Page 1

w w w. m e t r o p o l e j o r n a l . c o m . b r

Sexta-feira

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Foto ANPr

Ano 13 | Nº 3208 | 21 de dezembro de 2012

Richa lança Operação Verão com mais policiais e bombeiros » Com reforço de 20% no número de policiais militares e bombeiros em relação à temporada anterior, além de mais médicos e aumento de 40% no total de trabalhadores de limpeza pública, começou ontem (20) a Operação Verão Paraná 2012-2013. A operação foi aberta pelo go-

Governador Beto Richa abre Operação Verão 2013 e lança programa Bilbliopraia

Foto Wilson Dias Abr

Aeroportos do PR recebem investimentos federais

Dois motivos para visitar Curitiba entre janeiro e março » Teatro, shows, festivais nos mais diversos espaços da cidade. Quem conhece a capital paranaense apenas pelos seus bosques e parques e pelo exemplo de mobilidade urbana mundial que representa, precisa conhecer a parte cultural da cidade, que esbanja sensibilidade, ampla programação e o mais importante, público Página 7 participativo.

Preços elevam área plantada para a segunda safra de grãos no Paraná A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e a presidente Dilma Rousseff durante o anúncio do programa de investimentos nos aeroportos, no Palácio do Planalto

» A presidente Dilma Rousseff anunciou, nesta quinta-feira (20), em Brasília, o Plano para Investimentos em Aeroportos que inclui incentivos à aviação regional. As medidas fazem parte do Progra-

ma de Infraestrutura e Logística do Governo Federal, que já anunciou ações para ferrovias, rodovias e portos. Neste último, o Paraná receberá R$ 1 bilhão de inPágina 6 vestimentos federais.

» As boas perspectivas do mercado de grãos deverão provocar aumento na área plantada para a segunda safra de milho, soja e feijão no Paraná. É o que aponta levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, divulgado nesta quinta-feira (20). Página 6

semana, 45 crianças das localidades de Contenda, Campestre da Faxina, Córrego Fundo e Faxina, apadrinhadas pela empresa do segmento automotivo Faurecia, receberam seus presentes de Natal. Página 4

Alex do Coritiba Sub-13 do Atlético a participa de jogo um passo do título contra a pobreza da Copa Palhoça Página 17

Página 17

vernador Beto Richa, em cerimônia na praia de Caiobá, em Matinhos. São esperados para a temporada dois milhões de pessoas, entre moradores e veranistas, nos sete municípios do Litoral e nas 38 cidades da Costa Oeste paranaense. Página 3

Setim encerra mandato de deputado federal » Em 2012, o prefeito eleito Luiz Carlos Setim defendeu bandeiras de muita importância para o Brasil, como o Novo Código Florestal, a divisão dos royalties do petróleo e a revisão da PEC do Tra-

balho Escravo Na sua última semana como deputado federal, o prefeito eleito de são José dos Pinhais fez uma análise do seu segundo mandato. Página 3

Paraná Clube confirma quatro reforços para 2013 » O Paraná Clube confirmou na noite da última quarta-feira (19) a contratação de quatro reforços para a temporada 2013. O anúncio ocorreu no evento de aniversário do clube, realizado

no Salão Social da Kennedy. E estão confirmados os acertos com o goleiro Marcos, os atacantes Reinaldo e Paulo Renê, e o meia Rubinho. Página 17

Foto : Bárbara Lobo (PMSJP)

Prefeitura e empresas garantem Natal às crianças » A Prefeitura de São José dos Pinhais organiza o Natal Solidário em parceria com entidades sociais, governamentais e não governamentais que atendem crianças, adolescentes e idosos em situação de risco ou de vulnerabilidade social. Nesta

Diário de Circulação Nacional

Papai Noel divertiu crianças da zona rural de SJP


2

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

2012 foi bom ou ruim? O desempenho da economia brasileira em 2012 foi bom ou ruim? Há controvérsia. Na área oficial, a autoridade monetária – que é responsável pelo controle da inflação – afirma que foi bom. O mercado financeiro é pessimista. E as instituições especializadas, como o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mantém o otimismo. A economia brasileira já está em processo de recuperação, de acordo com as análises publicadas na Carta de Conjuntura de dezembro, divulgada pelo IPea, vinculado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. O mercado financeiro reduziu mais uma vez a expectativa de crescimento da economia para este ano, que passou de 1,03% para 1%. A retração na produção industrial também foi revista, de 2,27% para 2,32%. Aumentou o pessimismo também para as estimativas de crescimento em 2013. O mercado acredita que a economia terá expansão de 3,4% no ano que vem, menos do que os 3,5% previstos anteriormente. A projeção de crescimento da produção industrial também foi revista para baixo, de 3,75% para 3,7%. A estimativa para inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) este ano aumentou e ficou em 5,6% ante os 5,58% da apuração anterior. Os números estão no boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central. Os analistas e investidores elevaram pela primeira vez a expectativa para o IPCA em 2013. A estimativa é que a inflação fique em 5,42%. Antes, a previsão era 5,4%. A expectativa para a taxa de câmbio foi mantida em R$ 2,08 no final do 2012 e, para taxa básica de juros (Selic), em 7,25% ao ano. Para 2013, as previsões para esses indicadores são as mesmas. No setor externo, a estimativa é redução no saldo da balança comercial em 2012, de US$ 20 bilhões para US$ 19,5 bilhões. Já as perspectivas para os investimentos estrangeiros diretos ficaram em US$ 60 bilhões. O déficit em conta-corrente ficaria, assim, em US$ 54 bilhões. A indexação da economia, a recuperação da atividade econômica e o aumento dos salários são fatores que explicam a resistência da inflação em recuar, segundo avaliou o diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton Araújo. Segundo Araújo, além desses fatores, em 2012, houve “choques desaforáveis de oferta do segmento agrícola”. De acordo com o Relatório de Inflação, divulgado hoje pelo BC, a projeção para a inflação em 2012 é 5,7%, devendo cai a 4,8% em 2013. Em 2014, a estimativa é 4,9%. O diretor destacou ainda que a inflação vai recuar no próximo ano e ficar perto do centro da meta (4,5%). “Se vai ou não chegar ao 4,5% exatamente, essa é uma coincidência que pode acontecer. Nosso cenário factível é em torno de 4,5% no ano que vem”, disse. Para o próximo ano, a expectativa do BC é que a expansão do crédito em ritmo menor, principalmente para consumo, e taxa de câmbio mais estável do que nos últimos meses devem contribuir para que o país tenha inflação menor. O diretor também incluiu no cenário favorável os sinais de ganhos salariais mais moderados e relativa estabilidade de preços das commodities (produtos primários com cotação internacional). Esses fatores também contribuem para reduzir a inflação, além da atividade econômica em ritmo lento.

AB Notícias

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

PLANEJAMENTO O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná deve crescer o dobro da média nacional. Estima-se que de janeiro a outubro de 2012, o Estado obteve um crescimento de 1,9%. A variação equivale a quase o dobro calculado no Brasil, cerca de 1%. Em 2011, o PIB do Estado foi avaliado em R$ 242 bilhões. LAZER Vila Velha espera 20 mil turistas nesta temporada. O montante é maior que o registrado na temporada passada, quando 17,3 mil pessoas passaram pelo local. Por ano, em média passam pela região cerca de 60 mil turistas. OBRAS

do com o calendário Maia, está previsto para hoje, 21 de dezembro. PÉ NA ESTRADA Cerca de 10% da população do Paraná estuda ou trabalha em outro município. Atualmente são 854,6 mil paranaenses que saem de suas casas para realizarem atividades em outras regiões. Em uma década, o número absoluto pessoas que se deslocam diariamente de uma cidade para outra praticamente dobrou – passou de 475,6 mil para 845,6 mil, enquanto a população do estado cresceu 9,2%, e houve uma desconcentração da movimentação em Curitiba. BEBIDAS AÇUCARADAS

O município de Francisco Beltrão, sudoeste do estado, vai passar por obras para controle de cheias na região. O projeto prevê a ampliação da calha do Rio Marrecas através de escavação em rocha, remoção de assoreamento, entulhos, ilhas formadas por solo e vegetação, blocos e estacas de pontes antigas. O investimento será de R$ 2,9 milhões. ESPAÇO URBANO A Rua São Francisco, em Curitiba, ganha cara nova após quatro meses de obras. A reforma faz parte do processo de revitalização do Centro Histórico, com a intenção de incentivar as pessoas, movimentar o comércio e retomar a vocação gastronômica da região. VIAGEM Movimento em rodovias aumenta em 20% no fim do ano. Os trechos com maior fluxo devem ser na BR-376 entre Maringá e Paranavaí, e PR-317 e BR-369, entre Maringá e Cascavel. O trafego deve se intensificar a partir do dia 21, após as 17h, no dia 22 pela manhã e dia 25 após as 16h. Antes de sair de casa o motorista deve fazer revisão dos itens de segurança dos veículos. SINAL OU FENÔMENO? Raio de luz suscita mistério em Palotina, oeste do estado. Uma imagem captada às 20h15 de segunda-feira (17), revela um curioso raio de luz no lado oposto em que o sol se põe. A luz permaneceu por 10 minutos e depois se dissipou. O autor da foto é o auxiliar administrativo Tiago Testa, que teve sua foto publicada em diversas mídias e na internet. A Simepar vai avaliar o material com mais precisão. Para os supersticiosos, trata-se de um sinal atestando o fim do mundo, que de acor-

O consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas altera o metabolismo de adolescentes, tornando-os propensos a ficar obesos, segundo um estudo desenvolvido na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Além disso, o consumo excessivo dessas bebidas e a elevação da obesidade, também aumentam o número de óbitos de pessoas com diabetes. CARDÁPIO ESPECIAL O Restaurante Popular de Maringá preparou um cardápio especial para celebrar as festas de final de ano. Os clientes poderão desfrutar da refeição diferenciada no dia 24 de dezembro. Neste dia será servido frango de Natal, arroz, feijão, farofa de banana, salada de tomate e cebola e sobremesa. O custo por pessoa é R$ 2. NATAL Corrente do bem se espalha por Curitiba. Grupos de amigos, empresas e instituições se mexem para ajudar quem mais precisa e fazem de pessoas carentes seres humanos especiais. Para isso, eles se empenham na arrecadação e doações de brinquedos, roupas, comida levando alegria a quem não condições. Inúmeras pessoas estão sendo beneficiadas em todos os cantos da capital. CENSO Maringá está acima da média em estudo e renda. Pólo de educação, comércio e serviços, a cidade aparece com taxas superiores as do País. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de um em cada cinco moradores com mais de 25 anos tem formação superior, ou seja, 45.191 pessoas, 20% da população nessa faixa etária

Líderes partidários não conseguem solução para votar Orçamento de 2013 Brasília – Líderes de praticamente todos os partidos tentaram ontem (20), sem sucesso, encontrar uma solução com os presidentes da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), e do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que permitisse ao Congresso Nacional votar à tarde o projeto de lei do Orçamento da União de 2013. O relator-geral da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR), disse que a possibilidade foi descartada por causa da falta de quórum na Câmara. Marco Maia explicou que os trabalhos na Câmara já foram suspensos, o que inviabiliza qualquer tentativa de apreciar a matéria antes da primeira semana de fevereiro, quando começam os trabalhos legislativos do próximo ano. “Vamos trabalhar para votar o projeto no dia 5 de fevereiro, que é a possibilidade mais concreta neste momento.” Sem o Orçamento votado até o dia 31 deste mês, o governo federal poderá usar apenas um doze avos do previsto para o ano que vem para gastos de custeio. Isso prejudicará o programa de desoneração da folha de pagamentos que a presidente Dilma Rousseff pretendia apresentar em janeiro, disse Jucá. De acordo com o senador, também terão esperar a aprovação do Orçamento pelo Congresso o reajuste de 5% para o funcionalismo público (primeira parcela de um total de 15% em três anos) e o salário mínimo de R$ 670, previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), e não o de R$ 674,95 aprovado hoje na Comissão Mista de Orçamento. “Por enquanto”, disse Jucá, está descartada qualquer possibilidade de convocação extraordinária do Congresso para votar o Orçamento de 2013 entre o Natal e as festas de fim de ano ou em janeiro. Mais cedo, o presidente do Senado, José Sarney, “lamentou” ter que encerrar o seu mandato como presidente da Casa sem aprovar o Orçamento da União no ano anterior à sua vigência. Segundo ele, não foi possível o Congresso apreciar a matéria antes do recesso parlamentar. Sarney disse ainda que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em caráter liminar, de apreciação dos vetos presidenciais pendentes, sob pena de trancamento da pauta do Congresso, impediu a votação do orçamento. “Apenas cumprimos decisão do STF. Quando colocamos os vetos em votação era para cumprir a decisão do Supremo. Votando, poderíamos votar o Orçamento da União.” Os limites do parecer concedido pelo ministro do STF Luiz Fux geram controvérsias entre os parlamentares. O senador Francisco Dornelles (PP-RJ), por exemplo, disse que o parecer exigindo que os vetos presidenciais sejam analisados e votados em ordem cronológica limita-se a esse tema. “Nada impediria o Congresso de votar hoje o projeto de lei do Orçamento.” Diante disso, o presidente da Câmara estuda o envio de um pedido de esclarecimento ao ministro Luiz Fux sobre os limites de sua liminar.

Assembléia aprova projeto que reformula Previdência do Estado Projetos que provocaram importantes debates nas últimas semanas – entre eles o que reformula a Paranaprevidência – foram aprovados pelos deputados, na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (19), quando aconteceu a última sessão ordinária de 2012 e mais quatro sessões extraordinárias. Com essa estratégia diversas proposições concluíram a tramitação pelo Plenário do Legislativo, e seguem agora para a sanção (ou veto) do Governo do Estado. Um deles é o projeto de lei nº 613/2012, que reestrutura o Plano de Custeio e Financiamento do Regime Próprio de Previdência Social do Estado (Paranaprevidência), que passou nesta data em redação final. Nas votações realizadas ainda na última terça-feira, e que foi acompanhada por lideranças do funcionalismo público, a bancada de Oposição apresentou treze emendas, que acabaram sendo rejeitadas.

Empréstimo Os deputados aprovaram ainda nestas sessões o projeto de lei nº 653/12, de autoria do Poder Executivo, autorizando o Governo do Estado a realizar operação de crédito externo junto ao banco Credit Suisse no valor de RS 1,5 bilhão, transformáveis em dólares americanos no momento do desembolso, destinado à reestruturação da dívida da conta de resultados a compensar-Copel. Na prática significa que o banco compra a dívida do Executivo com a Copel, dandolhe três anos de carência para o início do pagamento. Passaram as seguintes proposições do Executivo: de nº 647/12, autorizando o Governo do Estado a efetuar a cessão de uso de imóvel à Sociedade Árabe de Beneficência (SABEN); de nº 489/12, que institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema de Educação Ambiental; e a de nº 605/12. Esta última implementa o convênio ICMS nº 85/11 (de 30 de se-

tembro de 2011), autorizando a concessão de crédito outorgado de ICMS destinado a estabelecimentos que invistam em infraestrutura no território paranaense, não podendo exceder, em cada ano, a 5% da parte estadual da arrecadação anual do ICMS relativa ao exercício imediatamente anterior, ICMS Pelo Plenário passou mais uma matéria que trata de ICMS: o projeto de lei nº 654/12, oriundo da mensagem governamental nº 100/ 2012, propondo emenda no § 2º do art. 21 da Lei nº 17.082, de 09 de fevereiro de 2012. O novo texto propõe que a falta de recolhimento do ICMS declarado por meio da GIA/ICMS mensal, desde que não regularizada no prazo de sessenta dias, no período de vigência do parcelamento, implica sua rescisão imediata. Na justificativa à proposta, o governador Beto Richa (PSDB) alega que o dispositivo, tal como se encontra, vem gerando dificulda-

des na administração dos parcelamentos, uma vez que alguns contribuintes eventualmente quitam o valor devido no mês alguns dias após a data determinada para pagamento, definida em razão do número final da inscrição, seja por equívoco, seja por alguma necessidade temporária da empresa. “Diante disso a Coordenação da Receita do Estado vem rescindindo aos referidos parcelamentos, gerando prejuízos aos contribuintes, por conta da perda dos benefícios obtidos por meio da adesão ao parcelamento, e à própria receita do Estado, que tem deixado de receber parte dos créditos tributários, inclusive reconhecidos naqueles casos de prática de infração por parte dos interessados”, argumenta. E do Tribunal de Justiça foi aprovada pelo Plenário a proposição de nº 610/12, que cria a 2ª Vara de Inquéritos Policiais no foro central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, alterando a Lei nº 14.277/03.

Foto: Nani Gois/Alep

Editorial


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

3

Richa lança Operação Verão com 20% mais policiais e bombeiros do Estado, além de 64 embarcações em praia e 166 viaturas motorizadas. O trabalho vai contar ainda com apoio de nove viaturas para áreas sem postos de guardavidas, 24 horas por dia. A corporação distribuirá materiais de prevenção contra afogamentos e pulseiras para identificação infantil.

Foto ANPr

Com reforço de 20% no número de policiais militares e bombeiros em relação à temporada anterior, além de mais médicos e aumento de 40% no total de trabalhadores de limpeza pública, começou ontem (20) a Operação Verão Paraná 2012-2013. A operação foi aberta pelo governador Beto Richa, em cerimônia na praia de Caiobá, em Matinhos. São esperados para a temporada dois milhões de pessoas, entre moradores e veranistas, nos sete municípios do Litoral e nas 38 cidades da Costa Oeste paranaense. "Ampliamos os serviços do governo nos municípios para bem receber os veranistas, mas não esquecemos o respeito às pessoas que aqui vivem", afirmou Richa. O governador destacou que o trabalho integrado entre os diversos órgãos públicos estaduais e as prefeituras vai permitir uma ação efetiva para atender os frequentadores dos balneários. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros têm efetivo 20% maior que na ope-

Governador Beto Richa abre Operação Verão 2013 e lança programa Bibliopraia

ração passada. São 2 mil policiais e 900 bombeiros. A Polícia Civil também ampliou o efetivo nas delegacias para 234 agentes, para auxiliar na guarda de presos e nas investigações, principalmente do tráfico de drogas, e coibir o porte de armas.

De acordo com o secretário estadual da Segurança Pública, Cid Vasques, a Operação Verão irá combater crimes como tráfico de drogas, homicídios e roubos e abusos no volume de som e no consumo de bebidas alcoólicas. "O importante é a população sentir a presença da

segurança pública no Litoral. O trabalho policial garantirá paz e tranquilidade aos moradores e veranistas", disse o secretário. Para o trabalho de salvamento e resgate, haverá guarda-vidas em 100 pontos ao longo da orla paranaense e em 50 pontos no interior

Setim termina segundo mandato de deputado federal defendendo propostas de interesse dos brasileiros Em 2012, o prefeito eleito Luiz Carlos Setim defendeu bandeiras de muita importância para o Brasil, como o Novo Código Florestal, a divisão dos royalties do petróleo e a revisão da PEC do Trabalho Escravo Na sua última semana como deputado federal, o prefeito eleito Luiz Carlos Setim (DEM-PR) fez uma análise do seu segundo mandato. Setim acredita que cumpriu sua missão na Câmara Federal e está preparado para o novodesafio comandando o município de São José dos Pinhais. "Aprendemos muito em Brasília e estamos ainda mais preparados para gerir nossa São José dos Pinhais por mais 4 anos", disse Setim. Em 2012, lutou muito pela aprovação do Novo Código

Florestal e mesmo com o veto, o deputado federal acredita que o projeto eventualmente será aprovado, pois virá de benefício para a maioria dos brasileiros. "O novo Código Florestal já deveria ter sido aprovado no início do ano passado, estamos sofrendo mais pressão de ONGs internacionais do que as mesmas promovem nos seus próprios países. Em meio ao escândalo que vem sendo feito sobre o Novo Código, passou quasecomo um sussurro a notícia que "Desmatamento na Amazônia cai 11% e atinge menor taxa em 24 anos" (fonte Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Inpe). Mas, ninguém noticiou que o Brasil tem hoje 236,0 milhões de hectares ocupados com áreas de produção agropecuária. Desse total, grande parte já eram explorados em 1965, quando foi editado o Código Florestal. A diferença é que na época produzíamos 20 milhões de toneladas de grãos e agora, 150 mi-

uma armadilha jurídica. "Nós votamos contra a PEC justamente devido a sua inconsistência e falta de objetividade. Nós propusemos uma definição clara e sólida do que é trabalho escravo. "Trabalho em condição análoga à de escravo, trabalho forçado ou obrigatório como o serviço exigido de uma pessoa sob ameaça, coação ou violência, com restrição de locomoção e para o qual essa pessoa não tenha se oferecido espontaneamente. Nossa proposta de definição de trabalho escravo foi rejeitada e portanto decidimos votar contra a PEC e suas armadilhas jurídicas" Ao concluir enfatizou: "Nós não votamos a favor do trabalho escravo, muito pelo contrário, o que nós queremos é deixar claro o que é trabalho escravo e tirar a possibilidade de um fiscal que estiver com a caneta na mão interpretar o que é trabalho escravo de acordo com a sua ideologia ou agenda política".

lhões. Produzíamos 2 milhões de toneladas de carne e hoje, mais de 25 milhões.Como a agricultura não pode parar, caso a revisão do Código não seja aprovada, é importante ressaltar que mais de 90% dos 5 milhões de propriedades rurais permanecerão na ilegalidade injustamente, pois suas áreas foram ocupadas antes da vigência do código e suas posteriores modificações", disse Setim. Outra bandeira que Setim vem defendendo na Câmara é a da divisão dos royalties do petróleo. "É muito importante para os municípios a nova divisão dos royalties, pois esse aumento no orçamento irá dar mais autonomia de investimento aos municípios", afirmou. Na metade do ano, Setim foi um dos poucos deputados que tiveram coragem de votar contra a PEC do Trabalho Escravo. O projeto não promovia nenhuma mudança positiva para a sociedade e ainda criava

SAÚDE Foi ampliado também o número de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem nas unidades de saúde do Litoral. Serão cerca de 2 mil plantões médicos, 900 de enfermagem e 2 mil de técnicos de enfermagem nos diferentes postos de atendimento, o que totaliza mais de 4 mil plantões e 70 mil horas de trabalho em hospitais, postos de saúde e no Centro de Recuperação de Afogados, instalado no Hospital Nossa Senhora de Navegantes, em Matinhos. O governo também destinou sete ambulâncias do Samu, que após o término da Operação Verão permanecerão nos municípios para atendimento no Litoral. A Secretaria da Saúde vai oferecer testes rápidos para identificar a presença de vírus como os da AIDS e hepatites, além de doenças como a sífilis. As equipes de saúde também distribuirão material educativo. Desde outubro, a Vigilância Sanitária está treinando donos de bares, restaurantes, lanchonetes, hotéis, pousadas, mercados de peixe e vendedores ambulantes para se adequar à legislação sanitária. LIMPEZA O governo também reforçou as equipes de limpeza ambiental de praias e de terrenos baldios e dragagem de canais. Serão 977 trabalhadores - 309 (ou 40%) a mais que na temporada passada. As equipes são compostas de coletores, varredores, roçadores, motoristas e operadores de máquinas. Também dobrou o número de lixeiras instaladas na orla, de 600 para 1.200, e aumentou a quantidade de veículos usados no serviço, de 368 para 444. São mais caminhões compactadores,

escavadeiras hidráulicas, caminhões-baú, tratores de esteiras, caminhões-caçambas, pás-carregadeiras, caminhões poliguindastes, ônibus para transporte de funcionários, veículos leves de apoio, caçambas estacionárias e motoroçadeiras. TRANQUILIDADE O monitoramento da balneabilidade das águas será feito semanalmente. O primeiro relatório será divulgado nesta sexta-feira (21). Junto com as tradicionais barracas e bandeiras que sinalizam a qualidade de água, serão instalados 10 totens que indicaram se a área está própria para banho. Os equipamentos também divulgarão serviços disponíveis no litoral. Nesta temporada também será realizada, pela primeira vez. a medição e divulgação da qualidade da areia. O resultado será divulgado mensalmente. Veranistas e moradores terão à disposição as Bibliopraias, que consistem em módulos montados na areia para empréstimos e leitura de livros até 17 de fevereiro. As unidades de Caiobá (Praia Brava), Guaratuba e Pontal do Paraná/Ipanema já estão em funcionamento. As de Caiobá (Praia Mansa) e Paranaguá estarão disponíveis a partir de 15 de janeiro. Cada Bibliopraia conta com um acervo de 1,2 mil títulos de todos os gêneros literários, selecionados pela equipe da Biblioteca Pública do Paraná (BPP). O empréstimo do livro é feito de forma simples, basta o leitor fornecer nome e telefone. A devolução pode ser feita em qualquer dos Bibliopraias ou na BPP após o verão. O horário de atendimento é das 10h às 21h. Com investimentos realizados durante o ano, a Sanepar vai assegurar a qualidade dos serviços de saneamento básico e abastecimento de água. Como na temporada passada, a Copel vai instalar pontos de acesso gratuito à internet com conexão sem fio. A companhia também vai promover campanhas do uso eficiente da energia elétrica, além de ampliar as equipes e o horário do atendimento.

Deputado Luiz Carlos Setim concluiu seu mandato na Câmara Federal somando propostas do interesse da população

O governador Beto Richa participou na noite desta quarta-feira (19), no Teatro Guaíra, em Curitiba, da solenidade em comemoração ao centenário da Universidade Federal do Paraná. Fundada em 1912 por Victor Ferreira do Amaral, a UFPR foi a primeira universidade do Brasil. "Nestes cem anos de existência, a instituição se projetou como o mais importante núcleo gerador de ideias e de formação da inteligência paranaense", disse o governador. Richa agradeceu o trabalho dos profissionais da instituição e enumerou fatos históricos que marcaram os 100 anos desde a criação da Universidade. "São inúmeros os talentos aqui formados e que dedicaram o melhor de suas vidas para o desenvolvimento econômico, social, cultural e científico do Paraná", afirmou. Durante o evento, foi apresentado o relatório de atividades deste ano. Houve também homenagens a estudantes, professores e técnicos administrativos da Universidade, representados respectivamente pelo Diretório Central dos Estudantes, pelo docente ativo mais antigo e pelo técnico que trabalha há mais tempo na instituição. Foi lançado ainda o selo comemorativo do aniversário da UFPR. Após o evento, os participantes foram à Praça Santos Andrade, onde foi realizada a apresentação da fachada restaurada do prédio histórico, com iluminação especial cedida pela prefeitura de Curitiba. O reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, disse que a

Foto ANPr

Foto Divulgação Câmara

UFPR celebra centenário em cerimônia com a presença do governador Beto Richa

O governador Beto Richa participou no Teatro Guaíra da solenidade em comemoração ao centenário da Universidade Federal do Paraná instituição vive um momento de resgate da história. "A Universidade Federal é motivo de orgulho pelas contribuições que deu para a sociedade paranaense ao longo de um século. É uma instituição construída com determinação e ousadia", afirmou. Estiveram presentes na cerimônia o vice-governador Flávio Arns; o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci; o prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet, além de vereadores, lideranças empresariais, alunos e professores.


4

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

Parceria entre Prefeitura e empresas garante Natal a crianças de SJP

Foto : Bárbara Lobo (PMSJP)

Promovendo parcerias para o crescimento empresarial

Dia 5, Aciap terá premiados especiais de Natal do Vivo Aqui Compro Aqui

Cerca de 45 crianças receberam seus presentes de Natal

A Prefeitura de São José dos Pinhais organiza o Natal Solidário em parceria com entidades sociais, governamentais e não governamentais que atendem crianças, adolescentes e idosos em situação de risco ou de vulnerabilidade social. Na tarde de quarta-feira (19), cerca de 45 crianças das localidades de Contenda, Campestre da Faxina, Córrego Fundo e Faxina, apadrinhadas pela empresa do segmento automotivo Faurecia, receberam seus presentes de Natal. Segundo a funcionária Graziela Becker, a empresa decidiu participar da campanha deste ano. "Como ano passado não fizemos nenhuma ação em especial, decidimos ajudar e participar do Natal Solidário, colocando na árvore de Natal da

recepção da empresa os nomes das crianças que os funcionários apadrinharam, foi bem legal", conta. Por iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência Social, empresas de São José dos Pinhais e região montam a árvore da solidariedade com a finalidade de apadrinhar crianças, adolescentes e idosos abrigados e acolhidos no município. Nas árvores é colocado o nome da criança, adolescente e idoso, idade, número do vestuário e a entidade em que está abrigado, para possibilitar o apadrinhamento pelos funcionários e diretores. Antes, as empresas forneceram à Secretaria de Assistência Social uma declaração confirmando participação no projeto Natal Social e qual entidade gostariam de apadrinhar.

São José dos Pinhais forma 23 novos guardas municipais São José dos Pinhais já tem mais 23 guardas municipais aptos a exercerem sua função nas ruas da cidade. Na noite de quarta-feira (19), ocorreu a formatura do 3º Curso de Formação Técnico Profissional da Guarda Municipal no teatro da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), campus São José dos Pinhais. Segundo o coordenador da Guarda Municipal da área de ensino, Edson de Oliveira, além dos 23 guardas municipais formaram-se outros dois de Curitiba, que através de convênio participaram da formação em São José dos Pinhais. A carga horária foi 948 horas/aula. A programação curricular seguiu orientações da SENASP/

Ministério da Justiça, que visam fortalecer a cidadania pela educação e proteção da paz. O Delegado da Polícia Civil e também professor de Direito Penal e Processo Penal no curso da GM, Cristiano Augusto Quintas dos Santos, foi convidado para ser o patrono

e paraninfo da turma. "Na Guarda Municipal é a primeira vez que sou paraninfo e me sinto muito honrado", declarou o professor Cristiano. Segundo ele, além de algumas matérias durante o curso, foi acrescentado bastante conhecimento e os novos guardas

municipais começam a trabalhar já no dia seguinte bastante preparados. O secretário municipal de Segurança, Marcelo Jugend, esteve presente na formatura representando o prefeito Ivan Rodrigues e parabenizou os formandos. "Esta é a segunda turma a se formar na Guarda em nossa gestão, conseguimos esgotar num primeiro momento todos os aprovados do concurso", declarou o secretário. Márcia Amaral Silva, oradora da turma, disse que a formatura significa uma realização profissional para muitos que lutaram e esperaram por esse momento. "É muito gratificante e uma alegria sem tamanho, será uma experiência única", finalizou.

Professora dá dez dicas para se sair bem nas redações de vestibular A redação é um dos itens com mais "peso" nas avaliações que selecionam estudantes para ingressar nas universidades, então é importante dar uma atenção especial à escrita. A Doutora em Linguística e em Língua Portuguesa Vera Lúcia Pereira dos Santos, também suporte pedagógico de Português no Ético Sistema de Ensino, da Editora Saraiva, dá dez dicas para ajudar os alunos a produzir um texto que seja bemavaliado. - Organize as ideias antes de começar a escrever. Faça um plano, um roteiro de seu texto e siga o planejado. Partindo da situação-problema oferecida na prova, redija um material dissertativo-argumentativo, com fatos e argumentos para defender a sua opinião sobre o tema e possíveis soluções para o problema proposto; - Tenha cuidado com a gramática. Além de escrever de modo lógico e objetivo, é preciso saber acentuar, ficar atento à concordância verbal e nominal, conhecer os preceitos de ortografia e ter habilidade com conectivos, pronomes e verbos. É importante ainda o conhecimento da regência verbal e nominal; - Evite períodos longos e usar expressões como "eu acho" e "eu penso". Torne as frases leves e curtas, sem inversão da sequência de dados e opiniões usando linguagem simples. Desde que usados adequadamente, para encerrar frases que expressam ideias diferentes, não faça economia de pontos finais; - Saiba cercar-se de fontes. O estudante pode manejar uma coletânea de textos, que deve ser usada somente como referência para encaminhar seu próprio texto, sem transcrever frases alheias. A redação precisa ter autonomia em relação à proposta, ou seja, deve ser compreendida até por um leitor que desconhece o tema do exame; - Concilie tema e proposta. Seja qual for a sua opinião, defenda-a com sensatez. Leia atentamente o que é proposto, avalie os conceitos e

os argumentos em contrário. Mostre que compreendeu o tema e que sabe contextualizá-lo, de forma crítica e reflexiva, em um texto em prosa que seja claro e coerente; - Evite fórmulas prontas. Há redatores que colecionam fórmulas mágicas e técnicas em um amontoado de efeitos que levam a um texto pífio ou sem noção de autoria. Utilize termos que sejam adequados ao seu tom e não tente usar expressões eruditas para impressionar os avaliadores. Seja simples e direto; - Tenha estilo próprio. É muito importante que a redação tenha um rosto, por meio do qual se vislumbre um estilo por parte do redator; - Enriqueça seu repertório. Manter-se atualizado e a par dos principais fatos é essencial; - Deixe título e tema em sintonia. É comum desvirtuar o tema proposto quando o vestibulando coloca um título sem relação com o mote e discorre sobre outro assunto. Se houver necessidade de título, coloque-o depois de elaborar o texto, sintetizando o que foi dito ao longo da redação; - Utilize a norma culta prioritariamente. Fuja das abreviações do "internetês", das marcas de oralidade como "né" e "ok" e de equívocos insistentes como "mortandela", "rúbrica" e "perca" (em vez de "perda"). A Doutora em Linguística e em Língua Portuguesa ainda destaca que os dois maiores vilões de uma redação, em que a oralidade não deve predominar, são os modismos e os clichês. "No primeiro, incluo expressões ou hábitos, modo de falar admitido pelo uso de uma língua, com caráter passageiro, nem sempre contrário à norma culta. Já em clichês estão as frases feitas e os vícios de linguagem, caracterizados pela durabilidade. Ambos têm em comum a repetição, o fato de empobrecer o vocabulário e denotar falta de estilo próprio. Então, devem ser evitados", explica Vera.

Para concorrer a um celta 0 km e demais prêmios, os consumidores devem trocar os cupons no site da promoção

O programa Vivo Aqui Compro Aqui da Aciap sorteia, dia 5 de janeiro, pela Loteria Federal, prêmios especiais de Natal, sendo um carro 0 km, mais tv´s e bicicletas. A cada compra de R$ 20,00 no comércio de São José dos Pinhais há a entrega de tickets para serem convertidos em pontos, os chamados vips. Depois, é só entrar no endereço www.vivoaquicomproaqui.com.br/saojosedospinhais e trocar os vips pelos cupons do site. Os premiados receberão um carro celta 1.0, televisões de 42 polegadas e bicicletas 18 marchas. PATROCÍNIO Cabal Bandeira de Cartões e Valesul Chevrolet.


5

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

Metró ole Variedades A esperança é um dos melhores remédios que existe

TOME NOTA

Parcialmente nublado com pancadas de chuva isoldas

Máx. 29º Mín. 19º

Dia 22: Mín. 19º e Máx. 30º Dia 23: Mín. 18º e Máx. 24º Dia 24: Mín. 16º e Máx. 24º

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA

Peru Encachaçado

Natal Love Power coloca os amantes da bicicleta e dos animais de estimação para pedalar ções que remetem ao Natal. Iniciativa da Biblioteca Pública do Paraná, o “Música na Biblioteca” é um projeto que valoriza os talentos da música local. Desde 2011, mais de cem músicos, dos mais diversos gêneros — da MPB à música barroca, passando pelo chorinho e pela música indiana, tango e samba —, já passaram pelo palco da BPP. “Bem mais do que apenas proporcionar o empréstimo de livros, a Biblioteca Pública do Paraná se afirma como espaço cultural diversificado que fomenta a arte e a cultura de diversas maneiras. Trazer a música para o cotidiano do público faz parte da proposta de integração de linguagens da BPP”, diz Tatjane Garcia, a responsável pela curadoria do projeto.

Suplemento em excesso pode causar mais dano que carência de vitamina

5) Qual dessas duplas interpretou Daniel e Raquel na temporada de 2006 de “Malhação”? a) Gian Bernini e Bia Montez b) Marcelo Novaes e Cláudia Ohana c) Bernardo Melo Barreto e Ângela Figueiredo d) Marcelo Novaes e Laila Zaid

Unidade de medida de energia

Carnívoro noturno arborícola da América

Alga comestível do Japão

Gordura de porco

(?) Gaspari, jornalista brasileiro

O trajeto percorrido por uma aeronave

V O O Análise; estudo

Tipo de alimento do qual foi retirado algum componente

BANCO

Vincent (?) Gogh, pintor holandês

Antônimo de "mal"

Faixa de rádio mais popular

Que se pode notar

83

Equivale à metade do diâmetro (símbolo)

Vogal pré-tônica de "beato" (Fon.)

Keanu Reeves, em "Matrix" (Cin.)

Cora (?), articulista brasileira

Símbolo dos santuários xintoístas

Rato, em inglês

Trabalhar no Teatro Rua (abrev.)

O estado de Gonçalves Dias (sigla)

Solução

D O R E S

4) Qual dessas minisséries teve a participação de Alexandre Frota interpretando um personagem homossexual? a) “Aquarela do Brasil” b) “O Sorriso do Lagarto” c) “Boca do Lixo” d) “Riacho Doce”

Su-sueste (abrev.) Prejuízo moral

Sigla do Correio Aéreo Nacional

U N T O

3) Qual desses bonitões foi marido de Camila Rodrigues? a) Rodrigo Santoro b) Bruno Gagliasso c) Thiago Fragoso d) Márcio Garcia

1.200, em algarismos romanos

Sereia de rios, no Folclore indígena

O Lineu de "A Grande Família" (TV) Doença sangüínea de caráter canceroso Gol histórico de Romário em 2007

Sensações suportadas pelo estóico Setor de hospitais que cuida de pacientes carentes

Qualificar para executar determi- Conterrânada neos de tarefa João Paulo II Vantagem procurada no serviço público Sufixo de "joguete"

Grandeza física de símbolo "M"

Cenário do Despro- (?) Moss, suicídio vido de modelo de Vargas conteúdo Juízo

S E R V I Ç O S O C I A L

2) A atriz Júlia Fajardo é filha de ... a) José Mayer e Sura Fajardo b) José Wilker e Mônica Torres c) José Mayer e Rosamaria Murtinho d) José Mayer e Vera Fajardo

© Revistas COQUETEL 2007

Paquiderme africano Recipiente de bebidas ameaçado Conversa de extinção (pop.)

E X A M E

1) Christine Fernandes interpretou a personagem Simone fazendo par romântico com Thiago Lacerda em qual novela? a) “Resplendor” b) “Páginas da Vida” c) “Por Amor” d) “Estrela-Guia”

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br

K T A M I T A N E S O S D A R A A N I C O U V M I A N T R O N A R T I V

A Biblioteca Pública do Paraná (BPP) promove, nesta sexta-feira (21), a partir

Vendidos em farmácias e lojas especializadas, os suplementos alimentares fornecem nutrientes, vitaminas e outras substâncias ao organismo em situações em que a alimentação não é capaz de suprir as necessidades de forma adequada. Os polivitamínicos são os mais populares, mas a variedade de produtos existentes é tão vasta quanto os efeitos e benefícios prometidos por seus fabricantes. Mas especialistas alertam: os efeitos da superdosagem de vitaminas podem ser piores que os da falta delas. Eles podem ser recomendados em diversos casos, segundo a nutricionista Maria Fernanda Elias, mestre em Saúde Pública e diretora da Food Notes. Em dietas desequilibradas, por exemplo, onde geralmente há um baixo consumo de frutas, hortaliças, peixes e cereais integrais, o recurso compensa a eventual carência de vitaminas, minerais e ácidos graxos essenciais. “Considerando que a reeducação alimentar não ocorre do dia para a noite, os suplementos podem ser utilizados como uma forma de garantir as necessidades do organismo de maneira mais rápida”, declara. “A anemia por falta de ferro é outro caso comum, assim como a deficiência de vitamina A”, complementa. Gestantes também costumam receber suplementação, principalmente de ácido fólico. A endocrinologista Lilian Kanda Morimitsu, do Hospital Santa Cruz, esclarece que as cápsulas e demais apresentações contêm de 25% (no mínimo) a 100% (no máximo) da ingestão diária recomendada de vitaminas ou minerais. Outras aplicações Não apenas os polivitamínicos são considerados suplementos alimentares. Entre os diversos tipos existentes, Morimitsu cita os hipercalóricos (voltados para quem precisa ganhar peso), os proteicos (para aumento da massa muscular, muito populares nas academias), e os hormonais (para reposição hormonal e outras prescrições). Por isso, também podem se beneficiar atletas profissionais e portadores de doenças crônicas que sofrem com a perda acentuada de peso e outras alterações, por exemplo.

C H I P O P O C A P A C P O L O O A M C C E I A R C O N G D C O B E U C E L A M I E T O E A T U R C E P

Madrigal da UFPR interpreta canções natalinas na BPP

E S E T M A B I L M I D A D P E

das 17h30, a última edição do projeto “Música na Biblioteca” em 2012. A apresentação fica por conta do “Madrigal da Universidade Federal do Paraná”. O grupo é formado por 21 cantores e está em atividade desde 2010. Este ano o Madrigal se tornou o mais novo Grupo Artístico da UFPR. Na apresentação desta sexta-feira, o grupo se apresenta com 16 integrantes. No repertório, canções tradicionais natalinas de países como França, Portugal, EUA, Polônia e Ucrânia. Depois da apresentação do grupo “Madrigal”, os músicos Gabriel Casto e Saul Trumpet apresentam pocket show na entrada principal da BPP. No sábado, a apresentação acontece das 11h às 12h. No repertório dos músicos, apenas can-

3/neo — rat. 4/cobu — diet — élio — unto. 5/racum.

A van com as bicicletas do Natal Love Power do Pátio Batel esteve no fim de semana (15 e 16/12) nos parques Barigui,Bacacheri e São Lourenço, e na última quinta-feira (13), a ação teve início na Pedalada Noturna, que acontece semanalmente na Praça Garibaldi, em Curitiba. Durante os primeiros dias de ação, pessoas de todas as idades participaram, inclusive turistas estrangeiros. Foram mais de 330 quilos de ração arrecadados de forma bem simples: por 1 quilo de ração, o interessado pode pedalar durante 30 minutos, com uma bike personalizada do Pátio Batel. Mas, se desejar apenas pedalar, o Pátio Batel contribui doando 1 kg de ração, que será repassado para entidades locais que trabalham com proteção ou assistência a animais. Assim, o Natal Love Power do Pátio Batel une os amantes da bicicleta e dos animais para pedalar pelo bem-estar e por uma excelente causa, uma causa animal! Para acompanhar o andamento da ação Natal Love Power, é só acessar a página do Pátio Batel no Facebook: www.facebook.com/patiobatel ou pelo site www.patiobatel.com.br

Ingredientes: 1 peru 1 colher de (sobremesa) sal grosso 1 cenoura cortada em rodelas 1 ramo de alecrim e tomilho debulhado 7 folhas de sálvia picada grosseiramente 6 dentes de alho laminado 500 ml de cachaça 500 ml de cerveja 250 ml de água 300 g de cebola calabresa (pequenas) 1/2 kg de batata bolinha Modo de Preparo 1- Coloque o peru dentro de dois sacos plásticos e esfregue bem 1 colher de (sobremesa) sal grosso por todo ele. Acrescente 1 cenoura cortada em rodelas, 1 ramo de alecrim e tomilho debulhado, 7 folhas de sálvia picada grosseiramente e 6 dentes de alho laminado. Regue com 500 ml de cachaça, 500 ml de cerveja e 250 ml de água.Deixe marinando por no mínimo 12 horas. 2- Numa assadeira retangular forre com 300 g de cebolas calabresa e 1/2 kg de batata bolinha, coloque o peru, a marinada e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por +/- 1,5 horas, coberto com papel alumínio. Retire o papel alumínio e asse por +/- 1 hora.

(Respostas: 1-b / 2-d / 3-b / 4-c / 5-b)


6

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

TR, POUPANÇA E TBF TR MENSAL % ago set 0,01 0,00

Preços elevam área plantada para a segunda safra de grãos no Paraná O plantio de milho safrinha, que começa no início de 2013, desponta como a grande aposta do produtor paranaense na segunda safra de grãos As boas perspectivas do mercado de grãos deverão provocar aumento na área plantada para a segunda safra de milho, soja e feijão no Paraná. É o que aponta levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, divulgado nesta quinta-feira (20). “Os indicadores de oferta, demanda e estoques mundiais apontam para a manutenção da tendência de preços elevados por pelo menos mais uma safra”, afirmou o diretor do Deral, Francisco Carlos Simioni. Segundo ele, os produtores têm boas perspectivas de lucros em 2013, uma vez que as condições de mercado são boas tanto para a primeira quanto para a segunda safra de grãos. Simioni diz que deverá haver um recuo nos preços dos grãos durante a fase de colheita da safra de verão, entre os meses de fevereiro e março, quando há concentração da entrada dos grãos no mercado. Mas, de acordo com ele, será apenas uma “bolha” e a tendência dos preços é seguirem firmes porque os estoques mundiais estão baixos. O plantio de milho safrinha, que começa no início de 2013, desponta como a grande aposta do produtor paranaense na segunda safra de grãos. A previsão é de área e produção recordes, se não houver frustrações com o clima. Segundo projeção do Deral, a área plantada com milho da segunda safra em 2013

deve atingir 2,08 milhões de hectares, o que corresponde a um aumento de 2% sobre o plantio realizado no início deste ano. A produção deve chegar a 11,4 milhões de toneladas, o maior volume em milho da segunda safra já colhido no Paraná, prevê a engenheira agrônoma Juliana Tieme Yagush. De acordo com a técnica, além da tradição de plantar mais milho na segunda safra, a escolha este ano é influenciada pelo mercado firme, com bons preços para o grão no cenário interno e externo. Com a quebra na safra de grãos norte-americana este ano, os estoques mundiais de milho estão baixos e o Brasil vem ocupando espaço nas exportações do grão. O preço médio do milho pago ao produtor paranaense em dezembro deve ser de R$ 28,00 a saca/60 quilos – valor considerado bom e capaz de remunerar os custos de produção. SOJA O plantio de soja da segunda safra, ainda pequeno no Paraná, também cresce. Conforme previsão do Deral, a área plantada deve crescer 33%, passando de 61.860 hectares no inicio deste ano para 82.350 hectares, que serão plantados no início de 2013. Mantida a regularidade do clima, a produção avançará 56%, passando de 104 mil toneladas colhidas em 2012 para 162,6 mil toneladas, que poderão ser colhidas no primeiro semestre de 2013.

Aeroportos do Paraná recebem investimentos de R$ 350 milhões do governo federal A presidente Dilma Rousseff anunciou, nesta quinta-feira (20), em Brasília, o Plano para Investimentos em Aeroportos que inclui incentivos à aviação regional. As medidas fazem parte do Programa de Infraestrutura e Logística do Governo Federal, que já anunciou ações para ferrovias, rodovias e portos. Neste último, o Paraná receberá R$ 1 bilhão de investimentos federais. Além da concessão à iniciativa privada de mais dois aeroportos de capitais, no caso o do Galeão, no Rio de Janeiro, e o de Confins, em Belo Horizonte, o plano prevê investimentos da ordem de R$ 7,6 bilhões em aeroportos do interior do país, com o objetivo de melhorar a infraestrutura para transporte aéreo. Será criado, ainda, um incentivo financeiro do Governo Federal para o transporte aéreo de passageiros e a isenção de tarifas, para as empresas de transporte voltadas para o atendimento das cidades do interior. O objetivo é estimular o crescimento da aviação regional. Em todo o Brasil, cerca de 270 aeroportos regionais receberão recursos do orçamento federal. A elaboração do plano foi coordenada pelo ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bitencourt e pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. No Paraná, 15 aeroportos receberão atenção e investimentos destinados a aumentar ou adequar as suas pistas e também construir, ampliar ou reformar as estações de passageiros, balizamento, sinalização e veículos de bombeiros apropriados. Depois das readequações esses aeroportos passarão a integrar a rede que receberá a aviação regular. O valor previsto para investimento no Paraná é R$ 345 milhões. As cidades cujos aeródromos serão beneficiados são: Ponta Grossa, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Paranaguá, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Guarapuava, Toledo, Umuarama, União da Vitória, Bandeirantes, Telêmaco Borba e Pato Branco.

Segundo o economista Marcelo Garrido, do Deral, os produtores querem aproveitar o bom momento da soja, com preços em alta, em torno de R$ 68,50 a saca. FEIJÃO O feijão da segunda safra é outra cultura que apresenta boas perspectivas de ganhos para o produtor. O plantio começou neste mês de dezembro, com 4% da área já plantada na região de Ponta Grossa. O levantamento do Deral informa um crescimento de 2% na área plantada, que passou de 224.768 hectares na safra anterior para 230.125 hectares em 2013. A produção deve avançar de 344 mil toneladas para 427 mil toneladas. De acordo com o engenheiro agrônomo Carlos Alberto Salvador, a tendência para o plantio de feijão da segunda safra era ainda maior por causa dos preços excelentes para o produtor, em torno de R$ 150,00 a saca. “Porém, o bom momento da soja e do milho fez o produtor recuar um pouco no plantio de feijão”, afirmou. Mesmo assim, quem optou pelo feijão – disse o técnico – tem a expectativa de conseguir uma boa renda por causa do aumento de produtividade em muitas áreas onde predomina o cultivo tecnificado, e pelo ciclo curto da cultura, que é de apenas 90 dias. “Realizar uma venda de feijão a R$ 150,00 a saca em pouco tempo significa renda no bolso no produtor”, ressaltou.

CULTURAS DE VERÃO 2012/13 A safra de grãos de verão 2012/13 deve atingir um volume de 22,8 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 27% em relação à safra anterior (2011/12), prejudicada pela seca prolongada ocorrida no ano passado. Este ano o clima está mais favorável, mas existem alguns problemas pontuais, como a ocorrência de chuvas irregulares e esparsas. Segundo Marcelo Garrido, há relato de técnicos de campo apontando quebras de milho e soja. Mas ele não acredita em perdas no resultado final da safra, uma vez que eventuais perdas poderão ser compensadas pelo aumento da produtividade de grãos em outras regiões. Simioni destaca que, de acordo com as informações de campo, o desempenho do clima neste mês de dezembro será o fiel da balança para o desenvolvimento das grandes culturas de verão, como soja, milho e feijão, que estão em fase de floração e frutificação e precisam de mais chuvas nesse período. “Mas no geral o desempenho das lavouras está melhor que no ano passado” comparou. Segundo o diretor do Deral, aproveitando a boa fase de comercialização este ano o produtor paranaense já antecipou as vendas de 35% do volume de soja e de 13% do milho que ainda estão no campo.

Federação comemora investimentos em aeroportos e pede obras no Paraná O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, recebeu com otimismo o anúncio do governo federal de novos investimentos nos aeroportos do país. Nesta quinta-feira (20) a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, anunciaram um extenso pacote de estímulo à aviação brasileira, que inclui a concessão à iniciativa privada dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG) e a construção e investimentos em 270 aeroportos regionais, entre eles 15 no Paraná. “Essa decisão mostra que o governo está sensível aos apelos do setor produtivo, que observa sua competitividade sendo minada sistematicamente pelas deficiências em infraestrutura”, afirmou Campagnolo. Segundo o dirigente da Fiep, diversas ações foram executadas pela Federação para fomentar o desenvolvimento do setor de transporte no país. “O projeto Sul Competitivo, que mapeou as demandas logísticas na região Sul, e nossa interlocução constante com os governos federal e estadual têm o objetivo único de dotar o nosso Estado de uma infraestrutura de transporte mais adequada”, afirmou. Campagnolo ressaltou que, apesar da importância dos investimentos anunciados nesta quinta – especialmente por contemplarem importantes cidades do interior –, o setor produtivo paranaense continuará a articulação por outras obras no Estado. Umas delas é a ampliação da capacidade de transporte de cargas no aeroporto internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Uma das intervenções necessárias – que é uma antiga reivindicação das entidades representativas do Estado – é a construção de uma nova pista no aeroporto, que possibilite pousos e decolagens de grandes aviões cargueiros. “Vamos continuar pleiteando que essa obra seja incluída nos planos de investimentos o mais rápido possível”, afirmou.

out 0,00

nov 0,00

ano 0,29

12 m 0,38

POUPANÇA MENSAL % ago set out 0,51 0,50 0,50

nov 0,50

ano 5,95

12 m 6,58

ÍNDICES DIÁRIOS Período 25/11 a 25/12 26/11 a 26/12 27/11 a 27/12 28/11 a 28/12 29/11 a 29/12 30/11 a 30/12 1/12 a 31/12 1/12 a 1/1 2/12 a 2/1 3/12 a 3/1 4/12 a 4/1 5/12 a 5/1 6/12 a 6/1 7/12 a 7/1 8/12 a 8/1 9/12 a 9/1 10/12 a 10/1 11/12 a 11/1 12/12 a 12/1 13/12 a 13/1 14/12 a 14/1 15/12 a 15/1 16/12 a 16/1 17/12 a 17/1

TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

TBF 0,5324 0,5073 0,5680 0,5326 0,5376 0,4914 0,4833 0,5088 0,5088 0,5525 0,5556 0,5452 0,4918 0,4845 0,4999 0,5263 0,5698 0,5566 0,5714 0,4840 0,5066 0,4984 0,5247 0,5420

CONSTRUÇÃO em % jul ago out CUB/PR 5,32 0,31 0,16 CUB (outubro/2012): R$ 1.071,50

Poupança 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134

ano 7,63

12 m 8,19

FAJ-TR / TR-FATOR

18/12 19/12 SELIC Out/11 Nov/11 Dez/11 Jan/12 Fev/12 Mar/12 Abr/12

2,76809740 2,76809740

0,86% 0,86% 0,91% 0,89% 0,75% 0,82% 0,71%

0,01240190 0,01240190

Mai/12 Jun/12 Jul/12 Ago/12 Set/12 Out/12 * Nov/12

0,74% 0,64% 0,68% 0,69% 0,54% 0,61% 1,00%

* No mês corrente o valor da Selic é sempre 1,00% IR - NOVEMBRO * IR 2012: A oitava parcela do IR 2012 vence em 30/11. Para pagamento desta parcela há juros Selic de 4,90%. ** Para pagar atrasado um tributo cujo vencimento foi no mesmo mês, será cobrada a Selic do mês corrente (1,00%). Para atrasos que extrapolem o mês em curso, será cobrada taxa equivalente à soma da Selic dos meses em atraso, mais multa. PREVIDÊNCIA Competência: OUTUBRO As empresas têm prazo para pagar até 20/11 e as pessoas físicas até 16/11. A partir desses prazos há multas de 4% a 100%, além de juros pela taxa Selic. EMPRESÁRIO/EMPREGADOR Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 622,00 (R$ 68,42) e R$ 3.916,20 (430,78), através de GPS. AUTÔNOMO 1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 622,00 (R$ 124,40) a R$ 3.916,20 (R$ 783,24). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% até o máx. de R$ 3.916,20 (R$ 430,78) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 3.916,20 (R$ 430,78). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.916,20. FACULTATIVO Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 622,00 (R$ 124,40) e R$ 3.916,20 (R$ 783,24), através de carnê. ASSALARIADOS Salário Contribuição (R$) Até 1.174,86 De 1.174,87 até 1.958,10 De 1.958,11 até 3.916,20

Alíquota 8,00% 9,00% 11,00%

EMPREGADOS DOMÉSTICOS Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 49,76 74,64 124,40

SALÁRIO FAMÍLIA – NOVEMBRO/12 Salário de até R$ 608,80 Salário de R$ 608,81 a 915,05

R$ máx 430,78 469,94 900,72

R$ 31,22 R$ 22,00

OUTROS ÍNDICES BTN + TR TJLP Sal. Mínimo FGTS UPC

Ago 1,569947 5,50 622,00 0,2610 22,30

Set 1,570040 5,50 622,00 0,2589 22,30

IR – TABELA DE NOVEMBRO Desconto na fonte e carnê-leão Base (R$) Alíquota Até 1.637,11 isento 1.637,12 a 2.453,50 7,5% 2.453,51 até 3.271,38 15,0% 3.271,39 até 4.087,65 22,5% Acima de 4.087,65 27,5%

Out 1,570040 5,50 622,00 0,2466 22,31

Nov 1,570040 5,50 622,00 0,2466 22,31

Dedução – R$ 122,78 R$ 306,80 R$ 552,15 R$ 756,53

Deduções: a) Assalariados: 1) - R$ 164,56 por dependente; 2) - pensão alimentícia; 3) - contribuição à Prev. Social; 4) - R$ 1.637,11 por aposentado a partir de 65 anos; 5) - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carnê Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

Curitiba na lista das cidades mais maravilhosas do mundo Curitiba está na lista de votação das New 7 Wonders Cities, as cidades maravilhosas do Mundo. A eleição é organizada pela New7Wonders Foundation, instituição suíça responsável pelas campanhas que elegeram as sete maravilhas do mundo moderno, que teve a estátua do Cristo Redentor entre os vencedores, e as sete maravilhas naturais do Planeta, com destaques para as Cataratas do Iguaçu e a Amazônia. Para votar, basta acessar o site da premiação (www.n7w.com) e escolher sete cidades preferidas. O prazo de votação nesta etapa vai até o dia 7 de março. A partir de então, serão escolhidas 28 cidades a partir das 77 mais votadas na fase atual. Para fortalecer o voto por Curitiba, marcas registradas da cidade foram escolhidas para ilustrar a campanha que estará nas ruas a partir do dia 19 de dezembro. O leite quente, o jacaré do Parque Barigui e o Bondinho da Rua das Flores, entre outros ícones que auxiliam na formação da identidade local, são apresentados como referências dos bons motivos para que os curitibanos escolham a cidade entre as suas sete prediletas no mundo. O resultado final da votação do New 7 Wonders Cities, ultrapassadas as fases restantes, será apresentado no dia 7 de julho de 2014. Atualmente, após outras etapas classificatórias, estão na disputa 300 cidades. No Brasil, são quatro capitais. Além de Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador brigam pelo título. Outros destinos tradicionais estão na disputa, como Paris, Nova York e Buenos Aires. Nessa fase de qualificação, cada país possui uma representante na competição, além das 77 cidades mais votadas na fase anterior. A Europa é o continente com mais concorrentes: são 75 cidades do velho continente que estão concorrendo. A África tem 59 cidades; o sudeste asiático e Oceania têm 43

Dois grandes e bons motivos para visitar Curitiba entre janeiro e março de 2013 A 31ª Oficina de Música e o 22º Festival de Curitiba estão com datas marcadas

cidades no páreo. Essa é a terceira campanha idealizada pelo grupo, que já escolheu nos últimos anos as 7 maravilhas do mundo, que contou com o voto de 100 milhões de pessoas, e as 7 maravilhas naturais. A campanha por Curitiba poderá ser vista a partir do dia 19 de dezembro no mobiliário urbano da cidade, em cartazes, material de papelaria, guia mensal da Fundação Cul-

tural de Curitiba e banner no site da Prefeitura de Curitiba. A FUNDAÇÃO A New7Wonders Foundation foi criada, em 2001, pelo cineasta suíço-canadense Bernard Weber. A organização tem como proposta principal a preservação da memória global, tanto dos marcos naturais como culturais do Planeta. A sede da fundação é no Heidi-Weber-Museum, em

Zurique, na Suíça, um marco arquitetônico projetado pelo arquiteto Le Corbusier, um dos mais renomados artistas e arquitetos do século passado. A New7Wonders não tem subsídios públicos. É financiada a partir de parcerias privadas de licenciamento e comerciais com empresas, titulares de direitos de imagens de TV, organizadores de eventos, e por meio de doações espontâneas via internet.

Segundo maior ginásio público da cidade é inaugurado no Xaxim Os moradores da Regional Boqueirão ganharam nesta quinta-feira (20) o Complexo Poliesportivo Xaxim, uma das maiores obras destinadas a prática de atividades esportivas, físicas e de lazer da cidade. Inaugurada pelo prefeito Luciano Ducci, a unidade tem 3.542m² de área e ginásio coberto com arquibancada, sala de ginástica, quadra poliesportiva descoberta, cancha de vôlei e quadra de tênis. A estrutura pública municipal só é menor que a da Praça Oswaldo Cruz. "O Complexo Poliesportivo Xaxim tem o segundo maior ginásio público da cidade. É mais uma grande obra que entregamos na Regional Boqueirão, junto com o Centro da Juventude Eucaliptos que inauguramos em julho, que vem reforçar a prática de atividades físicas e esportiva junto à comunidade", disse Luciano Ducci. A unidade tem capacidade para atender a 3.500 pessoas por mês nas diversas

7

modalidades de atividades físicas e esportivas que serão desenvolvidas no local. A partir de fevereiro serão abertas as inscrições para a população. O presidente da Associação de Moradores Amigo do Vila Nova, Vilson Alves de Almeida, destacou que a es-

trutura permitirá o desenvolvimento de atividades que até então a comunidade não tinha acesso. "A Prefeitura tem demonstrado nos últimos anos uma grande preocupação em criar uma estrutura adequada para a prática de atividades físicas e esportivas. Este Complexo

irá ampliar muito as opções de lazer em nossa comunidade e servirá como um apoio fundamental para o fortalecimento do trabalho social por meio do esporte desenvolvido na região", disse Vilson Almeida. "Este é um projeto fundamental para o crescimento de nossa comunidade, pois trabalha questões de saúde, cidadania, lazer e educação. O esporte é muito atraente para os jovens e uma ótima de diversão para as famílias, que agora possuem perto de suas casas um espaço amplo e com diversas opções de atividades para praticarem", disse Givan Antonio Barbosa, presidente da Associação de Moradores do Jardim Paranaense. Além dos espaços para esporte e atividade física, o Complexo Poliesportivo Xaxim também conta com um palco de 70m² dentro do ginásio coberto, que será utilizado para atividades culturais e realizações de eventos para a comunidade.

Teatro, shows, festivais nos mais diversos espaços da cidade. Quem conhece a capital paranaense apenas pelos seus bosques e parques e pelo exemplo de mobilidade urbana mundial que representa, precisa conhecer a parte cultural da cidade, que esbanja sensibilidade, ampla programação e o mais importante, público participativo. Nos últimos anos, grandes eventos culturais, como shows nacionais e internacionais, festivais de grande porte, lançamentos de peças de teatro, entre outros, tem ocupado a agenda de Curitiba. "Quando se trata de variedade cultural, Curitiba não deixa a desejar. Além destes, os importantes acontecimentos do calendário anual como a Oficina de Música e o Festival de Curitiba são destaques com sua rica programação que atrai visitantes de todo o país", diz Tatiana Turra, diretora executiva do CCVB (Curitiba, Região e Litoral Convention & Visitors Bureau). A 31ª Oficina de Música acontece de 09 a 29 de janeiro, com novidades para os participantes e visitantes. Além das aulas com professores consagrados nos cenários nacional e internacional, os alunos contarão com o projeto Digitópia, que consiste em um conjunto de vários computadores de livre acesso, no qual as pessoas são provocadas a criar ou ouvir música com a utilização de vários softwares. Para o público, já estão previstos aproximadamente 85 espetáculos, levando o talento de artistas de várias partes do mundo. A Oficina de Música de Curitiba compreende as fases erudita e popular, formadas por cursos, concertos, espetáculos e seminários, atingindo um público estimado em 50 mil pessoas. Os amantes do teatro, podem se programar para o Festival de Curitiba, que acontece de 26 de março a 07 de abril, completando 22 edições em 2013. E não é à toa que hoje a cidade é referência no cenário teatral brasileiro e tem seu espaço reservado na agenda cultural do país. Mais de 3,5 mil espetáculos já fizeram parte dessa história, somando o Fringe e a Mostra. Entre teatros e outros espaços tradicionais, a cultura marca presença em barracões, ruas, praças, bares e os mais diversos locais de Curitiba. Inovador e autêntico, o Festival de Teatro de Curitiba recebe ano a ano companhias de diversos estados do Brasil e do exterior, promovendo o encontro de enorme diversidade artística e humana na cidade - ingrediente especial que faz do evento um grande sucesso. Há mais de quatro anos é o carro chefe de uma grande reunião de manifestações culturais, ao lado de eventos consagrados como Risorama, Gastronomix, Mish Mash e Guritiba, sob o grande guarda-chuva do Festival de Curitiba, um espaço para todas as artes que mantém o pé firme no teatro, mas reúne dança, circo, stand-up, improviso, teatro físico, gastronomia. SERVIÇO 31ª Oficina de Música - www.oficinademusica.org.br 22º Festival de Curitiba - www.festivaldecuritiba.com.br Mais informações no www.curitibacvb.com.br, www.curtacuritibaoanointeiro.com.br ou pelo fone 41 3233 8500.


8

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

9

F E

Marcelo Henrique e Gabrielly Alves desejam à todos um Feliz Natal, e um Prospero Ano Novo, Cheio, cheio de Amor, Paz e Esperança. Em especial aos Bisavôs Josefina Kowalzuck Suchy e Romano Suchy. Boas Festas.

PARABÉNS PARA NATHALIA POLLER, essa linda menina que festejou os seus 10 anos no último dia 15 de dezembro, recebendo todo o carinho da mamãe Luana. Votos de muitas felicidades!

SOLIDARIEDADE DE NATAL Quatro clubes de ROTARY da cidade promoveram a adoção, por parte da população, de crianças carentes durante esse Natal. Foi instalada uma árvore de Natal no Shopping São José onde foram colocados 700 cartões com os nomes das crianças de escolas carentes da cidade. Padrinho das crianças da Escola Rural Onofre Soares, localizada no Jardim Libanópolis, em São José dos Pinhais, no último dia 12, o Rotary Club de São José dos Pinhais Afonso Pena fez a entrega de 190 presentes às crianças, através da Presidente Beatriz Moro Zetola e companheiros Fábio Micrute, Márcio Karpinski, Maria Elenir Mizercowski, Iara Thomaz e Dalva Costa. Foi uma manhã muito especial, onde o carinho e a alegria das crianças mostraram aos companheiros participantes o verdadeiro significado do Natal. Em nome dos quatro clubes de Rotary de São José dos Pinhais, o MUITO OBRIGADO a todas as pessoas que se sensibilizaram, adotando uma criança desse nobre projeto.

ELEIÇÕES NA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL, AGRICOLA E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS A ACIAP, por meio do seu Conselho Deliberativo, teve aprovada no dia 17 de dezembro a nova Diretoria Executiva para os próximos dois anos. Adriano Derinievicnoz(foto), que foi vice-presidente em 2011, assumiu a presidência da Diretoria Executiva 2013-2014, no lugar de Auro Luis de Paula, tendo como seu vice Luiz Schilipake. Parabéns a nova diretoria e sucessos nessa empreitada que advém!


10

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

F E

Elza Mara, esta colunista, Maria Juraci, Angela, Lidia e Glacir

Sandra Regina, Rosiane, esta colunista, Gil, Renata e Josiane

MENSAGEM DE NATAL

Silvia, Beatriz, Rosangela, Elza e Neide

Sempre que o Natal se aproxima, surge aquela vontade, muitas vezes involuntária, de refletirmos sobre tudo o que fizemos, o que estamos fazendo e o que vamos fazer de bom ou ruim em nossas vidas. E é muito natural, pois é esta a época da reconstrução, da renovação, onde é imperioso pensar na correção de todos os nossos erros e de se repetir os acertos. E a Ceia de Natal, em família, é o especial momento da confraternização, a maneira impar de se comemorar data tão importante. É uma festa, onde a paz e a alegria têm que estar presentes, dando mostras de que um grande amor e uma forte união reinam em nossos lares. Por isso rezemos de mãos dadas para que o Menino Jesus, que veio ao mundo para promover a paz e a harmonia entre os homens de boa vontade, espalhe felicidade e luz por todos os lugares onde a gente se encontre. E nesse dia tão importante de nossas vidas, a equipe do Jornal Metrópole e esta Colunista desejam para você, querido leitor, e toda a sua família, muito sucesso, saúde e amor. FELIZ NATAL! E para homenagear essa grande data, nessa edição especial de Natal reunimos fotos de lindos eventos de confraternização e que retrata o verdadeiro brilho natalino.

O PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DA PRINCESINHA ANA CARINE, ocorrido no dia 07 de dezembro, foi marcado por uma belíssima festa oferecida pelos seus carinhosos pais Roseli e Rogério Fagundes. Parabéns!


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

PREFEITURA DE COLOMBO ESTADO DO PARANÁ

11


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

PREFEITURA DE COLOMBO ESTADO DO PARANà Preços Registrados: Encontram-se a disposição no Setor de Contratos, sito à Rua XV de Novembro, n°. 105, Centro - Colombo/PR ou pelo site www.colombo.pr.gov.br no link licitaçþes.

2ª Publicação do Extrato da Ata de Registro de Preços nº 301/2012 Pregão Presencial n.° 104/2012, Processo n° 1116876/2012. Objeto: Contratação de serviços de roçada e capina em via públicas do município de Colombo, incluindo a varrição, coleta, transporte e destinação final dos resíduos gerados, bem como a execução de acabamento onde houver meio fios. Contratante: Secretaria Municipal de Obras e Viação Contratado: Clåudio Junior Gomes dos Santos - CNPJ n.° 12.654.563/ 0001-82. Valor Total: R$ 441.000,00 (Quatrocentos e quarenta e um mil reais). Vigência: 21 de setembro de 2012 a 20 de setembro de 2013. Data: Colombo, 20 de dezembro de 2012. Assinatura: Moacir JosÊ Kretschmer.

3ª Publicação do Extrato das Atas de Registro de Preços Pregão n°. 35/2012, Processo n° 1099903/2012. Objeto: Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual. Contratante: Município de Colombo - Diversas secretarias Contratatados / Valores: Ata 147/2012, Defencer Comercio de Equipamentos de Segurança Ltda. EPP - CNPJ nº 09.215.908/0001-97, R$ 97.299,00 (Noventa e sete mil, duzentos e noventa e nove reais). Ata 148, KDP Comercio de Ferragens LTDA. - CNPJ/MF sob o n.º 10.626.569/0001-10 / R$ 52.251,08 (Cinqßenta e dois mil, duzentos e cinqßenta e um reais e oito centavos). Ata 149, Klima ComÊrcio de Equipamentos DE SEGURANÇA LTDA. CNPJ/MF sob o n.º 11.011.226/0001-04 / R$ 14.703,80 (Quatorze mil, setecentos e três mil e oitenta centavos). Ata 150, Maynard's Indústria Tåtica LTDA. - CNPJ/MF sob o n.º 10.691.169/0001-69 / R$ 29.160,00 (Vinte e nove mil, cento e sessenta reais). Ata 151, MD9 Comercial LTDA. - CNPJ/MF sob o n.º 13.450.698/0001-99 / R$ 48.360,00 (Quarenta e oito mil, trezentos e sessenta reais). Vigência: 08 de maio de 2012 a 07 de maio de 2013. Data da 3ª Publicação: Colombo, 20 de dezembro de 2012. Assinaturas: Moacir JosÊ Kretschmer, Rita de Cassia Camargo Gonçalves e Gilson Luis da Silva.

4ª Publicação do Extrato das Atas de Registro de Preços Atas 59 e 60/2012, Pregão Presencial 14/2012, Processo n° 10967482011. Objeto: Aquisição de materiais de marcenaria para desenvolvimento de atividades de capacitação e geração de renda com as famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família e demais programas da Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho, que Ê a contratante. Contratados / Valores: Ata 59, Lenine Toniolo - CNPJ nº. 82.435.900/ 0001-26 / R$ 98.999,95 (noventa e oito mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e cinco centavos). Ata 60, Comercial Rosvadoski Ltda. - CNPJ nº. 11.353.046/0001-00 / R$ 18.339,80 (dezoito mil, trezentos e trinta e nove reais e oitenta centavos). Vigência: 09 de março de 2012 a 08 de março de 2013. Data da 4ª Publicação: Colombo, 20 de dezembro de 2012. Assinatura: Denise H. G. Camargo.4ª Publicação do Extrato da Ata de Registro de Preços 66/2012 Pregão Presencial n.° 16/2012, Processo n° 1081921/2011. Objeto: Confecção de materiais gråficos necessårio ao desenvolvimento das atividades administrativas para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal da Fazenda, Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho e Secretaria Municipal

cretaria Municipal de Saúde, ou as que vierem a existir no prazo de validade do presente Processo Seletivo Simplificado (PSS), serão preenchidas, conforme a necessidade e a possibilidade financeira, respeitando-se rigorosamente a ordem de classificação dos candidatos.

de Agricultura, da Prefeitura Municipal de Colombo, conforme quantidades e especificaçþes constantes do Termo de Referência (Anexo VII), que integra o Edital. Contratado: Lisegraff Grafica e Editora LTDA. - EPP., CNPJ n.° 81.894.172/ 0001-58. Valor Total: R$ 38.499,35 (trinta e oito mil quatrocentos e noventa e nove reais e trinta e cinco centavos). Vigência: 20 de março de 2012 a 19 de março de 2013. Data da 4ª Publicação: Colombo, 20 de dezembro de 2012. Assinaturas: Rita de Cåssia Camargo e Gonçalves, Maria AmÊlia Camargo, Denise H. G. Camargo e Hortêncio Aleir Schneider.

Publique-se. Registre-se. Cumpra-se. Colombo, 21 de dezembro de 2012. ANEXO I - RESULTADO FINAL - CLASSIFICAĂ‡ĂƒO Clas. 1Âş 2Âş 3Âş 4Âş 5Âş 6Âş 7Âş 8Âş 9Âş 10Âş 11Âş 12Âş 13Âş 14Âş 15Âş 16Âş

4ª Publicação do Extrato da Atas de Registro de Preços Atas 63 e 64/2012, Pregão Presencial 114/2011, Processo n°. 1099207/2011. Objeto: Empresa para fornecimento de Preços de Solução de Interação Digital Integrada Som-Imagem-Processamento (Lousa Digital) a ser distribuído às escolas da rede municipal de ensino no ano de 2012 Contratante: Secretaria Municipal da Educação Cultura e Esportes. Contratados/Valores: Ata 63, Maxwal Rio Locaçþes ComÊrcio E Serviços Ltda, CNPJ n.º 04.388.307/0001-62 / R$ 1.980.800,00 (um milhão novecentos e oitenta mil e oitocentos reais). Ata 64, Fênix Eletrônicos e Comercio em Geral Ltda, CNPJ n.º 07.804.978/ 0001-55 / R$ 210.000,00 (duzentos e dez mil reais). Vigência: 16 de março de 2012 a 15 de março de 2013. Data da 4ª Publicação: Colombo, 21 de dezembro de 2012. Assinatura: Alcione Luiz Giaretton.

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO SECRETARIA MUNICIPAL DA ADMINISTRAĂ‡ĂƒO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAĂšDE

Nome ........................................................................................... Pts Bruno Jagher Fogaça ................................................................. 60 Daniel Enzo Nishimura Outi ........................................................ 43 Nelson ThomÊ Zardo .................................................................. 37 Graziela Boss .............................................................................. 31 Emanuele C. M. Esposito ............................................................. 28 Caroline Giot Bronner ................................................................. 27 Lorena Reis Pereira Santos ....................................................... 26 Daniela Pavin ............................................................................... 25 Rodrigo Tanoue ........................................................................... 20 Marcio Yukio Tame ...................................................................... 15 Michelly Pires Viana .................................................................... 14 Carlos Eduardo Henz ................................................................... 11 Igor Milius Guarnieri .................................................................... 07 Aline Picolo Pereir ....................................................................... 06 Mayara de Rezende Machado ................................................... 05 Willians Ofori Adjei ...................................................................... 04

     ! # " %  $ & )   ! # " % 

EDITAL DE HOMOLOGAĂ‡ĂƒO DO RESULTADO FINAL DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO (PSS) NÂş. 003/2012, PARA CONTRATAĂ‡ĂƒO TEMPORĂ RIA DE MÉDICOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAĂšDE. O PREFEITO MUNICIPAL DE COLOMBO do Estado do ParanĂĄ, no uso de suas atribuiçþes legais e conforme o Edital no 002/2012 de Abertura de Inscriçþes, publicado no DiĂĄrio Oficial do MunicĂ­pio, Edição nÂş. 3193, de 03 de dezembro de 2012, tendo em vista o Processo Seletivo Simplificado para o preenchimento de vagas temporĂĄrias para reposição de MĂŠdicos para a EstratĂŠgia SaĂşde da FamĂ­lia, MĂŠdicos para realização de plantĂľes nos Prontos Atendimentos MaracanĂŁ e Osasco e MĂŠdicos Psiquiatras para o CAPS II e AmbulatĂłrio de SaĂşde, da Secretaria Municipal de SaĂşde, RESOLVE: I – TORNAR PĂšBLICA a relação dos candidatos classificados por meio do Anexo I - Candidatos Habilitados em ordem de classificação. II - CONSIDERAR a relação dos candidatos classificados como Resultado Final do Processo Seletivo Simplificado nÂş 003/2012 (PSS) para o preenchimento de vagas para o cargo de Processo Seletivo Simplificado para o preenchimento de vagas temporĂĄrias para reposição de MĂŠdicos para a EstratĂŠgia SaĂşde da FamĂ­lia, MĂŠdicos para realização de plantĂľes nos Prontos Atendimentos MaracanĂŁ e Osasco e MĂŠdicos Psiquiatras para o CAPS II e AmbulatĂłrio de SaĂşde, da Secretaria Municipal de SaĂşde, da Secretaria Municipal de SaĂşde, conforme descrição contida no edital de abertura;

IV - COMUNICAR que as vagas existentes no quadro temporĂĄrio da Se-

REPUBLICAĂ‡ĂƒO

CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Duplicatas a Receber de Clientes Adiantamentos a FuncionĂĄrios e Fornecedores Tributos a Recuperar Estoques Outros Direitos RealizĂĄveis NĂƒO CIRCULANTE DIREITOS REALIZĂ VEIS Direitos s/ PrecatĂłrios DepĂłsitos Judiciais Partes Relacionadas Outros Direitos RealizĂĄveis INVESTIMENTOS IMOBILIZADO INTANGĂ?VEL

2007 (EM MR$) 55.707 19.787 7.282 546 4.812 18.251 5.029 16.260 250 250 578 4.374 11.058

95.369

71.967

TOTAL DO ATIVO

REPUBLICAĂ‡ĂƒO

FATURAMENTO BRUTO (-) IPI S/ FATURAMENTO RECEITA BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA RECEITA LIQUIDA (-) CUSTO DAS MERC. VENDIDAS LUCRO BRUTO (-) DEPESAS OPERACIONAIS Administrativas Comerciais Tributårias (+/-) OUTRAS RECEITAS/DESPESAS (+) Outras Receitas (-) Outras Despesas LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (-) RESULTADO FINANCEIRO L�QUIDO Receitas Financeiras Despesas Finaceiras RESULTADO ANTES DA C.S. e IR (-) Contribuição Social (-) Imposto de Renda LUCRO L�QUIDO DO EXERCICIO

2008 (EM MR$) 103.862 (138) 103.724 (23.281) 80.443 (61.743) 18.700 (4.924) (1.281) (3.447) (196) (2.857) 2.265 (5.122)

2007 (EM MR$) 83.582 (215) 83.367 (16.648) 66.719 (52.708) 14.011 (4.294) (1.384) (2.792) (118) (3.966) 1.166 (5.132)

10.919 (3.807) 2.694 (6.501) 7.112 (557) (1.498) 5.057

5.751 (3.614) 2.552 (6.166) 2.137 (193) (508) 1.436

CIRCULANTE Fornecedores Adiantamentos de Clientes EmprĂŠstimos e Financiamentos Obrigaçþes Trabalhistas e PrevidenciĂĄrias Obrigaçþes Fiscais e TributĂĄrias Parcelamentos de Tributos ProvisĂŁo p/ FĂŠrias e Encargos Partes Relacionadas Outras Obrigaçþes NĂƒO CIRCULANTE Fornecedores EmprĂŠstimos e Financiamentos Parcelamentos de Tributos PrecatĂłrios Estaduais Obrigaçþes Fiscais/ Sociais PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO Capital Social Reserva Lucros Ajuste de Avaliação Patrimonial TOTAL DO PASSIVO

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro Antes do IR e CS Ajustado por: Provisþes p/ FÊrias e Encargos Alienação do Imbilizado e Investimento Depreciação/ Amortização Lucro Ajustado IR e CS Correntes (Aumento)/Diminuição dos Ativos: Duplicatas a Receber de Clientes Tributos a Recuperar Estoques Depósitos Judiciais Outros Direitos Realizåveis Aumento/(Diminuição) dos Passivos: Fornecedores Obrigaçþes Trabalhistas e Previdênciarias Obrigaçþes Fiscais e Tributårias Outras Obrigaçþes Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aquisiçþes no Imobilizado Direitos s/ Precatórios Partes Relacionadas Precatórios Estaduais Adiantamentos a Funcionårios e Fornecedores Caixa Líquido Usado nas Atividades de Investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Adiantamentos de Clientes Parcelamento de Tributos EmprÊstimos e Financiamentos Redução de Capital Obrigaçþes Fiscais/ Sociais Distribuição de Lucros Partes Relacionadas Caixa Líquido Usado nas Atividades de Financiamento

COMPOSIĂ‡ĂƒO DE SALDOS 2008 (EM MR$) 30.886 3.081 7.359 19.933 110 6 155 242 488 355

2007 (EM MR$) 18.251 1.639 5.609 10.539 89 39 113 223 578 445

133 13.973 93 860 2.278 118 18.185 1.095 476 1.647

133 4.374 93 860 589 118 7.576 1.095 475 1.700

133 6 105 (11.023) 7.394 5.313 2.081

2008 (EM MR$) 42.626 6.526 616 1.385 584 8.866 11 841 23.776 21 10.661 299 6.009 622 3.731 42.082 31.320 9.564 1.198

2007 (EM MR$) 29.846 2.122 242 1.803 548 3.960 94 731 20.332 14 6.294 456 3.474 775 1.589 35.827 31.320 4.507 -

95.369

71.967

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO FLUXO DE CAIXA MÉTODO INDIRETO

NOTAS EXPLICATIVAS

1. ESTOQUES Produtos Acabados Produtos em Elaboração MatĂŠria Prima Material Aux. de Fabricação Material de Embalagens Ferramentas de Curta Duração Outros Materiais 2. INVESTIMENTOS PARTICIPACOES EM OUTRAS EMPRESAS PARTICIPACOES EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS 3. IMOBILIZADO TERRENOS EDIFICACOES INSTALACOES MOVEIS E UTENSILIOS MAQUINAS E EQUIPAMENTOS FERRAMENTAS DE PRECISĂƒO VEICULOS IMOBILIZADO EM ANDAMENTO EQUIPAMENTOS PROCESSAMENTO DADOS - ADM TELEFONE (DIREITO DE USO) CESSAO DE USO DE SISTEMAS DEPRECIACAO ACUMULADA 4. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTO LEASING FINANCIAMENTOS

BALANÇO PATRIMONIAL FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO

PASSIVO

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO RESULTADO DO EXERCĂ?CIO

(DIMINUIĂ‡ĂƒO)/AUMENTO LĂ?QUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INĂ?CIO DO PERĂ?ODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERĂ?ODO

133 6 105 (8.376) 5.277 3.747 1.530

DIRETORIA: ADILTON BOFF CARDOSO Diretor Presidente

ATIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Duplicatas a Receber de Clientes Adiantamentos a FuncionĂĄrios e Fornecedores Tributos a Recuperar Estoques Outros Direitos RealizĂĄveis NĂƒO CIRCULANTE DIREITOS REALIZĂ VEIS Direitos s/ PrecatĂłrios DepĂłsitos Judiciais Partes Relacionadas Outros Direitos RealizĂĄveis INVESTIMENTOS IMOBILIZADO INTANGĂ?VEL

2009 (EM MR$) 65.528 29.690 11.338 440 1.975 21.943 142 25.978 11.248 10.755 493 488 13.392 850

2008 (EM MR$) 66.455 22.416 7.960 437 3.727 30.886 1.029 28.914 8.499 8.249 250 488 13.973 5.954

91.506

95.369

TOTAL DO ATIVO

7.112

2.136

110 10.889 2.673 20.784 (2.055)

96 8.782 1.060 12.074 (701)

(678) 1.085 (12.635) 4.000

(2.546) (3.457) (8.138) (1.802)

4.247 36 4.906 7

987 140 2.428 (4)

19.697

(1.019)

FATURAMENTO BRUTO (-) IPI S/ FATURAMENTO RECEITA BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA RECEITA LIQUIDA (-) CUSTO DAS MERC. VENDIDAS LUCRO BRUTO (-) DEPESAS OPERACIONAIS Administrativas Comerciais Tributårias (+/-) OUTRAS RECEITAS/DESPESAS (+) Outras Receitas (-) Outras Despesas LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (-) RESULTADO FINANCEIRO L�QUIDO Receitas Financeiras Despesas Finaceiras RESULTADO ANTES DA C.S. e IR (-) Contribuição Social (-) Imposto de Renda LUCRO L�QUIDO DO EXERCICIO

2009 (EM MR$) 77.717 (64) 77.653 (17.719) 59.934 (53.157) 6.777 (4.075) (1.568) (2.184) (323) (2.797) 2.323 (5.120)

2008 (EM MR$) 103.862 (138) 103.724 (23.281) 80.443 (61.743) 18.700 (4.924) (1.281) (3.447) (196) (2.857) 2.265 (5.122)

(95) (1.265) 2.967 (4.232) (1.360) (1.360)

10.919 (3.807) 2.694 (6.501) 7.112 (557) (1.498) 5.057

SALDOS INICIAIS EM 01 DE JANEIRO DE 2007 Lucro Líquido do Exercício Ajustes de Avaliação Patrimonial Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Reservas Legal - Distribuição de Lucros SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 Lucro Líquido do Exercício Ajustes de Avaliação Patrimonial Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Distribuição de Lucros - Reservas Legal SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008

31.320

118

(17.968) (8.249) 2.142 108

(4.182) (250) 1.273 (164)

(23.967)

(3.323)

374 (235) 2.118 1.198 3.444

128 (102) 3.433 (1.875)

6.899

1.584 (2.758)

19.787

22.545

22.416

19.787

ADALBERTO BOFF CARDOSO Diretor Vice-Presidente

1. ESTOQUES Produtos Acabados Produtos em Elaboração MatĂŠria Prima Material Aux. de Fabricação Material de Embalagens Ferramentas de Curta Duração Outros Materiais 2. INVESTIMENTOS PARTICIPACOES EM OUTRAS EMPRESAS PARTICIPACOES EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS 3. IMOBILIZADO TERRENOS EDIFICACOES INSTALACOES MOVEIS E UTENSILIOS MAQUINAS E EQUIPAMENTOS FERRAMENTAS DE PRECISĂƒO VEICULOS IMOBILIZADO EM ANDAMENTO EQUIPAMENTOS PROCESSAMENTO DADOS - ADM TELEFONE (DIREITO DE USO) CESSAO DE USO DE SISTEMAS DEPRECIACAO ACUMULADA 4. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTO LEASING

2009 (EM MR$) 21.943 2.453 6.712 12.180 121 18 148 311 488 355

2008 (EM MR$) 30.886 3.081 7.359 19.933 110 6 155 242 488 355

133 13.392 93 860 2.278 118 18.975 1.095 476 2.461

133 13.973 93 860 2.279 118 18.185 1.095 475 1.647

133 6 105 (13.208) 5.543 4.168 1.375

133 6 105 (11.023) 7.394 5.313 2.081

118

RESERVAS DE LUCROS A DISPOSIĂ‡ĂƒO DOS ACIONISTAS 0

EVENTOS AJUSTES DE AVALIAĂ‡ĂƒO PATRIMONIAL 0

0

LUCROS OU PREJUĂ?ZOS ACUMULADOS

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro Antes do IR e CS Ajustado por: ProvisĂľes p/ FĂŠrias e Encargos Alienação do Imbilizado e Investimento Depreciação/ Amortização Lucro Ajustado IR e CS Correntes (Aumento)/Diminuição dos Ativos: Duplicatas a Receber de Clientes Tributos a Recuperar Estoques DepĂłsitos Judiciais Outros Direitos RealizĂĄveis Aumento/(Diminuição) dos Passivos: Fornecedores Obrigaçþes Trabalhistas e PrevidĂŞnciarias Obrigaçþes Fiscais e TributĂĄrias Outras Obrigaçþes Caixa LĂ­quido Proveniente das Atividades Operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aquisiçþes no Imobilizado Direitos s/ PrecatĂłrios Partes Relacionadas PrecatĂłrios Estaduais Adiantamentos a FuncionĂĄrios e Fornecedores Caixa LĂ­quido Usado nas Atividades de Investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Adiantamentos de Clientes Parcelamento de Tributos EmprĂŠstimos e Financiamentos Redução de Capital Obrigaçþes Fiscais/ Sociais Distribuição de Lucros Partes Relacionadas Caixa LĂ­quido Usado nas Atividadesde Financiamento (DIMINUIĂ‡ĂƒO)/AUMENTO LĂ?QUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INĂ?CIO DO PERĂ?ODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERĂ?ODO DIRETORIA: ADILTON BOFF CARDOSO Diretor Presidente

91.506

95.369

Em Milhares de Reais PerĂ­odos 01/jan./09 01/jan./08 a a 31/dez./09 31/dez./08 (1.360)

7.112

117 7.124 2.190 8.071 -

110 10.889 2.673 20.784 (2.055)

(3.378) 1.752 8.942 888

(678) 1.085 (12.635) 4.000

(3.346) 181 2.206 (9)

4.247 36 4.906 7

15.307

19.697

(3.629) (2.506) (243) (289) (3)

(17.968) (8.249) 2.142 108

(6.670)

(23.967)

1 (80) (1.851) 567

374 (235) 2.118 1.198 3.444

(1.363)

6.899

7.274

2.629

22.416

19.787

29.690

22.416

ADALBERTO BOFF CARDOSO Diretor Vice-Presidente

CONTADOR: FABIO NATANOEL JOSÉ MACHADO CRC: PR-016879/O-2

0

9.061

1.198

CAPITAL SOCIAL

RESERVA LEGAL

TOTAL

2.954 1.435

34.392 1.435 -

-

-

4.389 5.057

35.827 5.057 1.198

(9.061) (385) 0

-

1.198 9.061 -

31.320

2008 (EM MR$) 42.626 6.526 616 1.385 584 8.866 11 841 23.776 21 10.661 299 6.009 622 3.731 42.082 31.320 9.564 1.198

Em Milhares de Reais

RESERVAS DE LUCROS

-

385,00 503

2009 (EM MR$) 42.830 3.421 617 1.434 765 11.072 208 958 24.343 12 7.954 58 4.109 345 3.442 40.722 31.320 8.204 1.198

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO FLUXO DE CAIXA MÉTODO INDIRETO

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO

Em Milhares de Reais

31.320

TOTAL DO PASSIVO

COMPOSIĂ‡ĂƒO DE SALDO

CONTADOR: FABIO NATANOEL JOSÉ MACHADO CRC: PR-016879/O-2

RESERVA LEGAL

CIRCULANTE Fornecedores Adiantamentos de Clientes EmprĂŠstimos e Financiamentos Obrigaçþes Trabalhistas e PrevidenciĂĄrias Obrigaçþes Fiscais e TributĂĄrias Parcelamentos de Tributos ProvisĂŁo p/ FĂŠrias e Encargos Partes Relacionadas Outras Obrigaçþes NĂƒO CIRCULANTE Fornecedores EmprĂŠstimos e Financiamentos Parcelamentos de Tributos PrecatĂłrios Estaduais Obrigaçþes Fiscais/ Sociais PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO Capital Social Reserva Lucros Ajuste de Avaliação Patrimonial

NOTAS EXPLICATIVAS

RESERVAS DE LUCROS CAPITAL SOCIAL

PASSIVO

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DO RESULTADO DO EXERCĂ?CIO

Em Milhares de Reais PerĂ­odos 01/jan./08 01/jan./07 a a 31/dez./08 31/dez./07

2.629

DEMONSTRAĂ‡ĂƒO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMĂ”NIO LĂ?QUIDO EVENTOS

 !#  ! !   )  % ! ! !

MAGIUS METALURGICA INDUSTRIAL S/A. - CNPJ 81.312.894/0001-57

BALANÇO PATRIMONIAL FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO 2008 (EM MR$) 66.455 22.416 7.960 437 3.727 30.886 1.029 28.914 8.499 8.249 250 488 13.973 5.954

  "# #$ # !& !$ ! !% ! % "  $  % "

      <  1- . @ < 3 ?    5

*+* 0 5

   . 1     5 -3+5

,+  7 ( =? 8 '+*

3 *   

+    '4  < '4

<  + ,+0 5

     ! # " %  $ & )   !

III - HOMOLOGAR o Resultado Final do Processo Seletivo Simplificado para o preenchimento de vagas temporårias para reposição de MÊdicos, conforme descrito no edital de abertura e no item supra, da Secretaria Municipal de Saúde, nos termos do Edital n.º 003/2012;

MAGIUS METALURGICA INDUSTRIAL S/A. - CNPJ 81.312.894/0001-57 ATIVO

           

 *+, - 

.   /-+ 0+  1-2  3 / *  +    - 4   3* ' (   .   5 (1 +  6+71  - 89 

   + :/ ; +3+  <  

 8  (/ -  =  0 <>

42.082

SALDOS INICIAIS EM 01 DE JANEIRO DE 2008 Lucro Líquido do Exercício Ajustes de Avaliação Patrimonial Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Reservas Legal - Distribuição de Lucros SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Lucro Líquido do Exercício Redução de Capital Social Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Distribuição de Lucros - Reservas Legal SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009

31.320

118

RESERVAS DE LUCROS A DISPOSIĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS ACIONISTAS 0

AJUSTES DE AVALIAĂ&#x2021;Ă&#x192;O PATRIMONIAL 0

LUCROS OU PREJUĂ?ZOS ACUMULADOS

35.827 5.057 1.198

(9.061) (385)

42.082 (1.360) -

1.198 9.061 385 31.320

503

9.061

1.198

0 (1.360)

(1.360) 31.320

503

7.701

1.198

TOTAL

4.389 5.057

1.360 0

40.722


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

13

Sistema imunológico é reprogramado para combater doenças autoimunes Cientistas suíços conseguiram reprogramar o sistema imunológico de cobaias para eliminar uma doença autoimune, abrindo o caminho para tratamentos contra a diabetes infantil ou a esclerose múltipla em humanos, segundo estudos publicados esta segundafeira nos Estados Unidos. As doenças autoimunes são aquelas em que o sistema imunológico ataca as células do próprio organismo. Os cientistas conseguiram atacar em ratos os linfócitos T, que têm a chave da imunidade celular e cuja disfunção é responsável pela diabetes juvenil, ao atacar as células do pâncreas. Para eliminar a agressividade destes glóbulos bran-

MAGIUS METALURGICA INDUSTRIAL S/A. - CNPJ 81.312.894/0001-57 BALANÇO PATRIMONIAL FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Duplicatas a Receber de Clientes Adiantamentos a Funcionários e Fornecedores Tributos a Recuperar Estoques Outros Direitos Realizáveis NÃO CIRCULANTE DIREITOS REALIZÁVEIS Direitos s/ Precatórios Depósitos Judiciais Partes Relacionadas Outros Direitos Realizáveis INVESTIMENTOS IMOBILIZADO INTANGÍVEL

2010 (EM MR$) 71.762 32.987 13.131 585 1.588 23.280 191 27.755 12.138 10.755 358 1.025 488 15.129 -

2009 (EM MR$) 65.528 29.690 11.338 440 1.975 21.943 142 25.978 11.248 10.755 493 488 13.392 850

99.517

91.506

TOTAL DO ATIVO

PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Adiantamentos de Clientes Empréstimos e Financiamentos Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Obrigações Fiscais e Tributárias Parcelamentos de Tributos Provisão p/ Férias e Encargos Partes Relacionadas Outras Obrigações NÃO CIRCULANTE Fornecedores Empréstimos e Financiamentos Parcelamentos de Tributos Precatórios Estaduais Obrigações Fiscais/ Sociais PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reserva Lucros Ajuste de Avaliação Patrimonial TOTAL DO PASSIVO

2010 (EM MR$) 121.523 (372) 121.151 (26.687) 94.464 (83.102) 11.362 (5.906) (1.775) (3.104) (1.027) 967 1.852 (885)

2009 (EM MR$) 77.717 (64) 77.653 (17.719) 59.934 (53.157) 6.777 (4.075) (1.568) (2.184) (323) (2.797) 2.323 (5.120)

6.423 (5.253) 3.414 (8.667) 1.170 (114) (290) 766

(95) (1.265) 2.967 (4.232) (1.360) (1.360)

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro Antes do IR e CS Ajustado por: Provisões p/ Férias e Encargos Alienação do Imbilizado e Investimento Depreciação/ Amortização Lucro Ajustado IR e CS Correntes (Aumento)/Diminuição dos Ativos: Duplicatas a Receber de Clientes Tributos a Recuperar Estoques Depósitos Judiciais Outros Direitos Realizáveis Aumento/(Diminuição) dos Passivos: Fornecedores Obrigações Trabalhistas e Previdênciarias Obrigações Fiscais e Tributárias Outras Obrigações Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aquisições no Imobilizado Direitos s/ Precatórios Partes Relacionadas Precatórios Estaduais Adiantamentos a Funcionários e Fornecedores Caixa Líquido Usado nas Atividades de Investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Adiantamentos de Clientes Parcelamento de Tributos Empréstimos e Financiamentos Redução de Capital Obrigações Fiscais/ Sociais Distribuição de Lucros Partes Relacionadas Caixa Líquido Usado nas Atividades de Financiamento (DIMINUIÇÃO)/AUMENTO LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO PERÍODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERÍODO

NOTAS EXPLICATIVAS COMPOSIÇÃO DE SALDO

1. ESTOQUES Produtos Acabados Produtos em Elaboração Matéria Prima Material Aux. de Fabricação Material de Embalagens Ferramentas de Curta Duração Outros Materiais 2. INVESTIMENTOS PARTICIPACOES EM OUTRAS EMPRESAS PARTICIPACOES EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS 3. IMOBILIZADO TERRENOS EDIFICACOES INSTALACOES MOVEIS E UTENSILIOS MAQUINAS E EQUIPAMENTOS FERRAMENTAS DE PRECISÃO VEICULOS IMOBILIZADO EM ANDAMENTO EQUIPAMENTOS PROCESSAMENTO DADOS - ADM TELEFONE (DIREITO DE USO) CESSAO DE USO DE SISTEMAS DEPRECIACAO ACUMULADA 4. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTO LEASING FINANCIAMENTOS

2009 (EM MR$) 42.830 3.421 617 1.434 765 11.072 208 958 24.343 12 7.954 58 4.109 345 3.442 40.722 31.320 8.204 1.198

99.517

91.506

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA MÉTODO INDIRETO

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO FATURAMENTO BRUTO (-) IPI S/ FATURAMENTO RECEITA BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA RECEITA LIQUIDA (-) CUSTO DAS MERC. VENDIDAS LUCRO BRUTO (-) DEPESAS OPERACIONAIS Administrativas Comerciais Tributárias (+/-) OUTRAS RECEITAS/DESPESAS (+) Outras Receitas (-) Outras Despesas LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (-) RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO Receitas Financeiras Despesas Finaceiras RESULTADO ANTES DA C.S. e IR (-) Contribuição Social (-) Imposto de Renda LUCRO LÍQUIDO DO EXERCICIO

2010 (EM MR$) 38.314 1.609 105 1.437 912 1.076 360 1.592 31.218 5 20.057 4.618 1.420 3.442 10.577 41.146 31.320 8.628 1.198

2010 (EM MR$) 23.280 2.517 4.935 15.460 113 1 162 92 488 355

2009 (EM MR$) 21.943 2.453 6.712 12.180 121 18 148 311 488 355

133 15.129 50 1.895 2.390 119 22.593 1.095 376 1.664

133 13.392 93 860 2.279 118 18.975 1.095 475 2.461

133 6 150 (15.342) 6.055 3.983 1.889 183

133 6 105 (13.208) 5.543 4.168 1.375 -

DIRETORIA: ADILTON BOFF CARDOSO Diretor Presidente

Em Milhares de Reais Períodos 01/jan./10 01/jan./09 a a 31/dez./10 31/dez./09 1.171

(1.360)

634 3.570 2.300 7.675 (405)

117 7.124 2.190 8.071 -

(1.792) 387 (1.336) (359) (49)

(3.378) 1.752 8.942 888

(1.870) 147 (9.996) (7)

(3.346) 181 2.206 (9)

(7.605)

15.307

(6.756) (532) -

(3.629) (2.506) (243) (289)

(145)

(3)

(7.433)

(6.670)

(511) 1.226 511 10.577 (343) 6.875

1 (80) (1.851) 567

18.335

(1.363)

3.297

7.274

29.690

22.416

32.987

29.690

ADALBERTO BOFF CARDOSO Diretor Vice-Presidente

CONTADOR: GILMARA JUVÊNCIO CRC: PR-060850/P-8

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Em Milhares de Reais

RESERVAS DE LUCROS EVENTOS

SALDOS INICIAIS EM 01 DE JANEIRO DE 2009 Lucro Líquido do Exercício Destinações Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Reservas Legal - Distribuição de Lucros SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 Lucro Líquido do Exercício Redução de Capital Social Destinações Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Distribuição de Lucros - Reservas Legal SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010

CAPITAL SOCIAL

31.320

RESERVA LEGAL

RESERVAS DE LUCROS A DISPOSIÇÃO DOS ACIONISTAS

503

9.061

AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL 1.198

(1.360) 31.320

503

7.701

38,00 541

8.086

1.198

LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

42.082 (1.360)

1.360 -

0 0 40.722 766 -

0 766

728 (343) 31.320

1.198

(728) (38) 0

“Escolhemos começar com esta aplicação antes da diabetes ou da esclerose para que possamos dominar e compreender todos os parâmetros”, explicou Jeffrey Hubbell, um dos coautores do estudo publicado nas Atas da Academia Nacional de Ciências (PNAS), datada de 17 a 21 de dezembro. Segundo Stephan Konton, outro co-autor, o principal aporte deste novo trabalho é sua extrema precisão. “Nosso método comporta poucos riscos e não deve produzir importantes efeitos colaterais, na medida em que não atacamos o sistema imunológico de forma conjunta, mas unicamente o tipo de linfócitos T im-

JUÍZO DE DIREITO DA 15ª.(DÉCIMA) SECRETARIA DO CIVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA- Avenida Cândido de Abreu, nº 535, 8º andar, Fórum, Centro Cívico. EDITAL DE CITAÇÃO DE RÉUS, EM LUGAR INCERTO E DESCONHECIDO, COM O PRAZO DE 20(VINTE) DIAS. FAZ SABER a quantos virem o presente, que perante este Juízo e Cartório da 15ª.Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba- Estado do Paraná, situado na Avenida Cândido de Abreu , nº 535 , 8º andar- Edifício do Fórum Cível, tramita a AÇÃO DECLARATÓRIA DE RECONHECIMENTO DE NEGÓCIO jurídico de COMPRA E VENDA DE COTAS SOCIAIS C/ PEDIDO DE EXCLUSÃO PERANTE A JUNTA, sob nº 1260/2009, em que é requerente JAIME BUBA e requeridos Sindeley Dener Destro (CPF nº 621.898.679-01), Luis Fernando Boff Zarpelon (CPF nº 676.552.89972), José do Carmo Junior (CPF nº 660.971.006-63), Emerson Carlos Pavelski (CPF nº 587.752.939-00) , Jatir Scmidtt (CPF nº 798.212.609-2), Márcio Augusto de Freitas e Exas – Execuções de Ações de saúde Ltda. (CNPJ nº 00.343.583/0001-53), e por este CITA os réus em lugar incerto e desconhecido, com o prazo de 20(vinte) dias, contados da publicação deste, para, intervir no feito , querendo- DESPACHO: “2. Tendo em vista que todos os esforços da parte autora para o fim de localizar os réus não surtiram efeitos, defiro a citação por edital dos mesmos, conforme requerido em Audiência de conciliação de fls. 339. Expeça-se edital com o prazo de 20 dias.” Observando o disposto no artigo 232 do Código de Processo Civil , citem-se os réus em lugar incerto e os eventuais interessados (CPC, 942), para oferecimento de defesa, no prazo de 15 dias. Curitiba, 13 de dezembro de 2012. Eu, (a) Leila Caroline Jaronski Tozetto, Técnica Judiciária, que o digitei e subscrevo. LUCIANI DE LOURDES TESSEROLI – Juíza de Direito

“ A Cia Magnetron Indústria e Comércio de Componentes torna público que requereu ao IAP a Licença Prévia, para a fabricação de materiais elétricos e eletrônicos para veículos automotores exceto baterias localizada na Alameda Arpo n 750 E, Ouro Fino, São José dos Pinhais/ PR. Não foi determinado estudo de impacto ambiental.

SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa abaixo torna público que requereu ao IAP, Licença de Operação para o empreendimento a seguir especificado: RP PISOS EPOXI LTDA – ME, CNPJ 11.606.760/0001-63, atividade: Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes e lacas, implantada na Rua Valenza, 135, no centro industrial Mauá, Br. Mauá , Colombo-PR, CEP 83413-540.

SÚMULA DE CONCESSÃO DA LICENÇA PRÉVIA GARANTIA INCORPORADORA LTDA, torna público que RECEBEU do IAP - Instituto Ambiental do Paraná, a Licença Prévia sob n° 32350, valida até 14/11/2014, para implantação de Condomínio Residencial – Arboretto Campestre Condomínio Parque, terreno designado LOTE D830, matrícula n° 73.027, localizado na Rua João Greschuk Neto, s/n° em São José dos Pinhais – PR.

TOTAL

0 (1.360)

-

cos, os cientistas utilizaram uma proteína modificada que, ao ser testada em ratos de laboratório, permitiu eliminar totalmente os sintomas da doença. Segundo biólogos da Escola Politécnica Federal de Lausanne, esta técnica pode se tornar muito promissora para tratar a diabetes juvenil - também conhecida como tipo 1 - e a esclerose múltipla em humanos. Os primeiros testes clínicos deverão ocorrer em 2014 para tratar, em primeiro lugar, os efeitos colaterais induzidos no sistema imunológico para o tratamento da gota, uma doença crônica vinculada ao metabolismo do ácido úrico.

0 (343) 41.145

SÚMULA DE REQUERIMENTO DA LICENÇA INSTALAÇÃO GARANTIA INCORPORADORA LTDA, torna público que REQUEREU do IAP - Instituto Ambiental do Paraná, a Licença de Instalação para implantação de Condomínio Residencial – Arboretto Campestre Condomínio Parque, terreno designado LOTE D830, matrícula n° 73.027, localizado na Rua João Greschuk Neto, s/n° em São José dos Pinhais – PR.

plicados nesta doença”, explicou em um comunicado. Os pesquisadores criaram uma empresa, Anokion SA, para realizar os testes clínicos. O grupo começou a fazer experimentos no laboratório para demonstrar o potencial deste novo tratamento para a esclerose múltipla, uma doença em que os linfócitos T destroem as células da mielina que formam uma camada protetora ao redor das fibras nervosas. Além disso, os cientistas estudam o potencial de sua técnica com outro tipo de glóbulos brancos, os linfócitos B, que desempenham um papel importante em muitas outras doenças autoimunes.


14

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

PUBLICAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES LEGAIS/ NACIONAL

MAGIUS METALURGICA INDUSTRIAL S/A. - CNPJ 81.312.894/0001-57 BALANĂ&#x2021;O PATRIMONIAL FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO Nota 3

CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Duplicatas a Receber de Clientes Adiantamentos a FuncionĂĄrios e Fornecedores Tributos a Recuperar Estoques Outros Direitos RealizĂĄveis NĂ&#x192;O CIRCULANTE DIREITOS REALIZĂ VEIS Direitos s/ PrecatĂłrios DepĂłsitos Judiciais Partes Relacionadas Outros Direitos RealizĂĄveis INVESTIMENTOS IMOBILIZADO

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DO RESULTADO DO EXERCĂ?CIO

PASSIVO 2011 (EM MR$) 52.834 8.585 18.661

16

4

TOTAL DO ATIVO

2010 (EM MR$) 71.762 32.987 13.131

2.139 1.418 21.975 56 32.743 14.658 13.698 860 100 18.085

585 1.588 23.280 191 27.755 12.138 10.755 358 1.025 488 15.129

85.577

99.517

Nota CIRCULANTE Fornecedores Adiantamentos de Clientes EmprĂŠstimos e Financiamentos Obrigaçþes Trabalhistas e PrevidenciĂĄrias Obrigaçþes Fiscais e TributĂĄrias Parcelamentos de Tributos ProvisĂŁo p/ FĂŠrias e Encargos Partes Relacionadas Outras Obrigaçþes NĂ&#x192;O CIRCULANTE EmprĂŠstimos e Financiamentos Parcelamentos de Tributos PrecatĂłrios Estaduais Obrigaçþes Fiscais/ Sociais PATRIMĂ&#x201D;NIO LĂ?QUIDO Capital Social Reserva Lucros Ajuste de Avaliação Patrimonial TOTAL DO PASSIVO

5 8 6 7 10 8 11 12

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DAS MUTAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DO PATRIMĂ&#x201D;NIO LĂ?QUIDO

2011 (EM MR$) 22.862 4.165 63 3.148 1.566 1.760 710 2.136 9.312 2 25.515 7.316 3.156 3.442 11.601 37.200 27.833 8.169 1.198 85.577

2010 (EM MR$) 38.314 1.609 105 1.437 912 1.076 360 1.592 31.218 5 20.057 4.618 1.420 3.442 10.577 41.146 31.320 8.628 1.198 99.517

Em Milhares de Reais

RESERVAS DE LUCROS EVENTOS

CAPITAL SOCIAL

SALDOS INICIAIS EM 01 DE JANEIRO DE 2010 Lucro Líquido do Exercício Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Reservas Legal - Distribuição de Lucros SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 Lucro Líquido do Exercício Redução de Capital Social Destinaçþes Propostas: - Reservas de Lucros a Disposição dos Acionistas - Distribuição de Lucros - Reservas Legal SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

RESERVA LEGAL

31.320

RESERVAS DE LUCROS A DISPOSIĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS ACIONISTAS

503

AJUSTES DE AVALIAĂ&#x2021;Ă&#x192;O PATRIMONIAL

7.701

LUCROS OU PREJUĂ?ZOS ACUMULADOS

1.198

38 541

(343) 8.086

1.198

0 766

40.722 766

(728) (38)

0 0 (343) 41.145 8.342 (3.487)

0 8.342

7.925 (8.800) 27.833

7.211

(7.925) (417) 0

1.198

0 (8.800) 37.200

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAĂ&#x2021;Ă&#x192;O Ă&#x20AC;S DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FINANCEIRAS - EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 1. INFORMAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES GERAIS a. A Magius MetalĂşrgica Industrial S/A ĂŠ uma sociedade anĂ´nima de capital fechado, situada em SĂŁo JosĂŠ dos Pinhais (PR). Tem por objeto a produção de peças estampadas, conjuntos soldados/rebitados/parafusados e pintados para montadoras de caminhĂľes, Ă´nibus, escavadeiras, tratores e colheitadeiras. Com equipamentos modernos, pessoal preparado com elevado nĂ­vel tĂŠcnico e ferramentaria prĂłpria. A Companhia pode atender seus clientes com prazo reduzido e com alto grau de qualidade. E(PHDJHUDomRGH5HFHLWD%UXWDpGHFRUUHQWHGREHQHÂżFLDPHQWR dos seguintes produtos:

Totais

15.129

13.558

Taxa 



(10.602)

18.085

Saldo no Saldo no LQtFLRGR $GLomR %DL[D ÂżQDOGR exercĂ­cio exercĂ­cio 2010 2010

7HUUHQRV(GLÂżFDo}HV        0yYHLVH8WHQVtOLRV      ,QVWDODo}HV 0iT((TXLS       Ferramentas Produtos Em Ton. Em MR$ GH3UHFLVmR      2011 2010 2011 2010 9HtFXORV        Equipamentos Peças p/VeĂ­culos Pesados 13.478 11.708 150.288 121.523 ,QIRUPiWLFD      Imobilizado em Andamento 2.461 238 (1.035) 1.664 2. RESUMO DAS PRINCIPAIS PRĂ TICAS CONTĂ BEIS D$VGHPRQVWUDo}HVÂżQDQFHLUDVIRUDPHODERUDGDVGHDFRUGRFRPDVSUiWLFDV Depreciação (13.207) (2.300) 167 (15.340) contĂĄbeis adotadas no Brasil e levam em consideração as disposiçþes Acumulada 13.392 4.455 (2.718) 15.129 contidas na Lei das Sociedades por Açþes â&#x20AC;&#x201C; Lei nÂş 6.404/76 e as alteraçþes Totais contidas na Lei nÂş 11.638/07, e as determinaçþes das Normas Brasileiras de Contabilidade emitidas pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade relativas 5. FORNECEDORES aos Pronunciamentos, Interpretaçþes e Orientaçþes dos CPCs (ComitĂŞ de a. O saldo de fornecedores ĂŠ composto por: Fornecedores Em MR$ Pronunciamentos ContĂĄbeis). 2011 2010 b. Estoques: Os estoques de matĂŠrias-primas sĂŁo demonstrados pelo custo mĂŠdio de aquisição. 4.162 1.572 A Companhia custeia os estoques de produtos em elaboração e acabados por Mercado Interno 3 37 estimativa orientada pelo Art. 296 do RIR, ou seja, os produtos em elaboração Mercado Externo 4.165 1.609 sĂŁo avaliados considerando 56% e os produtos acabados por 70% do maior preço Totais de venda no perĂ­odo de apuração. c. Imobilizado Registrado ao custo de aquisição e deduzidos da respectiva depreciação. 6. OBRIGAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES TRABALHISTAS E PREVIDĂ&#x160;NCIĂ RIAS As depreciaçþes sĂŁo calculadas de acordo com o mĂŠtodo linear Ă taxas que a. As obrigaçþes trabalhistas e previdenciĂĄrias sĂŁo compostas por: consideram o tempo estimado de vida Ăştil dos bens, conforme descrito na nota Em MR$ explicativa 04. Custos subsequentes sĂŁo incorporados ao valor residual do 2011 2010 LPRELOL]DGR RX UHFRQKHFLGRV FRPR LWHQV HVSHFtÂżFRV FRQIRUPH DSURSULDGR   somente se os benefĂ­cios econĂ´micos futuros associados a estes itens forem 2UGHQDGRVH6DOiULRV 530 349 SURYiYHLV H RV YDORUHV SXGHUHP VHU PHQVXUDGRV GH IRUPD FRQÂżiYHO 2 VDOGR Inss a Recolher 164 108 residual do item substituĂ­do ĂŠ baixado. Demais reparos e manutençþes sĂŁo Fgts a Recolher 7 0 reconhecidos diretamente no resultado do exercĂ­cio quando incorridos. d . Contribuição Sindical a Recolher 2XWUDV2EULJDo}HV7UDEDOKLVWDV   Programa de Participação nos Resultados (PPR) 1.566 912 A Companhia contabiliza em conta distinta os valores correspondentes a Totais participação dos empregados no resultado, conforme nota explicativa 15. Os valores foram contabilizados nas contas de custos dos produtos, em despesas 7. OBRIGAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FISCAIS E TRIBUTĂ RIAS As obrigaçþes tributĂĄrias sĂŁo compostas por: com vendas, em gerais e administrativas, no montante de R$ 1.097 (em 2011) e a. Em MR$ R$ 288 (Em 2010). 2011 2010 e. ProvisĂŁo para Imposto de Renda e Contribuição Social 505 168 O imposto de renda ĂŠ calculado Ă  alĂ­quota de 15% (quinze por cento) acrescido Impostos Retidos a Recolher 827 501 do adicional de 10% (dez por cento) sobe os valores que excederam o valor de R$ Icms a Recolher 77 71 240 no perĂ­odo de 12 meses, incidentes sobre o lucro real apurado. A contribuição Pis a Recolher   social ĂŠ calculada a alĂ­quota de 9% (nove por cento) incidentes sobre o Lucro &RÂżQVD5HFROKHU Irpj a Recolher 0 7 Real apurado. 0 5 f. Apuração do Resultado e CritĂŠrio de Reconhecimento da Receita de Contribuicao Social a Recolher Totais 1.760 1.076 Venda O resultado das operaçþes ĂŠ apurado em conformidade com o regime de competĂŞncia do exercĂ­cio. A receita de vendas dos produtos ĂŠ reconhecida no 8. EMPRĂ&#x2030;STIMOS E FINANCIAMENTOS resultado quando: a. EstĂŁo demonstrados pelos ajustes a valor presente e sua composição (a) O valor pode ser mensurado com segurança; segue: E eSURYiYHOTXHRVEHQHItFLRVHFRQ{PLFRVIXWXURVĂ&#x20AC;XLUmRSDUDDHPSUHVD 2011 F 2VFULWpULRVHVSHFtÂżFRVWLYHUHPVLGRDWHQGLGRVHPFDGDXPDGDVYHQGDV NÂş Passivo Passivo realizadas compreendendo as transferĂŞncias de propriedade e dos riscos e Finalidade Contratos Circulante NĂŁo Circulante benefĂ­cios inerentes ao produto para o cliente, com a comprovação da transação 13 2103 4047 VHJXQGR HYLGrQFLDV SUHYLVWDV H FRQÂżUPDomR GR FUHGLWR SDUD D UHDOL]DomR GD Leasing Finame 16 789 1293 transação. 4 172 37 A receita compreende o valor justo da contraprestação recebida ou a receber CDC 1 84 1939 pela comercialização de produtos no curso normal das atividades da Magius Capital de Giro 34 3148 7316 MetalĂşrgica industrial S/A, e esta demonstrada pelo valor lĂ­quido dos tributos Totais incidentes, descontos e devoluçþes. 2010 g. Dividendos NÂş Passivo Passivo 2PRQWDQWHDGDWDHDIRUPDGDGLVWULEXLomRGRVGLYLGHQGRVVmRGHÂżQLGRVHP Finalidade Contratos Circulante NĂŁo Circulante Assembleia OrdinĂĄria dos Acionistas. Leasing 12 719 3264 Finame 12 646 1243 3. ATIVOS E PASSIVOS CIRCULANTES E NĂ&#x192;O CIRCULANTES CDC 2 72 111 a. Estoques Capital de Giro 0 0 0 Em MR$ Totais 26 1437 4618 2011 2010 MatĂŠria prima e Outros 11.306 15.828 (a) Encargos: Produtos em Elaboração 7.771 4.935 Os juros variam de 0,38% a.m. a 1,87% a.m. acrescidos de TJLP e/ou CDI Produtos Acabados 2.898 2.517 conforme o caso. Totais 21.975 23.280 (b) Garantias: b. Impostos a Recuperar, Demais Ativos e Passivos Circulantes e NĂŁo $OLHQDomRÂżGXFLiULDH'XSOLFDWDV (c) Amortizaçþes do principal e dos juros: Circulantes (a) Impostos â&#x20AC;&#x201C; as antecipaçþes ou valores passĂ­veis de compensação sĂŁo As amortizaçþes do principal e dos juros ocorrem mensal, semestral e/ou demonstradas no ativo circulante de acordo com a previsĂŁo de sua realização; anualmente. (b) Demais Ativos e Passivos Circulantes e NĂŁo Circulantes â&#x20AC;&#x201C; os demais ativos sĂŁo apresentados ao valor de custo ou realização, incluindo quando aplicĂĄvel, os rendimentos e variaçþes monetĂĄrias auferidas. Os demais passivos sĂŁo demonstrados por valores conhecidos ou calculĂĄveis, acrescidos, quando aplicĂĄvel, dos correspondentes encargos e variaçþes monetĂĄrias incorridas em conformidade com os contratos vigentes.

9. HONORà RIOS E ENCARGOS DOS ADMINISTRADORES a. A remuneração total dos administradores em 2011 foi de R$ 454 e em 2010 foi de R$ 144. 10. PARTES RELACIONADAS a. As partes relacionadas são compostas por: (a) Ativo

4. IMOBILIZADO a. O Imobilizado ĂŠ composto por:

Em MR$ Taxa Depr. Em MR$ 2011 2010

Valor Em MR$ 2011 2010

7HUUHQRV(GL¿FDo}HV     0yYHLVH8WHQVtOLRV     ,QVWDODo}HV0iT((TXLS     )HUUDPHQWDVGH3UHFLVmR     9HtFXORV     (TXLSDPHQWRV,QIRUPiWLFD     %HQIHLWRULDVHP3URSUGH7HUFHLURV     Imobilizado em Andamento 1.414 1.664 Depreciação Acumulada (16.855) (15.340) Valor Líquido Imobilizado 18.085 15.129 b. Mutações do Imobilizado Taxa Saldo no Saldo no   LQtFLRGR $GLomR %DL[D ¿QDOGR exercício exercício 2011 2011 7HUUHQRV(GLILFDo}HV  0yYHLVH8WHQVtOLRV  ,QVWDODo}HV 0iT((TXLS  Ferramentas GH3UHFLVmR  9HtFXORV  Equipamentos ,QIRUPiWLFD  Benfeitorias em Propr. GH7HUFHLURV  Imobilizado em Andamento 1.664 Depreciação Acumulada (15.340)

 

    

     

 

 













1.829

(2.079)

(2.310)

795

13 13

2011 (EM MR$) 150.288 (66) 150.222 (33.240) 116.982 (99.421) 17.561 (9.238) (2.123) (4.204) (2.911) 1.780 2.025 (245)

2010 (EM MR$) 121.523 (372) 121.151 (26.687) 94.464 (83.102) 11.362 (5.906) (1.775) (3.104) (1.027) 967 1.852 (885)

10.103 741 6.427 (5.686) 10.844 (687) (1.815) 8.342

6.423 (5.253) 3.414 (8.667) 1.170 (114) (290) 766

0~WXRSDUD0DJLXV3DUWLFLSDo}HV/WGD MĂştuo para Aldeia Empreendimentos S/A Totais (b) Passivo

2011  0 0

2010  125 1.025 Em MR$

Contratos MĂştuos - SĂłcios Juros sobre Contratos MĂştuos - SĂłcios Juros sobre Capital PrĂłprio MĂştuo com Aldeia Empreendimentos S/A Totais

2011 7.450 108 1.754 0 9.312

Em Milhares de Reais PerĂ­odos 01/jan./11 01/jan./10 a a 31/dez./11 31/dez./10

TOTAL

(3.487)

417 958

Nota 1

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DO FLUXO DE CAIXA MĂ&#x2030;TODO INDIRETO

728 31.320

FATURAMENTO BRUTO (-) IPI S/ FATURAMENTO RECEITA BRUTA (-) DEDUĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DA RECEITA RECEITA LIQUIDA (-) CUSTO DAS MERC. VENDIDAS LUCRO BRUTO (-) DEPESAS OPERACIONAIS Administrativas Comerciais TributĂĄrias (+/-) OUTRAS RECEITAS/DESPESAS (+) Outras Receitas (-) Outras Despesas LUCRO OPERACIONAL ANTES DO RESULTADO FINANCEIRO (-) RESULTADO FINANCEIRO LĂ?QUIDO Receitas Financeiras Despesas Finaceiras RESULTADO ANTES DA C.S. e IR (-) Contribuição Social (-) Imposto de Renda LUCRO LĂ?QUIDO DO EXERCICIO

2010 7.450 19.005 4.713 50 31.218

11. OBRIGAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FISCAIS/SOCIAIS a. A Companhia ĂŠ parte envolvida em processos tributĂĄrios, trabalhistas, e outros em andamento, e estĂĄ discutindo essas questĂľes tanto na esfera administrativa como na judicial. Quando aplicĂĄvel, foram efetuados depĂłsitos judiciais para fazer frente Ă parte dessas obrigaçþes. O saldo das obrigaçþes tributĂĄrias e provisĂľes para passivos contingentes registradas contabilmente, sĂŁo apresentados a seguir: Em MR$  2011 2010  INSS - DepĂłsitos Judiciais 720 0 ReclamatĂłrias Trabalhistas 76 0  ProvisĂŁo INSS a Recolher 159 0 ProvisĂŁo FGTS a Recolher 43 0  3URYLVmR3LV&RÂżQVD5HFROKHU    ProvisĂŁo ICMS a Recolher 16 0 Icms a Recolher - PrecatĂłrios 8.828 10.577  Prov. Atual. DĂŠbito ICMS - PrecatĂłrios 1.713 0 Totais 11.601 10.577  12. PATRIMĂ&#x201D;NIO LĂ?QUIDO 1.414 a. Capital Social O capital social ĂŠ de R$ 27.833 em 2011 e R$ 31.320 em 2010. Totalmente (16.855) subscrito e integralizado, ĂŠ representado por 27.832 açþes ordinĂĄrias e

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Lucro Antes do IR e CS Ajustado por: ProvisĂľes p/ FĂŠrias e Encargos Alienação do Imbilizado e Investimento Depreciação/ Amortização Lucro Ajustado IR e CS Correntes (Aumento)/Diminuição dos Ativos: Duplicatas a Receber de Clientes Tributos a Recuperar Estoques DepĂłsitos Judiciais Outros Direitos RealizĂĄveis Aumento/(Diminuição) dos Passivos: Fornecedores Obrigaçþes Trabalhistas e PrevidĂŞnciarias Obrigaçþes Fiscais e TributĂĄrias Outras Obrigaçþes Caixa LĂ­quido Proveniente das Atividades Operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aquisiçþes no Imobilizado Direitos s/ PrecatĂłrios Partes Relacionadas Adiantamentos a FuncionĂĄrios e Fornecedores Caixa LĂ­quido Usado nas Atividades de Investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Adiantamentos de Clientes Parcelamento de Tributos EmprĂŠstimos e Financiamentos Redução de Capital Obrigaçþes Fiscais/ Sociais Distribuição de Lucros Partes Relacionadas Caixa LĂ­quido Usado nas Atividades de Financiamento (DIMINUIĂ&#x2021;Ă&#x192;O)/AUMENTO LĂ?QUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INĂ?CIO DO PERĂ?ODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO PERĂ?ODO

10.844

1.171

544 11.091 2.310 24.789 (2.502)

634 3.570 2.300 7.675 (404)

(5.530) 170 1.304 (502) 35

(1.792) 387 (1.336) (359) (49)

2.556 654 684 (2)

(1.870) 147 (9.996) (7)

21.656

(7.604)

(15.869) (2.943) 1.025 (1.553)

(6.756) (532) (145)

(19.340)

(7.433)

(42) 2.085 4.408 (3.487) 1.024 (8.800) (21.906)

(511) 1.226 510 10.577 (343) 6.875

(26.718)

18.334

(24.402)

3.297

32.987

29.690

8.585

32.987

NOTAS EXPLICATIVAS (continuação) nominativas e sem valor nominal. b. A composição do capital Ê:  0DJLXV3DUWLFLSDo}HV/WGD $GLOWRQ%RII&DUGRVR $GDOEHUWR%RII&DUGRVR 7RWDLV  0DJLXV3DUWLFLSDo}HV/WGD Adilton Boff Cardoso Adalberto Boff Cardoso Totais 0DJLXV3DUWLFLSDo}HV/WGD Adilton Boff Cardoso Adalberto Boff Cardoso Totais

  2.011 2.010         4WGHDo}HV 2.011 2.010   445 501 445 501 27.832.980 31.320.002 Em R$ 2.011 2.010   445 501 445 501 27.832.980 31.320.002

c. PolĂ­tica de Distribuição de Lucros e Juros sobre Capital PrĂłprio e mais, Juros sobre Contratos de MĂştuos de Acionistas. A distribuição de lucros e / ou juros sobre capital prĂłprio ĂŠ determinada em AssemblĂŠia de Acionistas. (a) Lucros DistribuĂ­dos - No exercĂ­cio de 2011 foram distribuĂ­dos lucros de (R$ 8.800 referentes ao saldo do ano de 2005 e de 2006 a 2011). Em 2010, o valor de (R$ 343 referentes ao ano de 2005); (b) Juros sobre Capital PrĂłprio â&#x20AC;&#x201C; No exercĂ­cio de 2011 foram distribuĂ­dos (R$ 4.713 referentes ao saldo dos anos de 2005 a 2010). Em 2010, o valor de (R$ 524 referentes aos anos de 2005 a 2010); (c) Juros sobre Contratos de MĂştuos: No exercĂ­cio de 2011 foram distribuĂ­dos (R$ 20.227 referentes ao saldo dos anos de 2005 a 2011). Em 2010, o valor de (R$ 555 referentes aos anos de 2005 a 2010); 13. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIĂ&#x2021;Ă&#x192;O SOCIAL â&#x20AC;&#x201C; RESULTADO a. O Imposto de Renda e a Contribuição Social foram calculados com base no Lucro real, conforme demonstrado a seguir: Em MR$ 2011 2010 ProvisĂŁo Imposto de Renda 1.815 290 ProvisĂŁo Contribuição Social 687 114 Totais 2.502 404 E5HJLPH7ULEXWiULRGH7UDQVLomR¹³577´ 3DUDÂżQVGHDSXUDomRGRLPSRVWRGHUHQGDHGDFRQWULEXLomRVRFLDOVREUHR lucro lĂ­quido dos exercĂ­cios de 2009 e 2008, a Companhia optou pelo RTT, que permite Ă pessoa jurĂ­dica eliminar os efeitos contĂĄbeis da Lei nÂş 11.638/07 e da MP nÂş 449/08, convertida na Lei nÂş 11.941/09, por meio de registros no livro de apuração do lucro real â&#x20AC;&#x201C; LALUR ou de controles auxiliares, sem qualquer PRGLÂżFDomRGDHVFULWXUDomRPHUFDQWLO Em 2011, a Companhia continuou adotando as mesmas prĂĄticas tributĂĄrias utilizadas em 2008, 2009 e 2010, uma vez que o RTT terĂĄ vigĂŞncia atĂŠ a entrada HPYLJRUGHXPDOHLTXHGLVFLSOLQHRVHIHLWRVÂżVFDLVGRVQRYRVPpWRGRVFRQWiEHLV buscando a neutralidade tributĂĄria. 14. COBERTURA DE SEGUROS a. Em 31 de dezembro de 2011, a Companhia possuĂ­a cobertura de seguros contra incĂŞndios para os bens do imobilizado, atravĂŠs da seguradora Liberty Seguros S/A, SRUYDORUHVFRQVLGHUDGRVVXÂżFLHQWHVSDUDFREULUHYHQWXDLVSHUGDVFRPEDVH em opiniĂŁo dos tĂŠcnicos em seguros. O valor da apĂłlice ĂŠ de R$ 50.000. 15. PROGRAMA DE PARTICIPAĂ&#x2021;Ă&#x192;O NOS RESULTADOS (PPR) D$&RPSDQKLDWHPXPSURJUDPDGHUHPXQHUDomRYDULiYHOFRPDÂżQDOLGDGH de fortalecer o planejamento operacional e estratĂŠgico consolidando assim os SULQFtSLRVGHÂżQLGRVQD9LVmRGH1HJyFLRVHQDVXD0LVVmRHHVWiEDVHDGRQR alcance de Objetivos EstratĂŠgicos e Metas Setoriais. O objetivo do programa ĂŠ tambĂŠm estimular o envolvimento de todos os empregados, motivando-os a superar nĂ­veis de desempenho. 16. TĂ?TULOS PRECATĂ&#x201C;RIOS a. A Companhia ĂŠ detentora de direito de tĂ­tulos precatĂłrios no valor de face de 5RVTXDLVVmRUHFHEtYHLVHFRQÂżiYHLVVHQGRTXHDVFHVV}HVGHGLUHLWRV necessĂĄrias Ă  aquisição dos referidos crĂŠditos foram devidamente homologadas pelas YDUDVMXGLFLDLVFRPSHWHQWHVSDUDWDQWRLQFOXVLYHFRPUDWLÂżFDomRGRYDORUGHDTXLVLomR o que gerou atualização de R$ 2.943, totalizando R$ 13.698. Este ativo estĂĄ destinado a compensar o valor de ICMS relativos aos anos de 2006 a 2009, os quais podem ser quitados atravĂŠs de parcelamento especial conforme objeto da Lei Estadual nÂş 17.082/11, aprovada pela Assembleia do Estado do ParanĂĄ. Assim, a contabilização relativa ao ano-calendĂĄrio de 2011 do saldo devedor de ICMS a Pagar do perĂ­odo de 2006 a 2009, considerou os descontos de multas e juros trazidos pela referida Lei, representando R$ 10.541. A atualização que foi realizada pela companhia de forma conservadora, de modo a nĂŁo divergir do entendimento adotado pelo Estado do ParanĂĄ.

DIRETORIA: ADILTON BOFF CARDOSO Diretor Presidente CONTADOR: GILMARA JUVĂ&#x160;NCIO CRC: PR-060850/P-8

ADALBERTO BOFF CARDOSO Diretor Vice-Presidente

Confederação de Ciclismo anuncia ranking e GF ĂŠ bicampeĂŁ na categoria Junior Masculino A CBC â&#x20AC;&#x201C; Confederação Brasileira de Ciclismo acaba de anunciar o ranking final do ciclismo e pista nacional. A GF Ciclismo/Unilance, mais uma vez, foi destaque em diversas categorias das disputas do ano sobre duas rodas. Em 2012, a equipe deu atenção especial Ă s categorias de base e tambĂŠm ajudou a revelar talentos do esporte brasileiro. Veja alguns dos resultados da equipe: 1Âş Lugar Individual Fernando Sikora Jr 2Âş Lugar Individual Gustavo Oliveira 3Âş Lugar Individual Willian Heusi 5Âş Lugar Individual - Victor Tambosi CAMPEĂ&#x192;O Equipes Categoria JĂşnior Masculino â&#x20AC;&#x201C; FUNDISTAS 1Âş Lugar Individual - Bruno Garcia 7Âş Lugar Individual William Heusi 8Âş Lugar Individual - Victor Tambosi VICE CAMPEĂ&#x192;O Equipes Categoria Juvenil Masculino - FUNDISTAS 1Âş Lugar Individual - FĂĄbio Dalamaria 7Âş Lugar Individual Ricardo Dalamaria 5Âş Lugar Equipes Elite Masculino â&#x20AC;&#x201C; FUNDISTAS 5Âş Lugar Individual - Fagner Amaral De acordo com o coordenador da equipe, Edson Ferreira, o professor Nescau, os resultados sĂŁo gratificantes e representam todo o empenho dos atletas durante o ano. Ele salienta ainda que o momento ĂŠ de agradecer Ă s empresas que apoiaram o projeto durante todo o ano: Copel, ConsĂłrcio Unilance, HigiControl - Soluçþes Ambientais, Nutriall Produtos Naturais e Suplementos, AW Comunicação, Itupava Construçþes, Mauro Ribeiro Sports, Moldura Minuto, Dvd CaffĂŠ, Pedale Bikes e SMELJ. â&#x20AC;&#x153;Sem essa ajuda, nossa caminhada teria sido difĂ­cil. E temos certeza do sucesso em 2013 porque estamos novamente com projetos ousadosâ&#x20AC;?, afirma o professor Nescau. Para 2013, as projeçþes sĂŁo otimistas, especialmente com a aprovação do projeto da equipe GF Ciclismo junto Ă  LEI DO INCENTIVO AO ESPORTE do MinistĂŠrio do Esporte, para captação de investimentos utilizando recursos do Imposto de Renda (Lei Federal 11.438) com. Para saber como patrocinar e apoiar a GF Ciclismo em 2013, entre em contato pelo e-mail: nescau@gfassessoriaesportiva.com.br. PARA MAIS INFORMAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES E AGENDAMENTO DE ENTREVISTAS, ENTRE EM CONTATO: AW COMUNICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O: www.adrianewerner.com.br â&#x20AC;&#x201C; (41) 3082-8882 JORNALISTA ADRIANE WERNER: adriane@adrianewerner.com.br â&#x20AC;&#x201C; (41) 88630464 Mudar o email |


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

15

ARAUCÁRIA

Unidade de Saúde Santa Mônica passa por reforma e ampliação Posto de atendimento é entregue à população com quase 200 metros quadrados de conforto e comodidade

Foto Carlos Poly/ACS

Unidade de Saúde atende mais de 20 mil pessoas cadastradas

Foi inaugurada na última terça-feira (18), a Unidade de Saúde do bairro Santa Mônica, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, que passou por reforma e ampliação. A obra, realizada para atender a população, teve o investimento de R$ 307 mil. Toda unidade foi reformada e uma área nova de 161 metros quadrados foi construída. O local ganhou uma sala de reuniões, uma sala para os enfermeiros, mais uma sala de espera, mais uma sala de atendimento clínico, além de salas maiores para a marcação de consultas e farmácia, e passou por reforma geral. A unidade atende uma população de 22 mil pessoas cadastradas atualmente. A dona de casa Donaide

Almeida de Oliveira, de 58 anos, moradora da região, utiliza os serviços da unidade há quatro anos com sua família e aprovou a melhoria. "Ficou maravilhoso o espaço, mais organizado, com mais condições de atender, arejado. Todos estão de parabéns", relatou a dona de casa. Esta foi apenas mais uma das obras entregues recentemente, dentre ampliações, reformas e construções. "Por pouco não vamos entregar a unidade de saúde do Tietê. Entregamos a nova unidade de pronto atendimento do Planalto, fizemos a ampliação da unidade da Colônia Cristina, a reforma das unidades do CSU e do Guajuvira, entregamos as novas unidades do Capinzal, Jardim Alvorada e Jardim Califórnia", lembra o prefeito Albanor Zezé Gomes.

Complementando estas obras, está em andamento o trâmite para construção da nova unidade do Jardim Condor e ampliação da unidade do Industrial. O setor ainda ganhou diversos profissionais da área por meio de concursos públicos realizados. "Em 2009 fizemos levantamento da estrutura da saúde do município e das condições de atendimento. A partir disso fizemos novas unidades e serviços, além de aprimorar os serviços existentes, organizamos o acesso a exames e cirurgias pela central de agendamento, reduzindo o tempo de espera e tivemos também a implementação de uma política de medicamentos que beneficiou muito a população", esclarece o secretário municipal de Saúde, Haroldo Ferreira.

QUATRO BARRAS

O que dizer de uma cartinha de Natal onde crianças de sete ou oito anos pedem pela harmonia, pela felicidade dos pais ou mesmo por uma árvore, para proteger o meio ambiente? Foi neste contexto múltiplo e também inesperado de pedidos que a equipe dos Correios em conjunto com a Secretaria de Educação organizou um Natal especial para os 168 alunos da Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves, na Campininha, área rural de Quatro Barras. Dizer que as crianças deixaram lições seria desnecessário. Mas elas assim o fizeram. "A cada momento foi emocionante. Lemos cartas que jamais poderíamos imaginar, e hoje, tudo que podemos dizer é que estamos muito felizes por estar aqui", disse a tesoureira do Correio, Adriana Genovês. Acompanhada pelo funcionário do Correio, Mauro José Lima, e por voluntários, professoras, diretora e equipe pedagógica da escola, eles torceram e vibraram por um a um dos alunos enquanto buscavam seus presentes. Ainda antes de recebêlos, as crianças apresentaram cantatas com músicas em português e inglês, mostrando a fluência na língua a partir do projeto de inglês implantado em todas as escolas municipais. No repertório, belas canções lembraram o nascimento de Jesus e a beleza do Natal. Depois elas aguardaram ansiosas pela chegada do bom velhinho. Para sua surpresa, vieram dois. E com eles, um universo de brinquedos doados pelos padrinhos que retiraram as cartinhas no Correio.

Foto Divulgação/PMQB

Natal dos Correios leva brinquedos e alegria para carentes

Papai Noel emocionou crianças, pais e professores da Escola Tancredo Neves

"Cada um que ia chegando falávamos sobre o projeto, e eles iam adotando uma criança. Assim retiraram as cartas e compraram os presentes. No final, buscamos alguns padrinhos e conseguimos atender 100% das crianças", conta Adriana. Cercado de emoção e na presença dos pais, o evento foi considerado pela diretora Iracema Alves Pires Vidolin como o Natal mais bonito da escola. "Para nós que conhe-

cemos um pedacinho da vida de cada um deles, as alegrias, as dificuldades, é uma emoção que não pode ser medida. Torcemos por eles, vemos como é merecido, e como foi único, até porque nunca houve um Natal tão lindo. Não há nada mais comovente para nós professores", disse. O Natal dos Correios também teve apoio da gerente da Agência dos Correios, Leocádia dos Santos, e de toda a

equipe da escola. Também teve surpresa extra com a doação de brinquedos arrecadados através de uma gincana do Colégio Estadual Arlinda Ferreira Creplive. No evento da semana passada, é possível dizer que algumas crianças realizaram o sonho de ter sua primeira bicicleta, seu skate, violão, carrinhos ou bonecas, e que todas juntas mostraram o sentimento de união, amor e a beleza do Natal.

ALMIRANTE TAMANDARÉ

TIJUCAS DO SUL

Município contemplado com nova ambulância para o Samu Para qualificar ainda mais o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nos municípios de Tijucas do Sul e Quitandinha, na Região Metropolitana de Curitiba, o Ministério da Saúde realizou a entrega de duas novas ambulâncias para atendimento à população. Os dois municípios aderiram recentemente ao Samu. O projeto trouxe um grande reforço ao atendimento das duas cidades e ainda das regiões vizinhas que são atendidas pelas mesmas equipes. Desde que foram instaladas, as unidades já atenderam várias ocorrências. Na última semana, o Ministério da Saúde entregou mais duas ambulâncias, sendo uma para cada um dos municípios. A entrega dos veículos foi comemorada pelas equipes de saúde. Em Tijucas do Sul, por exemplo, a Secretaria Municipal da Saúde havia adaptado uma das ambulâncias para poder iniciar os atendimentos do Samu até a chegada do veículo prometido pelo ministério. Em Quitandinha, a Pre-

feitura vem avançando com investimentos na Saúde e este vem a ser mais um degrau concretizado. De acordo com o secretário da Pasta, Daniel Ely Andrade, a nova ambulância chega para contribuir no atendimento da população em casos de urgências. "Esse é mais um veículo que chega para somar. Todo equipado para prestarmos os atendimentos de urgência no município, viabilizando assim mais qualidade nas ocorrências e na agilidade do transporte dos pacientes", justificou. Os veículos, Renault, modelo Master, são avaliados em R$ 122 mil cada um. As novas ambulâncias vêm com equipamentos e sistema de iluminação externa mais sofisticada, o qual facilitará o trabalho da equipe em uma situação de resgate em período noturno. Recentemente, o município de Agudos do Sul, que também possui uma base do Samu, recebeu um mesmo veículo para atendimento.

Prefeitura conclui obra na Lamenha Grande As obras de pavimentação na Rua das Amoreiras, que liga a região da Colônia Gabriela à rodovia do Contorno Norte, na Lamenha Grande, estão em fase de conclusão. Estiveram na tarde de ontem (20) acompanhando a execução de mais um trecho de capa asfáltica, o

prefeito Vilson Goinski e o secretário de obras, Dilaor Machado. Segundo o prefeito Goinski, além de ser uma ligação estratégica para o sistema viário do município, as obras irão beneficiar as empresas já instaladas na região favorecendo ainda a

instalação de novas empresas que gerem desenvolvimento para o município. "As obras também melhoram a qualidade de vida da população, que antes sofria com o pó", comentou o prefeito satisfeito com mais uma obra que deixará para a cidade.

Prefeito Altair Gringo e o vice Nelsão recebem veículo para Tijucas do Sul


16

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

Dirceu João Maschyo

E-MAIL: dirceumetropole@hotmail.com

Iguaçu bate o Bairro Alto e conquista o heptacampeonato de Curitiba Foram 20 anos na fila, aguardando o título de hptacampeão da Série A do Futebol Amador de Curitiba

Iguaçu é campeão depois de 20 anos de jejum

O capitão Luizinho Neto ergue a taça de campeão

Vilson, do Iguaçu, ficou com o troféu de goleiro menos vazado

Rogério Corrêa recebeu o troféu de segundo lugar do presidente da Federação Paranaense de Futebol, Hélio Cury

Depois da volta olímpica os jogadores vibraram junto com a torcida

Em um jogo decidido no primeiro tempo com um gol de Laércio aos 32 minutos, o Iguaçu ganhou do Bairro Alto na terceira partida da final da Suburbana e quebrou um jejum de 20 anos sem um título do futebol amador de Curitiba. A primeira conquista do clube aconteceu em 1962 e desde então não havia passado tanto tempo sem vencer a competição, a última foi em 1992 contra o Vila Fanny, com a vitória o time fatura o campeonato pela sétima vez e se credencia para disputar a Taça Paraná de 2013. Bairro Alto e Iguaçu repetiram as boas atuações das duas primeiras partidas e fizeram uma apresentação emocionante, novamente o público mostrou sua paixão pela modalidade e cerca de 3000 mil pessoas compareceram ao estádio. Para conseguir o título o Iguaçu apostou na continuidade do trabalho do técnico Juninho e na base de 2011, apresentou mais alguns reforços, entre eles seis campeões pelo CABA no ano passado e fechou o grupo. Para Juninho esse fator foi fundamental, pois o clube se organizou e se projetou para ficar com a taça "Ano passado quando montamos a equipe, nós montamos para isso, para quebrar com o jejum, para fazer um trabalho para o Iguaçu mudar a cara do vinha sendo nos últimos anos, ser campeão, ficar na frente da fila como é o lugar dele". O presidente do Iguaçu, Romeu Estival, que vibrou a cada vitória do time durante o campeonato, atribui a conquista a muito empenho, ele ressalta que há dois anos não pararam de trabalhar, e agora foram coroados com o título. "Foi um trabalho de equipe temos que agradecer desde o Joel até o rapaz do foguete, uma coisa desta nunca tínhamos visto (um foguetório no campo do Iguaçu despois do título com 38 mil tiros), e se a gente não trabalha não chega a lugar nenhum". Para o presidente o campeonato foi complicado, as equipes estavam com um nível técnico muito bom, porém ele acrescenta que se o time quisesse ser campeão precisava ganhar alguns jogos chave. "Eu sempre tinha um ditado, vamos ganhar os clássicos e ganhamos o campeonato, e de fato esse ano ganhamos todos os clássicos, Trieste ganhamos deles três vezes o que fazia tempo que não ganhávamos, contra o Santa Quitéria fizemos o resultado aqui (campo do Iguaçu) e ganhamos nos pênaltis lá". Mas para Estival o confronto que mudou a história aconteceu contra o Bairro Alto, na segunda partida da final, o time perdia por 1 a 0 e a torcida do CABA cantava é campeão, porém quando poucos acreditavam aconteceu a virada. "O jogo nosso foi no sábado retrasado que estávamos perdendo de 1 a 0 até os 30 minutos (do segundo tempo) e viramos para 2 a 1, foi o pulo para ser campeão", acrescenta o presidente. Depois da partida no campo do Trieste, o elenco do Iguaçu subiu no carro de Bombeiros e um grande cortejo seguiu o time até as dependências do Egídio Ricardo Pietrobelli, onde uma grande festa estava preparada. Um foguetório com 38 mil tiros foi disparado e a numerosa torcida presente acompanhou por cerca de 10 minutos os estampidos ao grito de é campeão.


| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

17

Alex do Coritiba Paraná Clube confirma quatro reforços para 2013 participa de jogo

Foto Divulgação/Paraná Clube

contra a pobreza Craques do futebol mundial se reuniram na noite de quarta-feira (19), em Porto Alegre (RS), na Arena do Grêmio, onde participaram do amistoso contra a pobreza, promovido pelos ídolos do futebol mundial Ronaldo e o francês Zidane. O meia Alex, do Coritiba, participou do evento. O craque coxa branca jogou o segundo tempo da partida no time dos amigos de Zidane. Outros grandes craques do futebol brasileiro e internacional também participaram da festa. "Fico feliz em poder contribuir com todo esse pessoal. Acima da festa é um jogo histórico pelo bem que ele traz as pessoas", conta Alex. A partida foi transmitida para diversos países do mundo e em dez anos de história, pela primeira vez, foi realizada no Brasil.

Os contratados; goleiro Marcos, atacantes Reinaldo e Paulo Renê, e o meia Rubinho

do Paraná Clube, Marcos foi um dos principais nomes na campanha do título nacional de 2000. Na época com 24 anos, o goleiro se destacou no campeonato que garantiu ao Tricolor a conquista da Copa João Havelange (Módulo Amarelo). O atleta seguiu carreira no futebol europeu, defendendo clubes como o Marítimo, Porto e o Feirense, de Portugal. Outro jogador experiente que chega ao time paranista é o atacante Reinaldo. O atle-

ta acumula passagens por Flamengo-RJ, São Paulo-SP, Paris Saint German (França), Botafogo-RJ, além de equipes do futebol japonês, chinês e coreano. Na bagagem, o centroavante possui uma série de títulos conquistados dentro e fora do Brasil. Para reforçar o meio-decampo, o nome de Rubinho está entre os contratados. O jogador já havia chamado atenção do Tricolor na Copa do Brasil, quando o time paranista enfrentou o Luverdense-MT, na primei-

ra fase da competição. Pelo Brasileirão da Série C, o atleta seguiu defendendo o time mato-grossense, e obteve grande destaque, sendo vice artilheiro, eleito o melhor meia-esquerda e o craque da competição por sites especializados. O Tricolor ainda contratou mais um atacante: Paulo Renê. O jovem jogador é uma das principais revelações recentes do GamaDF, e também já passou por times como Santa Cruz-PE e Bragantino-SP.

A equipe Sub-13 das Escolas Furacão continua em busca do título da 1ª Copa Palhoça, disputada na cidade que leva o nome do torneio, em Santa Catarina. Na última quarta-feira (19), o time atleticano venceu a E.C. João Paulo II por 9 x 0 e passou para as quartas de final do torneio. Na tarde de ontem (20), o "Furacãozinho" venceu de virada a equipe do E.F Grêmio Esportivo Vila

Nova, com gols marcados por João Paulo, Julian Bicudo e Ygor Neves. Na tarde de hoje (21), na semifinal, o Pequeno Furacão joga contra o Figueirense, com o horário a ser definido pela organização do campeonato. Até o momento, o Sub-13 do Atlético anotou 29 gols na competição e sofreu apenas um, deixando a equipe com a excelente média de 5,8 gols por partida.

Foto Gustavo Oliveira/CAP

Sub-13 do Atlético a um passo do título da Copa Palhoça

Furacãozinho joga hoje a semifinal da Copa Palhoça

Foto Bruno Baggio/CAP

O Paraná Clube confirmou oficialmente na noite da última quarta-feira (19) a contratação de quatro reforços para a temporada 2013. O anúncio ocorreu no evento de aniversário do clube, realizado no Salão Social da Kennedy. Segundo a diretoria do Tricolor, estão confirmados os acertos com o goleiro Marcos, os atacantes Reinaldo e Paulo Renê, e o meia Rubinho. Uma das grandes revelações das categorias de base

Meia Alex reencontra os amigos Ronaldo e Zidane em Porto Alegre


18

| Sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 |

metropole21-12-12  

metropole21-12-12