Issuu on Google+

10

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| Segunda-feira, 28 de maio de 2012 |

PREFEITURA DE COLOMBO ESTADO DO PARANÁ Extrato da Ata de Registro de Preços Processo 1097900/2011 Licitação Pregão Presencial n.° 39/2012 Ata de 157/2012 Valor Total R$ 7.680,00 (sete mil seiscentos e oitenta reais). Objeto Aquisição através de Sistema de Registro de Preços de óleos lubrificantes, fluídos e graxas para manutenção dos veículos da Prefeitura de Colombo. Contratante Município de Colombo/ - Diversas Secretarias Contratado Ingrax Indústria e Comércio de Graxas - CNPJ n.º 77.575.330/0001-30 Preços Registrados Encontram-se a disposição no Setor de Contratos, sito à Rua XV de Novembro, n°. 105, Centro Colombo/PR ou pelo site www.colombo.pr.gov.br no link licitações. Vigência Data Assinatura

17 de maio de 2012 a 16 de maio de 2013. Colombo, 17 de maio de 2012. Secretaria Mun. Administração Rita de Cássia Camargo Gonçalves, Secretaria Mun.Fazenda Maria Amélia Camargo, Secretaria Desenv.Urbano/Habitação Milton Peter Hopker, Secretaria Mun. Obras/ Viação Moacir José Kretschmer, Secretaria Mun.Turismo Cícero Alves da Silva; Secretaria Mun.Saúde Ivonne Cecilia Restrepo Solano;Secretaria Mun.Educação/Cultura/Esportes Alcione Luiz; Secretaria Mun. Ind. Comércio,Claudia Polli Rodrigues;Secretario Mun.Ação Social e TrabalhoMyron Pereira de Almeida; Secretaria Mun.Agricultura Hortêncio Aleir Schneider;Secretaria Mun. Meio Ambiente Gilson Luis da Silva

Extrato da Ata de Registro de Preços Processo 1097900/2011 Licitação Pregão Presencial n.° 39/2012 Ata de 158/2012 Valor Total R$ 274.599,00 (Duzentos e setenta e quatro mil quinhentos e noventa e nove reais). Objeto Aquisição através de Sistema de Registro de Preços de óleos lubrificantes, fluídos e graxas para manutenção dos veículos da Prefeitura de Colombo. Contratante Município de Colombo/ - Diversas Secretarias Contratado Peruíbe Comércio de Produtos Eletro-Eletrônicos Ltda CNPJ 09.117.368/0001-09 Preços Registrados Encontram-se a disposição no Setor de Contratos, sito à Rua XV de Novembro, n°. 105, Centro Colombo/PR ou pelo site www.colombo.pr.gov.br no link licitações. Vigência Data Assinatura

17 de maio de 2012 a 16 de maio de 2013. Colombo, 17 de maio de 2012. Secretaria Mun. Administração Rita de Cássia Camargo Gonçalves, Secretaria Mun.Fazenda Maria Amélia Camargo, Secretaria Desenv.Urbano/Habitação Milton Peter Hopker, Secretaria Mun. Obras/ Viação Moacir José Kretschmer, Secretaria Mun.Turismo Cícero Alves da Silva; Secretaria Mun.Saúde Ivonne Cecilia Restrepo Solano;Secretaria Mun.Educação/Cultura/Esportes Alcione Luiz; Secretaria Mun. Ind. Comércio,Claudia Polli Rodrigues;Secretario Mun.Ação Social e TrabalhoMyron Pereira de Almeida; Secretaria Mun.Agricultura Hortêncio Aleir Schneider;Secretaria Mun. Meio Ambiente Gilson Luis da Silva

GARANTIA PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO DE BENS LTDA. CNPJ/MF Nº 07.426.732/0001-97 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA DE QUOTISTAS. Atendendo ao disposto no artigo 1078 do Código Civil Brasileiro, ficam convocados os sócios desta sociedade, para se reunirem em Assembleia de Quotistas a ser realizada às 09:00 horas do dia 29 (vinte e nove) de junho de 2012, na sede social da sociedade, na Avenida Cândido de Abreu, nº 140, cj 204, na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná, para tomarem conhecimento e deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:1 - Tomar as contas dos administradores e deliberar sobre o Balanço Patrimonial e o de Resultado Econômico; 2- Outros assuntos de interesse da sociedade.Atendendo ainda ao disposto no § 1º, do artigo 1078, do Código Civil Brasileiro, a administradora, no cumprimento de suas atribuições, informa que os documentos referidos no item 1 (um) desta convocação estão à disposição dos sócios na sede da sociedade. Curitiba, 23 de maio de 2012. GARANTIA PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO DE BENS LTDA - ANDREA HILGENBERG. Administradora.

PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA QUINTA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - ESTADO DO PARANÁ UBIRAJARA BINHARA Escrivão EDITAL DE CITAÇÃO DOS RÉUS AUSENTES, INCERTOS, DESCONHECIDOS E EVENTUAIS INTERESSADOS. A Doutora Thais Macorin Carramaschi De Martins, MM Juíza de Direito Substituta desta Quinta Vara Cível, faz saber a todos, quanto ao presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que este Juízo da Quinta Vara Cível, se processam os termos da ação de Usucapião, autuados sob nº. 3795765.2010.8.16.0001, em que é requerente Josafat Kociolek e outro e requerido Florito de Oliveira Maciel, e por este CITAR - com o prazo de 20 (vinte) dias, contados da primeira publicação deste - os réus ausentes, incertos, desconhecidos e eventuais interessados - dos termos da presente ação, podendo no prazo de 15 (quinze) dias, contestar a ação, sob a advertência de que não sendo contestada, presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos articulados pelo requerente, relativo ao imóvel a seguir transcrito: “Parte do lote de indicação fiscal nº. 53-009-080.000-7 distante 77,36m da Rua Antonio Costa (N418D), medindo 12,34m de frente para o Acesso Particular; do lado direito de quem do Acesso Particular olha o imóvel mede 57,55, onde confronta com Julia Ferreira dos Santos, do lado esquerdo mede 60,22m, onde confronta com Maria Barbosa Gaspar e na linha de fundos mede 7,75m onde confronta com Parque das Pedras I CD BL 5B1, fechando o perímetro e perfazendo uma área de 578,26m², com benfeitorias sendo uma casa em alvenaria com 122,90m².” Sob minuta apresentada. Da-se o valor da causa R$15.000,00 (quinze mil reais). E para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam no futuro alegar ignorância, mandou expedir o presente que será publicado e afixado na forma da lei. Dado e Passado nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos 07 de novembro de 2011. Eu, (a) (UBIRAJARA BINHARA), Escrivão que o subscrevi e assino por ordem do MM. Juiz de Direito - Portaria nº. 001/87. (A) UBIRAJARA BINHARA Escrivão Por ordem do MM. Juiz de Direito.

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SÃO JOSÉ DOS PINAIS – CARTÓRIO DO 1º REGISTRO DE IMÓVEIS – EDITAL – MARISE PEREIRA VOSGERAU – OFICIAL DESIGNADA DO 1º SERVIÇO REGISTRAL DE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS-PR – INTIMA GISELE AMORIM DA SILVA – CI 7.606.090-8-Pr. CPF/MF 041.234.939-63, endereço Antonio Setim n. 76 – nesta Cidade e, DIRCELENA DE SOUZA GUSMÃO EDUARDO – CI 4.565.414-1-Pr. CPF/MF 779.138.419-15, endereço rua Antonio Peniche de Moura n.598 – planta Santa Thereza – nesta Cidade – (que deixaram de ser intimadas nos endereços acima por estarem ausentes nas datas das diligências, conforme certidão exarada em 24 de abril de 2012 do Cartório de Títulos e Documentos desta Cidade)- para que no prazo de quinze (15) dias, contados da ultima publicação do presente edital, compareçam na Serventia Extrajudicial do Primeiro Registro de Imóveis desta Comarca, com endereço na rua Visconde do Rio Branco n. 1681 – Nesta Cidade – Centro, no horário das 8:30 as 11:00 e das 13:00 as 17:00 horas. – para efetuarem o pagamento relativos as parcelas vencidas e as que vencerem até a data do pagamento, os juros convencionais, as penalidades e os demais encargos contratuais, os encargos legais, inclusive tributos, além das despesas de cobrança e intimação, nos moldes contratuais, os encargos legais, inclusive tributos, além das despesas de cobrança e intimação, nos moldes do disposto no parágrafo 1º do art. 26 da Lei 9514/97, sendo que o valor em atraso, atualizado até a data de 07 de março de 2012 correspondente a R$22.659,01. –O presente edital é publicado três vezes consecutivos, após a última publicação e transcorrido o prazo acima e não tendo as intimadas efetuado o pagamento do saldo devedor do financiamento, a requerimento do credor será promovido o registro da consolidação da propriedade (lote 358 quadra 25 – planta Santa Thereza sito na Borda do Campo – nesta Cidade objeto da matrícula n. 4589) e conseqüente transferência do domínio em nome do credor fiduciário Cooperativa de Credito dos Empresários da Grande Curitiba e Campos Gerais – Sicoob Sul.- São José dos Pinhais - Pr, 07 de maio de 2012. (a) Marise Pereira Vosgerau – Oficial Designada.

EDITAL DE CITAÇÃO DE LUIZ PEREIRA NEVES JUNIOR, COM O PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS. A Doutora RENATA ELIZA FONSECA DE BARCELOS COSTA, MMa. Juíza de Direito Substituta da Secretaria da Décima Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital, ou dele tiverem conhecimento, que tramitam por este Juízo e Cartório da Décima Secretaria do Cível os autos da AÇÃO DE REINTEGRAÇÃODE POSSE COM PEDIDO DE LIMINAR, autuada sob o n.º 1086/2009, em que é requerente PANAMERICANO ARRENDAMENTO MERCANTIL S/A e requerido LUIZ PEREIRA NEVES JUNIOR,por meio do qual LUIZ PEREIRA NEVES JUNIOR, brasileiro, inscrito no CPF/MF sob o nº 049.576.269-52,atualmente em lugar incerto e não sabido,para, no prazo de 15 (quinze) dias, contados a partir do término do prazo do edital (vinte dias), responder a presente ação, sob pena de não o fazendo presumirem-se como verdadeiros os fatos articulados na inicial, tipificando-se a revelia do demandado, então confesso (CPC, arts. 285 e 319).Tudo de conformidade com o despacho de fl. 122, a seguir: “Defiro a citação de Luiz Pereira Neves Junior por edital, conforme requerido às fls. 120, diante das várias tentativas infrutíferas de localizá-la. A autora deverá apresentar a minuta, conforme determina o CN 5.4.3.1, no prazo de 05 dias. Após, expeça-se edital, com prazo de 20 dias. DADO E PASSADO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos vinte e três dias do mês de abril do ano de dois mil e doze. Eu (a) Suellen Blanchet Nascimento Ristow, Supervisora de Secretaria, o digitei e subscrevi. RENATA ELIZA FONSECA DE BARCELOS COSTA Juíza de Direito Substituta.

Extrato de dispensa de licitação. Processo Nº: 1114957 Dispensa 41/2012. Partes: Município de Colombo/PR, Bazzaneze Auditores Independentes S/S Objeto: Contratação de empresa especializada em Auditoria Independente para acompanhar e auditar o Sorteio de Prêmios a ser realizado pela Prefeitura Municipal de Colombo com o objetivo de implementar o aumento na arrecadação do IPTU 2012. Valor: O valor máximo da dispensa será de R$ 1.600,00 (hum mil e seiscentos reais). Embasamento Legal: Artigo 24 - Inciso II - Lei nº. 8.666/93. Data 25/05/2012

Extrato de dispensa de licitação. Processo Nº: 1113787 Dispensa 42/2012. Partes: Município de Colombo/PR, Gravametal Fotogravação Ltda Objeto: Contratação de empresa de prestação de serviço de confecção de placa de aço inox para a identificação das obras inauguradas pela Prefeitura. Valor: O valor máximo da dispensa será de R$ 7.200,00 (sete mil e duzentos reais). Embasamento Legal: Artigo 24 - Inciso II - Lei nº. 8.666/93. Data 25/05/2012

Aviso de Licitação Edital – Pregão Presencial Nº. 067/2012 Objeto: Contratação de empresa especializada no fornecimento de kits de lanche, através do SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, para atender aos servidores que estarão de plantão nas campanhas de vacinação coordenadas pela Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Colombo, conforme quantidades e especificações constantes do TERMO DE REFERÊNCIA (ANEXO VII) que integra o presente Edital. Data: 12 de junho de 2012, Às 09:00 Horas. Local de Abertura: Prefeitura de Colombo, edifício sede, situado na Rua XV de Novembro, 105, Colombo, Paraná. Preço Máximo: Constante no Edital. Critério de Julgamento: Menor Preço Global. Informações Complementares poderão ser obtidas na Secretaria Municipal da Administração, sito a Rua XV de Novembro Nº. 105, Centro, Colombo Paraná, ou pelos fones: (041) 3656–8002 Ou 3656–8112 ou pelo site: www.colombo.pr.gov.br. Colombo, 23 de maio de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Aviso de Licitação Edital - Pregão Presencial Nº. 068/2012 Objeto: Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de vigilância desarmada para as Unidades de Ensino atendidas pela Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Esportes, incluindo o fornecimento de uniformes e equipamentos necessários para a prestação de serviços, conforme quantidades e especificações constantes do Termo de Referência (Anexo V), que integra o presente Edital. Data: 14 de junho de 2012, Às 09:00 Horas. Local de Abertura: Prefeitura de Colombo, edifício sede, situado na Rua XV de Novembro, 105, Colombo, Paraná. Preço Máximo: Constante no Edital. Critério de Julgamento: Menor Preço. Informações Complementares poderão ser obtidas na Secretaria Municipal da Administração, sito a Rua XV de Novembro Nº. 105, Centro, Colombo Paraná, ou pelos fones: (041) 3656-8002 Ou 3656-8112 ou pelo site: www.colombo.pr.gov.br. Colombo, 25 de maio de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

EDITAL DE CITAÇÃO- PRAZO DE 30 DIAS. PODER JUDICIARIO ESTADO DO PARANA COMARCA DA REGIAO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO CENTRAL JUIZO DE DIREITO DA DECIMA SETIMA VARA CIVEL. JOAO CARLOS KORMANN ESCRIVAOO DOUTOR AUSTREGÉSILO TREVISAN, MM. JUIZ DE DIREITO DA 17ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CURITIBA, ESTADO DO PARANÁ, FAZ SABER, a todos quantos o presente virem ou dele tiverem conhecimentos, que tramitam os autos de Ação Monitória sob N°: 0024593-26.2010.8.16.000, em que é AUTOR: ADMINISTRADORA EDUCACIONAL NOVO ATENEU S/S LTDA e Requerido: OSMAR BISPO SANTOS SR. OSMAR BISPO SANTOS Pelo presente fica Vossa Senhoria CITADO da existência da Ação MONITÓRIA, sob n°. 0024593-26.2010.8.16.0001, em que é requerente ADMINISTRADORA EDUCACIONAL NOVO ATENEU S/S LTDA., em trâmite perante este Juízo, para que tome conhecimento dos termos da presente ação, bem como no prazo de 15 (quinze) dias pague a importância devida no valor de R$ 6.065,26 (seis mil e sessenta e cinco reais e vinte e seis centavos) (26/04/2010), acrescido de juros e correção monetária, ou, no mesmo prazo, apresente embargos, sob pena de não o fazendo no prazo estabelecido, constituir-se-á de pleno direito título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em executivo, nos termos do artigo 1.102c, do Código de Processo Civil. “No caso de adimplemento voluntário estará isenta de custas e honorários”. Para completa ciência de Vossa Senhoria, segue adiante o despacho proferido pelo MM. Juiz de Direito, conforme despacho de fis. 33: “I - O presente feito está de acordo com os requisitos do artigo 1102a do Código de Processo Civil, havendo prova escrita sem eficácia de titulo executivo. II - Expeça-se mandado de pagamento à parte requerida, que deverá cumpri-lo em 15 dias, ou oferecer embargos (artigos 1102b e 1102c do CPC). No silêncio da parte requerida constituir-se-á, de pleno direito, o título executivo judicial. IIIDiligências necessárias.” Curitiba, 18 de Maio de 2012. Eu, (A) Empregado Juramentado, o digitei e subscrevi. (A) Austregésilo Trevisan Juiz de Direito.

PODER JUDICIARIO DO ESTADO DO PARANÁ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBAFORO CENTRAL DE CURITBA- 2° VARA DE FAMILIA DE CURITBA- PROJUDI. EDITAL COM PRAZO DE VINTE DIAS PARA INTIMAÇÃO DE ELIZEU DOS SANTOS. A Exma. Sra. Dra. JOSEANE FERREIRA MACHADO LIMA, MM. Juíza de Direito da 2° Vara de Família, Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, na forma da lei. FAZ SABER a quem conhecimento deste haja pertencer, que por este Juízo e Cartorio da 2° Vara de Família, Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, se processam os autos n°0000543-64.2009.8.16.0002 de ORDINARIA DE DIVORCIO, em que é Requerente MARISTELA ALICE ALMEIDA DOS SANTOS e Requerido ELIZEU DOS SANTOS. Sendo o presente objeto de intimação do requerido Sr. Elizeu dos Santos, para que fique ciente, em cumprimento ao artigo 229 do Código de Processo Civil, que no dia 05/07/2011, ás 13h, na pessoa de Severina Pereira dos Santos, em que bem ciente ficou aceitando a contra-fé, foi citado pelo Sr. Oficial de Justiça deste Juízo de todos os termos do processo supracitado, para, querendo, no prazo de 15(quinze) dias, apresentar resposta mediante advogado habilitado nos autos, advertindo-lhe de que a falta de contestação implicara presunção de que admitiu como verdadeiros os fatos afirmados pelo autor (CPC, arts.285 e 319). Despacho de seq.24.1: “Autos n°0000543-64.2009.8.16.0002 Anote-se o instrumento de substabelecimento de seq.23.1 Considerando que o réu foi citado por hora certa (seq.1.85) e, posteriormente, não foi devidamente cientificado (seq.17.1), intime-se-o, por edital. Prazo de vinte dias. Curitiba, 23 de abril de 2012. (a) JOSEANE FERREIRA MACHADO LIMA – Juíza de Direito.” E para que ninguém possa alegar ignorância, se passou o presente edital e copias de iguais teores, que serão afixados no lugar de costume e publicados na imprensa desta Capital para intimação de ELIZEU DOS SANTOS. Dado e passado nesta Cidade e Comarca de Curitiba, Capital do estado do Paraná, aos 07 de maio de 2012. Eu (a) escrivão e/ou emp. Juramentado (a), digitei e subscrevi. JOSEANE FERREIRA MACHADO LIMA JUIZA DE DIREITO.

JUIZO DE DIREITO DA SETIMA VARA CIVEL. Dra Katya Araujo Carollo - Escrivã. Eduardo Mattana Carollo- E. Juramentado. Carlos Ostrowski – E. Juramentado. EDITAL DE CITAÇÃO DE EMILY CAR, ATRAVES DE SEU REPRESENTANTE LEGAL E LINEU DE PAULA, COM O PRAZO DE 30(TRINTA) DIAS, NA FORMA ABAIXO: Edital de Citação de EMILY CAR, através de seu representante legal, inscrita no CNPJ/MF. Sob n°.07.557.787/0001-36 e LINEU DE PAULA, inscrito no CPF/MF. Sob n°.157.599.709-68, ambos atualmente em lugar incerto, para contestarem, querendo por intermédio de advogado, no prazo de 15(quinze) dias, contados após o decurso do prazo do edital, sob pena de revelia, a Ação DECLARATORIA-ORDINARIA, sob n°.220/2008, que tramita na 7° Vara Civel de Curitiba, sito na Av. Candido de Abreu, 535, 4°. Andar, Centro Cívico, movida por VICTOR HUGO DRUCIAK SOSA e CARLOS MARIA SOSA contra EMILY CAR e ERINEU DE PAULA, sendo que a inicial em síntese é o seguinte: “Em 01/12/2007 o 1° autor adquiriu através da re um veiculo marca VW Modelo Golf 2.0, confortiline, Ano/modelo 2000/2001, placa DCG1003, cor preta, chassi 9BWCB41JX14025042, no valor de R$33.000,00, conforme contrato n°004258. O requerente entregou a requerida como entrada e parte de pagamento o veiculo Marca VW, modelo Gol MI, placa AJU6800, ano/modelo 1997/1998, cor preta chassi 9BWZZZ377VT251716, no valor de 11.000,00. O restante do valor da transação foi financiado pelo Banco Itaú Leasing ao primeiro autor, contrato n°2917310-1. Sendo que até a presente data os autores não obtiveram a transferência de propriedade dos respectivos veiculo, não restando aos autores recorrer ao judiciário para confirmar as respectivas transações que por eles de absoluta boa fé foram concretizadas”. DESPACHO DE FLS. 177: “I. Defiro o requerimento para citação do requerido por edital. Expeça-se edital de citação, com prazo de 30(trinta) dias. II. Cientifique-se a parte de que fica condicionada a citação por edital á apresentação de minuta, no prazo de 10(dez) dias, conforme determina o Código de Normas da Corregedoria Geral da Justiça, em seu item 5.4.3.1 III. Após retirar o edital, deverá a parte autora comprovar que procedeu á publicação do mesmo em jornal local, conforme dispõe o artigo 232, III do Código de Processo Civil. IV. Intime- se. Curitiba, 27 de junho de 2011. (a)Jão Luiz Manasses de Albuquerque Filho - Juiz de Direito”. ADVERTENCIA: Não sendo contestada a ação, observado o prazo legal, presumir-se-ão aceitos pelo réu, como verdadeiros, os fatos articulados pelos autores. (art. 285 segunda parte do Código de Processo Civil). E para que chegue ao conhecimento de todos e ninguem no futuro alegue ignorância, expedi o presente edital, que será publicado e afixado no lugar de costume (art. 232, II e III). Curitiba, 05 de novembro de 2011. E Eu, (a) – Katya de Arujo Carollo – Escrivã, que o fiz digitar, conferi e subscrevo. (SOB MINUTA). (a) JOÃO LUIZ MANASSES DE ALBUQUERQUE FILHO – Juiz de Direito.

Aviso de Licitação Edital - Pregão Presencial Nº. 069/2012 Objeto: Contratação de empresa especializada para prover suporte técnico ao legado tecnológico desta municipalidade no tocante a software e hardware, administração e gerenciamento de ambientes de redes de computadores, suporte a telefonia e treinamento, conforme descrição do ANEXO VII, do edital. Data: 13 de junho de 2012, Às 09:00 Horas. Local de Abertura: Prefeitura de Colombo, edifício sede, situado na Rua XV de Novembro, 105, Colombo, Paraná. Preço Máximo: Constante no Edital. Critério de Julgamento: Menor Preço Por Item. Informações Complementares poderão ser obtidas na Secretaria Municipal da Administração, sito a Rua XV de Novembro Nº. 105, Centro, Colombo - Paraná, ou pelos fones: (041) 3656-8002 Ou 3656-8112 ou pelo site: www.colombo.pr.gov.br. Colombo, 25 de maio de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Aviso de Licitação Edital - Pregão Presencial Nº. 070/2012 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de toners e cartuchos por meio do SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, para as impressoras dos departamentos da Prefeitura de Colombo, conforme quantidades e especificações constantes do Termo de Referência (Anexo VII), que integra o Edital. Data: 15 de junho de 2012, Às 09:00 Horas. Local de Abertura: Prefeitura de Colombo, edifício sede, situado na Rua XV de Novembro, 105, Colombo, Paraná. Preço Máximo: Constante no Edital. Critério de Julgamento: Menor Preço Por Lote. Informações Complementares poderão ser obtidas na Secretaria Municipal da Administração, sito a Rua XV de Novembro Nº. 105, Centro, Colombo - Paraná, ou pelos fones: (041) 3656-8002 Ou 3656-8112 ou pelo site: www.colombo.pr.gov.br. Colombo, 25 de maio de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Adjudicação Processo Administrativo nº. 1068570 O Pregoeiro, designado pela Portaria nº. 407/2012 do Prefeito Municipal de Colombo adjudica o procedimento licitatório Pregão Presencial Nº. 056/ 2012, que tem por objeto a contratação de empresa especializada para fornecimento, através do sistema de Registro de Preços de cobertura para pontos de ônibus tipo chapéu chinês simples e duplo com estrutura de ferro e acessórios para instalação, conforme quantidades e especificações constantes do Termo de Referência (Anexo VII), que integra o Edital. PROPONENTE: 4COM COMUNICAÇÃO VISUAL LTDA-ME - Lote 001 - R$ 40.900,00 (Quarenta mil e novecentos reais); Lote 002 - R$ 85.900,00 (Oitenta e cinco mil e novecentos reais). Serviços: Constantes no edital. Prazo: O prazo de vigência do contrato será de 12 (doze) meses, a partir da data de sua assinatura, podendo ser prorrogado conforme art. 57 da Lei Federal nº 8.666/93. Condições de Pagamento: Os pagamentos serão efetuados por meio da Secretaria Municipal da Administração, com crédito em conta corrente, em até 30 (trinta) dias após a apresentação das notas fiscais emitidas dos produtos entregues, acompanhada dos documentos, conforme (Anexo IX) do edital. Colombo, 25 de maio de 2012. Dê-se publicidade; Jose Carlos Vieira Pregoeiro


| Segunda-feira, 28 de maio de 2012 |

AGRO FLORESTAL IBICUÍ S/A CNPJ/MF 78.171.188/0001-28 NIRE 4130000450-1 ATA DA 28ª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E 15ª ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DATA, HORÁRIO, LOCAL: 30 de abril de 2012, às 11:00 horas, na sede social da Companhia, na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Alfred Nobel, nº 635, CIC. QUORUM/PRESENÇAS: Acionistas representando 78,76% do capital social, conforme assinaturas apostas no "Livro de Presença de Acionistas". CONVOCAÇÃO: Edital de Convocação publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 20/04/2012 (p. 56), 23/04/2012 (p. 35) e 24/04/2012 (p. 49), e no jornal Metrópole, edições de 20/04/2012 (p. 13), 23/04/2012 (p. 16) e 24/04/2012 (p. 14) cujos jogos, sob nºs 01 e 02, autenticados pela Mesa, ficam arquivados na sede da Companhia. PRESIDENTE e SECRETÁRIO: Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt, respectivamente, aclamados pelo plenário. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, Raimar Sternadt, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti e José Eduardo Nardi. ORDEM DO DIA: (I) Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: (a) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações contábeis do exercício encerrado em 31/12/2011; e (b) Deliberar sobre o resultado do exercício social. (II) Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: (a) Deliberar sobre o cancelamento de 1.000 (uma mil) ações ordinárias nominativas da Companhia, mantidas em tesouraria, sem redução do capital social e, em consequência, alterar o caput do artigo 5º do Estatuto Social, que trata do capital social e ações da Companhia; e (b) Aprovar a consolidação do Estatuto Social da Companhia. Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: DELIBERAÇÕES: PRIMEIRA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foram aprovadas as contas da Diretoria, relativas ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2011, consubstanciadas no Relatório da Administração, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido e Demonstração do Fluxo de Caixa, publicados no jornal Diário Oficial do Estado, edição de 16.04.2012 (p. 53/55) e no jornal Metrópole, edição de 16.04.2012 (p. 13/16), cujos documentos foram dispensados de transcrição, deixando de votar os acionistas legalmente impedidos, e cujas contas estavam em julgamento. (2) A comunicação exigida pelo artigo 133 da Lei nº 6.404/1976 foi efetivada através de publicação no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 23.03.2012 (p. 50), 26.03.2012 (p. 40) e 27.03.2012 (p. 34), e no Jornal Metrópole, edições de 23.03.2012 (p. 14), 26.03.2012 (p.12) e 27.03.2012 (p. 14). SEGUNDA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes, e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi determinado que o lucro apurado no exercício de 2011, no montante de R$ 59.790.484,82 (cinquenta e nove milhões, setecentos e noventa mil, quatrocentos e oitenta e quatro reais e oitenta e dois centavos), seja destinado à constituição de reserva de lucros a realizar. Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: PRIMEIRA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovado o cancelamento de 1.000 (uma mil) ações ordinárias nominativas de emissão da Companhia, atualmente mantidas em tesouraria, sem redução do capital social. (1.1) Para refletir a redução do número de ações ordinárias nominativas da Companhia, em face do referido cancelamento, foi aprovada a alteração do caput do artigo 5º do Estatuto Social, que passa a viger com a seguinte redação: "Artigo 5o - O capital social, inteiramente subscrito e integralizado, é de R$ 21.647.264,82 (vinte e um milhões, seiscentos e quarenta e sete mil, duzentos e sessenta e quatro reais e oitenta e dois centavos), dividido em 38.324.124.290 (trinta e oito bilhões, trezentas e vinte e quatro milhões, cento e vinte e quatro mil e duzentas e noventa) ações ordinárias, todas nominativas, sem valor nominal." SEGUNDA DELIBERAÇÃO: Em decorrência da aprovação do item anterior, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a consolidação do estatuto social da Companhia, que passa a fazer parte integrante e indivisível desta Ata, como Anexo I, ficando, desta forma, dispensada a sua transcrição no corpo da presente. ENCERRAMENTO: Nada mais a tratar, a sessão foi suspensa pelo tempo necessário para a lavratura da Ata, que lida e achada conforme, foi aprovada e firmada pelos presentes, autorizada a Diretoria a extrair cópias para serem arquivadas na Junta Comercial do Paraná. Curitiba, 30 de abril de 2012. ASSINATURAS: Paulo Roberto Pizani - Presidente da Mesa; Raimar Sternadt - Secretário. ACIONISTAS: Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda. (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Imaribo S/A - Indústria e Comércio (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Paulo Roberto Pizani; e Betina Pisani. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, Raimar Sternadt, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti e José Eduardo Nardi. CERTIFICO que a presente é cópia fiel e integral da ata lavrada em livro próprio. Curitiba, 30 de abril de 2012. RAIMAR STERNADT Secretário Registrada na JUCEPAR em 16.05.2012, sob nº 20123177600 - Sebastião Motta - Secretário-Geral. ANEXO I AGRO FLORESTAL IBICUÍ S/A CNPJ/MF Nº 78.171.188/0001-28 NIRE Nº 4130000450-1 CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO Artigo 1º - A AGRO FLORESTAL IBICUÍ S/A é uma sociedade por ações, regida pelo presente estatuto e legislação vigente. Artigo 2o - A sociedade tem sede e foro na cidade de Curitiba, estado do Paraná, na Rua Alfred Nobel, 635, CEP 81170280, bairro Cidade Industrial de Curitiba - CIC, podendo a critério da Diretoria instalar e extinguir filiais, escritórios e depósitos no país ou no estrangeiro. Parágrafo Único: A sociedade manterá uma filial no município de Monte Carlo, estado de Santa Catarina, na Avenida Carlos Pisani, s/n, CEP 89618-000, com CNPJ 78.171.188/0003-90. Artigo 3o - A sociedade tem prazo de duração indeterminado. Artigo 4o - A sociedade tem por objeto: (a) exploração e comércio agrícola, pecuária, extrativa de madeiras, florestamento e reflorestamento, nas diversas modalidades, com recursos próprios, incentivados ou de terceiros; (b) participação como acionista e/ou cotista em outras sociedades. CAPÍTULO II - CAPITAL E AÇÕES Artigo 5o - O capital social, inteiramente subscrito e integralizado, é de R$ 21.647.264,82 (vinte e um milhões, seiscentos e quarenta e sete mil, duzentos e sessenta e quatro reais e oitenta e dois centavos), dividido em 38.324.124.290 (trinta e oito bilhões, trezentas e vinte e quatro milhões, cento e vinte e quatro mil e duzentas e noventa) ações ordinárias, todas nominativas, sem valor nominal. Artigo 6o - A sociedade poderá emitir ações preferenciais, respeitando o limite de dois terços do capital social, sem guardar proporção com as demais espécies de ações existentes. Parágrafo Único - As ações preferenciais não terão direito a voto, mas participarão da distribuição de dividendos em igualdade de condições, gozando de preferência no reembolso do capital em caso de dissolução, sem direito a prêmio. Artigo 7o - A sociedade poderá emitir certificados múltiplos de ações e provisoriamente cautelas representativas, que serão assinados por 02 (dois) Diretores, sendo um deles obrigatoriamente o Diretor-Presidente, permitida a chancela mecânica, conforme legislação vigente. Artigo 8o - Cada ação ordinária nominativa dará a seu titular o direito a 01 (hum) voto nas Assembleias Gerais. CAPÍTULO III - ASSEMBLEIAS GERAIS Artigo 9o - A Assembleia Geral, convocada e instalada na forma da lei e deste Estatuto, tem poderes para decidir todos os negócios relativos ao objeto social e tomar as resoluções que julgar convenientes na defesa dos interesses sociais. Parágrafo Único - A Assembleia Geral será convocada e instalada pelos Diretor-Presidente, sendo por ele presidida, e secretariada de acordo com a escolha dos acionistas presentes, ressalvado o direito de convocação na forma da lei e do Estatuto. Artigo 10 - A Assembleia Geral reunir-se-á ordinariamente nos quatro primeiros meses após o término de cada exercício social e, extraordinariamente, sempre que exigirem a lei e os interesses sociais. Artigo 11 - As deliberações nas Assembleias serão tomadas por maioria absoluta de votos, ressalvadas as exceções previstas na Lei 6.404/76, sendo que a qualidade de acionista deverá ser antecipadamente provada na forma da lei. CAPÍTULO IV - DIRETORIA Artigo 12 - A sociedade será administrada por uma Diretoria composta de 04 (quatro) membros, acionistas ou não, com as seguintes denominações: 01 (um) cargo de Diretor-Presidente, 01 (um) cargo de Diretor de Controle, 01 (um) cargo de Diretor Administrativo/Financeiro e 01 (um) cargo de Diretor Industrial/Comercial. Artigo 13 - Os diretores serão eleitos pela Assembleia Geral, com mandato de 03 (três) anos, permitida a reeleição e acumulação de cargos, os quais serão investidos mediante termo de posse no Livro de Atas da Diretoria, dispensados de prestação de caução. Artigo 14 - A Assembleia Geral fixará remuneração global, anual ou mensal para a Diretoria, a ser dividida em reunião própria, ou poderá deliberar remunerações e condições de reajustes de forma individual. No caso de acumulação de cargos a remuneração será de apenas 01 (um) cargo, vedada a acumulação. Artigo 15 - Em caso de vacância de qualquer dos cargos da Diretoria, exceto o de Diretor-Presidente, o preenchimento será feito pela própria Diretoria, que indicará um de seus membros para o cargo, até que a Assembleia Geral eleja substituto para complementação do mandato. Parágrafo Primeiro - Ocorrendo vacância do cargo de Diretor-Presidente ou da maioria dos cargos da Diretoria, será no prazo de 30 (trinta) dias convocada Assembleia Geral para eleição dos substitutos, para complementação do mandato. Parágrafo Segundo - Observado e respeitado o disposto no presente Artigo e Parágrafo Primeiro supra, nos casos de eventual ausência, afastamento e/ou impedimento temporário do Diretor-Presidente, não superior a 30 (trinta) dias, a Diretoria de forma colegiada, deverá deliberar e indicar dentre seus membros o substituto temporário do Diretor-Presidente. Artigo 16 - As reuniões da Diretoria serão realizadas ordinariamente, a cada período de 60 (sessenta) dias, e extraordinariamente sempre que necessário aos interesses sociais. Parágrafo Primeiro - As reuniões da Diretoria serão convocadas pelo Diretor-Presidente ou pela maioria de seus membros, através de carta, telex ou telegrama com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas. Parágrafo Segundo - As reuniões da Diretoria terão o quorum mínimo de 03 (três) Diretores, com o comparecimento obrigatório do Diretor-Presidente ou do Diretor de Controle, com decisões tomadas por maioria absoluta de votos, caben-

do o voto de desempate ao Diretor-Presidente ou seu substituto legal, ficando consignadas as decisões em forma de sumário em livro próprio. Caberá apenas 01 (um) voto para cada Diretor, mesmo que acumulando cargos. Artigo 17 - A Diretoria tem poderes e atribuições que a lei e o Estatuto lhes confere para assegurar o perfeito funcionamento da sociedade, deliberando de forma colegiada o seguinte: I - fixar a orientação geral dos negócios e diretrizes a serem executados pelos Diretores, deliberando suas funções e atribuições II - convocar Assembleia Geral Ordinária para fins do artigo 132 da Lei 6.404/76 e, quando julgar conveniente, Assembleia Geral Extraordinária; III - deliberar quanto à instalação e extinção de filiais, escritórios e depósitos. IV - deliberar quanto a investimentos em projetos de expansão, modernização e aperfeiçoamento, bem como decidir quanto ao orçamento anual de inversões em investimentos e nas atividades operacionais, financeiras e administrativas; V - deliberar quanto à participação da sociedade em outras sociedades ou alienação dessas participações, decidindo quanto à constituição, fusão, cisão, incorporação ou extinção de sociedades subsidiárias, coligadas, controladas, controladoras, e/ou interligadas, inclusive fundações, bem como quanto às deliberações e alterações dos respectivos contratos sociais ou estatuto social; VI - Deliberar quanto à execução e orientação da política salarial e normas que visem o desenvolvimento dos serviços assistenciais dos empregados e seus dependentes; VII - Deliberar quanto à compra ou alienação de bens móveis e imóveis e de direitos reais sobre imóveis integrantes do ativo permanente da sociedade, incluídos investimentos em outras sociedades; VIII - deliberar quanto à outorga e/ou constituição de quaisquer garantias e/ou ônus reais ou pessoais pela sociedade, inclusive hipoteca, alienação fiduciária, caução, penhor, aval e fiança em benefício da sociedade e/ou de suas subsidiárias, controladas e/ou coligadas; IX - deliberar quanto à contratação de empréstimos bancários ou particulares, o penhor mercantil, industrial ou de outra natureza, bem como a contratação de serviços de terceiros que envolvam a responsabilidade financeira e econômica da sociedade; X - deliberar quanto às autorizações de viagens de empregados ao exterior para participação em cursos e/ou eventos, autorizações para promoções e propagandas institucionais, recebimento e entrega de doações em geral; XI - deliberar quanto à outorga de mandatos, inclusive para assinatura de escritura de compra e venda de imóveis, localizados fora da sede, que deverão ser outorgadas por instrumento público, contendo obrigatoriamente prazo determinado e poderes especiais para o ato, especificando o imóvel e as condições da transação; e XII - deliberar, quando entender necessário, a contratação de auditores independentes. Artigo 18 - Compete aos Diretores, ressalvados os atos de competência privativa e respeitadas as exceções, obedecer às normas estatutárias e executar as deliberações da Assembleia Geral e da Diretoria, representando a sociedade ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente. Artigo 19 - Ressalvados os atos de competência da Diretoria, como órgão colegiado, compete isoladamente aos Diretores: I - Incumbe ao Diretor-Presidente: (a) exercer a alta administração da sociedade, tomando as decisões e zelando pelo cumprimento dos objetivos sociais; (b) representar a sociedade junto a outras sociedades onde possua participação acionária ou como quotista; (c) fiscalizar o desenvolvimento dos negócios sociais, propondo análise e discussão de projetos, orçamentos, estratégias e diretrizes; (d) convocar e presidir as reuniões da Diretoria, bem como orientar e supervisionar suas atividades; e (e) substituir qualquer dos Diretores nas suas ausências ou impedimentos. II - Incumbe ao Diretor de Controle: (a) auxiliar o Diretor-Presidente no desenvolvimento de suas atividades; (b) supervisionar e auxiliar os demais Diretores em suas atribuições específicas; e (c) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pelo Estatuto e pela Diretoria. III - Incumbe ao Diretor Administrativo/Financeiro: (a) executar a política administrativa, econômica e financeira da sociedade, com a orientação, fiscalização e direção geral dos setores administrativo e financeiro, abrangendo a política de relações humanas, incluídas as admissões e demissões; e (b) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pela Diretoria. IV - Incumbe ao Diretor Industrial/Comercial: (a) planejar, executar, supervisionar e acompanhar as atividades industriais e comerciais da sociedade; (b) orientar, fiscalizar e executar a política industrial e comercial da sociedade; e (c) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pela Diretoria. Artigo 20 - A emissão de cheques e notas promissórias, os aceites de duplicatas, letras de câmbio e títulos de crédito em geral, as ordens de pagamentos, endossos de cheques, duplicatas, notas promissórias, letras de câmbio e os recibos de quitação deverão obrigatoriamente ser assinados: (a) por dois diretores; (b) por um dos diretores em conjunto com um procurador habilitado; (c) por dois procuradores habilitados. Artigo 21 - A emissão de duplicatas e letras de câmbio, o endosso de duplicatas, cheques, notas promissórias, letras de câmbio e outros títulos à ordem para depósito, caução, desconto ou cobrança para crédito nas contas bancárias da sociedade e nos recibos de pagamentos efetuados em forma de cheques nominativos ou outros títulos à ordem da sociedade, bastará apenas a assinatura de 01 (um) diretor ou de 01 (um) procurador habilitado. Artigo 22 - A formalização e execução das transações e atos descritos nos inciso V, VII, VIII, IX, X e XI do artigo 17 do Estatuto Social somente poderão ser praticados e tornar-se-ão efetivos quando deliberados previamente pela Diretoria e assinados: (a) por 02 (dois) Diretores, sendo um deles obrigatoriamente o Diretor-Presidente ou seu substituto legal; (b) por 01 (um) Diretor e 01 (um) Procurador, cujo mandato constará poderes específicos e prazo determinado, não superior a 01 (um) ano, sendo que a outorga deverá ser firmada pelo Diretor-Presidente ou pelo seu substituto legal. Artigo 23 - É expressamente vedado e será nulo de pleno direito o ato praticado por qualquer Diretor, procurador ou empregado da sociedade que a envolvam em obrigações relativas a negócios e operações estranhos aos objetivos sociais, tais como avais, fianças, abonos e outras garantias de favor a terceiros. Parágrafo Único - Por deliberação da Diretoria será permitida a prestação de fiança, aval ou outra garantia de favor para empresas coligadas, interligadas, controladas ou controladoras, sendo obrigatório em tal hipótese a assinatura de 02 (dois) Diretores, sendo 01 (um) deles o Diretor-Presidente ou seu substituto legal, com a exceção prevista no artigo 22 supra. Artigo 24 - Os instrumentos de mandato ad judicia para representação em juízo, com poderes de transigir, desistir, receber, dar quitação e firmar compromissos poderão ser assinados por qualquer um dos Diretores e por prazo indeterminado. CAPÍTULO V - CONSELHO FISCAL Artigo 25 - O Conselho Fiscal, não permanente, compõe-se de três (03) membros titulares e três (03) suplentes, brasileiros e domiciliados no país. Artigo 26 - Compete ao Conselho Fiscal as atribuições por lei conferidas, sendo que funcionará quando assim deliberar a Assembleia Geral, elegendo seus membros e honorários respectivos, que terão mandatos até a primeira Assembleia Geral Ordinária que vier a se realizar. CAPÍTULO VI - EXERCÍCIO SOCIAL Artigo 27 - O exercício social compreende-se entre 1o de janeiro e 31 de dezembro de cada ano. Artigo 28 - Ao fim de cada exercício a Diretoria elaborará com observância dos preceitos legais, as seguintes demonstrações financeiras: (a) Balanço Patrimonial; (b) Demonstrações dos lucros ou prejuízos acumulados; (c) Demonstrações do resultado do exercício; e (d) Demonstrações das origens e aplicações de recursos. Parágrafo Único - Juntamente com as demonstrações financeiras, a Diretoria apresentará a Assembleia Geral Ordinária proposta para destinação do lucro líquido, com observância do disposto no estatuto e na lei.

Artigo 29 - O lucro líquido apurado na forma do artigo 191 da Lei n.o 6.404/76 terá a seguinte destinação: (a) 5% (cinco por cento) para constituição de reserva legal que não excederá a 20% (vinte por centro) do capital social; (b) 25% (vinte e cinco por cento) para distribuição a título de dividendos obrigatórios; e (c) 5% (cinco por cento) para constituição de uma reserva para investimentos e capital de giro, limitada em conjunto com as demais reservas ao valor do capital social; d) o saldo terá destinação dada pela Assembleia Geral. Parágrafo Único - A Assembleia Geral poderá deliberar sobre a distribuição de dividendos, por conta de reservas de lucros preexistentes ou de lucros acumulados de exercícios anteriores, assim mantidos por deliberação da Assembleia Geral, depois de atribuído no exercício aos acionistas o dividendo obrigatório. Artigo 30 - O dividendo será pago, salvo deliberação em contrário da Assembleia Geral, no prazo de até 60 (sessenta) dias da data que for deliberado, sendo que os dividendos não reclamados em três (03) anos prescreverão em favor da sociedade. CAPÍTULO VII - DISSOLUÇÃO, LIQUIDAÇÃO E EXTINÇÃO Artigo 31 - A sociedade entrará em liquidação, dissolução e/ou extinção nos casos previstos em lei ou em virtude de deliberação da Assembleia Geral. Parágrafo Único - Compete à Assembleia Geral estabelecer o modo de liquidação, elegendo o liquidante e deliberando sobre o funcionamento do Conselho Fiscal para o período de liquidação, com eleição dos respectivos membros, fixandolhes a remuneração correspondente. ASSINATURAS: Paulo Roberto Pizani - Presidente da Mesa; Raimar Sternadt - Secretário. ACIONISTAS: Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda. (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Imaribo S/A - Indústria e Comércio (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Paulo Roberto Pizani; e Betina Pisani. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, Raimar Sternadt, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti e José Eduardo Nardi. CERTIFICO que a presente é cópia fiel e integral da ata lavrada em livro próprio. Curitiba, 30 de abril de 2012. Registrada na JUCEPAR em 16.05.2012, sob nº 20123177600 - Sebastião Motta - Secretário-Geral.

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

11


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| Segunda-feira, 28 de maio de 2012 |

IMARIBO S/A - INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ/MF 76.486.463/0001-77 NIRE 4130001199-1 ATA DA 52ª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E 51ª ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DATA, HORÁRIO, LOCAL: 30 de abril de 2012, às 14:00 horas, na sede social da Companhia, na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Alfred Nobel, 635, CIC. QUORUM/PRESENÇAS: Acionistas representando 80,80% do capital social, conforme assinaturas apostas no "Livro de Presença de Acionistas". CONVOCAÇÃO: Edital de Convocação publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 20/04/2/2012 (p. 53), 23/042012 (p. 35) e 24/04/2012 (p. 48), e no Jornal Metrópole, edições de 20/04/2012 (p. 13), 23/04/2012 (p. 18) e 24/12/2012 (p. 14), cujos jogos, sob nºs 01 e 02, autenticados pela Mesa, ficam arquivados na sede da Companhia. PRESIDENTE e SECRETÁRIO: Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt, respectivamente, aclamados pelo plenário. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti, José Eduardo Nardi e Raimar Sternadt. ORDEM DO DIA: (I) Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: (a) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações contábeis do exercício encerrado em 31/12/2011; (b) Deliberar sobre o resultado do exercício social; (c) Eleger os administradores para ocupar os cargos de Diretor-Presidente, Diretor de Controle, Diretor Administrativo/Financeiro e Diretor Industrial/ Comercial; e (d) Fixação do montante da remuneração dos membros da Diretoria. (II) Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: (a) Deliberar sobre o cancelamento de 777.891.787 (setecentas e setenta e sete milhões, oitocentas e noventa e uma mil, setecentas e oitenta e sete) ações ordinárias nominativas da Companhia, mantidas em tesouraria, sem redução do capital social e, em consequência, alterar o caput do artigo 5º do Estatuto Social, que trata do capital social e ações da Companhia; (b) Deliberar e aprovar a reforma parcial do Estatuto Social da Companhia: CAPITULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO - (i) Artigo 4º, com a inclusão do seguinte item: Produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (ii) renumerar os itens do retrocitado Artigo 4º; e (c) Aprovar a consolidação do Estatuto Social da Companhia. Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA. DELIBERAÇÕES: PRIMEIRA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foram aprovadas as contas da Diretoria, relativas ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2011, consubstanciadas no Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido e Demonstração do Fluxo de Caixa, publicados no Jornal Diário Oficial do Estado do Paraná, edição de 16/04/ 2012 (p. 56/59) e no Jornal Metrópole, edição de 16/04/2012 (p. 15/17), cujos documentos foram dispensados de transcrição, deixando de votar os acionistas legalmente impedidos, e cujas contas estavam em julgamento. (2) A comunicação exigida pelo artigo 133 da Lei nº 6.404/1976 foi efetivada através de publicação no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 23/03/2012 (p. 50), 26/03/2012 (p. 40) e 27/03/2012 (p. 34), e no Jornal Metrópole, edições de 23/03/2012 (p. 14), 26/03/2012 (p. 12) e 27/03/2012 (p.14). SEGUNDA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes, e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi determinado que o lucro apurado no exercício de 2011, no montante de R$ 20.710.145,89 (vinte milhões, setecentos e dez mil, cento e quarenta e cinco reais e oitenta e nove centavos), seja destinado a constituição de reserva de lucros a realizar, conforme disposto no artigo 197 da Lei 6.404/76. TERCEIRA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a reeleição dos seguintes membros da Diretoria, com mandato até a Assembleia Geral Ordinária de 2015, com a seguinte composição: (a) para o cargo de Diretor-Presidente: PAULO ROBERTO PIZANI, brasileiro, casado, industrial, residente e domiciliado na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Carmelo Rangel, 1320, portador da cédula de identidade RG nº 570.297-6-SSP-PR, inscrito no CPF sob nº 565.677.828-20; b) para o cargo de Diretor de Controle: RAIMAR STERNADT, brasileiro, casado, administrador, residente e domiciliado na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Hellen Keller, 360, portador da cédula de identidade RG nº 831.515-SSP-PR, inscrito no CPF sob nº 004.417.329-68; (c) para o cargo de Diretor Administrativo/Financeiro: JOSÉ FELIPE MATA DE RANGEL MOREIRA CAVALCANTI, brasileiro, solteiro, advogado, residente e domiciliado na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Padre Anchieta, 1123, ap. 501, portador da cédula de identidade, RG n° 4.708.212-9 SSP-PR, inscrito no CPF sob nº 066.658.294-72; e (d) para o cargo de Diretor Industrial/Comercial: JOSÉ EDUARDO NARDI, brasileiro, divorciado, engenheiro elétrico, residente e domiciliado na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Estevão Bayão, 226, ap. 141, portador da cédula de identidade RG nº 1.304.511-SSP-PR, inscrito no CPF sob nº 536.718.809-53. (2) Após nova deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, ficou deliberado que a remuneração anual e global da Diretoria será a mesma fixada na ata da 50ª Assembleia Geral Extraordinária e 50ª Assembleia Geral Ordinária, ocorrida em 23.06.2010. Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: DELIBERAÇÕES: PRIMEIRA: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovado o cancelamento de 777.891.787 (setecentas e setenta e sete milhões, oitocentas e noventa e uma mil, setecentas e oitenta e sete) ações ordinárias nominativas de emissão da Companhia, atualmente mantidas em tesouraria, sem redução do capital social. (1.1) Em decorrência, para refletir a redução do número de ações ordinárias nominativas da Companhia, em face do referido cancelamento, foi aprovada a alteração do caput do artigo 5º do Estatuto Social, passando a ter a seguinte redação: "Artigo 5º - O capital social inteiramente subscrito e integralizado é de R$ 2.033.798,53 (dois milhões, trinta e três mil, setecentos e noventa e oito reais e cinquenta e três centavos), dividido em 105.624.096.073 (cento e cinco bilhões, seiscentas e vinte e quatro milhões, noventa e seis mil e setenta e três) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal.". SEGUNDA: (1) Por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a reforma parcial do Estatuto Social, mediante a alteração do Artigo 4º do CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO, do estatuto social, com a inclusão do seguinte item: produção e comercialização de sementes e mudas florestais, com a renumeração dos demais itens do retrocitado Artigo 4º, que passará a vigorar com a seguinte redação: "Artigo 4º - A sociedade tem por objeto: (a) industrialização, comércio, importação e exportação de madeiras e correlatos em geral; (b) florestamento e reflorestamento próprios ou de terceiros; (c) produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (d) participação como acionista ou cotista em outras sociedades.". TERCEIRA DELIBERAÇÃO: Em decorrência da aprovação dos itens anteriores, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a consolidação do estatuto social da Companhia, que passa a fazer parte integrante e indivisível desta Ata, como Anexo I, ficando, desta forma, dispensada a sua transcrição no corpo da presente. ENCERRAMENTO: Nada mais a tratar, a sessão foi suspensa pelo tempo necessário para a lavratura da Ata, que lida e achada conforme, foi aprovada e firmada pelos presentes, autorizada a Diretoria a extrair cópias para serem arquivadas na Junta Comercial do Paraná. Curitiba, 30 de abril de 2012. ASSINATURAS: Paulo Roberto Pizani - Presidente da Mesa; Raimar Sternadt - Secretário. ACIONISTAS: Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda. (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Paulo Roberto Pizani, Betina Pisani e Espólio de José Carlos Pisani (ass.) José Carlos Pisani Junior. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti, José Eduardo Nardi e Raimar Sternadt. CERTIFICO que a presente é cópia fiel e integral da ata lavrada em livro próprio. Curitiba, 30 de abril de 2012. RAIMAR STERNADT Secretário Registrada na JUCEPAR em 16.05.2012, sob nº 20123177596 - Sebastião Motta - Secretário-Geral. ANEXO I IMARIBO S/A INDÚSTRIA E COMERCIO CNPJ/MF Nº 76.486.463/0001-77 NIRE Nº 4130001199-1 ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO Artigo 1º - IMARIBO S/A - INDÚSTRIA E COMÉRCIO é uma sociedade por ações, regida pelo presente estatuto e legislação vigente. Artigo 2º - A sociedade tem sede e foro na Cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na rua Alfred Nobel, 635, CEP 81170280, bairro Cidade Industrial de Curitiba - CIC, podendo a critério da Diretoria instalar e extinguir filiais, escritórios e depósitos no país ou no estrangeiro. Parágrafo Único - A sociedade manterá uma filial no município de Monte Carlo, Estado de Santa Catarina, na Avenida Carlos Pisani, s/n, 89618-000, com CNPJ 76.486.463/0002-58. Artigo 3º - A sociedade tem prazo de duração indeterminado. Artigo 4º - A sociedade tem por objeto: (a) industrialização, comércio, importação e exportação de madeiras e correlatos em geral; (b) florestamento e reflorestamento próprios ou de terceiros; (c) produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (d) participação como acionista ou cotista em outras sociedades. CAPÍTULO II - CAPITAL E AÇÕES Artigo 5º - O capital social inteiramente subscrito e integralizado é de R$ 2.033.798,53 (dois milhões, trinta e três mil, setecentos e noventa e oito reais e cinquenta e três centavos), dividido em 105.624.096.073 (cento e cinco bilhões, seiscentas e vinte e quatro milhões, noventa e seis mil e setenta e três) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal. Artigo 6º - A sociedade poderá emitir ações preferenciais, respeitando o limite de dois terços do capital social, sem guardar proporção com as demais espécies de ações existentes. Parágrafo Único - As ações preferenciais não terão direito a voto, mas participarão da distribuição de dividendos em igualdade de condições, gozando de preferência no reembolso do capital em caso de dissolução, sem direito a prêmio. Artigo 7º - A sociedade poderá emitir certificados múltiplos de ações e provisoriamente cautelas representativas, que serão assinados por 02 (dois) Diretores, sendo um deles obrigatoriamente o Diretor-Presidente, permitida a chancela mecânica, conforme legislação vigente. Artigo 8º - Cada ação ordinária nominativa dará ao seu titular o direito a 01 (um) voto nas Assembleias Gerais. CAPÍTULO III - ASSEMBLEIAS GERAIS Artigo 9º - A Assembleia Geral, convocada e instalada na forma da lei e deste Estatuto, tem poderes para decidir todos os negócios relativos ao objeto social e tomar as resoluções que julgar convenientes na defesa dos interesses sociais. Parágrafo Único - A Assembleia Geral será convocada e instalada pelo Diretor-Presidente, sendo presidida por ele, e secretariada de acordo com a escolha dos acionistas presentes, ressalvado o direito de convocação na forma da lei e do Estatuto. Artigo 10 - A Assembleia Geral reunir-se-á ordinariamente nos quatro primeiros meses após o término de cada exercício social e, extraordinariamente, sempre que exigirem a lei e os interesses sociais. Artigo 11 - As deliberações nas Assembleias serão tomadas por maioria absoluta de votos, ressalvadas as exceções previstas na Lei 6.404/76, sendo que a qualidade de acionista deverá ser antecipadamente provada na forma da lei. CAPÍTULO IV - DIRETORIA Artigo 12 - A sociedade será administrada por uma Diretoria composta de 04 (quatro) membros, acionistas ou não, com as seguintes denominações: 01 (um) cargo de Diretor-Presidente, 01 (um) cargo de Diretor de Controle, 01 (um) cargo de Diretor Administrativo/Financeiro e 01 (um) cargo de Diretor Industrial/Comercial. Artigo 13 - Os Diretores serão eleitos pela Assembleia Geral, com mandato de 03 (três) anos, permitindo a reeleição e acumulação de cargos, os quais serão investidos mediante termo de posse no Livro de Atas da Diretoria, dispensados da prestação de caução. Artigo 14 - A Assembleia Geral fixará remuneração global, anual ou mensal para Diretoria, a ser dividida em reunião própria, ou poderá deliberar remunerações e condições de reajustes de forma individual. No caso de acumulação de cargos

a remuneração será para apenas 01 (um) cargo, vedada a acumulação. Artigo 15 - Em caso de vacância de qualquer dos cargos da Diretoria, exceto o de Diretor-Presidente, o preenchimento será feito pela própria Diretoria, que indicará um de seus membros para o cargo, até que a Assembleia Geral eleja substituto para complementação do mandato. Parágrafo Primeiro - Ocorrendo vacância do cargo de Diretor-Presidente ou da maioria dos cargos da Diretoria, será no prazo de 30 (trinta) dias convocada Assembleia Geral para eleição dos substitutos, para complementação do mandato. Parágrafo Segundo - Observado e respeitado o disposto no presente Artigo e Parágrafo Primeiro supra, nos casos de eventual ausência, afastamento e/ou impedimento temporário do Diretor-Presidente, não superior a 30 (trinta) dias, a Diretoria de forma colegiada, deverá deliberar e indicar dentre seus membros o substituto temporário do Diretor-Presidente. Artigo 16 - As reuniões da Diretoria serão realizadas ordinariamente, a cada período de 60 (sessenta) dias, e extraordinariamente sempre que necessário aos interesses sociais. Parágrafo Primeiro - As reuniões da Diretoria serão convocadas pelo Diretor-Presidente, ou pela maioria de seus membros, através de carta, telex ou telegrama com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas. Parágrafo Segundo - As reuniões da Diretoria terão o quorum mínimo de 03 (três) Diretores, com o comparecimento obrigatório do Diretor-Presidente ou do Diretor de Controle, com decisões tomadas por maioria absoluta de votos, cabendo o voto de desempate ao Diretor-Presidente ou seu substituto legal, ficando consignadas as decisões em forma de sumário em livro próprio. Caberá apenas 01 (um) voto para cada Diretor, mesmo que acumulando cargos. Artigo 17 - A Diretoria tem poderes e atribuições que a lei e o estatuto lhes conferem para assegurar o perfeito funcionamento da sociedade, deliberando de forma colegiada o seguinte: I - fixar a orientação geral dos negócios e diretrizes a serem executados pelos Diretores, deliberando suas funções e atribuições; II - convocar Assembleia Geral Ordinária para fins do Artigo 132 da Lei 6.404/76 e, quando julgar conveniente, Assembleia Geral Extraordinária; III - deliberar quanto à instalação e extinção de filiais, escritórios e depósitos; IV - deliberar quanto a investimentos em projetos de expansão, modernização e aperfeiçoamento, bem como decidir quanto ao orçamento anual de inversões em investimentos e nas atividades operacionais, financeiras e administrativas; V - deliberar quanto à participação da sociedade em outras sociedades ou alienação dessas participações, decidindo quanto à constituição, fusão, cisão, incorporação ou extinção de sociedades subsidiárias, coligadas e/ou interligadas, inclusive fundações, bem como quanto às deliberações e alterações dos respectivos contratos sociais ou Estatuto Social; VI - deliberar quanto à execução e orientação da política salarial e normas que visam o desenvolvimento dos serviços assistenciais dos empregados e seus dependentes; VII - deliberar quanto à compra ou alienação de bens móveis e imóveis e de direitos reais sobre imóveis integrantes do ativo permanente da sociedade, incluídos investimentos em outras sociedades; VIII - deliberar quanto à outorga e/ou constituição de quaisquer garantias e/ou ônus reais ou pessoais pela sociedade, inclusive hipoteca, alienação fiduciária, caução, penhor, aval e fiança em benefício da sociedade e/ou de suas subsidiárias, controladas, e/ou coligadas; IX - deliberar quanto à contratação de empréstimos bancários ou particulares, o penhor mercantil, industrial ou de outra natureza, bem como a contratação de serviços de terceiros que envolvam a responsabilidade financeira e econômica da sociedade; X - deliberar quanto as autorizações de viagens de empregados ao exterior para participação em cursos e/ou eventos, autorizações para promoções e propagandas institucionais, recebimento e entrega de doações em geral; XI - deliberar quanto à outorga de mandatos, inclusive para assinatura de escritura de compra e venda de imóveis, localizados fora da sede, que deverão ser outorgadas por instrumentos públicos, contendo obrigatoriamente prazo determinado e poderes especiais para o ato, especificando os imóveis e as condições da transação; XII - deliberar, quando entender necessário, a contratação de auditores independentes. Artigo 18 - Compete aos Diretores, ressalvados os atos de competência privativa e respeitadas as exceções, obedecer às normas estatutárias e executar as deliberações da Assembleia Geral e Diretoria, representando a sociedade ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente. Artigo 19 - Ressalvados os atos de competência da Diretoria, como órgãos colegiado, compete isoladamente aos Diretores: I - Incumbe ao Diretor-Presidente: (a) exercer a alta administração da sociedade, tomando as decisões e zelando pelo cumprimento dos objetivos sociais; (b) representar a sociedade junto a outras sociedades onde possua participação acionária ou como quotista; (c) fiscalizar o desenvolvimento dos negócios sociais, propondo análise e discussão de projetos, orçamentos, estratégias e diretrizes; (d) convocar e presidir as reuniões da Diretoria, bem como orientar e supervisionar suas atividades; e (e) substituir qualquer dos Diretores nas suas ausências ou impedimentos. II - Incumbe ao Diretor de Controle: (a) auxiliar o Diretor-Presidente no desenvolvimento de suas atividades; (b) supervisionar e auxiliar os demais Diretores em suas atribuições específicas; e (c) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pelo Estatuto e pela Diretoria. III - Incumbe ao Diretor Administrativo/Financeiro: (a) executar a política administrativa, econômica e financeira da sociedade, com a orientação, fiscalização e direção geral dos setores administrativo e financeiro, abrangendo a política de relações humanas, incluídas as admissões e demissões; e (b) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pela Diretoria. IV - Incumbe ao Diretor Industrial/Comercial: (a) planejar, executar, supervisionar e acompanhar as atividades industriais e comerciais da sociedade; (b) orientar, fiscalizar e executar a política industrial e comercial da sociedade; e (c) exercer outras atividades que lhe sejam atribuídas pela Diretoria. Artigo 20 - A emissão de cheques e notas promissórias, os aceites de duplicatas, letras de câmbio e títulos de crédito em geral, as ordens de pagamentos, endossos de cheques, duplicatas, notas promissórias, letras de câmbio e os recibos de quitação deverão obrigatoriamente ser assinados: (a) por 02 (dois) diretores; (b) por 01 (um) dos diretores em conjunto com 01 (um) procurador habilitado; (c) por 02 (dois) procuradores habilitados. Artigo 21 - A emissão de duplicatas e letras de câmbio, o endosso de duplicatas, cheques, notas promissórias, letras de câmbio e outros títulos à ordem para depósito, caução, desconto ou cobrança para crédito nas contas bancárias da sociedade e nos recibos de pagamentos efetuados em forma de cheques nominativos ou outros títulos à ordem da sociedade, bastará apenas a assinatura de um diretor ou de um procurador habilitado. Artigo 22 - A formalização e execução das transações e atos descritos nos inciso V, VII, VIII, IX, X e XI do artigo 17 do Estatuto Social somente poderão ser praticados e tornar-se-ão efetivos quando deliberados previamente pela Diretoria e assinados: (a) por 02 (dois) Diretores, sendo um deles obrigatoriamente o Diretor-Presidente ou seu substituto legal; (b) por 01 (um) Diretor e 01 (um) Procurador, cujo mandato constará poderes específicos e prazo determinado, não superior a 01 (um) ano, sendo que a outorga deverá ser firmada pelo Diretor-Presidente ou pelo seu substituto legal. Artigo 23 - É expressamente vedado e será nulo de pleno direito o ato praticado por qualquer diretor, procurador ou empregado da sociedade que a envolva em obrigações relativas a negócios e operações estranhas aos objetivos sociais, tais como avais, fianças, abonos e outras garantias de favor a terceiros. Parágrafo Único - Por deliberação da Diretoria será permitida a prestação de fiança, aval ou outra garantia de favor para empresas coligadas, interligadas, controladas ou controladoras, sendo obrigatório em tal hipótese a assinatura de 02 (dois) Diretores, sendo 01 (um) deles o Diretor-Presidente ou seu substituto legal, com a exceção prevista no artigo 22 supra. Artigo 24 - Os instrumentos de mandato "ad judicia" para representação em juízo, com poderes de transigir, desistir, receber, dar quitação e firmar compromissos poderão ser assinados por qualquer um dos Diretores e por prazo indeterminado. CAPÍTULO V - CONSELHO FISCAL Artigo 25 - O Conselho Fiscal, não permanente, compõe-se de 03 (três) membros titulares e 03 (três) suplentes, brasileiros e domiciliados no país. Artigo 26 - Compete ao Conselho Fiscal as atribuições por lei conferidas, sendo que funcionará quando assim deliberar a Assembleia Geral, elegendo seus membros e honorários respectivos, que terão mandatos até a primeira Assembleia Geral Ordinária que vier a se realizar. CAPÍTULO VI - EXERCÍCIO SOCIAL Artigo 27 - O exercício social compreende-se entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de cada ano. Artigo 28 - Ao fim de cada exercício a Diretoria elaborará com observância dos preceitos legais, as seguintes demonstrações financeiras: (a) Balanço Patrimonial; (b) Demonstrações dos lucros ou prejuízos acumulados; (c) Demonstrações do resultado do exercício; e (d) Demonstrações das origens e aplicações de recursos. Parágrafo Único - Juntamente com as demonstrações financeiras, a Diretoria apresentará à Assembleia Geral Ordinária proposta para destinação do lucro líquido, como observância do disposto no Estatuto e na Lei. Artigo 29 - O lucro líquido apurado na forma do artigo 191 da Lei 6.404/76 terá a seguinte destinação: (a) 5% (cinco por cento) para constituição da reserva legal que não excederá a 20% (vinte por cento) do capital social; (b) 25% (vinte e cinco por cento) para distribuição de dividendos obrigatórios; (c) 5% (cinco por cento) para constituição de uma reserva para investimentos e capital de giro, limitada em conjunto com as demais reservas ao valor do capital social; e (d) o saldo terá destinação dada pela Assembleia Geral. Parágrafo Único - A Assembleia Geral poderá deliberar sobre a distribuição de dividendos, por conta de reservas de lucros pré-existentes ou de lucros acumulados de exercícios anteriores, assim mantidos por deliberação da Assembleia Geral, depois de atribuído no exercício aos acionistas o dividendo obrigatório. Artigo 30 - O dividendo será pago, salvo deliberação em contrário da Assembleia Geral, no prazo de até 60 (sessenta) dias da data que for deliberado, sendo que os dividendos não reclamados em 03 (três) anos prescreverão em favor da sociedade. CAPÍTULO VII - DISSOLUÇÃO, LIQUIDAÇÃO E EXTINÇÃO Artigo 31 - A sociedade entrará em liquidação, dissolução e/ou extinção nos casos previstos em lei ou em virtude de deliberação da Assembleia Geral. Parágrafo Único - Compete à Assembleia Geral estabelecer o modo de liquidação, elegendo o liquidante e deliberando sobre o funcionamento do Conselho Fiscal para o período de liquidação, com eleição dos respectivos membros, fixando-lhes a remuneração correspondente. ASSINATURAS: Paulo Roberto Pizani - Presidente da Mesa; Raimar Sternadt - Secretário. ACIONISTAS: Imaribo Consultoria, Participações e Empreendimentos Ltda. (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Paulo Roberto Pizani, Betina Pisani e Espólio de José Carlos Pisani (ass.) José Carlos Pisani Junior. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, Raimar Sternadt e José Eduardo Nardi. CERTIFICO que a presente é cópia fiel e integral da ata lavrada em livro próprio. Curitiba, 30 de abril de 2012. Registrada na JUCEPAR em 16.05.2012, sob nº 20123177596 - Sebastião Motta - Secretário-Geral.

IGUAÇU CELULOSE, PAPEL S/A CNPJ/MF 81.304.727/0001-64 NIRE 4130001022-6 ATA DA 42ª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E 57ª ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DATA, HORÁRIO, LOCAL: 30 de abril de 2012, às 09:00 horas, na sede social da Companhia, na Cidade de Curitiba, Paraná, na rua Alfred Nobel, nº 635, CIC. QUORUM/PRESENÇAS: Acionistas representando 92,28% do capital social, conforme assinaturas apostas no "Livro de Presença de Acionistas". CONVOCAÇÃO: Edital de Convocação publicado no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 13/04/ 2012 (p. 48), 16/04/2012 (p. 41) e 17/04/2012 (p. 33), e no Jornal Metrópole, edições de 13/04/2012 (p. 17), 16/04/2012 (p.12) e 17/04/2012 (p. 15), cujos jogos, sob nºs 01 e 02, autenticados pela Mesa, ficam arquivados na sede da Companhia. PRESIDENTE e SECRETÁRIO: Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt, respectivamente, aclamados pelo plenário. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, José Eduardo Nardi, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti e Raimar Sternadt. DEMAIS PRESENÇAS: Müller Auditores Independentes S/S, CRC-PR nº 005.694/O-5, representada por Clóvis Edécio Müller. ORDEM DO DIA: (I) Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: (a) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações contábeis do exercício encerrado em 31/12/2011; e (b) Deliberar sobre a destinação do resultado do exercício social. (II) Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: (a) Deliberar e aprovar a reforma parcial do Estatuto Social da Companhia: (i) CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E OBJETO SOCIAL - Artigo 3º - com a inclusão do seguinte item: Produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (ii) renumerar os demais itens do retrocitado Artigo 3º; (iii) CAPÍTULO VII - EXERCÍCIO SOCIAL, BALANÇO, RESULTADOS, LUCROS E DIVIDENDOS - com alteração do Artigo 26 e seus Parágrafos 1º e 2º, que versam sobre o exercício social e a distribuição do lucro líquido da Companhia; (b) Deliberar e aprovar a proposta do Conselho de Administração objetivando o aumento do Capital Social da Companhia no valor de R$ 532.212,34 (quinhentos e trinta e dois mil, duzentos e doze reais e trinta e quatro centavos), elevando-o de R$ 8.161.061,70 (oito milhões, cento e sessenta e um mil, sessenta e um reais e setenta centavos) para R$ 8.693.274,04 (oito milhões, seiscentos e noventa e três mil, duzentos e setenta e quatro reais e quatro centavos), mediante a capitalização do saldo da conta "Reserva Legal", no valor de R$ 532.212,34 (quinhentos e trinta e dois mil, duzentos e doze reais e trinta e quatro centavos), sem emissão de ações, com a consequente alteração do Artigo 5º do Estatuto Social; e (c) Deliberar sobre a proposta do Conselho de Administração para o aumento do Capital Social da Companhia, no montante de R$ 30.471.203,53 (trinta milhões, quatrocentos e setenta e um mil, duzentos e três reais e cinquenta e três centavos), passando de R$ 8.693.274,04 (oito milhões, seiscentos e noventa e três mil, duzentos e setenta e quatro reais e quatro centavos), para 39.164.477,57 (trinta e nove milhões, cento e sessenta e quatro mil, quatrocentos e setenta e sete reais e cinquenta e sete centavos), em dinheiro ou através de capitalização de Adiantamento para Futuro Aumento do Capital Social (AFAC), com a emissão de 17.715.816 (dezessete milhões, setecentas e quinze mil, oitocentas e dezesseis) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 1,72 (um real e setenta e dois centavos), cada uma, com base no valor do patrimônio líquido da ação em 31.12.2011. DELIBERAÇÕES: Em ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: PRIMEIRA DELIBERAÇÃO: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foram aprovadas as contas da Diretoria, relativas ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2011, consubstanciadas no Relatório da Administração, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido e Demonstração do Fluxo de Caixa e Demonstração do Valor Adicionado, publicados no Diário Oficial do Estado do Paraná, edição de 12/04/2012 (p. 62/68) e no Jornal Metrópole, edição de 12/04/2012 (p. 15/22), cujos documentos foram dispensados de transcrição, deixando de votar os acionistas legalmente impedidos, e cujas contas estavam em julgamento. (2) A comunicação exigida pelo artigo 133 da Lei nº 6.404/1976 foi efetivada através de publicação no Diário Oficial do Estado do Paraná, edições de 23/03/2012 (p. 50), 26/ 03/2012 (p. 40) e 27/03/2012 (p. 35), e no Jornal Metrópole, edições de 23/03/2012 (p. 14), 26/03/2012 (p.12) e 27/03/ 2012 (p. 14). SEGUNDA DELIBERAÇÃO: Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes, e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi determinado que o lucro apurado no exercício de 2011, no montante de R$ 7.888.254,40 (sete milhões, oitocentos e oitenta e oito mil, duzentos e cinquenta e quatro reais e quarenta centavos), seja destinado à constituição de reservas para contingências, visando fazer frente a prováveis perdas em demandas judiciais, observado o disposto no artigo 195 da Lei 6.404/76. Em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: PRIMEIRA DELIBERAÇÃO: (1) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a reforma parcial do Estatuto Social, a saber: (i) CAPITULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E OBJETO SOCIAL - Artigo 3º, com a inclusão do item produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (ii) renumeração dos demais itens do retrocitado Artigo 3º; (iii) CAPÍTULO VII - EXERCÍCIO SOCIAL, BALANÇO, RESULTADOS, LUCROS E DIVIDENDOS - com alteração do Artigo 26 e seus Parágrafos 1º e 2º, que versam sobre o exercício social e a distribuição do lucro líquido da Companhia (2) Em face da deliberação anterior, o CAPITULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E OBJETO SOCIAL - Artigo 3º - e o CAPÍTULO VII - EXERCÍCIO SOCIAL, BALANÇO, RESULTADOS, LUCROS E DIVIDENDOS, Artigo 26 e seus Parágrafos 1º e 2º, passam a ter a seguinte redação: "CAPITULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E OBJETO SOCIAL - "Artigo 3º - A sociedade tem por objeto (i) produção e comercialização de papel, celulose, pasta de madeira, cartões, madeiras, embalagens e seus correlatos, derivados e semi-produtos; (ii) agricultura, pecuária, silvicultura e afins; (iii) importação e exportação em geral de seus produtos; (iv) florestamento e reflorestamento próprios ou de terceiros; (v) produção e comercialização de sementes e mudas florestais; (vi) produção e comercialização de corretivo de acidez de solo; (vii) participação em outras sociedades como sócia quotista ou acionista."; "CAPÍTULO VII - EXERCÍCIO SOCIAL, BALANÇO, RESULTADOS, LUCROS E DIVIDENDOS Artigo 26 - O exercício social compreende-se entre o dia 1º de janeiro e 31 de dezembro de cada ano, sendo que no fim de cada exercício serão elaboradas as demonstrações contábeis com: (a) o balanço patrimonial; (b) a demonstração das mutações patrimoniais; (c) a demonstração dos resultados do exercício; (d) a demonstração do fluxo de caixa; e (e) demonstração do valor adicionado. Parágrafo Primeiro - Com as demonstrações contábeis do exercício, o Conselho de Administração apresentará à Assembleia Geral proposta para destinação do lucro líquido, observado o disposto no Estatuto e na Lei. Parágrafo Segundo - O lucro líquido apurado na forma do artigo 191 da Lei 6.404/76 terá a seguinte destinação: (a) 5% (cinco por cento) para constituição da reserva legal que não excederá a 20% (vinte por cento) do capital social; (b) 25% (vinte e cinco por cento) para distribuição de dividendos obrigatórios; (c) 5% (cinco por cento) para constituição de reserva para investimentos e capital de giro, limitada em conjunto com as demais reservas ao valor do capital social; e (d) o saldo, por ventura existente, terá a destinação que for dada pela Assembleia Geral.". SEGUNDA DELIBERAÇÃO: (1)

Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovado o aumento do Capital Social da Companhia, no valor de R$ 532.212,34 (quinhentos e trinta e dois mil, duzentos e doze reais e trinta e quatro centavos), elevando-o de R$ 8.161.061,70 (oito milhões, cento e sessenta e um mil, sessenta e um reais e setenta centavos) para R$ 8.693.274,04 (oito milhões, seiscentos e noventa e três mil, duzentos e setenta e quatro reais e quatro centavos), mediante a capitalização do saldo da conta "Reserva Legal", no valor de R$ 532.212,34 (quinhentos e trinta e dois mil, duzentos e doze reais e trinta e quatro centavos), sem emissão de ações, com a consequente alteração do Artigo 5º do Estatuto Social, que passa a vigorar com a seguinte redação: "Artigo 5º - O capital social, inteiramente subscrito e integralizado, é de R$ R$ 8.693.274,04 (oito milhões, seiscentos e noventa e três mil, duzentos e setenta e quatro reais e quatro centavos), divididos em 206.291.376 (duzentas e seis milhões, duzentas e noventa e um mil, trezentas e setenta e seis) ações ordinárias, todas nominativas, sem valor nominal." TERCEIRA DELIBERAÇÃO: Os senhores acionistas analisaram a proposta aprovada em Reunião do Conselho de Administração, ocorrida em 19.03.2012, que versa sobre o aumento do capital social da Companhia, consubstanciada nos seguintes termos: 1. Características do Aumento de Capital Proposto - 1.1. Aumento de Capital no valor de R$ 30.471.203,53 (trinta milhões, quatrocentos e setenta e um mil, duzentos e três reais e cinquenta e três centavos), passando de R$ 8.693.274,04 (oito milhões, seiscentos e noventa e três mil, duzentos e setenta e quatro reais e quatro centavos), para R$ 39.164.477,57 (trinta e nove milhões, cento e sessenta e quatro mil, quatrocentos e setenta e sete reais e cinquenta e sete centavos), em dinheiro ou através de capitalização de Adiantamento para Futuro Aumento do Capital Social (AFAC), com a emissão de 17.715.816 (dezessete milhões, setecentas e quinze mil, oitocentas e dezesseis) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 1,72 (um real e setenta e dois), cada uma, com base no valor do patrimônio líquido da ação em 31.12.2011. 1.2. Número de Ações e Preço de Emissão: Serão emitidas 17.715.816 (dezessete milhões, setecentas e quinze mil, oitocentas e dezesseis) ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, ao preço de emissão de R$ 1,72 (um real e oitenta e sete centavos), cada uma, com base no valor do patrimônio líquido da ação em 31.12.2011. 1.3. Forma de Integralização, Direito de Preferência e Sobras: A integralização das ações emitidas no aumento de capital proposto será feita à vista, sendo realizada em moeda corrente nacional, no ato da subscrição, ou mediante a capitalização de Adiantamento para Futuro Aumento do Capital Social, detido pelos acionistas da Companhia. O direito de preferência dos demais acionistas será respeitado e sendo exercido esse direito, a integralização será em moeda corrente nacional, no ato da subscrição, sendo entregues as importâncias devidas à Companhia, mediante depósito em conta corrente bancária ou mediante a capitalização de Adiantamento para Futuro Aumento do Capital Social, detido pelos acionistas da Companhia. Em havendo sobras de ações não subscritas, estas serão rateadas entre os acionistas que tiverem pedido no Boletim de Subscrição e Reserva de Sobras. 1.4. Exercício do Direito de Preferência: Por tratar-se de subscrição particular de ações, contemplando somente os atuais acionistas da Companhia, estes terão assegurado o direito de preferência no aumento do capital social, que se dará na forma do disposto no Art. 171 da Lei nº 6.404/1976. O prazo para o exercício do direito de preferência será de 30 dias, a contar da data da Assembleia Geral Extraordinária que deliberar sobre o aumento do capital social na forma proposta. 1.5. Relação de subscrição: Para o cálculo das ações que os acionistas terão direito a subscrever no aumento proposto, o acionista deverá multiplicar a quantidade de ações de que é titular por 0,087222. 1.6. Direitos das Ações Emitidas: As novas ações emitidas terão os mesmos direitos a que fazem jus as ações existentes, inclusive a eventuais dividendos e juros sobre o capital próprio. 2. Justificativa do Preço de Emissão: 2.1. O valor econômico da Companhia, calculado com base na sua perspectiva de rentabilidade, pelo método de fluxo de caixa descontado, esta em linha com o valor de patrimônio líquido. A afirmação acima, quanto ao valor econômico da Companhia, foi confirmada por avaliação feita pela Martinelli Auditores Independentes, na data base de 30 de setembro de 2010, contratada pela Companhia para fins de avaliação patrimonial e para teste de imparidade de seus ativos ("impairment test"), sendo certo que desde a referida data base não ocorreram fatos relativos aos negócios da Companhia ou ao mercado em que ela se insere que possam justificar alteração substancial do resultado da dita avaliação. 2.2. A Companhia não tem suas ações negociadas em Bolsa de Valores ou no mercado de balcão organizado. Sendo assim, não há como mensurar o preço de emissão das ações com base no preço médio de cotação das ações. 2.3. Portanto, propõe-se como critério mais adequado para a fixação do preço de emissão das ações para o aumento de capital proposto para a Companhia, conforme disposto no inciso II do § 1º do art. 170, da Lei 6.404/76 ("Lei das S/A"), o valor de patrimônio líquido da ação (patrimonial contábil) em 31/12/2011, calculado de acordo com as demonstrações contábeis existentes nesta data, devidamente auditadas por auditores independentes e levadas a arquivamento na Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"). 3. Justificativa do Aumento de Capital Proposto - 3.1. A Companhia está inserida num segmento de mercado considerado de capital intensivo e de longa maturação, o que requer sejam realizados constantes investimentos. Não alheia a isso, a Companhia investiu ao longo do exercício corrente de 2011, significativos valores da ordem de R$ 29.500,000,00 (vinte e nove milhões e quinhentos mil reais). 3.2. Ademais, pretende a Companhia, no presente exercício social (2012), dar continuidade em investimentos, principalmente naqueles voltados à inovação e melhoria continua da qualidade de seus produtos, o que requer sejam criados meios de promover a geração de capital de giro da Companhia. 4. Alteração do Estatuto Social - 4.1. Caso seja aprovada a proposta de aumento de capital da Companhia, o artigo 5º do seu Estatuto Social deverá ser alterado para refletir o novo valor e número de ações. (II) Após deliberação, por unanimidade de votos dos acionistas presentes e sem qualquer ressalva, reserva ou condição, foi aprovada a proposta do Conselho de Administração para o aumento de capital da Companhia, ficando a Diretoria expressamente autorizada a dar prosseguimento ao referido aumento do capital social, abrindo a subscrição das ações dentro do prazo e condições estabelecidas na proposta do Conselho de Administração ora aprovada, e da legislação pertinente. ENCERRAMENTO: Nada mais a tratar, a sessão foi suspensa pelo tempo necessário para a lavratura da Ata, que lida e achada conforme, foi aprovada e firmada pelos presentes, autorizada a Diretoria a extrair cópias para serem arquivadas na Junta Comercial do Paraná. Curitiba, 30 de abril de 2012. ASSINATURAS: Paulo Roberto Pizani - Presidente da Mesa; Raimar Sternadt - Secretário. ACIONISTAS: Agro Florestal Ibicuí S/A (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; Imaribo S/A Indústria e Comércio (ass.) Paulo Roberto Pizani e Raimar Sternadt; e Paulo Roberto Pizani. DIRETORES PRESENTES: Paulo Roberto Pizani, José Felipe Mata de Rangel Moreira Cavalcanti, José Eduardo Nardi e Raimar Sternadt. DEMAIS PRESENÇAS: Müller Auditores Independentes S/S, CRC-PR nº 005.694/O-5 (ass.) Clóvis Edécio Müller. CERTIFICO que a presente é cópia fiel e integral da ata lavrada em livro próprio. Curitiba, 30 de abril de 2012. RAIMAR STERNADT Secretário Registrada na JUCEPAR em 16.05.2012, sob nº 20123177634 - Sebastião Motta - Secretário-Geral.

AB Notícias

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764

GRANDES IDÉIAS O “Projeto Oásis” está conseguindo reverter a situação ambiental ilegal de agricultores de Apucarana, norte do estado, transformando-os em agentes da natureza. O programa está em vigor desde 2009, e já possui 184 propriedades cadastradas, 5 mil hectares e 613 nascentes preservadas, abrangendo as bacias dos rios Pirapó, Tibagi, e Ivaí, que abastecem 27 municípios, somando 800 mil habitantes.

PARCERIA Cooperação com as regiões de Emilia Romagna e Toscana, na Itália abrem possibilidades de negócios e investimentos no Paraná. Entre os objetivos do acordo está em aproveitar a experiências dos italianos em distribuição de alimentos para modernizar a Ceasa e identificar no estado oportunidades de negócios para pequenas empresas da Itália, especialmente nas áreas têxteis e alimentícias.

COOPERATIVISMO Em Mangueirinha, centro-sul do estado, o “Programa Mais Leite” está sendo ampliado como forma de garantir a permanência dos pequenos agricultores em suas propriedades. Mais de 104 produtores foram incluídos no projeto que visa à ampliação da bacia leiteira do município, viabilizando pequenas propriedades e garantindo renda extra.

RECONHECIMENTO O cineasta brasileiro Nelson Pereira dos Santos, de 84 anos, foi aplaudido em Cannes, após a exibição do filme “A musica segundo Tom Jobim”, dirigido por ele. Além disso, foi convidado de honra dessa edição do festival por ser um dos percussores do Cinema Novo.

INCENTIVO Diante da dificuldade de contratar e manter a equipe, os servidores públicos municipais que trabalham na coleta de lixo em Maringá, passarão a receber abono por produtividade. A prefeitura definiu abono de R$ 300 para os servidores que tiverem duas faltas justificadas no mês, R$ 200 para os que somarem três faltas e R$ 100 no caso de quatro faltas.

FESTA TRADICIONAL Fogueiras gigantes são atração na festa de São João Baptista, que acontece nos dias 21 a 24 de junho, em Cascavel, oeste paranaense. Ao todo são 12 barracas com venda de produtos diversos, além de apresentações artísticas, churrasco, bingo, quadrilhas, palhaços entre outras. São esperadas cerca de 20 mil pessoas.

EXPERIÊNCIAS Com a intenção de conter o êxodo rural na região oeste do estado, municípios se unem na troca de experiência e no fortalecimento do turismo rural. Esperam-se ações e incentivos no agronegócio familiar, na soma dos capitais por intermédio do associativismo e na melhoria dos roteiros locais.

CONTRA O CÂNCER Um composto químico encontrado no curry, a curcumina, pode ser eficaz no combate ao câncer de intestino. Pesquisas já mostram que a substância é eficaz contra células cancerígenas desenvolvidas em laboratório e traz benefícios contra derrames e outros tipos de doenças. Dessa maneira, estudiosos do hospital de Leicester, na GrãBretanha, vão estudar a substância associada aos compostos químicos quimioterápicos.

PRODUÇÃO DE INSUMOS O calcário usado praticamente em todas as lavouras como corretivo do solo é necessário para a absorção de nutrientes das plantas, registra um aumento de 10% na produção. Isso se dá, devido ao bom momento da agricultura que vem exigindo a alta demanda do insumo.

RODEIO O tradicional Rodeio de Irati que está em sua 25ª edição, será entre os dias 13 e 15 de julho. Os trabalhos para o evento estão a todo vapor e esperam surpreender. São provas artísticas de rodeio, bailes e uma programação ampla e diversificada.

AVANÇO SIGNIFICATIVO O plantio do milho safrinha como opção de cultura de inverno ganha força na região do Vale do Ivaí e ocupa o espaço do trigo. Neste ano, o cereal está ocupando uma área de 54.040 hectares, um aumento de 44% em relação à safra anterior, que foi de 23.770.


edis2-28-5-12