Page 1

INFOMAIL

BOLETIM INFORMATIVO | JANEIRO 2016

Pierre Parlebas na Lousã

Jogos tradicionais em análise e demonstração por técnicos mundiais


2

Caros amigos,

NOTÍCIAS 3-5

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA 6 ENCONTRO INTERNACIONAL DE JOGOS TRADICIONAIS 7-11

SEDE RENOVADA 12-13

LIMPEZAS, OBRAS E MELHORAMENTOS 12-15

A identidade da nossa freguesia é marcada por distintas formas de viver e de estar, que refletem o legado de gerações anteriores, nomeadamente nas tradições, mas também tem vindo a criar marcas de atualidade, quer nas rotinas quer no lazer e no desporto. Entendemos que a preservação da memória das tradições é o garante de um futuro coeso do pensar dos lousanenses e para isso contribuem os momentos de lazer de crianças, jovens e adultos. O Encontro Internacional de Jogos Tradicionais, que decorreu na Lousã e Coimbra, em outubro, trouxe-nos técnicas e estudos sobre estes momentos lúdicos e de aprendizagem globais e permitiu-nos mostrar a todo o mundo como continuam vivos e são transmitidos às novas gerações os nossos jogos tradicionais. Publicámos o livro de comemoração dos “10 anos dos Jogos da Freguesia”, que é uma recolha fotográfica e descritiva das dez edições dos Jogos da Freguesia, que se realizam todos os anos no final do ano letivo, com todas as crianças que frequentam o primeiro ciclo do ensino básico da freguesia. Este ano, prevemos que participem todas as crianças do concelho da Lousã, tornando-se num momento interfreguesias. Atividades como a Festa de Natal, concertos e a recriação da festa de S. Paio, junto ao Castelo da Lousã, foram promovidas para que todos pudéssemos usufruir de momentos que nos unem e que nos despertam para o convívio, que nestes tempos velozes e de tecnologia, têm sido cada vez mais raros. Também preparámos o espaço de convívio do Torneio Internacional de Voleibol em idade escolar, o Summer Cup, e mostrámos a milhar e meio de jovens de cinco países e de todo o país que somos bons anfitriões, numa organização do Lousã Volley Clube. Continuamos a defender que cada identidade deve ter a resposta autárquica adequada e com qualidade, pelo que renovámos a nossa sede da Lousã, que tem novidades no atendimento, pelas novas funcionalidades tecnológicas. Mas se defendemos a identidade, estamos preocupados com as contingências de gestão do território da Freguesia de Lousã e Vilarinho, que constitui 74% do concelho. Por esta razão, defendemos que o mapa da freguesia deverá ser revisto, à semelhança do que acontece em muitas freguesias do país desde a agregação de 2013. Propusemos e vimos aprovar na Associação Nacional das Freguesias ANAFRE uma moção de Correção dos Erros da Agregação das Freguesias, que estamos a apresentar publicamente e também ao Governo e aos Grupos Parlamentares da Assembleia da República. O cumprimento pleno das nossas funções autárquicas não pode estar desequilibrado pela força da lei 75/2013, que traçou o atual mapa das freguesias e foi desenhada com régua e esquadro, sem ter em conta as necessidades dos fregueses da Lousã e Vilarinho. António Marçal, Presidente da Junta de Freguesia da Lousã e Vilarinho


notícias

Festa de S. Paio recriada junto ao Castelo

O Castelo da Lousã foi cenário da recriação da antiga tradição das Festas em Honra de S. Paio, a 27 de junho, organizada pelo Rancho Típico Serra da Lousã, com o apoio da Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho.

“Matança do porco à moda antiga”, com o desmanchar das peças.

A população participou no almoço e prova de vinhos precedidos da

À noite realizou-se um baile à moda antiga, com concertinas.

Uma missa campal, atuação de ranchos e jogo do prego preencheram a tarde.

Incantus em Vilarinho O Grupo Incantus atuou em Vilarinho, no sábado, 12 de setembro, numa demonstração genuína de música portuguesa com raízes na freguesia de Avelãs de Cima, Anadia. Com letras de poetas locais, musicados por elementos do grupo, o Incantus proporcionou um espetáculo com sonoridade marcadamente portuguesa, através de guitarra acústica e elétrica, cavaquinho, flauta transversal, percussão e um coro a várias vozes. O espetáculo decorreu no Clube Recreativo Vilarinhense e foi promovido pela Junta de Freguesia.

3


4

notícias

Junta de Freguesia instala zona de convívio do Summer Cup

A Fun Zone - espaço de festa e convívio - do Torneio de Voleibol Jovem denominado Summer Cup foi instalada pela equipa da Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho, que montou a estrutura e os vários espaços distintos para os convívios, no terreno anexo ao Pavilhão da Escola Secundária. Um minicampo de voleibol de praia, com areia branca, bancadas e estrutura de apoio ao bar sem álcool e discoteca ao ar livre foram as infra-

estruturas instaladas pela Junta de Freguesia, que receberam as festas noturnas em espaço exterior durante o torneio. O Summer Cup é maior o Torneio Nacional de Voleibol Jovem com equipas em idade escolar - recebe o maior número de participantes, este ano contou cerca de milhar e meio -, e cujos jogos se realizaram nos pavilhões desportivos dos concelhos da Lousã, Miranda do Corvo, Vila Nova de Poiares e Góis.

A freguesia de Lousã e Vilarinho apoiou ainda a promoção e divulgação do Summer Cup, organizado pelo Lousã Volley Clube que trouxe à Lousã participantes de 100 equipas de seis países durante uma semana de jogos e animação de verão. A edição deste ano do Summer Cup realiza-se na primeira semana de julho. Para António Marçal, presidende da Junta, “o apoio às atividades desportivas é fundamental para o desenvolvimento da personalidade, comportamento e desportivismo nos mias jovens. O Summer Cup é um torneio já recohecido pelo seu valor desportivo, mas também pela promoção da vida saudável, interação entre jovens de todo o país e de outros países. É ainda de louvar a promoção que o Summer Cup faz às riquezas naturais da nossa terra e da região, nomeadamente, dedicando um momento ao conhecimento de espaços naturais como as piscinas da Senhora da Piedade. e outros locais dos concelhos anfitriões há 16 anos.”


notícias

Festa de Natal da freguesia realizou-se em Vilarinho

A festa de Natal da Freguesia de Lousã e Vilarinho realizou-se a 12 de dezembro, com atuações da turma de Jardim de Infância de Vilarinho, um grupo da ADSCCL, o grupo musical Infantil “Traquinas” e “Grupo de Cantares das Gândaras”, estes últimos da Associação Recreativa, Cultural e Social das Gândaras. A árvore de natal que engalanou o palco foi decorada pelos utentes

séniores da ADIC, que reaproveitaram materiais e se empenharam no recorte, pintura e colocação dos enfeites da árvore, cedida pelos Baldios de Vilarinho. O professor Carlos Antunes apresentou o espetáculo e interagiu de forma divertida e festiva com as crianças, que receberam com grande entusiamo a esperada visita da Mãe Natal e lancharam em convívio.

5


6

assembleia de freguesia

Assembleia reúne-se para aprovar orçamento

A última Assembleia de Freguesia de Lousã e Vilarinho de 2015 realizou-se a 28 de dezembro, no Auditório da Biblioteca Municipal da Lousã, tendo aprovado por maioria as Opções do Plano, da proposta de Orçamento e PPI para o ano económico de 2016. Na mesma reunião foi ratificada a proposta do executivo de manter dos valores das taxas para o ano de 2016, bem como apreciadas e aprovadas

alterações ao Acordo Interadministrativo de Delegação de Competências e ao acordo de Execução com a Câmara Municipal. O presidente da Junta informou acerca da atividade da autarquia bem como da situação financeira, referindo que as obras da sede desta autarquia têm obrigado a um esforço orçamental extraordinário. António Marçal agradeceu a compreensão dos fornecedores e dos fregueses por toda a compreensão e apoio, quer durante

as obras, quer na fase de transição para as sede renovada. Na sessão não participou ninguém do público,embora estivesse previsto um momento antes da ordem do dia. A dois de novembro havia decorrido uma Assembleia extradordinária para eleger um vogal para o executivo da Junta de Freguesia. Liliana Simões, membro da AF foi eleita para o cargo com a maioria dos votos.

Ficha técnica | Boletim Informativo Propriedade e edição

Produção de conteúdos editoriais e coordenação Maria da Graça Polaco

Fotografia

Grafismo e paginação ZART

Tiragem custo por exemplar 0,38€

Junta de Freguesia, Maria da Graça Polaco, Iza Ferreira e arquivo

Lg Alexandre Herculano, 20 3200-220 Lousã telef. 239 996 386 www.jf-lousanevilarinho.pt geral@ jf-lousanevilarinho.pt


obras

7

Dez anos de Jogos da Freguesia compilados em livro

“É na forma de conviver que podemos encontrar marcas identitárias que reforçam o nosso espírito comunitário. A maneira como os nossos antepassados brincavam mostra-nos também esse mesmo espírito que quem partilha e usufrui da natureza e da companhia dos seus. Por isso os jogos são sempre para «jogar em equipa», escreve António Marçal no início do livro que comemora os 10 anos dos Jogos da Freguesia e que foi editado por esta autarquia, em outubro. Durante a apresentação, Marçal lembrou que a “razão inicial para a organização dos Jogos da Freguesia foi levar aos mais novos, de uma maneira divertida, a riqueza do nosso património, ajudando a reforçar a nossa identidade”. O presidente da Junta de Freguesia revela que “é com o maior orgulho que apresentamos esta compilação de alguns momentos dos Jogos da Freguesia” e acrescenta que ”esta atividade é muito mais do que um projeto anual de convívio e de revitalização dos jogos e ativi-

dades lúdicas dos nossos antepassados. É um projeto do coração, plenamente integrado no património cultural e imaterial da nossa freguesia e do concelho da Lousã, de construção de uma identidade comunitária.” O livro “Jogos da Freguesia – 10 anos” é uma memória fotográfica de uma década de Jogos, com imagens dos alunos do ensino básico da freguesia,

que uma vez por ano desde 2005, no final de maio, se juntam no Estádio Municipal de Râguebi José Redondo, para recriar os jogos tradicionais. Em cada ano, destaca-se um jogo tradicional com explicação pelo professor de Educação Física, Mário Maia, um dos impulsionadores e entusiasta do projeto “Jogos da Freguesia, que realizou um estudo local sobre a temática.


8

destaque

Lousã recebe teó no Encontro Internacion

No âmbito das comemorações do décimo aniversário dos Jogos da Freguesia, a Lousã acolheu o Encontro Internacional de Jogos Tradicionais, em outubro de 2015, que começou com uma Exposição de Jogos Tradicionais do Mundo, no átrio da Biblioteca Municipal Comendador Montenegro e reuniu ao longo de quatro dias, teóricos e estudiosos do tema, desde professores universitários, associações recreativas e culturais, autar cas, estudantes, vindo da Europa, Ásia, Africa e América do Sul. Um dos momentos altos do Encontro foi a conferência “Os jogos tradicionais património da humanidade”, de Pierre Parlebas, um dos mais reconhecidos teóricos na matéria da Universidade de Sorbonne em Paris, autor da teoria da praxiologia

motriz, que revolucionou a forma de encarar cientificamente a educação física. Francês de 81 anos de idade, Parlebas é pioneiro na sua área de estudos, sendo um dos primeiros teóricos mundiais a implementar uma terminologia técnica e a efetuar uma abordagem sociológica e pedagógica do desporto e das atividades lúdicas desportivas. A conferência “decorreu no Palácio da Lousã, com dezenas de pessoas que encheram a Sala Magnólia para ouvir o professor emérito elencar sete pontos fundamentais para entender os jogos tradicionais como uma parte importante da motricidade humana e por isso mesmo, estudá-los e preservá-los. Uma mostra prática de Jogos da

Freguesia no Parque Municipal de Exposições da Lousã decorreu na manhã do último dia do encontro, com a recriação dos jogos tradicionais pelas crianças do primeiro ciclo do ensino básico da Lousã, tendo como mentores os convidados internacionais que, não obstante falarem línguas diferentes, se entenderam e conseguiram comunicar na perfeição os objetivos de cada jogo que trouxeram à Lousã. Reunião ITSGA e Colóquio A reunião da Traditional Sports & Games Association (ITSGA) realizouse a 30 de outubro, no auditório da Biblioteca Municipal, na qual estiveram representantes de países como Portugal, Espanha, França, Bélgica, Itália, Irão, Tunísia, Turquemenistão,


destaque

9

óricos mundiais nal de Jogos Tradicionais

Tunísia, Tailândia, Etiópia e México, que traçaram os propósitos e as atividades para o seguinte biénio. O Encontro Internacional de Jogos Tradicionais incluiu ainda um colóquio sobre o tema, que se realizou em Coimbra, no auditório do Instituto Português da Juventude e Desporto, com preleções dos vários participantes, portugueses e estrangeiros, que apresentaram as iniciativas que pelo mundo se fazem para promover os jogos tradicionais. No colóquio, com coordenação científica de Ana Rosa Jaqueira e Paulo Coelho, docentes da Faculdade de Ciências do Desporto e da Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) com apoio da Freguesia de Lousã e Vilarinho, ficaram de-

monstradas as diferenças de culturas e nos jogos informais nos vários países, sendo de destacar que existe uma identificação comum nos seus objetivos de preservação da cultura imaterial da humanidade. O evento foi organizado pela Freguesia de Lousã e Vilarinho em coordenação com o Laboratório de Jogos, Recreação, Lutas Tradicionais e Capoeira (LUDUS) da FCDEFUC e tem o apoio institucional da Câmara Municipal da Lousã. Os Jogos da Freguesia regressam em maio, no final do ano letivo, e constituem-se como momento de preservação da memória dos jogos, atividades lúdicas e de socialização dos antepassados locais, através da recriação, num espaço comum,

pelas crianças do primeiro ciclo do ensino básico da Lousã e Vilarinho. Realizam-se desde 2006, no Estádio Municipal de Râguebi da Lousã, e têm vindo a aumentar o número de participantes, sendo tendencialmente um evento interfreguesias do concelho da Lousã. Os Jogos da Freguesia realizaramse em 2015 pelo décimo ano com a participação de meio milhar de crianças entre os seis e os doze anos de idade, valorizando a componente recreativa e lúdica do património imaterial, já reconhecido pela UNESCO, recomendação de Paris, em 1989. Neste âmbito, também a Organização das Nações Unidas (ONU) apela aos estados membros para promoverem a preservação e estudo dos jogos tradicionais.


10

destaque


destaque

Recortes de Imprensa

11


12

sede da junta

Junta de Fregu renovada des


sede da junta

uesia tem sede sde dezembro A sede da Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho, no Largo Alexandre 16 | 9 DEZ 2015 | QUARTA-FEIRA Herculano, está aberta ao público e a prestar todos os serviços da autarquia Miranda | Lousã desde segunda feira, 14 de dezembro de 2015. O edifício foiDirecção recuperado dae modernAssociação izado, respondendo às regras de acesEmpresarial reeleita sibilidade para todos os cidadãos. A intervenção visou também melhorar a eficiência energética e a aposta na modernização administrativa através da implementação de estruturas modernas, nomeadamente, na rede tecnológica. Direcção foi releeita por unanimidade

SERRA DA LOUSÃ Toma posse no dia 15 de Janeiro a nova direcção da Associação Empresarial da Serra da Lousã (AESL), eleita em sufrágio, realizado no último dia de Novembro, para o triénio 2016/2018. As eleições realizaram-se na sede da AESL, no Museu Municipal Professor Álvaro Viana de Lemos, na Lousã, e confirmaram a reeleição, por unani-

DiáriodeCoimbra REGIÃO DAS BEIRAS

Junta de Freguesia regressa à sede com edifício agora inteligente Lousã e Vilarinho A partir da próxima segunda-feira, os serviços da autarquia voltam a funcionar no Largo Alexandre Herculano, com novas acessibilidades, físicas e funcionais

midade, como presidente, de Carlos Alves, que liderou a Lista A, a única que foi a votos. Fundada em 24 de Setembro de 2014, a Associação Empresarial da Serra da Lousã representa os oito municípios que fazem parte da Serra da Lousã, concretamente Lousã, Miranda, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Vila Nova de Poiares.|

Luta pela reactivação do ramal “é justíssima” POLÍTICA É «uma luta justíssima». Palavra de EDgar Silva, candidato presidencial, após uma reunião informal com cerca de duas dezenas de apoiantes e elementos de movimentos que exigem a reposição do comboio no Ramal da Lousã, após a desativação da linha ferroviária em 2010. «Há aqui um movimento que já vem de longe para a defesa do comboio, para que possam ser recuperados direitos que foram usurpados e aqui são direitos que têm a ver com um serviço público que tem de ser garantido à população, mas com uma exigência de moder-

nização, de um melhor serviço que tem de ser garantido às populações», disse o candidato apoiado pelo PCP. O candidato deixou ainda críticas a Marcelo rebelo de Sousa. «Existe uma preocupação em se mostrar anti-Cavaco Silva, como se não fosse conselheiro de Estado e da sua confiança total, que se apresenta ao eleitorado como seu natural sucessor, mas querendo-se mostrar quase mais esquerdista do que os que são de esquerda, mais opositor, ele que sempre esteve completamente comprometido».|

ARCIL inaugura Restaurante pedagógico

“Pinceladas” de Marco Henriques em Miranda

A ARCIL – Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã inaugura hoje (13h00), o Restaurante Pedagógico “O Parque”, no Parque Carlos Reis, com um almoço confecionado e servido pelos alunos dos cursos de Cozinheiro e Empregado de Mesa, ministrados pela instituição, que têm neste local, concessionado desde 2011, uma forma de praticar em contexto real.|

Está patente, até ao dia 31 de Dezembro, na Biblioteca Municipal Miguel Torga, em Miranda do Corvo, a exposição de pintura "Pinceladas" da autoria de Marco Henriques, inaugurada no dia 4 deste mês. O autor é natural de Miranda do Corvo, e desde novo que gosta de desenhar e pintar, tendo apurado o seu gosto durante o curso de Artes na Escola Secundária Avelar Brotero.

Obras criaram uma junta de freguesia com elevados parâmetros de funcionalidade

José Carlos Salgueiro A Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho, após obras de requalificação da sua sede, no Largo Alexandre Herculano, bem no centro histórico da Lousã, regressa segundafeira “a casa”, desta feita a um imóvel que agora é “inteligente” e respeita os procedimentos de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida. Como explicou o autarca António Marçal ao nosso Jornal, trata-se de um investimento da ordem dos 70 mil euros, que prossegue em 2016, podendo chegar aos 100 mil euros, havendo ainda uma candidatura, no âmbito da ANAFRE (Associação Nacional de Freguesias), no sentido de dotar o imóvel de sistemas de eficiência energética. A necessidade da intervenção, adiantou, deveu-se a uma grande inundação verificada em 2011, que danificou seriamente a rede eléctrica. «Na altura foi feita uma reparação de remedeio», refere António

Marçal, salientando ainda que, tratando-se de «uma zona com muitas minas, além de não existirem condições de segurança em termos de trabalho, também houve problemas estruturais». Assim, nesta intervenção, «foi necessária a drenagem dessas minas» e «ao mesmo tempo, aproveitámos a oportunidade para que se um edifício inteligente, criando questões de acessibilidade», explica o autarca.

Investimento de 70 mil euros, já efectuado, pode atingir os 100 mil, com obras a realizar em 2016 Assim, a sede da Junta de Freguesia que reabre ao público na segunda-feira está completamente acessível, sendo que, durante o ano de 2016, vai ser instalado um elevador para criar acessibilidades ao piso superior. António Marçal diz também, aprazando a obra para o próximo ano, que «quando estiver

Atendimento em Vilarinho durante a transferência

Havendo a necessidade de efectuar a transferência para a sede, os serviços da União de Freguesia vão estar encerrados amanhã e sexta-feira, funcionado apenas na delegação de Vilarinho. De forma a evitar transtornos a quem tenha assuntos urgentes e não disponha de meio de transporte, autarquia disponibiliza serviços para que os interessados se possam deslocar entre o Largo Alexandre Herculano e a antiga sede da Junta de Vilarinho.|

tudo concluído, vai ser um edifício auto-sustentável em termos energéticos», na medida em que tanto a temperatura como a luminosidade vão ser automaticamente ajustados, devido ao sistema de sensores que vai ser montado. Além disso, e tendo em conta a prestação de serviços, a Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho vai ser, a partir de segunda-feira, «a primeira na nossa zona, ainda antes dos municípios», a ter o sistema EFreguesias, com um terminal que permite a leitura automática do cartão de cidadão, possibilitando a resolução de diversas questões sem a necessidade de atendimento presencial. António Marçal salienta que o investimento acaba por não ser muito elevado, na medida em que vão ser poupados cerca de oito mil euros anuais em rendas que eram pagas noutros edifícios, sendo que também será poupada uma verba substancial, devido à eficiência energética da renovada sede.|

13


14

obras

Limpezas e manutenção

Avenida Dom Manuel I Limpeza de bermas e valetas

Demolição de muro antigo

Limpeza das bermas no Meiral

Limpeza na Fórnea

Caminho do Caratão em Vale Domingos: limpeza de bermas

Limpeza das aldeias serranas


obras

15

Obras e melhoramentos

Alargamento da estrada e construção de muro de suporte, no cabo do Soito

Escola Básica de Santa Rita: pintura

Póvoa de Fiscal: Escoamento de águas pluviais

Muro de contenção e alargamento de rua nos Vales

Ampliação das instalações cedidas à ADIC, em Vilarinho


WWW.JF-LOUSANEVILARINHO.PT


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.