Page 1

w w w. m e t r o p o l e j o r n a l . c o m . b r

Sexta-feira a Domingo

SJP e COMEC explicam projeto do Corredor Aeroporto Rodoferroviária » Na manhã desta quintafeira (14) representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo de São José dos Pinhais e da COMEC se reuniram com os vereadores da cidade para explicar as obras e o projeto de mobilidade urbana do PAC

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Diário de Circulação Nacional

Foto: PMSJP

Ano 14 | Nº 3263 | 15 a 17 de março de 2013

2 da Copa 2014. O evento se mostrou necessário em virtude das diversas questões levantadas pela população e que foram levadas ao poder legislativo de São José dos Pinhais. Página 3

Trecho da Avenida das Torres do Corredor Aeroporto Rodoferroviária

Paraná cria programa de complementação de renda Foto: ANPr

» O governador

O governador Beto Richa, secretária Fernanda Richa, o presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni e da prefeita de Laranjeiras do Sul, Sirlene Svartz

Beto Richa e a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, anunciaram nesta quinta-feira (14) um programa estadual de complementação de renda para famílias em vulnerabilidade social. O Estado vai transferir R$ 13 milhões neste ano para 30 mil famílias já atendidas pelo programa Família Paranaense. Página 6

Colombo garante transporte a 100% dos pacientes em Hemodiálise » Em Colombo, 100% dos pacientes que necessitam de atendimento nos diversos serviços da especialidade da nefrologia são atendidos pelo município. O transporte é coordenado

pela Central de Ambulâncias que leva estas pessoas em clínicas especializadas e hospitais de Curitiba, como também na região metropolitana. Página 4

Equipe de Pinhais se prepara para etapa da Stock Car deste domingo » Pinhais recebe no próximo domingo (17), a segunda etapa da Stock Car 2013, no Autódromo Internacional localizado no município. E o prefeito Luizão Goulart, acompanhado do

secretário de Urbanismo, Emerson Bento, visitaram a RC Competições, equipe automobilística, situada em Pinhais, no bairro Weissópolis, e que particiPágina 11 pará da prova.

Carneiro no Vendas do Rolete acontece comércio registram no domingo expansão Página 8

Página 7


2

| 15 a 17 de março de 2013 |

Editorial

Tudo pelo consumidor Hoje, 15 de março, Dia Mundial do Consumidor. O Governo anuncia mudanças na política nacional de defesa do consumidor enquanto o Centro de Inteligência Padrão divulga um estudo que revela a reação de consumidores quando são vítimas de produtos ou serviços com defeitos. É importante observar alguns detalhes deste estudo. É uma inovação, um novo tempo nas relações entre consumidores, comerciantes, prestadores de serviços e produtores. De acordo com a assessoria do Centro, a pesquisa realizada em fevereiro de 2013 aponta que dos 310 respondentes, 100% sempre vão atrás dos seus direitos. Quando questionados sobre os principais canais usados para reclamar, foram taxativos: SAC (54,2%), Loja (46,8%), Procon (6,1%), Fornecedor (22,9%), e Redes Sociais (16,1%). Quanto à média de tempo para a reclamação ser solucionada, 35,8% responderam que as empresas demoram mais de um mês. A reação dos consumidores é imediata quando precisam reclamar e insistir: 34,2% sentem indignação, 19,7% ficam aborrecidos, 16,5% sentem raiva e 14,2% sentem frustração. Outro dado importante se refere à frequência de resolutividade: mais de 90% dos que participaram da pesquisa afirmaram que levam mais de um dia para resolver suas demandas, sendo que 35,8% levam mais de um mês. Segundo o especialista internacional em relações de consumo e co-autor do livro “Feitas para o Cliente”, Roberto Meir, o resultado do estudo é preocupante já que expõe uma realidade triste: “No Brasil, as empresas não resolvem efetivamente os problemas, elas apenas os gerenciam, sem dar solução rápida aos mesmos, deixando o consumidor à mercê de sua própria sorte”. O ministro Guido Mantega alertou para um tempo de carência. E o setor supermercadista já deu seu parecer. A redução a zero de tributos federais para produtos da cesta básica levará duas semanas para ser totalmente repassada ao consumidor, disse o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Fernando Yamada. De acordo com ele, é o tempo de que o comércio precisará para receber os produtos mais baratos das indústrias e recalcular os preços finais. No entanto, alguns preços cairão imediatamente, antes de a desoneração ser integralmente repassada ao consumidor. Segundo o presidente da Abras, os preços das carnes e dos produtos de limpeza estarão 6% mais baixos a partir de hoje. Para os demais produtos da cesta básica, a redução totalizará 3%. O presidente da Abras apresentou os cálculos depois de se reunir por uma hora e meia com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O encontro também teve a participação do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) e representantes de grandes redes de supermercados. O assunto é quente e vai dominar os cenários da mídia hoje. Tudo pelo consumidor.

AB Notícias

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

ORGÂNICOS A verba estadual destinada para a compra de produtos orgânicos advindos de agricultura familiar no Paraná passou de 3 milhões de reais em 2010 para 32 milhões este ano, podendo chegar até 45 milhões ao fim do ano. O aumento é de 284%. A quantidade de escolas atendidas por esse tipo de alimento passou de 456 no ano passado para 735 este ano. Com esse incentivo os pequenos agricultores passam a investir cada vez mais em produtos orgânicos e consequentemente a alimentação das escolas paranaenses ficam cada vez mais saudável.

CRESCIMENTO Superando a média do país, cujo aumento da produção industrial de janeiro deste ano em relação a dezembro de 2012 alcançou o pequeno aumento de 2,5%, o Paraná conseguiu atingir surpreendentes 11,3% neste período. Os setores de destaque e responsáveis por essa alta são o de edição e impressão, veículos automotivos, máquinas, aparelhos e materiais elétricos, metalurgia, móveis, borracha e plástico. O número gera expectativa aos empresários, já que no total a produção do ano passado sofreu uma redução de 5,5%.

PARQUE TECNOLÓGICO Com o intuito de promover a integração das empresas paranaenses interessadas em desenvolvimento tecnológico, está em desenvolvimento o Parque Tecnológico Virtual do Paraná. Futuramente administrado pelo Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar), o Parque será acessível não só aos interessados de grandes cidades como também de municípios menores do estado. Ele pretende reunir empresas, instiutos de pesquisa e governo em torno de inovações tecnológicas.

CONECTADOS Em um ano o aumento do acesso à banda larga móvel alcançou o aumento de 37%, chegando ao número de 88,2 milhões de acessos. O crescimento de 81% do uso de aparelhos do tipo smarphones contribui para os números. Outra alta foi a de transferência de dados, que no mundo obteve, no ano passado, cresceu 70%, chegando a 885 Petabytes, volume que corresponde a todo o tamanho da internet no ano 2000.

MAIS SEGURANÇA As cidades pertencentes à Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) receberam uma ajuda do governo estadual para contornar problemas de segurança. Viaturas da Polícia Militar foram entregues as cidades de Mandaguari, Mandaguaçu, Doutor Camargo e Astorga, uma para cada município. Já Paissandu angariou duas e Sarandi, devido aos crescentes casos de violência, cinco.

DIREITOS IGUAIS Está em tramite no Senado uma emenda constitucional que pretende regulamentar os direitos de trabalhadores domésticos, tais como babás, empregadas e jardineiros. O documen-

to traz a tona direitos básicos de outras categorias trabalhistas como adicional noturno, hora extra, FGTS obrigatório e jornada máxima de trabalho. O texto entra em vigor após ser aprovado pela Câmara e pelo Senado, sem a necessidade de passar pelas mãos da presidente.

POSTO DE BOMBEIRO As cidades de Tomazina e Santana do Itere, região do norte pioneiro, finalmente terão serviços de agentes da Defesa Civil. Após dois anos de espera, os últimos detalhes da instalação do Posto de Bombeiro Comunitário no município de Wenceslau Braz estão sendo acertados, até então toda a região era atendida pelo SAMU de Siqueira Campos. O posto será administrado três pessoas, uma de cada cidade atendida. A previsão de ativação da unidade é maio.

ESPINHAS E AÇÚCAR Além de levar a problemas como obesidade e diabetes, a ingestão de açúcar também pode gerar ou piorar espinhas e acnes. A razão está no pico de insulina que vários alimentos a base de açúcar provocam no corpo, fazendo com que aumente a produção e o acumulo de sebo, que, por sua vez, é o grande responsável pelo aparecimento das espinhas. Além do açúcar, o leite também é um vilão para a pele, provocando o mesmo efeito.

INTERESSE PÚBLICO Com cerca de 107 filiados a Associação Ponta-grossense das Lideranças Comunitárias e Entidades Filantrópicas (Aplicef) está comemorando 15 anos de muito trabalho e sucesso. A Aplicef trabalha com vários projetos, um deles é o “SOS Bairros”, o qual faz a ponte entre as reivindicações de moradores, como asfalto, consertos e melhorias, e prefeitura. Aproximadamente 60% dos pedidos costumam ser atendidos. O próximo projeto é o “Desengavetando Protocolos”, que pretende resgatar pedidos engavetados pela prefeitura.

SEMPRE DYLAN Considerado por muitos o grande ícone da música Folk, o cantor Bob Dylan ganhou mais um reconhecimento. Agora Dylan faz parte da Academia Americana de Artes, que contém em seu currículo artistas de peso como Woody Allen e Martin Scorsese. A escolha pelo músico partiu dos 249 membros da Academia, que, por considerá-lo um artista completo, não achou necessário categorizar Dylan entre música ou literatura.

VINHO E QUEIJO A cidade de Salgado Filho, sudoeste do estado, será palco, no próximo dia 17, da 6ª Caminhada da Integração Ambiental. A concentração começa na Biblioteca Municipal as 8h e segue por um roteiro selecionado para a degustação de vinho e queijos, passando pela comunidade Linha Rommel, para visitar a Queijaria Leite Bom. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (46) 3564 – 1202 ou 3564 – 1341.

Brasil consegue apoio de 120 países para coibir comércio de animais em extinção Agência Brasil Brasília – Depois de uma batalha que durou dez dias, o Brasil conseguiu, ontem (14) uma vitória internacional histórica, com a adesão de mais de 120 países à proposta de maior controle sobre o comércio internacional de três espécies de tubarão - martelo (hammerheads), galha-branca (oceanic whitetip) e Lamna nasus (porbeagle), além das raias-jamanta (manta rays). Os animais foram incluídos no Anexo 2 da16ª Conferência da Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (Cites), que terminou ontem (14), em Bangcoc, na Tailândia. Com a inclusão dessas espécies na lista de alerta da convenção, a delegação brasileira, formada por dez integrantes do governo ligados à área ambiental e de relações internacionais e especialistas de universidades, conquistou um dos acordos ambientais mais importantes da conferência. “Os aspectos de conservação e de uso sustentável de tubarões e raias no nível internacional nessa Conferência das Partes é imensurável. Para as espécies que propusemos, independentemente de qualquer medida de conservação a nível nacional, estar no Anexo 2 da Cites é absolutamente essencial, porque a maior ameaça é a pressão de pesca para produtos desses animais no comércio internacional, como o caso dos elefantes”, explicou a analista ambiental, Monica Brick Peres, gerente de Biodiversidade Aquática e Recursos Pesqueiros (GBA) da Secretaria de Biodiversidade e Floresta do Ministério do Meio Ambiente. Monica coordenou a elaboração das propostas no evento que reuniu, desde o último dia 4, delegações de mais de 170 nações que se debruçaram sobre o futuro de espécies ameaçadas ou sob risco de extinção. No Brasil, o governo publicou anteontem uma instrução normativa que proíbe a pesca direcionada, o armazenamento, o transporte e a comercialização do tubarão galha-branca, conhecida cientificamente como Carcharhinus longimanus. Enquanto alguns países alertaram para a ameaça aos elefantes – caçados pelo marfim, e aos crocodilos – caçados pelo couro, o Brasil conseguiu mostrar, para mais de 170 países, o risco da superexploração do setor pesqueiro para quatro espécies marinhas, entre tubarões e arraias. A oceanógrafa e analista ambiental, Monica Brick Peres, gerente de Biodiversidade Aquática e Recursos Pesqueiros (GBA) da Secretaria de Biodiversidade e Floresta do Ministério do Meio Ambiente (MMA), que coordenou a elaboração da proposta brasileira, explicou que o alto preço cobrado no mercado internacional pela barbatana ameaça as espécies no mundo e no Brasil. “Essas espécies estão ameaçadas de extinção no mundo e no Brasil, com declínios populacionais acentuados. A principal ameaça a todas elas é o mercado internacional de barbatanas (nadadeiras, no caso de tubarões e guelras, no caso das raias), que atingem altíssimo valor no mercado oriental”, disse ela.

Assembleia discute hoje políticas públicas, direitos e defesa dos animais A Assembleia Legislativa realiza nesta sexta-feira (15), a partir das 14 horas, no plenário, o 1º Seminário Estadual de Políticas Públicas, Direitos e Defesa dos Animais. A proposição é do deputado Stephanes Júnior (PMDB), que também vai conduzir e coordenador o fórum de debates, juntamente com o deputado federal Ricardo Izar Júnior (PSD), presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, no Congresso Nacional. Representantes do segmento e especialistas, como membros do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Fundação de Ação Social

(FAS), além de diversas ONGs e institutos, e do Poder Público, estarão presentes. “Este é um assunto que ainda não teve a atenção necessária de parte da classe política, mas que interessa a todos os paranaenses que se preocupam com os animais”, afirmou o parlamentar, ressaltando a importância do envolvimento dos variados segmentos da sociedade. “O tema tem tudo a ver com cidadania, meio ambiente e saúde, já que alguns animais são transmissores de doenças. É hora de se ter uma política mais efetiva para se tratar dos animais, a exemplo do que acontece nos países de Primeiro Mundo”, lembra Stephanes.

Deputado Stephanes Júnior (PMDB)


| 15 a 17 de março de 2013 |

3

SJP e COMEC explicam projeto do Corredor Aeroporto Rodoferroviária aos vereadores veículos, pedestres e ciclistas, São José dos Pinhais contará ainda com um sistema integrado de monitoramento de tráfego, uma ferramenta a mais para o trecho da Avenida das Torres que corta a cidade" completou Sandro. As obras reúnem esforços e trabalho dos governos Federal e Estadual, Caixa Econômica Federal, Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Prefeitura de são José dos Pinhais. Os representantes da COMEC ressaltaram da seriedade do projeto que é fiscalizado por pelo menos dez órgãos nas esferas estaduais e federais. O projeto do Corredor Aeroporto Rodoferroviária contempla quatro trincheiras, alças de acesso dos veículos para os bairros e oito pistas de rolagem na Av. das Torres, sendo quatro no sentido São José / Curitiba e mais quatro no sentido contrário. Para Marcelo F. Cezar, secretário municipal de Urbanismo a questão é fazer com que a população entenda que tais obras garantirão melhor qualidade de vida não somente para os são-joseenses, mas também para aqueles que utilizam a via (Av. das Torres) como passagem intermunicipal ou interestadual. "Apesar de ser uma obra metropolitana, os benefícios ficam para o povo e a cidade de São José dos Pinhais" reforçou o secretário. QUESTÕES X VERDADES Por que a trincheira será na Rua Arapongas e não na

Secretário municipal de Urbanismo de São José dos Pinhais, Marcelo Ferraz Cezar

continuação da Rua Almirante Alexandrino? - Quanto mais o trecho urbano da Av. das Torres em São José dos Pinhais se aproxima do portal da cidade, maior é a proximidade com o Rio Ressaca, tornando a construção de uma trincheira neste local inviável pois o risco de alagamento é muito grande. Segundo a COMEC a solução para este trecho seria um viaduto, projeto este que não foi descartado, porém será contemplado em data posterior uma vez que não coube no orçamento do PAC 2 de Mobilidade Urbana, e mesmo que houvesse or-

petentes do município, onde consta a demolição de uma estrutura do pátio da paróquia. As obras no entorno das escolas não comprometerá a segurança dos alunos e demais pedestres com o aumento do fluxo de veículos? - Não, uma vez que as ruas onde as escolas estão localizadas bem como seus acessos (portarias) ficam em ruas que continuarão como via local, ou

çamento, a obra não seria finalizada no prazo das demais obras, previsto para abril de 2014. A Igreja São Cristóvão perderá seu acesso ao pátio utilizado como estacionamento? - Não, o acesso apenas não será mais pela Rua Arapongas, e sim pela Av. das Torres através de uma via de desaceleração exclusiva para a igreja São Cristóvão, obra essa financiada pelo Estado. A referida alteração se deu através de projeto baseado nas plantas do projeto de construção / alteração averbado pela igreja São Cristóvão nos órgãos com-

seja, de menor tráfego de veículos, e as obras garantem a construção de elevações nas vias locais e coletoras (transversais) devidamente sinalizadas e que dão preferência ao pedestre. Por fim a maioria absoluta dos vereadores presentes aprovou o projeto quanto a sua viabilidade e benefícios herdados de forma permanente pelo município de São José dos Pinhais.

Com André Vargas na presidência, Câmara aprova PEC que cria Tribunais Regionais Federais Foto: Ricardo Weg

Na manhã dessa quinta-feira (14) representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo de São José dos Pinhais e da COMEC se reuniram com os vereadores da cidade para explicar as obras e o projeto de mobilidade urbana do PAC 2 da Copa 2014. O evento se mostrou necessário em virtude das diversas questões levantadas pela população e que foram levadas ao poder legislativo de São José dos Pinhais. Para sanar as dúvidas quanto ao projeto do Corredor Aeroporto Rodoferroviária e suas obras já em execução na região do bairro São Cristóvão, o diretor presidente Gil F. Bueno Polidoro e o diretor técnico Sandro A. Setim, ambos da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba COMEC, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano, juntamente com o secretário municipal de urbanismo de São José dos Pinhais, Marcelo Fer raz Cezar, apresentaram o projeto através de imagens do layout das obras, bem como as especificações técnicas de cada ação, além de cronogramas das atividades com previsão de término para abril de 2014. Segundo Gil Polidoro as obras em execução já estavam previstas no Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana, entretanto com o advento da Copa de 2014 o início das melhorias de mobilidade urbana foi antecipado por determinação do Ministério do Esporte e Ministério das Cidades. "Não estamos inventado obras, tudo já estava devidamente estudado e planilhado, a COMEC através de suas ações assegura a mobilidade local" afirma Gil que pontuou ainda que o órgão está com obras semelhantes nos municípios de Colombo e Pinhais. Para Sandro Setim os benefícios das obras são claros, e destaca que o importante é que o município ganhará melhorias permanentes em sua malha urbana. "Além da facilidade na mobilidade de

Foto: PMSJP

O evento se mostrou necessário em virtude das diversas questões levantadas pela população e que foram levadas ao poder legislativo de São José dos Pinhais

André Vargas e outros parlamentares comemoram a aprovação da PEC que cria Tribunais Regionais Federais

Maquete da trincheira

Diretor presidente da Comec, Gil F. Bueno Polidoro

Diretor técnico da Comec, Sandro A. Setim

Conduzindo a sessão que analisava a Proposta de Emenda à Constituição 544/02, do Senado, que cria mais quatro tribunais regionais federais por meio do desmembramento dos cinco já existentes, o deputado André Vargas comemorou a aprovação pelo Plenário. Aprovado por 347 votos a 60 e 6 abstenções, em primeiro turno, o texto votado é o substitutivo da comissão especial para a matéria, de autoria do deputado Eduardo Sciarra (PSD-PR). Serão criados os seguintes TRF´s: o da 6ª Região, com sede em Curitiba e jurisdição nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul; o da 7ª Região, com sede em Belo Horizonte e jurisdição no estado de Minas Gerais; o da 8ª Região com sede em Salvador e jurisdição nos estados da Bahia e Sergipe; e o da 9ª Região, com sede em Manaus

e jurisdição nos estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. André Vargas que esteve recentemente com o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Félix Fischer, para tratar da votação comemorou "o Paraná, Bahia, Mato Grosso do Sul e toda a região norte brasileira ganham com essa aprovação. Foi uma vitória expressiva da justiça e principalmente do parlamento que opinou para que tenhamos mais acesso à justiça", complementou. O objetivo da PEC é desafogar a Justiça Federal, principalmente o TRF da 1ª Região, hoje responsável por 13 estados e pelo Distrito Federal. A matéria retornará à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) para a elaboração da redação que será submetida ao segundo turno. Texto: João Ricardo, com informações da Agência Câmara.


| 15 e 17 de março de 2013 |

Município garante transporte a 100% dos pacientes em Hemodiálise Através da Central de Ambulâncias é garantido transporte para as diálises e todo suporte nos deslocamentos para outros atendimentos No dia em que se comemora o Dia Internacional do Rim, 14 de março (ontem), a Prefeitura de Colombo trouxe informações importantes de um dos setores da Secretaria Municipal da Saúde que tem ligação diária e muito próxima das pessoas que dependem do transporte para atendimento nos diversos serviços da especialidade da nefrologia. A rotina do serviço de apoio aos pacientes renais crônicos em atendimento nas clínicas especializadas em hemodiálise, começa muito cedo e termina tarde da noite. Ainda na madrugada, os primeiros pacientes são pegos em suas residências e deslocados aos serviços pela equipe composta de cinco veí-

culos (Kombi) sendo três locadas pela prefeitura e dois próprios. Quem coordena este trabalho é a Central de Ambulâncias que é responsável pelo atendimento de 100% dos pacientes de Colombo que necessitam destes serviços. Ao requerer o atendimento, o paciente deve solicitar apenas uma vez através de protocolo junto à prefeitura, e normalmente, no mesmo dia, ou até mesmo antes de formalizar a solicitação, já é atendido. Segundo um dos coordenadores deste serviço, Patrick Evandro Borges esta agilidade é garantida para que o paciente não perca o agendamento. Os deslocamentos são realizados para as diversas

unidades em Curitiba e região, entre elas estão a Clínica de Doenças Renais no Novo Mundo, Clínica Evangélica na Vila Izabel, Unirim no Portão, Santa Casa de Curitiba no Centro, Hospital Cajuru no Cristo Rei, Hospital das Nações no Alto da XV, Hospital Pequeno Príncipe no Rebouças, o Instituto do Rim do Paraná no Bairro Água Verde e ainda o Hospital Angelina Caron em Campina Grande do Sul. Além dos transportes diários para a hemodiálise, o setor colabora ainda mais com os pacientes, garantindo todo suporte para outros atendimentos que necessitem, como a realização de exames e consultas com outros especialistas.

Crédito: Bruno do Carmo/PMC

4

Cerca de 400 profissionais da saúde participaram do curso de qualificação

Servidores da Saúde passam por capacitação Tema do encontro foi “O trabalhador como agente de promoção de qualidade de vida e desenvolvimento do indivíduo e da sociedade” Com a percepção clara de que o Sistema Único de Saúde – SUS, é feito de gente atuando nos dois lados, o que aumenta a importância e responsabilidade do trabalhador na produção de saúde no conceito mais amplo, o que envolve saúde, cidadania e qualidade de vida, a secretária municipal da Saúde, Dalimar Moreira, desenvolveu a primeira capacitação dos seus colaboradores neste mandato. Tendo como tema “O trabalhador como agente de promoção de qualidade de vida e desenvolvimento do indivíduo e da sociedade”, aproximadamente 400 servidores da Secretaria da Saúde foram divididos em dois grupos e se reuniram no Castelli di Palma o (Castelinho), onde assistiram à palestra proferida pela secretária da pasta. Entre os vários aspectos tratados no evento, destaque para a diferenciação entre saúde e doença, princípios de SUS e envolvimento dos profissionais com a instituição onde trabalham, como vencer a passividade gerando novas perspectivas de intervenção positiva no trabalho, técnicas para a administração de rotinas e soluções de problemas e gerenciamento de crises. Os grupos estiveram reunidos nos dias 07 e 14 deste mês de março, e a idéia, segundo a secretária, é que os servidores participantes se tornem no dia a dia, dentro das unidades de serviços, multiplicadores das ideias trabalhadas no encontro.


5

| 15 e 16 de março de 2013 |

Metró ole Variedades Amigo não é aquele que o alegra com mentiras mas quem o fere com as verdades!

Tempo fechado e chuvoso, com possíveis trovoadas

Máx. 20º Mín. 16º

Dia 16: Mín. 15º e Máx. 19º Dia 17: Mín. 16º e Máx. 20º Dia 18: Mín. 16º e Máx. 20º

TOME NOTA / TOME NOTA / TOME NOTA PROGRAMAÇÃO DE CINEMA Gelatina com creme rosado Ingredientes: 2 gelatinas de morango Água fervente 1 copo (americano) de leite 1 lata de leite condensado 1 colher (sopa) de maisena 1 caixinha de creme de leite Morangos para enfeitar Modo de Preparo: Prepare 1 gelatina de acordo com instruções da embalagem; Coloque em taças individuais pela metade; Para obter um efeito bonito, leve as taças à geladeira de alguma forma que fiquem inclinadas; Coloquei um apoio e encostei na parede da geladeira, assim a gelatina ficou inclinada na taça; Quando endurecer prepare a segunda parte da sobremesa; Dissolva a outra gelatina em 1 copo de água fervente, reserve; Leve ao fogo o leite condensado com a maisena dissolvida no leite; Mexa até ferver; Deixe esfriar e misture a gelatina reservada e o creme de leite; Complete as taças com o creme e enfeite com morangos; Leve à geladeira até endurecer.

Reunião da FPPPI acontece no próximo dia 22 em São José dos Pinhais O Fórum Popular Permanente da Pessoa Idosa de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral (FPPPI), realiza mensalmente suas atividades para com a população idosa. O FPPPI é um espaço aberto à discussão, reflexão e proposição, com a finalidade de acompanhar, avaliar, fomentar, criar e propor, de forma articulada as implementações das ações de Políticas Públicas de Atendimento à Pessoa Idosa. No próximo dia 22 de março (sextafeira) será realizada a 2ª Reunião Ordinária do Fórum de 2013. O evento terá como programação, a apresentação de uma palestra direcionada à temática de idosos (tema ainda não definido) e a pauta da reunião ordinária do FPPPI onde abordamos os assuntos atuais sobre idosos tanto nacionais quanto regionais. Também constará de um momento de coffee break. A reunião inicia-se às 14:00h e termina às 17:30h. Toda e qualquer pessoa pode participar do Fórum. Convidamos para conhecer as atividades desde 2005 no site: http:/ /forumpopularpessoaid.wix.com/fpppi Informações: (41) 9109-5635 Edilmere e/ou (41) 9636-7977 com Rodrigo Barbieri

Produto à base de casca de laranja doce promete diminuir estresse e dor

Nascida no país cuja capital é Bratislava

85

Girar Vegetal do qual é feita a cachaça

O suporte da lente de óculos Repercute o som

E

C

A 3ª vogal

Empréstimo, em inglês

O

Miguel de Cervantes (?), escritor Rede de notícias 24 horas dos EUA

A

Hans (?), escultor Santo, em espanhol Marca

Parte inferior da encosta Medida de pressão Ereto; erguido

Chá, em inglês 250, em romanos Cilindro móvel das seringas; êmbolo

(?) Santana, comediante

Prorrogada Seriado da TV Partido (fig.) Dalton Trevisan, contista brasileiro

Camareiro (bras.)

Solução C O I C C A A R I A N R A P E G D A E I D T L E A

BANCO

Caminho ladeado por árvores

P I R A T A S D O M A R

5) Em qual desses programas infantis tinha a personagem “Priscila”? a) “A Turma do Balão Mágico” b) “TV Globinho c) “TV Colosso” d) “Sítio do Pica-Pau Amarelo”

Prenome de Chopin (Mús.)

C U T O N R E D E S L O V O R O L A C O A A A V E N N S A A T A D I C L G S T O M I O A

4) Quem apresentava o programa “Milk Shake”, exibido pela extinta TV Manchete? a) Xuxa b) Simony c) Eliana d) Angélica

Travor de Dois insfrutas trumentos verdes musicais de sopro

T E F E A R V E S C T E N C I A

3) Depois de algum tempo afastada da televisão brasileira, Bruna Lombardi voltou à cena em “O Quinto dos Infernos”. Como se chamava a sua personagem nesta minissérie? a) Manoela b) Inês c) Branca d) Carlota

© Revistas COQUETEL 2007 Telefone, Bandidos O do na lin- gambá é como os guagem fétido corsários Neblina internauta

Série de aulas sobre um tema Fervor; Germano ebulição

P

2) Qual dessas atrizes estrelou a minissérie “Um Só Coração”, exibida pela Globo? a) Betty Lago b) Nicette Bruno c) Ana Paula Arósio d) Giovanna Antonelli

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br

3/san — tea. 4/álea — loan — sopé. 6/pistom. 8/eslovaca — fréderic — saavedra.

) Como se chamava o personagem de Cassio Gabus Mendes na novela “Desejos de Mulher”? a) Chico Maia b) Renato Mendes c) Diogo Valente d) Jorge Tadeu

A laranja é conhecida por ser uma fruta rica em vitamina C, cálcio, betacaroteno e potássio. Recentemente, cientistas do laboratório francês Bio Serae criaram o Serenzo, um nutracêutico (alimento com a capacidade comprovada de proporcionar benefícios à saúde) obtido a partir da casca da espécie Citrus sinensis, a famosa laranja doce. Os estudos feitos pelos franceses confirmaram alta concentração de polifenóis, importante antioxidante, na casca da fruta, o que traria, entre outros benefícios, redução do estresse. O professor de nutrocosmetologia Maurício Pupo, consultor técnico da Almaderma, afirma que a pesquisa, realizada em 2009, contou com 20 pessoas que se consideravam estressadas. Elas tomaram meio grama (500 ml) da substância e, em um questionário respondido após as três horas da ingestão, disseram se sentir menos nervosas, com mais vontade de executar atividades de forma espontânea, com menos dores e sentindo-se mais curiosas. “Nessas pessoas, o estresse foi reduzido em 67% e a dor, em 50%. Elas ainda tiveram o humor significativamente melhorado”, conta Pupo. Ele acrescenta que, segundo os cientistas, a sensação de bem-estar foi tão grande que os participantes da pesquisa afirmaram que tiveram sua curiosidade aumentada em 144% e a execução de atividades espontâneas aumentada em 37%: “Então, além de reduzir o estresse, este nutracêutico ainda ajuda a combater alguns sinais da depressão. Ele também é recomendado para pessoas acima do peso que tenham compulsão por comida”. Farmácias de manipulação Segundo Pupo, em todos os casos, o ideal é tomar uma cápsula do produto quando se sentir nervoso ou, então, sempre num determinado horário do dia. Por enquanto, o Serenzo é encontrado apenas em farmácias de manipulação, receitado por médicos, nutrólogos e nutricionistas. A intenção é que em pouco tempo chegue às drogarias. A nutricionista Luciana Harfenist, especialista em nutrição funcional, lembra que o estado inflamatório aumenta e modifica padrões não apenas fisiológicos, mas também psicológicos e comportamentais: “O homem moderno libera cortisol e adrenalina o tempo todo. Seja numa discussão de trânsito ou na fila de banco. E o Serenzo promete regular isso estimulando substâncias anti-inflamatórias”.

(Respostas : 1- b / 2-c / 3-c /4-d / 5-c)


6

| 15 a 17 de março de 2013 |

Paraná cria programa de complementação de renda O governador Beto Richa e a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, anunciaram nesta quinta-feira (14/03) um programa estadual de complementação de renda para famílias em vulnerabilidade social. O Estado vai transferir R$ 13 milhões neste ano para 30 mil famílias já atendidas pelo programa Família Paranaense. O programa deverá ser iniciado até o meio do ano e cada família receberá R$ 36,00 por mês por no máximo dois anos. "Vamos ampliar os valores no próximo ano e aumentar o número de famílias beneficiadas", adiantou a secretária Fernanda Richa. O anúncio foi feito durante solenidade realizada em Guarapuava para a assinatura da adesão de 130 municípios ao programa Família Paranaense, que atende famílias em situação de extrema vulnerabilidade social. O documento foi assinado pelo governador, pela secretária Fernanda Richa e pela prefeita de Laranjeiras do Sul, Sirlene Pereira Ferreira Svartz, que representou todos os demais prefeitos presentes. Lançado em 2012, o programa Família Paranaense tem como meta atender 100 mil famílias até 2014. "Este não é um programa assistencialista ou paternalista. O programa visa a atenção especial para famílias mais humildes do Estado, dando a elas condições de emanci-

pação sem torná-las dependentes do poder público", disse o governador. CRÉDITO No encontro com os prefeitos, Richa lançou ainda a linha de crédito Paraná Juro Zero, que vai conceder financiamentos de pequenos valores, sem cobrança de juros, para famílias empreendedoras que queiram montar ou ampliar seu negócio. "A nova linha de crédito é uma oportunidade para os pequenos empreendedores incrementarem seus negócios e fortalecer a economia de comunidades", afirmou o governador. As famílias inscritas no Programa Família Paranaense serão as primeiras a se beneficiar com a medida. "Esta é mais uma porta que o Governo do Estado está abrindo para a emancipação dessas famílias. Assim como assegu-

rar o acesso aos diversos serviços - como saúde, educação, habitação - também vamos capacitar e mostrar um caminho para que elas escrevam uma nova história", afirmou Fernanda Richa. A nova linha de crédito concederá para uma família o empréstimo de R$ 300,00 a R$ 4 mil, com o pagamento em 10 ou 20 parcelas. Para isso, o Governo do Paraná está usando um fundo garantidor, que vai cobrir o custo das operações, para quem pagar as parcelas em dia. A ação faz parte do programa Banco do Empreendedor, da Fomento Paraná, e conta com a parceria da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, que está treinando seus colaboradores e funcionários para atuar como agentes de crédito do Paraná Juro Zero. O diretor-presidente da Fo-

mento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho, explica que o dinheiro poderá ser utilizado para a compra de máquinas, equipamentos, ferramentas, para reforma e ampliação de instalações e também como capital de giro, na compra de matéria prima para o negócio. "Vamos abrir o Paraná Juro Zero também para os empreendimentos da economia solidária, para os pequenos produtores da agricultura familiar, artesãos e outros públicos onde for preciso". Para o secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, o programa Paraná Juro Zero é inovador e será exemplo para todo o País. "O microcrédito democratiza o capital, cria uma cultura nova de empreendedorismo e atende aos trabalhadores que querem ser empreendedores", disse. Participaram da agenda os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), Cezar Silvestri (Governo), e José Richa Filho (Infraestrutura e Logística); o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni; o reitor da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), Aldo Bona; o presidente da Amocentro e prefeito de Turvo, Antonio Marcos Seguro; os deputados estaduais Ademar Traiano, líder do governo da Assembleia Legislativa, Alexandre Curi, Artagão Junior, Bernardo Carli e Rose Litro.

São José dos Pinhais comemora 323 anos com esporte e lazer Para comemorar os 323 anos de São José dos Pinhais, a Prefeitura, através da Secretaria do Esporte e Lazer, vai promover atrações no Parque São José, além de campeonatos esportivos no Ginásio Ney Braga, dentro de uma programação que vai durar uma semana e inclui torneios de diversas modalidades esportivas. CICLISMO No dia 17 de março (domingo) a Prefeitura realiza Passeio Ciclístico, com saída marcada para 9h30min, na rua Jorge do Nascimento Teixeira (próximo ao Colégio Costa Viana) e chegada no Ginásio de Esportes Ney Braga. Todos podem participar do passeio, basta se inscrever e ainda concorrer a sorteio de brindes. Mais informações 3381-5931. ANIVERSÁRIO DA CIDADE Na tarde de domingo, entre às 13h30 e 18 horas, acontece o "Lazer no Parque São

José" - com programação incluindo brinquedos infláveis, tênis de mesa, beisebol adaptado, Badminton, bete-ombro, corrida do saco, relógio maluco, cama elástica, cabo de guerra, Rugby, caçador, jogos de tabuleiro, Festival de Pipas, Futvolei, Voleibol, Basquetebol, Futebol e Futsal, Atletismo, Ônibus do Lazer, oficinas, e "Aulão no Parque". JIU-JITSU Também no domingo (17) acontece a 1º Etapa do Paranaense de Jiu-Jitsu 2013, que será realizado no Ney Braga II, e contará com a participação de atletas de diversas partes do Paraná competindo nas categorias Pré Mirim, Mirim, Infantil, Infanto-Juvenil, Juvenil, Adulto, Máster e Sênior, Masculino e Feminino das Faixas Branca à Preta. CAMPEONATO NACIONAL No dia 18 de março inicia o Campeonato Brasileiro de Seleções Juvenil de Voleibol Fe-

Como consultor, Christian Nogarotto é diretor-presidente da MADE Management

A Associação Comercial de São José dos Pinhais (Aciap) organiza, dias 20 e 21 de março, na sede da Aciap, o curso Liderança, Motivação e Estratégia, das 19h às 22h. Inscrição pelo site da entidade, www.aciapnet.com.br e informações no e-mail. Investimento R$ 80,00 para associado e R$ 160,00 não associado. OBJETIVO Oferecer um programa para desenvolver e potencializar conhecimentos, habilidades e atitudes, voltado a um público alvo formado por gerentes, coordenadores e supervisores. PALESTRANTE Christian Nogarotto é graduado em Administração de Empresas, professor de Administração, especialista em Gestão de Custos e Preços.

FALECIMENTOS  Iracema Alves de Quadros, 53 anos. Sepultamento hoje, às 14 horas, no Cemitério Pe. Pedro Fuss.  Sirlene Siqueira Manzatto, 32 anos. Sepultamento hoje, às 13 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim. Serviço Funerário Municipal - São José dos Pinhais Rua Ângelo Zem, 55 Centro - Fone : 3382 1271

minino, que será realizado no Ginásio Ney Braga I, com jogos entre das 8 às 22 horas, e abertura oficial na segundafeira às 19h30. O campeonato encerra no dia 23 de março (sábado). FUTSAL Na quarta-feira (20) tem início a Copa São José dos Pinhais de Futsal 2013, com a

abertura no Ginásio de Esportes Ney Braga. VÔLEI DE PRAIA Nos dias 23 e 24 (sábado e domingo) a Semel realiza a 1ª Etapa do Circuito de Vôlei de Praia 2013, que acontece na quadra de areia do Complexo Esportivo Ney Braga. Os jogos serão realizados das 8h30 às 18 horas.

Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Prefeitura discutem parcelamentos rurais irregulares

Secretários Municipais participaram da elaboração de novas iniciativas para inibir a criação de lotes rurais irregulares em São José dos Pinhais

Nos 20 e 21/03, acontece na Aciap o curso Liderança, Motivação e Estratégia

Na tarde desta quinta-feira (14) o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de São José dos Pinhais (CMDR) convocou uma reunião com diversos secretários municipais, no salão de eventos da secretaria de agricultura, para discutir soluções relativas aos parcelamentos rurais irregulares na região rural do município. A reunião foi conduzida pelo Presidente do CMDR, Valdir Luiz Holtman, que durante o evento explicou o que tem acontecido na zona rural de São José dos Pinhais: "a lei federal estipula que lotes rurais tenham no mínimo 20 mil metros quadrados e tem ocorrido muito aqui na zona rural parcelamentos menores do que isso. O que acaba causando bastante transtorno aos moradores da região. A especulação imobiliária, por conta destes parcelamentos, esta fazendo subir o preço de todos os lotes. Isso acaba afastando o agricultor da zona rural, diminuindo a área de plantio e criando problemas sociais. Quem compra um lote, mesmo que pequeno, nestas áreas acaba reivindicando depois da prefeitura, do governo melhorias que não estavam previstas para aquela região". A secretária Rita Meyer e os secretários Valdir Furlan, Marcelo Ferraz, Daniella Setim, José Carlos Silva e o vereador Alberto Setenarski participaram da discussão, além de representantes da Guarda Municipal e agentes fiscais da Prefeitura.


7

| 15 a 17 de março de 2013 |

TR, POUPANÇA E TBF TR MENSAL % dez jan 0,00 0,00

Vendas do comércio registram a maior expansão do Sul e Sudeste O desempenho positivo foi sustentado por combustíveis e lubrificantes (14,6%), artigos farmacêuticos e de perfumaria (13,4%), artigos de uso pessoal e doméstico (13,9%), veículos, motocicletas, partes e peças (15,5%) e material de construção (10,1%) O comércio varejista paranaense apresentou, em janeiro, o melhor desempenho em vendas entre os Estados do Sul e Sudeste, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve crescimento de 9,9% em relação a janeiro de 2012 nas vendas reais (já descontada a inflação), na abrangência ampliada (incluindo veículos, motos, partes e peças e materiais de construção). A variação para o total do País foi de 7,1%. O desempenho positivo foi sustentado por combustíveis e lubrificantes (14,6%), artigos farmacêuticos e de perfumaria (13,4%), artigos de uso pessoal e doméstico (13,9%), veículos, motocicletas, partes e peças (15,5%) e material de construção (10,1%). O volume comercializado no varejo paranaense aumentou 8,1% nos últimos doze meses (até janeiro de 2013), ficando acima da média nacional (7,9%) e em terceiro

lugar entre os Estados considerados mais pujantes do País, atrás de São Paulo (9,2%) e Rio Grande do Sul (8,7%). Nessa base de comparação, a performance positiva foi determinada por artigos de uso pessoal e doméstico (19,8%), artigos farmacêuticos e de perfumaria (19,7%), hipermercados e supermercados (9,4%) e veículos, motocicletas, partes e peças (8,6%). Na medição restrita (que não incorpora veículos, motos e material de construção), o valor real das vendas efetuadas pelas empresas de varejo do Paraná subiu 3,8% em janeiro de 2013 em comparação a dezembro de 2012, contra 0,6% para a média do País. Foi também o melhor desempenho no Sul e Sudeste. Ainda no conceito restrito, o faturamento real do Paraná aumentou 6,4% em janeiro de 2013, em comparação com janeiro de 2012. O crescimento foi maior que o do Brasil (5,9%) e o segundo lugar no Sul e Sudeste, atrás

do Espírito Santo (9,1%). Em doze meses, o incremento foi de 9,1%, contra 8,3% no Brasil, ocupando o terceiro posto no Sul e Sudeste, depois de Espírito Santo (11,1%) e São Paulo (9,3%). "Esse comportamento favorável reflete essencialmente o panorama de vitalidade do mercado de trabalho regional, que vem apresentando acréscimos expressivos nos níveis de ocupação mais nobres, com maiores rendimentos", afirma o economista Gilmar Lourenço, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Ele ressalta que de acordo com a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), feita pelo IBGE e Ipardes, a Região Metropolitana de Curitiba, ostentou, em janeiro de 2013, salário real por trabalhador de 1.946,20, valor superior em 9,5% à média nacional e o maior entre as sete regiões metropolitanas acompanhadas pelo IBGE no País. Lourenço lembra que,

além disso, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho em Emprego, mostrou que o Paraná foi responsável por 17,6% dos empregos líquidos, com carteira assinada, da indústria de transformação gerados no Brasil, em doze meses (até janeiro de 2013). "Tal comportamento colocou o Paraná em segundo lugar no ranking nacional na abertura de vagas no setor, atrás apenas de Minas Gerais, que representou 20,5% do total de postos criados, no mesmo período", explica o economista. Segundo ele, esse cenário virtuoso do comércio paranaense deve ser mantido em 2013, em razão da recuperação da renda do agronegócio (determinada pela combinação entre a supersafra de grãos e os elevados preços internacionais dos alimentos), dos impactos das obras de infraestrutura, realizadas pelo governo estadual, e da maturação dos investimentos atraídos pelo Programa Paraná Competitivo.

fev 0,00

mar 0,00

ano 0,00

12 m 0,10

POUPANÇA MENSAL % dez jan fev 0,50 0,50 0,50

mar 0,50

ano 1,51

12 m 6,27

ÍNDICES DIÁRIOS Período 20/2 a 20/3 21/2 a 21/3 22/2 a 22/3 23/2 a 23/3 24/2 a 24/3 25/2 a 25/3 26/2 a 26/3 27/2 a 27/3 28/2 a 28/3 1/3 a 29/3 1/3 a 30/3 1/3 a 31/3 1/3 a 1/4 2/3 a 2/4 3/3 a 3/4 4/3 a 4/4 5/3 a 5/4 6/3 a 6/4 7/3 a 7/4 8/3 a 8/3 9/3 a 9/3 10/3 a 10/3 11/3 a 11/3 12/3 a 12/3

TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

TBF 0,5243 0,5094 0,4974 0,5117 0,5117 0,5261 0,5172 0,5212 0,4996 0,4984 0,4984 0,4984 0,4984 0,5074 0,5328 0,5682 0,5759 0,5711 0,5656 0,5163 0,5246 0,5509 0,5863 0,5529

CONSTRUÇÃO em % nov dez jan CUB/PR 0,12 0,23 0,18 CUB (janeiro/2013): R$ 1.077,14

Poupança 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134

ano 0,18

12 m 7,93

FAJ-TR / TR-FATOR

13/3 14/3 SELIC Fev/12 Mar/12 Abr/12 Mai/12 Jun/12 Jul/12 Ago/12

2,76809740 2,76809740

0,75% 0,82% 0,71% 0,74% 0,64% 0,68% 0,69%

0,01240190 0,01240190

Set/12 Out/12 Nov/12 Dez/12 Jan/13 Fev/13 * Mar/13

0,54% 0,61% 0,55% 0,55% 0,60% 0,49% 1,00%

* No mês corrente o valor da Selic é sempre 1,00% IR - NOVEMBRO * IR 2012: A ultima parcela do IR 2012 vence em 30/11. Para pagamento desta parcela há juros Selic de 6,00%. ** Para pagar atrasado um tributo cujo vencimento foi no mesmo mês, será cobrada a Selic do mês corrente (1,00%). Para atrasos que extrapolem o mês em curso, será cobrada taxa equivalente à soma da Selic dos meses em atraso, mais multa. PREVIDÊNCIA

Governo lança Plano Inova Empresa com investimentos de R$ 32,9 bilhões Agência Brasil Brasília - O governo federal lançou ontem (14) o Plano Inova Empresa, para tornar as empresas brasileiras mais competitivas no mercado global por meio da inovação tecnológica e aumento da produtividade. Os recursos, da ordem de R$ 32,9 bilhões, serão aplicados em 2013 e 2014 e beneficiarão empresas de todos os portes dos setores industrial, agrícola e de serviços. Do total, R$ 20,9 bilhões serão ofertados por meio de crédito para empresas, com taxas de juros subsidiadas de

2,5% a 5% ao ano, quatro anos de carência e 12 anos para pagamento. As subvenções econômicas às empresas representarão R$ 1,2 bilhão, enquanto o fomento para projetos em parceria entre instituições de pesquisa e empresas, R$ 4,2 bilhões. O governo também vai aplicar R$ 2,2 bilhões em participação acionária em empresas de base tecnológica. As linhas de financiamento serão executadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep),

ligada ao Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, apresentou o plano durante a reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), no Palácio do Planalto, com a presença da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, o Plano Inova Empresa é um passo para a consolidação da ciência, tecnologia e inovação como eixo estruturante e sustentado da economia brasileira. O governo informou que o plano também deve receber

mais R$ 3,5 bilhões por meio da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), para atividades de pesquisa e inovação no setor de telecomunicações. Esses recursos ainda dependem do término do processo de regulação do setor, que está sob consulta pública. O comitê gestor do plano será formado pela Casa Civil da Presidência e pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação; da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior e da Fazenda, além da Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

Competência: JANEIRO As empresas têm prazo para pagar até 20/2 e as pessoas físicas até 15/2. A partir desses prazos há multas de 4% a 100%, além de juros pela taxa Selic. EMPRESÁRIO/EMPREGADOR Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 678,00 (R$ 74,58) e R$ 4.159,00 (457,49), através de GPS. AUTÔNOMO 1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 678,00 (R$ 135,60) a R$ 4.159,00 (R$ 831,80). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% até o máx. de R$ 4.159,00 (R$ 457,49) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 4.159,00 (R$ 457,49). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 4.159,00. FACULTATIVO Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 678,00 (R$ 135,60) e R$ 4.159,00 (R$ 831,80), através de carnê. ASSALARIADOS Salário Contribuição (R$) Até 1.247,70 De 1.247,71 até 2.079,50 De 2.079,51 até 4.159,00

Alíquota 8,00% 9,00% 11,00%

EMPREGADOS DOMÉSTICOS

Ministério da Fazenda pede investigação federal sobre suposto esquema de pirâmide financeira Agência Brasil Brasília - A Secretaria de Assuntos Econômicos (Seae) do Ministério da Fazenda pediu que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal investiguem a empresa norte-americana Telexfree e a empresa Ympactus Comercial LTDA, responsável pelas atividades da multinacional no Brasil. Em nota oficial, a secretaria informou ter detectado indícios de que as duas companhias pratiquem esquema de pirâmide financeira. "A oferta de ganhos altos e rápidos, proporcionados principalmente pelo recrutamento de novos entrantes para a rede, o pagamento de comissões excessivas, acima das receitas advindas de vendas de bens reais e a não sustentabilidade do modelo de negócio desenvolvido pela organização sugerem um esquema de pirâmide financeira, o que é crime contra a economia popular", destaca o comunicado. A Seae informou ainda ter detectado suspeitas de que as duas empresas estimulem a economia informal e contrariem a legislação trabalhista, ao exigir a prática de duas atividades - comerciante e divulgador - e pagar apenas uma. O órgão também ressaltou que a empresa não está autorizada a atuar no ramo de comércio, nem tem relação com operadoras de telefonia fixa ou paga. Com promessas de retorno expressivo em pouco tempo, os

esquemas de pirâmide financeira são considerados ilegais porque só são vantajosos enquanto atraem novos investidores. Assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso. Atuando no Brasil desde março de 2012, o Telexfree vende planos de minutos de telefonia voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês), que permitem ligações ilimitadas para 41 países por US$ 49 mensais. As empresas, no entanto, também oferecem promessas de ganho para quem atuar como promotor do serviço, postando diariamente anúncios em sites de classificados e redes sociais e recebendo comissão sobre as vendas. A empresa oferece dois tipos de contratos para divulgadores, um com ganho líquido de US$ 2.295,80 e outro com lucro de US$ 11.599. Além disso, o anunciante recebe US$ 20 a cada novo divulgador que conquistar para o primeiro plano e US$ 100 para o segundo. O Telexfree e a Ympactus também são investigados pela Secretaria Nacional de Justiça. Os ministérios públicos de pelo menos sete estados - Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e Pernambuco - igualmente investigam as atividades das duas empresas e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) também foi notificado.

Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 54,24 81,36 135,60

SALÁRIO FAMÍLIA – MARÇO/2013 Salário de até R$ 646,55 Salário de R$ 646,55 a 971,78

R$ máx 457,49 499,08 956,57

R$ 33,16 R$ 23,36

OUTROS ÍNDICES BTN + TR TJLP Sal. Mínimo FGTS UPC

Dez 1,570040 5,50 622,00 0,2466 22,31

Jan 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

IR – TABELA DE MARÇO Desconto na fonte e carnê-leão Base (R$) Alíquota Até 1.710,78 isento 1.710,79 a 2.563,91 7,5% 2.563,92 até 3.418,59 15,0% 3.418,60 até 4.271,59 22,5% Acima de 4.271,59 27,5%

Fev 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Mar 1,570040 5,00 678,00 0,2466 22,31

Dedução – R$ 128,31 R$ 320,60 R$ 577,00 R$ 790,58

Deduções: a) Assalariados: 1) - R$ 171,97 por dependente; 2) - pensão alimentícia; 3) - contribuição à Prev. Social; 4) - R$ 1.710,78 por aposentado a partir de 65 anos; 5) - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carnê Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.


8

| 15 a 17 de março de 2013 |

Foto Bruno Oliveira/PMP

Foto José Gomercindo/Secs

Foto Divulgação/PMP

24ª Festa do Carneiro no Rolete acontece neste domingo

Público da Região Metropolitana de Curitiba prestigia a festa em Piraquara

Organizadores preparam toneladas de carne de carneiro, o prato típico da festa

Mais de dez mil pessoas são esperadas no Parque Trentino, local da festa

Acontece neste domingo (17) em Piraquara a 24ª Festa do Carneiro no Rolete. São esperados aproximadamente dez mil visitantes no Parque Trentino, na Colônia Santa Maria do Novo Tirol. A tradicional festa do município, considerada também o maior evento gastronômico da região terá início às 11h com a missa na Igreja Nossa Senhora da Assunção e a previsão de término é às 17h. Realizada anualmente no mês de março, a festa que teve início em 1988, atrai milhares de visitantes ao município a cada edição. População local, turistas de cidades vizinhas e da capital prestigiam a festividade, e aproveitam a variedade de atrações, a gastronomia típica, e as belas paisagens naturais da Barragem e da Serra do Mar na Colônia Santa Maria. A festa é organizada pela Prefeitura de Piraquara em conjunto com a Associação Trento Transforma, o Circolo Trentino e parceiros. "Sem dúvida a Festa do Carneiro é a nossa festividade mais esperada, que atrai milhares de pessoas e movimenta o município. Por isso programamos uma grande festa, com o objetivo de manter viva e fortalecer ainda mais essa tradição de Piraquara", ressaltou o prefeito

Marcus Tesserolli, o Marquinhos.

estrutura será montada, com ampla área coberta para alimentação, banheiros, acessos sinalizados, estacionamento, equipes de limpeza e segurança. Haverá ônibus exclusivos saindo do terminal direto para o Parque Trentino. Mais informações: www.piraquara.pr.gov.br e 3673-0186 ou 3673-4442.

CARDÁPIO Serão comercializadas toneladas de carne de carneiro, o prato típico da festa, e também churrasco de carne bovina, risoto, saladas, além de bebidas e produtos coloniais produzidos em Piraquara. ATRAÇÕES Além do almoço campal, diversas atrações estão programadas para os visitantes. A animação da festa ficará por conta dos shows musicais, com apresentações de artistas locais, da dupla Paula e Pâmela, e o show principal com a dupla Eric e Matheus, que traz sucessos do sertanejo universitário como Pó Pega, Dançando essa Vaneira, Alô To num bar, entre outros. Ainda terá apresentação de Hap Ki Do, Show de Prêmios, Brinquedos Infláveis, Feirinha e Vôo Panorâmico de Helicóptero. ESTRUTURA Para receber da melhor forma o público uma grande

SERVIÇO E PROGRAMAÇÃO: 11h - Missa 11:30 às 15h - Almoço Campal 11:30h - Show com Banda Local 12:30h - Show com Paula e Pâmela 13:30h - Show com Eric e Matheus 15h - Apresentação de Hap Ki Do 15:30h - Show de Prêmios 17h - Encerramento Haverá Ônibus saindo do Terminal: Saída - 10h, 11h e 12h Retorno do Parque Trentino: 14h, 15h e 16h. *Tragam seus talheres e saboreiem a deliciosa carne de carneiro.


| 15 a 17 de março de 2013 |

9

Foto: Ary Laurindo (Jornal Metrópole)

MAGALI CARVALHO é a moça morena bonita que desabrochou em delicadeza e encanto. Ao olharmos para ela vemos a suavidade com que abraça a vida, bem aos moldes das gentes de bem. Ela estará festejando logo mais seu aniversário junto do carinho de seus familiares e amigos. Feliz aniversário minha querida! Agradeço gentil convite.

NÍVER DE ADELINO VENTURI. Pessoas iluminadas fazem bem à humanidade. Nosso estimado empresário do ramo imobiliário e professor emérito, Adelino Venturi, recebeu os cumprimentos da sua esposa Cibele, dos seus filhos, dos seus colaboradores na empresa e dos amigos (que são muitos) pela passagem do seu

aniversário, na última sexta-feira, dia 8. Adelino e Cibele foram clicados recentemente quando distribuíam alimentos para atender às necessidades de uma importante instituição social, a APPAM (Associação dos Pais e Amigos das Crianças Portadoras de Mielomeningocele). Nosso abraço a este sãojoseense de coração, benfeitor da humanidade.


10

| 15 a 17 de março de 2013 |

Acontecimentos & Aniversários

CAROLINA ZÉTOLA DELAGE - A próxima terça feira (19) será a vez da terceira filha do casal Wilson e Elza Maria Delage aniversariar, e que pela sua nobreza de ações, certamente, será alvo de muitas congratulações. A inteligente e bela Carol mora na encantada cidade do Rio de Janeiro aonde vem galgando os degraus do sucesso como atriz de teatro e TV. Parabéns!

DUPLO ANIVERSÁRIO - MURILO e sua pequena irmã SOPHIA são os muito apreciados aniversariantes deste início de março, cuja festa aconteceu em grande estilo no último sábado dia 9/03. Eles dominam o cotidiano do lar do queridíssimo casal de empresários Fernanda Andrade de Castro Depizzol e Luiz Carlos Depizzol, com muita vivacidade e inteligência, conquistando a todos com suas contagiantes alegrias. A festa dos 06 aninhos de Murilo e 1º aninho da doce Sophia, foi um grande sucesso, quando todos gentilmente felizes congratularam com os "parabéns para você". Aos pais e em especial aos aniversariantes nossos votos de felicidades!

Fotos Rosane Gondro

PARABÉNS AO ALTIVO ANIVERSARIANTE VICTOR ALFREDO HOGAN - Graças à pujança administrativa de pessoas, como esse grande empresário, que deixam a comodidade de seus lares para a contribuição ao crescimento econômico e social de uma Cidade e, conseqüentemente, gerando divisas, é que reverenciamos, com aplausos, Victor Hogan pelo seu aniversário, que acontecerá na próxima quarta-feira (20). Caro amigo Victor os meus cumprimentos!

Os lindinhos aniversariantes, Murilo e Sophia, com seus amados pais

PARABÉNS SÃO JOSÉ - Na próxima terçafeira, dia 19 de março, a Cidade de São José dos Pinhais estará fazendo aniversário, e de presente passa a contar com um novo espaço cultural, o Teatro Sesi, localizado no reformado Centro de Vivência Cultural João Senegaglia. A iniciativa é uma realização do Sesi/PR, em parceria com a Prefeitura de São José dos Pinhais, no sentido de promover e incentivar a cultura local. Com uma vasta programação, esta semana de inauguração inclui apresentação da Banda Marcial de São José dos Pinhais, sessão de cinema, show com a Banda Apanhador Só - indicada como uma das 10 melhores bandas de 2012 pela MTV e ganhadora por dois anos consecutivos do Prêmio Açorianos de Música 2010 e 2011 - e shows com o cantor e compositor Gabriel Satter, filho do violeiro Almir Sater. Participem!

FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA - O evento vai do dia 26 de março até 07 de abril e começa com um super espetáculo de acrobacias no Parque Barigüi, na peça "Homem Vertente". Os ingressos já estão à venda. Imperdível!

65º CAMPEONATO ABERTO DE GOLFE CIDADE DE CURITIBA Inicia neste final de semana, no Graciosa Country Club, a disputa do 65º Campeonato Aberto de Golfe Cidade de Curitiba, uma das mais tradicionais competições deste esporte no estado. Esta primeira etapa acontece neste sábado (16/3) e no domingo (17/03). O torneio continua nos dois finais de semana seguintes, com encerramento dia 30 de março. No total, 300 jogadores de todo o país vão participar, em quatro categorias. Após quinze anos, o campeonato volta a contar pontos para o ranking nacional e internacional, além do paranaense. Durante este período, uma mudança na contagem de pontos dos buracos fez com que somasse pontos exclusivamente para o Paranaense. "A expectativa é de um grande evento, com adesão de grandes nomes do esporte. Entre os amadores e profissionais, todos os praticantes querem participar desta prova, pela sua tradição", conta Gláucio Bley Filho, diretor de Golfe do Graciosa.


| 15 a 17 de março de 2013 |

11

Equipe de Pinhais se prepara para etapa da Stock Car deste domingo Essa semana o prefeito Luizão visitou as instalações da RC Competições localizada no município, que participa da prova

Nessa semana o prefeito Luizão Goulart, acompanhado do secretário de Urbanismo, Emerson Bento, visitaram a RC Competições

Começarão as obras do Instituto Federal O Instituto Federal do Paraná (IFPR) e a Prefeitura de Pinhais promovem, hoje dia 15 de março, uma audiência pública para o lançamento do Plano Diretor do câmpus do IFPR no município. Durante a solenidade, que começa às 08h30 no auditório da Prefeitura, também será assinada a ordem de serviço para o início das obras. A construção começa ainda neste mês e a inauguração está prevista para março de 2014. O investimento inicial do Governo Federal é de, aproximadamente, R$ 15 milhões. A audiência pública fará parte das festividades do aniversário de emancipação política do município, que completa 21 anos de fundação neste mês de março. Na semana passada, o prefeito Luizão Goulart e o reitor do IFPR, Irineu Mário Colombo visitaram o terreno que já está sendo preparado para receber as obras do Instituto Federal. Além disso, o encontro também serviu para que o diretor geral do Câmpus Pinhais, o professor Paulo Yamamoto, nomeado para o cargo no início deste ano, fosse apresentado à equipe da Prefeitura. Plano Diretor O Plano Diretor é o documento que estabelece o planejamento estrutural para as novas unidades do IFPR. Ele tem foco na excelência das atividades de ensino, pesquisa e extensão. O Câmpus Cedido pela Prefeitura, o terreno do Câmpus Pinhais tem cerca de 60 mil m² e fica na Avenida Humberto de Alencar Castelo Branco, no Bairro Jardim Amélia. A área construída total será de 5,7 mil m² e contará com quatro blocos: um administrativo, um didático, um prédio para serviços e refeitório, além de uma quadra coberta.

Ainda em 2013, Pinhais e os municípios do entorno começarão a sentir os benefícios da presença do IFPR na Região. Está previsto para o mês de junho o início de cinco cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), com duração de até 180 horas, a serem ofertados pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Serão cerca de 170 vagas para Auxiliar de Pessoal, Auxiliar de Faturamento, Auxiliar de Crédito e Cobrança, Recepcionista e Comprador. Já as aulas dos cursos regulares começam em 2014. Os cursos a serem ofertados serão definidos em conjunto com a população, com o Poder Público e com o Setor Produtivo. “Mas já sabemos que, logo de início, o câmpus deverá ofertar dois cursos técnicos integrados ao Ensino Médio e um curso superior de Licenciatura”, comenta o professor Yamamoto. Expansão A instalação do IFPR em Pinhais está sendo viabilizada devido à parceria com o Poder Pùblico Municipal. “Além de destinar o espaço para a instalação do câmpus, a Prefeitura está honrando todos os compromissos assumidos no prazo estipulado, efetivando adequações de infraestrutura como terraplanagem, adaptação de vias de acesso, entre outros”, afirma o diretor geral da futura unidade do IFPR. Serviço Lançamento do Plano Diretor do Câmpus do IFPR em Pinhais Data: 15 de março de 2013 Horário: 08h30 Local: Auditório da Secretaria Municipal da Educação, Avenida Iraí, 696.

Cedido pela Prefeitura, o terreno do Câmpus Pinhais tem cerca de 60 mil m²

Pinhais recebe no próximo domingo (17), a segunda etapa da Stock Car 2013, no Autódromo Internacional localizado no município. E o prefeito Luizão Goulart, acompanhado do secretário de Urbanismo, Emerson Bento, visitaram a RC Competições, equipe automobilística, situada em Pinhais, no bairro Weissópolis, e que participará da prova. Rosinei Campos, mais conhecido como “Meinha”, possui a empresa RC Competições desde o ano 2000, instalada no mesmo local desde então. Campos também é sócio no comando de outra equipe da Stock Car, a RCM. Correm pelas equipes os pilotos Ricardo Mauricio (Eurofarma RC), Max Wilson (Eurofarma RC), Galid Osman (Ipiranga RCM) e Thiago Camilo (Ipiranga RCM), sendo este último vencedor da Corrida do Milhão realizada em dezembro do ano passado. “Das disputas desta prova, três foram para nossa equipe”, acrescenta Rosinei Campos. Com quatro campeonatos nacionais conquistados, Rosinei atribui os resultados positivos ao trabalho conjunto em todas as etapas, desde a montagem do carro, até o momento em que ele está na pista. “Uma atuação que pode ser comparada ao relacionamento de um técnico e um jogador de futebol, que precisam estar em sintonia para trabalharem bens juntos”, diz Campos. Para ele é um troca, pois o piloto deve identificar corretamente os problemas no carro e a equipe deve saber interpretar o que o piloto deseja. “Qualquer ação pode ser decisiva em uma prova”, afirma. Nomes conhecidos pelo público que acompanha as competições de automobilismo, Cacá Bueno e Giuliano Losacco, são dois dos pilotos que já passaram pela equipe da RC Competições, esta que é responsável pela montagem dos carros e por todo suporte técnico dentro e fora das pistas. “Cada piloto tem sua equipe própria, mas no final formamos todos, uma grande equipe”, destaca Campos. O Prefeito Luizão Goulart falou sobre a importância de Pinhais sediar uma empresa de prestígio e renome e que leva o nome da cidade por todo o país. “O fato de podermos dizer que torcemos por uma equipe que representa nosso município, por ter a empresa locada aqui, é muito gratificante”, ressaltou o prefeito. Vale destacar que o Autódromo Internacional, que também é um espaço representativo em Pinhais, recebe diversas provas de âmbito mundial. Prova neste domingo Diversos competidores, os melhores da categoria no país, participam no sábado (16), de dois treinos livres classificatórios. E no domingo (17), ocorre a segunda etapa da Stock Car 2013, os quatro pilotos Ricardo Mauricio (Eurofarma RC), Max Wilson (Eurofarma RC), Galid Osman (Ipiranga RCM) e Thiago Camilo (Ipiranga RCM) participam da disputa.


12

| 15 a 17 de março de 2013 |

ARAUCÁRIA

PIRAQUARA

Feira do Peixe Vivo acontece nos dias 27 e 28 de março

Prefeitura realiza operação tapa buracos Foto Divulgação/PMA

Secretaria de Infraestrutura pede atenção redobrada e compreensão dos motoristas e pedestres onde estão sendo executados os serviços

Serão comercializados carpas, tilápias, bagres, pacu e outras espécies da água doce

Foto Bruno Oliveira/PMP

Operação tapa buracos começa no centro e segue até os bairros

A Secretaria de Infraestrutura de Piraquara iniciou ontem (14) uma operação tapa buracos no Centro do município para recuperar ruas pavimentadas danificadas. A ação é outra etapa do plano emergencial de recuperação de ruas que está sendo executado em toda a cidade. Os serviços foram realizados na Rua Barão do Cerro Azul, esquina com a Rua Ângelo Galli, em um dos principais acessos do Hospital e do Terminal Rodoviário. A operação não se limita apenas em preencher os buracos de material, e sim na recuperação completa dos trechos deteriorados. As equipes recortam o asfalto danifi-

cado, removem todo o material velho, preparam o solo, e aplicam uma nova camada de massa asfáltica. Neste primeiro momento os serviços estão sendo realizados no centro, em locais de grande movimentação de veículos, e na sequência serão estendidos para os demais bairros que possuem vias pavimentadas. A Prefeitura pede uma atenção redobrada e a compreensão dos motoristas e pedestres nos locais onde estão sendo executados os serviços, lembrando que os transtornos são momentâneos e necessários para a melhoria das vias da cidade.

Faxinal dos Corrêas terá água de poço artesiano

Aumento no efetivo da PM reforça segurança pública Bruno Oliveira/PMP

Foto Divulgação/PMQB

caldo de peixe, às 19h. Será oferecido ainda o serviço de limpeza dos peixes, que será realizado por mulheres atendidas pela Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI). O serviço será cobrado à parte e o dinheiro arrecadado com a limpeza dos peixes será distribuído entre elas. O prefeito Olizandro Ferreira destaca as vantagens do evento. "A Feira contribuiu para o piscicultor, que tem a oportunidade de comercializar boa parte da sua produção e complementar a renda, e também para a população, que pode adquirir produtos frescos e de qualidade a preços acessíveis. Todos estão convidados a participar", diz.

LAPA

QUATRO BARRAS

O município de Quatro Barras está recebendo um reforço no efetivo de policiais militares. A 4ª Companhia de Polícia divulgou no início desta semana a chegada de 15 homens, além de outros três que devem chegar nas próximas semanas. A ampliação do efetivo é resultado da reunião realizada no final de fevereiro entre o prefeito de Quatro Barras, Loreno Tolardo; o comandante do 22º Batalhão de Polícia, tenente-coronel Mauro Celso Monteiro; o comandante da 4ª Companhia, capitão José Renato Micrute; o 2º tenente Zaqueu Rodrigo Kozow Meireles; e o secretário de Ordem Pública, Cariovaldo Ferreira. "Reforçar a segurança é uma meta tanto da polícia, como da Prefeitura. Tivemos esta conversa com o tenentecoronel, solicitamos reforço e um plano de estratégia voltado à segurança, e vimos um real interesse de estruturação e combate à criminalidade por parte do comando desta

A Feira do Peixe Vivo, que já é tradição em Araucária e esse ano chega a sua 23ª edição, será realizada nos dias 27 e 28 de março, das 9h às 21h, no Parque Cachoeira. São 35 barracas onde serão vendidos peixes frescos e direto do piscicultor para o consumidor. Estarão disponíveis carpas (comum, capim, húngara e cabeçuda), tilápias, bagres (jundiá e catfish), pacu e outras espécies de água doce. Além da comercialização dos peixes, a Feira do Peixe Vivo terá praça de alimentação, recreação, artesanato e barracas de hortaliças e frutas. Quem visitar o evento também poderá fazer degustação de

Na tarde desta quinta-feira, 14 de março, a prefeita Leila Klenk esteve na comunidade de Faxinal dos Corrêas para acompanhar a perfuração do poço de fornecimento de água para a comunidade. Localizado no pátio da Escola Municipal Brasilino Ferreira Almeida, o poço tem uma profundidade de 200 metros e uma vazão sete mil litros de água por hora, o que vai possibilitar atender mais de 100 famílias da comunidade do Faxinal dos Corrêas e localidades próximas. O secretário de Infraestrutura, Celso Wenski e o diretor de Saneamento Ambiental, Anderson Teixeira, acompanharam a prefeita na

fiscalização da obra, executada por uma empresa contratada. Durante a visita, Leila destacou que a Prefeitura Municipal tem como uma de suas prioridades proporcionar o abastecimento de água com qualidade para todas as comunidades do interior da Lapa que necessitam deste serviço. Em Faxinal dos Corrêas, os próximos passos serão a construção de uma estação de tratamento e, posteriormente, uma rede de distribuição de água na comunidade. As obras de perfuração e construção da unidade de abastecimento são de responsabilidade do Instituto das Águas do Paraná. A Prefeitura Municipal viabilizará a rede de distribuição.

A 4ª Companhia da PM teve aumento do efetivo em 15 policiais

Companhia e do Batalhão", disse o prefeito. Com o aumento de policiais nas ruas, o planejamento da segurança será refeito, conforme explica o capitão Micrute. "Vamos poder intensificar o serviço preventivo, que é um dos trabalhos mais importantes, e dar melhor resposta aos atendimentos e ocorrências. Agora com os instrumentos necessários,

seja de efetivo ou das novas viaturas, poderemos reformular todo o planejamento de segurança pública", salientou. A medida será decisiva na cidade, já que uma das maiores demandas apontadas pela população diz respeito ao tema. A 4ª Companhia, que pertence ao 22º Batalhão de Polícia, atende os municípios de Quatro Barras e Campi-

na Grande do Sul, ambos beneficiados com a ampliação do efetivo. Sua sede, localizada próximo ao Bombeiro Comunitário, onde antes funcionava o IML, foi completamente restaurada para abrigar o novo comando. A restauração contou com o apoio da comunidade e das Prefeituras Municipais, bem como o reequipamento das viaturas e plotagem.

Prefeita Leila Klenk acompanha perfuração de poço artesiano


| 15 a 17 de março de 2013 |

13

Fiscalização na Linha Verde será reforçada A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fizeram nesta quinta-feira (14) uma blitz de fiscalização dos caminhões que circulam pela Linha Verde nos horários de restrição. A operação marca o início de uma parceria entre Setran e PRF para fiscalizações que devem ocorrer quinzenalmente na via que cruza a capital paranaense. Segundo portaria municipal de agosto de 2011, caminhões com carga acima de sete toneladas não podem circular pela Linha Verde das 7h às 10 horas

e das 17h às 20 horas, no trecho que vai da Nicola Pelanda, no bairro Pinheirinho, até a Estrada da Graciosa (no sentido Sul-Norte), e da Estrada da Ribeira até a Rua João Chede, também no Pinheirinho (no sentido Norte-Sul). Nesses horários, esse tipo de veículo deve utilizar os contornos Norte, Sul e Leste da cidade. Nos finais de semana, não há restrição de horário de circulação. Em qualquer horário, o tráfego de caminhões deverá ocorrer apenas pela faixa da direita. A circulação de caminhões nos horários não permitidos

tem tornado problemático o trânsito na Linha Verde, que foi idealizada para permitir o melhor acesso e circulação dos veículos da cidade. "Por isso, a necessidade da conscientização dos condutores de veículos de grande porte para não utilizar a via nos horários e trechos não permitidos, garantindo a segurança e a fluidez dos demais veículos. Os caminhões devem seguir pelos contornos, evitando a Linha Verde", diz Caçan Jurê Cordeiro Silvano, coordenador de fiscalização da Setran. Ele comandou os seis agen-

tes da Setran na blitz realizada na manhã desta quinta-feira na região próxima ao viaduto da Rua Francisco Derosso, no bairro Xaxim. A PRF participou com cinco agentes, sob o comando do policial rodoviário Norian Hoefling. Foram abordados e autuados mais de 25 caminhões com capacidade superior a sete toneladas de carga. "Após a abordagem, adotamos todos os procedimentos de fiscalização. Além da lavratura do auto de infração pelo artigo 187 do Código de Trânsito, que trata da capacidade de carga,

Museu da Imagem e do Som do Paraná organiza mostra de cinema inspirada na obra de Nelson Rodrigues Considerado o mais importante autor teatral brasileiro e adaptado diversas vezes para o cinema, Nelson Rodrigues é o tema desta mostra de cinema organizada pelo Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) que ocorre entre os dias 19 e 22 de março de 2013 no Auditório Brasílio Itiberê. A entrada é franca. Quatro dos melhores filmes inspirados em peças do dramaturgo serão exibidos na mostra. Três obras são dirigidas por importantes diretores do nosso cinema: Arnaldo Jabor, Leon Hirzman e Bruno Barreto e a mais recente delas por um filho do autor, Jofre Rodrigues. Outro grande atrativo da Mostra são elencos compostos por grandes nomes dos nossos palcos e telas, como Fernanda Montenegro. Marília Pêra, Paulo Gracindo, Ney Latorraca e Tarcísio Meira. Também em papéis de destaque aparecem as atrizes paranaenses Simone Spoladore e Letícia Sabatella. Antes da sessão de abertura, no dia 19/03, o premiado diretor teatral e dramaturgo Edson Bueno vai falar sobre o filme "Toda Nudez Será Castigada" e o universo de Nelson Rodrigues, autor que Bueno encenou diversas vezes em Curitiba. PROGRAMAÇÃO 19/03 (terça) Toda Nudez Será Castigada - de Arnaldo Jabor, com Darlene Glória e Paulo Porto - apresentação de Edson Bueno Em uma família tradicional, Herculano, um homem puritano que só tinha tido uma mulher na vida, prometeu para seu filho, enquanto a esposa agonizava, que jamais teria outra mulher. Após se embebedar, Herculano vai a um bordel e encontra Geni. Passa a noite com ela e os dois se apaixonam. Herculano promete se casar com ela, mas para isto precisa fazer Serginho viajar. 20/03 (quarta) O Beijo no Asfalto - de Bruno Barreto, com Tarcísio Meira e Ney Latorraca Um homem é atropelado e antes de morrer pede um beijo na boca a outro homem que o socorre. O fato vira notícia,

desencadeando uma onda de repressão social e explosão de sentimentos e preconceitos até então reprimidos. 21/03 (quinta) A Falecida - de Leon Hirzman, com Fernanda Montenegro e Paulo Gracindo Zulmira, mulher pobre do subúrbio sonha com um funeral de luxo para compensar sua vida simples e miserável num subúrbio do Rio de Janeiro. Com interpretação notável de Fernanda Montenegro, em seu primeiro papel no cinema, o filme expõe a alienação da mulher que idealiza a própria morte como redenção para o vazio existencial. 22/03 (sexta) Vestido de Noiva - de Jofre Rodrigues, com Marília Pêra e Simone Spoladore Após ser atropelada, Alaíde sofre perda de memória. Durante uma operação ela começa a se recordar de sua vida desde o momento em que leu o diário da cafetina Madame Clessi, ao mudar-se para a casa que há cerca de 37 anos havia sido um bordel. Daí em diante, o que se vê é um jogo onde alucinação e realidade se misturam.

ainda são verificados documentos de porte obrigatório como a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo), além equipamentos obrigatórios como o disco de tacógrafo", explica Silvano. A multa aplicada aos condutores dos caminhões é da categoria média, no valor de R$ 85,13. Após o auto de infração, o condutor deve retirar o veículo da Linha Verde no primeiro acesso de saída próximo da abordagem. A parceria entre Setran e

PRF aumenta o número de agentes de fiscalização nas operações, ajudando e facilitando o trabalho de ambos os órgãos. "Nós mantemos a parceria com a Setran há algum tempo e em diversas atividades, como na fiscalização de alcoolemia dos condutores, de veículos que não estão licenciados ou dos que estão em mau estado de conservação. Dessa forma, conseguimos diminuir a quantidade de veículos que não estejam em condições de circulação e aumentamos a segurança em nossas rodovias", confirma Hoefling.

Dom Moacyr Vitti acolheu o papa Francisco com a Santa Missa na Catedral Basílica Na noite de ontem, 14 de março, Dom Moacyr Vitti, arcebispo metropolitano, celebrou a Santa Missa das 18 horas na Catedral Basílica pelas intenções do pontificado do novo papa Francisco. Centenas de fiéis participaram da celebração, que foi finalizada com uma entrevista coletiva do arcebispo à imprensa. ACOLHIDA DE DOM MOACYR AO PAPA FRANCISCO A Igreja, desde a sua fundação até os dias de hoje vem realizando a missão que Jesus Cristo lhe confiou, de ser o sinal da existência de Deus na humanidade. Missão esta, que se realiza por meio do sucessor de São Pedro. Foi muito bonita a expressão do novo papa ao ser apresen-

tado. Sua mensagem de construir a fraternidade entre os povos, manifestando o espírito de São Francisco de Assis, de humildade e simplicidade, demonstrou que iniciará o seu pontificado com a preocupação de que haja mais amor e unidade entre as nações. Acredito que o papa, no seu espírito jesuíta vai demonstrar o desprendimento que a Igreja deve ter nos dias de hoje. Para o Brasil é uma grande alegria um papa da América Latina, por ser mais próximo da realidade brasileira. Devemos acolhê-lo, também com nossas orações, para que possa ser um grande pastor de Jesus, unindo todos os povos. Nós, do Brasil, o aguardamos com entusiasmo para a Jornada Mundial da Juventude.

Antecipar restituição de IR é opção para quitar dívida cara e sair da inadimplência Março e abril são meses de declaração do Imposto de Renda e as instituições financeiras já começaram a oferecer propostas para antecipar a restituição que o contribuinte receberá da Receita Federal. Segundo os economistas da Serasa Experian, como em qualquer outro empréstimo, o consumidor precisa analisar com cautela e colocar na ponta do lápis todas as vantagens e desvantagens de adiantar esse dinheiro. Ainda de acordo com os economistas, a antecipação pode ser conveniente para quem precisa de dinheiro para quitar uma dívida mais cara, como cartão de crédito e cheque especial. O adiantamento também pode ser válido para ajudar o consumidor a sair da inadimplência e recuperar o seu crédito no mercado. Em média, a taxa de juros mensal da antecipação varia de 2% a 3,5%, enquanto a do cheque especial, por

exemplo, fica entre 6% e 10%. Normalmente, o prazo de financiamento da antecipação chega a 300 dias. Para os que pretendem fazer a antecipação, a orientação é pesquisar e comparar o custo efetivo da operação, ou seja, os juros e as taxas cobradas. Em geral, para os correntistas, as instituições financeiras emprestam entre 90% e 100% do valor da restituição. Já para quem não é cliente esse percentual pode variar de 80% a 90%. Outra opção é antecipar apenas o necessário para quitar as dívidas mais caras. Por exemplo, se o contribuinte vai receber R$ 2.000 de restituição e está devendo R$ 1.000 no cartão de crédito, deve pedir apenas a metade do valor que receberá do IR. O ideal é fazer a declaração o quanto antes, pois a Receita Federal tem um calendário mensal de pagamento da restituição que vai até o final do ano ou, no caso de ter caído na malha fina,

só para 2014. Assim, a chance de receber nos primeiros lotes é maior para que acertou de forma correta e rapidamente a conta com o Leão. Segundo os economistas da Serasa Experian, a antecipação não é vantajosa para quem pretende usar esse dinheiro para consumir, o que significa mais uma dívida a ser paga. Para esses contribuintes que estiverem endividados, a dica dos economistas é esperar pela restituição e comprar à vista. Para quem optar por esperar pela restituição, a vantagem é que ela será paga pela Receita Federal com correção média de 0,5% ao mês, equivalente a algumas aplicações financeiras mais rentáveis do mercado. Ou seja, o dinheiro estará rendendo até chegar ao bolso do contribuinte. Para conferir mais dicas e orientações sobre educação financeira, acesse o site www.serasaconsumidor.com.br


14

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| 15 a 17 de março de 2013 |

PREFEITURA DE COLOMBO Estado do Paraná

Extrato de dispensa de licitação. Processo Nº: Partes: Objeto:

Valor:

Embasamento Legal: Data

1134239 - Dispensa 18/2013. Município de Colombo/PR, Pavixisto Indústria e Comércio de Reparo para Pavimento Asfáltico Ltda Aquisição de massa asfáltica embalada em sacos de 25Kg, usinada a quente para aplicação a frio em serviços de tapa buracos. O valor máximo da dispensa será de R$ 5.445,00 (cinco mil quatrocentos e quarenta e cinco reais). Artigo 24 – Inciso II - Lei nº. 8.666/93. 14/03/2013

Extrato do Empenho N° Empenho: Data: Valor do Empenho: Dispensa n°: Contratado: Contratante: Objeto:

Órgão Responsável:

1836/2013 14/03/2013 R$ 5.445,00 (cinco mil quatrocentos e quarenta e cinco reais) 18/2013 Pavixisto Indústria e Comercio de Reparo para Pavimento Asfaltico Ltda Prefeitura Municipal de Colombo Aquisição de massa asfáltica embalada em sacos de 25Kg, usinada a quente para aplicação a frio em serviços de tapa buracos. Secretaria Municipal de Obras e Viação

Adjudicação Processo Administrativo nº. 1129719 O Pregoeiro, designado pela Portaria nº. 018/2013 do Prefeito Municipal de Colombo adjudica o procedimento licitatório Pregão Presencial Nº. 010/ 2013, que tem por objeto a contratação de empresa especializada para por meio do SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS prestar serviços de manutenção corretiva com fornecimento de peças nos equipamentos médico hospitalares das Unidades de Saúde da Secretária Municipal de Saúde da Prefeitura de Colombo, conforme quantidades e especificações constantes no Termo de Referência (Anexo VII), que integra o Edital. Proponente: CIRUPAR COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS MÉDICOS CIRÚRGICOS LTDA – Lote 001 – R$ 86.900,00 (oitenta e seis mil e novecentos reais). Produtos / Serviços: Constantes no edital. Prazo de execução: até 72 (setenta e duas) horas após a entrega do equipamento para empresa, pelos profissionais do setor de manutenção da Secretaria Municipal de Saúde; Pagamento: até 20 (vinte) dias após a entrega a emissão das notas fiscais e aceite do fiscal de contrato, acompanhada dos documentos, conforme (Anexo IX) deste edital.

JUÍZO DE DIREITO DA VIGÉSIMA SEGUNDA VARA CIVEL FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, PARANÁ. Edital de citação de JANIO COSTA LIMA , com o prazo de 20 dias. FAZ SABER/ a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, expedido nos autos de MONITÓRIA, registrados sob nº 0050856-95.2010.8.16.0001, proposta por MAVESUL MOTOS LTDA, CNPJ nº 85.043.636/0001-73 contra JANIO COSTA LIMA, CPf nº 003.686.45525 e, estando o(s) requerido(s) em local incerto, fica(m) citados dos termos da ação a saber: A autora é concessionária de motocicletas da Marca Honda, e atua no ramo de comércio de motocicletas e, promoveu uma venda ao réu, o qual se comprometeu em promover o pagamento através dos cheques nº 850169, 850170 e 850171, agência 2823 do Banco do Brasil S/A, no valor de R$1.340,00 cada, com vencimentos em 05/9/2009, 17/11/2009 e 29/12/2009. o réu não realizou o pagamento. Desta forma o autor é credor do réu pela quantia de R$4.607,73 mais acréscimos legais, em 26/8/2010. OUTROSSIM, fica a parte ré, citada dos termos da ação e, para no prazo de quinze dias, pagar a importância devida de R$4.607,73 mais acréscimos legais, mais custas no valor de R$570,80 , ou, querendo, embargar a presente, por intermédio de advogado. Em caso de pronto pagamento, ficará a parte ré isenta de custas e honorários advocatícios, na forma do artigo 1.102 “c”, §1º do CPC. Do que para constar lavrei o presente edital. Curitiba, 05/03/2013. Eu, Marlene Romeiro Coleta, empregada juramentada o subscrevo. (a) Sérgio Jorge Domingos. Juiz de Direito.

Colombo, 14 de março de 2013. Dê-se publicidade; Jose Carlos Vieira Pregoeiro

DESPROVIMENTO DE RECURSO REF.: PREGÃO PRESENCIAL 010/2013 EMPRESA MAJ LAB COM. E MANU. DE EQUIP. PARA LABORATÓRIO LTDA

PROCESSO 1137280 e 1137281

ACOLHO O PARECER JURÍDICO N.º 089/2013 E O PARECER JURIDICO N° 091/2013 DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO, DECIDINDO-SE PELO DESPROVIMENTO DO RECURSO INTERPOSTO. DÊ-SE PROSSEGUIMENTO. Colombo, 14 de março de 2013 PUBLIQUE-SE, JOSÉ CARLOS VIEIRA PREGOEIRO

SUMULA DE CONCESSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa CERONIZE COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA, torna público que recebeu da Secretaria municipal do Meio Ambiente – SMMA, a Licença de Operação – LO-11/695, para Posto de Gasolina, em 23/04/ 2012, válida até 22/04/2013, situado à Avenida do Batel, nº 1280, Bairro Batel, em Curitiba – PR.

SUMULA DE PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa CERONIZE COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA, torna público que solicita junto a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba – PR – SMMA, o pedido de renovação da Licença de Operação para Posto de Gasolina, situado à Avenida do Batel, nº 1280, Bairro Batel, em Curitiba – PR.

CONVOCATÓRIA O Presidente do SATED/PR, usando de suas atribuições legais e estatutárias, vem pelo presente convocar seus respectivos ASSOCIADOS para a ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, que se realizará na sede deste SINDICATO, na Rua Treze de Maio, nº 644, Centro, em Curitiba-Paraná, no próximo dia 26 de março de 2012, terça-feira, obedecendo ao que segue: ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA 1ª CONVOCAÇÃO – 17: 00 h - com dois terços dos associados em dia com suas obrigações sindicais. 2ª CONVOCAÇÃO – 17:30 h - com qualquer número de ASSOCIADOS em dia com suas obrigações sindicais presentes ORDEM DO DIA A) Prestação de Contas referente ao Ano Base de 2012 Curitiba, 15 de março de 2013 CHRISTO DIKOFF PRESIDENTE DO SATED/PR


| 15 a 17 de março de 2013 |

15

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

ENERGÉTICA RIO PEDRINHO S.A.

CNPJ NÂş 03.190.389/0001-73

BALANÇOS PATRIMONIAIS 31/12/2012 E 2011 (Em MR$) 2012 2011 ATIVO 5.164 12.209 Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 3) 1.242 8.295 Contas a receber (Nota 5) 1.615 1.677 CrÊditos com partes relacionadas (Nota 6) 1.580 225 Estoques 295 387 Impostos a recuperar (Nota 7) 394 1.519 Outras contas a receber 38 106 119.762 128.312 Não circulante Depósitos restituíveis e valores vinculados (Nota 4) – 1.447 Impostos a recuperar 1 – Imobilizado (Nota 8) 119.761 126.865 124.926 140.521 Total do ativo 2012 2011 PASSIVO Circulante 4.879 2.495 Contas a pagar 809 153  

    (Nota 9) – 1.562 Impostos e contribuiçþes a recolher (Nota 10) 2.126 546 DÊbitos com partes relacionadas (Nota 6) 94 135 Provisão para contingências (Nota 11) 1 – Dividendos a pagar (Nota 6) 1.775 – Outras contas a pagar 74 99 120.047 138.026 Patrimônio líquido Capital social (Nota 12.a) 16.230 21.230 Reservas de lucros (Nota 12.b) 8.036 15.096 Ajuste de avaliação patrimonial (Nota 12.c) 95.781 101.700 124.926 140.521 Total do passivo e do patrimônio líquido              

  

DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO EXERC�CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 2011 (Em MR$) 2012 2011 Receita líquida de vendas (Nota 13) 14.812 15.197 (10.839) (9.837) Custo de geração de energia (Nota 14) 3.973 5.360 Lucro bruto (439) 22.551 Receitas/despesas operacionais Gerais e administrativas (Nota 14) (855) (955) Receita de crÊdito de carbono, líquida (Nota 15) 236 91 Outras receitas (despesas) operacionais (Nota 16) 180 23.315 3.534 27.911 /XFURDQWHVGRUHVXOWDGR¿QDQFHLUR 12.431 15.765 5HVXOWDGR¿QDQFHLUR

  

   (Nota 17) 13.588 16.842

  

   (Nota 17) (1.157) (1.077) Lucro antes do imposto de renda e da 15.965 43.676 contribuição social (6.595) (13.828) Imposto de renda e contribuição social Corrente (Nota 18) (6.595) (13.828) 9.370 29.848 Lucro líquido do exercício              

  

NOTAS EXPLICATIVAS Ă&#x20AC;S DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FINANCEIRAS PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 2011 (Em MR$, exceto quando indicado de outra forma): 1. Contexto operacional: A EnergĂŠtica Rio Pedrinho S.A. (â&#x20AC;&#x153;Rio Pedrinhoâ&#x20AC;? ou â&#x20AC;&#x153;Sociedadeâ&#x20AC;?) ĂŠ uma sociedade anĂ´nima de capital fechado e tem por objeto a construção, implantação, manutenção e exploração da Pequena Central HidrelĂŠtrica Pedrinho I (â&#x20AC;&#x153;PCHâ&#x20AC;?), com 16,2 MW de potĂŞncia instalada, cuja exploração foi autorizada por meio da Resolução ANEEL nÂş 39, de 10/03/1999. A Sociedade entrou em operação em 01/10/2003. A Sociedade foi    *+-+;-*<<<          = > 

Energia Renovåvel S.A., com sede na cidade de Curitiba, Estado do Paranå. O período da autorização Ê de 30 anos, contados a partir da data de publicação da Resolução da ANEEL nº 82/2000, podendo ser       ?     @K @

  Q 

autorização, os bens e as instalaçþes realizadas para a geração de energia elÊtrica em aproveitamento hidråulico passarão a integrar o patrimônio da União caso a autorização não seja renovada, mediante indenização dos investimentos ainda não amortizados. Nesse caso, para determinar o montante da indenização a ser recebida, serão considerados os valores dos investimentos posteriores, aprovados e realizados, não previstos em projeto original, deduzidos da depreciação apurada por auditoria do Poder Concedente. As seguintes obrigaçþes são decorrentes da autorização outorgada à Sociedade: X Cumprir e fazer cumprir todas as exigências da autorização, da legislação atual e superveniente que disciplina a exploração de potenciais hidråulicos, respondendo perante a ANEEL, usuårios e terceiros, pelas eventuais consequências danosas decorrentes da exploração da PCH; X [           

  \ #&              ] 

#'''&  ^ [   ]_ #]&   

Q    

            _ #&    

de uso dos sistemas de transmissão e de distribuição de energia elÊtrica, quando devidos, celebrando, em conformidade com a regulamentação                _

X Efetivar todas as aquisiçþes, desapropriaçþes ou instituir servidþes administrativas em terrenos e benfeitorias necessårias à realização das obras da PCH e dos projetos ambientais, inclusive reassentamentos da população atingida, se houver, assumindo os custos correspondentes, devendo efetuar, tambÊm, todas as indenizaçþes devidas por danos decorrentes das obras e serviços,        %    

      Q _

X Organizar e manter permanentemente atualizado o cadastro de bens e instalaçþes de geração, comunicando à ANEEL qualquer alteração das características de suas unidades geradoras; X Manter em arquivo     Q  @K        %  

da PCH; X Submeter-se a toda e qualquer regulamentação de caråter geral que venha a ser estabelecida pela ANEEL, especialmente aquelas relativas à produção e comercialização de energia elÊtrica nos termos da autorização; X Manter, permanentemente, por meio de adequada estrutura de operação e conservação, os equipamentos e instalaçþes da PCH em perfeitas condiçþes de funcionamento e conservação, provendo adequado estoque de peças de reposição, pessoal tÊcnico e administrativo, próprio          ^]     `    

             k     

da exploração da PCH; X w]  y {

Q      

tÊcnicos da ANEEL, em qualquer Êpoca, livre acesso às obras e demais instalaçþes compreendidas pela autorização, bem como o exame de todos      |            w  

   { "'}          Q  ] 

e vertidas, nĂ­veis dâ&#x20AC;&#x2122;ĂĄgua, potĂŞncias e frequĂŞncias, tensĂľes e energias produzida e consumida; X Observar a legislação ambiental e articular-se com o ĂłrgĂŁo ambiental competente com vistas a obtenção das licenças ambientais competentes, para cumprir as exigĂŞncias nelas contidas e               |  

 

enviar trimestralmente à ANEEL, atÊ que a licença de instalação seja apresentada, documentos que comprovem a evolução destas tratativas, respondendo pelas consequências do descumprimento das leis, regulamentos e licenças; X Articular-se com o órgão de recursos hídricos competente, com o objetivo de estabelecer os procedimentos relativos aos usos múltiplos da ågua e a disponibilidade hídrica, respondendo pelas consequências do descumprimento das leis, regulamentos e licenças; X        ]    Q

 ]^  denciĂĄria, aos encargos oriundos de normas regulamentares estabelecidas pela ANEEL, bem como quaisquer outras obrigaçþes relacionadas ou decorrentes da exploração da PCH; X Manter permanentemente atualizados os cadastros e controle da propriedade dos bens vinculados, nos termos das disposiçþes estabelecidas pelo Ă&#x201C;rgĂŁo Regulador, inclusive aqueles recebidos da UniĂŁo em regime especial de utilização (BUSA) que nĂŁo se encontram registrados contabilmente; X Comunicar a ANEEL,     [ k       |  

   ]

nos registros de autorizaçþes; e X Pelo descumprimento das disposiçþes legais e regulamentares decorrentes da exploração da PCH e desaten           

Q   w  

estarĂĄ sujeita Ă s penalidades desde advertĂŞncia, multa ou atĂŠ a prĂłpria perda da autorização, conforme previsto na legislação em vigor, na forma que vier a ser estabelecida em Resolução da ANEEL. A Sociedade possui contratos de venda de energia (PPA â&#x20AC;&#x201C; Power Purchase Agreement) de acordo com as seguintes principais caracterĂ­sticas: Datas dos contratos Setor InĂ­cio Vencimento (MW/h mĂŠdio) Telecomunicaçþes 01/11/2004 31/12/2013 8,9 Anualmente ou na menor periodicidade permitida em lei ou regulamento, os Preços da Energia Contratada dos contratos de venda de energia listados acima sĂŁo reajustados pelo Ă?ndice Geral de Preços de Mercado - IGP-M, divulgado pela Fundação GetĂşlio Vargas - FGV. 2. $SUHVHQWDomRGDVGHPRQVWUDo}HVÂżQDQFHLUDVHSULQFLSDLVSUiWLFDV FRQWiEHLV  'HFODUDomR GH FRQIRUPLGDGH As demonstraçþes

   [  ]          

com as prĂĄticas contĂĄbeis adotadas no Brasil, observando as diretrizes contĂĄbeis emanadas da legislação societĂĄria (â&#x20AC;&#x153;Lei nÂş 6.404/76â&#x20AC;?), que incluem os dispositivos introduzidos, alterados e revogados pela Lei nÂş 11.638, de 28/12/2007 (â&#x20AC;&#x153;Lei nÂş 11.638/07â&#x20AC;?), e pela Lei nÂş 11.941, de 27/05/2009 (â&#x20AC;&#x153;Lei nÂş 11.941/09â&#x20AC;?), e pronunciamentos emitidos pelo ComitĂŞ de Pronunciamentos ContĂĄbeis (â&#x20AC;&#x153;CPCâ&#x20AC;?), aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade (â&#x20AC;&#x153;CFCâ&#x20AC;?). 2.2. Base de elaboração: A Sociedade adotou todas as normas, revisĂľes de normas e interpretaçþes tĂŠcnicas emitidas pelo CPC e aprovadas pelo CFC que estavam em vigor em 31/12/2012. As prĂĄticas contĂĄbeis descritas na nota explicativa 2.3 foram aplicadas de maneira consistente a todos os perĂ­odos apresentados     

   6XPiULRGDVSULQFLSDLVSUiWLFDV FRQWiEHLVO resumo das principais polĂ­ticas contĂĄbeis adotadas pela Sociedade ĂŠ como segue: a) Caixa e equivalentes de caixa: Compreendem       ?  ] |  {   

  

com prazo de vencimento de atÊ 90 dias da data da aplicação. Essas  

           %     

       Q    %        

risco de mudança de valor. b)    

   : Os instrumentos

       ^          w   

                   

Quando reconhecidos, são inicialmente registrados ao seu valor justo acrescido dos custos de transação que sejam diretamente atribuíveis à             

   

          %          

quais tais custos são diretamente lançados no resultado do exercício. Sua mensuração subsequente ocorre a cada data de balanço, de acordo      ]           

      ]*&      \ Â     

#    [        

     

    

      ^  &  ]   \ X Os       ]  Â&#x201A;       _ X A Sociedade  [           ]  Â&#x201A;       

 ]        Â&#x201A;      ]   

             [         _

X A Sociedade transferir substancialmente todos os riscos e benefĂ­cios do ativo, ou nĂŁo transferir nem reter substancialmente todos os riscos e benefĂ­cios relativos ao ativo, mas transferir o controle sobre o ativo. Â&#x192;    

      ^     w    

          ]  ]Â&#x201E;& " 

   \

Â&#x192;  

             ] 

      Q              

 \  " 

          %    

do resultado: a cada encerramento de balanço são mensurados pelo seu valor justo. Os juros, a atualização monetåria e as variaçþes decorrentes da avaliação ao valor justo, quando aplicåveis, são reconhecidos no re   " 

           % \  

                   

vencimento. Os juros e atualização monetåria, quando aplicåveis, são   ^        

    ]  

a obrigação for revogada, cancelada ou expirar. Quando um passivo

     [  ]        

com termos substancialmente diferentes, ou os termos de um passivo   [           ]   ração Ê tratada como baixa do passivo original e reconhecimento de um novo passivo, sendo a diferença nos correspondentes valores contåbeis reconhecida na demonstração do resultado. Os principais passivos

      ^     w    [      ]  

    

        

c) Estoques\ Â&#x192;    [      culante, referem-se a peças sobressalentes para reposição, necessĂĄrias para a operação e manutenção da usina e sĂŁo convertidos para custo no momento de sua utilização. EstĂŁo registrados pelo custo de aquisição. Os valores contabilizados nĂŁo excedem seus custos de reposição ou valores de realização. d) Ativo imobilizado: Ă&#x2030; demonstrado ao custo de aquisição ou construção, deduzido dos impostos compensĂĄveis, quando aplicĂĄvel, e da depreciação acumulada. Adicionalmente, com base na opção exercida pela Sociedade na adoção inicial dos novos pronunciamentos, foram avaliados a valor justo os custos da classe do imobilizado, com base na adoção do custo atribuĂ­do aos ativos dessa classe. A Sociedade utiliza             ]    

útil estimada de cada ativo ou considerando o período remanescente de autorização, dos dois o menor. As vidas úteis dos ativos da Sociedade são demonstradas na Nota 8. A vida útil estimada, os valores residuais e os mÊtodos de depreciação são revisados na data do balanço patrimonial e o efeito de quaisquer mudanças nas estimativas Ê contabilizado prospectivamente. Os gastos com manutenção dos ativos da Sociedade são alocados diretamente ao resultado do exercício conforme são efetivamente realizados. e) Ativo circulante e não circulante: São demonstrados ao valor de custo ou realização, acrescidos, quando aplicåvel, dos correspondentes rendimentos e variaçþes monetårias ou cambiais auferidos. f) Provisão: As provisþes são reconhecidas para obrigaçþes presentes (legal ou presumida) resultante de eventos passados, em que  %          [   |  % 

seja provĂĄvel. O valor reconhecido como provisĂŁo ĂŠ a melhor estimativa            ]

  

período de relatório, considerando-se os riscos e as incertezas relativos à obrigação. Quando algum ou todos os benefícios econômicos requeridos para a liquidação de uma provisão são esperados que sejam recuperados de um terceiro, um ativo Ê reconhecido se, e somente se, o reembolso for              [   | 

g) Apuração do resultado: As receitas e despesas sĂŁo reconhecidas no resultado pelo regime de competĂŞncia. h) Reconhecimento da receita: A receita ĂŠ mensurada pelo valor justo da contrapartida recebida ou a receber, deduzida de quaisquer estimativas de devoluçþes, descontos    -  ]                  Â&#x2020;               

reconhecida quando a energia Ê entregue ao cliente. i) Imposto de renda e contribuição social: São apurados com base no lucro presumido mediante a aplicação das alíquotas de 15% acrescida do adicional de 10% sobre o lucro tributåvel excedente a R$240 para o imposto de renda e 9% para a contribuição social incidentes sobre os percentuais de 8% para imposto de renda e 12% para a contribuição social sobre a receita bruta auferida no período de apuração, conforme determinado pela legislação tributåria em vigor. Em 2012 foram apurados com base no lucro real mediante a

aplicação das alíquotas de 15% acrescida do adicional de 10% sobre o lucro tributåvel excedente a R$ 240 para o imposto de renda e 9% para a contribuição social incidentes sobre o lucro tributåvel. j) Meio ambiente: Todos os custos socioambientais, previstos na legislação ambiental, são avaliados e estimados durante a construção da usina e registrados   ]Q 

            

prazo de concessão. Os gastos ambientais relacionados à manutenção da gestão ambiental da usina são reconhecidos no resultado a medida que incorrem. k) Estimativas contåbeis: As estimativas contåbeis foram baseadas em fatores objetivos e subjetivos, de acordo com o julgamento da Administração para determinação do valor adequado a ser registrado               %    

estimativas e premissas incluem provisão para crÊditos de liquidação duvidosa, provisão para contingências e provisão para redução ao valor recuperåvel dos ativos. A liquidação das transaçþes quando envolvem essas estimativas poderå resultar em valores divergentes devido a imprecisþes inerentes ao processo de sua determinação. A Sociedade revisa as estimativas e premissas, no mínimo, anualmente. l) Recuperação de ativos: A Administração revisa anualmente o valor contåbil líquido dos     ]%              tâncias econômicas, operacionais ou tecnológicas que possam indicar a deterioração, obsolescência ou perda de seu valor recuperåvel. Sendo  k        |]      

recuperĂĄvel, ĂŠ constituĂ­da provisĂŁo para desvalorização, ajustando o valor contĂĄbil lĂ­quido ao valor recuperĂĄvel. Essas perdas serĂŁo lançadas            & Demonstraçþes dos Â&#x201A;   \        Â&#x201A;    [   

e estĂŁo apresentadas de acordo com CPC 03 - Demonstração dos Fluxos de Caixa. n) Novos pronunciamentos contĂĄbeis: Pronunciamentos TĂŠcnicos revisados pelo CPC em 2012 Alguns procedimentos tĂŠcnicos e interpretaçþes emitidas pelo CPC foram revisados e tĂŞm a sua adoção obrigatĂłria para o perĂ­odo iniciado em 01/01/2012. Segue abaixo a avaliação da Sociedade dos impactos das alteraçþes destes procedimentos     \ '"' Â&#x2030;+ #*& y    

   \   y

aprovado pela Deliberação CVM nÂş 684/12, de 30/08/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. ICPC 08 (R1) â&#x20AC;&#x201C; Contabilização da Proposta de Pagamento de Dividendos aprovado pela Deliberação CVM nÂş 683/12, de 30/08/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. CPC 18 (R1) â&#x20AC;&#x201C; Investimento em Coligada e em Controlada - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 688/12, de 04/10/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. ICPC 09 (R1) - Demonstraçþes contĂĄbeis individuais, demonstraçþes separadas, demonstraçþes consolidadas e aplicação do mĂŠtodo da equivalĂŞncia patrimonial - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 687/12, de 04/10/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. CPC 17 (R1) - Contratos de construção - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 691/12, de 08/11/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. CPC 30 (R1) Receitas - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 692/12, de 08/11/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. CPC 35 (R2) - Demonstraçþes separadas - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 693/12, de 08/11/2012. A revisĂŁo da norma nĂŁo impactou as Demonstraçþes Financeiras da Sociedade. Alguns procedimentos tĂŠcnicos e interpretaçþes emitidas pelo CPC foram revisados e tĂŞm a sua adoção obrigatĂłria para o perĂ­odo iniciado em 01/01/2013. CPC 33 (R1) - BenefĂ­cios a empregados - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 695/12, de 13/12/2012. CPC 18 (R2) - Investimento em coligada, em controlada e empreendimento controlado em conjunto - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 696/12, de 13/12/2012. CPC 45 - Divulgaçþes de participaçþes em outras entidades - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 697/12, de 13/12/2012. CPC 36 (R3) - Demonstraçþes consolidadas - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 698/12, de 20/12/2012. CPC 46 Mensuração do valor justo - aprovado pela Deliberação CVM nÂş 699/12, de 20/12/2012. A Companhia estuda os pronunciamentos e revisĂľes que tĂŞm sua adoção obrigatĂłria a partir de 01/01/2013 e seus respectivos impactos. NĂŁo existem outras normas e interpretaçþes emitidas e ainda nĂŁo adotadas que possam, na opiniĂŁo da Administração, ter impacto       Â&#x160;     w    3. Caixa e equivalentes de caixa 2012 2011 Caixa e depĂłsitos bancĂĄrios 586 122 656 8.173  

   1.242 8.295   

        

      

justo por meio do resultado estĂŁo compostas da seguinte forma: Instituição Tipo Remuneração 2012 2011 ÂżQDQFHLUD Bradesco Op. compromissada 100,5% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 1.057 Bradesco CDB 101,0% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 1.318 ItaĂş Op. compromissada 101,0% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 111 ItaĂş CDB 100,0% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 1.872 ItaĂş CDB 100,5% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 240 ItaĂş CDB 101,5% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 1.160 Votorantim CDB 101,0% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 2.415 â&#x20AC;&#x201C; ABC Brasil CDB 100,5% do CDI 656 656 8.173 4. DepĂłsitos restituĂ­veis e valores vinculados:   

  

     ?           

compostas da seguinte forma: ,QVWLWXLomRÂżQDQFHLUD Tipo Remuneração 2012 2011 ItaĂş CDB 101,8% do CDI â&#x20AC;&#x201C; 1.447 â&#x20AC;&#x201C; 1.447 5. Contas a receber: A composição das contas a receber ĂŠ a seguinte: 2012 2011 Comercializadora/Distribuidora de energia 1.138 1.657 Telecomunicaçþes 477 â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 20 Venda de energia no MRE e CCEE (*) 1.615 1.677 (*) Câmara de Comercialização de Energia ElĂŠtrica (CCEE). Mecanismo de Realocação de Energia (MRE). A composição dos saldos por prazo de vencimento ĂŠ como segue: 2012 2011 Saldo a vencer 1.521 1.677 Saldo vencido atĂŠ 30 dias â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 94 â&#x20AC;&#x201C; Saldo vencido de 31 a 90 dias 1.615 1.677 Total A Administração nĂŁo espera perdas no contas a receber em aberto.

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DAS MUTAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DO PATRIMĂ&#x201D;NIO LĂ?QUIDO PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 2011 (Em MR$) Reservas de lucros CaReserva de Ajuste de Lucros pital Reserva retenção avaliação (prejuĂ­zos) Legal de lucros patrimonial acumulados social Saldos em 31/12/2010 21.230 1.551 7.607 104.303 â&#x20AC;&#x201C; ReversĂŁo dos impostos diferidos sobre ajuste de avaliação patrimonial â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 3.315 â&#x20AC;&#x201C; Realização da avaliação patrimonial (Nota 12.c) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (5.918) 5.918 DecisĂŁo da AGO de 29.06.2011 e carta BNDES n°350/2011 Destinação de dividendos complementares de 2009 (R$ 1.052,28 por lote de mil açþes) (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (7.607) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; DecisĂŁo da ARCA de 03.11.2011 Destinação de dividendos intermediĂĄrios (R$ 871,65 por lote de mil açþes) (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (6.101) DecisĂŁo da ARCA de 09.12.2011 Dividendos intermediĂĄrios do lucro lĂ­quido do exercĂ­cio (R$ 2.302,92 por lote e mil açþes) (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (16.120) Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 29.848 Proposta para destinação do lucro lĂ­quido do exercĂ­cio: Reserva legal (Nota 12.b) â&#x20AC;&#x201C; 1.492 â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (1.492) Reserva de retenção de lucros (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 12.053 â&#x20AC;&#x201C; (12.053) Saldos em 31/12/2011 21.230 3.043 12.053 101.700 â&#x20AC;&#x201C; Realização da avaliação patrimonial lĂ­quida de impostos (Nota 12.c) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (5.919) 5.919 Destinação conforme ARCA de 03.05.2012 Destinação de dividendos complementares de 2011 (R$172,19 por lote de mil açþes) (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (12.053) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; Destinação conforme ARCA de 25.07.2012 Antecipação de dividendos semestrais (Nota 12.d) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (8.207) DecisĂľes AGE de 21/09/2012 Redução de capital (Nota 12.a) (5.000) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 9.370 Reserva legal (Nota 12.b) â&#x20AC;&#x201C; 203 â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (203) Juros sobre o capital prĂłprio (Nota 12.e) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; (2.089) Reserva de retenção de lucros (Nota 12.b) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 4.790 â&#x20AC;&#x201C; (4.790) Saldos em 31/12/2012 16.230 3.246 4.790 95.781 â&#x20AC;&#x201C;              

  

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DO RESULTADO ABRANGENTE PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 2011 (Em MR$) 2012 2011 Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio 9.370 29.848 Outros componentes do resultado abrangente â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 9.370 29.848 Total de resultados abrangentes do exercĂ­cio              

  

M

m

6. Transaçþes com partes relacionadas: As transaçþes com partes relacionadas estão resumidas como segue: Circulante Partes relacionadas Natureza de operação 2012 2011 Ativo

= >    Comercializadora Ltda. (b) Fornecimento de energia 1.320 17

= >    (g) Nota de dĂŠbito - crĂŠdito 260 208 RenovĂĄvel S.A. do carbono 1.580 225 Passivo

= >    RenovĂĄvel S.A Dividendos 1.420 â&#x20AC;&#x201C;

= >    (d) Serviços de operação e Renovåvel S.A. manutenção 94 125

= >    (c) RenovĂĄvel S.A. Nota de dĂŠbito â&#x20AC;&#x201C; 1 Salto Natal Participaçþes (d) Serviços de operação e Ltda. manutenção â&#x20AC;&#x201C; 9 Goetze e Lobato Engenharia S.A. Dividendos 355 â&#x20AC;&#x201C; 1.869 135 Resultado Receitas

= >    Comercializadora Ltda. (b) Fornecimento de energia 6.869 17 Goetze e Lobato Engenharia S.A. (a) Juros sobre mĂştuo â&#x20AC;&#x201C; 176 6.869 193 Custo/despesa

= >    (d) Serviços de operação e Renovåvel S.A. manutenção 639 328

= >    (e) Renovåvel S.A. Serviços administrativos 328 22

= >    RenovĂĄvel Minas Gerais S.A. (f) Aquisição de energia 199 â&#x20AC;&#x201C; Salto Natal Participaçþes Ltda. (f) Aquisição de energia 29 â&#x20AC;&#x201C; Rio GlĂłria EnergĂŠtica S.A. (f) Aquisição de energia 139 288 EnergĂŠtica Campos de Cima da Serra Ltda. (f) Aquisição de energia â&#x20AC;&#x201C; 142 Centrais HidrelĂŠtricas Grapon S.A. (f) Aquisição de energia 198 199 EnergĂŠtica Salto Natal S.A. (f) Aquisição de energia 255 1.577 1.787 2.556 Goetze e Lobato Engenharia S.A.: #& Â&#x192;  

  



no exercĂ­cio de 2010 entre a Rio Pedrinho e a sua acionista Goetze Lobato Engenharia Ltda, sendo o principal corrigido pela SELIC e com vencimento em 30/06/2011. %URRNÂżHOG(QHUJLD5HQRYiYHO6$ FRQWURladora) e controladas: (b) Refere-se Ă venda de energia elĂŠtrica gerada    "  ^   = >    '  Q  K #&

Repasse de custos e despesas referentes principalmente a contratação do seguro da usina, o qual é faturado de forma centralizada em nome  = >     |  w       ] 

da fatura, os custos são rateados de acordo com a energia assegurada de todas as empresas do grupo. A liquidação da nota de dÊbito ocorre no dia 15 do mês subsequente ao fato gerador e não possui incidência de  

    #& ' [      ]     

22/02/2006, referente a serviços de operação e gestão da manutenção da PCH, o que possibilita o cumprimento dos contratos de venda de energia, reajustada anualmente pela variação do IGP-M, divulgado pela FGV. A   

             

no dia 15 do mês subsequente ao fato gerador, não podendo exceder o período de 30 dias do tÊrmino da execução do serviço. (e) Conforme acordado celebrado entre as partes em 01/01/2002, referente a prestação de serviços de assessoria e de consultoria empresarial, nas åreas jurídica,  |]

 ]^   

       ^manos e de engenharia, reajustada anualmente pela variação do IGP-M.    

            *;

do mĂŞs subsequente ao fato gerador. (f) Refere-se a compra de energia elĂŠtrica de outras empresas do grupo, com vencimento no mĂŞs posterior    k   [   Â&#x201A; ]       

                  

os montantes solicitados pelos clientes estĂŁo compatĂ­veis com a energia     "'} @             

 ]      "'}   [?   = >   

Renovåvel S.A. ou por aquisiçþes externas. (g) Refere-se à venda de crÊdito de carbono para outras empresas do grupo, o qual Ê faturado  [   Q        = >   

Renovável S.A. e no momento do recebimento da fatura, as receitas são rateadas de acordo com a energia assegurada de todas as empresas do grupo. 7. Impostos a recuperar: A composição dos impostos a recuperar é a seguinte: !  ]  

   IRRF a compensar Retençþes Lei nº 10.833/03 PIS e COFINS sobre venda de energia ISS a compensar ICMS a recuperar Total 8. Imobilizado Bens em uso Terrenos Måquinas e equipamentos Reservatórios, barragens e adutoras

   ]  ] [  

   

 Bens em andamento (â&#x20AC;&#x201C;) Depreciação acumulada Total do imobilizado

2012 234 147 381 11 â&#x20AC;&#x201C; 2 â&#x20AC;&#x201C; 13 394 2012 181 18.086 132.436 3.368 154.071 454 299 154.824 (35.063) 119.761

2011 757 69 826 11 678 â&#x20AC;&#x201C; 4 693 1.519 2011 181 18.086 132.436 3.368 154.071 â&#x20AC;&#x201C; 435 154.506 (27.641) 126.865

m T

n

0 TX Q qu p m n

Cu R

bu d b n

C

du

(G Âż

E Q

E

E

qu d Âż

Em u B n m nd m n

T

A B A B T D A A a) MÊtodo de depreciação: A Sociedade efetuou a revisão das taxas de         ]Q 

     Â&#x201E;+**

2012 e nĂŁo julgou necessĂĄrio alterar a estimativa de vida Ăştil individual               ]  ] [  

mĂĄquinas e equipamentos, reservatĂłrios e barragens e adutoras. Para o cĂĄlculo da depreciação, ĂŠ considerado a vida Ăştil dos bens ou o prazo de concessĂŁo, dos dois o menor. O quadro abaixo demonstra a vida Ăştil dos itens, conforme enquadramento dos ativos da Sociedade Ă portaria nÂş 367/2009 da AgĂŞncia Nacional de Energia ElĂŠtrica - ANEEL. Vida Ăştil (*)    ]  ] [   25 a 50 anos MĂĄquinas, equipamentos e instalaçþes 10 a 40 anos ReservatĂłrios barragens e adutoras 30 a 50 anos (*) Para o cĂĄlculo da depreciação, ĂŠ considerado a vida Ăştil dos bens ou o prazo de concessĂŁo, dos dois o menor. b) Adoção do custo atribuĂ­do (deemed cost): Conforme faculdade estabelecida pelo ICPC 10/CPC 27 (IAS 16), a Sociedade optou durante a adoção inicial dos novos pronunciamentos contĂĄbeis emitidos pelo CPC em convergĂŞncia ao IFRS, pela avaliação do custo atribuĂ­do dos bens do ativo imobilizado (somente para os bens referentes Ă  operação da usina). Os valores ]  [            Â&#x201A;      

gerando um acrĂŠscimo em 01/01/2009 de R$ 119.458 registrado no ativo imobilizado. NĂŁo foi constituĂ­do passivo diferido sobre o montante uma vez que a Companhia apura impostos com base no lucro presumido. A contrapartida do saldo ĂŠ registrada no patrimĂ´nio lĂ­quido, no grupo de ajustes de avaliação patrimonial. c) Teste de redução ao valor recuperĂĄvel de ativos â&#x20AC;&#x153;impairmentâ&#x20AC;?:De acordo com o CPC 01 - Redução ao Valor RecuperĂĄvel de Ativos, aprovado pela Resolução do CFC n° 1.292/10, de 20/08/2010, os itens do ativo imobilizado que apresentam sinais de que seus custos registrados sĂŁo superiores aos seus valores de recuperação sĂŁo revisados detalhadamente para determinar a necessidade de provisĂŁo para redução do saldo contĂĄbil a seu valor de realização. AAdministração      Â&#x152;*-*Â&#x201E;-Â&#x201E;++<     |]      

  |    Â&#x201A;    [      

provisĂŁo para desvalorização, ajustando o valor contĂĄbil lĂ­quido no montante de R$1.694. Em 31/12/2010, a Administração revisou o valor contĂĄbil lĂ­quido e este nĂŁo excedeu o valor recuperĂĄvel com base nos Â&#x201A;                  

Em 31/12/2011 e 2012, a Administração revisou o valor recuperåvel do                  [   

seu valor contĂĄbil, razĂŁo pela qual nenhuma provisĂŁo foi reconhecida. (PSUpVWLPRVHÂżQDQFLDPHQWRVÂ&#x192;  

   

sĂŁo compostos da seguinte forma: 2012 2011 Circu- NĂŁo cir- Circu- NĂŁo cirCredor Encargos lante culante lante culante Em moeda nacional BNDES TJLP (*) + 5% a.a. â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 1.447 â&#x20AC;&#x201C; Em moeda estrangeira BNDES UMBNDES + â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 115 â&#x20AC;&#x201C; 5% a.a. â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 1.562 â&#x20AC;&#x201C; Total (*) Quando a TJLP for superior a 6% ao ano, o percentual excedente Ă referida taxa, aplicado ao saldo devedor, serĂĄ capitalizado ao principal. Movimentação do emprĂŠstimo nos respectivos exercĂ­cios: 2012 2011 Saldo inicial 1.562 4.626 Juros provisionado 43 330 Amortização - principal (1.557) (3.057) (48) (337) Amortização - juros â&#x20AC;&#x201C; 1.562 w

 O emprĂŠstimo foi liberado pelo BNDES por intermĂŠdio de seus agentes repassadores ItaĂş Unibanco Banco MĂşltiplo S.A. (anteriormente denominado UniĂŁo de Bancos Brasileiros S.A. - Unibanco) e BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento EconĂ´mico do Extremo Sul), em 14/10/2004. A empresa realizou o pagamento da Ăşltima parcela de principal e juros no dia 15/07/2012, liquidando assim todo o saldo deve-

dor em aberto. Os referidos contratos apresentam as seguintes garantias: X Caução da totalidade das açþes de emissão da Sociedade; X Penhor dos direitos emergentes da autorização da ANEEL; X Fiança emitida pela Brascan Brazil Limited; X Hipoteca dos imóveis de titularidade da Sociedade; X Vinculação da totalidade das receitas provenientes da exploração comercial da usina pertencente à Sociedade. A Sociedade estå %   |         

   

repasse de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento EconĂ´mico e Social - BNDES. Em 31/12/2012 a Sociedade estava adimplente com essas clĂĄusulas. 10. Impostos e contribuiçþes a recolher 2012 2011 Circulante IRPJ - Imposto de Renda Pessoa JurĂ­dica 1.245 331 CSLL - Contribuição Social sobre Lucro LĂ­quido 410 136 1.655 467 ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias 2 2 COFINS - Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social 111 47 PIS - Programa de Integração Social 24 10 IRRF â&#x20AC;&#x201C; Imposto de Renda Retido na Fonte 315 â&#x20AC;&#x201C; Outros impostos a recolher 19 20 471 79 Total 2.126 546 11. ProvisĂľes para contingĂŞncias: A Sociedade ĂŠ parte em açþes judiciais de natureza trabalhista, cĂ­vel e tributĂĄria, decorrentes do curso normal das operaçþes. 2012 2011 Açþes cĂ­veis 1 â&#x20AC;&#x201C; HonorĂĄrios advocatĂ­cios â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; Total 1 â&#x20AC;&#x201C; Segue abaixo a movimentação das contingĂŞncias provisionadas pela administração: ProvisĂŁo para contingĂŞncias Em 31/12/2011 â&#x20AC;&#x201C; Adiçþes de provisĂľes 1 Em 31/12/2012 1 Em 31/12/2010 foi efetuada provisĂŁo referente ao valor transferido para a Sociedade no montante de R$ 36.574, lĂ­quido dos valores jĂĄ registrados, totalizando um valor provisionado de R$35.299. Essa provisĂŁo ĂŠ oriunda do contas a receber com a Copel referente ao contrato devidamente celebrado entre as partes e homologado pela ANEEL. Em virtude de descumprimento do referido contrato por parte da Copel, com o inadimplemento do saldo vencido, a Rio Pedrinho rescindiu o contrato citado e adotou os procedimentos necessĂĄrios (instauração de processo de arbitragem em 19/07/2004) para recebimento dos crĂŠditos vencidos a receber, bem como de juros e multas pelo descumprimento das clĂĄusulas contratuais. Paralelamente aos procedimentos de cobrança, a partir de agosto de 2004, as partes passaram, tambĂŠm, a discutir por meio de um processo de mediação com a ANEEL, os prejuĂ­zos e danos sofridos pela Rio Pedrinho. No dia 22/07/2005 foram proferidas, em audiĂŞncia, as sentenças relativas ao processo arbitral, com as seguintes condenaçþes Ă Copel: (i) Pagamento do valor das faturas de energia em aberto; (ii) Pagamento de multa contratual; (iii) Reembolso das despesas com a arbitragem. A arbitragem foi decidida em favor da EnergĂŠtica Rio Pedrinho. Em 23/03/2006, a EnergĂŠtica Rio Pedrinho S.A. interpĂ´s Ação de Execução da sentença arbitral. Em 09/01/2007, em cumprimento Ă  decisĂŁo judicial proferida no processo de execução da sentença arbitral, foi realizada a penhora de recursos em uma das contas da Copel, para garantia do pagamento da dĂ­vida. Em 24/01/2007, a penhora foi reforçada, mediante o bloqueio de nova quantia em contas da Copel. A Copel recorreu da decisĂŁo por meio do recurso de Agravo de Instrumento. Em 15/02/2007, o relator do recurso determinou a suspensĂŁo da    % 

          

Como consequência, a penhora e o bloqueio de bens da Copel foram levantados. Em 28/11/2007, a Justiça Federal decidiu que a competência para julgar a ação popular e as demais açþes ajuizadas pela Copel pertence de fato à Justiça Federal. Em 25/03/2008, o Tribunal de Justiça do Estado do Paranå julgou o recurso, determinando a suspensão da execução atÊ julgamento da ação ordinåria que tem por objeto a nulida-

Total 134.691 3.315 â&#x20AC;&#x201C; (7.607) (6.101) (16.120) 29.848 â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 138.026 â&#x20AC;&#x201C; (12.053) (8.207) (5.000) 9.370 â&#x20AC;&#x201C; (2.089) â&#x20AC;&#x201C; 120.047

   '    '  Â&#x2018;    

    '  

a EnergÊtica Rio Pedrinho S.A. e a EnergÊtica Salto Natal S.A. Em 15/12/2008, a EnergÊtica Rio Pedrinho S.A. interpôs recurso especial contra essa decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Paranå. Em 17/07/2009 foi proferida sentença, julgando improcedente a ação ordinåria que tem por objeto a nulidade dos Contratos de Compra e Venda   

    '       "  ^ w 

contínuo, a Sociedade solicitou o prosseguimento da execução perante o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Curitiba. O pedido foi despachado em 18/10/2009, e o juiz indeferiu o pedido sob o argumento de que a ação   

    Â&#x2019;   % 

ação ordinåria em trâmite perante a Justiça Federal. A EnergÊtica Rio Pedrinho apresentou agravo de instrumento contra essa decisão. O recurso de agravo de instrumento foi julgado em 25/05/2010 e, por unanimidade de votos, os desembargadores levantaram a suspensão da execução. Ato contínuo, a EnergÊtica Rio Pedrinho requereu a penhora de valores das contas da Copel. O pedido foi deferido pelo juiz de primeiro grau e em 18/06/2010 foi penhorado contas da Copel no valor de R$ 35.912. A Copel apresentou impugnação, tempestivamente, repetindo os mesmos argumentos lançados nas açþes que visam à desconstituição do Contrato de Compra e Venda de Energia. A EnergÊtica Rio Pedrinho foi intimada a se pronunciar sobre a impugnação apresentada pela Copel e apresentou sua resposta em 04/10/2010. Paralelamente, em face da impugnação da Copel limitar-se a repetir argumentos jå rejeitados tanto pela Justiça Estadual quanto pela Justiça Federal - em apreciação de diferentes instrumentos processuais - sem ater-se às matÊrias vålidas para impugnação da execução, conforme previsto na Lei Processual Civil, a EnergÊtica Rio Pedrinho requereu a liberação antecipada dos valores bloqueados das contas da Copel, acrescidos da respectiva correção, apresentando ao Juízo, como garantia para o caso de        % 

   

   

de R$ 35.912. O juiz rejeitou a impugnação apresentada pela Copel e     

        "  ^      

levantamento dos valores bloqueados. A Copel não recorreu da decisão que indeferiu a impugnação apresentada. Em 11/11/2011, foi requerida a complementação da penhora, referente aos juros. Pedido deferido e [  ]       ^    

     '  

Apresentada exceção pela Devedora em 19/12/2011. Deferido o pedido de levantamento de valores penhoras, mediante apresentação de caução, em 27/03/2012. Levantamento dos valores em 19/04/12, no montante de R$ 12.812. Apresentada impugnação acerca do termo da incidĂŞncia de juros, em 13/05/2012. No dia 20/10/2010 foi depositado em nome da Sociedade Ă quantia de R$ 36.515. Como a Rio Pedrinho apresentava saldos provisionados referentes a contas a receber no montante de R$ 1.618, a contas a pagar no montante de R$ 402 e a honorĂĄrios advocatĂ­cios no montante de R$ 700, foi apresentado de forma lĂ­quida, somando um total provisionado de R$ 35.999. Na data foi constituĂ­da provisĂŁo para a perda do montante recebido. Em 07/11/2010 foram julgados pelo Tribunal Regional Federal da 4ÂŞ RegiĂŁo os recursos apresentados pela Copel contra as sentenças que julgaram improcedentes as açþes em trâmite perante a Justiça Federal (ação ordinĂĄria de nulidade de clĂĄusula compromissĂłria; ação de nulidade de sentença arbitral e ação popular         '  Â&#x2018;    



com a Copel) e, por unanimidade de votos foi negado provimento a todos os recursos apresentados, permanecendo inalteradas as decisĂľes proferidas em primeira instância e que garantem o direito da EnergĂŠtica Rio Pedrinho S.A.. A respeito das açþes que tramitam perante a Justiça Federal, abaixo segue o andamento atual: Ação de nulidade das sentenças arbitrais: A Copel interpĂ´s embargos de declaração contra o julgamento da apelação. O acĂłrdĂŁo que indeferiu esses embargos foi publicado em 24/01/2011. A Copel interpĂ´s recurso especial tempestivamente, o qual foi remetido ao STJ. Ação de nulidade dos contratos de comercialização de energia: acĂłrdĂŁo na apelação publicado em 22/11/2010. NĂŁo foi apresentado recurso e o processo transitou em julgado em 27/01/2011. Ação Popular: a Copel interpĂ´s recurso especial, que foi admitido e remetido ao STJ. Desta forma, considerando a ação transitada em julgada em 27/01/2011, com a probabilidade de perda para o processo avaliada como remota pelos consultores legais da Sociedade, na data, a provisĂŁo para perdas foi revertida, registrando outras receitas        Â&#x201C; Â&#x201E;Â&#x152;Â&#x152;;Â&#x201D;    

     rente de juros, multas e atualização monetĂĄria no montante de R$ 12.641. Em 31/12/2011 nĂŁo existem contingĂŞncias possĂ­veis de qualquer natureza, conhecidas pela Administração e com base no parecer de seus assessores jurĂ­dicos, que impliquem registro de provisĂľes ou divulgação. Em 31/12/2012 existe provisĂŁo de perda no montante de R$ 1, referente ao processo de Reintegração de Processo, em que contende com o Lourdes Ribeiro dos Santos. 12. PatrimĂ´nio lĂ­quido: a) Capital social: O capital social subscrito e integralizado, em 31/12/2012 ĂŠ de R$ 16.230, dividido em 7.000.000 (sete milhĂľes) de açþes ordinĂĄrias com direito a voto, nominativas e sem valor nominal. Em 31/12/2011 era de R$ 21.230, dividido em 7.000.000 (sete milhĂľes) açþes ordinĂĄrias nominativas, sem valor nominal. Em 21/09/2012, foi aprovada a redução do capital social da Sociedade, no montante de R$ 5.000 (sem cancelamento das açþes) com a consequente restituição aos acionistas deste montante, conforme Ata da Assembleia Geral ExtraordinĂĄria realizada naquela data, passando o capital social a ser de R$ 16.230, dividido em 7.000.000 de açþes ordinĂĄrias nominativas, sem valor nominal. b) Reservas de lucros: b.1. Reserva legal: O estatuto social determina que 5% do lucro lĂ­quido serĂŁo aplicados, antes de qualquer outra destinação, na constituição da reserva legal, a qual nĂŁo poderĂĄ exceder a 20% do capital social, nos termos do art. 193 da Lei nÂş 6.404/76. A constituição desta reserva poderĂĄ ser dispensada no exercĂ­cio em que o seu saldo, acrescido do montante das reservas de capital de que trata o artigo 182, parĂĄgrafo primeiro da Lei 6.404/76, exceder 30%. b.2. Reserva EstatutĂĄria de Lucros: O saldo do lucro lĂ­quido do exercĂ­cio remanescente apĂłs a constituição da reserva legal, da reserva de cobertura de dĂ­vida, quando necessĂĄria, e o pagamento do dividendo mĂ­nimo obrigatĂłrio, deverĂĄ ser destinado Ă constituição da Reserva EstatutĂĄria de Lucros, que serĂĄ mantida atĂŠ que seja obtida a aprovação do Banco Nacional de Desenvolvimento EconĂ´mico e Social â&#x20AC;&#x201C; BNDES e do Banco ItaĂş para distribuição, aos acionistas, de dividendos superiores ao mĂ­nimo obrigatĂłrio. Em 31/07/2012, o Banco Regional de Desenvolvimento EconĂ´mico do Extremo Sul - BRDE e o Banco ItaĂş Unibanco S.A. deu plena e geral quitação Ă s obrigaçþes assumidas pela Sociedade, conforme Declaração de Quitação expedida nesta data. Portanto, nĂŁo hĂĄ necessidade da aprovação do BNDES e do Banco ItaĂş para distribuição de dividendos superiores ao mĂ­nimo obrigatĂłrio. Conforme previsto no artigo 199 da Lei nÂş 6.404/76, o saldo das reservas de lucros, exceto as       k      

      Q

nĂŁo poderĂĄ ultrapassar o capital social. Atingindo esse limite, a Assembleia deliberarĂĄ sobre a aplicação do excesso na integralização ou no aumento do capital. c) Ajuste de avaliação patrimonial: Os efeitos decorrentes da avaliação do ativo imobilizado da Sociedade realizada em 01/01/2009 em conformidade com o CPC 27 e ICPC 10, foram alocados no patrimĂ´nio lĂ­quido na rubrica â&#x20AC;&#x153;ajuste de avaliação patrimonialâ&#x20AC;?. Os valores sĂŁo transferidos a conta de â&#x20AC;&#x153;lucros acumuladosâ&#x20AC;? na mesma proporção em que o ativo imobilizado ĂŠ depreciado. d) Dividendos: O estatuto social determina que serĂĄ destinado ao pagamento do dividendo mĂ­nimo obrigatĂłrio valor nĂŁo inferior a 25% (vinte e cinco por cento) do lucro lĂ­quido do exercĂ­cio, ajustado nos termos do artigo 202 da Lei nÂş 6.404/76. &iOFXORGRVGLYLGHQGRV 2012 2011 Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio 9.370 29.848 Constituição de reserva legal (*) (203) (1.492) Base para cĂĄlculo dos dividendos 9.167 34.274 Dividendos mĂ­nimos obrigatĂłrios 2.291 8.568 Antecipação de dividendos e juros sobre capital prĂłprio 10.296 22.221 Dividendos provisionados â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; Realização da avaliação patrimonial 5.919 5.918 Reserva de retenção de lucros 4.790 12.053 (*) Limite de 20% atingido. Em 03/05/2012, atravĂŠs da Assembleia Geral OrdinĂĄria realizada nesta data, os acionistas aprovaram a distribuição dos dividendos complementares referentes ao exercĂ­cio social encerrado em 31/12/2011 no valor de R$ 12.053 NĂŁo houve distribuição do dividendo mĂ­nimo obrigatĂłrio devido a distribuição de dividendos intermediĂĄrios ocorrida em 03/11/2011 e 09/12/2011, a qual excedeu o valor correspondente a 25% do lucro liquido do exercĂ­cio. Posteriormente, o Conselho de Administração, no uso de suas atribuiçþes, aprovou, na ReuniĂŁo de Conselho de Administração, realizada em 25/07/2012, a distribuição de dividendos intermediĂĄrios referentes ao mĂ­nimo obrigatĂłrio a ao seu complementar do exercĂ­cio de 2012 apurado no balanço semestral datado de 30/06/2012, no valor de R$ 8.207. e) Juros sobre capital prĂłprio: A Sociedade, em 28.12.2012, deliberou pela declaração de juros sobre o capital prĂłprio no montante bruto de R$ 2.089, dos quais R$ 314 foram retidos para pagamento de tributos, remanescendo o valor lĂ­quido de R$ 1.775. 13. Receita operacional lĂ­quida: A receita lĂ­quida da Sociedade advĂŠm principalmente do fornecimento de energia, sendo composta como segue: 2012 2011 Qtde. Qtde. R$ (GWh) R$ (GWh) Receita operacional bruta Fornecimento de energia Consumidor especial 41,51 (*) 8.567 77,19 (*) 15.287 Empresas ligadas 33,00 (*) 6.869 0,09 (*) 17 â&#x20AC;&#x201C; 709 â&#x20AC;&#x201C; 463 Resultado CCEE e MRE (**) â&#x20AC;&#x201C; 16.145 â&#x20AC;&#x201C; 15.767 Deduçþes da receita operacional bruta Impostos sobre a venda PIS â&#x20AC;&#x201C; 238 â&#x20AC;&#x201C; 101 â&#x20AC;&#x201C; 1.095 â&#x20AC;&#x201C; 468 COFINS â&#x20AC;&#x201C; 1.333 â&#x20AC;&#x201C; 570 Receita operacional lĂ­quida â&#x20AC;&#x201C; 14.812 â&#x20AC;&#x201C; 15.197 (*) Informação nĂŁo auditada pelos auditores independentes. (**) Câmara de Comercialização de Energia ElĂŠtrica (CCEE). Mecanismo de Realocação de Energia (MRE). 14. Divulgação do custo e das despesas por natureza 2012 2011 Custo do serviço de energia elĂŠtrica TransmissĂŁo de energia elĂŠtrica 820 651 Royalties ANEEL 39 43 Pesquisa e desenvolvimento 3 3 862 697 Custo com a operação Depreciação 7.422 7.412 Serviços de operação e manutenção 639 598 Manutenção 198 194 MRE/ CCEE 861 187 Telecomunicaçþes 115 100 Serviços de terceiros 361 375 Seguros 129 157 Impostos e taxas 8 â&#x20AC;&#x201C; Viagens 41 â&#x20AC;&#x201C; Serviços de administração 55 â&#x20AC;&#x201C; Pessoal 22 â&#x20AC;&#x201C; Outros 126 117 9.977 9.140 Total do custo de geração de energia 10.839 9.837 Despesas gerais e administrativas Serviços de terceiros 393 8 Serviços de administração 273 937 Seguros â&#x20AC;&#x201C; 5 Viagens 3 3 Impostos e taxas 3 2 Outras despesas gerais e administrativas 183 â&#x20AC;&#x201C; 855 955 Total das despesas gerais e administrativas

DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS EXERCĂ?CIOS FINDOS EM 31/12/2012 E 2011 (Em MR$) Fluxo de caixa das atividades operacionais 2012 2011 Lucro lĂ­quido do exercĂ­cio 9.370 29.848 Ajustes para reconciliar o lucro lĂ­quido do exercĂ­cio com o caixa gerado pelas atividades operacionais Depreciação (Nota 8) 7.422 7.412 ProvisĂŁo (reversĂŁo) para contingĂŞncias 1 (35.999)

  

      43 330 Baixa de ativo imobilizado (Nota 8) 28 92 (Aumento) redução nos ativos Contas a receber 62 (83) Estoques 92 (51) Impostos a recuperar (Nota 7) 1.124 (1.238) CrÊditos com partes relacionadas (1.355) 1.622 Outras contas a receber 68 (44) Aumento (redução) nos passivos Contas a pagar 656 (5) DÊbitos com partes relacionadas (41) 38 Impostos e contribuiçþes a recolher (Nota 10) 1.580 (17) Outras contas a pagar (25) 1 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais 19.025 1.906 Fluxo de caixa das atividades de investimento Depósitos restituíveis e valores vinculados 1.447 427 Aquisição de bens para o ativo imobilizado (Nota 8) (346) (204) Caixa líquido gerado (aplicado) pelas (nas) atividades de investimento 1.101 223 !      

  

"    

    (principal) (1.557) (3.057)

"    

    #% & (48) (337) Pagamento de dividendos (Nota 12.d) (20.260) (29.828) Pagamento de imposto de renda de juros sobre o capital prĂłprio (314) â&#x20AC;&#x201C; Redução de capital (5.000) â&#x20AC;&#x201C; Caixa lĂ­quido aplicado nas atividades de

   (27.179) (33.222) Aumento (redução) líquido (a) do saldo de caixa e equivalentes de caixa (7.053) (31.093) Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício 8.295 39.388 '     

    1.242 8.295 Informaçþes complementares Valor pago de IR 292 9.795 Valor pago de CS 1.527 3.575              

   15. CrĂŠdito de carbono 2012 2011 Resultado lĂ­quido da venda de crĂŠdito de carbono Receita bruta 260 210 (â&#x20AC;&#x201C;) Despesas (24) (19) Total 236 191 Com base na jurisprudĂŞncia publicada pela Receita Federal do Brasil, a partir de 2009, a Sociedade ofereceu a uma tributação reduzida as receitas de crĂŠditos de carbono, aplicando o percentual de presunção para o IRPJ e CSLL de 32% (Nota 17) e a alĂ­quota zero para o PIS e a COFINS. O Protocolo de Quioto constitui-se em um tratado internacional com compromissos mais rĂ­gidos para a redução da emissĂŁo dos gases que provocam o efeito estufa, considerados, de acordo com a maioria das                ] 

negociado em Quioto, no JapĂŁo, em 1997, foi aberto para assinaturas em *Â&#x2013;-+Â&#x152;-*<<Â&#x201D;    *;-+Â&#x152;-*<<<       *Â&#x2013;-+Â&#x201E;-Â&#x201E;++;

Por ele se propþe um calendårio pelo qual os países desenvolvidos têm a obrigação de reduzir a emissão de gases do efeito estufa em, pelo menos, 5,2% em relação aos níveis de 1990 no período entre 2008 e 2012. Os CERs (&HUWL¿FDWLRQ(PLVVLRQ5HGXFWLRQV&         

UNFCCC (United Nations Framework Convention on Climate Change) referentes aos projetos que comprovadamente evitam e/ou reduzem os gases do efeito estufa. A Sociedade, por meio de Contrato de Compra e Venda de Redução de Emissão, realizou durante o exercício de 2011 a entrega ao comprador IFC - International Finance Corporation, das (CERs) sobre a geração de energia do período compreendido entre 01/01 a 31/12/2012, equivalentes ao montante líquido de R$ 236 (R$ 191 durante o exercício de 2011). O contrato de compra e venda de redução de emissão assinado entre a Sociedade e o comprador International Finance Corporation - IFC prevê a entrega de (CERs) pela Sociedade, geradas a   

     Â&#x201E;+*Â&#x201E; 16. Outras receitas (despesas) operacionais 2012 2011 Multa Contratual - Processo Copel (nota 11) â&#x20AC;&#x201C; 19.407 HonorĂĄrios e custos de arbitragem - Processo Copel (nota 11) 97 3.951 Outros 83 (43) 180 23.315 2012 2011 5HVXOWDGRÂżQDQFHLUR   

  

     

   774 3.979 Juros sobre mĂştuos â&#x20AC;&#x201C; 176 Variaçþes monetĂĄrias - contingĂŞncia Copel (Nota 11) 12.812 12.641 Outros 2 46 13.588 16.842   

   Juros sobre emprĂŠstimos 43 308

   ]   

   1.097 731 Variaçþes monetĂĄrias e cambiais, lĂ­quidas 4 22 Outros 13 16 1.157 1.077 2012 2011 18. Imposto de renda e contribuição social Corrente Imposto de renda 4.795 10.119 Contribuição social 1.800 3.709 Total do imposto corrente 6.595 13.828 A Sociedade calculou o imposto de renda e a contribuição social pela sistemĂĄtica do lucro presumido em 2011, como demonstrado a seguir: 2012 2011 Impostos correntes IRPJ CSLL IRPJ CSLL Impostos correntes Faturamento (fornecimento de energia) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 15.767 15.767 % para base de cĂĄlculo â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 8% 12% Base de cĂĄlculo â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 1.261 1.892 CrĂŠditos de carbono â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 209 209 % para base de cĂĄlculo (*) â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 32% 32% Base de cĂĄlculo â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 67 67   

    â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 39.240 39.240 Base de cĂĄlculo total â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 40.568 41.199 % do imposto â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 25% 9% â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 10.118 3.708 Outros â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 1 1 â&#x20AC;&#x201C; â&#x20AC;&#x201C; 10.119 3.709 (*) Com base na jurisprudĂŞncia publicada pela Receita Federal do Brasil, a partir de 2009, a Sociedade ofereceu a uma tributação reduzida as receitas de crĂŠditos de carbono, aplicando o percentual de presunção para o IRPJ e CSLL de 32% e a alĂ­quota zero para o PIS e a COFINS. Em 2012, a Sociedade apurou o imposto de renda e a contribuição social pela sistemĂĄtica do lucro real, como demonstrado a seguir: 2012 Lucro antes de imposto de renda e contribuição social 15.965 Juros sobre o capital prĂłprio (2.089) 13.876 Resultado de imposto de renda e contribuição social (*) 4.694 Adiçþes permanentes Depreciação custo atribuĂ­do - RTT 2.019 Doaçþes e contribuiçþes 62 6.775 Doaçþes (180) Total despesa de imposto de renda e contribuição social 6.595 (*) Aplicação das alĂ­quotas de 15% acrescida do adicional de 10% sobre o lucro tributĂĄvel excedente a R$ 240 para o imposto de renda, e 9% para a contribuição social incidentes sobre o lucro tributĂĄvel. 19. Meio ambiente: A Sociedade possui sistema de gestĂŁo ambiental baseada na Norma ISO 14001/2004, internacionalmente aceitas, que        ]           

ambiental. Os custos ambientais ocorridos no exercício estão diretamente relacionados à atendimento às condicionantes das licenças de operação, conforme determinado pelo órgão regulador ambiental. O total de custos com meio ambiente em 31/12/2012 foi de R$ 23. 20. Seguros: A Sociedade tem como política manter cobertura de seguros para os bens vinculados à autorização sujeitos a riscos, considerando a natureza da sua atividade. O total da cobertura segurada em 31/12/2012 Ê de R$ 69.528 (R$ 67.584 em 31/12/2011) para os bens vinculados à autorização. A apólice de seguro mantida pela Sociedade tem como pro     =

  w PCH

A m

m

m R

R

m

R

R

m

R

R m m A

m m

m m LM L m

M

% T

O

m m

%

m P

m

m

m

A

P

m A

m m

m R

m

m

P m

m

m

m m

TEO T Em S 

ÂżQ Q

E

O m

m

n

P m 

m

m

m E

m

m

m

m m

m

m

m m 

m Â&#x192;

m

$ C

m

w

'





m m C m m O m



m

R b

ÂżQ Q

um n CPC m

AS  m

m

T

A u p m d u d T

R b

w



A u p m d u d

T

C P O Â&#x192;

 m

Emp m ÂżQ Q mn

P ÂżQ Q C P Em

O





 

m A u p m d u d T

Emp m ÂżQ Q mn

A u p m d u d T

m 





'

 



Â&#x192;



Â&#x201A;



 

' 

"







m

m O

mm

m 







 O 

m O

m

m

Â&#x201A; m  m 

m

O  A

 M  m

E

m


16

PUBLICAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES LEGAIS/ NACIONAL

| 15 a 17 de março de 2013 |

ENERGĂ&#x2030;TICA RIO PEDRINHO S.A.                 

que o seu valor justo é cotado: a. Nível 1: a mensuração do valor justo é derivada e preços cotados (não corrigido) nos mercados ativos, com base em ativos e passivos idênticos; b. Nível 2: outras técnicas para as               

direta ou indiretamente; c. Nível 3: a mensuração do valor justo Ê derivada de tÊcnicas de avaliação que incluem um ativo ou passivo que não possuem mercado ativo. Nível 1 Caixa e equivalentes de caixa 1.242 Contas a pagar (809)              

2 ou 3 em 31/12/2012 e 2011. d) GestĂŁo de risco!  "#     $   %    

acordo com a estratÊgia conservadora, visando segurança, rentabilidade e liquidez previamente aprovada pela diretoria e acionistas. A política da Sociedade estabelece que devem ser adotados mecanismos de proteção           "    "#  

em moeda estrangeira ou nacional, com o objetivo de administrar a exposição de riscos associados às variaçþes cambiais. A contratação           "   

ocorrer após anålise do risco pela administração da Sociedade, simultaneamente à contratação da dívida que deu origem à tal exposição. Os  %  "     "#    & 

que levam em consideração, o rating disponibilizado apenas por renomadas agências de anålise de risco, patrimônio líquido e níveis de concentração de operaçþes e recursos. Os principais fatores de risco de mercado que poderiam afetar o negócio da Sociedade são: (i) Risco de % ! '            

de crédito referem-se às disponibilidades e as contas a receber. Todas as operações da Sociedade são realizadas com bancos de reconhecida liquidez, o que minimiza seus riscos. O risco de incorrer em perdas               

clientes ĂŠ minimizado uma vez que os recebimentos ocorrem no mĂŞs subsequente ao fato gerador. (ii) Risco de liquidez: Representa o risco    $        *  

RELATĂ&#x201C;RIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FINANCEIRAS: Aos Acionistas e Administradores da EnergĂŠtica Rio Pedrinho S.A. < D  < H6* >5   "#   > %  6 H **

(â&#x20AC;&#x153;Sociedadeâ&#x20AC;?), que compreendem o balanço patrimonial em 31/12/2012 e as respectivas demonstraçþes do resultado, do resultado abrangente,   "#   7    +5  5   5              

contåbeis e demais notas explicativas. 5HVSRQVDELOLGDGHGDDGPLQLVWUDomRVREUHDVGHPRQVWUDo}HV¿QDQFHLUDVA Administração da Socie %     "      "     "#            

I                     "     "# 

livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes: Nossa res  %   5         "#          $    

CNPJ Nº 03.190.389/0001-73 procura alinhar o vencimento de suas dívidas com o período de geração de caixa para evitar o descasamento e gerar a necessidade de maior alavancagem. (iii) Risco de concentração de carteira de clientes: A Sociedade possui contratos de venda de energia (PPA) com um número reduzido de clientes, caracterizando assim uma forma de concentração em sua carteira. Em virtude desta concentração, pode surgir a possibilidade de perda quando da incapacidade de pagamento das faturas de venda de energia elétrica por parte de seus poucos clientes. Para reduzir esse tipo        "#    

das contas a receber, detectando desta forma com maior antecedĂŞncia a possibilidade de inadimplĂŞncia. (iv) Risco de taxa de juros: Risco de a         + "#  5   

               

mercado e partes relacionadas. A Sociedade entende que nĂŁo ĂŠ necessĂĄrio celebrar contratos de derivativos para cobrir este risco, mas vem moni      5         

eventual necessidade de contratação. (v) Risco de vencimento antecipado  %     ! 6       

de clĂĄusulas contratuais restritivas, presentes nos contratos de emprĂŠs             

 "    7<    

(â&#x20AC;&#x153;covenantsâ&#x20AC;?  =* >         

mensalmente pela Administração por meio de planilha de medição de               

sendo atendidas plenamente, não limitando desta forma a capacidade de condução do curso normal das operaçþes. (vi) Risco hidrológico: Risco decorrente de possível período de escassez de chuvas, o qual obrigaria a Sociedade a adquirir energia no mercado de curto prazo para atender ao volume comercializado. No caso de compra no mercado de curto prazo, o preço da energia poderia ser substancialmente maior do que o preço praticado nos contratos de venda de energia de longo prazo (PPA). Contudo, de acordo com a regulamentação brasileira, a receita proveniente da venda de energia elÊtrica pelas geradoras não depende diretamente da energia efetivamente gerada, e sim da garantia física de    %     % 5     

concedente, constando na respectiva autorização. As diferenças entre a

energia gerada e a garantia física são cobertas pelo MRE, cujo principal propósito Ê mitigar os riscos hidrológicos assegurando que todas as usinas participantes possam comercializar a garantia física, independentemente da quantidade de energia elÊtrica por elas efetivamente gerada. (vii) Risco de não-renovação da autorização: A Sociedade detÊm autorização para exploração dos serviços de geração de energia elÊtrica. Caso a renovação da autorização não seja deferida pelos órgãos reguladores ou ocorra mediante a imposição de custos adicionais para a Sociedade, os atuais níveis de rentabilidade e atividade podem ser alterados. Não hå garantia de que a autorização hoje outorgada à Sociedade serå prorrogada pelo Poder Concedente. e) Derivativos: Durante os exercícios de 2012 e de 2011, a             * 22. $XWRUL]DomRSDUDFRQFOXVmRGDVGHPRQVWUDo}HV¿QDQFHLUDVA Diretoria da Sociedade autorizou a conclusão das presentes demonstraçþes   UUQV^QUV* Carlos Felipe Mariano Pinel - CEO. Flavio Mendonça Leal - CFO. Edivaldo Valverde - Contador - CRC-MG 065072/O-5 CPF/MF: 885.760.006-87. normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências Êticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoåvel de    "#       "   * J     5"        "   K         "#    

 "#  * '              "       "      "#        

   * L  "                    "      "    "#        

        &        5               * J    %  "   "  

     $   $           "     "     "    "#     *

   

K      %           * OpiniĂŁo: >       "#              

     "       > %  6 H **  QUQUVU      "#    +5  5   5         

contĂĄbeis adotadas no Brasil. Rio de Janeiro, 22/02/2013. ERNST & YOUNG TERCO Auditores Independentes S.S. - CRC - 2SP 015.199/O-6-F-PR. Paulo JosĂŠ Machado - Contador CRC - 1RJ 061.469/O-4-S-PR.


| 15 a 17 de março de 2013 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

17

Ao celebrar missa, papa alerta que Igreja não pode ser uma ONG piedosa Realizada na Capela Sistina, a primeira missa do papa Francisco seguiu o ritual do período da Idade Média com cantos gregorianos, coral de meninos e os cardeais vestidos com trajes em branco, vermelho e dourado Internacional Vitor Abdala Repórter da Agência Brasil

Juízo de Direito da 2ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – PR.Edital de intimação de H.B.I. EMPREENDIMENTOS LTDA, HÉLIO BISCOCINI, IZABELA BISCOCINI, PAULA BISCOCINI, HELIO BISCOCINI JUNIOR E ROBERTO BISCOCINI, com prazo de vinte dias. O Doutor Luciano Campos de Albuquerque, MM Juiz de Direito da 2ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – PR. Na forma da lei, etc. FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que por este Juízo e Cartório com sede na Av. Candido de Abreu, 535 -1º andar, tramitam os autos de nº 1184/1997 de rescisão em fase de cumprimento de sentença movida por NORPASUL REPRESENTAÇÕES S/C dos quais se extraiu o presente para INTIMAÇÃO dos devedores HOBBER DO BRASIL LTDA, inscrita no CNPJ/MF nº 48.873.806/0001-10; HBI EMPREENDIMENTOS LTDA, inscrita no CNPJ/MF nº 57.819.476/0001-76; HELIO BISCOCINI, inscrito no CPF/MF nº 003.880.33800; ISABELA BISCOCINI, inscrita no CPF/Mf nº 116.872.018-46; PAULA BISCOCINI, inscrita no CPF/MF nº 110.890.988-47; HELIO BISCOCINI JUNIOR, portador do RG 483.8602/SP e ROBERTO BISCOCINI, inscrito no CPF/MF 943.146.648-91, atualmente em lugar ignorado para que fiquem cientes da penhora que recaiu sobre: importâncias bloqueadas pelo Bacejud de R$ 97,40 deposita na conta nº 1.100.129.512.023 e R$ 8.559,99 depositada na conta nº 1.100.130.640.932, para querendo apresente IMPUGNAÇÃO, aos termos da presente no prazo de quinze dias, contados do término do prazo do presente edital , na forma do §1º do artigo 475-J. E para que chegue ao conhecimento de todos e não se alegue ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da lei. Curitiba 13 de agosto de 2012. Eu (a) Edno Francisco Ribeiro, juramentado que o digitei e subscrevi.(a) Luciano Campos de Albuquerque. Juiz de Direito.

EDITAL DE CITAÇÃO DE SAVÉRIO AUGUSTO CRETELLA, COM O PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. O Doutor LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA, MM.Juiz de Direito da Secretaria da Décima Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital, ou dele tiverem conhecimento, que tramitam por este Juízo e Cartório da Secretaria da Décima Vara Cível os autos da AÇÃO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, autuada sob o n.º 1791/2008, em que é requerente RUVALDO WEFFORT JUNIOR e são requeridos COLLECTION COMÉRCIO DE VEÍCULOS LTDA. (INDY CAR) e SAVÉRIO AUGUSTO CRETELLA, por meio do qual cita SAVÉRIO AUGUSTO CRETELLA, portador da C.I. RG sob nº 1.313.926/PR, inscrito no CPF/MF sob o nº 275.096.48904, atualmente em lugar incerto e não sabido, para que PAGUE, dentro de três (03) dias, a importância de R$ 64.383,68 (sessenta e quatro mil, trezentos e oitenta e três reais e sessenta e oito centavos), atualizada até outubro de 2012, sob pena de serem penhorados tantos bens quantos bastem para a garantia da execução, ficando CIENTE de que se houver o pagamento do débito no prazo de 03 (três) dias, o devedor pagará somente metade da verba honorária, fixada em R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais. Independentemente da penhora de bens, o prazo para opor Embargos à Execução será de 15 (quinze) dias a partir do término do prazo do edital (trinta dias). ALEGAÇÕES DO AUTOR: “[...] O exequente é credor do executado, da importância líquida, certa e exigível de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais), representada pelo título executivo extrajudicial,cheque nº 000054, sacado contra o Banco mercantil do Brasil, agência 0091, da conta corrente nº 020487129, datado de 26 de agosto de 2008. Tal crédito decorre do não pagamento do título mencionado, o qual foi emitido pela pessoa jurídica de propriedade do executado, COLLECTION COMÉRCIO DE VEÍCULOS LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 02.612.671/ 0001-39, em favor do exequente, para pagamento da motocicleta marca Yamaha, ano 2000, modelo 2001, placas IKD-7486, RENAVAM 76.400303-8, de propriedade deste último. (...) pague a importância de R$ 64.383,68, que corresponde ao valor principal devido, corrigido e atualizado [...]” Tudo de conformidade com o despacho de fl. 173, a seguir: “[...] Defiro a citação do réu Savério Augusto Cretella por edital, conforme requerido às fl. 164/169. O autor deverá apresentar a minuta do edital e o demonstrativo atualizado do débito, no prazo de 10 dias. Depois, expeça-se edital de citação, nos termos do despacho de fl. 13. Int. [...]” DADO E PASSADO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos vinte dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e treze. Eu, Paula Cristina Costa, Supervisora de Secretaria, o digitei e subscrevi. (a) LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA. Juiz de Direito.

PODER JUDICIÁRIO - FORO REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA/PR. 1ª VARA CÍVEL. Rua João Ângelo Cordeiro, s/nº., Centro, CEP: 83.005-570, São José dos Pinhais/PR EDITAL DE LEILÃO E INTIMAÇÃO Pelo presente, faz saber a todos os interessados, que será(ão) levado(s) à LEILÃO o(s) bem(ns) penhorado(s) do(s) EXECUTADO(S) MATILDE COSTA, na seguinte forma: 1º Leilão: em 03 de junho de 2013, às 13:00 horas, por preço igual ou superior ao da avaliação. 2º Leilão: em 13 de junho de 2013, às 13:00 horas, por maior lanço oferecido, exceto o preço vil (inferior a 60% do valor da avaliação). LOCAL: Tribunal do Júri, Rua João Ângelo Cordeiro, s/nº., Centro, CEP: 83.005-570, São José dos Pinhais/PR. PROCESSO: Autos n° 975/2003 de EXECUÇÃO DE SENTENÇA em que é Exequente BANCO DE CRÉDITO NACIONAL S/A BEM(NS): 01 (um) Caminhão trator, cavalo mecânico, marca Mercedes Benz, modelo LS 1935, à diesel, ano de fabricação/modelo 1995, cor branca, placas AFN-7723, Chassi 9BM3880545B067011, Renavam 641844514, necessitando pequenos reparos na lataria, pintura e painel, interior das portas e troca de para brisa, no geral em bom estado de conservação. AVALIAÇÃO: R$ 91.000,00 (noventa e um mil reais), em 22 de abril de 2012. *Avaliação sujeita a atualização até a data da alienação por índice oficial de apuração da correção monetária. VALOR DA DÍVIDA: R$ 174.783,72 (cento e setenta e quatro mil, setecentos e oitenta e três reais e setenta e dois centavos), em 18 de setembro de 2008. LEILOEIROS: Adriano Melniski, Jucepar nº. 07/010-L, Daniel Oliveira Junior, Jucepar nº. 12/243-L e Fábio Gonçalves Barbosa, Jucepar nº. 12/042-L. COMISSÃO DO LEILOEIRO: Em caso de adjudicação, remição ou transação das partes, a comissão devida será de 1% (um por cento) sobre o valor da avaliação, a ser paga pelo executado; em caso de arrematação, 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, a ser paga pelo arrematante. **Se não houver expediente forense nas datas designadas, o leilão realizar-se-á no primeiro dia útil subsequente. DEPOSITÁRIO: MATILDE COSTA, Avenida Heitor Berleze, n° 313, São José dos Pinhais/PR. ÔNUS: Constam débitos no Detran/PR no valor de R$ 1.251,80 (um mil, duzentos e cinquenta e um reais e oitenta centavos), em 11 de fevereiro de 2013; Alienação Fiduciária em favor do Banco BCN S/A; Bloqueio por ordem Judicial - RT. Outros eventuais constantes no Detran/PR. PARCELAMENTO: Será admitido para bens imóveis (conforme art. 690 § 1° do Código de Processo Civil) através de proposta por escrito, não sendo inferior ao laudo de avaliação, com oferta de no mínimo 30% (trinta por cento) à vista. INTIMAÇÃO: Fica(m) desde logo intimado(s) o(s) Executado(s) MATILDE COSTA, e seu cônjuge se casada for, se porventura não for(em) encontrado(s) para intimação pessoal, bem como para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(ns), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderá(ão) oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias. E, para que chegue ao conhecimento de todos e no futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da Lei. DADO E PASSADO nesta cidade e Comarca de São José dos Pinhais, Estado do Paraná. São José dos Pinhais, 20 de fevereiro de 2013. (a) CARLOS LUCIO ZENI GUIMARÃES – Escrivão.

Rio de Janeiro – O papa Francisco deverá participar de pelo menos quatro atividades da Jornada Mundial da Juventude, principal evento da juventude católica, que ocorrerá entre os dias 23 e 28 de julho deste ano, na cidade do Rio de Janeiro. Segundo o vicepresidente do Comitê Organizador Local da Jornada, dom Antônio Augusto, o primeiro pronunciamento do pontífice deverá ocorrer na Praia de Copacabana, no final da tarde do dia 25. O pronunciamento deverá ocorrer em um palco montado na praia, onde o papa será oficialmente recebido pelo arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani

Tempesta. “Dom Orani saudará o papa. Haverá também os jovens representantes de cada continente, que irão cumprimentá-lo. Depois haverá um momento de oração”, disse dom Antônio. O papa deverá se pronunciar em pelo menos outras três ocasiões. No final da tarde do dia seguinte (26), Francisco voltará a falar com os jovens, durante a encenação da Via Sacra, que ocorrerá na Avenida Atlântica, na Praia de Copacabana. A previsão é que o pontífice acompanhe a procissão do palco, a partir de um telão, e também diga algumas palavras. Na noite do dia 27, haverá uma vigília no bairro de Guaratiba, na zona oeste da cidade. Por volta das 20h, espera-se que o papa Francisco converse com os jovens e responda a per-

guntas feitas por ele, durante esse encontro. No dia seguinte (28), no mesmo local, está prevista a celebração da missa final da Jornada Mundial da Juventude. “A partir das 9h, o papa chegará novamente a Guaratiba, circulará com o papamóvel no meio da multidão, celebrará a missa ao meio-dia e já anunciará qual será a próxima cidade da Jornada Mundial da Juventude”, disse o vice-presidente do comitê organizador do evento. Segundo dom Antônio Augusto, é possível que o papa participe de outros eventos durante sua estada no Rio de Janeiro. Mas a agenda definitiva de Francisco só deverá ser acertada depois de encontro de dom Orani com o pontífice, no Vaticano, nas próximas duas semanas.

Um dos cardeais que participaram do conclave para a escolha do papa no Vaticano, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno, lembrou que o papa emérito Bento XVI assegurou que, se não pudesse participar, o seu sucessor estaria presente na jornada. “É uma tradição dos papas anteriores abrir e fechar as jornadas mundiais onde elas ocorreram”, ressaltou dom Damasceno, em entrevista exclusiva à Agência Brasil. A última Jornada Mundial da Juventude ocorreu em Madri, na Espanha, em 2011. O lema da edição deste ano é: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”.

Papa Francisco deverá vir ao Rio para Jornada Mundial da Juventude Internacional Renata Giraldi Enviada Especial da Agência Brasil/EBC Vaticano – O papa Francisco dedicou parte da celebração de sua primeira missa ontem (14) a alertar os fiéis para o papel da Igreja Católica Apostólica Romana. Após as leituras, o papa disse que a Igreja deve ser a companheira de Cristo e não uma organização não governamental (ONG) piedosa (que sente pena). Francisco usou a expressão “ONG piedosa”. “Se nós não professarmos Jesus Cristo, nos converteremos em uma ONG piedosa, não em uma esposa [mulher] do Senhor”, disse o papa Francisco, lembrando que todos são “mundanos”, mesmo os mais religiosos e, não “discípulos do Senhor”. Realizada na Capela Sistina, a primeira missa do papa Francisco seguiu o ritual do período da Idade Média com cantos gregorianos, coral de meninos e os cardeais vestidos com trajes em branco, vermelho e dourado. O papa comungou e, em seguida, ofereceu a hóstia consagrada para os cardeais. A missa marca o fim do conclave, que o elegeu ontem (13). O papa celebrará o Angelus, no domingo (17), na Praça São Pedro. Será a segunda aparição pública dele desde a eleição. Ontem, na primeira vez que saudou os fiéis, ele abaixou a cabeça e pediu orações para seu pontificado. A missa que marca o começo do pontificado de Francisco está marcada para terça-feira (19).


18

| 15 a 17 de março de 2013 |

Clube Botafogo - Vice Campeão dos Quarentinhas - 2012

2ª Etapa do Curitiba Poker Tour A disputa já tem R$ 30 mil garantidos pela Liga Curitibana de Texas Hold’em

Bi-campeão dos 40s de São José dos Pinhais Atalanta vence por 1 x 0 o Botafogo e leva o titulo de 2012

O Presidente da Liga e vereador Edson Celli, junto ao expresidente Ocimar e os vereadores Wilson Cabelo e Fenemê fizeram a entrega da premiação

Nem a chuva, nem a péssima drenagem do gramado do Estádio do Pinhão, impediram que Atalanta e Botafogo fizessem uma boa partida, digna de uma final. O Atalanta marcou já aos 20’ do 1º tempo, com um chute forte de fora da área do atacante Cascavel no canto do goleiro Cristiano. O Botafogo tentou, buscou até o final o empate, mas foi com o placar de 1x 0 que o Atalanta levou o título (2012) e tornou-se Bi-campeão dos Quarentinhas da Liga de Futebol de São José dos Pinhais. O Artilheiro do Campeonato foi o Atacante “Castro” do Ypê com 19 gols e o goleiro menos vazado foi o Cristiano do Botafogo.

Sábado dia 16 começa o VIII Campeonato de Seniores 2013 (Cinquentinhas) No próximo sábado dia (16) terá inicio o Campeonato mais esperado do ano, o Campeonato de Cinquentinhas da Liga Curitibana de Futebol. Com 26 equipes inscritas e já divididas em dois grupos, o campeonato terá seus jogos realizados nos sábados a partir das 10h00. A abertura oficial será no Campo do Capão Raso - Campeão do ano passado. A programação desta rodada será a seguinte: Capão Raso x Tigrão Master Piraquara (Capão Raso) União Nova Orleans x Terra Nostra (No São Carlos) Vila Hauer x Quatro Barras (Vila Hauer) Araucária x Santa Quitéria (Araucária) Op Pilarzinho x Malharia Cristiane (Pilarzinho) GR Ipiranga/Entre Amigos x União Ahú (Ipiranga) Santíssima Trindade x Triestre (Sant Trindade) Zezitos B x Bairro Alto (No Uberlândia) União Caiuá x Botafogo (Parque dos Tropeiros no Caiuá) União Roça Grande x Vasco da Gama (Beira Rio Colombo) Boqueirão x Zezitos (Boqueirão) Botafogo/Panelão x Vila Fanny (No Fanny) Flamengo x Torpedo (Este jogo será realizado em data oportuna a ser marcado)

O Clube Botafogo de São José dos Pinhais entra com duas (Foto Arquivo – 2012) equipes, o Botafogo e o Botafogo/Panelão.

Clube Aliança Copa Integração 2013 Neste sábado (16) teremos a última rodada da 1ª fase da Copa Integração 2013. Os jogos estão sendo disputados nas quadras de Sintético do Clube Aliança (Av. Rui Barbosa – Afonso Pena) sempre a partir das 16h30. Primeiro jogo será entre: Verdplast x Amigos do Amilton; em seguida - Bar “K” x Turma do Marquinhos e as 18h30: MJ Medeiros x DLG Mendes. Até o momento a classificação é a seguinte: MJ Medeiros (10 pts); VerdPlast (09); DLG Mendes (06); Turma do Marquinhos (04); Bar “K” e Amigos do Amilton (03).

Muito “Esporte e Lazer” para comemorar os 323 anos de São José Para comemorar os 323 anos da cidade, a Prefeitura de São José dos Pinhais, através da Secretaria do Esporte e Lazer, está com uma programação que inclui torneio de diversas modalidades esportivas e atividades de lazer. No dia 17 de março (domingo) a Prefeitura realiza Passeio Ciclístico, com saída marcada para 9h30min, na Rua Jorge do Nascimento Teixeira (próximo ao Colégio Costa Viana) e chegada no Ginásio de Esportes Ney Braga. Todos podem participar do passeio, basta se inscrever e ainda concorrer a sorteio de brindes. Mais informações 3381-5931. Na tarde de domingo, entre as 13h30 e 18 horas, acontece o “Lazer no Parque São José” - com brinquedos infláveis, Ônibus do Lazer, oficinas, e “Aulão no Parque”. Esporte - Também no domingo (17) acontece a 1ª Etapa do Paranaense de Jiu-Jitsu 2013, que será realizado no Ney Braga II, e contará com a participação de atletas de diversas partes do Paraná competindo nas categorias Pré Mirim, Mirim, Infantil, Infanto-Juvenil, Juvenil, Adulto, Máster e Sênior - Masculino e Feminino das Faixas Branca à Preta. No dia 18 de março inicia o Campeonato Brasileiro de Seleções Juvenil de Voleibol Feminino, que será realizado no Ginásio Ney Braga I, com jogos entre das 8 às 22 horas. O campeonato encerra no dia 23 de março (sábado). Na quartafeira (20) tem início a Copa São José dos Pinhais de Futsal 2013, com a abertura no Ginásio de Esportes Ney Braga. Nos dias 23 e 24 (sábado e domingo) a Semel realiza a 1ª Etapa do Circuito de Vôlei de Praia 2013, que acontece na quadra de areia do Complexo Esportivo Ney Braga. Os jogos serão realizados das 8h30 às 18 horas.

A equipe do MJ Medeiros (foto) lidera a competição com 10 pontos, seguida de perto pelo VerdPlast com 9 pts.

Ontem, quinta-feira (14) a Liga Curitibana de Texas Hold’em iniciou a segunda etapa do Curitiba Poker Tour. A emoção, concentração e jogadas certeiras rolam soltas em quatro dias de disputa, sendo três classificatórios e um para a grande final. A largada será dada às 20h desta quinta-feira (14) com o “1A”; na sexta-feira (15) também às 20h o dia “1B” e no sábado (16) às 16h o dia “1C”. Lembrando que nestes três dias de classificação são realizados 14 níveis de blinds de 30 minutos. E no domingo (17) os classificados se reúnem às 15h para descobrir o grande vencedor em blinds de 40 minutos. A inscrição custa R$200. Quem lidera o ranking geral é Tiago Tucci, com 1.026,27 pontos, seguido por Marcelo Ricardo, com 725,68 pontos e Silvano com 592, 52 pontos. Mais informações pelo 41 3027 2655, pelo site www.ligacuritibana.com.br ou pelo e-mail ligacuritibana@ligacuritibana.com.br.

Jovens talentos do Club Atletico River Plate

Torneio Internacional de Futsal em São José dos Pinhais Entre os dias 26 e 28 de março será realizado o HMG CUP Futsal / Torneio Internacional de São José dos Pinhais. A competição reunirá quatro equipes de alto rendimento do Brasil e Argentina e os jogos serão realizados no Ginásio Ney Braga. Participa a equipe da casa, o São José dos Pinhais Futsal, o Coritiba Foot Ball Club, o Club Estrella de Boedo, importante clube social de Buenos Aires, além do Club Atletico River Plate, um dos principais clubes do futebol mundial. O ingresso pode ser trocado por 01 kg de alimento não perecível. As equipes disputarão um quadrangular no sistema de pontos corridos e todos os jogos que terminarem empatados será decidido nos pênaltis. A competição serve como preparação para todos os times, já que as equipes paranaenses se preparam para a disputa do campeonato estadual, enquanto as equipes argentinas se preparam para o início do campeonato nacional. O Coritiba que estréia no futsal conta com o comando do experiente treinador José Roulien Junior, que figura a mais de uma década como um dos principais nomes do futsal paranaense e tem no recém repatriado pivô Rafão a esperança de gols

alvi-verde. O atleta que retornou do futsal europeu é um dos principais nomes para a temporada. No São José dos Pinhais o treinador Ederson Lima, o Gaúcho, fará um trabalho de reformulação do elenco, já que a equipe contará basicamente com pratas da casa. O objetivo principal nesta temporada é reposicionar a equipe no cenário paranaense e revelar uma nova safra de jogadores que possam defender o município nos próximos anos e ajudar a colocá-lo na Chave Ouro do Futsal Paranaense. As equipes argentinas virão ao Brasil com jovens talentos do futsal argentino, o River Plate tem muita tradição no futsal e já revelou muitos atletas para as seleções argentinas de futsal e futebol, destaque para Javier Saviola, que ao ser eleito o melhor jogador do Mundial Sub20 se transferiu para o Barcelona. “Vai ser uma grande experiência para a nossa equipe, é a primeira vez que enfrentaremos um time brasileiro, justo no país que criou o futsal. Temos a certeza de que será muito proveitoso para a nossa preparação para a temporada e uma excelente experiência para os nossos atletas” afirmou Cesar Gonzales, treinador do Club Estrella de Boedo.


Editoração: Chico Lustosa - e-mail: composicao@metropolesjp.com.br / lustosa@onda.com.br

| 15 a 17 de março de 2013 |

19

VW oferece curso de mecânica para mulheres A Volkswagen está oferecendo curso gratuito de mecânica para mulheres, que será realizado neste sábado (16). As aulas serão ministradas em 53 concessionárias de 16 Estados, além do Distrito Federal. A intenção da Volkswagen é aproximar o público feminino da marca, uma vez que identificou por meio de estudos que 60% das decisões de compra de um automóvel partem delas, seja por aquisição própria ou aconselhando os maridos. As interessadas devem se inscrever até hoje no site da Volkswagen do Brasil (www.vw.com.br), onde serão informados os dados pessoais e eleita a concessionária mais cômoda para fazer o curso chamado de MIM (Mecânica Inteligente para Mulheres). Ele consiste em noções básicas sobre funcionamento e manutenção de veículos. Ao todo, estão disponíveis 1.300 vagas para as aulas que terão início a partir das 10h. O curso será dividido em alguns tópicos, no qual as alunas irão descobrir, entre outras coisas, verdades e mentiras sobre modo de dirigir. As aulas não ficarão restritas a salas, isso porque haverá visita a uma oficina mecânica para que as alunas possam conhecer peças importantes de veículos.

Veja o carro a ser utilizado pelo Papa Francisco 1º O novo Sumo Pontífice da Igreja Católica andará de papamóvel Mercedes-Benz herdado de Bento XVI

Pontífice da Igreja Católica andará de papamóvel Mercedes-Benz herdado de Bento XVI

O 5º conclave da Igreja Católica elegeu na tarde desta quarta-feira (13) o argentino Jorge Mario Bergoglio como o 266º Papa da história. Francisco 1º, como o Sumo Pontífice escolheu ser chamado, fará suas viagens pelo mundo a bordo de um papamóvel feito pela MercedesBenz e herdado de Bento XVI (veja detalhes do carro nas fotas desta página). O veículo foi entregue pelo próprio presidente global da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche, ao Papa Bento XVI em dezembro do ano passado. Por conta da saúde debilitada do pontífice, o papamóvel foi pouco utilizado.

Baseado na última geração do utilitário esportivo Classe M, o carro oficial do Papa levou nove meses para ser produzido e agora conta com uma cúpula de maiores dimensões, proporcionando mais espaço interno e conforto para Sua Santidade. O compartimento permite também que os fiéis tenham uma visão melhor do representante máximo da Igreja Católica. O novo papamóvel também aderiu à tendência de veículos mais ecológicos, uma vez que conta com tecnologia start-stop, que desliga o motor em marcha lenta, reduzindo o consumo de combustível e de emissões. Nos últimos anos, o Papa Emérito deu preferência a modelos ecologicamente corretos, como os elétricos Renault Kangoo Maxi Z.E e o Citroën C-Zero. A primeira viagem do Papa Francisco poderá ter o Rio de Janeiro como destino. A Cidade Maravilhosa sediará a Jornada Mundial da Juventude, marcada para o fim de julho.

3383-6650

Mercedes-Benz e o Vaticano - A montadora alemã mantém parceria com o Vaticano desde 1930, quando foi utilizado o modelo Nürburg 460. Antes disso, os Sumo Pontífices se locomoviam entre os fiéis em carroças tracionadas por cavalos. Após o segundo atentado sofrido pelo Papa João Paulo II, em 1981, os papamóveis passaram receber blindagem. Na primeira visita do Pontífice ao Brasil, em 1980, o veículo utilizado foi um Landau com teto solar, além de uma espécie de micro-ônibus aberto. Já a passagem de Bento XVI pelo País foi guiada por um Mercedes-Benz ML 430, dotado de blindagem capaz de suportar disparos de fuzil e explosões de granadas. A BMW e a Volkswagen chegaram a oferecer papamóveis ao Pontífice alemão, que preferiu continuar rodando com modelos da Mercedes-Benz. Isso, no entanto, não quer dizer que Bento XVI não tenha utilizado veículos de outras marcas para uso pessoal. O último Papa chegou a receber um Volkswagen Phaeton e um Volvo XC90.


20

| 15 a 17 marรงo de 2013 |

metropole15-3-13  

metropole15-3-13

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you