Page 1

w w w. m e t r o p o l e j o r n a l . c o m . b r

Ano 14 | Nº 3330 | 21 a 23 de junho de 2013

Sexta-feira a Domingo

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Diário de Circulação Nacional

Fruet propõe uma nova tarifa no transporte coletivo: R$ 2,70 Foto: Maurilio Cheli SMCS

» O prefeito Gustavo Fruet anunciou nesta quinta-feira (20) uma série de medidas destinadas a dar transparência, promover melhorias e estabelecer tarifa adequada para o sistema de transporte coletivo metropolitano. Fruet propôs uma nova tarifa, no valor de R$ 2,70, a partir de 1° de julho. Os recursos para cobrir o custo de R$ 30 milhões gerado pela redução virão de três fontes. Entre elas, o aumento da fiscalização do recolhimento de ISS pelas empresas de transporte coletivo. Página 8

Beti Pavin participa de reunião pública sobre as obras do novo trevo de Colombo Fruet anuncia a redução da tarifa perante os manifestantes e a imprensa

Consulta Pública nos bairros de SJP

Foto: PMSJP

Prefeito Setim durante a Consulta Pública no Jardim Aviação

» Mais de 20 mil pessoas

participaram no início da noite de ontem (20), do protesto no gramado no Congresso Nacional, em Brasília, segundo cálculos da Polícia Militar. Um pequeno grupo tentou romper o cordão de isolamento da polícia, usado para impedir o acesso das pessoas ao Parlamento. O policiamento foi reforçado. Alguns manifestantes ocuparam o espelho d'água em frente ao Congresso Página 15 Nacional.

discutirmos e conhecermos os detalhes deste projeto e a postura da concessionária em debater com a população e os comerciantes da região, os impactos que esta obra irá trazer como também os benefícios que irá proporcionar para o trânsito", destacou a prefeita Página 4 Beti Pavin.

Secretaria de Saúde de Pinhais aposta em infraestrutura e na qualidade de atendimento » "Você sabe o que é ficar num lugar tão apertado que nem o carrinho do bebê cabe?", ela pergunta. "É um desespero só. Ou melhor, era, né? A gente ficava tudo amontoado lá dentro. Ainda bem que passou". Do alto de 37 anos inteiros de existência, a

mulher que fala é mãe e dona de casa e há muito virou paciente. Chama-se Edna Bueno Eyrosa. Mas é paciente no sentido amplo da palavra - não apenas como substantivo, relativo a quem padece de algum sintoma ou enfermidade em relação Página 11 ao médico.

Taxa de desemprego permanece estável na RMC Página 15

Richa lança Programa Calçadas do Paraná

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom ABr

Mais de 20 mil participam de protesto em Brasília

» A Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais, através da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, realizou na tarde desta quintafeira (20) mais uma Consulta Pública para a preparação do Plano Plurianual, que será levado à audiência pública para ser executado a partir de 2014. A reunião teve como objetivo promover a integração do poder público com os bairros e estabelecer a Gestão Compartilhada. Página 3

» A prefeita de Colombo, Beti Pavin participou da reunião pública de apresentação do trevo do Atuba, que abrange os municípios de Colombo e o de Pinhais. Na ocasião foi apresentado os estudos de impacto ambiental que serão realizados para a implantação da obra. "É muito importante

Página 3

Governo abre linha de crédito para prefeituras Os manifestantes deixaram claro o protesto contra o custo elevado na construção do Estádio Mané Garrincha

Página 7


2

| 21 a 23 de junho de 2013 |

Editorial

Gurgel: manifestações influenciaram adiamento da votação da PEC 37

A movimentação no mercado de trabalho é sempre um indicador importante do movimento da economia. Neste ambiente de crise internacional, que se reflete em todos os setores da economia mundial, há um temor generalizado entre patrões e empregados, autoridades e instituições técnicas que medem o desenvolvimento da economia. A economia se mantém ativa na medida em que os trabalhadores mantenham suas atividades e obtenham a renda para manter suas despesas e ainda investir na compra de produtos do seu interesse. Os indicadores mostram que há motivos para se temer menos o flagelo do desemprego. O nível de emprego continuou crescendo segundo dados divulgados pela Pesquisa Mensal do Emprego, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, mas o mercado de trabalho brasileiro deu sinais de desaceleração. A avaliação é do coordenador de trabalho e renda do IBGE, Cimar Azeredo. “A maioria dos indicadores apresenta ou estabilidade ou um avanço inferior ao observado nos últimos anos, principalmente na evolução observada de 2011 para 2012”, afirmou o coordenador. A taxa média de desocupação dos primeiros cinco meses de 2013 alcançou 5,7%, 0,18 ponto percentual menor que a observada no mesmo período de 2012. Em 2011, a taxa havia ficado em 6,4%, 0,6% maior que a do ano seguinte. Para Cimar, a redução do ritmo não se deve à dificuldade de se avançar em um patamar mais baixo, pois ainda há um número de desempregados expressivos em regiões metropolitanas como São Paulo (649 mil) e Rio de Janeiro (300 mil). “Parte expressiva desses desempregados são jovens e há espaço sobretudo para programas que possam capacitá-los para o primeiro emprego. No Nordeste, principalmente, temos um cenário econômico que não é tão dinâmico”, descreve ele. Lembrou que a taxa de desemprego em Salvador é 8,4%. Na comparação de um mês com o mesmo mês do ano anterior, foi a primeira vez que a taxa de desemprego nacional ficou estável, sem variação, desde dezembro de 2009. Cimar, no entanto, explica que a representatividade dessa sequência deve ser ponderada por não levar em conta ajustes sazonais. Em maio de 2013, a taxa foi 5,8%, a mesma de abril de 2013 e de maio de 2012. O nível de ocupação da população com mais de 10 anos de idade – faixa etária considerada como população em idade ativa (PIA) – foi outro índice que evoluiu mais lentamente. Em 2010, ano da recuperação depois da crise econômica mundial, a média dos primeiros cinco meses do ano foi 52,7%, que subiu para 53,3% (+0,6 ponto percentual) em 2011, para 53,7% (+0,4 ponto percentual) em 2012, e agora para 53,9% (+0,2 ponto percentual). O crescimento do trabalho com carteira assinada foi outro indicador menos expressivo nesta última pesquisa. Apesar de 205 mil pessoas terem obtido emprego com carteira assinada em maio de 2013, a alta foi de 1,8% sobre 2012. O ano passado cresceu 3,9% sobre 2011, que por sua vez foi 6,7% maior que 2010, ano que apresentou aumento de 7,4%. Na redução de pessoas empregadas sem carteira assinada a desaceleração foi menor.

Foto: Ricardo Almeida/ANPr

O foco no emprego Governador Beto Richa lança o Paraná Juro Zero Máquinas e o Programa de Calçadas do Paraná

Richa determina redução dos juros em financiamento de obras municipais Com a medida, a taxa vai variar entre 3,5% e 4,5% ao ano, mais a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), de acordo com o porte do município Agência de Notícias do Paraná O governador Beto Richa apresentou nesta quinta-feira (20), em Londrina, o novo modelo do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM). O governo estadual vai escalonar a taxa de juros para financiar projetos de prefeituras paranaenses. “É o melhor e mais generoso sistema de financiamento municipal do País”, disse o governador. Com a medida, a taxa vai variar entre 3,5% e 4,5% ao ano, mais a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), de acordo com o porte do município. Hoje, a taxa de juros é linear, de 6% ao ano, mais TJLP. Além disso, o Estado vai alongar o período de carência e o prazo de pagamento, diminuindo o valor das parcelas. “Estamos implantando um modelo diferenciado e mais justo para os pequenos municípios, onde a dificuldade da arrecadação é maior e estão perdendo recursos federais. Esses municípios terão juros menores e prazos maiores para financiar obras para a melhoria da qualidade de vida dos seus moradores”, afirmou o governador Beto Richa. A Lei do novo SFM está sendo examinada pela Assembleia Legislativa Richa destacou que as prefeituras poderão acessar R$ 400 milhões em recursos da Fomento Paraná e do Fundo de Desenvolvimento Urbano (FDU), até o fim de 2014. “É nas cidades que as pessoas vivem e é lá que o governo deve proporcionar as condições adequadas de vida, com serviços públicos de qualidade”, afirma o governador Beto Richa. BENEFICIADOS Com a remodelação do STM, 203 municípios paranaenses com população igual ou inferior a 10 mil habitantes serão especialmente beneficiados. A taxa de juros para estas cidades cai de 6% para 3,5% ao ano (mais TJLP). O prazo para começar a pagar os financiamen-

tos foi ampliado de 12 para até 24 meses e a amortização da dívida pode ser feita de oito anos até 15 anos. Outros 178 municípios com população entre 10 mil e 100 mil habitantes poderão contratar novos financiamentos com taxa de juros de 4% ao ano, mais a TJLP. Para municípios com mais de 100 mil habitantes a taxa será de 4,5% ao ano, além da TJLP. O secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, informa que os recursos podem ser usados para financiar obras e também projetos de modernização administrativa, planos diretores, tratamento de resíduos sólidos. De acordo com Ratinho Junior, o novo sistema vai ampliar o volume de obras como pavimentação de vias, construção de barracões industriais, terminais rodoviários, centros comunitários, creches, escolas, postos de bombeiros, entre outros. “São ações que levam mais desenvolvimento econômico e social para os nossos municípios”, disse. CAPACIDADE O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, informa que o novo modelo aumenta a capacidade de financiamento e melhora o fluxo financeiro dos municípios, diminuindo o custo operacional por meio do alongamento do prazo e da redução dos custos para pagamento. “O novo SFM é estruturado para assegurar a autossustentabilidade do sistema e garantir que todos os recursos gerados nas operações sejam reaplicados em novos financiamentos”, afirma Juraci Barbosa. Ele disse que o arranjo firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Paranacidade e a Fomento Paraná vai garantir um “fluxo de recursos permanente e crescente para que os municípios possam crescer e se desenvolver sem comprometer seu futuro”.

Agência Brasil Brasília - O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse ontem (20) que as manifestações que vem se espalhando pelo país tiveram papel importante no adiamento da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37. A análise da medida – que limita o poder de investigação do Ministério Público – estava marcada para o próximo dia 26. Gurgel disse que o Ministério Público (MP) recebe a notícia com “satisfação relativa” por considerar que a proposta deveria ser excluída da pauta de deliberações do Congresso. “Não há dúvida de que terá tido influência nisso a movimentação decorrente das manifestações ocorridas em todo o país que incluíram a PEC 37 como uma das principais pautas na luta contra a corrupção”, disse Gurgel, após lançamento da publicação Ministério Público, Um Retrato. Gurgel disse que vê no adiamento da votação da PEC 37 o entendimento da Câmara de que é necessário analisar mais adequada e profundamente a questão sem a pressa que vinha caracterizando a intenção de votar a proposta no dia 26. O procurador-geral da República disse que o MP continuará mobilizado contra a PEC 37. “E claro que é fundamental esse apoio da sociedade. A sociedade é que será a grande perdedora se o Ministério Público tiver retirada essa atribuição [do poder de investigação]”, disse. A votação da proposta foi adiada pelo presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), por falta de acordo entre procuradores e delegados. Ante-ntem (19), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, havia declarado que pediria ao presidente da Câmara que adiasse a votação da proposta. Isso porque as discussões do grupo de trabalho formado por representantes do Ministério da Justiça, do Ministério Público e das policias Civil e Federal para discutir a PEC terminaram sem consenso. Está marcado para a próxima terça-feira (25) uma nova reunião dos integrantes do grupo com o presidente da Câmara.

Roberto Gurgel, procuradorgeral da República

Projeto com regras para combustíveis volta à pauta na segunda-feira (24) Na sessão plenária da Assembleia Legislativa da próxima segunda-feira (24) os deputados irão debater e votar oito projetos de lei e mais 22 indicações parlamentares. A Ordem do Dia – a pauta dos trabalhos do Plenário – traz o projeto de lei nº 120/13, do Poder Executivo, que trata da concessão, alteração, renovação e cancelamento da inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS de estabelecimentos do setor de combustíveis. Segundo mensagem do governador Beto Richa (PSDB) enviada ao Legislativo, o objeti-

vo da iniciativa é principalmente coibir práticas delituosas, “que têm causado grande prejuízo ao erário, além de suprir deficiências da legislação quanto ao cadastramento dos estabelecimentos e à fiscalização do referido setor”. O projeto está em redação final, última etapa do processo legislativo. Só depois de aprovado nesta fase ele poderá ser encaminhado para a sanção (ou veto) do governador. A proposta prevê, entre outras medidas, a cassação da inscrição estadual do estabelecimento comercial em caso de ir-

regularidade ou ainda se a dívida dele com o Fisco superar o próprio capital social da empresa. O deputado Ademar Traiano (PSDB), líder do Governo na Assembleia, disse durante as discussões sobre a matéria que essa é uma forma de combater a concorrência desleal no setor de combustíveis, em benefício dos empresários que pagam seus impostos em dia, apertando o cerco contra a sonegação do ICMS no ramo de combustíveis. Um dos pontos que torna mais rigorosa a cobrança de impostos é o que

permite ao Governo do Paraná exigir das empresas, antes de autorizar o pedido de inscrição, alteração ou renovação da inscrição, uma garantia para o cumprimento das obrigações tributárias futuras. A garantia poderá ser apresentada em forma de fiança bancária, seguro garantia ou depósito administrativo, de acordo com o caso. A proposta prevê que as empresas existentes serão recadastradas se houver alteração da composição societária, mudança de endereço, débitos repetidos ou falta de pagamento do imposto.


| 21 a 23 de junho de 2013 |

3

Richa lança Programa Calçadas do Paraná, pioneiro no Brasil Foto: Ricardo Almeida/ANPr

Na visita a Londrina, o governador Beto Richa anunciou que vai pedir para que a Copel suspenda o reajuste na tarifa de energia. O reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica

Governador Beto Richa durante sua visita a Londrina

Prefeitura realiza mais uma Consulta Pública nos bairros de São José

Vice-prefeito Toninho da Farmácia durante a Consulta Pública no Jardim Aviação

A Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais, através da sua Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, com o objetivo de promover a integração do poder público com os bairros e estabelecer a Gestão Compartilhada, realizou na tarde desta quinta-feira (20) mais uma Consulta Pública para a preparação do Plano Plurianual, que será levado à audiência pública para ser executado a partir de 2014. Desta vez, a reunião aconteceu na Capela Divino Espírito Santo, no Jardim Aviação. Durante a Consulta, que contou com a participação de representantes de diversas secretarias municipais, foi feita uma dinâ-

mica com os presentes e além da coleta de dados e reivindicações da comunidade para a construção de políticas de localidade. Rafael Muhlmann, Secretário Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, explicou o que será feito com os dados coletados nestas reuniões. "Com base no que nós estamos ouvindo, diagnósticos estão sendo formados pela Secretaria, para que ao final destes encontros possamos estabelecer metas locais de desenvolvimento a serem executadas nos próximos anos". O prefeito Luiz Carlos Setim, também estava presente na audiência. Falando aos participantes ele explicou a importância da cooperação das pessoas nestas ações. "Nós, hoje, devido à legislação, estamos administrando a Prefeitura de acordo com as metas estabelecidas pela gestão anterior. E é por isso, que estamos realizando estas consultas públicas. A partir delas vamos definir, as nossas metas e estabelecer quais são as nossas prioridades a curto, médio e longo prazo". Também estavam presentes no evento, o vice-prefeito de São José dos Pinhais, Toninho da Farmácia, o secretário de Urbanismo Marcelo Ferraz Cesar, a secretária de Agricultura e Abastecimento Daniella Setim e o secretário de Meio Ambiente, Gastão Vosgerau. Ao todo serão realizados 12 encontros, em diversos bairros e áreas rurais da cidade. A próxima Consulta Pública aconteceu sexta-feira, dia 21/06, no bairro Afonso Pena, na Paróquia Nossa Senhora Monte Claro, com início às 14 horas.

O governador Beto Richa lançou nesta quinta-feira (20), em Londrina, o Programa de Calçadas do Paraná. É o maior programa de investimento em calçadas da história do Paraná e também pioneiro no País. Na primeira etapa, serão atendidos 30 municípios. Eles receberão R$ 300 mil a fundo perdido para a construção de calçadas em ruas pavimentadas, próximo a escola, hospitais, centros de comércio e outros locais de grande fluxo de pessoas. "Esse programa é uma firme demonstração do nosso respeito para com o cidadão", afirmou Richa. "O poder público no Brasil investe em pavimentação de ruas, deixando de fora investimentos voltados especificamente ao pedestre. Nós estamos atentos às necessidades das pessoas, para melhorar a acessibilidade, a segurança e a qualidade de vida de todos os cidadãos, especialmente das pessoas com deficiência, idosos, crianças", disse o governador. Serão investidos R$ 10 milhões nesta primeira etapa. Depois, serão lançados novos lotes. Com os recursos, os municípios irão construir calçadas duplas, com rampas de acesso. Os trajetos das calçadas receberão, também, melhoria na iluminação. REFORÇO O secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, explicou que o Programa de Calçadas do Paraná reforça outra iniciativa já adotada pelo Governo do Estado. "Desde o início deste ano, todos os projetos de pavimentação de ruas apresentados pelos municípios só são aprovados para receber financiamento do Paraná Cidade se contemplarem, também, a construção de calçadas para pedestres", explicou Ratinho Júnior. "É a nova metodologia adotada pelo governo de Beto Richa, que privilegia o ser humano", afirmou Ratinho Júnior. "Sabemos que os municípios tem perdido arrecadação por causa da queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios. Os prefeitos têm dificuldades e o governo estadual age a partir de programas", afirmou. PLANO DIRETOR No encontro em Londrina, o governador Beto Richa

firmou convênio com os oito municípios do Estado que ainda não têm Plano Diretor, para que possam implantar essa ferramenta, que serve para ordenar a expansão urbana. O Paraná será o primeiro Estado brasileiro a ter Plano Diretor em todos os seus municípios. O convênio foi assinado com os municípios de Corumbataí do Sul, Guaraci, Itaperuçu, Jundiaí do Sul, Jaboti, Rio Branco do Ivaí, Salto Itararé e Presidente Castelo Branco. CASA DO ACONCHEGO O governador lançou, também, o projeto Casa do Aconchego, que será referência para o atendimento humanizado aos paranaenses. A Casa do Aconchego é um espaço adequado de descanso para as pessoas que precisam se deslocar aos grandes centros urbanos em busca de atendimento médico. O projeto piloto será implantado em Londrina. "Um governo humano, que se preocupa com o bem estar das pessoas, especialmente quando elas estão em um momento de fragilidade, longe de casa e precisando tratar da saúde", disse o governador. A Secretaria Estadual da Saúde aplicará R$ 2 milhões no projeto. No evento com o governador Beto Richa, o prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, confirmou a doação do terreno. O Consórcio Intermunicipal da Saúde fará a gestão. "O projeto piloto será em Londrina porque cerca de 70 onibus e vans vêm para cá diariamente, de toda a região, para trazer pessoas que buscam tratamento médico especializado. Vamos dar um atendimento mais humanizado para essas pessoas", disse o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto. ESPAÇOS CIDADÃOS Foi firmado convênios com 30 prefeituras para repasse de computadores para os novos Espaços CidadãosTelecentros. Hoje, já estão instalados equipamentos nos telecentros de 300 bibliotecas cidadãs. A meta é levar o programa para os 399 municípios até o final de 2014. Em Londrina, foram entregues 1.200 computadores, doados pelo Banco do Brasil.

Apae de SJP distribui nota de Comissão de Educação da Câmara aprova esclarecimento sobre a Festa do Pinhão criação do Instituto de Supervisão e Avaliação do Ensino Superior A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São José dos Pinhais repassou a nota de esclarecimento da Associação de Pais e Amigos do Excepcionais de São José dos Pinhais (Apae), a pedido da direção da instituição. É a seguinte a nota: A APAE - ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS de São José dos Pinhais vem, através desta nota, trazer a público algumas informações e esclarecimentos acerca do evento "A FESTA DO PINHÃO" - 14ª edição que ocorrerá nos dias 05, 06 e 07 de julho próximos, bem como, sobre a grave situação financeira da entidade. Atualmente a APAE atende 300 portadores de necessidades especiais, sendo que, existe uma fila de espera que supera a casa de 80 vagas.

Infelizmente apresentamos um déficit orçamentário de R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais), o que causa imensa preocupação, pois mesmo organizando vários eventos de pequeno porte, sabemos que é difícil manter a instituição e pagar nossos débitos. Nossa grande esperança de recuperação financeira está no sucesso da Festa do Pinhão. Este evento trará os recursos necessários para salvar nossa entidade e manter suas portas abertas, para continuar atendendo nossos alunos que tanto precisam. Informamos que a parceria formada entre a APAE e a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esporte e Lazer é essencial para a manutenção de nossas atividades. Entretanto, nos últimos dias temos visto algumas manifesta-

ções de repúdio a realização da festa, associando a mesma com gastos desnecessários e exorbitantes por parte do poder público. O sucesso da APAE está em suas mãos, pois as despesas das atrações artísticas serão custeadas todas pela receita de bilheteria que VOCÊ estará proporcionando. Portanto, amigos, venham somar conosco. Venham garantir o atendimento àqueles mais fragilizados e que necessitam de atenção especializada. Juntem-se a esta corrente do bem. Colaborem conosco e, em contrapartida, poderão assistir apresentações de artistas de renome nacional a um preço muito especial. Nós e todas as crianças e jovens atendidos pela APAE aguardamos a todos de braços abertos.

Deputado Leopoldo Meyer, titular da Comissão de Educação da Câmara

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade, o projeto de lei que cria o Insti-

tuto Nacional de Supervisão e Avaliação do Ensino Superior (Insaes) do Ministério da Educação (MEC).

Segundo o deputado Leopoldo Meyer, titular da Comissão de Educação, o Insaes será responsável pela regulação, supervisão e avaliação das instituições particulares e federais de ensino. O projeto ainda passará por votação no Congresso e pelo Senado, para então ser sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. "O instituto cobrirá uma lacuna hoje existente na avaliação e fiscalização da qualidade do ensino superior no Brasil", explica Leopoldo Meyer.


4

| 21 a 23 de junho de 2013 |

Apresentação das crianças do Pró-Criando Monte Castelo

Prefeita Beti Pavin destaca a importância do encontro e dos benefícios desta obra

Prefeita participa de reunião pública sobre as obras do novo trevo de Colombo Trevo em desnível no km 17,5 da BR-116/PR, na região do Atuba, está previsto no contrato de concessão da Autopista Régis Bittencourt A prefeita de Colombo, Beti Pavin participou nesta semana da reunião pública de apresentação do trevo de desnível do km 17,5, que abrange os municípios de Colombo e o de Pinhais. Na ocasião foi apresentado os estudos de impacto ambiental que serão realizados para a implantação da obra. “É muito importante discutirmos e conhecermos os detalhes deste projeto e a postura da concessionária que administra o trecho é muito digna, por debater com a população e os comerciantes da região, os impactos que esta obra irá trazer como também os benefícios que irá proporcionar para o trânsito”, destacou a prefeita Beti Pavin. No evento foram discutidos os aspectos da melhoria do trevo, sua funcionalidade e os estu-

dos de impacto ambiental na implantação da obra. O local de referência é o cruzamento no Trevo da Cruz do Atuba, no km 17,5 do acesso Norte de Curitiba na BR-116. A concessionária já desenvolveu o projeto de reformulação do trevo, com a construção de uma trincheira adicional, paralela à existente, que possibilitará os movimentos veiculares sem conflito, acrescentando novas alças de acesso às futuras ruas laterais que serão implantadas com o dispositivo. A obra ainda incluirá um desvio circular para acesso local e para a BR116, adequação de vias para conexão com o tráfego local e implantação de passeio (para o trânsito de pedestres). O empreendimento beneficiará uma população estimada de 4,6 mil habitantes. O projeto exe-

cutivo da obra está em fase de avaliação junto à ANTT e já possui a anuência das prefeituras de Colombo e Pinhais para a implantação. A reunião realizada na Paróquia do Atuba contou com representantes da Autopista Régis Bittencourt, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do IBAMA/PR, da Consiliu Meio Ambiente & Projetos, e de representantes de Pinhais. Acompanharam a prefeita Beti Pavin no encontro, o vice prefeito Ademir Goulart, o secretário da Administração, Luiz Gilberto Pavin, a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tânia Tosin, o secretário de Obras e Viação, João Maria Rodrigues, o secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Antonio Ricardo Milgioransa, e vereadores.

Reunião pública contou com a presença dos moradores e comerciantes da região

Encenação dos participantes contou a história do clássico Chapeuzinho Vermelho

As atuações em Cinderela são dos alunos do projeto Alto da Cruz

Crianças do Peti em Colombo realizam apresentação cultural Integrantes do programa revelam talento nas apresentações de histórias de famosos clássicos da literatura Infantil Para lembrar que “Lugar de Criança é na Escola”, a Prefeitura de Colombo, através da Secretaria Municipal da Ação Social e Trabalho, comemorou o “Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil”, dia 12 de junho, com uma apresentação cultural realizada no dia 18, no auditório da Regional Maracanã, pelas crianças do PETI - Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, no município. Em clima de descontração e harmonia, a secretária de Ação Social e Trabalho, Maria da Silva de Souza, fez a abertura do evento relembrando com as crianças a brincadeira do espelho, quando todos se esforçaram para imitar seus gestos e expressões. “Assim eles se familiarizam com a imagem do corpo na construção de sua identidade. Este é o principal objetivo desta brincadeira”, fala. Após a apresentação de um vídeo que emocionou o público, intitulado “Vida Maria”, de Márcio Ramos”, as crianças encantaram na atuação e produção de palco com as apresentações teatrais dos mais famosos clássicos da literatura infantil, “Cinderela”, escrito em 1697, baseado em um conto italiano popular chamado “A Gata Borralheira”. E “Chapeuzinho Vermelho”, escrita para a Corte do Rei Louis XIV, no final do século XIV, ambas escritas pelo francês Charles Perrault. A secretária afirmou que no município são atendidos pelo PETI cerca de 40 crianças e adolescentes, de sete a 16 anos, inseridas nos Prós Criando Alto da Cruz e Monte Castelo, onde recebem apoio no reforço escolar, e realizam atividades esportivas e culturais, como teatro, dança e canto. “Nós procuramos ensiná-las também valores humanos como respeito ao próximo, coletividade, como agir corretamente e não danificar o meio ambiente. È um trabalho maravilhoso e graças a nossa equipe de pessoas dedi-

cadas e sensíveis podemos atender com qualidade e oferecer uma melhor educação a estas crianças”, ressalta. Maria relata ainda que todas as famílias das crianças atendidas pelo Programa de Erradicação Infantil são inseridas nos programas sociais oferecidos pelo município. “Essas crianças tiveram os direitos violados, trabalhavam nas ruas ou tinham responsabilidades em casa que não eram cabíveis a elas, como ficar sozinhas e cuidar de irmãos mais novos. Criança precisa brincar e estudar”, argumenta. Participaram também do evento a coordenadora municipal do ProJovem Adolescente, Eliziane Jordão Santos, a coordenadora dos Pró Criando, Valquíria de Oliveira, a diretora do departamento de apoio à Criança e ao Adolescente, Nilva Volpi e a presidente do Programa do Voluntariado Paranaense - Provopar Colombo, Shirlei Goulart. PETI O PETI é um Programa do Governo Federal com o objetivo de retirar das ruas crianças e adolescentes, de sete a 16 anos, e oferecer o acesso, a permanência e o bom desempenho na escola. As famílias que forem inseridas no PETI recebem uma bolsa mensal por cada filho, com idade escolar. Mas, para isto devem estar freqüentando as aulas. De acordo com a coordenadora do programa no município, Josiliane Mehl, o PETI prevê ações para atender crianças e adolescentes e evitar que se envolvam com as práticas de trabalho infantil, exceto na condição de aprendiz a partir de 14 anos. “Queremos trabalhar sempre para mudar a realidade destas crianças e mostrar a elas que precisam estudar e brincar, tudo tem sua hora. Hoje, o lugar desses pequeninos é na escola, aprendendo para ter um futuro mais digno”, acrescenta.


5

| 21 a 23 de junho de 2013 |

“A insensibilidade do egoísmo recebe, às vezes, o nome de filosofia.” (Marie Jean Antoine Nicolas Caritat)

Céu com muitas nuvens com nevoeiros pela manhã

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA DO SHOPPING SÃO JOSÉ Chitãozinho e Xororó apresentam nova turnê no Teatro Positivo A dupla Chitãozinho & Xororó, que comemora 43 anos de estrada em setembro, lança a turnê “Do Tamanho do Nosso Amor ” em Curitiba, no Teatro Positivo (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido), dia 30 de junho, às 19h30. No repertório, os sertanejos trazem as composições inéditas, como “E Aí Tempo”, de Caco Nogueira, e “Do Tamanho do Nosso Amor ”, de Sorocaba, homônima ao projeto, além de regravações de sucessos da carreira como “Fio de cabelo”, “60 dias apaixonado”, “Página de Amigos”, “Eu menti” e “Página Virada”, que prometem um grande reencontro com os fãs da capital paranaense. O novo CD e DVD “Do Tamanho do Nosso Amor” esta previsto para chegar ao mercado em julho e registra o 36º disco da carreira e oitavo DVD dos músicos. Os irmãos sobem ao palco acompanhados por Claudio Paladini (teclados e vocal), Adilson Pascoalini (guitarra, violões, viola e dobro), Daniel Quirino (vocal, violão e percussão), Antonio Vendramini (sax, flauta e rabeca), Marcelo Modesto (guitarra, banjo, cello, mandolin e violão), Fábio Almeida (baixo), Renato Britto (bateria) e Vicente Castilho (acordeon, teclado e harpa).

Máx.17º Mín. 13º

Dia 22: Mín. 13º e Máx. 15º Dia 23: Mín. 12º e Máx. 17º Dia 24: Mín. 11º e Máx. 17º

Bolo de Abacaxi Caramelado Ingredientes: 2 xicaras(chá)de açúcar 1 abacaxi pérola 3 ovos 1 xícara (chá) de óleo 1 xícara (chá) de açúcar 1 copo de iogurte natural(200g) 1 e 1/2 xícaras de (chá) de farinha de trigo 1 colher(sopa)de fermento em pó químico. Modo de Preparo: Em uma panela, coloque o açúcar e leve ao fogo médio até derreter e formar uma calda dourada. Despeje esse caramelo em uma forma de 22cm de diâmetro e espere esfriar. Descasque o abacaxi e corte em rodelas com um dedo de espessura. Retire o miolo e arrume o abacaxi na forma sobre o caramelo.no liquidificador, bata os ovos com o óleo, o açúcar e o iogurte. Adicione, aos poucos, a farinha e por ultimo o fermento, misturado com uma colher. Despeje sobre o abacaxi e leve ao forno médio, preaquecido, por 30 minutos ou até assar. Espere esfriar e desenforme.

Volkswagen participa do 6º Salão Internacional do Automóvel de Buenos Aires A Volkswagen estará presente no 6º Salão Internacional do Automóvel de Buenos Aires, que ocorrerá entre 20 e 30 de junho no espaço de exposições de La Rural. A marca mostrará em seu estande 30 modelos de sua ampla e moderna gama de produtos. Com área de 2.150 m², o estande foi concebido seguindo o conceito de “nuvem”, baseado nos principais pilares globais da marca Volkswagen: Inovação, Responsabilidade e Valor. O estande conta também com vários espaços temáticos, para que todos os visitantes possam conhecer em detalhes cada modelo e a atuação da Volkswagen na Argentina. Entre as novidades apresentadas no salão destacam-se o novo Golf, o up! e o Passat Alltrack. O Novo Golf foi recentemente eleito World Car of the Year 2013 (Carro Mundial do Ano 2013) e é o primeiro modelo da Volkswagen construído segundo os princípios da nova Matriz Modular Transversal (MQB).

Adoçante estévia ganha popularidade e vendas avançam

5) A novela é “Floribella” que foi ao ar pela Band. Quem interpretou a personagem Corina? a) Juliana Silveira b) Maria Carolina Ribeiro c) Drica Rabello d) Norma Blum

© Coquetel/Ediouro Publicações 2005

Carnívoro da América do Norte que possui hábitos aquáticos (pl.)

Dormitório coletivo de quartéis Filme nacional com Selton Melo (Cin.) Colecionador de selos

70

Tornar simples

Soberba; orgulho

Editor (abrev.) Televisão (abrev.)

Deus, no Antigo Testamento

Émile (?), Getúlio (?), o governante de maior expoente tempo na Presidência do Naturalismo do Brasil (Hist.) "Programa do (?)", atração da TV Globo

Trabalhadores agrícolas Eduardo Gomes, militar Inteira; completa

O Canhotinha de Ouro (fut.)

Volta, em inglês (?) e qual: exatamente o mesmo

(?)-Bretanha, ilha européia Moeda da Itália, Time, em França e inglês Alemanha

Alimento preferido do Pluto (HQ)

Ciclo sexual ausente na coelha

Indicativo de uma direção Gal Costa, cantora baiana

Locais para reclusão de psicopatas

BANCO

Cassiano Ricardo, poeta modernista

Família de lutadores de jiu-jítsu

Solução U R S O S P O L A R E S

4) Em 2005, na novelinha “Malhação”, qual desses atores deu vida ao personagem Kiko? a) Thiago Rodrigues b) Paulo Betti c) Alexandre Slavieiro d) Java Mayan

Ave presente na nota de dez reais

L B A C O L A B O R A R C A M A R A T A C A R A M U R A C I L I T A E A T I V E Z J V R A D O R E O R L O O G G R A V E N A T A R S E T A S O U E C O G R A C I N I C O M I O

3) Quais dessas duplas fez par romântico com Tânia Kahlil na novela “Senhora do Destino”? a) Leonardo Vieira e José Wilker b) Leonardo Vieira e Mário Frias c) Marcelo Antony e Mário Frias d) Dan Stulbach e Leonardo Vieira

Bastão de Cidade A cultura maestro dos do sul pré- Planta da Itália povos históricos têxtil

Ozualdo Atoleiro Candeias, Resina cineasta aplicada brasileiro em móveis

F I A L L A T E P L I O S T M A

2) Em qual dessas produções a atriz Daniela Escobar interpretou a judia Bela? a) “Terra Nostra” b) “O Clone” c) “Aquarela do Brasil” d) “O Quinto dos Infernos”

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS Trabalhar na mesma obra

4/bari — loop — team — zola. 5/jeová. 6/gracie. 8/camarata — caramuru. 9/lamaceiro.

1) Adivinhe qual é o ator que está vestido de Papai Noel? a) Mateus Solano b) Carlos Casagrande c) Thiago Lacerda d) Felipe Folgosi

Adoçantes extraídos da estévia estão rapidamente se tornando uma sensação especialmente nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, países onde ainda são uma novidade, apesar de a planta ser usada há séculos na região do Brasil. Apenas em 2008 o governo americano deu seu aval para a venda de produtos com o adoçante. Na União Europeia, a autorização foi concedida em 2011. Refletindo isso, entre 2008 e 2012 houve um aumento global de 400% na venda de novos produtos à base de estévia, com uma elevação de 158% apenas entre 2011 e 2012, segundo a Mintel, consultoria internacional do setor de alimentos. A rede britânica de lojas de vitaminas e suplementos alimentares Holland & Barrett diz ter detectado um aumento de 50% nas vendas de produtos com o adoçante no último mês, em comparação com o mesmo período do ano passado. A Coca-Cola chegou a alterar a receita do refrigerante Sprite na Grã-Bretanha, relançando uma versão com stevia que supostamente teria uma redução de 30% de calorias. Segundo os fabricantes, o “adoçante milagroso” não tem calorias nem carboidratos e não aumenta os níveis de glicose. Mas será que isso é bom demais para ser verdade? Produto “natural” David Turner, da analista de alimentos e bebidas da consultoria Mintel, diz que atualmente podese encontrar no mercado uma variedade de iogurtes, chocolates e até cervejas adoçadas com estévia e que a mídia tem cada vez mais ligado o açúcar refinado à obesidade, que é descrita atualmente como uma epidemia mundial. Somente no Brasil, mais de 65 milhões de pessoas estão com excesso de peso, enquanto que dez milhões são tidos como obesos. A estévia tem o potencial de ajudar a controlar o peso, a manter a saúde dos dentes e combater o diabetes, diz a nutricionista Laura Wyness, da Fundação Britânica de Nutrição. Esses possíveis benefícios médicos já seriam válidos para os adoçantes artificiais de baixa caloria que estão no mercado há muitos anos, como o aspartame e a sacarina, mas a estévia tem uma vantagem. “A grande questão da estévia é que ela tem uma fonte natural”, diz Stefan Gates, apresentador de TV e autor de livros sobre gastronomia e alimentos. “Isso não significa que ela já não esteja altamente processada quando chega à sua comida ou bebida... mas é isso (produtos “naturais”) que todos querem agora.”

(Respostas: 1-c / 2-c / 3-b / 4-c / 5-d)


6

| 21 a 23 de junho de 2013 |

Setim participa do lançamento do Novo Marco Regulatório da Mineração O prefeito Luiz Carlos Setim participou do lançamento do Novo Marco Regulatório da Mineração, que aconteceu em Brasília, na terça-feira (18). O prefeito faz parte da Associação Nacional dos Municípios Produtores, a ANAMUP, que indicou sua participação na solenidade. Na ocasião o Ministério de Minas e Energia anunciou o novo marco legal do setor mineral. A proposta de legislação, que substituirá o Código Mineral em vigor, foi encaminhada ao Congresso Nacional, em forma de projeto de lei a ser votado em regime de urgência constitucional. Entre as mudanças propostas pelo governo estão a criação do Conselho Nacional de Política Mineral, órgão de assessoramento do presidente da República e da Agência Nacional de Mineração, além de alterações no cálculo da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM). O regime de concessão de lavras será substituído por licitações ou chamadas públicas.

Registro.br também é alvo de boleto "espelho"

Reunião com alunos do Pronatec Copa na Empresa

Todos os cursos oferecidos pelo Pronatec Copa na Empresa são gratuitos, e acontecem nos locais e horários sugeridos pelos participantes, podendo ser até no seu estabelecimento. A Secretaria de Indústria,

Comércio e Turismo, SICTUR, em parceria com a Secretaria de Estado do Turismo e SENAC, realizou na noite de quarta-feira (19), na Câmara Municipal de São José dos Pinhais, um encontro com empresários e alu-

nos inscritos no programa Pronatec Copa na Empresa. O Pronatec Copa na Empresa é um programa oferecido em parceria com o Governo Federal e destinado à qualificação de profissionais do setor de turismo. Através dele são oferecidos mais de 40 cursos profissionalizantes, gratuitos e presenciais. Também, para quem se interessar ou for ter contato direto com turistas, estão disponíveis capacitações de idiomas. As aulas poderão acontecer no próprio local de trabalho, mas para as empresas que não possuírem um espaço adequado, a SICTUR irá disponibilizar as salas. A frequência e os horários serão definidos da maneira mais convenientes aos participantes. A solicitação também pode ser feita por intermédio

de instituições ou sindicatos do setor. "Programas como o Pronatec são ferramentas de ensino fundamentais. É através desta profissionalização na prestação dos serviços, como em hotéis e restaurantes, que vamos garantir a qualidade da oferta destes negócios, não só durante a Copa, em nosso município", disse o Secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Valdir Furlan. Se você é empresário e pretende qualificar seu empreendimento para receber melhor os turistas brasileiros e estrangeiros, ou se você é funcionário e busca qualificação no seu setor, procure a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo no endereço: Rua Dr. Marcelino Nogueira, nº 702, centro. Fone 3381-5802.

Secretaria de Agricultura inaugura Horta Comunitária no Colégio Ipê A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SEMAG) inaugurou, nesta quinta-feira (20), no Colégio Estadual Ipê, a 11ª Horta Comunitária de 2013. Segundo o técnico agrícola da SEMAG, Adjair Gomes de Azevedo, "o espaço onde esta a horta era um terreno alagadiço". Foram os próprios alunos do colégio, junto com os diretores que iniciaram o projeto, e contaram com a ajuda da Prefeitura para realização do mesmo. Entre as hortaliças cultivadas no espaço estão alface, repolho, cenoura, beterraba, salsinha, cebolinha, brócolis e couve, que serão consumidas na preparação da alimentação dos próprios estudantes do colégio. Na entrada do colégio foi criado um jardim, com flores amor perfeito, boca de leão e kalanchoe, e criada uma sala ao ar livre, chamada de Sala de Aula, onde os alunos poderão ter aulas junto ao espaço do jardim. Uma parte do muro foi pintada de verde, onde os professores poderão usar como quadro-negro. O colégio recebeu da Secretaria de Meio Ambiente uma doação de 15 mudas de ipê, para serem plantadas nas mediações do colégio. A jardinagem foi realizada por quatro integrantes da associação SILOÉ, que voluntariamente ajudaram a SEMAG. "Essa área verde criada no colégio é muito importante para a conscientização e preservação de onde vivemos, e também dei-

xa a paisagem do colégio mais bonita", disse a aluna Pâmela, do terceiro ano. O programa Verde Vida Horta Comunitária do município teve início na primeira gestão do Prefeito Setim, e hoje conta com 65 hortas em escolas municipais e estaduais, igrejas, associações de bairros, Centro de Educação Infantil (CMEIS), Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), Centros de Reabilitação de Dependentes Químicos, cozinhas comunitárias e no presídio. Em cada um desses locais, quem cuida das hortas são os próprios participantes. "O projeto da Secretaria de Agricultura visa incentivar a alimentação saudável a todos e também é um projeto social de preservação ao meio ambiente. Todo o material destinado a horta nós conseguimos e doamos para a conclusão de mais uma horta comunitária do município", declarou a Secretária de Agricultura, Daniella Setim. "O colégio Ipê esta de parabéns por ter solicitado a horta comunitária, e quero dizer que a Secretaria de Agricultura e Abastecimento estará sempre de portas abertas para ajudar no que pudermos". O diretor geral do Colégio Estadual Ipê, Silvestre Cortes, declarou que o projeto da prefeitura estimula a preservação do meio ambiente. "Os alunos, os professores e toda a comunidade aprendem a cuidar, além de agregar conhecimento com o que

Não são apenas as faturas das associações comerciais do Estado, vinculadas à Federação das Associações Comerciais do Paraná (Faciap), que são referência para a propagação de boletos que "confundem" os associados. Entidades que não trabalham ligadas ao sistema associativista insistem em encaminhar boletos para as empresas, tipo documentos com nomes parecidos (espelhos), como as faturas que imitam o nome da principal instituição de endereços eletrônicos do País, a Registro.br. Está circulando um boleto chamado BR Registro e muitos usuários de internet e pessoas que possuem endereço que começa com www cometem o erro de pagar as faturas, achando que se trata de uma renovação da anuidade do Registro.br. SISTEMA CACB No caso da Associação Comercial e Empresarial do Brasil (ACEB), a Faciap alerta que não se trata de uma instituição reconhecida pela Faciap, e nem mesmo pertencente ao Sistema Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB). A ACEB continua a encaminhar faturas às empresas de São José dos Pinhais e demais associados da região. É no intuito de orientar que a Faciap torna público que os associados da Aciap não efetuem qualquer tipo de pagamento à ACEB, entidade estranha ao Sistema. COMO PROCEDER? De acordo com a assessoria jurídica da Faciap, bem como resposta obtida por e-mail da "Associação Comercial e Empresarial do Brasil - ACEB", emitente dos boletos, basta desconsiderar a fatura, ressaltando que isto não gera nenhum ônus. Informações na sede da Aciap - Rua Norberto de Brito, esquina com Rua Joaquim Nabuco, centro de São José dos Pinhais, telefone 41-3525-0801.

FALECIMENTOS  Roberto Rose, 81 anos. Sepultamento hoje, às 9 horas, no Cemitério Padre Pedro Fuss.  Angelo Morgado Rodrigues, 71 anos. Sepultamento às 14h30, no Cemitério Memorial da Vida.  Terezinha de Jesus Pilantil Monteiro, 67 anos. Sepultamento hoje, às 15 horas, no Cemitério Padre Pedro Fuss.  Teresinha de Lima, 71 anos. Sepultamento hoje às 10 horas, no Cemitério da Tabatinga.  Castorina de Oliveira, sepultamento hoje às 9h30, no Cemitério da Contenda. Serviço Funerário Municipal - São José dos Pinhais Rua Ângelo Zem, 55 Centro - Fone : 3382 1271

os alunos aprendem em sala de aula, e a alimentação saudável, sem agrotóxicos", concluiu. Estiveram presentes na inauguração o Chefe do Núcleo Estadual de Educação de São José dos Pinhais, Mauricio Ferraz da Costa e as representantes do Departamento de Políticas e Programas Educacionais da Secretária do Estado de Educação, Luciane Liotti e Ana Dalva Lopes. HORTA COMUNITÁRIA A Secretaria de Educação em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento iniciará a entrega da Horta Comunitária em todos os Centros Municipais de Educação Infantil de São José dos Pinhais. Antes, a horta era cultivada apenas nos locais solicitados, porém, segundo Daniella Setim "é necessário que cada CMEI te-

nha sua própria horta, para incrementar na alimentação das crianças". O projeto da Horta Comunitária é também um incentivo para o futuro das crianças, já que muitos alunos são moradores da região rural do município. São José dos Pinhais é um dos maiores produtores do Paraná. "Queremos expandir esse projeto para o estado inteiro, porque o município cresceu muito nos últimos anos, e temos estrutura para isso", declarou o técnico, Adjair Gomes de Azevedo. Nos últimos meses, as Escolas Municipais Pedro Moro Redeschi, Padre Pedro Fuss e José de Anchieta e o Colégio Estadual Dra Zilda Arns Neumann também receberam uma Horta Comunitária da Prefeitura.


7

| 21 a 23 de junho de 2013 |

TR, POUPANÇA E TBF TR MENSAL % mar abr 0,00 0,00

Governo abre linha de crédito para prefeituras renovarem maquinário "Não haverá cobrança de juros para municípios com índice de desenvolvimento abaixo de 0,6 pela avaliação do Ipardes", explicou Richa Agência de Notícias do Paraná O governador Beto Richa lançou nesta quintafeira (20/06), em Londrina, o Paraná Juro Zero Máquinas e Equipamentos para as Prefeituras. O Governo do Estado vai disponibilizar R$ 80 milhões, em recursos da Fomento Paraná, para que os municípios possam renovar o maquinário. “Não haverá cobrança de juros para municípios com índice de desenvolvimento abaixo de 0,6 pela avaliação do Ipardes”, explicou Richa. Hoje, são 38 cidades paranaenses nesta classificação de acordo com Índice Ipardes de Desenvolvimento Municipal (IPDM). O governador ressaltou que o financiamento dos equipamentos deve atender mais de 360 municípios do Paraná. Cidades com menos de 20 mil habitantes terão como encargo apenas a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), hoje em 5% ao

ano. “Este programa reafirma o caráter municipalista da nossa gestão. Queremos levar melhores condições de vida à população no lugar onde elas vivem”. O encontro em Londrina reuniu prefeitos e prefeitas de todas as regiões do Estado. “É uma honra para Londrina sediar um grande evento do governo estadual, que propõe iniciativas para atender adequadamente os pequenos municípios”, disse o prefeito Alexandre Kireef. “As ações contribuem para diminuir o inchaço dos grandes centros, pois dá capacidade para o desenvolvimento local”, afirmou ele. EQUIPAMENTOS O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, disse que além de auxiliar na manutenção de vias urbanas, os equipamentos são fundamentais para melhorar as condições das estradas rurais nos municípios.

O objetivo é financiar a renovação e expansão do parque de máquinas e equipamentos rodoviários dos municípios. São motoniveladoras, retroescavadeiras, compactadores, usinas de asfalto móveis, caminhões, entre outros. “Com esse programa, o governo Beto Richa lança mão de mais uma ferramenta para facilitar o escoamento da produção agrícola e aumentar o conforto no transporte escolar ”, afirma Barbosa. “A ideia é melhorar a competitividade do produto paranaense e fortalecer a economia local.” De acordo com a capacidade de endividamento, cada município poderá financiar até 100% do valor proposto para aquisição de veículos, máquinas e equipamentos, novos, de fabricação nacional, no valor dos bens constantes nos processos licitatórios municipais ou registro de preços do Governo do Estado. O pra-

zo de carência previsto deve ser de 12 meses e o prazo para amortização será de 48 meses. O programa é operacionalizado por meio de cooperação técnico-operacional entre a Fomento Paraná, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e o Serviço Social Autônomo Paranacidade. Para assegurar a redução das taxas de juros dos financiamentos serão usados recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE). O secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, destacou a importância da iniciativa para que os municípios retomem a capacidade de realizar obras. “Este é mais um exemplo da atenção dedicada pelo Estado aos municípios do Paraná, principalmente às pequenas cidades que têm baixa capacidade para realizar ações para a melhoria da qualidade de vida da população”, disse.

mai 0,00

jun 0,00

ano 0,00

12 m 0,02

POUPANÇA MENSAL % mar abr mai 0,50 0,50 0,50

jun 0,50

ano 3,04

12 m 6,20

ÍNDICES DIÁRIOS Período 25/5 a 25/6 26/5 a 26/6 27/5 a 27/6 28/5 a 28/6 29/5 a 29/6 30/5 a 30/6 31/5 a 1/7 1/6 a 1/7 2/6 a 2/7 3/6 a 3/7 4/6 a 4/7 5/6 a 5/7 6/6 a 6/7 7/6 a 7/7 8/6 a 8/7 9/6 a 9/7 10/6 a 10/7 11/6 a 11/7 12/6 a 12/7 13/6 a 13/7 14/6 a 14/7 15/6 a 15/7 16/6 a 16/7 17/6 a 17/7

TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

TBF 0,5499 0,5775 0,6104 0,5950 0,5782 0,5702 0,5885 0,5739 0,6027 0,6463 0,6365 0,6394 0,6170 0,5828 0,5640 0,5923 0,6306 0,6370 0,6493 0,6267 0,6005 0,5733 0,6021 0,6325

CONSTRUÇÃO em % mar abr CUB/PR 0,37 0,21 CUB (Maio/2013): R$ 1.087,41

mai 0,11

Poupança 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551 0,4551

ano 1,13

12 m 8,14

FAJ-TR / TR-FATOR

19/6 20/6 SELIC Mai/12 Jun/12 Jul/12 Ago/12 Set/12 Out/12 Nov/12

2,76809740 2,76809740

0,74% 0,64% 0,68% 0,69% 0,54% 0,61% 0,55%

0,01240190 0,01240190

Dez/12 Jan/13 Fev/13 Mar/13 Abr/13 Mai/13 * Jun/13

0,55% 0,60% 0,49% 0,55% 0,61% 0,60% 1,00%

* No mês corrente o valor da Selic é sempre 1,00% IR - MAIO * IR 2013: A terceira parcela do IR 2013 vence em 28/06. Para pagamento desta parcela há juros Selic de 1,60%. ** Para pagar atrasado um tributo cujo vencimento foi no mesmo mês, será cobrada a Selic do mês corrente (1,00%). Para atrasos que extrapolem o mês em curso, será cobrada taxa equivalente à soma da Selic dos meses em atraso, mais multa. PREVIDÊNCIA Competência: MAIO As empresas têm prazo para pagar até 20/6 e as pessoas físicas até 17/6. A partir desses prazos há multas de 4% a 100%, além de juros pela taxa Selic. EMPRESÁRIO/EMPREGADOR

Intervenções do BC não seguram câmbio e dólar fecha acima de R$ 2,25 Agência Brasil Brasília – As intervenções do Banco Central (BC) não conseguiram impedir a alta da moeda norte-americana. O dólar comercial subiu 1,69%, encerrando a sessão a R$ 2,258 para venda. Foi o quinto dia seguido que o câmbio se desvalorizou e a maior cotação desde 1º de abril de 2009, quando o dólar tinha fecha-

do em R$ 2,281 para venda. Pela manhã, o BC injetou US$ 2,986 bilhões vendendo dólares no mercado futuro. No início da tarde, a autoridade monetária promoveu um leilão de até US$ 3 bilhões com compromisso de recompra. Os leilões não inverteram a valorização da moeda norte-americana. Por

volta das 16h, o dólar comercial atingiu R$ 2,2725, na máxima do dia. Nos minutos seguintes, a cotação desacelerou um pouco até cair abaixo de R$ 2,26. Anteontem (19), o presidente do Federal Reserve (Fed), Banco Central norteamericano, Ben Bernanke, declarou que a instituição pode diminuir os estímulos monetários até o fim do

ano caso a economia dos Estados Unidos continue a se recuperar. A expectativa do fim da política expansionista tem provocado turbulências no sistema financeiro global nas últimas semanas. Caso a ajuda diminua, o volume de moeda norte-americana em circulação cai, aumentando o preço do dólar em todo o mundo.

Tesouro voltará a comprar títulos públicos para diminuir instabilidade no mercado Agência Brasil Brasília – A permanência da instabilidade no mercado financeiro fará o Tesouro Nacional continuar com a compra de títulos públicos. Hoje, (21), o Tesouro fará mais leilões extraordinários para adquirir papéis prefixados (com juros definidos com antecedência) e corrigidos pela inflação atualmente nas mãos de investidores. Ontem (20), o Tesouro comprou R$ 1,42 bilhão em títulos. Desse total, R$ 588,48 milhões corresponderam a NTN-F (Nota do Tesouro Nacional, série F) com vencimento em 2018, R$ 269,21 milhões corresponderam a LTN (Letra do Tesouro Nacional) com vencimento em 2016 e 2017 e R$ 562,15 milhões a NTN-B (Nota do Tesouro Nacional, série B), título vinculado à inflação, com vencimento entre 2018 e 2050. O Tesouro informou que voltará a comprar NTNF, LTN e NTN-B. De acordo com técnicos do órgão, os leilões são necessários porque, em momentos de turbulência financeira, as taxas dos títulos tendem a

se descolar dos fundamentos da economia brasileira. Segundo o Tesouro, a instabilidade faz o aplicador ter a sensação de que está perdendo dinheiro ao manter o título. No entanto, na hora de se desfazer do papel, o investidor não encontra compradores que ofereçam preço justo. Nessas horas, então, é necessário o Tesouro recomprar os títulos para fornecer um referencial de preços e taxas de juros. No caso dos títulos prefixados, a tensão é maior porque os juros pagos aos investidores (taxa de retorno) são definidos com antecedência e não variam conforme as oscilações do mercado e da economia. Quem compra agora um papel desse tipo sabe exatamente quanto receberá daqui a vários anos. No momento em que os juros dos títulos aumentam por causa da turbulência financeira, os investidores com esses papéis temem ter ainda mais prejuízo porque a taxa de retorno não pode mudar.

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 678,00 (R$ 74,58) e R$ 4.159,00 (457,49), através de GPS. AUTÔNOMO 1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 678,00 (R$ 135,60) a R$ 4.159,00 (R$ 831,80). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% até o máx. de R$ 4.159,00 (R$ 457,49) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 4.159,00 (R$ 457,49). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 4.159,00. FACULTATIVO Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 678,00 (R$ 135,60) e R$ 4.159,00 (R$ 831,80), através de carnê. ASSALARIADOS Salário Contribuição (R$) Até 1.247,70 De 1.247,71 até 2.079,50 De 2.079,51 até 4.159,00

Alíquota 8,00% 9,00% 11,00%

EMPREGADOS DOMÉSTICOS Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 54,24 81,36 135,60

SALÁRIO FAMÍLIA – MAIO/2013 Salário de até R$ 646,55 Salário de R$ 646,56 a 971,78

R$ máx 457,49 499,08 956,57

R$ 33,16 R$ 23,36

OUTROS ÍNDICES BTN + TR TJLP Sal. Mínimo FGTS UPC

Mar 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Abr 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

IR – TABELA DE JUNHO Desconto na fonte e carnê-leão Base (R$) Alíquota Até 1.710,78 isento 1.710,79 a 2.563,91 7,5% 2.563,92 até 3.418,59 15,0% 3.418,60 até 4.271,59 22,5% Acima de 4.271,59 27,5%

Mai 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Jun 5,00 678,00 0,2466 22,31

Dedução – R$ 128,31 R$ 320,60 R$ 577,00 R$ 790,58

Deduções: a) Assalariados: 1) - R$ 171,97 por dependente; 2) - pensão alimentícia; 3) - contribuição à Prev. Social; 4) - R$ 1.710,78 por aposentado a partir de 65 anos; 5) - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carnê Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.


8

| 21 a 23 de junho de 2013 |

Fruet anuncia redução de tarifa e pacote de medidas para promover transparência e qualidade O prefeito Gustavo Fruet anunciou nesta quinta-feira (20) uma série de medidas destinadas a dar transparência, promover melhorias e estabelecer tarifa adequada para o sistema de transporte coletivo metropolitano. Fruet propôs uma nova tarifa, no valor de R$ 2,70, a partir de 1° de julho. Os recursos para cobrir o custo de R$ 30 milhões gerado pela redução virão de três fontes: aumento da fiscalização do recolhimento de ISS pelas empresas de transporte coletivo; devolução, pela Câmara Municipal, de R$ 10 milhões à Prefeitura; e remanejamento de recursos da área de Comunicação Social que seriam destinados a ações relacionadas à Copa 2014. “É um esforço conjunto com a Câmara Municipal para que não seja necessário tirar recursos da saúde, da educação e de outras áreas de grande impacto social”, disse Fruet. O prefeito também anunciou que encaminhará à Coordenação da Região Metropolitana (Comec) ofício solicitando que, mantendo a integração e a tarifa única, o governo do Estado licite e assuma o transporte metropolitano, o que permitiria manter tarifa baixa em Curitiba sem qualquer subsídio estadual. O contrato A proposta de redução da tarifa também será formalizada à Comec, já que o sistema metropolitano é integrado e al-

terações na tabela tarifária dependem de concordância de todos os participantes. Fruet lembrou que, por força do contrato assinado em 2010 pelo então prefeito Beto Richa, as empresas de transporte coletivo nada perderão com a redução da tarifa. A Prefeitura será obrigada a continuar repassando para as empresas R$ 2,99 por passageiro que utilizar o sistema – valor que corresponde à chamada tarifa técnica. Fruet lembrou, no entanto, que Curitiba foi a primeira cidade do Paraná a reduzir o repasse de dinheiro para as empresas do transporte coletivo. A desoneração do PIS/Cofins determinada pelo governo federal foi descontada da tarifa técnica. Assim, o valor pago às empresas, que até então era de R$ 3,12 por passageiro, caiu para R$ 2,99. Dupla função A desoneração, porém, não permitiu reequilibrar o sistema, uma vez que houve aumento salarial de 10,5% para motoristas e cobradores, aumento do diesel e inflação. Em breve, haverá também o custo do fim da dupla função (motoristas que cobram passagens. Por tudo isso, não é possível reduzir a tarifa paga pelo usuário sem tirar recursos do orçamento de outras áreas. Custos A mudança na tarifa custará aos cofres do município, até fevereiro do ano que vem (para quando o contrato de

2010 prevê novo reajuste na tarifa), R$ 30 milhões, o que exigirá remanejamento de recursos. Nesse período, a Prefeitura vai aprofundar a avaliação dos contratos vigentes com as empresas e das tarifas – a chamada “caixa preta”. Auditoria Será a continuidade de um trabalho que começou há quatro meses, com a criação da Comissão de Avaliação da Tarifa, que promove reuniões semanais abertas à participação de qualquer interessado. O conjunto de medidas já adotadas para dar transparência ao assunto inclui também a abertura de cinco sindicâncias internas na Urbs, a criação da Controladoria e Auditoria Interna da Urbs e o início, há um mês, do processo de auditoria, que será acelerado a partir do relatório da Comissão de Avaliação da Tarifa. A Prefeitura também está fazendo uma auditoria inédita no ISS (Imposto Sobre Serviços) das empresas do transporte coletivo e, com base em indícios de irregularidades, já notificou empresas com vistas ao ressarcimento aos cofres públicos. Outra medida inédita é a divulgação mensal, a partir de agora, dos índices de qualidade do serviço prestado pelas empresas de transporte coletivo. Melhorias O prefeito Gustavo Fruet anunciou uma série de medidas que irão melhorar a quali-

dade do transporte público na cidade: - criação de novas linhas de ônibus para estudantes. A linha atual, que vai do Passeio Público ao Centro Politécnico da UFPR, passará também pela PUC e Faculdade Curitiba. Uma segunda linha sairá do Passeio Público, seguindo para faculdades e universidades mais distantes. - está em estudo desde fevereiro o escalonamento de tarifas, ou seja, preços menores fora do horário de pico. O objetivo é estimular o comércio, indústrias e outras empresas a adotar horários diferenciados de funcionamento, aliviando a pressão no horário tradicional e contribuindo para sustentabilidade da cidade. - está em estudo a possibilidade de oferecer desconto na tarifa a quem utilizar o cartão eletrônico. - o transporte por bicicletas será integrado ao transporte por ônibus, com implantação de bicicletários nos terminais. Essas novidades vão se somar a uma série de melhorias já implantadas ou iniciadas, como reformas em terminais, projetos para licitação de faixas exclusivas para transporte coletivo, melhorias no sistema de informações aos usuários (por meio do Google Transit e outras ferramentas) e a chamada pública de manifestação de interessse para correção do projeto do metrô, que apresentava falhas gritantes.

Prefeito apresenta pacto de três compromissos para o transporte A Prefeitura de Curitiba compartilha com os cidadãos medidas de curto, médio e longo prazo a serem adotadas em relação ao transporte coletivo. O compromisso para executá-las deve ser de toda a cidade. 1 – Curitiba foi a primeira cidade do Paraná a retirar repasse de dinheiro para os empresários do transporte coletivo, com a desoneração do PIS/Cofins. Esse dinheiro foi descontado da tarifa técnica, que é o valor efetivamente pago às empresas. O valor pago aos empresários chegou a R$ 3,12 em fevereiro, nos termos do contrato assinado em 2010 pelo então prefeito Beto Richa. Após a isenção do PIS/Cofins, por parte do governo federal, esse valor ficou em R$ 2,99. Nesse período, houve aumento salarial de 10,5% para os motoristas e cobradores, aumento do diesel e inflação. Não foi possível reequilibrar o sistema. 2 – A Prefeitura de Curitiba reconhece a legitimidade das manifestações públicas, mas segue com responsabilidade e transparência. Pede que todos assumam suas responsabilidades. Propõe para toda a Rede Integrada, que inclui 14 municípios, a tarifa de R$ 2,70, a partir de 1º de julho. Propõe também que a Integração e a Tarifa Única sejam mantidas e que a COMEC faça licitação e assuma o transporte metropolitano, com isso Curitiba mantém dua tarifa. Em cumprimento ao convênio existente, a Prefeitura oficiará hoje à COMEC a proposta da nova tarifa. O ofício solicitando que a COMEC assuma o transporte metropolitano, que é responsabilidade do estado, também será entregue hoje. Se for aceito, curitiba consegue manter a tarifa e abre mão do subsídio a partir de julho, em prol dos outros 13 municípios da rede integrada.


10

| 21 a 23 de junho de 2013 |

ANIVERSÁRIO DE LÉA MARIA BORGES RODRIGUES - Neste inverno que nos chega ela nos aquece com toda a sua força de mulher bonita e inteligente. Felicidades Léa Maria Borges Rodrigues por ter abraçado nova idade no dia de ontem, 20 de junho. Meus Parabéns!

E-MAIL RECEBIDO - Cara Amiga, RITA TREVISAN MEYER, Senhora Secretária Municipal de Habitação, ao tomar conhecimento de que passou por procedimento médico nas últimas semanas, alegrou-me saber que a intervenção foi exitosa e que já está em seu lar em repouso. Estou certo de sua rápida recuperação, pois centenas de pessoas amigas vêm lhe dedicando orações, e apoio a estimada família Trevisan Meyer. Cordiais saudações e votos de pronto restabelecimento!

30 ANOS DE HISTÓRIA - Dizem que uma empresa extraordinária é aquela que faz mais do que é necessário para fazer. É aquela que faz o que for preciso, que dá o melhor de si e, além de sempre se superar, não cansa de surpreender seus clientes e colaboradores. Também é característica desse tipo de empresa, que vislumbra o futuro, o fato de se relacionar bem com todos e transformar o ambiente educativo num lugar mais agradável e, conseqüentemente, mais próspero para todos. Todavia a escola de inglês CCAA - São José dos Pinhais consegue ser mais do que isso. Durante cada dia desses últimos 30 anos, ela foi conquistando um espaço dentro de São José dos Pinhais que jamais poderia ser ocupado por outra empresa. E no próximo dia 05 de julho, seus sócios proprietários Rodrigo e Manuela Santana Nickel (foto), estarão festejando esta significativa data. Parabéns! Agradeço o gentil convite!


| 21 a 23 de junho de 2013 |

11

Secretaria de Saúde aposta em infraestrutura e na qualidade de atendimento “Você sabe o que é ficar num lugar tão apertado que nem o carrinho do bebê cabe?”, ela pergunta. “É um desespero só. Ou melhor, era, né? A gente ficava tudo amontoado lá dentro. Ainda bem que passou”. Do alto de 37 anos inteiros de existência, a mulher que fala é mãe e dona de casa e há muito virou paciente. Chama-se Edna Bueno Eyrosa. Mas é paciente no sentido amplo da palavra – não apenas como substantivo, relativo a quem padece de algum sintoma ou enfermidade em relação ao médico. Muito mais. Adjetiva a condição de quem, por força das circunstâncias, aprendeu a tolerar e a resignar-se na esperança de que um dia a vida melhora. Edna é usuária do sistema público de saúde e vive no município de Pinhais, o menor do estado do Paraná. Com a família, ela integra a parcela populacional assistida pela equipe da Unidade de Saúde Perdizes, no bairro Atuba, e não dispõe de qualquer plano de auxílio médico. O que a coloca entre os beneficiados da recente intervenção promovida no local pela Secretaria de Saúde da cidade. Mudanças que, para além das aparências, transformaram completamente a rotina de quem busca atendimento por lá. “Para começar, aqui na frente, onde agora tem calçada, era grama”, lembra. “Pode parecer bobagem, mas isso melhorou muito a vida da gente porque, com o piso novo, as cadeiras vieram para fora e ninguém mais é obrigado a ficar sentado lá dentro”. Com a mudança, mais do que apenas conforto, o que se conseguiu foi também uma nova opção na prevenção de doenças, já que a nova disposição evita a aglomeração de pessoas num único ambiente, o que é muito importante principalmente nesta época do ano. Segundo o Departamento de Administração da Secretaria de Saúde, que geriu a transformação da Unidade, o prédio também ganhou pintura nova por dentro e por fora, adequação de câmeras de monitoramento, alarmes e manutenção na rede elétrica, além de alterações estruturais com vistas à melhoria do fluxo de trabalho e dos atendimentos. “Fizemos algumas mudanças internas que já elevaram a qualidade do serviço prestado ali”, explica a diretora do setor, Andrea Motelevicz. “Também conseguimos a troca comple-

ta do cabeamento lógico que alimenta a rede local e a instalação de novos computadores, o que garante mais rapidez nas consultas e evita problemas de ordem tecnológica”. De fato, o dia a dia na Unidade foi mesmo remodelado. De acordo com a diretora do Departamento de Assistência à Saúde, Susanmeire Santos, a obra permitiu a abertura de mais um consultório, o que, consequentemente, reduz a quantidade de gente nas filas. “Trouxemos a farmácia para a entrada, junto à recepção, e instalamos um balcão, em vez de uma parede, para facilitar o contato entre os pacientes e os servidores”, esclarece. “Com isso, liberamos a sala onde antes funcionava a farmácia para uso de mais um clínico geral, que já está atuando no local pela manhã”. Ao todo, foram investidos R$ 25 mil na obra, que integra um projeto de reestruturação da Secretaria de Saúde (Semsa) que está beneficiando várias Unidades da cidade. Tudo para qualificar o atendimento de saúde oferecido no município. “Esse é o nosso grande foco. Passamos um bom tempo preparando o terreno, adquirindo as ferramentas. Agora a nossa atenção está voltada para as pessoas envolvidas no processo”, argumenta a secretária de Saúde, Vilma Serra. “Estamos concentrados na comunidade, que merece receber o melhor tratamento possível, conforme as suas necessidades, mas também nos servidores, que precisam estar preparados para isso, capacitados adequadamente, inseridos em um bom espaço físico e motivados”, enfatiza. Daí que, além da Unidade de Saúde Perdizes, também foram reformados, em 2012, os postos do bairro Weissópolis, Jardim Amélia e Emiliano Perneta. E isso sem contar as intervenções concluídas este ano, como a reforma e ampliação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (Caps AD), no bairro Maria Antonieta, em fevereiro, e a entrega da nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Centro, em março. Investimentos que deixam nítida a preocupação do Poder

Público com a questão da saúde, que é hoje uma demanda comum aos governantes de todo o país. “Qualificar o atendimento na saúde é uma meta que temos perseguido com afinco, com o objetivo de garantir essa acolhida digna aos pacientes e também aos trabalhadores”, defende Vilma. “Desse modo, ao contrário do que muitas cidades brasileiras têm feito, nós, aqui em Pinhais, estamos agindo na base da questão para ampliar cada vez mais a nossa capacidade de atendimento e para garantir que os resultados obtidos sejam reais e duradouros”. Futuro De acordo com o cronograma de intervenções da Semsa para os este ano, a próxima Unidade de Saúde do município a ser reformada é a Esplanada, no bairro Pineville. A previsão é de que a obra, que busca a adequação do espaço, seja realizada já no início do segundo semestre, entre 1º e 31 de julho. Por isso, e como o posto permanecerá fechado durante esse tempo, é importante que os usuários fiquem atentos e busquem a Unidade de Saúde Perneta caso necessitem de atendimento no período. Segundo o Departamento de Assistência à Saúde, é para lá que os médicos da Unidade Esplanada serão remanejados enquanto durar a reforma. Em 2013, há ainda a previsão da fi-

nalização da construção e entrega do Centro de Tratamento de Doenças Infectocontagiosas Doutor Germano Trapp, entre outras melhorias. Unidade Vargem Grande Outra Unidade que está sob intervenção é a do bairro Vargem Grande. De acordo com o Departamento de Administração da Semsa, o processo licitatório para a continuidade da obra suspensa no início do ano está previsto para instauração em julho, com início efetivo em outubro e conclusão nos primeiros meses de 2014. Isso porque a reforma é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Pinhais e a Caixa Econômica Federal e, interrompida, precisou ter a sua reprogramação aprovada pela instituição financeira antes da retomada dos trabalhos. Liberação essa que foi encaminhada ao município na última semana. O projeto da intervenção na Unidade de Saúde Vargem Grande prevê a ampliação do espaço de 200m2 para quase 520m2 e deveria ter sido entregue à comunidade no início deste ano. Porém, a obra acabou suspensa pela Prefeitura depois que a empresa responsável pelo serviço deixou de cumprir com as exigências contratuais, estabelecidas desde o processo licitatório. Segundo a Secretaria de Obras Públicas de Pinhais, a interrupção veio após meses de insistência para que o traba-

lho fosse cumprido conforme o estabelecido, sem qualquer resultado. E levou o Executivo a tomar providências jurídicas contra a contratada. Importante ressaltar que a quebra de contrato foi necessária para que a qualidade na execução da reforma fosse garantida, de modo a oferecer um espaço realmente remodelado e com melhores condições de atendimento e de trabalho. Enquanto a obra não é concluída, os atendimentos aos usuários do bairro estão sendo realizados num local provisório, sito à rua Luiz de Camões, nº 787, Vargem Grande. Mais Ainda conforme a Secretaria de Saúde de Pinhais (Semsa), entre os objetivos da pasta para um futuro próximo está a conquista de um repasse de R$ 800 mil do Ministério da Saúde para a construção do novo Centro de Atenção Psicossocial II (Caps II). Para tanto, o município já dispõe de um terreno regular no bairro Pineville, próximo à avenida Jacarezinho. Atualmente, o Caps II funciona em um imóvel locado na rua 1º de Maio, nº 414, no Centro, e, transferido, irá oferecer melhores condições de atendimento à população. O Caps II disponibiliza atendimentos com profissionais de diversas especialidades, como psicologia, psiquiatria, terapia ocupacional, assistência social e enfermagem, e trata pessoas com transtorno mental grave e persistente, entre outras coisas. Além disso, a Semsa alugou, recentemente, outro espaço na região central da Cidade para a instalação do Centro de Especialidades. O imóvel fica nas proximidades do terminal de ônibus e conta com elevador – o que, na prática, se traduz na fácil localização e acessibilidade a todos os tipos de público. Dentre vários serviços, o setor promove ações voltadas à prevenção e reabilitação de pacientes nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia e psicologia com atendimentos individualizados de acordo com a necessidade de cada usuário. O setor está localizado à rua Antártida, nº 852 (atrás do Hotel Slaviero).

Mais uma edição do Dia do Carroceiro No próximo sábado, dia 22 de junho, a Prefeitura de Pinhais e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) promovem mais uma edição do Dia do Carroceiro. Trata-se de um projeto gratuito que busca melhorar as condições de saúde dos cavalos do município, principalmente aqueles sob a guarda dos carroceiros de materiais recicláveis, de modo a garantir o bem estar dos animais e, com isso, um bom desempenho no dia a dia. A ação será realizada na sede da Secretaria de Educação do município, entre as 9h e as 16h. Na última edição, no mês de março deste ano, aproximadamente 40 cavalos foram atendidos. Segundo a organização do evento, os animais serão tratados com vermifugação e terão seu estado geral de saúde avaliado, enquanto os proprietários serão cadastrados e receberão orientações sobre os principais cuidados com a alimentação dos bichos. Além disso, o projeto também busca a vigilância epidemiológica ativa das principais zoonoses transmitidas por cavalos, com enfoque na saúde pública. E não para por aí. Entre as atividades previstas para a data está ainda a chipagem de equinos dos moradores de Pinhais, em cumprimento ao que determina a Lei Municipal nº 1374/ 12, que dispões sobre o bem estar, utilização, a circulação e a permanência de animais de grande porte nas vias públicas do Município. O chip é uma certidão de registro do animal que permite saber a localização do cavalo e também quem é o dono. Caso o animal sofra maus tratos ou se envolva em algum acidente de trânsito, o proprietário poderá responder legalmente por isso. Sobre os cavalos carroceiros Sendo o cavalo uma fauna sinantrópica reemergente, é fundamental que se adotem estratégias de prevenção ao aparecimento de zoonoses (doenças transmitidas entre o homem e os animais). Dentre as principais potencialmente transmitidas pelo cavalo estão a raiva, a leptospirose, a febre maculosa e a doença de Lyme ou borreliose - essas duas últimas transmitidas pelo carrapato do cavalo. Há ainda outras doenças como

a rinopneumonite equina, o mormo e a brucelose. Apesar dos casos dessas doenças serem relativamente raros na Região Metropolitana de Curitiba, não se pode descartar a presença de seus agentes etiológicos na população equina e a possibilidade do aparecimento de doenças. Como os carroceiros percorrem grandes distâncias pela cidade, podem transmitir essas enfermidades a populações controladas como as de jóqueis, centros hípicos, regimentos de cavalaria, centros de treinamento e haras da região. Projeto O projeto, realizado em Pinhais desde 2009, é coordenado pelos professores Ivan Deconto, da disciplina de Clínica de Equinos, e Alexander Biondo, da área de Zoonoses da UFPR. Além deles, vários alunos e professores do curso de Medicina Veterinária da instituição integram a iniciativa. O programa é destinado a proprietários de cavalos do município, principalmente para famílias que utilizam os animais profissionalmente, como instrumento de trabalho e fonte de renda. Durante o evento, é feita a orientação ao proprietário, que é cadastrado e responde um questionário socioeconômico e de manejo e trabalho do seu animal, que em seguida é submetido a exame clínico, resenha, coleta de sangue e de fezes e desverminação preventiva. Guarda responsável O animal de grande porte/equino que for flagrado solto em via pública será recolhido e o dono multado em 6 Ufirs (em torno de R$ 227), mais despesas com a diária do animal, de 2 Ufirs (R$ 75,80). Mais ainda, caso o proprietário tenha cometido infrações anteriormente, o valor a ser pago para o resgate do animal pode aumentar. Serviço O registro de equinos só poderá ser feito por pessoa maior de idade com a apresentação de documento de Identidade, CPF e comprovante de endereço. A Secretaria Municipal de Educação fica na avenida Iraí, nº 696 (entre as ruas Rio Negro e Rio Amazonas), no bairro Weissopolis. Mais informações pelo telefone: (41) 3912-5396.

Encontro de Corais da Educação reuniu centenas de pessoas A IV edição do Encontro de Corais , realizada no mês de junho, em que 21 escolas da rede municipal estiveram muito bem representadas, lotou o Centro de Formação dos Profissionais da Educação. Nas três noites de apresentação, do evento que integra o Projeto Música Viva, o público compareceu em peso, e pôde conferir de perto as belíssimas performances da garotada, que reunidas mostraram talento e encheram de colorido o espaço. Com a temática livre, teve de tudo um pouco, forró, gospel, músicas que remetem à natureza, e já que estamos na época, não poderia faltar, a festa junina, claro. Cada grupo apresentou duas canções. Um espetáculo digno de elogios, aplausos, repleto de emoção e alegria. Promovido pela Secretaria Municipal de Educação, é um evento anual que busca unir música e educação, como proposta de ação pedagógica. Os pais e familiares, que lotaram o auditório do Cenforpe, se encantaram com as interpretações, que, segundo a secretária de Educação, Andrea Franceschini, demonstram a preparação e o comprometimento de todos os envolvidos. “Além de promover um evento de qualidade, está é uma proposta para a educação por meio da música, a qual tem o poder de transformar as pessoas”, enfatizou a secretária. ”A Secretaria de Educação entende que

um recurso tão valioso como o a música não pode ficar fora de aula, por isso os professores acreditaram nessa ideia e incluíram a música na proposta pedagógica, e hoje apresentamos o resultado”, destacou uma das coordenadoras do Projeto Coral Música Viva, Nerilda Emerique Fucio. O projeto Coral Música Viva, coordenado pela Secretaria Municipal de Educação foi implantado em Pinhais no ano de 1998, nas unidades de ensino da rede municipal. E tem como principal objetivo oferecer mais um recurso lúdico que auxilia no desenvolvimento educativo do aluno. O Coral é composto por 40 alunos de cada escola municipal de Pinhais, que realizam ensaios semanais, orientados por um professor regente. Cada escola tem seu cronograma e todo ano uma temática diferente é abordada, além das apresentações na Mostra de Corais, o evento Cantata de Natal é outro espetáculo à parte. Nerilda Emerique Fucio, que agora tem ao seu lado, Maria Cristina Custódio, na coordenação do projeto Música Viva, é só alegria ao falar do desempenho das crianças. “O empenho de cada um dos colaboradores da Educação e também dos alunos, é imprescindível para o sucesso, a cada edição”, declarou. “É emocionante ver todos eles cantando juntos, não há palavras para descrever”, revelou Nerilda.


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| 21 a 23 de junho de 2013 |

CIA BRANCO – HOLDING CNPJ 02.808.696/0001-02 NIRE 41300071225

ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 28 DE MAIO DE 2013 DATA: 28/05/2013; HORA: 8:00 (oito) horas; LOCAL: Sede Social na Alameda Arpo, 750-J, Bairro Ouro Fino, CEP 83010-290, em São José dos Pinhais – PR; PRESENÇAS: Compareceram 100% (cem por cento) dos acionistas, conforme assinaturas no Livro de Presença de acionistas, ficando dispensada a convocação e publicação de documentos na forma dos artigos 124, §4º e 133, § 4º da Lei n.º 6404/76; MESA DIRIGENTE: Denise Remor – Presidente, Paulo Célio da Silva Fróes – Secretário; PUBLICAÇÕES: Demonstrações Contábeis: Diário Oficial do Estado , edição 8966, página 43 e Jornal Metrópole, na página 16, em ambos na edição de 27/05/2013; DELIBERAÇÕES TOMADAS: EM ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: 1) Aprovação das Demonstrações Contábeis: foi aprovado o Relatório de Administração, o Balanço Geral e demais documentos relativos ao exercício social encerrado em 31/12/2012. 2) Aprovação da proposta da Diretoria para destinação do lucro líquido do exercício de R$ 16.031.775,52 (dezesseis milhões trinta e um mil,setecentos e setenta e cinco reais e cinqüenta e dois centavos), sendo: Reserva Legal 5% (cinco por cento), R$ 801.590,00 (oitocentos e um mil, quinhentos e noventa reais); Dividendos R$ 988.800,00 (novecentos e oitenta e oito mil e oitocentos reais ), que foram pagos no curso do ano de 2012, correspondendo a 6,49% do lucro remanescente , tendo em vista a decisão de 100% dos acionistas em aumentar o capital social utilizando R$ 11.905.038,82, (onze milhões, novecentos e cinco mil, trinta e oito reais e oitenta e dois centavos) do lucro líquido do exercício, sendo R$ 3.908.038,82 ( três milhões, novecentos e oito mil, trinta e oito reais e oitenta e dois centavos) na AGE de 31/05/2012 e R$ 8.000.000,00 (oito milhões de reais) na AGE de 20/08/2012.O lucro líquido remanescente de R$ 2.336.346,70 (dois milhões, trezentos e trinta e seis mil, trezentos e quarenta e seis reais e setenta centavos) foi destinado à Reserva Especial para Aumento de Capital. EM ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: 1) Aprovação da remuneração global anual de até R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) a ser paga no exercício social de 2013 para os membros da Diretoria. 2) Aprovada a lavratura desta Ata em forma de sumário, conforme o disposto no parágrafo primeiro do art. 130 da Lei nº 6.404/76, registrando-se que as deliberações foram tomadas por unanimidade, com as abstenções dos impedidos e dos interessados naquelas matérias que lhes diziam respeito. ENCERRAMENTO: Nada mais tendo a tratar, foi esta Ata lida, aprovada e assinada pelos presentes. São José dos Pinhais, Paraná, 28 de maio de 2013. ASSINATURAS: Mesa: Denise Remor – Presidente, Paulo Célio da Silva Fróes – Secretário. Acionistas: Denise Remor, Victor Caetano Remor Branco e João Caetano Remor Branco representado por sua mãe Denise Remor. A presente Ata é cópia fiel da original lavrada em livro próprio. Registro na Jucepar nº 20132827158, em 05/06/2013, Sebastião Motta – Secretário Geral.

CIA. MAGNETRON INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COMPONENTES CNPJ Nº 11.493.623/0001-60 NIRE 41300079081 São José dos Pinhais - Paraná

ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 30 DE ABRIL DE 2013 DATA: 30/04/2013; HORA: 15:00 (quinze) horas; LOCAL: Na Alameda Arpo, 750-E, Bairro Ouro Fino, CEP 83010-290, em São José dos Pinhais, Paraná; COMPOSIÇÃO DA MESA: Denise Remor, Presidente, Paulo Célio da Silva Fróes , secretário; PRESENÇAS: Acionistas representando 100,00% do capital social conforme comprovado pelas assinaturas constantes do Livro de Presença de Acionistas, ficando dispensada a convocação e publicação de documentos na forma dos artigos 124, §4º e133, § 4º da Lei n.º 6404/76; PUBLICAÇÕES : Demonstrações Contábeis: Diário Oficial do Estado do Paraná na página 66, edição nº 8947 e Jornal Metrópole na página 13 , em ambos na edição de 29/04/2013; DELIBERAÇÕES TOMADAS: EM ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: 1 – Apreciados, discutidos e votados o relatório da administração e as demonstrações contábeis referente ao exercício social encerrado em 31/12/2012 . 2 - Aprovação da proposta da Diretoria para destinação do lucro líquido do exercício de R$ 3.113.124,27 ( três milhões, cento e treze mil, cento e vinte e quatro reais e vinte e sete centavos) , sendo : Reserva Legal 5% ( cinco por cento), R$ 155.657,00 ( cento e cinqüenta e cinco mil , seiscentos e cinqüenta e sete reais); Reserva Especial para Pagamento de Dividendos 25% (vinte e cinco por cento) R$ 739.367,00 (setecentos e trinta e nove mil , trezentos e sessenta e sete reais) tendo em vista que sendo o 1º ano em operação a Companhia precisa reter recursos para fazer frente às necessidades de capital de giro; Reserva para Expansão R$ 1.500.000,00 ( hum milhão e quinhentos mil reais) com base em projeto de investimentos em ativo fixo; o lucro remanescente R$ 718.100,27 (setecentos e dezoito mil, cem reais e vinte e sete centavos) , adicionado de R$ 59.697,37 ( cinqüenta e nove mil, seiscentos e noventa e sete reais e trinta e sete centavos) revertido da conta de Ajuste de Avaliação Patrimonial , totalizando R$ 777.797,64 ( setecentos e setenta e sete mil, setecentos e noventa e sete reais e sessenta e quatro centavos) foi destinado à Reserva Especial para Aumento de Capital. 3 – Foram reeleitos: Diretora Presidente a Sra. Denise Remor, brasileira, solteira – união estável, advogada, nascida em Joaçaba – SC em 11/08/1961, portadora da Carteira de Identidade RG nº 7.546.210-7 SSP-PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 393.262.090-91, residente e domiciliada na Alameda Bom Pastor, nº 5.780, em São José dos Pinhais – PR; e para o cargo de Diretor sem designação específica, o Sr. Paulo Célio da Silva Fróes, brasileiro, casado em regime de comunhão universal de bens, nascido em União da Vitória – PR em 22/01/1951, portador da Carteira de Identidade RG nº 563.165-3-SSP-SC, inscrito no CPF/MF sob o nº 243.029.45915, residente e domiciliado na Rua do Camacuan, nº 354, Bairro Uberaba, CEP 81550-360, em Curitiba – PR; que exercerão os respectivos mandatos até a AGO da Companhia que se realizará em 2016. 4 - Os Diretores ora reeleitos assinam o Termo de Posse no livro competente e declaram, sob as penas da lei, que não estão impedidos de exercerem a administração da Companhia, nem estão condenados a pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos, ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, ou contra a economia popular, contra o Sistema Financeiro Nacional, contra normas de defesa da concorrência, contra as relações de consumo, fé pública, ou propriedade. EM ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: 1 - Aprovada a remuneração global anual de até 1.200.000,00 (hum milhão e duzentos mil reais) a ser paga no exercício social de 2013 aos membros da Diretoria. 2 - A lavratura desta ata em forma de sumário, conforme o disposto no parágrafo primeiro do art. 130, da Lei nº 6.404/76, registrando-se que as deliberações foram tomadas por unanimidade . ENCERRAMENTO: Nada mais tendo a tratar, foi esta ata lida, aprovada e assinada pelos presentes. São José dos Pinhais, Paraná , 30 de abril de 2013. ASSINATURAS: Mesa: Denise Remor– Presidente e Paulo Célio da Silva Fróes – Secretário. Acionistas: Denise Remor representando o acionista João Caetano Remor Branco e também a Cia. BRANCO – Holding ; Victor Caetano Remor Branco . Certifico que a presente é cópia fiel da original lavrada em livro próprio. Paulo Célio da Silva Fróes – Secretário. São José dos Pinhais, Paraná , 30 de abril de 2013. Registro na Jucepar nº 20132557134, em 28/05/2013, Sebastião Motta – Secretário Geral.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 3ª VARA CÍVEL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - PROJUDI Rua João Ângelo Cordeiro, s/n - São José dos Pinhais/PR - CEP: 83.005-570 - Fone: (41)3035-8412 - E-mail: sjp3civel@tjpr.jus.br EDITAL DE CITAÇÃO DE JOSÉ HUMBERTO. PRAZO DE 60 DIAS.

O DOUTOR OSVALDO CANELA JUNIOR, MERITÍSSIMO JUIZ DE DIREITO TITULAR DA 3ª SECRETARIA CÍVEL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - ESTADO DO PARANÁ,

FAZ SABER, pelo presente edital, com prazo de sessenta dias, que fica o requerido devidamente CITADO do inteiro teor da petição inicial e da decisão liminar positiva do movimento n. 44.1, da AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO que tramita perante a 3º SECRETARIA CÍVEL DO FORO DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS, DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, sob o n. 0003249-13.2012.8.16.0035, em que é requerente LEONIR MACEDO. Relata o autor que descobriu através de sua conta bancaria que estava protestado junto ao 5º tabelionato de protestos de títulos de Curitiba/PR. Não Obstante após verificação do credor na época, o reclamante constatou que já havia quitado o titulo, sendo que o portador do cheque na época ficou de lhe devolver o mesmo, não o fazendo, e ainda protestando-o. Na época o reclamante pegou um recibo do pagamento, que por causa do lapso de tempo não o encontrou. Fica ainda intimado, o requerido, para, querendo, por meio de advogado, no PRAZO DE 15 (QUINZE) DIAS, apresentar contestação, sob pena de, não o fazendo, serem presumidos como verdadeiros os fatos articulados pela parte autora. E ainda, que a presente citação valerá para todos os atos do processo e que o requerido da presente somente será intimado dos atos processuais seguintes se atender a presente citação. Observação: Este processo tramita através do sistema computacional PROJUDI, cujo endereço na web é https://portal.tjpr.jus.br/projudi/, sendo que a petição inicial e todos os documentos estão acessíveis no Projudi. O acesso ao sistema pelos advogados depende de prévio cadastramento, o qual é obrigatório. São José dos Pinhais, 14 de fevereiro de 2013. Eu, _______________ Tiago Hiroaki Inoue, o digitei vai conferido e assinado pela Diretora de Secretaria conforme autorização da Portaria 01/2012.

Patrícia Elache Gonçalves dos Reis Diretora de Secretaria

SÚMULA DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Tempersul Comércio de Vidros Ltda, torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação n.° 28502, com validade até 01/04/2017 para a atividade de Tempera de Vidros Planos, implantada na Rua Arnaldo Vosgerau – Lote 117, São José dos Pinhais – Paraná.

(Em milhares de reais)

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2012 BALANÇOS PATRIMONIAIS

São José dos Pinhais – PR ATIVO CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa Instrumentos financeiros derivativos Contas a receber de clientes Estoques Tributos a recuperar Outros ativos NÃO CIRCULANTE Tributos à recuperar Depósitos judiciais Tributos diferidos Outros ativos Permanente Investimentos Imobilizado Intangível

2012

Controladora 2011

2012

Consolidado 2011

148.349 14 1.011.572 472.957 31.743 17.446 1.682.081

76.711 3.328 757.499 308.332 47.408 11.566 1.204.844

255.464 14 1.239.399 531.081 34.221 20.923 2.081.102

118.505 3.328 1.029.240 392.694 58.214 14.072 1.616.053

22.119 9.933 106.953 1.965 140.970

21.404 4.061 98.063 3.741 127.269

22.182 10.721 111.231 1.990 146.124

21.459 4.655 104.733 3.765 134.612

297.282 443.117 71.274 952.643 2.634.724

369.916 407.215 47.296 951.696 2.156.540

497.824 77.205 721.153 2.802.255

457.876 47.634 640.122 2.256.175

PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Empréstimos e Financiamentos Instrumentos financeiros derivativos Salários e encargos sociais Tributos a pagar Dividendos a pagar Provisões Outros passivos NÃO CIRCULANTE Empréstimos e Financiamentos Provisões para contingências Tributos a pagar Outros passivos PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital social Reservas de reavaliação Reservas de lucros Ajustes de avaliação Patrimonial

DEMONSTRAÇÕES DE RESULTADOS

Receita operacional bruta Deduções da receita bruta Receita operacional líquida Custos dos produtos vendidos Lucro Bruto Receitas (despesas) operacionais Com vendas e administrativas Outras receitas (despesas) operacionais líquidas Receitas (despesas) financeiras Equivalência patrimonial Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Imposto de renda e contribuição social Do exercício Diferidos Lucro líquido do exercício Demonstrações do resultado abrangente Lucro líquido do exercício Ajuste de avaliação patrimonial Ativos financeiros disponíveis para venda Total do resultado abrangente do exercício

2012 5.784.514 (1.484.930) 4.299.584 (3.172.010) 1.127.574

2012 6.504.045 (1.593.457) 4.910.588 (3.678.697) 1.231.891

Consolidado 2011 5.626.467 (1.582.208) 4.044.259 (3.060.890) 983.369

(928.754) 7.788 (26.653) 37.366 (910.253)

(772.554) (23.731) (5.217) 82.617 (718.885)

(987.852) 5.931 (24.222) (1.006.143)

(836.819) (22.258) (1.053) (860.130)

217.321

120.375

225.748

123.239

(36.992) 8.890 (28.102) 189.219

(217) 20.387 20.170 140.545

(43.027) 6.498 (36.529) 189.219

(3.717) 21.023 17.306 140.545

189.219

140.545

189.219

140.545

(774) 188.445

140.545

(774) 188.445

140.545

Retenção

Saldos em 31 de dezembro de 2010 291.549 Realização da reserva de reavaliação Lucro do exercício Aumento de capital 89.298 Destinações do lucro: Dividendos e juros sobre capital próprio: R$0,06543 por mil ações Reserva legal Retenção de Lucros Saldos em 31 de dezembro de 2011 380.847 Realização da reserva de reavaliação Lucro do exercício Aumento de capital 377 Destinações do lucro: Dividendos complementares excedente ao mínimo obrigatório do exercício anterior Dividendos e juros sobre capital próprio: R$0,08809 por mil ações Reserva legal Outros resultados abrangentes: Ativos financeiros disponíveis para venda Retenção de Lucros Saldos em 31 de dezembro de 2012 381.224

8.653 (47)

31.726

349.167

Ajuste de avaliação Lucros patrimonial acumulados

Total

208 140.545

681.095 161 140.545

(89.298) (40.055) (7.027) (93.671)

7.027 8.606 (215)

38.753

93.671 353.540

214 189.219

(40.055) 781.746 (1) 189.219

(377) (11.069)

(11.069) (53.927) (9.461)

9.461 (774) 8.391

48.214

126.045 468.139

Consolidado 2011

1.097.902 166.186 4.085 99.256 32.686 47.329 123.447 36.390 1.607.281

708.428 234.376 29 76.510 47.692 42.529 90.658 42.270 1.242.492

1.204.740 202.370 4.085 107.588 36.968 47.329 123.447 41.223 1.767.750

775.953 232.931 29 83.820 54.445 42.529 90.658 46.435 1.326.800

20.874 27.162 65.413 8.800 122.249

5.136 31.946 95.220 132.302

20.874 32.024 67.613 8.800 129.311

5.136 44.836 97.657 147.629

381.224 8.391 516.353 (774) 905.194 2.634.724

380.847 8.606 392.293 781.746 2.156.540

381.224 8.391 516.353 (774) 905.194 2.802.255

380.847 8.606 392.293 781.746 2.256.175

Variações nos ativos e passivos Contas a receber de clientes Estoques Tributos a recuperar e a pagar Fornecedores Outros ativos e passivos Caixa gerado nas operações Pagamento de juros Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades operacionais Fluxos de caixa das atividades de investimentos Aquisições de bens do ativo imobilizado e intangível Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades de investimento Fluxos de caixa das atividades de financiamento Partes relacionadas Distribuição de Lucros - Controlada Pagamentos e obtenção de empréstimos e financiamentos Operações de vendor Dividendos pagos, líquidos do imposto de renda Operações com derivativos, líquidos Caixa líquido (aplicado nas) gerado pelas atividades de financiamentos Aumento (redução) de caixa e equivalentes de caixa, líquidos Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício Caixa e equivalente de caixa no final do exercício Informações adicionais aos fluxos de caixa Imposto de renda e contribuição social pagos

Reservas de lucros Legal

2012

Fluxos de caixa das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Ajustes Depreciação e amortização Resultado da equivalência patrimonial Juros, variações monetárias e cambiais sobre financiamentos e derivativos Provisão (reversão) de provisões Baixa Imobilizado Ajuste patrimoniais de resultado abrangente

DEMONSTRAÇÕES DE MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Reserva de reavaliação

Controladora 2011

DEMONSTRAÇÕES DE FLUXO DE CAIXA

Controladora 2011 4.820.810 (1.455.630) 3.365.180 (2.525.920) 839.260

Capital social

2012

(53.927) (774)

(126.045) (774)

905.194

2012

Controladora 2011

2012

Consolidado 2011

217.321

120.375

225.748

123.239

77.812 (37.366)

63.963 (82.617)

85.754 -

68.877 -

(3.543) 3.369 1.843 (774) 258.662

(192) 13.996 986 116.511

(3.543) (4.009) 1.845 (774) 305.021

1.364 16.874 2.291 212.645

(259.707) (165.434) 17.358 389.474 (44.044) 196.309 (1.172)

(25.423) 19.783 (34.917) 16.344 30.449 122.747 (23)

(216.418) (139.422) (17.754) 428.787 (8.633) 351.581 (1.172)

(1.276) (23.546) (47.187) (15.314) 32.270 157.592 (23)

195.137

122.724

350.409

157.569

(139.535)

(129.916)

(157.115)

(147.791)

(139.535)

(129.916)

(157.115)

(147.791)

(40.990) 110.000 14.113 (25.612) (53.597) 12.122

(234.010) (99.996) (17.493) (8.393)

14.113 (28.973) (53.597) 12.122

(275.000) (99.996) (35.105) (8.393)

16.036

(359.892)

(56.335)

(418.494)

71.638 76.711 148.349

(367.084) 443.795 76.711

136.959 118.505 255.464

(408.716) 527.221 118.505

(59.255)

(25.090)

(66.371)

(55.997)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 1. Contexto operacional AElectroluxdoBrasilS.A.(aCompanhia) comsedeemCuritiba, estápresentenoBrasildesde1926.Éumasociedadeanônimadecapitalfechadocomfábricas em Curitiba-PR, São Carlos-SP e Manaus-AM, tem como principal atividade a fabricação e comercialização de aparelhos eletrodomésticos, tais como refrigeradores, freezers, aspiradores de pó, máquinas de lavar, fogões, ejetoras de alta pressão, entre outros, bem como suas partes, peças e componentes. 2.Resumo das principais práticas contábeis As demonstrações financeiras foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária e orientação do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), aplicáveis ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012. 2.1 Base de preparação A preparação das demonstrações financeiras requer o uso de estimativas contábeis e também do exercício de julgamento por parte da administração da Companhia no processo de aplicação das políticas contábeis. AsdemonstraçõesfinanceirassãoapresentadasemReal(R$),queéamoedafuncionaldaCompanhiaeforampreparadasconsiderandoocustohistóricocomo base de valor e ajustadas para refletir os ativos e passivos financeiros (inclusive instrumentos derivativos) mensurados ao valor justo. 2.2 Demonstrações contábeis consolidadas As demonstrações contábeis incluem a consolidação da subsidiária integral Electrolux da Amazônia Ltda. Nas demonstrações contábeis consolidadas são eliminados os saldos das contas de ativos e passivos entre as Companhias consolidadas e os saldos de receitas e despesas da Companhia controlada. 2.3 Ativos circulante As contas a receber de clientes são, inicialmente, reconhecidas pelo valor justo e, subsequentemente, mensuradas pelo custo amortizado com o uso do método da taxa efetiva de juros menos a provisão para devedores duvidosos, a qual é constituída em montante considerado suficiente para fazer face a eventuais perdas de realização. Os estoques são avaliados ao custo médio de aquisição ou de produção que não excede o valor de mercado e as importações em andamento e adiantamentos são avaliados ao custo. 2.4 Investimentos O investimento em controlada é representado pela participação de 99% do capital da Electrolux da Amazônia Ltda e foi avaliado pelo método de equivalência patrimonial. 2.5 Imobilizado O imobilizado é registrado ao custo histórico de aquisição, ajustado pela reavaliação ocorrida até 31 de dezembro de 2007.A depreciação do imobilizado é calculada em função da expectativa da vida útil como segue: edificações de 25 a 40 anos, máquinas e equipamentos de 10 a 15 anos; veículos de 3 a 5 anos; móveis e utensílios de 3 a 8 anos e equipamentos de informática de 3 a 5 anos. 2.6 Intangível O intangível refere-se a gastos de implantação e desenvolvimento de novos produtos referentes, substancialmente, a projetos de expansão e desenvolvimento tecnológico, tais gastos vêm sendo amortizados a partir da data em que os benefícios começam a ser produzidos. 2.7 Passivos circulante e não circulante São demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridas até a data da elaboração das demonstrações financeiras.

2.8 Provisões para contingências As provisões estão líquidas dos respectivos depósitos judiciais, consideradas suficientes para cobrir eventuais perdas em processos que estão sendo discutidos nas esferas administrativas e judicial. 2.9 Imposto de renda e contribuição social diferidos A Companhia, fundamentada na expectativa de geração de lucros tributáveis futuros, contabilizou o imposto de renda e contribuição social diferidos de acordo com os percentuais vigentes. A compensação do prejuízo fiscal e base negativa da contribuição social está limitada a 30% dos lucros anuais tributáveis, não incidindo prazo prescricional. 2.10 Intrumentos Financeiros Os valores contábeis, referentes a instrumentos financeiros constantes no balanço patrimonial, quando comparados com os valores que poderiam ser obtidos na sua negociação em um mercado ativo ou, na ausência deste, com o valor presente líquido ajustado com base na taxa vigente de juros no mercado, se aproximam, substancialmente, de seus correspondentes valores de mercado. As operações em moeda estrangeira da Companhia estão protegidas contra variações cambiais por contratos de hedge sem caixa (troca de indexador) para o dólar norte-americano e euro contra taxas pré-fixadas e CDI (swaps). 2.11 Apuração do resultado O resultado das operações é apurado em conformidade com o princípio contábil da competência. 2.12 Patrimônio líquido Em 31 de dezembro de 2012 o capital social era composto de 204.160.402.968 ações ordinárias e 408.015.892.095 ações preferenciais, todas escriturais, sem valor nominal. A quantidade de capital estrangeiro é representada por 99,99% das ações preferenciais e ordinárias da Companhia. A reserva legal é constituída anualmente como destinação de 5% do lucro líquido do exercício, e não poderá exceder a 20% do capital social. A reserva legal tem por fim assegurar a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízo e aumentar o capital. A reserva de retenção de lucros refere-se à retenção do saldo remanescente de lucros acumulados, a fim de manter os investimentos necessários para suportar o crescimento do negócio. A realização da reserva de reavaliação, constituída até 31 de dezembro de 2007, ocorre com base nas depreciações, baixas ou alienações dos respectivos bens reavaliados, é transferida para lucros acumulados, considerando-se ainda os efeitos tributários. A proposta de distribuição de dividendos é de 30% sobre o lucro líquido após a destinação da reserva legal, conforme o estatuto da Companhia. 3. Cobertura de seguros A Companhia possui um programa de gerenciamento de riscos, contratando no mercado coberturas compatíveis com seu porte e suas operações. As coberturas foram contratadas por montantes considerados suficientes pela administração para cobrir eventuais sinistros, considerando a natureza da sua atividade, os riscos envolvidos em suas operações e a orientação de seus consultores de seguros.

DIRETORIA Ruy Roberto Hirschheimer Presidente

Adriano Rudek de Moura Vice - Presidente Administrativo, Financeiro e de Relações com Investidores

MOR-MAC S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ 77.381.978/0001-75 NIRE 41300013446 São José dos Pinhais - PR ATAS DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 30 DE ABRIL DE 2013 DATA: 30/04/2013. HORA: 15:00 (quinze). LOCAL: Sede Social na Alameda Arpo, 750, Bairro Ouro Fino, CEP 83010-290, em São José dos Pinhais, Pr; MESA DIRIGENTE: Paulo Célio da Silva Fróes – Presidente e Evelin Olívia Fróes – Secretária; PRESENÇAS: Acionistas representando 100,00% do capital social , conforme comprovado pelas assinaturas constantes do Livro de Presença de Acionistas; PUBLICAÇÕES LEGAIS: Edital de Convocação e Demonstrações Contábeis , dispensados nos termos dos incisos I e II do art. 294, da Lei nº 6.404, de 15/12/1976; DELIBERAÇÕES TOMADAS: EM ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA: 1 – Apreciados, discutidos e votados o relatório da administração e as demonstrações contábeis referentes ao exercício social encerrado em 31/12/2012 . 2 – O resultado do exercício que acusou prejuízo no montante de R$ 1.823.782,93 (hum milhão, oitocentos e vinte e três mil, setecentos e oitenta e dois reais e noventa e três centavos), será lançado na conta de prejuízos acumulados. 3 – Foram reeleitos : para o cargo de Diretor Presidente, Paulo Célio da Silva Fróes, brasileiro, natural de União da Vitória, Pr, casado pelo regime de comunhão universal de bens , nascido em 22/01/1951, industrial, portador da cédula de identidade RG nº 563.165-3-SSP-SC e do CPF nº 243.029.459-15, residente e domiciliado na Rua do Camacuan, 354, Bairro Uberaba, CEP 81550360, em Curitiba, Paraná, para cumprir mandato até a AGO a realizar-se em 2016 e para o cargo de Diretora Vice-Presidente, Evelin Olívia Fróes , brasileira, natural de Joinville, SC, nascida em 06/08/1979, solteira, advogada, portadora da cédula de identidade RG nº 6.212.9107-SSP-PR e do CPF nº 039.380.679-00, residente e domiciliada na Rua do Camacuan, 354, Bairro Uberaba, CEP 81550-360, em Curitiba, PR, cujo mandato terminará na AGO a ser realizada em 2016. A diretoria ora eleita assina o Termo de Posse no livro competente e declara sob as penas da Lei, de que não está impedida de exercer a administração da sociedade, por Lei especial, ou em virtude de condenação criminal, ou por se encontrar sob os efeitos dela, a pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos, ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato, ou contra a economia popular, contra o sistema financeiro nacional, contra as normas de defesa da concorrência, contra as relações de consumo, fé pública, ou a propriedade. EM ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: Aprovado por unanimidade: 1 – Nova redação ao ART. 1º do Estatuto Social, suprimindo-se as palavras: subsidiária integral , nos termos do artigo 251 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, passando referido ART. 1º, a vigorar com a seguinte redação : ART. 1º - MOR-MAC S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO é uma sociedade por ações, de capital fechado, registrada na Junta Comercial do Paraná, NIRE nº 41300013446 de 28/11/1994 e reger-se-á pelo presente Estatuto Social e pelas disposições legais que lhe forem aplicáveis. 2 – O ART. 3º do Estatuto Social passa conter a seguinte redação : A sociedade tem por objetivo: I – A produção, industrialização, comércio, exportação e importação e a prestação de serviços de consertos e manutenção e assistência técnica de : a) Máquinas, equipamentos e acessórios para a agricultura; b) motores, motobombas, motogeradores, veículos e seus componentes. II – Prestação de serviços de consultoria, controle e administração de bens. III – A locação e administração de bens móveis e imóveis. 3 - Foi aprovada a remuneração global anual de até R$ R$ 20.000,00 (vinte mil reais) a ser paga no exercício social de 2013 para os membros da diretoria. 4 - A lavratura desta ata em forma de sumário, conforme o disposto no parágrafo primeiro, do art. 130, da Lei nº 6.404/76, registrando-se que as deliberações foram tomadas por unanimidade, com as abstenções dos impedidos e dos interessados naquelas matérias que lhes diziam respeito. Encerramento: Nada mais tendo a tratar , foi esta ata lida, aprovada e assinada pelos presentes. São José dos Pinhais, Pr, 30 de abril de 2013. (ass.) Paulo Célio da Silva Fróes – Presidente e Evelin Olívia Fróes – Secretária. Acionistas: Denise Remor , representando também a Cia. Branco – Holding . Certifico que a presente é cópia fiel da ata original lavrada em livro próprio . Evelin Olívia Fróes – Secretária. São José dos Pinhais, Pr, 30 de abril de 2013. Registro na Jucepar nº 20132818248, em 28/05/2013, Sebastião Motta – Secretário Geral.

Laura Susana Forconi Contadora CRC PR-042714/O-3

PODER JUDICIÁRIO

CARTÓRIO CÍVEL E ANEXOS

COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA FORO REGIONAL DE PINHAIS - VARA CÍVEL E ANEXOS Rua Vinte e Dois de Abril, n.º 199, Estância, CEP: 83.323-240, Pinhais – PR Alice Beatriz Silva Portugal Escrivã

EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. EDITAL n.º 007/2013. EDITAL DE CITAÇÃO DE EVENTUAIS INCERTOS, AUSENTES E DESCONHECIDOS.

INTERESSADOS,

A Doutora Marcia Margarete do Rocio Borges – Juíza de Direito Substituta da Vara Cível desta Comarca de Pinhais – PR, na forma da lei, etc... FAZ SABER aos que o presente edital, virem ou dele tiverem conhecimento que, perante este Juízo da Vara Cível e Anexos da Comarca de Pinhais – Paraná, respectiva, tramitam os autos de USUCAPIÃO sob o n.º 890/2012 em que figura como requerente MARCIA CRISTINA DE PAULA e requerido ROSA MARIA GONÇALVES DA SILVA, pelo presente edital, com prazo de trinta (30) dias, que será publicado na forma da lei e afixado em lugar de costume na sede deste Juízo, leva ao conhecimento de EVENTUAIS INTERESSADOS, INCERTOS E DESCONHECIDOS, para que tomem conhecimento da presente ação, tendo por bem de Usucapião o seguinte imóvel: “Lote de terreno nº 11 (onze), parte A, da quadra nº 09 (nove), do loteamento 104, situado na Vila Antonieta, Pinhais/PR, medindo 13,50 metros de frente para a Rua Arnaldo de Andrade, nº 284, na sua lateral direita mede 16,00 metros confrontando com a Rua Pedro Klass, na sua lateral esquerda, divide com o lote12, em 16,00 metros, e aos fundos, confronta com o remanescente do lote 11 (parte B), perfazendo uma área total de 216,00m2.” Tudo de conformidade com o respeitável despacho a seguir transcrito: “Autos nº 890/2012. 1. Citem-se, via edital, com prazo de 30 (trinta) dias, os requeridos incertos e desconhecidos, bem como terceiros interessados, para, querendo, contestar o pedido no prazo legal. ...Pinhais, 14 de maio de 2012. (as) Peterson Cantergiani Santos – Juiz de Direito Substituto.” E, para que chegue ao conhecimento de todos os interessados o presente Edital de Citação que será afixado em lugar de costume e publicado na forma da Lei. DADO E PASSADO, nesta cidade de Pinhais, Estado do Paraná, aos 21 de junho de 2013. Eu, Marcelo Kloss - Escrevente Juramentado, o digitei e subscrevi. Marcelo Kloss Escrevente Juramentado Subscrição autorizada pela Portaria 01/2009

CARTÓRIO LIDIA KRUPPIZAK Registro Civil – Títulos e Documentos – Pessoas Jurídicas - Fone (41) 3035-3200

EDITAL DE PROCLAMAS LIDIA KRUPPIZAK, Oficial do Registro Civil da sede da Comarca de São José dos Pinhais – PR, na forma da lei FAZ SABER que pretendem se casar: PEDRO KRASZKOUVSKI E DAYANE RIBAS DA CRUZ ALESSANDRO DOS ANJOS E VERONICA SALVADOR ALVES VINICIUS BENJAMIM DO PRADO E JOZIVÂNIA HILARIO HONORATO BARBOSA MARCOS JOAQUIM ROCHA E ANDREANA DE FATIMA BUENO MARCUS VINICIUS WEIBER FERREIRA DOS SANTOS E TALITA PAULINO ROGIL ALMEIDA MACAGNANI E JANAINA PRODOCIMO MAYCON DOS REIS ROCHA E VIVIANE PEREIRA ALAN PATRICK CAMARGO E SILVANA VAZ CARNEIRO ALBIERO EDSON SEVERINO DA SILVA E NEIVA ALVES DO AMARAL ANTONIO JOACIR DE LIMA E DANIELE BÜHERER FERREIRA ADEMAR AMBROSIO DE OLIVEIRA E ADRIANA DE ANDRADE FABIO FELIPE PEREIRA E GESSICA FABIELI BONFANTTI Se alguém souber de impedimento legal, acuse-o para os fins de direito. E para constar e chegar este ao conhecimento de todos, lavro o presente para ser afixado no lugar de costume. São José dos Pinhais, 19 de junho de 2013. LIDIA KRUPPIZAK OFICIAL DO REGISTRO CIVIL


| 21 a 23 de junho de 2013 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

13

Circuito das Estações Adidas Dando a largada oficialmente a estação mais fria do ano, o inverno, acontece no próximo domingo (23) mais uma etapa do Circuito das Estações Adidas 2013 em Curitiba. O evento promete movimentar a manhã da capital, os competidores vão largar às 7h30 em frente ao Jockey Club do Paraná. A loja esportiva Procorrer está em parceria com o evento, e nesta sexta-feira (21) e sábado (22), das 10h às 20h vai estar com uma loja montada no Hotel Pestana, distribuindo os kits para os atletas, que conta com camisa de poliamida Adidas, mochilinha de treino, squeeze, toalhinha (pós evento) e medalha (pós evento). Vale ainda ressaltar que os kits não

Crédito da foto: Priscilla Fiedler.

A loja esportiva Procorrer faz a entrega dos kits da competição

Serviço O que: Entrega dos Kits Circuito das Estações Adidas. Quando: Sexta-feira (21) e sábado (22), das 10h às 20h. Onde: Hotel Pestana – Rua Comendador Araújo, 499, Batel. Informações pelo fone 41 3222 6262.

JUÍZO DE DIREITO DA 6ª SECRETARIA DE FAMÍLIA DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ. Rua da Glória, 290, 6º andar, Centro Cívico CEP 80030-060 - Telefone 41-3210-3171. EDITAL PARA PUBLICIDADE DE ALTERAÇÃO DE REGIME DE BENS DE CASAMENTO - PRAZO: 30 DIAS. Edital de Intimação n.º 18/ 2013. FAZ SABER a todos quantos virem o presente ou dele conhecimento tiverem, que perante este Juízo e 6ª Secretaria de Família de Curitiba, tramitam os autos sob nº 0004917-11.2013.8.16.0188 da Ação de Alteração do Regime de Bens do Casamento, em que são partes ALESSANDRO IELO e NORANE ADELINA ESPINDOLA CALLIARI e que, por intermédio do presente, publicam a sua intenção de alterar o regime de bens da atual comunhão parcial de bens para o de separação de bens. Em 22 de abril de 2013. Eu, Thayse Cristine Quadros, Diretora de Secretaria, que o digitei e subscrevi. (a) CAROLINE VIEIRA DE ANDRADE MATTAR. JUIZA DE DIREITO SUBSTITUTA.

JUÍZO DE DIREITO DA SÉTIMA VARA CÍVEL Cartório da 7ª Vara Cível Dra. Kátya de Araújo Carollo – escrivã Av. Cândido de Abreu, 535 - 4°. andar Eduardo Mattana Carollo - E. Juramentado Comarca de Curitiba Estado do Paraná Carlos Ostrowski Junior - E. Juramentado JUSTIÇA GRATUITA – 2ª VIA EDITAL DE CITAÇÃO DOS RÉUS AUSENTES, INCERTOS, DESCONHECIDOS E EVENTUAIS INTERESSADOS, COM O PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. Edital de Citação de dois réus ausentes, incertos, desconhecidos e eventuais interessados, para contestarem, no prazo de 15 (quinze) dias, através de advogado, contados a partir do decurso do prazo do Edital, a Ação USUCAPIAO, sob n°. 45.982/2010, que tramita na 7ª Vara Cível de Curitiba, sito Av. Cândido de Abreu 535,4º andar, Fórum Cível, Centro Cívico, movida por ROBERTO BESSEGATO contra JOSE MACHADO e DIRLENE TEREZINHA MACHADO, referente ao seguinte bem: ‘IMÓVEL: Lote de terreno n°. 21 (vinte e um), da Planta Nasser & Merhi, situado no Bairro da Boa Vista, nesta Capital, medindo 11,00 metros de frente para a Rua Projetada, daquela planta, atualmente denominada Rua Manoel de Souza Dias Negrão, n°. 887, no Bairro Boa Vista, por 35,00 metros de fundos, perfazendo a área total de 385,00m2, contendo uma casa, limitando-se de um lado com o lote n°. 22, de outro lado com o lote n°. 20, nos fundos com o lote n°. 16, da mesma planta. Indicação Fiscal: 74-005.005.000-1. Matrícula sob n°. 57.945 do Cartório de Registro de Imóveis da 9ª Circunscrição desta capital; conforme cópia da matrícula de fls. 31". ADVERTENCIA: Presumem-se verdadeiros os fatos articulados pelo autor se não contestados. E para que chegue a conhecimento de todos e ninguém no futuro alegue ignorância, expedi o presente edital, que será publicado e afixado no lugar de costume (art. 232, II e III) Curitiba aos vinte e sete dias do mês de setembro do ano dois mil e doze. E eu (a) (Katya de Araújo Carollo) Escrivã, o fiz digitar e subscrevo. JOÃO LUIZ MANASSÉS DE ALBUQUERQUE FILHO – Juiz de Direito.

EDITAL DE CITAÇÃO DE JOÃO ANTONIO FERREIRA DO ESPÍRITO SANTO CABAÇA e SUA ESPOSA, SE CASADO FOR, COM PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. O Doutor LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA, MM. Juiz de Direito da Secretaria da Décima Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, FAZ SABER a todos quantos virem o presente, ou dele tiverem conhecimento, que tramitam por este Juízo os autos da AÇÃO DE USUCAPIÃO EXTRAORDINÁRIO, autuada sob o n.º 44495/ 2010, em que é requerente VITOR MANUEL GONÇALVES e é requerido JOÃO ANTONIO FERREIRA DO ESPÍRITO SANTO CABAÇA, tendo por objeto a legalização do seguinte imóvel: “Vaga de garagem sob nº 28, localizada no 1º subsolo ou 1º pavimento do ‘EDIFÍCIO SAINT MAURICE’, situado na Rua Coronel Dulcídio nº 1256, nesta Cidade, com área útil de 30,00m², área comum de 18,91m² e a área total de 48,91m², correspondendo-lhe a fração ideal do solo de 0,005848073 ou 7,378686483m², do Lote de Terreno sob nº 8-SO-A-100/24/25-SO-A-100, com as demais características constantes na Matrícula nº 22.303 da 6ª Circunscrição de Registro de Imóveis de Curitiba”, por meio do qual CITA JOÃO ANTONIO FERREIRA DO ESPÍRITO SANTO CABAÇA, português, inscrito no CPF/MF sob o nº 573.876.569-91, atualmente em lugar incerto e não sabido, e SUA ESPOSA, SE CASADO FOR, ficando ADVERTIDOS de que, o prazo para contestar a ação é de quinze (15) dias, contados a partir do término do prazo do edital (trinta dias), sob pena de, não sendo contestada, presumirem-se como verdadeiros os fatos articulados na inicial, tipificandose a revelia dos demandados, então confessos (CPC, artigos. 285 e 319). ALEGAÇÕES DO AUTOR: “O requerente alega que, juntamente com o requerido adquiriram um imóvel residencial em 07/11/1988, e juntamente com esse imóvel também adquiriram uma vaga de garagem em 31/01/1989, (objeto do USUCAPIÃO), sendo este no mesmo Edifício Saint Maurice, localizado na Rua Coronel Dulcídio, nº 1256, nesta capital. Segundo o requerente, o requerido, por motivos de ordem pessoal mudou-se para Portugal, estando desde então em lugar incerto e não sabido, contudo, antes disso transferiu a posse e o domínio do apartamento ao requerente, bem como outorgou por instrumento público amplos poderes ao requerente para que esse pudesse transferir para nome próprio ou de terceiros o apartamento adquirido em 07/11/1988. Entretanto, por um lapso, não constou da procuração por instrumento público poderes para transferir a vaga de garagem adquirida por ambos na data de 31/01/1989, na fração de 50% para cada uma das partes, vaga essa que sempre foi possuída pelo requerente e requerido. Isto posto, é necessário regularizar a situação do requerente, que possui a Vaga de Garagem nº28 do Edifício Saint Maurice, em sua integralidade, de forma mansa e pacífica e com animus domíni desde a aquisição de tal imóvel, requerendo seja declarado e reconhecido o domínio também sobre os 50% remanescentes de referida vaga de garagem pertencentes a JOÃO ANTONIO FERREIRA DO ESPIRITO SANTO CABAÇA, transferindo-se esses 50% do requerido em favor do autor, de modo que este passe a ter a posse e o domínio de 100% sobre referida vaga de garagem.Ocorre que o Sr. Oficial de Justiça, em certidão de fls. 193, informou que deixou de proceder a citação do requerido pois o mesmo não reside no endereço indicado, sendo que o imóvel encontra-se alugado. Não obstante isso, as respostas dos ofícios expedidos a fim de solicitar informações sobre o paradeiro do autor retornaram, às fls. 217/222, constando o mesmo endereço onde o Sr. Oficial de Justiça já havia diligenciado e certificado que o requerido não reside no local, declarando o autor de que o requerido encontra-se em lugar incerto e não sabido, se fazendo necessária a citação edital (...)”. Tudo de conformidade com o despacho de fl. 225, a seguir: “[...] Defiro a citação do réu JOÃO ANTONIO FERREIRA DO ESPÍRITO SANTO CABAÇA por edital, conforme requerido às fls. 224. O autor deverá apresentar a minuta do edital, no prazo de 10 dias. Depois, expeça-se edital de citação, com prazo de 30 dias. Int. [...]” DADO E PASSADO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos seis dias do mês de junho do ano de dois mil e treze. Eu,(a) Paula Cristina Costa, Técnico Judiciário, o digitei e Subscrevi.(a)LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA.Juiz de Direito.

PODER JUDICIÁRIO – JUÍZO DE DIREITO DA PRIMEIRA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA ESTADO DO PARANÁ. Av. Cândido de Abreu, 535 – 1º andar – Ed. Montepar Centro Cívico - 3254-8083 - EDITAL DE CITAÇÃO DO RÉU: FIRMA INDIVIDUAL FERNANDO C. A. REIS, COM PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS. FAZ SABER aos que o presente vir ou dele conhecimento tiverem que perante este juízo da 1ª Vara Cível, sito a Avenida Candido de Abreu, 535, 1° andar, Ed. Montepar, Centro Cívico, nesta Capital, se processa os autos registrados sob n°. 0007303-952010.816.0001 de ação COBRANÇA - SUMÁRIO, em que é requerente CONDOMINIO EDIFICIO SOFT PREMIUN e requerido FIRMA INDIVIDUAL FERNANDO C. A. REIS, de cuja petição inicial em síntese é o seguinte: A cobrança das taxas condominiais vencidas no período de 05/03/2002 a 05/01/2003, do imóvel situado a Rua Padre Anchieta, n.° 2933, apto. 604, Condomínio Edifício Soft Premiun, Campina do Siqueira, no valor de R$ 3.674,30 (três mil, seiscentos e setenta e quatro reais e trinta centavos), e a presente com a finalidade de CITAÇÃO do requerido, dos temos da presente ação e para que compareça neste Juízo no dia 24 de setembro de 2013, às 14:00 horas para a realização de audiência de conciliação (art. 277, do CPC) e para neste mesmo ato, querendo, apresentar defesa escrita ou oral e produzir provas, através de advogado, sob pena de revelia, isto é, não sendo contestada a ação, presumir-se-ão como verdadeiros os fatos alegados pelo autor (art. 287, do CPC), e se requerer perícia, formulará os quesitos, desde logo, podendo indicar assistentes técnicos. Art. 278 do CPC. À fl. 90, foi proferido o seguinte despacho, em parte a seguir transcrito: “ (...) designo o dia 24 de setembro de 2013, às 14:00 horas. (...) Intimem-se. Curitiba, 14 de maio de 2013.(a) Dra. Genevieve Paim Paganella. Juíza de Direito Substituta.” O presente será afixado no local de costume e publicado na forma da Lei. O prazo contar-se-á a partir do 21º dia da publicação deste. Curitiba, 04/06/2013. Eu, (a), Bárbara Cardoso, Escrevente juramentada, que o digitei. (a) Genevieve Paim Paganella – Juíza de Direito Substituta.

serão entregues na data da prova nem após o evento. Além da distribuição, os atletas encontram produtos da marca Adidas sendo vendidos na lojinha da Procorrer com 20% de desconto. Uma grande oportunidade de comprar o que está faltando no seu guarda roupa de corredor e mais, nas compras acima de R$100 o atleta pode personalizar a camisa da corrida na Loja Procorrer, localizada na rua Vicente Machado, 320. Por fim, quem se cadastrar na loja concorre a uma cortesia na próxima etapa do Circuito Adidas - Primavera, prevista para o dia 01 de setembro. Informações pelo fone 41 3222 6262.

PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA PRIMEIRA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA ESTADO DO PARANÁ. EDITAL DE CITAÇÃO DE DISTRIBUIDORA SARTORI DE JORNAIS E REVISTAS LTDA, na pessoa de seu representante legal, COM O PRAZO DE VINTE (20) DIAS. A Doutora GENEVIEVE PAIM PAGANELLA, Juíza de Direito Substituta da 1ª Vara Cível desta Comarca de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, na forma da lei. F A Z S A B E R a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que tem curso neste Juízo de Direito da 1ª Vara Cível, situado à Avenida Cândido de Abreu, nº 535, 4º andar, Edifício Montepar, Centro Cívico, nesta Capital, uma ação de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL sob nº. 74.235/ 2003 em que é exequente EDITORA GAZETA DO POVO LTDA e executada DISTRIBUIDORA SARTORI DE JORNAIS E REVISTAS LTDA, para a cobrança da importância de R$ 758.707,09 (setecentos e cinqüenta e oito reais e setecentos e sete reais e nove centavos), calculo atualizado até a data de 04/10/ 2012, referente a uma Nota Promissória originada de dívidas pela falta de pagamento de exemplares de jornais vendidos pela Exeqüente. - Estando a executada atualmente em lugar incerto e não sabido, não sendo possível sua localização, tem o presente edital a finalidade de CITAÇÃO da executada DISTRIBUIDORA SARTORI DE JORNAIS E REVISTAS LTDA, na pessoa de seu representante legal, para que no prazo de 03 (três) dias, decorridos vinte (20) dias, PAGUE o principal e cominações legais, sob pena de penhora, ou para querendo, oferecer EMBARGOS no prazo de quinze dias. CIENTIFIQUE-SE de que foram fixados honorários advocatícios em favor da parte exequente em 10% (dez por cento) do valor da dívida e, caso opte pelo pagamento integral da dívida no prazo de três dias supra fixado, a verba honorária será reduzida pela metade (CPC, art. 652-A, § único). CIENTIFIQUE-SE, ainda, que no prazo de embargos, poderá, caso opte por reconhecer o crédito do exequente e comprovando o depósito de 30% do valor em execução (inclusive custas processuais e honorários advocatícios), requerer que seja admitido a pagar o restante em até 6 (seis) parcelas mensais, acrescidas de correção monetária e juros de 1% (um por cento) ao mês (CPC, art. 745-A) - O presente edital será afixado no lugar de costume no Fórum e publicado na forma da lei. - Dado e passado nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos 06 (seis) dias do mês de junho do ano de 2013. - E eu,(a) (Soeli V. S. Delara) Escrevente Juramentada, o digitei e subscrevi. (a)GENEVIEVE PAIM PAGANELLA Juíza de Direito Substituta

PODER JUDICIARIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DE CURITIBA. 21° VARA CIVEL. EDITAL DE CITAÇÃO – MONITORIA. Processo n°0062034-07.2011.8.16.0001. Classe Assunto: Monitoria – Contratos Bancários. Requerente: HSBC BANK BRASIL S/A – BANCO MULTIPLO. Requerido: LOPOLDO ALBERTO EBARTZ. Prazo: 20. EDITAL DE CITAÇÃO DO REQUERIDO: LEOPOLDO ALBERTO EBARTZ, COM O PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS. A DOUTORA JULIA BARRETO CAMPELO – JUIZA DE DIREITO SUBSTITUTA DA VIGESSIMA PRIMEIRA VARA CIVEL DA COMARCA DE CURITIBA – CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ. FAZ SABER, que por este edital com o prazo de 20(vinte) dias, fica CITADO o requerido: LEOPOLDO ALBERTO EBARTZ, inscrito no CPF/MF sob n°501.177.349-34, para no prazo legal de 15 (quinze) dias, proceder o pagamento da importância de R$86.487,21 (oitenta e seis mil quatrocentos e oitenta e sete reais e vinte e um centavo), valor este de abril/2013, ficando isento neste caso, do pagamento das custas e honorários advocatícios ou apresentar embargos, sob pena de não o fazendo, constituir-se este titulo executivo, conforme o artigo 1102c do Código de Processo Civil, nestes autos de AÇÃO MONITORIA sob n° 0062034-07.2011.8.16.0001, proposta por HSBC BANK BRASIL S/A – BANCO MULTIPLO contra LEOPOLDO ALBERTO EBARTZ , no qual o requerente alega que em data de 23/ 03/2005 o requerido firmou Proposta de Abertura de Conta Corrente e Termo de opção- Pessoa Física, regulando pelo Contrato Global de Relacionamento Comercial e Financeiro, registrado perante o 1°Oficio de Registro de Títulos e Documentos de Curitiba – PR, sob n°903855, para liberação de credito em conta corrente do Requerido. Em razão disto foi aberto Limite de Credito em Conta Corrente, contrato de renovação periódica automática n°0644-1901734, para garantir pagamento de cheques de sua emissão, saques no Banco 24:00 horas débitos em conta, compra com cartão etc. Ocorre que o Requerido utilizou todo o numerário disponibilizado em conta corrente, e deixou de fazer os aportes necessários para cobertura do saldo devedor.Assim, em 17/09/2007, o banco requerente transferiu para contabilidade especial”CA” o saldo devedor existente na conta corrente a fim de evitar a incidência de IOF e demais encargos em desfavor do Requerido> O valor corrigido monetariamente e acrescido de juros de mora atualização monetária totaliza ate a data de 10/11/2011 o valor de R$23.142,95 (vinte e três mil, cento e quarenta e dois reais e noventa e cinco centavos). Firmou ainda contrato de credito parcelado por meio do qual o Requerido realizou as seguintes operações: operação n°00644-066201-5, sendo então liberado o valor de R$5.000,00(cinco mil reais) em 15/03/2007,, para pagamento em 24 (vinte e quatro parcelas), vencendose a primeira em 19/04/2007 e a ultima em 19/03/2009, sendo que das vinte quatro parcelas o Requerido adimpliu apenas três; operação n°00644-066698-3, sendo então liberado o valor de R$5.000,00 (cinco mil reais) em 14/05/2007, para pagamento em 24 (vinte e quatro parcelas), vencendo-se a primeira em 14/06/2007 e a ultima em 14/05/2009, sendo que das vinte e quatro parcelas o requerido adimpliu apenas uma; operação n°00644-066810-2, sendo então liberado o valor de R$6.440,00(seis mil quatrocentos e quarenta reais) em 28/05/2007, para pagamento em 24 (vinte e quatro parcelas), vencendo-se a primeira em 14/06/2007 e a ultima em 14/05/2009, sendo que das vinte e quatro parcelas o Requerido adimpliu apenas uma. Note-se, que todas as operações possuem o respaldo em de documentos firmados pelo requerido. O Banco requerente Tentou de todas as maneiras compor amigavelmente com o requerido a fim de que este cobrisse o saldo negativo e pagasse as prestações vencidas, não logrando êxito. Requer: o deferimento imediato do mandado de pagamento; a citação do requerido para querendo, oferecer embargos no prazo legal. Em caso de embargos. Aguarda pela sua improcedência devendo o requerido ser condenado ao pagamento de principal, corrigidos monetariamente, mais juros de mora de 1% ao mês, calculados desde a data base de cada contrato ate a data do efetivo pagamento, mais custas judiciais, honorários advocatícios a serem arbitrados. DESPACHO: “entendo possível o deferimento da citação por edital conforme purgando. 2. Fixo prazo de 20(vinte) dias para o edital, o qual ocorrera da data da primeira publicação. Curitiba (PR), 01 de abril de 2013 (a) Rogério de Assis Juiz”, para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam de futuro alegar ignorância, mandou o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba – Capital do Estado do Paraná, aos Dezoito dias do mês de Abril do ano de Dois Mil e Treze. (A) JULIA BARRETO CAMPELO. Juíza de Direito Substituta.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO CENTRAL DE CURITIBA 19° VARA CÍVEL DE CURITIBA – PROJUDI Rua Cândido de Abreu, 535 – 10° andar - Centro Cívico - Curitiba/PR - CEP: 80.530-906 JUÍZO DE DIREITO DA DÉCIMA NONA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ EDITAL DE CITAÇÃO DE REUS INCERTOS E EVENTUAIS INTERESSADOS, COM PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. FAZ SABER, a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que neste Juízo da l9° Vara Cível de Curitiba/PR, sito à Av. Cândido de Abreu, 535, 10° andar, Centro Cívico, tramitam os autos de AÇÃO DE USUCAPIÃO, registrado sob n.° 51648-72.2012.8.16.0001, promovido por HARI BARBIST, em face dos RÉUS AUSENTES, INCERTOS, DESCONHECIDOS e EVENTUAIS INTERESSADOS, todos de paradeiro incerto e desconhecido, pelo presente FICAM, devidamente CITADOS, para, querendo, CONTESTAR a presente ação através de advogado constituído, no prazo de 30 (trinta) dias, a contar da juntada aos autos dos comprovantes das publicações deste edital. O que faz ante o resumo da petição inicial, como segue: Na peça inicial, alega o Autor mantém juntamente com seus pais, desde o ano de 1980 a posse mansa, pacifica ininterrupta dos terrenos objetos da presente, portanto há mais de 32 (trinta e dois) anos, sempre cuidando e zelando como se seu fosse dos imóveis situados nesta Cidade, cuja descrição segue abaixo - Lote de terreno sob n° 17, da quadra n° 01 da planta Vila Pontoni 11, Situada no lugar Capão Raso, nesta Cidade, medindo 11,00m de frente para a Rua Dom Bosco, para quem dessa rua olha o lote do lado direito mede da frente aos fundos 38, 00m divisando com o lote n 16, do lado esquerdo mede da frente aos fundos 38, 00m divisando com o lote n° 18, nos fundos de largura 11,00m divisando com o lote n 09, com a área total de 418,00m², com benfeitorias, com a indicação Fiscal n° 85.082.017.000 do Cadastro Municipal. (Registro Geral em anexo). - Lote de terreno sob n°16 da quadra 01 da planta Vila Pontoni 11, situada no lugar Capão Raso, nesta Cidade, medindo 11,00m de frente para a Rua Dom Bosco, para quem dessa rua olha o lote do lado direito mede da frente aos. Fundos 38.00m divisando com o lote n° 15, do lado esquerdo mede da frente aos fundos 38,00m divisando com o lote n° 17, nos fundos de largura 11,00m divisando com o lote n° 08, com a area total de 418,00m², sem benfeitorias, com a indicação Fiscal n° 85.082.016.000 do Cadastro Municipal. (Registro Geral em anexo).11. Nestes imóveis, sem que houvesse, em tempo algum, qualquer oposição, manteve a posse todo o prazo, ou seja desde o ano de 1980, onde retirou alvará de funcionamento da oficina mecânica em data de 09 de fevereiro do ano de 1982 em nome de seu pai, o qual encontra-se doente com mal de alzheimr, desde o ano de 2003, com perda de memória, déficif cognitivos e alterações comportamentais, onde há vários anos o filho residindo no mesmo local deste os anos 1980 até a presente data , perfazendo o prazo de 32 (trinta e dois) anos , fazendo de sua moradia, de sua família e de seus pais, além do exercício do trabalho de forma habitual e constante nos referidos imóveis,E confonne estabelece o parágrafo único do art.1.238 do novo Código Civil, o prazo estabelecido neste artigo reduzir-se-á a dez anos se o possuidor houver estabelecido no imóvel a sua moradia habitual, ou nele realizado obras ou serviços de caráter produtivo, pois esta pagando o IPTU cuido como se sua fosse, conforme se comprova através dos documentos juntados neste ato. (Alvará de Funcionamento de estabelecimento comercial, pagamento parcelas IPTU, contas de Energia Elétrica, Sanepar entre outras, documentos anexados).III- Neste pórtico pretende o Autor usucapir os imóveis descritos nas matriculas 1 números 52.725 e 52.726 da 5ª Circunscrição imobiliária de Curitiba- Estado do Paraná. IV- E sendo imóvel que já contem a descrição pormenorizada junto a matricula do Imóvel, entende desnecessário juntar planta e memorial descritivo, que protesta no caso de entender o nobre julgador necessária tais documentos, bem como certidão de que não possui outros imóveis.’’. ADVERTÊNCIA: Não sendo contestada a presente ação, presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos expostos pelos requerentes, consoante o disposto na segunda parte do art. 285 do Cód. de Processo Civil. E, para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam no futuro alegar ignorância, mandou expedir o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba - Capital do Paraná, aos seis dias do mês de junho do ano de dois mil e treze.(a) FERNADO PEREIRA DE FREITAS escrevente juramentado portaria 215/2012 Por ordem do MM. Juiz.


14

| 21 a 23 de junho de 2013 |

ALMIRANTE TAMANDARÉ

PIRAQUARA

Evento de artes marciais reúne atletas de diversas cidades

Cozinha do Agricultor do município fica pronta até setembro

Competição é preparatória para a 3ª World Martial Arts Open de 2013 e conta com o apoio da Prefeitura

Divulgação/PMAT

Arte/PMP

Acontece neste domingo (23) no Ginásio Poliesportivo Gilberto Alves do Nascimento, em Piraquara, o Scorpion Fight Championship. A competição de artes marciais vai reunir atletas de diversas cidades, e é preparatória para 3ª World Martial Arts Open de 2013. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Piraquara, e é organizado pelo mestre Luiz Fernando da Silveira. Além da competição saudável entre os atletas, o Scorpion Fight Championship tem como objetivo confraternizar e unir competidores de diversas artes marciais, reunindo atletas de Boxe oriental, Boxe Coreano, Boxe Chinês, Boxe Japonês, Boxe Tailandês. “A intenção é destacar as modalidades, e dar oportunidade a todos os lutadores que buscam um nível mais alto”, explica o organizador mestre Luiz Fernando. O Scorpion Fight Championship também quer possibilitar que os competidores

O Centro de Informações Turísticas e de Transformação e Comercialização dos Produtos da Terra, também chamada de Cozinha do Agricultor, no município de Almirante Tamandaré, com a retomada das obras, deverá estar concluído até o mês de setembro. As ações da prefeitura viabilizaram a continuidade das obras, que haviam sido interrompidas já no ano passado. A obra foi iniciada em dezembro de 2011 e, inicialmente, tinha o prazo de 180 dias para conclusão. O espaço é destinado para que os produtores possam manufaturar os produtos e fazer a venda. Entre os produtos, o local deverá contar com a produção e venda de salames, compotas, embutidos, entre outros. Segundo o prefeito Aldnei Siqueira, a urgência em se retomar as obras é devido a importância que o espaço representa para a agricultura familiar. “Além de integrar o circuito da natureza, servindo de referência e atrativo para os visitantes, tendo a Cozinha do Agricultor, o espaço será um incentivo para a produção e comercialização dos produtos agrícolas de nossa cidade”, concluiu o prefeito Aldnei Siqueira.

Evento acontece no final de semana e tem apoio da Prefeitura de Piraquara

alcancem o reconhecimento profissional, por meio de uma competição com um regulamento de fácil entendimento, dividido em categorias, ini-

ciante, amador e profissional. SERVIÇO Evento: Scorpion Fight Championship Local: Ginásio Poliespor-

tivo Gilberto Alves do Nascimento, Rua Vitório Scarante, n° 753, ao lado da Delegacia. Horário: A partir das 14h, com entrada franca.

Prefeitura retoma obras para acelerar entrega da Cozinha do Agricultor

ARAUCÁRIA QUATRO BARRAS

Prefeitura implanta sistema de controle de gastos com combustível

Cidade é a primeira da RMC a contar com Banco do Empreendedor

Divulgação/PMQB

Prefeito Loreno Tolardo assina acordo que formaliza a abertura do banco

Estado, à Fomento e também à SETU, pela forte parceria. Nos honra muito ser a primeira cidade contemplada da região. Sinto que esse é o nosso momento”, disse Tolardo. A instalação das agências faz parte do programa de regionalização da Fomento Paraná. Segundo o presidente da entidade, Quatro Barras além de ser pioneira na região de Curitiba e RMC, é também a segunda cidade do Paraná a receber o banco local, depois de Maringá. “Estabelecemos esta parceria com o prefeito, que tem este espírito de empreender, e seguindo a visão do governador Beto Richa, estamos voltando nosso olhar ao empreendedor, oferecendo orientações e linhas de crédito que podem atender desde o informal, o micro, o pequeno empreendedor até o grande empresário”, destacou. A sede do Banco do Em-

preendedor de Quatro Barras fica localizada ao lado da Prefeitura, onde antes funcionava a Secretaria Municipal de Turismo. Suas instalações já estão prontas para atender o público, com equipe capacitada. O coordenador local do banco, Celso Egídio Lopes, diz que a expectativa é alta, diante da demanda de profissionais autônomos, empreendedores e empresários que precisam investir em seu negócio para crescer. TURISMO O workshop, que teve parceria da Prefeitura de Quatro Barras, da Fomento Paraná e da Secretaria de Estado do Turismo (SETU), culminou com palestras sobre o panorama do turismo na região, as expectativas do setor, as potencialidades do roteiro Rotas do Pinhão (no qual Quatro Barras está inserido) e as atividades do segmento

que estão em boas projeções de crescimento. Dois temas tiveram destaque em especial durante as dinâmicas: os benefícios da formalização dos negócios e a importância de cadastramento no CADASTUR, um cadastro do Ministério do Turismo que busca o ordenamento e formalização dos prestadores de serviços turísticos. O secretário de Estado de Turismo, Jackson Pitombo Cavalcante Filho, disse que no final do ano passado o Governo e o Ministério do Turismo assinaram um termo de acordo que coloca o turismo como prioridade no eixo econômico. “O turismo é fonte de emprego, geração de renda e desenvolvimento social e econômico. Quatro Barras, com todas as suas riquezas, pode ser ícone deste desenvolvimento, tendo neste setor uma das áreas mais pujantes”, afirmou.

Carlos Poly/ACS

Um grande evento de incentivo ao empreendedorismo tomou corpo durante a última quarta-feira (19) em Quatro Barras, unindo duas ações inéditas de estímulo à consolidação de novos negócios e o fortalecimento dos já existentes: a implantação do Banco do Empreendedor de Quatro Barras, a primeira agência local instalada na região de Curitiba, e o Workshop Turismo e o Crédito Orientado, um evento que sinalizou o panorama do turismo e as expectativas que permeiam o setor. Já na abertura do evento, o prefeito Loreno Tolardo e o presidente da Fomento Paraná, Juracy Barbosa Sobrinho, assinaram o acordo de cooperação técnica que formaliza a adesão do município ao Programa Banco do Empreendedor, uma iniciativa inédita que vai atender aos mais variados segmentos da indústria, do comércio e da área de serviços (inclusive o setor turístico), com opções de crédito que vão desde R$ 300 a R$ 3 milhões, operados com recursos da Fomento Paraná, e financiamentos de até R$ 40 milhões operados com recursos do BNDES, agindo como agente de crédito. “Hoje é um dia muito importante e também de grande responsabilidade já que somos o primeiro município da RMC a receber o programa, que vai incentivar de maneira decisiva as ações empreendedoras, fomentando novas oportunidades e o desenvolvimento social e econômico da cidade. Só temos a agradecer ao Governo do

Com o objetivo de tornar mais transparente o processo de abastecimento dos veículos oficiais, a Prefeitura de Araucária implantou um sistema de controle de gastos com combustível, que está em funcionamento desde a última segunda-feira (17). A iniciativa atende a uma necessidade interna antiga e cumpre uma determinação do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que cobra das prefeituras o controle dos gastos públicos. Até o final do ano passado, o servidor responsável pela bomba de combustível fazia o registro do abastecimento de forma manual; os dados eram repassados para o computador no Sistema de Informações Municipais – Acompanhamento Mensal (SIM-AM) da Prefeitura; e as informações eram enviadas ao TCE-PR em planilhas. Com a nova metodologia adotada, todo o processo será feito via sistema e somente os veículos e os motoristas que estiverem cadastrados terão acesso ao combustível. Para fazer o cadastro no sistema é necessário que o carro seja do município, tenha contrato de locação ou possua convênio legalmente firmado e que o motorista seja servidor da Prefeitura. A requisição de abastecimento é aberta no sistema, em nome do motorista e vinculada ao carro, e deve ser apresentada na hora de abastecer. Após completar o tanque, o servidor responsável pela bomba coloca no sistema a quantidade de litros e a quilometragem do veículo, encerrando aquela requisição. Com esses dados registrados no sistema será possível gerar relatórios, que serão usados para análise e controle interno, não apenas pela Controladoria, mas também por todas as secretarias municipais. Assim, segundo o controlador geral do município Sidney Azarias Inácio, as informações repassadas mensalmente ao TCEPR deixarão de ser apenas uma determinação da lei e passarão a ser uma ferramenta de gestão. “Antes, os dados eram usados para atender a uma formalidade; hoje, com o uso do sistema, será possível fazer um acompanhamento mais real, pois temos uma ferramenta de controle. Isso é importante e resulta em mais responsabilidade, porque o gestor não pode mais governar pensando em quatro anos, ele tem que pensar na continuidade das suas ações. Por isso a atual administração comprou a ideia de ver funcionando o controle do gasto com combustível no sistema”, afirma.

Sistema deixa mais transparente processo de abastecimento dos veículos


| 21 a 23 de junho de 2013 |

Taxa de desemprego permanece estável na RMC

Mais de 20 mil pessoas participam de protesto em Brasília Quase quatro mil policiais militares garantiram a segurança do Congresso Nacional Mais de 20 mil pessoas participaram no início da noite de ontem (20), do protesto no gramado no Congresso Nacional, em Brasília, segundo cálculos da Polícia Militar. Um pequeno grupo de manifestantes tenta romper o cordão de isolamento da polícia, usado para impedir o acesso das pessoas ao Parlamento. O policiamento foi reforçado. Alguns manifestantes ocuparam o espelho d'água em frente ao Congresso Nacional. Aos gritos de não violência e até vaias, a maioria dos manifestantes pede que o grupo não tente invadir o Congresso. Com camisas e bandeiras do Brasil e cartazes com dizeres como "O Brasil acordou", os manifestantes protestam contra os gastos públicos na Copa das Confederações, defendem mais verbas para educação e saúde e a rejeição da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37, que limita o poder de investigação do Ministério Público, além de outras reivindicações. Cerca de 3.500 policiais militares participaram da segurança ao Congresso. Eles fizeram um cordão cercando o gramado para impedir que os manifestantes cheguassem à rampa do Congresso, como ocorreu na manifestação de segunda-feira.

Foto Osvaldo Ribeiro/AEN

Nojima diz que elevação da taxa na RMC está dentro das características do período

obra ao setor produtivo, revelado por altas taxas de atividade, que indicam a disposição das pessoas em idade de trabalhar em efetivamente procurar trabalho", analisa Nojima. Para maio, esta taxa foi de 60,7% na RMC, contra a média nacional, de 57,1%. RENDIMENTOS Em termos de rendi-

mentos, a RMC apresentou, em maio, crescimento de 2,1% do rendimento médio do trabalho. Com relação ao mesmo mês do ano passado, a diferença foi de 2,8%. O valor alcançado, de R$ 2.027,20, supera a média nacional no mês, de R$ 1.863,60, e é o maior entre as sete regiões pesquisadas. "A manutenção das taxas de desocupação em ní-

veis baixos confirma a continuidade do aquecimento do mercado de trabalho local, tendo em vista o significativo crescimento da população ocupada no intervalo de um ano, na casa de 3,8%", comenta Nojima. Destacam-se nesta comparação as atividades vinculadas à construção civil e à indústria, que, em um ano, crescem 6,7% e 12,3%.

Foto Valter Campanato/Agência Brasil

A taxa de desocupação da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foi de 3,9% em maio, praticamente estável com relação ao mês anterior e abaixo dos 4,3% registrado em maio do ano passado. Entre as sete áreas de capitais pesquisadas, a RMC mantém-se como a de menor desocupação ao lado da região de Porto Alegre. A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) foi divulgada nesta quinta-feira (20). Para o conjunto das seis regiões metropolitanas do País avaliadas pelo IBGE, a taxa apresentou estabilidade, permanecendo em 5,8%. Na comparação com maio de 2012, a taxa também ficou estável. Daniel Nojima, diretor do Centro Estadual de Estatística, do Ipardes, explica que a pequena elevação da taxa na RMC está dentro das características do período, que é a de normalmente registrar aumento em seu patamar médio ao longo do primeiro semestre. "Mesmo assim, a taxa segue em trajetória descendente, sob um contexto de elevada oferta de mão de

15

Manifestantes no Congresso protestam contra os gastos públicos na Copa das Confederações, mais verbas em educação e saúde e contra a PEC 37


16

| 21 a 23 de junho de 2013 |

Metropole21 6 13  

jornais

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you