Issuu on Google+

PUB

Ao vivo As fronteiras da “world music” diluem-se sábado, no Musicbox pág. 08

Internet Primeira edição dos prémios YouTube já tem nomeados pág. 09 PORTUGAL quarta-feira 23 outubro 2013 ano 6, nº 1964 Lisboa 17° | 22°

38.634

Porto 17° | 21°

pessoas like

www.readmetro.com Diretor: Diogo Torgal Ferreira

Mercado dos tablets tem novo “player” Economia. Nokia estreia-se com o Lumia 2520, um gadget para competir num segmento que em 2012 vendeu mais de 120 milhões de aparelhos e que continua a crescer pág. 07 Nacional

Sport

Investimento com prejuízo Negócio de compra e venda de ouro sem garantia de retorno pág. 05

Nacional

ERS deteta falhas “graves” Instalações e funcionamento da MAC violam padrões de qualidade pág. 04

Cronista

Tom “Capitão Phillips” Hanks comanda um navio assaltado por piratas na Somália. Uma história do mundo do séc. XXI págs. 10 e 11 GETTY

Sérgio H. Coimbra Um português na capital dos EUA pág. 02

Liga dos Campeões. Dragão volta a perder em casa pela diferença mínima FC Porto jogou desde os 5m reduzido a dez por expulsão de Herrera, mas disputou resultado. Golo do Zenit surgiu quase ao cair do pano. pág. 14


1

JORNAL

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

02

Opinião

SÉRGIO H. COIMBRA

ONLINE

JORNALISTA

Um português em Washington

facebook www.facebook.com/radaronline “Renée Zellweger está ‘desesperada’ para começar o jogo da maternidade e ansiosa por começar uma família com o seu namorado, o guitarrista Doyle Bramhall.”

Twitter @ConanOBrien

Aung San Suu Kyi

“Devemos ser pragmáticos: registámos progressos desde 1990, mas os progressos são insuficientes (...) espero que nos ajudem a libertar o nosso povo do medo, porque esse medo ainda existe” A dirigente da oposição birmanesa Aung San Suu Kyi recebeu ontem em Estrasburgo o prémio Sakharov que lhe foi atribuído há 23 anos. GETTY IMAGES

Jantar no “Estadio”. Assim mesmo, sem acento, espanholado. À espanhola também o tempranillo e jamon serrano — sensaborões, se bem me lembro dos copos de três de tinto flaviense servidos com nacos de presunto e fatias de pão de centeio na adega do Faustino. Avô: tenho saudades tuas, não devias ter morrido. Quando a saudade bate à porta, vou de passeio até Kalorama. A residência do Senhor Embaixador da Pátria é, logo ao pri-

meiro olhar, um caso de paixão. Moradia discretamente requintada, a linha arquitetónica bem assente no bairro, proporções adequadas a uma casa de família (paredes-meias, a missão gaulesa distingue-se, como não podia deixar de ser, “à grande e à francesa”). Além do brasão, os pilaretes no muro da propriedade ostentam também as cinco quinas. As nossas quinas, castelos, territórios. Um sopro na alma ver ali uma casa portuguesa.

“Festa ainda se prolonga? Chegue ao pé dos seus convidados e sussurre ‘Espero que possam ficar para a leitura do meu jornal de sonho.’”

vídeo do dia

Os Arcade Fire revelaram mais uma música do novo álbum, que estará à venda no fim do mês, no Colbert Report. Venha escrever connosco. Entre em facebook.com/metroportugal

Herge del Rio. Raid, o meu fiel amigo

Raid, um cachorro de raça beagle, chegou a minha casa no início do mês e é desde então o meu fiel companheiro e a minha alegria. Raid passou de imediato a fazer parte da família e por isso, notícias como a da invasão da unidade do Instituto Royal de São Roque, no interior de São Paulo, Brasil, por cerca de 150 ativistas, com o intuito de resgatarem dezenas de cachorros beagles usados em testes de produtos farmacêuticos, deixam-me feliz, mas ao mesmo tempo perplexo por não entender como se continua a consentir este tipo de testes cruéis sobre animais. Eu amo o meu cão e não há nada que se compare à alegria de o ver solto, com o rabinho a abanar e a correr de lá para cá, desejoso de me saltar para cima, lamber o nariz e de me fazer feliz.


PUB


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

04

Pensões

Governo disponível para negociar com sindicatos O secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, garantiu que o Governo está disponível para negociar e melhorar com os sindicatos a proposta de Orçamento do Estado para 2014.

Crise

País precisa de “seguro” para voltar aos mercados O secretário de Estado-adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, disse ontem que Portugal está apostado em cumprir o seu programa de ajustamento para depois poder contar com “um seguro” que garanta o regresso aos mercados.

Moreira no combate à pobreza, exclusão e desemprego O combate à pobreza e exclusão e o apoio aos desempregados foram ontem identificados como o “primeiro desígnio” do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, que destacou a importância da coesão para criar uma cidade “mais livre”. O novo autarca revelou ainda que o seu mandato abre um “ciclo de evolução” na autarquia, onde a intenção é manter linhas “de rumo” do autarca cessante, Rui Rio, a quem expressou “gratidão”. © FERNANDO VELUDO/LUSA

OE2014. Haja “compromisso político” O presidente do BCP, Nuno Amado, defendeu um “grande compromisso político” sobre as “grandes linhas” do OE2014, que são “o défice controlado e uma dívida sustentável”. Quem concorda é o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, Faria de Oliveira, que sublinhou a necessidade dos agentes políticos atuarem sob “o paradigma” de uma “ética da responsabilidade”.

TC. ‘Visão ideológica’ em defesa da Função Pública O Presidente do Fórum para a Competitividade criticou ontem a “visão ideológica” do Tribunal Constitucional (TC) de defesa dos funcionários públicos e considerou “difícil de entender” as suas posições. Pedro Ferraz da Costa falava, em Lisboa, à margem do ciclo de conferências sobre “O Direito em Perspetiva”, organizado pela sociedade de advogados PLMJ.

Falhas “graves” na Maternidade Saúde. A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) detetou falhas “graves” nas instalações e no funcionamento da Maternidade Alfredo da Costa (MAC) que “violam os padrões de qualidade”. O parecer final da ERS resulta da fiscalização feita em agosto à MAC, para averiguar duas situações: a morte de uma mãe e dos gémeos e a transferência de outra grávida para o Hospital de Santa Maria, também em Lisboa, onde o bebé morreu com dois dias de vida. “Face à complexidade e risco clínico crescente das grávidas que têm vindo a ser admitidas e internadas na MAC, devem ser adotadas medidas conducentes à sua adequada referenciação, de modo a que possam ser-lhes prestados os cuidados de saúde da máxima qualidade e acautelada a sua segurança”, frisa o documento, enviado ao Ministério da

Saúde e à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. O Conselho Diretivo da ERS deliberou que o Centro Hospitalar de Lisboa Central implemente, no prazo máximo de 30 dias, as medidas necessárias à “correção das lacunas graves constatadas” e à “eliminação do acréscimo de risco atualmente verificado”, deixando duas alternativas. “Seja pelas correções das deficiências detetadas, seja pela deslocação das utentes, atuais e futuras, para outros estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde que garantam as condições de acessibilidade e padrões de qualidade adequados”, sustenta o parecer da ERS.

Segurança em causa Para a ERS, o edifício da MAC tem “um número elevado de barreiras arquitetónicas, que limitam o imediato socorro às doentes”, além de que “parte das instalações põem em causa a segurança das utentes”, como é o caso da “ausência de rampas de oxigénio nas enfermarias”. • Na fiscalização, foi “facilmente percetível o desconhecimento de alguns procedimentos exigíveis em situações de doença grave, por parte de alguns profissionais da MAC”. • “Falhas” como “localização inadequada do carro de emergência e respetivo desfibrilhador” ou a “inexistência de uma equipa de emergência interna” são também apontadas.


NACIONAL | 05

Nem tudo o que luz dá dinheiro Negócio. Quem investe em ouro pode perder 40% do património num só dia. O alerta é da revista financeira da Deco. “Comprar e vender ouro está longe de ser o negócio dourado que muitos imaginam”, lê-se na Proteste Investe. Nos últimos anos, aumentaram as lojas de compra de ouro e muitos consumidores investiram no setor. “Mas o prejuízo pode ser elevado”, escreve a revista da Deco. A publicação financeira comprou e vendeu barras e moedas em agências bancárias e lojas especializadas e perdeu dinheiro. A perda na operação de compra foi de 15%. Se vender num dos retalhistas, as perdas são superiores a 25%. Os resultados devem-se ao valor que as instituições pagam ou pedem, muito abaixo ou acima da cotação de referência definida pelo Banco de Portugal.

Sinistralidade

Carro cai de viaduto Duas pessoas morreram na sequência do despiste de uma viatura que acabou por cair 45 metros do viaduto da Autoestrada 24 (A24), junto à Régua, para um terreno junto ao rio Douro, disse fonte dos bombeiros. O acidente ocorreu quando a viatura, que seguia na direção Lamego-Vila Real, se despistou, arrancou o gradeamento da ponte e caiu de uma altura de cerca de 45 metros.

Ranking

Lisboa entre as cidades com melhor reputação

Para a Deco, é essencial que todas as entidades sejam obrigadas a afixar o preço diário de compra e de venda. © VITOR MOTA

Lisboa é 40ª cidade mais reputada do mundo num ranking que inclui 100 cidades mundiais. Os dados são do estudo City RepTra 2013 promovido pelo Reputation Institute, que reúne a opinião de mais de 22 mil pessoas. Sidney é a cidade do mundo com melhor reputação, à frente de Toronto e Estocolmo, revela ainda o estudo.

Emprego. 78% sem plano de evolução profissional Mais de três quartos dos trabalhadores não têm um plano de evolução profissional definido com o seu chefe, revela o 5.º inquérito de Emprego de 2013 realizado pelo Universia e o Trabalhando.com. Quanto ao grau de satisfação relativo à formação dada pela empresa, 84% considera que aprende profissionalmente com o ritmo de atividade. Por isso, 30% estão satisfeitos com a formação recebida. No entanto, de acordo com o estudo, 16,3% indicam o contrário.

Formação

55% dos empregados consideram que se a empresa oferecer formação tanto melhor, embora considerem que a iniciativa deve ser do próprio empregado; 27% dizem que a formação deve ocorrer no exercício da função. PUB


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

MUNDO | 06

Ciganos adotam o “Anjo Louro” Grécia. O caso de Maria, criança cuja adoção por um casal de ciganos levou a que estes fossem acusados de sequestro, ilustra as diferenças entre esta comunidade e a restante sociedade.

Quem são os ciganos? Os ciganos são uma comunidade

1nómada com origem há mais de

Moçambique. Guerra não declarada O antigo número 2 da Renamo, principal partido da oposição de Moçambique disse ontem que o país vive uma situação de “guerra não declarada”. Afonso Domingos considerou que o líder do partido, Afonso Dhlakama, poderá contra-atacar à incursão do exército moçambicano ao refúgio onde se tinha instalado em protesto contra a alegada ditadura da Frelimo, partido no poder.

1.000 anos.

O caso de uma menina loura encontrada numa comunidade cigana na Grécia cativou a atenção do público, com donativos e a Interpol à caça dos pais de Maria, de apenas 4 anos. Os pais adotivos de Maria foram acusados de rapto e os testes de ADN revelaram que não há laços de parentesco. Mas um cigano a viver em Londres diz ao metro que o caso é um equívoco. “A família é a responsável”, diz Andrei, de origem romena. “Se não querem ficar com ela, porque não podem outros fazê-lo?” Andrei diz que na sua comunidade é normal acolher crianças abandonadas e diz que o fez “uma ou duas vezes” incluindo “crianças de origens diferentes (não ciganas).”

Austrália

Não disse exatamente como essas crianças são acolhidas, mas negou que fossem raptadas. No entanto, a ONG de Atenas “Sorriso da Criança”, que ficou com Maria, diz que esta foi obrigada a dançar e a pedir, numa exploração da sua aparência que lhe valeu o apelido de “Anjo Louro”. “Não é comum, mas as crianças são raptadas ou para pagamentos ou para trabalho”, diz ao metro Andrea Bostan, que trabalhou vários anos com a comunidade cigana. “Em muitos casos as raparigas mais velhas são usadas para atrair as mais novas e depois podem tornar-se prostitutas.” Entretanto, os defensores dos direitos cívicos pedem calma à medida que cresce o medo de uma rea-

Há cerca de 12 milhões

2de ciganos em todo o mundo, mas é difícil contar com precisão. A maioria vive na Europa

3central e Europa de leste. A comunidade está sob fogo em muitos países, especialmente em França, Itália e Hungria, onde os ciganos são acusados de criminalidade e falhanço na integração.

4

ção. “A polícia já está a ‘varrer’ os acampamentos ciganos e a culpar a comunidade pela situação”, diz Kostas Diamantis, de uma associação de KIERON MONKS/MWN ciganos gregos.

Síria. “Cooperação total” na destruição do arsenal químico O governo da Síria tem “cooperado totalmente” com os peritos encarregados da destruição do arsenal químico, afirmou ontem a chefe da missão conjunta da ONU e da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ). Também ontem o grupo “amigos da Síria”, reunido em Londres, determinou que o presidente sírio Bashar al-Assad não poderá ter “qualquer papel num futuro governo” do país.

França

Luta quase desesperada

NSA espiou embaixadas

Os bombeiros da Austrália tentam controlar os grandes fogos florestais que lavram há quase uma semana nas montanhas a oeste de Sidney, no sul do país. Para hoje esperava-se mais um dia muito complicado, com temperaturas acima dos 30 graus e ventos de mais de 100km/h. Ontem estavam ativas mais de 60 frentes de incêndio. Mais de 200 casas já arderam e uma pessoa morreu. Mas alguma vida selvagem tem sido salva.

Os serviços secretos dos EUA não só intercetaram milhões de comunicações de cidadãos franceses como também espiaram as representações diplomáticas de França em Washington e em Nova Iorque, noticiou ontem o Le Monde. O diário francês citou documentos da Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana.

Espanha

Inés Del Río libertada A justiça espanhola decidiu ontem libertar a militante do movimento separatista basco ETA Inés Del Río, condenada a 3.828 anos de prisão por vários atentados, após uma decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos que ordenou a libertação. A decisão deve libertar 54 militantes, cuja detenção foi prolongada devido à “doutrina Parot”, uma polémica jurisprudência que entrou em vigor em 2006.

Campanha política na Rep. Checa Com o aproximar das eleições na Rep. Checa e com a popularidade do partido comunista a aumentar, foram penduradas num candeeiro de Praga figuras a simbolizar pessoas que foram executadas por razões políticas pelo regime comunista que vigorou entre 1948 e 1989. EPA/FILIP SINGER


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

ECONOMIA | 07

Além do novo tablet, o Lumia 2520, a Nokia apresentou um novo smartphone: o Lumia 1520, com um ecrã de seis polegadas e resolução 1080p – câmara de 20MP, equipado com sistema operativo Windows Phone 8 num processador quad-core Snapdragon 800 da Qualcomm. Irá custar 750 dólares (cerca de €548). © EPA/NOKIA

Nokia entra na corrida dos tablets Tecnologia. Depois de alguns rumores, a confirmação: a marca finlandesa apresentou ontem, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, o seu primeiro tablet, o Lumia 2520. O novo gadget da Nokia faz com que a empresa entre agora num mercado extremamente competitivo, que, em 2012, vendeu mais de 120 milhões de aparelhos, sendo esperado um aumento de 42% este ano. Neste mercado, a Apple, com o seu iPad, continua a ser dominador.

O Lumia 2520 deverá chegar ao mercado ainda antes do final do ano, a piscar o olho às vendas de Natal. Quanto ao preço, aponta-se para os 499 dólares (cerca de €383). O tablet vem equipado com o novo Windows RT 8.1, apresentando um ecrã full HD de 10,1 polegadas e uma câmara de 6,7 megapíxeis.

Quanto à autonomia, a Nokia promete uma bateria capaz de aguentar até 600 horas em “stand-by” e de até 10 horas em utilização. O tablet vem ainda equipado com uma porta USB 3.0 – sistema que permite transferências de ficheiros até quatro vezes mais rápidas – e uma entrada HDMI para conectar a um ecrã externo ou a uma televisão. “Pensámos e desenhámos o Nokia Lumia 2520 para que pudesse assentar, confortavelmente, na mão”, explicou o CEO da marca, METRO Stephen Elop.

Nestes casos, a dívida com os juros que essas empresas enfrentam a cada ano ultrapassa o seu lucro antes de impostos, o que torna muito difícil assumir o pagamento dos créditos. A solução para as companhias passa pelo refinanciamento da dívida e pelos cortes nos custos e nos investimentos, disse Viñals, que destacou a relevância desta problemática, defendendo que a mesma não pode ser ignorada pela Europa.

Depois do anúncio da Nokia (ver texto ao lado), a resposta – ou passo à frente da Apple: a empresa apresentou ontem a quinta geração do seu tablet, desta feita chamado de iPad Air. O novo modelo – que terá o mesmo preço dos seus antecessores – vai ser mais fino e comportará um processador de 64 bits, semelhante ao que já é usado no iPhone 5S. O novo iPad será colocado à venda no dia 1 de novembro. Durante o evento em São Francisco, EUA, a Apple divulgou ainda alguns números relativamente à venda de iPads: até hoje, e em quatro gerações de iPad, já foram vendidos 170 milhões de unidades. Nota ainda para o novo sistema operativo destinado a laptops e desktops da Apple. O iOS X Maverick será gratuito e estará disponível para download.

O dia a dia dos mercados Petróleo

Euribor 6m

Psi-20

$98.30 (-1.39%)

0,340 (+0,29%)

6.347,1 (-0,84%)

Euro para: Dólar 1,378; Libra 0,848; Real 2,993

EUA

Desemprego diminui A taxa de desemprego nos EUA registou em setembro uma baixa inesperada (0,1% para os 7,2%), mas a criação de postos de trabalho recuou em relação ao mês anterior, de acordo com números divulgados ontem pelo departamento do Trabalho.

FMI. Alerta para dívida das empresas do sul da Europa O diretor dos Assuntos Monetários do Fundo Monetário Internacional (FMI), José Viñals, alertou que entre 30 e 47% da dívida das empresas de Itália, Espanha e Portugal é de empresas que não a pode pagar. Em Itália, esta percentagem situa-se nos 30%, ao passo que em Espanha ascende a 41% e em Portugal a 47%, referiu o espanhol José Viñals, citado pela agência EFE numa conferência em Barcelona.

Apple. Novo iPad e sistema operativo “à borla”

Alemanha

Revisão em alta ligeira

Sobre a crise económica mundial, o responsável defendeu o estímulo monetário introduzido pelos bancos centrais © GETTY IMAGES

A Alemanha reviu ontem em alta ligeira a estimativa de crescimento para 2014, ao prever que o PIB aumente 1,7%, contra 1,6% calculado em abril. Para 2013 Berlim manteve a estimativa de subida de 0,5%.


2 CULTO

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

08

Cruzar raízes com a modernidade Música. A “world music” está em extinção. Pelo menos, aquele conceito que foi adotado por uma indústria, agora, moribunda que precisava de catalogar bandas e projetos que fugiam ao habitual.

Nicolas Cage

“Espero poder ver mais atores chineses no cinema americano. Vamos vendo Gong Li, Zhang Ziyi e Chow Yun Fat, mas é muito raro um ator chinês em filmes de Hollywood. O meu filho é asiático e talvez queira ser realizador um dia. Ou ator, como o pai” O ator critica, em entrevista ao canal CCTV, a falta de oportunidades para atores asiáticos nos EUA. GETTY IMAGES

Num universo cada vez mais global, a tipificação da música vai-se esfumando em batidas, sintetizadores, trocas de cassetes, ficheiros MP3 e emails. As fronteiras são cada vez mais ténues e se ainda houver dúvidas disso, passe sábado à noite pelo Musicbox, na última noite do Jameson Urban Routes. Teremos quatro exemplos claros de músicos e produtores que só reconhecem dois estilos de música: a boa e a má. O palco da sala lisboeta vai acolher os Batida – o cruzamento da música urbana com os RPM angolanos da década de 60; Miles Cleret, fundador da Soundway Records – conhecido por ter os ouvidos na música dos cinco continentes; Nigga Fox – rei do som do ‘gueto’ de Lisboa; e Chancha Via Circuito – projeto de Pedro Canale que faz renascer a música da América Latina,

Cumbia

“É um género mestiço. Tem a riqueza de muitos elementos de distintas partes do mundo. É muito difícil não dançar numa festa de cumbia” Pedro Canale – Chancha Via Circuito

a cumbia, ou o folclore, fundindo-a com os universos mais eletrónicos e contemporâneos. Ao telefone, via Skype, o produtor conta que este projeto começou já em 2005, com ‘sets’ de música eletrónica. “Mas depois começou a aparecer a influência da raiz latino-americana. Comecei a viajar pela América do Sul: Argentina, Bolívia, Peru ou Chile e foi como se me tivesse reencontrado com estes ritmos: já os conhecia, mas não estava tão disposto a ouvi-los”, explica. “Foi como um novo amor!” No caso

Pedro Canale formou o projeto de Chancha Via Circuito na Argentina em 2005. Tem dois discos editados: “Rio Arriba” e “Rodante”. Toca sábado à noite no Musicbox, em Lisboa. © GETTY IMAGES

de Pedro Canale, foi um despertar para a tradição, para as raízes musicais que estão no sangue – tal como foi para Pedro Coquenão (dos Batida) ou Rogério Brandão (Nigga Fox). “Há 20 anos era muito menos popular. Hoje transcende extratos sociais e até as fronteiras que separavam a música do interior e da cidade.” Pedro explica que, enquanto produtor, tem o objetivo de unir “dois universos”, a música mais digital e o som tradicional. “Se trabalho com ritmos muito tradicionais gosto de ficar com esse espírito, mas a tradu-

zi-lo numa nova linguagem. É como ter dois amores: unir dois universos que habitam em mim, neste caso a música mais digital e moderna com o som da raiz tradicional.” Chancha explica ainda os motivos para a cumbia ser hoje também tão popular na Europa: “É um género mestiço, criado a partir de um cruzamento de gentes. Tem a riqueza de muitos elementos de distintas partes do mundo, mas um caráter muito autêntico. E é muito difícil não dançar numa BRUNO MARTINS festa de cumbia!”


09

Literatura

“Cortes” reeditado 35 anos depois O romance “Cortes”, escrito há 35 anos pelo escritor Almeida Faria, foi reeditado pela Assírio & Alvim. Este é o primeiro volume da sua “Tetralogia Lusitana” que inclui ainda os títulos “Lusitânia” e “Cavaleiro Andante”, e é a obra com um olhar mais crítico, mais claro, algo que não “costuma agradar em Portugal”, diz.

Música

Thaís Gulin hoje na sala TMN Ao Vivo A cantora brasileira Thaís Gulin atua hoje à noite na sala TMN Ao Vivo, em Lisboa. A cantora regressa para mostrar as canções do mais recente trabalho, o muito bem sucedido “ôÔÔôôÔôÔ”, bem ao estilo das grandes intérpretes brasileiras. O concerto começa às 21h30 e os bilhetes custam €10.

Exibição

Ciclo de cinema europeu em Lisboa

Aí estão os nomeados aos YouTube Awards Internet. A primeira edição dos prémios YouTube promete ser mais um marco na história da música pop. Serão apenas 90 minutos, mas que, como toda a Internet, prometem ser intensos. O espetáculo está marcado para o dia 3 de novembro, em Nova Iorque, e os primeiros YouTube Music Awards vão distinguir artistas em seis categorias: Video-Reply do Ano, Inovação do Ano, Revelação do YouTube, Fenómeno do YouTube, Artista do Ano e Vídeo do Ano. As surpresas não são muitas, uma vez que os vídeos nomeados são os mais virais do ano: Miley Cyrus, Taylor Swift, Eminem, Justin Bieber, Harlem Shake, “Gangnam Style” – do rapper sul-coreano Psy – entre tantos outros. A votação acontece online, num link colocado em cada um dos vídeos que vai a votos. O ator Jason Schwartzman será o apresentador da cerimónia, que terá atuações de Lady Gaga, Eminem, Arcade Fire, Avicii, M.I.A., Earl Sweatshirt e Tyler the Creator.

Três categorias

- Lady Gaga – “Applause” - Macklemore & Ryan Lewis (feat. Mary Lambert) – “Same Love” - Miley Cyrus – “We Can’t Stop” - One Direction – “Best Song Ever” - PSY – “Gentleman” - Selena Gomez – “Come & Get It” • Artista do Ano Eminem; Epic Rap Battles of History; Justin Bieber; Katy Perry; Macklemore & Ryan Lewis; Nicki Minaj; One Direction; PSY; Rihanna; Taylor Swift.

• Vídeo do Ano - Epic Rap Battles Of History – “Barack Obama vs. Mitt Romney” - Demi Lovato – “Heart Attack” - Girls’ Generation – “I Got A Boy” - Justin Bieber (feat. Nicki Minaj) – “Beauty And A Beat”

• Revelação do YouTube Kendrick Lamar Macklemore & Ryan Lewis Naughty Boy Passenger Rudimental

Um ciclo de cinema sobre temáticas europeias vai exibir dez filmes entre hoje e domingo na Sociedade Portuguesa de Autores e na Escola Secundária de Camões, em Lisboa. “Ecrã Europa” apresenta “Europa”, “O Terceiro Homem”, “Adeus, Lenine!”, “Terra de Ninguém” entre outros.

Concerto. Metallica vão à Antártica Um concerto de bater o dente: de acordo com o site Blabbermouth, os Metallica têm agendado um concerto, em dezembro, na Antártica, o continente mais frio, mais seco, com a maior média de altitude e de maior índice de ventos fortes do planeta. O espetáculo – para já desconhece-se os moldes: se haverá bilhetes à venda e público a assistir para lá dos pinguins – terá o apoio de uma marca de refrigerantes. A maior das curiosidades é que este será o segundo concerto na Antártica: o primeiro foi de uma banda de cientistas chamada Nuntak, em 2007.

Richardson a apoiar os “malucos” da saga “Jackass” O conhecido fotógrafo Terry Richardson foi uma das personalidades presentes na estreia, em Nova Iorque, do novo filme da saga “Jackass”. Desta feita, vai chamar-se “Bad Grandpa” e conta com a presença do já habitual Johnny Knoxville a fazer o papel de um idoso de 86 anos, Irving Zisman, que atravessa os EUA com o neto de oito anos, Billy. As peripécias, como não podia deixar de ser, vão acontecer até ao último minuto. © GETTY IMAGES


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

10

“ Sou o tipo de pessoa que chora por tudo e por nada” 7ª arte. Tom Hanks parece talhado para estes papéis que nos fazem engolir em seco e pensar naquilo que andamos a fazer nesta Terra. Chega amanhã aos cinemas “Capitão Phillips”, a humanização da crise de piratas na Somália. JOHN-MIGUEL SACRAMENTO EM HOLLYWOOD

As estatísticas, essas reguadas de realidade que introduzem perspetiva e nos metem na ordem, dão claridade ao que se passa: Tom Hanks é, não só um caso raro de triunfalismo inter pares graças aos dois Óscares obtidos, mas também um homem eloquente de casamento estável que, ao longo de uma carreira ainda imparável, já totaliza 8.5

mil milhões de dólares em receitas de bilheteira. Palavras para quê? É amado até à medula, dentro e fora de portas. Hanks aparece este ano em duas peças de grande impacto. Em “Saving Mr. Banks”, um filme amoroso que aparecerá no Natal, o ator faz de Walt Disney no momento em que foi preciso lutar com uma escritora australiana obstinada que se recusava a vender os direitos

do livro “Mary Poppins”. Se querem ver o lado benevolente e acessível do ator, esperem mais uns meses. Como pai do rato Mickey, é totalmente credível. Para já, o trabalho dele leva-nos numa direção diametralmente oposta: no novo filme de Paul Greengrass, faz de capitão de navio portacontentores tentando gerir um assalto pirata. Que bom observar o seu trabalho de consciência, os pormenores, as reações, o medo nos olhos, a ginás-

tica física e, sobretudo, o seu lado de homem da província posto diante de uma ameaça internacional. O cinema pode ter um lado distante e fantasioso mas, com este homem, qualquer saga ganha contornos familiares. O homem apareceu à entrevista com a sua habitual boa disposição. Há um momento no filme em que o capitão pode, finalmente, deixar o controlo das operações e submeter-se

A emoção e o medo

“Adoro quando a emoção que nos chega vem do próprio filme, não de algo que tenhamos trazido da nossa vida pessoal. Talvez esteja relacionado com o medo ou com a ligação a outras pessoas”


CINEMA | 11

aos cuidados de outra equipa. E ele chora. Como é consigo: chora com facilidade? E em que situações? Sou o

tipo de pessoa que chora por tudo e por nada. Choro com facilidade quando penso nos meus netos e de como eles me fazem rir. Consigo rir, mas, ao mesmo tempo, consigo chorar quando penso nas relações humanas ténues que vamos estabelecendo. De resto, continuo a ser o espetador ideal se a mensagem vai direta ao coração. Ainda há dias estava a ver um filme soviético, de 1957, chamado “Quando Voam as Cegonhas”. O que eu chorei. Adoro quando a emoção que nos chega vem do próprio filme, não de algo que tenhamos trazido da nossa vida pessoal. Não sou pessoa de chorar em público, fora os momentos em que, talvez, esteja a fazer um discurso. Mas, se estou sozinho, choro com facilidade. Talvez esteja relacionado com o medo que sentimos. Ou com a ligação forte, profunda, que temos a outras pessoas. É aí que o lado emotivo mais me domina. Os atores somalis são excecionais. Fale-me um pouco disso, de trabalhar com um grupo inexperiente apesar de o Tom ser artista consagrado em Hollywood. Ensaiaram juntos? Note

bem que, para uma percentagem pequeníssima de seres humanos, esta coisa de representar para o cinema é uma arte que se aprende em três horas (risos). Se a pessoa

tem facilidade em fingir, se tem alma de contador de histórias, se não se importa de ser olhada, filmada, aí todas as cenas podem ser feitas logo no início do dia e antes de nos sentarmos para o almoço. Em relação a estes quatro indivíduos, originalmente da Somália, foram escolhidos de entre a grande comunidade somali que vive em Minneapolis. Só nos conhecemos no dia em que, no filme, eles escalam o meu barco. Mas sei que o Barkhad, que faz de Muse, é um artista de nome estabelecido, faz música e internaliza tudo. Sossegado. Mas só os conheci quando invadem violentamente a cabina de comando em que eu, o capitão da história, me encontro. Fizemos a cena uma vez: um susto. Fizemos a cena outra vez: pior. Momentos de terror. No fim fizemos um terceiro take, igualmente aterrorizante. Só depois é que me pude dirigir a eles e perguntar “E vocês, como se chamam? O meu nome é Tom.” (risos) Gostei que o filme tivesse humanizado os piratas. O terrorismo não acontece simplesmente nos locais em que as pessoas são todas más ou primitivas. Vem de indivíduos normais, muitas vezes forçados a cometer atos de grande crueldade. Tem ideia se o verdadeiro capitão Phillips olhou para os piratas como vítimas das circunstâncias? Talvez, mas só em re-

trospetiva. Não quero atribuir-lhe

Piratas com coração

“Humanizar o inimigo vem do realizador. Sem ele isto seria apenas mais um filme genérico de terror, sobre um assalto. O que se passa na Somália não pode ser apresentado superficialmente” pensamentos indevidos, mas acho que o verdadeiro capitão talvez tenha olhado para os assaltantes como qualquer dono de loja que, de repente, vê entrar quatro meliantes pela porta adentro com vontade de roubar tudo e trazendo armas a tiracolo. O dono da loja não pensa: “espera aí que estes tipos talvez tenham razões ancestrais”. Além do mais, no caso real que dramatizamos aqui, acho que alguns deles eram mesmo violentos e estavam dispostos a matar quem quer que fosse. Não basta dizer aos atores que fazem de inimigos “Não esqueçam que, durante a abordagem ao navio mercante, têm de parecer maus e feios e muito perigosos”. A raiva tem de vir de algum sítio. Tivemos muitas conversas sobre a situação na Somália. Falámos da corrupção, da fome, da pobreza, daquilo a que eu chamo a mais completa ausência de esperança. Há, aliás, uma frase no filme em que um dos piratas me diz que o meu raciocínio só tem cabimento num país como a América, porque, na Somália, ninguém vive assim. Humanizar o inimigo vem do realizador. Sem ele isto seria apenas

mais um filme genérico de terror, sobre um assalto. O que se passa na Somália – ou, mais recentemente, a sul daquela costa, no Quénia – não pode ser apresentado superficialmente. Quero ainda acrescentar que a esposa do capitão, Andrea Phillips, revelou numa entrevista que, logo no início da tragédia, a comunidade somali de Minneapolis se mostrou horrorizada. Quais são os seus filmes prediletos? Desde logo, o “2001 Odis-

seia no Espaço”, que já vi centenas de vezes. Depois: o “The Best Years of Our Lives”, que foi feito em 1949, mas ainda não percebi como, tanta é a atualidade. O terceiro filme seria o “Taxi Driver”. Vi-os todos quando era jovem. Mas lembro-me de pensar, em cada um destes casos, “Não faço ideia como é que eles conseguiram fazer uma coisa assim.” Qual foi o ato mais corajoso da sua vida? Quando me virei

para a minha esposa e disse “OK, sim, vamos lá ter filhos.”


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

Correio do leitor

Metro Portugal Arruamento B à Rua José Maria Nicolau, nº3 1549-023 LISBOA - PORTUGAL

METRO PORTUGAL Título licenciado a Transjornal – Edição de Publicações, SA pertencente à PROPRIEDADE Metro International, SA, EDITORA Transjornal – Edição de Publicações, SA., Capital Social €4.048.845,00, Contribuinte 505338602, registada na C.R.C de Cascais _nº 505338602, Principal acionista Metro News – Publicações, S.A (100%) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Francisco Pinto Barbosa, Luís Santana, Pedro Araújo e Sá, Gonçalo Sousa Uva e António Zilhão. Depósito Legal: 220825/04, ERC nº 124635, Periodicidade Diária Distribuição Gratuita Impressão Lisgráfica, Impressão e Artes Gráficas S.A. Rua Consiglieri Pedroso 90, Casal de Santa Leopoldina, 2730-053 Queluz de Baixo. DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL Ricardo Branco Diretora Adjunta Ana Silveira Agências Adriana Macedo, Margarida Rego, Paula Tavares, Raquel Pinto, Daniel Barata; Diretos Eva Oliveira, Filomena Mestre, João Rodrigues, Luís Farinha, Ricardo Afonso Planeamento Maria da Luz Veiga Tel. 210494204/210494815; Fax 21 049 31 34 PORTO Tiago Medeiros, Gabriela Raposo Tel. 22 532 23 00 Fax 22 532 23 99 E-mail publicidade@metroportugal.com DESIGN GRÁFICO Rui Gonçalves, António Garcia MARKETING João Aleixo, Rita Costa Passatempos Marta Tavares (passatempos@metroportugal.com) Ativações e Eventos João Aleixo (coordenador) Joana Gil, Marta Brigham CHEFE DE DISTRIBUIÇÃO José Magalhães Distribuição António Caldeira, Orlando Lopes (Porto) DIRETOR Diogo Torgal Ferreira Editor Executivo Magalhães Afonso Coordenador Bruno Martins Redação Luís Carmo, Patrícia Tadeia, Rui Alexandre Coelho, Raquel Madureira (Porto) Editora gráfica Sónia Santos Grafismo Filipa Rosa, Rita Alves, Túlio Vasco Fotografia Laura Haanpää Assistente Ana Rodrigues Revisão Catarina Poderoso.

É provável que nas eleições legislativas se acentue a abstenção e os brancos e nulos e que os partidos do arco do poder continuem a perder eleitores. Julgo que o Sr. Presidente da República deverá recusar-se a dar posse a um Governo minoritário. Parece que a solução política terá de ser um Governo de bloco central e que os dois partidos que o constituem deverão dotar-se de lideranças capazes de implementar essa solução. MARIA ANTÓNIA, LISBOA

OE, ou... “A raspadinha” Alguém da nossa “praça” sugeriu, para baixar o IVA na restauração, o Estado explorar os espaços com... “slot machines” como compensação. Mas já agora, também pode fazer “raspadinhas” com todas as faturas. Era ver a “malta” toda a pedir o “talãozinho”, e rua fora a... “raspar” e a cantar... «A Raspa Raspa Raspa. A Raspa já cá está. A Raspa Raspa Raspa. Vamos ver quanto é que dá.» A MINORIA SILENCIOSA

M.A. Escola de Formacão Técnica Especializada na Área da Saúde e Educação

CURSOS COM ESTÁGIO TÉCNICO AUXILIAR DE FARMÁCIA - 16 meses + estágio - Inscrição 50€ propina mensal 150€

- 12 meses + estágio - Inscrição 45€ propina mensal 145€

EM CURSOS AÍS TODO O P

TÉCNICO AUXILIAR DE FISIOTERAPIA

- 14 meses + estágio - Inscrição 65€ propina mensal 150€

TÉCNICO DE MASSAGEM DESPORTIVA E DE REABILITAÇÃO - 8 meses s/ estágio - Inscrição 40€ propina mensal 135€

TÉCNICO AUXILIAR DE VETERINÁRIA

- 14 meses + estágio - inscrição 60€ propina mensal 149€

ÁREAS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 726 - Serviços de Saúde – Terapia e Reabilitação 727 - Serviços de Saúde – Ciências Farmacêuticas 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens

2. Qualidade do que é nítido. 3. Trabalho penoso. Caixilho de madeira para os vãos das janelas, etc.. Base aérea portuguesa. 4. A si mesmo. Serve-se de. A unidade. 5. Aqui está. Pano forte e encorpado, com urdidura de cânhamo. 6. Assunto. Ausência de quantidade. 7. Dispor por ordem numérica. Eia (interj.). 8. Fluido gasoso, transparente e invisível que constitui a atmosfera. Dotes naturais. A tua pessoa. 9. Lugar no rio ou no mar, cuja profundidade permite que se atravesse a pé ou a cavalo. Vesícula que contém a bílis. Ter a natureza de. 10. Primazia. 11. Árvore leguminosa cesalpinácea. Amofinar.

Solução política

PUB

AUXILIAR TÉCNICO DE ACÇÃO EDUCATIVA

Horizontais: 1. Moca. Duração ordinária da vida.

Palavras cruzadas

TÉCNICO DE INTERVENÇÃO EM PSICOLOGIA SOCIAL E COMUNITÁRIA - 12 meses + estágio - Inscrição 60€ propina mensal 160€

AUXILIAR DE ACÇÃO MÉDICA - 18 meses + estágio - inscrição 55€ propina mensal 149,50€



210 195 260 918 529 149 918 249 897 962 261 651

geral@formacaotma.net | www.formacaotma.net

Verticais: 1. Contracção de sílabas ou vogais numa só. Embarcação de grande porte. 2. Acto ou modo de fazer, execução. 3. Mulher de estatura muito mais baixa que a normal. Designa carência ou ausência (prep.). Salto brusco. 4. Seis em numeração romana. Doçura (fig.). Graceja. 5. Comprometer seriamente (fig.). Vende a crédito. 6. Enfurecer. Ave palmípede, espécie de pato. 7. Passado. Dobrar, fazendo rolo ou espiral. 8. Designa diferentes relações, como posse, matéria, lugar, providência (prep.). Fruto da ateira. Contr. da prep. de com o art. def. a. 9. Ensejo. Composição poética de assunto elevado e destinada ao canto. Unidade monetária do Peru. 10. Estudante que faz parte de uma tuna. 11. Inspecção. Fugir alucinadamente.

Sudoku

•••••

Solução cruzadas Horizontais: 1. Clava, Idade. 2. Nitidez. 3. Afã, Aro, Ota. 4. Se, Usa, Um. 5. Eis, Cretone. 6. Tema, Nada. 7. Numerar, Ena. 8. Ar, Dom, Tu. 9. Vau, Fel, Ser. 10. Primado. 11. Olaia, Ralar. Verticais: 1. Crase, Navio. 2. Feitura. 3. Anã, Sem, Upa. 4. Vi, Mel, Ri. 5. Atascar, Fia. 6. Irar, Adem. 7. Ido, Enrolar. 8. De, Ata, Da. 9. Azo, Ode, Sol. 10. Tunante. 11. Exame, Aurir.

Ficha técnica

LAZER | 12

Solução sudoku


PEQUENOS ANÚNCIOS

AZEVEDO, PINHO & JESUS, LDA

Desde 1951 Somos uma empresa de confiança Avaliador Oficial credenciado pela Casa da Moeda

PENHORES E COMPRA E VENDA DE OURO • PRATA • JÓIAS • MOEDAS • RELÓGIOS

AS SUAS JANELAS E ESTORES TÊM PROBLEMAS? Prateleiras, móveis ou varões de cortinados por montar?

Peça já o seu orçamento GRÁTIS... Ligue hoje mesmo

93 943 75 99

COMPRAMOS CAUTELAS DE PENHOR ABERTO À HORA DO ALMOÇO

91 765 17 04

Tels.: 21 346 54 11 • 21 342 94 83 • 21 321 93 46 Fax: 21 321 14 97 | E-mail: geral@apj.com.pt

35 Anos

COMPRAMOS

TEM DORES

OURO - PRATA – MOEDAS - RELÓGIOS – CAUTELAS DE PENHOR

VALORES ESPECIAIS PARA COMERCIANTES AV. ALMIRANTE REIS N.º 173 B (passeio Café Império)

Na Coluna Vertebral, Joelhos, Musculares ou DORES em outras articulações?

TRATE-SE PELA OSTEOPATIA

A nossa experiência de mais de 35 anos de Clínica Osteopática tem resolvido inúmeros casos clínicos e também poderemos solucionar o seu problema!

CONSULTA E TRATAMENTO – 25 EUROS

CRÉDITO

ATÉ 1000 EUROS

TAEG - 11,25 e TAXA DE JUROS DE 17,9

O QUE É A OSTEOPATIA?

Centro Osteopático Dr. Borges de Sousa Morada: Av. do Conde n.º 5823 – Loja 4465-093 São Mamede de Infesta

RESTAURADORES

Loja n.º 8 (Metro Restauradores)

AV. DE MOSCAVIDE

N.º 53 B (em frente à Caixa G. Depósitos)

VISITE O NOSSO SITE: VIS

EM DINHEIRO E SEM BUROCRACIA. Telemóvel: 92 007 91 52

É uma terapia manual com diagnostico e tratamento diferente de qualquer outra terapia para avaliar as alterações de mobilidade das articulações e dos tecidos, com ou sem dores, que são responsáveis pelas manifestações de doenças

N.º 147 A (ao lado Farmácia Mundial)

www.ouromagico.pt LIGUE JÁ! ww

Faça a sua marcação das 14h às 19h00

Tel. 91 189 92 54

PA G AT AMO O G É 50 S RA € MA

RUA D. ESTEFÂNIA

Licenciado pela CASA DA MOEDA - Avaliador Oficial

Tratamento Personalizado Qualidade, Rigor e Experiência

E-mail centro.drborgesdesousa@hotmail.com

FUNERAIS 750€ - 990€ • 24 HORAS

Rua dos Sapateiros, 115 - 1.º esq.º, Lisboa (saída do metro da Baixa/Chiado)

A fazer clínica Osteopática em Portugal

FUNERÁRIA ABREU, LDA.

924 347 215


3

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2013

14

SPORT

Torres embalou Chelsea de Mourinho para a vitória No estádio onde venceu a Champions com o FC Porto, José Mourinho viu ontem a sua equipa repetir o resultado de 2004. Embalado pelo bis do avançado espanhol Torres, o Chelsea, vencedor da competição há dois anos e detentor da Liga Europa, bateu na Alemanha o Schalke 04 por 3-0 (Hazard fixou o resultado) e lidera o grupo E. De ontem, destaque ainda para a vitória do Dortmund em casa do Arsenal (2-1) e para o empate a um golo entre Milan e Barcelona. © GETTY

Turma de Fonseca ‘engole em seco’ 0 1 Liga dos Campeões. O FC Porto complicou as suas aspirações na fase de grupos da Champions ao voltar a perder em casa, agora com o Zenit. Kerzhakov foi o “carrasco” dos portistas.

Jorge Jesus

“É importante para o Benfica vencer, e para o fazer terá de jogar ao nível do que fez com o Anderlecht” Observação do treinador dos encarnados antes da partida de hoje (19h45, SPTV), na Luz, frente ao Olympiacos dos ex-benfiquistas Roberto e Saviola. O Grupo C da Liga dos Campeões é liderado pelo PSG (6 pontos), seguido de Benfica e Olympiacos, ambos com 3. O Anderlecht é último, sem pontos. GETTY IMAGES

A equipa de Paulo Fonseca não merecia tamanho castigo. Viu-se reduzida a dez logo aos 5 minutos – duplo amarelo a Herrera – e foi capaz de dividir o encontro com os russos até ao fim. Atirou duas bolas aos ferros e, mesmo depois de sofrer o golo tardio de Kerzhakov (85m), ainda esteve perto do 1-1. Mas a fortuna nada quis com os portuenses, que continuam com 3 pontos e são ultrapassados pelo Zenit (4 pontos) no Grupo E. Na outra partida, o At. Madrid ganhou em Viena por 3-0 e é cada vez mais um líder só, agora com 9 pontos. Na cabeça dos adeptos portistas devem colidir ideias distintas. Se, por um lado, o FC Porto voltou a exibir-se a bom nível, tal como já tinha feito no desaire caseiro com o At. Madrid (1-2), é também certo que a

matemática não ajuda a ver o “copo meio cheio” antes da receção ao Sporting. Pelo menos a matemática europeia, que “obriga” a um triunfo na Rússia se a missão de passar aos “oitavos” permanecer intacta. O 4-3-3 portista ficou desfeito com a expulsão de Herrera. Reagiu Fonseca chamando Josué da direita para o centro e entregando o corredor inteiro a Danilo. E a verdade é que, até ao intervalo, foi o FC Porto quem mais perto esteve de marcar – remate ao poste de Lucho (19m). Só que no reatamento surgiu um Zenit revigorado, muito por culpa das iniciativas de Hulk, notável no regresso ao Dragão. E foi mesmo num cruzamento do brasileiro que Kerzhakov deu a vitória aos forasteiros, multiplicando dúvidas numa casa esta época menos invicta. R.A.C.

FC PORTO

Helton Danilo Mangala Otamendi Alex Sandro Fernando Herrera Lucho (Ghilas, 87m) Josué (Defour, 74m) Licá (Varela, 52m) Jackson T: P. Fonseca

ZENIT

Lodygin Smolnikov (Criscito, 81) Neto Lombaerts Ansaldi Shatov Fayzulin Shirokov (Kerzhakov, 71) Arshavin (Zyryanov, 64) Danny Hulk T: L. Spalletti

Local: Estádio do Dragão, Porto Golos: Kerzhakov (85m) Disciplina: Cartões amarelos: Herrera (5m e 6m), Fayzulin (36m), Shirokov (38m), Hulk (71m), Jackson (74m). Cartão vermelho: Herrera (6m).


15

“Prefiro dar-te um tiro”, CR7 Futebol. Sabia que Alex Ferguson ameaçou alvejar Ronaldo para o impedir de rumar ao Real Madrid, no verão de 2008? Esta foi uma das revelações que integram o livro “My Autobiography”, ontem apresentado e à venda a partir de amanhã. Sobre a ameaça a Cristiano, o ex-técnico do Man. United justificou-a com a abordagem imprópria do então líder do Real, Ramon Calderón. Ferguson avisou o seu ‘pupilo’: “Prefiro dar-te um tiro a vender-te agora àquele tipo”. Um ano depois, Ronaldo chegaria mesmo a Madrid, a troco de 94 M€, já com Florentino Pérez na presidência do clube espanhol. Na sua segunda autobiografia, a qual revisita os últimos 14 anos à frente do Man. United, “Fergie” elege CR7 como o “futebolista mais talentoso” que treinou. R.A.C.

Andebol

SLB e SCP já têm rivais O sorteio da última ronda de qualificação para a fase de grupos da Taça EHF ditou ao Benfica um embate com os húngaros do Pick Szeged, e ao Sporting o encontro com os croatas do Porec. Os jogos da 1ª mão da segunda competição mais importante do andebol europeu, a nível de clubes, realizam-se a 23 ou 24 de novembro. A 2ª mão acontece a 30 de novembro ou 1 de dezembro.

Ténis

Sousa vence Garcia-Lopez

Se a vida de alguns dava um livro, a de Alex Ferguson já deu pelo menos dois. O segundo foi ontem apresentado. © FACUNDO ARRIZABALAGA/EPA

João Sousa bateu Guillermo Garcia-Lopez na 1ª ronda do torneio de Valência. O triunfo do 53º do mundo, por 6-3 e 7-5, surge um mês após Garcia-Lopez o ter afastado (6-1 e 6-1) nas semifinais do torneio de São Petersburgo, e teve o extra de ter sido conseguido em o espanhol (64º) a atuar em ‘casa’. O gigante (2,03m) polaco Jerzy Janowicz (15º) é o tenista que se segue.

WTCC. Honda reforça confiança em Tiago Monteiro A Honda anunciou que Tiago Monteiro continuará, em 2014, a ser um dos pilotos oficiais da marca japonesa para o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC). De resto, o colega de equipa do português será aquele que tem sido desde o início do programa desportivo de Carros de Turismo da Honda, em 2012: Gabriele Tarquini (Itália). A duas corridas do fim da época, Monteiro é 10.º na geral; já Tarquini está em 2.º, atrás do já campeão Yvan Muller (Chevrolet).

Reação

“É uma grande honra estar envolvido neste projeto desde o início. Trabalhar com a equipa da Honda é um privilégio” Tiago Monteiro, piloto oficial da Honda para o Mundial de Carros de Turismo na próxima temporada. PUB


PUB


20131023_pt_lisbon