Issuu on Google+

Editoração: Chico Lustosa - e-mail: composicao@metropolesjp.com.br / lustosa@onda.com.br

| Sexta-feira, 9 de setembro de 2011 |

9

Renault registra o melhor resultado de 2011 com recorde de produção e emplacamentos

VW SpaceFox veste adereços e vira A versão com adereços do SpaceFox, batizada de SpaceCross pela Volkswagen, chegou às concessionárias com câmbio automatizado i-Motion. O motor, entretanto, mantém a mesma configuração do modelo do qual deriva: 1.6 litro bicombustível de 104 cv de potência. Os equipamentos que caracterizam o modelo como “Cross” foram baseados no CrossFox. Contudo, o modelo recebeu adaptações mecânicas, como a nova suspensão, elevada em 33 mm na frente e 35 mm na traseira, além de componentes de segurança como airbag duplo e retrovisor interno eletrocrômico. De série, contam também ar-condicionado, direção hidráulica, retrovisores com ajuste elétrico e computador de bordo. Na aparência, além dos detalhes off-road, os faróis de neblina foram estendidos para dar a impressão de que o carro é maior. Já na parte de trás, o para-choque foi redesenhado e ganhou aplicações de plástico nas cores preta e cinza, mesma tonalidade usada nas rodas de 15 polegadas. Mais alta, SpaceCross oferece estabilidade A versão com câmbio automatizado i-Motion foi avaliada em um percurso de pouco mais de 150 quilômetros, com rodovia de ótima pavimentação, estradas secundárias com asfalto regular até um trecho de terra. A suspensão elevada, junto dos pneus que a perua ganhou (205/RR 15” em vez dos 195/55 15” usados da versão original do modelo), dão estabilidade e conforto, principalmente nas partes de terra. Faltou, porém, a opção de equipar o carro com pneus de uso misto. A versão automatizada do carro, no entanto, dá trancos na hora que o veículo muda de marcha, assim como acontece com o SpaceFox. Contudo, o modelo tem como opcional o volante com ”shift paddles”, o que torna a função de troca de marchas mais suave. Outro diferencial do modelo são os discos de freio. A Volkswagen aumentou em 24 mm o conjunto dianteiro. De acordo com a marca, o objetivo foi de proporcionar uma melhor sensação na frenagem. Com câmbio manual, a perua vai de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos (com etanol). Já com o sistema i-Motion, com o mesmo combustível, o modelo alcança 100 km/h em 12 segundos. Ainda de acordo com a montadora, em ambas as configurações de câmbio, o carro mantém a média de consumo de 13,8 km com um litro de gasolina e 9,3 km/l com etanol. Além dos itens de série já citados, o modelo conta também com regulagem de altura no banco do motorista, destravamento do porta-malas pela chave, retrovisor direito auto rebatível, além do sistema “Coming Leaving Home”, que deixa as luzes do farol aceso por alguns segundos. Os opcionais, entretanto, elevam razoavelmente o valor do carro. Na versão com câmbio manual, a pintura perolizada, bancos em couro, CD-Player com MP3, Bluetooth e entradas USB e SD-Card, mais coluna de direção com ajuste de altura, somariam mais R$ 4.395 ao valor da perua. Na versão com câmbio automático, os mesmo itens somados ao volante multifuncional com shift paddles e comando do rádio custam R$ 4.890,00.

A Renault do Brasil comemora os excelentes resultados conquistados no mês de agosto, impulsionados pelas vendas do Novo Sandero, Fluence, Grand Tour e os utilitários Kangoo e Master. Em comparação a agosto do ano passado, a Renault registrou aumento de 5,3% nos emplacamentos do mês, enquanto o mercado cresceu 3,8%. No acumulado do ano, a Renault registra alta de 20,3% nos emplacamentos em relação ao mesmo período de 2010, enquanto o mercado registrou aumento de 7,5%. “Os números comprovam o excelente momento da marca no País, que vem conquistando cada vez mais o consumidor brasileiro”, afirma Jean-Michel Jalinier, presidente da Renault do Brasil. No Top 10 dos carros mais emplacados do País, o Novo Sandero confirma seu sucesso com 8.695 unidades em agosto. Para esse resultado, contribuiu o sucesso de vendas da versão com câmbio automático. Destaque para o utilitário Kangoo, que registrou um volume de 426 emplacamentos, um aumento de 113% em relação a agosto do ano passado. A marca continua seu plano de expansão de sua rede de concessionárias. No último mês, inaugurou cinco novos pontos de venda em Caruaru (PE), Osório (RS), Montenegro (RS), Pouso Alegre (MG) e Mogi Mirim (SP), passando a contar com 183 concessionárias da Renault em todo o País. A Renault do Brasil manteve, em agosto, o 2º lugar no ranking mundial da marca, atrás apenas da França. É o melhor desempenho do ano até o momento, com participação de mercado de 5,7% e volume de emplacamentos de 17.622 unidades. No ranking acumulado do ano, o Brasil ocupa 3º lugar da Renault no mundo. Recorde histórico de produção A empresa também registrou recorde histórico de produção, com volume de 23.039 unidades produzidas no mês, somando veículos de passeio e utilitários, o que representa alta de 51% em comparação a agosto de 2010. No acumulado do ano, a Renault já produziu mais de 140.000 unidades (veículos de passeio e utilitários), uma produção 23,8% maior que o mesmo período de 2010. Em relação à produção de motores, a Renault também bateu recorde de produção em agosto, com 37.108 unidades. No acumulado do ano, já são mais de 224.000 motores produzidos, alta de 41,6% em relação a 2010.

3 3 8 3 - 6 6 5 0


automoveis9-9