Page 3

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2015 www.metrojornal.com.br

{BRASIL}

03|

Tropa de choque de Cunha adia votação Teatro. Aliados do presidente da Câmara manobram e impedem que processo que pode cassálo entre na 1ª fase. Só discussão sobre ‘fura-fila’ durou duas horas. Sessão será retomada hoje Numa demonstração de força, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), montou uma tropa de choque no Conselho de Ética e conseguiu ontem adiar a sessão destinada a votar o relatório de Fausto Pinato (PRB-SP), pedindo a continuidade das investigações do processo que pode resultar na cassação de mandato. A manobra para adiar a sessão foi capitaneada por um conjunto de manobras do regimento. Nova reunião foi marcada para hoje. A primeira intervenção questionava o fato de Onix Lorenzoni (DEM-RS) -- a favor da continuidade do processo -- ter furado a fila de inscrições. Houve bate-boca. “O deputado veio dando uma de malandro”, acusou Sérgio Moraes (PTB-RS). “Tem gente que prometeu e não tem o que entregar”, rebateu Lorenzoni, numa crítica à manobra. A discussão durou duas horas. No segundo ato, Manoel Junior (PMDB-PB) -- que é a favor de uma pena branda a Cunha -- questionou a presença de Eliziane Gama (Rede-MA), também a favor do processo. Ela é suplente no

Dilema

PT orienta voto contra

Sessão durou seis horas, mas não houve votação | ANTONIO ARAÚJO/AGÊNCIA CÂMARA

colegiado e assumiu o cargo quando era filiada ao PPS. “Ela é membro do Conselho, com mandato de dois anos. Só deixamos o Conselho se morrer ou se renunciar. Como não pretendo morrer, e Vossa Excelência também não, vamos ter que esperar acabar o mandato”, ironizou o presidente do colegiado, José Carlos Araújo (PSD-BA). Wellington Roberto (PR-PB) também atuou, com um voto em separado pedindo o arquivamento da representação. Araújo afirmou que o voto em separado só será analisado se a representação de Pinato for derrotada.

Delação torturada O advogado Marcelo Nobre, que defende Cunha, afirmou que o processo é ‘natimoro’. “Não podemos politizar a Justiça usando uma denúncia que não traz prova de nada”, disse. “Delação torturada não faz prova.” Nobre falou também que não houve mentira na CPI e que a manutenção de patrimônio num truste não precisa ser declarada à Receita Federal. “Meu cliente está correto”, declarou. MARCELO FREITAS METRO BRASÍLIA

Justiça aceita denúncia do eletrolão A Justiça Federal do Rio de Janeiro aceitou denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra 13 réus, entre os quais o ex-presidente da Eletronuclear almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, preso em julho deste ano, na 16ª fase da Operação Lava Jato, além do executivo da Andrade Gutierrez Flávio David Barra. A ação se refere à Operação Radioatividade, que investiga esquema de corrupção nas obras da Usina Nuclear Angra 3, em construção no município de Angra dos Reis (RJ). Além de corrupção ativa e passiva, os crimes investigados incluem lavagem de dinheiro e concussão, quando um funcionário público exige vantagem indevida, direta ou indiretamente, para si ou para outra pessoa. No despacho, o juiz Mar-

Ex-presidente da Eletronuclear foi preso em julho | ANTÔNIO CRUZ/ABR

celo Bretas determinou a realização de três audiências para que as testemunhas de acusação possam ser ouvidas. A primeira está marcada para o dia 14 deste mês, quando serão ouvidos os empresários Dalton dos Santos Avancini, da empreiteira Camargo Corrêa, Ricardo Pessoa, ex-presidente

O PT decidiu enfrentar a ameaça de Eduardo Cunha de abrir o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A decisão estaria condicionada aos votos dos três petistas do Conselho de Ética na votação da continuidade do processo. “Confio em nossos deputados no Conselho de Ética. Votem pela admissibilidade”, escreveu o presidente do PT, Rui Falcão. Um manifesto de 31 dos 60 deputados já marcava a posição. Zé Geraldo (PT-PA), porém, já falava a favor do arquivamento da ação ‘em nome da governabilidade’. A orientação veio do ministro Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo). Há uma preocupação do governo de a Câmara ser paralisada comprometendo medidas de ajuste fiscal. METRO BRASÍLIA

da UTC, e Walmir Pinheiro Santana, ex-diretor da UTC. Procurada, a Eletronuclear comunicou que todas as informações envolvendo o ex-presidente da estatal deveriam ser obtidas com seu advogado. O advogado de Othon Luiz Pinheiro da Silva ainda não ser pronunciou sobre a decisão judicial. AGÊNCIA BRASIL

Lava Jato. Teori autoriza novos inquéritos Relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro Teori Zavascki autorizou ontem a abertura de novo inquérito para investigar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), os senadores Delcídio do Amaral (PT-MS) e Jader Barbalho (PMDB-PA) e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE). A PGR (Procuradoria Geral da República) aponta que os quatro políticos devem ser investigados por suspeita de lavagem de dinheiro e corrupção ativa. A nova frente de investigação tem como foco as denúncias de desvio de recursos da compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, para pagamento de propina ao esquema. METRO BRASÍLIA

Delcídio segue preso numa sala da Polícia Federal | PEDRO FRANÇA/AGÊNCIA SENADO

Decoro. PPS e Rede pedem cassação de Delcídio Preso após ser flagrado numa suposta tentativa de obstruir as investigações da Lava Jato, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) responderá a processo de cassação de mandato no Conselho de Ética do Senado. Diante da resistência do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), de acionar o colegiado por ofício, o PPS e a Rede entregaram ontem a representação. O presidente do conselho, João Alberto de Souza (PMDB-MA), que votou pela revogação da prisão de Delcídio, terá cinco dias para decidir pela continuidade do processo ou pelo arquivamento. Mantida a ação, será dado prazo de 10 dias para a defesa e, em seguida, sorteado um relator, que terá 30 dias úteis para fazer investigação. O processo só deverá ser concluído no fim do primeiro semestre de 2016. Delcídio é acusado de prometer uma mesada de R$ 50 mil à família do ex-

“Ninguém, em segundo nenhum; nem advogado, nem familiar; ninguém nunca cogitou ou propôs a ele que fizesse delação premiada.” EDUARDO MARZAGÃO, ASSESSOR DE DELCÍDIO DO AMARAL

-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e fazer um plano de fuga dele para o exterior. O senador afirma que só deu palavras de conforto a Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor. Liberdade negada A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber rejeitou ontem pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do senador. Ela alegou que não poderia julgar sobre decisões de Turma e que o advogado que aparece na ação não é o que foi informado à Corte como representante legal. METRO BRASÍLIA

CPI do BNDES. Bumlai decide ficar em silêncio O pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, optou por manter silêncio ontem durante depoimento à CPI do BNDES. “O fato de estar sendo investigado em Curitiba me faz ter que resguardar uma série de respostas que poderia ter dado na semana passada”, justificou Bumlai. “Vou me manter em silêncio.” Ele teve a prisão decretada em 30 de outubro, justamente quando iria depor à CPI. Bumlai é acusado por dois delatores da Lava Jato de contrair empréstimos de R$ 12 milhões com o banco Schain. O dinheiro seria usado para quitar dívidas do PT. A postura do investigado provocou protestos dos deputados. “Sua postura é covarde e antipatriótica. O senhor apostou na impunidade

Preso em Curitiba, Bumlai foi à CPI com habeas corpus | ALEX FERREIRA/CÂMARA

por ser amiguinho de autoridade. Seu silêncio é ensurdecedor”, protestou o deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA). “A minha vida foi construída com trabalho, com muito suor, morando em porões, construindo parte deste Brasil que ninguém sabe”, afirmou Bumlai, ao fim da sessão. A CPI pedirá a prorrogação dos trabalhos por 30 dias. METRO BRASÍLIA

20151202_br_brasilia  
20151202_br_brasilia  
Advertisement