Page 1

PORTUGAL quarta-feira 22 janeiro 2014 ano 6, nº 2020 Lisboa 11° | 15°

!! SO ição I AV a ed a a e t r t Es chei cola o ch

Porto 10° | 12°

www.readmetro.com Diretor: Diogo Torgal Ferreira

Investidores portugueses com o pé atrás Nacional. Estudo revela que há vontade de apostar num negócio próprio. Mas o receio de falhar é grande pág. 05 Economia

Culto

Da recessão à recuperação FMI aponta para um crescimento da Zona Euro em 2014 e 2015 pág. 07

Sport

Aposta além-fronteiras Águias e dragões entre os clubes com mais jogadores estrangeiros pág. 14

Cronista

Sophie Nélisse é “A Menina Que Roubava Livros” na capital da Alemanha durante a década de 1930. págs. 10 e 11 GETTY IMAGES

Sérgio H. Coimbra Um português na capital dos EUA pág. 02

Televisão. Netflix: sim! A revolução “on demand” vai ser televisionada A “caixa mágica” já revolucionou o mundo, mas agora é a televisão que está a ser palco de uma enorme revolução: saiba como o Netflix e afins estão a mudar paradigmas. pág. 09 PUB


1

JORNAL

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

02

Opinião

SÉRGIO H. COIMBRA

ONLINE

JORNALISTA

Um português em Washington

facebook www.facebook.com/peoplemag “‘Podíamos ver que eles estão completamente apaixonados’, diz o fotógrafo Mario Testino sobre o dia em que foi fotografar o retrato de noivado de William e Kate.”

twitter @rititi [Rita Barata Silvério]

Ontem fui pegar na pena à vista da mesma janela por onde vejo nos últimos três anos. Os meus hábitos – o lugar de sempre, a hora do costume, os gatos no tapete como se ali tivessem nascido – são de um grande aborrecimento. Mas minha salvação também. Por estar constantemente aconchegado numa vida quadrada, posso facilmente apreciar as

intrusões da novidade. Nesta manhã, então, foi olhar até entontecer para o cair da neve. Flutuava em silêncio até se recolher nos ramos adormecidos dos carvalhos. Ou mais abaixo, no chão terreno que saturava da mais branca pureza. Foi como estar sentado à direita do Pai a ver o milagre do mundo transformar-se em paraíso.

“A estas horas a que vou trabalhar, o bus vai cheio de mulheres. Se não fosse tão cedo (e de noite) ainda arranjava uma teoria sobre isto.”

vídeo do dia

Nos EUA, uma militar regressou a casa sem avisar o filho e fez-lhe uma surpresa durante um jogo de basquetebol liceal. Venha escrever connosco. Entre em facebook.com/metroportugal

Herge del Rio. A favor do Amor Mário Soares

“Mariano Rajoy, líder do PP e atual primeiro-ministro, tem-se revelado um mau político e, sobretudo, um mau diplomata” Duras críticas do ex-Presidente da República dirigidas ao atual primeiro-ministro espanhol, explanadas na sua crónica da edição de ontem do jornal Diário de Notícias. GETTY IMAGES

Eu acredito no Amor! No Amor universal, verdadeiro. Acredito no Amor altruísta, puro e incondicional! Acredito no Amor de mãe, no Amor de pai, no Amor de mães e no Amor de pais! Acredito na instituição família e no Amor familiar. Acredito no bom senso e sei qual é a minha posição face a esta questão estruturante de uma sociedade que se quer moderna, evoluída e, sobretudo, justa. Por tudo isto, não tive qualquer dificuldade em aceitar o desafio que me foi proposto de dar a cara por uma campanha a favor dos direitos humanos e da coadoção por casais do mesmo sexo. Nesta campanha sou fotografado ao lado do modelo internacional Nek e do meu sobrinho Grecildo, numa pose que se pretende que seja encarada como uma imagem da vida familiar de um casal comum. Espero que gostem e acompanhem-me através do Facebook!


PUB


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

04

Maior confiança e menos juros

“Taxas de juro a descer significa confiança a subir no nosso país”, disse Paulo Portas. Ontem as obrigações a dez anos baixaram dos 5%. © PEDRO NUNES/LUSA

Lisboa

Eurostat. PIB vai aumentar mais de 2%, revela o INE As alterações ao Sistema Europeu de Contas vão fazer com que o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano suba mais de 2%, acima da estimativa mais alta do Eurostat, afirmou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Num encontro sobre as alterações introduzidas ao Sistema Europeu de Contas (SEC2010), que vão entrar em vigor a partir de setembro, responsáveis do INE disseram que “a expetativa é que [estas alterações] possam ter um impacto superior ao intervalo estimado” pelo Eurostat. O INE explicou que a estimativa se baseia em informações que foram transmitidas pelos institutos nacionais de estatísticas dos Estados-Membros relativas a 2011. Na semana passada, o Eurostat tinha anunciado que o PIB de Portugal iria subir 1 a 2%.

“Opacidade dos fundos” afeta projeto do Bolhão

A presidente da Assembleia Municipal (AM) de Lisboa, Helena Roseta, mandou evacuar as galerias da sala, devido às manifestações de desagrado de mais de 200 trabalhadores do município que assistiam à reunião. Enquanto saíam, os trabalhadores foram gritando palavras como “fascistas”, “parabéns CML pelos ‘outsourcings’ que vão dar”.

O presidente da Câmara do Porto salientou ontem que a “opacidade dos fundos comunitários” para 2014-2020 é preocupante no âmbito do objetivo da autarquia de reabilitar o Mercado do Bolhão. “Estamos a trabalhar num projeto [para a reabilitação do Bolhão], essa é uma das razões pelas quais estamos preocupados com a opacidade dos fundos”, disse ontem Rui Moreira.

PSP de Évora apreende mais sete cavalos A PSP de Évora apreendeu ontem sete cavalos que representavam perigo para duas estradas, na periferia da cidade, elevando para 12 o número total de equídeos já recolhidos desde o acidente do dia de Natal, que envolveu a colisão de dois carros e fez 4 mortos e quatro feridos graves.

“O facto de as taxas de juro de Portugal terem uma tendência consistente de descida, significa para a vida prática dos portugueses esperança de que poderemos ter um 2014 melhor e um depois de 2014 melhor que o próprio 2014”, afirmou Paulo Portas. No entanto, avisou que é cedo “para falar da forma como Portugal sairá do programa. O importante é que Portugal saia do programa e recupere” a autonomia. Entretanto, e citado pelo JdN, o secretário-geral adjunto e economista-chefe da Organização para a cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) afirmou que ficou “positivamente surpreendido” com Portugal e admitiu uma “saída limpa” do programa. “O princípio geral é que na fase da saída seja criada uma rede de segurança”, disse Pier Carlo Padoan. A Irlanda não pediu o programa cautelar porque quis “criar essa rede de segurança internamente”. Se Portugal “conseguir fazer o mesmo, porque não?”, questionou.

Porto

Público retirado das galerias da Assembleia

Acidente

Troika. O vice-primeiro-ministro disse ontem que a descida das taxas de juro da dívida pública traduz uma maior confiança no País, mas que ainda é cedo para discutir como sair do programa de assistência financeira. OCDE admite saída limpa do resgate.

Pensões. PS diz que Governo tem um grupo ‘para-secreto’ O PS acusou ontem o Governo de ter designado um grupo de trabalho “para-secreto” para tornar definitivos os cortes no sistema de pensões e de estar a tratar de forma “indigna” os pensionistas. Estas críticas foram proferidas na Assembleia da República pelo coordenador da bancada socialista para as questões sociais e do trabalho, Nuno Sá.

AMÂNDIA QUEIRÓS

ENVC. PSD acusa PS e PCP de “negociata” O PSD acusou ontem o PCP e o PS de prepararem “uma negociata” sobre o objeto de uma futura comissão parlamentar de inquérito relativa aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), encobrindo as gestões designadas pelos governos socialistas.


NACIONAL | 05

Gripe

Vacinas sem indícios de serem falsificadas O ministro da Saúde disse ontem ter indícios de que as vacinas contra a gripe identificadas em farmácias portuguesas estavam fora do circuito legal, mas não eram falsificadas, ressalvando que aguarda os resultados da investigação. “Não se trata de contrafação, mas de uma compra de uma farmácia a uma outra entidade em Espanha”, disse Paulo Macedo.

Educação

Grupo GPS garante “total colaboração” O grupo GPS, que foi ontem objeto de buscas da Polícia Judiciária, garantiu que “prestou e continuará a prestar total colaboração às entidades competentes”, alegando “segredo de justiça” para não dar informação adicional. As buscas são por alegada apropriação ilícita de verbas transferidas pelo Estado no âmbito dos contratos de associação.

Medo de arriscar impede a criação de negócios Empreendedorismo. Estudo revela que os portugueses têm vontade de apostar no seu negócio, mas receiam falhar. Se, por um lado, seis em cada dez portugueses (61%) mostram uma atitude positiva perante a criação do próprio emprego, 83% têm medo de arriscar e apenas 32% se imaginam a iniciar o seu próprio negócio. As conclusões são do estudo “Encorajar os Empreendedores – Suprimindo o Medo do Fracasso”, realizado pela Amway. “A crescente atitude positiva face ao empreendedorismo foi uma das principais conclusões do relatório anual promovido em 24 países”, revela a empresa. Ainda assim, e apesar de 75% dos jovens adultos revelarem motivação e desejo para empreender, 87% têm receio de falhar. Quanto às mo-

tivações para criar o próprio emprego, as conclusões do estudo revelam: a independência de uma entidade patronal e a realização pessoal e concretização das suas próprias ideias. Estes são os fatores que mais aliciam os portugueses, com 44% e P.T. 31% das respostas.

Financiamento

50% dos portugueses que participaram neste estudo, afirmam que financiamento público e desenvolvimento de mais fundos para start-ups são fatores decisivos para empreenderem.

A zona centro de Portugal e o Algarve são as zonas que encaram o empreendedorismo de forma menos positiva. © 123RF PUB


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

MUNDO | 06

Europa mais intolerante HRW. Segundo a Human Rights Watch (HRW) a intolerância e as violações dos direitos humanos aumentaram na União Europeia em 2013, sobretudo o racismo e a discriminação. Segundo a organização de defesa dos direitos humanos, este é um “problema grave” que os líderes europeus admitem, mas continuam a não enfrentar. No relatório anual, apresentado ontem em Berlim, a HRW identifica como principais alvos da intolerância os ciganos, imigrantes e candidatos a asilo. “O racismo e a homofobia continuam a ser problemas graves na UE, tendo dado origem a apelos do Parlamento Europeu e do Conselho da Europa para um esforço maior de combate às formas mais extremas de intolerância”, lê-se no documento, citado pela agência Lusa. Do outro lado do Atlântico, o relatório sustenta que os programas de espionagem dos EUA são um perigo-

EUA

so exemplo que pode levar à censura em massa das comunicações em todo o mundo e a reforma dos serviços de informações anunciada na semana passada pelo presidente norte-americano, Barack Obama, é dececionante, porque vai manter “a invasão da esfera privada” de forma maciça. Mais a sul do continente americano, a organização não-governamental destaca o Brasil. O sistema prisional brasileiro tem mais de 500.000 detidos, população 43% acima da capacidade das cadeias, que enfrentam um problema “crónico” com frequentes relatos de tortura. A HRW aponta ainda a falta de higiene nas celas, que contribuem para a “disseminação de doenças”.

UE

Síria. Rússia critica decisão da ONU A Rússia considerou “um erro” o recuo da ONU na decisão de convidar o Irão para a conferência de paz sobre a Síria, denominada “Genebra 2”, declarou ontem o ministro russo dos Negócios Estrangeiros. “Todos os atores externos com influência na situação devem estar representados”, afirmou Serguei Lavrov. Do Irão também surgiram críticas por não estarem representados na conferência que começa hoje, em Montreux, Suíça. Javad Zarif, ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros lamentou que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, tenha cedido à pressão e “retirado o convite” ao Irão. Rui Machete, ministro português dos Negócios Estrangeiros, preferia que “todos os intervenientes” estivessem na conferência.

Execuções

11.000 O relatório da HRW refere ainda que, em vésperas de Jogos Olímpicos, os direitos humanos na Rússia são um problema. © GETTY

Vaticano

presos foram torturados e executados pelas forças governamentais na Síria, desde que começou o conflito no país, avança um documento ontem tornado público pelo The Guardian e pela CNN.

Colômbia

Obama ruma à Europa

Sérvia negoceia adesão

Novo caso de corrupção

FARC sofrem baixas

O presidente dos EUA visita a Europa em março. Obama participará numa cimeira de chefes de Estado sobre segurança nuclear na Holanda a 24 e 25 de março, seguindo depois para Bruxelas, onde participa, a 26, numa cimeira entre líderes das instituições europeias e os EUA. Dia 27 encontra-se no Vaticano com o Papa.

A Sérvia começou ontem em Bruxelas as negociações para aderir à União Europeia, com a realização de uma conferência intergovernamental, na qual participou o primeiro-ministro sérvio, Ivica Dacic. Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, classificou o encontro de “um grande sucesso”.

Nunzio Scarano, um antigo funcionário do Vaticano, foi ontem detido pela polícia italiana por suspeitas de corrupção e branqueamento de capital, usando o banco do Vaticano. Um padre e um técnico de contas também foram detidos. Monsenhor Scarano já tinha sido detido uma vez devido a transferências suspeitas.

Pelo menos sete guerrilheiros das FARC foram ontem mortos em combates com o exército colombiano em Tolima, dois dias após uma ofensiva militar que provocou 14 baixas nas fileiras da rebelião, anunciaram as autoridades. Apesar das negociações de paz que decorrem desde 2012 têm-se registado combates.

PUB


PUB

ECONOMIA | 07

Zona Euro está a reerguer-se FMI. Fundo Monetário Internacional explica que neste momento se “está a passar da recessão para a recuperação”. Aguarda-se, assim, um crescimento de 1% para este ano e 1,4% para 2015, depois do recuo de 0,4% em 2013. Porém, “a retoma vai ser desigual”, diz o FMI: no “World Economic Outlook” de outubro, ontem divulgado, o FMI prevê que a recuperação económica será “mais modesta nas economias em stress [como Portugal], apesar de algumas revisões em alta, incluindo Espanha”. “A elevada dívida, tanto pública como privada, e a fragmentação financeira vão retrair alguma procura interna, ao passo que as exportações poderão contribuir mais para o crescimento”, refere ainda o FMI. Já para a economia mundial, o FMI espera um crescimento um pouco superior ao estimado: de 3,7% em 2014 e de 3,9% em 2015, respetivamente (os EUA deverão crescer). Quanto às economias emergentes e em desenvolvimento, o FMI projeta um crescimento de 5,1% este ano, que deverá atingir os 5,4% em 2015.

O dia a dia dos mercados Petróleo

Euribor 6m

$106,89 (+0,50%)

0,409 (+0,25%)

Psi-20

7.079,94 (-0,37%)

Euro para: Dólar 1,354; Libra 0,822; Real 3,196

Apesar da melhoria económica, em Portugal a recuperação será mais modesta. © 123RF

Sem euforias

“O elevado endividamento, público e privado e a fragmentação financeira, manterá a procura interna travada” Citação do FMI, que é presidida por Christine Lagarde, sobre Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Chipre.

OCDE. Portugal com a maior subida da taxa de emprego Portugal, a par da Eslovénia, registou a maior subida da taxa de emprego dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) no terceiro trimestre de 2013, com este indicador a aumentar 0,7 pontos percentuais, para 61,3%, anunciou ontem a organização.

Eurostat

Preço das casas caiu 2,9% O preço das habitações em Portugal diminuiu 2,9% no terceiro trimestre de 2013, face ao mesmo período de 2012, uma queda superior às verificadas na Zona Euro, de -1,3%, e na União Europeia (UE), de 0,5%, adianta o Eurostat. Segundo o gabinete de estatísticas da UE esta foi a descida menos acentuada de 2013, após uma queda de 7,3% no primeiro trimestre e de 4,3% no segundo.

AIE. Procura de petróleo este ano revista em alta A procura mundial de petróleo vai subir em 2014 para um máximo de sempre num contexto de recuperação da economia. Segundo a Agência Internacional da Energia (AIE) a procura deste ano deverá subir para 92,5 milhões de barris/dia, mais 1,3 milhões que a previsão anterior.


2

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

08

CULTO

FALK HARNISCH Falámos com um químico à séria... mesmo!!! A popular série tem alguns erros propositados, mas o impacto é excelente!

Victoria Beckham

“Atuar nos Jogos Olímpicos [com as Spice Girls] foi uma honra incrível. Um orgulho, orgulho de ser britânica. Mas não volto a fazê-lo” A famosa “Posh Spice” disse, numa entrevista à revista Vanity Fair, que não voltará a atuar com as Spice Girls. Apesar de todo o sucesso e prazer que isso lhe deu, trata-se de um período da sua carreira que terminou na cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. GETTY IMAGES

SERÁ QUE “BREAKING BAD” AJUDA OS TRAFICANTES? Se já tem saudades da famosa e popular série de televisão, porque não fazer um tributo e “cozinhar” metanfetaminas à moda de “Breaking Bad”? Brincadeirinha, vá! E não confie em tudo o que vê: o engenheiro eletroquímico Falk Harnisch, do Centro Helmholtz para Investigação Ambiental, examinou os métodos químicos de Walt, Jesse e tudo o mais. Qual é a parte científica mais impressionante na série? De uma forma ge-

ral, em “Breaking Bad” os métodos

químicos são muito bem retratados e próximos da realidade. Isso é muito claro em comparação com outras séries, como o “CSI”. O que mais gostei, enquanto eletroquímico, foi a bateria improvisada que o Walter construiu no deserto para ligar o motor da autocaravana. Crê que químicos profissionais poderiam criar mercados ilegais de droga?

Não temos qualquer experiência prática ou pessoal no negócio de drogas. No entanto, do ponto de vista da saúde, devia ser sempre

preferível ter substâncias puras. Isto podia ser conseguido para algumas drogas através de um controlo legal, onde os “padrões de qualidade” teriam de ser obedecidos. Mas, daquilo que sei, os efeitos das metanfetaminas (“crystal meth”) são tão severos que legalizar não é, certamente, uma opção. Acha que foram feitos alguns esforços para não inspirar traficantes de droga?

O melhor exemplo é que os cristais apresentados parecem muito reais, mas não se discutem detalhes importantes. Não é totalmente claro as fontes a que o Jesse vai buscar alguns ingredientes (exemplo: catalisador de óxido de tório). A amálgama de alumínio e de mercúrio pode ser utilizado como catalista de redução – aliás, isso é discutido pelo Walter e pelo Jesse, mas só mostra como o granulado de alumínio é adicionado ao reator. Depois as coisas são apresentadas de forma visualmente apelativa, mas detalhes como temperatura e tempo de aquecimento, concentração e agitação não são apresentados. E todos esses detalhes são essenciais para um resultado bem-sucedido. Qual poderá ser o impacto da série na química e na ciência? Espero que

mostre um lado mais real do que a química pode fazer e de como os químicos trabalham. E que inspire jovens a escolher química e outras ciências naturais como oportuniSCOTT FOX/MWN dades de trabalho.


09

Netflix a mudar paradigmas Televisão. Depois de a Internet ter mudado a música, agora é a vez da televisão. O Netflix ainda não está em Portugal, mas, pelo andar da carruagem, não deve demorar. O sucesso dos serviços de streaming de vídeo, televisão e cinema está a crescer ano após ano. Os últimos dados relativos ao mercado norte-americano mostram que, em 2013, houve um crescimento de 4% no número de lares que subscreveram os serviços das várias empresas. Em sentido contrá-

rio está, claro, a quebra no número de subscrições de canais “premium” de “pay-TV”, como a HBO e a Showtime – os dados do grupo NPD apontam para quebras de 6%. O estudo da mesma empresa mostra ainda que cada sete de dez filmes/séries de televisão foram vistos através de serviços “on-demand” – aqui, inclui-se serviços de subscrição como o Netflix, a Amazon Prime ou serviços por cabo –, em vez de serem alugados ou comprados. “É justo dizer que estas mudanças de paradigma a que assistimos são causadas, provavelmente, pelo Netflix”, disse ao LA Times Russ Crupnick, um dos responsáveis da empresa que liderou o estudo.

Produção própria

Um dos fatores para o enorme crescimento do Netflix está na produção de conteúdos próprios. Eis alguns exemplos: • “Lilyhammer”, “House Of Cards” (na foto), “Arrested Development” ou “Orange Is the New Black”.

Feitas as contas, e no que diz respeito aos EUA, o número de utilizadores do serviço Netflix chegou, no fim de 2013, aos 31.1 milhões: mais 24% do que em 2012. O serviço está disponível em vários países – nos EUA custa 8 dólares por mês, mas também está no Reino Unido, com um custo de 6 libras mensais, Austrália, países escandinavos e Holanda (a €8). Importa salientar que o que é bom nos EUA pode não o ser em Portugal: a oferta de vídeos e filmes varia muito de país para país. Para já, ainda não há informações de quando irá Portugal receber o serviço. Mas Joris Evens, porta-voz da empresa, diz que está nos horizontes. Só não se sabe quando.

Teatro

Prémios. Ringo e Paul juntos nos Grammy

Jekyll e Hyde no Chapitô A companhia Chapitô, em Lisboa, ao Castelo, estreia, amanhã (22h) “Dr. Jekyll and Mr. Hyde”, com encenação de John Mowat e interpretação de Jorge Cruz e Tiago Viegas. Esta versão “é sobre a luta entre o bem e o mal, o dever e a tentação, e sobre a forma como o responsável Dr. Jekyll combate o diabólico Mr. Hyde, numa experiência horrenda que corre terrivelmente”.

O baterista dos The Beatles, Ringo Starr, confirmou que vai reunir-se em palco com Paul “Macca” McCartney para a gala dos Grammy. Os dois sobreviventes dos “Fab Four” vão tocar para celebrar os 50 anos da primeira e histórica atuação da banda inglesa no “Ed Sullivan Show” e será a primeira vez que tocam juntos desde o 70.º aniversário do baterista, comemorado em 2010 com um concerto no Radio City Music Hall. A cerimónia dos Grammy está marcada para 26 de janeiro.

Pintura

Petição contra venda dos Miró em Bruxelas Uma petição contra a venda de 85 quadros de Joan Miró na posse do Estado português foi enviada para o Parlamento Europeu. São mais de 8 mil assinaturas a pedir a suspensão da venda das obras na posse do Estado português através da nacionalização do BPN. A petição está disponível online.

Cinema. “Purple Rain”, versão tuareg O arquivista musical Christopher Kirkley começou uma campanha de “crowdfunding” para financiar o primeiro filme ficcional de sempre em língua tuareg: um remake do filme de 1984, “Purple Rain”, com Prince. A nova versão chamar-se-á “Akounak Tedalat Taha Tazoughai” – que, de forma literal, se pode traduzir como “chuva da cor azul com um pouco de vermelho” – e, segundo a página oficial do Kickstarter, contará a história de um jovem guitarrista no norte do Níger a tentar cumprir o seu sonho “contra todas as probabilidades.”

Música

Eagles of Death Metal preparam novo disco

Um bailado com sabor a despedida O bailado “Malakhov and Friends – The Final” estreou-se ontem em Berlim, no Deutsche Oper. Esta será a obra de despedida do diretor artístico Vladimir Malakhov da companhia de bailado berlinesa. Na foto, à direita, a espanhola Lucia Lacarra dança com o albanês Marlon Dino. © EPA

Josh Homme confirmou que já começou a trabalhar num novo disco dos Eagles Of Death Metal. O líder dos Queens Of The Stone Age já editou três álbuns com o seu amigo, Jesse Hughes. O último foi lançado em 2008 (“Heart On”). “Estamos a trabalhar num ritmo razoável”, disse ao The Music.


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

10

“A minha geração não sabe o que se passou no Holocausto” 7ª arte. Aos 13 anos, Sophie Nélisse assume o papel de protagonista no filme “A Menina Que Roubava Livros”, uma adaptação cinematográfica do livro de Markus Zusak, que se passa no triste período da Alemanha da década de 30-40. JOHN-MIGUEL SACRAMENTO EM HOLLYWOOD

E que faria ela daqueles olhos? A pergunta tem cabimento. Sim, que faria Sophie Nélisse daqueles olhos abonecado-expressivos se, como estava previsto antes de ter sido recrutada para o cinema, seguisse a tal carreira prodigiosa de ginasta em preparação para os Jogos Olímpicos? Iam servir-lhe de nada. Não estou a ver que as piscinas do seu olhar fossem

grande ajuda nos exercícios livres de paralelas assimétricas. Mesmo na trave, duvido que os juízes se condoessem só porque ficou de pálpebras mortificadas depois de se estatelar no chão. Por isso, ainda bem que se acabaram os golpes dorsais no salto a cavalo. Sophie escolhe mover-se menos rapidamente, intensa à frente de nós, num filme, em grande plano, para

que possamos verificar a vivacidade celular dos olhos que registam tudo. Exercícios no solo executa ela em qualquer lado. Não tem de ser num estádio. Uma surpresa. Descoberta há poucos anos no filme “Monsieur Lazar”, a retina apurada de Sophie Nélisse reaparece esta semana no filme “A Menina Que Roubava Livros” – uma obra dificílima, escrita por outro talento assustadoramente jovem, Mark Zusak, o australiano com ar de ‘surfer dude’,

mas capaz de tecer esta história sobre a Alemanha Nazi e em que a Morte é a narradora. Quando o metro foi ver as filmagens, em Berlim, a atriz canadiana completava uma cena carregada de tragédia. Estamos em Himmel Strasse, na vilazinha de Molching da Baviera, nada mais que pedacinho celeste prestes a ser comido pelo inferno ao largo. A guerra anda de mal a pior. Há uma despedida em família, na casa ao lado. Lágrimas. Ela a ver

Experiência na Alemanha

“Com o filme a ser feito aqui em Berlim, é impossível ir a qualquer lado e não deparar com os palcos das atrocidades. Há avenidas e praças em que cartazes nos dizem o que aconteceu”


CINEMA | 11

tudo, antes de, pela mão dos pais adotivos Geoffrey Rush e Emily Watson, subir os degraus, entrar na porta, de volta a casa e à rotina feita de sonhos, pesadelos e palavras encontradas em livros roubados. É esta a cena que estão agora a filmar. “Ok, Take One!” Como diz a Morte, o filme começa assim: uma menina subtrai um livro ao coveiro. O irmão mais novo dela tinha morrido em viagem, quando os pais foram para o campo de extermínio e ela, Liesel Meminger, filha de traidores comunistas, fica entregue a outra família. Entra a atriz. Comecemos pelo exercício de solo mais fácil: quais são as suas atrizes preferidas? Isso não faria sentido

nenhum porque tenho uma lista interminável de atrizes que amo de fio a pavio. Foi o que achei... “era demasiado fácil para ela”. Está bem, mais difícil ainda: dê-me só o nome de umas quantas. No máximo, 4 senhoras e 3 rapazes! O cronómetro já está a avançar... Bom,

obviamente a Meryl Streep. Mas também a Anne Hathaway, Jennifer Lawrence, Kate Winslet. Na coluna dos rapazes diria Johnny Depp, Leonardo DiCaprio e Jake Gyllenhaal. OK, já percebi. Gosta daqueles que são mais bem-parecidos... Nem me fale.

Na semana passada, estava eu nos Hollywood Awards e dei comigo assim, mesmo ao lado, quase a tocar,

pertíssimo do Jake Gyllenhaal. Pensei que ia dar em doida. (gargalhada). Outra coisa semelhante: sonha mais em inglês ou em francês? Sonho nas

duas línguas. Por exemplo: como frequento um colégio francês no Quebeque, aprendo Matemática em francês; mas, se estou num sítio anglo-saxónico como Toronto ou Los Angeles, conto em inglês. Agora que já não é ginasta de calibre olímpico, mas uma atriz apostada no risco e que, para o papel, é obrigada a recorrer a vários quilos de bombons, diga-me... mudou de dieta? Sim,

quando se é atleta olímpica está fora de questão comer ‘fast food’. Claro que, se uma pessoa for só de um nível muito, muito, muito baixo, então não é preciso obedecer a todas as regras e restrições. Na ginástica olímpica as meninas como eu fazem muitos sacrifícios. É preciso ir para a cama cedo. Para descansar, a mim deram-me uma semana no verão e quatro dias no Natal. Como é que se deu com as outras crianças do filme? Por exemplo, com os meninos atores alemães?

Não cheguei, realmente, a ter tempo para ficar amiga dos outros atores. Estava demasiado ocupada. E, realmente, só tínhamos duas cenas juntos. Quando a cena acabava, a produção metia-nos em tendas

Amigos em cena

“No caso do Nico, o ator alemão que faz de meu melhor amigo, diverti-me imenso. Era como se tivesse sido, durante os tempos das filmagens, o meu irmão mais novo, de certa maneira” diferentes. Ou eu era mantida num compartimento diferente, se a cena era interior. Mas, no caso do Nico, o ator alemão que faz de melhor amigo, aí diverti-me imenso com ele. Era como se tivesse sido, durante os tempos das filmagens, o meu irmão mais novo, de certa maneira. Até certo ponto lembrou-me a minha irmã mais nova. Aquilo que lhe posso dizer é que, ao fim de dois dias a trabalhar juntos, já eu lhe estava a dar cabo do juízo. Ele respondia na mesma. Ao fim de quatro meses de filmagens, ele estava já mesmo a dar-me cabo da cabeça e eu já estava mesmo, mesmo a dar-lhe cabo dos miolos. Divertimo-nos tanto. Às vezes ia acordá-lo às 23h para podermos ir ver televisão. Um programa qualquer daqueles mesmo loucos, tipo “American New Top Model”. Se estávamos instalados num hotel, íamos para a piscina juntos. Almoçámos sempre juntos. Jantámos sempre juntos. Bons tempos. Já tinha conhecimento dos crimes cometidos pela Alemanha durante os anos 30 e 40? Vi muitos filmes

sobre o assunto, e peças de teatro. Vi várias vezes “A Lista de Schindler”, “O Leitor”, “O Rapaz do Pijama às Riscas” e “O Pianista”. Além disso, com o filme a ser feito aqui em Berlim, é impossível ir a qualquer lado e não deparar com os palcos das atrocidades. Há muitas avenidas e praças em que os cartazes nos dizem o que aconteceu, como aconteceu, no processo gradual de limpeza étnica. Além disso, o muro de Berlim caiu há pouco e lembra bem outra faceta do totalitarismo alemão. Mas acho, sobretudo, que é importante fazer filmes como este. A minha geração não sabe o que se passou durante o Holocausto nazi. Há cerca de duas semanas fui rever o filme com uma amiga minha, que é das mais inteligentes. Não percebeu nada, ou, pelo menos, o principal. Por isso digo: quero que, daqui a 40 ou 50 anos, ainda se fale do assunto. Quero que a minha geração, e as futuras, saibam disto. Quero que tomem consciência da enormidade histórica destes acontecimentos.


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

Metro Portugal Arruamento B à Rua José Maria Nicolau, nº3 1549-023 LISBOA - PORTUGAL

METRO PORTUGAL Título licenciado a Transjornal – Edição de Publicações, SA pertencente à PROPRIEDADE Metro International, SA, EDITORA Transjornal – Edição de Publicações, SA., Capital Social €50.000,00, Contribuinte 505338602, registada na C.R.C de Cascais _nº 505338602, Principal acionista Metro News – Publicações, S.A (100%) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Francisco Pinto Barbosa, Luís Santana, Pedro Araújo e Sá, Gonçalo Sousa Uva e António Zilhão. Depósito Legal: 220825/04, ERC nº 124635, Periodicidade Diária Distribuição Gratuita Impressão Lisgráfica, Impressão e Artes Gráficas S.A. Rua Consiglieri Pedroso 90, Casal de Santa Leopoldina, 2730-053 Queluz de Baixo. DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL Ricardo Branco Diretora Adjunta Ana Silveira Agências Adriana Macedo, Margarida Rego, Paula Tavares, Raquel Pinto, Daniel Barata; Diretos Andreia Carolino, Fátima Guerreiro, Filomena Mestre, João Rodrigues, Luís Farinha Planeamento Maria da Luz Veiga Tel. 210494204/210494815; Fax 21 049 31 34 PORTO Tiago Medeiros, Gabriela Raposo Tel. 22 532 23 09 Fax 22 532 23 99 E-mail publicidade@metroportugal.com DESIGN GRÁFICO Rui Gonçalves MARKETING João Aleixo, Elizabeth Shipeio Passatempos Marta Tavares (info@clubedepassatempos.pt) Ativações e Eventos João Aleixo (coordenador) Joana Gil, Rita Costa CHEFE DE DISTRIBUIÇÃO José Magalhães Distribuição António Caldeira, Orlando Lopes (Porto) DIRETOR Diogo Torgal Ferreira Editor Executivo Magalhães Afonso Coordenador Bruno Martins Redação Luís Carmo, Patrícia Tadeia, Rui Alexandre Coelho, Raquel Madureira (Porto) Editora gráfica Sónia Santos Grafismo Filipa Rosa, Rita Alves, Túlio Vasco Fotografia Laura Haanpää Assistente Ana Rodrigues Revisão Catarina Poderoso.

Correio do leitor

Horizontais: 1. Lance no jogo do xadrez. Episcopal.

Palavras cruzadas

2. Entusiasmara. Naquele lugar. 3. Grande porção. Letra grega correspondente a p. Sorteio de objetos por meio de bilhetes numerados. 4. Injúria, ofensa. Sufixo de agente ou profissão. 5. Caminhar. Expor, descrever. 6. Em menor quantidade. Diligência policial para prender certa casta de indivíduos. 7. Pôr bastas. A minha pessoa. 8. Designa diferentes relações, como posse, matéria, lugar, providência (prep.). Examinar com a sonda. 9. Gordura de porco por derreter, que envolve os intestinos. Contr. da prep. de com o art. def. o. Vazio. 10. Fruto da ateira. Que ou animal que urra. 11. Campónio. Extraordinária.

Ainda sobre greves José António, em carta publicada dia 20 no metro, junta a sua voz a outros neste espaço onde se têm queixado das greves, em particular dos trabalhadores dos transportes. Mas, tal como outros, demonstra não entender bem a natureza de uma greve. Esta não pretende “prejudicar” o cliente. A greve pretende pressionar a administração. No caso do Metropolitano, no sentido do cumprimento do contrato coletivo de trabalho e defesa do serviço público. É assim uma luta pela defesa também do serviço prestado aos passageiros. Nem a greve afeta só os passageiros. O grevista perde salário e habilita-se a represálias, pelo que avançar para a greve não é decidida de ânimo leve. E o “cliente” pode fazer algo: solidarizar-se com os trabalhadores e pressionar a administração em defesa do serviço público.

Verticais: 1. Dentes dos elefantes e de outros animais. Uma mais uma. 2. Espaço de 12 meses. Estoira. 3. Fita. Contr. da prep. em com o art. def. a. Um certo. 4. Sobre (prep.). De grande diâmetro. 5. Equipamento. Designa dor, admiração, repugnância (interj.). 6. Qualquer peça de vestuário (Trás-os-Montes). Planta umbelífera que se assemelha ao funcho. 7. Imposto Automóvel (abrev.). Indivíduo que mede a capacidade das pipas e tonéis, com uma vara. 8. Rompimento. O espaço aéreo. 9. Progenitor. Aquelas. Grupo de pessoas em círculo. 10. Saco com dois compartimentos dobrado ao meio e que se usa ao ombro ou sobre a cavalgadura. Coloração. 11. Ligar. Madrugada.

Sudoku

•••••

Solução cruzadas Horizontais: 1. Mate, Bispal. 2. Animara, Ali. 3. Ror, Pi, Rifa. 4. Agravo, Or. 5. Ir, Relatar. 6. Menos, Rusga. 7. Bastear, Eu. 8. De, Sondar. 9. Unto, Do, Oco. 10. Ata, Urrador. 11. Saloio, Rara. Verticais: 1. Marfim, Duas. 2. Ano, Rebenta. 3. Tira, Na, Tal. 4. Em, Grosso. 5. Apresto, Ui. 6. Brial, Endro. 7. Ia, Varador. 8. Rotura, Ar. 9. Pai, As, Roda. 10. Alforge, Cor. 11. Liar, Aurora.

Ficha técnica

LAZER | 12

Solução sudoku

ANDRÉ LEVY, LISBOA

Sacrifício anual para proteção

Indonésia

Mineiros fazem oferenda Os mineiros transportam a cabeça de uma cabra para enterrar na cratera, como parte de uma oferenda anual ao vulcão Ijen em Yogyakarta, Indonésia. O ritual é elaborado pelos mineiros de enxofre que matam uma cabra para enterrar no vulcão. O sacrifício é executado para afastar os potenciais desastres que possam ocorrer durante o ano.

Factos

Cratera crucial para a indústria local A mineração de enxofre é a indústria mais importante da região, possível graças a um respiradouro ativo na beira de um lago, mas este trabalho não está isento de riscos. Como por exemplo a acidez da água na cratera é alta o suficiente para dissolver a roupa e causar problemas respiratórios. MWN

Em números

75 ASHLEY VINCENT/NATIONAL GEOGRAPHIC PHOTO CONTEST

quilos é a média de cada cesto que os mineiros têm que carregar duas vezes por dia desde a cratera até ao centro de pesagem, a 3 km de distância.


PEQUENOS ANÚNCIOS

Problemas Bancários? A Multicredit tem a Solução ideal para si!

ANÁLISE GRÁTIS

COBRIMOS QUALQUER OFERTA!

211 310 381 www.lxmulticredit.com 911 085 507 Faça o seu Crédito: 968 851 452

MULTICREDIT

• Empresarial • Habitação EX: 5.000€ - 100,47 em 60M total 6,628€ Taxa de Juro 11,25 TAEG 17,9 EMPRESA REGISTADA PARA O DEVIDO EFEITO • Pessoal

PAGAMOS O VALOR MÁXIMO

COMPRAMOS

OURO E PRATA ATA ESTAMOS ABERTOS O ANO INTEIRO

Segunda a Sexta das 9h às 19h • Sábados das 9h às 13h Avenida António Augusto de Aguiar, 181 (próximo do El Corte Inglês e Praça de Espanha)

Tel.: 21 386 87 03 • Tel.: 96 194 96 01

CURSO DE MASSAGEM TRADICIONAL JAPONESA DE RELAXAMENTO Invista em si, venha aprender uma profissão com futuro! INÍCIO: 25 de Janeiro de 2014 HORÁRIO: sábados das 17H às 20H CARGA HORÁRIA: 30 horas O aluno sai apto para o mercado de trabalho e com certificado.

Para mais informações: 217 157 010 / 917 448 484 www.niponspa.com nipon@nipon-terapias.com

CIATE A Profissão do Presente com Futuro Seja um Técnico Profissional Estude • Electrónica Analógica e Digital CARTEIR • Hardware de Computadores PROFISSIO AS NAIS • ENERGIAS ALTERNATIVAS • Hi-fi e Televisão (LCD/PLASMA) • Electrónica Industrial (Automação/Domótica/Microcomputadores Centro Integral de Adestramento Tecno-Electrónico

Aprovação do Min. da Educação n.º 12/93

Rua Carolina Michaelis de Vasconcelos, 12A • 1500-144 Lisboa Tlf. 21 778 31 60 • ciateportugal@ciate.com • www.facebook.com/ciateportugal


3

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2014

14

SPORT

Atlanta Hawks fazem tombar os bicampeões Miami Heat Kyle Korver (dorsal 26 dos Atlanta Hawks) somou ontem o seu 109º jogo seguido a converter triplos, um recorde na NBA, de modo que não convém deixá-lo lançar sem oposição. Mas foi isso que os Heat permitiram, a perder por 116-114, com 55 segundos para se jogar em Atlanta. A ‘bomba’ de três pontos caiu e os Hawks venceram (121-114). © EPA

FCP e SLB: o que é estrangeiro é bom Futebol. Dragões e águias estão no top 10 dos clubes na Europa com mais futebolistas estrangeiros nos seus plantéis, respetivamente em segundo e oitavo lugares.

Cristiano Ronaldo

“Um dia disse que algumas pessoas tinham inveja de mim porque era jovem, giro e rico. Foi um erro” Numa entrevista à publicação France Football, o melhor jogador do mundo FIFA 2013, que cumpre 29 anos em fevereiro, admitiu ter “amadurecido”, tanto “na vida” como “no relvado”. GETTY IMAGES

Mais interessado no atleta que vem de fora do que os dragões, que juntam 83,3% de forasteiros (20 em 24), só mesmo o Inter: o clube com sede em Milão faz jus à denominação Internazionale ao reunir 88,9% de jogadores não italianos. Os dados constam do “Estudo Demográfico” elaborado todos os anos pelo Observatório do Futebol (CIES Football Observatory), que tem sede na Suíça. Segundo o documento, que analisou os plantéis das 31 principais divisões europeias relativos a outubro de 2013, o Benfica até apresenta mais estrangeiros do que o FC Porto, 23, mas também possui um plantel mais amplo, de 29 jogadores, o que esbate a percentagem para 79,3%. O oitavo lugar das águias é partilhado, ex aequo, com a Fiorentina, de Itália.

O top 20 inclui cinco emblemas de Itália, cinco de Chipre, três de Inglaterra – o Chelsea de José Mourinho é 6.º (80%) – dois da Escócia, um da Grécia, um da Turquia e outro da Bélgica. Relativamente à Liga portuguesa, é a quinta europeia com maior percentagem de jogadores estrangeiros, 52,1%, ainda que se verifique um ligeiro decréscimo nas últimas épocas – 56,2% em 2010, 55,4% em 2011 e 53,8% em 2012. Segundo o estudo, 208 dos 399 jogadores que iniciaram a época nos 16 emblemas da Liga são estrangeiros. Atrás de dragões e águias, Rio Ave, Académica e Sporting são os clubes que mais forasteiros integram nos plantéis portugueses. No plano oposto surge o Belenenses – apenas seis futebolistas são estrangeiros. RUI ALEXANDRE COELHO

Formação Segundo o retrato demográfico, apenas 12% dos jogadores entre os 15 e os 21 anos das equipas portuguesas alinharam nos respetivos clubes pelo menos três épocas, o que coloca Portugal bem abaixo da média europeia (21,2%).

• Entre as 31 Ligas estudadas, a portuguesa ocupa um dos últimos lugares, sendo apenas ultrapassada pela russa (11,3%), turca (9,1%) e italiana (8,4%). A Suécia lidera com um aproveitamento de quase 39%.

• Entre os 16 emblemas do campeonato português, apenas Sporting, Marítimo e V. Guimarães estão acima da média. Os “leões” têm 33,3% de atletas formados no clube, os madeirenses 28% e os minhotos 23,1%.

• Olhanense e Arouca não têm atletas formados no clube.


15

Wawrinka afasta campeão Ténis. Stanislas Wawrinka lá encontrou forma de derrotar Novak Djokovic e está nas meias-finais do Open da Austrália. Numa reedição dos “oitavos” de 2013, então com vitória do tricampeão em título ao cabo de cinco sets, desta vez foi Wawrinka a prevalecer, igualmente na ‘negra’, por 2-6, 6-4, 6-2, 3-6 e 9-7. Desde 2006 que o suíço não vencia o sérvio, num total de 14 desaires seguidos, e este triunfo garante-lhe a segunda meia-final num Grand Slam. Tomas Berdych, que derrotou David Ferrer (6-1, 6-4, 2-6 e 6-4), é o senhor que se segue. No torneio feminino há uma menina de 19 anos que se vai estrear nas meias-finais de um major: trata-se da canadiana Eugenie Bouchard, que eliminou a sérvia Ana Ivanovic (5-7, 7-5 e 6-2) e vai agora defrontar a chinesa Li Na. RUI ALEXANDRE COELHO

Fórmula 1

Kobayashi e Ericsson correm pela Caterham Kamui Kobayashi e Marcus Ericsson assinaram contrato com a escudeira britânica Caterham, equipa pela qual vão disputar a temporada 2014 de Fórmula 1, rendendo o francês Charles Pic e o holandês Giedo van der Gardeo. No caso do japonês, trata-se de um regresso à categoria; já o piloto sueco vem da categoria GP2 e fará a sua estreia.

Doping

Ex-atletas da RDA ainda no psiquiatra

Wawrinka (na foto), vai agora defrontar nas “meias” o checo Tomas Berdych, que já foi finalista vencido em Wimbledon. © GETTY IMAGES

Mais de 100 vítimas do programa de dopagem sistemático instalado durante décadas no desporto da República Democrática Alemã (RDA) ainda estão submetidas a tratamento do foro psiquiátrico. A revelação foi feita pela antiga velocista da RDA e atual presidente da Associação de Ajuda para as Vítimas do Doping, Ines Geipel.

Futebol. Benfica recebe Gil Vicente no Restelo Será no Estádio do Restelo, casa do Belenenses, que o Benfica vai defrontar no próximo sábado (16h15) o Gil Vicente na 3.ª e última ronda da fase de grupos da Taça da Liga, prova em que as águias já se apuraram para as meias-finais. Em causa está uma “intervenção de choque” que o clube começou ontem a realizar no novo ‘tapete’ da Luz, o qual ficou em más condições devido à muita chuva que tem caído em Lisboa, este mês, ao mesmo tempo que ali se realizavam os primeiros jogos.

Dérbi à vista

18 dias é o período de tempo que falta para o retângulo de jogo do Benfica receber o próximo desafio oficial, a 9 de fevereiro: o adversário será o Sporting, em partida relativa à 18ª jornada da Liga. PUB


PUB

20140122_pt_lisbon  
Advertisement