Issuu on Google+

PUB

Michelle é o último grito de Wimbledon Ténis. Na “batalha dos decibéis”, Michelle Larcher de Brito, n.º 131 do mundo, venceu Maria Sharapova (n.º 3) pág. 15 Economia

Telemóveis sob ataque Programas maliciosos introduzidos aumentou 614% num ano pág. 06

Cronista

Estudo da Universidade de Oxford, em Inglaterra, revela que a forma como saboreamos os alimentos pode depender dos talheres que estamos a usar. pág. 04. GETTY IMAGES

Ana Rita Clara Violência doméstica não tem glamour pág. 02

Mundo

Brasil. PEC 37 rejeitada pela Câmara dos Deputados devido a pressão popular 430 deputados votaram contra, nove a favor e dois abstiveram-se no texto que retirava poderes de investigação ao Ministério Público. Aprovada canalização dos royalties do petróleo para saúde e educação. pág. 07 PUB


1

JORNAL

Susan Rice

“A inação do Conselho [de Segurança da ONU] sobre a Síria é um escândalo, do ponto de vista moral e estratégico, que a História julgará severamente” Palavras da ex-embaixadora dos EUA na ONU no seu discurso de despedida e de balanço de quatro anos e meio na organização – recentemente Rice foi nomeada nova conselheira para a segurança nacional do presidente norte-americano, Barack Obama. GETTY IMAGES

www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

02

Opinião

ONLINE

ANA RITA CLARA APRESENTADORA DE TV NA SIC E SIC MULHER PROGRAMA ‘MAIS MULHER’ 2.ª A 5.ª 17H30, SIC MULHER | WWW.FACEBOOK.COM/ANARITACLARAOFICIALTV | ANARITAGRAM

O lugar da violência Nos dias que correm, as notícias centram-se nos lados mais escondidos da vida de tantas mulheres e homens do nosso país e mundo. Numa acesa discussão entre o milionário colecionador de arte Charles Saatchi e a chef e apresentadora de televisão Nigella Lawson, os gestos agressivos do marido, para com a sua mulher, exibidos em inúmeros paparazzi e fotografias, colocaram de novo em causa a predominância da violência doméstica. Somos quase obrigados a revolver toda esta realidade e a colocar tudo isto no centro da mesa. E não escolhi mesa à toa, ou não estivéssemos a falar sobre um dos mais mediáticos rostos da cozinha em televisão, que levou a sensualidade e o glamour para as panelas e os sabores. O mediatismo destas personalidades exerceu um murro no estômago de todos nós. Colocando até em questão o limite das atitudes do ser humano perante quem ama ou perante quem diz amar. E se o amor é vedado por tantos

pormenores, longe estaríamos de pensar que uma mulher de 53 anos, de sucesso e carreira, pudesse viver submissa a um tipo de situação do género. Mas a realidade conta outra história. Movida pela força da imprensa e a pressão social, Nigella terá abandonado a sua casa, com os seus filhos, numa ação posterior a este flagrante. E talvez precisasse até deste “grande” empurrão decisor. São muitas as mulheres que se reveem neste paradigma. Do lugar que ocupa a violência no seu quotidiano. De como a esperança perdura, mesmo após as constantes agressões. E como o medo se instala e se torna também difícil aceitar a realidade. A vergonha, o assumir do insucesso da relação. De uma má aposta. Mas o que é certo é que o caminho para a liberdade é apenas um. E começa dentro de cada um de nós. A Amnistia Internacional, em prol desta causa, afirma que o recomeçar parte da nossa verdade. Começa em cada um de nós. E eu acredito nisso.

facebook www.facebook.com/CelebrityHolly woodGossip “Podem ser novos, mas sabem muito. Harry e Niall deixaram os colegas dos One Direction em casa e foram ao concerto dos Rolling Stones em Washington na segunda-feira! E, claro, foram ao backstage com Lenny Kravitz!”

twitter @SarahKSilverman [Sarah Silverman] “ADORAVA ver a lista de políticos que facilitaram abortos secretos a filhas e amantes.”

vídeo do dia

Finalmente foi divulgado o trailer do filme “Jobs”, o ‘biopic’ de Steve Jobs com Ashton Kutcher no papel principal. Venha escrever connosco. Entre em facebook.com/metroportugal

Boa notícia do dia

Portugal acolhe conferência sobre África Portugal acolhe, a partir de hoje, uma conferência europeia sobre estudos africanos, que pretende “dar uma maior visibilidade” ao conhecimento que se produz no mundo lusófono, disse à Lusa fonte da organização. A conferência da Associação Europeia de Estudos Africanos já passou por vários países europeus, mas é nesta quinta edição que se desloca pela primeira vez ao sul do continente. O objetivo – adianta Clara Carvalho, a diretora do Centro de Estudos Africanos do ISCTE – é “dar uma maior visibilidade” e “relevância” à investigação em ciências sociais que tem sido feita por países “muitas vezes estão um bocadinho ausentes” dos meios académicos.

Mega-queimada de drogas ilegais Na província tailandesa de Ayutthaya, a norte da capital Banguecoque, uma equipa da polícia antinarcóticos do país procede à queima e destruição de mais de três toneladas de drogas ilegais, uma iniciativa que pretendeu marcar o Dia Internacional Contra a Droga, que se celebrou ontem. GETTY


PUB

NACIONAL | 03

Os pacientes aguardaram, em média, 3 meses para serem operados em 2012 e 15,1% não foram operados dentro do tempo devido, diz o relatório da atividade cirúrgica programada. © GETTY IMAGES

Poupanças com medicamentos SNS. Apesar do aumento do valor das taxas moderadoras, os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) pouparam 30 milhões de euros graças à redução do preço dos medicamentos. O ministro da Saúde, que falava ontem na Comissão Parlamentar de Saúde, revelou que os “dados provisórios e sujeitos a alguns ajustes” indicam que, entre janeiro e abril deste ano, os portugueses pouparam 39M€ em medicamentos. Tendo em conta que o aumento das taxas moderadoras se traduziu no pagamento de nove milhões de euros, neste período “os portugueses pouparam 30 milhões de euros”, avançou. O ministro da Saúde anunciou ainda a alteração do sistema de convenções, que deverá terminar com os “excessos” e “erros” que têm sido detetados no setor. Esta

Saúde

Transparência

“É uma área pouquíssimo transparente que beneficiará de uma legislação que terá como objetivo parar com este campo de opacidade” Ministro da Saúde, Paulo Macedo

será “uma das reformas mais estruturantes e importantes na área da saúde”. O ministro disse que existem “verdadeiras rendas sem significado, convenções com entidades não licenciadas, que passam como se se tratasse de um alvará”.

Carros a gás

20% das mulheres têm pedras na vesícula Cerca de 20% das mulheres portuguesas com mais de 60 anos sofrem de pedras na vesícula, revela o Grupo Trofa Saúde, em comunicado enviado ao metro. “Os sintomas são dolorosos e as manifestações mais comuns são cólicas biliares, na forma de uma dor abdominal aguda”, lê-se ainda. De acordo com os especialistas este é um problema duas vezes mais comum nas mulheres do que nos homens.

Dísticos azuis substituídos Os dísticos azuis dos carros a gás vão começar a ser substituídos por vinhetas identificadoras dentro de duas semanas, com o objetivo de se tornarem mais discretos e eliminar o estigma existente.


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

NACIONAL | 04

Haverá mais cortes nos salários até 2015 Ajuda externa. A Comissão Europeia diz que, com a alteração das metas, a consolidação orçamental passará para 2015, prevendo mais cortes nos salários da função pública. Na sua avaliação à 7.ª revisão regular do Programa de Assistência Económica e Financeira de Portugal, divulgada ontem, a Comissão Europeia (CE) refere que, “com a revisão dos objetivos para a trajetória do défice, parte do necessário esforço orçamental para alcançar uma posição orçamental equilibrada foi adiada para 2015”. O Governo acordou ainda com a troika que a contribuição de sustentabilidade sobre as pensões não seja uma medida obrigatória, deixando-a de fora da lista dos structural benchmarks, cujo não cumprimento poderia significar um chumbo das instituições internacionais. No memorando de entendimento entre o Estado português e a troika é explicitado que o que o mi-

O Governo quer fazer os cortes na despesa através de leis gerais para que estas possam também ser avaliadas pelo Tribunal Constitucional (TC) preventivamente. © VASCO VARELA

Debate quinzenal O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse ontem “trabalhar todos os dias para poder vir a baixar impostos”.

• No debate quinzenal na AR, o chefe do Governo apontou o combate à fraude e o alargamento da base fiscal como medidas importantes para gerar “uma despesa pública mais comportável”.

nistro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, chamou a Taxa Social Única (TSU) sobre os pensionistas será aplicada apenas “se estritamente necessário” e como terceira medida no âmbito da reforma do sistema de pensões (cortes). O acordo diz que esta medida “pode ser substituída por outras medidas de valor e qualidade equivalentes”. A CE estima ainda que a dívida caia a partir de 2015, ficando abaixo dos 100% no início da próxima década, se for cumprido o limite do défice estrutural (0,5%) em 2017, apresentando estimativas melhores que o FMI. A CE apresenta assim estimativas mais otimistas do que o FMI divulgou no seu relatório sobre o mesmo exame regular, publicado a 13 de junho. • O líder do Executivo sustentou ainda que o Governo respeita o “direito inalienável à greve”, referindo, no entanto, que o País precisa menos de greves e mais de trabalho e rigor.

Amadora

Jovem esfaqueado Um jovem de 19 anos foi ontem esfaqueado na Amadora, junto à secundária Seomara da Costa Primo, onde é aluno, tendo sido levado para S. Francisco Xavier. A polícia admite a hipótese de o caso se relacionar com a morte de outro jovem, no mesmo local, a 6 de junho.

Justiça

Prisão preventiva para três agentes da PSP Os três agentes da PSP detidos terça-feira por suspeita de corrupção passiva para ato ilícito ficaram em prisão preventiva. Os arguidos são suspeitos de participarem num alegado esquema de suborno, para licenciamento de armas e uso de explosivos em pedreiras, por milhares de euros.

Paralisação. Greve geral deixa Estudo. transportes públicos parados Talheres A greve geral de hoje, convocada mudam sabor pela CGTP e a UGT, contra as medidas de austeridade, vai fazer parar da comida os transportes públicos, sobretudo nas zonas de Lisboa e do Porto. Na capital, não há serviços mínimos definidos para a CP, Metro, Transtejo e Soflusa. Por seu turno, a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto e a Metro do Porto anunciaram que apenas assegurarão os serviços mínimos, afirmando, em comunicado, que a oferta habitual será “bastante reduzida”. Em reação, o primeiro-ministro afirmou ontem que o País precisa menos de greves e mais de trabalho e rigor. Ainda assim, Pedro Passos Coelho acrescentou, no debate quinzenal na Assembleia da República, que respeita o “direito inalienável à greve”.

A Metro de Lisboa não vai assegurar quaisquer serviços mínimos. © JOÃO FERRÃO

A forma como saboreamos os alimentos pode depender dos talheres que estamos a usar. A conclusão é de um estudo da Universidade de Oxford. Segundo os investigadores, o iogurte, por exemplo, sabe melhor se for comido com uma colher branca e o queijo é mais salgado se for comido com uma faca, em vez do garfo, da colher ou mesmo de um palito, avançava ontem a TSF. O estudo em causa avaliou o peso, a forma e a cor dos talheres e tentou relacioná-los com a perceção que se tem do que levamos à boca. Os investigadores dizem que a experiência da comida é multisensorial: envolve o palato, o aroma e o olhar.


PUB


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

Ciberataques sobem 600% Telemóveis. Piratas informáticos estão a multiplicar os ataques, desde uma simples fraude comercial a espionagem industrial. Entre março de 2012 e março de 2013, o número de programas perniciosos introduzidos sub-repticiamente nos telefones com acesso à Internet subiu 614%, calculou a empresa Juniper, de Silicon Valley, na Califórnia. O estudo demonstra que o sistema operacional da Google, Android, é o mais afetado, com 92% dos ataques informáticos. O número é explicado pelo domínio mundial do Android neste setor, no qual detém 3/4 da quota de mercado. O primeiro tipo de ataque consiste no envio de mensagens comerciais a propor um falso serviço. A Juniper observa ainda ataques mais sofisticados, incluindo pirataria de dados de empresas e de governos. PUB

ECONOMIA| MUNDO | 06

Zona Euro

Apelo à moderação fiscal O presidente do Banco Central Europeu (BCE) Mario Draghi afirma que os responsáveis políticos estão preparados para apoiar o crescimento económico da Zona Euro e apela aos governos nacionais para moderarem os impostos e darem prioridade ao investimento. A política monetária do BCE “vai manter-se acomodatícia no futuro próximo”, disse ontem na Assembleia Nacional francesa.

Conselho Europeu

Desemprego na agenda

A maior parte dos ataques é levada a cabo a partir da Rússia ou da China, de acordo com o estudo. © GETTY IMAGES

O presidente do Conselho Europeu pediu aos líderes europeus para que, na cimeira de hoje e amanhã, em Bruxelas, acordem medidas “tangíveis” de combate ao desemprego jovem e de apoio às PME. Na carta-convite enviada às capitais europeias, Van Rompuy afirma que os “dois principais” temas na agenda serão o combate ao desemprego jovem e o financiamento à economia.

Mercado Puro

De volta aos campos PEDRO TUNA ADMINISTRADOR ROOMDIMENSIONS

Uma volta pelo interior do País e uma feliz constatação. Campos há muito abandonados ganham nova vida e novas cores, alfaias há muito paradas voltam a lavrar e as aldeias, adormecidas desde meados da década de 90, parecem agora mais vivas e rejuvenescidas. A entrada na União Europeia, entre muitas virtudes, teve o pecado de subsidiar uma certa preguiça, reflectida no abandono progressivo da atividade agrícola. Uma profunda crise à escala europeia bastou para percebermos a importância de produzir para não dependermos da caridade alheia.


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

PEC 37 “já era” Brasil. A controversa Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37 vai virar matéria de arquivo depois de ter sido ontem amplamente rejeitada na Câmara dos Deputados brasileira. A votação ao texto que retirava os poderes de investigação do Ministério Público, estabelecidos na Constituição de 1988, foi inequívoca: 430 deputados rejeitaram-na, apenas nove votaram a favor e dois abstiveram-se. Para o arquivamento em massa do texto muito terá contribuído a pressão popular que nas últimas semanas invadiu as ruas do país. Citado na imprensa brasileira, o deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores, Alessandro Molon, disse ter uma certeza: “Se ela [a proposta] fosse votada há 15 dias, a maioria da casa lamentavelmente teria aprovado a PEC”. A queda da PEC foi comemorada por manifestantes que encheram as galeria da sala, mas as respostas às exigências da população não se ficaram por aqui. Em seguida, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que determina que 75% dos recursos dos royalties do petróleo da União, estados e municípios se-

jam destinados à educação, e 25% à saúde. No projeto original estava prevista a aplicação de 100% das receitas na área da educação. “As ruas têm pressa, o clamor é forte e o parlamento tem que sair da sua tradicional lentidão e inércia para manter o mínimo de credibilidade”, observou Chico Alencar, deputado pelo Partido Socialismo e Liberdade. Ressalva: o texto que destina 75% dos royalties do petróleo para a educação ainda tem de passar pelo Senado e de ser sancionado pela presiR.A.C. dente Dilma Rousseff.

Iniciativa

594 bolas com cruzes pintadas em vermelho foram ontem dispostas em frente ao Congresso Nacional do Brasil, em Brasília. Representam o número de deputados do Congresso e simbolizam um apelo ao fim da corrupção.

MUNDO | 07

Israel

Novos colonatos em Jerusalém oriental

Kevin Rudd lidera partido trabalhista

Israel autorizou ontem a instalação de 69 colonos em Jerusalém oriental, uma decisão já contestada pelos palestinianos e tomada na véspera da chegada ao país do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, para relançar conversações de paz.

O antigo primeiro-ministro Kevin Rudd conquistou ontem a liderança do Partido Trabalhista australiano, ao vencer a atual primeira-ministra Julia Gillard por 57 votos contra 45, segundo o porta-voz do partido. A eleição que pretendia resolver definitivamente a crise de liderança no partido e antes da sua realização Julia Gillard tinha prometido abandonar a política se perdesse o escrutínio.

Síria

Dez ataques químicos Os EUA e o Reino Unido entregaram a peritos da ONU pormenores sobre dez alegados casos de utilização de armas químicas pelo regime sírio. Os incidentes em causa ocorreram entre dezembro e maio e, entre si, as informações prestadas totalizam 10 incidentes separados. A guerra civil da Síria já provocou a morte de pelo menos 100.191 pessoas desde o início em março de 2011.

China. 27 mortos em Xinjiang Pelo menos 27 pessoas morreram e três ficaram feridas ontem em tumultos registados numa cidade remota na Região Autónoma Uigur de Xinjiang, no noroeste da China, informaram as autoridades locais,

Vaticano. IOR investigado em comissão Mais uma vitória: esmagadora maioria dos deputados brasileiros deu ouvido aos ecos dos manifestantes, que, entre outras reivindicações, rejeitaram a PEC 37. © EPA

Austrália

O Papa nomeou uma comissão especial para recolher informações sobre as atividades do Instituto para as Obras Religiosas (IOR), controverso banco do Vaticano.

“Dezassete pessoas foram mortas (...) antes de a polícia abrir fogo e atingir mortalmente dez manifestantes”, indicou um responsável sob a condição de anonimato à agência oficial chinesa Xinhua. Em abril, 21 pessoas morreram em tumultos registados na mesma região, de maioria muçulmana, e em 2009 quase 200 pessoas tinham morrido em confrontos entre a comunidade uigur local e a etnia han – a maioria da população chinesa.

Esta comissão pontifícia de cinco membros vai permitir ao chefe da Igreja Católica “conhecer melhor a posição jurídica e as atividades” do IOR, revelou ontem o Vaticano, sublinhando que o trabalho do grupo decorre no âmbito “da reforma” das instituições vaticanas. O objetivo é “recolher informações sobre a evolução do Instituto e apresentar as conclusões ao Papa”, precisou o Vaticano. PUB


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

FOCUS | 08

Primavera Árabe e as suas diferentes mulheres Egito. Ajudaram a derrubar Mubarak, mas será que o espírito revolucionário já terá desvanecido? ELISABETH BRAW, MWN Há dois anos, quando os jovens egípcios derrubaram uma ditadura de três décadas, Rana Idees, 22 anos, era uma revolucionária entusiasta. “Era perigoso, mas quando o número de protestantes aumentou, apercebi-me do que se estava a passar e, sem os meus pais saberem, fiz parte da revolução”, relembra. Mas tudo o que Idees quer é sair do país. “Não vemos progresso”, conta-nos no nosso encontro num café em Alexandria, a segunda maior cidade do Egito. “[O presidente Morsi] é muito fraco. Sei que as mudanças levam tempo, mas já se passaram dois anos desde a revolução.” A sua melhor amiga, Aya Tarek, discorda. “Participei na revolução desde o primeiro dia e tive muito orgulho nisso”, conta. “As pessoas tinham uma opinião negativa sobre o Egito, mas graças à revolução comecei a adorar o meu país. Muitos pensam que nada mudou, mas temos que dar tempo e esforço.”

Mudanças

“Não vemos progresso [o presidente Morsi] é muito fraco e não sabe como ser presidente. Sei que as mudanças levam tempo, mas já se passaram dois anos desde a revolução” Rana Idees

Especialista

Mulheres, a nova liberdade do Egito DR. MAHA AZZAM INVESTIGADOR SÉNIOR, CHATHAM HOUSE

O mesmo espírito, diferentes opiniões: as revolucionárias da Primavera Árabe, Rana Idees, Aya Tarek e Toka Tarek, têm perspetivas diferentes sobre o presidente Morsi e o futuro do país. © EB

Idees e Tarek têm um curso superior e são ambiciosas – e usam lenços na cabeça. São caraterísticas que partilham com muitas mulheres da Primavera Árabe. De ténis e calças de ganga, Yomna El-Serafy adota um ar mais descontraído, mas também ela usa lenço na cabeça e tem orgulho na revolução. “Foi a melhor coisa que aconteceu no Egito desde há muito tempo”, conta. “Hoje em dia as pessoas preocupam-se. No passado atiravam lixo para a rua; hoje em dia já não.” Na realidade, El-Serafy, uma adolescente de 17 anos cheia de energia que acabou agora o secundário, considera-se islamita e apoia o novo governo. De tal maneira que regressou o ano passado da Inglaterra, país onde já vivia há um tempo. Antes da nossa entrevista, um homem abordou-a na rua para assinar uma peti-

Orgulho

“Participei na revolução desde o primeiro dia. As pessoas tinham uma opinião negativa sobre o Egito, mas graças à revolução comecei a adorar o meu país. Sei que muitas pessoas acham que nada mudou, mas precisamos de tempo e esforço. Nós, enquanto país, deveríamos estar orgulhosos” Aya Tarek ção a pedir a demissão de Morsi. “E assinou?”, perguntámos. “Claro que não!” afirma. Este é o Egito que raramente vemos: o de várias jovens que aju-

A religiosidade não define a opinião política. As pessoas que pediram mudanças durante a revolução tinham objetivos em comum, mas à medida que o tempo passa desenvolvem ambições mais variadas. Aqueles que são referidos como islamitas são parte da nova onda política. As mulheres do PLJ [Partido da Liberdade e Justiça, o partido da Irmandade Muçulmana] têm as suas próprias opiniões, apesar de partilharem os principais objetivos do partido. Há muitas mulheres com profissões – médicas, professoras – que apoiam as políticas, não porque se sintam obrigadas, mas porque estas dizem-lhes alguma coisa. Não querem que lhes sejam negados os seus direitos, mas querem políticas mais tradicionais. As mulheres são visíveis no contexto político e cada vez mais parte dos partidos políticos do Egito. daram a derrubar uma ditadura e que discordam com o poder. E a maioria usa lenços na cabeça, não porque alguém as obriga, mas porque querem.

Caridade. Adolescentes ajudam Repressão das ONG. Amigos aqueles que o país esqueceu distantes ou agentes externos? Fim da tarde em Alexandria. Num edifício da baixa, dezenas de adolescentes e jovens correm de um lado para o outro, com bens doados, a escolher medicamentos e a organizar roupas para os mais necessitados. Num outro quarto uma mulher jovem ensina linguagem gestual; na porta ao lado dois jovens ensinam pessoas com deficiências mentais a

usar o computador. Mais à frente no corredor, várias jovens ajudam crianças desfavorecidas com as lições da escola. Na sala de cima, outras mulheres cuidam de órfãos. São todos voluntários e esta organização, a Resala, é um dos aspetos mais positivos do Egito atual. Imagine serviços sociais combinados com a Cruz Vermelha e educação.

A 3 de junho, um tribunal egípcio condenou 43 trabalhadores a penas de prisão entre 1 e 5 anos por trabalhos ilegais. A lei egípcia obriga a que todas as ONG, estrangeiras e egípcias, que recebem financiamento exterior para se registarem oficialmente, mas depois da Primavera Árabe, os dadores estrangeiros e as ONG esperavam

que o governo fosse mais brando. Uma vez que registar qualquer coisa de forma oficial é um processo entediante e complicado, muitas ONG funcionavam sem licença. Os estrangeiros foram libertados com fiança, deixando 15 egípcios (e um norte-americano que se deixou ficar voluntariamente) para encarar o julgamento.


PUB


2

www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

10

CULTO

ROB KAZINSKY Por mais improvável que seja, a grande novidade da sexta temporada da série “Sangue Fresco” é uma personagem encarnada por um ator de novelas... inglês.

Victoria Beckham

“Acho que seria um bom ator. Acho mesmo que seria ótimo. Acho que deveria ser o James Bond. Seria um bom James Bond” A cantora, designer, atriz e modelo em entrevista conjunta com e sobre o seu marido, o ex-futebolista David Beckham, à televisão chinesa CCTV. GETTY IMAGES

A nova e sexta temporada da série “Sangue Fresco” só começa a ser transmitida em Portugal a 13 de setembro, no canal MOV, mas não resistimos em falar com Rob Kazinsky, o ator inglês que dá a cara por Ben Flynn, o novo interesse amoroso da protagonista da série, a irresistível Sookie Stackhouse (Anna Paquin).

para o mercado norte-americano...

Acho que era mesmo essa a ideia, para que fosse comerciável a nível global. O que posso dizer é que a minha experiência na televisão inglesa limita-se à minha partipação na novela e noutra série que fiz. A forma como as coisas se processam aqui nos EUA, como foram os casos com as séries “Irmãos e Irmãs” e “Lei & Ordem”, fazem com que tudo seja mais fácil. É um sítio mais fácil de estar quando não estás a filmar, percebes? Há muito mais coisas para fazer quando não estás a trabalhar. NED EHRBAR, METRO WORLD NEWS

O NOVO AMOR DE SOOKIE

Ficou nervoso em surgir na série como o novo interesse amoroso da Sookie?

Tenho a certeza absoluta que toda a gente e todos os seus pretendentes me vão passar a odiar. E estou preparado para isso. Acho que as pessoas vão perceber que o Ben, pela primeira vez, surge como uma primeira oportunidade de a Sookie ser feliz. Ele é mais honesto e acessível que todos os outros. Isso não quer dizer necessariamente que ele é um chato. Como compara esta participação com os seus tempos na telenovela “Eastenders”?

São mundos completamente diferentes. Fiz 254 episódios no “Eastenders”, com uma média de 85 episódios por ano, filmando

cerca de 30 a 50 páginas de texto por dia. No “Sangue Fresco” fazemos 10 episódios por ano, por isso trata-se de um “monstro” diferente. E as coisas aqui nos EUA processam-se de uma forma completamente diferente do que se passa em Inglaterra. Ter comida de borla no set de filmagens é a melhor coisa do mundo. Mas não há serviços de catering em Inglaterra?

Na BBC não há nada disso. Pelo menos no “Eastenders” não havia. Donuts no set? Maravilhoso. Fruta fresca? Ter uma cafeteira em vez de ter de pagar por um café? Meu Deus, é excelente! Ora aí está uma grande novidade para mim. Fico com a impressão que a única coisa que conheço da TV britânica é a série “Extras” [série de Ricky Gervais], que até parecia concebida

Vampiros no sul dos EUA “Sangue Fresco”, a popular série criada por Alan Ball (a mente por trás de séries como “Sete Palmos de Terra” ou filmes como “Beleza Americana”), é inspirada em “The Southern Vampire Mysteries”, saga literária composta por treze volumes da autoria da escritora norte-americana Charlaine Harris, uma das escritoras que mais vende nos Estados Unidos.


11

Arthur Miller e incertezas sobre o futuro próximo Teatro Aberto. Espaço cultural lisboeta estreia peça da autoria do dramaturgo americano não sabendo ainda se no horizonte imediato será obrigado a fechar as portas. O Teatro Aberto estreia, na sexta-feira, “O Preço”, de Arthur Miller, e admite ter de fechar portas no final do ano, devido à redução de apoios públicos, admitiu à Lusa o encenador João Lourenço. “Somos uma cooperativa, até ao momento não temos dívidas, mas não vou empurrar um conjunto de famílias para uma insolvência, por isso, se as coisas não mudarem, fechamos no final do ano”, disse à Lusa João Lourenço, um dos fundadores do Grupo Quatro/Teatro Aberto. O encenador voltou ainda a criticar “as tabelas” de

“O Preço”

A peça de Miller, estreada no ano de 1968, coloca em confronto dois irmãos, educados no contexto do “crash” da bolsa norte-americana de 1929, perante um conjunto de bens que são as suas memórias de infância e que pretendem vender a um negociante judeu. No Teatro Aberto a encenação é de João Lourenço e as interpretações de João Perry, António Fonseca, Marco Delgado e São José Correia.

aferição da Direção-Geral das Artes, que colocaram o Teatro Aberto em 39.º e lhe retiram os apoios, não lhe permitindo continuar. “Não sei qual o preço que vamos pagar por termos público, por fazermos espetáculos, sempre diferentes e que têm a ver com o nosso quotidiano, por sermos sérios, e estarmos em Lisboa”, desabafou o encenador de 69 anos. Para já, esclareceu, “contamos regressar em setembro e estar até outubro. Entretanto, se as coisas não se resolverem, fechamos no final do ano”, rematou o responsável. Já sobre a peça do dramaturgo norte-americano que estreia na sexta-feira, João Lourenço explica que esta “encaixa no tempo presente”, mas “foi escolhida há dois anos, quando houve aqueles problemas com os bancos e o ‘crash’ nos EUA, foi premonitório, pois não sabíamos naquela altura LUSA que hoje estaríamos assim”.

Evento

Capital Europeia da Cultura “deu lucro” A Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura (CEC) “deu lucro” ao Estado, já que só em contribuições e impostos pagou 28 milhões de euros, mais do que o dinheiro público investido no evento, foi ontem anunciado. Segundo Carlos Martins, diretor executivo da Guimarães 2012, o Estado terá investido diretamente na CEC entre 25 a 27 milhões de euros.

Música

Novo dos MGMT será lançado em setembro Os MGMT anunciaram que se preparam para lançar o seu terceiro disco de originais no próximo dia 16 de setembro. “MGMT” é o nome do disco sucessor dos aclamados “Oracular Spectacular” (2008) e “Congratulations” (2010), os dois primeiros álbuns do duo composto pelos músicos americanos Andrew Vanwyngarden e Ben Goldwasser.

PUB

Naomi Watts apoia o marido Liev Ontem em Los Angeles, EUA, foi o dia de estreia da nova série de TV do canal Showtime, “Ray Donovan”. O protagonista desta série dramática, a personagem título, é encarnado pelo ator Liev Schreiber que, na festa, teve o incondicional apoio da sua mulher, a atriz Naomi Watts. © GETTY IMAGES


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

Street Fashion Londres

Street Fashion Milão

LAZER | 12

Horizontais: 1. Hastil com ponta metálica para picar touros.

Palavras cruzadas

Dizer orações. 2. Aquele que nega a existência de Deus. Irmã (fam.). 3. Enganar com astúcia. Outra vez. 4. Contr. da prep. a com o artigo ou pronome o. Libelinha. 5. Seis em numeração romana. O primeiro algarismo da série dos números inteiros. 6. Antigo sacrifício de cem bois. 7. Contr. da prep. em com o art. def. a. Movia-se de um sítio para outro. 8. Abundância de frutos ou novidades, fartura. Irídio (s.q.). 9. Ceder alguma coisa, gratuitamente, a alguém. Ficar doido. 10. Guarnecer de asas. Nome próprio feminino. 11. Reunião familiar à noite. Estar sepultado.

Verticais: 1. Predestinar, determinar a sorte de. Falso amigo (fig.). 2. Tenebroso. Apoio. 3. Soberano de uma nação monárquica. Reverenciar. 4. Editar. Batráquio anfíbio aquático, anuro, da família dos ranídeos. 5. Medida itinerária chinesa. Direcção assistida (abrev.). 6. Acostumado. 7. Mulher acusada de um crime. Contr. da prep. de com o art. def. o. 8. Indica lugar, tempo, modo, causa, fim e outras relações (prep.). Clarão. 9. Grande chapéu alto e redondo (gír.). Expõe, enuncia, exprime por palavras. 10. O m. q. índigo. Embarcação de recreio, de motor ou de velas. 11. Encher até à borda. Vagabundear.

Sudoku

•••••

Solução cruzadas Verticais: 1. Fadar, Judas. 2. Atro, Base. 3. Rei, Venerar. 4. Publicar, Rã. 5. Li, DA. 6. Habituado. 7. Ré, Do. 8. Em, Lumieira. 9. Zabumba, Diz. 10. Anil, Iate. 11. Rasar, Errar. Horizontais: 1. Farpa, Rezar. 2. Ateu, Mana. 3. Driblar, Bis. 4. Ao, Libélula. 5. VI, Um. 6. Hecatombe. 7. Na, Ia. 8. Uberdade, Ir. 9. Dar, Adoidar. 10. Asar, Rita. 11. Serão, Jazer.

Solução sudoku O que veste a Danni Lin? “Estou com um vestido COS, casaco Initial e bolsa da Vivienne Westwood.” Que tendência de moda baniria para sempre? “Calças de ganga, porque não expressam qualquer individualismo.” MICHELLE BOBB-PARRIS

PUB

O que veste o Raro Ayubi? “Todas as peças são criações minhas.” Que tendência de moda baniria para sempre? “Roupa despreocupada.” Como descreveria o seu estilo? “Clássico, mas com muita criatividade.” GIIA


PEQUENOS ANÚNCIOS

AZEVEDO, PINHO & JESUS, LDA Desde 1951 Somos uma empresa de confiança Avaliador Oficial credenciado pela Casa da Moeda

PENHORES E COMPRA E VENDA DE OURO • PRATA • JÓIAS • MOEDAS • RELÓGIOS

COMPRAMOS CAUTELAS DE PENHOR

OURIVESARIA ZURIQUE

COMPRAMOS OURO • JÓIAS • PRATAS RELÓGIOS • MOEDAS

Rua dos Sapateiros, 115 - 1.º esq.º, Lisboa (saída do metro da Baixa/Chiado)

Tels.: 21 346 54 11 • 21 342 94 83 • 21 321 93 46 Fax: 21 321 14 97 | E-mail: geral@apj.com.pt

PAGAMENTO EM DINHEIRO Largo D. Estefânia, 6 – E / F - 1000-268 Lisboa 213 147 616 - 910 834 167 Avaliador Oficial Imprensa Nacional Casa da Moeda

Já imaginou um emprego que lhe permite definir as suas próprias regras, horários e objetivos? Conquiste a sua Independência Financeira Formação Gratuita e Programas de Incentivo e Brindes Exclusivos

Ligue já 96 410 59 42

COMPRAMOS OURO - PRATA - MOEDAS RELÓGIOS - CAUTELAS DE PENHOR VALORES ESPECIAIS PARA COMERCIANTES

Licenciado pela CASA DA MOEDA Avaliador Oficial

www.ouromagico.pt

AV. ALMIRANTE REIS RUA D. ESTEFÂNIA RESTAURADORES AV. DE MOSCAVIDE AV. SÃO JOÃO DE DEUS -

N.º 173 B (Passeio Café Império) Pa 50 gamo €o s N.º 147 A gra até ma Loja N.º 8 (Metro Restauradores) N.º 53 B (Em frente à Caixa G. Depósitos) Paralela Av. Roma (frente estação Roma - Areeiro)

LIGUE JÁ! - 924 347 215

ESTÁ APENAS A 9 MESES DE UMA NOVA PROFISSÃO. Curso de

MASSAGEM DESPORTIVA (9 meses de formação)

(Formação organizada em parceria com SIMAC)

CFP-COL Centro Osteopático de Lisboa, Ldª Lisboa 213 649 439 | Porto 222 087 453 col.cfp@gmail.com | www.cfpcol.pt

30% de desconto na inscrição contra apresentação do jornal !! desconto válido até 30 de Junho!!


3

www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

14

SPORT

A explosão de alegria depois de uma vitória histórica É precisamente por causa de fotografias como esta que há um ditado que diz que uma imagem vale mais que mil palavras. Depois de uma clara vitória por 8-0, em Omaha, EUA, os Bruins da UCLA, prestigiada universidade californiana, puderam finalmente festejar o seu primeiro título nacional universitário de basebol. Para alcançar esta proeza, os Bruins venceram por 2-0 os Mississippi State Bulldogs numa série disputada à melhor de três jogos. © GETTY IMAGES

Iker Casillas

“Chorei, sofri, passei mal, houve várias noites em que dormi pouco e mal, mas sou madridista de coração: o clube está acima de todos” Declarações do guarda-redes do Real Madrid, em entrevista ao site da FIFA, sobre o período na fase final da temporada cessante em que perdeu a titularidade nos “merengues”, cortesia de José Mourinho, à data técnico do clube. GETTY IMAGES

Brasil bate Uruguai e alcança a final Taça das Confederações. Brasileiros apuram-se para o jogo decisivo, após um triunfo, por 2-1, com golos de Fred e Paulinho. Cavani marcou para os uruguaios. Neymar estava desaparecido do jogo e o futebol do Brasil pouco se tinha visto também, ao contrário dos três jogos anteriores. Até que, BRASIL aos 41 minutos, o avançado contratado pelo Barcelona foi mais rápido do que a defesa uruguaia a acorrer a um passe longo, tentou desfeitear Muslera, que defendeu, sobrando, porém, a bola para Fred, que fez o 1-0 e o seu terceiro golo na Taça das Confederações 2013. Antes, o Uruguai tinha sido mais perigoso. Forlán falhou mesmo um penalty aos 14 minutos e esteve perto de marcar à passagem da meia hora. Curiosamente,

os uruguaios tiveram menos posse de bola do que a equipa canarinha, mas a defender estiveram irrepreensíveis. A segunda metaURUGUAI de, no Mineirão de Belo Horizonte, começou praticamente com o golo do empate do Uruguai, por Cavani, que aproveitou bem um mau passe dentro da área de Thiago Silva. O golo fez bem ao Uruguai que continuou concentrado e atuar como uma equipa, pois não raras vezes se viu Cavani em trabalho defensivo. Já o Brasil continuou desinspirado, até porque Hulk, Oscar e Neymar estiveram uns furos abaixo do que podem render. Este esta-

2 1

Favorito? A Espanha Itália e Espanha jogam hoje (20h, RTP1) a outra meia-final da Taça das Confederações. A campeã mundial e europeia Espanha é a favorita, pois a Itália tem demonstrado fragilidades defensivas e já sofreu oito golos em três jogos. Pior: a Itália não conta com Balotelli, lesionado. No último jogo entre as duas seleções, na final do Europeu, Espanha venceu, por 4-0.

do de coisas mudou com a entrada de Bernard e até Oscar apareceu no jogo. Só que Scolari, inexplicavelmente, tirou o médio do Chelsea de campo e o futebol do Brasil voltou a descer de intensidade. Mas o melhor do Brasil estava guardado para o fim, quando Paulinho, que até esteve apagado, de cabeça fez o 2-1, aos 86m, após um canto e colocou o Brasil na LUÍS CARMO final da competição.


15

Michelle, ma belle! Ténis. Michelle de Brito está na ronda 3 de Wimbledon à boleia de uma vitória histórica sobre Maria Sharapova, por 6-3 e 6-4. A presença na próxima fase da competição foi conquistada em 1h34m. No primeiro set entre duas das tenistas mais ruidosas do circuito, a portuguesa (n.º 131 do ranking) quebrou o serviço à russa (n.º 3) por duas vezes e fechou-o em 6-3. No segundo, voltou a conseguir um break, ao jogo 3, e liderou o parcial até o encerrar em 6-4. Estava ali igualada a melhor prestação de portugueses em Grand Slams – Frederico Gil (Open da Austrália’12) e a própria Michelle (Roland Garros’09) também o conseguiram. O outro choque do dia foi a eliminação precoce do campeão em título, o suíço Roger Federer, pelo ucraniano Serhiy Stakhovsky (3-1). R.A.C.

Saltos para água

“Cliff diving” nos Açores O Red Bull Cliff Diving World Series, prova de saltos para a água, arranca amanhã no ilhéu de Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, para cumprir a 3.ª etapa do circuito mundial. A competição açoriana terá início com os treinos e a primeira ronda competitiva, e termina no sábado, dia 29 de junho, com as últimas três rondas e a grande final entre os oito melhores atletas.

Atletismo

“Night Run” confirmada em terras portuguesas

Michelle, que vai jogar com a francesa Claire Feuerstein (155.ª) na 3.ª ronda, exultou com “a maior vitória” da sua carreira. © GETTY IMAGES

Portugal foi o país europeu escolhido para receber o maior circuito de corridas noturnas do mundo, um evento que nasceu no Brasil e que tem animado as cidades do país. Segundo a organização, que envolve a Federação Portuguesa de Atletismo, a estreia do ‘Night Run’ em Portugal é a 19 de outubro, às 21h (www.facebook.com/NightRunPortugalOficial).

Futebol. Clubes turcos recorrem de suspensão Fenerbahçe e Besiktas anunciaram que vão recorrer da decisão da UEFA de os excluir das provas europeias, respetivamente por dois e um anos, por viciação de resultados. Caso seja banido, o Fenerbahçe dos portugueses Raul Meireles e Bruno Alves será substituído na próxima 3.ª pré-eliminatória da Champions pelo Bursaspor. Em caso de afastamento do Besiktas, quem beneficia é o Kayserispor, que avança para o playoff da Liga Europa.

Artigo

54 é o número do artigo das normas da UEFA que permite aos emblemas sediados em Istambul recorrer da decisão. Em comunicados distintos, os clubes evocaram-no como um direito que, sublinharam, vão exercer. PUB


www.readmetro.com QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013

Licenciatura de Relvas pode ser anulada Justiça. O Ministério Público pediu declaração de nulidade do ato de atribuição de licenciatura do antigo ministro dos Assuntos Parlamentares. “O Ministério Público no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa intentou ação administrativa especial na qual peticiona, para além do mais, a declaração de nulidade do ato de atribuição de licenciatura a Miguel Relvas”, lê-se numa nota da Procuradoria-Geral da República (PGR). A nota adianta que a ação foi proposta contra a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, tendo como contra-interessado Miguel Relvas e teve por base um relatório da Inspeção-Geral de Educação e Ciência. A Universidade Lusófona, no entanto, ainda não foi

Demissão

4 de abril foi a data em que Miguel Relvas saiu do Governo, alegando “falta de condições anímicas” para continuar. O ex-ministro não é réu nesta ação administrativa, mas figura como contra-interessado.

notificada do processo que lhe foi instaurado pelo Ministério Público no Tribunal Administrativo de Lisboa, na sequência da licenciatura de Miguel Relvas, revelou fonte da instituição de ensino, lamentando ter conhecimento deste procedimento pela comunicação social.

16 Mundo

Lei inconstitucional O Supremo Tribunal dos Estados Unidos declarou ontem – 5 votos a favor e 4 contra – inconstitucional a Lei da Defesa do Matrimónio, que define o casamento como “a união entre um homem e uma mulher”.

Economia

Banif aumenta capital O Banif aumentou ontem o capital social em 100M€, numa operação subscrita pelos principais acionistas, adiando para os próximos meses a restante injeção de capital que levará o Estado deixar de controlar o banco.

Sport

blog do fecho http://comunidade.xl.pt/JNegocios/blogs/massamonetaria “Sem se perceber bem porquê (já lá vamos) o arco do poder em Portugal virou baterias contra o FMI. Cavaco Silva não quer a instituição na troika, o PS também diz que quer soluções europeias e Paulo Portas conta o tempo para ver o FMI fora daqui. Uma coisa é segura: Portugal contará com a presença e a pressão de Washington por muitos e bons anos.”

Bolsa

O dia a dia dos mercados Petróleo

Euribor 6m Psi-20

$101,72 (+0,45%)

0,343 (-0,58%)

SCP-SLB a 20 de julho A 99.ª edição da Taça de Honra de Lisboa vai abrir com o primeiro derby Sporting-Benfica da época 2013-2014, a disputar no estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, a 20 de julho próximo.

5.525,23 (+1,75%)

Euro para: Dólar 1,300; Libra 0,849; Real 2,844

Todo um país em suspenso por “Madiba” Mais um dia passou e continua inalterado o estado crítico do ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, que está internado num hospital de Pretória com uma infeção pulmonar grave. A menos de um mês de ver o seu herói cumprir 95 anos (18 de julho), o povo sul-africano vai-se preparando para o pior e reza por “Madiba”. Foi o caso do arcebispo anglicano da Cidade do Cabo, Thabo Makgoba, que partilhou no Facebook a oração oferecida pelo próprio, terça-feira à noite, junto à cama de Mandela. © GETTY IMAGES

Metro Portugal Arruamento B à Rua José Maria Nicolau, nº3 1549-023 LISBOA - PORTUGAL METRO PORTUGAL Título licenciado a Transjornal – Edição de Publicações, SA pertencente à PROPRIEDADE Metro International, SA, EDITORA Transjornal – Edição de Publicações, SA., Capital Social €4.048.845,00, Contribuinte 505338602, registada na C.R.C de Cascais nº 505338602, Principal acionista Metro News – Publicações, S.A (100%) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Francisco Pinto Barbosa, Luís Santana, Pedro Araújo e Sá, Gonçalo Sousa Uva e António Zilhão. Depósito Legal: 220825/04, ERC nº 124635, Periodicidade Diária Distribuição Gratuita Impressão Sogapal – Sociedade Gráfica de Paiã, Lda., Av. dos Cavaleiros, 35-35ª, Portela da Ajuda, 2795-625 Carnaxide DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL Ricardo Branco Diretora Adjunta Ana Silveira Agências Adriana Macedo, Margarida Rego, Paula Tavares, Raquel Pinto, Daniel Barata; Diretos Eva Oliveira, Filomena Mestre, João Rodrigues, Luís Farinha, Ricardo Afonso Planeamento Maria da Luz Veiga Tel. 210494204/210494815; Fax 21 049 31 34 PORTO Tiago Medeiros, Gabriela Raposo Tel. 22 532 23 00 Fax 22 532 23 99 E-mail publicidade@metroportugal.com DESIGN GRÁFICO Rui Gonçalves, António Garcia MARKETING João Aleixo, Rita Costa Passatempos Marta Tavares (passatempos@metroportugal.com) Ativações e Eventos João Aleixo (coordenador) Joana Gil, Marta Brigham CHEFE DE DISTRIBUIÇÃO José Magalhães Distribuição António Caldeira, Orlando Lopes (Porto) DIRETOR Diogo Torgal Ferreira Editor Executivo Magalhães Afonso Coordenador Bruno Martins Redação Luís Carmo, Patrícia Tadeia, Rui Alexandre Coelho, Raquel Madureira (Porto) Editora gráfica Sónia Santos Grafismo Filipa Rosa, Rita Alves Fotografia Laura Haanpää Assistente Ana Rodrigues Revisão Catarina Poderoso.


20130627_pt_lisbon