Page 1

| 19 a 21 de abril de 2013 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

PREFEITURA DE COLOMBO Estado do Paraná

ERRATA A Prefeitura Municipal de Colombo vem pela presente corrigir a Portaria nº. 039/2013, publicada no Jornal Metrópole, edição nº. 3240 de 12 de Fevereiro de 2013; I – Conceder licença sem vencimentos ao Servidor Público Municipal, Josiane Aparecida da Silva, RG nº 5.154.869-8, matrícula nº 0970, no período de 20/12/2012 até 20/12/2013 (2 anos), devendo após esta data retornar para sua função. Leia-se I – Conceder licença sem vencimentos ao Servidor Público Municipal, Josiane Aparecida da Silva, RG nº 5.154.869-8, matrícula nº 9342, no período de 20/12/2012 até 20/12/2014 (2 anos), devendo após esta data retornar para sua função. Paço Municipal de Colombo Em 02 de abril de 2013 IZABETE CRISTINA PAVIN PREFEITA MUNICIPAL

ERRATA A Prefeitura Municipal de Colombo vem pela presente corrigir a Portaria nº. 197/2013, publicada no Jornal Metrópole, edição nº. 3282 de 12 de Abril de 2013, onde lê-se: I - Nomear a Sra. SABRINA STRAPASSON, RG n° 9.309.401-8, para ocupar o cargo em comissão de Secretária de Assuntos Institucionais (CAS), vinculado ao Gabinete do Prefeito, a partir de 01 de Março de 2013; Leia-se: I - Nomear a Sra. SABRINA STRAPASSON, RG n° 9.309.401-8, para ocupar o cargo em comissão de Secretária de Assuntos Institucionais (CAS), vinculado ao Gabinete do Prefeito, a partir de 01 de Abril de 2013; Paço Municipal de Colombo Em 18 de abril de 2013 IZABETE CRISTINA PAVIN PREFEITA MUNICIPAL

PREFEITURA DE COLOMBO Estado do Paraná

CÂMARA DE COLOMBO Estado do Paraná AVISO DE LICITAÇÃO TOMADA DE PREÇO N.º 03/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL OBJETO: - A presente licitação tem como objeto a aquisição de CARTUCHOS DE TINTA ORIGINAIS da HP e EPSON, para impressoras HP e EPSON, conforme as especificações e quantidades constantes no Anexo I do Edital. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO: Poderão participar da presente Licitação, somente os interessados que possuam CADASTRO na Prefeitura Municipal de Colombo, válido na data de abertura da presente licitação. PREÇO MÁXIMO: Os preços máximos estabelecidos para a presente licitação são: I – 200 cartuchos HP 60XL – CC641 – preto – 12ml = R$ 112,00 (Cento e doze reais); II – 200 cartuchos HP 60XL – CC644 – tricolor – 11ml = R$ 127,00 (Cento e vinte e sete reais); III – 20 cartuchos HP 6656A – 19ml = R$ 60,00 (Sessenta reais); IV – 20 cartuchos HP 6657A – 17ml = R$ 99,00 (Noventa e nove reais); V – 10 cartuchos Epson TO73120 – 7ml = R$ 29,00 (Vinte e nove reais); VI – 10 cartuchos Epson TO73220 – 5ml = R$ 32,00 (Trinta e dois reais); VII – 10 cartuchos Epson TO73320 – 5ml = R$ 39,00 (Trinta e nove mil); VIII – 10 cartuchos Epson TO73420 – 5ml = R$ 43,00 (Quarenta e três reais). DATA E HORÁRIO DA ABERTURA: 09 de maio de 2013 às 14 horas. LOCAL: Sala de reuniões da Câmara Municipal de Colombo, localizada na Rua Francisco Busato, 8005 - Centro. RECEBIMENTO: A documentação e as propostas serão recebidas até às 13h30min do dia 09 de maio de 2013, no Protocolo da Câmara Municipal de Colombo. INFORMAÇÕES: O Edital, seus anexos e demais informações complementares referentes à presente licitação e às condições para atendimento das obrigações necessárias ao cumprimento de seu objeto, somente serão prestados quando solicitados por escrito, dirigidos ao Presidente da Comissão Permanente de Licitação e protocolados na Secretaria da Câmara Municipal de Colombo, ou pelo e-mail camaracolombo@onda.com.br, até 02 (dois) dias úteis da data prevista para protocolização dos Envelopes 01 e 02. Colombo, 18 de abril de 2013. JOSÉ RENATO STRAPASSON Presidente

11


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| 19 a 21 de abril de 2013 |

C-O-N-V-O-C-A-Ç-Ã-O que faz o S-I-N-D-I-C-A-TO dos Pintores de Paredes, Metais, Madeiras e Letras do Estado do Paraná – SINDIPINTORES para que sua categoria compareça na A-S-S-E-M-B-L-E-I-A Geral designada para 20/05/2013 às 17:30hs a 1ª convocação (a 2ª, com Qualquer quorum às 18:00hs), na Av. Mal. Floriano Peixoto, 228, conj. 806, Curitiba. Assuntos: discussão e elaboração da pauta de Reivindicações da classe; autorização para negociação e celebração da C-O-N-V-E-N-Ç-Ã-O Coletiva de Trabalho 2013/14. Presidente Claudete Costa da Silva, Curitiba, 19/04/2013.

CARTÓRIO LIDIA KRUPPIZAK Registro Civil – Títulos e Documentos – Pessoas Jurídicas Fone (41) 3035-3200

EDITAL DE PROCLAMAS LIDIA KRUPPIZAK, Oficial do Registro Civil da sede da Comarca de São José dos Pinhais – PR, na forma da lei FAZ SABER que pretendem se casar: ALEXANDRE DOS SANTOS E DAIANE DA SILVA PEREIRA GILMAR DE OLIVEIRA MARQUES E VALERIA SANTOS CRUZ KEVIN BRASILEIRO HALL E RENATA DE ASSIS SILVA VANDERLEI FERNANDES E CLAUDIA CARNEIRO ALVES ELISON MAURO DE OLVEIRA E ELISANDRA ALEXANDRE SEBASTIÃO RIBEIRO DE ALMEIDA E ROSANGELA DE LIMA ALEXANDRE EDER PEDRO MOLETTA E TATIANE DO ROCIO PAMPUCH JOAB DA SILVA MARTINS E LUZIA IMACULADA DE OLIVEIRA NEDSON RODOLFO HILLER E EDNA CRISTINA DA SILVA Se alguém souber de impedimento legal, acuse-o para os fins de direito. E para constar e chegar este ao conhecimento de todos, lavro o presente para ser afixado no lugar de costume.

O presidente do Conselho Diretor da SOCIEDADE OPERÁRIA BENEFICENTE SANTA FELICIDADE, atualmente denominada CLUBE CULTURAL E RECREATIVO SANTA FELICIDADE – no uso de suas atribuições conforme artigo 20º alínea “c” do Estatuto Social, convoca os senhores sócios para realização de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se na Avenida Manoel Ribas nº. 6460, no dia 30 de abril de 2013, durante o período das 08:00 às 12:00, com vistas a deliberação acerca da ratificação do mandato do atual presidente do Conselho Diretor, bem como eleição interina da mesa diretora , e eventual destituição em virtude de desídia de alguns membro, até a realização de novas eleições para o Conselho Deliberativo, para os fins previstos na forma do Estatuto, e, uma vez regularizada a mesa diretiva, tratar de proposta de locação de parte do imóvel onde localiza-se a sede do Clube, para captação de recursos para saneamento de dívidas do clube, e da possibilidade do oferecimento de parte do referido imóvel em venda com o mesmo objetivo. Curitiba, 18 de abril de 2013. DELAMAR JORGE PERUCI. Presidente do Conselho Diretor.

PODER JUDICIARIO. JUIZO DE DIREITO DA QUINTA VARA CIVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – ESTADO DO PARANA. EDITAL DE CITAÇÃO DO REQUERIDO ALEXANDRE LUIZ MATTOS COELHO, COM PRAZO DE 20(VINTE) DIAS. O Doutor PAULO CEZAR CARRASCO REYES, MM. Juiz de Direito substituto desta Quinta Vara Civel, faz saber a todos, quanto ao presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que neste Juízo da Quinta Vara Civel, se processam os termos da ação de Rest. Contr. C/C Perdas e Danos, atuados sob n°1905/2008, em que Empreendimentos Imobiliários Paraíso Ltda, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob n°77.960.508/0001-66, com sede a |Rua Marechal Deodoro, n°235, conj. 301, Centro, Curitiba – Paraná, move em face de Catia Regina de Mattos Coelho, brasileira, inscrita no CPF/MF sob n°918.923.509-63 e Alexandre Luiz Mattos Coelho, brasileiro, inscrito no CPF/MF sob n°086.792.698-83, tendo endereço em lugar incerto, cuja ação tem por objeto “o contrato de compromisso de compra e venda n°9775, do imóvel lote n°03 da planta do loteamento Jardim do Sol VII, EM Curitiba–PR, cujo preço foi pactuado no valor de R$50.420,00, com entrada de R$2.900,00, mais 132 parcelas mensais e consecutivas, reajustáveis anualmente pelo IGP – M, sendo que a 1° parcela seria no valor de R$360,00. Porem, diante da falta de pagamento da parcela com vencimento em março de 2007, o requerido foi notificado em 26.06.2008, para constituição de mora, quedando-se silente.” SOB MINUTA APRESENTDADA. O presente será fixado no lugar de costume e publicado na forma da lei. E para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam no futuro alegar ignorância, mandou expedir o presente que será publicado e afixado na forma da lei. DADO E PASSADO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, 24 (vinte e quatro) de setembro de 2012. Eu(a) UBIRAJARA BINHARA, Escrivão que o subscrevi e assino por ordem do MM. Juiz de Direito – Portaria n°001/2012. (a) UBIRAJARA BINHARA. Escrivão Por ordem do MM. Juiz de Direito.

LIDIA KRUPPIZAK OFICIAL DO REGISTRO CIVIL

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Em Milhares de Reais

IRMÃOS PASSAÚRA S/A CNPJ 80.337.306/0001-77 - NIRF 41300077363 - Curitiba - PR

Em Milhares de Reais PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Em Milhares de Reais

Em Milhares de Reais

31/12/12 31/12/11 CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Contas a Receber de Clientes Adiantamentos a Funcionários Adiantamentos a Terceiros Impostos e Contribuições a Recuperar Estoques Outros Direitos Realizáveis Despesas Antecipadas

42.323 20.894 7.933 948 4.381

89.527 48.894 31.732 321 2.280

1.457 6.456 189 65

2.039 4.011 237 12

NÃO CIRCULANTE

56.696

45.035

DIREITOS REALIZÁVEIS Aplicações de Liquidez Não Imediata Outros Direitos Realizáveis Partes Relacionadas - Ativo

7.019

6.461

5.054

4.727

944 1.021

622 1.112

0

1.323

49.677

37.250

INVESTIMENTOS IMOBILIZADO

TOTAL DO ATIVO

99.019

134.562

31/12/12 31/12/11 CIRCULANTE Fornecedores Instituições Financeiras Obrigações Sociais e Trabalhistas Obrigações Fiscais e Tributárias Parcelamentos Tributários Provisão p/Férias e Encargos Instituições Financeiras Adiantamentos de Clientes Provisão para IRPJ e CSLL Juros s/ Capital Próprio a Pagar Partes Relacionadas NÃO CIRCULANTE Adiantamentos de Clientes Instituições Financeiras Provisão para Contingências Trabalhistas Tributos Diferidos PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reserva Legal Ajuste de Avaliação Patrimonial Reservas de Lucros a Realizar

TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

56.352 9.193 0 6.782 3.885 0 7.413 5.522 18.010 2.046 1 3.500

82.782 7.924 0 3.585 1.578 43 4.397 917 40.137 6.951 1 17.250

9.954 0 4.770

24.659 13.756 5.412

844 4.340

0 5.491

32.713 15.000 1.393 8.425 7.895

99.019

27.121 15.000 933 10.659 529

134.562

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E 2011 Em Milhares de Reais RESERVAS DE LUCROS

RESERVA LEGAL

RESERVA DE LUCROS A REALIZAR

AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL

PREJUIZOS ACUMULADOS

1.615

8.060

55.020

0

EVENTOS CAPITAL SOCIAL SALDOS INICIAIS EM 01/01/11 Integralização de Capital Social Lucro Líquido do Exercício Cisão Parcial - 30/11/2011 - Redução do Capital Social - Baixa da Avaliação Patrimonial Reflexa - Baixa Reserva Legal - Baixa Reserva de Lucros - Baixa do Resultado do Exercício até a data da Cisão (30/11/2011) Ajustes de Avaliação Patrimonial - Realização da Mais Valia CPC 27 - Ajustes Tributos Diferidos Passivos Avaliação Patrimonial Reflexa Reserva Legal Dividendos Propostos Distribuídos Reserva de Lucros a Realizar SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

30.000

SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012

(8.060)

NOTA 6. INVESTIMENTOS A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO Reflorestamentos

2012 0

2011 1.323

(17.858)

(17.858)

NOTA 7. IMOBILIZADO - A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO

(125) (18.000) (14.867)

0 0 (10.100) 0 (18.000) 0

0

27.121

1.906 1.615

(1.906) (1.615) (10.100)

125 14.867 530

10.659

9.206 2.841 (966)

(2.841) 966

(530) 461 6.020

7.895

TOTAL 94.695 0 32.992

9.206 0 0

(359)

1.393

(5) 530 (461) (3.250)

(359) (5) 0 0 (3.250)

(6.020)

0

8.425

0

32.713

As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 - (Valores em Milhares de Reais) NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL A companhia tem por objetivo mercantil: a) Serviços de montagem e manutenção industrial, compreendendo mecânica, elétrica, pintura, tratamento e isolamento térmicos, controle de qualidade e caldeiraria; b) Locação de guindastes, inclusive para fins específicos de movimentação de materiais e independentemente da destinação e uso do locador, bem como locação de demais equipamentos de içamento e movimentação de carga industrial, comercial e portuária; locação de geradores, compressores, ferramentas, matérias primas, componentes, peças, bem com a locação de outros equipamentos correlatos à atividades industriais e de construção; c) Compra, venda, importação, exportação, representação e consignação de guindastes e quaisquer equipamentos de içamento e movimentação de carga industrial, comercial e portuária, geradores, compressores, ferramentas, matérias primas, componentes, peças, correlatos e quaisquer outros equipamentos industriais; d) Atividade de agropecuária, florestamento e reflorestamento; e) Serviços de manutenção e assistência técnica aos produtos e equipamentos, seus e aos de suas representadas ou licenciadas; f) Transporte rodoviários, de cargas municipais, intermunicipais, estaduais, interestaduais, locação de automóveis e equipamentos rodoviários; g) Serviços de construção civil e comercialização de materiais para obras civis; h) Exercer quaisquer outras atividades necessárias ou adequadas ao desempenho de seus objetivos sociais. NOTA 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - As demonstrações contábeis para o exercício findo em 31 de dezembro de 2012 foram elaboradas e apresentadas de acordo com a Lei nº 6.404/76, e suas alterações, bem como as práticas contábeis adotadas no Brasil. - NOTA 3. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS - As principais políticas contábeis aplicadas na preparação destas demonstrações contábeis estão definidas abaixo. Essas políticas vêm sendo aplicadas de modo consistente em todos os exercícios apresentados, salvo disposição em contrário. A) Classificação de Itens Circulantes e Não Circulantes - No

(Continuação das Notas Explicativas) função do tempo de vida útil, fixado por espécie de bens, conforme demonstrado na nota 7. H) Imposto de Renda e Contribuição Social Sobre o Lucro - A provisão da Contribuição Social sobre o Lucro foi constituída à alíquota de 9% (nove por cento), do lucro líquido ajustado e o Imposto de Renda à alíquota de 15% (quinze por cento), com adicional federal de 10% (dez por cento), sobre a parcela excedente a R$ 20 mil mensais, na forma que dispõe a legislação vigente. Os impostos e contribuições sociais apurados e pagos pela empresa estão suscetíveis de revisão por parte das autoridades tributárias, previdenciárias e trabalhistas competentes, dentro de prazos prescricionais. I) Provisão para Férias e Encargos - Foi constituída para a cobertura das férias vencidas e proporcionais até a data do balanço, acrescida dos encargos sociais correspondentes. J) Apuração do Resultado - O resultado é apurado pelo regime de competência. Os rendimentos e encargos incidentes sobre os Ativos e Passivos Circulantes estão reconhecidos no resultado. K) Demais Ativos e Passivos - Os demais ativos e passivos circulantes e não circulantes são demonstrados aos valores conhecidos ou calculáveis, quando aplicável, atualização em base pró rata dia. NOTA 4. ADIANTAMENTOS A TERCEIROS - A composição é a seguinte: 2012 2011 DESCRIÇÃO Adiantamentos a obras 1.881 1.186 Adiantamentos a sócios 38 38 Adiantamentos a fornecedores 2.462 1.056 4.381 2.280 TOTAL

(15.000) (30.740) (808) (8.060)

(808)

15.000

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

2011 2028 11 2.039

(30.740)

Integralização de Capital Social Lucro Líquido do Exercício Ajustes de Avaliação Patrimonial - Realização da Mais Valia CPC 27 - Ajustes Tributos Diferidos Passivos - Baixa da Avaliação Patrimonial - Alienação Ajustes de Exercícios Anteriores Realização da Reserva Reserva Legal Dividendos Propostos Distribuídos Reserva de Lucros a Disposição dos Acionistas

46.249 (13.257) 32.992

2012 1.457 0 1.457

32.992

932

12.878 (3.672) 9.206

NOTA 5. IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES A RECUPERAR A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO Impostos Federais a Recuperar Impostos Estaduais a Recuperar TOTAL

(15.000)

15.000

RECEITA OPERACIONAL BRUTA Receita de Serviços Receita de Vendas (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA Impostos e Contribuições Vendas e Serviços cancelados RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CUSTOS DAS VENDAS E SERVIÇOS LUCRO BRUTO DESPESAS/RECEITAS OPERACIONAIS Despesas c/Vendas Despesas Gerais e Administrativas Resultados Financeiros Líquidos Despesas Tributárias Resultado a Avaliação de Investimentos Outras Receitas/Despesas RESULTADO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL IR E CS CORRENTES LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

Balanço Patrimonial, ativos e obrigações vincendas ou com expectativa de realização dentro dos próximos 12 meses são classificados como itens circulantes e aqueles com vencimento ou com expectativa de realização superior a 12 meses são classificados como itens não circulantes. Os passivos estão registrados pelo seu valor de contratação, e acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridas, em base “pro-rata die”. B) Caixa e Equivalentes de Caixa - Caixa e equivalentes de caixa incluem o caixa, os depósitos bancários, outros investimentos de curto prazo de alta liquidez, que são prontamente conversíveis em um montante conhecido de caixa e que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor, conforme segue: 2012 2011 DESCRIÇÃO Caixas e bancos 109 2.483 Aplicações financeiras 20.785 46.411 20.894 48.894 TOTAL C) Aplicações de Liquidez Não Imediata - Estão demonstradas pelo custo de aplicação, acrescido dos rendimentos correspondentes, apropriados até a data do balanço. D) Contas a Receber de Clientes - As contas a receber de clientes são avaliadas no momento inicial pelo valor presente e deduzidas da provisão para créditos de liquidação duvidosa. A provisão para créditos de liquidação duvidosa é estabelecida quando existe uma evidência objetiva de que a companhia não será capaz de cobrar todos os valores devidos de acordo com os prazos originais das contas a receber. E) Estoques - Os estoques de almoxarifado foram avaliados pelo custo médio de aquisição. F) Investimentos Está demonstrado ao custo dos investimentos, conforme demonstramos na nota 6. - G) Imobilizado - Está demonstrado ao custo de aquisição, acrescido de correção monetária até 31/dez./95, ajustado por depreciação, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em

JUÍZO DE DIREITO DA SEXTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - PARANÁ.EDITAL DE CITAÇÃO DE LUIS VALDIR MENDES DA ROSA, COM PRAZO DE VINTE 20 (VINTE) DIAS. A DRA. ANA LÚCIA FERREIRA, MM. JUÍZA DE DIREITO DA SEXTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ, NA FORMA DA LEI, ETC. FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, com prazo de 20 (vinte) dias, que pelo presente CITA LUIS VALDIR MENDES DA ROSA, inscrito no CPF/MF n. 805.957.90968, nos autos de AÇÃO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, sob n. 0021836-59.2010.8.16.0001, em trâmite perante a 6ª Vara Cível, movida por COPAVA VEÍCULOS S/A.: MINUTA DA PETIÇÃO INICIAL, SEGUNDO PROCURADOR EXEQUENTE; “EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, autuada sob o n. 002183659.2010.8.16.0001, em que é requerente COPAVA VEÍCULOS LTDA., e requerido LUIS VALDIR MENDES DA ROSA; por este CITA LUIS VALDIR MENDES DA ROSA, brasileiro, portador do CPF nº 805.957.909-68, com endereço incerto e não sabido, no prazo de três (03) dias, efetue(m) o pagamento da dívida, no importe de R$ 8.533,23 (oito mil, quinhentos e trinta e três reais e vinte e três centavos), acrescida das cominações legais, custas e honorários advocatícios (art. 652, CPC), sob pena de penhora em seus bens, tantos quantos bastem à total garantia da execução, bem como, para que no prazo de quinze (15) dias, contados automaticamente do fim do prazo do edital, independente de penhora, depósito ou caução, para opor embargos à execução (art.736 c/c 738, CPC); fica advertido de que se houver pagamento no prazo de três (03) dias, os honorários serão reduzidos pela metade (CPC, 652-A, parágrafo único); ciente de que no prazo para embargos, reconhecido o crédito do exeqüente e comprovado o depósito de 30% (trinta por cento) do valor em execução, inclusive custas processuais e honorários de advogado fixados acima, poderão os executados requererem seja admitido a pagarem o restante em até seis (06) parcelas mensais, acrescidas de correção monetária e juros de 1% (um por cento) ao mês (CPC, art. 745-A); ficando advertido também que findo o prazo do edital e não havendo o pagamento no prazo a que se refere o artigo 652, o arresto será automaticamente convertido em penhora, correndo a partir da data da conversão, também automaticamente, o prazo de dez (10) dias para o executado postular a substituição dos bens penhorados (artigo 668 do CPC), TÍTULO(S): - cheque 000222 - valor R$2.600,00 - vencimento em 23/10/2009; cheque 000223 - valor R$2.650,00 - vencimento em 23/11/2009; cheque 000224 - valor R$2.650,00 - vencimento em 23/12/2009. Mandou expedir o presente edital que será fixado no local de costume e publicado na forma da lei. NADA MAIS. Curitiba, vinte e oito de setembro de dois mil e doze.” FICA CITADO LUIS VALDIR MENDES DA ROSA, ATRAVÉS DO PRESENTE EDITAL, PARA QUE NO PRAZO DE 03 (TRÊS) DIAS, EFETUE O PAGAMENTO DA DÍVIDA, E INDEPENDENTEMENTE DA PENHORA, DEPÓSITO OU CAUÇÃO, PODERÁ OPOR EMBARGOS À EXECUÇÃO, NO PRAZO DE 15 (QUINZE) DIAS, CONTADOS DE SUA PRIMEIRA PUBLICAÇÃO, SOB PENA DE NÃO O FAZENDO SEREM ARRESTADOS TANTOS BENS QUANTOS BASTEM PARA A SATISFAÇÃO INTEGRAL DO CRÉDITO. Aos vinte e um dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e treze. Eu, (a) Liliana Lima Bittencourt, Escrivã que mandei digitar e subscrevi por ordem do MM. Juiz. (a)ANA LÚCIA FERREIRA JUÍZA DE DIREITO.

DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA - (MÉTODO INDIRETO) Em Milhares de Reais

PERÍODOS 01/01/12 01/01/11 a a 31/12/12 31/12/11 409.327 253.934 406.300 252.592 3.027 1.342 (23.098) (16.281) (21.665) (15.978) (1.433) (303) 386.229 237.653 (374.338) (199.538) 11.891 38.114 987 8.135 (4.160) (2.346) (77) (388) 5.789 3.643 (737) (732) 0 8.753 172 (794)

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO

SÚMULA DE CONCESSÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO Downtown Comércio de Combustíveis Ltda. - EPP, torna público que recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a LO-12/0210, válida até 16/05/2013, para o Comércio Varejista de Combustíveis, situada à Rua dos Pioneiros, 1530 – Curitiba – PR.

CLUBE CULTURAL E RECREATIVO SANTA FELICIDADE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

São José dos Pinhais, 18 de abril de 2013.

Súmula de Pedido de Renovação de Licença de Operação Posto O Cupim Balsa Nova Ltda. CNPJ: 11.972.143/0001-81, torna público que requereu ao Instituto Ambiental do Paraná - IAP, a renovação da licença de operação para Posto de Abastecimento de Combustíveis e Serviços, a: Rodovia BR 277 Km 134,s/n° - Bairro São Luiz do Purunã. Balsa Nova - PR.

PERÍODOS 01/jan./12 01/jan./11 a a 31/dez./12 31/dez./11 FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Resultado antes do IR e CS Ajustado por: Depreciação/Amortização Resultado na Alienação e Baixa do Imobilizado Resultado da Equivalência Patrimonial Ajuste de Exercícios Anteriores Resultado Ajustado IR e CS Correntes Pagos (Aumento)/Diminuição dos Ativos: Contas a Receber de Clientes (-) Duplicatas Descontadas Adiantamentos a Funcionários Adiantamentos a Terceiros Impostos e Contribuições a Recuperar Estoques Outros Direitos Realizáveis Despesas Antecipadas Partes Relacionadas Aumento/(Diminuição) dos Passivos: Fornecedores Obrigações Trabalhistas Obrigações Fiscais/Tributárias Parcelamentos de Impostos Provisão de Férias e Encargos Empréstimos e Financiamentos Provisão para Contingências Trabalhistas Adiantamentos de Clientes Provisão p/Impostos de Renda e Contribuição Social Juros sobre Capital Próprio Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aplicações Financeiras de Liquidez não Imediata Aquisição de Investimentos Baixa de Investimentos Aquisição de Ativo Imobilizado/Diferido Ajustes de Avaliação Patrimonial Reflexa Ajustes de Avaliação Patrimonial Realização dos Tributos Diferidos Passivos Caixa Líquido Usado nas Atividades de Investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Dividendos Propostos Partes Relacionadas Empréstimos e Financiamentos Partes Relacionadas Caixa Líquido Usado nas Atividades de Financiamento AUMENTO/ (DIMINUIÇÃO) LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO EXERCÍCIO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO EXERCÍCIO

12.878

46.249

5.360 (172) 0 (5) 18.061 (3.672)

4.014 794 (8.753) 0 42.304 (13.257)

23.799 0 (627) (2.101) 582 (2.445) (274) (53) 91

(22.686) (2.307) (25) (1.450) (876) (2.407) (245) 18 114

1.269 3.197 2.307 (43) 3.016 4.605 844 (35.881) (4.905) 0 7.770

4.167 1.471 1.142 (22) 1.898 (77) 0 (38.397) 5.392 (1.684) (26.927)

(327) 1.323 0 (17.563) 0 2.841 (1.151) (14.878)

(470) (234) 33.243 (5.811) 40.840 1.906 1.615 71.088

(3.250) (17.000) (642) 0 (20.892)

(18.000) 6.009 (835) (950) (13.776)

(28.000)

30.385

48.894

18.509

20.894

48.894

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

(Continuação das Notas Explicativas)

DE

Terrenos Urbanos e Rurais Edificações Máquinas e Equipamentos Moveis e Utensílios Instalações Aeronaves Veículos Guindastes Direito de Uso Telefone Aparelhos de Telecomunicações Programas de Softwares Equipamentos de Informática Equipamentos Agrícolas TOTAL

VALOR AQUISIÇÃO 7.209 6.389 16.770 4.309 188 19.555 4.110 1.380 28 437 254 2.045 24 62.698

DEPRECIAÇÕES ACUMULADAS 0 (499) (5.462) (1.288) (95) (1.891) (1.724) (220) 0 (268) (167) (1.388) (19) (13.021)

RESIDUAL 2012 7.209 5.890 11.308 3.021 93 17.664 2.386 1.160 28 169 87 657 5 49.677

RESIDUAL 2011 7.209 6.059 11.338 1.184 112 7.153 2.071 1.233 28 200 119 545 0 37.250

As taxas de depreciação foram atribuídas a cada um dos bens conforme o respectivo prazo de vida útil. No exercício de 2010 os principais bens integrantes do Ativo Imobilizado foram mensurados ao valor justo, o qual foi considerado como custo atribuído, em conformidade com o disposto na NBC TG 1000, baseados em laudos internos de avaliação. NOTA 8 IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DIFERIDOS O montante registrado a título de Impostos diferidos passivos são reconhecidos para fazer frente à realização das temporárias, e sua composição é feita da seguinte forma: DESCRIÇÃO Imposto de Renda (IR) Custo atribuído ao ativo imobilizado

2012 12.766 12.766

2011 16.150 16.150

Alíquota de IR Total de débito de imposto de renda

25% 3.191

25% 4.038

12.766 12.766 9% 1.149 4.340

16.150 16.150 9% 1.453 5.491

2012 9.193

2011 7.924

Contribuição Social (CS) Custo atribuído ao ativo imobilizado Alíquota de CS Total de débito de contribuição social TOTAL DE IR E CS DIFERIDOS PASSIVO NOTA 9. FORNECEDORES - A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO Fornecedores nacionais

Os saldos são decorrentes das operações normais da empresa, e tem previsão de vencimento nos próximos de 30, 60 e 90 dias, e encontram-se em processo normais de pagamento. NOTA 10. OBRIGAÇÕES SOCIAIS E TRABALHISTAS - A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO

2012

2011

INSS a pagar FGTS a pagar Pró-labore a pagar IRRF s/ folha a pagar Contribuição sindical a pagar Salários e ordenados a pagar Rescisões a pagar Pensão alimentícia a pagar Programa de participação de resultados a pagar

664 650 11 1.136 21 3.331 106 27 836

299 429 16 477 28 2.336 0 0 0

TOTAL

6.782

3.585

NOTA 11. EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Os empréstimos tomados são reconhecidos pelos valores originais, acrescidos das correções, variações e juros. Os detalhes identificativos das mesmas, incluindo as garantias prestadas discriminam-se como segue:

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Bco. HSBC Bco. Volvo Bco. Safra Bco. HSBC Bco. Bradesco Bco. Bradesco Bco. Itaú Bco. Bradesco Bco. Itaú Bco. Itaú

TIPO FINANCIAMENTO Leasing Veículo Finame Veículo Finame Veículo Finame Veículo Finame Aeronave Leasing Veículo Leasing Guindaste Leasing Guindaste Leasing Veículo Leasing Veículo

NÃO CIRCULANTE 2012

CIRCULANTE 2012

NÃO CIRCULANTE 2011

CIRCULANTE 2011

0

0

86

0

0

0

26

0

0

0

5

0

0

0

16

0

711

4.621

715

5.333

0

0

8

0

48

20

53

68

9

2

8

11

32

16

0

0

222

111

0

0

NOTA 12. ADIANTAMENTO DE CLIENTES A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO Aracruz Celulose S.A. Eldorado Celulose e Papel S.A. São Fernando Energia Ltda. Metso Paper South América Ltda. Outros Adiantamentos TOTAL

13.756 4.180 0 45 29 18.010

2011 13.756 39.414 693 0 0 53.863

Passivo Circulante Passivo Não Circulante Total

18.010 0 18.010

40.137 13.756 53.863

Os saldos referem-se a adiantamentos recebidos por conta de obras. NOTA 13. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Apuração dos tributos sobre base tributável: DESCRIÇÃO Lucro contábil antes dos tributos Alíquota fiscal dos tributos (IR e CS) Despesa de IR e CS à alíquota básica Efeito Dif. permanentes/temporárias liquidas VALOR LANÇADO AO RESULTADO (IR E CS)

2012 12.878 34% 4.379 (707) 3.672

2011 46.249 34% 15.725 (2.468) 13.257

NOTA 14. DESTINAÇÕES PROPOSTAS Reserva Legal - Constituída com a aplicação de 5% sobre o Lucro Líquido nos termos do artigo 193 da Lei nº 6.404/76. Dividendos Propostos - Constituído com a aplicação de 25% e 21% sobre o Lucro Líquido referente aos dividendos mínimos obrigatórios e dividendos adicionais respectivamente, nos termos do Estatuto Social. Os dividendos foram calculados conforme segue: 2012 DESCRIÇÃO Lucro líquido do exercício 9.206 Reserva legal (5%) (460) Base para o cálculo dos dividendos mínimos 8.746 Dividendos mínimos obrigatórios (25%) (2.186) Dividendos adicionais propostos (15%) (1.314) Total dos dividendos a pagar (Passivo Circulante) (3.500) Dividendos por ação 4,29 Após a destinação da reserva legal e dos dividendos mínimos obrigatórios, por proposta do conselho de administração a ser aprovada em Assembléia Geral Ordinária, foram destinados os saldos remanescentes dos lucros acumulados para a Reserva de Lucros a Realizar, no montante de 6.019 Mil em 2012 (R$ 14.867 Mil em 2011), em consonância com o disposto no art. 197 da Lei nº 6.404/76.

(Continuação da página anterior, referente as Demonstrações Contábeis do exercício findo em 2011 de IRMÃOS PASSAÚRA S.A.) NOTA 15. TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS INVESTIMENTOS EM COLIGADAS E CONTROLADAS A companhia não possui investimentos em coligadas e controladas. CONTROLADORA A companhia é controlada pela empresa Passaúra Participações S.A. PARTES RELACIONADAS No exercício não foram realizadas transações entre partes relacionadas. NOTA 16. CAPITAL SOCIAL O Capital Social, totalmente integralizado esta representado por 15.000.000 (quinze milhões) de ações com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, pertencente inteiramente a acionistas domiciliados no país. A companhia está propondo distribuir a seus acionistas a título de dividendos o montante de R$ 3.250 mil. NOTA 17. SEGUROS Os valores segurados são determinados e contratados com bases técnicas e são considerados suficientes para a cobertura de eventuais perdas decorrentes de sinistros com bens do ativo e de responsabilidade civil.

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMOSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Ilmo. Srs. DIRETORES E ACIONISTAS da IRMÃOS PASSAÚRA S.A. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais da IRMÃOS PASSAÚRA S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2012 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS A Administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção

relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações contábeis da Instituição para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da companhia. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião com ressalvas. BASE PARA OPINIÃO COM RESSALVA SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Valor Recuperável dos Ativos No exercício de 2012 a companhia não realizou o teste de recuperabilidade conforme disposto no CPC 01 – Redução ao Valor Recuperável de Ativos, para constituição de eventual provisão para perdas sobre os ativos da companhia registrados nas Contas a Receber de Clientes, Adiantamentos a Terceiros e Estoques, não sendo possível quantificar os eventuais efeitos na Demonstração do Resultado do Exercício e Patrimônio Líquido de 31 de dezembro de 2012. Provisão para Contingências Passivas Não estão reconhecidas nas demonstrações contábeis as provisões para contingências trabalhistas, relativas às ações judiciais em andamento movidas contra a Companhia, no montante aproximado de R$ 844 mil, conforme relatório dos assessores jurídicos.

OPINIÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Em nossa opinião com ressalvas, exceto quanto aos possíveis efeitos decorrentes do mencionado no parágrafo Base para Opinião com Ressalva sobre as Demonstrações Contábeis, as demonstrações contábeis referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da IRMÃOS PASSAÚRA S.A., em 31 de dezembro de 2012, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. OUTROS ASSUNTOS Tributário Nas suas transações correntes, a Companhia é contribuinte de impostos diretos e indiretos e, como tal, está sujeita à confirmação da regularidade de seus procedimentos e informações prestadas, inclusive prejuízos fiscais acumulados, por parte das autoridades fiscalizadoras competentes, observados os prazos prescricionais, inclusive quanto as suas transações, a qualquer título, realizadas entre as empresas ligadas e demais partes relacionadas. Auditoria dos Valores Correspondentes ao Exercício Anterior Os valores correspondentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, apresentados para fins de comparação, foram anteriormente auditados por outros auditores independentes. Curitiba, 05 de abril de 2013. MÜLLER & PREI AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-PR Nº 6.472/O-1 ELIANE SCOTO DE FREITAS CONTADORA CRC-PR Nº 038.367/O-9

Governo federal confirma oito novas UPAS para Mato Grosso O governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), contemplará Mato Grosso com oito novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS), com a finalidade reforçar a rede de urgência e emergência do Estado. Os recursos vão ser liberados pelo Ministério da Saúde. As novas UPAs serão construídas nos municípios de Água Boa, Campo Verde, Colniza, Várzea Grande, Guarantã do Norte e Poconé e duas para o município de Cuiabá. O Secretário de Estado de Saúde, Mauri Rodrigues destacou o desempenho do Governador Silval Barbosa, na liberação destas novas unidades, atribuindo a parceria forte que o Governo do Estado tem com o Governo Federal. " As novas Upas vão reforçar a Rede de urgência e emergência do Estado que está organizada de forma regionalizada no reforço da política de descentralização , ou seja, os serviços de saúde chegando mais próximo de onde mora o cidadão". As UPAS vão funcionar 24 horas e a população recebe atendimento de urgência e emergência de médio risco para vítimas de acidentes e problemas cardíacos, por exemplo. Possuem na sua estrutura o atendimento em clinica medica e pediatria, bem como, recursos necessários de apoio a diagnóstico por imagem ou exames laboratoriais para os casos de urgência. A UPA é um dos componentes da rede de atenção as urgências e funcionará integrada com o sistema de apoio do Serviço de Atendimento Móvel as Urgências (SAMU192). Com a aprovação destas novas unidades, o Estado de Mato Grosso passará a contar 26 UPAs. Três já foram inauguradas nos municípios de Sinop, Sorriso e Juína. Estão em fase de implantação Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Chapada dos Guimarães, Confresa, Cuiabá (2), Juara, Peixoto de Azevedo, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Felix do Araguaia, Tangará da Serra e Várzea Grande.


| 19 a 21 de abril de 2013 |

Súmula de Pedido de Renovação de Licença de Operação Downtown Comércio de Combustíveis Ltda. - EPP, torna público que requereu à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba a renovação da Licença de Operação, para o Comércio Varejista de Combustíveis, situada à Rua dos Pioneiros, 1530 – Curitiba – PR.

JUIZO DE DIREITO DA SÉTIMA VARA CÍVEL. Cartório da 7ª Vara Cível. Av. Cândido de Abreu, 535 – 4º andar – Comarca de Curitiba – Estado do Paraná. Dra. Kátya de Araújo Carollo – Escrivã. Eduardo Mattana Carollo – E. Juramentado. Caroline Mattana Carollo – E. Juramentado. EDITAL DE CITAÇÃO DE MODELUX LTDA., ATRAVÉS DE SEU REPRESENTANTE LEGAL e DEISE LUCI CATALDI, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS, NA FORMA ABAIXO: Edital de Citação dos executados MODELUX LTDA, inscrito no CNPJ/MF sob nº 75.136.259/0001-63, através de seu Representante Legal e DEISE LUCI CATALDI, brasileira, solteira, empresária, inscrita no CPF/MF sob nº 231.202.669-49, ambos atualmente em lugar incerto e não sabido, para, no prazo de 03 (três) dias, efetuarem o pagamento da quantia reclamada R$ 21.238,00 (Vinte e um mil, duzentos e trinta e oito reais) (16/03/2011), acrescido de juros e correção monetária, ou indicar bens passíveis de penhora, sob pena de realizar-se tantos quantos bastem à satisfação do crédito, e para, querendo, apresentar embargos no prazo de 15 (quinze) dias, contados a partir do decurso do prazo do Edital. Fixado os honorários advocatícios a serem pagos pelo executado em 10 (dez) por cento. Para o caso de pronto pagamento reduzido os honorários para 5 (cinco) por cento, nos autos de EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, sob nº 25.150/2011, que tramita na 7ª Vara Cível de Curitiba, sito na Av. Cândido de Abreu, nº 535, 4º andar, Edifício Fórum Cível, Centro Cívico, movido por BANCO BRADESCO S/A que em síntese aduz o seguinte: “O Exeqüente é credor dos Executados pela quantia líquida, certa e exigível de R$ 20.109,33 (vinte mil, cento e nove reais e trinta e três centavos), representada pela Cédula de Crédito Bancário Empréstimo – Capital de Giro Nº 385/3562651, firmada em 19.02.2010, por Modelux Ltda, e tendo como avalista e devedora solidária Deise Luci Cataldi. Ocorre que a emitente deixou de pagar as parcelas contratadas, a partir daquela que venceu em 20.04.2010 e as subseqüentes, ocasionando, dessa forma o vencimento antecipado de toda dívida, nos termos da cláusula 7ª. 7.1. “a” do contrato antes mencionado, cujo saldo no vencimento, importou em R$ 20.109,33 (vinte mil, cento e nove reais e trinta e três centavos) que atualizado conforme dispõe o artigo 614, inciso II, do Código de Processo Civil e já com redação dada pela Lei 8.953, de 13/12/1994, importou em R$ 21.238,00 (vinte e um mil, duzentos e trinta e oito reais). Tendo em vista que foram esgotados todos os meios suasórios de cobrança, não restou ao exeqüente outra alternativa senão a via judicial para recebimento de seu crédito o que faz através da presente execução”. DESPACHO DE FLS. 92: “I- Defiro o requerimento para citação dos executados por edital. Expeça-se edital de citação, com prazo de 30 (trinta) dias. II- Cientifiquese a parte de que fica condicionada a citação por edital à apresentação de minuta, no prazo de 10 (dez) dias, conforme determina o Código de Normas da Corregedoria Geral da Justiça, em seu item 5.4.3.1. III – Após retirar o edital, deverá a parte autora comprovar que procedeu à publicação do mesmo em jornal local, conforme dispõe o artigo 232, III do Código de Processo Civil. IV – Intime-se. Curitiba, 8 de fevereiro de 2013. (a) CARLA MELISSA MARTINS TRIA – Juiz de Direito Substituto”. E para que chegue ao conhecimento de todos e ninguém no futuro alegue ignorância, expedi o presente edital (sob minuta), que será publicado e afixado no local de costume (art. 232, II e III, do CPC). Curitiba 26 de março do ano dois mil e treze. E Eu (a) (Kátya de Araújo Carollo) Escrivã, que o fiz digitar, conferi e subscrevo (SOB MINUTA). (a) CARLA MELISSA MARTINS TRIA – Juíza de Direito Substituta.

Súmula de Pedido de Regularização de Licença de Operação STHRANSPORT COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA. CNPJ: 01.679.136/0001-32, torna público que requereu ao Instituto Ambiental do Paraná - IAP, a Regularização da Licença de Operação para Posto de Abastecimento de Combustíveis e Serviços, a: Rua Crispim Furquim Siqueira, 36 - Bairro Centro. Itaperuçu - PR.

(Continuação das Notas Explicativas)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO Em Milhares de Reais

IRMÃOS PASSAÚRA LOCAÇÕES S/A CNPJ 11.464.546/0001-10 - NIRF 41300079421 - Curitiba - PR

DESCRIÇÃO

PERÍODOS

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO Em Milhares de Reais

CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa Contas a Receber de Clientes Adiantamentos a Terceiros Adiantamentos a Funcionários Impostos e Contribuições a Recuperar Estoques Outros Direitos Realizáveis NÃO CIRCULANTE DIREITOS REALIZÁVEIS Depósitos Recursais IMOBILIZADO

TOTAL DO ATIVO

PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Em Milhares de Reais 31/dez./12 31/dez./11 14.629 13.246 7.104 6.820 2.873 3.176 3.594 3.119 24 28 926 102 6 71.760 38 38 71.722

86.389

CIRCULANTE Fornecedores Instituições Financeiras Salários e Ordenados a Pagar Impostos, Taxas e Contribuições Diversas Provisão p/Férias e Encargos Adiantamentos de Clientes Partes Relacionadas Outras Obrigações NÃO CIRCULANTE Instituições Financeiras Tributos Diferidos Passivos Provisão para Contingências Trabalhistas PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Realizado (-) Capital Social a Integralizar Ajuste de Avaliação Patrimonial Reseva de Lucros TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

59 43 1 72.036 8 8 72.028

85.282

Em Milhares de Reais 31/dez./12 31/dez./11 23.313 16.691 779 782 5.717 5.217 393 350 490 1.107 277 14.500 50 14.668 9.284 5.309

1.105 1.229 2 8.000 6 20.162 13.172 6.990

75 48.408 30.621 (10) 10.306 7.491

0 48.429 30.621 (10) 13.570 4.248

86.389

85.282

01/jan./12 01/jan./11 a a 31/dez./12 31/dez./11 RECEITA OPERACIONAL BRUTA 60.143 47.837 Receitas de Locação de Guindastes 49.027 34.296 Receita de Serviços de Manutenção 11.064 13.541 Receita de Transportes 52 0 (6.182) (6.159) (23)

(5.009) (4.916) (93)

INSS a pagar FGTS a pagar Contribuição Sindical a recolher IRRF a pagar ISS a pagar PIS a pagar COFINS a pagar IRPJ a pagar CSLL a pagar PIS, COFINS, CSLL ret. a pagar INSS s/NF fornecedores a pagar

53.961 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CUSTO DAS MERCADORIAS E SERVIÇOS (36.243) LUCRO BRUTO 17.718 DEPESAS/RECEITAS OPERACIONAIS (1.285) Despesa Comerciais (494) Despesas Gerais e administrativos (188) Resultado Financeiro líquido (664) Outras Receitas/Despesas 61 RESULTADO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL 16.433

42.828

TOTAL

(-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA Impostos e Contribuições Devoluções e Abatimentos

Integralizado SALDOS INICIAIS EM 01 DE JANEIRO DE 2011 Lucro Líquido do Exercício Integralização de Capital Social Ajustes de Avaliação Patrimonial - Realização de Mais Valia - Ajuste Tributos Diferidos Destinações Propostas - Reserva Legal - Reserva de Lucros a Realizar - Dividendos Propostos SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 Lucro Líquido do Exercício Integralização de Capital Social Ajustes de Avaliação Patrimonial - Realização de Mais Valia - Ajuste Tributos Diferidos Realização da Reserva Reserva de Legal Dividendos Propostos Distribuídos Reserva de Lucros a Disposição dos Acionistas SALDOS FINAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 (As notas explicativas integram o

30.621

A INTEGRALIZAR

0

0

15.993

(1.853)

LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

14.479

8.353

(2.423) 612

(10)

612

TOTAL 45.877 8.353 950

2.423 1.248

0 1.248

(612) 0 (3.635) 0 (8.000) (8.000)

3.635 3.635

13.570

4.946 (1.682) (3.635)

(4.946) 1.682

724 2.890

0 14.479

48.429 14.479 0

0 0 3.635 0 (724) 0 (14.500) (14.500) (2.890)

0

0

48.408

30.621 (10) 1.336 6.154 10.306 conjunto das demonstrações contábeis)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 - (Valores em Milhares de Reais) NOTA 1. CONTEXTO OPERACIONAL - A companhia tem por objetivo social: a) Aluguel de máquinas e equipamentos para construção industrial, manutenção, remoção industrial e atividades correlatas; b) Aluguel de andaimes; c) Locações de automóveis sem condutor; d) Movimentação de cargas; e) Transporte rodoviário de cargas no âmbito intermunicipal, interestadual e internacional; f) Comércio varejista de materiais de construção em geral e; g) Participação no capital social de outras companhias, como acionista ou quotista. NOTA 2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - As demonstrações contábeis para o exercício findo em 31 de dezembro de 2012 foram elaboradas e apresentadas de acordo com a Lei nº 6.404/76, e suas alterações, bem como as práticas contábeis adotadas no Brasil. NOTA 3. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS - As principais políticas contábeis aplicadas na preparação destas demonstrações contábeis estão definidas abaixo. Essas políticas vêm sendo aplicadas de modo consistente em todos os exercícios apresentados, salvo disposição em contrário. A) Classificação de Itens Circulantes e Não Circulantes - No Balanço Patrimonial, ativos e obrigações vincendas ou com expectativa de realização dentro dos próximos 12 meses são classificados como itens circulantes e aqueles com vencimento ou com expectativa de realização superior a 12 meses são classificados como itens não circulantes. Os passivos estão registrados pelo seu valor de contratação, e acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias incorridas, em base “pro-rata die”. B) Caixa e Equivalentes de Caixa - Caixa e equivalentes de caixa incluem o caixa, os depósitos bancários, outros investimentos de curto prazo de alta liquidez, que são prontamente conversíveis em um montante conhecido de caixa e que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor. C) Contas a Receber de Clientes - As contas a receber de clientes são avaliadas no momento inicial pelo valor presente. A empresa não tem por prática a constituição de provisão para créditos de liquidação duvidosa, visto que a mesma entende que o risco de perda no recebimento de duplicatas é irrelevante. A provisão para créditos de liquidação duvidosa é estabelecida quando existe uma evidência objetiva de que a companhia não será capaz de cobrar todos os valores devidos de acordo com os prazos originais das contas a receber. D) Estoques - Os estoques de almoxarifado foram avaliados pelo custo médio de aquisição, os quais não superam os valores de mercado. E) Imobilizado Está demonstrado ao custo de aquisição, ajustado por depreciação, calculadas pelo método linear, a taxas estabelecidas em função do tempo de vida útil, fixado por espécie de bens, conforme demonstrado na nota 6. F) Imposto de Renda e Contribuição Social Sobre o Lucro - A provisão da Contribuição Social sobre o Lucro foi constituída à alíquota de 9% (nove por cento), do lucro líquido ajustado e o Imposto de Renda à alíquota de 15% (quinze por cento), com adicional federal de 10% (dez por cento), sobre a parcela excedente a R$ 20 mil mensais, na forma que dispõe a legislação vigente. Os impostos e contribuições sociais apurados e pagos pela empresa estão suscetíveis de revisão por parte das autoridades tributárias, previdenciárias e trabalhistas competentes, dentro de prazos prescricionais. G) Provisão Para Férias e Encargos -

Foi constituída para a cobertura das férias vencidas e proporcionais até a data do balanço, acrescida dos encargos sociais correspondentes. H) Apuração do Resultado - O resultado é apurado pelo regime de competência. Os rendimentos e encargos incidentes sobre os Ativos e Passivos Circulantes estão reconhecidos no resultado. I) Demais Ativos e Passivos - Os demais ativos e passivos circulantes e não circulantes são demonstrados aos valores conhecidos ou calculáveis, quando aplicável, atualização em base pró rata dia. NOTA 4. ADIANTAMENTOS A TERCEIROS - O saldo em dezembro de 2012 e 2011 respectivamente está assim composto: DESCRIÇÃO

2012

2011

Adiantamentos a obras Adiantamentos a fornecedores Outros Adiantamentos

37 3.473 84

37 3.082 0

TOTAL

3.594

3.119

NOTA 5. IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES A RECUPERAR O saldo em dezembro de 2012 e 2011 respectivamente está assim composto: DESCRIÇÃO

01/jan./12 a 31/dez./12

2012

2011

Impostos Federais a Recuperar Impostos Estaduais a Recuperar

926 0

57 2

TOTAL

926

59

FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES OPERACIONAIS Resultado antes do IR e CS 16.433 Ajustes por: Depreciações 5.104 Alienações do Imobilizado 992 Provisão para Férias e Encargos (122) Resultado Ajustado 22.407 IR e CS Correntes Pagos (1.954) (Aumento)/Diminuição dos Ativos Contas a Receber de Clientes 303 Impostos e Contribuições a Recuperar (867) Estoques (59) Outros Direitos Realizáveis (5) Aumento/(Diminuição) dos Passivos Fornecedores (4) Impostos, Taxas e Contribuições Diversas (615) Salários e Ordenados a Pagar 43 Adiantamento de Clientes 275 Provisão para Contingências 75 Outras Obrigações 44 Caixa Líquido Proveniente das Atividades Operacionais 19.643 FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Aplicações no Imobilizado (5.790) Partes Relacionadas 0 Depósitos Judiciais (30) Ajuste de Avaliação Patrimonial Baixa Avaliação 0 Ajuste Tributos Diferidos (1.681) Adiantamento a Funcionários e Terceiros (472) Caixa Líquido Usado nas Atividades de Investimento (7.973) FLUXOS DE CAIXA DAS ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO Dividendos Propostos (14.500) Partes Relacionadas 6.500 Obrigações com Instituições Financeiras (3.388) Integralização de Capital 0 Caixa Líquido Usado nas Atividades de Financiamento (11.388) AUMENTO/ (DIMINUIÇÃO) LÍQUIDO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 282

01/jan./11 a 31/dez./11

10.206 3.736 241 107 14.290 (1.853) (461) (23) 241 0 (994) (101) (4) 0 (11) 11.084 (24.104) 1.000 (8) 34 0 135 (22.943) (8.000) 8.000 13.887 950 14.837 2.978

CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO EXERCÍCIO

6.820

3.840

CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FINAL DO EXERCÍCIO

7.104

6.820

(Continuação das Notas Explicativas) e sua composição é feita da seguinte forma:

NOTA 6. IMOBILIZADO - O saldo em dezembro de 2012 e 2011 respectivamente está assim composto: VALOR DESCRIÇÃO Máquinas e equipamentos Móveis e Utensílios Instalações Veículos Guindastes Aparelhos de telecomunicações Equipamentos de Informática TOTAL

DE

DEPRECIAÇÕES

AQUI-

ACUMU-

DUAL

DUAL

SIÇÃO

LADAS

2012

2011

(256) 1.215 (5) 17 (5) 12 (2.146) 9.242 (8.597) 61.187

597 17 14 7.168 64.174

1.471 22 17 11.388 69.783 40

(11)

35 (15) 82.757 (11.035)

RESI-

29 20 71.722

DESCRIÇÃO

2012

2011

Imposto de Renda (IR) Custo atribuído ao ativo imobilizado

15.614 15.614

20.560 20.560

Alíquota de IR Total de débito de imposto de renda

25% 3.904

25% 5.140

15.614 15.614 9% 1.405

20.560 20.560 9% 1.850

5.309

6.990

RESI-

33 25 72.028

Contribuição Social (CS) Custo atribuído ao ativo imobilizado Alíquota de CS Total de débito de contribuição social TOTAL DE IR E CS DIFERIDOS PASSIVO

NOTA 8. FORNECEDORES - A composição é a seguinte: DESCRIÇÃO Fornecedores nacionais

As taxas de depreciação foram atribuídas a cada um dos bens conforme o respectivo prazo de vida útil. No exercício de 2012 os principais bens integrantes do Ativo Imobilizado foram mensurados ao valor justo, o qual foi considerado como custo atribuído, em conformidade com o disposto na NBC TG 1000, baseados em laudos de avaliação de especialistas. NOTA 7. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DIFERIDOS - O montante registrado a título de Impostos Diferidos passivos são reconhecidos para fazer frente à realização das temporárias,

2012

2011

779

782

Os saldos são decorrentes das operações normais da empresa, e tem previsão de vencimento nos próximos de 30, 60 e 90 dias, e encontram-se em processo normais de pagamento. NOTA 9. IMPOSTOS, TAXAS E CONTRIBUIÇÕES DIVERSAS - O saldo em dezembro de 2012 e 2012 respectivamente está assim composto:

2012

2011

217 73 11 143 30 0 2 0 0 2 12

228 60 5 142 40 54 251 206 117 2 0

490

1.105

NOTA 10. INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Os empréstimos tomados são reconhecidos pelos valores originais, acrescidos das correções, variações e juros. Os detalhes identificativos das mesmas, incluindo as garantias prestadas discriminam-se como segue: INSTITUIÇÃO FINANCEIRA

TIPO FINANCIAMENTO

Bco. Itaú Bco. HSBC Bco. Itaú Bco. HSBC Bco. HSBC Bco. HSBC Bco. Itaú Bco. Itaú Bco. Itaú Bco. Itaú Bco. Itaú

Leasing Guindaste Financ. Veículo Leasing Guindaste Leasing Plataforma Financ. Veículo Leasing Guindaste Leasing Guindaste Leasing Guindaste Leasing Guindaste Leasing Guindaste Leasing Guindaste

CIRCULANTE 2012

NÃO CIRCULANTE 2012

CIRCULANTE 2011

NÃO CIRCULANTE 2011

558 5 1.252 40 192 600 2.288 188 101 45 448

308 0 492 0 0 300 7.184 250 135 64 551

696 32 1.261 53 288 600 2.288 0 0 0 0

364 5 1.751 40 192 900 9.920 0 0 0 0

5.717

9.284

5.217

13.172

TOTAL

PERÍODOS

223 8.353

950

30.621

10.206

(1.954)

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA - (MÉTODO INDIRETO) Em Milhares de Reais

RESERVAS DE LUCROS Reserva Ajustes de de Avaliação RESERVA Lucros a PatriPrejuízos LEGAL Realizar monial Acumulados

(960)

(1.178) (275) (369) (469) (64)

IR E CS CORRENTES

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 Em Milhares de Reais

EVENTOS

(31.444) 11.384

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

(As notas explicativas integram o conjunto das demonstrações contábeis)

CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO

13

JUÍZO DE DIREITO DA DÉCIMA NONA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ. EDITAL DE CITAÇÃO DE THEREZINHA DE JESUS MEIRELES COUTINHO FERREIRA (CPF/MF: 787.668.859-49), COM PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS. FAZ SABER, a quantos o presente edital virem ou deles tiverem conhecimento que neste Juízo da 19ª Vara Cível de Curitiba/PR, sito à Av. Cândido de Abreu, 535, 10° andar, Centro Cívico, tramitam os autos de AÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO PELO RITO SUMÁRIO, registrada sob n° 1030913.2010.8.16.0001, movida por ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA PIO XII, entidade civil sem fins lucrativos, inscrita no CNPJ/MF sob o no 76.713.643/0001-44 e NOVA PARANAENSE ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÃO LTDA, inscrita no CNPJ/MF nº 76.647.106/0001-43, ambas com sede nesta Capital, na Rua Fernando Simas, nº 488 e Requerida THEREZINHA DE JESUS MEIRELES COUTINHO FERREIRA, brasileira, viúva, do lar, portadora da Cédula de Identidade RG sob nº 1.098.554-PR e CPF/MF 787.668.859-49, residente na Rua Padre Arnaldo Janssen, nº 182-Cajuru-Curitiba-PR. RESUMO DA INICIAL: “A autora NOVA PARANAENSE ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÃO LTDA na condição de detentora dos direitos do local para jazigo identificado abaixo, e a Autora ASSOCIAÇÃO RELIGIOSA PIO XII, na condição de proprietária do Cemitério Parque Iguaçu, nesta Capital, celebraram com a Ré, “Contrato de Concessão Onerosa de Jazigo” (verso da Promessa de Cessão) (doc.7), outorgando-lhe o direito de uso dos jazigos a seguir discriminado: Contrato nº 911524, quadra XX, jazigo 909. Ocorre que a Ré deixou de cumprir as obrigações do referido Contrato referente aos exercícios 2005 - 2007 - 2008 - 2009, não pagando as taxas de administração e manutenção inclusive com a Notificação Extrajudicial, com isso não restou outra alternativa senão a Rescisão do Contrato. As autoras pretendem através da presente ação, rescindir o “Contrato de Concessão Onerosa” celebrado com a Ré a fim de que seja restabelecido o seu direito de conceder a outrem referido jazigo. A conduta da Ré configura claramente o inadimplemento contratual, pois referido concessionário é devedor da taxa anual de administração há 04 (quatro) anos, descumprindo o avençado entre as partes, ensejando a rescisão do contrato, de acordo com a cláusula 11ª do Contrato de Concessão Onerosa de Jazigo e Cláusula XXIII do Regulamento Interno do Cemitério. O inadimplemento é motivo ensejador da rescisão contratual, conforme o disposto no art . 475 do Código de Processo Civil. Requer: a) a V. Exa. A citação da Ré, no endereço acima mencionado, por Oficial de Justiça, para querendo, comparecer a audiência de conciliação, a ser designada por este r. Juízo, oportunidade em que deverá apresentar sua defesa, sob pena de, em não comparecendo ou não apresentando defesa, incorrer nos efeitos da revelia. b) Apresentada ou não defesa, deverá a presente ação, ao final, ser julgada inteiramente procedente, determinando-se a rescisão do “Contrato de Concessão Onerosa de Jazigo”, com o retorno do referido jazigo ao pleno domínio das Autoras, por conseguinte, autorizando-as a proceder a exumação dos restos mortis porventura existentes no mesmo, preenchidas as devidas formalidades legais, sendo posteriormente encaminhados para outro local ou cemitério indicado pela Ré ou, se inexistente impossível tal indicação, para outro local de escolha das Autoras, que atenda as normas pertinentes, dentro do próprio Cemitério Parque Iguaçu. b) A condenação da Ré ao reembolso às Autoras de todas as custas e despesas que as mesmas vierem a ter, com tais exumação e traslado, bem como nos ônus de sua sucumbência, com a imposição de pagamento de honorários advocatícios aos patronos das Autoras e reembolso de custas e despesas processuais . c) Protestam as Autoras pela produção das seguintes provas: a) depoimento pessoal da Ré, sob pena de confesso; b) oitiva da seguinte testemunha: Fabíola de Oliveira Favaro, brasileira, solteira, portadora da C.l. RG n. 5.428.896-4/PR e inscrita no CPF/MF sob o n. 877.433.709-25, residente na Rua Joana Z. Kurek, n. 101, São Brás- Curitiba, CEP: 82310-220, que deverá ser intimada por este r. Juízo, através de carta; c) requisição e juntada de novos documentos, caso seja necessário Nestes termos, dando-se à presente o valor de R$ 5.277,90 (cinco mil, duzentos e setenta e sete reais e noventa centavos) em 30/10/2009 . Carlos Alberto Pessoa Santos Junior- OAB/SP 267-390 DESPACHO DE FL. 42: “1- Trata-se de lide cujo valor não excede e sessenta salários mínimos, impondo-se o procedimento sumário. Assim, para audiência, a que deverão comparecer pessoalmente as partes, designo os dia 11/08/2010, às 14:00 horas (CPC, art. 277). 2. Nessa ocasião será tentada a conciliação e a parte ré, não obtida esta, poderá apresentar resposta, acompanhada de documentos e rol de testemunhas (CPC, art. 278, caput), desde que o faça por intermédio e acompanhado de advogado. 2. Não se obtendo conciliação, seguir-se-á, sendo o caso, instrução e julgamento , designando-se outra data para tanto, se necessário for (CPC, art. 278,§ 2º) 4. Cite-se (e intime-se) a parte ré, ficando ela ciente de que seu não comparecimento à audiência, ou sua presença sem oferta de defesa, por intermédio e acompanhada de advogado, implicará, sendo o caso (CPC, art. 320), na presunção de que admitiu como verdadeiros os fatos afirmados pela parte autora (CPC, arts. 277, § 2º, 285 e 319). 5. Intimem-se. Curitiba, 04 de março de 2010. Diego Santos Teixeira- Juiz de Direito Substituto.” DESPACHO DE FL. 101: “Considerando as sucessivas designações de audiência de conciliação, que se revelaram frustradas por falta de citação, converto o procedimento em ordinário[...] Cumpre, então, seja adequado o mandado de citação ao procedimento ordinário. Cite-se por edital, renovando as diligências necessárias. Mesmo prazo. Curitiba, 24/04/ 2012. Diego Santos Teixeira- Juiz de Direito Substituto.””. FICA, através deste edital, devidamente CITADA, a RÉ, para querendo oferecer contestação, através de advogado, no prazo legal de 15 (quinze) dias, contados do transcurso do prazo deste edital, sob pena de revelia e confissão. E assim não o fazendo, presumir-se-ão aceitos, como verdadeiros, os fatos afirmados pelo autor, (artigos 285 e 319 do CPC). O presente edital será publicado e afixado na forma da lei, para que chegue ao conhecimento de todos e ninguém possa no futuro alegar ignorância. Desta forma, deverá ser publicado e afixado no lugar de costume. DADO E PASSADO nesta Cidade de Curitiba - Capital do Estado do Paraná. Curitiba, 15 de abril de 2013. (a)FERNANDO PEREIRA DE FREITAS. Escrevente Juramentado.Portaria 215/ 2012. Por ordem da MM Juiz.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ – COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – FORO CENTRAL DE CURITIBA. 3ª VARA CÍVEL DE CURITIBA – PROJUDI – Rua Cândido de Abreu, 535 – Centro Cívico Curitiba/PR. Autos nº 0002366-37.2013.8.16.0001. Processo: 0002366-37.2013.8.16.0001. Classe Processual: Procedimento Ordinário. Assunto Principal: Propriedade. Valor da Causa: R$ 14.000,00. Autor(s): Aldo José Parzianello (CPF/CNPJ: 066.975.0001-00) Rua Coronel Inácio Taborda Ribas, 750 ap. 1701 – CURITIBA/PR. Réu(s) Espaço Nobre Empreendimentos Imobiliários Ltda (CPF/CNPJ: 76.628.114/0001-42) Rua Mato Grosso, 101 – CURITIBA/PR. Edital de citação terceiros interessados, ausentes, incertos e desconhecidos, para contestarem, no prazo de QUINZE DIAS, a contar do vigésimo primeiro dia da primeira publicação deste, a ação de USUCAPIÃO acima nominada, referente ao Vaga nº 27-A (vinte e sete-a), numerada na parede e demarcada no piso com capacidade para estacionar um automóvel de passeio de porte médio e é a sexta a contar da esquerda de quem se coloca na rua Padre Anchieta, com área construída exclusiva de 12,02m2, área construída comum de 5.37m2, totalizando a área construída de 17,39m2 da Garagem Padre Anchieta, sito à Rua Joaquim Inácio Taborda Ribas sob nº750, nesta Capital”, ficando cientes de que não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos articulados pelo(s) autore(s) de conformidade com os artigos 285 e 319 do CPC. Curitiba, 19 de março de 2013. Eu (a) Fernanda Rodrigues Guides, Analista Judiciário, digitei e subscrevi. (a) ALINE KOENTOPP – Juíza de Direito Substituta.

ATIVO

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

NOTA 11. DESTINAÇÕES PROPOSTAS Reserva Legal - Constituída com a aplicação de 5% sobre o Lucro Líquido nos termos do artigo 193 da Lei nº 6.404/ 76. Dividendos Propostos - Constituído com a aplicação de 25% e 21% sobre o Lucro Líquido referente aos dividendos mínimos obrigatórios e dividendos adicionais respectivamente, nos termos do Estatuto Social. Os dividendos foram calculados conforme segue: DESCRIÇÃO

2012

Lucro líquido do exercício Reserva legal (5%) Base para o cálculo dos dividendos mínimos Dividendos mínimos obrigatórios (25%) Dividendos adicionais propostos (76%) Total dos dividendos a pagar (Passivo Circulante) Dividendos por ação

14.479 (724) 13.755 (3.439) (11.061) (14.500) 0,47

Após a destinação da reserva legal e dos dividendos mínimos obrigatórios, por proposta do conselho de administração a ser aprovada em Assembléia Geral Ordinária, foram destinados os saldos remanescentes dos lucros acumulados para a Reserva de Lucros a Realizar, no montante de 2.890 Mil em 2012 (R$ 3.635 Mil em 2011), em consonância com o disposto no art. 197 da Lei nº 6.404/76. NOTA 12. TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS INVESTIMENTOS EM COLIGADAS E CONTROLADAS A companhia não possui investimentos em coligadas e controladas. CONTROLADORA - A companhia é controlada pela empresa Passaúra Participações S.A. PARTES RELACIONADAS - No exercício não foram realizadas transações entre partes relacionadas. NOTA 13. CAPITAL SOCIAL - O Capital Social, totalmente integralizado esta representado por 30.621.017 (trinta

milhões) de ações com valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma, pertencente inteiramente a acionistas domiciliados no país. A companhia está propondo distribuir a seus acionistas a título de dividendos o montante de R$ 14.500 mil. NOTA 14. SEGUROS - Os valores segurados são determinados e contratados com bases técnicas e são considerados suficientes para a cobertura de eventuais perdas decorrentes de sinistros com bens do ativo e de responsabilidade civil.

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Ilmo. Srs. DIRETORES E ACIONISTAS da IRMÃOS PASSAÚRA LOCAÇÕES S.A. Curitiba - PR Examinamos as demonstrações contábeis individuais da IRMÃOS PASSAÚRA LOCAÇÕES S.A., que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2012, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS A Administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações contábeis da Instituição para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da companhia. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião com ressalvas. BASE PARA OPINIÃO COM RESSALVA SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Valor Recuperável dos Ativos No exercício com ressalvas de 2012 a companhia não realizou o teste de recuperabilidade disposto no CPC 01 – Redução ao Valor Recuperável de Ativos, para constituição de eventual provisão para perdas sobre os ativos da companhia registrados nas Contas a Receber de Clientes, Adiantamentos a Terceiros e Estoques, não sendo possível quantificar os eventuais efeitos na Demonstração do Resultado do Exercício e Patrimônio Líquido de 31 de dezembro de 2012. Provisão para Contingências Passivas Não estão reconhecidas nas demonstrações contábeis as provisões para contingências trabalhistas, relativas às ações judiciais em andamento movidas contra a Companhia, no montante aproximado de R$ 75 mil, conforme relatório dos assessores jurídicos. OPINIÃO COM RESSALVAS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Em nossa opinião, exceto quanto aos possíveis efeitos decorrentes do mencionado no parágrafo Base para Opinião com Ressalva sobre as Demonstrações Contábeis, as demonstrações contábeis referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da IRMÃOS PASSAÚRA LOCAÇÕES S.A., em 31 de dezembro de 2012, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. OUTROS ASSUNTOS Tributário Nas suas transações correntes, a Companhia é contribuinte de impostos diretos e indiretos e, como tal, está sujeita à confirmação da regularidade de seus procedimentos e informações prestadas, inclusive prejuízos fiscais acumulados, por parte das autoridades fiscalizadoras competentes, observados os prazos prescricionais, inclusive quanto as suas transações, a qualquer título, realizadas entre as empresas ligadas e demais partes relacionadas. Auditoria dos Valores Correspondentes ao Exercício Anterior Os valores correspondentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, apresentados para fins de comparação, não foram anteriormente auditados por outros auditores independentes. Curitiba, 05 de abril de 2013. MÜLLER & PREI AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-PR Nº 6.472/O-1

ELIANE SCOTO DE FREITAS CONTADORA CRC-PR Nº 038.367/O-9

IRMÃOS PASSAÚRA LOCAÇÕES S.A. Curitiba - PR

Pesquisa desvenda genoma de peixe 'pré-histórico' Depois, quando descobriram que não, foi apelidado de "fóssil vivo", por causa de sua morfologia pré-histórica - em especial, das nadadeiras, que conservam dentro delas uma forma rudimentar de braço e antebraço. Especulou-se que ele seria o parente vivo mais próximo do ancestral comum entre peixes e tetrápodes, os animais terrestres de quatro membros (incluindo nós, seres humanos) que saíram da água e conquistaram a terra entre 300 e 400 milhões de anos atrás. Apesar dos muitos fósseis disponíveis, faltavam informações genéticas para tirar a dúvida. Agora não faltam mais. Em um trabalho publicado nesta quinta-feira, 18, na revista Nature, pesquisadores de vários países (incluindo o Brasil) apresentam uma análise do genoma do celacanto, um peixe estranho e muito raro que pouco mudou nos últimos 300 milhões de anos - não só do ponto de vista morfológico, mas também genético, segundo o estudo. Os resultados indicam que os genes do celacanto estão evoluindo (mudando) numa taxa bem inferior à dos tetrápodes em geral. "Ele também mudou, mas muito menos do que nós, por exemplo", disse a pesquisadora Jessica Alfoldi, do Instituto Broad (uma parceria entre o MIT e a Universidade Harvard), que é uma das autoras principais do trabalho. "Por isso ele se parece mais com os ancestrais dele do que nós parecemos com os nossos." Outra conclusão, baseada numa comparação entre o genoma do celacanto e de várias outras espécies de vertebrados, é que ele não é o parente vivo mais próximo dos tetrápodes, mas sim os peixes pulmonados, um grupo seleto de peixes parecidos com enguias que possuem pulmões e respiram ar na superfície, em vez de extrair oxigênio da água. Um exemplo é a piramboia, que ocorre no Brasil. Segundo o trabalho, os peixes pulmonados são (por pouco) mais próximos geneticamente dos tetrápodes, apesar de se parecerem menos com eles anatomicamente do que o celacanto. O que não é nenhum demérito ao celacanto, que continua sendo o melhor modelo vivo disponível para estudo da origem dos tetrápodes, segundo o pesquisador brasileiro Igor Schneider. "Os pulmonados são mais próximos de nós, mas o celacanto é muito mais informativo no que diz respeito à evolução dos membros", afirma Schneider, que participou da pesquisa como pós-doutorando no laboratório do paleontólogo Neil Shubin, na Universidade de Chicago, e agora está de volta a sua terra natal, na Universidade Federal do Pará.

editais19-4-13  

editais19-4-13