Page 1

6

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

| Quinta-feira, 10 de abril de 2014 |

POSITIVO INFORMÁTICA S.A.

Registro Civil - Curitiba/PR

JÚLIO ALEXANDRE DE ALBUQUERQUE REIS e LARISSA ZAMBONI -Cartório do Registro Civil Campo Largo/PR

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da Lei, no prazo de 15 dias. O referido é verdade e dou fé. Curitiba, 09 de Abril de 2014. CAROLINE FELIZ SARRAF FERRI Tabeliã e Registradora

MANULI FITASA DO BRASIL S.A. CNPJ nº 04.807.000/0001-59

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO CENTRAL DE CURITIBA - 25ª VARA CÍVEL DE CURITIBA – PROJUDI. Rua Lysímaco Ferreira da Costa, 355 - Centro Cívico - Curitiba/PR - CEP: 80.530-100 - EDITAL DE INTERDIÇÃO - 011/2014. O , Juiz de Direito da 25ª Vara Cível do Foro Central da Doutor Marcelo Mazzali Comarca da Região Metropolitana de Curitiba Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER aos que virem ou tiverem conhecimento do presente edital de interdição que, neste Juízo, processaram-se os autos de Interdição nº 0002756-55.2013.8.16.0179, sendo declarada por sentença a INTERDIÇÃO de YEDA LUCIA ABOUDIB LOMBA, brasileira, divorciada, portadora do RG sob nº 785.515-0 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 471.316.329-53, portadora de doença mental diagnosticada, sendo-lhe nomeada CURADORA a Sra. VERA REGINA ABOUDIB LOMBA. A curatela tem a finalidade de reger a interditanda em todos os atos de sua vida civil, por tempo indeterminado. Curitiba, 26 de março de 2014. Eu, Etienne Camargo Nogari, Chefe de Secretaria, que o mandei digitar, conferi e subscrevi. Marcelo Mazzali - Juiz de Direito - Documento assinado digitalmente, conforme MP nº 2.200-2/2001, Lei nº 11.419/2006, resolução do Projudi, do TJPR/OE Validação deste em http://portal.tjpr.jus.br/projudi - Identificador: PJXDG AV7W5 6USAE KSDCK PROJUDI - Processo: 0002756-55.2013.8.16.0179 - Ref. mov. 141.1 - Assinado digitalmente por Marcelo Mazzali, 27/03/2014: EXPEDIÇÃO DE EDITAL/INTIMAÇÃO. Arq: Edital.

MANULI FITASA DO BRASIL SA, pessoa jurídica de direito privado com sede na Rua Emilio Romani, 1250A - CIC, em Curitiba – PR, CEP 81460-020, inscrita no CNPJ sob nº. 04.807.000/0001-59, vem informar a todos os seus acionistas que o relatório da administração dos negócios sociais, demonstrações financeiras, o parecer dos auditores independentes e o texto do novo Estatuto estão à disposição dos acionistas na sede da empresa. Manuli Fitasa do Brasil SA.

JUIZO DE DIREITO DA QUARTA VARA CIVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE CURITIBAAVENIDA CANDIDO DE ABREU, 535, 2º ANDAR - FORUM CIVEL - CENTRO CIVICO EDITAL DE CITAÇÃO DOS REQUERIDOS CLAYTON CARLOS PETERSEN e FÁBIA ALESSANDRA PETERSEN PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. O DR. FERNANDO AUGUSTO FABRICIO DE MELO, MM. JUIZ DE DIREITO DA QUARTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. F A Z S A B E R a todos quantos o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo e Cartório da 4ª Vara Cível se processa a Ação de Cobrança n.° 62491/2010, proposta por COLEGIO SENHORA DE FATIMA EDUCAÇÃO INFANTIL ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO S/C LTDA contra CLAYTON CARLOS PETERSEN e FÁBIA ALESSANDRA PETERSEN, tendo o presente a finalidade de CITAR os requeridos CLAYTON CARLOS PETERSEN e FÁBIA ALESSANDRA PETERSEN, atualmente em lugar incerto e não sabido, para que, fiquem cientes de todos os termos da ação em referência e, para que, querendo, contestem no prazo legal de quinze (15) dias, sob pena de revelia, isto é, não sendo contestada a ação, presumir-se-ão como verdadeiros os fatos articulados pela parte autora (Art. 285 do CPC), tudo em conformidade com a Resenha da Inicial a seguir transcrita: “As partes firmaram Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, na data de 24/03/2006, em favor da menor Jéssica, sendo fixado a título de mensalidade escolar o valor de R$ 418,44 (quatrocentos e dezoito reais e quarenta e quatro centavos), referente ao curso de ensino fundamental da 8ª série do ano letivo 2006; que os contratantes deixaram de pagar a mensalidade vencida em 28/ 03/2006 e demais, restando em aberto 10 (dez) prestações mensais convencionadas em contrato”. DADO E PASSADO, nesta cidade e Comarca de Curitiba, aos 21 de março de 2014. Eu,(Bruna C. Montagner), Auxiliar Juramentada que o fiz digitar e subscrevo.FERNANDO AUGUSTO FABRICIO DE MELO Juiz de Direito Substituto.

05 - EDITAL DE CITAÇÃO (PRAZO: 30 dias) - RESCISÃO DE CONTRATO - PROCESSO 002437816.2011.8.16.0001 - NOVA PARANAENSE ADMINISTRÇÃO e PARTICIPAÇÕES LTDA e ASSOCIÇÃO RELIGIOSA PIO XII X VIRGINIA COELHO CORTE REAL BAPTISTA COUTINHO - O Dr. ANTÔNIO CARLOS CHOMA, Juiz de Direito, no uso de suas atribuições legais, manda citar a requerida VIRGINIA COELHO CORTE REAL BAPTISTA COUTINHO, inscrita no CPF sob o n.º 567.503.909-00 e atualmente em lugar incerto; para, querendo, no prazo de 15 dias, manifestar-se sobre os termos da ação, cujo objeto é o que segue: “(...) rescisão do contrato de concessão onerosa de jazigo (contrato de n.º 903651, quadra XIII, jazigo 18), celebrado com a ré, a fim de que seja restabelecido o seu direito de conceder a outrem referido jazigo.” Sob pena de revelia e confissão ficta. Adv. VINICIUS SIARCOS SANCHEZ - OAB 55036N-PR..

O governo irá vetar a medida que permite desconto nas multas impostas aos planos de saúde, afirmou hoje o deputado Eduardo Cunha (PMDBRJ). Ela foi incluída no texto de conversão da Medida Provisória 627 em lei, que teve o deputado como relator. O dispositivo foi aprovado pela Comissão Mista criada para analisar a MP e pelo plenário da Câmara, que votou a matéria na semana passada. Mas ele ainda precisa passar pelo Senado e é passível de veto pela presidente. A MP 627 trata da tributação do lucro de multinacionais no exterior, da modificação de critérios de contabilidade das empresas e do Refis, o programa de parcelamento de dívidas do governo. Um de seus artigos, no entanto, passou a prever o desconto nas multas aplicadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) aos planos de saúde. Ele estabelece um sistema de “proporcionalidade” para o pagamento das multas, com uma tabela progressiva de descontos. No caso de duas infrações, a companhia pagaria apenas a de maior valor. Como teto, ficou definido o pagamento de 20 vezes o valor da maior multa, caso o plano tenha acumulado mil infrações ou mais. O sistema valeria apenas até dezembro de 2014. Segundo Cunha, o governo não havia manifestado oposição ao tema, mas mudou de opinião. “A atual posição do governo contrária a este ponto da MP embora diferente da posição durante o debate sobre o texto da MP encerrará o assunto. A medida será vetada”, afirmou por meio de nota. Ele sustenta que não há anistia aos planos de saúde, mas que também considera “melhor mesmo” vetar o artigo diante da polêmica levantada sobre o tema.

CARTÓRIO DO PORTÃO. Av. Pres. Arthur da Silva Bernardes nº 2350/ cj. 03/09 – Portão CEP: 80.320-300 / CURITIBA - PR - Tel./ Fax: (41) 3013-1667. www.cartoriodoportao.com.br. Faz saber que pretendem casar: WILLIAN EDUARDO MACHADO NOVAIS e TATIANE DE SOUZA LUIZ WINDMÖLLER JUNIOR e KAREN RENATA WIECHETEK PADILHA THIAGO JOSÉ PIANOWSKI e STEPHANY FERNANDA MELO MOIER WAGNER DA SILVA MACHADO e MARIANA SAYURI TANAKA SAKAGUCHI CARLOS RENATO TICIANELLI TERAZAKI e DANIELLE CANDIA BARRA BRUNO MIRANDA ZETOLA e ANA KARINA YAMUNAQUE ZEVALLOS DANIEL DIEGO PADILHA e ÉRICA AZEVEDO DA SILVA RAFAEL LUIS GRIGORIU e EDILEAN SOUZA E SILVA VAGNER FLORÊNCIO RIBEIRO e ROSELI APARECIDA DOS SANTOS LEONARDO ZANI MARTINS FRANCISCO e ANA PAULA ZANARDI CÉSAR AUGUSTO DUTRA e JANAINA DE CAMPOS ANDRÉ CORDEIRO FREIRE e JÉSSICA CARVALHO DO COUTO JOÃO RICARDO LAS-CASAS FEICHAS e ISABELLE VANESSA SIMÕES CORDEIRO ADRIANO TADEU MACHADO BORGES e MARISLAINE VITTI - Cartório do Registro Civil - Campo Mourão-PR EMERSON DA SILVA FARIAS e SUELEN MAYARA LOPES DE MATTOS - Cartório do 4º Ofício de

PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA 17ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA REGIÃO METROPOLITANA DA COMARCA DE CURITIBA Avenida Cândido de Abreu, 535, 9° andar, CEP 80530-190 – Fone 41)3254-8382 João Carlos Kormann Escrivão Maurício Kormann/ Marcos Alexandre/ Joana Borges/ Vânia Kormann Aux. Juramentados EDITAL DE INTIMAÇÃO EDITAL PARA CONHECIMENTO DE TERCEIROS PRAZO DO EDITAL: 30 dias. PROCESSO N° 0001702-40.2012.8.16.0001 de INTERDICAO REQUERENTES: ALVARO LUIS DE CAMARGO REQUERIDO(A): LIA KLEIN CAMARGO OBJETIVO: Dar conhecimento a terceiros que por este Juízo foi DECRETADA a interdição de LIA KLEIN CAMARGO, brasileira, viúva, portadora do RG n° 178.317-PR e do CPF/MF n° 996.079.809/72, por ser absolutamente incapaz de exercer pessoalmente os atos da vida civil (art. 3°, inciso II, do Código Civil e 1775, §§, do mesmo diploma legal) e nomeado como curador o Sr. ALVAFO LUIS DE CAMARGO, brasileiro, separado, administrador, portador do RG n° 1.439.298-PR e CPF/MF n° 403.951.209-00, residente e domiciliado à rua Dias da Rocha Filho, 1346, nesta Capital. Curitiba, 14 de 10 de 2013. Eu,(a)Empregado Juramentado, o digitei e subscrevi. (a) Austregésilo Trevisan Juiz de Direito.

JUÍZO DE DIREITO DA SÉTIMA VARA CÍVEL. Cartório da 7ª Vara Cível – Av. Cândido de Abreu, 535 – 4º andar – Comarca de Curitiba – Estado do Paraná. Dra. Kátya de Araújo Carollo – Escrivã. Eduardo Mattana Carollo – E. Juramentado. Carlos Ostrowski Junior – E. Juramentado. EDITAL DE CITAÇÃO DE PAN DELICIAS PANIFICADORA E CONFEITARIA LTDA. ME, ATRAVÉS DE SEU REPRESENTANTE LEGAL, MARISTELA ANTUNES DE CAMPOS CZEREPUSZKO e EMERSON FLAVIO PEREIRA CZEREPUSZKO, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS, NA FORMA ABAIXO: Edital de Citação dos executados PAN DELICIAS PANIFICADORA E CONFEITARIA LTDA. ME, ATRAVÉS DE SEU REPRESENTANTE LEGAL, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº 11.379.269/0001-47, MARISTELA ANTUNES DE CAMPOS CZEREPUSZKO, brasileira, casada, empresária, inscrita no CPF/MF sob nº 019.295.21960 e EMERSON FLAVIO PEREIRA CZEREPUSZKO, brasileiro, solteiro, empresário, inscrita no CPF/MF sob nº 055.731.699-55, todos atualmente em lugar incerto e não sabido, para, no prazo de 03 (três) dias, efetuar o pagamento da quantia reclamada R$ 12.813,18 (Doze mil, oitocentos e treze reais e dezoito centavos) (20/01/2012), acrescido de juros e correção monetária, ou indicar bens passíveis de penhora, sob pena de realizar-se tantos quantos bastem à satisfação do crédito, e para, querendo, apresentar embargos no prazo de 15 (quinze) dias. Fixado os honorários advocatícios a serem pagos pelo executado em 10%. Para o caso de pronto pagamento reduzido os honorários para 5% sobre o valor do débito, nos autos de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, sob nº 4.912/2012, que tramita na 7ª Vara Cível de Curitiba, sito na Av. Cândido de Abreu, nº 535, 4º andar, Edifício Fórum Cível, Centro Cívico, movido por BANCO BRADESCO S.A. que em síntese aduz o seguinte: “O Exeqüente é credor dos Executados pela quantia líquida, certa e exigível de R$ 12.372,93 (doze mil, trezentos e setenta e dois reais e noventa e três centavos), representada pela Cédula de Crédito Bancário Empréstimo – Capital de Giro nº 385/4621874, firmado em 27.04.2011. Ocorre que o emitente deixou de pagar as parcelas contratadas, a partir da primeira delas que venceu em 27.09.2011 e as subseqüentes, ocasionando, dessa forma o vencimento antecipado de toda a dívida, nos termos da cláusula 7ª 7.1 “a” do contrato antes mencionado, cujo saldo, no vencimento, importou em R$ 12.372,93 (doze mil, trezentos e setenta e dois reais e noventa e três centavos), que atualizado, conforme dispõe o artigo 614, inciso II, do Código de Processo Civil e já com redação dada pela Lei 8.953, de 13.12.94, importou em R$ 12.813,18 (doze mil, oitocentos e treze reais e dezoito centavos). Tendo em vista que foram esgotados todos os meios suasórios de cobrança, não restou ao exeqüente outra alternativa senão a via judicial para recebimento de seu crédito o que faz através da presente execução”. DESPACHO DE FLS. 103: “1. Compulsando os autos, verifica-se que todos os endereços indicados nos ofícios expedidos já foram diligenciados, o que demonstra que os Executados se encontram em local incerto ou não sabido. 2. Sendo assim, defiro a citação via edital dos Executados, conforme pleiteado à f. 102. Observemse as prescrições legais quanto ao prazo, publicação e fixação do edital. Intimem-se. Curitiba, 12 de fevereiro de 2014. (a) CARL MELISSA MARTINS TRIA – Juíza de Direito”. E para que chegue ao conhecimento de todos e ninguém no futuro alegue ignorância, expedi o presente edital (sob minuta), que será publicado e afixado no local de costume (art. 232, II e III, do CPC). Curitiba, 20 de março do ano dois mil e quatorze. E Eu (a) (Kátya de Araújo Carollo) Escrivã, que o fiz digitar, conferi e subscrevo. (SOB MINUTA) (a) CARLA MELISSA MARTINS TRIA – Juíza de Direito Substituta.

Medida que permite desconto em multas será vetada, diz Eduardo Cunha

EDITAL DE PROCLAMAS

EDITAL DE CITAÇÃO DO REQUERIDO JOEL DIAS RENHARDT, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. Edital de CITAÇÃO do requerido JOEL DIAS RENHARDT, inscrito no CPF/MF sob o n.º 498.875.809-53, para que no prazo de quinze (15) dias, contados da data da primeira publicação do presente edital, pague o débito constante dos autos n.º 0020279-61.2012.8.16.0035 de AÇÃO MONITÓRIA (processo eletrônico), promovidos por CCVCOMERCIAL CURITIBANA DE VEÍCULOS S.A, inscrita no CNPJ sob o n.º 77.574.119/0001-00, em trâmite perante o Juízo e Cartório da 2ª Vara Cível da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Foro Regional de São José dos Pinhais - PR., relativamente aos cheques a seguir descritos: HSBC – 0054 - 19823-4 - 464213 - R$ 5.000,00; HSBC - 0054 - 19823-4 - 464212 R$ 1.000,00 e HSBC - 0054 - 19823-4 - 464215 - R$ 1.200,00, cujo valor atualizado até 07/12/2012, era de R$ 10.794,88 (dez mil, setecentos e noventa e quatro reais e oitenta e oito centavos), a ser devidamente atualizado e acrescido das cominações legais, podendo, em igual prazo, oferecer embargos. Advertindo-se o citado de que não sendo oferecidos embargos no prazo de 15 dias, o mandado de citação se converterá em mandado executivo, nos termos do artigo 1.102-c do Código de Processo Civil. E, para que chegue ao conhecimento do requerido acima nominado e não possa alegar ignorância, foi expedido o presente edital a ser afixado no lugar de costume do juízo e publicado pela imprensa, na forma da lei. São José dos Pinhais, 31 de março de 2014. Eu(Ivete Marly Hahn - Auxiliar de Justiça Juramentada), que o digitei e subscrevi. ELIANA SILVEIRA DA ROSA Escrivã Assinatura Autorizada pela Portaria 01/2011.

CNPJ nº: 81.243.735/0001-48 - NIRE 20060322411 - Companhia Aberta Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária - Edital de Convocação Ficam convocados os Senhores Acionistas da Positivo Informática S.A. (“Positivo Informática” ou “Companhia”) a reunirem-se em Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, na sua sede administrativa, localizada na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Senador Accioly Filho, 1.021, Cidade Industrial de Curitiba, às 9h00 do dia 29 de abril de 2014, para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: Em Assembleia Geral Ordinária: Deliberar sobre: (i) a aprovação das contas dos administradores, das demonstrações financeiras, acompanhadas do parecer dos auditores independentes, e da proposta de distribuição de lucros, referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2013; (ii) a proposta de remuneração global dos administradores da Companhia para o exercício social de 2014; (iii) o número de membros do Conselho de Administração da Companhia; e (iv) a proposta de eleição e reeleição dos membros do Conselho de Administração. Em Assembleia Geral Extraordinária: Deliberar sobre a: (i) inclusão no artigo 3º do Estatuto Social da Companhia da atividade de desenvolvimento e manutenção de portal, provedor de conteúdo ou outros serviços de informação e veiculação de conteúdo na internet, configurando-se tal alteração mera explicitação do objeto social, por ser tal atividade inerente ao desenvolvimento de sistemas e de projetos tecnológicos na área de informática. (ii) consolidação do Estatuto Social da Companhia, de maneira a refletir a alteração sugerida no item “i” acima, caso aprovada pelos acionistas. Informações Gerais: Os acionistas deverão, se possível, depositar na Companhia, até as 09h00 do dia 28 de abril de 2014 (i) na sede administrativa da Positivo Informática, localizada na Rua Senador Accioly Filho, 1.021, na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná, (ii) pelo fac-símile (41) 3316-7810 ou (iii) pelo e-mail ir@positivo.com.br, além do documento de identidade e/ou atos societários pertinentes que comprovem a representação legal, conforme o caso: (i) comprovante expedido pela instituição escrituradora, no máximo, 5 (cinco) dias antes da data da realização das Assembleias Gerais; (ii) o instrumento de mandato com reconhecimento da firma do outorgante; e/ou (iii) relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. Caso não seja efetuado o depósito prévio dos documentos, o acionista deverá comparecer munido de toda a documentação acima referida no dia das Assembleias Gerais. Conforme o disposto no artigo 141 da Lei 6.404/76 e na Instrução CVM nº 165/91, alterada pela Instrução CVM nº 282/98, acionistas representando pelo menos 5% (cinco por cento) do capital social da Companhia poderão requerer a adoção do processo de voto múltiplo, desde que o façam, por escrito à Companhia, com antecedência mínima de 48 horas antes da realização das Assembleias Gerais. Todos os documentos pertinentes à ordem do dia, a serem analisados ou discutidos nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, encontram-se disponíveis aos acionistas na BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, na Comissão de Valores Mobiliários - CVM, através do sistema IPE, no website de relações com investidores da Companhia (www.positivoinformatica.com.br/ri) e na sede social da Companhia. Curitiba, 9 de abril de 2014. Fernando Soares Mitri - Presidente do Conselho de Administração.

EDITAL DE CITAÇÃO DO REQUERIDO AMANZOR RIBEIRO, COM PRAZO DE VINTE (20) DIAS. O Doutor PAULO CEZAR CARRASCO REYES, MM Juiz de Direito Substituto desta Quinta Vara Civel, faz saber a todos, quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por Juízo e Cartório da 5ª Vara Civel se processam nos termos da ação de COBRANÇA, autuadas sob o n° 62589-24.2011.8.1..0001, em que Condomínio Conjunto Residencial Parque Verde, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob n° 79.026.498/0001-11, com sede à Rua Pedro Gusso, n° 4300, Cidade Industrial, Curitiba/PR, move em face de AMANZOR RIBEIRO, brasileiro, casado, funcionário público, inscrito no CPF/MF sob n°232.081.989-49, atualmente em local incerto, o qual por este meio fica devidamente CITADO para comparecer à audiência de conciliação designada para o dia 08 de MAIO de 2014, às 13:30 horas, neste Juízo (endereço abaixo), na qual deverá vir pessoalmente ou com representação de preposto com poderes para transigir e acompanhado de advogado. Caso não seja possível a conciliação, deverá oferecer contestação, que poderá ser escrita ou oral, juntando documentos e rol de testemunhas. Os quesitos, em caso de necessidade de pericia, serão formulados desde logo, bem como indicando assistente. Poderá o réu formular pedido contraposto desde que fundado nos mesmos fatos descritos na inicial. A ausência injustificada da parte ré implicará em revelia, reputando-se como verdadeiros os fatos alegados na exordial (art. 319 do CPC). RESUMO DA EXORDIAL: “AÇÃO DE COBRANÇA cujo objeto é a cobrança dos condomínios em atraso referentes aos meses de jun/2010 e jul/2010 a nov/2011, referente a unidade n°21 do bloco 11 do Condomínio Conjunto Residencial Parque Verde, situado Rua Pedro Gusso, n° 4300, Cidade Industrial, Curitiba/PR.” VALOR DA CAUSA: R$ 4.049,34 (quatro mil e quarenta e nove reais e trinta e quatro centavos. em 17/11/2011. E para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam no futuro alegar ignorância, mandou expedir o presente que será publicado e afixado na forma da lei. Curitiba, 21 de fevereiro de 2014. Eu, (UBIRAJARA BINHARA), Escrivão, que o mandei digitar e o subscrevi por ordem do MM. Juiz de Direito. TSRV (a) UBIRAJARA BINHARA – Escrivão Por ordem do MM Juiz de Direito. Portaria nº 01/2012.

CESBE PARTICIPAÇÕES S.A. 09.438.590/0001-03 - Companhia Fechada BALANÇO PATRIMONIAL - Em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 (Em milhares de Reais) ATIVO

Nota

CIRCULANTE

Caixa e Equivalentes de Caixa Títulos e Direitos a Receber Estoques Impostos a Recuperar Titulos e Valores Mobiliarios Créditos com empresas Ligadas Outros Créditos Despesas Antecipadas TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE NÃO-CIRCULANTE Aplicações Financeiras LP Títulos e Direitos a Receber Titulos e valores Mobiliários Empresas Ligadas Resultado com Consórcio de Obras Depósitos Judiciais Despesas Antecipadas Outros Créditos Realizável a Longo Prazo Propriedades para Investimento Investimentos Imobilizado Intangível TOTAL DO ATIVO NAO CIRCULANTE TOTAL DO ATIVO

4 5 6 7

4 5 7

8 9

Controladora 31/12/2013 31/12/2012

Consolidado 31/12/2013 31/12/2012

250.606 9.072 9.280 3.618 272.576

243.469 7.068 13.843 28.106 292.486

317.995 28.242 10.872 11.721 9.280 1.098 2.240 381.448

315.387 58.088 7.819 9.214 13.843 627 1.095 406.073

67.411 28.104 95.515 277.171 372.686 645.262

9.950 9.950 274.894 284.844 577.330

67.411 44.154 2.977 4.298 2.504 7.605 210 129.159 60.496 14.251 193.436 862 398.204 779.652

10.337 3.402 3.500 2.450 2.121 5.677 113 27.600 64.801 13.990 192.448 554 299.393 705.466

PASSIVO

Nota

CIRCULANTE

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 - (Em milhares de Reais)

Controladora 31/12/2013 31/12/2012

Fornecedores Empréstimos e Financiamentos 10 Obrigações Sociais Obrigações Tributárias Adiantamento de Clientes Obrigações Com Acionistas Outras Obrigações TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE NÃO-CIRCULANTE Empréstimos e Financiamentos 10 Provisões para Contingencias Impostos Diferidos Outras Obrigações TOTAL DO PASSIVO NAO CIRCULANTE PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social 11 (+/-) Ajuste de Avaliaçao Patrimonial Reservas de Lucros Patrimônio Líquido atribuído aos acionistas da controladora Patrimônio Líquido atribuído aos acionistas minoritários TOTAL DO PATRIMONIO LIQUIDO TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Consolidado 31/12/2013 31/12/2012

3 56 3.563 1.491 5.113

28 36 18 11 72 165

11.342 8.008 14.950 9.260 2.960 1.491 11 48.022

16.293 7.856 12.629 5.948 1.895 4.099 72 48.792

-

-

75.385 288 5.360 193 81.226

66.283 225 5.795 957 73.260

408.195 7.347 224.607

389.345 7.964 179.856

408.195 7.347 224.607

389.345 7.964 179.856

640.149

577.165

640.149

577.165

640.149

577.165

10.255 650.404

6.249 583.414

645.262

577.330

779.652

705.466

As Notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações contábeis.

Em 31 de dezembro de 2011 Destinação do Lucro conforme AGO Realização do Custo Atribuido Cesbe Realização do Custo Atribuido Jseiler Integralização de Capita l Lucro Líquido do Exercício Remuneração dos Juros Sobre Capital Próprio Constituição da reserva legal Lucros à Disposição da Assembleia Em 31 de dezembro de 2012 Destinação do Lucro conforme AGO Realização do Custo Atribuido Cesbe Realização do Custo Atribuido Jseiler Ações em Tesouraria Distribuição Ações em Tesouraria Integralização de Capital Lucro Líquido do Exercício Remuneração dos Juros Sobre Capital Próprio Constituição da reserva legal Lucros à Disposição da Assembleia Em 31 de dezembro de 2013

Capital Social

Retenção Lucros

Reserva Legal

Lucros à Disposição da Assembléia

368.553 20.792 389.345 (2.900) 2.900 18.850 408.195

83.080 45.645 (4.716) 124.009 45.523 (3.646) (2.900) 162.986

6.573 3.751 10.324 3.789 14.113

45.645 (45.645) 45.523 45.523 (45.523) 47.508 47.508

Lucros ou Prejuízos Acumulados

Ajuste Avaliação Patrimonial

Patrimônio Líquidodos Acionistas Controladores

Patrimônio Líquido dos Acionistas Minoritários

75.021 (25.747) (3.751) (45.523) 75.776 (24.479) (3.789) (47.508)

8.970 (1.006) 7.964 (617) 7.347

512.821 (1.006) (4.716) 20.792 75.021 (25.747) 577.165 (617) (3.646) (2.900) 18.850 75.776 (24.479) 640.149

3.147 3.102 6.249 4.006 10.255

Patrimônio Líquido Total

Resultado Abrangente da Companhia

515.968 (1.006) (4.716) 20.792 78.123 (25.747) 583.414 (617) (3.646) (2.900 18.850 79.782 (24.479) 650.404

72.787 (1.006) (4.716) 75.021 69.299 (617) (3.646) 75.776 71.513

As Notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações contábeis.

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CONSOLIDADAS ENCERRADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 (Em milhares de Reais exceto quando indicado de outra forma) NOTA 1 - INFORMAÇÕES GERAIS A Sociedade Cesbe Participações S.A. foi constituída em 29/12/2007, e tem por objeto social e preponderante a participação em instituições não financeiras. É uma sociedade de capital fechado, registrada no CNPJ/MF 09.438.590/0001-03, com sede em Curitiba, Paraná, na Rua João Negrão, 2226, 1º andar. NOTA 2 - BASES DE PREPARAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS As demonstrações financeiras da Companhia e de suas controladas compreendem: a) Demonstrações Financeiras Individuais da Controladora As demonstrações financeiras individuais da controladora foram elaboradas e estão apresentadas em conformidade com as práticas contábeis adotadas no Brasil com atendimento integral da Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11.941/09, e pronunciamentos emitidos pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis e aprovados pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade. As demonstrações financeiras individuais apresentam a avaliação dos investimentos em controladas pelo método da equivalência patrimonial, de acordo com a legislação brasileira vigente, dessa forma, não são consideradas como estando conforme as IFRS, que exigem a avaliação desses investimentos nas demonstrações separadas da controladora pelo custo ou valor justo. b) Demonstrações Financeiras Consolidadas As demonstrações financeiras consolidadas foram elaboradas e estão sendo apresentadas em conformidade com as normas internacionais de contabilidade (IFRS) emitidas pelo International Accounting Standard Board – IASB, e também de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, com atendimento da Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11.941/09, e pronunciamentos emitidos pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis e aprovados pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade. Como não existe diferença entre o patrimônio líquido consolidado, e o resultado consolidado atribuíveis aos acionistas da controladora, constantes nas demonstrações financeiras consolidadas preparadas de acordo com as IFRS e as práticas contábeis adotadas no Brasil, e o patrimônio líquido e o resultado da controladora, constantes nas demonstrações financeiras individuais preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, a Companhia optou por apresentar essas demonstrações financeiras individuais e consolidadas em um único conjunto. NOTA 3 – RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS 3.1 Bases de Consolidação Os critérios adotados na consolidação são aqueles previstos na Lei Nº 6.404/76 com as alterações promovidas pela Lei nº 11.638/07 e Lei nº 11.941/09, dos quais destacamos os seguintes: a) Eliminação dos saldos das contas ativas e passivas decorrentes das transações entre as sociedades incluídas na consolidação; b) Eliminação do investimento relevante na proporção de seu respectivo patrimônio; c) Eliminação dos saldos de receitas e despesas decorrentes de negócios com a empresa incluída na consolidação; e d) As demais empresas padronizaram as políticas contábeis e os procedimentos usados aos adotados pela controladora, com o propósito de apresentação usando bases de classificação e mensuração uniformes. 3.2 Classificação de Itens Circulantes e Não Circulantes No Balanço Patrimonial, ativos e obrigações vincendas ou com expectativa de realização dentro dos próximos 12 meses, são classificados como itens circulantes e aqueles com vencimento ou com expectativa de realização superior a 12 meses, são classificados como itens não circulantes. 3.3 Ativos Financeiros Os instrumentos financeiros não derivativos incluem depósitos bancários, aplicações financeiras, contas a receber e outros recebíveis e contas a pagar. Os instrumentos financeiros não derivativos são reconhecidos pelo seu valor justo através do resultado, quando

Nota

Receita Operacional Líquida 12 (-) Custos das Mercadorias e Serviços Vendidos Lucro Bruto Receitas (Despesas) Operacionais Gerais e Administrativas Depreciações Equivalencia Patrimonial Outras Receitas e Despesas

Controladora

Consolidado

31/12/2013

31/12/2012

31/12/2013

31/12/2012

-

-

393.447 (353.549) 39.898

426.261 (349.004) 77.257

(904) 35.750 15.548 50.394 50.394

(630) 34.904 13.686 47.960 47.960

(15.555) (626) 2.173 25.977 11.969 51.867

(13.095) (461) 69 (4.267) (17.754) 59.503

27.711 (26.081) 1.630 49.590 (316) 49.274 49.274 25.747 75.021 0,42

27.505 (30.609) (3.104) 48.763 (3.435) 45.328 5.969 51.297 24.479 75.776

31.137 (36.324) (5.187) 54.316 (5.423) (90) 48.803 471 49.274 25.747 75.021

Resultado antes das Receitas e Desp. Financeiras Resultado Financeiro Receitas Financeiras 25.459 Despesas Financeiras (24.556) 903 Lucro Antes do IR e da Contribuição Social 51.297 Imposto de Renda e Contribuição Social Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Lucros Antes das Participações 51.297 Participação dos Acionistas Minoritários Lucro Líquido das Operações Continuadas 51.297 Reversão dos juros sobre capital próprio 24.479 Lucro Líquido do Exercício 75.776 Lucro por Ação: 0,39

As Notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações contábeis.

MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LIQUIDO - Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 (Em milhares de Reais) Reservas de Lucros

RESULTADO POR NATUREZA

classificados como mantidos para negociação, e pelo custo amortizado utilizado a taxa efetiva, quando se tratar de recebíveis. 3.4 Caixa e Equivalentes de Caixa Caixa e equivalentes de caixa incluem numerário em poder da empresa, depósitos bancários de livre movimentação e aplicações financeiras de curto prazo e de alta liquidez, com vencimento original em três meses ou menos. 3.5 Contas a Receber de Clientes As contas a receber de clientes correspondem aos valores a receber de clientes pela prestação de serviços no decurso normal das atividades da companhia. 3.6 Estoques Os estoques são demonstrados ao custo de fabricação e médio de aquisição, líquidos dos impostos recuperados e não superam os preços de mercado. 3.7 Investimentos Investimentos em sociedades controladas, coligadas e sob controle comum são avaliados pelo método de equivalência patrimonial Os demais investimentos são avaliados pelo método de custo e submetidos ao teste de recuperabilidade (impairment), sendo reduzidos ao valor recuperável quando aplicável. 3.8 Imobilizado Os ativos imobilizados consolidados compreendem imóveis, máquinas e equipamentos, veículos, móveis e utensílios e outros bens utilizados na condução das operações e dos negócios da empresa, o qual é demonstrado ao custo atribuído. A Companhia utiliza o método de depreciação linear definida com base na avaliação da vida útil estimada de cada ativo, estimados com base na expectativa de geração de benefícios econômicos futuros. A avaliação da vida útil estimada dos ativos é revisada anualmente e ajustada se necessário, podendo variar com base na atualização tecnológica de cada unidade. 3.9 Intangível Os custos de desenvolvimento de softwares reconhecidos como ativos são amortizados durante sua vida útil estimada, não superior a cinco anos. 3.10 Contas a Pagar a Fornecedores As contas a pagar aos fornecedores são obrigações a pagar por bens ou serviços que foram adquiridos de fornecedores no curso ordinário dos negócios. Na prática, são normalmente reconhecidas ao valor da fatura correspondente. 3.11 Empréstimos e Financiamentos Os empréstimos e financiamentos são reconhecidos, inicialmente, pelo valor justo, líquido dos custos da transação incorridos e são, subsequentemente, demonstrados saldo devedor atualizado. 3.12 Imposto de Renda e Contribuição Social As despesas fiscais do período compreendem o imposto de renda corrente e diferido. O imposto de renda e a contribuição social diferidos lançados no ativo não-circulante ou no passivo não-circulante decorrem de diferenças temporárias originadas entre receitas e despesas lançadas no resultado, entretanto, adicionadas ou excluídas temporariamente na apuração do lucro real e da contribuição social. 3.13 Apuração do Resultado O resultado das operações é apurado em conformidade com o regime contábil da competência dos exercícios, tanto para o reconhecimento de receitas quanto de despesas. 3.14 Reconhecimentos das Receitas de Vendas A receita é apresentada líquida dos impostos, das devoluções, dos abatimentos e dos descontos. 3.15 Dividendos A distribuição de dividendos para os acionistas da Companhia é reconhecida como um passivo nas demonstrações

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA - MÉTODO INDIRETO Exercícios findos em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 (Em milhares de Reais) Nota DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS

Lucro Líquido do Exercício Depreciação e Amortização Resultado da Equivalência Patrimonial Participação Minoritário Lucro Líquido do Exercício Ajustado Créditos a receber de Clientes Impostos a Recuperar Estoques Aplicações Financeiras/Títulos e Valores Mobiliários Outros Créditos (Aumento) ou Diminuição do Ativo Fornecedores Obrigações Sociais e Tributárias Outras Contas a Pagar Aumento ou (Diminuição) do Passivo Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTOS Aporte de Capital em Controladas Dividendos Recebidos Aquisição de Imobilizado/Investimentos Aquisição de Intangíveis Baixa de Investimentos Baixa Residual do Imobilizado Caixa Líquido Proveniente das Atividades de Investimento DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Aumento de Capital Ações em Tesouraria Remuneração dos Juros Sobre Capital Próprio Operações Com Partes Relacionadas Operações com Empréstimos e Financiamentos Caixa Líquido Proveniente das Atividades de Financiamento AUMENTO (DIMINUIÇÃO) DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA Caixa e Equivalentes de Caixa no Início do Exercício Caixa e Equivalentes de Caixa no Final do Exercício

Controladora 31/12/2013 31/12/2012

Consolidado 31/12/2013 31/12/2012

75.776 (35.750) 40.026 (28.104) (2.004) -

75.021 (34.904) 40.117 3.568 -

75.776 11.641 (2.162) 4.006 89.261 (3.971) (2.507) (3.053)

75.021 11.043 (499) 3.102 88.667 22.659 2.480 (5.057)

(62.848) (92.956) (25) 3.565 (72) 3.468

2.405 (2.384) 3.589 (3.227) 108 (3.119)

(62.423) (5.872) (77.826) (4.951) 5.198 303 550

(13.843) 6.951 13.190 1.062 (3.191) (32.291) (34.420)

(49.462)

40.587

11.985

67.437

28.620 (25) 615 -

(35.000) 26.720 -

1.750 (27.244) (590) 763 14.768

500 (40.773) (80) 8.899 6.459

29.210

(8.280)

(10.553)

(24.995)

18.850 (2.900) (24.479) 35.918 -

20.792 (25.747) (6.450) -

18.850 (2.900) (24.479) 451 9.254

20.792 (25.747) (3.446)

27.389

(11.405)

1.176

(7.469)

7.137

20.902

2.608

34.973

243.469

222.567

315.387

280.414

250.606

243.469

317.995

315.387

As Notas explicativas da administração são parte integrante das demonstrações contábeis.

financeiras ao final do exercício, com base no Estatuto Social da Companhia. Para os exercícios de 2013 e 2012, os dividendos foram substituídos pela remuneração dos juros sobre o capital próprio. 3.16 Julgamento e Uso de Estimativas Contábeis A preparação de demonstrações financeiras requer que a administração da Empresa se baseie em estimativas para o registro de certas transações que afetam os ativos e passivos, receitas e despesas, bem como a divulgação de informações sobre dados das suas demonstrações financeiras. Os resultados finais dessas transações e informações, quando de sua efetiva realização em períodos subsequentes, podem diferir dessas estimativas. As políticas contábeis e áreas que requerem um maior grau de julgamento e uso de estimativas na preparação das demonstrações financeiras, são: a) créditos de liquidação duvidosa que são inicialmente provisionados e posteriormente lançados para perda quando esgotadas as possibilidades de recuperação; b) vida útil e valor residual dos ativos imobilizados e intangíveis; c) impairment dos ativos imobilizados e intangíveis; d) expectativa de realização dos créditos tributários diferidos do imposto de renda e da contribuição social; Passivos contingentes que são provisionados de acordo com a expectativa de êxito, obtida e mensurada em conjunto a assessoria jurídica da empresa. NOTA 4 – CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA Controladora Consolidado 2013 2012 2013 2012 Caixa 24 14 Bancos Conta Movimento 230 176 6.822 9.815 Aplicações Financeiras (i) 250.376 243.293 311.149 305.558 Total Parcela Circulante 250.606 243.469 317.995 315.387 Aplicações Financeiras LP (i) Total Parcela Nâo Circulante Total Ativo

2013 67.411 67.411 318.017

2012 243.469

2013 67.411 67.411 385.406

2012 315.387 Continua


| Quinta-feira, 10 de abril de 2014 |

Continuação

NOTA 5 – TÍTULOS E DIREITOS A RECEBER Consolidado 2013 2012 43.353 67.241 939 1.184 28.104 72.396 68.425 28.242 58.088 44.154 10.337

(i) Aplicações Financeiras Banco

Tipo

Liquidez

Valor

Banco Bradesco

Multimercado

Imediata

34.381

Caixa Economica Federal

Renda Fixa

Imediata

5.698

Banco HSBC

Renda Variável

Imediata

24.409

Banco HSBC

Renda Fixa

Imediata

11.291

Banco Votorantin

Renda Fixa

Imediata

3.232

Banco Itau - Curto Prazo

Multimercado

Imediata

105.032

Banco Itau - Longo Prazo

Multimercado

Imediata

67.411

Banco Itaú

Renda Variável

Imediata

53.502

Banco Bradesco

Ações

-

12.831

Total Controladora Banco Itaú

317.787

Renda Fixa

Imediata

2.271

Banco Itaú

Renda Variável

Imediata

45.405

Banco HSBC

Renda Variavel

Imediata

3.312

Caixa Economica

Renda Fixa

Imediata

9.726

Banco Bradesco

Renda Fixa

Imediata

56

Outros

Ações

Cesbe S.A. Engenharia e Empreendimentos CN Energia S.A. Cesbe Participações S.A. - Direitos Creditórios (a) Total de Contas a Receber de Clientes Parcela Circulante Parcela Não-Circulante

(a) -Direitos de Crédito oriundos de processo arbitral já concluído, ora em execução judicial, adquirido junto a controlada Cesbe S.A. Engenharia e Empreendimentos, tendo como devedores as empresas: Da Ilha Energética S.A. e Veneto Energética S.A. NOTA 6 – IMPOSTOS A RECUPERAR Controladora 2013 2012 5.365 4.779 3.707 2.280 9 9.072 7.068

IRPJ - Imposto de Renda da Pessoa Juridica CSLL - Contribuiçao Social sobre Lucro Líquido ICMS INSS PIS&COFINS Total de Impostos a Recuperar NOTA 7 - TÍTULOS E VALORES MOBILIARIOS

Consolidado 2013 2012 9.280 13.843 2.977 3.402 12.257 17.245 9.280 13.843 2.977 3.402

3

Total Controladas

60.773

Total Consolidado em 2013

378.560

(i) A empresa reconheceu a Receita Financeira decorrente de “marcação na curva”, no montante de R$ 5.307 mil referente a aplicações a Longo Prazo em NTN-B.

Consolidado 2013 2012 5.752 4.810 3.718 2.280 1.962 2.044 253 36 80 11.721 9.214

Cesbe Participações S.A. Cesbe S.A. Engenharia Total Títulos e Valores Mobiliarios Parcela Circulante Parcela Não-Circulante

NOTA 8 - INVESTIMENTOS Empresas Investidas Cesbe S.A. Eng.ª e Empreendimentos Construtora Purunã Ltda. Pedreira Roça Grande Ltda. J.Seiler Ltda. Turvo Energia S.A. CN Energia S.A. Catarinense Engenharia Ambiental S.A. Rodonorte Concessionária de Rodov S.A.

Capital Social 125.000 3.752 776 7.000 20.176 6.130 2.800

Patrimônio Líquido 151.605 10.174 14.630 59.477 25.946 19.028 14.193

Lucro Líquido 1.677 12.075 2.832 4.591 459 6.552 12.071

% Participação 99,795% 60,000% 60,000% 99,970% 99,975% 99,997% 25,000% 8,080% Total

2013 Valor Investimento 151.295 6.104 8.778 59.459 25.940 19.027 3.548 3.020 277.171

Equivalencia Patrimonial 3.095 7.245 1.681 8.339 6.665 6.552 2.173 35.750

2012 Valor Investimento 149.522 3.074 7.079 63.104 23.856 22.113 3.126 3.020 274.894

NOTA 9 - IMOBILIZADO (Consolidado)

Valor líquido contábil em 31 de dezembro de 2011 Adições Baixas Baixa Bens Avaliados Depreciação/Exaustão Depreciação Bens Avaliados Baixas da Depreciação Saldo Final em 31 de dezembro de 2012 Custo Depreciação Acum. e Impairment Valor líquido contábil em 31 de dezembro de 2012 Adições Baixas Transferencias Baixa Bens Avaliados Depreciação/Exaustão Depreciação Bens Avaliados Baixas da Depreciação Saldo Final em 31 de dezembro de 2013 Custo Depreciação Acum. e Impairment Valor líquido contábil em 31 de dezembro de 2013 NOTA 10 – FINANCIAMENTOS (Consolidado) Posição em 31/12/2013 Banco Modalidade Empresa Itau BBA Itau BBA Itau BBA Itau BBA HSBC Itau BBA Itau BBA BNDES BNDES Total

Finame Finame Finame Finame Finame Finame Finame Proinfa Proinfa

Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Cesbe S.A. Engª Turvo Energia Turvo Energia

Juros Prazo 2,5% a.a. 5,5% a.a. 8,7% a.a. TJLP+ 3,7% a.a. TJLP+ 2,15% a.a. 3,0% a.a. 3,5% a.a. TJLP + 2,34% a.a. 4,50% a.a.

Imóveis 8.783 5.476 (1.547) 766 13.478 13.674 (196) 13.478 11 (4.701) (8) 8.780 8.984 (204) 8.780

Garantia Prazo Alienação Alienação Alienação Alienação Alienação Alienação Alienação Acoes da Cia Acoes da Cia

Edificações Instalações 26.066 (999) (510) 24.557 26.217 (1.660) 24.557 331 (790) 24.098 26.548 (2.450) 24.098

Máquinas e Veículos 96.319 33.882 (7.131) (851) (10.815) (679) 6.598 117.323 170.698 (53.375) 117.323 26.287 (10.324) 150 (416) (8.989) (522) 688 124.197 185.977 (61.780) 124.197

Modalidade Curto Longo meses a 1 ano 1.324 25.722 222 652 674 1.491 450 922 19 13 49 13 87 3.333 36.666 1.960 9.796 8.008 75.385

Móveis e Utensílios 2.069 1.137 (2.176) (403) 1.577 2.204 2.779 (575) 2.204 915 (40) (538) 25 2.566 3.559 (993) 2.566

Em até 6 De 6 meses anos anos 428 896 101 121 306 368 204 246 19 6 7 2 11 1.666 1.667 980 980 3.712 4.296

Centrais Hidrelétricas 34.627 (737) 33.890 35.561 (1.671) 33.890 521 (616) 33.795 36.082 (2.287) 33.795

De 1 a 2 anos 2.985 242 735 491 14 22 3.333 2.123 9.945

Imobilizado em Curso 681 315 996 996 996 6 (1.002) -

Vencimento De 2 a 3 De 3 a 4 Anos 3.393 3.386 242 168 690 66 424 7 14 22 3.333 2.123 10.241

14 22 3.333 2.123 9.119

Total 168.545 40.810 (11.853) (851) (11.699) (679) 8.175 192.448 249.925 (57.477) 192.448 27.219 (15.065) (416) (10.941) (522) 713 193.436 261.150 (67.714) 193.436

De 4 5 3.178 7 21 3.333 2.123 8.662

Acima de 5 anos 12.780 23.334 1.304 37.418

PUBLICAÇÕES LEGAIS / NACIONAL

NOTA 11 – PATRIMONIO LÍQUIDO Capital Social O Capital Social Integralizado no valor de R$ 408.195.010,00, é dividido em 195.665.257 (Cento e noventa e cinco milhões, seiscentos e sessenta e cinco mil e duzentos e cinquenta e sete) ações ordinárias, sem valor nominal. NOTA 12 – RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Obras Construção Civil Participações em Consórcios Obras Geração de Energia Elétrica Locação e Venda de Imóveis Outras Operações Receita Operacional Bruta Pis Cofins Icms Iss (-) Deduções da Receita Bruta Receita Operacional Líquida

2013 373.968 8.276 26.492 10.005 1.355 420.096 (2.715) (12.537) (173) (11.224) (26.649) 393.447

2012 407.250 8.444 26.752 6.728 44 449.218 (2.656) (12.273) (5) (8.023) (22.957) 426.261

NOTA 13 – DISTRIBUIÇÕES DE AÇÕES EM TESOURARIA A empresa distribuiu aos acionistas ações em tesouraria no montante de R$ 2.900 mil de acordo com 12ª AGE realizada em 20/12/2013. CARLOS DE LOYOLA DA SILVA Diretor Presidente

JOEL BISCAIA DA SILVA Contador – CRCPR – 027982/O-0

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Diretores e Acionistas da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais e consolidadas da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A., identificadas como Controladora e Consolidado, respectivamente, que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2013 e as respectivas demonstrações do resultado, do resultado abrangente, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa, para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis A Administração da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A. é responsável pela elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis individuais de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e das demonstrações contábeis consolidadas de acordo com as normas internacionais de relatório financeiro (IFRS) emitidas pelo International Accounting Standards Board – IASB, e de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, assim como pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração dessas demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião sobre as demonstrações contábeis individuais Em nossa opinião, as demonstrações contábeis individuais acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A. em 31 de dezembro de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Opinião sobre as demonstrações contábeis consolidadas Em nossa opinião as demonstrações contábeis consolidadas acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira consolidada da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A. em 31 de dezembro de 2013, o desempenho consolidado de suas operações e os seus fluxos de caixa consolidados para o exercício findo naquela data, de acordo com as normas internacionais de relatório financeiro (IFRS) emitidas pelo International Accounting Standards Board – IASB e as práticas contábeis adotadas no Brasil. Ênfase Conforme descrito na nota explicativa 2 – Bases de preparação das demonstrações financeiras, as demonstrações financeiras individuais foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. No caso da CESBE PARTICIPAÇÕES S.A., essas práticas diferem do IFRS, aplicável às demonstrações financeiras separadas, somente no que se refere à avaliação dos investimentos em controladas pelo método de equivalência patrimonial, enquanto que para fins de IFRS seria custo ou valor justo. Nossa opinião não está ressalvada em função desse assunto. Demonstrações contábeis comparativas As demonstrações contábeis encerradas em 31 de dezembro de 2012, apresentadas comparativamente, foram anteriormente por nós examinadas, de acordo com as normas de auditoria vigentes por ocasião da emissão do parecer sem ressalvas em 26 de março de 2013. Curitiba, 21 de março de 2014. CARLOS A. FELISBERTO Contador CRC(PR) nº 037.293/O-9 MARTINELLI AUDITORES CRC(SC) nº 001.132/O-9-F-PR

EDITAL DE CITACAO DE - VERSATTA MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO LTDA - CNPJ/MF 76.588.789/0001-05. PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS.A Doutora Claudia Harumi Matumoto, Juíza de Direito Substituta da Primeira Vara Cível da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, Foro Regional de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, etc.,F A Z S A B E R a todos quantos virem o presente edital ou conhecimento dele tiverem, que encontra-se tramitando perante este Juízo e Cartório os autos sob o nº 0015668-70.2009.8.16.0035 (2593/2009) de Ação de Execução de Título Extrajudicial, em que é exequente Technocomfort Comercial Ltda e requerido Versatta Móveis para Escritório Ltda, nos termos a seguir transcritos conforme minuta apresentado pelo exequente à fl.142 : “que Technocomfort Comercial Ltda, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 02.032.728/0001-20, com sede à Rua José Carlos de Macedo Soares, 445, Curitiba, Paraná, move ação de Execução de Título Extrajudicial, a qual tem como texto inicial: “Dos fatos: A Requerente é credora da quantia de R$ 33.000,00 (trinta e três mil reais) decorrente dos cheques emitidos e não pagos, devolvidos pelo banco com alínea 11 e 12 - motivo cheque sem fundos: 00030, 00031, 00032, 00033, 00034, 00035 do Caixa Econômica Federal, agência 395, conta 03000840-8. Dos Pedidos: Diante do exposto requer: citação do requerido, para que no prazo de 03 (três) dias efetue o pagamento da dívida no valor de R$ 33.562,59 (trinta e três mil, quinhentos e sessenta e dois reais e cinquenta e nove centavos), de acordo com o artigo 651 do CPC; em não havendo o pagamento no prazo citado, requer seja procedida à penhora dos bens do Executado, avaliação e expedição de auto, bem como intimação do executado, para fins de opor Embargos à Execução, recaindo a penhora sobre bens imóveis e se casados forem os Executados, que proceda a intimação do cônjuge, reservando-se a respectiva meação, se praticado pela Executada, quaisquer atos previstos no incisos do art. 600 do CPC, seja aplicada a sansão prevista no art. 601 do mesmo diploma legal, com nova redação dada pelo art. 1º da Lei 8.953 de 13 de dezembro de 1994, conceda ao sr. Oficial de Justiça encarregado das diligências os benefícios do parágrafo 2º do artigo 172 do Código de Processo Civil. Valor da causa: R$ 33.562,59. Pede Deferimento. Nada mais”. Estando o requerido Versatta Móveis para Escritório Ltda, em lugar incerto e não sabido, fica o mesmo através do presente edital CITADO dos termos da ação acima descritos, e para embargar o feito, querendo, no prazo de 15 (quinze) dias, sob pena de revelia. Advertindo-o de que se não forem embargados presumir-se-ão aceitos pelo mesmo como verdadeiros os fatos articulados pelo requerente (art.285 e 319 ambos do Código de Processo Civil). Para constar lavrou-se o presente. São José dos Pinhais, 03 de outubro de 2013. Eu_(Rosana de Lima Bonato) Auxiliar de Justiça Juramentado que o digitei e subscrevi.Subscrição autorizada pelo MM. Juiz - Portaria 02/2010.

7

Novo remédio traz esperança para mulheres com câncer de mama Um novo remédio pode ajudar no tratamento de mulheres na pós-menopausa que tenham câncer de mama. Desenvolvido pela Pfizer, o Palbociclib tem apresentado bons resultados em testes e pode ser liberado em breve nos EUA. O medicamento aumentou de 10,2 meses para 20,2 meses o tempo durante o qual as pacientes viveram sem que o câncer progredisse em comparação com o tratamento atual, à base do medicamento Letrozol. Usado há muito tempo no combate ao câncer, o Letrozol foi ministrado junto do Palbociclib nos testes da Pfizer. Hoje, o laboratório testa o novo tratamento com cerca de 500 pessoas ao redor do mundo. “A comunidade médica e a Pfizer estão bastante entusiasmadas com os resultados da pesquisa”, afirmou Eurico Correia, diretor médico da Pfizer Brasil. Como funciona Ingerido por via oral, o Palbociclib atua sobre os mecanismos de reprodução das células. O remédio evita a replicação descontrolada delas que costuma acontecer em pessoas com câncer. O principal efeito colateral causado pelo Palbociclib é a queda no nível de glóbulos brancos do paciente. Além disso, os cientistas também constataram fatiga e anemia nas pessoas que tomaram o remédio. Porém, Correia destaca que problemas comuns em tratamentos de quimioterapia (como queda de cabelo e diarreia) não foram constatados entre quem tomou o novo remédio. Só em 2016 O Palbociclib ainda não tem expectativa de chegar às farmácias brasileiras. Hoje, a previsão da Pfizer é que o remédio ainda siga em fase de testes por, pelo menos, dois anos nos Estados Unidos até que seja aprovado por lá. Principal causa de morte por câncer entre as mulheres, o câncer de mama mata hoje mais de 10 mil pessoas por ano no Brasil segundo dados do Inca. Cerca de 60% dos casos da doença estão concentrados entre mulheres que já passaram da menopausa.

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL AVISO DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 006/2014 ± SEED/SUDE PROTOCOLO Nº 12.023.601-6 OBJETO: reparos no Colégio Estadual Otalípio Pereira de Andrade, no Município de Campo Largo. DATA DE ABERTURA E LOCAL: 14 de maio de 2014, às 09:30 (nove horas e trinta minutos), no Auditório da SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL, situada à Rua dos Funcionários, 1323, esquina Rua Recife, Cabral - 80.035-050 - Curitiba - Paraná. VALOR MÁXIMO: R$ 358.183,32 (trezentos e cinquenta e oito mil, cento e oitenta e três reais e trinta e dois centavos). RETIRADA DO EDITAL E DOS ELEMENTOS TÉCNICOS INSTRUTORES: acessar o site do Compras Paraná no endereço: www.comprasparana.pr.gov.br, localizar Consulta a Licitações: 1º - Ano de Publicação: 2014, 2º - Data de Abertura, 3º - Situação: Publicada, 4º - Órgão: SEED, 5º - Modalidade ± Concorrência Pública. Outra opção para retirada dos Elementos Técnicos Instrutores ± fornecer 01 (um) CD para gravação ou providenciar o recolhimento do valor de R$ 10,00 (dez reais), via GRPR, em qualquer agência credenciada, com o Código de Receita 5355 (Diversos do Estado), indicando no campo ³finalidade´o número do Edital e a Secretaria de Estado da Educação (CP nº 006/2014 ± SEED/SUDE). A GRPR devidamente autenticada ou o CD deverá ser apresentado na Comissão de Licitação de Obras e Serviços de Engenharia da Superintendência de Desenvolvimento Educacional ± SUDE, no endereço acima citado. Informações: (41) 3250-8305 ou (41) 3250-8314. Curitiba, 08 de abril de 2014. Comissão de Licitação de Obras e Serviços de Engenharia

1ª SECRETARIA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DE CURITIBA.Rua da Glória 290,5º andar,Centro Civico, Curitiba-PR-CEP;80030-060 Tel;(41) 3210-3151-EDITAL DE CITAÇÃO O DOUTOR LAURO AUGUSTO FABRICIO DE MELO FILHO,MM.JUIZ DE DIREITO DA 1ª SECRETARIA DE FAMÍLIA DO FOROM CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA ;NO ESTADO DO PARANÁ,NA FORMA DA LEI...Faz saber, a quem o conhecimento deste edital perceber, especialmente às herdeiras: SAMANTHA KOEHLER, brasileira, solteira, bióloga e NATACHA KOEHLER, brasileira, solteira, técnica de segurança do trabalho. Acerca do despacho proferido nos Autos nº 0021285-95.2013.8.16.0188 – PROJUDI, DE Ação de Inventário. “ CITEM-SE os demais herdeiros - aqueles residentes em outra comarca, por edital com prazo de trinta dias (CPC, ART. 999,§1º)a Fazenda Pública e o Ministério Público(CPC,arts.999 e 1.000), abrindo-se vista dos autos para, em dez dias, dizerem sobre as Primeiras Declarações. Curitiba, 05 de fevereiro de 2014”. Lauro Augusto Fabrício de Melo Filho, Juiz de Direito”. Curitiba,26 de março de 2014. Eu Elisangela Ribas Godoy, Técnica Judiciária, o digitei e subscrevi. SILVANA MACEDO DE CAMARGO CHEFE DE SECRETARIA, Assinatura Autorizada – Portaria nº 01/2011.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA LASTRO ADMINISTRAÇÃO, EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA torna pública que vai requerer ao IAP, a Licença Prévia para empreendimento de extração mineral e britagem de granito (reativação de frente de lavra), no local denominado Redondo, município de Quatro Barras - PR.

SÚMULA DE PEDIDO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO AUTO POSTO WESTFALEN LTDA, CNPJ nº 14.846.386/0001-61, torna pública que requereu da SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO ABIEENTE DE CURITIBA - SMMA, a renovação de Licença de Operação - LO, para Comércio Varejista de Combustíveis, situada à Av. Sete de Setembro, 3205, Curitiba/PR.

Editais  

jornais

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you