Issuu on Google+

Quinta-feira

Ano 15 | Nº 3468 | 16 de janeiro de 2014

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Diário de Circulação Nacional

Governo oferece área para construção do Hospital Zona Norte de Curitiba O Governo do Estado está propondo a utilização de um terreno do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), no bairro do Tarumã, para a construção do novo Hospital da Zona Norte de Curitiba. Os recursos para o início das obras já estão garantidos no orçamento estadual deste ano e agora uma comissão trabalha com os trâmites para viabilizar o projeto. »

Kássio Pereira

Página 3

Pavimentação: a evolução na infraestrutura de Pinhais » Diz um velho ditado que a vida deve sempre seguir em frente. Mas por vezes é preciso olhar para trás e mensurar nossas conquistas. Quem reside em Pinhais há tempos, pôde acompanhar de perto as mudanças ocorridas nos últimos anos. Dentre as diversas áreas con-

A comissão discute e realiza os trâmites para viabilizar o projeto

Serviço aeromédico ganha avião UTI e helicóptero Manoel Gomes/PMPR

Taxa de homicídios cai 18% no Paraná em 2013

Antonio Costa

» A população paranaense contará com mais duas aeronaves exclusivas para atendimentos na área da saúde. Um novo helicóptero, que ficará baseado em Cascavel, atuando em conjunto com o Samu Oeste para fortalecer a Rede Paraná Urgência na região, e um avião de UTI Móvel, que ficará em Curitiba, à disposição de todas as regiões do Estado.

templadas com investimentos, as obras de melhoria da infraestrutura urbanística estão entre os destaques. Ao realizar um comparativo entre a realidade encontrada antes de 2009 e, agora, em 2014, o sobressalto é positivo e surpreendente. Página 8

Página 2

Foram 2.575 ocorrências no ano passado, contra 3.135 em 2012

Avião da UTI Móvel em Curitiba que também fica à disposição de todas as regiões do Estado

Página 4

na comparação com o ano anterior. Foram 2.575 ocorrências no ano passado, contra 3.135 em 2012. Página 3

Piraquara se prepara para comemorar os 124 anos

Obras melhoram estrutura dos CRAS de SJP

» No próximo dia 29 de janeiro, Piraquara vai completar 124 anos de idade. O município que possui um dos maiores potenciais hídricos do Paraná e que guarda as nascentes do Iguaçu, completa mais um ano de história com eventos tradicionais, esportivos e culturais para envolver a população. Página 7

Foto: PMSJP

» A Prefeitura de São José dos Pinhais iniciou em meados de novembro de 2013 as reformas dos CRAS Affonso Celso, Helena Meister, Francisco Quirino e Guarda Mirim. “As reformas contemplam adaptação de banheiros para portadores de necessidades especiais, também alargamento das portas e construção de rampas para acesso de cadeirantes”.

» O Estado do Paraná registrou queda de 18% no número de homicídios dolosos (aqueles com intenção de matar) no ano de 2013,

As reformas visam a melhoria nos serviços oferecidos pelos CRAS à população

Lei obriga filmagem para procedimentos em pet shops

Página 2


2

| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014|

Editorial

Serviço aeromédico do Estado ganha reforço de um avião UTI e um helicóptero

Temor da inadimplência

Antonio Costa

Passado o período de sazonalidade das festas natalinas e de ano novo, as atenções se voltam para os dados das pesquisas dos institutos especializados que medem o desenvolvimento dos vários setores da economia. A inadimplência no comércio varejista caiu 4,44% em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2012, informa pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Foi a quarta queda mensal seguida e a maior retração desde o início da nova série histórica, em janeiro de 2012. Com o resultado, a inadimplência encerrou o ano passado em alta de 2,33%, com forte desaceleração em relação a 2012, quando tinha aumentado 12,18%. De acordo com a CNDL, as restrições ao crédito foram provocadas pelo aumento dos juros básicos da economia. Além disso, a exigência de mais garantias dos tomadores de financiamentos pelos bancos e pelos lojistas contribuiu para a redução do risco de atraso nos pagamentos. "A inadimplência veio em forte ascensão até o final do primeiro trimestre do ano passado, mas a tendência se inverteu a partir de abril, quando o Banco Central passou a aumentar sucessivamente a taxa básica de juros da economia (Selic), o que encareceu a tomada de crédito no país, impactando o varejo como um todo. Desde então, o volume de atrasos nos pagamentos das compras a prazo passou a intercalar desacelerações com quedas", informou a CNDL em nota. Os juros mais altos e o menor crescimento da economia refletiram-se na desaceleração das vendas no ano passado. De acordo com o levantamento, o volume de consultas ao banco de dados do SPC Brasil teve aumento médio de 4,12% em 2013, contra 7,76% em 2012. De acordo com a CNDL, o Natal foi insuficiente para reverter a desaceleração das vendas observadas durante o ano. Em dezembro, as vendas subiram 28,65% em relação a novembro, abaixo do crescimento de 32,28% observado na mesma comparação em 2012. O desempenho no fim do ano, destacou a entidade, levou muitos lojistas a antecipar as liquidações em janeiro. Apesar dos juros mais altos e das restrições ao crédito, a CNDL continua a projetar crescimento das vendas para 2014. No entanto, a expansão será menor que a do ano passado (4,12%). Segundo a entidade, as vendas deverão subir 4% este ano, já descontada a inflação. "O modelo de incentivos ao consumo está perdendo efeito no país e, por isso, as vendas a prazo em 2014 devem crescer um pouco menos que em 2013", destacou a CNDL em comunicado. Para a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, a Copa do Mundo ajudará o comércio, mas os efeitos serão concentrados em determinados setores. Segundo a entidade, o comércio de alimentos, bebidas, supermercado e produtos eletrônicos devem ser mais positivamente impactados do que outros, como os de vestuários e calçados, que vendem a prazo.

O avião, modelo King Air 200, terá base em Curitiba para fazer o transporte aéreo de pacientes críticos, que necessitem de transferência para centros médicos especializados

Avião da UTI Móvel em Curitiba que também fica à disposição de todas as regiões do Estado

A população paranaense contará com mais duas aeronaves exclusivas para atendimentos na área da saúde. Um novo helicóptero, que ficará baseado em Cascavel, atuando em conjunto com o Samu Oeste para fortalecer a Rede Paraná Urgência na região, e um avião de UTI Móvel, que ficará em Curitiba, à disposição de todas as regiões do Estado. O contrato de prestação de serviços com a empresa vencedora da licitação foi assinado pelo governador Beto Richa nesta quarta-feira (15), em Curitiba. "É a modernização e humanização de um serviço essencial para a população, prestado com agilidade e qualidade", afirmou o governador na solenidade, realizada no hangar da Casa Militar do aeroporto do Bacacheri. Participaram o chefe da Casa Militar do Paraná, coronel Adilson Castilho Casitas, e o prefeito de Cascavel, Edgar Bueno. "Cumprimos um compromisso com os paranaenses de instalar bases para resgate aéreo de pessoas em situação de urgência e para transporte de órgãos a serem transplantado. Todos sabemos que para uma pessoa em situação de urgência cada minuto é precioso", disse Richa. O governador informou que além de

Cascavel e Londrina, que foi o primeiro município a receber aeronave para prestar os serviços aeromédico e de segurança pública, outras cidades terão esse serviço para a área da saúde. "Muitas vidas foram preservadas nos últimos três anos com a utilização da frota aérea do Estado", disse Richa. MAIS AGILIDADE Atualmente, os serviços aeromédicos (transporte de pacientes e órgãos) são realizados pelos três aviões e um helicóptero do Governo do Estado. O governador destacou que cerca de 70% dos deslocamentos destas aeronaves são para o atendimento de situações de emergência na área da saúde. Quando necessário, são utilizados também os quatro helicópteros do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA, antigo Graer). "Colocamos este serviço a disposição dos paranaenses", acrescentou o governador. As duas aeronaves agora contratadas pelo governo irão reforçar o atendimento. O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, disse que o avião está em operação há uma semana e já transportou neste período oito pacientes. O serviço de UTI aérea funcionará 24 ho-

ras. "Esse serviço significa a qualificação do sistema de saúde no Paraná, uma assistência com segurança para os pacientes que mais precisam", afirmou Caputo. O secretário lembrou, ainda, que o Samu Oeste, em funcionamento há dois meses em Cascavel, já realizou mais de seis mil atendimentos. "Com o auxílio do helicóptero, vamos dar ainda mais agilidade ao atendimento à população da região", ressaltou o secretário. O prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, disse que a instalação da base aérea no município demonstra respeito à população e a preocupação com a qualidade do serviço. "A saúde pública da região Oeste vai melhorar e vamos ter condições de salvar muitas vidas, principalmente em pequenos municípios", disse o prefeito. MAIS QUALIDADE A empresa que prestará o serviço é a Helisul Táxi Aéreo Ltda. O avião, modelo King Air 200, terá base em Curitiba para fazer o transporte aéreo de pacientes críticos, que necessitem de transferência para centros médicos especializados. O serviço é 24 horas e atenderá todo o Paraná. Se necessário, poderá, inclusive, fazer trans-

ferências de pacientes para todo o território nacional e no Mercosul. A aeronave tem capacidade para transportar até duas macas com mais quatro lugares, além de piloto e co-piloto. O helicóptero, modelo Esquilo AS 350, operará com o Samu Oeste, em Cascavel, e vai atender um raio de 250 quilômetros em operações diurnas. Abrange as regiões de Cascavel, Foz do Iguaçu, Toledo, Umuarama, Guarapuava, Campo Mourão, Cianorte, Pato Branco e Francisco Beltrão, totalizando 171 municípios. A configuração do helicóptero é para um paciente, médico, enfermeiro e piloto. Os dois serviços irão atender a demanda exclusiva de pacientes cadastrados no serviço público de saúde, gerenciados pela Central Estadual de Regulação. Participaram da solenidade de assinatura de contrato com a empresa prestadora do serviço o secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; o diretor do Detran, Marcos Traad; o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, e os deputados estaduais Alexandre Curi, André Bueno, Leonaldo Paranhos; o gerente de contratos da Helisul, Edgar Nunes.

Governador sanciona projeto de lei que prevê sistema de filmagem para procedimentos em pet shops O projeto de lei nº 539/12, de autoria do deputado Rasca Rodrigues (PV), aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, dispondo sobre os serviços de banho e tosa de animais domésticos, foi sancionado pelo governador Beto Richa, na última sexta-feira (10), convertendo-se na Lei 17.949/14. A iniciativa do parlamentar prevê que os pet shops deverão filmar os serviços de atendimento, especialmente banho e tosa, de animais domésticos de pequeno, médio e grande porte, bem como permitir total visibilidade dos locais onde são realizados os procedimentos. "Nossa proposta visa evitar maus-tratos aos animais dentro dos estabelecimentos. A ideia inicial do projeto é permitir aos clientes a visualização dos serviços de banho e tosa no local do serviço. A maioria dos pet shops já faz isso, portanto, é uma pequena adaptação", afirmou Rasca, que também é coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais na Casa. A Lei prevê ainda que os estabelecimentos forneçam a gravação dos procedimentos aos clientes que desejarem, e

ainda estabelece o prazo de dois anos para a instalação de câmeras e seu devido acompanhamento pela internet. "É um prazo estendido e a colocação de uma câmera, nos dias atuais, não implica em prejuízo econômico", disse Rasca. "Conversando com os donos dos estabelecimentos percebemos que a gravação é também uma forma deles assegurarem a qualidade dos seus serviços. Já os protetores de animais apoiam automaticamente, pois todos já passaram ou conhecem casos de maus-tratos nestes serviços", completou. Maus-tratos no Paraná - De acordo com levantamento dos juizados especiais cíveis do Tribunal de Justiça do Paraná, apenas nos nove maiores municípios do Estado foram registrados 76 processos judiciais contra pet shops entre 2005 e 2011. Nos processos, as principais reclamações dos clientes são de fraturas, lesões de pele, queimaduras, efeitos colaterais de produtos químicos e até óbitos dos animais. (Assessoria de Imprensa, com a colaboração do jornalista Carlos Kaspchak)


| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

3

Governo oferece área para construção do Hospital Zona Norte de Curitiba Hospital Cajuru e Hospital do Trabalhador”, ressaltou o secretário. O Governo do Estado vai investir R$ 30 milhões na construção do hospital, que também terá recursos dos governos federal e municipal. O valor representa quase metade do custo total da obra. A unidade integrará a Rede Paraná Urgência e deve contar com 200 leitos, sendo 30 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O superintendente de Gestão de Sistemas de Saúde, Paulo Almeida, explica que o Estado também repassará recursos de custeio para auxiliar na manutenção dos serviços após a inauguração. “A intenção é incorporar o novo hospital ao programa HospSUS, que destina recursos de custeio e investimento para hospitais públicos e filantrópicos do Paraná”, afirmou. A expectativa é que o projeto final do hospital seja fi-

paço para realocar o pátio do Detran e os demais serviços ofertados na unidade. Nesta quarta-feira (15) a comissão que conduz o projeto do hospital se reuniu com representantes do Detran e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente para tratar da permuta. A cessão do terreno é essencial para a elaboração do projeto arquitetônico do hospital. Segundo o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, a implantação de um hospital público na região norte de Curitiba é uma reivindicação antiga da população e vai beneficiar moradores da capital e também dos municípios da Região Metropolitana. “Já definimos que o hospital será referência para atendimento a casos de urgência e emergência, como acidentes de trânsito, por exemplo. Poderemos desafogar os prontos-socorros do

A comissão trabalha com os trâmites para viabilizar o projeto

nalizado ainda neste primeiro semestre. Em seguida será aberto edital de licitação para o início das obras.

O Estado do Paraná registrou queda de 18% no número de homicídios dolosos (aqueles com intenção de matar) no ano de 2013, na comparação com o ano anterior. Foram 2.575 ocorrências no ano passado, contra 3.135 em 2012. O resultado acompanhou a tendência de queda verificada nos relatórios parciais, a cada três meses, divulgados pela Secretaria da Segurança Pública. “É uma diferença que corresponde a 560 vidas poupadas. E, se compararmos com 2010, a redução é ainda maior: 21,40% Esse índice alcançado reflete o conjunto de ações que a atual gestão da Segurança Pública vem colocando em prática e demonstra que estamos no caminho certo”, afirma o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques. Os números mostram redução no índice de homicídios dolosos nas mais diversas regiões do Estado. A Capital apresentou diminuição de 11,22% nessa modalidade de crimes, enquanto que na Região Metropolitana de Curitiba a queda foi ainda maior: 19%. O mesmo se verificou nas

Manoel Gomes/PMPR

Taxa de homicídios cai 18% no Paraná em 2013

Foram 2.575 ocorrências no ano passado, contra 3.135 em 2012

Áreas Integradas de Segurança Pública de Paranaguá (-4,49%); Ponta Grossa (-4,04%), São Mateus do Sul (-48,65%), Guarapuava (8%); Pato Branco (-19%); Francisco Beltrão (-19,23%); Cascavel (30,2%); Foz do Iguaçu (28,5%); Toledo (-34,38%); Campo Mourão (-21,43%); Maringá (-24,7%); Rolândia (-43,08%); Londrina (42,61%); Telêmaco Borba (22,58%). O comandante da Polícia Militar, coronel César Vinícius Kogut, destacou que o bom desempenho também está atrelado ao empenho e aos investimentos feitos pelo governador Beto Richa. “A atual gestão está investindo

cada vez mais na segurança pública, oferecendo os recursos necessários para as polícias Militar, Civil e Científica. Com a boa gestão a frente da Secretaria da Segurança Pública, estes recursos são canalizados com ações bem planejadas, o que tem contribuído para a redução nos índices de homicídios e outros crimes”, avalia ele. Como o tráfico de drogas está atrelado à grande parte dos homicídios dolosos, a Segurança Pública tem atuado de forma árdua no combate ao narcotráfico, com operações conjuntas entre as polícias e também em parceria com outros órgãos do setor.

“A Polícia Civil tem se desdobrado nas ações para combater o crime e, com isso, temos alcançado resultados positivos, conjuntamente. A prisão de pequenos traficantes é primordial para a redução dos índices, pois grande parte deles também é homicida. As novas viaturas, grandes e potentes, e a contratação de mais policiais, também colaboraram”, afirma o delegado-geral da Polícia Civil, Riad Braga Farhat. TAXA Com o total de 2.575 homicídios dolosos registrados em 2013, atualmente o Paraná apresenta uma taxa de 23,36 homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes (tendo como base a população informada pelo Ipardes). Em 2012, essa taxa era de 28,64 a cada 100 mil habitantes; em 2011, ficou em 28,4 e, em 2010, chegou a 30,4. A taxa nacional é de 24,3, conforme divulgação mais recente do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. A taxa de homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes é um índice utilizado mundialmente para medir a eficiência e a eficácia das ações na área da segurança pública.

O deputado Federal Leopoldo Meyer (PSB-PR) em recente audiência pública da Comissão de Viação e Transportes com a presença do ministro dos Transportes César Borges e do diretor-geral do DNIT, Jorge Ernesto Fraxe, defendeu a construção do trecho paranaense da BR-101. “Foi-me afirmado que a Coordenação Geral de Planejamento do DNIT já está fazendo um estudo muito profundo sobre qual é a melhor alternativa para atender o estado com a BR 101, e que esta obra é de extrema importância para o Paraná”, disse Leopoldo Meyer que questionou se já havia algum estudo sendo realizado para a execução da obra. BR 101 NO PARANÁ A BR-101 é uma das maiores rodovias federais do Brasil, que une 12 estados litorâneos, sendo apenas interrompida no

Paraná, onde é substituída pelo trecho sul da BR-376 e volta a aparecer em Santa Catarina aonde segue até o Rio Grande do Sul. A implantação da BR 101 no Paraná é reivindicada há 20 anos pelo setor de transportes e pelas cidades litorâneas do Paraná, principalmente porque sua criação aumentaria a vazão ao tráfego, melhorando o fluxo de veículos e o transporte de cargas, principalmente aos portos paranaenses e a para as praias. Segundo Meyer, com a opção desse novo trecho, se reduziria as filas no ferryboat que liga as praias de Guaratuba e Matinhos, que na temporada de férias sofre com os congestionamentos que se formam. Outro beneficio apontado pelo deputado é a retirada da região metropolitana de Curitiba de milhares de caminhões por dia,

Pedro França

Deputado Leopoldo Meyer defende a construção do trecho da BR 101 no Paraná

Para Leopoldo Meyer, a BR 101 no Paraná traria vários benefícios como a melhora do fluxo de veículos e o transporte de cargas

que se utilizam das BRs 116 e 376, passando pelo Contorno Leste, que poderiam continuar o fluxo pela BR 101. “A construção da BR 101 no Paraná não só facilitaria o transporte de mercadorias em direção aos portos paranaenses, in-

clusive vindo dos estados vizinhos, como São Paulo e Santa Catarina, como traria mais segurança e fluidez para os milhares de pessoas que passam as férias no litoral dos estados do sul com mais essa opção de rodovia”, finaliza Leopoldo Meyer.

Rafael Silva/COHAB

O Governo do Estado está propondo a utilização de um terreno do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), no bairro do Tarumã, para a construção do novo Hospital da Zona Norte de Curitiba. Os recursos para o início das obras já estão garantidos no orçamento estadual deste ano e agora uma comissão trabalha com os trâmites para viabilizar o projeto. O terreno proposto tem 43.200 m² e fica em um local de fácil acesso, na Avenida Victor Ferreira do Amaral. O espaço abriga hoje o pátio de veículos do Detran, onde ficam as motos e automóveis apreendidos pelos fiscais de trânsito. Para a construção do hospital é necessário que o terreno seja cedido pelo Governo do Estado à Prefeitura de Curitiba por meio de um processo de permuta. Em contrapartida, a administração municipal vai oferecer outro es-

Kássio Pereira

O terreno proposto tem 43.200 m² e fica em um local de fácil acesso, na Avenida Victor Ferreira do Amaral

Residencial Parque Iguaçu II no bairro do Ganchinho, em Curitiba

Programa habitacional muda o visual do bairro do Ganchinho O bairro do Ganchinho, na região sul da cidade, está de cara nova. Desde a chegada de novos moradores, a partir de março do ano passado, o bairro ganhou mais movimento nas ruas e uma paisagem diferente. O responsável pela transformação foi o programa habitacional do município, que, em 2013, entregou 2.572 unidades no local. As unidades estão concentradas numa área de 257,5 mil metros quadrados ao lado do Bairro Novo, entre a rua Eduardo Pinto da Rocha e o Contorno Leste. Até 2010, parte deste local estava ocupada com lavoura de soja e, hoje, abriga prédios de apartamentos e conjuntos de casas e sobrados. NOVOS RESIDENCIAIS São 10 empreendimentos construídos com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida e destinados a famílias que estavam inscritas no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) ou foram reassentadas de áreas de risco. Entre os empreendimentos entregues em 2013 no Ganchinho, há seis condomínios de apartamentos (os Residenciais Parque Iguaçu I e II, Buriti, Ipê, Novo Bairro IV e V) e quatro conjuntos de casas e sobrados (os Residenciais Parque Iguaçu III, Novo Bairro I, II e III). O investimento na construção das 2,5 mil unidades somou R$ 117 milhões, repassados por meio da Caixa Econômica Federal, que contrata e administra as obras do programa Minha Casa, Minha Vida. O município, que havia concedido incentivos fiscais e construtivos para a realização dos projetos, ficou responsável pela complementação da infraestrutura local, com obras como a pavimentação de ruas. Parte dos equipamentos de uso comunitário previstos para atender à demanda das famílias que estão se instalando no bairro já está funcionando, como uma creche e um Armazém da Família. Há previsão para a construção de mais duas creches e duas escolas. ORIGEM As famílias atendidas com as novas residências do Ganchinho são, em parte, originárias de áreas de risco cadastradas pelo serviço social da Cohab. Elas estão morando nos Residenciais Novo Bairro I, II, III e IV. Outros três empreendimentos, os Residenciais Parque Iguaçu I e II e Buriti, foram destinados a famílias da fila, com renda de até R$ 1.600 mensais – a chamada faixa 1 do programa Minha Casa, Minha Vida. Para a faixa 2 do programa, que engloba famílias com renda entre R$ 1.601 e R$ 3.275, foram reservados os Residenciais Novo Bairro V e Ipê. O complexo de empreendimentos do bairro inclui ainda o Residencial Parque Iguaçu III, que tem uma ocupação mesclada com famílias da fila (faixa 1) e reassentados de área de risco. A área dos novos Residenciais tem também um empreendimento, o Araçá, com 224 apartamentos, que foi entregue no ano passado para famílias da faixa 2 do programa Minha Casa, Minha Vida. “O projeto do Ganchinho contempla a diversidade de tipologia habitacional, com casas, apartamentos e sobrados, dividindo o mesmo espaço, e tem também a mistura de rendas, que são características que observamos nos bairros que se formam naturalmente e isso contribui para a consolidação daquela área da cidade como uma região de moradia”, diz o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues. PLANTAÇÃO NA CIDADE O terreno que abriga hoje os Residenciais Parque Iguaçu I, II e III (que, juntos, têm 1.411 unidades) foi ocupado entre 2005 e 2010 por uma plantação de soja. A lavoura, em área plana e seca, chegou a render o equivalente a 75 sacas por hectare, que é considerada uma produtividade acima da média. Quando a obra dos Residenciais foi iniciada, em janeiro de 2010, a plantação sumiu e deu lugar às máquinas que faziam terraplanagem e abriram as ruas. Depois, chegaram os operários que trabalharam nas construções e, agora, chegam os novos moradores. Quem cuidava do plantio era Edevandro Caetano Momoli, que arrendava o terreno de seu antigo proprietário. Ele permaneceu na área mesmo depois da chegada das máquinas e dos operários e assistiu à transformação do bairro. Isso porque Edevandro foi contratado pela empresa construtora para fazer a vigilância dos canteiros de obras.


4

| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

Detran alerta proprietários de veículos sobre novas regras do seguro obrigatório A rua forte em investimentos

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) e a Secretaria Estadual da Fazenda alertam os proprietários de veículos registrados no Estado sobre a mudança no calendário de pagamento do Seguro Obrigatório (DPVAT). Por determinação federal, válida para todo Brasil, a partir deste ano o vencimento do seguro coincidirá com o calendário de pagamentos do IPVA. O boleto bancário para pagamento não será mais enviado ao usuário e deverá

ser impresso pelo site www.dpvatsegurodotransito.com.br. A cobrança será feita por ficha de compensação pagável em qualquer banco. A alteração atende a uma resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, do Ministério da Fazenda, que definiu que a emissão do boleto seria feita pela Seguradora Líder, escolhida para o processamento. A mudança aconteceu também porque, a partir de 2014, motos, ônibus, microônibus e vans poderão parce-

lar o DPVAT em até três vezes. As parcelas seguirão o calendário de pagamentos do IPVA, independente do parcelamento do imposto ou se o veículo é isento do mesmo. Para veículos novos, no primeiro licenciamento, e para os proprietários de carros de passeio as regras continuam as mesmas e o pagamento do DPVAT será feito em parcela única. No caso de falta ou atraso no pagamento, o proprietário do veículo fica descoberto do seguro em caso de aci-

dente de trânsito e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo não será entregue. Se tiver dúvidas, o usuário pode ligar para o SAC DPVAT, no número 0800 022 12 04. VALORES O valor do seguro varia conforme o veículo: para moto o valor é de R$ 292,01; para carro é R$ 105,65, para caminhão R$ 110,38 e para ônibus, micro-ônibus e vans de aluguel e aprendizagem o valor é de R$ 396,49.

Prefeitura realiza reformas nos CRAS de São José dos Pinhais A Prefeitura de São José dos Pinhais iniciou em meados de novembro de 2013 as reformas dos CRAS Affonso Celso, Helena Meister, Francisco Quirino e Guarda Mirim. “As reformas contemplam adaptação de banheiros para portadores de necessidades especiais, também alargamento das portas e construção de rampas para acesso de cadeirantes. Além disso, obras de melhoria e adequação nas salas do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos e de atendimento, e ainda construção de salas novas. Em algumas Unidades estamos fazendo a troca de telhado, forro, pintura interna e externa, construção de guaritas, muros e novas calçadas, bem como instalando novos pontos de rede para ampliação de vagas nas aulas de informática”, diz Murilo Borges, da Divisão de Su-

primentos da Secretaria Municipal de Assistência Social. Para o Professor Imar Augusto, Secretário da SEMAS, as reformas visam a melhoria

nos serviços oferecidos pelos CRAS à população: “Oportunizando qualidade nos atendimentos por parte dos profissionais da SEMAS, ofe-

Oi Torre Panorâmica funciona em horário especial nas férias A Oi Torre Panorâmica, um dos principais atrativos turísticos da cidade de Curitiba, e a única torre de telefonia do Brasil com mirante aberto a visitação, tem horário especial de funcionamento para as férias de verão. A Torre, que nos finais de semana de alta temporada recebe uma média de mil visitantes por dia, funciona até o dia 3 de fevereiro também às segundasfeiras, das 10h às 19h. Localizada no bairro das Mercês, foi construída em 1991 pela estatal Telepar e hoje pertence à Oi. Ela Tem 109,5 metros de altura, oferece uma vista de 360º da cidade de Curitiba e está no circuito da Linha Turismo da Prefeitura de Curitiba. SERVIÇO: Oi Torre Panorâmica Rua Professor Lycio Grein de Castro Vellozo, 191 – Mercês Todos os dias (até dia 03 de fevereiro): das 10h às 19h (venda de ingressos até às 18h30min) Valor: R$ 5,00 (meia entrada para pessoas acima de 60 anos e entre 5 e 9 anos. Crianças abaixo de 5 anos não pagam).

recendo aos beneficiários espaço adequado para usufruírem da política da Assistência Social do nosso município”, relata o Secretário.

É pela BR 277, sentido Curitiba – Paranaguá, que encontramos o acesso que leva à Rua Canoinhas. Neste ponto, tem o início uma das ruas mais importantes do bairro Borda do Campo, um dos mais populosos de São José dos Pinhais. Lá, é possível constatar a presença de vários tipos de comércio, notável a todos que circulam pela região. Na década de 70, com a construção da BR 277 – principal ligação entre Curitiba e o porto de Paranaguá –, houve um estímulo para o desenvolvimento local. Fator que motivou a instalação de indústrias e moradores no local. A proprietária da loja Gabrielle Fashion, Magnolia Souza, diz que escolheu o local para o seu estabelecimento “pois é a principal rua daqui”. Ainda que seja reconhecida como principal, a Rua Canoinhas, deixa a desejar na variedade de serviços, segundo Magnolia. “Ainda falta muita coisa. Como outros bancos, hospitais e supermercados grandes”, relata. Os investimentos na região permitiram o seu crescimento e desenvolvimento. Através de reforma das ruas e estabelecimento de novas empresas, o local ganhou destaque. A empresa automobilística Renault (instalada em 1996), é um exemplo. Antes disso, o bairro possuía um número reduzido de habitantes. Por outro lado, o que preocupa a população é a falta de segurança no bairro. Magnolia afirma que “a segurança aqui é horrível. Não tem postos policiais nem viaturas nas ruas. Temos muito medo pela falta de segurança”. A economia local tem se fortalecido a cada ano, embora a região ainda precise de investimento. Elias Leschewitz – São José dos Pinhais

Emater Paraná trabalha a questão da Sucessão Familiar na Agricultura O Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paraná (Emater-PR) possui, na sede curitibana da instituição, um escritório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Recentemente, o núcleo de desenvolvimento da FAO, com participação de profissionais de diferentes áreas, realizou o primeiro encontro para formulação de um planejamento estratégico. O objetivo é o apoio à Emater na assistência técnica e de fomento às famílias agrícolas do Estado. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae-PR) é uma das entidades colaboradoras com a iniciativa.O trabalho de elaboração do planejamento para os próximos seis anos é conduzido pelo gestor Claudinei Alves. O estudo intitulado Sucessão Familiar tem como objetivo definir diretrizes e estabelecer ações estratégicas para atuação do grupo na busca por soluções e articulação de aç��es visando a continuidade das atividades econômicas na agricultura familiar. “Muitos jovens vão atrás de oportunidades que não se encontram na área rural, o que dificulta as famílias manterem suas produções agrícolas”, avalia o consultor.


5

| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

Perder o entusiasmo provoca rugas na alma. Parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas

TOME NOTA

Dia 17: Mín. 17º e Máx. 24º Dia 18: Mín. 17º e Máx. 27º Dia 19: Mín. 17º e Máx. 28º

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA DO SHOPPING SÃO JOSÉ Shopping Sao Jose (10/01/2014 a 16/01/2014) Programação Sala

Filme

Horários

1

Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal - 14 Anos

11h30 - 13h20 - 15h30 - 17h40 - 19h45 -

2

O Hobbit: A Desolação de Smaug - 12 21h50 Anos

2

Frozen, Uma Aventura Congelante (Dub) - Livre

3

Confissões de Adolescente - 12 Anos

Trufas

12h00 - 14h30 - 17h10 - 19h30 11h50 - 14h20 - 16h40 - 19h00 - 21h20 23h40 B 11h40 - 14h00 - 16h20 - 18h40 - 21h00 -

4

Até Que a Sorte Nos Separe 2 - 10 Anos

5

Frozen, Uma Aventura Congelante 3D 13h30 - 18h10 - 20h40 - 23h00 B (Dub) - Livre

5

Frozen, Uma Aventura Congelante DIG (Dub) - Livre

23h20 B

11h20 - 15h50

Legendas A Esta sessão será exibida SOMENTE Sexta-feira (10/01). B Esta sessão será exibida SOMENTE Sábado (11/01). C Esta sessão será exibida SOMENTE Quarta-feira (15/01). D Esta sessão será exibida SOMENTE Sexta-feira (10/01) e Sábado (11/01). E Esta sessão será exibida SOMENTE Domingo (12/01). F Esta sessão será exibida SOMENTE Sábado (11/01) e Domingo (12/01). G Esta sessão NÃO será exibida Terça-feira (14/01). I

Esta sessão NÃO será exibida Sexta-feira (10/01), Sábado (11/01) e Terça-feira (14/01).

J Esta sessão NÃO será exibida Terça-feira (14/01) e Quinta-feira (16/01). K Esta sessão será exibida SOMENTE Terça-feira (14/01) e Quinta-feira (16/01). L Esta sessão NÃO será exibida Sexta-feira (10/01). M Esta sessão NÃO será exibida Sábado (11/01).

Ingredientes: 500 g de chocolate meio amargo 200 g de chocolate ao leite 1 caixinha de creme de leite 1 colher de sopa rasa de margarina 1 colher de sopa de mel chocolate em pó forminhas de papel Modo de Preparo: Leve ao microondas o chocolate e derreta por 3 minutos, na potência Alta. Acrescente a margarina, o creme de leite e o mel. Mexa bem e acrescente o que desejar. Leve para a geladeira até ficar firme. Modele as trufas da maneira desejada e se quiser pode rechear com pedaços de cerejas, gotas de licor, etc. Coco, nozes, cerejas, também podemos misturar na massa. Se desejar passe as trufas em chocolate em pó para decorar. Coloque em forminhas de papel.

N Esta sessão NÃO será exibida Quarta-feira (15/01). P Esta sessão NÃO será exibida Sexta-feira (10/01) e Sábado (11/01). Q Esta sessão NÃO será exibida Quinta-feira (16/01). R Esta sessão NÃO será exibida Domingo (12/01). S Esta sessão NÃO será exibida Sábado (11/01) e Domingo (12/01).

El. comp.: grosso O ponto mais alto

Trinitrotolueno (sigla) O substan- Voltou ao tivo como Senado “artista” em 2003 Pele de cordeiro Curador (Dir.) Alain (?), ator de “Mr. Klein”

Anêmonado-mar (Zool.) Hábitos; práticas El. comp. de "geóide": terra Deus que ditou o Corão a Maomé

Judas (?), um dos apóstolos Repetido

2.500, em algarismos romanos

Nome dado ao abacaxi ácido

Risco que corre o prédio mal construído

Espírito supremo, entre os gnósticos

Que tem três pés Página da Web

Apropriado; adequado Terminação do particípio de 1ª conjugação

"Memorial de (?) Moura", livro de Rachel de Queiroz O ácido da vida Tecido de roupas de inverno Morto, em inglês Abrigo para cães

O folião, no desfile de escolas de samba Elemento que caracteriza o fonema

BANCO

Inexiste nos insetos ápteros Progenitor

Solução

L E O A

5) Em “Negócio da China”, como se chamava o personagem de Ney Latorraca? a) Alaor b) Edmar c) Heitor d) Diego

Fêmea de felídeo Sistema filosófico indiano fundado por Gautama

Pinha Senhora (abrev.)

A C M

4) Como se chama a filha da atriz Camila Pitanga? a) Antônia b) Maria c) Mara d) Silvia

Esporte olímpico baseado na dança

E O N

3) Em que bicho o Velho do Rio (Cláudio Marzo) se transformava na novela “Pantanal”? a) Sucuri b) Onça c) Tuiuiú d) Jacaré

Capaz; hábil Relativo ao esmalte dos dentes A pele, por sua superfície Exerce o poder legítimo de dono

O maior e mais antigo Alvo da grupo ação dos rebelde da Destituídos “pit boys” Colômbia de pudor (pl.)

L A

2) Qual era a personagem da atriz Nanda Costa em “Salve, Jorge”? a) Helô b) Wanda c) Morena d) Jéssica

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS Ordenação dos sons diatônicos (Mús.) Mascotes rivais no futebol mineiro (fut.)

E N T T I N A T S I R A C A O D M D E U L M P O D A N E D A D O A N I A S

1) Como se chamava o personagem do ator Rodrigo Hilbert em “Duas Caras”? a) Ferraço b) Claudius c) Ronildo d) Juvenal

G I N A S T I C A R I T M I C V A

no Shopping até 2 de fevereiro; e o Cantinho Cultural, que, em janeiro, tem contação de história sobre João e Maria, além de show e oficina de mágicas, todos os sábados e domingos, às 16h. Mais informações no www.shoppingsaojose.com.br

C A S A S N O T U R N A S

(Respostas: 1-C; 2-C; 3-D; 4-A; 5-B)

ção de vulnerabilidade, na região de Mandirituba. O Shopping também conta com outras opções de atrações infantis durante o mês das férias, como o Park em Movimento, primeiro parque de diversões em movimento do Sul do país, que estará

Uma pesquisa da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Araraquara (SP) revelou que a laranja, fruta conhecida por ser bastante calórica, pode ser uma aliada para quem quer perder peso. Os pesquisadores constaram que ela libera uma substância que aumenta a saciedade e ajuda a inibir o apetite, ou seja, a pessoa toma o suco e come bem menos na refeição seguinte. Os testes foram feitos com sucos frescos e industrializados. Quarenta voluntários tomaram a bebida durante um ano e depois tiveram o sangue analisado. Os especialistas descobriram que o suco de laranja aumenta os níveis de leptina no organismo. Esse hormônio age numa região do cérebro chamada de hipotálamo e inibe os receptores do apetite. Calorias A bióloga Thaís César, professora do departamento de alimentação e nutrição da Faculdade de Ciências Farmacêuticas , estuda os efeitos do suco de laranja em diferentes grupos de indivíduos desde 2000. Segundo ela, apesar de cada copo de suco ter em média 120 calorias, ela concluiu que a ingestão de cerca de um litro da bebida diariamente não alterava o peso das pessoas. A partir dessa constatação, surgiu a ideia de estudar a influência da fruta no apetite. Durante uma semana, os participantes consumiam o suco de laranja puro, feito na hora. Na semana seguinte, o suco pasteurizado, como é exportado para muitos países. Na terceira, um preparado especial, feito com água e açúcar, numa composição parecida com a dos refrigerantes. Depois de tomar a bebida, os participantes tinham o sangue analisado, a fim de analisar quatro índices: glicose, insulina, leptina e adiponectina. Fresco ou de caixinha A melhora nos índices foi detectada tanto com o consumo do suco fresco quanto com o pasteurizado. Só quem consumiu o preparado com açúcar é que não teve efeito positivo. Pessoas com faixa de peso normal, no entanto, se beneficiaram mais do que as que apresentavam sobrepeso ou obesidade. A professora acredita que a vitamina C e as isoflavonas presentes no suco de laranja sejam responsáveis pela melhora nos índices. Ela recomenda que as pessoas troquem os tradicionais lanchinhos da tarde pela ingestão do suco de laranja - além de gerar saciedade, a bebida possui nutrientes que bolos e bolachas não contêm.

© Coquetel/Ediouro Publicações 2004

Estudo da Unesp mostra que suco de laranja ajuda a controlar o apetite

M P R O F I A D A M P O R O C R O A U S A A C T I S E M UT S G E O A R I T A L A C O N S E A I R F A N T A D A E D O M O S

Durante as férias de janeiro não vai faltar programação para a criançada no Shopping São José. Entre as atrações que animarão os dias dos pequenos estão “As Aventuras de João e Maria”, clássico da literatura infantil dos irmãos Grimm. A praça de eventos do Shopping será transformada em um local especial, com atividades como oficina de colagem na casa de doces, labirinto, boliche e tiro ao alvo, sempre fazendo alusão à história dos irmãos. A atração inicia na quinta-feira (16) e acontece todos os dias, das 14h às 20h, até o dia 2 de fevereiro e tem como um de seus objetivos incentivar a leitura e imaginação. A gerente de marketing do São José, Talita Dallmann acredita que nada melhor do que um conto infantil, conhecido internacionalmente, para ser tema das atividades voltadas às crianças no mês de férias escolares. “É uma forma de incentivar nossos visitantes a optarem por atividades culturais apresentando aos seus filhos essa história lúdica, que é ‘João e Maria’”, afirma. Para participar das atividades, basta trazer um kit de material escolar para doação no valor de R$ 4,00. “Sugerimos que cada criança traga lápis, borracha, régua, caderno ou outro material, que possa ser usado em sala de aula. É uma forma de mostrar para as crianças que tão importante quanto a diversão é ajudar ao próximo”, completa Talita. Patrocinadora do evento, os pais encontram nas Livrarias Curitiba o material sugerido para o kit. “Pensamos em um parceiro que tem tudo a ver com a história do João e Maria para nos apoiar nessa atração. Afinal, estamos falando sobre literatura e faremos ainda a doação do material escolar recolhido na entrada, mais uma forma de incentivar o estudo”, diz. Todo o material recolhido será doado à Chácara dos Meninos de 4 Pinheiros, instituição que abriga 80 crianças e adolescentes em situa-

21h40 - 23h45 B

3/éon. 4/dead — modo. 5/niaia. 6/crassi. 7/actínia — astracã. 10/adamantino. 11/consentâneo — proficiente.

Shopping São José movimenta o mês das férias com clássico da literatura infantil

Máx. 24º Mín. 18º

48


6

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

JUÍZO DE DIREITO DA DÉCIMA QUARTA VARA CÍVEL DA COMARCA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ Avenida Cândido de Abreu, 535, 7o andar , Edifício Fórum Cível, Centro Cívico Fone (41) 32533521 - fax (41) 3254-3869 ELENITA YASNI SANTOS DA SILVA Escrivã EDITAL DE COMUNICAÇÃO EM ATENDIMENTO AO DISPOSTO NO ART. 870 DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Ficam notificados os interessados, bem como o requerido AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA, inscrito no CNPJ/MF sob nº 07.763.250/0001-22, com endereço declarado na Rua XV de Novembro, 621, Centro, em Curitiba/PR, representado por seu seu sócio ASSIS ARTUR ADADA, portador do RG sob nº 1.379.495-2 inscrito no CPF sob nº 234.407.679-49l, com endereço à Rua Des. Antonio de Paula, 2550, Bairro Boqueirão, Curitiba/PR, de que perante este Juízo da 14ª Vara Cível de Curitiba tramitam os autos nº 1763/2009 de ação de CONTRA NOTIFICAÇÃO em que é requerente BANCO POPULAR DO BRASIL S/A e requerido AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA, para ficarem cientes dos exatos termos da CONTRA NOTIFICAÇÃO, cujo teor da petição inicial, em seu resumo, é do seguinte teor: “I - BANCO POPULAR DO BRASIL S/ A, CONTRANOTIFICANTE, nos citados autos de contranotificação judicial, apresentou CONTRANOTIFICAÇÃO em face de AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA, CONTRANOTIFICADO, à NOTIFICAÇÃO enviada ao BANCO POPULAR DO BRASIL S/A, protocolizada sob n. 483.422, de 13/05/09, no Quarto Ofício de Registro de Títulos e Documentos de Curitiba e recebida pela Superintendência do Banco do Brasil do Paraná, em 26/05/2009, e informa, inicialmente, que desconhece qualquer outra notificação supostamente enviada, como alegou o CONTRANOTIFICADO. II -DA SEGURANÇA DOS PONTOS ESTRATÉGICOS: O CONTRANOTIFICANTE refuta as alegações do CONTRANOTIFICADO quanto as responsabilidades envolvendo o aspecto da segurança dos pontos de atendimento. Improcedem as alegações de que o Banco seria responsável pela segurança dos referidos pontos. O contrato firmado, em seu item 17.9, prevê a isenção do Banco de quaisquer responsabilidades, em caso de eventual ocorrência que porventura venha a causar dano à integridade física dos usuários dos serviços dentro dos pontos de atendimento sob a gestão da CONTRANOTIFICADA. Assim, a segurança dos pontos de atendimento é de exclusiva responsabilidade do CONTRANOTIFICADO. Por fim, o Banco não tem ingerência sobre a atuação de terceiros, sendo possível fazer a gestão da segurança apenas em ambientes de sua propriedade e não de outrem, de modo a respeitar a autonomia administrativa existente, inclusive do próprio CONTRANOTIFICADO. III - DA FALTA DE SEGURANÇA NO SISTEMA E SUAS INCONSISTÊNCIAS: A operação do Banco Popular, assim como das demais instituições financeiras do país, constantemente é objeto de fiscalização por parte de órgãos reguladores, cujos processos de verificação contemplam, entre outros aspectos, a segurança e a confiabilidade do seu sistema de processamento. Ao contrário do que alegou o CONTRANOTIFICADO, o que ocorreu em diversas oportunidades foi um desconhecimento por parte dos seus funcionários quanto às normas e procedimentos a serem observados para o correto processamento das transações, o que leva a crer que a empresa foi omissa, ao não difundir para seu corpo funcional o treinamento recebido do Banco, tampouco o uso do Manual de Procedimentos, colocado à sua disposição. Portanto, não há que se falar em falta de segurança ou em fragilidade do sistema do Banco. Em relação à auditoria pelo CONTRANOTIFICANTE ressalte-se: conforme cláusula 14.5 do Contrato Relativo às Funções de Correspondente, “A CONTRATADA (CONTRANOTIFICADO, no caso) deve cuidar para que os registros de atividade dos operadores - fita do caixa, documentos autenticados e numerário - sejam regularmente conferidos.” Com relação ao seguro informa-se: Todos os processos de indenização de sinistro que o CONTRANOTIFICADO encaminhou ao CONTRANOTIFICANTE e que se encontravam com a documentação correta, foram pagos pela seguradora. Aqueles onde foram identificadas irregularidades - notadamente documentação incompleta - encontram-se pendentes. IV - DOS ALUGUÉIS: Ressalte-se que todas as solicitações de ressarcimento dos aluguéis dos pontos estratégicos, e que foram remetidos ao CONTRANOTIFICANTE de forma REGULAR, foram pagos. Nas reuniões entre CONTRANOTIFICADO e CONTRANOTIFICANTE citados anteriormente, bem como através de mensagens eletrônicas, eventuais pedidos de ressarcimentos, negados por não atenderem às condições definidas em contrato, foram esclarecidos. V - DOS EQUIPAMENTOS: Quanto à gestão de equipamentos, também se evidencia o descontrole por parte do CONTRANOTIFICADO, apesar das diversas solicitações que lhe foram feitas, através da área responsável do Banco. VI - DO TREINAMENTO: Tendo identificado fragilidades em várias rotinas efetuadas pelo CONTRANOTIFICADO, o CONTRANOTIFICANTE buscou maneiras de auxiliá-lo, oferecendo, por diversas vezes, desde o início de 2009, oportunidade de reciclagem do treinamento anteriormente recebido, no entanto, apesar das propostas para visitas de funcionários do CONTRANOTIFICANTE para este fim, o CONTRANOTIFICADO não se mostrou interessado, não efetuando nenhum movimento que possibilitasse a realização do evento. VII - DA CONSTITUIÇÃO DE GARANTIAS - DESCUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÃO CONTRATUAL: Ficou definido em contrato (item “11 - GARANTIAS”), que o CONTRANOTIFICADO deveria cumprir obrigação de depositar R$ 254.000,00, em parcela única, até o dia 30/11/2008, sendo que o CONTRANOTIFICADO não efetuou referido depósito, incorrendo em mora em relação ao CONTRANOTIFICANTE, neste caso, inúmeras tentativas feitas peio CONTRANOTIFICANTE para que o depósito fosse efetuado restaram infrutíferas, face à intransigência do CONTRANOTIFICADO. VIII - DOS VALORES PENDENTES DE RECOLHIMENTO AO BANCO: Outra obrigação contratual descumprida pelo CONTRANOTIFICADO, que diz respeito ao recolhimento do numerário resultante das operações dos pontos de atendimento. Conforme definidos nos itens 10.3 e 10.3.1 do contrato firmado com o CONTRANOTIFICANTE, referidos valores deveriam ser recolhidos ao Banco até o dia seguinte ao de seu recebimento. Entretanto, o CONTRANOTIFICADO ignorou a obrigação estabelecida em contrato, não efetuando os acertos financeiros na forma convencionada, fato que gerou saldo devedor por falta de “alívio de numerário”, no montante dos pontos de atendimento de R$ 373.729,63, valor em 09/07/ 2009. IX -OUTRAS CONSIDERAÇÕES: Por fim, chegou ao conhecimento do CONTRANOTIFICANTE que o CONTRANOTIFICADO, deliberadamente, há muito vinha agindo de forma a comprometer o bom funcionamento da rede de atendimento sob sua gestão, inclusive com intenção de denegrir a imagem do Banco Popular S.A. Segundo informações que chegaram ao conhecimento do CONTRANOTIFICANTE, o comportamento adotado pelo CONTRANOTIFICADO tinha o claro propósito de criar situações que comprometessem o Banco Popular do Brasil. Tais colocações vêm corroborar os argumentos apresentados pelo Banco, na medida em que questionam a veracidade das alegações do CONTRANOTIFICADO. Por todo o exposto e com fulcro no item 16 (RESCISÃO), subitem 16.1, do Contrato Relativo ás Funções de Correspondente n° 2008/0002, e respectivo Primeiro Termo Aditivo, vem o BANCO POPULAR DO BRASIL S/A, ora CONTRANOTIFICANTE, informar a AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA, ora CONTRANOTIFICADO, que o referido instrumento contratual, considerar-se-á rescindido a partir da data do recebimento desta, em função do descumprimento do disposto nos itens 10,3,10.3.1 e 11.3 do mesmo instrumento. X - Por conseguinte, deverá a empresa AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA: 1) devolver imediatamente todos os programas e respectivas documentações decorrentes do Contrato em questão, bem como deverá cessar toda e qualquer utilização da marca “Banco Popular do Brasil” pela referida Empresa, como preconizado nos incisos XXI e XXX, respectivamente, do item 5 subitem 5.1, do Contrato Relativo às Funções de Correspondente Bancário; 2) no prazo de 10 (dez) dias, a partir desta, disponibilizar todos os equipamentos que foram entregues em regime de comodato, conforme o contido no item 19, subitem 19.1, bem como os materiais: formulários, malotes, lacres, sinalização interna e externa, materiais de propaganda, mobiliários, manuais e demais itens identificados com a marca Banco Popular do Brasil, que deverão estar embalados adequadamente, informando a quantidade de volumes, seus respectivos conteúdos e endereço para posterior coleta-retirada pelo Banco Popular; 3) isso posto REQUER que o cumprimento da presente CONTRANOTIFICAÇÃO de AMIGÃO REDE DE SERVIÇOS LTDA seja efetuada por EDITAL, com base no artigo 870, inciso II, do Código de Processo Civil, haja vista que restaram frustradas todas as tentativas de cumprir a presente pelos meios judiciais e extrajudiciais disponíveis, inclusive pelo correio. Curitiba (PR), 09 de setembro de 2009. BANCO POPULAR DO BRASIL S/A”. 4. EX POSITIS, requer a regular expedição de edital de intimação, para que se proceda a contranotificação por EDITAL, a ser publicado nos veículos de informação cabíveis, com base no artigo 870, inciso II, do CPC. Termos em que pede e espera deferimento. Curitiba, 05 de dezembro de 2012. Dr. Arinaldo Bittencourt - OAB/PR 30.815.” E para que ninguém no futuro possa alegar ignorância, mandou passar o presente edital que será fixado no lugar de costume e publicado na forma da Lei. D A D O E P A S S A D O, nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos Vinte e Nove dias do mês de Outubro do ano de Dois Mil e Treze. Eu,(a) (Edson Martins de Carvalho) - Juramentado, o subscrevi.(a) CÉSAR GHIZONI Juiz de Direito.

JUÍZO DE DIREITO DA DÉCIMA QUINTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ. EDITAL DE CITAÇÃO/intimação DE ENIO FERREIRA GOMES, CPF Nº 153.779.549-04 COM O PRAZO DE 20 (vinte) DIAS. Faz saber a quantos virem o presente, que perante este Juízo da 15ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Estado do Paraná, situado na Avenida Cândido de Abreu, 535, 8° andar - Edifício do Fórum Cível, tramita a ação DE COBRANÇA (SUMÁRIA)- Execução de Sentença, N.° 0000996-48.1998.8.16.0001 em que é autor CONDOMINI CONJUNTO RESIDENCIAL GREENVILE e réu ENIO FERREIRA GOMES, inscrito no CPF 153.779.549-04, atualmente em lugar incerto, e por este visando o recebimento das taxas condominiais, objetos do acordo homologado por sentença de fls 95, e não adimplido pelo réu, e por ter endereço em lugar incerto e não sabido, ficando devidamente, CITADO E INTIMADO, do presente arresto realizado no bem imóvel objeto da referida dívida, localizado no Condomínio Conjunto Residencial Greenville, Bloco 05, apartamento 103, registrado perante a 8ª Circunscrição Imobiliária de Curitiba, na Matrícula n° 64257, sob pena da conversão em Penhora. Aos quatro dias do mês de dezembro de 2013. Eu, (a), Március Vinicius Caron Schlichting, Técnico Judiciário, que o digitei e subscrevo. (a) Március Vinícius Carol Schlichting – Técnico Judiciário (Assinado mediante autorização da MMa. Juíza de Direito - Portaria n°01/2011).

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ- COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA FORO REGIONAL DE COLOMBO – PARANÁ 2ª SECRETARIA CÍVEL e ANEXOS. EDITAL DE CITAÇÃO: ELIANE FERREIRA DE MATOS-AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO-PRAZO: 30 DIAS AUTOS n.º 000980064.2011.8.16.0028-Espécie: AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO.Parte Requerente: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A.Parte Requerida: ELIANE FERREIRA DE MATOS DATA DA DISTRIBUIÇÃO DA AÇÃO: 10/10/2011. VALOR DA CAUSA: R$ 33.788,00 (trinta e três mil setecentos e oitenta e oito reais) FINALIDADE: CITAÇÃO da RÉ ELIANE FERRERIA DE MATOS, na forma do art. 231, inciso II do CPC, dos termos da presente Ação de Busca e Apreensão, consoante consta da petição inicial a seguir resumida, para, para efetuar o pagamento do débito pendente no prazo de 5 (cinco) dias, sob pena de ser consolidada a posse do bem em favor do Requerente, podendo, ainda, apresentar contestação no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de confissão e revelia, nos termos dos artigos 285 e 319 do Código de processo Civil. RESUMO DA INICIAL : Resenha da Inicial a seguir transcrita “A parte ré firmou com a instituição Financeira autora, contrato de empréstimo com alienação fiduciária n.º 4277308727, em anexo. Em vista ao pactuado, o autor emprestava a parte financiada, a quantia de R$ 16.500,00 (dezesseis mil e quinhentos reais), contrapartida, a parte requerida obrigava-se a pagar o valor do principal e acessórios em 48 prestações mensais e sucessivas. Em garantia do cumprimento das obrigações pactuadas, foi alienado fiduciariamente p seguinte bem: Automóvel RENAULT/Clio RT, Chassi 93YLB06251J265249, 2001/2001, Prata, Placa CSY-0299, Renavam 761271988.(...) Ocorre que a parte demandada não adimpliu com as obrigações pactuadas, deixando de efetuar o pagamento das parcelas, desde 29/05/2011. (...). Nessas condições, com base nos fatos e fundamentos supra transcritos, requer a Vossa Excelência, respeitosamente: a) conceda liminarmente, a busca e apreensão do bem supra descrito, a qual deverá ser cumprida através de mandado nos moldes do art. 172, §§ 1º e 2º do CPC, no endereço constante no preâmbulo da presente em nome da parte requerida, bem como a concessão da ordem de arrombamento e reforço policial (art. 549 e 842, §1º do CPC) para cumprimento da diligência, caso se faça necessário, a fim de que o bem seja recolhido nas mãos de terceiros que o detenha injustamente, depositando o bem nas mãos do credor, através de seus procuradores, na qualidade de proprietário fiduciário do mesmo; b) após efetivada a liminar, determine a intimação da parte requerida para, querendo, nos termos do art. 3º, §2º do Decreto-Lei n.º 911/69, pague a integralidade da dívida, para ser restituído na posse do bem, em cinco dias, no valor apresentado na planilha anexa, devidamente acrescida das custas processuais e honorários advocatícios, em percentual a ser arbitrado por esse r. juízo; c) caso a parte requerida não efetue o pagamento da integralidade da dívida , no prazo legal, requer, desde logo, a aplicação do parágrafo 1º do art. 3º do Decreto-Lei n.º 911/69, alterado pela Lei n.º 10.931/04, consolidando-se a posse e propriedade plena do veículo em favor da autora; d) seja a parte requerida citada para, no prazo de quinze dias (art. 3º, §3º do Decreto-Lei n.º 911/69 também com redação alterada pela Lei n.º 10.931/04 e querendo, contestar a ação, sob pena da aplicação dos efeitos da revelia; (...) “DESPACHO: “I - Para que seja deferido o pedido de Busca e Apreensão liminar é necessário que o devedor seja devidamente notificado extrajudicialmente para quitar a obrigação pendente. No caso dos autos tal exigência está demonstrada através da notificação juntada (Notificação - sequência 01, documento 02), portanto, o “fumus boni iuris” está caracterizado. De outra sorte, necessária será a Busca e Apreensão liminar uma vez que a permanência do bem em mãos do devedor poderá provocar danos ao veículo ou eventual desaparecimento do bem. Assim sendo DEFIRO, liminarmente, a medida. Expeça-se Mandado de Busca e Apreensão depositando-se o bem com o autor. II - Executada a liminar, cite-se o réu no endereço constante na notificação extrajudicial para, querendo: a) Efetuar o pagamento do débito pendente no prazo de 05 (cinco) dias, sob pena de ser consolidada a posse do bem em favor do autor; b) Apresentar contestação no prazo de quinze (15) dias, sob pena de confissão e revelia no termos do artigo 285 e 319 do CPC. III - Comprovado o recolhimento da guia de custas da diligência do Oficial de Justiça expeça-se mandado, com as advertências legais. Colombo, 27 de outubro de 2011. LETÍCIA ZÉTOLA PORTES. Juíza de Direito.””Considerando que foram esgotados todos os meios para a obtenção do endereço da parte requerida, defiro o pedido retro. Expeça-se edital de citação, com o prazo de 30 dias. Colombo, 18 de abril de 2013. Fabiane Kruetzmann Schapinsky – Juíza de Direito Substituta.”Eu, (Guilherme Gehlen), Analista Judiciário , digitei e subscrevi a presente.Colombo, 11 de junho de 2013. WILSON JOSÉ DE FREITAS JUNIOR - Juiz de Direito.

JUÍZO DE DIREITO DA DÉCIMA QUINTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ.EDITAL DE CITAÇÃO DE HUMBERTO CARLOS SANTIAGO MINGORANZE, CPF Nº 043.949.369-26, COM O PRAZO DE 20 (vinte) DIAS. Faz saber a quantos virem o presente, que perante este Juízo da 15ª Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Estado do Paraná, situado na Avenida Cândido de Abreu, nº 535, 8º andar - Edifício do Fórum Cível, tramita a ação DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO C/C COBRANÇA DE ALUGUERES E ACESSÓRIOS DA LOCAÇÃO N.º 0009778-29.2007.8.16.0001 em que é autor BENEDITO FACINI, brasileiro, solteiro, coordenador, inscrito no CPF n.º 165.120.909-00, e réu HUMBERTO CARLOS SANTIAGO MINGORANZE, inscrito no CPF 043.949.369-26, atualmente em lugar incerto, e por este cita o réu acima, com o prazo de 20 (vinte) dias, contados da primeira publicação deste, dos termos da ação, para no prazo legal de quinze dias apresente contestação ou proceda ao depósito judicial de todos os alugueres não pagos, a contar do primeiro vencido devidamente acrescido dos emolumentos legais, além das custas processuais e honorários advocatícios conforme com a resenha da inicial “referente a imóvel da rua Eduardo Geronasso, 1701, ap. 13, Bacacheri, Curitiba-PR, com locação datada de 22 de setembro de 2005, estando em atrasado com o aluguel, IPTU, Seguro contra incêndio, Taxa de Conservação e Copel, vencidos no período de 05/12/2006. A 18/05/2007 e 05/11/2006, totalizando o valor de R$ 6.465,90 (seis mil quatrocentos e sessenta e cinco reais e noventa centavos), já acrescido dos juros de mora de 1% (um por cento) ao mês, atualização monetária desde a data de seus respectivos vencimentos até a presente data, devendo ser acrescida das custas, despesas processuais e honorários advocatícios na base de 20% (vinte por cento) sobre o valor da condenação, clausula 8ª do contrato de locação.” DESPACHO DE FL. 83: “Cite-se o réu por edital, com o prazo de 20 dias” Curitiba, 04 de dezembro de 2013, Patricia de Fúcio Lages de Lima, Juíza de Direito”. Aos 19 de junho de 2012. Eu, Március Vinícius Caron Schlichting, Técnico Judiciário, que o digitei e subscrevo.Március Vinícius Caron Schlichting Técnico Judiciário. (Assinado mediante autorização da MMa. Juíza de Direito - Portaria nº 01/2011).

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO A CONSTRUTORA ANDRADE RIBEIRO LTDA, torna público que irá requerer ao IAP, a Renovação da Licença de Operação para fins de Fabricação de Peças em Concreto Pré-Moldado, instalada no endereço Avenida das Araucárias, 2162 Bairro Thomaz Coelho no Município de Araucária.

EDITAL DE PROCLAMAS CARTÓRIO DO PORTÃO. Av. Pres. Arthur da Silva Bernardes nº 2350/ cj. 03/09 – Portão CEP: 80.320-300 / CURITIBA - PR - Tel./ Fax: (41) 3013-1667. www.cartoriodoportao.com.br. Faz saber que pretendem casar: THIAGO DE CASTRO MOURA e MICHELLE BORGES DO NASCIMENTO POLYZOS ATHANÁSSIOS KARVANIS JÚNIOR e ANAUYLA HULMANN BATISTA MAURICIO REIPERT e CAMILA MARTINEZ CEZÁRIO JOHN THOMAS DE ALMEIDA e FERNANDA MANUELA DE SOUZA BOZZA RICARDO VICENTIN MORALES e VILMA FRICATE DE CANTUARIA ADRIANO GONÇALVES LACERDA e LUCIMARA DAS NEVES MARQUES RODRIGO COMPARIN e KELLY CRISTIANE DE RAMOS WARLLEY BOJAN PESSOA e TATHIANE RIBAS CORDEIRO RODRIGO DE OLIVEIRA e KARINE ANTOCEVICZ FREITAS CARLOS AUGUSTO JAHNKE JUNIOR e JAQUELINE ALVES BARBOSA PAULO DA SILVA e REGIANE LUQUE RODRIGUES RICARDO LUIZ DE PAULA e ANNA CAROLINA SOARES FREIRE ALLAN CÉSIO NEVES DA SILVA e EVELIN RIBEIRO DE SOUZA BALDO ROGERIO DOURADO FELIX e MARIANA BRATTIG ALTAIR GUIBES e MARIA JOSETE GRACIANO IACHINSKI NÍCOLAS BARBOSA DOS SANTOS e PÂMELA ALESSANDRA PEREIRA IGOR DE CASTRO MORO e DALVANA MATILDE TIBURCIO NOEMARSEL RODRIGUES DE LIMA e CHARIZI MARA RIBAS VIGANÓ VINICIUS HANREJSZKOW e RAQUEL XIMENES FEIJÃO AYRON FERREIRA DOS SANTOS e MIRIAN DE BRITO THIAGO DA SILVA ALVES e MIRIANY CRISTINI STADLER ILANES EDILSON SPECHT e YARA MACHADO FERNANDO DA SILVEIRA e OLGA SCAFF MOURA CESAR JULIANO GOMES PEREIRA e ANA LUIZA ESPERIDIÃO FRANÇA THIAGO HENRIQUE DA MAIA DOMINGUES e CAROLINE ROBERTA ANHAIA -Cartório Distrital do Campo Comprido - Curitiba-PR

CARLOS ROBERTO ROCHA JUNIOR e JULIANA FERNANDA BERNARDO - Cartório Distrital do Pinheirinho - Curitiba-PR

JOSÉ JACYR LEAL JUNIOR e MARISTELA SENKO PENKAL - 4º Ofício de Registro Civil - CuritibaPR

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. O referido é verdade e dou fé. Curitiba, 15 de Janeiro de 2014. CAROLINE FELIZ SARRAF FERRI Tabeliã e Registradora

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A CONSTRUTORA ANDRADE RIBEIRO LTDA, torna público que recebeu do IAP, a Licença de Operação para fins de Fabricação de Peças em Concreto PréMoldado, licença nº 4837, instalada no endereço Avenida das Araucárias, 2162 Bairro Thomaz Coelho no Município de Araucária.

Recebimento de Licença Prévia A Ambserv Sul Serviços Ambientais Ltda, localizada em São José dos Pinhais, torna público que recebeu do Instituto Ambiental do Paraná, a Licença Prévia, para ampliação de atividade - coleta, transporte, tratamento, compactação, reciclagem e destinação final de resíduos classe I e IIB, inclusive isopor e tratamento de gases pressurizados, com validade de 13/01/2016.

Solicitação de Licença de Instalação A Ambserv Sul Serviços Ambientais Ltda, localizada em São José dos Pinhais, torna público que solicitou ao Instituto Ambiental do Paraná, a Licença de Instalação para novas atividades - coleta, transporte, tratamento, compactação, reciclagem e destinação final de resíduos classe I e IIB, inclusive isopor e tratamento de gases pressurizados.

SÚMULA DE EMISSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A empresa abaixo torna público que recebeu do IAP, a Prorrogação da Licença de Operação para o empreendimento a seguir especificado: Empresa: APK LOGÍSTICA E TRANSPORTE LTDA Atividade: Serviços de transporte rodoviário de cargas, municipal, estadual, interestadual e internacional, logística e distribuição, agenciamento de carga aérea, Transporte de alimentos, transporte de produtos perigosos, transporte rodoviário de medicamentos controlados, medicamento correlatos e afins, cosméticos, perfumaria, artigos para higiene, detergentes e saneantes domissanitários, serviços de telemática, representações comerciai, importação e exportações de equipamentos, pneumáticos, insumos, locação de máquinas, equipamentos e veículos automotores e prestação de serviços de limpeza técnica industrial e armazém geral para a guarda e conservação de mercadorias nacionais e estrangeiras executando serviços conexos, tais como carga, descarga, armazenamento e outros similares,praticando quaisquer tos pertinentes a seus fins como armazenadora, guardando e conservando as aludidas mercadorias. Endereço: RUA PEDRINA COSTA VISKI, 274 Município: SÃO JOSÉ DOS PINHAIS– PR – CEP 83.0203-625. Validade: 26/02/2018.


| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

PIRAQUARA I

MANDIRITUBA

Secretaria de Meio Ambiente tem novo Secretário

Município se prepara para comemorar os 124 anos Eventos tradicionais, esportivos e culturais foram programados para envolver a população

Visando melhorar e ampliar os serviços públicos no município de Mandirituba, o prefeito Onildo Gelatti, decidiu descentralizar a Secretaria de Meio Ambiente que funcionava dentro da Secretaria de Agricultura. De acordo com o prefeito Onildo Gelatti, o secretário Marcelo Chemim, respondia pelas duas secretarias, mas a demanda nos serviços é grande, por isso ele decidiu pela descentralização das pastas no intuito de prestar um bom atendimento aos munícipes “tanto a secretaria de Agricultura como a de Meio Ambiente além de prestar atendimento ao público também precisa trabalhar na elaboração de projetos e para um secretário acaba acumulando as duas funções” frisou o prefeito. Ele ainda enalteceu o bom trabalho realizado pelo secretário Marcelo Chemim a frente da pasta de Meio Ambiente. O novo secretário Anselmo Fausto trás a experiência de já ter exercido as funções de vereador em Mandirituba de 1989 a 1992, secretário de Educação do município de Fazenda Rio Grande, de 1993 a 1996 além de já ter trabalhado na Assembleia Legislativa do Paraná e no Palácio do Governo. “Fiquei feliz e agradecido pela confiança do prefeito Onildo Gelatti em me nomear numa secretária tão importante como a de Meio Ambiente, vou me dedicar e trabalhar para fazer o melhor, dando continuidade nos

Divulgação/PMP

Comemorações alusivas ao aniversário da cidade começam no dia 29

um trajeto inédito de 20 quilômetros, onde além das estradas rurais os participantes vão cavalgar por trilhas em contato direto com a natureza. A concentração e largada será no Centro de Informações Turísticas, e a chegada no Parque Trentino, com um delicioso almoço e sorteio de brindes. PROGRAMAÇÃO 1° Remada de Aniversário Local: Concentração às 8h

no estacionamento da Prefeitura de Piraquara Horário: 9h Saída com destino a Barragem Piraquara II Duração: Aproximadamente 4 horas Obs. 50 vagas. Inscrições 3673-0186 Tarde de recreação e apresentações artísticas Local: Estacionamento da Prefeitura de Piraquara A partir das 14h

10º Cavalgada de Aniversário Local: Concentração às 8h no Centro de Informações Turísticas (próximo à antiga Estação Ferroviária) Horário saída: 9h – Início da Cavalgada Horário chegada:12h Chegada ao Parque Trentino Almoço para os Cavaleiros: 12h30 Obs. Churrasco e bebida serão comercializados.

trabalhos e projeto do secretário Marcelo Chemim” destacou o novo secretário. Na semana passada, o secretário Anselmo Fausto teve duas reuniões uma com secretário Marcelo Chemim para se inteirar das ações da secretaria e outra com o secretário de Assuntos Metropolitano Neco Prado. Na pauta do encontro estava a coleta seletiva de lixo, de como pode se melhorado os serviços com custos reduzidos para o município. O secretário de Assuntos Metropolitano Neco Prado, informou que na Secretaria de Meio Ambiente de Curitiba existem vários projeto principalmente do lixo reciclável e que vai agendar um encontro do secretário Anselmo Fausto com secretário de Meio Ambiente de Curitiba Renato Eugenio de Lima. Para o Neco Prado, a integração dos serviços e troca de experiências traz inúmeros benefícios para a população. “Os municípios menores não tem uma infraestrutura que realmente precisa, eu sei disso fui prefeito em Quitandinha por dois mandatos, por isso procuro integrar as cidades da Região Metropolitana com a Prefeitura de Curitiba para que esses municípios também possam contar com esse apoio técnico e o prefeito Gustavo Fruet conhece a realidade de cada cidade, pois sempre esteve presente quando foi deputado federal” lembrou Prado.

Divulgação/PMM

No próximo dia 29 de janeiro, Piraquara vai completar 124 anos de idade. O município que possui um dos maiores potenciais hídricos do Paraná e que guarda as nascentes do Iguaçu, completa mais um ano de história com eventos tradicionais, esportivos e culturais para envolver a população. As comemorações começam no próximo domingo (19), com a 1ª Remada de Aniversário de Piraquara. O evento será de contemplação, na Barragem Piraquara II, de onde é possível avistar a Serra do Mar e admirar belas paisagens. Após anos de negociações a Prefeitura de Piraquara em parceria com a Sanepar vai promover um evento no espelho d’água do reservatório de água. No dia 25 de janeiro, um sábado, vai ocorrer a Tarde de Recreação e Apresentações Artísticas. Durante toda a tarde o estacionamento da Prefeitura vai ser palco de atividades de recreação, apresentações artísticas, esportivas e culturais. Uma ampla estrutura vai ser montada para receber a comunidade. Já no domingo, dia 26, acontece a 10ª Cavalgada de Aniversário. O tradicional evento, que a cada edição reúne mais participantes, terá

7

PIRAQUARA II Anselmo Fausto com o secretário de Assuntos Metropolitanos Neco Prado

Prefeitura de Piraquara libera alvarás para ampliações no Complexo Penal

LAPA

Curso de dança forma 98 casais lapeanos

Prefeito Marquinhos aproveitou para pedir empenho na viabilização da revitalização da Avenida Brasília e no problema de super lotação da Delegacia de Piraquara

A Prefeitura do município da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, por meio da Secretaria de Inclusão e Ação Social e o Grupo Juva Produções, de Passo Fundo (RS), proporcionou a formatura de 98 casais, que realizaram o curso de dança no Centro da Juventude. Desde o dia 31 de outubro do ano passado, durante duas horas semanais, lapeanos da zona rural e da cidade tiveram a oportunidade de aprender a dançar ou aperfeiçoar passos nos ritmos da Vanera, Xote, Chamamé, Rancheira, Milonga, Vanerão, Bugio, Polonésia e Valsa. Sem custo para a Prefeitura Municipal, a formatura dos alunos aconteceu no último sábado (11), na Associação Recreativa JBS (antiga DaGranja). Várias atrações animaram o evento: Teixeirinha Filho e Teixeirinha Neto, Turbinados da Vaneira, Grupo Chamamento, DJ K8 e Equipe Pancadão Gaúcho. O baile também contou com o apoio da Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus. Para a secretária de Inclusão e

Eduardo Furiatti/PMP

Prefeito Marquinhos durante encontro com a secretária de Estado Maria Teresa Uille Gomes

para o município. Enxergamos nela a possibilidade de benfeitorias e desenvolvimento para nossa cidade, por isso solicitamos o empenho do estado na contra partida para a população”, destacou. De acordo com a Secretária de Justiça, Maria Tereza, após a conclusão das ampliações será possível eliminar o problema de lotação da carceragem da Delegacia de Piraquara. Ela ressaltou que além de ampliar o número de vagas no sistema carcerário, os investimentos vão proporcionar mais segurança para o complexo.

REVITALIZAÇÃO DA AVENIDA BRASÍLIA Em junho de 2013 a Prefeitura de Piraquara apresentou na Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná o projeto urbanístico para revitalização da Avenida Brasília. Por ser um dos principais acessos ao complexo penal o Prefeito Marquinhos buscou a parceria com o estado para a execução da obra. No encontro desta terça a Secretária Maria Tereza se propôs em marcar uma reunião com a Secretaria de Infraestrutura e Logística para viabilização do projeto.

DESENVOLVIMENTO NO ENTORNO DO COMPLEXO PENAL Além das obras no Complexo Penal de Piraquara, também foram propostas intervenções no entorno. Por meio da parceria com a Companhia de Habitação do Paraná - Cohapar serão feitos estudos para a construção de um conjunto habitacional em terrenos do estado, entre a Vila Macedo e a Vila Militar, e também um conjunto industrial para atrair empresas. De acordo com o Presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, a intenção é consolidar um grande bairro naquela região.

Ação Social, Maria Aparecida Batista Bueno, que participou do curso, o evento proporcionou não somente a oportunidade de aprender a dançar, mas também elevar a autoestima e o bem-estar físico a todos. “Apesar do número de participantes, cada um recebia atenção especial. A faixa etária dos alunos variava de 14 a 78 anos; eles não mediram esforços para estarem presentes nas aulas. Vinham de diversas comunidades do interior, como Colônia Municipal, São Bento, Mariental, Faxinal dos Corrêas e Lagoa Gorda”, comenta a secretária. Após receberem os certificados, os alunos realizaram uma pequena apresentação do que aprenderam durante o curso. Estiveram presentes a prefeita Leila Klenk, secretários municipais e o presidente da Câmara Municipal, vereador Dango Leonardi, bem como representantes do Grupo JBS (antiga Seara), Cooperativa Bom Jesus e participantes dos cursos das cidades de Palmeira, Ponta Grossa, Curitiba, entre outras.

Divulgação/PML

O Prefeito de Piraquara, Marcus Tesserolli, o Marquinhos, recebeu na manhã da última terça feira (14), a secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, Maria Tereza Uille Gomes, e o Presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, em seu gabinete. Na ocasião foram tratados assuntos referentes à contra partida do estado para o município, e entregues os alvarás de licença para as obras de construção e ampliação do Complexo Penal de Piraquara. Foi anunciado o investimento de 54 milhões no complexo, com as ampliações da Penitenciária Estadual de Piraquara I – PEP I, Piraquara II – PEP II, Penitenciária Feminina do Paraná – PEF, Casa de Custódia de Piraquara – CCP, e as construções da Cadeia Pública de Jovens e Adultos – CPJA e do Centro de Integração Social de Piraquara – CIS. As obras vão abrir mais 2.315 vagas. O Prefeito Marquinhos aproveitou a oportunidade para destacar a parceria entre o município e o estado, e pediu empenho na viabilização da revitalização da Avenida Brasília e no problema de super lotação da Delegacia de Piraquara. “Nós piraquarenses que abrigamos o complexo penal não levamos essa situação como demérito

Associação Recreativa foi palco da formação dos casais dançarinos


8

| Quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 |

Pavimentação: a evolução na infraestrutura do Município Pinhais tem em torno de 334 quilômetros de vias pavimentadas, seja por asfalto, antipó, ou blocos de concreto Diz um velho ditado que a vida deve sempre seguir em frente. Mas por vezes é preciso olhar para trás e mensurar nossas conquistas. Quem reside em Pinhais há tempos, pôde acompanhar de perto as mudanças ocorridas nos últimos anos. Dentre as diversas áreas contempladas com investimentos, as obras de melhoria da infraestrutura urbanística estão entre os destaques. Ao realizar um comparativo entre a realidade encontrada antes de 2009 e, agora, em 2014, o sobressalto é positivo e surpreendente. Atualmente, Pinhais tem em torno de 334 quilômetros de vias pavimentadas, seja por asfalto, antipó, ou blocos de concreto. E em toda a extensão, sinalização e drenagem. Essa é a marca histórica conquistada pela Secretaria de Obras Públicas de Pinhais, com base no levantamento dos serviços executados entre janeiro de 2009 e dezembro de 2013. Isso sem mencionar as demais ações que cabem à pasta. Cita-se aí um serviço crucial para a vida de muitas famílias, a limpeza, desassoreamento e manutenção dos rios que cortam a cidade. Satisfação. Assim se resume o sentimento da população. Ao passar pelos bairros que receberam as benfeitorias, as declarações são sempre positivas. Como no caso da moradora Maria Leda Alves, que reside à rua Antônio de Felício, no bairro Jardim Cláudia, asfaltada em 2012. Ao se deparar com a obra ela mal acreditava no que via à frente de seu portão. “Estamos em festa por aqui. Quando é que poderíamos imaginar que o nosso bairro ganharia uma obra como essa? É pra ficar de boca aberta mesmo”, brincou. Segundo a moradora a pavimentação da via era um desejo antigo da população local. “Não convivemos mais com lama e poeira. A gente sofria muito com isso, mas agora é vida nova”, comemorou. Muitos outros exemplos podem ser elencados, como a rua Manoel Lucas Evangelista Neto, no bairro Atuba, que foi totalmente asfaltada. Dos 52 anos de vida do vendedor Nelson Luiz Mendes, mais de 24 foram vividos na casa situada à

Secretaria de Obras Públicas de Pinhais conquista marca histórica na pavimentação de vias no município

via que recebeu o asfalto, no segundo semestre de 2013. Um senhor de conversa fácil, pai de cinco filhos, um trabalhador que por conta de seu ofício percorre diferentes lugares todos os dias. “Olha, vou te dizer uma coisa, dá gosto andar por Pinhais e ver como a cidade está mudando”, afirmou. “Além das inúmeras ruas asfaltadas, vejo muitas empresas e comércios se instalando por aqui”. E ele reconhece como isso é vantajoso. “Tanto as casas quanto o município são valorizados financeiramente, além de a cidade ficar mais bonita.” De fato, o trabalho desenvolvido pela Prefeitura nos últimos tempos deu nova cara à cidade. E para tornar mais visível toda essa mudança, o gráfico abaixo apresenta em números a transformação ocorrida. Para Mario Stier, secretário de Obras Públicas do município, as melhorias são frutos da combinação entre vontade, investimentos e força de trabalho. “Hoje, além de um quadro de pessoal ampliado, temos um sistema de trabalho em que cada equipe é responsável por uma das várias etapas do desenvolvimento das obras. Com isso, formamos grupos especializados, o que aumenta a qualidade do serviço”, explica. Segundo o prefeito de Pinhais, Luizão Goulart, o cuidado no planejamento e execução das obras do município reflete a preocupação do Poder Público com a qualidade de vida da população. “Queremos que as pessoas se sintam cada vez mais satisfeitas e felizes por estarem em Pinhais, seja como moradores, investidores ou trabalhadores”, explica. Para Luizão, as ações representam muito mais que um plano de melhorias estruturais da cidade. “Asfaltar uma rua não é apenas aplicar o pavimento. Significa muito mais. É interferir ativamente na qualidade da vida das pessoas”, enfatiza. “Por isso, ainda que as dificuldades sejam grandes, trabalhamos para cumprir o nosso papel e criar condições para que os habitantes de Pinhais estejam cada vez mais satisfeitos.”, conclui.

Reposição de placas vandalizadas geram custos altos Segundo a Secretaria de Obras, o dinheiro investido poderia ser utilizado em outras intervenções na infraestrutura da cidade Os valores gastos com a reposição de equipamentos de sinalização, danificados por vândalos ao redor do município têm sido significativos. Dinheiro que poderia ter sido investido na aquisição de materiais para a sinalização de novos pontos, evitando acidentes, indicando ruas e espaços públicos e alertando a população como um todo acerca de regras de trânsito e serviços auxiliares, por exemplo. Segundo o secretário de Obras do município, Mário Stier, as depredações mais recorrentes têm como alvo as placas baixas de sinalização de tráfego e as hastes com nomes de ruas. “Infelizmente o que encontramos é uma quantidade enorme de materiais danificados, além dos que precisam ser repostos por conta de acidentes”, explica. “É uma situação delicada porque, em se tratando de tráfego, somos obrigados a seguir o padrão estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro, que estabelece a altura das placas, a posição, enfim, é algo que não podemos alterar”. Outro problema apontado pelo

secretário envolve as placas indicativas de obras, dispostas no município durante a execução de alguma intervenção da pasta, como a preparação para

asfalto, execução de calçadas, entre outros. “Há quem entorte os postinhos dependurando-se neles, rasgue os materiais feitos de lona, ou os leve embo-

ra. Até tiros já verificamos”, lembra. Ajude Uma das saídas para diminuir os gastos provenientes do vandalismo em

População pode denunciar a ação de vândalos ligando para a Guarda Municipal de Pinhais no telefone153

materiais e equipamentos públicos é a mobilização da população. Caso perceba alguma ação do tipo, basta que o cidadão entre em contato com a Guarda Municipal de Pinhais e denuncie. Os agentes irão até o local e, caso possível, evitarão que o dano continue. A expectativa é de que, com a ajuda de todos, a Prefeitura consiga reduzir o número de casos e o valor dos custos, investindo em outras melhorias para a cidade. Punição Danificar patrimônio público é crime previsto no Código Penal (Art. 163, Inciso III). Por isso, quem for flagrado em ato de vandalismo pode ser enquadrado por dano qualificado, que prevê pena de detenção de seis meses a três anos e multa correspondente à ação. Serviço Para denunciar a ação de vândalos, ligue para a Guarda Municipal de Pinhais no telefone 153. Para informar a existência de placas e/ou outros materiais de sinalização danificados, o contato é com a Secretaria de Obras Públicas, no telefone (41) 3912-5234.


Metropole15