Issuu on Google+

N º 2 9

J U N / J U L

2 0 1 4

veja a versão completa na web METROPOLEREVISTA.COM.BR

AMÉM FUTEBOL CLUBE MÚSICA

COM OS MONOMOTORES

METROBYTES

OS TEMIDOS SOBRINHOS

GENTE

FOCO E FORÇA PARA UMA VIDA SAUDÁVEL

METROPET

SEU PET QUENTINHO NESTE INVERNO


Era uma vez... Se fôssemos contar a trajetória do SUPERMERCADO CARREIRA, no decorrer destes 50 anos, esse espaço não seria suficiente para relembrarmos tantos fatos. Mas podemos escrever uma palavra que representa o nosso sentimento numa data tão significativa: OBRIGADO! A Deus, que nos concede a força e determinação para enfrentarmos as batalhas diárias, com a certeza de que haja o que houver, ele sempre será o nosso refúgio; À cidade de Campo Mourão, que no ano de 1964, acolheu o sonho de dois jovens portugueses, que deixaram a sua terra natal em busca de uma vida melhor; A todos os nossos familiares, que acompanham nosso dia a dia, bem como os que, mesmo distantes, torcem pelo nosso sucesso; Aos amigos, que nas horas de alegria, confraternizaram conosco e, nas adversidades, prestam sua solidariedade; Aos funcionários que hoje nos acompanham e a todos os que nos auxiliaram no decorrer destes 50 anos; Aos representantes comerciais que nos visitam e fornecem nosso material de trabalho; Enfim, um agradecimento muito especial aos que representam a razão de todo nosso esforço e dedicação: a você CLIENTE, que nos confia a missão de abastecer sua casa com produtos de qualidade; O que ontem foi um sonho, hoje para nós é uma realidade. E certamente, a maior alegria que temos hoje é a certeza de chegar à marca de 50 anos sempre com ética, respeito, determinação e, acima de tudo, honestidade. Família Carreira

Quem há mais tempo vende, melhor atende! 44. 3525 1455 | Avenida Goioerê, 459 - Campo Mourão - PR


FABIO LAURENTINO

MARISTELA FALBOTA

AMANDA HELENA LIMA

Oftalmologia

|

Endocrinologia

Estética

|

Podologia

|

|

ELIANA HANSE

ANA PAULA ARANTES

Cirurgia Plástica

Nutrição

|

|

Ortopedia

SIMONE ANTUNES

|

Psicologia

Fisioterapia Dermato-funcional

EDUARDO NUNES


Dr. Marcelo Brito

Diretor Técnico Médico

CRM-PR 18.871

Saúde e tratamentos de beleza com profissionais qualificados. belleclinique

GABRIELLE BRITO

MARCELO BRITO

KATIA MIZORAN

MISLAINE LARA

JUSSARA BRITO

44. 3523 2121 Rua Harrison José Borges, 652 Centro - Campo Mourão - PR www.belleclinique.com.br

MARCELO BALABUCH

LUMA CAVALCANTE


INGLÊS • a partir de três anos ESPANHOL • FRANCÊS ITALIANO • INTERCÂMBIO

www.yazigi.com • 44. 3525-2948


FERNANDO

CÉLIA

LIANDRA

DANILO

JULIANA

DAN

HALINE

CLÁUDIO

SANDRA

RODRIGO

TÁSSIA

SILVIO

10 Destaque

Amém Futebol Clube

14 Música

Rock’n’Roll e diversão com os Monomotores

16 Gente

Foco e força para uma vida saudável

20 Metrodecor

Diferentes materiais para a bancada da cozinha

22 Spot

Tecnologia e arquitetura contemporânea na Quattro+

24 Metrobytes O sobrinho

25 Spot 26 Artigo

Cuide da sua pele no inverno

28 Artigo

Entenda e previna-se das doenças de inverno

30 Artigo

Implantes dentários ao alcance de todos

32 Metropet

Seu pet quentinho neste inverno

34 História

Entre o céu e a terra, os homens no meio

Editoria/Fotografia/Direção de Criação - FERNANDO NUNES Redatora-Chefe/Editoria - LIANDRA CORDEIRO Direção de Arte/Design Gráfico - DANILO GABRIEL Design Gráfico - DANIELLE AMARAL Design Gráfico/Vídeo Produção - JULIANA PIZI Atendimento/Planejamento - TÁSSIA SCHEFFER Comercial - SANDRA GUEDES Administração - CÉLIA GUEDES Produção - SILVIO VILCZAK Revisão - CLÁUDIO RESENDE Desenvolvedor WEB - RODRIGO SLOMPO Gerente de Conteúdo WEB - HALINE MOREIRA www.metropolerevista.com.br Revista Metrópole - 44 3523-0108 metropole@metropolerevista.com.br

Colaboradores desta edição Raíssa Schebeleski Valderrama Lara Grigoletto Bonini Bruno Flávio Lontra Fagundes

A revista Metrópole é uma publicação da V8 Comunicação / Design Gráfico / Editora. Rua das Magnólias, 100 - Jardim Araucária Campo Mourão - Paraná - www.v8.art.br - v8@v8.art.br Fica expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo editorial sem autorização prévia. Os artigos assinados são de responsabildiade de seus idealizadores.


A R O H A U O R G A E T CH ESPER R.

D O E H L D E M U E S O

VESTIBULAR de Inverno 2014

đƫ )%*%/0.`Y+ƫđƫ#.+*+)%ƫđƫ%n*%/ƫ%+(¨#%/ƫĨ %!*%01.ĩ đƫ%.!%0+ƫđƫ 1`Y+ƫ„/%ƫĨ$.!( +ĩƫđƫ 1`Y+ƫ„/%ƫĨ %!*%01.ĩƬ đƫ*"!.)#!)ƫđƫ*#!*$.%ƫ !ƫ.+ 1`Y+đƫ.)8%ƫđƫ/%+(+#% đƫ!*+(+#%ƫ!)ƫ*8(%/!ƫ!ƫ!/!*2+(2%)!*0+ƫ !ƫ%/0!)/ƫĨĩ

INSCRIÇÕES ABERTAS

0800 646 1982

www.grupointegrado.br/vestibular

PROVAS

15JUN


Não tem santo, nem salvador, mas é sagrado. No Brasil, o futebol é como religião. O horário do jogo do time do coração é compromisso marcado na agenda. Dia de jogo da Seleção é praticamente feriado nacional. No mínimo, a televisão está ligada no escritório. e o brasileiro pudesse, ele levava uma bola para a igreja ou para o terreiro. Ela, junto com a camisa do time do coração, é idolatrada. Essa relação do futebol com a religião é objeto de estudos desde 1930. Assim como religião e espiritualidade, o futebol também influencia modos de vida e manifestações populares. Ele agrega grupos e separa um grupo de outro. Bem como a religião. Essa paixão nacional dura quase 100 anos. Neste exercício de fotoilustração ela aparece como sacra, para represen-

10

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r


Amém FUTEBOL CLUBE

TEXTO LiANDRA CORDEiRO | FOTOILUSTRAÇÃO FERNANDO NUNES

tar o que é. Para representar nosso jeito diferente de crer no futebol. Nosso jeito de jogar futebol. É religião, é arte, é cultural. Colocando a culpa dos resultados ruins mais em um deus do futebol, numa urucubaca, num trabalho umbandista, do que na qualidade técnica dos jogadores e equipe.


Com Co m os os pr pro prod produtos odduutos tos e ser servi serv serviços rvi rviç viiços iççoss ddoo Pet Peett Sh Pe SShop Sho hhop op e VVete Ve Veterinária eeter ete teerin te ririná iinári nária áriiaa AAmigo migo i o Bich Bicho. Bicho BBi Biccho chho. o • Roupinhas, Rouppinhas, casinhas, casiinh nhas, caminhas, ca cam minha inhhas as, • Banho BBan Baannho hhoo e tosa toosa to sa diferenciada di dif difer ife ifeeren renci nciad nciiada addaa para paara acessórioss de de luxo, luxoo, brinquedos brinqquedoss interativos, inteerativoss, cad da tipo tippo de de pele pe pelele e pêlo pêêlo lo dos dos os animais; i i cada vacinas e cons sultas vveterinárias eterinnárias ppara ara ccães ães e ggatos. atos. consultas Traatameentoss de de beleza beeleza como comoo • Tratamentos • Desembaraço sem eestresse. stressse. qqueratinização uerratiniizaçãão e hid drataçções; hidratações;

(44) 3523-9996 |• (44) 9947-0647 Rua Roberto Brzezinski, 1225.


Thiaguinho (baixo), Gurga (vocal), Pedro (bateria) e Caio (guitarra).

Rock’n’roll e diversão

com os Monomotores

Quem gosta de rock e costuma sair à noite em Campo Mourão já deve ter visto um show da banda Monomotores. Tocando Beatles, Strokes, Foo Fighters, The Who, Titãs e Led Zeppelin, eles levam rock e diversão para os bares da cidade. TEXTO Liandra cordeiro

eja pelos tributos a Foo Fighters, por terem aberto o recente show da banda Radiophonics em Campo Mourão, ou por outros shows, você provavelmente já viu ou já ouviu falar da banda Monomotores. Formada por quatro integrantes, a banda leva rock nacional e internacional para as noites de Campo Mourão. A formação atual tem apenas cinco meses, mas os Monomotores existem há quase dois anos. Tudo começou com o guitarrista e vocalista Caio Felipe Rosa e o baixista Bruno. Na época, os dois se juntaram para tocar rock inglês. Depois apareceu o Felipe Gurgatz, o Gurga (vocal) e o Pedro Bassani (bateria). Atualmente, Bruno não faz mais parte da banda e é Thiago Ceste quem toca baixo. “Acredito que nossa formação agora está bem alegre. A gente toca o que quer e se diverte”, diz o guitarrista. Com alguns contatos e se oferecen-

do para tocar de graça, a banda conseguia fazer até duas apresentações por semana. Com um pouco de reconhecimento, eles conseguem cobrar cachê e se apresentar quase todos os finais de semana. Para conquistar o público, os Monomotores buscavam tocar o que a galera gosta. Agora podem variar mais no repertório e são bem aceitos. “A gente parou de tocar só o que a galera gosta. Estamos um pouco mais livres para escolher, porque o público gosta também”, explicam. Um dos shows que mais atraiu o público foi o cover do Foo Fighters. Nas duas vezes que realizaram, a casa lotou de gente de todas as idades. Eles também fazem especial dos Beatles, Strokes, Pearl Jam e mais recentemente tocaram Raimundos. Para o cover do Foo Fighters, a banda ensaiou bastante e agora buscam realizar mais shows com esta proposta. Por já serem conhecidos em Campo

Mourão, eles querem ter um tempo para compor. E é por isso que nos próximos meses eles vão “tirar umas férias” para focar na composição e gravação. “Precisamos ter material bom e gravado para mostrar às pessoas. Porque queremos buscar alguns shows em Maringá e Londrina”, explicou Caio. Segundo ele, um tempo livre será bom para assistir outros shows e se dedicarem à composição. Todo o tempo livre dos quatro é dedicado à música. Além da Monomotores, Gurga e Pedro tocam em um projeto chamado Suco de Sapo Velho. Caio está iniciando o próprio projeto também. Assistindo a outros shows, eles aprendem mais sobre como se portar no palco, como se divertir e agradar ao público. Como inspiração, Caio cita o paranaense Nevilton, que foi indicado ao Grammy Latino como melhor clipe em 2012 e melhor álbum em 2013. Dentro de dois meses, Caio promete: a banda Monomotores voltará transformada. A expectativa é ter um trabalho melhor ainda para mostrar, e capaz de ir a outras cidades. Para acompanhar as novidades da banda, os shows e os vídeos que virão, é só acessar a página deles no Facebook.


Foco

e FORÇA para uma vida

saudável

TEXTO LiANDRA CORDEiRO | FOTOS FERNANDO NUNES

O advogado Iduarte Ferreira Lopes Júnior é também um atleta e competidor. Ele corre, faz duathlons e triathlons. Ao longo de três anos, ele conseguiu encontrar foco e motivação para perder peso, parar de fumar e levar uma vida mais saudável. Agora, ele busca o condicionamento físico ideal para competir na modalidade Ironman.

16

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r


udar os hábitos e passar a levar uma vida mais saudável não é uma tarefa fácil. Principalmente para quem é acostumado a cometer exageros ou já ficou muito tempo sem se preocupar com a saúde e bem-estar. Porém, todos sabem que praticar exercícios e ter uma alimentação balanceada favorece não só o corpo, mas também a mente. Esta prática diminui o estresse, a ansiedade, o mau humor, a tensão pré-menstrual e os sintomas da menopausa, entre outros benefícios. Mas como ter foco e força para mudar de vida? Essa é a principal dificuldade e talvez a resposta esteja em procurar algo que alie prazer, diversão e saúde e que caiba na rotina. Foi mais ou menos isso que o advogado Iduarte Ferreira Lopes Júnior fez quando percebeu que precisava de uma vida mais saudável. Através de amigos, ele voltou a pedalar e reacendeu um desejo antigo: competir no triathlon na modalidade Ironman antes de completar 40 anos. Nesta modalidade, o competidor precisa nadar 3.800 metros, pedalar por 180 quilômetros e correr aproximadamente 42 quilômetros. Há um ano e meio, Iduarte está treinando para esta competição. Cada obstáculo é vencido como se fosse uma meta a ser cumprida e talvez isso tenha sido o incentivo para sempre superar as próprias barreiras. Ele contou à Revista Metrópole que sempre esteve ligado ao esporte de alguma forma. Jogou basquete por muitos anos, representando sua cidade em competições regionais e estaduais. Atualmente, ele joga representando a cidade de Goioerê. Porém, ele nunca teve assessoria esportiva e tampouco atenção à alimentação. “Eu comia excessivamente, só duas vezes ao dia, fumava, bebia. Não tinha preocupação nenhuma mesmo”, relembra. Foi a partir da vontade de competir o Ironman que ele começou a precisar de mudanças. A admiração pelo triathlon era só assistindo às provas pela televisão, sem nunca ter treinado nenhuma das modalidades. Até que alguns amigos o convidaram para andar de bicicleta, mais precisamente, o mountain bike. “No começo eu relutei, demorei um pouco para comprar. Comprei um equipamento razoável, que atendesse minhas necessidades e comecei”. Os amigos aconselharam Iduarte a praticar um pouco para melhorar o condicionamento físico, e quando ele achou que estava preparado, na verdade não estava. “A primeira vez que eu fui com eles, eu quase morri. Fiquei

muito cansado. Os caras pedalam muito forte”, relembra. No entanto o cansaço fazia sentido. Até então, ele não praticava nenhum exercício físico regular, mas sempre gostou de correr. “Eu tinha assinatura de algumas revistas esportivas e eu seguia treinos de corrida que vinham nelas. Mas, esses treinos não levam em consideração seu biótipo, seu grau de condicionamento. Então eu começava, tinha muita dificuldade e parava”, conta. Ele continuou até 2013 pedalando com os amigos, quando resolveu procurar uma assessoria esportiva para potencializar o treino e acompanhamento nutricio-

nal. “Eu deixei claro que queria correr o Ironman até os 40 anos. Então a gente começou bem devagar mesmo. Só com corrida e depois fomos aumentando a carga de treinos”, explicou. A partir daí, a rotina de Iduarte ganhou uma repaginação. Ele começou a acordar mais cedo para praticar exercícios e também adotou a prática regular no fim do dia. Com uma assessoria esportiva, ele passou a revezar dias de corrida, ciclismo e natação. Tudo com objetivos claros. “Eu vou estabelecendo metas e provas alfas, provas que quero competir. Com foco, eu consigo ir atingindo os resultados, no meu ritmo”, diz.

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

17


“Ao todo, são duas ou três horas de treino por dia. Durante a semana faço musculação, natação, corrida e pedal. No final de semana é só uma prova ou simulação”. Mesmo assim, com essa disciplina com relação aos treinos, nem tudo estava alinhado. O cuidado com a alimentação não estava lá aquelas coisas. “Eu estava emagrecendo cerca de um quilo por mês. Era pouco. Até que um dia, um amigo meu chegou e falou: ‘Cara, você deve comer muito’. Eu perguntei por que e ele me disse: ‘Ah, você tá sempre fazendo exercícios e tal, mas você está gordo’. Quando ele falou isso foi um choque. Aí eu pensei: ah é, vamos ver então!”, conta, acrescentando que foi aí que pegou firme na dieta sugerida pela nutricionista e resolveu segui-la rigorosamente. O resultado: perdeu sete quilos em 40 dias. “Foi depois disso que as pessoas perceberam. Até então, ninguém tinha realmente

18

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

Os treinos de Iduarte são elaborados por Ricardo Alleman Assessoria Esportiva. Ele também conta com o apoio da FECAM e da Nutrifastshop.

percebido que eu estava emagrecendo”. O objetivo no esporte também favoreceu Iduarte no processo de deixar

de fumar. Faltando alguns dias para a Maratona de Revezamento de Combate ao Fumo de Maringá, Iduarte resolveu parar de fumar, pensando em melhorar seu tempo na corrida e sua performance nos treinos e competições. “A maior dificuldade não é parar de fumar. Mas perder o hábito de fumar. Porque você acostuma com algumas ações relacionadas ao fumo, como por exemplo: eu acendia um cigarro sempre que entrava no carro e apagava quando saía. Tive que perder este e outros hábitos, que eram automáticos pra mim”, explicou. Todos estes obstáculos e a superação se tornaram, não dificuldades, mas sim, etapas que Iduarte foi passando para chegar ao resultado de hoje. É uma prática que se tornou parte de seu dia a dia, lhe deu uma vida mais saudável, deixando-o mais perto de competir um Ironman e sentir-se realizado. Iduarte sempre posta seus treinos no Instagram. E segue outros competidores e tudo isto o motiva. “Eu acordo 6 horas, entro no Instagram e tem gente que já está desde as 5 horas correndo, praticando. Aí você tem mais força”, conta ele. Sobre a rotina, Iduarte entende que é complicado, mas que é possível, desde que se tenha objetivos claros. “Sempre vou ser atleta amador. Tenho minha vida profissional, familiar e esportiva. Tento conciliar tudo. Amigos e família nem sempre vão entender, mas o apoio deles é fundamental, pois junto com os resultados, me dá mais força”, ressalta. Para quem está atrás de uma vida mais saudável, Iduarte deixa claro: “Você tem que querer mudar de vida. Porque não é só ir à academia. Você precisa dormir melhor, comer melhor, mudar muitos aspectos da sua vida. O importante é encontrar uma atividade que lhe dê prazer, porque assim fica mais fácil de se manter motivado”, finaliza.


POR RAÍSSA SCHEBELESKI VALdERRAmA

Designer de interiores residenciais, comerciais e paisagismo. Assessoria em acabamentos e decoração.

Diferentes materiais para a bancada da cozinha

O mármore possui belas padronagens, mas necessita manutenções.

eralmente, a cozinha é o ambiente da casa mais discutido na hora de reformar ou construir. Isto porque as pessoas passam cada vez mais tempo neste local. Mas, definir os materiais mais adequados para a bancada não é uma tarefa nada fácil. Pensando nisso, resolvi comentar um pouco sobre cada material, para facilitar a hora da escolha. Granito: Sem dúvida nenhuma, o preço acaba sendo um dos grandes limitado-

20

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

res da escolha. Possui opções de pedras que variam de R$ 180,00 a R$ 880,00 o metro quadrado*. Possui porosidade de 0,1 a 0,3% e isso influencia na higiene, ou seja, no acúmulo de sujeira e bactérias nos poros, pois é uma pedra natural. Quanto menor esse número, melhor a escolha. Por ser um material rígido, é uma opção de escolha mais duradoura. Além de ser resistente ao calor e a manchas, oferece vasta gama de cores e padrões. Mas uma grande desvantagem é que, uma vez danificada, não pode ser

reparada. Outro ponto é a manutenção. É simples, mas para evitar a absorção de manchas e odores, recomenda-se fazer a aplicação de selador uma vez por ano. No dia a dia, deve-se evitar lavar a bancada abundantemente com água, pois ela pode adentrar as quinas e emendas, e manchar temporariamente ou permanentemente a pedra. Use apenas um pano úmido e evite detergentes e componentes químicos, pois podem corroer o material. Também se deve evitar deixar sobre a pedra materiais que soltem tinta (como embalagens, jornais), óleos


e azeites, condimentos, temperos, molho de tomate, molho de soja, aceto, vinho, café, etc. Mármore: Há quem ache esse material uma boa opção, pois também é natural. Ele tem a capacidade de manter a temperatura fria. É resistente ao calor e, assim como o granito, não é muito difícil de se fazer a limpeza. Porém, também precisa ser selado, só que de 2 a 3 vezes no ano, pois possui porosidade muito maior. Por isso, particularmente, não o recomendo muito. Mas não é de se negar que possui padronagens lindíssimas e que fica super elegante na composição. Seus preços variam de R$ 380,00 a R$ 1.280,00 o metro quadrado*. Para a manutenção e durabilidade, devem-se seguir as recomendações do granito. Aço inox: A principal característica do aço inox é a alta resistência à oxidação atmosférica. Por ser resistente a riscos, é uma opção muito higiênica. É mais usado em cozinhas de restaurantes e seu uso deixa o ambiente extremamente moderno, por isso, estamos vendo-o com mais frequência. Esse material é muito resistente a altas temperaturas e também a temperaturas abaixo de 0ºC, além de ser reciclável. O aço inox vale, em média, R$1.000,00 o metro linear*. Corian: Esse é um material sólido, não poroso e chama atenção por sua homogeneidade. É composto de resina acrílica (1/3) e minerais naturais (2/3). Seu aspecto é clean e contemporâneo, por apresentar superfície lisa. Está cada vez mais presente em propostas sofisticadas. Mas, em contrapartida, sua resistência é ruim. Pode dilatar e até mesmo rachar em contato com altas temperaturas (como uma panela recém tirada do forno, por exemplo). Mancha facilmente com esse descuido e não há uma maneira, até o momento, de recuperar a superfície, e possui custo elevado: em torO alto custo do silestone é justificado pela resistência e durabilidade.

no de R$ 1.400,00 o metro quadrado*. Porém, há muitos que não se importam com o valor ou em ter que seguir rigorosamente os cuidados, pois o resultado final é realmente lindo! Silestone: Composto por quartzo, resina de poliéster e pigmentos, o silestone é extremamente resistente a atritos, riscos e abrasão (cerca de quatro vezes mais do que o granito). É super durável, possui proteção antibacteriana e baixo nível de absorção, pois sua porosidade vai de 0,01 a 0,02%. Suas superfícies podem ser moldadas e planejadas. Possui imensa variedade de cores, que vão, desde padronagens semelhantes à pedra natural, até cores lisas, de cor sólida. Sua série de padronagens que contém pequenos caquinhos de vidro e espelhos na composição chama-se Stellar, e transmite a sensação de pequenas estrelas brilhantes. Qualquer detalhe feito com esse material fica realmente um luxo! Porém, seu custo é salgado. Assim como o Corian, é um material importado, e seu custo está na casa dos R$ 1.500,00 o metro quadrado*. O que se pode notar é que todas as bancadas merecem cuidados especiais. Alguns materiais possuem maior resistência a riscos, enquanto outros possuem um valor mais interessante. O fato é que, para uma durabilidade maior, não existe milagre: uma boa manutenção faz toda a diferença. Sujou? Limpe imediatamente. Esse é o segredo de qualquer material. Leve em consideração que, na hora de planejar os móveis e espaços da cozinha, a bancada deve ser o ponto de partida, pois influencia na distribuição do espaço e decoração de todo o ambiente. Por isso, sua cor e material devem ser bem pensados e pesquisados. Se tiver intenção de vender o imóvel mobiliado futuramente ou costuma enjoar rapidamente das coisas, atente por escolher cores neutras, pois, além de ter

Aço inox é uma opção higiênica e muito moderna.

O corian é ideal para propostas mais sofisticadas.

O granito possui várias cores e padrões e é uma opção bastante duradoura.

um espaço agradável por mais tempo, isso agrega valor na venda. Já se sua intenção é realmente ousar, tons vibrantes marcam presença de maneira moderna e atual. Lembre-se que a bancada deve ser o foco principal da cozinha, mas também deve existir espaço para compor os eletrodomésticos e armários, de maneira harmônica com outros elementos, tais como: cor da caixa dos móveis, frente de portas e gavetas, piso, pastilhas ou revestimentos, além dos objetos decorativos. Prevendo essa combinação, você estará se certificando de que todo o espaço ficará agradável aos olhos.

Observação: *Valores médios, somente do produto, sem instalação. Sujeitos a variações devido às regiões e distribuidores. m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

21


Tecnologia e arquitetura

CONTEMPORÂNEA á cerca de dois meses em Campo Mourão, a Quattro+ Arquitetura é formada por dois arquitetos (David Herrig e Rafael Romani) e dois engenheiros civis (Douglas K. Victoria e Rodrigo Herrig), buscando oferecer uma nova proposta de trabalho e ideias para Campo Mourão e região. A proposta é fugir do tradicional e comum e apresentar novos caminhos em arquitetura, que satisfaçam os anseios e vontades do cliente, através da arquitetura contemporânea. Além de projetos residenciais e comerciais, a Quattro+ também trabalha com interiores e loteamentos, e oferece assessoria em projetos. A junção de duas áreas profissionais beneficia o cliente, já que a arquitetura e a engenharia caminham juntas na criação e desenvolvimento de projetos. Sendo assim, a equipe proporciona maior comodidade

aos clientes, sem a necessidade de procurar vários profissionais para realizar os serviços necessários na realização dos projetos. Segundo Rafael Romani, o escritório tem grande preocupação com a qualidade na prestação do serviço, oferecendo atendimento personalizado, de acordo com a necessidade do cliente. “Trabalhamos com as ferramentas mais avançadas no mercado para atingir o máximo de qualidade e clareza na apresentação dos projetos, facilitando a compreensão do cliente quanto às ideias propostas”. Eles também buscam trabalhar com materiais diferentes e conceituais, que são utilizados nos grandes centros como Curitiba, São Paulo e até mesmo fora do país, porém adequados ao nosso mercado. Outra preocupação da equipe é se manter atualizada com o mercado, os

lançamentos e novidades em produtos e tecnologias construtivas. “Frequentemente visitamos feiras e mostras de produtos em Curitiba e São Paulo, para agregar conhecimento e apresentar novidades em nossos projetos, além, é claro, através da leitura de livros e o acesso à internet, que também oferece ótimas referências”, finaliza o arquiteto. A Quattro+ Arquitetura está localizada na Avenida Irmãos Pereira, 1990, sala 02. O telefone é (44) 3523-8134 ou (44) 9935-8174.


A Bella Colli está em novo endereço. Com espaço mais amplo e confortável. Aguardamos a sua visita.

44. 3017-1206 | 44. 9831 7531 Rua Harrison José Borges, 1201 - Campo Mourão - PR


POR CLÁUDIO LUÍS RESENDE Cláudio atua na área há 34 anos, é sócio da Astec Conecta e professor no SENAC.

O SOBRINHO fala é recorrente: “Então... não sei o que aconteceu. Meu sobrinho levou meu computador pra formatar e meus arquivos sumiram!”. Quem atua na área de informática escuta esse discurso incontáveis vezes. E tem sido assim desde sempre. Tudo bem que todo mundo tem sobrinhos. Ou, ao menos, a maioria, né... E a sobrinharada é baterista de banda de rock, mecânico, eletricista, bailarino, fotógrafo, pedreiro, garçom, costureiro e por aí vai. Mas aqueles que “mexem com computador” são, sem sombra de dúvidas, os mais requisitados pelos parentes a darem aquela “olhadinha”, fazer um servicinho meia-boca e faturar uma graninha. Ninguém chama o sobrinho estudante de engenharia pra “bater uma massa” lá no fundo do quintal, quando está fazendo o puxadinho... Por que com a informática é diferente? Sempre achei essa peculiaridade da informática meio curiosa: esse fascínio que a informática exerce. Inclusive, recentemente, escrevi uma coluna com o título de “O playboy e o mecânico”, abordando o assunto. Seguidas vezes sou abordado na mesa do restaurante, na fila

24

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

do banco, no elevador, por amigos, clientes e, às vezes até por desconhecidos, por consultas relâmpagos. Isso não me incomoda, absolutamente. De certa forma, acho até meio divertido. E, evidentemente, são oportunidades de negócios que surgem o tempo todo. Acho isso legal. Só que acho curioso também. Olha só: ninguém aborda o dentista na saída da loja, abre o bocão e dispara: “Então, doutor, meu siso tá meio que incomodando. O senhor acha que é motivo pra extração?”. E que tal o gerente da concessionária, abordado na saída da missa: “Zé, hoje, pela manhã, quando liguei o carro, ele fez um barulho esquisito, tipo rá tá tááá brum brum brum nhem nhem nhem . Será que é problema no virabrequim?” Vai entender... Brincadeiras à parte, computador, na imensa maioria dos casos, é assunto sério. Até mesmo os computadores de casa assumiram importância significativa: as fotos do casamento estão lá, o trabalho da faculdade está lá, a planilha de controle do orçamento doméstico está lá. Se formos, então, falar do computador da empresa é chover no molhado avaliar o que está lá: o cadastro dos clientes, o controle de estoque, as fórmulas

dos produtos, as contas a pagar, a receber... Mas, infelizmente, com muita freqüência a gente ainda presencia perdas de dados importantes por inabilidade do pseudo-técnico incumbido da tarefa da manutenção do computador. Outro comportamento que me chama muito atenção, por parte de alguns clientes, é a mistura do computador da empresa com o computador de casa. O mesmo computador que ele usa pra baixar o último episódio de “Game of Thrones” na madrugada é o que ele vai usar na manhã seguinte para acessar o home banking e trafegar alguns milhares de reais... Galera, um alerta: qualquer software ou site que sirva de plataforma para baixar filmes, músicas, séries é potencialmente também a melhor plataforma para a proliferação de vírus. É preciso muito cuidado nessas manobras. Mesmo nós, que trabalhamos com isso o tempo todo, às vezes nos traímos e infectamos inadvertidamente nossos computadores. E, ainda que ele não se infecte, vêm aquelas pragas de Hao123, Baidu Antivírus, Ask Toolbar, Sweet-page e outras dezenas de porcarias. Na boa? Melhor chamar um tiozinho...


Astec/Conecta com novo site

Após recente fusão, ocorrida em janeiro de 2014, a Astec Informática e a Conecta Soluções, duas das mais tradicionais empresas de tecnologia de Campo Mourão, unificaram seus sites em www.conectacm.com.br. O projeto foi conduzido pela Numerouno Agência Web. Segundo Cláudio Resende, diretor de TI da Astec/ Conecta, a intenção era “montar um site que fosse rápido, objetivo e que pudesse apresentar o extenso portfólio da empresa, sem se tornar entediante”. O Desenvolvedor Web, Rodrigo Slompo, afirma que “manter sua empresa conectada amplia a exposição de sua marca, principalmente em projetos como o da Conecta, onde criamos um site versátil, que possibilita aos clientes uma boa experiência de interação, esteja ele navegando a partir de um computador, tablet ou celular”. O site estreia na internet simultaneamente à chegada da Metrópole de junho às bancas e já está acessível, esperando sua visita. Os endereços das duas lojas físicas são: Av. Manoel Mendes de Camargo, 971, onde estão instaladas a administração e a informática; e Rua Araruna, 941, onde estão as equipes de infraestrutura e telefonia. Os telefones são (44) 3016-4747 e (44) 3525-0500.

18 anos da AME

Associação Mourãoense dE Escritores

A Associação Mourãoense de Escritores (AME) de Campo Mourão completou 18 anos no último mês de abril. A história da instituição começou com a vontade de reunir os escritores mourãoenses e buscar incentivar e registrar a produção de Campo Mourão. Os trabalhos dos autores ficam registrados em diversos livros lançados na cidade, textos e publicações em revistas e na coletânea Caminhos “In” Versos

e Prosa – Antologia Literária de Autores Mourãoenses, a qual já está em seu sexto lançamento, realizado na última Bienal do Livro e Leituras de Campo Mourão. Segundo a presidente Cristina Gláucia Schreiner Mota, nestes 18 anos, a AME manteve como missão: “Descobrir, acolher, incentivar e apoiar pessoas que amam, dedicam-se, interpretam e experimentam a sublime arte de escrever e o

doce hábito de ler”. Na comemoração, associados e convidados puderam fazer uma retrospectiva de como cada obstáculo foi vencido para manter a AME viva e incentivando a criatividade dos mourãoenses. É considerada instituição de utilidade pública, reconhecida e contribuindo para o crescimento e divulgação da história literária de nossa cidade.


DRA. MÔNICA FERNANDES RIBEIRO

Formada em medicina e dermatologia pela Universidade Federal Fluminense (RJ); especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e membro efetiva da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Cuide da sua pele s baixas temperaturas e os hábitos de inverno pedem atenção especial para a pele. Além do frio e queda da umidade do ar, as pessoas tendem a ficar mais tempo em ambientes fechados e com pouca circulação de ar. Este fator aumenta a exposição da pele a vírus e bactérias que podem provocar algumas irritações. Por isso, é imprescindível que tenhamos mais cuidados com a pele do corpo e do rosto nesta época, a fim de evitar irritações, ressecamento, descamações, aumento da oleosidade e aspecto esbranquiçado, áspero e sem brilho. O ressecamento é causado por uma queda na produção de sebo da pele, que acontece porque o frio faz com que glândulas sebáceas trabalhem menos. A redução do suor no inverno também contribui para a desidratação da pele. Outro fator é o banho quente, pois ele retira as camadas protetoras de gordura natural da pele. Para evitar o ressecamento da pele, não tem escapatória: hidratação. O ideal é fazê-la uma vez ao dia, após o banho. Mas se a pele tiver tendência ao ressecamento, é recomendado que faça mais uma ou duas hidratações ao longo do dia, sempre com a pele úmida e até três minutos após o banho. Se o tempo frio for um empecilho, uma dica é utilizar os hidratantes próprios para peles ultrassecas. A pele seca também fica sem viço e brilho. Isto acontece também por conta da perda de água da camada mais externa na pele para o meio ambiente. Com isso, ela acaba adquirindo microdescamações, levando à perda do brilho natural. Para resolver o problema é preciso beber muita água e hidratar. Produtos com glicerina, vaselina, lanolina funcionam bem, por serem bastante oleosos, porém existem produtos específicos para peles ultrassecas (com ictiose)

26

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

no inverno

que repõem especificamente o que foi perdido. A hidratação também é importante para evitar a descamação. Aquele “farelo” branco que sai da pele é, na verdade, células soltas. A hidratação vai ajudar essas células a continuarem aderidas umas às outras. É ela a responsável por melhorar a defesa da pele contra alergias, coceiras e irritações. Os lábios também sofrem no frio. É comum eles racharem, sangrarem e causarem grandes incômodos. Isso acontece porque eles não possuem glândulas sebáceas, portanto, não possuem hidratação natural e ficam mais expostos às ações do frio e vento. A hidratação nessa área se faz muito importante para a estética do rosto. A solução é investir em produtos à base de dexpantenol, pois são altamente hidratantes. Durante o dia, evite molhar os lábios com saliva e hidrate várias vezes com um protetor labial. Hoje em dia há soluções sem brilho, para os homens. Por outro lado, há pessoas que sofrem com excesso de oleosidade na pele e consequentemente, aparecem mais cravos e espinhas nesta época do ano. Isto acontece porque a pessoa já tem alguma tendência à pele oleosa e acnéica e o frio e os banhos quentes fazem com que a pele produza mais sebo, na tentativa de reidratar. A orientação para estes casos é evitar lavar o rosto várias vezes ao dia e utilizar hidratantes livres de óleo. Um dermatologista pode indicar também ácidos, esfoliantes e antibióticos de uso local.

Fique atento ao aumento da oleosidade, porque você pode estar desenvolvendo a dermatite seborréica. Ela provoca vermelhidão e descamação e não pode ser confundida com ressecamento. O médico dermatologista pode orientar para o tratamento, que exige cuidados específicos para cada pele. Mas a hidratação da pele não deve ser feita somente no inverno. Durante o ano, a pele precisa ser bem hidratada para manter o aspecto brilhoso e saudável e ter a proteção contra fungos, vírus e bactérias. Ela precisa dessa ajuda, com produtos específicos, para retardar o processo de envelhecimento também. A alimentação é tão importante quanto a hidratação. Beber bastante água, comer frutas, legumes e verduras vão proporcionar as vitaminas necessárias para o bom funcionamento do organismo e da pele.


Roda Gigante, a Moda que diverte.

Confecção de enxoval personalizado

Móveis Infantis

rodagigantemodainfantil

44. 3524 1567 Av. Irmãos Pereira, 1080 Campo Mourão - PR.

Lista de chá de bebê com produtos personalizados


DRA. FLÁVIA B. DO AMARAL

Graduada em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica - PUC - PR Residência em Otorrinolaringologia na Santa Casa de Campinas - SP

Entenda e previna-se das

doenças de inverno om a chegada do inverno, chega também a ocorrência mais frequente de gripes, resfriados, sinusites e crises de rinite. Isto acontece porque o clima frio e úmido propicia a maior proliferação de vírus causadores de gripes e resfriados; bactérias causadoras de sinusites e as alterações climáticas bruscas pioram a rinite alérgica. As diferenças entre esses problemas são sutis, mas se identificadas, ajudam no correto diagnóstico e tratamento, com melhora mais rápida dos sintomas, evitando reincidência e também que se transmita para outras pessoas. Entenda as diferenças e saiba como se prevenir. - Gripe comum: causada pelo vírus influenza, se apresenta com febre que pode chegar até 39°, congestão nasal intensa, dor de garganta, tosse, dor de cabeça, catarro e dor no corpo. - H1N1: causada pelo vírus influenza A, subtipo H1N1, pode se apresentar exatamente como uma gripe comum ou com sintomas mais exuberantes. Temos febre súbita de até 39°; fortes dores de cabeça, musculares e nas articulações; ardor nos olhos; calafrios e tosse seca e contínua. Aparecimento de falta de ar pode significar uma complicação pulmonar. Fique atento! - Resfriados: causados por outros tipos de vírus, tais como rinovírus ou adenovírus; seus sintomas são espirros,

coriza hialina, irritação na garganta, lacrimejamento, febre baixa e de curta duração. - Rinite alérgica: não infecciosa, desencadeada por exposição à alergenos como poeira e ácaro ou a agentes irritantes como cheiros fortes e clima frio; os sintomas são coriza, espirros, nariz trancado, coceira na garganta e olhos. Na presença de infecção viral, o tratamento é feito com repouso e medicamentos para aliviar os sintomas. Vale lembrar que durante essas infecções, como nosso organismo fica com a imunidade rebaixada, é comum que apareçam bactérias oportunistas que invadem nossas vias respiratórias, causando sinusite e pneumonias. Portanto, se os sintomas demorarem a desaparecer, ou após um breve período de melhora se agravarem, dirija-se imediatamente ao médico para tratamento. Para se previnir das gripes comuns e H1N1, é importante tomar a vacina contra gripe anualmente. Porém, mesmo tomando a vacina você pode contrair uma gripe. Pois anualmente surgem novas cepas de influenza que podem não estar nesta vacina. Mas, tenha certeza que a vacina ajuda a evitar as temidas complicações das gripes que são as pneumonias e meningites. Mas e a sinusite? A sinusite é uma inflamação das vias respiratórias superiores, conhecidas como seios da face.

Predispõem à sinusite algumas alterações anatômicas, infecção ou alergia que provoquem inflamação das mucosas e que facilitam a instalação de germes oportunistas. Por isso, ela pode aparecer junto de gripes, resfriados ou crises de rinites. Os sintomas são secreção nasal purulenta, obstrução nasal, dor e peso no rosto, tosse produtiva e dor de garganta. O tratamento da sinusite normalmente requer antibióticos. O contágio destas doenças se dá pelo contato direto com objetos contaminados e de pessoa para pessoa, por via aérea ou por meio de partículas de saliva e de secreções das vias respiratórias. O importante para o inverno são os cuidados básicos para impedir a contaminação. Entre eles estão: lavar as mãos frequentemente e higienizá-las com álcool 70% e evitar levá-las a boca, nariz ou olhos, evitar locais fechados e com muitas pessoas, manter a casa e local de trabalho arejados. Levar uma vida saudável, com boa alimentação, também ajuda, por melhorar as defesas naturais do corpo. Na presença de sintomas, a recomendação é fazer repouso e procurar um médico para administração de medicamentos. Evite sempre a automedicação.

CLÍNICA RISCALLI Fone: (44) 3523 1935 / 3017 5223 / 9825 8133 Rua São Paulo, 1598 – Centro – Campo Mourão - PR


RADIOLOGI A ODONTOLÓGICA DIGITAL, E X A M E S P R E C I S O S PA R A D I A G N Ó S T I C O D O PA C I E N T E . PA N O R Â M I C A S D I G I T A I S T E L E R R A D I O G R A F I A S D I G ITA I S D O C U M E NTA Ç Õ E S O RTO D Ô NT I C A S RADIOGRAFIAS OCLUSAIS L E VA NTA M E NTO P E R I A P I C A L PA N O R Â M I C A D I G I T A L PA R A I M P L A N T E C O M T R A Ç A D O C O M P U TA D O R I Z A D O. P L A N I G R A F I A D E AT M D I G I T A L Te c n o l o g i a e I n ova ç ã o p a r a seu tratamento odontológico.

D r. V i n í c i u s A n t u n e s P e r e i r a Cirurgião Dentista - CRO 18.806-PR OFERECEMOS TAMBÉM UM SERVIÇO ONLINE PARA CONSULTA DE EX AMES.

A t r a v é s d o s i t e w w w. r o d i g i t a l . c o m . b r o dentista tem acesso aos exames do paciente, facilitando a consulta ao longo do tratamento. 44. 3016 2131 Av. Manoel Mendes de Camargo, 2050 - Campo Mourão - PR

RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA

Digital


DR. LUIZ AUGUSTO MACHADO GUERREIRO

CRO/PR 13889 Cirurgião Dentista

Implantes dentários ao alcance de todos

s implantes dentários têm assumido um importante papel para os indivíduos acima de 60 anos, pois além de melhorar a mastigação, se comparado ao uso da prótese removível e prótese total, o implante também melhora a autoestima. Isto, porque ele vai ajudar a combater o isolamento social, causado pela falta de dentes e que acaba impedindo que o idoso tenha uma melhor qualidade de vida, e também vai possibilitá-lo a ingerir os melhores nutrientes da dieta, que irão garantir a manutenção de uma saúde geral ótima. Acerca deste assunto é necessário fazer algumas considerações. 1- Para os usuários de próteses totais (dentaduras) há muitos anos, o ideal são as sobredentaduras (overdentures). De menor custo, por usarem somente de 2 a 4 implantes, elas têm um volume externo que recompõe os tecidos da face, rejuvenescendo os traços bastante sulcados por próteses antigas não reembasadas periodicamente. Uma vez terminada, a sobredentadura é uma prótese total, mas presa por implantes, portanto muito mais eficiente que a anterior.

30

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

2- Para usuários de prótese total há pouco tempo, ou para quem perdeu seus últimos dentes recentemente, logo o osso de suporte ainda não foi muito reabsorvido, há a opção do chamado “protocolo”, onde 5 ou 6 implantes são colocados por todo o arco e sobre eles é aplicada uma prótese fi xa (com coroas unidas entre si). O resultado final é de uma prótese fi xa por todo o arco e grande eficiência mastigatória será obtida nesta condição. A maioria das pessoas, ao perder seus dentes, acaba utilizando as próteses removíveis. Mas há vantagens ao optar por um implante dentário. O grande benefício é a maior eficiência mastigatória do que com as próteses removíveis. Será muito semelhante a de seus dentes naturais. A outra vantagem é poder voltar a mastigar bons alimentos, os de grande capacidade nutricional e alimentos fibrosos, que vão diminuir a sua esperada constipação intestinal, que também vão ajudar a melhorar sua saúde orgânica. É comum a dúvida sobre se os implantes dentários e enxertos ósseos podem ser feitos em pacientes da terceira

idade. A resposta para esta pergunta é sim, desde que o paciente não tenha impedimentos de saúde geral, para a cirurgia de implantes. Ele pode receber enxertos ósseos como os de pessoas de outras idades. Pode-se utilizar o osso do paciente, osso industrial (geralmente bovino liofilizado) ou ossos obtidos em bancos de ossos. No entanto, os enxertos ósseos em blocos de grande volume, buscando o osso em outras áreas do corpo, como o da crista ilíaca e o de parte da calota craniana, é que não devem ser indicados em pacientes idosos porque há um grande trauma cirúrgico de se intervir nestas regiões do corpo. A capacidade funcional orgânica média de recuperação dos idosos é menor do que em outras faixas etárias, o que torna o processo difícil e arriscado. Além dos custos e riscos hospitalares, já que não podem ser realizadas no âmbito dos consultórios dentários.

ODONTOVIDA CLÍNICA INTEGRADA Fone: (44) 3523 4565 / 9863-4051 Rua São Josafat, 1257 – Centro – Campo Mourão - PR


Seu pet

quentinho

nesteInverno

inverno está chegando e o seu pet também sente frio. Cães podem ter gripe, gatos podem se lamber muito e engolir pelos, pássaros podem ficar muito quietos no canto da gaiola e seu réptil pode ficar sem se alimentar direito. Estas são apenas algumas das conseqüências de um animal mal aquecido. Por isso, preste atenção no seu bichinho e o proteja do frio. Se você tem um cachorro, você pode vaciná-lo contra a tosse canis. O comportamento dos cachorros não muda muito no inverno, por isso, se seu cachorro estiver tristonho, tossindo, espirrando ou com secreções no nariz, procure um veterinário, porque ele pode estar com gripe. Mas não se assuste se as tosses forem secas. Elas podem apenas significar incômodo com o ar frio e seco. Atenção: nem todo cachorro precisa de roupinha. Em cães peludos, basta fazer menos tosas e deixar o pelo mais alto. Se os pelos forem curtos, utilize a roupa para sair de casa, se ele for acostumado a locais fechados. Animais acostumados com o exterior não precisam de roupas, pois possuem mais resistência às baixas temperaturas. Já os gatos odeiam roupas, mas providencie ninhos quentinhos para seu bichano passar os dias frios. Improvise com edredons ou cobertores velhos. Atenção aos pelos dos gatos: escove-os ao menos três vezes na semana para eliminar a pelagem solta. Isto porque os felinos tendem a se lamber mais no inverno e, se engolirem muitos pelos, podem ter constipação intestinal. Cães e gatos idosos sentem mais frio, por isso consulte o veterinário sobre a necessidade de algum suplemento para fortalecer seu amiguinho. Cuidado com os fi lhotes também: até um mês de

32

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

vida eles não se adaptam muito bem às mudanças de temperatura. Também pode ser indicado algum suplemento para esta época do ano. Quando der banho, cuidado para não dar um choque térmico no bichinho. Enrole-o numa toalha na hora de sair do banho ou deixe-o no ambiente quente por um tempo para que ele se adapte gradualmente à temperatura. Se você tem um pássaro, a dica é proteger a gaiola com um lençol ou manta e se o frio for demais, não tenha medo de cobrir quase toda a gaiola. Mude a gaiola de lugar e tire-a das correntes de ar porque a pluma do pássaro funciona como um casaco de lã: mantém a ave aquecida, mas não protege do vento. Evite os aquecedores e utilize lâmpadas aquecedoras, que geram calor, mas não iluminação. O correto é colocá-las fora da gaiola, mas focadas para a casa do pássaro. Para as quedas de umidade, utilize toalhas molhadas ou copos de água fora da gaiola. Tome estas medidas e keep calm. Os pássaros ficam mais calmos no inverno e podem trocar de penas. Se achar necessário, pode suplementar a alimentação com proteínas indicadas por veterinários. Mas, se você é exótico e possui um réptil, saiba que ele merece muita atenção no inverno porque ele sofre muito com a variação de temperatura e por isso os aquecedores são importantes para qualquer época do ano. Jabutis e tartarugas costumam hi-

Com a chegada do inverno surgem muitas dúvidas sobre que tipo de cuidados tomar para manter o bichinho aquecido. Aqui vão algumas dicas essenciais para a estação mais fria do ano. TEXTO LIANDRA CORDEIRO

bernar. Se você tiver um animal vivendo no quintal, providencie uma toca aquecida para ele. Aparelhos encontrados em lojas de animais, como lâmpadas e placas aquecidas, podem ajudar no aquecimento. Mas pesquise bem, produtos de baixa qualidade podem prejudicar e queimar seu bichinho. Outra dica para os répteis é não deixar que fiquem escondidos, exponha-os à luz com raios ultravioleta A (UVA) e B (UVB). Se não puder colocá-lo lá fora, busque lâmpadas com esse tipo de luz, pois ela é essencial para a produção de vitamina D. Com estas dicas seu bichinho vai ficar protegido e tranquilo para dormir bastante neste inverno. Não fique preocupado e, em caso de problemas, procure o veterinário. Cuide do seu bichinho e na primavera ele estará todo feliz com a volta do calor.


Agropecuária

Búfalo: Acessórios e alimentos para seu pet

á 15 anos em Campo Mourão, a Agropecuária Búfalo oferece o que há de melhor em rações, acessórios, brinquedos e medicamentos. Administrada por Cristiane de Paula e pelo veterinário Johny Matias de Paula, com a gerência de João Eldes Timóteo, a loja possui produtos para cães, gatos, pássaros e roedores. Na Búfalo, a maior preocupação é a qualidade de vida de seu bichinho e por isso existem tantas opções de brinquedos e conforto. Entre os acessórios, você poderá encontrar uma linha completa de caminhas para cães e gatos se aquecerem neste inverno. Existem as caminhas em formato de iglu e as abertas, também para proporcionar mais conforto para seu bichinho. Já os donos mais vaidosos, podem encontrar diversas opções de roupinhas para cães. A Búfalo oferece ainda caixas e sacolas para transporte de seus animais e a gramínea própria para gatos (comestível).

Você pode encontrar também diversos brinquedos para entreter o pet. Para os donos de gatos, a novidade são os playgrounds. São espaços enormes com diversos arranhadores para divertir e entreter seu felino. Você também vai encontrar os brinquedos, que possuem catnip, a chamada erva do gato, planta medicinal aromática, que atrai e estimula os gatos mais apáticos e acalma os mais nervosos. Ela é conhecida por controlar

o estresse do felino. Ao mesmo tempo em que o gato se diverte e gasta energia, ele recebe os benefícios da catnip. Além disso, na Búfalo, você encontra diversas opções de rações, suplementos, medicamentos e vacinas. Tem também gaiolas para pássaros e roedores, alimentos e outros acessórios. Conheça a loja que está localizada na Avenida Irmãos Pereira, 1010, Campo Mourão. Telefone: (44) 3529-2847.


Entre

O CÉUe a terra,

OS HOMENSno meio

Autoria desconhecida. Acervo particular de João Teodoro de Oliveira. Alunas do Colégio Santa Cruz posam durante a construção da nova catedral, 1960. A dinâmica espacial e populacional, a modernização e urbanização e fases de vitalidade do regime militar marcaram as relações entre religião e política em Campo Mourão.

Religião e espiritualidade na história política de Campo Mourão. TEXTO Lara GriGoLetto Bonini CursO dE HisTória u n i v E r s i da d E E s Ta d u a l d O Pa r a n á ( u n E s Pa r ) CamPus dE CamPO mOurãO

ivida de forma intensa através de nossa religiosidade, a dimensão espiritual que carregamos em cada um de nós ajuda a combater angústias e rancores da vida, o que nos conforta das decisões racionais e frias do cotidiano. Próprias de cada indivíduo, base do cultivo amigável dos círculos de família, as motivações religiosas não param aí: elas também integram o cálculo político de governantes e autoridades públicas. Na história de Campo Mourão, iniciativas governamentais ligadas ao mundo espiritual foram comuns na política dos anos 1960 e 1970. Na instalação da diocese do município, em 18 de abril de 1960, os vereadores organizaram-se para a recepção do bispo Dom Eliseu Simões Mendes e

34

m e t r o p o l e r e v i s ta . c o m . b r

acompanharam a posse da autoridade religiosa. Personalidades eclesiásticas, civis e militares participaram, em abril de 1961, de uma Sessão Especial de Entronização de um crucifixo colocado no plenário da Câmara Municipal, segundo solicitação de um dos vereadores. Eles declararam a felicidade de serem guiados pelo símbolo religioso do crucifixo posto na sala de reuniões. Imagens religiosas são comuns em repartições públicas de várias cidades. Um crucifixo numa sala de um órgão público, a participação de vereadores em comemorações religiosas e cívicas ou o simples nome de uma praça, mostram que gestos de religiosidade e de cultivo do espírito estão presentes também em muitas ações administrativas governamentais. Entre o céu e a terra, trocas e negócios humanos se fazem. Tudo parece ter um propósito.

Em março de 1970 foi aprovada a lei que concedia título de cidadão honorário ao bispo Dom Eliseu. Atribuir a cidadania honorária ao bispo era “exemplo dignificante das excelentes relações do nosso povo com a sua Igreja (...)”, justificou o vereador que fez o projeto de lei. Em Campo Mourão, símbolos religiosos também estão em espaços comuns da cidade. A praça central do município, modificada no contexto da criação da nova catedral, ganha o nome de “Praça São José” por requerimento de vereador feito em fevereiro de 1969. O gesto de dar nome religioso à praça era “homenagem ao grande Santo” e demonstrava “o sentimento de religiosidade do nosso povo”, como esclareceu depois, o autor do requerimento. Autoridades políticas e eclesiásticas comparecem na realização de festejos cívicos e religiosos. Em junho de 1973, o prefeito convidava os vereadores a participarem da festa de Corpus Christi. O chefe municipal dizia que aquele seria um ato de “testemunho a Deus e comunidade, de humanismo e cristandade”. Os negócios humanos entre o céu e a terra podem envolver subsídios financeiros, doação de terrenos, isenção de impostos, ligando o governo da vida humana aos desígnios da fé e da política. Como em todo lugar do mundo, entre o céu e a terra há os homens tramando sua história, amém. Na história de Campo Mourão não foi e nem será diferente.

Esta nova sessão de artigos da Revista Metrópole é uma parceria com o curso de História da Universidade Estadual do Paraná, campus de Campo Mourão (Unespar/Fecilcam). Estudantes e professores produzem os textos com base em pesquisas acadêmicas, trazendo informação histórica sobre Campo Mourão e região, de uma maneira mais leve, sem as amarras dos artigos científicos ou livros didáticos.


NOVA FAMÍLIA DE MARGARINAS COAMO. EXPERIMENTE ESSA EVOLUÇÃO.

Para fazer sucesso no mercado, não basta mudar. É preciso evoluir. A nova família de margarinas Coamo tá que tá do jeito que o consumidor quer e o mercado gosta. Venha descobrir.

www.alimentoscoamo.com.br


O CONSULTÓRIO ODONTOCIS AGORA É INSTITUTO.

PÓS-GRADUAÇÃO E CURSOS PARA CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS. COMO ESTÁ O SEU SORRISO E SUA MASTIGAÇÃO? ESTAMOS SELECIONANDO PACIENTES PARA INSTALAÇÃO DE IMPLANTES DENTÁRIOS E APARELHOS ORTODÔNTICOS.

AGENDE A SUA AVALIAÇÃO.

4 4 . 3 0 1 6 - 21 0 1 R u a Fr an c i s c o A l b uq ue r q ue , 1 5 8 9 Camp o M o ur ã o - P R


Metrópole 29