Issuu on Google+

guia de pais COLÉGIO WALDORF MICAEL DE SÃO PAULO


para entrar em contato... telefone: 11 3782 4892 Cantina | André, ramal 220 Lojinha da escola | Catarina, ramal 207, crfga@uol.com.br Secretaria Escolar | Marcia, ramal 202, secretaria@micael.com.br Tesouraria | Valdo, ramal 210, valdo@micael.com.br Biblioteca | Claudia, ramal 214, biblioteca@micael.com.br Depto. Pessoal | Roseli, ramal 211, roseli@micael.com.br Administração | Roberto, ramal 212, roberto@micael.com.br, skype: colegiomicael Xerox | Paula, ramal 201, almoxarifado@micael.com.br Telefonista | Jucilene, ramal 9 Portaria | ramal 206


índice Introdução

1

Participação dos pais

2

Escola de Pais / Grupo de estudo

3

Iniciativas da comunidade

4

Gestão escolar: a trimembração

5

Conferência Interna

6

Apasp, a mantenedora

7

Conselho de Pais

8

Comissões de trabalho

9

Conduzindo questões

10

Nosso trânsito

11


1

Introdução Seja muito bem-vindo à comunidade do Colégio Micael. Este guia tem como finalidade facilitar o entendimento da gestão de uma escola Waldorf, que se diferencia dos moldes clássicos, assim como apresentar as diferentes formas de participação das famílias em sua estrutura. A experiência privilegiada da convivência numa comunidade Waldorf, rica em auto-desenvolvimento, criatividade, espiritualidade, interação, descobertas de potenciais e tantos outros tesouros, deve ser desvendada com as atividades e com o tempo. Não são apenas os alunos a receber essas riquezas diariamente; elas se refletem em toda a família, caso haja disponibilidade e aceitação para isso. Rudolf Steiner, fundador da Antroposofia e da pedagogia Waldorf, dizia: “Não há, basicamente, em nenhum nível, outra educação que não seja a auto-educação.” Na escola Waldorf, essa é a premissa básica e serve para os pais também, sempre respeitando o tempo de aprendizado de cada indivíduo. O despertar para essas ideias não tem pretensão imediatista e pode variar de pessoa para pessoa, mas esperamos que as indicações práticas relacionadas neste guia possam ajudá-lo a iniciar esse caminho de maneira plena e consciente. Lembre-se sempre: a vida comunitária é baseada nas trocas humanas, nos contatos, e, por isso, o convidamos a participar das reuniões, dos encontros de classe, a se envolver nos mutirões, a descobrir as possibilidades de atuação junto ao Conselho de Pais, a cultivar relações de amizade com os outros pais... Logo você perceberá que laços duradouros e verdadeiros poderão se formar. Aproveite a oportunidade e conte sempre conosco. Fraternalmente, Toda a comunidade do Colégio Micael


2

Participação dos pais A proposta pedagógica da Antroposofia é baseada no envolvimento da família. Ele pode se dar de muitas maneiras, mas deve ter seu fundamento no comprometimento com a manutenção de um ritmo de vida saudável para as crianças em casa, aspecto sobre o qual os professores oferecem orientações valiosas. Mas o envolvimento também pode acontecer num caráter mais amplo, como na própria gestão escolar, por exemplo. O nosso modelo de gestão é baseado no respeito à possibilidade de participação, e cada membro dessa grande família, pais, funcionários e professores, pode atuar de alguma forma, seja no Conselho de Pais, na mantenedora (APASP - Associação de Pedagogia Antroposófica de São Paulo) ou numa das comissões de trabalho. A questão pedagógica, o cerne de uma escola, é gerida exclusivamente pelos professores, através da Conferência Interna (explicaremos adiante o papel de cada uma dessas instâncias). Ainda existe a possibilidade de participar das atividades sóciopedagógicas que acontecem ao longo de todo o ano, como grupos de estudo, as festas relacionadas às épocas, os mutirões para o Bazar de Natal, as reuniões e encontros de classe, os teatros... Devemos perceber a continuidade e extensão de nossos lares em tais vivências e receber essa dádiva que enriquece e ilumina caminhos de transformação para todos.


3

Escola de Pais A Escola de Pais é uma iniciativa que surgiu no Colégio Micael há três anos com o objetivo de ajudar os pais a trilharem o caminho do autoeducação e a aprofundarem seus conhecimentos sobre a pedagogia Waldorf e a Antroposofia. Os encontros, coordenados pela professora Leni, são abertos a todos e acontecem às terças-feiras, das 7h15 às 9h, na sala de Trabalhos Manuais, que fica no pavimento superior do prédio do Ensino Fundamental. Não é preciso fazer matrícula e é possível ingressar no grupo em qualquer momento do ano.

Grupo de estudo para evolução da consciência Coordenado pela professora Helena, do Maternal, o grupo se reúne às quartas, das 14h às 16h, na sala do Maternal. Os encontros são abertos e não é preciso participar toda semana para fazer parte. O texto que está sendo estudado atualmente é O Conhecimento dos Mundos Superiores, de Rudolf Steiner.


4

Iniciativas da comunidade CSA Micael Orgânico CSA é a sigla de Community Supported Agriculture, ou Agricultura Sustentada pela Comunidade. Dentro dessa proposta, o agricultor deixa de vender seus produtos por meio de intermediários e conta com o apoio de membros consumidores para organizar e financiar sua produção ao longo do ano. Os associado paga uma taxa de adesão e se compromete, durante 12 meses, a fazer depósitos mensais diretamente na conta dos produtores. Em troca, retira toda semana uma cesta sortida com produtos fresquinhos e orgânicos que vêm de dois sítios que ficam na região de Caucaia. A entrega das cestas acontece na própria escola, toda terça-feira, das 7h às 8h30. Os associados também organizam um rodízio de voluntários que possam ajudar na entrega das cestas. Para obter mais informações e tornar-se um associado do CSA Micael, escreva para CSA@micael.com.br.

Café Micael Cafés da manhã temáticos que acontecem na cantina. Trata-se de um espaço para diálogo e troca de experiências sobre assuntos de interesse da comunidade. A proposta é aproveitar as primeiras horas da manhã, logo que os pais deixam seus filhos na escola. Não há um dia fixo para os encontros acontecerem, mas sempre que algum é planejado, todos recebem um comunicado da escola por email. Quem quiser sugerir um tema para o Café Micael pode escrever para conselhodepais@micael.com.br ou procurar o coordenação do Conselho de Pais.


5

Gestão escolar A trimembração

O Colégio Micael, como toda escola Waldorf, é administrado por uma estrutura trimembrada, composta pelos professores (Conferência Interna), pelos pais (Conselho de Pais) e por uma associação de caráter formal e jurídico, a mantenedora (APASP, Associação de Pedagogia Antroposófica de São Paulo).


6

Conferência Interna É um colegiado formado exclusivamente por professores da escola e tem como função determinar e executar as diretrizes de caráter educacional para a comunidade escolar. Todos os níveis de ensino são representados: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os professores membros da Conferência Interna são convidados pelos mais antigos a fazer parte do grupo. Para realizar plenamente sua missão, a Conferência Interna está sempre em contato com as demais organizações internas da escola, como a APASP, o Conselho de Pais e as comissões de trabalho, e tem a missão de perceber as necessidades do colégio e das pessoas, articulando ações para atendê-las. A Conferência Interna também tem a tarefa e a autonomia para compor ou reformular o quadro de professores e de decidir sobre questões que dizem respeito à ouvidoria pedagógica (a qual explicaremos mais adiante). Cabe aqui uma ressalva importante: a participação é, em todas as instâncias citadas, altruísta. Não se trata de trabalho remunerado, mas sim de doação por um bem comum, cuja recompensa é a fluidez natural das atividades, a perfeita lubrificação da engrenagem escolar e o bem-estar de todos.


Atuais membros da Conferência Interna Educação Infantil Iris Monaco, Jardim D Claudia Gama, Jardim A Ensino Fundamental Mônica Stefanski, professora de Trabalhos Manuais e Alemão Hélcia Helena de Souza, professora de Inglês Riva Liberman, professora de Aquarela e Trabalhos Manuais Suzane Abbamonte, professora do 5º ano Marta Veiga, professora de classe do 6º ano Daniel Kulaif, professor de classe Cristina Brigagão Ábalos, professora de Culinária e de Religião Vilma Paschoa, professora de classe do 3º ano Extra Lesson Leni Attarian Cardoso Celina Targa Ensino Médio Mauro Pompeu Porrino, tutor do 11º ano e professor de Matemática Leandro Martins, tutor do 12º ano e professor de Geografia Marquilandes Borges de Sousa, tutor do 10º ano e professor de História Paulo Giovane de Oliveira, professor de Literatura


7 3

Apasp, a mantenedora

Associação de Pedagogia Antroposófica de São Paulo A APASP, mantenedora do Colégio Micael, é a figura jurídicoinstitucional da escola, ou seja, é a empregadora dos professores e funcionários, proprietária do imóvel onde o colégio funciona, bem como de tudo o que é utilizado dentro dele. Todo ano realiza-se na escola uma Assembléia Geral Ordinária, na qual é possível se tornar um associado da mantenedora. A aprovação de novos membros se dá depois de os interessados serem indicados por um associado. A gestão da APASP é realizada por uma diretoria com mandato de quatro anos, composta por seis membros. A cada dois anos são escolhidos em assembleia três novos diretores, possibilitando que o grupo tenha continuidade de trabalho e ao mesmo tempo ocorra alternância de membros na diretoria. Para fazer parte da diretoria da APASP, é preciso ter o tempo mínimo de um ano como associado e preferencialmente ter atuado ou estar atuando em pelo menos uma das comissões de trabalho da escola. A diretoria da APASP tem como atribuição acompanhar de perto e tomar decisões relacionadas a questões administrativas, jurídicas e financeiras do Colégio Micael, tendo sempre em vista o objetivo maior da escola, que é o educacional, e as necessidades da comunidade escolar. A questão financeira é administrada em parceria com a comissão financeira e com a comissão de bolsas.


8

Conselho de Pais O Conselho de Pais é o braço que representa os pais no tripé que sustenta uma escola Waldorf. Tem o papel de ser um fórum para discussão e encaminhamento de ideias para as demais esferas do colégio. Uma função importante do Conselho de Pais é estimular a integração social da comunidade, organizando festas, debates, encontros e palestras. Também faz parte das atribuições do Conselho promover e apoiar a divulgação da pedagogia Waldorf e buscar apoio da comunidade escolar para as iniciativas do corpo docente e da APASP. O Conselho de Pais também administra a verba arrecadada todo ano durante o Bazar de Natal da escola. O destino que será dado aos recursos é discutido e aprovado nas reuniões mensais do Conselho. O dinheiro pode ser utilizado, por exemplo, para promover alguma melhoria nas dependências da escola, viabilizar a participação de professores em congressos e cursos relacionados à pedagogia ou para realizar eventos de interesse da comunidade. O Conselho de Pais é formado pelos representantes de todas as classes da escola (toda turma elege o seu no início do ano) e tem uma equipe de coordenação, eleita em assembleia, com mandato de dois anos. Atualmente os coordenadores do Conselho de Pais são Claudia Kamei (1ª coord), Andrea Campos (2ª coord) e Sandra Quero (secretaria). O corpo docente também tem um representante que participa das reuniões do Conselho. O representante deste ano é Marquilandes Borges de Souza, professor de História do Ensino Médio. Para entrar em contato com o Conselho de Pais, envie um email para conselhodepais@micael.com.br. As reuniões acontecem toda segunda terça-feira de cada mês, sempre a partir das 20h, no salão de Euritmia do Ensino Fundamental.


O papel do representante de classe no Conselho de Pais Cada classe elege, no início do ano letivo, na primeira reunião, um representante para o Conselho de Pais e seu suplente. Os dois devem, preferencialmente, ser pais de alunos que estejam matriculados há mais de um ano na escola. O representante de classe e seu suplente devem atuar por um ano, podendo ser reconduzidos no ano seguinte. Caso não sejam reconduzidos, passam automaticamente à condição de conselheiro de classe, com a atribuição de auxiliar o novo representante no desempenho de suas atividades, transferindo-lhe as experiências adquiridas durante a sua gestão. O representante deve ser a ponte entre a classe e o Conselho, trazendo para as reuniões propostas e reivindicações do grupo que representa. Também tem a missão de transmitir para a classe o que ficou determinado durante a reunião do Conselho e de angariar forças quando o Conselho de Pais solicita, como no caso de conseguir ajuda para a realização de um evento, por exemplo. O representante de classe deve zelar para que as comunicações e avisos do Conselho de Pais dirigidos à comunidade escolar sejam efetivamente repassados aos pais de sua classe. Todo representante deve ter um suplente, que deve ser acionado quando o representante não puder comparecer à reunião. Portanto, só deve assumir o papel de representante de classe aquela pessoa que está plenamente ciente da importância de sua função.


9

Comissões de Trabalho São grupos formados por pais, professores e funcionários e que dão suporte à gestão administrativa da escola. Essas pessoas doam um pouco do seu tempo, do seu conhecimento e de seu empenho em prol de toda a comunidade. Antes de ingressar numa comissão, é preciso ter em mente que, embora voluntário, o trabalho exige seriedade, assiduidade e comprometimento com os valores da nossa escola e da pedagogia Waldorf. É importante que o pai ou a mãe interessados estejam minimamente inteirados sobre a dinâmica de funcionamento da escola e que conheçam ou tenham interesse em conhecer os preceitos básicos da pedagogia. Não é preciso ser um estudioso da Antroposofia, basta procurar perguntar aos pais veteranos, participar das reuniões de classe (que sempre trazem ensinamentos valiosos sobre a pedagogia), comparecer às reuniões do Conselho de Pais... Enfim, participar da vida escolar de maneira ativa. Dessa forma, o trabalho numa comissão poderá se dar de maneira muito mais proveitosa e enriquecedora para todos.

Confira a seguir uma relação das comissões de trabalho ativas atualmente na escola e que contam com a participação de pais. Há comissões que, por sua natureza, são compostas somente por professores e funcionários (como a de salários ou de material didático suplementar, por exemplo) e que não estão listadas aqui. Para saber os nomes dos atuais membros de cada comissão, consulte a administração da escola ou a coordenação do Conselho de Pais.


comissão de obras Define projetos prioritários para a infraestrutura da escola em conjunto com o corpo docente, os funcionários e os pais, respeitando a pedagogia na sua essência. Garante que as obras atendam às legislações e convida a comunidade escolar a participar da comissão voluntariamente e também a tomar parte nas concorrências para execução dos projetos. contato: obras@micael.com.br

comissão financeira Tem como base a trimembração social e é responsável pela saúde financeira da escola. Sendo assim, é obrigatório que seus membros representem os três âmbitos escolares: pais, professores e administração. Trabalha analisando, aconselhando e propondo metas financeiras, sempre com o respaldo da Conferência Interna e da diretoria da mantenedora (APASP). Em encontros mensais, analisa os resultados do relatório gerencial e o compara aos valores previstos no orçamento. contato: colegio@micael.com.br escrever “financeira” no assunto do email

comissão de bolsas Avalia as solicitações de bolsa e administra o percentual do orçamento escolar destinado a esse fim. Trabalha em parceria com a mantenedora e a comissão financeira, analisa os formulários de pedidos e tem autonomia para determinar a concessão ou não do benefício, bem como o percentual para cada caso. Seus membros tomam as decisões tendo em mente que a concessão de bolsa é algo que onera toda a comunidade e que precisa ser feito com a máxima responsabilidade e consciência. contato: bolsas@micael.com.br


comissão de comunicação Ajuda a promover a integração da comunidade por meio da divulgação dos valores da pedagogia Waldorf e do Colégio Micael. Coordena a produção da revista Micael, faz as atualizações do site da escola e produz peças de comunicação para ajudar a divulgar eventos e ações das diversas áreas do colégio. contato: comunicacao@micael.com.br

comissão de segurança Estuda e coloca em prática meios para garantir a segurança dos alunos, dos pais, professores e funcionários, bem como do patrimônio físico da escola. Coordena os trabalhos dos vigias através da administração do colégio e busca a aprovação de medidas que visem melhorias relacionadas à segurança. contato: colegio@micael.com.br escrever “segurança” no assunto do email

comissão de bazar Coordena os preparativos para a realização do Bazar de Natal. É formada por representantes de todas as classes da escola e do corpo docente. Realiza reuniões mensais e subdivide-se em grupos para cuidar da decoração, das vendas na quadra, da comunicação e dos caixas. contato: colegio@micael.com.br escrever “bazar” no assunto do email

comissão da cantina Zela pela qualidade nutricional dos alimentos e pelas condições de higiene em que são preparados e servidos. Garante a cobrança de preços justos e ajuda a pensar em maneiras de melhorar o fluxo de pessoas no espaço da cantina. contato: colegio@micael.com.br escrever “cantina” no assunto do email


10

Conduzindo Questões A quem a família pode recorrer em caso de dúvidas e questionamentos em relação à escola ou à prática pedagógica?

Questões pedagógicas Quando uma família tem dúvidas e questionamentos sobre questões pedagógicas, o primeiro caminho é marcar uma conversa com o professor ou o tutor de classe (no caso do Ensino Médio). O agendamento pode ser feito através da secretaria escolar, com a Glória (3782 4892, ramal 221), ou diretamente com o professor. Se o questionamento persistir, é possível procurar a ouvidoria pedagógica da escola, formada por membros da Conferência Interna (um de cada área) ou por tutores de classe. Nesse caso, o agendamento também deve ser realizado através da secretaria escolar. Após a conversa, a ouvidoria levará a questão à Conferência Interna e dará um retorno à família. Os atuais membros da ouvidoria pedagógica são as professoras Iris, Leni, Celina e Cristina.

Questões diversas O Colégio Micael também conta com uma ouvidoria administrativa, formada pelos membros da diretoria da APASP, que pode ser procurada para ajudar a família a resolver questões que não estejam relacionadas diretamente à prática pedagógica. Antes de acionar a ouvidoria administrativa, é importante tentar resolver o assunto com a comissão responsável, quando for o caso, ou levá-lo ao Conselho de Pais para pedir uma orientação. Para marcar uma conversa com a ouvidoria administrativa, envie um email para apasp@micael.com.br


11

Trânsito nos arredores da escola Todos os dias, vivemos na porta do colégio situações que podem colocar em risco nossas vidas, de nossas crianças e das pessoas que circulam pelo bairro. Siga as orientações abaixo e transmita-as para as pessoas que tragam ou busquem seus filhos em seu lugar:


•comissão de comunicação | impressão 2014

rua pedro alexandrino soares, 68 • jd boa vista • sp • 11 3782 4892 www.micael.com.br


Guia de pais 2014