Issuu on Google+

Quarta-feira

Ano 15 | Nº 3555 | 28 de maio de 2014

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Diário de Circulação Nacional

Governador defende mudanças no Pacto Federativo para fortalecer estados O governador Beto Richa defendeu nesta terçafeira (27/05) a mudança do Pacto Federativo. Ele afirmou que os recursos estão cada vez mais centralizados em Brasília e que Estados e municípios ficam sobrecarregados. “É preciso ter uma distribuição equitativa dos recursos públicos para fortalecer os estados e garantir serviços de qualidade à população”, afirmou o governador. Ele citou como exemplo os repasses da União para a área da Saúde. “Há dez anos, o governo federal arcava com 70% das despesas. Hoje, os repasses cobrem 40% das despesas”, disse Richa. Página 3 »

Arnaldo Alves / ANPr

Piscicultores de SJP participam de curso gratuito de qualificação Governador Beto Richa participa da abertura do encontro Diálogo Público para a Melhoria da Governança Pública, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU)

Festa do Pinhão conta com programa de gestão ambiental para resíduos sólidos

Durante dois dias, totalizando 16 horas, os produtores aprenderam sobre a construção de um tanque, o tratamento, a adubação de material orgânico para alimentar os peixes, a qualidade da água e o manejo diário, como o comportamento e a adaptação de algumas espécies. Além da análise da água e do organismo dos peixes. Página 4

Chuvas atrapalham andamento das obras na Estrada da Graciosa » As chuvas dos últimos dias atrapalharam o andamento dos serviços de fundação, execução e concretagem dos pilares que vão sustentar a ponte da Estrada da Graciosa. As máquinas não conseguem

Roberto Dziura Jr / PMSJP

» Acontece neste final de semana, nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho, a 15ª edição da Festa do Pinhão Com atrações nacionais e gastronomia local, o evento será realizado no Caminho do Vinho, na Rua Julio Cesar Setenareski, cerca de 1 km após o portal da Colônia Mergulhão. Os ingressos antecipados estão à venda no Disk Ingressos, pelo site ou no Shopping São José, confira os preços no site www.diskingressos.com.br . Página 4

» Qualificar os piscicultores, com ensinamentos técnicos e práticos, é o objetivo do curso do SENAR, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento – SEMAG, em que 12 produtores rurais de São José dos Pinhais puderam aprimorar o manejo, o cultivo e a produção de peixes.

Durante os três dias da Festa do Pinhão, realizada pela APAE de São José dos Pinhais em parceria com a Prefeitura de São José dos Pinhais, através da Secretaria de Esporte e Lazer, SEMEL, a festa contará com uma infraestrutura para a gestão de resíduos sólidos

» Esta semana, uma data atenta para a importância da atenção à saúde da mulher. 28 de maio é marcado por dois eventos, o Dia Nacional de Combate à Mortalidade Materna e Dia Internacional pela Luta da Saúde da Mulher. Segundo dados da 2ª Regional de Saúde do Paraná, desde 2011 nenhuma mulher pinhaiense faleceu em razão da gestação e do parto, e entre os anos de 2007 e 2013 houve diminuição da mortalidade infantil em Pinhais. Em números exatos, o município reduziu a taxa de mortalidade infantil de 12,50 para 8,59 mortes para cada 100 mil nascidos vivos. Página 3

Ricardo Almeida / ANPr

Em três anos Pinhais não registra mortalidade materna

Tal cenário possibilitou que Pinhais atingisse os objetivos 4 e 5 do desenvolvimento do Milênio da Organização das Nações Unidas (ONU), que são a redução de mortalidade Infantil e melhorar a saúde materna

descer no local da obra para que a escavação do último pilar possa ser feita. A previsão do DER-PR é começar essa última escavação nesta quarta-feira (28), se o tempo na região permitir. Página 3


2 AB Notícias

| Quarta-feira, 28 de maio 2014 |

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

Primeiros prêmios mensais de R$ 30 mil serão sorteados nesta quarta-feira

RODOVIAS EM OBRAS 1.023 quilômetros de rodovias estaduais, concessionadas e federais que cruzam o Paraná estão passando por obras de duplicação. A estimativa do governo do Estado é fechar 2014 com 265,1 quilômetros de estradas duplicadas. PROTEÇÃO AOS ANIMAIS Está formalizada pelo governo do Paraná, a criação do órgão Rede Estadual dos DireitosAnimais (Reda).Apolítica estadual tem como objetivo a defesa e proteção dos animais que convivem com a população, principalmente no meio urbano. 15 MIL VAGAS Estão abertas inscrições para 37 cursos técnicos profissionalizantes na rede estadual de Educação. São 15.255 vagas em todo o Paraná. Entre as formações mais procuradas estão Edificações, Eletromecânica, Enfermagem e Informática.

CARDIOLOGISTA TOP 10 O cardiologista curitibano Mario Maranhão, figura na relação de Top 10 entre os cardiologistas mundiais, segundo importante site internacional dedicado à Medicina. Maranhão, voltou recentemente da Austrália, onde foi palestrante no Congresso Mundial de Cardiologia, em Melbourne e no final de semana teve dois importantes encontros: o III Fórum de Saúde e Bem Estar, promovido pela LIDE e o empresário João Dória em Campinas e um evento internacional organizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e o Colégio Americano de cardiologia, quando se encontrou com o cardiologista número 1, Prof. Valentin Fuster, do Mount Sinal Medical Center de New York. BELEZA ORIENTAL Tradicional ente os imigrantes japoneses, acontece em Londrina o concurso ‘Miss Nikkey’. O evento será dia 8 de junho e irá premiar as mais belas jovens de descendência oriental. A vencedora no Paraná representará o estado na final nacional que será em São Paulo. ESPAÇO URBANO Será construído em Maringá, norte do Paraná, um estacionamento subterrâneo com 300 vagas. As obras serão no local onde funcionava a antiga rodoviária do município. A prefeitura pretende finalizar o projeto até 2015. TEATRO DO PARANÁ O 9º Festival de Teatro de Paranavaí, noroeste, será realizado este ano entre 1 e 9 de agosto. O encontro é aberto a grupos amadores e profissionais de todo o território nacional. Os inscritos poderão participar nas categorias teatro de palco, de rua e alternativo. SAÚDE EM FOCO Matelândia, na região oeste, conta agora com um novo posto de saúde. A obra teve o investimento de R$ 300 mil e está localizada no bairro Vila Pasa. O município também irá receber até o final do semestre, um respirador e um mamógrafo para complementar o atendimento a população. MEDICINA CHINESA A acupuntura é uma boa opção para quem sobre com dores de cabeça, doenças crônicas e dores musculares. A técnica chinesa consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo e possui funções regenerativas. CASA PRÓPRIA Mais de 20 famílias rurais de Irati, centro-sul paranaense, receberão novas moradias. Através do governo federal, agricultores de 15 pequenos distritos da região contarão com a tão sonhada casa própria até o final deste ano.

Foto: Julio César da Costa Souza/SEC.Fazenda

TRÂNSITO MAIS TRANQÜILO Caiu em 11,5% o número de mortes no trânsito no Paraná. Segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), no período entre 2012 e 2013, houve uma queda de 6,3% dos feridos em acidentes e 6,5% de vítimas fatais no Estado.

Primeiros prêmios mensais de R$ 30 mil serão sorteados nesta quarta-feira

Serão sorteados nesta quarta-feira (28) os dois primeiros prêmios mensais de R$ 30 mil da campanha Nota Fiscal Paranaense, além de mais dois prêmios semanais de R$ 10 mil cada um. Poderão concorrer os cupons fiscais cadastrados até às 23h59 desta quartafeira (27). Até o final da manhã de hoje estavam habilitados 134.347 cupons fiscais, segundo a coordenação da campanha. Promovida pelo Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Fazenda, em parceria com a Secretaria da Comunicação Social, a Nota Fiscal Paranaense é uma campanha de cidadania e educação fiscal. No site www.nota.pr.gov.br o consumidor encontra mais informações sobre o programa.

“Ao exigir o cupom fiscal, o cidadão contribui para o fortalecimento da concorrência leal no comércio varejista, ao ajudar a combater aqueles que praticam preços diferenciados por não recolher o imposto que é cobrado do consumidor na hora da compra”, explica Maria de Fátima Zanardini, coordenadora da campanha. Até o momento, foram realizados três sorteios semanais, que distribuíram R$ 60 mil a consumidores paranaenses. Os dois primeiros prêmios trimestrais de R$ 100 mil cada serão sorteados em 18 de junho. Os sorteios acompanham a extração da Loteria Federal, que corre às 19 horas, às quartas-feiras. Cada cupom cadastrado gera um bilhete que dá ao consumidor o direito de

ARTIGO

participar dos sorteios que serão realizados ao longo de 90 dias, totalizando 24 prêmios semanais, seis mensais e dois trimestrais. O custo para cadastrar cada cupom é de R$ 0,31 + impostos por bilhete. O valor representa menos de dois centavos por sorteio. Até o momento estão credenciadas as operadoras TIM, Vivo, Oi e Claro. A Sercomtel está em processo de habilitação. CADASTRO Para se cadastrar, o consumidor deve enviar uma mensagem de texto (SMS) para o número 8484, informando alguns dados do cupom fiscal de compra no varejo, independente do valor pago. Devem ser informados a Inscrição Estadual da empresa, data da emissão do

cupom fiscal, ordem da operação (COO) e o número da máquina emissora (ECF). Ao fazer esta operação o contribuinte recebe uma mensagem de resposta com o número com o qual concorrerá aos sorteios. Para resgatar o prêmio, o ganhador terá que apresentar o cupom original, sem rasuras, para aferição fiscal. Esse processo de cadastramento também pode ser feito pela internet, no endereço www.nota.pr.gov.br, onde os dados são preenchidos na própria página. Para completar a operação, o cidadão deve enviar SMS para 8484 informando apenas o número do controle de operação (COO). O envio do SMS deve ser feto pelo telefone informado no cadastramento dos dados na internet. AYRTON BAPTISTA (*)

O tríduo está chegando As pesquisas mais acreditadas chegaram com a Copa do Mundo. E estapara atrapalhar as campanhas políticas. Tudo ao mesmo tempo e travando o país de obras e iniciativas em favor da coletividade. Agora, é torcer para a preferência de cada um. Na verdade, muitos preferiam a Copa bem longe com um time chegadinho ao gol e ao hexa. Aqui, porém, atrapalha. Mas o povo brasileiro apreciaria, como vai acontecer, sentar nas cadeiras novas, sem alambrados e fossos. Tudo livre para aproximar os ídolos com a platéia. País do futebol, melhor é estar mais perto dele.Terminada a Copa entramos direto na campanha eleitoral mais curta. Talvez até seja bom apressar a campanha, enquanto os jogadores apressam o passe. No meio de tudo, as pesquisas. A última, deve ser, se não saiu mais uma, os institutos ouvindo a população e mostrando que, Dilma, Aécio e Campos devem ser, realmente, os mais fortes. O Ibope os dá como melhorando o passo. Dilma recuperase levemente. Aécio e Campos recebendo adesões e os colocando mais perto da Presidente. Subiram os três, como se sabe. Dilma conseguiu com o auxilio de importantes petistas impedir a chegada mais próxima de seu criador – nada de Lula. O jogo está na rua. Ele tem tempo, inclusive de voltar em 2018. Seja oposição, seja situação.Lula, na verdade vem aí, mais para cumprir o prometido – candidata é Dilma. E esta desandou a viajar, falar, convocar, vangloriar-se. Aécio e Campos, este carregando Marina Silva, se é que o contrário não seria o fato verdadeiro, crescem. E se vão aliar, pois

o segundo turno é um chamariz para todos e uma oportunidade de virar o jogo. Aí vem Lula, talvez já um pouco tarde, ainda que louvando-se sempre sua esperteza, seu carisma e seu modo especial de falar com o povo, que poderá voltar a ser seu.E enquanto se discute no plano nacional, por aqui tudo ficará para depois. Bom para Beto Richa, com mais espaço em silêncio. Vai poupar munição. Quando estiver normalizado, teremos novamente a ladainha de que o Paraná é preterido. Na verdade sempre o foi. Nós ainda não aprendemos a fazer política nos grandes centros. Depois de Munhoz da Rocha e de Ney Braga, ficamos brigando em família, como se liberássemos na mesma escuderia do Grande Prêmio de Formula Um. Cada um por si.E quando julgamos que os dias estão melhores, eis que surge André Vargas, novato na política, novato no PT e novato até em provocar gestualmente o presidente do Supremo Tribunal Federal. Lambuzou-se. Vamos todos cirandar. Aprender a desconfiar de quem está ao nosso lado, mas confiar em que também somos todos irmãos. Exigir da Federação é até uma obrigação de nossa gente eleita. Mas sempre lembrando que integramos o mesmo time. Não necessariamente passar ao largo, ao contrário, lutar, brigar, chamar a atenção e comparar a contribuição cada vez mais valiosa que damos. Por isso não permitir que nos tirem. Podem tirar, mas os homens que se aventuraram na política com pose e só pose, ainda que com posse.* (*)Ayrton Baptista, jornalista.


| Quarta-feira, 28 de maio de 2014 |

3

O governador Beto Richa defendeu nesta terça-feira (27/05) a mudança do Pacto Federativo. Ele afirmou que os recursos estão cada vez mais centralizados em Brasília e que Estados e municípios ficam sobrecarregados. “É preciso ter uma distribuição equitativa dos recursos públicos para fortalecer os estados e garantir serviços de qualidade à população”, afirmou o governador. Ele citou como exemplo os repasses da União para a área da Saúde. “Há dez anos, o governo federal arcava com 70% das despesas. Hoje, os repasses cobrem 40% das despesas”, disse Richa. O mesmo acontece na Segurança Pública. Nesta área, as transferências federais aos estados são de apenas 13% da receita. O governador participou da abertura do programa “Diálogo Público”, realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no Canal da Música, em Curitiba, ao lado do presidente do TCU, ministro Augusto Nardis, e do presidente do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE), conselheiro Artagão de Mattos Leão. Richa destacou a impor-

tância da iniciativa do TCU de promover uma discussão sobre a melhoria da governança pública no País. Ele defendeu maior participação dos Estados nas decisões da União, ressaltando que o Paraná perdeu mais de R$ 2 bilhões em receita por causa de recentes medidas federais. O governador também falou sobre a dívida dos Estados com a União, que se tornaram impagáveis e que os desembolsos mensais envolvem valores substanciais, que poderiam ir para melhoria qualidade dos serviços prestados à população. “É urgente uma mudança do indexador das dívidas”, afirmou Richa. Citando o caso do Paraná, Richa explicou que o Estado contraiu uma dívida de R$ 5 bilhões, em 1998, para sanear o extinto Banestado. Nesse período foram pagos R$ 10 bilhões e o Estado deve, ainda, R$ 9,5 bilhões. Ele lembrou que o Paraná é o quinto Estado maior contribuinte de receitas para o Governo Federal, mas fica em 23º lugar no recebimento de repasses da União. PLANEJAMENTO O presidente do TCU, ministro Augusto Nardis, também defendeu a mudança do

Pacto Federativo. “Quanto mais perto do cidadão estiver a decisão da utilização dos recursos públicos, melhor fica também a fiscalização dos recursos”, ressaltou. Ele afirmou que para se alcançar avanços na governança pública é necessário que haja planejamento das ações, além da transparência nas contas do Governo. “Esse seminário conta com macro temas voltados a mostrar para a sociedade que é preciso ter planejamento”, disse. O presidente do TCE-PR, Artagão de Mattos Leão, afirmou que é importante que órgãos de controle tenham amplo processo de comunicação com os fiscalizados e que esta é a proposta do TCU com a realização dos seminários. “O órgão se desloca pelo País mostrando os caminhos para a correta aplicação dos recursos públicos. Mais de 10 mil agentes já foram treinados e o Tribunal de Contas do Estado está à disposição para um trabalho conjunto”, completou. ORIENTAÇÃO O objetivo do programa “Diálogo Público” e orientar o gestor, de modo a contribuir com a melhoria do de-

Arnaldo Alves / ANPr

Governador defende mudanças no Pacto Federativo para fortalecer estados

Governador Beto Richa participa da abertura do encontro Diálogo Público para a Melhoria da Governança Pública, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU)

sempenho das políticas públicas. Com a temática “melhoria da governança pública”, o TCU passou a atuar de forma ainda mais pedagógica com a finalidade de auxiliar gestores na adoção de medidas que possam evitar possíveis irregularidades, ainda na origem. Em 2014 os eventos acontecem, além do Paraná, tam-

bém em Brasília, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Paraíba, Mato Grosso, Maranhão e Acre. No ano que vem, segundo o ministro Augusto Nardis, o tema a ser discutido com os estados será sobre como está o Brasil na competitividade com demais nações. Além de profissionais ligados à governança de órgãos

públicos, participaram do evento o prefeito de Nova Olímpia e presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Luis Sorvos; o Controlador Geral do Estado, Carlos Eduardo Moura; o comandante da Academia Policial Militar do Guatupê, tenente-coronel Vanderlei Rothenburg; e o deputado federal Osmar Serraglio.

Recursos descentralizados Em três anos Pinhais não registra mortalidade materna garantem obras mais rápidas puerpério (pós-parto), além do acompanhamento prioritário da criança menor de um ano. As ações que os programas contemplam são executadas em todas as unidades de saúde do município, como aumento das equipes de saúde da família no acompanhamento do período gestacional até o pós-parto; coleta de exames na própria unidade de saúde; aumento do quantitativo de exames específicos da gestação; vacinas; atividades em grupo de educação em saúde; busca ativa das gestantes faltosas as consultas e a vinculação das gestantes no hospital de referência ao parto conforme estratificação de risco gestacional. Em fevereiro de 2014, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Assistência à Saúde (DEASS), implantou no município o "Teste da Mãezinha". É um procedimento rápido realizado nas gestantes durante o seu pré-natal na unidade de saúde. Este exame permite identificar hemoglobinopatias, como a Doença Falciforme e a Talassemia Major, doenças hereditárias mais comuns no Brasil e no mundo. Antes da implantação do teste, o Departamento de Assistência à Saúde, com apoio da

Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE), realizou uma capacitação voltada a todos os profissionais da área da saúde, tendo como pauta a importância da realização do Teste da mãezinha, benefícios para a gestante e a técnica de coleta do exame. Para o segundo semestre de 2014, o DEASS juntamente com a Câmara Técnica da Rede Mãe Paranaense, realizará uma capacitação em Pré-Natal para os médicos da família e enfermeiros atuantes nas unidades básicas de saúde. Viviane Maysa Tomazoni Renaud, diretora do Departamento de Assistência à Saúde destaca a importância do acompanhamento das equipes de Estratégia de Saúde da Família, oportunidade em que a equipe conhece melhor seu paciente. "Isso fortalece a vinculação entre a gestante e a Unidade de Saúde. Um exemplo básico de fortalecimento do vínculo é que na ausência desta gestante em uma consulta de pré-natal, ou para realização de vacinas é realizada busca ativa pelo Agente Comunitário de Saúde, são pequenos detalhes que impactam positivamente na redução da mortalidade materno infantil."

Chuvas atrapalham andamento das obras na Estrada da Graciosa As chuvas dos últimos dias atrapalharam o andamento dos serviços de fundação, execução e concretagem dos pilares que vão sustentar a ponte da Estrada da Graciosa. As máquinas não conseguem descer no local da obra para que a escavação do último pilar possa ser feita. A previsão do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) é começar essa última escavação nesta quarta-feira (28), se o tempo na região permitir. As equipes contratadas pelo DER-PR já finalizaram a construção de sete dos oito pilares que serão usados na construção

da ponte, que permitirá, inicialmente, a passagem de veículos em meia pista. Ao todo, serão construídos 16 pilares para tráfego nos dois sentidos. As 36 vigas, de 10 metros cada, e as lajotas também já estão prontas. Para acelerar o processo, as equipes trabalham no próprio local onde houve o desabamento da rodovia, para que a estrada seja liberada o mais rápido possível. A previsão é que a meia pista seja liberada para tráfego no mês de junho. Após a conclusão e concretagem do último pilar, as vigas, já prontas, serão colocadas em

cima dos pilares para que a estrutura possa ser concretada, permitindo a passagem dos veículos. A ponte será coberta com paralelepípedos, uma forma de manter as características originais da Estrada da Graciosa. A estrada está interditada na altura do quilômetro 10, desde 13 de março, quando ocorreu desabamento de encostas por causa das fortes chuvas da região. A previsão é que a restauração total da estrada seja concluída até setembro. A estimativa de investimentos é de R$ 5 milhões em projetos e obras.

nas escolas estaduais

Hedeson Alves

Esta semana, uma data atenta para a importância da atenção à saúde da mulher. 28 de maio é marcado por dois eventos, o Dia Nacional de Combate à Mortalidade Materna e Dia Internacional pela Luta da Saúde da Mulher. Segundo dados da 2º Regional de Saúde do Paraná, desde 2011 nenhuma mulher pinhaiense faleceu em razão da gestação e do parto, e entre os anos de 2007 e 2013 houve diminuição da mortalidade infantil em Pinhais. Em números exatos, o município reduziu a taxa de mortalidade infantil de 12,50 para 8,59 mortes para cada 100 mil nascidos vivos. Tal cenário possibilitou que Pinhais atingisse os objetivos 4 e 5 do desenvolvimento do Milênio da Organização das Nações Unidas (ONU), que são a redução de mortalidade Infantil e melhorar a saúde materna. A título de comparação, no Brasil a taxa mortalidade materna se encontra em 68 mortes para cada 100 mil nascidos vivos e no Paraná a proporção é de 32 mortes. Para chegar a este índice de qualidade, o município de Pinhais aderiu aos Programas Rede Mãe Paranaense e Rede Cegonha visando melhorias da assistência ao pré-natal, parto e

Obras nas escolas estaduais que custem até R$ 150 mil são feitas com recursos descentralizados, uma modalidade de repasse criada pela Secretaria Estadual da Educação, usada desde 2011 e que agiliza a contratação e realização do serviço. Os diretores têm mais autonomia para contratar os serviços e, com isso, diminui o tempo para a execução das obras. Em 2013 foram investidos R$ 28 milhões em obras com recursos descentralizados em 238 escolas do Estado. Desde janeiro até o mês de maio deste ano já foram repassados R$ 1,9 milhão para obras no valor de até R$ 150 mil em 17 escolas do Estado.


4

| Quarta-feira, 28 de maio de 2014 |

Festa do Pinhão conta com programa de gestão ambiental para resíduos sólidos Dia dos Namorados não deve ter alta de vendas, dizem comerciantes Roberto Dziura Jr / PMSJP

sos, pelo site ou no Shopping São José, confira os preços no site www.diskingressos.com.br . PROGRAMAÇÃO COMPLETA Sexta-feira (30/05), Sábado (31/05) e Domingo (01/06) 17h – Abertura dos portões 14h – Abertura dos portões 12h – Abertura dos portões 19h – Tony e Brian 17h – Os Gangster Z 16h – Marjorie e Melani 20h30 – Aly e Ruan 19h – Lenda Zero 17h30 – Marcos e Dalton 22h – Munhoz e Mariano 20h30 – Jeann e Julio 20h – Luan Santana 01h – Encerramento 22h30 – Thiaguinho 23h – Encerramento 02h – Encerramento Para mais informações, curta nossa página https:// www.facebook.com/AFestaDoPinhao ou acesse http:/ /www.sjp.pr.gov.br/afestadopinhao

Piscicultores de SJP participam de curso gratuito de qualificação

Silvio Ramos / PMSJP

Durante os três dias da Festa do Pinhão, realizada pela APAE de São José dos Pinhais em parceria com a Prefeitura de São José dos Pinhais, através da Secretaria de Esporte e Lazer, SEMEL, a festa contará com uma infraestrutura para a gestão de resíduos sólidos. “Como este ano são esperadas mais de 60 mil pessoas nos três dias de evento, a geração de resíduos será grande e merece uma atenção especial. Para que tenham o destino final ambientalmente e socialmente adequada, a empresa Reúno – Gestão de Resíduos e Educação Ambiental, vai realizar o treinamento das equipes do festival, lixeiras e ações de marketing ambiental durante a festa”, explicou o secretário de Esporte e Lazer Thiago Bührer. O trabalho da empresa é desviar o máximo possível os resíduos recicláveis dos aterros sanitários e garantir a reciclagem e o benefício ao meio ambiente. O público pode fazer sua parte, não jogando lixo no chão, separando-o corretamente nas lixeiras e evitando o uso demasiado de copos plásticos. FESTA DO PINHÃO Acontece neste final de semana, nos dias 30 e 31 de maio e 1º de junho, a 15ª edição da Festa do Pinhão Com atrações nacionais e gastronomia local, o evento será realizado no Caminho do Vinho, na Rua Julio Cesar Setenareski, cerca de 1km após o portal da Colônia Mergulhão. Os ingressos antecipados estão à venda no Disk Ingres-

Qualificar os piscicultores, com ensinamentos técnicos e práticos, é o objetivo do curso do SENAR, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento – SEMAG, em que 12 produtores rurais de São José dos Pinhais puderam aprimorar o manejo, o cultivo e a produção de peixes. “O curso é para auxiliar a produção no município, melhorando assim a rentabilidade do produtor e o controle de produção. É um ganho, tanto para os piscicultores quanto para o município”, disse Karen Gomes, técnica da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Durante dois dias, totalizando 16 horas de curso, os produtores aprenderam sobre a construção de um tanque, o tratamento, a adubação de material orgânico para alimentar os peixes, a qualidade da água e o manejo diário, como o comportamento e a adaptação de algumas espécies. Além da análise da água e do organismo dos peixes. Há três anos, Claudir Justi é piscicultor do município, e mantém em sua propriedade três tanques, com as mais variadas espécies de alevinos, como bagre jundiá, carpa capim, tilápia e pacu. “A técnica que aprendi foi muito importante. Com o curso, o conhecimento técnico adquirido melhorou e clareou ideias para o cultivo dos peixes”, disse Claudir. De acordo com Sérgio Hoppen, zootecnista e instrutor do SENAR, que ministra cursos por todo o Paraná, a tendência é melhorar a qualidade e estimular o consumo de alevinos. “Essa instrução agrega valor a qualidade e a produtividade dos produtores de peixes, além de melhorar também a rentabilidade. O Paraná é o maior produtor de tilápia do Brasil, e isso deve ser incentivado”, falou Hoppen. SERVIÇO Os cursos técnicos, oferecido pelo SENAR e pela Prefeitura, são gratuitos. Para mais informações sobre outros cursos que serão ofertados, entre em contato com a SEMAG através do telefone 3381-5824.

De acordo com a expectativa dos comerciantes, o aumento nas vendas para o Dia dos Namorados deve ser de apenas 1%, em comparação com os números do ano passado. Se confirmada, a projeção será o resultado mais fraco dos últimos cinco anos e repetirá o desempenho fraco da Páscoa e do Dia das Mães. A pesquisa é da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O Dia dos Namorados será comemorado em 12 de junho, data de estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo. Na avaliação do presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, a coincidência traz impactos negativos para o faturamento do comércio. "A abertura da Copa, de certa forma, vai concorrer com o Dia dos Namorados. Sem contar que a maioria das cidades brasileiras funcionará em regime de meio expediente”, disse Pellizzaro Junior em comunicado. Em São José dos Pinhais, o superintendente do Shopping São José, José Alcir Gruber, diz que tem uma expectativa de aumento de 7% nas vendas nessas datas. Para a Copa do Mundo os funcionários do Shopping estão fazendo curso de inglês gratuito, tanto seguranças quanto o pessoal que fica no caixa de estacionamento e outros. Alguns lojistas também se organizaram para aprender o idioma. Outra medida adotada para o período foi o circuito de palestras que falou sobre a sazonalidade do Shopping com as vitrines e ofertas mudando de acordo com as datas comemorativas, entre outros temas. O Dia dos Namorados é a terceira data mais lucrativa para o comércio, ficando atrás somente do Natal e do Dia das Mães. Segundo a CNDL, os produtos mais procurados durante o período são itens de vestuário, calçados, perfumaria, floricultura, joias e bijuterias.


5

| Quarta-feira, 28 de maio de 2014 |

Os sentimentos verdadeiros manifestam-se mais por atos que por palavras.

Nublado passando a parcialmente nublado

Dia 29: Mín. 11º e Máx. 18º Dia 30: Mín. 10º e Máx. 21º Dia 31: Mín. 12º e Máx. 21º

TOME NOTA / CINEMA / TOME NOTA Programação de Bolso 22/05 a 28/05

Shopping Sao Jose

Rua Izabel Redentora, Nº 1434 Loja 206 São José dos Pinhais PR Fone: (41) 3081-9049 "A Cinemark reserva o direito de alterar a programação sem prévio aviso". "Estréias de filmes ou conteúdos alternativos podem ter preços diferenciados. Favor consultar os valores em nossos cinemas" X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (dublado) - 12 Anos 11h10B - 14h10 - 17h10 - 20h10 - 23h10 A X-Men: Dias de um Futuro Esquecido 3D 3D (dublado) - 12 Anos 12h10B - 15h10 - 18h10 - 21h10 - 00h10 A 18h50 Capitão America 2: O Soldado Invernal (dublado) - 12 Anos B Godzilla (dublado) - 12 Anos 12h00 - 14h50 - 17h50 - 20h50 - 23h30 A 16h20 - 21h50 Mulheres ao Ataque (dublado) - 12 Anos B O Espetacular Homem Aranha 2: A Ameaça de Electro (dublado) - 12 Anos 12h30 - 15h30 - 18h30 - 21h30 Rio 2 (dublado) - Livre 11h30B - 14h00

18ºC 10ºC

Patê de Fígado Ingredientes 500 g de fígado de galinha limpo 3/4 de xícara (chá) de creme de leite 2 ovos 1 colher (sopa) de conhaque 2 colheres (sopa) de azeite 2 colheres (sopa) de cebola picada 1/4 de xícara (chá) de farinha de trigo sal e pimenta-do-reino a gosto Modo de preparo Bata os ingredientes no liquidificador. Ponha em uma fôrma untada, cubra com papel-alumínio e asse em banho-maria.

Legendas

A - Esta sessão será exibida SOMENTE Sábado (24/05). B - Esta sessão será exibida SOMENTE Sábado (24/05) e Domingo (25/05). CM - Sessão CineMaterna CC - Sessão Cine Cult SR - Sessão Replay

© Coquetel/Ediouro Publicações S/A 2005

El. comp.: boi Raposa, em inglês (?) Hanks, ator (EUA)

Renovação das penas das aves

Transporte Aracnídeos alternativo causadores da sarna

43 3.000, em romanos Poema lírico

Jornal esportivo argentino Bastão do jogador de beisebol Matiz

País africano, no Golfo de Guiné

Dona Benta, em relação a Narizinho

Pedro (?), amante de Domitila de Castro

Marcha de carros Excelente (gíria)

O Sargento que persegue o Zorro(TV) Gauss (símbolo)

Sobrar Ana Néri: deu nome à primeira escola de Enfermagem do Brasil

Carneiro selvagem da Mongólia

O maior cetáceo existente na Terra

Conjunto de peças suplementares

Com, em francês Forma do bambolê

(?) Valença: gravou “Coração Bobo” Alcoólicos Anônimos (sigla)

Divindade hindu

Ato, em inglês Edwin Aldrin, astronauta dos EUA

BANCO

Solução

C R E A

5) Qual foi a primeira protagonista negra em novela brasileira? a) Taís Araújo b) Isabel Fillardis c) Maria Ceiça d) Zezé Motta

Tubérculo cujas rodelas são usadas para eliminar olheiras A base da fitoterapia

V A N

4) Em qual desses trabalhos de televisão estreou o ator Luigi Barricelli? a) "Malhação" b) "Deus Nos Acuda" c) "Pátria Minha" d) "O Guarani"

Combustível de caminhões

Estado de Sua queda pode ser indício de chimangos crise ecoe maragaO Sol nômica tos (sigla)

R F F S E L B U F O X M O O D A D E V E C O A A P A L I A C T E A Z U L

3) Quem era o apresentador do programa humorístico "Balança Mais Não Cai"? a) Augusto César Vanucci b) Paulo Silvino c) Jô Soares d) Agildo Ribeiro

Entes como a Sininho Carl (?), Organizacomposi- ção pantor de americana “Carmina Burana” Artigo de contrato

O registro necessário ao engenheiro

F M A O O D I E T A T A S E A M M C O U A L I D R E A O G S T A R A R G C K I T E I A A

2) Na novela "Sétimo Céu" qual era o tema principal da história? a) Homem recebe visita de sua amante já falecida b) Falecida aparece para ajudar pessoas necessitadas c) Mulher rica encarna em uma atriz já falecida d) Mulher falecida assusta as pessoas

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS Objeto Escritor apreendido italiano de em batidas “O Tédio” policiais em favelas

X

1) Como se chama a personagem a atriz Luciana Coutinho na novelinha "Malhação"? a) Raíssa b) Giovana c) Cícera d) Sofia

G E N I A L

Casada há quatro anos com o vocalista do LS Jack, Flávia Guinancio conta que o cantor se viu sozinho após o coma e tentou de tudo para ser reaceito.

Um dos estudos mais completos sobre sono e infância já feitos confirmam: dormir menos que o recomendado em qualquer fase de desenvolvimento faz as crianças acumularem mais gordura aos 7 anos. Ao contrário de outros trabalhos, a pesquisa, realizada por uma equipe do Hospital Geral de Massachusetts, nos EUA, e publicado no periódico Pediatrics. indica que não há uma fase mais crítica para a privação de sono. Até então, dizia-se que o perigo era maior nos dois primeiros anos de vida. Os pesquisadores contaram com dados de entrevistas presenciais com as mães de 1.046 crianças aos 6 meses, aos 3 anos e aos 7, e também com questionários preenchidos por elas ano a ano. As mães diziam quanto tempo os filhos dormiam à noite e nas sonecas durante o dia. E as crianças tinham não apenas o IMC (Índice de Massa Corporal) calculado, mas também percentuais de gordura e massa magra no corpo, gordura abdominal e circunferências da cintura e quadril medidos em cada entrevista presencial. Definiu-se como sono insuficiente menos de 12 horas até os 2 anos de idade, menos de 10 horas entre 3 e 4 anos e menos de 9 horas na faixa dos 5 aos 7 anos. As crianças com menos horas de sono eram as que tinham maiores níveis de gordura no corpo, inclusive a abdominal, considerada a mais perigosa. A associação ocorreu em todas as idades. Lares com menores rendimentos e cujas mães tinham nível mais baixo de escolaridade foram os mais afetados pela quantidade insuficiente de sono, segundo o estudo. Ainda não se sabe exatamente qual o mecanismo que faz a falta de sono ser fator de risco para obesidade. Mas a hipótese mais aceita é que dormir pouco altera hormônios que controlam a fome e a saciedade. Além disso, o cansaço leva os indivíduos a fazerem escolhas menos saudáveis na hora de comer, a gastar menos energia com atividade física e a passar mais horas em frente à TV. Uma rotina saudável de sono inclui dormir e acordar sempre nos mesmos horários, evitar bebidas ou alimentos com cafeína no fim do dia (inclusive o chocolate!) e nunca usar tablets ou videogames antes de dormir.

A O L B E E R T T O M T O R A A V I B A

(RESPOSTAS: 1-C / 2-C / 3-D / 4-D / 5-A)

Quando a empresária Flávia Guinancio conheceu Marcus Menna, há quatro anos, o líder da banda LS Jack era um homem em busca de aceitação. Menna saiu de cena no auge do sucesso do grupo, após sofrer uma parada cardiorrespiratória ao se submeter a uma lipoaspiração, em 2004. Com sequelas resultantes da falta de oxigenação no cérebro, ele se viu sozinho, sem o séquito que costumava lhe seguir por onde fosse. Pessoas se afastaram dele e o cantor sentiu uma necessidade grande se reintegrar aos grupos sociais que um dia o bajulavam. Flávia lembra que durante esta tentativa de reintegração o marido não relutava em aceitar convites para as mais diferentes noitadas. “Quando conheci o Marcus na casa de amigos, não fazia ideia de quem ele era, porque nunca fui ligada em gente famosa. Ele era um cara que não tinha memória recente e nem passava pela minha cabeça me envolver com ele. Fiquei impressionada de ver como as pessoas se importavam pouco com o seu estado”, lembra Flavia, que é dona de uma bem-sucedida marcenaria no Rio e tem quase a mesma idade de Menna: 38 anos - ele faz aniversário dia 1º de agosto. Antes de se relacionar com ela, Menna deixava o centro kardecista Lar de Frei Luiz - que frequentava levado por amigos - e de lá seguia para a noitada. “Ele ia para shows onde, na tentativa de se adequar, imitava os outros. Davam maconha e álcool a ele. Aí ele bebia e fumava. Na verdade a única droga que ele usou até hoje foi a maconha”, garante ela.

Criança que dorme pouco acumula mais gordura

3/act — fox — kit. 4/avec — febo — orff — xiva. 6/argali.

“Davam maconha e álcool a ele após acidente”, diz mulher de Marcus Menna


6

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Quarta-feira, 28 de maio 2014 |

RIO BONITO PARTICIPAÇÕES S.A. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO pelo empenho e dedicação dispensados.

Curitiba, 16 de abril de 2014. A ADMINISTRAÇÃO

2

Total do ativo circulante

-

2

2.617 (4.607)

Variação nos saldos de ativos e passivos

(97)

249

Aumento/ (redução) de fornecedores

(97)

249

(106)

(1.741)

(9.688)

(15.392)

(9.688)

(15.392)

9.792

1 17.134

9.792

17.135

(2)

2

Caixa no inicio do exercício 2 Caixa no final do exercício As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

2

Atividades de Investimentos Aquisição de participação em investida Caixa líquido aplicado nas atividades de investimentos Atividades de financiamentos

Caixa líquido gerado nas atividades de financiamentos Variação de caixa: 2013

2012

Fornecedores

96

96

Total do passivo circulante

96

96

PASSIVO CIRCULANTE -

(1.990)

Integralização de capital Captação por debêntures privadas

2012

Caixa e equivalentes de caixa

(9)

Caixa líquido das atividades operacionais

Declaração da Diretoria Em atendimento as disposições legais pertinentes, a Diretoria declara que revisou, discutiu e concorda com as opiniões expressas no parecer dos Auditores Independentes, emitido em 31/03/2014, e com as Demonstrações Contábeis relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013, o qual foi aprovado em Reunião de Diretoria de 16/04/2014.

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em milhares de reais) 2013

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em milhares de reais) 2013

2012

RESULTADO OPERACIONAL LÍQUIDO Resultado da equivalência patrimonial (nota 5)

(2.923)

4.607

RESULTADO BRUTO

(2.923)

4.607

(9)

(1.987)

(2.931)

2.620

(1)

(2)

(2.932)

2.617

-

-

RESULTADO DO EXERCÍCIO (2.932) As notas explicativas sãoparte integrantedas demonstraçõescontábeis.

2.617

PASSIVO NÃO CIRCULANTE

658

10.450

Fornecedores Aquisição de participações societária a pagar (nota 5) Debêntures privadas (nota 4) Tributos diferidos (nota 6.b)

658

10.450

Total do passivo não circulante

33.175

42.959

38.182

41.104

TOTAL DO PASSIVO

33.271

43.055

ATIVO NÃO CIRCULANTE

Debêntures emitidas a receber (nota 4)

Investimentos (nota 5)

38.182 Total do ativo não circulante

TOTAL DO ATIVO

38.840

41.104

56

153

2.504 27.584 3.031

12.192 27.584 3.031

RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS Despesas administrativas (nota 10)

RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO E TRIBUTOS

PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital social (nota 7.a) Reservas de lucros (nota 7.b)

1 5.568

1 8.500

Total do patrimônio líquido

5.569

8.501

51.554

TOTAL DO PASSIVO E DO 38.840 51.556 PATRIMÔNIO LÍQUIDO As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

Despesas financeiras RESULTADO OPERACIONAL ANTES DO IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Imposto de renda e contribuição social

38.840

51.556

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em milhares de reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em milhares de reais)

Reserva de lucros Capital social a realizar

2012

(2.932) 2.923

Lucro líquido do exercício Equivalência patrimonial

Curitiba - Paraná

ATIVO CIRCULANTE

2013 Das operações

CNPJ. 15.218.018/0001-31

Senhores Acionistas Submetemos à apreciação de V. Sas. o Relatório da Administração e as correspondentes demonstrações contábeis, referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2013. MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Em 2013, a Companhia manteve participação societária na sociedade empresária Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda. Agradecimento A Companhia quer registrar seus agradecimentos aos fornecedores, instituições financeiras, órgãos governamentais, acionistas e demais partes interessadas pelo apoio recebido, bem como a equipe de colaboradores

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Valores expressos em milhares de reais)

Lucros acumulados

Total

SALDO INICIAL EM 01 DE JANEIRO DE 2012

-

-

-

-

Integralização capital social (nota 7.a) Transação de capital - Compra de participação (nota 5) Lucro líquido do exercício Destinações propostas pela administração - Ad-referendum da A.G.O: . Constituição de reserva de lucros a realizar SALDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 Prejuízo líquido do exercício Destinações propostas pela administração - Ad-referendum da A.G.O: . Realização de reserva de lucros SALDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013

1 -

-

5.883 2.617

1 5.883 2.617

1 -

8.500 8.500 -

(8.500) (2.932)

8.501 (2.932)

1

(2.932) 5.568

2.932 -

5.569

LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

2.013

2.012

(2.932)

2.617

-

-

(2.932)

2.617

Outros resultados abrangentes

TOTAL DOS RESULTADOS ABRANGENTES DO EXERCÍCIO

As notas explicativas sãoparte integrante das demonstrações contábeis.

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 e 2012 (Valores expressos em milhares de reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Rio Bonito Participações S.A. é uma Companhia de capital fechado, fundada em 25 de janeiro de 2012, tendo por objeto a participação em outras sociedades, como acionista ou quotista. 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações contábeis foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, com base nas disposições contidas nas normas estabelecidas pelo CFC, e nos Pronunciamentos, Interpretações e Orientações emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis ("CPC"), especificamente aqueles voltados às PME´s (CPC PME). As demonstrações contábeis para o exercício findo em 31 de dezembro de 2013 foram autorizadas para emissão pela administração em 16 de abril de 2014. 3. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS As principais práticas contábeis aplicadas na preparação das demonstrações contábeis anuais estão definidas abaixo: 3.1. Moeda funcional e de apresentação Os itens incluídos nas demonstrações contábeis são mensurados usando a moeda do principal ambiente econômico no qual a Companhia atua, qual seja, o Real (R$). 3.2. Efeito de câmbio em transações e saldos Operações com moedas estrangeiras são inicialmente registradas na moeda funcional (R$) utilizando as taxas de câmbio vigentes nas datas das transações ou da avaliação. Em existindo ganhos ou perdas cambiais resultantes da liquidação dessas operações e da conversão pelas taxas de câmbio do final do exercício, referentes aos ativos e passivos monetários em moedas estrangeiras, são reconhecidos na demonstração do resultado. Itens não monetários mensurados com base no custo histórico em moeda estrangeira são convertidos utilizando a taxa de câmbio em vigor nas datas das transações iniciais. 3.3. Apuração do resultado O resultado das operações (receitas, custos e despesas) é apurado com observância do regime contábil de competência. A Companhia adota a seguinte política para reconhecimento da receita: (a) o valor da receita é seguramente mensurável; (b) é perfeitamente provável que benefícios econômicos futuros fluirão para a Companhia; e (c) quando critérios específicos tiverem sido atendidos individualmente nas vendas realizadas, entendendo para isso, que tenha ocorrido a transferência de propriedade e dos riscos da mercadoria ao cliente. 3.4. Estimativas contábeis e incertezas As demonstrações contábeis incluem a utilização de estimativas que levaram em consideração experiências de eventos passados e correntes, pressupostos relativos a eventos futuros, e outros fatores objetivos e subjetivos. Os itens significativos sujeitos a essas estimativas e premissas são: • interpretação de regulamentos tributários complexos, dado o amplo aspecto da legislação tributária bem como a natureza de longo prazo e a complexidade dos instrumentos contratuais existentes; e • análise dos demais riscos para determinação de outras provisões, inclusive para litígios envolvendo processos administrativos e judiciais e demais ativos e passivos na data das demonstrações contábeis. A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores divergentes dos registrados nas demonstrações contábeis devido às imprecisões inerentes ao processo de estimativa. Essas estimativas e premissas são revisadas periodicamente. 3.5. Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa incluem o caixa, os depósitos bancários, outros investimentos de curto prazo de alta liquidez, que são prontamente conversíveis em um montante conhecido de caixa e que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor. 3.6. Investimentos Os investimentos em controladas e coligadas são registrados pelo custo de aquisição e ajustados anualmente pelo método de equivalência patrimonial. 3.7. Imposto de renda e contribuição social - correntes e diferidos São calculados com base nas alíquotas vigentes na legislação do imposto de renda e contribuição social sobre o lucro líquido ajustado para fins fiscais e consideram a compensação de prejuízos fiscais e base negativa de contribuição social, para fins de determinação da exigibilidade. As alíquotas desses tributos são de 25% (15% mais adicional de 10% aplicável sobre o lucro excedente ao limite estabelecido pela legislação) para o imposto de renda e de 9% para a contribuição social sobre lucro. Caso existam, as inclusões de despesas ao resultado contábil, temporariamente não dedutíveis, ou exclusões de receitas, temporariamente não tributáveis, consideradas para apuração do lucro tributável corrente, geram créditos ou débitos tributários diferidos. Regime tributário de transição (RTT) Em 17 de setembro de 2013, foi publicada a Instrução Normativa RFB 1.397 (IN 1.397) e em 12 de novembro de 2013 foi publicada a Medida Provisória 627 (MP 627) que: (i) revoga o Regime Tributário de Transição (RTT) a partir de 2015, com a introdução de novo regime tributário; (ii) altera o Decreto-Lei nº 1.598/77 pertinente ao cálculo do imposto de renda da pessoa jurídica e a legislação sobre a contribuição social sobre o lucro líquido. O novo regime tributário previsto na MP 627 passa a vigorar a partir de 2014, caso a entidade exerça tal opção. Dentre os dispositivos da MP 627, destacam-se alguns que dão tratamento à distribuição de lucros e dividendos, base de cálculo dos juros sobre o capital próprio e critério de cálculo da equivalência patrimonial durante a vigência do RTT. A Empresa analisou os potenciais efeitos da aplicação da MP 627 e IN 1.397 e concluiu que não resultam em efeitos relevantes em suas operações e em suas demonstrações financeiras do exercício findo em 31 de dezembro de 2013, baseada na nossa melhor interpretação do texto corrente da MP. A possível conversão da MP 627 em Lei pode resultar em alteração na nossa conclusão. A Empresa aguarda a definição das emendas à MP 627 para que possa optar ou não pela sua adoção antecipada no exercício fiscal 2014. 3.8. Instrumentos financeiros - Reconhecimento inicial e mensuração subsequente (i) Ativos financeiros Os ativos financeiros da Companhia incluem caixa e equivalentes de caixa, bem como saldo de debêntures emitidas a receber. Ativos financeiros são classificados como ativos financeiros a valor justo por meio do resultado, empréstimos e recebíveis, investimentos mantidos até o vencimento ou ativos financeiros disponíveis para venda. Ativos financeiros são reconhecidos inicialmente ao valor justo, acrescidos, no caso de investimentos não designados a valor justo por meio do resultado, dos custos de transação que sejam diretamente atribuíveis à aquisição do ativo financeiro. Um ativo financeiro é baixado quando expirarem o direito de receber fluxos de caixa do ativo ou quando a Companhia transferiu os seus direitos de receber os mesmos.

(ii) Passivos financeiros Os passivos financeiros da Companhia incluem fornecedores e debêntures. Passivos financeiros são classificados como passivos financeiros a valor justo por meio do resultado, empréstimos e financiamentos. Passivos financeiros são inicialmente reconhecidos a valor justo e, no caso de empréstimos e financiamentos, são acrescidos do custo da transação diretamente relacionado. Um passivo financeiro é baixado quando a obrigação for revogada, cancelada ou expirar. 3.9. Demonstrações dos fluxos de caixa As demonstrações dos fluxos de caixa foram preparadas pelo método indireto e estão apresentadas de acordo com o pronunciamento contábil CPC 03 R2 - Demonstração dos Fluxos de Caixa. 3.10. Pronunciamentos novos ou revisados aplicados pela primeira vez em 2013 Os seguintes normativos entraram em vigor no exercício de 2013: CPC CPC CPC CPC CPC CPC CPC

36 (R3) 35 (R2) 19 (R2) 18 (R2) 45 46 33 (R1)

Demonstrações consolidadas Demonstrações separadas Negócios em conjunto Investimentos em coligada, em controlada e empreendimento controlado em conjunto. Divulgação de participações em outras entidades Mensuração a valor justo Benefícios a empregados

As alterações não afetaram os saldos registrados pela Empresa, e as divulgações adicionais requeridas, foram feitas nas respectivas notas explicativas. 3.11. Pronunciamentos do IFRS ainda não em vigor em 31 de dezembro de 2013 As normas e interpretações emitidas, mas ainda não efetivas na data destas demonstrações financeiras estão descritas abaixo. A Companhia pretende adotar as normas e interpretações, se aplicável, quando as mesmas se tornarem efetivas. IFRS 9

IAS 32 IFRS 10 e outros IFRIC 21

IAS 39

Instrumentos financeiros Com vigência a partir de 1º de janeiro de 2015, e trata da classificação e mensuração de ativos e passivos financeiros conforme definido na IAS 39. Compensação de ativos e passivos financeiros - Revisões da IAS 32 Com vigência a partir de 1º de janeiro de 2014, esclarece conceitos e critérios de aplicação da norma. Entidades de investimento (revisões da IFRS 10, IFRS 12 e IAS 27) Com vigência a partir de 1º de janeiro de 2014, as revisões fornecem uma exceção aos requisitos de consolidação para entidades de investimento. Tributos Com vigência a partir de 1º de janeiro de 2014, clarifica o momento em que o passivo de tributos é registrado, quando o fato gerador é contingente. Renovação de derivativos e continuação de contabilidade de hedge Com vigência a partir de 1º de janeiro de 2014, ameniza da descontinuação da contabilidade de hedge quando certos critérios são atingidos.

Não se espera que essas alterações causem impacto sobre a posição financeira e desempenho da Companhia. 4. DEBÊNTURES PRIVADAS O saldo passivo de R$ 27.584 em 31 de dezembro de 2013 (R$ 27.584 em 2012) se refere à emissão de 27.584 debêntures ao preço unitário de R$ 1.000, através dos boletins de subscrição nº 01, emitidas em 27 de abril de 2012 (10.000 debêntures) e 21 de maio de 2012 (17.584 debêntures), as quais foram integralmente adquiridas pela empresa ligada Nórdica Veículos S.A, nas seguintes condições: Em 17 de abril de 2012, foi aprovada a emissão privada de 10.000 debêntures simples, quirografárias, conversíveis em ações, em série única, todas nominativas e escriturais, sem garantias reais ou fidejussórias, com valor nominal unitário de R$ 1.000,00 por debênture totalizando o montante de R$ 10.000, com vencimento em 17 de abril de 2017 e remuneradas pela TJLP - Taxa de Juros de Longo Prazo. Em 23 de abril de 2012, foi aprovada a emissão privada de 17.584 debêntures simples, quirografárias, conversíveis em ações, em série única, todas nominativas e escriturais, sem garantias reais ou fidejussórias, com valor nominal unitário de R$ 1.000,00 por debênture totalizando o montante de R$ 17.584, com vencimento em 23 de abril de 2017 e remuneradas pelo CDI mais 0,5% a.m. Em 31 de dezembro de 2013 a Companhia registra no seu ativo o saldo de R$ 658 mil (R$ 10.450 em 2012) sendo o valor remanescente à receber da Nórdica Veículos, pela venda das debêntures. 5. INVESTIMENTOS Os investimentos estão compostos, por participações em controladas e coligadas, ajustados pelo método da equivalência patrimonial,como segue:

Investimento em 2013: Imaribo Consult. Part .e Empreend. Ltda

Investimento em 2012: Imaribo Consult. Part . e Empreend. Ltda

Patrimônio investida

Resultado investida

Participação

124.757

(9.549)

30,6049%

Patrimônio investida

Resultado investida

Participação

134.306

15.052

30,6049%

Saldo investimentos

Equivalência patrimonial

38.182 38.182

(2.923) (2.923)

Saldo investimentos

Equivalência patrimonial

41.104 41.104

4.607 4.607

Em 12 de abril de 2012, a Companhia firmou instrumento particular para aquisição de participação societária (quotas) da sociedade empresária Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda., com um grupo de acionistas não controladores, totalizando 14,61% do capital desta. A Companhia mantém um saldo de R$ 2.504 em 31 de dezembro de 2013 (R$ 12.192 em 31 de dezembro de 2012) a pagar por conta desta operação, registrado na conta de participações societárias a pagar.


PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

7

| Quarta-feira, 28 de maio 2014 |

NOTAS EXPLICATIVASÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EXERCÍCIO FINDO EM 31DE DEZEMBRO DE 2013 e 2012 (continuação} 6. IRPJ E CSLL SOBRE O LUCRO (a)Reconciliação da alíquota efetiva A reconciliação dos tributos apurados conforme as alíquotas nominais e o valor dos tributos registrados nos exercícios de 2013 e 2012 está apresentado a seguir: 2013

2012

(2.932)

2.617

997

(890)

No termos do artigo 194 da Lei nº 6.404/76, a administração da Companhia propôs a realização do saldo de R$ 2.932 decorrente da compensação do prejuízo líquido apurado no exercício de 2013. 8. INSTRUMENTOS FINANCEIROS Os valores de mercado estimados dos passivos financeiros da Companhia foram determinados por meio de informações disponíveis no mercado e metodologias apropriadas de avaliações. Entretanto, foi necessário considerável interpretação e julgamento, por parte da Sociedade empresária, para produzir a estimativa do valor de mercado mais adequada. Como consequência, as

Lucro do exercício antes dos tributos Impostos às alíquotas nominais (34%)

estimativas a seguir não indicam, necessariamente, os montantes que poderão ser realizados no mercado de troca corrente. O uso de diferentes metodologias de mercado pode ter um efeito material nos valores de mercado estimados. A administração dos instrumentos financeiros segue a política financeira da Companhia, sendo efetuada por meio de estratégias operacionais, visando liquidez, minimização de exposição cambial, rentabilidade e segurança. A política de controle consiste em

Adiçoes permanentes: Equivalência patrimonial Crédito diferido sobre prejuízo não constituído Impostos registrados no resultado Correntes Diferidos Alíquota efetiva de imposto de renda e contribuição social

(994) (3)

1.566 (676)

-

-

0,00%

0,00%

acompanhamento permanente das taxas contratadas versus as vigentes no mercado. Os saldos contábeis dos instrumentos financeiros inclusos no balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2013 não divergem significativamente de seus valores de mercado. Os instrumentos financeiros registrados pela Companhia se limitam a debêntures privadas a receber e a pagar, fornecedores e participações a pagar, classificados como empréstimos e recebíveis. 9. PARTES RELACIONADAS Em 31 de dezembro de 2013 a única transação com partes relacionadas mantida pela Companhia é captação de debêntures privadas, adquiridas pela Nórdica Veículos S.A., como detalhado na nota 4. Remuneração dos administradores

(b) Imposto de renda e contribuição social diferidos

No exercício de 2013 não houve qualquer tipo de remuneração aos administradores, que acumulam funções com outras empresas do Grupo.

Natureza

2013

2012 10. DESPESAS ADMINISTRATIVAS

Tributos diferidos passivos: Ganho por compra vantajosa em participação societária

3.031

3.031

Total

3.031

3.031

7. PATRIMÔNIO LÍQUIDO a. Capital social Em 31 de dezembro de 2013 e 2012 o capital social integralizado é de R$ 1.000,00 (um mil reais) dividido em 1.000 ações, com valor nominal de R$ 1,00 (um real). b. Reservas de lucros (i) Reserva de lucros a realizar

2013

2012

7 1 1 9

1.984 1 1 1 1.987

Despesas Administrativas Honorários advocatícios Serviços de publicação Despesas bancárias Multas e taxas Total 11. SEGUROS

A Companhia não possui seguro para eventuais sinistros em seu ativo imobilizado, visto a sede estar baseada em um terreno com portaria e vigilância, desta forma, o risco de um eventual sinistro é pequeno.

DIRETORIA Raimar Sternadt Diretor Controladoria

Paulo Roberto Pizani Diretor-Presidente

Marcos Aurélio Tomaz de Brito Contador CRC-SP N° 193725/O-0 T-PR

José Felipe M. R. M. Cavalcanti Diretor de Operações

RELATORIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores e Acionistas da Rio Bonito Participações S.A. Curitiba - PR

financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião com ressalva.

Examinamos as demonstrações financeiras da Rio Bonito Participações S.A. ("Companhia"), que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2013 e as respectivas demonstrações do resultado, do resultado abrangente, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa, para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações financeiras A administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil para pequenas e médias empresas (NBC TG 1000), assim como pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação das demonstrações

Base para opinião com ressalva A Companhia registra saldos a pagar referente a debêntures privadas, emitidas em 2012. No valor de R$27.584 mil. Entretanto, não registrou atualização sobre os saldos a pagar, conforme previsto no boletim de subscrição dessas debêntures. Como consequência, o passivo não circulante da Companhia está subavaliado em R$4.264 mil em 31 de dezembro de 2013 (R$2.204 mil em 31 de dezembro de 2012) e o resultado do exercício está registrado a menor, e consequentemente o patrimônio líquido está registrado a maior,no montante de R$2.060 mil em 31 de dezembro de 2013 (R$2.204 mil em 31 de dezembro de 2012). Opinião com ressalva Em nossa opinião, exceto pelos efeitos do assunto descrito no parágrafo "Base para opinião com ressalva", as demonstrações financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Rio Bonito Participações S.A., em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil para pequenas e médias empresas (NBC TG 1000). Curitiba (PR), 31 de março de 2014. Ernst & Young Auditores Independentes S.S. CRC 2SP 015199/O-6 - F - PR Marcos Antonio Quintanilha Contador CRC-1SP132.776/O-3-T-SC-S-PR

O.S. SECURITIZADORA DE CRÉDITOS S.A. CNPJ/MF: 12.202.612/0001-46 Extrato da Ata da5ª Assembleia Geral Extraordinária de 24/04/2014. Data, Hora e Local:24/04/2014, às 09:00 hs, na sede social na Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 417, sala 2501, Centro, CEP 80410-180 Curitiba/PR. Convocação e Presença: Dispensada a convocação, face a presença de todos os acionistas da Companhia. Mesa: Presidente: Oriovisto Guimarães, Simone Samways Lazari.Deliberações da Ordem do Dia, aprovadas por unanimidade de votos:1.Foi aprovada a proposta apresentada pela Diretoria da Sociedade, da 4ª emissão privada de 50 debêntures simples, série única, no montante de R$ 5.000.000,00, com valor nominal unitário de R$100.000,00.2.Foram fixadas e aprovadas as características das debêntures a serem emitidas pela Sociedade, cuja descrição completa das mesmas foi registrada na JUCEPAR juntamente com a íntegra desta Ata. Encerramento: Nada mais havendo a tratar, lavrou-se a ata a que se refere esta Assembleia, que foi aprovada pela unanimidade dos acionistas da Companhia. Junta Comercial do EstadodoParaná. Certifico o

DÉBITOS PENDENTES IPTU “Ficam notificados os responsáveis dos seguintes cadastros imobiliários para, querendo, compareçam no prazo de 5 dias ao prédio da Prefeitura Piraquara no Setor de Tributação e Cadastro Econômico para regularizar os débitos pendentes de IPTU. OBS: O não comparecimento no prazo determinado implicara no ajuizamento da medida judicial CADASTRO

PLANTA

QUADRA

163910

BOSQUE DOS PINHEIROS

C

1

93680

JD. SANTA MONICA

52

6

212860

VILA SANTA MARIA

31

19

17180

VILA SÃO CRISTOVÃO

2

4

213460

VILA SANTA MARIA

30

40

149390

PL. PONTONI FILHO

3

29

38640

JD. BELA VISTA

66

4

168250

PARQUE DAS ANDORINHAS

2

21

255120

VILA LORY

B

26

326240

PL RITA DE CASSIA

1

1

149430

PL. PONTONI FILHO

3

26

Faz saber que pretendem casar-se:

44100

PL. RECANTO DAS AGUAS

13

15

ROLAND REICHERT MATTOS DA COSTA e SAMANTHA JONAINA GOMES DA SILVA CLOVIS CHAVES GOMES e DEINNY STEPHANNY SANTANA EDUARDO (Expedido pelo Serviço Distrital do Umbará, em Curitiba/PR) WESLEY SCHINKEIN MOREIRA e THAIS CAVALCANTE MENDES AGORRETA LIMA

60560

VILA SUZI

7

4

63490

VILA ROSA

14

6

124500

VILA MILITAR

20

22

255620

FAZ. GUARITUBA SUB. LT.COLON 60

1

3

167630

BOSQUE CENTENARIO

NC

164

370450

JD. DOS ESTADOS 3

1

6

144950

JD. CAICARA

E

93

169110

VILA MARIANA

7

10

58880

FRANCISCO SCHUARTZ

6

1

56070

JD. BELA VISTA

54

NC 13

registro sob o nº 20142266230, em 06/05/2014. Sebastião Motta – Secretário Geral.

CARTÓRIO DISTRITAL DE UBERABA Av. Sen. Salgado Filho, nº 2.368 - Município e Comarca de Curitiba Estado do Paraná.

EDITAL DE PROCLAMAS

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. O referido é verdade e dou fé. Curitiba, Uberaba, 27 de Maio de 2014

LOTE

41940

VILA IPANEMA

1

168510

PL. BELVEDERE

3

7

121730

VL. VICENTE MACEDO

5

30

241970

JD. CAICARA

F

102

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Patrícia Lazzarotto Oficial

RESULTADO HABILITAÇÃO Processo: 437/2013 – Concorrência 03/2013 OBJETO - Construção de um Parque linear a ser denominado “Parque das Águas”, na rua Barão do Cerro Azul, com área de 36.247,64 m² - CONTRATO DE REPASSE n° 0186694-08/ 2005, Ministério do Turismo/Caixa - CEF. VALOR MÁXIMO: R$ 1.873.493,64 (Hum milhão, oitocentos e setenta e três mil, quatrocentos e noventa e três reais e sessenta e quatro centavos). Em cumprimento ao disposto no art. 109, 1º da lei 8.666, de 21 de junho de 1.993, torna-se público o resultado da licitação em epígrafe: EMPRESA INABILITADA PGC Engenharia de Obras Ltda EPP Salientamos que conforme disposto no art. 109, inciso I da lei 8.666, de 21 de junho de 1.993 abre-se o prazo de 05 dias uteis para apresentação de recurso para a fase de habilitação. Piraquara, 27 de maio de 2014. Emerson Antonio Zapchau Presidente da Comissão de Licitações

Convocação de Assembleia Geral Extraordinária Na forma estatutária, convoco assembleia geral extraordinária da Irmandade de Santa Edwiges para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: Eleição da Diretoria A realizar-se no dia 11 de junho de 2014 às 09h30min em 1ª convocação e às 10h00min em 2ª convocação com qualquer número de presentes, na sala da catequese na sede da catedral, situada à Rua Barão do Cerro Azul nº 31. Curitiba, 26 de maio de 2014. (a)Jucelia de Melo Santos (Presidente)

EDITAL DE CITAÇÃO DO REQUERIDO FERNANDO PEREIRA SANTOS, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. Edital de CITAÇÃO do requerido FERNANDO PEREIRA SANTOS, inscrito no CPF/MF sob n.º 007.003.179-70, nos autos sob n.º 0009735-82.2010.8.16.0035 (9735/2010), de REINTEGRAÇÃO DE POSSE, que lhe move BV LEASING ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A, inscrita no CNPJ sob n.º 01.858.774/0001-10, para que no prazo de lei, conteste, querendo, e através de advogado, a referida ação, em trâmite perante o Juízo e Cartório da 2ª Vara Cível da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Foro Regional de São José dos Pinhais - PR., que teve por objeto a reintegração do veículo CHEVROLET/ CELTA, cor AZUL, ano 2004/2004, chassi n.º 9BGRD08X04G159484, PLACA: ALO-5191, em favor da autora, tendo em vista que o requerido fora inadimplente com o pagamento do débito efetivado com o autor por força do Contrato de Arrendamento Mercantil sob n.º 00059428/08, celebrado entre as partes, no valor de R$ 35.188,80 (trinta e cinco mil, cento e oitenta e oito reais e oitenta centavos), para ser pago em 60 prestações fixas e mensais de R$ 586,48 (quinhentos e oitenta e seis reais e quarenta e oito centavos). Às fls. 30/31, foi proferido despacho determinando a reintegração de posse do veículo acima descrito, cuja liminar foi cumprida às fls. 40. Advertência: Presumem-se aceitos, como verdadeiros, os fatos alegados na inicial, se não contestados no prazo de lei (Art. 285 do CPC). E, para que chegue ao conhecimento do requerido acima nominado e não possa alegar ignorância, foi expedido o presente edital a ser afixado no lugar de costume do juízo e publicado pela imprensa, na forma da lei. São José dos Pinhais, 23 de maio de 2014. Eu (Ivete Marly Hahn – Auxiliar de Justiça Juramentada), que o digitei e subscrevi. ELIANA SILVEIRA DA ROSA Escrivã Assinatura Autorizada pela Portaria 01/2011

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA RIO LINHAS AÉREAS S.A. - CNPJ 01.976.365/0001-19 Convocamos os Srs. Acionistas da RIO LINHAS AÉREAS S.A. a se reunirem em Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária a serem realizadas, cumulativamente, no dia 05 de junho de 2014, às 10:30 horas, na sede da sociedade em São José dos Pinhais, Rua Darcy Setim, nº 205, Bairro São Cristóvão, Paraná, CEP 83040-220, a fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: Assembléia Geral Ordinária: 1- deliberar sobre as Demonstrações Financeiras e o Parecer dos Auditores Independentes, relativos ao exercício social encerrado em 31/12/2013; 2- deliberar sobre o resultado do exercício social encerrado em 31/12/2013; Assembléia Geral Extraordinária: 1- Deliberar a respeito da manutenção do Conselho Fiscal. ; 2- Deliberar sobre a alteração de endereço e abertura de novas filiais; 3fixar o montante global e anual da remuneração dos membros da Administração para o exercício de 2014; e 4- outros assuntos de interesse da Sociedade. São José dos Pinhais/PR, 22 de maio de 2014. Rio Linhas Aéreas S.A. Diretor Presidente - Mauro Ricardo Nascimento Martins.

JUIZ DE DIREITO DA VIGÉSIMA SEGUNDA VARA CIVEL, FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Edital de citação de JAIR PLONER, com prazo de 20 dias. FAZ SABER, a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, expedido nos autos de RESCISÃO DE CONTRATO, registrados sob nº 0062274-93.2011.8.16.0001, proposta por ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA PIO XII, CNPJ 16.713.643/0001-44 E NOVA PARANAENSE ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES LTDA, CNPJ 76.647.106/0001-43 contra JAIR PLONER cpf 110.678.969-53 e, estando o (s) requeridos (s) em local incerto, fica(m) citados dos termos da ação a saber: A autora Nova Paraense, na condição de detentora dos direitos do local para jazigo e a autora Associação Religiosa Pio XII, na condição de proprietária do Cemitério Parque Iguaçu, celebraram contrato de concessão onerosa de jazigo, com a parte ré, contrato n° 500242, quadra XIV e jazigo 1536. A concessão de uso do jazigo gera diversas obrigações, pagar a taxa de manutenção e administração, constante da clausula 6ª do mencionado contrato. O réu deixou de efetuar os pagamentos dos valores correspondentes aos exercícios - 1994 a 2010. Dá-se a causa o valor de R$ 2.116,20. Curitiba, 31/08/2011. Outrossim, fica o requerido, citado dos termos da ação e, para querendo apresentar contestação, no prazo de quinze dias, sob pena de presumir-se aceito como verdadeiros os fatos articulados na inicial. Do que para constar lavrei o presente edital. Curitiba, 15/05/2014. Eu, Marlene Romeiro Coleta, empregada juramentada o subscrevo. SERGIO JORGE DOMINGOS JUIZ DE DIREITO.

EDITAL DE PROCLAMAS TABELIONATO E REGISTRO CIVIL DE SANTA QUITÉRIA. Av. N. Sra. Aparecida, 305, loja 13, Seminário – CEP: 80.440-000. Tel: (41) 3342-7372 Fax: (41) 3343-2333 – CURITIBA PR Faço saber que pretendem casar-se e apresentarem os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro: LUIZ CESAR WRUBLEVSKI e LEILA MARIA STRAUCH JOSÉ DO NASCIMENTO COSTA e ALINE MARIA DO NASCIMENTO Sabendo alguém de qualquer impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de quinze dias. O referido é verdade e dou fé. Curitiba, 27 de Maio de 2014. CID ROCHA JÚNIOR OFICIAL

Autos nº 0011357-86.2011.8.16.0028. EDITAL DE CITAÇÃO DOS EXECUTADOS JOSIVAN VIEIRA DE LIMA E JOSIVAN VIEIRA DE LIMA CABELEIREIROS. PRAZO 30 (TRINTA) DIAS. O Doutor Wilson José de Freitas Júnior, MM. Juiz de Direito da 2ª Secretaria do Cível de Colombo, Paraná, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a todos que neste Juízo de Direito, localizado na Rua João Batista Lovato, 67, tramitam os autos de Ação de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL sob o nº 0011357-86.2011.8.16.0028, em que é exeqüente BANCO BRADESCO SA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF 60.746.948/0001-12, com sede na Cidade de Deus, Comarca de Osasco SP e executados JOSIVAN VIEIRA DE LIMA, inscrito no CPF/MF 024.601.534-90 E JOSIVAN VIEIRA DE LIMA CABELEIREIROS, inscrito no CNPJ/MF 10.797.643/0001-61, que encontram se em lugar incerto e não sabido, ficando os executados devidamente citados dos termos da presente ação e do resumo da inicial que segue descrita: O Exeqüente é credor dos Executados pela quantia líquida, certa e exigível de R$ 37.039,33 (trinta e sete mil, trinta e nove reais e trinta e três centavos), representada pela Cédula de Crédito Bancário Empréstimo-Capital de Giro nº 385/46611414, firmada em 11.05.2011, por JOSIVAN VIEIRA DE LIMA CABELEIREIROS e tendo como avalista JOSIVAN VIEIRA DE LIMA. Ocorre que a emitente deixou de pagar as parcelas contratadas, a partir daquela que venceu em 20.06.2011 e as subseqüentes, ocasionando dessa forma o vencimento antecipado de toda a dívida, conforme clausula 7ª7.1 “a” do contrato antes mencionado, cujo saldo no vencimento importou em R$ 37.039,33 (trinta e sete mil, trinta e nove reais e trinta e três centavos), que atualizado conforme o art. 614, inciso II do CPC e já com redação dada pela Lei 8.953 de 13.12.94, importou em R$ 38.299,87 (trinta e oito mil, duzentos e noventa e nove reais e oitenta e sete centavos). Tendo em vista que foram esgotados todos os meios suasórios de cobrança, estando assim através do presente Edital devidamente citados os Executados da presente ação. Advertência: Aos Executados para efetuar o pagamento no prazo de 3 (três) dias ou apresentem Embargos, querendo, no prazo de quinze dias (art. 738 do CPC), sob pena de constrição judicial de bens, tantos quantos bastem para satisfação do débito exeqüendo. O Dr. Wilson José de Freitas, despachou: Citem-se por edital com prazo de 30 dias; em 28 de janeiro de 2014. O presente será fixado no lugar de costume e publicado na forma da lei. Eu_ Andrezza Attuy Schmitt, Técnica Judiciária digitei e subscrevi. Colombo, 15 de maio de 2014. WILSON JOSÉ DE FREITAS JUNIOR – Juiz de Direito.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO – REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – 1ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS – PROJUDI – Rua João Ângelo Cordeiro, s/nº - São José dos Pinhais/PR – CEP: 83.005-570 – Fone: (41) 3283-2676 – EDITAL DE INTERDIÇÃO DE - SANDRO DIAS. PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. A Doutora Danielle Nogueira Mota Comar, Juíza de direito da Primeira Vara Cível da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, Foro Regional de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, etc. FAZ SABER – que perante este Juízo e cartório processam os termos dos autos nº 0006632-62.2013.8.16.0035 de Ação de Interdição, que é requerente Rita de Cássia Dias da Anunciação, e interditando Sandro Dias, tendo sido a lide julgada procedente, e decretada a Interdição da requerida, sendo-lhe nomeado Curador o requerente Cesar Augusto Àrcega , sendo a causa da Interdição: retardo mental (CID F71), sendo os limites da Curatela: exercer todos os atos da vida civil, privando-o, sem presença do curador, de emprestar, transigir, dar quitação, alienar, hipotecar, demandar ou ser demandado, e praticar, em geral os atos que não sejam de mera administração, nos termos do art. 1.782, do Código Civil, Assim, determinou a expedição deste edital a ser publicado pela imprensa na forma do estatuído no artigo 1.184 do Código de Processo Civil. São José dos Pinhais, vinte e oito dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze. Eu(a) (Daniele Pereira de Oliveira), Juramentada que o digitei e subscrevi. Subscrição autorizada pelo MM. Juiz – Portaria 02/2010.

EDITAL DE PROCLAMAS CARTÓRIO DISTRITAL DE SÃO CASEMIRO DO TABOÃO. Rua Mateus Leme nº 1425 Centro Cívico – CEP: 80.530-010 - Fone: (41) 3352-3212 Fax: (41) 3352-3222 – CURITIBA –PR. Faço saber que pretendem casar-se os contraentes: SILAS DA SILVA MOREIRA e JACIRA ALVES DUTRA DE OLIVEIRA LUCAS EMANUEL RABELLO DE OLIVEIRA e RAQUEL TWARDOWSKY RAMALHO DOGMAR TAVARES e GISLAINE APARECIDA MENDES BERNARDO SCHIMMELPFENG DE SOUZA e SAMIA ISKANDAR ROBERSON MACHADO CHRISTINO e ALESSANDRA DOS SANTOS NASCIMENTO ALTEVIR BELO DE MATTOS e VERA LUCIA PEREIRA MAIA PORTELA RUAN EDUARDO GROB RODRIGUES SOARES e INGRID ISIS PERESSUTI DANIEL CARDOZO SILVA e PATRICIA CORREA DE LIMA ADRIANO APARECIDO DOS SANTOS e CÉLIA CRISTINA DE MORAIS FERNANDO PORTILHO FERRO e MARIANA SANTOS Sabendo alguém de qualquer impedimento, oponha-o na forma da Lei. Curitiba, 27 de Maio de 2014. JOSÉ MARCELO LUCAS DE OLIVEIRA - Oficial


8

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Quarta-feira, 28 de maio 2014 |

Médicos vão congelar pacientes

ELECTROLUX DO BRASIL S.A. BALANÇOS PATRIMONIAIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Em milhares de reais) ATIVO CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa Instrumentos financeiros derivativos Contas a receber de clientes Estoques Tributos a recuperar Outros ativos

Total do Ativo Circulante NÃO CIRCULANTE Tributos a recuperar Depósitos judiciais Tributos diferidos Outros ativos Permanente Investimentos Imobilizado Intangível Total do Ativo

2013

Controladora 2012

2013

Consolidado 2012

233.735 10.290 906.081 425.999 91.845 120.703

148.349 14 1.011.572 472.957 31.743 17.446

274.172 15.092 1.206.017 527.705 96.553 123.322

255.464 14 1.239.399 531.081 34.221 20.923

1.788.653

1.682.081

2.242.861

2.081.103

11.411 16.213 112.306 15.740

22.119 9.933 106.953 1.965

11.467 16.446 116.894 15.763

22.182 10.721 111.231 1.990

155.670

140.970

160.570

146.124

266.781 549.703 104.218

297.282 443.117 71.274

609.274 112.763

497.824 77.205

1.076.372 2.865.024

952.643 2.634.724

882.607 3.125.467

721.152 2.802.255

PASSIVO E PATRIMÔNIO LIQUIDO CIRCULANTE Fornecedores Empréstimos e financiamentos Instrumentos financeiros derivativos Salários e encargos sociais Tributos a pagar Dividendos a pagar Propaganda cooperada Provisão de garantia Outros passivos Total do Passivo Circulante

2013

Consolidado 2012

4.452.739 (3.347.227) 1.105.512

4.299.584 (3.172.010) 1.127.574

5.261.284 (3.969.762) 1.291.522

4.910.588 (3.678.697) 1.231.891

1.205.370 485.978 9.529 93.364 54.841 34.941 123.940 11.613 62.910 2.082.486

1.204.740 202.370 4.085 107.588 36.968 47.329 112.895 10.552 41.223 1.767.750

33.154 32.230 20.432 6.400

20.874 27.162 65.413 8.800

33.154 36.925 22.382 6.400

20.874 32.024 67.613 8.800

92.216

122.249

98.861

129.311

516.352 8.199 (818) 420.387 944.120 2.865.024

381.224 8.391 (774) 516.353 905.194 2.634.724

516.352 8.199 (818) 420.387 944.120 3.125.467

381.224 8.391 (774) 516.353 905.194 2.802.255

(913.341) (153.291) 482 (1.066.150)

(799.768) (128.986) 7.788 (920.966)

(983.559) (159.112) (16.708) (1.159.379)

(853.201) (134.651) 5.931 (981.921)

39.362

206.608

132.143

249.970

66.803

37.366

36.589 (69.316) 2.378 (30.349) 75.816

40.100 (61.264) (5.489) (26.653) 217.321

43.590 (78.147) (8.956) (43.513) 88.630

52.516 (64.292) (12.446) (24.222) 225.748

(1.092) 5.353 4.261

(36.992) 8.890 (28.102)

(14.216) 5.663 (8.553)

(43.027) 6.498 (36.529)

2013

Controladora 2012

2013

Consolidado 2012

75.816

217.321

88.630

225.748

96.079 6.984 (66.803) (6.023)

77.812 969 (37.366) (3.543)

109.611 7.857 (3.181)

85.754 968 (3.543)

6.036 111 434 112.634

(3.075) 810 5.634 258.561

5.869 (431) 308 208.663

(11.303) 1.035 6.259 304.917

105.058 46.847 1.318 (123.356) 2.036 (38.735) 13.338 119.140

(259.707) (165.434) 74.205 (10.751) 389.474 2.408 (34.067) 254.688

33.074 3.806 14.730 (121.941) 630 (47.740) 16.200 107.422

(216.418) (139.422) 89.639 (11.916) 428.787 (41.023) 2.509 417.074

(2.237) (50.712)

(1.172) (59.255)

(2.503) (66.347)

(1.172) (66.371)

66.191

194.262

38.570

349.532

Aquisições de bens do ativo imobilizado e intangível Venda de ativos Aumento de capitral social Loja Electrolux Aplicações financeiras, líquidas

(243.369) 774 (2.696) -

(139.535) 874 43.954

(264.601) 125 -

(157.115) 877 65.425

Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades de investimento Fluxos de caixa das atividades de financiamento Partes Relacionadas - Pagamento de Mútuo para Elelctrolux da Amazônia Distribuição de Lucros da Controlada Electrolux da Amazônia Pagamento de empréstimos e financiamentos Obtenção de empréstimos e financiamentos Operações de vendor Dividendos pagos, líquidos do imposto de renda Operações com derivativos, líquidos

(245.291)

(94.707)

(264.476)

(90.813)

-

(40.990)

-

-

100.000 (19.209) 127.862 101.251 (47.329) 1.909

110.000 (6.652) 20.765 (25.612) (53.597) 12.122

(31.662) 207.930 116.712 (47.328) (1.040)

(6.652) 20.765 (28.973) (53.597) 12.122

Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades de financiamentos

264.484

16.037

244.612

(56.335)

85.386

115.591

18.708

202.384

Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício

148.349

32.757

255.464

53.080

Caixa e equivalente de caixa no final do exercício

233.735

148.349

274.172

255.464

Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Ajustes Depreciação e amortização Prejuízo da alienação do imobilizado Resultado da equivalência patrimonial Juros, variações monetárias e cambiais sobre financiamentos, Provisão (reversão) de provisões - Cíveis, trabalhistas e tributárias Provisão de obsolescência de estoques Provisão para crédito de liquidação duvidosa

Lucro liquido do exercício

80.077

189.219

80.077

189.219

Demonstrações do resultado abrangente Lucro liquido do exercício Mudanças no valor justo dos ativos financeiros disponíveis para venda

80.077 (818)

189.219 (774)

80.077 (818)

189.219 (774)

Pagamento de juros Imposto de renda e contribuição social pagos

Total do resultado abrangente do exercício

79.259

188.445

79.259

188.445

Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades operacionais

DEMONSTRAÇÕES DE MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Em milhares de reais) Reservas de lucros Ajuste de Reserva de avaliação reavaliação patrimonial Legal 8.606 (215)

-

Retenção

38.753

353.540

377

Lucros acumulados

Fluxos de caixa das atividades de investimentos

Total

214

781.746 (1)

189.219

189.219 -

(53.927) (9.461)

(41.107)

(53.927) (774) 905.194 80.077 (41.107)

(4.004)

-

(35.158) -

(44) 944.120

(377)

(11.069) 9.461

(11.069)

(774) 8.391 (192)

(774)

126.045 468.139

48.214

135.128

(126.045) 192

(135.128) 80.077

4.004 (44) 516.352

1.097.902 166.186 4.085 99.256 32.686 47.329 112.895 10.552 36.390 1.607.281

Fluxos de caixa das atividades operacionais

Imposto de renda e contribuição social Do exercício Diferidos

381.224

1.099.938 365.469 6.351 85.490 46.190 34.941 123.940 11.613 54.756 1.828.688

DEMONSTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Em milhares de reais)

Variações nos ativos e passivos: Contas a receber de clientes Estoques Tributos a recuperar Outros ativos Fornecedores Tributos a pagar Outros passivos Caixa gerado nas operações

380.847

2012

Total do Passivo e do Patrimônio Liquido

Controladora 2012

Resultados das participações societárias Equivalência patrimonial Receitas (despesas) financeiras Receitas financeiras Despesas financeiras Variações cambiais, liquidas Receitas (despesas) financeiras, liquidas Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social

Saldos em 31 de dezembro de 2011 Realização da reserva de reavaliação Aumento de capital Lucro liquido do exercício Destinações do lucro: Dividendos complementares excedente ao mínimo obrigatório do exercício anterior Dividendos e juros sobre capital próprio: R$0,08809 por mil ações Reserva legal Outros resultados abrangentes: Ativos financeiros disponíveis para venda Retenção de Lucros Saldos em 31 de dezembro de 2012 Realização da reserva de reavaliação Aumento de capital Lucro líquido do exercício Destinações do lucro: Juros sobre capital próprio: R$0,03728 por mil ações Reserva legal Outros resultados abrangentes: Ativos financeiros disponíveis para venda Retenção de Lucros Saldos em 31 de dezembro de 2013

Consolidado 2013

PATRIMÔNIO LIQUIDO Capital social Reservas de reavaliação Ajustes de avaliação Patrimonial Reservas de lucros

2013

Lucro operacional antes das participações societárias e do resultado financeiro

Capital social

2012

NÃO CIRCULANTE Empréstimos e financiamentos Provisões para contingências Tributos a pagar Outros passivos

DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADOS DOS EXERCÍCIOS E RESULTADO ABRANGENTE FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Em milhares de reais)

Operações continuadas Receitas liquidas Custos dos produtos vendidos Lucro Bruto Receitas (despesas) operacionais Com vendas Gerais e administrativas Outras receitas(despesas) operacionais, liquidas

Controladora 2013

8.199

(818)

35.158 368.169

52.218

Aumento (redução) de caixa e equivalentes de caixa, líquidos

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

1.Contexto operacional A Electrolux do Brasil S.A. (a Companhia)com sede em Curitiba, está presente no Brasil desde 1926. É uma sociedade anônima de capital fechado com fábricas em Curitiba-PR, São Carlos-SP e Manaus-AM, tem como principal atividade a fabricação e comercialização de aparelhos eletrodomésticos, tais como refrigeradores, freezers, aspiradores de pó, máquinas de lavar, fogões, ejetoras de alta pressão, entre outros, bem como suas partes, peças e componentes. 2.Resumo das principais práticas contábeis As demonstrações financeiras foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária e orientação do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), aplicáveis ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013. 2.1 Base de preparação A preparação das demonstrações financeiras requer o uso de estimativas contábeis e também do exercício de julgamento por parte da administração da Companhia no processo de aplicação das políticas contábeis. As demonstrações financeiras são apresentadas em Real (R$), que é a moeda funcional da Companhia e foram preparadas considerando o custo histórico como base de valor e ajustadas para refletir os ativos e passivos financeiros (inclusive instrumentos derivativos) mensurados ao valor justo. 2.2 Demonstrações contábeis consolidadas Em 31 de dezembro de 2013, as demonstrações financeiras consolidadas compreendem as informações contábeis da Electrolux do Brasil S.A. (Controladora) e suas subsidiárias, Electrolux da Amazônia Ltda, com participação de 99,99% e Loja Electrolux Comércio Virtual de Eletrodomésticos Ltda, com participação de 99,98%. 2.3 Ativos circulante As contas a receber de clientes são, inicialmente, reconhecidas pelo valor justo e, subsequentemente, mensuradas pelo custo amortizado com o uso do método da taxa efetiva de juros menos a provisão para devedores duvidosos, a qual é constituída em montante considerado suficiente para fazer face a eventuais perdas de realização. Os estoques são avaliados ao custo médio de aquisição ou de produção que não excede o valor de mercado e as importações em andamento e adiantamentos são avaliados ao custo. 2.4 Investimentos O investimento em controladas é representado pela participação de 99% do capital da Electrolux da Amaz ônia Ltda e 99,98% da Loja Electrolux Comércio Virtual de Eletrodomésticos Ltda e foi avaliado pelo método de equivalência patrimonial. 2.5 Imobilizado O imobilizado é registrado ao custo histórico de aquisição, ajustado pela reavaliaçãoocorrida até 31 de dezembro de 2007.A depreciação do imobilizado é calculada em função da expectativa da vida útil como segue: edificações de 25 a 40 anos, máquinas e equipamentos de 10 a 15 anos; veículos de 3 a 5 anos; móveis e utensílios de 3 a 8 anos e equipamentos de informática de 3 a 5 anos. 2.6 Intangível O intangível refere-se a gastos de implantação e desenvolvimento de novos produtos, tais gastos vêm sendo amortizados a partir da data em que os benefícios começam a ser produzidos.Os gastos de desenvolvimento capitalizados são amortizados desde o início da produção comercial do produto, pelo método linear e ao longo do período do benefício esperado. Esses custos são amortizados durante sua vida útil estimável de três anos 2.7 Passivos circulante e não circulante

O Hospital Presbiteriano de Pittsburgh, nos EUA, começa a partir desse mês a uma técnica de animação suspensa para tentar tratar pacientes em estado grave. Para isso, eles terão sua temperatura corporal reduzida drasticamente - sim, mais ou menos como na ficção científica, médicos vão congelar pessoas para ganhar tempo e salvá-las de acidentes graves. O hospital pretende testar a técnica em dez pessoas com lesões fatais, que não teriam chance de sobreviver através de tratamentos mais tradicionais. A técnica consiste em remover todo o sangue e substituí-lo por uma solução salina gelada, o que resfria o corpo a menos de 15 graus celsius, diminui as funções e reduz a necessidade de oxigênio. Parece arriscado, né? A técnica foi desenvolvida por um médico chamado Peter Rhee, que a testou em porcos com sucesso em 2000. Mas também foi observada como eficaz em humanos em acidentes: a sueca Anna Bågenholm sobreviveu por 80 minutos presa embaixo de uma camada de gelo, dentro da água, ao ter a temperatura de seu corpo reduzida a 13,7 graus. Em 2006, Mitsukaka Uchikoshi entrou em um estado de hibernação hipotérmica e sobreviveu por 24 dias sem água ou comida. O mesmo aconteceu com seu corpo: com a temperatura mais baixa, as funções vitais reduziram e, com elas, a necessidade de oxigênio. Nos experimentos com os porcos, o médico induziu lesões fatais nos animais e aplicou a técnica em uma parte. Todos os porcos do grupo de controle morreram, como resultado dessa lesão. Aqueles que tiveram o sangue substituído por uma solução salina gelada tiveram taxas entre 30% e 90% de sobrevivência, dependente da velocidade em que tiveram seus corpos reaquecidos. Por enquanto, por razões de segurança, a técnica só será usada como medida de emergência em pacientes que sofrerem parada cardiorrespiratória depois de lesões severas e se já tiverem perdido metade de seu sangue. Pacientes como esses só têm 7% de chance de sobreviver, normalmente.

São demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetarias incorridas até a data da elaboração das demonstrações financeiras. 2.8 Provisões para contingências As provisões estão líquidas dos respectivos depósitos judiciais, consideradas suficientes para cobrir eventuais perdas em processos que estão sendo discutidos nas esferas administrativas e judicial. 2.9 Imposto de renda e contribuição social diferidos A Companhia, fundamentada na expectativa de geração de lucros tributáveis futuros, contabilizou o imposto de renda e contribuição social diferidos de acordo com os percentuais vigentes. A compensação do prejuízo fiscal e base negativa da contribuição social está limitada a 30% dos lucros anuais tributáveis, não incidindo prazo prescricional. 2.10 Intrumentos Financeiros Os valores contábeis, referentes a instrumentos financeiros constantes no balanço patrimonial, quando comparados com os valores que poderiam ser obtidos na sua negociação em um mercado ativo ou, na ausência deste, com o valor presente líquido ajustado com base na taxa vigente de juros no mercado, se aproximam, substancialmente, de seus correspondentes valores de mercado. As operações em moeda estrangeira da Companhia estão protegidas contra variações cambiais por contratos de hedge sem caixa (troca de indexador) para o dólar norte-americano e euro contra taxas pré-fixadas e CDI (swaps). 2.11 Apuração do resultado O resultado das operações é apurado em conformidade com o princípio contábil da competência. 2.12 Patrimônio líquido Em 31 de dezembro de 2013 o capital social era composto de 204.160.402.968 ações ordinárias e 408.015.892.095 ações preferenciais, todas escriturais, sem valor nominal. A quantidade de capital estrangeiro é representada por 99,99% das ações preferenciais e ordinárias da Companhia. Em Assembléia Geral Extraordinária de 21 de junho de 2013, a Administração aprovou a capitalização de R$ 135.128 apropriados da reserva de retenção de lucros. Com esse aumento o capital social passou para R$516.352, sem alteração da quantidade de ações. A reserva legal é constituída anualmente como destinação de 5% do lucro líquido do exercício, e não poderá exceder a 20% do capital social. A reserva legal tem por fim assegurar a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízo e aumentar o capital. A reserva de retenção de lucros refere-se à retenção do saldo remanescente de lucros acumulados, a fim de manter os investimentos necessários para suportar o crescimento do negócio. A realização da reserva de reavaliação, constituída até 31 de dezembro de 2007, ocorre com base nas depreciações, baixas ou alienações dos respectivos bens reavaliados, é transferida para lucros acumulados, considerando-se ainda os efeitos tributários. A proposta de distribuição de dividendos é de 30% sobre o lucro líquido após a destinação da reserva legal, conforme o estatuto da Companhia. 3. Cobertura de seguros A Companhia possui um programa de gerenciamento de riscos, contratando no mercado coberturas compatíveis com seu porte e suas operações. As coberturas foram contratadas por montantes considerados suficientes pela administração para cobrir eventuais sinistros, considerando a natureza da sua atividade, os riscos envolvidos em suas operações e a orientação de seus consultores de seguros.

DIRETORIA Ruy Roberto Hirschheimer Presidente

Adriano Rudeck de Moura Vice Presidente Administrativo, Financeiro e de Relações com Investidores América Latina

EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem casar-se: 01- VALMOR CHIES E FRANCIELE RODRIGUES PINTO Local: Em Cartório ás 14:00 horas.

Data: 13/06/2014 02-RENATO MALERBA DIAS E ROSILENE FRANZINER Local: Em Cartório ás 15:00 horas.

Data: 13/06/2014 Cartório Distrital de São Marcos Positivo Informática S.A.

CNPJ/MF: 81.243.735/0001-48 - Companhia Aberta Ata da Reunião do Conselho de Administração Realizada em 30 de Abril de 2014 1. Data, Hora e Local: No dia 30 de abril de 2014, às 9 horas, na sede Administrativa do Grupo Positivo, na Av. Cândido Hartmann, 1400, na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná. 2. Presença e Convocação: A convocação foi efetuada por meio eletrônico, estando presentes os Conselheiros: Lucas Raduy Guimarães, Hélio Bruck Rotenberg, Fernando Xavier Ferreira, Pedro Santos Ripper, Samuel Ferrari Lago, Álvaro Augusto do Amaral e Fernando Soares Mitri. Como convidado, o Sr. Idel Iankilevich, Vice-Presidente de Finanças da Companhia. 3. Mesa: Presidente: Fernando Soares Mitri. Secretária: Alessandra de Paula Souza. 4. Ordem do dia: a) posse dos membros do Conselho de Administração eleitos na Assembléia Geral Ordinária realizada em 29 de abril de 2014; b) análise dos resultados de março de 2014; c) eleição dos membros do Comitê de Auditoria para o ano calendário 2014; e d) constituição de sociedade. 5. Deliberações: Aberta a reunião, o Presidente convidou a mim, Alessandra de Paula Souza, advogada da Companhia, para secretariar a reunião e lavrar a presente ata. Passou-se então à discussão dos temas da pauta, pela ordem: a) A posse dos Conselheiros presentes reeleitos na Assembleia Geral Ordinária da Companhia realizada em 29 de abril de 2014. Tomam posse neste ato, mediante assinatura do Termo de Posse lavrado neste livro para um mandato unificado de um ano, os Conselheiros: Fernando Soares Mitri, como Presidente do Conselho e Conselheiro Independente, Fernando Xavier Ferreira e Pedro Santos Ripper, como Conselheiros Independentes, Hélio Bruck Rotenberg, Samuel Ferrari Lago, Álvaro Augusto do Amaral e Lucas Guimarães, como Conselheiros; b) O Conselho analisou os resultados da Companhia referentes ao mês de março de 2014 e do 1º trimestre de 2014; e c) Decidiu reeleger o Sr. Álvaro Augusto do Amaral, como coordenador do Comitê de Auditoria e os Srs. Paulo Augusto de Araujo e Ariel Leonardo Szwarc, como membros do Comitê de Auditoria para o ano de 2014; e d) Aprovar a constituição de uma sociedade empresária que terá capital social de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) tendo por objeto o desenvolvimento de softwares. 6. Nada mais tratado lavrou-se a ata que foi lida, aprovada e assinada por mim Secretária e pelos Conselheiros da Companhia. Curitiba, 30 de abril de 2014. Autenticação da Mesa: Alessandra de Paula Souza - Secretária. Junta Comercial do Paraná. Certifico o registro em: 20/05/2014 sob número: 20142371750. Protocolo: 14/237175-0, de 15/05/2014. Sebastião Motta - Secretário Geral.

Laura Susana Forconi Contadora CRC PR- 042714/O-3

EDITAL DE PROCLAMAS LIDIA KRUPPIZAK, Oficial do Registro Civil da sede da Comarca de São José dos Pinhais – PR, na forma da lei FAZ SABER que pretendem se casar: PATRICK GONÇALVES DE SOUZA e ANA PAULA PEREIRA BARBOSA RODRIGO SCHREIBER e ROSEMARA CAVALHEIRO GERSON LOPES GERONIMO e CRISTIANE FRANÇA EZEQUIEL BORGES e REGIANE DE OLIVEIRA WILLIAM FUSINATO MACHADO e BIANCA CAROLINA PORN WELLINSON VINICIUS BORCATE e DANIELA GONÇALVES CORREA DE FREITAS CLEITON LUIZ DA SILVEIRA e DANIELE DE OLIVEIRA ALMEIDA DIOGO LUIZ DA VEIGA e ELISANDRA DE ALMEIDA SANTOS MARCELO BASTOS VALVASSORI e CRISTIANE DE FATIMA MASSUQUETO RAFAEL GOMES AMARAL e PAOLA KULIK PERLE LEONARDO MARTINS MAXIMO DA SILVA e KARINA CARDOSO Se alguém souber de impedimento legal, acuse-o para os fins de direito. E para constar e chegar este ao conhecimento de todos, lavro o presente para ser afixado no lugar de costume. São José dos Pinhais, 28 de maio de 2014. LIDIA KRUPPIZAK OFICIAL DO REGISTRO CIVIL


Metropole