Page 1

w w w. m e t r o p o l e j o r n a l . c o m . b r

Terça-feira e Quarta-feira

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Foto: Sandro Sandro (Alep)

Ano 14 | Nº 3294 | 30 de abril e 1º de maio de 2013

Sessão plenária de ontem na Assembleia Legislativa do Paraná

Bombeiros Aprendizes de Colombo participam de aula de rapel e tirolesa

Curitiba terá feiras de emprego nos bairros » A Secretaria Muni-

descentralização foi aprovada, em reunião no dia 7 de março, pelo Conselho Municipal do Emprego e Relações do Trabalho, que reúne representantes de trabalhadores, empresas e da Prefeitura.

cipal do Trabalho e Emprego vai facilitar o acesso dos trabalhadores de Curitiba às vagas disponíveis do mercado, descentralizando as feiras de emprego. A ideia é realizar feiras nas regionais da cidade. A

Copa do Mundo de 2014 é inaugurado e recebeu o primeiro evento-teste de olho na Copa das Confederações. Apenas funcionários que trabalharam nas obras do estádio, que fechou em setembro de 2010, e convidados assistiram ao jogo entre Amigos de Bebeto e Amigos de Ronaldo.

nesta terça-feira (30) o projeto de lei do governador Beto Richa que amplia para 21 cidades a isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte público. A medida, que atende cinco milhões de paranaenses, tem apoio dos prefeitos que receberão o subsídio.

Página 11

O subsídio vai alcançar as cidades de todo o Estado. Na Região Metropolitana são as seguintes: Curitiba, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Bocaiúva do Sul, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Colombo, Araucária, Contenda, PiPágina 2 nhais e Piraquara.

Setim é orador oficial da 52ª Convenção do Lions » Entre os dias

26 e 27 de abril o Lions Clube São José dos Pinhais Centro promoveu, na Câmara de Vereadores, a 52ª Convenção do Distrito LD-1 de Lions Internacional. Pela segunda vez o município sediou o maior evento leonístico do litoral, sul, oeste e sudoeste do Estado.

Prefeito Setim durante a 52ª Convenção do Distrito LD-1 de Lions Internacional

Página 6

Bom Negócio Produção do etanol Paraná chega a misturado à gasolina municípios da RMC deve crescer Página 3

Foto: Tania Rego Abr

» O palco da final da

» A Assembleia Legislativa vota

Durante seis meses os alunos tiveram aulas teóricas, e agora chegou o momento de colocá-las em prática. Serão várias atividades realizadas em campo para aperfeiçoar as técnicas de vivência de Página 4 bombeiros.

que fazem parte do grupo "Bombeiro Aprendiz", de Colombo, participaram da prática de rapel e tirolesa, inclusos no plano de ação para o treinamento de salvamento vertical.

Maracanã foi reinaugurado com festa

Deputados votam ampliação do subsídio sobre óleo diesel

Foto: PMSJP

» Cerca de 120 alunos

Diário de Circulação Nacional

O histórico e simbólico Estádio Mário Filho (Maracanã) é um novo marco na história do futebol brasileiro

Página 7


2

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

Editorial

Câmara recebe pedido de informações sobre PEC que limita Supremo

Sintomas da crise Há uma expectativa por uma retomada rápida do crescimento econômico. A questão é, neste momento, crucial. Os efeitos negativos da crise internacional afetam o desempenho da produção. Não há recessão, mas o que se pode chamar de um tempo de espera. Os reflexos da política de desonerações já aparecem nas estatísticas. A arrecadação de impostos e contribuições federais teve queda real [corrigida pela inflação] de 9,32% em março ante o mesmo período de 2012, somando, em termos nominais, R$ 79,613 bilhões. No acumulado do ano, a arrecadação somou R$ 271,731 bilhões, com queda real de 0,48%. De acordo com informações divulgadas pela Receita Federal, entre outros fatores, influenciaram o resultado negativo de março, nas receitas administradas, a redução na arrecadação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) relativo ao ajuste anual, principalmente no setor financeiro. As desonerações tributárias empregadas pelo governo para enfrentar a crise e aquecer a economia também tiveram impacto no resultado, especialmente na folha de pagamento, na Cide-Combustívieis, no IPIAutomóveis e no IOF-Crédito Pessoa Física. Os empresários do comércio estão menos confiantes em relação ao futuro e à possibilidade de novos investimentos em abril, aponta levantamento divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De acordo com a pesquisa, o nível de confiança dos empresários do comércio teve queda de 0,8% em abril ante o mesmo mês de 2012. Segundo o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), a queda pelo décimo mês consecutivo foi impulsionada pela avaliação das condições correntes dos empresários do comércio, que recuou 3,9% em abril com relação ao mesmo mês do ano passado. O estudo destaca ainda que, mesmo com a queda na satisfação - relacionada às condições atuais da economia e da própria atividade comercial - os empresários acreditam em melhora em médio prazo. Com isso, os planos de investimentos do setor, principalmente na contratação de funcionários, não foram prejudicados. Por meio de nota, o especialista da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, disse que as condições de instabilidade da economia exigem cautela por parte dos empresários. "A expectativa de um ano menos favorável em termos de crescimento das vendas deverá levar os empresários a investir de forma mais moderada no setor nos próximos meses", disse. A aparente estabilidade fica por conta dos pequenos negócios. Dos 15 milhões de novos postos de trabalho criados na última década no Brasil, pouco menos de 2 milhões foram abertos em razão do aumento no número de pequenos empreendedores, categoria que inclui empregadores e trabalhadores por conta própria. Com uma contribuição de 12% sobre o total de novas vagas abertas no período (2001-2011), o grupo perdeu participação na força de trabalho no país, diminuindo de 26% para 24%. A redução foi mais expressiva entre os empregadores, com perda de 120 postos. Em 2001, eles somavam 2,8 milhões. Em 2011, eles chegaram a 2,7 milhões. Já os trabalhadores por conta própria aumentaram 2 milhões no período, passando de 17 milhões para 19 milhões de pessoas.

Sessão plenária de ontem na Assembleia Legislativa do PR

Deputados votam ampliação do subsídio sobre óleo diesel A proposta exige que o subsídio seja repassado para a população, reduzindo assim os preços das passagens. O Estado vai abrir mão de R$ 38 milhões por ano em arrecadação do ICMS A Assembleia Legislativa vota nesta terça-feira (30) o projeto de lei do governador Beto Richa que amplia para 21 cidades a isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte público. A medida, que atende cinco milhões de paranaenses, tem apoio dos prefeitos que receberão o subsídio. “Vai reduzir ou fazer uma tarifa mais razoável. Em suma, o povo vai se beneficiar. A redução tem uma finalidade boa e nobre”, disse o prefeito de Campo Largo, Afonso Guimarães. “Essa desoneração representa muito. O governo teve a sensibilidade de ampliar a proposta para atender as principais cidades do Paraná, onde a demanda pelo transporte coletivo provoca muito impacto aos usuários. Neste sentindo, o Paraná está sendo atendido como um todo”, disse o prefeito em exercício de Cascavel, Maurício Theodoro. A proposta de Beto Richa, que será votado nesta terça-feira em comissão geral, exige que o subsídio seja repassado para a população, reduzindo assim os preços das passagens. O Estado vai abrir mão de R$ 38 milhões por ano em arrecadação do ICMS. “O projeto será aprovado porque é uma ação de governo que demonstra comprometimento com os municípios e reconhece a dificuldade que todos os municípios do interior tem tido com o valor da tarifa de ônibus”, prevê o ex-deputado e prefeito de Guarapuava, Cezar Silvestri Filho. CIDADES Além de Campo Largo, Cascavel e Guarapuava, o subsídio vai alcançar as cidades de Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Paranaguá, Curitiba, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Bocaiúva do Sul, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Colombo, Araucária, Contenda, Pinhais e Piraquara. Robeto Pupin, prefeito de Maringá, disse que o projeto revela mais uma parceria municipalista do Governo do Paraná. “Vai ajudar a baratear o custo da tarifa ou, pelo menos, reduzi-la. Essa redução irá causar im-

pacto no bolso dos trabalhadores que dependem diariamente do transporte coletivo”. O prefeito de São José dos Pinhais, Luiz Carlos Setim, diz que a desoneração “é muito importante” e demonstra “a vontade política” do governador em “participar e colaborar” com as cidades da Região Metropolitana de Curitiba. “O Governo do Estado já nos apoia com obras e outros projetos, mas a isenção do ICMS é uma medida mais efetiva no que diz respeito ao transporte público e ao custo da passagem”, disse. Em Londrina, segundo o prefeito Alexandre Kireeff, o impacto da medida pode “alcançar R$ 0,0595 na tarifa do transporte coletivo urbano de Londrina. O prefeito de Paranaguá, Mário Roque, disse que a isenção do ICMS “é mais uma grande obra do governo Beto Richa”. “É uma medida que beneficia quase toda a população, mas principalmente a mais carente. O governo tem presença forte em Paranaguá, com uma série de ações e obras”, disse Roque. Cidades atendidas com a desoneração: Almirante Tamandaré Araucária Bocaiúva do Sul Campo Largo Campo Magro Cascavel Colombo Contenda Curitiba Fazenda Rio Grande Foz do Iguaçu Guarapuava Itaperuçu Londrina Maringá Paranaguá Pinhais Piraquara Ponta Grossa Rio Branco do Sul São José dos Pinhais

Agência Brasil Brasília - A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados foi notificada ontem (29) do pedido de informações feito pelo ministro Antonio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a Proposta de Emenda à Constituição 33 de 2011. Aprovada na semana passada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, a proposta, entre outros pontos, submete as decisões do STF ao Congresso. Dias Toffoli é o relator do Mandado de Segurança 32.036, impetrado na quinta-feira (25) pelo líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), que pede a suspensão imediata da tramitação da proposta. O tucano argumenta que a PEC fere a cláusula pétrea da separação dos Poderes. No despacho, Toffoli concedeu prazo de 72 horas para que a Câmara se manifeste sobre o assunto. “Notifique-se a autoridade impetrada para que preste informações prévias acerca do pedido de liminar, no prazo de 72 horas, sem prejuízo de novo pedido de informações quando do julgado do mérito”, diz parte do despacho do relator do mandado de segurança. Aprovada na quarta-feira (24), a PEC 33, de autoria do deputado Nazareno Fonteles (PTPI), condiciona o efeito vinculante de súmulas aprovadas pelo STF ao aval do Poder Legislativo e submete ao Congresso Nacional a decisão sobre a inconstitucionalidade de leis. Também estabelece que o STF só poderá propor súmulas vinculantes “após reiteradas decisões sobre matéria constitucional”, resultante de decisão de quatro quintos dos ministros. De acordo com a proposta, as súmulas só passarão a ter efeito vinculante após aprovação do Congresso Nacional. A aprovação da proposta pela CCJ tem provocado polêmica. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chegou a admitir que há uma crise entre os dois Poderes. Em nota, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, disse que a PEC, se aprovada pelo Congresso, “fragilizará a democracia brasileira”. Hoje à tarde, os presidentes do Senado e da Câmara devem se reunir com o ministro Gilmar Mendes para discutir a liminar, expedida pelo ministro, que suspende a tramitação do projeto de lei que altera as regras de distribuição do fundo partidário e do tempo de televisão da propaganda eleitoral. A PEC 33 também está na pauta do encontro.

Em sessão extraordinária, CCJ aprova construção de centrais hidrelétricas Na segunda sessão extraordinária realizada este ano, a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou na quarta-feira (24) o projeto e lei nº 142/ 2013, do Poder Executivo, autorizando a construção de quatro geradoras hidrelétricas nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. A mensagem tinha parecer favorável do relator, deputado Alexandre Curi (PMDB), e um voto em separado, contrário, do deputado Elton Welter (PT). Este parlamentar tentou baixar a matéria em diligência para a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, argumentando que ela não estava acompanhada pelos estudos técnicos, nem apresentava cópias das licenças ambientais, mas só conseguiu o apoio do correligionário Péricles de Mello para sua proposta.

A emenda apresentada pela bancada do PT ao projeto de lei nº 44/2013, oriundo da mensagem governamental nº 09/ 2013, referente ao Código da Polícia Militar do Paraná, foi rejeitada. O PT pretendia estabelecer que o limite de idade fixado para o cidadão civil participar de concursos públicos para a corporação não alcançasse os militares. E o projeto de lei nº 148/2013, também do Executivo, alterando dispositivos da Lei Estadual nº 11.362, de 12 de abril de 1996, que dispõe sobre o Sistema Estadual de Assistência Social, teve a votação adiada para atender pedido de vistas do deputado Elton Welter. ICMS Cumprindo disposição do Regimento Interno, o presidente da CCJ, deputado Nelson Justus (DEM), designou o deputado Nereu Moura (PMDB)

como o novo relator para projeto de lei nº 561/12, e autoria do deputado Rasca Rodrigues (PV), dispondo sobre a cassação da eficácia da inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS, quem adquirir, distribuir, transportar, estocar ou revender derivados de petróleo, gás natural e suas frações recuperáveis, álcool etílico hidratado carburante e demais combustíveis líquidos carburantes, em desconformidade com as especificações estabelecidas pelo órgão regulador competente. Foi baixado em diligência para a Secretaria de Estado da Saúde o projeto de lei nº 64/ 13, do deputado Leonaldo Paranhos (PSC), determinando o monitoramento por meio de áudio e vídeo, das unidades de terapia intensiva – UTIs – dos hospitais da rede pública e privada. O mesmo aconteceu com

o projeto de lei nº 87/13, de autoria do deputado Ney Leprevost (PSD), implantando o Cadastro Visual Infantil no Estado. Entre as proposições rejeitadas na sessão estão o projeto de lei nº 37/13, da deputada Cantora Mara Lima (PSDB), dispondo sobre a utilização de materiais de isolamento térmico e acústico; o projeto de lei nº 69/13, do deputado Douglas Fabrício (MD), instituindo a política de disponibilização de recursos educacionais comprados ou desenvolvidos por subvenção da administração direta e indireta; e o projeto de lei nº 82/13, de Ney Leprevost, tratando da cassação do alvará de funcionamento dos estabelecimentos que forem flagrados realizando instalações, utilização, manutenção, locação, guarda ou depósito de máquinas caça-níqueis e assemelhadas.


| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

3

Bom Negócio Paraná chega a mais municípios da RMC e Campos Gerais O programa, que garante empréstimos baratos e capacitação gratuita, passa a incluir Pinhais, Fazenda Rio Grande, São José dos Pinhais e Palmeira Em funcionamento em mais de 70 cidades, o Bom Negócio Paraná estimula as economias locais com empréstimos a juros baixos para micro e pequenos empresários. Os empréstimos são feitos pelo Banco do Empreendedor, da Fomento Paraná, e os juros estão entre os mais baixos do país e variam de 0,55% a 1,02% ao mês. A meta é beneficiar 60 mil micro e pequenos empreen-

dimentos formais e informais com receita bruta de até R$ 2,4 milhões por ano. Aliado aos empréstimos, o Bom Negócio concede cursos gerenciais gratuitos nas áreas de empreendedorismo e projeto de vida, gestão de negócios, gestão de pessoas, gestão financeira, gestão comercial e gestão estratégica. Os cursos têm 66 horas, distribuídas em 22 dias, e são realizados em parcerias com

universidades estaduais e entidades empresariais. Quanto mais capacitado o empreendedor, menores são os juros. De acordo com o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, o programa aumenta as oportunidades de negócios, sobretudo nos pequenos e médios municípios. "Os recursos vão direto para a comunidade, que cria

novos empregos e o desenvolve as economias municipais", afirma. "O Bom Negócio atendeu as minhas expectativas. O curso abrange todos as partes da empresa e o empréstimo foi rápido, fácil e sem burocracia", informou Gizela Zanutto empresária do ramo de cosméticos em Londrina. Ela usou o dinheiro para criar uma loja virtual que tornou a marca mais conhecida e aumentou as vendas de 15%.

Foto: Acil Londrina

O Governo do Paraná lança até sexta-feira (3) o programa Bom Negócio Paraná em mais três municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e um dos Campos Gerais. O programa, que garante empréstimos baratos e capacitação gratuita, passa a incluir Pinhais, Fazenda Rio Grande, São José dos Pinhais e Palmeira. As solenidades de lançamento são às 19h.

CRÉDITO E CAPACITAÇÃO O programa atende empreendedores informais, individuais, sociedades empresariais, sociedades simples, arranjos produtivos locais e cooperativas de produção, de serviços e de trabalho. O prazo de pagamento

vai de 12 meses a 24 meses. A análise de crédito leva em conta o porte da empresa e o histórico de pagamento de compromissos financeiros. O limite de financiamento para empresas com receita bruta anual de até R$ 360 mil é de R$ 15 mil. As faixas de financiamento variam de R$ 1 mil a R$ 300 mil, de acordo com a capacidade de cada empresário. O programa é uma parceria do Governo do Paraná com diversos órgãos, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap), Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Federação do Comércio do Estado do Paraná (Fecomércio), sindicatos e instituições financeiras, além de prefeituras.

Órgãos federais analisam propostas para expansão dos portos

Gizela Zanutto, empresária do ramo de cosméticos

Foto: Divulgação Câmara dos Deputados

Matinhos apresenta projeto de canalização a André Vargas

Deputado André Vargas, vice-presidente da Câmara Federal

O vice-presidente da Câmara Federal, deputado André Vargas (PT-PR), recebeu nesta semana, o prefeito de Matinhos, Eduardo Antonio Dalmora (PDT), na pauta, solicitações para melhorar a infraestrutura da cidade litorânea que no período de temporada chega a aumentar a população para 500 mil habitantes. De acordo com o prefeito, o apoio de André Vargas é fundamental para o desenvolvimento do município, "agradecemos o apoio do parlamentar pelo nosso município conseguir, por meio do Ministério da Saú-

de uma unidade de Pronto Atendimento (UPA)" explicou. Dalmora aproveitou para fazer uma solicitação especial, "Trouxemos agora, um projeto completo de canalização da nossa cidade. É uma vergonha para todos os paranaenses, Matinhos não possuir uma rede de esgoto e ter um canal a céu aberto", desabafou. André Vargas comemorou o projeto e disse que encaminhará aos órgãos competentes, esperando que em breve o município tenha notícias animadoras referentes ao assunto.

Rossoni, novo presidente do PSDB-PR: "Partido está forte para 2014" "Nós temos uma estrutura muito forte. Vamos deixar tudo pronto para nós entrarmos na guerra eleitoral do ano que vem, mas o que vai nos dar a eleição são: a honestidade, o trabalho de mudança, de transformação, e este jeito diferente de governar de Beto Richa." A afirmação foi feita pelo deputado estadual Valdir Rossoni, logo após a confirmação da eleição à presidência do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) no Paraná, na convenção que aconteceu no último dia (28), em Curitiba.Rossoni ressaltou que, no ano passado, o partido

dobrou o número de prefeitos e de vereadores no Estado, resultado de sucesso que se repetirá em 2014. "Eu não tenho dúvida que, com esses companheiros, com estes partidos aliados, nós estamos a caminho de ganhar novamente a eleição de governador com Beto Richa. Faremos também o senador da República, uma grande bancada federal, uma grande bancada estadual e, principalmente, salvar o Brasil da corrupção com Aécio Neves", afirmou o presidente tucano.O governador Beto Richa também destacou a força do partido no Paraná

e no cenário político nacional. "Esta Executiva tem as melhores credenciais para coordenar, organizar e fortalecer o nosso PSDB com vistas, inclusive, às eleições do ano que vem, com a formação de uma boa chapa de candidatos a deputados estaduais, deputados federais, e também na composição de alianças e coligações que fortaleçam o nosso projeto do PSDB, lembrando que estaremos firmes com o nosso candidato à presidência da República Aécio Neves", afirmou. Richa ressaltou que as perspectivas para as eleições de 2014 são as mais favo-

ráveis, no estado e no país. "Não temos o que temer. Temos que fazer campanha de cabeça erguida, até porque nós estamos vendo o que está acontecendo neste governo do PT. Temos certeza que Aécio (Neves) tem todas as condições de implantar neste país um governo ético, um governo que defenda os legítimos interesses da nossa sociedade, que esteja sintonizado com todos os brasileiros. Tenho certeza de que é uma possibilidade concreta comemorarmos no ano que vem a vitória do PSDB no Paraná e no Brasil", falou.

Um grupo de técnicos de instituições federais começou nesta segunda-feira (29) a análise das propostas da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) sobre as áreas de expansão. Durante dois dias eles vão levantar as áreas disponíveis para futuros arrendamentos, além de colherem informações técnicas, ambientais, jurídicas e contratuais. Os técnicos são da Secretaria de Portos (SEP), Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Universidade de Brasilia (UnB) e Empresa Brasileira de Projetos (EBP). O grupo também irá verificar ainda a situação dos contratos vencidos e a vencer em Paranaguá até 2017. A Appa, que apresentou, no final de 2012, o Plano de Arrendamento do Porto de Paranaguá, aguarda a análise da SEP e Antaq para dar continuidade aos projetos. "Estamos bastante adiantados neste processo. Nosso plano de zoneamento (PDZPO) já mostrou as áreas de expansão, no plano de arrendamento e, com a mudança do marco legal, o projeto ficou parado à espera de análise. A visita dos técnicos demonstra que o Governo Federal deve começar, em breve, a colocar em prática as nossas propostas", avalia o superintendente dos Portos do Paraná, Luiz Henrique Dividino.

Tadeu Camargo preocupa-se com poluição sonora no município O vereador Tadeu Camargo apresentou, na sessão ordinária da última quintafeira (25), requerimento pedindo, ao Executivo, informações a respeito da fiscalização do volume do som de casas noturnas, festas, entre outros. Segundo ele, a população tem se incomodado com o volume dos sons emitidos na cidade após as 22 horas. "A comunidade pede informações para poder tomar providências legais em relação à emissão de ruídos. Atualmente, até mesmo próximo a hospitais alguns indivíduos ficam com o som alto em seus carros, bebendo e perturbando a paz dos munícipes", explicou Tadeu durante a discussão e votação do requerimento, aprovado por unanimidade. De acordo com o documento, foram solicitadas informações sobre a existência e forma de fiscalização do

volume de som de casas noturnas, festas particulares, e automóveis; qual é o órgão competente e como estão sendo aplicadas as multas relativas às infrações em questão. "Muitas casas noturnas não têm tratamento acústico e, como sabemos, funcionam até de madrugada, além de festas raves realizadas na área rural do município que perturbam a ordem e a paz dos moradores do entorno, envolvendo aí também, a questão do uso de drogas", disse. Os demais vereadores aprovaram o requerimento e, alguns fizeram uso da palavra para parabenizar a iniciativa. "Hoje em dia muitas pessoas não tem o mínimo de respeito com o próximo. Temos que exigir o cumprimento das leis, pois muitas existem e são deixadas de lado sem serem cumpridas e fiscalizadas", afirmou o vereador Carlos Machado.


Créditos: Bruno do Carmo/PMC

| 30 de abril e 1º de maio 2013 |

Créditos: Bruno do Carmo/PMC

4

Jovens participam de treinamento do Bombeiro Aprendiz

Alunos na aula prática da Tirolesa

Prática do Rapel também faz parte do curso

Jovens do Bombeiro Aprendiz participam de aula de rapel e tirolesa Grupo participou de treinamento de salvamento vertical para aperfeiçoar técnicas de vivência de bombeiros Em meio a uma mistura de medo e adrenalina, 120 alunos que fazem parte do grupo “Bombeiro Aprendiz”, de Colombo, revelam que o sonho de um dia fazer parte do grupamento de Bombeiros ou seguir carreira militar não tem limites. Eles participaram nos últimos dias 25 e 26, da prática de rapel e tirolesa, inclusos no plano de ação para o treinamento de salvamento vertical. Segundo o coordenador geral do projeto Bombeiro Aprendiz, Raul Cézar Dangui, durante seis meses os alunos tiveram aulas teóricas, e agora chegou o momento de colocar em prática. Serão várias atividades realizadas em campo para aperfeiçoar as técnicas de vivência de bombeiros. “Quando saímos para o campo com o objetivo de treinar

tudo o que aprendemos, vejo o quanto estes jovens são apaixonados pelo que fazem. Para muitos aqui, o projeto “Bombeiro Aprendiz” mudou sua história. Hoje são jovens comprometidos com o futuro, com a cidadania e a sociedade”, descreve com emoção o coordenador. Raul explica as modalidades das aulas oferecidas na grade curricular prevista no projeto, como matérias específicas de Cidadania, Voluntariado, Paternidade Responsável, Direitos, Estatutos, Segurança Pública, Meio-Ambiente, questões relacionadas à saúde, Informática Básica e Avançada, curso de Qualificação Profissional com ênfase em Recursos Humanos RH, Vivência de Bombeiros e atividades esportivas. O curso tem duração de 12 meses. Com a coluna ereta e a seriedade estampada no rosto, assu-

mindo a postura ensinada no militarismo, a aluna Gabriela de Oliveira, 18 anos, não esconde a paixão pelo grupo e o sonho de um dia fazer parte do grupamento de Bombeiros. Ela afirma com orgulho que, “quero seguir a carreira do meu pai, que é 3º Sargento do Corpo de Bombeiros”. Gabriela relata que descobriu a paixão pela profissão desde a primeira vez que ganhou do pai uma camiseta escrita “Grupamento do Corpo de Bombeiros”, quando tinha apenas quatro anos de idade. “Minha emoção era tanta que chorava ao ver uma ambulância passar. É a minha vida”, conta. A jovem iniciou o curso no mês de outubro, de 2012, e em decorrência de uma antecipação da carga horária prevista nas atividades, o término será no próximo mês de junho.

Ela cita ainda como ápice de sua paixão as aulas de primeiros socorros e simulação de combate a incêndios. Para a ex-aluna e hoje Bombeiro Aprendiz, Tabata Amanda, 15 anos, que finalizou o curso no último mês de outubro de 2012, não é diferente, sentir adrenalina ao tentar combater um incêndio ou salvar uma vítima, desperta cada vez mais a paixão pela profissão que, afirma com certeza, querer alcançar no futuro. “Aqui sinto adrenalina de verdade, é incrível imaginar que poderei salvar uma vida. Sem dúvidas quero seguir carreira no Corpo de Bombeiros”, relata. A técnica em enfermagem, Joelma Frank Reis, participa das atividades em campo para realizar os primeiros atendimentos ambulatoriais no grupo, caso seja necessário.

Segundo ela, o projeto é uma excelente colaboração na educação dos jovens, principalmente ao que se refere respeito ao próximo e trabalhar em grupo. “É notável a evolução deles a cada vivência e atividades”, fala. Bombeiro Aprendiz O Projeto Bombeiro Aprendiz é uma parceria entre o Ministério da Justiça (Pronasci), 7º Grupamento de Bombeiros e a Prefeitura Municipal de Colombo, através da Secretaria de Ação Social e Trabalho. A iniciativa atende 200 jovens de 15 a 24 anos. As aulas são realizadas em três núcleos, Comunidade Zumbi, nos CRAS (Centros de Referência e Assistência Social) nos bairros Rio Verde e Osasco, onde aprendem técnicas de prevenções, através de atividades educacionais, culturais e esportivas.

Prefeita garante apoio a Liga de Futebol de Colombo

Alunos do 5º ano do Ensino Fundamental concluem o Proerd

14 turmas das escolas municipais de Colombo participaram das aulas semanais

Alunos do município concluem circuito de aulas do Proerd Mais de 460 jovens se formaram pelo Programa de Resistência às Drogas no município Os mais de 460 alunos integrantes do Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, realizado pela Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Esporte de Colombo, em parceria com a Polícia Militar do Paraná (PMPR), concluíram o circuito de aulas do programa na última semana. Ao todo 14 turmas, do 5º ano do Ensino Fundamental, participaram das aulas semanais, realizadas nas escolas municipais. Para a secretária da Educação, Aziolê Cavallari Pavin, a ação realizada no município é uma forma de evitar o aumento no índice de jovens envolvidos com a violência. “Estamos incentivando desde cedo, para que esta criança entenda que é me-

lhor para ele e para sua família, que ele não se envolva com situações que irão prejudicar a todos”, destacou. As aulas são ministradas pelo Cabo Dirlei Pereira da Silva, do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, durante o período de três meses. De acordo com ele, além dos temas drogas e violência, os alunos discutem assuntos que dizem respeito ao seu dia a dia, como autoestima e a importância de conquistar novos amigos. “Nosso objetivo é que, ao final do curso, eles sejam cidadãos ainda mais conscientes, que saibam discernir o certo e o errado. Em Colombo, a recepção das escolas é excelente, o que resulta, também, no nosso sucesso”, ressaltou o cabo Dir-

lei da Silva. O Programa é aplicado para crianças na faixa etária de 9 à 12 anos, quando a criança está em fase de descobrimento mais profundo de si, inserida no todo. O cabo Dirlei explica que esta é a idade da curiosidade, da puberdade, onde as crianças iniciam a pré-adolescência. É nesta fase que a intervenção e o alerta, a respeito dos males que as drogas e a violência podem causar no indivíduo e na família, serão absorvidos com maior facilidade pelo jovem. O PROERD O Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, é uma adaptação brasileira do Programa Norte Americano Drug Abuse Resistence Education - D.A.R.E., lan-

çado em 1983. Trata-se de um programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência. No Brasil foi implantado no ano de 1992 em uma ação conjunta da Polícia Militar com professores, estudantes, pais e a comunidade em geral. A principal intenção é prevenir o uso de drogas e reduzir a prática da violência entre estudantes. O Proerd é um fator de proteção desenvolvido pela Polícia Militar visando à valorização da vida. No Paraná teve início oficialmente no ano 2000, quando o Programa foi aplicado em 94 escolas, e atingiu um total de 7.108 alunos, de 9 a 12 anos, em 11 municípios do Estado do Paraná, em geral para alunos do 5º ano do Ensino Fundamental.

A Liga de Futebol de Colombo realizou neste mês de abril, reunião com seus filiados, Ana Terra Esporte Clube, Assoc. Esportiva Rosário Central, Bandeirantes Futebol Clube, Esporte Clube XV de Novembro, Grêmio Esportivo Colombense, Imperial Futebol Clube, Juventude Esporte Clube , Santa Cruz Futebol Clube, Colombo Futebol Clube, União São Gabriel Futebol Clube, Ass. Grêmio Esportivo Alto da Cruz, Bola de Ouro Atlético Clube, Cruz Azul Clube de Futebol, Esporte Club Gralha Azul, Independente Futebol Clube, Juventus Futebol Clube, Sociedade Benef. União Roça Grande, Spot Club Nacional Colombo, União Rio Verde Futebol Clube, Esporte Celeste Campo Alto, Cruzeiro Footebol Clube, Real Colombo Futebol Clube, Maracanã Esporte Clube e Esporte Clube União Guaraituba. Com a presença da presidente, Rosangela Fernandes, o vice presidente da Liga e Vereador de Colombo, José Aparecido Gotardo, (Ratinho) e o chefe de Esportes do município, Jomir Claiton Pacheco, a Prefeita Beti Pavin anunciou à Liga e todos os seus clubes filiados, o apoio no pagamento de taxas de arbitragens e premiações nos campeonatos Série Ouro e Série Prata 2013, e informou ainda, que pretende melhorar o Estádio Lordes Geraldo em um curto espaço de tempo e já projetando a implantação de um estádio mais amplo que comporte grandes eventos desportivos, com capacidade de no mínimo 5 mil pessoas. A prefeita declarou também que as portas estão abertas para que trabalhos sejam feitos para melhorar os estádios municipais já existentes que os clubes tem os mandos. A presidente Rosangela Fernandes comunicou a todos os clubes que será realizado o pré-arbitral no próximo dia 06 de maio da Série Ouro e 13 de maio da Série Prata, na Câmara Municipal.

Reunião da liga tem a presença da prefeita de Colombo, Beti Pavin


5

| 30 de abril e 1º de maio 2013 |

Metró ole Variedades O desejo sincero e profundo do coração é sempre realizado.

Predomínio de sol. Pancadas de chuva rápidas e isoladas

Dia 30: Mín. 13º e Máx. 26º Dia 01: Mín. 14º e Máx. 27º Dia 02: Mín. 15º e Máx. 26º

TOME NOTA / TOME NOTA / TOME NOTA Exposição divulga produção jornalística em São José dos Pinhais

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA Manjar Branco Ingredientes 1 litro de leite fervente 1 coco ralado 6 colheres (sopa) de amido de milho 200 gramas de açúcar Calda de caramelo e ameixas ou geleia derretida para a cobertura Como fazer o manjar-branco Despeje o leite quente sobre o coco ralado e leve ao fogo. Ferva por 2 minutos, coe num guardanapo de pano e esprema bem. Dissolva o amido de milho em um pouco de leite frio e junte ao leite de coco. Adicione o açúcar e leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Cozinhe por 3 a 5 minutos. Coloque o creme em forma com cone no centro umedecida ou caramelizada e leve à geladeira por, no mínimo, 4 horas. Desenforme e regue com a calda de caramelo e ameixas ou geleia derretida.

5) Qual o nome do filme estrelado por Fernanda Montenegro que ganhou prêmio no Festival de Berlin? a) “Carlota Joaquina” b) “Pixote” c) “Central do Brasil” d) “A Dama da Lotação”

Prenome de Chopin (Mús.) Nascida no país cuja capital é Bratislava

85

Girar Vegetal do qual é feita a cachaça

O suporte da lente de óculos Repercute o som

E

C

A 3ª vogal

Empréstimo, em inglês

O

Miguel de Cervantes (?), escritor Rede de notícias 24 horas dos EUA

A

Hans (?), escultor Santo, em espanhol Marca

Parte inferior da encosta Medida de pressão Ereto; erguido

Chá, em inglês 250, em romanos Cilindro móvel das seringas; êmbolo

(?) Santana, comediante

Prorrogada Seriado da TV Partido (fig.) Dalton Trevisan, contista brasileiro

Camareiro (bras.)

BANCO

Caminho ladeado por árvores

Solução C O I C C A A R I A N R A P E G D A E I D T L E A

4) Que ator interpretou “Santo Antônio” na novela “Antônio dos Milagres”, na CNT? a) Carlos Casagrande b) Eriberto Leão c) Marcello Anthony d) Guilherme Fontes

Travor de Dois insfrutas trumentos verdes musicais de sopro

P I R A T A S D O M A R

3) Qual era o personagem e a profissão do ator Ricardo Macchi, na novela “Por Amor”? a) Geraldo - jardineiro b) Genésio - motorista c) Genésio - jardineiro d) Geraldo - motorista

© Revistas COQUETEL 2007 Telefone, Bandidos O do na lin- gambá é como os guagem fétido corsários Neblina internauta

Série de aulas sobre um tema Fervor; Germano ebulição

C U T O N R E D E S L O V O R O L A C O A A A V E N N S A A T A D I C L G S T O M I O A

2) Qual atriz interpretou a personagem Nathália, na novela “Cara ou Coroa” que foi ao ar pela Rede Globo? a) Samara Felippo b) Gabriela Alves c) Andréa Beltrão d) Alessandra Negrini

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br

T E F E A R V E S C T E N C I A

1) Como se chamava o personagem do ator Eriberto Leão, na novela “Cabocla”? Atualmente ele vive os momentos finais de Ulisses, em “Guerra dos Sexos”. a) Tomé b) Tobias c) Luis Jerônimo d) Justino

Grande parte dos atletas decide entrar no mundo dos esportes a partir de uma insatisfação com seu corpo, seja para ganho de massa muscular ou perda de peso. Porém, algumas pessoas confundem o fato de transpirar enquanto praticam a atividade física com o peso da balança. Existe um grande mito de que correr de agasalho ajuda a perder peso, já que o atleta irá suar mais. Porém, além de não obter resultados concretos, o atleta irá sofrer desidratação e perder massa corporal. De acordo com o fisiologista Prof. Dr. Ricardo Zanuto, o número menor que aparece na balança após o treino é meramente ilusório. “A água é um componente da massa magra, logo, quanto mais água no corpo maior o peso de balança. Muitas pessoas acreditam que por desidratarem, o peso de balança diminui e ela perdeu gordura. Isso não ocorre, basta ela se reidratar novamente que o ‘peso’ de balança volta, afinal a água não tem valor calórico”, explica. O especialista em personal training pela UGF (Universidade Gama Filho), Felipe Belo, conta que o número de alunos que frequentam as academias com agasalhos vêm caindo, pois ele incentiva o uso de roupas leves. “Sempre oriento meus alunos sobre a importância de ir com roupas adequadas e a se hidratar, antes e durante a atividade”, completa. Correr para o bebedouro - Submeter-se a um grande esforço físico em um local ou em condições abafadas podem trazer consequências sérias para a saúde. “Com a desidratação extrema, o corpo pode entrar em hipertermia (aumento abrupto de temperatura corporal), isso pode levar a rabdomiólise (perda de massa muscular esquelética) e limitar o exercício”, discorre Zanuto. Além disso, em casos de desidratação seguido de perda excessiva de sal (chamada hiponatremia) o indivíduo pode ficar com o sangue mais “grosso”. “Com a redução do sal circulante, órgãos como o coração e rins podem sofrer para bombear e filtrar o sangue, respectivamente, podendo o quadro evoluir até a própria morte”, restringe o fisiologista. Do jeito certo - Segundo Dr. Ricardo Zanuto, o atleta que treina com roupas leves não perde menos peso. “O que faz alguém perder mais ou menos gordura é o tipo de exercício que está sendo realizado, volume, frequência, intensidade”, orienta. Além disso, secar o suor enquanto treina não é bom, pois o ato de transpirar regula a temperatura da pele e impede que o corpo superaqueça. Conforme o corpo resfria o atleta se sente mais confortável para continuar o exercício.

P

Foto: Reprodução GuiaSJP

Transpirar em excesso significa perder peso?

3/san — tea. 4/álea — loan — sopé. 6/pistom. 8/eslovaca — fréderic — saavedra.

(RESPOSTAS: 1-A; 2-D; 3-C; 4-B; 5-C)

Maior e mais antigo município da Região Metropolitana de Curitiba, São José dos Pinhais tem muita história para contar. E, com duas décadas de profissão, o jornalista Marcos Rosa Filho ajudou a disseminar algumas delas e, inclusive, a mostrá-las na capital paranaense e no estado. Com a imparcialidade de um morador de São José dos Pinhais e o faro jornalístico apurado, Marcos observava importantes acontecimentos na cidade e acreditava ter o dever de mostrá-los à sociedade. “Fazer uma reportagem é ter o olhar na comunidade”, destaca o jornalista. Foi com a ideia de propagar a notícia que o jornalista passou a ser fonte de informação de diversos veículos de imprensa e, em decorrência disso, o município ganhava o estado. “Nasci na Capital, mas sou são-joseense desde 1978. Conheço a cidade e acabei virando fonte de informações dos colegas”. Para ilustrar um pouco de sua trajetória no jornalismo, Marcos Rosa Filho prepara uma exposição, em maio, sobre os 20 anos de trabalho na cidade. A mostra “São José dos Pinhais 20 anos de Jornalismo em Pauta” estará aberta ao público de 15 a 26 de maio, no piso L2 do Shopping São José. “Acredito muito no regionalismo da informação e, na exposição, quero mostrar algumas imagens e histórias que fizeram o município e região aparecerem na grande mídia. Selecionei 20 delas, que evidenciam pessoas comuns com a propagação do trabalho jornalístico”, explica. Efeito transformador A trajetória do jornalista também é de empreendedorismo com a criação de um site de notícias que o envolveu ainda mais com a grande imprensa. “Trabalhava em um jornal local quando o editor de um importante veículo de São Paulo me ligou. Percebi que aí estava um nicho de mercado”, diz. A região, de acordo com Marcos Rosa Filho, chama a atenção, tem montadoras, grandes empresas, um dos mais importantes aeroportos do país, “enfim, há notícia de interesse nacional e, então, há demanda para uma agência de notícias regional”, explana o jornalista. Foi com essa visão que, em 2008, Marcos cria o PautaSJP.com. “No portal são veiculadas matérias jornalísticas diárias, sendo, ao menos, uma exclusiva, autoral. O site possibilitou que São José dos Pinhais e região continuassem sendo tema de reportagens da imprensa.” Para o jornalista são-joseense, o PautaSJP.com formalizou o trabalho que já fazia como fonte de informações na cidade. As notícias veiculadas são de editorias diversas e houve momentos em que o site atingiu picos de acesso por conta do material jornalístico regional. Para a exposição “São José dos Pinhais 20 anos de Jornalismo em Pauta”, que acontece no Shopping São José, de 15 a 26 de maio, o jornalista espera comemorar os 20 anos de carreira além dos cinco anos do Pauta SJP.com, o portal de notícias que fez a paixão pelo jornalismo virar ferramenta de informação pública.

Máx. 26º Mín. 12º


6

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

Secretaria de Administração e Recursos Humanos de SJP realiza capacitação para gestores de contrato Nesta segunda-feira (29), a Comissão de Processo Administrativo relativa a contratos com o apoio da Secretaria de Administração e Recursos Humanos da Prefeitura de São José dos Pinhais e da Central de Treinamento e Desenvolvimento realizou o encerramento, no auditório da Prefeitura, da capacitação para os gestores de contrato administrativo com o tema "Gestão Segura e Eficiente de Contratos Administrativos". A palestra foi ministrada pelo Doutor Advogado e Prof. Edgar Guimarães, Consultor Jurídico do Tribunal de Contas do Estado do Paraná e foram abordadas noções básicas sobre contratos administrativos segundo a lei 8.666/93, noções básicas sobre terceirização, gestão e fiscalização dos contratos, recebimento provisório e definitivo do objeto, pagamento, repactuação dos contratos e responsabilidade trabalhista. "O gestor é quem acom-

Em 23 de maio, Aciap realiza a edição 2013 do Dia da Indústria

O diretor de Indústria da Aciap, Carlos Kotaka, com Claudio Julio Gural, mais o vice-presidente da Aciap, Luiz Cesar Schlipake, e o diretor comercial da entidade empresarial são-joseense, Marlo Ferrari

panha o andamento dos serviços, e ajuda na administração pública do nosso município. Acreditamos no trabalho dos gestores, pois é de extrema importância essa responsabilidade. Agradeço a todos que aceitaram serem gestores, pois são normas e pareceres que dependem dos servidores para que as licitações e os serviços saiam de

acordo com o contrato" declarou o Prefeito Luiz Carlos Setim. "O Tribunal de Contas e a comunidade são grandes fiscalizadores do nosso serviço, por isso essa capacitação é de grande valia para que se cumpram os contratos de acordo com o tratado", completou. A função de um gestor administrativo é de gerir con-

tratos com o intuito de assegurar a Administração Publica o cumprimento das obrigações firmadas contratualmente com base, dentre outros, nos princípios da eficiência e da economicidade, atendendo o interesse publico. Caso haja alguma irregularidade no cumprimento do acordo, cabe ao gestor tomar as providências cabíveis.

No dia 23 de maio, às 19h30, no Buffet Imperial, a Associação Comercial (Aciap) realiza a edição 2013 de entrega da premiação Dia da Indústria. A grande novidade é que a homenagem de fim de ano, direcionada ao Comércio Exterior, passa a fazer parte dos prêmios das indústrias e profissionais do mercado, com base nas comemorações nacionais do setor industrial, em 25 do mês. O Troféu Empreendedor Dr. Percy Eduardo Isaacson contemplará a Gural Indústria de Balanças e Equipamentos. Claudio Julio Gural, um dos fundadores da empresa, recentemente, recebeu o convite de participação da diretoria da Aciap. O Dia da Indústria da Aciap é um dos principais eventos empresariais do Paraná. Em breve, a entidade divulgará os demais premiados. Os convites são direcionados e distribuídos para o segmento da indústria, imprensa e Poder Público.

Setim é orador oficial da 52ª Convenção do Lions Entre os dias 26 e 27 de abril o Lions Clube São José dos Pinhais Centro promoveu, na Câmara de Vereadores, a 52ª Convenção do Distrito LD-1 de Lions Internacional. Pela segunda vez o município sediou o maior evento leonístico do litoral, sul, oeste e sudoeste do Estado. Na manhã de sábado (27) o prefeito de São José dos Pinhais, Luiz Carlos Setim, foi o orador oficial e falou sobre o trabalho voluntariado realizado pelos Clubes de Serviços em prol das comunidades. "O Lions, assim como o Rotary, é composto por pessoas que buscam o bem comum, que querem solucionar ou amenizar as mazelas sociais. Vamos compartilhar esta vontade de servir em toda a nossa cidade".

Toninho da Farmácia participa do 20º aniversário da Igreja Batista de SJP No último sábado (27), a Igreja Batista Central de São José dos Pinhais celebrou o seu 20º aniversário. Além do culto com casa cheia, o Coral Melodia fez uma bela apresentação aos presentes. No domingo, as festividades continuaram. O viceprefeito Toninho da Farmácia prestigiou o evento e ressaltou a importância do trabalho que a igreja faz pela comunidade sãojoseense. "´É um grande prazer estar aqui e celebrar os 20 anos desta importante igreja do nosso município. Temos orgulho do trabalho social que a Igreja Batista promove e o bom exemplo que passam para a comunidade. Uma boa cidade se constrói através de bons exemplos", afirmou Toninho da Farmácia.

FALECIMENTOS  Hildegard Neufeld Unruh, 68 anos. Sepultamento hoje, às 15 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim.  Maria Joana Pedroso, 100 anos. Sepultamento hoje, às 9 horas, no Cemitério Padre Pedro Fuss.  Odair Hinkel, 54 anos. Sepultamento hoje no Cemitério Campo Largo da Roseira.  Mario Alves De Lima, 75 anos. Sepultamento hoje, às 14 horas, no Cemitério São João Batista.  Isabel Mendes Gonçalves, 71 anos. Sepultamento hoje, às 10 horas, no Cemitério Parque Memorial Graciosa. Serviço Funerário Municipal - São José dos Pinhais Rua Ângelo Zem, 55 Centro - Fone : 3382 1271


7

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

TR, POUPANÇA E TBF TR MENSAL % jan fev 0,00 0,00

Tecnologia 4G pode chegar este ano a 15 cidades, diz ministro A Anatel vai fiscalizar o início da oferta do serviço no país Agência Brasil Brasília - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse hoje (29) que as operadoras de telefonia celular deverão disponibilizar a tecnologia 4G a 15 cidades, embora a obrigatoriedade, neste primeiro momento, seja oferecer a rede para as seis sedes da Copa das Confederações. Segundo o cronograma estabelecido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as operadoras de telefonia móvel que adquiriram espectros no leilão têm até a hoje (30) para cobrir 50% das áreas das seis cidades-sede da Copa das Confederações: Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Fortaleza. “As empresas já demonstraram que vão atender a mais do que isso, não apenas em cobertura, mas também em número de cidades que serão abrangidas. A notícia que a

gente tem, embora algumas empresas ainda fiquem, por razões comerciais, escondendo as suas intenções, é que o número de cidades vai ultrapassar bastante as seis. E com certeza vai ser um serviço com bastante aceitação”, disse Bernardo. A Claro lançou o serviço em São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Paraty, Campos do Jordão e Búzios e a Oi anunciou o início da operação de sua rede 4G no Rio de Janeiro. A TIM e a Vivo vão detalhar seus planos de investimentos em 4G amanhã. O presidente da Anatel, João Rezende, disse que a agência vai fiscalizar o início da oferta do serviço no país. “Estamos acompanhando a cobertura de cada cidade, tem que ter oferta comercial a partir de amanhã e vamos fiscalizar o cumprimento desse quesito do edital”.

Cinco milhões de contribuintes ainda não entregaram a Declaração do Imposto de Renda Agência Brasil Brasília – A poucas horas do fim do prazo de entrega, pouco mais de dois terços dos contribuintes enviaram a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física. Até as 16h de hoje (29), a Receita Federal recebeu informações de 20.952.645 pessoas físicas, o que equivale a 80,6% dos 26 milhões de declarações esperadas para este ano. Somente nas últimas 72 horas, 3,33 milhões de contribuintes acertaram as contas com o Fisco. No levantamento anterior, divulgado na sexta-feira (26), 17.621.566 pessoas físicas haviam entregado o formulário. O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até as 23h 59min 59s de amanhã (30). Este ano, o Fisco espera receber mais de 26 milhões de declarações, ante 25.244.122 do ano passado. O programa gerador está disponível na página da Receita Federal

desde 25 de fevereiro. Para transmitir a declaração, é preciso instalar também o Receitanet, que pode ser baixado no mesmo endereço. A Receita publicou um passo a passo na internet com os procedimentos para a entrega da declaração. Está disponível ainda um manual com perguntas e respostas sobre o preenchimento do documento. O contribuinte também tem uma animação sobre a instalação do programa. Além da internet, a declaração poderá ser entregue em disquetes de computador nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, durante o horário de funcionamento das agências. Quem entregar depois do prazo pagará multa de R$ 165,74 ou de 20% sobre o imposto devido, prevalecendo o maior valor. As regras para a entrega da declaração estão na Ins-

trução Normativa 1.333, publicada no Diário Oficial da União em 19 de fevereiro. Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam em 2012 rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 24.556,65, além dos que tiveram rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com total acima de R$ 40 mil. A apresentação da declaração é obrigatória para quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas ou obteve receita bruta com a atividade rural superior a R$ 122.783,25. Quem tinha, até 31 de dezembro de 2012, posse de bens ou propriedades, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil, também está obrigado a declarar.

O valor limite para dedução com gastos com instrução é R$ 3.091,35, informou o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir. Por dependente, o contribuinte pode abater R$ 1.974,72. No caso das deduções permitidas com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos, o valor do abatimento pode chegar a R$ 985,96. Não há limites para os gastos com despesas médicas. O contribuinte poderá optar pelo desconto simplificado, que é calculado aplicando-se 20% sobre os rendimentos tributáveis. Nesse caso, não é necessária comprovação e o desconto está limitado a R$ 14.542,60. “Se o contribuinte tiver deduções, como despesas médicas e gastos com instrução que, somadas, fiquem acima desse limite, a sugestão é que se faça a opção pela declaração completa”, disse Adir.

Tesouro poderá lançar títulos federais no exterior nas próximas semanas Agência Brasil Brasília – A diminuição da instabilidade na economia internacional fez o Tesouro voltar a avaliar a emissão de títulos federais no exterior, disse ontem (29) o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Segundo ele, o governo poderá fazer a operação nas próximas semanas. “O cenário internacional em termos de volatilidade melhorou. Algumas empresas, inclusive, captaram recursos no exterior recentemente, o que mostra que a instabilidade dimi-

nuiu bastante”, disse o secretário. Perguntado quando o Tesouro faria uma nova emissão, ele respondeu que o lançamento poderia ocorrer nas próximas semanas. Por meio das emissões de títulos da dívida externa, o governo pega dinheiro emprestado dos investidores internacionais com o compromisso de devolver os recursos com juros. Taxas menores de juros indicam menor grau de desconfiança dos investidores de que o Brasil não conseguirá pagar a dívida. Segundo o secretário, atual-

mente o Brasil não capta recursos no exterior com o objetivo de se financiar nem de aumentar as reservas internacionais, mas para obter as menores taxas de juros possíveis que favoreçam as empresas brasileiras que também forem lançar títulos no mercado internacional. “A curva [de juros] do Tesouro Nacional fornece um referencial para as empresas que forem captar recursos no exterior ”, disse. A última vez que o Brasil emitiu títulos no exterior foi em setembro do ano passado. Na

ocasião, o Tesouro Nacional captou US$ 1,35 bilhão em títulos com vencimento em 2023 e obteve a menor taxa de juros da história, 2,686% ao ano. Em dezembro, o Tesouro Nacional anunciou que pretendia fazer uma nova emissão em dólares, mas ainda não havia encontrado oportunidade para fazer a operação. No mês passado, o secretário tinha admitido que as turbulências externas, provocada pelas disputas políticas em relação ao orçamento nos Estados Unidos e pela renegociação da dívida do Chipre, adiaram as emissões.

Produção do etanol misturado à gasolina deve crescer 28,29% Agência Brasil São Paulo - A produção do etanol anidro (destinado à mistura com a gasolina) no Centro-Sul do país deve crescer 28,29% na safra 2013/2014 em relação ao período anterior, segundo estimativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). De acordo com diretor técnico da entidade, Antonio Padua Rodrigues, o crescimento está relacionado ao aumento do percentual de etanol na gasolina, que passará de 20% para 25% a partir desta quarta-feira (1º). “Não temos a menor dúvida de que o aumento tem relação com o limite de mistura que foi ampliado”, declarou. Segundo Rodrigues, o crescimento deve ocorrer com mais destaque nas unidades produtoras da Região Centro-Sul, representadas na Unica, devido às condições climáticas do Norte e Nordeste. “A demanda [de anidro] no Brasil deve crescer 2,3 bilhões de litros. Sabemos que a safra do Norte/Nordeste vai ser menor, porque eles

estão sofrendo muito com a seca. Por isso, toda essa produção adicional tem que se dar aqui na nossa região”, justificou. Em número absolutos, a produção de etanol anidro passará de 8,7 bilhões de litros para 11,2 bilhões. Em termos gerais do setor, o aumento da moagem de cana-deaçúcar é estimado em 10,67%. O volume de cana a ser processado, que é dividido entre a produção de açúcar e etanol, deve passar de 532,76 milhões de toneladas para 589,60 milhões neste ciclo. “É uma previsão otimista e parte da premissa de que tudo vai correr bem, que vai ser mantido o aumento da mistura [na gasolina], que serão mantidos os níveis de exportação do ano passado”, declarou o diretor técnico. Os resultados acumulados este ano, até a primeira quinzena de abril, entretanto, mostram um processamento de cana aquém do esperado, com 8,82 milhões de toneladas.

mar 0,00

abr 0,00

ano 0,00

12 m 0,07

POUPANÇA MENSAL % jan fev mar 0,50 0,50 0,50

abr 0,50

ano 2,02

12 m 6,27

ÍNDICES DIÁRIOS Período 30/3 a 30/4 31/3 a 1/5 1/4 a 1/5 2/4 a 2/5 3/4 a 3/5 4/4 a 4/5 5/4 a 5/5 6/4 a 6/5 7/4 a 7/5 8/4 a 8/5 9/4 a 9/5 10/4 a 10/5 11/4 a 11/5 12/4 a 12/5 13/4 a 13/5 14/4 a 14/5 15/4 a 15/5 16/4 a 16/5 17/4 a 17/5 18/4 a 18/5 19/4 a 19/5 20/4 a 20/5 21/4 a 21/5 22/4 a 22/5

TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

TBF 0,5435 0,5694 0,5598 0,5585 0,5588 0,5443 0,5140 0,4885 0,5143 0,5404 0,5377 0,5314 0,5820 0,5011 0,5022 0,5287 0,5843 0,5668 0,5812 0,5399 0,5289 0,5003 0,5267 0,5507

CONSTRUÇÃO em % dez jan fev CUB/PR 0,23 0,18 0,26 CUB (fevereiro/2013): R$ 1.079,94

Poupança 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273

ano 0,44

12 m 8,15

FAJ-TR / TR-FATOR

24/4 25/4 SELIC Fev/12 Mar/12 Abr/12 Mai/12 Jun/12 Jul/12 Ago/12

2,76809740 2,76809740

0,75% 0,82% 0,71% 0,74% 0,64% 0,68% 0,69%

0,01240190 0,01240190

Set/12 Out/12 Nov/12 Dez/12 Jan/13 Fev/13 * Mar/13

0,54% 0,61% 0,55% 0,55% 0,60% 0,49% 1,00%

* No mês corrente o valor da Selic é sempre 1,00% IR - ABRIL * IR 2012: A ultima parcela do IR 2012 vence em 30/11. Para pagamento desta parcela há juros Selic de 6,00%. ** Para pagar atrasado um tributo cujo vencimento foi no mesmo mês, será cobrada a Selic do mês corrente (1,00%). Para atrasos que extrapolem o mês em curso, será cobrada taxa equivalente à soma da Selic dos meses em atraso, mais multa. PREVIDÊNCIA Competência: MARÇO As empresas têm prazo para pagar até 20/2 e as pessoas físicas até 15/2. A partir desses prazos há multas de 4% a 100%, além de juros pela taxa Selic. EMPRESÁRIO/EMPREGADOR Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 678,00 (R$ 74,58) e R$ 4.159,00 (457,49), através de GPS. AUTÔNOMO 1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 678,00 (R$ 135,60) a R$ 4.159,00 (R$ 831,80). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% até o máx. de R$ 4.159,00 (R$ 457,49) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 4.159,00 (R$ 457,49). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 4.159,00. FACULTATIVO Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 678,00 (R$ 135,60) e R$ 4.159,00 (R$ 831,80), através de carnê. ASSALARIADOS Salário Contribuição (R$) Até 1.247,70 De 1.247,71 até 2.079,50 De 2.079,51 até 4.159,00

Alíquota 8,00% 9,00% 11,00%

EMPREGADOS DOMÉSTICOS Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 54,24 81,36 135,60

SALÁRIO FAMÍLIA – MARÇO/2013 Salário de até R$ 646,55 Salário de R$ 646,55 a 971,78

R$ máx 457,49 499,08 956,57

R$ 33,16 R$ 23,36

OUTROS ÍNDICES BTN + TR TJLP Sal. Mínimo FGTS UPC

Dez 1,570040 5,50 622,00 0,2466 22,31

Jan 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

IR – TABELA DE MARÇO Desconto na fonte e carnê-leão Base (R$) Alíquota Até 1.710,78 isento 1.710,79 a 2.563,91 7,5% 2.563,92 até 3.418,59 15,0% 3.418,60 até 4.271,59 22,5% Acima de 4.271,59 27,5%

Fev 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Mar 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Dedução – R$ 128,31 R$ 320,60 R$ 577,00 R$ 790,58

Deduções: a) Assalariados: 1) - R$ 171,97 por dependente; 2) - pensão alimentícia; 3) - contribuição à Prev. Social; 4) - R$ 1.710,78 por aposentado a partir de 65 anos; 5) - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carnê Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.


8

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

Dilma apresentará nova proposta sobre destinação dos royalties do petróleo

Museu Oscar Niemeyer tem horário estendido e visita guiada na quinta-feira O Museu Oscar Niemeyer (MON)- realiza nesta quinta-feira (02) o “Mais MON”, primeira quinta-feira do mês em que o horário é estendido e com entrada gratuita entre 18h e 20h. Às 18h, ocorre uma visita guiada à exposição “A Magia de Escher”, seguida de demonstração sobre as técnicas de gravura com a artista Uiara Bartira. A partir das 19h30 haverá também o projeto + MON + Música, no auditório Poty Lazzarotto, com o trio residente formado por Jeff Sabbag (piano), Cristian Julian (contrabaixo) e Endrigo Betega (bateria). Nesta edição, o destaque será a música latina, que traz o pianista uruguaio Santiago Beis, o multi-instrumentista argentino Gabriel Castro e o contrabaixista panamenho Edwin Pitre. Edwin também é doutor em antropologia e professor de Música da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e aproveita para participar do bate-papo musical com Maurício Cruz. A apresentação terá ainda as participações dos cantores Cris Tarran e Rodrigo Fornos. No repertório, clássicos de todos os gêneros musicais da rica cultura latino americana. A entrada é gratuita. Até às 20h, o público poderá conferir as exposições em cartaz no MON, entre elas: Acervo MON - Aquisições 2011/ 2013; Múltiplo Leminski; A Magia de Escher; O Brasil de Marc Ferrez - fotografias do Instituto Moreira Salles; Ione Saldanha: o tempo e a cor; Leda Catunda – Pinturas recentes; PR/BR, Museu em Construção e Cones. A loja e o café do MON também ficam abertos até às 20 horas neste dia.

Dilma disse que o Brasil tem avançado e deixado para trás o complexo de vira-lata

porte crianças e jovens da zona rural de 78 municípios de Mato Grosso do Sul. Dilma Rousseff recebeu o título de cidadã sul-matogrossense da Assembleia Legislativa do Estado e ressaltou que nenhum país do mundo se torna desenvolvido sem educação em tempo integral. A presidenta disse que o governo e as famílias devem valorizar a educação desde a creche, onde, segundo ela, as desigualdades começam a ser

combatidas, com as crianças recebendo os mesmos incentivos e estímulos educacionais. Depois, segundo ela, é preciso buscar que todas as crianças estejam plenamente alfabetizadas até os oito anos, para que o desenvolvimento posterior se torne mais fácil. A presidenta disse, no fim de seu pronunciamento, que o país tem avançado e deixado para trás o complexo de vira-lata. "Nós mudamos, somos respeita-

dos no mundo, somos um país forte, somos uma das maiores economias, temos uma agricultura forte e competitiva, uma indústria forte e competitiva, temos uma população trabalhadora, capaz, que não desiste nunca, que entra pra ganhar. Nesses últimos dez anos, enterramos o complexo de vira-lata. Vamos aproveitar, levantar bem o nariz e ter muita autoconfiança, porque nós somos de um país vencedor".

Joel Rocha/Divulgação/MON

A presidente Dilma Rousseff disse ontem (29) que enviará ao Congresso Nacional uma nova proposta sobre o uso integral dos royalties do petróleo da camada pré-sal na área da educação. A Medida Provisória (MP) 592 perderá validade no dia 12 de maio, caso não seja votada no Congresso. A comissão mista que analisa a proposta não chegou a acordo para a votação e decidiu adiá-la até que o Supremo Tribunal Federal (STF) se manifeste a respeito das regras de divisão dos royalties. "Nessa questão da educação, somos teimosos, somos insistentes, e vamos enviar uma nova proposta para uso dos recursos, royalties, participações especiais e o recurso do pré-sal, para serem gastos exclusivamente na educação. O Brasil precisa de duas coisas para melhorar a educação: da vontade de todos nós, a vontade política do governo e a paixão das famílias, mas também precisa de recursos", disse a presidenta durante discurso em Campo Grande. Ela participou da entrega de chaves de 300 ônibus escolares para trans-

Divulgação/Agência Brasil

"Vamos aproveitar, levantar bem o nariz e ter muita autoconfiança, porque nós somos de um país vencedor", disse a presidente

A partir das 18h desta quinta, a entrada é gratuita no Museu oscar Niemeyer


| 30 de abril e 1º de maio de 2013

9

JOGOS ESCOLARES 2013

João e Vitor - Campeões Vôlei de Praia Masculino “A”

Allysson e Marquinhos – Campeões Vôlei de Praia Masculino “B”

Rafaela, Victória, Nicole, Larissa, Sandriely, Agatha, Karen e Cecília – Vice-Campeãs – Voleibol Feminino “B”

Bruno, Renan, Leonardo, Arthur e Rafael – 3° Lugar Basquetebol “A”

Wilen – 3º Colocado – Atletismo 1000 metros.

Laura – Vice Campeã no Salto em distância e 3º Lugar nos 75 metros.

Chegamos ao final de mais uma fase municipal dos jogos escolares, etapa de muitas vitórias e também de muitas experiências. Ao jogar os alunos descobrem que ganhar e perder faz parte da vida e desenvolvem estratégias para enfrentar várias situações. O desafio de uma partida proporciona a elaboração e a exploração de questões relacionadas à sociabilidade (que se dá por meio de regras), o desenvolvimento de estratégias, o respeito ao colega e ao adversário, possibilitando ao aluno a superação de limitações enquanto aprende a perder e a ganhar. Nestes jogos escolares destacamos as equipes do vôlei de praia, as quais todas foram campeãs, garantindo que conquistássemos o tetracampeonato na categoria masculino “B”, e o Bicampeonato no masculino “A”. Grandes conquistas na modalidade do Atletismo, destacando-se os atletas Cássio Kenji, 1º Lugar no lançamento de pelota com a marca de 58 metros, Ricardo 2º Lugar no lançamento de pelota e a atleta Cecília 1º Lugar arremessando 28 metros. Parabéns a atleta Giovana vice-campeã no Xadrez rápido e relâmpago. Agradecemos a todos os professores, pela dedicação e empenho, para que nossos alunos/atletas descem tudo de si, tentando alcançar os objetivos propostos. Agradecemos também aos pais que mostraram-se presentes, acompanhando os jogos dos seus filhos, tenham certeza que o apoio de vocês foi

Laura e Karen – Campeãs Vôlei de Praia Feminino “B”

Giovana – 2º Lugar – Xadrez

Cecília – 1º Lugar – Atletismo – Lançamento de pelota.

PARABÉNS especial a todos os nossos Atletas, que se empenharam e treinaram, para representar o nosso Colégio, temos orgulho em tê-los como nossos alunos e ATLETAS.

Cassio – 1º Lugar e Ricardo - 2º Lugar – Atletismo – Lançamento de Pelota

de extrema importância para eles e também para nós. Ter o apoio dos pais nos jogos foi fundamental para todas as nossas conquistas, comemorarmos a vitória juntos, chorarmos e apoiarmos as derrotas deles fez com que o crescimento e aprendizado pessoal de cada um sejam de valor inestimável para toda a vida.

Nossos resultados neste ano foram: 1º Lugar - Vôlei de Praia Masculino B 1º Lugar - Vôlei de Praia Masculino A 1º Lugar - Vôlei de Praia Feminino B 1º Lugar - Basquetebol Masculino B 1º Lugar - Handebol Masculino B 1º Lugar - Arremesso de pelota ( Atletismo) Masculino B 1º Lugar - Arremesso de pelota ( Atletismo) Feminino B 2º Lugar - Arremesso de pelota ( Atletismo) Masculino B 2º Lugar - Salto em Distância Feminino ( Atletismo) Feminino B 2º Lugar - Xadrez “ relâmpago” Feminino B 2º Lugar - Xadrez “ rápido” Feminino B 2º Lugar – Voleibol Feminino B 3º Lugar - Basquetebol Masculino A 3º Lugar - 75 metros (Atletismo) Feminino B 3º Lugar - 1000 Metros ( Atletismo) Masculino B

Guilherme Sinja Padilha Coordenador de Esportes


10

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

PIRAQUARA II

PIRAQUARA I

Prefeitura recuperou 50% das ruas da Vila Macedo

Passeio Ciclístico acontece no Dia do Trabalhador

Prefeito Marquinhos esteve no bairro no último sábado e acompanhou as obras de recuperação

Prefeito Marquinhos acompanhou as obras no bairro e conversou com moradores

breve estaremos chegando atendendo todos os bairros”, explicou o Prefeito Marquinhos. Enquanto acompanhava a movimentação das máquinas, o morador da rua Cuiabá, Jair Gomes, fazia sua parte e arrumava a entrada da sua casa. Ele conversou com o Prefeito Marquinhos e es-

pera que obras continuem no mesmo ritmo. “Fazia muito tempo que não tínhamos obras dessa forma aqui no bairro. Moro aqui desde 1976 e fico feliz em ver as melhorias e o prefeito presente ouvindo a população”, destacou o morador. Também acompanharam as obras o Vice Prefeito, Professor Antunes, e o

Vereador Rock. No momento já receberam benfeitorias as ruas Aracaju, Recife, Cuiabá, Goiânia, Belém, Fortaleza, Maceió, Porto Alegre e João Pessoa. Uma equipe da Secretaria de Infraestrutura continua no bairro até a conclusão da recuperação das demais ruas programadas.

LAPA

Na manhã do último sábado (27), cavaleiros e cavaleiras do município da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, se reuniram para relembrar o tropeirismo. O evento começou com uma tropeada, do Trevo de entrada da cidade até a frente da Câmara Municipal, onde foram realizadas homenagens ao Dia do Tropeiro e ao Barão dos Campos Gerais, tropeiro lapeano. Na ocasião, a prefeita Leila Klenk e o presidente da União dos Tropeiros, Hilário Rodrigues, levaram uma corbelha de flores até o busto do Barão dos Campos Gerais, localizado ao lado da Câmara. O Dia do Tropeiro é comemorado em 26 de abril, data em que no ano de 1733, fale-

ceu o padre Cristóbal de Mendonza e Orelhana, primeiro tropeiro brasileiro. Durante 250 anos os tropeiros foram responsáveis por toda a comercialização e transportes de produtos e informações no Brasil. Esta é uma data de suma importância para a região. De acordo com a diretora de Cultura, Eloisa Murbach, “dia 26 de abril marca um momento de nossa tradição que nos remete às origens do nosso município e da nossa história como lapeanos, filhos dessa alegre terra de nome Lapa, outrora chamada ‘país dos tropeiros’, por sua riqueza em água, vegetação e qualidade de clima que oferecia aos tropeiros que por aqui passavam e paravam para

Divulgação/PML

População comemora Dia do Tropeiro com homenagens

Leila lê uma poesia da avó, Isaura Aubrift, dedicada aos tropeiros

recarregar-se de alimento, compras, pastagem para as mulas e descanso”. O presidente da União dos Tropeiros discursou sobre a relevância do tropeiro no surgimento e manutenção da

cidade: “A geração atual não sabe o que o tropeiro fazia, então explico que esse desempenhava o papel que hoje o caminhoneiro realiza, que é o transporte de diversas mercadorias”.

ARAUCÁRIA

Programa de Habitação Rural reúne famílias cadastradas As 21 famílias de pequenos agricultores do município inscritas no Programa Nacional de Habitação Rural, instituído no Estado como Programa Morar Bem Paraná Rural, participaram de uma reunião na manhã de ontem (29), no Mercado Municipal, com representantes da Prefeitura, da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e do Sindicato Rural para acompanhar o andamento do projeto. Os cadastros dos inscritos já foram avaliados pela Emater e pela Cohapar, nessa ordem, e agora serão analisados pela Caixa Econômica Federal. Enquanto isso, o contrato firmado entre a Prefeitura e as entidades envolvidas será renovado. “O convênio foi assinado na gestão passada e a atual administração está se colocando a par da situação para que o prefeito possa assinar a documentação necessária para dar continuidade ao

programa, mas já adianto que o prefeito se mostra sensível a essa necessidade de melhorar a qualidade da habitação da população rural e é favorável a estabelecer parcerias que possam dar uma moradia digna a todos”, comentou o secretário Carlos Augusto Siqueira do Couto, da pasta de Agricultura. Durante a reunião, os presentes escolheram alguns representantes para integrarem comissões que vão acompanhar o projeto, como o andamento da obra e a liberação dos recursos. Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Pedro Aloise Wojcik, o programa é muito importante para as famílias rurais de Araucária que possuem poucos recursos próprios. “O povo do campo que mais precisa nunca tinha sido lembrado. Uma pessoa que não tem uma casa boa para morar se sente abandonada”, afirmou. “O programa é muito importante e vai ajudar muito essas famílias”, completou.

ganizada. A concentração será realizada no estacionamento da Câmara Municipal, no Centro da cidade, com saída prevista as 09h. Após a chegada ao Parque Trentino, haverá o sorteio de bicicletas e vários brindes para os participantes. SERVIÇO Passeio Ciclístico do Dia do Trabalhador Data: Quarta feira 01/05/ 13 Hora: 9h: Concentração no estacionamento da Câmara Municipal de Piraquara, Avenida Getúlio Vargas, n° 1511.

Divulgação/PMP

Bruno Oliveira/PMP

A Prefeitura de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, intensificou no último sábado (27) as obras de recuperação de ruas na Vila Vicente Macedo, que já chegaram a aproximadamente 50 % das vias do bairro. Duas equipes completas foram deslocadas até a região, e aproveitaram o tempo bom para executar as melhorias nas ruas. Como tem acorrido durante os finais de semana, o Prefeito Marcus Tesserolli, o Marquinhos, acompanhou o trabalho e aproveitou para ouvir a comunidade local. Desde o início de abril, uma equipe executa a recuperação de ruas na Vila Macedo. Durante o sábado seis caminhões, três patrolas, uma retroescaveira e um trator rolo realizaram os serviços de patrolamento, nivelamento e o revestimento de saibro para melhorar a condição das ruas. “São obras de emergência, mas que já vão aliviar os problemas dos moradores que estavam com as ruas muito precárias. Com os serviços intensificados, inclusive nos sábados, em

Em celebração ao Dia do Trabalhador, nesta quarta feira, feriado de 1º de maio, acontece o primeiro Passeio Ciclístico do Trabalhador em Piraquara. Promovido pela Câmara Municipal, com o apoio da Prefeitura, Rotary Club e Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Piraquara, (ACIAP) o evento pretende reunir a comunidade para um passeio do Centro até o Parque Trentino. O primeiro evento do gênero proposto pelo legislativo municipal tem como objetivo envolver a população em uma atividade saudável e or-

Passeio sairá do centro da cidade seguindo até o Parque Trentino

ARTIGO

Suspensão da obrigação de informar o preço de mercadorias importadas na Nota Fiscal Com objetivo de evitar a “chamada guerra fiscal” entre os estados, foi publicada a Resolução nº 13/2012 do Senado Federal que padronizou para 4%, a partir de 01/01/2013, a alíquota do ICMS incidente nas operações interestaduais com produtos importados em todos os estados do país. A alíquota deverá incidir nas operações interestaduais com bens e mercadorias importados do exterior que, após seu desembaraço aduaneiro, não tenham sido submetidos a processo de industrialização ou, ainda que submetidos a qualquer processo de industrialização, resultem em mercadorias ou bens com conteúdo de importação superior a 40%. Para regulamentar a Resolução nº 13/2012, o Conselho Nacional de Política Fazendária editou os Ajustes SINIEF n.º 19 e 27, que definiu os procedimentos e obrigações acessórias a serem observados pelos contribuintes, a partir de 01/05/ 2013. No estado do Paraná esta legislação foi implementada pelo Decreto nº 6.890/2012. Dentre as obrigações definidas destaca-se a necessidade do empresário contribuinte informar na nota fiscal o valor da parcela de importação, revelando, dessa forma, o seu custo operacional e, expondo a conhecimento de terceiros e ao seu cliente a sua potencial margem de lucro na operação. Tal fato implica em tornar públicas informações confidenciais da empresa a respeito de seus fornecedores no exterior, custos de produto e margens de lucratividade, violando os princípios constitucionais da livre concorrência, isonomia e iniciativa privada. Além disso, o Fisco também impôs ao contribuinte a obrigação de enviar uma Ficha de Conteúdo de Importação (FCI), cujo preenchimento exige inúmeras informações sobre os produtos importados, o que implicará em gastos de pessoal e adaptação de sistemas de controle interno, a um custo elevadíssimo. Empresas no Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Santa Catarina ajuizaram medidas judiciais e, por meio de liminares, tiveram garantido seu direito de não informar o custo da importação dessas mercadorias, sendo que a Assembleia Legislativa do Espírito Santo já ajuizou perante o Supremo Tribunal Federal ação direta de inconstitucionalidade nº 4858, contestando o conteúdo da Resolução nº 13/2012 do Senado Federal. Assim, desde logo caberá a cada empresário contribuinte analisar a possibilidade de adaptação de sua empresa ou a viabilidade de discussão judicial da obrigação. Neste contexto, a Venturi Silva Advogados & Consultores já obteve sucesso obtendo liminar em medida judicial, garantindo as empresas que se enquadram nos requisitos supramencionados, a não apresentação de tais informações. Venturi Silva Advogados & Consultores Julienne Perozin Garofani OAB/PR nº 29.474 55 (41) 3383-1500 julienne@venturisilva.adv.br


| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

11

Curitiba terá feiras de emprego nos bairros O torneio é organizado pelo Movimento Curitiba Te Quero Sem Drogas, coordenado pela Força Jovem Paraná

Editora da UFPR e Volvo doam 5.600 livros para as Tubotecas O acervo das Tubotecas - pequenas bibliotecas instaladas em 10 estações-tubo da cidade acaba de ser reforçado com 5.600 livros de autores radicados no Paraná. As obras - de escritores como Miguel Sanches Neto, Alice Ruiz e Manoel Carlos Karam - foram doadas pela editora da Universidade Federal do Paraná e pela Volvo. Para o presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Marcos Cordiolli, com um mês de funcionamento as Tubotecas caíram no gosto da população. "O sucesso do projeto foi maior do que o previsto, mas para que possamos aperfeiçoar e ampliar o número de leitores é preciso receber mais doações", afirmou. A primeira grande doação que as Tubotecas receberam veio da Editora da Universidade Federal do Paraná, que repassou mais de 5 mil livros para o projeto. Segundo Gilberto de Castro, diretor da editora, logo após o lançamento do projeto foi feito um levantamento dos títulos que se enquadravam no perfil solicitado pela Fundação Cultural. "Nós não temos o mesmo espaço na mídia que outras grandes editoras. Então, percebemos que a Tuboteca nos oferece uma ótima oportunidade de difundir o nosso catálogo. Além de ser uma maneira de dar um retorno para a sociedade, já que nossos livros são produzidos com dinheiro público", ressaltou. Outra doação importante recebida pela Fundação esta semana veio da Volvo. A empresa doou aproximadamente 500 livros, todos produzidos no Paraná, com apoio da empresa. COMO DOAR As doações de livros podem ser feitas em qualquer equipamento mantido pela Fundação Cultural, nas Casas da Leitura, na sede da Fundação (Rua Engenheiros Rebouças, 1.732

- Rebouças), no Ippuc (Rua Bom Jesus, 669 -(Juvevê) e na sede da Prefeitura (Avenida Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico). As publicações passarão por uma triagem antes de serem levadas para as Tubotecas. Aceitam-se livros de literatu-

ra, contos, crônicas, romances, poesia, história em quadrinhos, infantil e infantojuvenil. Não serão aceitos livros didáticos, técnicos, religiosos, jornais e revistas de assuntos gerais ou de notícias, manuais, guias, enciclopédias, bem como qualquer material com teor ofensivo,

discriminatório e pornográfico. Grandes doadores, interessados em doar acima de 1.000 volumes, precisarão se adequar a Edital de Chamamento Público lançado no dia 1º de abril de 2013, que está disponível no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

A Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego vai facilitar o acesso dos trabalhadores de Curitiba às vagas disponíveis do mercado, descentralizando as feiras de emprego. A ideia é realizar feiras nas regionais da cidade. A descentralização foi aprovada, em reunião no dia 7 de março, pelo Conselho Municipal do Emprego e Relações do Trabalho, que reúne representantes de trabalhadores, empresas e da Prefeitura. No próximo dia 8, o conselho volta a se reunir para definir o calendário das feiras. "As feiras descentralizadas permitirão atender melhor os trabalhadores, perto do lugar onde vivem", afirma a secretária municipal do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves. Ela lembra que a descentralização de serviços é uma diretriz do plano de governo da atual administração, e está sendo implantada também em outras áreas, como urbanismo e cultura. Até o ano passado, o município promovia evento centralizado. Agora, com o aval do Conselho - que reúne representantes de todas as centrais sindicais -, a secretaria vai estender a oferta ao longo do ano, facilitando o acesso para quem está sem emprego ou em busca de uma oportunidade melhor. Este ano, a Secretaria do Trabalho e Emprego já realizou uma feira voltada à mulher trabalhadora. Realizada na Praça Rui Barbosa no dia 23 de março, a 1ª Feira do Emprego e da Capacitação Profissional da Curitiba Trabalhadora ofertou mais de 3 mil vagas de emprego, além de uma série de serviços. A proposta que será sub-

metida ao Conselho no dia 8 prevê, além de feiras nos bairros, também eventos voltados para os jovens e para inclusão digital. Além disso, está programada para dezembro uma feira de emprego e capacitação profissional de pessoas com deficiência, que deverá ser realizada na Praça Generoso Marques. DIA DO TRABALHO Na semana em que se comemora o Dia do Trabalho, a secretária Mirian Gonçalves vai recepcionar em Curitiba nesta sexta-feira, dia 3, o ministro do Trabalho, Manoel Dias. O ministro vem para uma audiência com lideranças da área do trabalho, que acontecerá a partir das 9 horas no Salão Brasil, na sede da Prefeitura. Para celebrar o Dia do Trabalho, a secretaria também está preparando para o próximo domingo (5) uma festa no Parque Barigui. A programação vai das 13h30 às 17h30 e inclui shows, divulgação de cursos profissionalizantes, apresentação de fantoches e recreação infantil. Entre as atrações musicais estão a dupla Willian e Renan, a banda Anauê e o DJ Mario de Luca. A Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego vai aproveitar o evento para apresentar o programa de agendamento eletrônico para atendimento nos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) instalados nas Ruas da Cidadania, além de repassar informações sobre a carteira de trabalho. As secretarias da Defesa Social, da Saúde e do Abastecimento também irão promover atividades no parque.


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

PREFEITURA DE COLOMBO

| 30 de abril e 1Âş de maio de 2013 |

CNPJ 95.816.963/0001-74

31/12/2012

31/12/2011

Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber de clientes Estoques Impostos a recuperar Adiantamento a fornecedores Outros crĂŠditos Total do ativo circulante NĂŁo circulante Partes relacionadas DepĂłsitos judiciais Outros crĂŠditos Investimento Imobilizado IntangĂ­vel Total do ativo nĂŁo circulante Total do ativo

DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS

2.170 18.733 52.702 1.644 649 1.642 77.540

7.062 18.383 47.756 2.170 3.581 3.471 82.423

4.928 722 4.720 28 27.284 507 38.189 115.729

5.764 714 6.582 28 28.183 371 41.642 124.065

Preços Registrados: Encontram-se a disposição no Setor de Contratos, sito à Rua XV de Novembro, n°. 105, Centro - Colombo/PR ou pelo site www.colombo.pr.gov.br no link licitaçþes.

Aviso de Licitação Edital - TOMADA DE PREÇOS Nº. 001/2013 Objeto: Contratação de empresa especializada para prestar serviços de manutenção e recuperação de vias públicas não pavimentadas desta municipalidade, conforme quantidades e especificaçþes contidas no anexo V do edital. Data: 20 de maio de 2013, Às 09:00 Horas. Local de Abertura: Sede da Prefeitura Municipal de Colombo. Preço Måximo: Constante no Edital. CritÊrio de Julgamento: Maior Desconto. Informaçþes Complementares poderão ser obtidas na Secretaria Municipal da Administração, sito a Rua XV de Novembro Nº. 105, Centro, Colombo - Paranå, ou pelos fones: (041) 3656-8002 ou 3656-8112 ou pelo site: www.colombo.pr.gov.br. Colombo, 29 de abril de 2013. Izabete Cristina Pavin Prefeita Municipal

31/12/2012

31/12/2012

31/12/2011

REAPRESENTADO

197.218

187.352

Custos dos produtos vendidos

(164.280)

(155.970)

32.938

31.382

Lucro bruto Com vendas

Dê-se publicidade, Paço Municipal de Colombo Em 29 de Abril de 2013. IZABETE CRISTINA PAVIN Prefeita Municipal

A PREFEITA MUNICIPAL DE COLOMBO, Estado do Paranå, no uso de suas atribuiçþes que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE: I - Dar vacância ao cargo, do Servidor Público Municipal LIZABET DIAS, RG 1.983.108-6, do cargo de Educador Infantil, na função de Educador Infantil, a partir de 29/04/2013, por motivo de Aposentadoria Voluntåria por Idade. II - Dar vacância ao cargo, do Servidor Público Municipal VIRGINIA DA SILVA BONIN, RG 4.344.174-4, do cargo de Agente de Serviços, Limpeza e Alimentação, na função de Auxiliar de Serviços Gerais, a partir de 29/04/2013, por motivo de Aposentadoria por Invalidez. III - Dar vacância ao cargo, do Servidor Público Municipal RAIMUNDA PEREIRA DA CRUZ, RG 6.593.566-0, do cargo de Agente de Serviços, Limpeza e Alimentação, na função de Auxiliar de Serviços Gerais, a partir de 29/04/2013, por motivo de Aposentadoria por Invalidez. IV - Dar vacância ao cargo, do Servidor Público Municipal SERGIO RODRIGUES DE CASTRO, RG 1.047.321, do cargo de Agente de Serviços, Limpeza e Alimentação, na função de Auxiliar de Serviços Gerais, a partir de 29/04/2013, por motivo de Aposentadoria por Invalidez. V - Dar vacância ao cargo, do Servidor Público Municipal JOANA APARECIDA DOS SANTOS VIANA, RG 5.369.655-4, do cargo de Agente de Serviços, Limpeza e Alimentação, na função de Auxiliar de Serviços Gerais, a partir de 29/04/2013, por motivo de Aposentadoria por Invalidez. Dê-se publicidade, Paço Municipal de Colombo Em 29 de Abril de 2013. IZABETE CRISTINA PAVIN Prefeita Municipal

JUĂ?ZO DE DIREITO DA DÉCIMA QUARTA VARA CĂ?VEL COMARCA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANĂ EDITAL DE CITAĂ‡ĂƒO E INTIMAĂ‡ĂƒO DOS DEVEDORES MARIA ALICE MEIRA ROHRBACHER e JORGE ROHRBACHER, por estar(em) em lugar(es) incerto(s) ou nĂŁo sabido. CITANDO E INTIMANDO: MARIA ALICE MEIRA ROHRBACHER e JORGE ROHRBACHER, inscritos no CPF sob nÂşs 255.440.639-15 | 567.595.33968. AĂ‡ĂƒO: EXECUĂ‡ĂƒO POR TĂ?TULO EXTRAJUDICIAL NÂş DOS AUTOS: 1569/2009 CREDOR(A): CBN DISTRIB. DE PRODUTOS ALIMENTĂ?CIOS E LOGĂ?STICA DEVEDORES: MARIA ALICE MEIRA ROHRBACHER e JORGE ROHRBACHER PRAZO: 20 (vinte) dias OBJETIVO: para no prazo de 03 (trĂŞs) dias, pagar(em) o valor da divida de R$ 8.176,58 (Oito Mil, Cento e Setenta e Seis Reais e Cinquenta e Oito Centavos), mais custas processuais no valor de R$ 616,00 (seiscentos e dezesseis reais), a verba honorĂĄria, a incidir sobre o total do dĂŠbito perseguido serĂĄ de 10% (dez por cento), a qual serĂĄ reduzida pela metade em caso de pagamento em 03 (trĂŞs) dias e mais acrĂŠscimos legais, INTIMANDOO(A)(S), para no prazo de 15 (quinze) dias oferecer(em) embargos, querendo. E para que chegue ao conhecimento de todos mandou passar o presente edital que serĂĄ fixado no local de costume e publicado na forma da Lei. D A D O E P A S S A D O, nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do ParanĂĄ, aos Vinte e TrĂŞs dias do mĂŞs de Março do ano de Dois Mil e Treze. Eu, (a) (Edson Martins de Carvalho), Escrevente Juramentado, o subscrevi.(a) FABIANO JUBUR CECY Juiz de Direito Substituto.

(10.217) (1.388)

Participaçþes nos resultados

(741)

(421)

(44)

5.146

(1.481)

(68)

(36.527)

(30.078)

Outras receitas (despesas)

20.561 35.156 3.365 1.067 1.802 1.762 63.713

Lucro (prejuĂ­zo) operacional antes do resultado financeiro

(3.589)

1.304

Resultado financeiro

(5.614)

(7.563)

(9.203)

(6.259)

Prejuízo antes do imposto de renda e da contribuição social

19.182 8.929 2.025 1.498 31.634

15.731 9.375 3.345 1.043 2 29.496

32.708 533 8.385 (18.796) 22.830 115.729

32.708 649 10.201 (12.702) 30.856 124.065

NOTAS EXPLICATIVAS As demonstraçþes financeiras completas acompanhadas do relatório de administração e do relatório da auditoria independente estão disponíveis na sede da Companhia à Rua Ivan Luiz Coelho, 273, Bairro Palmital, CEP 83.413-125, na cidade de Colombo, Estado do Paranå. Elizeu Machado de Lima – Diretor AgenÊrio Luiz Coelho – Diretor Paulo Roberto Kososki – Contador CRC 040801/0-1

Imposto de renda e contribuição social Diferidos

1.177

PrejuĂ­zo do exercĂ­cio

2.395

(8.026)

(3.864)

4.134 174 82 5.657

3.921 1.419 4.394 5.956 1.388 1.204 330 (2.104) 12.644

455 (1.320) 1.156

(3.864)

(10.687) 2.936 3.674 190 (271) (78) (3.269) 2.067 2.299 58 882 180 10.625 (4.565) (255) (4.820) 27.705 (30.655) (339) (3.289) 2.516 4.546 7.062 2.516

DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO L�QUIDO Exercícios findos em 31 de dezembro de 2012 e 2011 (Em milhares de reais - R$)

Em 31 de Dezembro de 2010 Ajuste de saldo inicial Em 31 de Dezembro de 2010 (reapresentado) Prejuízo do exercício Realização da reserva de reavaliação Reversão ajuste de avaliação patrimonial Realização ajuste de avaliação patrimonial Em 31 de Dezembro de 2011 (reapresentado) Prejuízo do exercício Realização da reserva de reavaliação Realização ajuste de avaliação patrimonial Em 31 de Dezembro de 2012

Capital social 32.708 32.708

Reserva de reavaliação 6.080 (5.375) 705

Ajuste de avaliação patrimonial 32.366 (16.625) 15.741

(56)

32.708

(5.540) 10.201

649 (116)

32.708

EDITAL DE CITAĂ‡ĂƒO E INTIMAĂ‡ĂƒO DOS INTERESSADOS, AUSENTES, INCERTOS E DESCONHECIDOS. PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. A Doutora Danielle Nogueira Mota Comar, JuĂ­za de Direito da Primeira Vara CĂ­vel da Comarca da RegiĂŁo Metropolitana de Curitiba, Foro Regional de SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais, Estado do ParanĂĄ, F A Z S A B E R que por este JuĂ­zo e CartĂłrio processam os termos dos autos nĂşmero 0006158-91.2013.8.16.0035 de Ação de UsucapiĂŁo ExtraordinĂĄria, em que ĂŠ requerente Clair Moro Komk Buhrer e Nelson Buhrer, tendo por objetivo o lote de terreno com as seguintes descriçþes: “um imĂłvel sito na Rua Franciele do Rocio Leal da Cruz, distante de aproximadamente 16,17 km do Rio Iguaçu, com ĂĄrea total de 57.416,68 m², localizado no lugar denominado PindĂĄ, SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais - ParanĂĄâ€?. A ĂĄrea objeto da ação, possui a seguinte confrontação: Antonio Geraldo Buhrer, Nelson JosĂŠ Bonatto e JoĂŁo Maria Fontes. Ficam os interessados, ausentes, incertos, desconhecidos e aquele em cujo o nome porventura esteja transcrito o imĂłvel usucapiendo CITADOS e INTIMADOS atravĂŠs do presente edital, dos termos da ação acima mencionada. Advertindo-o (a) de que se nĂŁo forem contestados presumir-se-ĂŁo aceitos pelo (a) mesmo (a) como verdadeiros os fatos articulados pelo (a) autor (a). Artigos 285 e 319 ambos do CĂłdigo de Processo Civil. Ocorrendo a ausĂŞncia injustificada do requeridos reputar-se-ĂŁo verdadeiros os fatos contra si alegados, salvo havendo prova contrĂĄria nos autos.- SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais, aos vinte e trĂŞs dias do mĂŞs de abril do ano de dois mil e treze. Eu _________(Daniele Pereira de Oliveira), Analista JudiciĂĄrio que o digitei e subscrevi.Subscrição autorizada pelo MM. Juiz – Portaria 02/2010

(1.816) 8.385

533

PrejuĂ­zos acumulados (8.947) (4.772) (13.719) (3.864) 56 (715) 5.540 (12.702) (8.026) 116 1.816 (18.796)

Total 62.207 (26.772) 35.435 (3.864) (715) 30.856 (8.026)

22.830

CARTÓRIO DISTRITAL DE COLÔNIA MURICI JOSÉ JAVORSKI – OFICIAL Alameda Bom Pastor, 171 – Campina – São JosÊ dos Pinhais - PR Fone (41) 3283-4371 – Fone/Fax (41) 3383-0588

EDITAL DE PROCLAMAS Faço saber que pretendem se casar: EBERSON OSNI MACHADO com DIRLENE JACINTO ALVES JOAO LEANDRO MATIAS DE SOUZA com DANIELA CRISTINA MARTINS VIEIRA Se alguÊm souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 (quinze) dias. São JosÊ dos Pinhais, 29 de abril de 2.013. JOSÉ JAVORSKI Oficial

ACRIDAS - Associação CristĂŁ de AssistĂŞncia Social CNPJ 78.552.726/0001-24 INSCRIĂ‡ĂƒO ESTADUAL 901.51139-09 UTILIDADE PĂšBLICA: MUNICIPAL: LEI 11.123/04, ESTADUAL: LEI 14.128/03 FEDERAL: DECRETO MJ 13.284/93-89 - 20/09/94 REGISTRO CNAS E CERTIFICADO DE FILANTROPIA: 28987.012655/94-38 CMAS Curitiba: NÂş 217 - COMTIBA: NÂş 36 - SETP nÂş 487/00

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO EM 31 DE '(=(0%52'((

%$/$1d23$75,021,$/(0H ATIVO ATIVO CIRCULANTE DISPON�VEL CAIXA BANCOS BANCOS C/ MOVIMENTO BANCOS C/ ESPECIAIS APLICAÇOES FINANCEIRAS CRÉDITOS CONTAS A RECEBER ADIANTAMENTOS IMPOSTOS A RECUPERAR OUTROS CRÉDITOS DESPESA ANTECIPADA

2012 2.213.869,76 2.052.400,94 981,13 40.863,84 1.117,72 39.746,12 2.010.555,97 156.797,84 140.230,00 15.380,51 1.187,33 4.670,98

2011 2.529.309,63 2.195.656,15 131,54 23.006,09 22.983,19 22,90 2.172.518,52 330.813,60 187.497,00 4.420,48 48,46 138.847,66 2.839,88

ATIVO NĂƒO CIRCULANTE PROCESSO JUDICIAL

4.978.029,37 138.847,66

4.803.191,85 -

IMOBILIZADO BENS EM OPERAĂ‡ĂƒO (-)DEPRECIAĂ‡ĂƒO

4.839.181,71 5.680.903,57 (841.721,86)

4.803.191,85 5.508.796,78 (705.604,93)

TOTAL DO ATIVO

7.191.899,13

7.332.501,48

PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE FORNECEDORES OBRIGAÇÕES TRIBUTà RIAS OBRIGAÇÕES SOCIAIS OUTRAS OBRIGAÇÕES PROVISÕES

2012 156.569,11 4.306,00 4.623,75 29.762,78 1.240,72 116.635,86

PASSIVO NĂƒO CIRCULANTE PROCESSO JUDICIAL

138.847,66 138.847,66

PATRIMÔNIO SOCIAL PATRIMÔNIO SOCIAL

2011 408.012,22 36.098,17 760,95 140.525,79 150.000,00 80.627,31

6.896.482,36 6.924.489,46

6.924.489,46 6.746.233,04

(28.007,10)

178.256,42

TOTAL DO PASSIVO

7.191.899,13

7.332.501,68

As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstraçþes Contåbeis.

(Em R$) )OX[RV'H&DL[DGDV$WLYLGDGHV2SHUDFLRQDLV 6XSHUiYLW'p¿FLWGR([HUFtFLR . Doaçþes Patrimoniais . Depreciação e Amortização . Ajustes de Exercícios Anteriores . Aumento/Diminuição de Contas a Receber . Aumento/Diminuição Despesas Antecipadas . Aumento/Red. Fornecedores a Pagar e Provisoes. . Aumento/Red. Obrigaçþes Tributårias &DL[D/tTXLGR3URYHQLHQWHGDV DWLYLGDGHVRSHUDFLRQDLV )OX[RVGH&DL[DGDV$WLYLGDGHVGH,QYHVWLPHQWRV . Compras de bens do Imobilizado . Venda de bens do Imobilizado . Depreciação dos bens vendidos/baixados  'LVSRQLELOLGDGHVOtTXLGDVJHUDGDVQDV DWLYLGDGHVGH,QYHVWLPHQWRV )OX[RVGH&DL[DGDV$WLYLGDGHVGH)LQDQFLDPHQWRV . Recebimentos Emprestimo a Longo Prazo  'LVSRQLELOLGDGHVOtTXLGDVJHUDGDVQDV DWLYLGDGHVGH)LQDQFLDPHQWRV $XPHQWR/tTXLGRGH&DL[DH(TXLYDOHQWHVQR([HUFtFLR . Disponibilidades no início do exercício 'LVSRQLELOLGDGHVQR¿PGRH[HUFtFLR $XPHQWRUHGXomRGDVGLVSRQLELOLGDGHV

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO VALOR ADICIONADO EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 31/12/2011

2012

2011

   0,00 181.034,65 35.168,10 (1.831,10) (144.542,90) (106.900,21)  (65.078,56)

 93.458,22 138.191,49 375.859,04 (2.020,47) 176.836,04 1.064,29

(172.106,79)

(351.620,67) -

(44.917,72)  (217.024,51)  (282.103,07) 2.195.656,15  (143.255,21)

961.645,03

(351.620,67) 610.024,36 1.585.631,79  610.024,36

As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstraçþes Contåbeis.

(Em R$ ) 5HFHLWDV . Receitas de Atividades de Assist. Social . Receitas - ConvĂŞnios Governamentais . Receitas de Vendas de Produtos . Outras Receitas Operacionais

2012

2011

208.605,50 1.809.153,65 63.200,00

493.328,59 1.130.374,37 4.992,52

,QVXPRV$GTXLULGRVGH7HUFHLURV . Materiais Consumidos . Energia e Serviços de Terceiros

(516.352,38) (176.552,87)

(287.369,49) (213.016,36)

-

(138.191,49)

5HWHQo}HV . Depreciacoes e Amortizaçþes 9DORU$GLFLRQDGR%UXWR . Receitas Financeiras . Doaçþes Recebidas

 181.332,17

7RWDOGR9DORU$GLFLRQDGRD'LVWULEXLU . SalĂĄrios e Encargos . Despesas TributĂĄrias &DSLWDOGH7HUFHLURV Despesas Financeiras 6XSHUiYLW'pÂżFLWGR([HUFtFLR

  1.580.733,06 1.100.700,51 6.247,07

7RWDOGR9DORU'HVWLQDGRRX'LVWULEXLGR

 

16.660,11   

 300.192,67

5.106,81 

As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstraçþes Contåbeis.

127$6(;3/,&$7,9$6ÂŹ6'(021675$dÂŽ(6&217Ăˆ%(,6 EM 31/12/2012 I – CONTEXTO OPERACIONAL: NOTA 01 ACRIDAS – Associação CristĂŁ de AssistĂŞncia Social ĂŠ uma pessoa jurĂ­dica de GLUHLWR SULYDGR GH FDUiWHU ÂżODQWUySLFR TXH WHP SRU ÂżQDOLGDGH DFROKHU FULDQoDV H adolescentes em situação de risco pessoal e social, em regime de Casas Lares e Berçårio. Promove, atravĂŠs de seus atendimentos, as ĂĄreas de assistĂŞncia social e de educação, conforme o (&$(VWDWXWR'D&ULDQoDH$GROHVFHQWH II – APRESENTAĂ‡ĂƒO DAS DEMONSTRAÇÕES: NOTA 02 As demonstraçþes contĂĄbeis foram elaboradas de acordo com as determinaçþes da Lei nÂş. 6.404/76, adotando e incorporando as alteraçþes promovidas pela Lei nÂş 11.638/07 e Lei 11.941/09, apresentadas comparativamente com as levantadas em 31/12/11, expressas em reais e conjugadas com as normas de contabilidade SDUDHQWLGDGHVVHPÂżQVOXFUDWLYRVFRQVXEVWDQFLDGDVQDVRULHQWDo}HVHPDQDGDVGR &RQVHOKR1DFLRQDOGH$VVLVWrQFLD6RFLDOHGR,QVWLWXWR1DFLRQDOGR6HJXUR6RFLDO As demonstraçþes contĂĄbeis incorporam os Pronunciamentos do ComitĂŞ de Pronunciamentos ContĂĄbeis (CPC) e as normas Brasileiras de Contabilidade do &RQVHOKR )HGHUDO GH &RQWDELOLGDGH &)&  HP YLJRU DWp D GDWD GH FRQFOXVmR GD elaboração das demonstraçþes contĂĄbeis. Em função das alteraçþes promovidas na legislação societĂĄria brasileira pela Lei nÂş 11.638/07 e Lei 11.941/09, a entidade passou a elaborar e divulgar desde o exercĂ­cio 2008, a Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), em substituição Ă Demonstração das Origens e Aplicaçþes de Recursos (DOAR), e a Demonstração do Valor Adicionado (DVA), comparativamente ao exercĂ­cio anterior. $VSUiWLFDVFRQWiEHLVPRGLÂżFDGDVHPIXQomRGDVDOWHUDo}HVQDOHJLVODomRVRFLHWiULD QmRDIHWDUDPRUHVXOWDGRRXRSDWULP{QLROtTXLGRGDHQWLGDGHQRSHUtRGRDEUDQJLGR pelas demonstraçþes contĂĄbeis divulgadas. As alteraçþes ocorreram somente em UHODomRjUHFODVVLÂżFDomRHQWUHLWHQVGRDWLYRQmRFLUFXODQWH Dessa forma, a entidade optou por publicar as demonstraçþes contĂĄbeis dos exercĂ­cios de 2012 e 2011 comparativamente ajustadas como se as disposiçþes da Lei nÂş 11.638/07 e Lei 11.941/09 sempre estivessem em vigor, na forma facultada pelo Pronunciamento tĂŠcnico CPC 13. (PDEULOGHR&RQVHOKR)HGHUDOGH&RQWDELOLGDGHHPLWLXD5HVROXomR&)&Qž HVWDEHOHFHQGRSURFHGLPHQWRVFRQWiEHLVSDUDDVHQWLGDGHVVHPÂżQVOXFUDWLYRV assim, a Associação CristĂŁ de AssistĂŞncia Social - ACRIDAS estĂĄ apresentando as Demonstraçþes ContĂĄbeis segundo as disposiçþes contidas na referida resolução. ,,,Âą5(6802'$635Ăˆ7,&$6&217Ăˆ%(,6 NOTA 03 A prĂĄtica contĂĄbil adotada ĂŠ pelo regime de competĂŞncia. NOTA 04 $V DSOLFDo}HV ÂżQDQFHLUDV HVWmR GHPRQVWUDGDV SHOR YDORU GH DSOLFDomR DFUHVFLGDV dos rendimentos correspondentes, apropriados atĂŠ a data do Balanço, com base no regime de competĂŞncia. NOTA 05 A entidade nĂŁo contratou seguros para cobertura dos ativos e das operaçþes, exceto para seus veĂ­culos. NOTA 06 A entidade nĂŁo mantĂŠm a provisĂŁo para devedores duvidosos em decorrĂŞncia de VXDVÂżQDOLGDGHVÂżODQWUySLFDVHDVVLVWHQFLDLV NOTA 07 Os valores acumulados em Aplicaçþes Financeiras sĂŁo provenientes de

 (05     6DOGRHP Incorporação Superåvit Exerc.de 2010 Resultado do Exercício de 2011 Doaçþes Ativos Permanentes em 2011 Ajustes realizados em 2011 6DOGRHP Incorporação Superavit Exerc.de 2011 Resultado do Exercício de 2012 Doaçþes Ativos Permanentes em 2012 Ajustes realizados em 2012 6DOGRHP

SuperĂĄvit/ 3DWULP{QLR 'pÂżFLW  6RFLDO GR([HUtFLR 7RWDLV    36.863,23 (36.863,23) 178.256,42 178.256,42 93.458,22 93.458,22    178.256,42 (178.256,42) (28.007,10) (28.007,10)     

As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstraçþes Contåbeis.

SUPERà VIT OU DÉFICIT DO EXERC�CIO

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DOS FLUXOS DE CAIXA INDIRETO EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 31/12/2011

PORTARIA NÂş 265/2013

(23.130)

(9.717)

Tributos parcelados

PORTARIA Nº 266/2013 O PREFEITO MUNICIPAL DE COLOMBO, Estado do Paranå, no uso de suas atribuiçþes que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE: I - Exonerar a pedido, o Servidor Público Municipal ELIZABETH VARGAS DA FONSECA, RG 8.174.086-0, do cargo de Agente de Serviços TÊcnicos, na função de TÊcnico em Enfermagem, a partir de 01/05/2013. II - Exonerar a pedido, o Servidor Público Municipal RAQUEL MOURA MATHIAS, RG 30.772.054-8/SP, do cargo de Agente Universitårio, na função de MÊdico - Ginecologista do 1º Padrão, a partir de 01/05/2013.

(24.544)

Gerais e administrativas

(8.026)

(Aumento) redução de ativos Contas a receber de clientes (524) Estoques (4.946) Impostos a recuperar 526 Adiantamento a fornecedores 2.932 Partes relacionadas 836 Depósitos judiciais (8) Outros crÊditos 3.707 Aumento (redução) de passivos Fornecedores (783) Tributos a recolher (2.095) Salårios e encargos sociais 851 Adiantamento de clientes 405 Outras contas a pagar 271 Caixa líquido proveniente das atividades operacionais 2.328 Fluxos de caixa das atividades de investimentos: Aquisição de imobilizado (3.206) Aquisição de intangível (247) Caixa líquido aplicado nas atividades de investimentos (3.453) Fluxos de caixa das atividades de financiamentos: EmprÊstimos e financiamentos Captaçþes 56.000 Amortização de principal e juros (59.767) Dividendos pagos aos acionistas Caixa líquido proveniente das atividades e financiamentos (3.767) AcrÊscimo (decrÊscimo) em caixa e equivalentes de caixa (4.892) Caixa e equivalentes de caixas no início do exercício 7.062 Caixa e equivalentes de caixa no final do exercício 2.170 AcrÊscimo (decrÊscimo) em caixa e equivalentes de caixa (4.892)

Receitas (despesas) operacionais

operacionais, lĂ­quidas 19.778 33.141 2.188 1.918 2.207 2.033 61.265

31/12/2011

Receita Operacional lĂ­quida

Resultado lĂ­quido da venda de ativo imobilizado

Passivo Circulante Fornecedores EmprÊstimos e financiamentos Tributos a recolher Salårios e encargos sociais Adiantamento de clientes Outras contas a pagar Total do passivo circulante Não circulante EmprÊstimos e financiamentos Tributos recolher Tributos diferidos Provisþes para contingências Outros passivos Total do passivo não circulante Patrimônio líquido Capital social Reserva de reavaliação Ajuste de Avaliação Patrimonial Prejuízos Acumulados Total do patrimônio líquido Total do passivo e patrimônio líquido

Prejuízo do exercício Ajustes para reconciliação do resultado líquido ao caixa gerado pelas atividades operacionais Depreciação, amortização e exaustão Provisão para crÊdito em liquidação duvidosa Baixa do ativo imobilizado Juros e variaçþes monetårias e cambiais Tributos parcelados Refis Perdas com operaçþes de SWAP Provisþes para contingências Tributos diferidos

EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 (EM MILHARES DE REAIS- R$)

REAPRESENTADO

Extrato Contrato 053/2013 - Convite 01/2013 Processo 1138231/13 Objeto: Empresa especializada em Gestão de Ativos Intangíveis, Sistemas de Gestão Empresarial e Serviços Tecnológicos e correlatos. Valor total: R$ 79.655,00 (setenta e no ve mil seiscentos e cinquenta e cinco reais). Contratante: Gabinete da Prefeita/ Vera Lúcia Pavin Barbosa Contratado: Ceos Tecnologia da Informação Ltda, CNPJ 08.215.653/ 0001-08. Prazo: O prazo para execução do contrato Ê de 02 (dois) meses e o prazo de vigência do contrato Ê de 04 (quatro) meses. Colombo, 23 de abril de 2013.

31/12/2011 REAPRESENTADO

REAPRESENTADO

4ª Publicação do Extrato da Ata 242/2012 Pregão 84/2012 Objeto: Compra de aparelhos de telefone, fax e ventiladores para a toda secretarias da Prefeitura Municipal de Colombo. Contratado: Master Auction ComÊrcio de Eletro-Eletrônicos LTDA, CNPJ nº. 05.046.360/0001-48. Valor: R$ 24.970,00 (Vinte e quatro mil novecentos e setenta reais). Vigência: 19 de julho de 2012 a 18 de julho de 2013. Data; Colombo, 29 de abril de 2013.

31/12/2012

BALANÇOS PATRIMONIAIS - 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 (Em milhares de reais - R$)

Estado do Paranå 3ª Publicação da ata 314/2012 Pregão 118/2012 Valor R$ 305.070,00 (Trezentos e cinco mil e setenta reais). Objeto Aquisição de Gås GLP e cilindros para gås de 13 e 45 kg visando atender os diversos órgãos da Administração Pública Municipal. Contratante Prefeitura Municipal de Colombo - Todas as Secretarias Contratado Colombo Gås LTDA, CNPJ n°. 82.683.640/000108. Vigência 11 de outubro de 2012 a 10 de outubro de 2012. Data Colombo, 29 de abril de 2013.

DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA Exercícios findos em 31 de dezembro de 2012 e 2011 (Em milhares de reais - R$)

Perfipar S.A. - Manufaturados de Aço

recebimentos referente à Desapropriação feita pelo Município de Curitiba, conforme Autos 5.800/85. NOTA 08 A entidade realizou a depreciação dos bens do ativo imobilizado mensalmente, durante o exercício de 2012, utilizando as taxas anuais de depreciação vigentes. NOTA 09 As receitas da entidade são apuradas atravÊs dos comprovantes de recebimento, entre eles, avisos bancårios, recibos e outros. As receitas estão apuradas, excetuando-se as inadimplências e/ou valores considerados incobråveis. NOTA 10 $V GHVSHVDV GD HQWLGDGH VmR DSXUDGDV DWUDYpV GH QRWDV ¿VFDLV H UHFLERV HP FRQIRUPLGDGHFRPDVH[LJrQFLDVOHJDLV¿VFDLV NOTA 11 A entidade recebe doaçþes de pessoa física e/ou pessoa jurídica, recebendo no exercício de 2012, um total de R$ 151.057,60 FHQWRHFLQTXHQWDHXPPLOFLQTXHQWD e sete reais e sessenta centavos), conforme segue: a) b)

Pessoa FĂ­sica: Pessoa JurĂ­dica:

R$ 82.726,45 R$ 68.331,15

NOTA 12 A entidade recebeu no ano de 2012 auxílios e subvençþes num total de R$ 2.017.759,15 'RLV PLOK}HV GH]HVVHWH PLO VHWHFHQWRV H FLQTXHQWD H QRYH UHDLV H TXLQ]HFHQWDYRV DWUDYpVGHFRQYrQLRVFRPRVVHJXLQWHVyUJmRVGR3RGHU3~EOLFR FAS – Fundação de Ação Social, FAS – Fundação de Ação Social e Secretaria de Estado da Criança e do Adolescente. NOTA 13 2V UHFXUVRV GD HQWLGDGH IRUDP DSOLFDGRV HP VXDV ¿QDOLGDGHV LQVWLWXFLRQDLV GH conformidade com seu Estatuto Social, demonstrados pelas suas despesas e investimentos patrimoniais. NOTA 14 As gratuidades concedidas pela entidade, no exercício, atravÊs dos seus projetos assistenciais, totalizam um montante de R$ 1.907.015,20 XPPLOKmRQRYHFHQWRVH VHWHPLOTXLQ]HUHDLVHYLQWHFHQWDYRV VHQGRTXHIRUDPDSOLFDGDVQRDWHQGLPHQWR integral a, em mÊdia mensal, 83 (oitenta e três) crianças e adolescentes nas modalidades de atendimento: casas lares, berçårio e projeto independência (adolescentes). NOTA 15 2FXVWRGDLVHQomRGDTXRWDSDWURQDOGHSUHYLGrQFLDVRFLDOXVXIUXtGDSHOD(QWLGDGH no ano de 2012 foi de R$ 217.183,21 (duzentos e dezessete mil, cento e oitenta e três reais e vinte e um centavos). NOTA 16 2VUHFROKLPHQWRVGR3,6VmRHIHWXDGRVPHGLDQWH'HSyVLWR-XGLFLDOVRELGHQWL¿FDomR nº 0650.635.00108712-1, devido a Ação Ordinåria Nº 2006.70.00.029227-1 (PR), desde novembro de 2006. MARCIO VINICIUS RODRIGUES PRESIDENTE CPF 875.687.219-49

JOHN PETER KLEIN CONTADOR CRC/PR-036.825/O-7

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO SUPERĂ VIT/DÉFICIT DO EXERCĂ?CIO RECEITAS OPERACIONAIS RECEITA DE ATIVIDADES DE ASSIST.SOCIAL RECEITAS DE CONVĂŠNIOS GOVERNAMENTAIS RECEITA DE VENDAS DE PRODUTOS OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS DESPESAS OPERACIONAIS IMPOSTOS S/VENDAS VENDAS CANCELADAS E DEVOLUÇÕES CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS CUSTO DAS ATIVIDADES DE ASSISTĂŠ.SOCIAL Custo com Pessoal Vinculado a Projetos Serviços de Terceiros Material de Consumo DESPESAS ADMINISTRATIVAS Despesas com Pessoal - Administrativo Serviços de Terceiros Material Consumido Depreciação Impostos e Taxas RESULTADOS FINANCEIROS LĂ?QUIDOS (-) DESPESAS FINANCEIRAS RECEITAS FINANCEIRAS RESULTADO DE ISENĂ‡ĂƒO USUFRUĂ?DA (-) ISENĂ‡ĂƒO USUFRUĂ?DA RECEITA DE ISENĂ‡ĂƒO OUTRAS RECEITAS/DESPESAS GANHOS E PERDAS NO IMOBILIZADO RECUPERAĂ‡ĂƒO DE DESPESAS/RECEITAS SUPERĂ VIT OU DÉFICIT DO EXERCĂ?CIO

2012 2.017.759,15 208.605,50 1.809.153,65 (1.907.015,20) (1.907.015,20) (1.308.300,17) (107.399,34) (491.315,69) (366.623,11) (272.432,89) (69.153,53) (25.036,69) 164.672,06 (16.660,11) 181.332,17 (217.183,21) 217.183,21 63.200,00 63.200,00 (28.007,10)

2011 1.625.271,23 493.328,59 1.130.374,37 1.568,27 (1.261.428,11) (1.261.428,11) (881.741,85) (122.264,35) (257.421,91) (484.096,81) (218.958,66) (90.752,01) (29.947,58) (138.191,49) (6.247,07) 295.085,86 (5.106,81) 300.192,67 (224.156,51) 224.156,51 3.424,25 3.424,25 178.256,42

As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstraçþes Contåbeis.

5(/$7Ă?5,2'26$8',725(6,1'(3(1'(17(662%5($6 '(021675$dÂŽ(6&217Ăˆ%(,6 Aos 'LUHWRUHVH&RQVHOKHLURV ACRIDAS – ASSOCIAĂ‡ĂƒO CRISTĂƒ DE ASSISTĂŠNCIA SOCIAL Curitiba/PR Examinamos as demonstraçþes contĂĄbeis da $&5,'$6 Âą$VVRFLDomR &ULVWm GH $VVLVWrQFLD6RFLDOTXHFRPSUHHQGHPREDODQoRSDWULPRQLDOHPGHGH]HPEURGH HDVUHVSHFWLYDVGHPRQVWUDo}HVGRVXSHUiYLWGpÂżFLWGRH[HUFtFLRGDVPXWDo}HV GRSDWULP{QLROtTXLGRHGRVĂ€X[RVGHFDL[DSDUDRH[HUFtFLRÂżQGRQDTXHODGDWDDVVLP como o resumo das principais prĂĄticas contĂĄbeis e demais notas explicativas. 5HVSRQVDELOLGDGHGD$GPLQLVWUDomRVREUHDV'HPRQVWUDo}HV&RQWiEHLV A administração da $&5,'$6 Âą $VVRFLDomR &ULVWm GH $VVLVWrQFLD 6RFLDO ĂŠ UHVSRQViYHO SHOD HODERUDomR H DGHTXDGD DSUHVHQWDomR GHVVDV GHPRQVWUDo}HV contĂĄbeis de acordo com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no Brasil e pelos controles LQWHUQRV TXH HOD GHWHUPLQRX FRPR QHFHVViULRV SDUD SHUPLWLU D HODERUDomR GH demonstraçþes contĂĄbeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. 5HVSRQVDELOLGDGHGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV Nossa responsabilidade ĂŠ a de expressar uma opiniĂŁo sobre essas demonstraçþes contĂĄbeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas EUDVLOHLUDVHLQWHUQDFLRQDLVGHDXGLWRULD(VVDVQRUPDVUHTXHUHPRFXPSULPHQWRGH H[LJrQFLDVpWLFDVSHORVDXGLWRUHVHTXHDDXGLWRULDVHMDSODQHMDGDHH[HFXWDGDFRP R REMHWLYR GH REWHU VHJXUDQoD UD]RiYHO GH TXH DV GHPRQVWUDo}HVFRQWiEHLV HVWmR livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidĂŞncia a respeito dos valores e divulgaçþes apresentados nas demonstraçþes contĂĄbeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstraçþes contĂĄbeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes SDUD D HODERUDomR H DGHTXDGD DSUHVHQWDomR GDV GHPRQVWUDo}HV FRQWiEHLV GD 2UJDQL]DomR SDUD SODQHMDU RV SURFHGLPHQWRV GH DXGLWRULD TXH VmR DSURSULDGRV QDV FLUFXQVWkQFLDV PDV QmR SDUD ÂżQV GH H[SUHVVDU XPD RSLQLmR VREUH D HÂżFiFLD desses controles internos da Organização. Uma auditoria inclui, tambĂŠm, a avaliação GD DGHTXDomR GDV SUiWLFDV FRQWiEHLV XWLOL]DGDV H D UD]RDELOLGDGH GDV HVWLPDWLYDV contĂĄbeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstraçþes contĂĄbeis tomadas em conjunto. $FUHGLWDPRV TXH D HYLGrQFLD GH DXGLWRULD REWLGD p VXÂżFLHQWH H DSURSULDGD SDUD fundamentar nossa opiniĂŁo. 2SLQLmR Em nossa opiniĂŁo, as demonstraçþes contĂĄbeis acima referidas apresentam DGHTXDGDPHQWHHPWRGRVRVDVSHFWRVUHOHYDQWHVDSRVLomRSDWULPRQLDOHÂżQDQFHLUD da $&5,'$6Âą$VVRFLDomR&ULVWmGH$VVLVWrQFLD6RFLDO em 31 de dezembro de RGHVHPSHQKRGHVXDVRSHUDo}HVHRVVHXVĂ€X[RVGHFDL[DSDUDRH[HUFtFLR ÂżQGRQDTXHODGDWDGHDFRUGRFRPDVSUiWLFDVFRQWiEHLVDGRWDGDVQR%UDVLO 2XWURV$VVXQWRV 2EVHUYDPRV DSHQDV TXH QmR REWLYHPRV UHVSRVWD GD FLUFXODUL]DomR GH DOJXQV EDQFRV HP TXH D LQVWLWXLomR PDQWpP FRQWD FRUUHQWH H DSOLFDo}HV ÂżQDQFHLUDV FRP saldos relevantes, conforme abaixo relacionado: BANCO BANCO DO BRASIL S/A BANCO DO BRASIL S/A BANCO DO BRASIL S/A BANCO DO BRASIL S/A BANCO DO BRASIL S/A

AGÊNCIA CONTA CORRENTE SALDO EM 31/12/12 AG – 1622-5 C/C 11.988-1 - PINHAIS 38.894,09 AG – 1622-5 C/C 209.925-X EC 14.244,13 AG – 1622-5 C/C 11.766-8 ACOL. SEGURO 67.546,59 AG – 1622-5 C/C 17.684-2 CONSULADO JAPAO 117.500,00 AG – 1622-5 C/C 17.953-1 - CRESCER FAMILIA 21.000,00

Curitiba, 26 de Abril de 2013. 181(6)(55(,5$$XGLWRUHV,QGHSHQGHQWHV66 CRC-PR 004680/O-5 5HJLQDOGR1XQHV)HUUHLUD &RQWDGRUÂą&5&352


| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ Comarca de Curitiba 21ª Vara Cível. EDITAL DE CITAÇÃO Processo nº: 0037046-53.2010.8.16.0001 Classe Assunto: Execução de Título Extrajudicial - Cédula de Crédito Bancário Exequente: BANCO BRADESCO S.A. Executado: COSTELAO TROPERO LTDA e outro Prazo: 20 EDITAL DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO DOS EXECUTADOS: COSTELÃO TROPERO LTDA E JOAQUIM BALDUÍNO FERNANDES, COM O PRAZO DE 20 (vinte) DIAS. A DOUTORA VANESSA JAMUS MARCHI – JUIZA DE DIREITO SUBSTITUTA DA VIGÉSIMA PRIMEIRA VARA CÍVEL DA COMARCA DE CURITIBA – CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ F A Z S A B E R, que por este edital com o prazo de 20 (vinte) dias, ficam CITADOS os executados: COSTELÃO TROPERO LTDA, inscrita no CNPJ sob n° 09.011.238/0001-97 e JOAQUIM BALDUÍNO FERNANDES, inscrito no CPF/MF nº 610.799.109-30, para no prazo de 03 (três) dias, proceder ao pagamento do valor de R$ 28.590,01 (vinte e oito mil, quinhentos e noventa reais e um centavo), valor este de novembro/2012, sendo que neste caso os honorários advocatícios serão devidos na proporção 50% (cinqüenta por cento) do fixado pelo MM. Juiz, bem como ficam INTIMADOS os executados supra mencionados, para querendo, no prazo de 15 (quinze) dias (contados a partir da finalização da data do prazo do presente edital), apresentarem embargos, ciente de que no prazo para embargos, em reconhecendo o crédito exeqüente e comprovado nos autos o depósito de 30% (trinta por cento) do valor da execução, inclusive custas e honorários advocatícios, poderão requerer o pagamento do débito restante em até 06 (seis) parcelas mensais, acrescidas de correção monetária e juros de 1% ao mês, nestes autos de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL sob nº 0037046- 53.2010.8.16.0001 proposta por BANCO BRADESCO S.A. contra COSTELÃO TROPERO LTDA e JOAQUIM BALDUÍNO FERNANDES, no qual o exeqüente alega que por meio da cédula de crédito bancário (empréstimo – capital de giro) nº 2.564.987, firmada em 14/08/2008, emitida pela primeira executada e avalizada demais executados, o exeqüente concedeu ao executado o empréstimo no valor de R$ 37.171,18 (trinta e sete mil, cento e setenta e um reais e dezoito centavos), os quais deveriam ser restituídos nas datas e condições estabelecidas no contrato mencionado. Pelos mesmos documentos, os tomadores do empréstimo obrigaram-se a pagar ao exeqüente, ao final de cada vencimento, parcelas previamente determinadas, perfazendo os valores originais acima referidos, estes acrescidos dos encargos financeiros previstos nas referidas cédulas de crédito bancário e subtraídos das amortizações eventualmente realizadas. Ocorre que os executados deixaram de pagar a integralidade do valor contratado, tendo inadimplido algumas parcelas, ocasionando a mora sobre o contrato, e, apesar das diversas tentativas do ora exeqüente em receber o valor de seu crédito, até a presente data seus esforços resultaram infrutíferos, restando apenas ao credor a propositura da presente execução, como meio para ressarcimento do seu crédito. Requer: a citação do executado para que no prazo de 03 (três) dias pague a importância devida; a intimação dos executados, para querendo, oferecerem embargos no prazo legal, ou ainda caso não sejam encontrados, sejamlhes arrestados, de igual forma, tantos bens quantos bastem para garantir a execução, prosseguindo-se na mesma até final pagamento do principal e acessórios, como de direito; caso a penhora recaia em bens imóveis, desde já se requer a intimação dos cônjuges dos avalistas/executados, ressalvado-se as respectivas meações. DESPACHO: “1. Tendo em vista a não localização da parte executada e o esgotamento dos meios para a sua localização, muito embora tenha a autora diligenciado nesse sentido, entendo possível o deferimento da citação e intimação por edital conforme pugnado. 2. Fixo prazo de 20 (vinte) dias para o edital, o qual correrá da data da primeira publicação...Curitiba (PR), 31 de janeiro de 2013 (a) Rogério de Assis – Juiz de Direito.”. E, para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam de futuro alegar ignorância, mandou o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba – Capital do Estado do Paraná, aos dezenove dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e treze. (a)Vanessa Jamus Marchi Juíza.

SÚMULA DE RECEB MENTO DE L CENÇA DE OPERAÇÃO NDÚSTR A DE CAL CASCATA LTDA 78712700 000104 o na púb co que ecebeu do AP a L cença de Ope ação n 13596 va dade 31 08 2013 pa a mp an ação ndús a de ca mp an ada na Rua O ando Cecon n 129 R be ão das Onças Co ombo P

SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE CONSTITUIÇÃO - REALIZADA EM 31/12/2012 1. Data, hora e local: No dia 31 de dezembro de 2012, às 14h00, em Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Mateus Leme, nº 2004, 1° andar, Centro Cívico, CEP 80530-010. 2. Convocação e presença: Reuniram-se os subscritores do capital da companhia SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., em constituição, representando 100,00% (cem por cento) do capital social, de acordo com o boletim de subscrição, conforme segue: (i) ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, brasileiro, divorciado, empresário, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, portador da Cédula de Identidade Civil RG n° 18.502.240-6/SSP/SP e inscrito no CPF (MF) sob n° 121.361.628-02; (ii) ALEXANDRE TELLES PIMENTA, brasileiro, natural de São Paulo, Capital, menor impúbere, nascido em 21/01/2010, inscrito no CPF/MF sob o nº 457.022.908-52, portador da Cédula de Identidade Civil RG nº 56.547.180-6/ SSP/SP, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014000, neste ato representado por seu pai, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, já qualificado; e (iii) RUBENS TELLES PIMENTA, brasileiro, natural de São Paulo, Capital, menor impúbere, nascido em 12/07/2011, inscrito no CPF/MF sob o nº 457.023.11876, portador da Cédula de Identidade Civil RG nº 56.547.206-9/SSP/SP, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, neste ato representado por seu pai, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, já qualificado. 3. Mesa: Alexandre Pimenta da Silva e Ademar Cardec Seccatto, OAB/PR 44.904, para presidente e secretario respectivamente. 4. Ordem do dia: A pauta é constituída pelos seguintes temas: (i) Constituição da sociedade anônima denominada SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S. A.; (ii) Análise e Aprovação do Estatuto Social da Companhia; (iii) Eleição dos membros da diretoria; (iv) Aprovação da remuneração dos membros da diretoria. 5. Deliberações: (i) Foi instalada a assembleia, lida e discutida a ordem do dia, deliberando os presentes por unanimidade de votos pela constituição de uma sociedade anônima de capital fechado, denominada SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., com capital social de R$ 7.235.000,00 (sete milhões, duzentos trinta e cinco mil reais), dividido em 7.235.000 (sete milhões, duzentas trinta e cinco mil) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, totalmente subscritas pelos presentes na forma dos boletins de subscrição que serão levados a arquivamento na Junta Comercial do Paraná, juntamente com esta Ata, na forma de ANEXO I. Considerando que parte da integralização de capital será realizada pelo acionista Alexandre Pimenta da Silva com bens imóveis e conforme disposto no art. 8°, da Lei 6.404/76, foi nomeada Perita para avaliação bens, a empresa especializada CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, pessoa jurídica de direito privado com sede e foro em Curitiba - PR, na Rua Mateus Leme, 2004, 1º andar, Bairro Centro Cívico, inscrita no CNPJ (MF) sob nº. 77.371.854/0001-09 e no CRC/PR sob nº. 2.776, com contrato social arquivado no Cartório Loures, Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Curitiba - PR, sob o nº. 4.661, Livro “A” 3, em 23/NOV/76, representada por seus sócios responsáveis técnicos, Jacó Moacir Schreiner Maran, brasileiro, casado, contador, CRC/PR nº. 17.214/O-8, portador da carteira de identidade RG nº. 893.499-PR e CPF(MF) nº. 157.181.409-44 e Abraham Segundo Lobos Sáez, chileno, casado pelo regime de comunhão parcial de bens, técnico contábil, com registro no CRC/PR n° 053.012/O-9, portador da cédula de identidade civil RNE n° W685744-P/CGPI/DIREX/DPF e CPF (MF) n° 550.848.267-91, ambos com escritório comercial na Rua Mateus Leme, 2.004, 1º andar, em Curitiba, PR; que introduzidos no local, aceitaram a incumbência e solicitaram um prazo de 3 (três) horas para a elaboração do competente Laudo de Avaliação. Face ao tempo solicitado e com a concordância de todos os acionistas presentes, a Assembleia foi suspensa pelo tempo solicitado. Decorrido o prazo, com a presença dos mesmos acionistas e dos Peritos, foi reaberta a sessão, colocando-se em discussão, exame e votação o Laudo de Avaliação, já devidamente elaborado pelos Peritos. Examinado o documento, após as explicações formuladas pelos Peritos, foi o mesmo aprovado por unanimidade dos acionistas presentes, o qual passa a fazer parte integrante e indissociável desta ata, constituindo o Anexo II, devendo ser igualmente arquivado na Junta Comercial do Estado do Paraná. Para cumprir o disposto no art. 80 da Lei 6.404/76, os acionistas entregaram ao Presidente da Mesa o valor de R$ 448,00 (quatrocentos e quarenta e oito reais), correspondente a 100% (cem por cento) do valor do capital social subscrito em dinheiro, que será depositado em nome da Companhia em conta corrente no Banco do Brasil S.A., cujo comprovante de depósito deverá ser apresentado na Junta Comercial juntamente com o arquivamento desta ata, na forma de ANEXO V. (ii) Dando prosseguimento à Assembleia, o Sr. Presidente propôs que a SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., fosse regida pelo disposto no modelo de Estatuto Social previamente proposto e entregue aos participantes, que após de lido foi aprovado pela unanimidade dos acionistas presentes, cujo texto integral constitui o Anexo III desta Ata. (iii) Para compor a Diretoria da Companhia, como mandato de 3 (três) anos, cumprindo o triênio 2013-2015, até a eleição e posse dos novos diretores que deverá ocorrer na Assembleia Geral Ordinária a realizar-se até 30 de abril de 2016, tudo nos termos do art. 150, §4º, da Lei 6.404/76, foram eleitos: (a) Para Diretor Presidente, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, já qualificado; (b) Para Diretor Vice-Presidente, INES MARIA TELLES, brasileira, natural de Santos - SP, solteira, inscrita no CPF/MF sob o nº 197.564.928-13, portadora da Carteira de Identidade Civil RG nº 23.597.814-0SSP/SP, residente e domiciliada em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000. Os Diretores tomam posse dos seus cargos nesta data mediante assinatura do respectivo termo de posse, parte integrante desta Ata na forma de ANEXO IV. (iv) Foi aprovada e homologada por essa Assembleia a renúncia por parte da diretoria empossada de sua remuneração referente ao triênio 2013-2015. 6. Encerramento: Finalizando os trabalhos, o Sr. Presidente ofereceu a palavra a quem dela quisesse fazer uso e, como ninguém se manifestou, foi suspensa a sessão pelo tempo necessário à lavratura da presente Ata. Reabertos os trabalhos, esta Ata, redigida na forma prevista pelo Artigo 130 da Lei nº. 6.404/76, foi lida, aprovada e assinada pelos presentes, que autorizam a publicação na forma de sumário. Esta é cópia fiel da ata que se encontra lavrada no livro de Atas de Assembleias Gerais. Curitiba - PR, 31 de dezembro de 2012. Mesa: Alexandre Pimenta da Silva - Presidente; Ademar Cardec Seccatto - Secretário; Acionistas: ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA; ALEXANDRE TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva; RUBENS TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva. Visto do Advogado: Ademar Cardec Seccatto - OAB/PR 44.904 - Assembleia de Constituição. REGISTRADA SOB n. 41300086656 em 19/02/2013. SKYRUNNER EMPREEND MENTOS E PART C PAÇÕES S A ATA DE ASSEMBLE A GERAL DE CONST TU ÇÃO REAL ZADA EM 31 12 2012 ANEXO IV - TERMO DE POSSE Neste ato e na melhor forma de direito, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, brasileiro, divorciado, administrador de empresas, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, portador da Cédula de Identidade Civil RG n° 18.502.240-6/SSP/SP e inscrito no CPF (MF) sob n° 121.361.628-02, eleito para o cargo de Diretor Presidente da Companhia SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., pessoa jurídica de direito privado, em constituição, com sede em Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Mateus Leme, nº 2004, 1° andar, Centro Cívico, CEP 80530-010, declara, para todos os fins e efeitos legais, (i) que não está impedido por lei especial, ou condenado por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, contra a economia popular, a fé pública ou a propriedade, ou a pena criminal que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos, como previsto no § 1º do art. 147 da Lei nº 6.404/76; (ii) que atende ao requisito de reputação ilibada estabelecido pelo §3º do art. 147 da Lei nº 6.404/76; e (iii) que não ocupa cargo em sociedade que possa ser considerada concorrente da Sociedade, e não tem, nem representa, interesse conflitante com o da Sociedade, na forma dos incisos I e II do §3º do art. 147 da Lei nº 6.404/76, e toma posse do seu cargo como Diretor Presidente da Companhia, cargo para o qual foi eleito nesta data, com todos os poderes, direitos e obrigações que lhe são atribuídos pelas leis e pelo Estatuto Social da Sociedade, durante mandato de 3 (três) anos, no triênio 2012/2014, permanecendo no cargo até a posse dos novos Diretores nos termos do art. 150, §4º, da Lei 6.404/76. Curitiba, PR, 31 de dezembro de 2012. ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA - Diretor Presidente. SKYRUNNER EMPREEND MENTOS E PART C PAÇÕES S A ATA DE ASSEMBLE A GERAL DE CONST TU ÇÃO REAL ZADA EM 31 12 2012 ANEXO IV - TERMO DE POSSE Neste ato e na melhor forma de direito, INES MARIA TELLES, brasileira, natural de Santos - SP, solteira, inscrita no CPF/MF sob o nº 197.564.928-13, portadora da Carteira de Identidade Civil RG nº 23.597.814-0SSP/SP, residente e domiciliada em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, eleita para o cargo de Diretora VicePresidente da Companhia SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., pessoa jurídica de direito privado, em constituição, com sede em Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Mateus Leme, nº 2004, 1° andar, Centro Cívico, CEP 80530010, declara, para todos os fins e efeitos legais, (i) que não está impedido por lei especial, ou condenado por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, contra a economia popular, a fé pública ou a propriedade, ou a pena criminal que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos, como previsto no § 1º do art. 147 da Lei nº 6.404/ 76; (ii) que atende ao requisito de reputação ilibada estabelecido pelo §3º do art. 147 da Lei nº 6.404/76; e (iii) que não ocupa cargo em sociedade que possa ser considerada concorrente da Sociedade, e não tem, nem representa, interesse conflitante com o da Sociedade, na forma dos incisos I e II do §3º do art. 147 da Lei nº 6.404/76, e toma posse do seu cargo como Diretora Vice-Presidente da Companhia, cargo para o qual foi eleita nesta data, com todos os poderes, direitos e obrigações que lhe são atribuídos pelas leis e pelo Estatuto Social da Sociedade, durante mandato de 3 (três) anos, no triênio 2012/2014, permanecendo no cargo até a posse dos novos Diretores nos termos do art. 150, §4º, da Lei 6.404/76. Curitiba, PR, 31 de dezembro de 2012. INES MARIA TELLES - Diretora Vice-Presidente BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO ANEXO I Ações Ordinárias Subscritas

ACIONISTA ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, brasileiro, divorciado, empresário, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, portador da Cédula de Identidade Civil RG n° 18.502.240-6/SSP/SP e inscrito no CPF (MF) sob n° 121.361.628-02; ALEXANDRE TELLES PIMENTA, brasileiro, natural de São Paulo, Capital, menor impúbere, nascido em 21/01/2010, inscrito no CPF/MF sob o nº 457.022.908-52, portador da Cédula de Identidade Civil RG nº 56.547.180-6/SSP/SP, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014-000, neste ato representado por seu pai, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, já qualificado. RUBENS TELLES PIMENTA, brasileiro, natural de São Paulo, Capital, menor impúbere, nascido em 12/07/2011, inscrito no CPF/MF sob o nº 457.023.118-76, portador da Cédula de Identidade Civil RG nº 56.547.206-9/SSP/SP, residente e domiciliado em São Paulo, Capital, na Rua Monte Alegre, 838, apto 82, Bairro Perdizes, CEP 05014000, neste ato representado por seu pai, ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA, já qualificado. TOTAL

Valor (RS)

7.234.552

7.234.552,00

224

224,00

224

224,00

7.235.000

7.235.000,00

Curitiba - PR, 31 de dezembro de 2012. ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA; ALEXANDRE TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva; RUBENS TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva.- Visto do Advogado: Ademar Cardec Seccatto - OAB/PR 44.904 SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL ANEXO III - ESTATUTO SOCIAL - CAPÍTULO I- DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO e DURAÇÃO - Artigo 1º. A Companhia é constituída na forma de sociedade anônima de capital fechado, com denominação de “SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A.”, regida pelo presente Estatuto Social e pelas disposições legais aplicáveis.Artigo 2º. A Companhia tem sede na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Mateus Leme, nº 2004, 1° andar, Centro Cívico, CEP 80530-010. Parágrafo Único. Por deliberação da Diretoria, a sociedade poderá criar e extinguir filiais, escritórios, depósitos e dependências de qualquer natureza, no Brasil ou no exterior, determinando, inclusive, que atividades exercerão essas unidades. Artigo 3º. Constitui o objeto social da Companhia a participação societária em outras sociedades na qualidade de holding de instituições não financeiras.Artigo 4º. A Companhia terá duração por tempo indeterminado.- CAPÍTULO II - CAPITAL SOCIAL E AÇÕES - Artigo 5º. O capital social da Companhia, totalmente subscrito e integralizado, é de R$ 7.235.000,00 (sete milhões, duzentos e trinta e cinco mil reais), dividido em 7.235.000 (sete milhões, duzentas trinta e cinco mil) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal nem certificados ou cautelas. Artigo 6º. Cada ação ordinária nominativa corresponde a um voto nas deliberações das Assembleias Gerais. CAPÍTULO III - DA RESTRIÇÃO À CIRCULAÇÃO DE AÇÕES - Artigo 7º. Os acionistas da Companhia têm o direito de preferência para aquisição de ações, portanto nenhuma ação da Companhia poderá ser vendida, cedida, transferida ou de qualquer outra forma alienada para terceiros sem que a Companhia e os demais acionistas sejam notificados para o exercício do direito de preferência. Parágrafo Único. A notificação de que trata este artigo, com descrição minuciosa de preço, forma, prazo de pagamento e nome do interessado até seu controlador final pessoa física, deve ser entregue por escrito à Companhia que publicará edital ou notificará os demais acionistas em até 10 (dez) dias. Os acionistas, por sua vez, terão mais 20 (vinte) dias para exercer o direito de preferência. Decorrido o prazo sem manifestação dos acionistas, as ações poderão ser livremente transferidas ao interessado nominado na proposta pelo mesmo preço, forma e prazo de pagamento. A não transferência ao interessado no prazo de 90 (noventa dias) após a notificação para o exercício da preferência sujeita o acionista alienante a renovar o procedimento para exercício do direito de preferência dos demais acionistas. CAPÍTULO IV - REEMBOLSO DE AÇÕES - Artigo. 8º. Para o reembolso de ações ao acionista que exercer o direito de retirada nos termos da Lei 6.404/76, será considerado o valor econômico da Companhia, a ser apurado em avaliação realizada nos termos dos §§ 3º e 4º do art. 45 da Lei 6.404/76. CAPÍTULO V - ACORDOS DE ACIONISTAS Artigo 9º. Sempre que arquivados em sua sede, a Companhia deverá respeitar e cumprir os acordos de acionistas que versem sobre a compra e venda de suas ações, preferência para adquiri-las, exercício do direito ao voto ou poder de controle. CAPÍTULO VI - ASSEMBLEIAS GERAIS DE ACIONISTAS - Artigo 10. As Assembleias Gerais Ordinárias realizarse-ão anualmente, nos primeiros quatro meses após o encerramento de cada exercício social, e as Assembleias Gerais Extraordinárias realizar-se-ão sempre que os assuntos da Companhia exigirem deliberação dos acionistas. Parágrafo 1º. As Assembleias Gerais de Acionistas terão as competências estabelecidas em lei e suas decisões serão tomadas por maioria absoluta de votos, se outro quorum não for estabelecido em lei ou neste Estatuto, não se computando os votos em branco. Parágrafo 2º. As Assembleias Gerais de Acionistas serão presididas pelo Diretor Presidente da Companhia, auxiliado pelo Secretário, convidado pelo Presidente entre os presentes. Na falta do Diretor Presidente as Assembleias serão presididas por outro Diretor ou, na falta de outro Diretor por outro acionista escolhido entre os presentes. Parágrafo 3º. Não obstante o disposto acima, as Assembleias Gerais de Acionistas só poderão deliberar sobre os seguintes assuntos mediante voto afirmativo de mais de 70% (setenta por cento) das ações com direito a voto: a) Alteração ou reforma do Estatuto Social; b) Criação de ações preferenciais ou aumento de classes existentes, sem guardar proporção com as demais espécies e classes; c) Alteração nas preferências, vantagens e condições de resgate ou amortização de uma ou mais classes de ações

CARTÓRIO LIDIA KRUPPIZAK Registro Civil – Títulos e Documentos – Pessoas Jurídicas - Fone (41) 3035-3200

EDITAL DE PROCLAMAS LIDIA KRUPPIZAK, Oficial do Registro Civil da sede da Comarca de São José dos Pinhais – PR, na forma da lei FAZ SABER que pretendem se casar: GUILHERME MONTEIRO REIS E BRUNA BARBIERI GARCIA DE LIMA RONALDO DOS SANTOS CLAUDINO E GIOVANA TREZUP ALEF ANTONIO DAINEZER E ARIANE NARDO ALVES RODRIGO JESUS DE SOUZA E JANAINA DA SILVA DE MORAIS ANDERSON DE OLIVEIRA PENICHE E JESSICA ADRIANA DOS SANTOS ANDERSON LUIZ HOFFMANN E PRISCILA DA SILVA JOSE REINALDO FERNANDES E IVANDA MARIA DA LUZ CLEVER PACHECO E TALITA BIAZOTTO VILSON PAULINO DA SILVA E ELISA BOTELHO MENDES ISRAEL DOS SANTOS DIAS E BRUNA JENIFFER DA SILVA DIEGO HENRIQUE DE PAIVA E TAMARA JESSICA SAWA SIDENEI DA SILVA E ELAINE CRISTINA GROS LUIZ GONZAGA DA SILVA E MARGARETE BUENO FELIPE ANTONELLO E FERNANDA DE SOUZA GILMAR PEIXOTO DA SILVA E MARIA DE LOURDES DOS SANTOS WILLIAN RODRIGO JAQUES BASTOS E URSULA PEREIRA LIMA AUGUSTINHO FLORIANO E DENISE KRUPCZAK JOHNATHAN CARDOSO E BRUNA GABE SILVEIRA WELINSON AISLAN SANT’ANA E RUBIA DE CASSIA GROSSI TORRES WILLIANS FABIO DE OLIVEIRA E IARA GRAZIELE DE OLIVEIRA SOFIA ANDERSON CARAMES VIDAL E TATIELE REGINA MATTOSO FERREIRA Se alguém souber de impedimento legal, acuse-o para os fins de direito. E para constar e chegar este ao conhecimento de todos, lavro o presente para ser afixado no lugar de costume. São José dos Pinhais, 29 de abril de 2013. LIDIA KRUPPIZAK OFICIAL DO REGISTRO CIVIL

preferenciais, ou criação de nova classe mais favorecida; d) Redução do dividendo obrigatório; e) Incorporação, fusão, cisão e transformação da forma societária; f) Mudança do objeto social da companhia; g) Liquidação da companhia; h) Constituição de subsidiária integral; i) Participação em grupo de sociedades; j) Criação de debêntures e partes beneficiárias; k) Eleição e destituição dos Administradores; Parágrafo 4º. Salvo decisão em contrário do Presidente da Assembleia Geral, a ata será lavrada na forma de sumário dos fatos e sua publicação omitirá a assinatura dos acionistas. Parágrafo 5º. Independente das formalidades previstas em lei para a convocação da Assembleia Geral, ela será considerada regular sempre que realizada com a presença da totalidade dos acionistas. CAPÍTULO VII - DA ADMINISTRAÇÃO DA COMPANHIA Artigo 11. A administração da Companhia cabe à Diretoria, com as competências que lhes forem atribuídas por lei e por este Estatuto. Parágrafo Único. Os diretores estão liberados de prestar caução. Artigo 12. A companhia não poderá prestar aval, fiança ou oferecer garantia a terceiros, como favor. Artigo 13. Os diretores poderão receber remuneração fixada pela Assembleia Geral de Acionistas.CAPÍTULO VIII - DA DIRETORIA - Artigo 14. A Diretoria será composta de 2 (dois) membros sendo 1 (um) Diretor Presidente e 1 (um) Diretor Vice-Presidente, eleitos pela Assembleia Geral, para mandato de 3 (três) anos, com possibilidade de reeleição em conjunto ou separadamente. Parágrafo Único. O mandato dos Diretores se estenderá até a posse dos novos Diretores eleitos pela Assembleia Geral.Artigo 15. A representação da Companhia para a prática de todos os atos e assinatura de todos os documentos que criem obrigações para a Companhia ou isentem terceiros de responsabilidade para com a Companhia, inclusive para alienar ou onerar bens imóveis do ativo permanente e contratar empréstimos ou financiamentos com garantia real, exigirá a assinatura do Diretor Presidente, isoladamente, ou (b) do Diretor Vice-Presidente sempre em conjunto com o Diretor Presidente. Parágrafo Único. Por deliberação da Diretoria, expressada em ata, a sociedade poderá criar e extinguir filiais, escritórios, depósitos e dependências de qualquer natureza, no Brasil ou no exterior. Artigo 16. A Companhia poderá outorgar poderes a procuradores nas condições do artigo anterior, e o instrumento de mandato deverá indicar clara e expressamente os poderes outorgados. As procurações terão prazo determinado, vencendo sempre até o dia 31 de dezembro do ano em que forem outorgadas, e não permitirão substabelecimento ou delegação de poderes, exceto procurações “ad judicia” outorgadas a advogados, que poderão ter prazo indeterminado e permitir o substabelecimento com reserva de poderes. Artigo 17. Ao Diretor Presidente compete: a) Dirigir as atividades relacionadas ao planejamento geral da Companhia; b) Zelar pelo cumprimento das deliberações tomadas pela Assembleia Geral; c) Conduzir a administração financeira da Companhia; d) Facilitar o acesso dos membros do Conselho Fiscal às instalações da Companhia e aos arquivos, documentos e informações necessários ao desempenho de suas funções. e) Convocar e presidir as Reuniões da Diretoria. f) Exercer a supervisão de todas as atividades da Companhia; g) Coordenar as atividades da Companhia e superintender as atividades da Diretoria; h) Representar a companhia em todos os atos societários das sociedades controladas ou das quais a Companhia tenha participação societária; Artigo 18. Compete ao Diretor Vice-Presidente: a) Substituir o Diretor Presidente em sua vacância; b) Auxiliar e aconselhar o Diretor Presidente em suas atividades; c) Outras atividades a ele atribuídas pelo Diretor Presidente. CAPÍTULO IX - DO CONSELHO FISCAL - Artigo 19. O Conselho Fiscal será composto por no mínimo 03 (três) e no máximo 05 (cinco) membros efetivos e igual número de suplentes, eleitos nos termos do art. 161, §4° da Lei de Sociedades por Ações, e destituíveis a qualquer tempo pela Assembleia Geral de Acionistas.Artigo 20. O Conselho Fiscal não funcionará de modo permanente e será instalado somente por deliberação da Assembleia Geral de Acionistas, que elegerá seus membros efetivos e suplentes e estabelecerá as remunerações. Art. 21. Os membros do Conselho Fiscal exercerão mandato por 1 (um) ano, permitida a reeleição, e novo sufrágio ocorrerá na Assembleia Geral Ordinária seguinte. Art. 22. Compete ao Conselho Fiscal além das atribuições prescritas em lei:a) Fiscalizar os atos dos administradores, verificar o cumprimento dos deveres legais e estatutários;b) Analisar, ao menos trimestralmente, o balancete e demais demonstrações financeiras periódicas;c) Examinar e opinar sobre as demonstrações financeiras do exercício social, o balanço patrimonial e o relatório anual da administração, fazendo constar do seu parecer as informações complementares que julgar necessárias ou úteis à deliberação da Assembleia-Geral;d) Opinar sobre as propostas relativas à modificação do capital social, planos de investimento ou orçamento de capital, distribuição de dividendos, transformação, incorporação, fusão ou cisão;Artigo 23: As deliberações do Conselho Fiscal serão tomadas por maioria de votos e lançadas em livro próprio. CAPÍTULO X - EXERCÍCIO SOCIAL, DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E RESULTADO - Artigo 24: O exercício social terá início em 1° de janeiro e término em 31 de dezembro de cada ano, quando, então, serão levantados o balanço patrimonial e as demonstrações financeiras exigidas em lei. Parágrafo Único: Por deliberação de seus membros a Diretoria da Companhia poderá elaborar balanços e demonstrações financeiras e contábeis em periodicidade semestral, bimestral ou mensal, e distribuir os lucros intercalares neles apurados ou ainda os lucros intermediários existentes na conta de reserva de lucros do último balanço anual, ad referendum da Assembleia Geral. Artigo 25. Do resultado do exercício serão deduzidos, antes de qualquer participação, os prejuízos acumulados e a provisão para o Imposto sobre a Renda e para a Contribuição Social sobre o Lucro. Artigo 26: O lucro líquido do exercício será então distribuído da seguinte forma: a) 5% (cinco por cento) para o Fundo de Reserva Legal, até atingir 20% (vinte por cento) do capital social; b) 10% (dez por cento) como dividendo mínimo obrigatório a ser pago aos acionistas, já computado neste montante o pagamento de juros sobre capital próprio, quando houver; c) A parcela remanescente, se houver, terá a destinação que lhe for dada pela Assembleia Geral. Parágrafo Único: Desde que não haja oposição de qualquer acionista presente, a Assembleia Geral poderá declarar o pagamento de dividendo inferior ao mínimo obrigatório, ou determinar a retenção de todo o lucro. Artigo 27: Se de outra forma não dispuser a Assembleia Geral, o pagamento de dividendos, juros sobre capital próprio e a distribuição de ações decorrente do aumento de capital serão realizados em até 60 (sessenta) dias contados a partir da sua declaração. CAPÍTULO XI - DA LIQUIDAÇÃO Artigo 28: A sociedade entrará em liquidação nos casos e modos previstos em lei ou por deliberação da Assembleia Geral, que elegerá o liquidante e o Conselho Fiscal que funcionará durante a liquidação. CAPÍTULO XII - ARBITRAGEM - Artigo 29: A Companhia, seus Acionistas, Diretores, e membros do Conselho Fiscal deverão resolver por meio de arbitragem qualquer controvérsia ou litígio existente entre eles quando relacionado com a aplicação, validade, eficácia e interpretação da lei, deste Estatuto ou de Acordo de Acionistas arquivado na sede da Companhia.Parágrafo Primeiro: O procedimento arbitral será realizado em Curitiba, Paraná, e administrado pela Câmara de Mediação e Arbitragem da Associação Comercial do Paraná – ARBITAC. A arbitragem será realizada por 3 (três) árbitros e seguirá os procedimentos do Regulamento da ARBITAC em vigor no momento em que for iniciado o procedimento. A lei brasileira será aplicável ao mérito de qualquer controvérsia ou reclamação e o idioma será o português. Parágrafo Segundo: O laudo arbitral a ser prolatado pelo Tribunal Arbitral poderá ser levado a qualquer tribunal competente para determinar a sua execução. Caso as regras procedimentais da ARBITAC sejam silentes em qualquer aspecto procedimental, estas regras serão suplementadas pelas disposições da Lei nº 9.307/96, bem como pelas disposições do Código de Processo Civil Brasileiro. Parágrafo Terceiro: O laudo arbitral será considerado final e definitivo, obrigando as partes, que renunciam expressamente a qualquer recurso. Não obstante, é reservado às partes o direito de recorrer ao Poder Judiciário com o objetivo de (a) assegurar a instituição da arbitragem, (b) obter medidas cautelares de proteção de direitos previamente à instituição da arbitragem, sendo que qualquer procedimento neste sentido não será considerado como ato de renúncia a arbitragem como o único meio de solução de conflitos escolhido pelas partes, e (c) executar qualquer decisão do Tribunal Arbitral, inclusive, mas não exclusivamente, do laudo arbitral. Na hipótese das partes recorrerem ao Poder Judiciário, o Foro da cidade de Curitiba será o competente para conhecer de qualquer procedimento judicial. Curitiba, PR, 31 de dezembro de 2012. ALEXANDRE PIMENTA DA SILVA; ALEXANDRE TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva; RUBENS TELLES PIMENTA; Representado por Alexandre Pimenta da Silva. Visto do Advogado: Ademar Cardec Seccatto - OAB/PR 44.904 ANEXO II - ASSEMBLEIA DE CONSTITUIÇÃO - LAUDO DE AVALIAÇÃO DOS BENS IMÓVEIS QUE SERÃO CONFERIDOS PELOS ACIONISTAS NA SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, pessoa jurídica de direito privado, com sede e foro em Curitiba, PR, na Rua Mateus Leme, 2.004, 1º andar, inscrita no CNPJ (MF) sob nº. 77.371.854/0001-09 e no CRC/PR sob nº. 2.776, com contrato social arquivado no Cartório Loures, Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Curitiba, Paraná, sob nº. 4.661 Livro “A” 3, em 23/NOV/76, neste ato representada por seus sócios responsáveis técnicos, Jacó Moacir Schreiner Maran, brasileiro, casado, contador, CRC/PR nº. 17.214/O-8, portador da cédula de identidade civil RG n° 893.499/SSP/PR e CPF (MF) n° 157.181.40944 e Abraham Segundo Lobos Sáez, chileno, casado pelo regime de comunhão parcial de bens, técnico contábil, com registro no CRC/PR n° 053.012/O-9, portador da cédula de identidade civil RNE n° W685744-P/CGPI/DIREX/DPF e CPF (MF) n° 550.848.267-91, ambos com escritório comercial na Rua Mateus Leme, 2.004, 1º andar, em Curitiba, PR, vem, na qualidade de perita nomeada, apresentar aos acionistas da SKYRUNNER EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., em constituição: LAUDO DE AVALIAÇÃO DOS BENS IMÓVEIS QUE SERÃO CONFERIDOS PELOS ACIONISTAS I. OBJETIVO DO LAUDO DE AVALIAÇÃO O presente Laudo de Avaliação tem como objetivo avaliar o valor dos imóveis de propriedade do acionista subscritor Alexandre Pimenta da Silva que serão conferidos como capital na Skyrunner Empreendimentos e Participações S.A. para os fins e com fundamento nos artigos os artigos 7° e 8°, todos da Lei n.º 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (“Lei das Sociedades por Ações”). II. PRINCÍPIOS ADOTADOS NO LAUDO DE AVALIAÇÃO A elaboração deste Laudo de Avaliação obedece criteriosamente os seguintes princípios descritos a seguir: 2.1. A CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, seus sócios, administradores e colaboradores não têm interesse, direto ou indireto, na companhia nem nos bens envolvidos na operação, bem como não há qualquer outra circunstância relevante que possa caracterizar conflito de interesse. 2.2. No melhor conhecimento e crédito da CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, seus sócios, administradores e colaboradores, as análises, opiniões e conclusões expressas no presente relatório, são baseadas em dados, diligências, pesquisas e levantamentos verdadeiros e corretos. 2.3. Este Laudo de Avaliação apresenta todas as condições limitativas impostas pelas metodologias adotadas, que afetam as análises, opiniões e conclusões deste Laudo de Avaliação. 2.4. Os honorários profissionais da CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, seus sócios, administradores e colaboradores não estão, de forma alguma, sujeitos às conclusões deste Laudo de Avaliação. 2.5. No presente Laudo de Avaliação assumem-se como corretas as informações recebidas do Sr. Alexandre Pimenta da Silva. 2.6. O relatório foi elaborado pela CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL e ninguém, a não serem os seus próprios sócios, administradores e colaboradores preparou as análises e respectivas conclusões. 2.7. Para efeito de projeção partimos do pressuposto da inexistência de ônus ou gravames de qualquer natureza, judicial ou extrajudicial, atingindo o Sr. Alexandre Pimenta da Silva os seus bens e direitos, exceto se expressamente ressalvado neste Laudo de Avaliação. 2.8. Os acionistas subscritores de capital não direcionaram, limitaram, dificultaram ou praticaram quaisquer atos que tenham ou possam ter comprometido o acesso, a utilização ou o conhecimento de informações, bens, documentos ou metodologias de trabalho relevantes para qualidade das respectivas conclusões contidas neste Laudo de Avaliação. III. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO UTILIZADOS - Os bens conferidos estão sendo avaliados por seu valor histórico, considerando como base a Declaração de Imposto de Renda do Sr. Alexandre Pimenta da Silva e os valores realmente pagos pelos imóveis e sua descrição é transcrita das matrículas de registros de imóveis. IV. BENS CONFERIDOS EM INTEGRALIZAÇÃO DO CAPITAL SOCIAL - 4.1. Matrícula n° 106.530 do 2º Oficial de Registro de Imóveis da Capital do Estado de São Paulo. IMÓVEL: Apartamento nº 134, localizado no 12º pavimento de apartamentos ou 13º andar do “CONDOMÍNIO SPAZIO FIRENZE”, situado na Rua Desembargador Vale, nº 333, no 19º subdistrito – Perdizes, contendo a área privativa de 120,690m², acrescida da área de garagem de 57,242m², concernente à vinculação de 2 (duas) vagas acessórias de nºs P109 e M25, respectivamente localizadas nos 2º e 3º subsolos do edifício, mais a área comum de 43,742m², perfazendo a área total construída de 221,674m², correspondendo-lhe a fração ideal no terreno de 1,68143%. Valor R$ 261.161,50. 4.2. Matrícula n° 46.111 do 3º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: O apartamento nº 214, localizado no vigésimo primeiro andar tipo, do “Castell Di San Nicolau”, situado na Avenida Doutor Bernardino de Campos nº 571, confronta pela frente com o hall social do pavimento, por onde tem sua entrada, poço do elevador, poço do elevador de serviço, por onde tem sua entrada de serviço e apartamento de final 5, pelo lado direito com o apartamento de final 3, pelo lado esquerdo com a área de recuo lateral esquerda do prédio, e nos fundos com a área de recuo dos fundos do prédio; tem a área útil de 74,460m², terraço de 20,200m², área de garagem de 21,600m², área comum de 55,077m², e a área total construída de 171,337m², pertencendolhe tanto no terreno, como nas demais coisas de uso comum uma fração ideal de 0,8450%, equivalente a 15,210m². É de propriedade exclusiva do apartamento nº 214 e ao mesmo fica vinculada a garagem nº 114, dupla, a qual confronta na frente e nos fundos com a área de circulação e manobras, pelo lado direito com a garagem nº 115, pelo lado esquerdo com área livre e nos fundos com parede cega. O terreno onde foi construído o prédio, acha-se descrito e confrontado na especificação condominial, registrada sob nº 04, na matrícula nº 44.267, deste Ofício. Cadastrado na Prefeitura de Santos sob nº 65.016.043.104. Valor R$ 226.000,00. 4.3. Matrícula n° 33.580 do 5º Oficial de Registro de Imóveis da Capital do Estado de São Paulo. IMÓVEL: Conjunto nº 271-A, localizado no 27º andar do EDIFÍCIO ITÁLIA, situado na Avenida São Luiz, nº 50, no 7º Subdistrito – Consolação, com a área total de 195,267m², sendo 148,540m² de área exclusiva e 46,727m² de área comum, cabendo-lhe a fração ideal de 0,38129% no terreno e demais coisas comuns do edifício. Contribuinte: 006.064.1033-3. Valor R$ 210.000,00. 4.4. Matrícula n° 120.840 do 2º Oficial de Registro de Imóveis da Capital do Estado de São Paulo. IMÓVEL: Apartamento “Duplex de Cobertura” nº 82, localizado nos 8º e 9º andares do “Edifício IV (Belvedere)”- integrante do “Conjunto Perdizes Nobre – Bloco A – Place Royale”, com entrada pela Rua Monte Alegre nº 838, no 19º Subdistrito Perdizes, contendo a área privativa coberta de 320,740m², a área privativa descoberta de 169,320m², a área comum coberta (incluindo o direito de uso de 06 vagas indeterminadas de garagem) de 233,635m², a área comum descoberta de 52,828m², encerrando a área total de 776,523m², correspondendo-lhe a fração ideal de 1,7601% no terreno e nas demais coisas de propriedade e uso comuns do condomínio. Contribuinte: 021.054.0009-4. Valor R$ 2.844.609,54. 4.5. Matrícula n° 71.472 do 2º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: Espaço ou vaga de garagem nº 44, localizada no sub-solo do edifício denominado “Residencial Golden Beach”, situado na Rua Egídio Martins, nº 87, contendo a área útil de 33,66m², área comum de 5,64m² e a área total de 39,30m², correspondendo-lhe uma parte ideal de 6,38m², equivalente a fração ideal de 0,48% do todo, confrontando pela frente com a área de manobra de autos, do lado direito com o espaço ou vaga de garagem nº 43, ao lado esquerdo com o espaço ou vaga de garagem nº 45 e nos fundos com parede do prédio. O terreno com a área de 1.321,11m², onde foi construído o prédio, está descrito e caracterizado na especificação condominial, registrada sob nº 4, na Matrícula nº 53.670 deste mesmo Registro de Imóveis, em 12/05/92. O prédio teve sua convenção de condomínio registrada sob nº 2.716, no Livro 3 (Auxiliar), na mesma data. Cadastrado na Prefeitura do Município de Santos sob nº 89.009.023.043. Valor R$ 10.000,00. 4.6. Matrícula n° 50.011, do 3º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: O apartamento n.o 913, localizado no nono e décimo pavimentos, do Condomínio Loft Santos – Residence Service, situado na Rua José Cabalero, n.o 60, com a área privativa de 69,00 m2, que corresponde, no piso térreo da entrada: sala conjugada de estar e jantar com varanda, cozinha, lavabo e escada de acesso ao piso superior, e no piso superior: hall, dormitório, banheiro e área livre sobreposta ao piso térreo de entrada; contendo a área comum de 37,60 m2, a área comum de vaga de estacionamento de automóvel de 10,00 m2, e a área total de 116,60 m2, correspondendo-lhe uma fração ideal no terreno e demais coisas de uso comum de 0,72441%, confronta pela frente com o apartamento de final “12” nos dois pisos; do lado direito com a área de circulação no piso térreo de entrada e no piso superior com área livre lateral direita do prédio; do lado esquerdo com a área livre lateral esquerda do prédio nos dois pisos; e nos fundos com o apartamento de final “14” nos dois pisos; cabendo a este apartamento o direito de guarda de um (01) automóvel na garagem do prédio. O terreno onde foi construído o prédio, acha-se descrito e confrontado na especificação condominial, registrada sob no15, na matrícula n.o 14.924, deste Ofício. Cadastro pela Prefeitura Municipal de Santos, sob n.o 65.021.015.069. Valor R$ 95.000,00. 4.7. Matrícula n° 71.471 do 2º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: Apartamento sob nº 113, localizado no 11º andar ou 12º pavimento do edifício denominado “RESIDENCIAL GOLDEN BEACH”, situado na Rua Egidio Martins, nº 87, contendo 02 dormitórios, sendo um suíte, living, banheiro, cozinha, área de serviço, quarto e W.C. de empregada e terraço; com uma área útil de 111,29 m², área comum de 18,66 m² e área total de 129,95 m², correspondendo-lhe no terreno uma parte ideal de 21,13 m², equivalente a fração ideal de 1,60% do todo, confrontando de quem de frente para o apartamento olha, pela frente com o hall de circulação do pavimento, por onde tem sua entrada social, do lado esquerdo com a área de recuo lateral esquerda do prédio, do lado direito com o apartamento do tipo 4 e nos fundos com a área de recuo dos fundos do prédio. O terreno, com a área de 1.321,11 m², onde foi construído o prédio, está descrito e caracterizado na especificação

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

13

COMARCA DA REG ÃO METROPOL TANA DE CUR T BA PR FORO REG ONAL DE SÃO OSÉ DOS P NHA S VARA DA FAZENDA PÚBL CA ED TAL DE PUBL CAÇÃO O D UAN DAN EL PERE RA SOBRE RO M m D V F P S P F R S P C m R M C C E P m ED TAL PARA CONHEC MENTO DE TERCE ROS ART GO DA LE DE DESAPROPR AÇÕES PRAZO D AS O D D P S D V F P F R S P C m R M C E P FAZ SABER m m m S m m A DESAPROPR AÇÃO DE MÓVE m MUN C P O DE SÃO OSÉ DOS P NHA S UST NO FACCH N m S F P C m R M C F R S P PR m m m m MUN C P O DE SÃO OSÉ DOS P NHA S m m R mm m m m R m C S P PR m C R m O OTE N m m m m m SE A T m m O NE m m B m R R m m NO R P m m m SO H F m R R O B A m DO D E m m m m M m m A m E m m m m m NADA MA S D S P m m E R R S M A m m UAN DAN EL PERE RA SOBRE RO D

SÚMULA DE EM SSÃO DE L CENÇA EMB ENTAL DE OPERAÇÃO A emp esa NORD CA VE CULOS S A o na púb co que ecebeu da Sec e a a Mun c pa do Me o Amb en e de Cu ba SMMA a L cença Amb en a Ope ação LO 13 178 de va dade 11 04 2016 pa a se v ços de manu enção e epa ação mecân ca de ve cu os au omo o es s uada à Rua Ma o Dybas 801 Cu ba Pa aná

condominial, registrado sob nº 4, na Matrícula nº 53.670, deste Registro de Imóveis, em 12/05/92. O prédio teve sua convenção de condomínio registrada sob nº 2.716, no Livro 3 (auxiliar), na mesma data. Cadastrado na Prefeitura do Município de Santos sob nº 89.009.023.043. Valor R$ 260.000,00. 4.8. Matrícula n° 17.079 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 411, contendo: uma sala, uma ante-câmara com lavatório e WC., localizado no 7º pavimento do Edifício Itatiaia, na Rua General Câmara nº 5, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 40,74 m², sendo sua cota parte ideal no terreno de 0,0045 de seu todo, confrontando: pela frente com a área interna e hall; do lado direito com o corredor interno do prédio; do lado esquerdo com o conjunto nº 410 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.036. Valor R$ 43.901,40. 4.9. Matrícula n° 29.587 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 1.309, contendo: uma sala, uma ante câmara com lavatório e WC., localizado no 16º pavimento do Edifício Itatiaia, na Rua General Câmara nº 5, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 22,79 m², e com uma parte ideal de 0,0025 de seu todo, confrontando: pela frente com a área interna do prédio; do lado direito com o conjunto nº 1.310; do lado esquerdo vizinho com a Rua Frei Gaspar nº 53 e nos fundos com o conjunto nº 1.308. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.133. Valor R$ 12.462,26. 4.10. Matrícula n° 19.239 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, contendo: sala e gabinete sanitário, sob nº 1.310, localizado no 16º pavimento do Edifício Itatiaia, à Rua General Câmara nº 05, no perímetro urbano desta Comarca, tendo área construída de 18,06 m², bem como a parte ideal do terreno, que corresponde a 0,0020, confrontando: pela frente com a área interna; do lado direito com o conjunto nº 1.311; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.300 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.134. Valor R$ 10.681,94.. 4.11. Matrícula n° 30.432 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 1.403, contendo: uma sala ante câmara, com lavatório e WC., localizado no 17º pavimento do Edifício Itatiaia, na Rua General Câmara nºs. 1 e 5, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 25,03 m², uma parte ideal no terreno correspondente a 0,0034%, confrontando: pela frente com a mencionada rua; do lado direito com o conjunto nº 1.404; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.402 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.138. Valor R$ 24.328,00. 4.12. Matrícula n° 29.294 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 1.404, contendo: uma sala, uma ante câmara, um lavatório e um WC., localizado no 17º pavimento ou 14º andar do Edifício Itatiaia, na Rua General Câmara nºs. 1 e 5, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 39,01 m², e com uma parte ideal no terreno correspondente a 0,0054% de seu todo, confrontando: pela frente com a Rua General Câmara e Frei Gaspar; do lado direito com o conjunto nº 1.405; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.403 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.169. Valor R$ 22.116,35. 4.13. Matrícula n° 29.295 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 1.405, contendo: uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., localizado no 17º pavimento ou 14º andar do Edifício Itatiaia, na Rua General Câmara nºs. 1 e 5, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 22,36 m², e com uma parte ideal no terreno corespondente a 0,0029% de seu todo, confrontando: pela frente com a Rua Frei Gaspar; do lado direito com o conjunto nº 1.406; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.404 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.140. Valor R$ 22.116,35. 4.14. Matrícula n° 28.493 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto designado sob nº 1.406, contendo: uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., situado à Rua General Câmara nº 5, localizado no 17º pavimento do Edifício Itatiaia, no perímetro urbano desta Comarca, com a área aproximada de 22,36 m², e com uma parte ideal no terreno correspondente a 0,0029% de um todo, confrontando: pela frente com a Rua Frei Gaspar; do lado direito com o conjunto nº 1.407; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.405 e nos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.141. Valor R$ 10.322,93. 4.15. Matrícula n° 2.784 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto de Escritório, sob nº 1.407, do prédio construído na rua General Câmara nºs. 1/5, perímetro urbano, desta Comarca, contendo: uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., com a área aproximada de 22,36 m², e confrontando pela frente com a Rua Frei Gaspar; do lado direito com o conjunto nº 1.408; do lado esquerdo com o conjunto nº 1.406 e nos fundos com o corredor interno do prédio, e mais 0,0029 do terreno. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.142. Valor R$ 4.554,93.4.16. Matrícula n° 44.384 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto sob nº 1.408, da Rua General Câmara nºs. 1/5, no perímetro urbano desta Comarca, contendo uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., confrontando pela frente com a Rua Frei Gaspar; pela direita com o nº 53 da Rua Frei Gaspar; pela esquerda com o conjunto nº 1.407 e nos fundos com o conjunto nº 1.409, sendo sua cota parte ideal no terreno de 0,0035 décimos milésimos do todo do terreno. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.143. Valor R$ 5.693,66. 4.17. Matrícula n° 44.385 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto sob nº 1.409, da Rua General Câmara no 1/5, no perímetro urbano desta Comarca, contendo uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., confrontando pela frente com a área interna, pela direita com o conjunto nº 1.410; pela esquerda com o nº 53 da Rua Frei Gaspar e pelos fundos com o conjunto nº 1.408. com a área aproximada de 22,79 m², sendo sua cota parte ideal no terreno de 0,0025% décimos milésimos de seu todo. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.144. Valor R$ 4.934,70. 4.18. Matrícula n° 44.386 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto sob nº 1.410, da Rua General Câmara no 1/5, no perímetro urbano desta Comarca, contendo uma sala, uma ante-câmara com lavatório e um WC., com a área aproximada de 18,06 m², confrontando pela frente com a área interna; pelo lado direito com o conjunto nº 1.411; pelo lado esquerdo com o conjunto nº 1.409 e pelos fundos com o corredor interno do prédio. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.145. Valor R$ 3.795,78. 4.19. Matrícula n° 7.847 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto para Escritório designado sob nº 1.411, sito no 17º pavimento do Edifício ITATIAIA, à Rua General Câmara, no 5, perímetro urbano desta Comarca, contendo: uma sala, uma ante câmara com lavabo e um WC., dividindo pela frente com a área interna e hall; pelo lado direito com corredor interno do prédio; pelo lado esquerdo com o conjunto nº 1.410 e pelos fundos com o corredor interno do prédio, com a área aproximada de 40,74 m², e pertencendo-lhe uma parte ideal correspondente a 0,0045% no respectivo terreno. Cadastrado na Prefeitura Municipal de Santos – Estância Balneária sob nº 25.022.013.146. Valor R$ 42.959,08. 4.20. Matrícula n° 33.582 do 5º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto, sob nº 271-C (duzentos e setenta e um-C) situado no 27º andar do Edifício Itália, na Avenida São Luiz, nº 50, 7º Subdistrito – Consolação, com a área total de 195,267m² (cento e noventa e cinco metros, vinte e seis decímetros e setenta centímetros quadrados), sendo 148,540m² (cento e quarenta e oito metros, cinquenta e quatro decímetros quadrados) de área exclusiva e 46,727m² (quarenta e seis metros, setenta e dois decímetros e setenta centímetros quadrados) de área comum, pertencendo-lhe a fração ideal de terreno equivalente a 0,38129% do todo e demais coisas comuns do Edifício, inteiramente descrito e confrontado na matrícula acima mencionada. Valor R$ 34.192,66. 4.21. Matrícula n° 33.581 do 5º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo – SP. IMÓVEL: 50% do Conjunto, sob nº 271-B (duzentos e setenta e um-B) situado no 27º andar do Edifício Itália, na Avenida São Luiz, nº 50, 7º Subdistrito – Consolação, com a área total de 160,731m² (cento e sessenta metros, setenta e três decímetros e dez centímetros quadrados), sendo 124,550m² (cento e vinte e quatro metros e cinquenta e cinco decímetros quadrados) de área exclusiva e 39,181m² (trinta e nove metros, dezoito decímetros e dez centímetros quadrados) de área comum, pertencendo-lhe uma fração ideal de terreno equivalente a 0,31972% do todo e demais coisas comuns do Edifício, inteiramente descrito e confrontado na matrícula acima mencionada. Valor R$ 34.192,66. 4.22. Matrícula n° 69.893 do 5º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo – SP. IMÓVEL: 33,50% do Conjunto, sob nº 361-A (trezentos e sessenta e um-A) situado no 36º andar ou 41º pavimento do Edifício Itália, na Avenida São Luiz, nº 50, no 7º Subdistrito – Consolação, com a área comum de 46,727m² (quarenta e seis metros, setenta e dois decímetros e setenta centímetros quadrados), sendo área exclusiva de 148,54m² (cento e quarenta e oito metros e cinquenta e quatro decímetros quadrados), pertencendo-lhe no terreno a fração ideal de 0,38129%, inteiramente descrito e confrontado na matrícula acima mencionada. Valor R$ 30.544,98. 4.23. Matrícula n° 85.523 do 2º Oficial de Registro de Imóveis de Santos – SP. IMÓVEL: Sala Comercial nº 2.608, localizada no 22º pavimento do Edifício HELBOR OFFICES VILA RICA, situado na Avenida Conselheiro Nébias, nº 756 – contem sala, 02 wc’s e um terraço; possui área privativa de 48,280m², área total de uso comum de 41,896m², perfazendo a área total de 90,176m², correspondendo a fração ideal de terreno de 0,0019957. Confronta, de quem da avenida olha para o edifício, pela frente e pelo lado direito com áreas do condomínio; pelo lado esquerdo com exaustores e com área de circulação do andar; e pelo fundos com a sala comercial nº “9”. Fica assegurado à sala o direito à utilização, e natureza obrigacional, de 01 vaga de garagem, localizada em qualquer dos mezaninos, não havendo vaga pré determinada, utilizando obrigatoriamente, o serviço de manobristas. O edifício achase construído em terreno descrito na Matrícula nº 79.502, deste mesmo ofício, onde a especificação condominial foi registrada sob nº 5, e a convenção do condomínio registrada sob nº 5.909, livro 3 – Registro auxiliar. Valor R$ 246.606,06. 4.24. Matrícula n° 117.160 do 1º Oficial de Registro de Imóveis de Sorocaba – SP. IMÓVEL: 50% do Lote de Terreno, nº 02 (dois), da QUADRA “J”, do loteamento denominado “JARDIM VALE DO LAGO RESIDENCIAL”, bairro de Caguassú, com as seguintes medidas e confrontações, com frente para a Rua 14, onde mede 28,00m (vinte e oito metros); no lado direito de quem do imóvel olha para a via que faz frente, onde mede 38,09m (trinta e oito metros e nove centímetros), confrontando-se com o lote 03; no lado esquerdo, na mesma situação, onde mede 37,50m (trinta e sete metros e cinquenta centímetros), confrontandose com o lote 01; e nos fundos, onde mede 28,00m (vinte e oito metros), confrontando-se com propriedade de Francisco Minotogato, encerrando a área de 1.058,23m² (um mil, cinquenta e oito metros e vinte e três decímetros quadrados). O imóvel está lançado pela Prefeitura Municipal de Sorocaba, para o exercício de 2010, como a Rua Edmildes Tavares D’Almeida, Quadra J, Lote 2, lançamento 28.62.71.0057.00.000. Valor R$ 212.668,91. 4.25. Matrícula no 147.095, do 14º Oficial de Registro de Imóveis da Comarca de São Paulo – SP. IMÓVEL: apartamento n. 1.212 (um mil, duzentos e doze), localizado no 11º pavimento do BLOCO A – DIAMOND FLAT, integrante do CONDOMÍNIO TIMES SQUARE COSMOPOLITAN MIX, situado na Avenida dos Jamaris, n. 100, em Indianópolis – 24º Subdistrito, Comarca e Município de São Paulo – SP, com a área privativa de 30,0000m2, área comum de 34,8179m2, área total de 64,8179m2, fração ideal no terreno e nas demais partes e coisas comuns do condomínio de 0,169752%. Cadastrado junto à Prefeitura Municipal de São Paulo-SP sob n. 041.166.10143. Valor: R$ 100.000,00. 4.26. Direitos sobre o Contrato Particular de Promessa de Compra e Venda de Imóvel e Respectiva Fração Ideal de Terreno, de imóvel localizado no empreendimento BRAVA BEACH INTERNACIONAL, em Balneário Camboriú – SC, correspondente à unidade autônoma assim especificada: 01 (um) apartamento, localizado no CONDOMÍNIO RESERVA CORAIS: E4 – Apartamento n. m V m m m w m w m w m m CONDOM N O RESERVA CORA S m O m m CONDOM N O RESERVA CORA S E A m m m m m m m m m % m m m m m m m m m V R D % C P P m C m V m R m m m BRAVA BEACH N ERNAC ONA mB C m SC m m m m CONDOM N O RESERVA AROE RA E m V R D m m m m m C m V B m m R A G m mS E S P m m R m C R m S SP m Em m P M S m A A E m m A m m S m V B C m m Á m m Á m m m m m m Á m m % V R D m m m m C m V B m P C mS E S P M m R m C R m S SP m Em m P M S m A A E m m A m m S m V B H m Á m m Á m m m m m m Á m m % V R D m m m m E G m m POR O DA PON A mS SP R C m m O R m S SP m m m m m E G m m m m m m % À m m m m m m m m m m V R D m m m m E m m POR O DA PON A mS SP R C m m O R m S SP m m m m m E m m m m m m % À m m m m m m m m m m V R D m m m m E G m m POR O DA PON A mS SP R C m m O R m S SP m m m m m E G m m m m m m %À m m m m m m m m m m V R V CONC USÕES A m m m m SKYRUNNER EMPREEND MEN OS E PAR C PAÇÕES S A R m m V ENCERRAMEN O E m m AUDO DE AVA AÇÃO m S A Pm S m m m m m C PR m C C Em CRC PR A mS S CRC PR O M S M CRC PR O


PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO INDÚSTRIA DE CAL CASCATA LTDA, 78712700/000104 torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação nº13596 validade 31/08/2013 para implantação (indústria de cal) implantada na Rua Orlando Cecon nº 129 Ribeirão das Onças Colombo-Pr

| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

Escola da Colina promove vacinação Iniciativa da Escola visa antecipar a luta contra a gripe H1N1 Visando antecipar a campanha de imunização contra a Gripe H1N1, a Escola da Colina, com a parceria da Clínica Inalar, promoveu a vacinação de pais, alunos e funcionários. A iniciativa teve o intuito de favorecer e facilitar a imunização contra a gripe, além de reafirmar a importância da vacinação, dos cuidados com a saúde e da responsabilidade social. Adesão surpreendeu A grande procura pela vacina surpreendeu a direção da Escola, já que mais de 130 pessoas aderiram a campanha. Esta ação faz parte dos objetivos ODM da Escola da Colina (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - 8 jeitos para mudar o mundo). Além dela, ações relacionadas à educação alimentar, meio ambiente e cidadania são contempladas no dia a dia da instituição. Gotinhas da Solidariedade O Projeto “Gotinhas de Solidariedade”, desenvolvido no espaço da “Felizcidade da Colina” se afina com a campanha de imunização. Através dele, os alunos recebem “doses de vacinas” para a Paz, Alegria, Amizade, Colaboração, Respeito, Responsabilidade, Verdade, União, Solidariedade, Tolerância e Ética. Estes valores também, dão nome às turmas da Instituição e, portanto, fazem parte da prática educacional da Escola da Colina.

Alunos encararam a vacina com naturalidade

Professores deram exemplo e foram vacinados

A vacina também foi oferecida aos pais

Crédito de fotos: Divulgação/Loja de Notícias.

14

Morretes espera 8 mil motociclistas, cerca de 16 mil pessoas neste feriado do trabalho É o MotoPasseio Savages, com saída de Curitiba rumo ao litoral O próximo feriado do ano é do trabalho, mas descanso é o que o pessoal de Morretes menos quer nesta quarta-feira, dia 1 de maio. A cidade inteira está mobilizada para receber cerca de 8 mil motociclistas do Brasil inteiro que vão participar da 9ª edição do MotoPasseio Savages. A largada é a partir das 10h na Rua João Negrão. Ao todo, mais de 16 mil pessoas seguem juntos para a cidade que é um grande ponto turístico do Paraná. No litoral, os participantes serão recepcionados no Centro de Eventos com total estrutura que conta com alimentação, estacionamento, além dos esperados shows. A Banda Motorocker, o DJ Rafael Tr ucker e uma apresentação de Motocross Freestyle são as atrações confirmadas. Com exceção da alimentação, tudo é gratuito e por ser uma grande festa, em toda a cidade os participantes encontram lugares para se alimentar. As inscrições seguem abertas e o investimento são dois quilos de alimento não perecível ou R$ 10 em dinheiro. Toda a arrecadação de produtos e verba será destinada a instituições carentes assistidas pela Motos Savages. Mais informações no site www.motosavages.com.br ou no Facebook www.facebook.com/motosavagesracing . Programação 8h30 – Concentração / rua João Negrão, 1888 10h – Saída motos acima de 450cc

10h20 – Saída motos abaixo de 450cc 15h30 – Show de Motocross Freestyle 18h – Sorteio de brindes 19h – Show Motorocker Sobre o evento O MotoPasseio Savages é o maior encontro de motociclistas do País, realizado anualmente no dia 1 de maio, feriado, desde 2004, organizado pela Moto Savages sem fins lucrativos. É reconhecido como um dos grandes eventos motociclísticos por participarem todos os motoclubes de todas as marcas e estilos em um só passeio. Nas últimas edições, a cada ano é eleita uma nova cidade para o grande encontro, neste ano, a escolhida foi Morretes/Pr. As edições anteriores aconteceram em Antonina e Guaratuba. E a participação do público é sempre gradual. No último encontro foram reunidas cerca de 8 mil motos e 16 mil pessoas. Serviço O que: 9º Moto Passeio Savages Quando: 01 de maio a partir das 8h30 Quanto: dois quilos de alimento não perecível ou R$ 10 em dinheiro Inscrições: lojas Motos Savages / Xaxim (Av. Brasília, 6381); Bacacheri (Av. Erasto Gaetner, 1573); Pinhais (Av. Iraí, 1275); João Negrão (R. João Negrão, 1758) e Moto Center (Rua João Negrão, 1888).


| 30 de abril e 1º de maio de 2013 |

Dirceu João Maschyo

E-MAIL: dirceumetropole@hotmail.com

São José empata com o Paraná

O lateral Leonardo invadiu a área e na saída do goleiro paranista chutou meia altura no canto esquerdo, empatando o jogo para o São José O Lateral Leonardo do São José é puxado pela camisa na dividida com o volante paranista

O São José conquistou o seu primeiro ponto no campeonato sub-17, após empatar com o Paraná Clube, em 1x1, no Estádio do Pinhão, no sábado, 27, confronto válido pela 3ª rodada do 1º turno. Antes, o São José havia perdido para Atlético (1x0) e Coritiba (2x1). Esse empate garantiu ao time são-joseense a 3ª colocação no grupo A, atrás da dupla atletiba, e a frente do clube paranista, pelo saldo de gols, já que ambos somam um ponto. "A vitória seria melhor, mas o empate não deixa de ser um bom resultado, principalmente se for levado em conta a estrutura das duas equipes", comentava no final do jogo o presidente do São José, João Otávio. JOGO EQUILIBRADO O Paraná Clube teve mais posse de bola ao longo da primeira etapa, e abriu o marcador aos 15 min, com um gol olímpico do atacante Ducatti. Mas o time do São José foi guerreiro, não se intimidou com a camisa tricolor, marcou muito, teve chance de empatar ainda no primeiro tempo. O Paraná tinha vantagem de um preparo físico um pouco melhor, mas na questão técnica as duas equipes estavam iguais. Na etapa complementar a equipe são-joseense foi bem melhor, teve vários momentos de soberania na partida, e poderia ter chegado ao empate já na metade do 2º tempo. O goleiro Vinicius como sempre fez defesas importantes, e o São José finalmente empatou o jogo, faltando 5 minutos para o encerramento, com um belo gol do lateral Leonardo. Ele recebeu a bola na entrada da área grande, pelo lado esquerdo, livre de marcação, carregou até a saída do goleiro paranista, e bateu alto no canto, deixando o placar tudo igual: São José 1x1 Paraná Clube. EMPATE MERECIDO O empate foi mais que

O atacante Diogo chega para dividir com o goleiro, mais uma oportunidade de gol do São José

merecido para o São José, que poderia ter inclusive vencido o jogo, se tivesse concluído as várias chances de gols. O Paraná Clube também teve a chance de ampliar o marcador no 2º tempo, mas o goleiro Vinicius produziu defesas fundamentais. "Realmente poderíamos ter vencido o jogo, criamos oportunidades reais de gols, bem mais que o time tricolor", dizia o técnico Maílson enquanto cumprimentava seus atletas após o término da partida. São José - Vinicius; Guilherme, Herick, Iago e (Giovani), Leonardo; Pietro (Bil), Silvio (Breno), Renan e Everton (Lucas Marques); Diogo e Lucas Alves (Igor); Paraná Clube - João Pedro; Peter, Jéferson, Marquinhos e Rafa; Zé, Arthur (Lucas), Freire e Dieguinho; Guga e Ducatti (Bira); Técnico: Evandro; Preparador: Edmilson; Prep. Goleiros: Dida; massagista: Oseias;

15

Familiares do meia Everton do São José, torcedores fiéis que não perdem um jogo


16

| 30 de abril e 1ยบ de maio de 2013 |

metropole30-4-13  

metropole30-4-13