Page 107

Castas 12 – Lobos 04

Seu calor ardente o chamuscava, seus sucos fluíam com sua necessidade. Ele grunhiu nela, seus lábios se levantavam em um grunhido enquanto seus dedos estavam enredados em seu cabelo, ainda sustentando-a enquanto que seus lábios tomaram outra vez. Quando ela rechaçou amamentar sua língua em sua boca, ele beliscou em seus lábios até que se dividiram com um grito de assombro quente. Ele poderia sentir a seu corpo ficar mais quente, cheirar o rico aroma, feminino de sua excitação que se envolvia ao redor dele, afogando-o no aroma de sua luxúria. Sua cabeça se inclinou, seus lábios que se inclinavam sobre o seu quando ele finalmente permitiu que ela o soltasse. Ela ofegava por respirar, suas mãos estavam amassando seus ombros enquanto que ela esfregou seus peitos inclinados duros contra seu peito nu, uma mão escorregou abaixo de seu abdômen para agarrar o eixo de seu membro. Ele fez uma careta, jogando sua cabeça para trás enquanto seu dedo esfregou ligeiramente a carne pesada das veias pulsantes. A agonia de seu desejo era como nada que ele tinha conhecido antes. Apertou seu corpo, pulsou através de suas veias e zumbiu em cima de sua coluna vertebral com um prazer que ultrapassou algo que ele tivesse ouvido falar. -Basta. - Ele agarrou seus dedos, retirando eles de sua carne necessitada enquanto ele a empurrou à cama. -isto está para ti, Charity. Tudo para ti. Você pode me agradar mais adiante. -Não. - Ela olhou fixamente para ele, seus olhos estavam deslumbrados, quase negros com seu desejo. -preciso te tocar Aiden. -Não ainda, amor, - ele a acalmou brandamente enquanto ele se moveu ao lado dela, com sua palma cavando um peito inchado com gentileza extrema. -te relaxe, Charity. Desfruta bebê. Por mim. Desfruta de todas as sensações que posso dar a seu corpo. Então ele poderia não opor-se por mais tempo. Sua cabeça baixou, sua boca cobria o mamilo alargado aguardando sua atenção. Ele sentia o puxão de seu corpo, ouviu o grito tumultuoso que escapou de seus lábios e sabia que antes que a noite acabasse, ela nunca negaria o acoplamento outra vez.

CAPÍTULO 31

Charity não se deu conta de com assustada tinha estado até que Aiden tinha chegado dentro das cavernas. Seus braços fortes envolto ao redor dela, seu corpo musculoso a abrigava, sustentando de uma maneira que a tranqüilizou, protegendo-a. Ela não se deu conta de quanto necessitava sua força até que ele tinha entrado, lhe falando, necessitando que se inclinasse nele. E agora ele necessitava mais. Ela tremeu enquanto que olhou sua cabeça mais baixa ao peito encaixado em sua mão. Não poderia refrear o puxão violento próximo de seu corpo, ou a respiração trabalhosa ofegante quando o calor de sua boca incluiu a extremidade dura. Sua língua se enroscou ao redor de seu mamilo, provocando um gemido desesperado de sua garganta enquanto suas mãos estavam agarradas a seus ombros. Ela não poderia fazer nada a não ser sentir, como ele a desejava. Nada exceto montar na onda de sexualidade e de prazer que ele infligia a seus sentidos reaquecidos. Durante um tempo, sabendo que os dedos 107

Profile for Livros & Chocolate

Lora leigh castas 12 lobos 04 aiden's charity  

Lora leigh castas 12 lobos 04 aiden's charity  

Advertisement