebrado. Se é que ser cheia assim por ele não a danificava para sempre. Em lugar disso, a malha fina excessivamente sensível de seu sexo se relaxou, facilitando, aceitando a posse em vez de rasgar-se em protesto. -Está pensando muito, - ele sussurrou em seu ouvido. -lembro esse olhar em sua cara, Charity. Como se estivesse decifrando um mistério particularmente difícil e desconcertante.Seus olhos se abriram, sua cabeça se inclinou para lhe jogar uma olhada enquanto ele a olhava desde detrás de seu ombro. -Você me olhava? - Tinha passado muito tempo, mas ela pensava que recordava cada detalhe de seu tempo nesses malditos laboratórios. -nunca te vi me olhar. -Não queria que me visse. - Ele baixou sua cabeça, sua língua lambia sobre a ferida em seu ombro. Charity não pôde controlar o estremecimento que se estendeu sobre seu corpo. OH, que bem se sentia. Melhor que bom. Era quase culminante, quase um ato sexual em si mesmo. Ela mordeu seu lábio inferior, lutando com o gemido que se teria escapado a garganta. -Por quê? - ela pediu sem fôlego. -Por que não queria que te visse? -Se tivesse visto que te olhava, teria mudado, - ele respirou em seu ouvido, sua voz soou defumada, áspera com a excitação enquanto que seu membro esquentava sua parte posterior.queria que reagisse naturalmente. Desejava ver suas expressões, ver as emoções inumeráveis que se mostravam através de sua cara quando pensava que ninguém olhava. Charity choramingou de desejo enquanto que ele se deu volta mais completamente a suas costas. Ele se inclinou sobre ela, seus olhos chapeados cintilavam com desejo sexual enquanto que sua mão esfregava ligeiramente seu abdômen apertado quase ausente. -Cada vez que te olhava, em tudo o que poderia pensar era em foder-te,- disse ele pesarosamente. -tem idéia de quão difícil era controlar meu corpo? Minha necessidade de ti? Cada droga injetada em meu corpo me fazia mais débil, levando-se mais força com a luta. Não posso te dizer às vezes em que quase perdi todo o controle. Seus olhos estavam se exagerando pela surpresa, então entrou em shock quando sua palma escorregou entre suas coxas. Charity não podia parar seus gemidos de desejo. Arqueou-se contra seu tato, abriu-lhe as coxas por sua própria vontade, lhe dando um acesso mais fácil à carne agora cavada contra 58

Profile for Livros & Chocolate

Lora leigh castas 12 lobos 04 aiden's charity  

Lora leigh castas 12 lobos 04 aiden's charity  

Advertisement